Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MONÇÃO: CORTINHA VELHA TEM NOVO SITE PARA DAR A "PROVAR" OS SEUS VINHOS

Loading Marketing Consulting assina novo site da Cortinha Velha

A construção do novo website da Cortinha Velha, empresa vinícola da vila minhota de Monção, escolheu a Loading Marketing Consulting para o desenvolvimento do seu novo website.

mockup_cortinha_pc

A agência de marketing e comunicação, situada no Alto Minho, foi responsável pela criação do design do website, criando uma imagem mais moderna, apelativa e que permitisse uma boa comunicação com o público, tendo em atenção na forma de navegação dos utilizadores no website, facilitando assim a sua exploração de conteúdos.

Este novo website apresenta a Cortinha Velha com uma imagem mais clean, onde quem o utiliza, encontra todas as informações sobre a empresa, produtos, onde comprar e ainda possuí um blog com artigos relacionados com a empresa e tudo o que esta produz.

Um alvarinho galardoado e com história

Cortinha Velha é um alvarinho que presta homenagem a Manuel Covas e Maria dos Prazeres, que transmitiram aos filhos o valor da terra e das suas raízes.

Ao longo de várias gerações, uma propriedade de família vem espelhando a alegria das boas colheitas e a amargura dos tempos difíceis, numa vida, que aliada qualidade de uma uva de Cambeses – uma das melhores zonas do nosso Alvarinho – faz deste vinho uma paixão.

É um vinho para ser degustado com o prazer de saborear o fruto de uma colheita nascida entre família e amigos, no ambiente festivo que caracteriza a região.

PONTE DE LIMA CANDIDATA-SE A PRÉMIO EUROPEU QUE VALORIZA O PATRIMÓNIO VITIVINÍCOLA

Município de Ponte de Lima apresenta candidatura ao Iter Vitis Award 2018

O Município de Ponte de Lima, através do Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde (CIPVV), é candidato ao prémio europeu Iter Vitis Award 2018, atribuído pela Associação Iter Vitis – Os caminhos da Vinha na Europa, destinado a distinguir iniciativas locais que visam apoiar ações de valorização e promoção do património vitivinícola e do enoturismo associados ao desenvolvimento económico local.

IMG_6911

O Iter Vitis – Os caminhos da Vinha é reconhecido como Itinerário Cultural do Conselho Europeu, do qual fazem parte 18 países europeus.

Desde Março de 2017, o CIPVV é a sede da Iter Vitis em Portugal, cuja presidência é assumida pela Associação Portuguesa de Municípios do Vinho.

DJI_0010

GOSTARIA DE VISITAR AS MENINAS D’OIRO?

Uma experiência única onde poderão sentir aromas e sabores que, certamente, vão ser recordados cada vez que abrir uma garrafa de Soalheiro.

De forma a mostrar toda a emoção e paixão que o Soalheiro Team sente pelo terroir de Monção e Melgaço, o Soalheiro desafiou todos os que a eles se quiserem juntar a vivenciar uma experiência de vindimas única. Até ao final do mês de setembro, é possível visitar as vinhas e as uvas de Alvarinho que carinhosamente chamam “as nossas meninas d’oiro”.

soalheiro (6)

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho, os visitantes podem aventurar-se nas visitas guiadas, descobrindo nas próprias vinhas as várias dimensões da casta. A produção rege-se por todos os princípios da sustentabilidade, estando ali em perfeita harmonia com a natureza.

Nesta altura do ano, todas as visitas são ajustadas à realidade vivida nas vindimas. Uma vivência muito especial e apaixonada das atividades na vinha e na adega… desde a receção das uvas até à prova do mosto e aos vinhos em fermentação. Uma experiência única onde poderão sentir aromas e sabores que certamente vão ser recordados cada vez que abrirem uma garrafa de Soalheiro.

Inscreva-se na tribo em www.soalheiro.com e veja a nossas visitas on-line!

PARA JÁ GOOD FEELINGS MAS ATÉ AO LAVAR DOS CESTOS É VINDIMA…

A vindima começou a bom ritmo e com um excelente equilíbrio entre o álcool e a acidez. Tendência clara de menos produção por ha em algumas parcelas, contudo a qualidade não foi comprometida. O Pinot Noir já está todo dentro da adega… a obrigação de repetir o sucesso do Soalheiro Mineral Rose é grande e esta casta juntamente com o Alvarinho são as castas base. A casta Loureiro também já foi vindimada. Sendo uma casta mais atlântica, que tem o seu solar junto à costa minhota, precisa de frescura e de álcool moderadamente baixo. Apesar das temperaturas altas de agosto foi possível vindimar com muito boa acidez.

Agora as atenções estão viradas para o Alvarinho, a casta rainha de Monção e Melgaço, os primeiros mostos têm aroma a lembrar infusão de Lúcia Lima (verbena) como tem que ser para o Soalheiro Clássico. “Sabia que cerca de 70% das plantações de Alvarinho em Portugal e 75% das plantações de Alvarinho nos Vinhos Verdes estão localizadas na nossa região? Grande responsabilidade para com o futuro desta casta. Estamos confiantes” afirmam os produtores.

Isto e muito mais é o que o Soalheiro propõe para desfrutar numa vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho. Aproveite ainda para apreciar o tradicional fumeiro da região, acompanhado pelo primeiro Alvarinho de Melgaço. As visitas podem agora ser efetuadas de segunda-feira a domingo, incluindo feriados.

Mais informações e reservas em www.soalheiro.com/enoturismo

soalheiro (1)

soalheiro (2)

soalheiro (3)

soalheiro (4)

soalheiro (5)

GRUPO “CANCIONEIRO DO ALTO MINHO” REPRESENTA PORTUGAL NO LUXEMBURGO

Foi com muito orgulho – nós, os minhotos, dizemos chieira! – que o Grupo Folclórico “Cancioneiro do Alto Minho representou Portugal e as tradições, usos e costumes do Alto Minho na “Festa da Uva e do Vinho” que se realizou este fim-de-semana em Grevenmacher (Moselle du Luxembourg).

41408166_1964328880276849_2674647242421305344_n

Mais de meia centena de grupos de folclore provenientes dos mais diversos pontos da Europa desfilaram perante milhares de espectadores que se apinhavam ao longo do percurso e não regatearam os aplausos às várias representações. E, como não podia deixar de suceder, o “Cancioneiro do Alto Minho” conta-se entre as que mais aplausos receberam.

No certame foi ainda eleita a jovem luxemburguesa Sophie como a Rainha do Vinho, a qual desfilou em cima de um carro alegórico ricamente ornamentado com uvas e flores entre outros motivos alusivos às vindimas.

Fotos: Cancioneiro do Alto Minho / Rádio Televisão do Luxemburgo

41402390_469707730195157_1959861420468207616_n

23316056_10156807587793242_1017186949_n

41416070_498502620577194_4971681016012865536_n

41460106_264716924372091_5112058547454083072_n

41469767_278362512779889_1173366871785734144_n

41477491_2089959787984505_4477882127706226688_n

41486631_2158585674211366_8796382649032638464_n

41495203_282103282402210_8918680691735003136_n

41520557_301324563929176_2266547709177495552_n

41545948_2091482121166455_2199940785120477184_n

41575434_2159732554294659_6186466765694828544_n

41589716_1214762561998991_1290433811825295360_n

41632388_544719905971870_4875294970568769536_n

ALVARINHO DE MONÇÃO E MELGAÇO AFIRMA-SE NA GASTRONOMIA ASIÁTICA

Sommeliers de topo distinguem Soalheiro Clássico 2017 com medalha de ouro

Fazendo jus, à longa história de contacto do povo português com o Oriente, o Soalheiro pretende continuar a contribuir para um acentuado e sólido conhecimento do Alvarinho de Monção e Melgaço nos mercados asiáticos. Com presença no Japão, Macau, Hong Kong e Singapura, a 1ª Marca de Alvarinho de Melgaço demonstra que os Alvarinhos da região têm perfis que harmonizam na perfeição com diferentes estilos de gastronomia seja ela nipónica, chinesa ou até mesmo cantonesa.

ASIA WINE & SPIRITS AWARDS 2018

Mais uma vez, os mercados asiáticos ficaram rendidos aos aromas e sabores da 1ª Marca de Alvarinho de Melgaço. O Soalheiro Clássico 2017 conquista a medalha de ouro no ASIA WINE & SPIRITS AWARDS 2018 (AWSA). A avaliação é feita, em prova cega, por Sommeliers de topo de toda a Ásia, juntamente com um painel de Master Sommeliers liderados por Brian Julyan MS, CEO do The Court of Master Sommeliers. AWSA pretende abrir portas para os produtores de vinho e destilados e seus distribuidores que já estão nos mercados asiáticos ou planeiam entrar nesses mercados.

Orgulhosamente da região mais a norte de Portugal, os produtores do Soalheiro pretendem deixar uma marca da cultura portuguesa pelo mundo. Tal como "tempura", um prato tradicional nos restaurantes japoneses foi introduzido pelos jesuítas portugueses e a palavra kappu deriva de copo em português, o Alvarinho será certamente um desafio de harmonização na gastronomia internacional.

soalheiro classico 2018

RUI ALARCON, VENCEDOR DA VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA DE 2017 e 2018, CONFIRMADO NO “MONÇÃO E MELGAÇO GRANFONDO - A ORIGEM DO ALVARINHO”

Com organização da Bikeservice e apoio das autarquias de Monção e Melgaço, o “Monção e Melgaço Grandfondo – A Origem do Alvarinho” estreia-se no dia 23 de setembro, domingo, com a presença de dois mil participantes, número limite de inscrições.

alarcon

A partida e chegada faz-se de Monção, percorrendo dois concelhos “cobertos” de beleza, história e tradição, onde o cultivo e produção do vinho Alvarinho se confunde com a singularidade, nobreza e caráter das suas gentes. A prova compreende Granfondo (131 km), Mediofondo (106 km) e Minifondo (62 km).

Com muitas caras conhecidas da modalidade já inscritas, a organização confirmou, esta manhã, a presença de Rui Alarcon, vencedor da Volta a Portugal em Bicicleta deste ano, feito já conseguido no ano transato, com a as cores da equipa W52 – F.C. Porto.

A organização agendou também uma caminhada solidária. Valor de 7,00 € com oferta de t-shirt e lanche. Previsto também um Granfondo Kids, um espaço de diversão para alimentar os sonhos dos pequenos participantes e, quem sabe, lançar as sementes de futuros campeões. Realiza-se no dia anterior, 22 de setembro, pelas 17h00, com inscrição gratuita.

Venha à descoberta da origem do Alvarinho.

GASTRONOMIA, ARTESANATO E VINHOS LEVAM MILHARES DE VISITANTES A CELORICO DE BASTO

Milhares de pessoas passaram pela XXI Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos em Celorico de Basto

Terminou ontem, 15 de agosto, a XXI edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos, um certame que priorizou a qualidade dos produtos expostos e que, como habitualmente, atraiu milhares de pessoas ao recinto.

_DSC3110

“A satisfação é plena, tivemos um certame muito rico, com artesanato representativo de todo o país e de extrema qualidade, com vários artesãos a trabalhar ao vivo e a mostrar o amor à arte, com um saber-fazer que atraiu muitos curiosos” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca destacou este certame como um ponto de encontro, um local onde os locais e os emigrantes se encontram e matam saudades. “Este certame, um espaço com gastronomia da melhor qualidade, onde as pessoas se dirigiram para jantar, para provar as diferentes iguarias, para degustar os vinhos verdes da nossa região, é, também, um espaço onde muitos emigrantes e residentes se encontram e matam saudades, num convívio salutar, onde não faltou a animação permanente proporcionada pelos grupos convidados”.

_DSC3095

Joaquim Mota e Silva disse ainda que Celorico de Basto, durante mês de agosto, é visitado por milhares de pessoas entre visitantes e turistas proporcionando uma dinâmica económica muito positiva para o concelho. “Este certame é um evento que contribui muito para a afluência de gentes a este concelho. As pessoas que nos visitam vêm por causa da natureza, dos espaços turísticos, da família, dos amigos mas também por causa das atividades culturais desenvolvidas. Nota-se um aumento crescente de visitantes, de ano para ano, e uma dinâmica económica muito positiva sobretudo nos espaços de alojamento e restauração”.

De facto, muitos foram os pontos de interesse deste certame mas o trabalho ao vivo desenvolvido por muitos artesãos deixava os visitantes encantados. José Moreira de Sto. Tirso, é um dos artesãos que marcou presença no certame que com pequenos bocados de madeira desenvolvia peças únicas. “Sempre tive jeito para fazer estes trabalhos manuais mas foi desde que me reformei que dediquei mais tempo a esta arte. Gosto sobretudo de fazer utensílios da agricultura, desde carros de bois, espigueiros, enxadas, engaços, foices, todo o tipo de alfaias. Fui agricultor durante anos e por isso gosto de fazer estes materiais que um dia, com a modernização da agricultura, poderão cair no esquecimento” ressalvou.

A XXI edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos teve lugar em Celorico de Basto, de 10 a 15 de agosto.

_DSC3392

_DSC3452

_DSC3551

_DSC3650

FÉRIAS NA REGIÃO DO ALTO MINHO?- TEMOS UM CONVITE PARA SI…

Desfrute de uma vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho enquanto aprecia o tradicional fumeiro da região, acompanhado pelo primeiro Alvarinho de Melgaço

Ainda não tem planos para as suas férias ou para os fins de semana soalheiros de agosto? Então esta notícia é para si. A Quinta de Soalheiro lança o desafio de desfrutar de uma vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho enquanto aprecia o tradicional fumeiro da região, acompanhado pelo primeiro Alvarinho de Melgaço. 

soalheiro primeiro alvarinho de melgaço (2)

E, por forma a revelar o total potencial enogastronómico, o convite estende-se até à vizinha Quinta da Folga, onde os aguarda uma prova de fumeiro tradicional de Melgaço, iguarias feitas segundo receituário antigo e de forma artesanal, aqui com prévia marcação. As visitas podem agora ser efetuadas de segunda-feira a domingo, incluindo feriados.

NA SALA DE PROVAS UMA VISÃO PERFEITA DO TERROIR ÚNICO DA REGIÃO

No topo da adega, a sala de provas abre para o terraço panorâmico e permite observar as vinhas, as montanhas que circundam e fecham o vale, a vizinha Espanha e a brisa do rio Minho que passa por perto, umavisão perfeita do Terroir único desta região.

ADEGA REÚNE TODAS AS CONDIÇÕES PARA CRIAR VINHOS ÚNICOS

A adega, renovada recentemente, cria um espaço que permite uma otimização da capacidade de vinificação com zonas específicas de fermentação e estágio, preservando todas as condições para paparicar os vinhos tornando-os exclusivos. Aqui não são poupados os pequenos detalhes fundamentais para garantir a consistência de qualidade dos grandes vinhos, permitindo um espaço que funcionalmente respeita a tradição vitícola e enológica, abrindo as portas à descoberta dos diferentes Soalheiros. A visita guiada inclui as diferentes secções da adega (cave do espumante, estágio barricas de carvalho, envelhecimento aguardente, fermentação e estágio em inox).

soalheiro primeiro alvarinho de melgaço (3)

VINHA: UMA DESCOBERTA IN LOCO DA CASTA ALVARINHO

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho, os visitantes podem ainda aventurar-se nas visitas guiadas, descobrindo nas próprias vinhas as várias dimensões da casta. A produção rege-se por todos os princípios da sustentabilidade, estando ali em perfeita harmonia com a natureza. O contacto com a flora tradicional, a ecologia e a vindima, em função da data da visita, tornará este momento inesquecível.

Mais informações e reservas em www.soalheiro.com.

Melgaço,06 de agosto de 2018

Essência Completa (Assessoria comunicação)

Teresa Juncal Pires | T. 910 945 790| E. teresajuncalpires@essenciacompleta.pt

Quinta de Soalheiro                   

António Luís e Maria João Cerdeira | www.soalheiro.com | E. quinta@soalheiro.com

soalheiro primeiro alvarinho de melgaço (1)

MONÇÃO RECEBE OS MELHORES VINHOS BRANCOS DE PORTUGAL E DA EUROPA

Este fim de semana, 21 e 22 de julho, Monção recebe alguns dos melhores produtores europeus de vinho e junta-os aos apreciadores mais exigentes num encontro verdadeiramente único, momento de exaltação dos aromas e sabores de vinhos brancos extraordinários.

white-experience-imagem

O “Monção e Melgaço – The White Experience”, que decorre no Parque das Caldas, espaço junto às muralhas e Rio Minho, apresenta um conjunto de vinhos brancos de classe mundial, máxima expressão de diferentes uvas, estilos e terroirs.

Além de produtores de Monção e Melgaço, o evento, que envolve visitas a adegas, provas e conferências, conta com a presença de vinhos portugueses de diferentes territórios vinícolas, bem como produtores europeus de regiões como Borgonha, Sancerre, Alsácia, Mosel.
Com organização da Comissão de Vinhos Verdes e “Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho”, Monção assume-se, neste fim de semana, como a porta de embarque para uma viagem fantástica pelos vinhos brancos de Portugal e da Europa. Uma oportunidade única e enriquecedora para apreciadores e profissionais.

NUNO MARKL DESENHA MASCOTE PARA A FEIRA DO ALVARINHO

Nem mais! No programa da manhã da Rádio Comercial da passada sexta-feira, António Barbosa, desafiou, em direto, Nuno Markl a desenhar a mascote da Feira do Alvarinho.

A resposta chegou esta terça-feira. Nuno Markl enviou um “Alvarinho” sorridente, simpático e com ares de dançarino. Os ingredientes perfeitos para três dias de animação e boa disposição.

nuno markl

FEIRA DO ALVARINHO DE MONÇÃO: BRINDAMOS CONSIGO!

A feira com maior afluência de público, dedicada ao setor dos vinhos, decorre este fim-de-semana, 29 de junho a 1 de julho. Três dias de promoção do vinho Alvarinho e animação popular.Venha brindar connosco. E convide os seus familiares e amigos.

horizontal

A Feira do Alvarinho de Monção, certame destinado a promover aquele produto vínico singular e nobre da nossa região, realiza-se entre 29 de junho e 1 de julho, apresentando uma programação destinada a todos os públicos, complementada com provas de vinho, conferências temáticas e animação musical.

Num evento de sucesso que se renova de ano para ano, a presente edição apresenta duas novidades. Um novo espaço. No Parque das Caldas. E o regresso da restauração após um interregno de vários anos. Estão presentes quatro restaurantes do concelho.

Participam 29 produtores de vinho Alvarinho, 20 tasquinhas com produtos tradicionais, fumeiros, queijaria e doçaria e 20 expositores destinados a instituições e artesanato. Presentes também um posto médico, espaço lounge, Eprami.com, espaço infantil, posto de informação, sala de provas e área para workshops de culinária.

Animação para todos os públicos

A abertura oficial está marcada para as 10h30, abrindo espaço a três dias de promoção dos vinhos Alvarinho, gastronomia local, animação para todos os públicos e rentabilização económica dos expositores, comércio, hotelaria e restauração do concelho.

Milhares de pessoas, de diferentes áreas geográficas de Portugal e Espanha, rumam a Monção para “sentir” a Feira do Alvarinho. No último ano, passaram pelo recinto da feira mais de 50 mil pessoas, originando um volume de negócio direto e indireto (cafetarias, restauração, hotelaria, comércio….) superior a meio milhão de euros.

Ao longo dos três dias, as tardes serão preenchidas com conferências temáticas, provas de vinho, workshops de culinária e atuação de agrupamentos folclóricos do nosso concelho. As noites iniciam-se com animação de rua (charangas), continuando, pela noite dentro, com os Dj`s Nuno Luz e Ana Isabel Arroja, da Rádio Comercial, media partner do evento.

Nesta parceria com a Rádio Comercial, estão a “passar” vários spots promocionais diários da Feira do Alvarinho de Monção. No primeiro dia do certame, 29 de junho, o programa “Já se faz tarde”, com Diogo Beja e Joana Azevedo, entre as 17h00 e as 20h00, será emitido em direto do recinto da feira.

vertical

Mesa “Cordeiro à Moda de Monção”

Com a mesa “Cordeiro à Moda de Monção” como pré-finalista do concurso nacional “7 Maravilhas à Mesa”, a Feira do Alvarinho assumir-se-á ainda como um espaço de promoção deste prato típico de Monção, conhecido localmente como “Foda à Monção”.

A Feira do Alvarinho de Monção tem como finalidade reforçar a sua condição de instrumento estratégico para a promoção e comercialização daquele produto singular produzido em Monção e Melgaço, enaltecendo as suas características vinícolas ímpares e diferenciadoras e promovendo o estabelecimento de parcerias comerciais.

Constitui igualmente um espaço de divulgação da atividade empresarial e associativa da região e como uma “montra” para a dinamização do mundo rural através da apresentação, valorização e comercialização de produtos e artigos locais e regionais.

Capturar1

Capturar2

Capturar3

Capturar4

FEIRA DO ALVARINHO DE MONÇÃO

A feira com maior afluência de público, dedicada ao setor dos vinhos, está a chegar. Marque na agenda: 29 de junho a 1 de julho. Três dias de promoção do vinho Alvarinho e animação popular. Venha brindar connosco. E convide os seus familiares e amigos.

banner

A Feira do Alvarinho de Monção, certame destinado a promover aquele produto vínico singular e nobre da nossa região, realiza-se entre 29 de junho e 1 de julho, apresentando uma programação destinada a todos os públicos, complementada com provas de vinho, conferências temáticas e animação musical.

Num evento de sucesso que se renova de ano para ano, a presente edição apresenta duas novidades. Um novo espaço. No Parque das Caldas. E o regresso da restauração após um interregno de vários anos. Estão presentes quatro restaurantes do concelho.

Participam 29 produtores de vinho Alvarinho, 20 tasquinhas com produtos tradicionais, fumeiros, queijaria e doçaria e 20 expositores destinados a instituições e artesanato. Presentes também um posto médico, espaço lounge, Eprami.com, espaço infantil, posto de informação, sala de provas e área para workshops de culinária.

A abertura oficial está marcada para as 10h30, abrindo espaço a três dias de promoção dos vinhos Alvarinho, gastronomia local, animação para todos os públicos e rentabilização económica dos expositores, comércio, hotelaria e restauração do concelho.

Milhares de pessoas, de diferentes áreas geográficas de Portugal e Espanha, rumam a Monção para “sentir” a Feira do Alvarinho. No último ano, terão passado pelo recinto da feira 80 mil pessoas, originando um volume de negócio direto e indireto (cafetarias, restauração, hotelaria, comércio….) superior a meio milhão de euros.

Ao longo dos três dias, as tardes serão preenchidas com conferências temáticas, provas de vinho, workshops de culinária e atuação de agrupamentos folclóricos do nosso concelho. As noites iniciam-se com animação de rua (charangas), continuando, pela noite dentro, com os Dj`s  Nuno Luz e Ana Isabel Arroja, da Rádio Comercial, media partner do evento.

Nesta parceria com a Rádio Comercial, estão a “passar” vários spots promocionais diários da Feira do Alvarinho de Monção. No primeiro dia do certame, 29 de junho, o programa “Já se faz tarde”, com Diogo Beja e Joana Azevedo, entre as 17h00 e as 20h00, será emitido em direto do recinto da feira.

Com a mesa “Cordeiro à Moda de Monção” como pré-finalista do concurso nacional “7 Maravilhas à Mesa”, a Feira do Alvarinho assumir-se-á ainda como um espaço de promoção deste prato típico de Monção, conhecido localmente como “Foda à Monção”.

A Feira do Alvarinho de Monção tem como finalidade reforçar a sua condição de instrumento estratégico para a promoção e comercialização daquele produto singular produzido em Monção e Melgaço, enaltecendo as suas características vinícolas ímpares e diferenciadoras e promovendo o estabelecimento de parcerias comerciais.

Constitui igualmente um espaço de divulgação da atividade empresarial e associativa da região e como uma “montra” para a dinamização do mundo rural através da apresentação, valorização e comercialização de produtos e artigos locais e regionais.

domingo

Monção chama-te

sábado

sexta-feira

ALVARINHO WINE FEST: CORDEIRO ACOMPANHA ALVARINHO NA PROMOÇÃO DO TERRITÓRIO EM LISBOA

O Alvarinho Wine Fest abre portas esta sexta-feira, pelas 16h00, prolongando-se durante todo o fim de semana. Nesta 4ª edição, no Pavilhão Carlos Lopes, o vinho Alvarinho tem a grata companhia do “Cordeiro à Moda de Monção”, prato típico conhecido localmente como “Foda a Monção”.

wine_1

Presente no evento, a Confraria da Foda de Pias promete regalar o público com a genuinidade e qualidade daquele prato típico do concelho de Monção. E tudo como deve ser. Ou manda a tradição. Literalmente, Monção transfere-se para Lisboa neste fim-de-semana.

Os fornos e a lenha para confecionar o “Cordeiro à Moda de Monção” vão diretamente da Terra de Deu-la-Deu e Berço do Alvarinho, propiciando aos visitantes do certame um contato próximo e apaladado com a riqueza gastronómica do território.

“Uma logística grande para reproduzirmos, com autenticidade e veracidade, o modo de preparação deste prato tradicional do nosso concelho” adianta António Barbosa, assinalando: “juntar o Alvarinho e o cordeiro faz todo o sentido porque o nosso objetivo é promovermos o território no seu conjunto”.

A presença do “Cordeiro à Moda de Monção” no Alvarinho Wine Fest representa também uma aposta do Município na promoção daquele prato típico, um dos 49 pré-finalistas do concurso “7 Maravilhas à Mesa”, único representante da região do Alto Minho.

MONÇÃO E MELGAÇO CELEBRAM A ORIGEM DO ALVARINHO NA CAPITAL DO PAIS

Alvarinho Wine Fest realiza-se nos dias 8, 9 e 10 de junho, no Pavilhão Carlos Lopes. Evento conta com 31 rótulos de vinho Alvarinho, bem como alguns produtores de fumeiros, enchidos, queijos e doçaria. A Confraria da Foda de Pias marca presença, regalando o público com a genuinidade e qualidade da nossa culinária tradicional.

wine_2

O Alvarinho Wine Fest regressa a Lisboa para celebrar a origem do verdadeiro Alvarinho, do terroir de Monção e Melgaço. Este fim-de-semana, 8, 9 e 10 de junho, no Pavilhão Carlos Lopes, voltamos a valorizar a autenticidade do território com novas combinações e experiências.

Promovido pelo Grupo Cofina com o apoio das autarquias de Monção e Melgaço, o evento conta com 31 rótulos de vinho Alvarinho, bem como alguns produtores de fumeiros, enchidos, queijos e doçaria. A Confraria da Foda de Pias marca presença, regalando o público com a genuinidade e qualidade da nossa culinária tradicional.

Além das sessões de provas de vinhos, com todos os produtores presentes, a presente edição conta com quatro masterclasses, proporcionando uma oportunidade interessante para quem pretende conhecer melhor os vinhos Alvarinhos da Sub-Região de Monção e Melgaço.

Presença de vários especialistas que prometem partilhar com os participantes as caraterísticas e os segredos desta casta nobre e singular. A participação é gratuita, sendo necessária inscrição antecipada através do correio eletrónico cofinaeventos@cofina.pt.

O corte da fita do Alvarinho Wine Fest está marcado para as 16h00, permanecendo o recinto aberto até às 23h00. No sábado, as portas abrem-se às 14h00 e fecham às 23h00. No domingo, abertura às 13h00 e encerramento às 18h00. A entrada no pavilhão é gratuita. O copo para as provas tem o valor de 5,00 €.

MAIS DE 1400 ATLETAS ENCANTARAM-SE COM OS TRILHOS DE MELGAÇO

IV Melgaço Alvarinho Trail (MAT) - Quintas de Melgaço

Ricardo Silva (EDV – Viana Trail) e Paula Lage (Individual) foram os grandes vencedores

«Fantástico. Espetacular. Percurso duro e belíssimo. Excelente organização.» Estas eram muitas das palavras que se ouviam no final das várias provas. Melgaço recebeu ontem mais de 1400 atletas que participaram no IV Melgaço Alvarinho Trail (MAT) - Quintas de Melgaço, oriundos de Portugal, de Espanha e também de outros países. Do Rio Minho, a menos de 40 metros de altitude, ao Planalto de Castro Laboreiro, onde se superaram os 1.300 metros de altitude, os atletas confrontaram-se com muitas dificuldades, mas com condições fantásticas que os motivaram a alcançar a meta.

partida

«Desde a primeira edição que temos tido uma subida exponencial de participantes. Tem sido tudo feito de forma paulatina e com muito trabalho árduo. Queremos continuar a cimentar a qualidade do Alvarinho Trail em Melgaço. Temos condições de excelência, mas isso sempre com elevado espírito de humildade”, conta o diretor da prova, Igor Moreira, acrescentando que o evento «É fruto de uma equipa excelente e sem eles nada seria possível!»

A cada ano, a organização fica satisfeita com a elevada adesão. Recorde-se que o MAT nasceu em 2015, numa iniciativa pioneira que tinha como objetivo aliar a prática desportiva ao contacto com a natureza e as populações locais, mas rapidamente superou todas as expectativas: a primeira edição contou com cerca de 250 atletas, a segunda com cerca de 300, e em 2017 o MAT triplicou o número de participantes, cerca de 900. Agora já são mais de 1400. As paisagens deslumbrantes, a tranquilidade da natureza, a adrenalina dos vários percursos, e, claro, a deliciosa gastronomia, acompanhada pelo ex-libris da região, o alvarinho, são as razões que motivam os entusiastas a participarem no Melgaço Alvarinho Trail.

força

Quatro provas: um Ultra Trail de 47Km (inserida no Circuito Nacional de Ultra Trail Séries 100 E NO Campeonato Regional de Trail Ultra da Associação de Atletismo de Viana do Castelo), um Trail Longo de 27Km (inserida no Circuito Nacional de Trail Séries 100), um Trail Curto de 17km e uma Caminhada de 13Km. As provas de Ultra Trail e Trail Longo estiveram, pelo 2º ano, incluídas no Prozis Campeonato Nacional 2018 da ATRP. O MAT percorrerá as freguesias da Vila, Chaviães, Fiães, Roussas, S. Paio, Paderne e Prado. Ricardo Silva (EDV – Viana Trail) e Paula Lage (Individual) foram os grandes vencedores. Os resultados podem ser consultados aqui!

Por estes dias, foram muitos os que descobriram o que Melgaço Tem. Quem se deslocou ao Município Mais Radical de Portugal, aproveitou para descobrir e conhecer a região, a sua gastronomia, cultura, história e costumes, alavancando assim a economia local. «O MAT tem um enorme impacto na economia local, sendo mesmo um impulsionador de novas transações comerciais. Os atletas ficam fascinados com Melgaço e, mais tarde, acabam por vir visitar o concelho numa estadia mais prolongada», atenta José Adriano Lima, Vereador da Câmara Municipal de Melgaço, com o pelouro do Desporto.

Ricardo Silva (EDV – Viana Trail)

Os atletas inscritos tiveram a oportunidade de usufruir de uma entrada em cada um dos museus de Melgaço: Museu de Cinema de Melgaço – Jean Loup Passek, Espaço Memória e Fronteira, Núcleo Museológico de Castro Laboreiro e o Núcleo Museológico da Torre de Menagem. E, para lhes compensar o esforço, os participantes receberam, no final das provas, serviços de massagem oferecidos pela Saúde Constante, pela EPRAMI – Escola Profissional do Alto Minho Interior, CteSP – Termalismo e Bem-Estar (IPVC); serviços de Osteopatia, pelo Centro de Osteopatia Francisco Esteves; e também serviços de enfermagem pela Unidade Local de Saúde do Alto Minho, EPE (ULSAM).

A iniciativa, da organização da Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer EM, contou com o apoio do Município de Melgaço, da Melgaço Radical, da ATRP - Associação de Trail Running de Portugal, dos Bombeiros Voluntários de Melgaço, e ainda com o patrocínio de diversas entidades. As Quintas de Melgaço foram o patrocinador oficial do evento, associando-se nesta edição ao nome do evento.

trail longo 1

alongar

partida 27-05

ATLETAS DÃO A CONHECER A CASTA ALVARINHO EM TODOS OS CANTOS DO MUNDO

Porque há provas e “provas”…

“Todos podem ver as táticas das tuas conquistas, mas ninguém consegue discernir a estratégia que gerou as tuas vitórias.” - Sun Tzu, [João Mota] - https://trailrunningcoach.pt/

Maior e mais desafiante prova de Trail Running de Endurance em Alta Montanha da Europa conta com a participação da Strendure Running Team / Soalheiro

Com o Strendure Running Team, a Quinta de Soalheiro pretende fazer chegar a força de vontade e o espírito de conquista portuguesa a todos os cantos do mundo. Todas as semanas há provas… mas há provas e provas. A próxima é um desafio especial… falamos do Andorra Ultra Trail Vall Nord, o maior e mais desafiante desafio de Trail Running de Endurance em Alta Montanha da Europa, onde a conclusão de qualquer um dos desafios é um momento de realização para quem pratica esta modalidade. A prova realiza-se de 3 a 8 julho e conta com a participação de 2.720 atletas oriundos de mais de 30 países diferentes, entre os quais, João Mota, uma das referências do trail português. 

Strendure Running Team Soalheiro

O atleta João Mota vai participar na prova mais longa, Eufòria del Cims - 233kms / 40000 desnível acumulado, e onde a participação é mais limitada. Apenas 150 atletas vão competir neste percurso. João Mota terá o apoio médico da Sara Dias. “A Sara abdicou de participar nos eventos competitivos para dar-me suporte de vida, porque a minha prova não dispõe de posto de abastecimentos da organização de 12 em 12km como nas outras distâncias. No meu evento temos o que se chamada base de vida, mas só de 50 em 50 km e o apoio médico adicional é muito importante” afirma João Mota. Reforçando “Uma equipa coesa também passa por este tipo de cedências. O ano passado tive um problema de saúde no segundo dia de prova e tive que ser resgatado de helicóptero, foi a primeira vez que tive que desistir. Este ano com aStrendure / Soalheiro e o apoio da Sara tenho a motivação e os cuidados médicos essenciais para concluir o evento.” Sara Dias participará no dia 8, numa corrida solidária, de caráter não competitivo, que terá a participação 500 atletas numa distância de 10 km.

Strendure Running Team/Soalheiro estará ainda representado no Andorra Ultra Trail por António Arede e Carlos André (Ronda del Cims/ 27000 desnível acumulado - 170kms), Salvador Correia de Oliveira e José Januário Lima (Mitíc - 112kms/ 20000 desnível acumulado) e Ana Paula Azevedo, Carlos Moniz e Sandra Costa (Maratò del Cims - 42.5km / 6000 desnível acumulado). Atualmente, o projeto Strendure / Soalheiro conta com empenho e dedicação de 80 atletas que levam o nome de Portugal aos quatro cantos do mundo, nas mais variadas provas onde competem.

image009

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA FESTIVAL ENOTURÍSTICO

FESTIVINHÃO – Festival Enoturístico de Arcos de Valdevez

O FESTIVINHÃO – Festival Enoturístico de Arcos de Valdevez regressa nos dias1, 2 e 3 de Junho, com duas grandes novidades: a mudança de local para o Jardim dos Centenários, no centro histórico de Arcos de Valdevez e a primeira eleição da ‘RAINHA DAS VINDIMAS de Arcos de Valdevez’. A Câmara Municipal e a Associação dos Vinhos de Arcos de Valdevez pretendem dar mais um incremento na promoção do setor vinícola, o qual é uma das grandes atividades económicas do concelho.

festivinhao2018_cartaz

A mudança de espaço traz algo que os expositores pediam desde a primeira edição, ou seja,ficarem todos no mesmo espaço, permitindo uma melhor interação entre as bancas dos vinhos e produtos locais e as tasquinhas dos petiscos. Também o artesanato tradicional não alimentar que terá um espaço dedicado. Ligando tudo ficará a festa: a passerelle da Rainha das Vindimas e o palco da animação.

A eleição da ‘RAINHA DAS VINDIMAS de Arcos de Valdevez’ é uma parceria entre as Juntas de Freguesia, o Município e a Associação dos Vinhos de Arcos de Valdevez. As 36 Freguesias e Uniões de Freguesias foram, por decisão conjunta entre os parceiros, divididas por três edições, pelo que este ano haverá a participação das primeiras 12, a saber: Aboim das Choças, Aguiã, Arcos Salvador, Vilafonche e Parada, Arcos (S.Paio) e Giela, Cabreiro, Grade e Carralcova, Guilhadeses e Santar, Miranda, Paçô, Prozelo, Soajo, Távora Santa Maria e S. Vicente. A Rainha das Vindimas de Arcos de Valdevez representará o Concelho na Eleição da Rainha das Vindimas de Portugal. A candidata eleita, durante um ano, representará o concelho e a associação em vários eventos. O processo utilizado na participação das freguesias pretende devolver autarcia e identidade às freguesias, incentivando a redescoberta de valores identitários próprios como o traje tradicional.

O cartaz da animação é fortíssimo, havendo a destacar: no auditório Casa das Artes, na noite sábado, Mário Laginha e Pedro Burmester num diálogo de pianos; de seguida e para acabar a noite, uma estreia em Portugal da banda rock alemã : JoonWolfsberg(banda que já vai no quinto álbum de originais e que daqui vai para a tournée nos Estados Unidos. JoonWolfsberg começou como streetband nos EUA e é considerada como senhora de uma voz singular). No domingo, o destaque vai para a Fanfarra Káustika a animar a malta, com a sua prodigiosa animação de rua e o Quarteto de Daniel Cristo, uma velha música tradicional minhota, com novos arranjos, pretendendo fazer do cavaquinho e demais instrumentos tradicionais, novos outra vez.

Nas provas comentadas estará este ano o escanção/sommelierManuel Moreira, 2º classificado no ‘BestSommelieroftheWorld 2008’, uma das opiniões internacionalmente mais influentes sobre vinhos portugueses junto dos profissionais da indústria hoteleiraque,com os seus comentários, ajudará a melhorconhecer os vinhos em presença.

Ainda na animação,Visitas Guiadas enquadradas na Rota dos Vinhos de Arcos de Valdevez, às 10 horas da manhã de sábado e domingo e o sempre super animado Jantar Itinerante de sábado às 19h30.Trata-se deum percurso muito apreciado pelo centro histórico de Arcos de Valdevez, com uma incursão no património, gastronomia e vinhos arcuenses, e com inscrições limitadas. Entradas, caldo, prato principal e sobremesa pelas ruas e restaurantes de Arcos de Valdevez.  

MONÇÃO PROMOVE CAMINHOS DO ALVARINHO

Caminhos alvarinho

“CAMINHOS DO ALVARINHO”

3 de junho, domingo, 8h30

Com organização do “Correr por Monção”, a iniciativa “Caminhos de Alvarinho” é uma simbiose perfeita entre a atividade física e o vinho Alvarinho. Na sua essência, esta caminhada, com cerca de 14 quilómetros, tem como objetivo reforçar hábitos saudáveis, aliando o exercício físico à descoberta do território da Sub-Região de Monção e Melgaço.

Englobada na Festa do Corpo de Deus/Coca de Monção, a caminhada tem início no Museu do Alvarinho, seguindo para a Quinta de Santiago, Adega Cooperativa de Monção, Solar de Serrade e Quinta da Pedra, terminando no ponto de partida, onde terá lugar um Alvarinho de Honra, acompanhado por canapés variados.

Inscrições:

Loja Interativa de Turismo, Casa do Curro (T. 251 649 013)

Valor: 7,00 €