Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIANA DO CASTELO RECEBE RECITAL DE PIANO

História(s) do Piano II “Aquém e Além do Romantismo”

Luís Pipa e convidados

De novembro 2013 a junho de 2014

Luís Pipa partilha o palco com alguns dos seus discípulos, pianistas premiados da nova geração, numa série de oito recitais cujo foco principal é o grande repertório romântico. Num ciclo que se inicia com um recital a quatro mãos e termina com outro a dois pianos, passarão alguns dos maiores vultos do romantismo tais como Schubert, Mendelssohn, Schumann, Chopin, Liszt, Brahms, Tchaikovsky, a par de outros que abriram caminhos importantes como Mozart e Beethoven, ou que mantiveram o espírito romântico mergulhando no século XX e nas suas linguagens, como Scriabin, Rachmaninov, Lutoslavski e Crumb. Enquadrando as obras a ouvir, Luís Pipa executará ele próprio algumas peças apropriadas a cada uma das ocasiões, antes de ceder o palco aos seus jovens colegas.

O quarto deste ciclo de recitais terá lugar já amanhã, sábado, pelas 21.45 horas, no Eventos Café, junto ao Teatro Sá de Miranda, em Viana do Castelo.

22 de Fevereiro de 2014

Verta Fonte

Beethoven, George Crumb

Preço dos bilhetes 5 Euros

PROGRAMA DO RECITAL

“Amar a Música com L.v.Beethoven e G. Crumb”

Intérprete: Vera Fonte, piano

Direcção artística e comentários: Luís Pipa

Programa:

George Crumb, (1929), “Makrokosmos” for Amplified Piano, Volume II, “Twelve fantasy pieces after the Zodiac” [Part One]

1.     Morning Music (Genesis II)

2.     The Mystic Chord

3.     Rain-Death Variations

4.     Twin Suns [Doppelganger aus der Ewigkeit]

L.v. Beethoven (1770-1827). Sonata para piano nº 30 in Mi Maior, op. 109.

I.         Vivace ma non troppo/ Adagio expressivo

II.       Prestissimo

III.             Tema: Gesangvoll, mit innigster Empfindung

      Var: I Molto expressivo

      Var. II: Leggiermente

      Var. III: Allegro vivace

      Var. IV: Etwas langsamer als das Thema

      Var. V: Allegro, ma non troppo

      Var. VI: Tempo I del tema

Currículo- Vera Fonte (piano)

Iniciou os seus estudos de piano com oito anos de idade, na Academia de Música Fernandes Fão, sob a orientação de Denise Carvalho, tendo recebido nos anos de 2003 e 2004 o prémio de melhor aluna. Em 2007 concluiu, com a professora Enoe Ferrão, o 8º grau de piano. Realizou diversos cursos de aperfeiçoamento e masterclasses de piano e música de câmara com professores como Adriano Jordão, Álvaro Teixeira Lopes, Fausto Neves, Pedro Burmester, Luís Pipa, Graham Barber, Jaime Mota, Kenneth Hamilton, Barry Cooper, entre outros. Premiada em diversas competições nacionais e internacionais, destacam-se o 1º prémio na categoria superior de música de câmara do II Concurso Regional de Vila Verde (2013), 2º prémio na categoria superior de Música de Câmara e 3º prémio na categoria superior de piano no ConCursos, em Aveiro (2011), 2º Prémio no concurso de piano de Ourém e o 3º Prémio no Concurso “Marília Rocha” e Prémios de Melhor Interpretação da Peça Portuguesa e da Peça Ibérica no Concurso Ibérico de Piano do Alto Minho (2001 e 2006). É licenciada em Música - área vocacional de piano, pela Universidade do Minho, onde foi aluna das classes de piano e Música de Câmara do professor Luís Pipa. Venceu por dois anos consecutivos o Prémio de Mérito como melhor aluna da Licenciatura em Música da Universidade do Minho. Em 2010 participou no projecto internacional “Balli Plastici”, onde integrou a orquestra “Globus” em Trento, Itália, sob orientação do maestro Juliàn Lombana. Apresentou-se a solo com a Orquestra Académica da Universidade do Minho, sob direcção do maestro Toby Hoffman e, posteriormente, sob direcção do maestro Vítor Matos e com a Orquestra “Sinfonieta de Braga”, sob direcção de Carlos Dias, onde estreou a obra “Portimão” de Eduardo Sousa. Participou ainda na estreia das obras “TriUM Impressions I”, de Luís Pipa, “Cinco quadros para Alice” de Paulo Bastos e “Epifonia” de Vitorino de Almeida. Em 2012 participou na “Capital Europeia da Cultura”, em Guimarães, num recital onde interpretou obras de Eurico Tomaz de Lima. Recentemente concluiu o Mestrado em Ensino de Música na Universidade do Minho, onde frequentou as classes de piano e música de câmara do Professor Luís Pipa.