Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CÂMARA DE VIZELA REALIZA TESTES COVID-19 A TODOS OS ELEMENTOS DAS MESAS DE VOTO

No próximo dia 24 de janeiro terão lugar as eleições presidenciais, sendo que a Lei Orgânica n.º 3/2020, de 11 de novembro estabelece um regime excecional e temporário de voto antecipado para os eleitores em confinamento obrigatório e a Lei Orgânica n.º 4/2020, de 11 de novembro, alterou as diversas Leis Eleitorais e alargou o voto antecipado em mobilidade a todos os municípios.

votar é seguro.jpg

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

Entretanto, e face à evolução da situação epidemiológica do Covid-19 com a renovação do estado de emergência e as medidas anunciadas pelo Governo, uma vez mais, e atenta a realidade concelhia, a Câmara Municipal vai garantir o rastreamento das pessoas que constituirão as mesas de voto,  membros do Executivo e funcionários da respetiva Junta de Freguesia que vão exercer funções de apoio, assim como funcionários da autarquia que vão apoiar o ato eleitoral, para minimizar os riscos de transmissão da doença durante o processo das eleições presidenciais, que terão lugar no dia 24 de janeiro.

Assim, no próximo dia 23 de janeiro, a Câmara Municipal vai realizar testes de pesquisa de antigénio desenvolvidos para o diagnóstico do SARS-CoV-2, a todos os elementos que constituirão as mesas de voto, num total de cerca de 150 pessoas, que serão efetuados por duas equipas de profissionais de saúde, com o objetivo de incentivar à participação na votação, reforçando a segurança de todos os que se deslocarem às secções de voto.

De salientar ainda que estão inscritos em Vizela 21355 eleitores, num total de 25 mesas de voto, que funcionará entre as 08.00h e as 19.00h, e que serão distribuídos da seguinte forma:

  1. Assembleia de Voto Ada União das Freguesias de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João), que funcionará na Escola Secundária de Vizela, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº1 (do eleitor Abel da Costa Macedo Marinho ao eleitor Armandina Fernanda Fontes Coelho);
  • Secção de Voto Nº2 (do eleitor Armandina Maria da Silva Rodrigues Gomes ao eleitor Eduardo Armindo Ferreira Guimarães);
  • Secção de Voto Nº3 (do eleitor Eduardo Carvalho da Costa ao eleitor João Pedro Ferreira Faria);
  • Secção de Voto Nº4 (do eleitor João Pedro Ferreira Moreira da Silva ao eleitor Mamede da Silva Mendes);
  • Secção de Voto Nº5 (do eleitor Mamede do Vale ao eleitor Maria Estrela Gonçalves);
  • Secção de Voto Nº6 (do eleitor Maria Estrela Martins de Lima ao eleitor Pedro Eliseu Pereira da Silva).
  • Secção de Voto Nº7 (do eleitor Pedro Emanuel Braga Gonçalves Tomé da Costa ao eleitor Zulmira Susana Vieira da Silva).
  1. Assembleia de Voto Bda União Freguesia de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João), que funcionará na Escola Básica Joaquim Pinto, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº8 (do eleitor Abílio Carlos Coimbra ao eleitor Daniel Ricardo Martins Ribeiro);
  • Secção de Voto Nº9 (do eleitor Daniela Maria Dias Félix ao eleitor José Martins Ferreira);
  • Secção de Voto Nº10 (do eleitor José Mendes de Sousa ao eleitor Maria José Pereira da Silva);
  • Secção de Voto Nº11 (do eleitor Maria José Pereira Lopes ao eleitor Zulmira Machado Ferreira);
  1. Assembleia de Voto Ada União das Freguesias de Tagilde e Vizela (S. Paio), funcionará na Sede da Junta de Freguesia, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº1 (do eleitor Abel da Silva e Castro ao eleitor Leonel António Ferreira de Azevedo);
  • Secção de Voto Nº2 (do eleitor Leonor da Glória Gomes da Silva ao eleitor Zulmira Pinto Lopes);
  1. Assembleia de Voto Bda União das Freguesias de Tagilde e Vizela (S. Paio), que funcionará no Edifício da Freguesia, sito na Rua João Silva Monteiro, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº3 (do eleitor Abel Manuel Fernandes Ribeiro ao eleitor José Manuel Fernandes Pereira);
  • Secção de Voto Nº4 (do eleitor José Manuel Machado Mesquita ao eleitor Vítor Ribeiro da Silva).
  1. Assembleia de Voto da Freguesia de Vizela (Sto. Adrião), que funcionará na Escola Básica Maria de Lourdes Sampaio Melo, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº1 (do eleitor Abel da Cunha Machado ao eleitor Hugo Miguel Cardoso Sampaio);
  • Secção de Voto Nº2 (do eleitor Hugo Miguel da Silva Alves ao eleitor Maria de Fátima da Silva Costa);
  • Secção de Voto Nº3 (do eleitor Maria de Fátima da Silva Xavier ao eleitor Vítor Urbano Fernandes de Oliveira);
  1. Assembleia de Voto da Freguesia de Sta. Eulália, que funcionará na Escola Básica da Devesinha, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº1 (do eleitor Abel da Costa Leite ao eleitor Carlos da Silva Oliveira);
  • Secção de Voto Nº2 (do eleitor Carlos Daniel Castro Coelho ao eleitor João Pedro Ferreira da Silva);
  • Secção de Voto Nº3 (do eleitor João Pedro Ferreira Faria ao eleitor Maria Adelaide Lopes Pedrosa);
  • Secção de Voto Nº4 (do eleitor Maria Adelaide Martins ao eleitor Muriel Gomes);
  • Secção de Voto Nº5 (do eleitor Nádia Flausina Fernandes da Costa ao eleitor Zita Maria Lopes Rodrigues);
  1. Assembleia de Voto da Freguesia de Infias, que funcionará na Sede da Junta de Freguesia, com as seguintes secções de voto:
  • Secção de Voto Nº1 (do eleitor Abílio Alberto de Faria Araújo ao eleitor José Maria de Sousa Ferreira);
  • Secção de Voto Nº2 (do eleitor José Maria Fernandes ao eleitor Zulmira Maria Carvalhais Marinho).

Votar é um direito e um dever cívico, pelo que a Câmara Municipal de Vizela está a adotar todas as medidas para que, mesmo em tempos de pandemia, todos os vizelenses possam votar em segurança.

MERCADO MUNICIPAL DE VIZELA RETOMA SERVIÇO DE ENCOMENDAS POR TELEFONE

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal  VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

mercadoMUNVIZ.png

Assim, e tendo em atenção as condicionantes do Natal e Ano Novo, a renovação do estado de emergência e a evolução da situação epidemiológica do Covid-19, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, que foi apresentado no passado dia 12 de janeiro, definindo medidas preventivas, de acompanhamento e monitorização da situação evolutiva, divididas em três áreas de ação - medidas de saúde pública, medidas de mitigação económica e social e medidas de vacinação.

Entretanto, e face à evolução da situação epidemiológica do Covid-19 com a apresentação do estado de emergência e as medidas anunciadas pelo Governo, uma vez mais, e atenta a realidade concelhia e à semelhança do que aconteceu na primeira vaga, a Câmara Municipal, tendo em vista salvaguardar os bens de primeira necessidade, articulou com todos os vendedores do mercado o regresso do serviço de encomendas por telefone, sendo depois agendada a data e hora de levantamento da encomenda.

Este mecanismo tem como objetivo fundamental simplificar a vida dos vizelenses que fazem compras no mercado municipal, perdendo menos tempo nas deslocações, e diminuindo ao mesmo tempo o período de exposição.

Assim, a Câmara Municipal de Vizela informa os contactos para os quais devem ser efetuadas essas encomendas:

Capturarcontviz1.PNG

Capturarcontviz2.PNG

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA DISTRIBUI TESTES ANTIGÉNIO PELAS IPSS

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal  VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

TESTES CASAL DO TELHADO.jpeg

Assim, e tendo em atenção as condicionantes do Natal e Ano Novo, a renovação do estado de emergência e a evolução da situação epidemiológica do Covid-19, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, que foi apresentado no passado dia 12 de janeiro, definindo medidas preventivas, de acompanhamento e monitorização da situação evolutiva, divididas em três áreas de ação - medidas de saúde pública, medidas de mitigação económica e social e medidas de vacinação.

Uma das medidas deste Programa é a realização de testes de pesquisa de antigénio desenvolvidos para o diagnóstico do SARS-CoV-2, mais uma das medidas pioneiras da Câmara Municipal de Vizela, adotada no âmbito do Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, para assegurar o combate ao surto e a proteção social, com o objetivo de salvaguardar o interesse público municipal.

Assim, a Câmara Municipal iniciou hoje a distribuição de 500 testes de pesquisa de antigénio pelas IPSS do Concelho com o objetivo de criar condições de segurança, em especial para esbater a propagação do surto associada a esta nova realidade, para reforçar a segurança e rastrear os mais vulneráveis, aferindo quem possa estar infetado e desta forma evitar a propagação dentro dos lares do Concelho.

Assim, e apesar de já ter iniciado o processo de vacinação nas IPSS do Concelho, demorará ainda algum tempo até este processo estar concluído, uma vez que a imunização apenas estará ativa após a administração da segunda dose da vacina, pelo que é necessário continuar a adotar todas as medidas de contenção do COVID-19, como é o caso da realização de testes de despiste.

De relembrar que a Câmara Municipal criou uma equipa de emergência de testes COVID-19, para a realização dos testes antigénio, que começaram a ser realizados em novembro passado, efetuados numa unidade de rastreio móvel, uma carrinha devidamente adaptada para o efeito, sendo esta equipa constituída por profissionais de saúde, que estão disponíveis para testar em caso de necessidade, em especial nas escolas, nas USF’S, nas IPSS, nos bombeiros locais e no comércio local. Estes testes são também utilizados no caso do surgimento de eventuais surtos.

No contexto da situação epidemiológica atual, a Câmara Municipal considera da maior importância, não só o aumento do número de indivíduos testados, mas também a rapidez do diagnóstico, tendo como objetivo a deteção rápida, no sentido de uma implementação célere de medidas de isolamento que conduzam à contenção da transmissão do vírus.

De realçar que a Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho e irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

PLANO DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 INICIOU HOJE NAS IPSS’S DE VIZELA

O Plano De Vacinação contra a COVID-19 iniciou-se hoje nas IPSS’s de Vizela, nomeadamente na AIREV - Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes de Vizela.

vacinaçao AIREV.jpeg

O Plano de Vacinação contempla nesta primeira fase profissionais e residentes em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) e instituições similares, sendo articulado entre a ARS Norte e o ACES do Alto Ave.

Assim, a primeira instituição de Vizela a ser contemplada com a vacina foi a AIREV, sendo que esta tarde foram vacinadas 62 pessoas, entre utentes e funcionários, e no inicio da próxima semana iniciar-se-á a vacinação da Santa Casa da Misericórdia e na semana seguinte no Casal do Telhado do Centro Social e Paroquial de Santa Eulalia, sendo que este ultimo foi adiado devido à existência de um caso positivo na instituição.

De realçar que a Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho e irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

SERVIÇOS MUNICIPAIS DE VIZELA COM NOVO HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

BU.jpg

Assim, e tendo em atenção a evolução da situação epidemiológica do Covid-19 e a renovação do estado de emergência e as medidas anunciadas pelo Governo, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, definindo um conjunto de medidas divididas em três áreas de ação - medidas de saúde pública, medidas de mitigação económica e social e medidas de vacinação.
Assim, no que diz respeito aos espaços municipais, a Câmara Municipal de Vizela informa:
O ATENDIMENTO CÂMARA MUNICIPAL - ALTERAÇÃO DE HORÁRIO (PERÍODO COVID-19)
§ 9H00 ÀS 13H00, DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA, MEDIANTE MARCAÇÃO PRÉVIA
§ SITE: WWW.CM-VIZELA.PT
§ EMAIL: BALCAO.UNICO@CM-VIZELA.PT
§ TELEFONE: 253 489 630
O MANUTENÇÃO DO ENCERRAMENTO DA BIBLIOTECA E ESPAÇO INTERNET
O ENCERRAMENTO DA LOJA INTERATIVA DE TURISMO
O MANUTENÇÃO DO ENCERRAMENTO DOS PARQUES INFANTIS
O ENCERRAMENTO DA CASA DAS COLETIVIDADES
O REPOSIÇÃO DAS REGRAS DE FUNCIONAMENTO COVID NO MERCADO MUNICIPAL
A Câmara Municipal recomenda que se privilegie o contacto telefónico em detrimento da deslocação aos serviços municipais, sendo que o atendimento presencial deve ser feito preferencialmente por marcação prévia através do email balcao.unico@cm-vizela.pt ou telefone 253 489 630.
De realçar que a Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho e irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

300 ELEITORES INSCRITOS EM VIZELA PARA VOTO ANTECIPADO EM MOBILIDADE

No próximo dia 24 de janeiro terão lugar as eleições presidenciais, sendo que a Lei Orgânica n.º 3/2020, de 11 de novembro estabelece um regime excecional e temporário de voto antecipado para os eleitores em confinamento obrigatório e a Lei Orgânica n.º 4/2020, de 11 de novembro, alterou as diversas Leis Eleitorais e alargou o voto antecipado em mobilidade a todos os municípios.

ed.-sede CM Vizela.jpg

Assim, no próximo domingo, dia 17 de janeiro, terá lugar a votação antecipada em mobilidade no Edifício Sede da Câmara Municipal, para os cidadãos eleitores que tenham apresentado requerimento, sendo que se encontram inscritos 300 eleitores, sendo o maior número de sempre de votantes inscritos em voto antecipado em Vizela.

A votação decorrerá no próximo domingo, dia 17 de janeiro, no Edifício Sede da Câmara Municipal, entre as 08.00h e as 19.00h.

Os eleitores só podem entrar com máscara; têm de desinfetar as mãos antes de se dirigirem à mesa, antes de votar e depois de votar; devem manter o afastamento recomendado enquanto aguardam a sua vez para votar; e preferencialmente levar a própria caneta para votar. Os locais de voto (superfícies de toque frequente, cabinas de voto e casas de banho) serão desinfetados regularmente ao longo do dia. Os elementos das mesas de voto também usarão máscara e viseira ou óculos, luvas descartáveis e desinfetante.

Votar é um direito e um dever cívico, pelo que a Câmara Municipal de Vizela está a adotar todas as medidas para que, mesmo em tempos de pandemia, todos os vizelenses possam votar em segurança.

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VIZELA REUNIU COM IRHU PARA ANÁLISE DA ESTRATÉGIA LOCAL DE HABITAÇÃO

No seguimento da nova dinâmica implementada por este Executivo Municipal na área da ação social, nomeadamente no programa Vizela + Social e tendo em vista a elaboração da Estratégia Local da Habitação de Vizela, o Presidente da Câmara Municipal reuniu com o IHRU - Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana.

IHRU reunião.jpg

Na reunião foi efetuada a análise prévia da Estratégia Local de Habitação no âmbito da candidatura da Câmara Municipal ao Programa 1º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, que visa apoiar a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições habitacionais indignas e que não dispõem de capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada.

De realçar que a Câmara Municipal de Vizela já efetuou um levantamento das necessidades habitacionais no Concelho, em conjunto com todos os presidentes de junta de freguesia do Concelho, pois são estes que estão mais próximos das suas populações e melhor conhecem a realidade das suas freguesias, tendo identificado a necessidade de intervenção em mais de uma dezena de habitações.

De relembrar que, quando este Executivo tomou posse, não existia qualquer levantamento habitacional do Concelho, e as únicas habitações sociais existentes tinham sido construídas há mais de 15 anos, em 2004, num total de 18 habitações, uma quantidade manifestamente insuficiente para as necessidades existentes.

De destacar também que o anterior Executivo assinou um protocolo com o Governo de então no âmbito do Prohabita - Programa de Financiamento para Acesso à Habitação, para a construção de 40 habitações sociais no valor de 2.469.000,00€ e cuja candidatura nunca foi executada, acabando a Autarquia lamentavelmente por perder o financiamento.

A elaboração da Estratégia Local da Habitação de Vizela vem no seguimento do programa Vizela + Social, que integra um conjunto de medidas de intervenção, com o objetivo de reforçar a ação da Câmara Municipal, no âmbito da intervenção social municipal, nomeadamente, nas áreas do apoio à família, da igualdade de género, violência doméstica e pessoas dependentes e seus cuidadores e/ou familiares, sempre com o objetivo de criar uma Vizela + Social.

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA TESTA 82 ALUNOS APÓS ISOLAMENTO PROFILÁTICO

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

testes antigenio (2).jpeg

Uma das medidas do Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19 é a realização de testes antigénio aos alunos que terminem o cumprimento do isolamento profilático, a fim de assegurar o regresso em segurança dos alunos às escolas, de acordo com as diretrizes de atuação das escolas no âmbito da ocorrência de casos positivos em contexto escolar, nomeadamente a exigência de um teste COVID negativo aos alunos que regressam às escolas após vigilância ativa e isolamento profilático,

Assim, na próxima segunda feira, a Câmara Municipal vai realizar testes a 82 alunos de escolas do Concelho que terminam o cumprimento do isolamento profilático, a fim de assegurar o regresso em segurança dos alunos às escolas.

De relembrar que a Câmara Municipal criou uma equipa de emergência de testes COVID-19, para a realização dos testes antigénio, que começaram a ser realizados em novembro passado, efetuados numa unidade de rastreio móvel, uma carrinha devidamente adaptada para o efeito, sendo esta equipa constituída por profissionais de saúde, que estão disponíveis para testar em caso de necessidade, em especial nas escolas, nas USF’S, nas IPSS, nos bombeiros locais e no comércio local. Estes testes são também utilizados no caso do surgimento de eventuais surtos.

A realização dos testes de pesquisa de antigénio desenvolvidos para o diagnóstico do SARS-CoV-2 é, assim, mais uma das medidas pioneiras da Câmara Municipal de Vizela, adotada no âmbito do Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, para assegurar o combate ao surto e a proteção social, com o objetivo de salvaguardar o interesse público municipal.

5ª FASE DO PROGRAMA DE APOIO MUNICIPAL – VIZELA COVID-19 - CÂMARA MUNICIPAL IMPLEMENTA NOVAS MEDIDAS

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal  VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

testes antigenio COVID Vizela.jpeg

Assim, e tendo em atenção as condicionantes do Natal e Ano Novo, a renovação do estado de emergência e a evolução da situação epidemiológica do Covid-19, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, que foi apresentado no passado dia 12 de janeiro, definindo medidas preventivas, de acompanhamento e monitorização da situação evolutiva, divididas em três áreas de ação - medidas de saúde pública, medidas de mitigação económica e social e medidas de vacinação.

Entretanto, e face à evolução da situação epidemiológica do Covid-19 com o novo estado de emergência e as medidas anunciadas pelo Governo que entram em vigor já às 00:00 desta sexta-feira, a Câmara Municipal de Vizela vai implementar um novo conjunto de medidas, das quais cumpre destacar:

MEDIDAS DE SAÚDE PÚBLICA:

  • Manutenção dos procedimentos e das medidas constantes no Plano de Contingência COVID-19 da Câmara Municipal
  • Suspensão do pagamento de parcómetros e parques de estacionamento
  • Suspensão de prazos de pagamento e regulamentares
  • Suspensão da campanha municipal de vacinação antirrábica e identificação eletrónica de animais
  • Cancelamento de Reuniões e Audiências
  • Manutenção do centro de rastreio
  • Manutenção da linha de apoio COVID – emergência social

o   Reunião de Câmara e Assembleia Municipal – videoconferência, nos termos da Lei 1-A/2021 de 13 janeiro – Mantem-se as Reuniões por Videoconferência ate 30 junho

  • Limitação dos acessos aos espaços municipais

o   Manutenção do encerramento dos Parques infantis

o   Manutenção do encerramento da Biblioteca e espaço internet

o   Encerramento da Loja Interativa de Turismo

o   Reposição das regras de funcionamento COVID no Mercado Municipal

o   Atendimento Câmara Municipal – Alteração de Horário (9h00 às 13h00) mediante marcação prévia

  • Manutenção dos testes aos alunos – regresso as aulas após isolamento profilático
  • Distribuição de EPI’S pelas IPSS
  • Distribuição de kits pelas IPSS’S do concelho, Bombeiros Voluntários de Vizela e Unidades de Saúde Local
  • Distribuição de testes pelas IPSS
  • Cancelamento e suspensão, por tempo indeterminado, de atividades e eventos que envolva aglomerados
  • Manutenção de plano de contingência escolar
  • Monitorização semanal COVID – Município, IPSS’S do concelho, Bombeiros Voluntários de Vizela e Unidades de Saúde Local
  • Divulgação e promoção das recomendações do governo decorrentes da execução da declaração do estado de emergência
  • Campanha de sensibilização - COVID 19
  • Nova distribuição (terceira) de máscaras pela população

MEDIDAS DE MITIGAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL:

  • Manutenção da linha de apoio COVID – emergência social
  • Fomentar e promover o banco de voluntariado
  • Pagamento de apoios financeiros ao associativismo
  • Pagamento de apoios financeiros as instituições de cariz social
  • Manutenção do Plano de emergência alimentar e higienização familiar
  • Apoio especial ao Comércio e Serviços

o    Pagamento de 100% Fatura da Água + Luz + Resíduos

o    Distribuição mensal de kits pelos comerciantes

  • Apoio especial a Restauração

o    Pagamento de 50% Fatura da Água + Luz + Resíduos

o    Distribuição das Caixas – Vizela a Mesa – Fique em Casa

  • Apoio especial – Mercados e Feiras

o    Suspensão das taxas – Feiras

o    Redução de 50% das taxas - Mercado

  • Criação de Plataforma de apoio ao comércio e à restauração
  • Apoios sociais permanentemente abertos
  • Suspensão da eficácia das concessões

MEDIDAS VACINAÇÃO

  • Promoção do plano de vacinação municipal
  • Criação de um centro de vacinação municipal
  • Campanha de sensibilização

De realçar que a Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho e irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA CONTINUA A APOIAR COMERCIANTES - PRESIDENTE DA CÂMARA REUNIU COM ACIV PARA APRESENTAR MEDIDAS DE APOIO AO COMÉRCIO E RESTAURAÇÃO

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal  VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

reunião ACIV.JPG

Assim, e tendo em atenção as condicionantes do Natal e Ano Novo, a renovação do estado de emergência e a evolução da situação epidemiológica do Covid-19, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, que foi apresentado no passado dia 12 de janeiro, definindo medidas preventivas, de acompanhamento e monitorização da situação evolutiva, divididas em três áreas de ação - medidas de saúde pública, medidas de mitigação económica e social e medidas de vacinação.

Entretanto, e face à evolução da situação epidemiológica do Covid-19 com a apresentação do estado de emergência e as medidas anunciadas pelo Governo que entram em vigor já às 00:00 desta sexta-feira, o Presidente da Câmara Municipal reuniu hoje com o Presidente da ACIV, para apresentar as medidas de apoio ao comércio e restauração, como forma de minimizar a quebra de receitas provocada pelo encerramento destes estabelecimentos.

Assim, e no que diz respeito ao apoio ao comércio e serviços, a Câmara Municipal vai atribuir apoio económico aos comerciantes de Vizela correspondente a 100% do valor das despesas referentes ao fornecimento de água e eletricidade, assim como tarifa de disponibilidade do serviço de gestão de resíduos dos estabelecimentos comerciais que se encontrem encerrados e com atividade suspensa.

Relativamente à restauração, a Câmara Municipal vai atribuir um apoio aos estabelecimentos comerciais de restauração e bebidas, que corresponde a 50% do valor das despesas referentes ao fornecimento de água e eletricidade, assim como tarifa de disponibilidade do serviço de gestão de resíduos, de modo a minimizar as respetivas perdas.

A Câmara Municipal vai também fazer uma nova distribuição de caixas de cartão aos estabelecimentos comerciais de restauração e bebidas que funcionem em regime de take away ou entrega ao domicilio.

De relembrar que o Concelho de Vizela tem cerca de 60 estabelecimentos de restauração, representando um setor com uma importância social e económica de enorme relevância para o Concelho, sendo que estas medida pretende potenciar a dinamização da economia local, minorando os efeitos destas medidas restritivas causadas pelo surgimento do vírus Covid-19 e consequente pandemia.

A Câmara Municipal está também a criar uma plataforma online para promoção e apoio ao comércio e restauração local, que irá permitir aos cidadãos o acesso a bens essenciais de forma rápida e segura, ao mesmo tempo que ajuda os comerciantes locais a reinventar os seus modelos de negócios face à situação epidemiológica da Covid-19.

A Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho e irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

CÂMARA DE VIZELA PREPARA INTERVENÇÕES NAS INFRAESTRUTURAS PARA OBRA DE REQUALIFICAÇÃO DA RUA DR. ABÍLIO TORRES

Tendo em vista o início da obra de requalificação da Rua Dr. Abílio Torres, inserida no PARU – Plano de Ação de Regeneração Urbana de Vizela e no RUS - Plano de Ação - Regeneração Urbana Sustentável, teve lugar hoje uma reunião entre a Câmara Municipal e várias entidades para avaliação do ponto de situação das intervenções do ponto de vista das infraestruturas da obra.

REUNIÃO AT.JPG

A reunião contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, do Vereador das Obras Municipais e vice-presidente, dos técnicos municipais e de representantes da Vimágua, EDP, Altice e REN Portgás e teve como objetivo definir a estratégia e articular com as referidas entidades a execução das obras de infraestruturas antes do início da execução da obra de requalificação da Rua Dr. Abílio Torres.

De destacar que o objetivo desta articulação com as diversas entidades é atenuar os constrangimentos resultantes da obra e que a intervenção decorra de modo a minorar o seu impacto no quotidiano dos munícipes, assim como evitar a realização de novas intervenções por parte destas entidades depois de concluída a obra de requalificação da Rua Dr. Abílio Torres.

A obra, no valor de sensivelmente 400.000,00€, traduz-se nas seguintes melhorias a executar:  valorização da Ligação urbana ao Jardim Manuel Faria; reforço das condições de segurança; uniformização do piso da faixa de rodagem com as restantes artérias do centro urbano - cubo de granito azul 11*11; reforço da Águas Pluviais em todo o comprimento da via dos dois lados – canal polímero; levantamento do material existente nos passeios e colocação de patela de granito 10*10*5; aplicação nas zonas de passadeiras de material para “Mobilidade/Deficientes”; colocação nas passadeiras, sinais para peão em LED, de forma a alertar os condutores

Esta obra revela-se de extrema a importância da revitalização do centro urbano, que há mais de 10 anos que não via uma única obra, um paradigma que este Executivo veio alterar por completo, potenciando a atratividade dos espaços públicos e reforçando a identidade do centro, para que esta não se perca ou sofra descaracterizações, dando uma nova vida a esta área, ao mesmo tempo que potencia a intervenção dos privados. 

A Câmara Municipal apelo à cooperação e compreensão dos vizelenses, em especial dos comerciantes, pedindo desculpa por todos os constrangimentos resultantes das obras, reiterando que projeto de requalificação e revitalização da do centro urbano é de extrema relevância para o Concelho, sendo que a Autarquia irá envidar todos os esforços para que a intervenção decorra de modo a minorar o seu impacto no quotidiano dos munícipes.

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VIZELA REUNIU COM USF’S E ACES DO ALTO AVE

No seguimento da assinatura do Auto de Transferência de Competências da Saúde, que está em vigor desde 1 de janeiro, o Presidente da Câmara Municipal reuniu esta quarta feira no Centro de Saúde de Vizela com as unidades de saúde familiar e com o Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave para discutir as questões relativas à transferência de competências administrativas na área da saúde.

reunião CSVIZELA.JPG

Assim, para além do Presidente da Câmara, a reunião contou com a presença dos diretores das unidades de saúde familiar no Centro de Saúde de Vizela, Fernando Carvalho e Armando Guimarães, o Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave, José Novais de Carvalho e com a representante da Unidade de Cuidados na Comunidade de Vizela, enfermeira Natália Vale.

A reunião teve como principais objetivos a apresentação formal das partes envolvidas no processo de transferência de competências administrativas do Centro de Saúde de Vizela para a Câmara Municipal, assim como a preparação da reunião com a comissão de acompanhamento da transferência de competências da ARS Norte.

De relembrar que esta formalização da transferência de competências administrativas na área da saúde implica a integração dos funcionários nos quadros da autarquia, bem como atribuiu ao município a gestão operacional de três estabelecimentos de saúde: Unidade de Saúde Familiar Physis, Unidade de Saúde Familiar Novos Rumos e Unidade de Cuidados na Comunidade de Vizela, todos a funcionar no Centro de Saúde de Vizela.

A assunção de competências na área da Saúde é acompanhada de uma transferência de recursos financeiros por parte do Governo que se estimam em cerca de 300 mil euros anuais, para fazer face ao valor de encargos assumidos.

Este protocolo enquadra-se no âmbito da transferência de competências Lei n.º50/2018, de 16 de agosto - Lei-quadro da transferência de competências para as autarquias locais e para as entidades intermunicipais e do Decreto-Lei n.º23/2019, de 30 de janeiro, que concretiza o quadro de transferência de competências para os órgãos municipais e para as entidades intermunicipais no domínio da saúde.

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA ADOTA TODAS AS MEDIDAS PARA QUE TODOS OS VIZELENSES POSSAM VOTAR EM SEGURANÇA

eleicoes_presidenciais_2021.jpg

No próximo dia 24 de janeiro terão lugar as eleições presidenciais, sendo que a Lei Orgânica n.º 3/2020, de 11 de novembro estabelece um regime excecional e temporário de voto antecipado para os eleitores em confinamento obrigatório e a Lei Orgânica n.º 4/2020, de 11 de novembro, alterou as diversas Leis Eleitorais e alargou o voto antecipado em mobilidade a todos os municípios, pelo que, atualmente, o modo de exercício do direito de voto antecipado, em território nacional, abrange:

Doentes internados em estabelecimentos hospitalares - Para a Eleição do Presidente da República de 2021, até 4 de janeiro, poderá efetuar o seu requerimento para voto antecipado;

Presos não privados de direitos políticos - Para a Eleição do Presidente da República de 2021, até 4 de janeiro, poderá efetuar o seu requerimento para voto antecipado;

Em Mobilidade - Para a Eleição do Presidente da República de 2021, entre 10 e 14 de janeiro, poderá efetuar o seu requerimento para voto antecipado.

Em confinamento obrigatório – COVID-19 - Para a Eleição do Presidente da República de 2021, entre 14 e 17 de janeiro, poderá efetuar o seu requerimento para voto antecipado.

Se é eleitor, recenseado em território nacional, pode votar antecipadamente numa mesa de voto em mobilidade por si escolhida. Se pretende exercer o direito de voto antecipado, deve manifestar essa intenção à Administração Eleitoral da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, por via postal ou por meio eletrónico (https://www.votoantecipado.mai.gov.pt/).

Datas a ter em conta:

10 a 14 de janeiro: período para requerer VOTO ANTECIPADO EM MOBILIDADE

14 a 17 de janeiro: período para requerer VOTO ANTECIPADO EM CONFINAMENTO – COVID-19

17 de janeiro: VOTO ANTECIPADO EM MOBILIDADE no EDIFÍCIO SEDE DA CÂMARA MUNICIPAL (para os cidadãos eleitores que tenham apresentado requerimento).

19 e 20 de janeiro: VOTO ANTECIPADO EM CONFINAMENTO – COVID-19 (para os cidadãos eleitores que tenha apresentado requerimento). Uma equipa de representantes da câmara municipal e das candidaturas irá recolher o voto em casa e com os devidos cuidados.

Votar é um direito e um dever cívico, pelo que a Câmara Municipal de Vizela está a adotar todas as medidas para que, mesmo em tempos de pandemia, todos os vizelenses possam votar em segurança.

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VIZELA REUNIU COM PRESIDENTES DE JUNTA PARA AVALIAR 5ª FASE DO PROGRAMA DE APOIO MUNICIPAL – VIZELA COVID-19

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal  VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

Reunião JFvizzel.JPG

Assim, e tendo em atenção as condicionantes do Natal e Ano Novo, a renovação do estado de emergência e a evolução da situação epidemiológica do Covid-19, a Câmara Municipal elaborou um novo Plano de Contingência para esta nova fase, definindo medidas preventivas, de acompanhamento e monitorização da situação evolutiva.

A concretização deste Plano resultou de contributo de várias instituições do Concelho, sendo que o Presidente da Câmara reuniu com o Gabinete de Crise, os diretores dos Agrupamentos de Escolas e a ACIV-  Associação Comercial e Industrial de Vizela.

O Presidente da Câmara reuniu também com os presidentes das Juntas de Freguesia para avaliar as medidas da nova fase do Programa de Apoio Municipal – VIZELA COVID-19, que será apresentado hoje, pelas 16.00h, na Casa da Cultura.

A Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho e irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA SOLICITA REUNIÃO À EDP

No seguimento das diversas queixas relativas às falhas na rede elétrica no Concelho, a Câmara Municipal de Vizela solicitou uma reunião à EDP Distribuição, para aferir esta situação.

Apesar de não ser da sua competência a resolução deste problema, a Câmara Municipal está atenta a toda esta situação, tendo assim solicitado esta reunião, no sentido de alertar para uma maior atenção para esta problemática e a rápida resolução deste problema, para que num curto período de tempo sejam restabelecidas as condições deste serviço.

A Câmara Municipal de Vizela fará tudo o que estiver ao seu alcance para assegurar o bom funcionamento dos serviços prestados às populações e empresas do Concelho de Vizela, colocando-se, desta forma, ao lado dos Vizelenses na defesa dos seus interesses e dos interesses do Concelho.