Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SOALHEIRO DESAFIA OS SEUS SENTIDOS: PRAZER, INFUSÕES NATURAIS, VINHO E GASTRONOMIA

“Soalheiro Infusion Selection” uma procura apaixonada pelo detalhe do território onde se insere – um território único e puro. 

Soalheiro Infusion Selection

Visite o Enoturismo Soalheiro no território de Monção e Melgaço e descubra as infusões naturais do Minho.

Em breve poderá descobrir estes aromas e sabores perto de si!

Este Natal, deixe-se envolver por uma nova abordagem relacionada com prazer, infusões naturais, gastronomia e Soalheiro com a nova coleção de infusões – “Soalheiro Infusion Selection”. Ligado, há mais de 40 anos, à produção de vinho Alvarinho, sempre com o foco na biodiversidade e sustentabilidade ambiental, a Quinta de Soalheiro continua a apostar numa procura apaixonada pelo detalhe do território onde se insere – The Pur Terroir.

image005

Esta região tem uma grande tradição de simplicidade no consumo, privilegiando infusões de ervas espontâneas muito saborosas e saudáveis. Deixe-se surpreender pelas excelentes ligações entre o terroir do vinho e das ervas aromáticas.” afirmam os produtores.

Soalheiro Infusion Selection

PARA CADA SOALHEIRO UMA INFUSÃO PERFEITA

Deixe-se surpreender…

Olhamos para as infusões como olhamos para o vinho e para a gastronomia. Uma simbiose de aromas e sabores. As infusões podem estar sempre presentes, mais no fim da refeição do que no início, e complementam os sabores dos vinhos que assumem quase sempre papel central na mesa. Piscamos também o olho aos que não são vínicos, mas gostariam de sentir os prazeres dos que como nós apreciamos! Aqui ficam algumas dicas.  A “Soalheiro Infusion Selection” é composta por 10 ervas espontâneas caraterísticas do terroir Soalheiro e harmonizam com a gastronomia local e claro com perfis distintos de Soalheiro. Não acredita? Tem de provar…Alcachofra, alecrim, cidreira, hortelã pimenta chocolate, hortelã verde, lúcia-lima, perpétua vermelha, tomilho e tomilho-limão. Basta encontrar o seu perfil Soalheiro.

Lúcia Lima é certamente um clássico, de aroma revigorante, fresco, citrino de sabor suave, ligeira adstringência e macia e o casamento perfeito com o Soalheiro Clássico, que enaltece a frescura aromática da casta Alvarinho. Com a Hortelã Verde descobrimos o aroma do campo do Minho. Pela sua frescura e suavidade harmoniza com arroz e assados no forno e claro o Espumante de Alvarinho. Com personalidade, digestivo e o parceiro ideal com Lúcia-Lima, a Alcachofra combina com o perfil Soalheiro Nature. O Alecrim, floral, balsâmico e de sabor intenso é um relaxante e ideal para aromatizar assados e grelhados. O Soalheiro Mineral Rosé fará a continuação… O Soalheiro Primeiras e o Soalheiro 9% casam na perfeição com o aroma suave e muito delicado da Cidreira. Ideal para um momento relaxante… ou sempre que o prazer pedir. O aroma balsâmico (madeira) do Tomilho torna-o um aliado do Soalheiro Reserva marcado por alvarinho fermentado em casco de carvalho. Intenso, pode ser utilizado em quase toda a cozinha. Mais suave, o Tomilho Limão é utilizado em saladas, pratos delicados e grelhados. Um relaxante para introduzir um Soalheiro Allo.

Mas se gosta de sabores mais irreverentes, o ideal é experimentar a Hortelã Pimenta Chocolate e a Perpétua Vermelha. O primeiro, de perfil revitalizante, estimulante e digestivo harmoniza com pratos frescos e leves e antecede na perfeição o Soalheiro Terramater Unfiltred. O segundo, de aroma e sabor forte, provoca sensações contraditórias pelo seu travo amargo e enaltece a vontade de experimentar caminhos diferentes, tal como o Soalheiro Oppaco, o primeiro vinho tinto com Alvarinho que inova nos vinhos tintos da região com o potencial que a natureza oferece. Usado em decoração de pastelaria fará sucesso pela sua cor atraente e forte.

Segredos de preparação, coleção de infusões, propriedades terapêuticas e detalhes específicos disponíveis em: www.soalheiro.com/infusions

Soalheiro Infusion Selection3

PONTE DE LIMA VENCE PRÉMIO EUROPEU ITER VITIS

O Município de Ponte de Lima, único representante de Portugal com o projeto do CIPVV - Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, vence prémio no European Iter Vitis Awards. O Prémio foi entregue na passada quinta-feira, em Bruxelas, ao Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, pelo Embaixador e Chefe do Gabinete do Conselho da Europa, Zoltan Taubner, pelo Presidente Iter Vitis França, Didier Cujives, e pela representante da Federação Europeia Iter Vitis, Emanuela Pank. Foram ainda atribuídos dois prémios à França e um à Croácia.

DSC02090

A ITER VITIS é uma Rota Cultural dos Caminhos da Vinha na Europa, classificada como Itinerário Cultural do Conselho Europeu, cujo objetivo principal é a promoção do património cultural, histórico e paisagístico associado ao vinho de qualidade.

A sede Portuguesa da Rede Iter Vitis, está instalada no CIPVV em Ponte de Lima, um espaço dinamizado em parceria pelo Município de Ponte de Lima e a CVRVV – Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes sendo esta uma estrutura abrangente que incorpora elementos alusivos à diversidade e identidade das nove Sub-regiões em que atualmente se subdivide a Região Demarcada dos Vinhos Verdes, na perspetiva da promoção do vinho e divulgação do património vitivinícola.

Em Ponte de Lima, os Caminhos de Santiago servem para o percurso da Rota Iter Vitis, bem como o Albergue dos Peregrinos serviria de “Domus da Rede Iter Vitis – Os Caminhos da Vinha”. O objetivo passa pelo desenvolvimento do enoturismo através da valorização do património cultural, material e imaterial, da gastronomia e do nosso território associado à vinha e ao vinho.

DSC02093

DSC02103

ALVARINHO E ARTE: UMA LIÇÃO DE VIDA

Um final de tarde apaixonante. Entre o Alvarinho de Anselmo Mendes e a Arte de Manuel Malheiro. Dois monçanenses de excelência. Provaram-se cinco vinhos de caraterísticas distintas. Olharam-se igual número de obras inspiradas naquele néctar precioso. Colhido num território de eleição. Monção e Melgaço.

01

A apresentação esteve a cargo de Ricardo de Campos. Falou de arte, vinho, amizade e criatividade. Um brinde a tudo isso. António Barbosa sublinhou a ligação perfeita entre o Alvarinho e a Arte. E agradeceu a demonstração de amor à terra de Anselmo Mendes e Manuel Malheiro. Grandes talentos que primam pela diferença, disse.

A história do Alvarinho foi contada por Anselmo Mendes. Romanos, monges, enólogos, empresários. Um trajeto que fez do vinho muito mais que uma simples bebida. Trata-se, acentuou, de um produto cultural gerado com esforço, paixão e cumplicidade.

02

Manuel Malheiro não falou. Deixou que fosse Helena Mendes Pereira, curadora com ligações à Bienal de Arte de Cerveira, a traduzir com palavras assertivas, as pinturas expostas na sala do território do Museu do Alvarinho.

Enalteceu o relacionamento apertado, quase umbilical, entre o Alvarinho e a Arte. A profundidade, o aroma, a acidez de um lado “aconchegada” no espaço, colorido e textura do outro. Olhamos melhor. Abanamos a cabeça. Na vertical.

Vieram os copos de pé alto. Com Alvarinho dentro. Para mais uns minutos de conversa e aprendizagem. Sobre Alvarinho e Arte, claro. Aqui está mais uma das Expressões do Alvarinho. Saímos a saber mais do que entramos. Afinal de contas, tanto um como outra são uma lição de vida.

03

SOALHEIRO TEAM PÕE “MÃOS À OBRA” E DE ALVARINHO FAZ NATAL

Árvores de Natal únicas e especiais demonstram a paixão pelo Alvarinho e o terroir

O espírito natalício invadiu o Soalheiro Team e levou-o a colocar mãos à obra e surpreender todos os visitantes da Quinta de Soalheiro, em Melgaço. Sim, o vinho e vinha são a sua paixão… mas no seu ADN os valores da amizade, companheirismo e entrega fazem superar o trabalho do dia a dia e conquistar resultados espetaculares e improváveis. Quem visita a primeira marca de Alvarinho de Melgaço, nesta época, vai encontrar árvores de natal únicas e especiais. Idealizadas e construídas pelo Soalheiro Team, têm como mote o que mais lhes é caraterístico: o Alvarinho e o terroir. Por isso, a paixão, a dedicação e a sustentabilidade ambiental são notórias em cada detalhe.

image007

O Soalheiro Team são todos aqueles que, diariamente, vestem a camisola e comungam com os valores da inovação, do inconformismo, da responsabilidade e da excelência, contribuindo para a evolução contínua e sólida do Soalheiro. Foi a paixão pela vinha e pelo vinho que os uniu e é o respeito pelo nosso Terroir que os realiza. A valorização e o respeito pelas particularidades de cada um fazem do Soalheiro Team uma equipa forte e coesa. Uma equipa multidisciplinar, proativa e extremamente motivada, com quem o Soalheiro faz o seu percurso na conquista de novos desafios, alcançando o reconhecimento nacional e internacional.

image009

O Soalheiro team convida-o a visitá-las e aproveitar a época festiva para conhecer os municípios mais a Norte de Portugal, Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho.

Soalheiro Team Christmas Details (2)

Soalheiro Team Christmas Details (4)

Soalheiro Team Christmas Details (5)

Soalheiro Team Christmas Details (7)

Soalheiro Team Christmas Details (8)

Soalheiro Team Christmas Details (9)

MONÇÃO: “O ALVARINHO EM DIÁLOGO COM A ARTE CONTEMPORÂNEA”

Quinta-feira, 6 de dezembro, pelas 18h30, no Museu do Alvarinho

Nas diversas expressões do Alvarinho, uma das mais presentes prende-se com a componente artística. Falar da cumplicidade entre Alvarinho e arte equivale a abordar uma história com muitos pontos em comum. Que se manifesta de diferentes formas e nos mais variados locais.

Cartaz - Expressões do Alvarinho

Esta quinta-feira, 6 de dezembro, pelas 18h30, no Museu do Alvarinho, abre-se um novo capítulo neste relacionamento: o enólogo, Anselmo Mendes, e o artista plástico, Manuel Malheiro, juntam-se e propõem um diálogo entre o Alvarinho e a arte contemporânea.

O objetivo, dizem, é presentear o público com uma experiência sensorial extraordinária, proporcionada pela prova de vários rótulos de Alvarinho e pela expetativa pictórica de cada um deles.  

O enólogo, Anselmo Mendes, e o artista plástico, Manuel Malheiro, ambos naturais de Monção, tem desenvolvido as suas atividades com grande profissionalismo e visibilidade junto do público, tendo, ao longo das suas carreiras, recebido muitas criticas positivas, prémios e distinções.

SOALHEIRO DESAFIA ALUNOS DA ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE VIANA DO CASTELO A CRIAR HARMONIZAÇÕES IMPROVÁVEIS

Projeto arrancou este ano letivo e pretende demonstrar que a gastronomia portuguesa é rica e variada e que pode ser combinada com perfis distintos do Soalheiro.

Uma abordagem detalhada do Vinho Verde e do território de

Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho é um dos objetivos fundamentais.

Consciente da importância da formação de base para a criação de profissionais de topo, a Quinta de Soalheiro desafiou a Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo para um projeto que permitirá uma educação sustentada dos seus alunos e que contribuirá certamente para criar embaixadores de Portugal e dos vinhos portugueses nos quatro cantos do mundo. O projeto arrancou no dia 20 de novembro e já promete muitas surpresas. O desafio lançado aos alunos tem como base o desenvolvimento de uma harmonização improvável: desafiar os paladares de um prato típico da região onde a escola está inserida com diferentes estilos de Soalheiro. Um desafio que permitirá demonstrar que a gastronomia portuguesa é rica e variada e que pode ser combinada com perfis distintos de Vinho Verde, especificamente dentro da casta Alvarinho. Os resultados serão apresentados no início de 2019, num evento dedicado ao efeito.

Capturar

O modelo base do projeto centra-se em visitas formativas ao terroir Monção e Melgaço: a origem do Alvarinho e Master Class sobre as especificidades dos Vinhos Portugueses, com especial incidência no Vinho Verde e na Casta Alvarinho, e os paralelismos destes com os vinhos do mundo. O Soalheiro, pela sua diversidade de gama, disponibiliza ainda um kit de formação composto por vinhos de todas as suas dimensões, um info kit explicativo da origem do terroir, Monção e Melgaço e da história do Alvarinho e Fichas Técnicas dos Vinhos. Este kit formação é utilizado de acordo com as necessidades das escolas e serve de ferramenta de trabalho para professores e alunos nas ações letivas e projetos educativos.

“O nosso objetivo é contribuir para que estes alunos aprendam a trabalhar com diferentes estilos de vinho,

para que possam adaptar esses conhecimentos a vinhos de qualquer parte do mundo” - afirmam os produtores.

VINHO É CULTURA: PARTIR À DESCOBERTA DE CHEIROS, MEMÓRIAS, LUGARES…

“Não é preciso beber vinho, para ter cultura de vinho” desmistifica o enólogo Luís Cerdeira quando se refere à formação de base em que os alunos começam a frequentar os cursos profissionais com 14/15 anos. Acrescentando, “o vinho faz parte da nossa tradição. Está enraizado na dieta mediterrânea e é fundamental que os jovens aprendam e evoluam. Não é beber por beber. A cultura do vinho tem a ver com a entrega, com a dedicação, com o simbolismo do momento. Podemos dar história, dar dimensão”.

Na primeira fase deste projeto piloto, a arrancar este ano letivo, integram escolas de norte a sul do país e de diferentes níveis de ensino. O projeto abrange, desta forma, alunos com formações diversas: gestão e administração hoteleira, cozinha, catering, restauração e bar, uma vez que, os sentidos devem ser desafiados e trabalhados num todo para que a harmonia final seja perfeita. Durante o primeiro semestre letivo será implementado também nas Escolas de Hotelaria de Fátima, Porto, Coimbra e Faro e na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto.

“Acreditamos que o turismo pede criatividade para dar a conhecer o potencial do nosso país. Não podemos estagnar face ao presente.

É necessário evoluir e desafiar convenções para que façam ver as potencialidades da nossa terra, do nosso património, das nossas tradições.

É preciso saber fazer as escolhas adequadas. O futuro deles prende-se com inovação e diferenciação. Só os melhores se vão destacar”

concluem os produtores.

MAGUSTO SOLIDÁRIO JUNTOU MAIS DE DUAS CENTENAS DE PESSOAS EM MELGAÇO

Apoiar a luta contra a discriminação, exclusão social e pobreza, com grande destaque para as criançasem risco social ou com graves problemas de saúde, foi o que moveu o Soalheiro a criar esta dinâmica de Enoturismo diferente.

image002

No passado sábado, 20 de outubro, a convite da Quinta de Soalheiro, mais de duas centenas de pessoas juntaram-se, em Melgaço, num Magusto Solidário, para assinalar o fim das vindimas 2018. A iniciativa tinha como principal objetivo apoiar o projeto “Raios de Sol” do Movimento Lírio Azul (MLA) e da Fundação Portuguesa a “Comunidade Contra a Sida” (FPCCS), apostando numa dinâmica de Enoturismo diferente que contribuiu para fazer a diferença na vida das crianças e respetivas famílias apoiadas pela Fundação. Trata-se de um projeto que visa a luta contra a discriminação, exclusão social e pobreza, com grande destaque para as crianças em risco social ou com graves problemas de saúde.

“As parcerias são fundamentais para o desenvolvimento da sociedade. O donativo em si é importante para fazer a diferença na vida destas instituições, mas a Responsabilidade Social de uma entidade deve ir muito além disso. Com este evento, pretendemos criar sinergias e acima de tudo dar amplitude ao projeto “Raios de Sol” em Melgaço. Poder contribuir para a implementação de um projeto de proximidade como este no nosso território é um privilégio”

- afirmam os produtores.

UMA CONVERSA DE SOFÁ QUE FALOU DE MOTIVAÇÃO E DA IMPORTÂNCIA DO VOLUNTARIADO NA CONSTRUÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS

A iniciativa arrancou com uma conversa descontraída, onde foi possível perceber a importância da cooperação e sinergias como foco do desenvolvimento social, a importância do voluntariado na construção de projetos sociais e o impacto da motivação no desenvolvimento. Odete Costa – Presidente Movimento Lírio Azul, Filomena Frazão de Aguiar – Presidente da Fundação Portuguesa “Comunidade Contra a Sida” e João Carlos Mota - Strendure - Trail Running Endurance Coaching aceitaram o desafio e juntaram-se aos produtores do Soalheiro num sofá com vista para o vale do Rio Minho e falaram de coração aberto sobre estes projetos. A Melgaço Radical juntou-se igualmente ao evento colaborando na organização da caminhada pelas vinhas, onde foi possível desfrutar das belezas naturais do município mais a Norte de Portugal, num momento de networking fundamental para o desenvolvimento sustentável destas instituições.

Da parte da tarde, Hugo Roby - Educador Canino e Treinador de Animais demonstrou como amestração de cães de assistência é fundamental na ajuda social. O dia terminou com um magusto tradicional e muita animação ao bom espírito Soalheiro.

“É uma grande satisfação conseguir convívios improváveis entre pessoas tão diferentes...e tão iguais... dando as mãos para que a nossa sociedade fique mais justa, mais igualitária e liberta de preconceito.” - afirmam os produtores.

MONÇÃO: CORTINHA VELHA TEM NOVO SITE PARA DAR A "PROVAR" OS SEUS VINHOS

Loading Marketing Consulting assina novo site da Cortinha Velha

A construção do novo website da Cortinha Velha, empresa vinícola da vila minhota de Monção, escolheu a Loading Marketing Consulting para o desenvolvimento do seu novo website.

mockup_cortinha_pc

A agência de marketing e comunicação, situada no Alto Minho, foi responsável pela criação do design do website, criando uma imagem mais moderna, apelativa e que permitisse uma boa comunicação com o público, tendo em atenção na forma de navegação dos utilizadores no website, facilitando assim a sua exploração de conteúdos.

Este novo website apresenta a Cortinha Velha com uma imagem mais clean, onde quem o utiliza, encontra todas as informações sobre a empresa, produtos, onde comprar e ainda possuí um blog com artigos relacionados com a empresa e tudo o que esta produz.

Um alvarinho galardoado e com história

Cortinha Velha é um alvarinho que presta homenagem a Manuel Covas e Maria dos Prazeres, que transmitiram aos filhos o valor da terra e das suas raízes.

Ao longo de várias gerações, uma propriedade de família vem espelhando a alegria das boas colheitas e a amargura dos tempos difíceis, numa vida, que aliada qualidade de uma uva de Cambeses – uma das melhores zonas do nosso Alvarinho – faz deste vinho uma paixão.

É um vinho para ser degustado com o prazer de saborear o fruto de uma colheita nascida entre família e amigos, no ambiente festivo que caracteriza a região.

PONTE DE LIMA CANDIDATA-SE A PRÉMIO EUROPEU QUE VALORIZA O PATRIMÓNIO VITIVINÍCOLA

Município de Ponte de Lima apresenta candidatura ao Iter Vitis Award 2018

O Município de Ponte de Lima, através do Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde (CIPVV), é candidato ao prémio europeu Iter Vitis Award 2018, atribuído pela Associação Iter Vitis – Os caminhos da Vinha na Europa, destinado a distinguir iniciativas locais que visam apoiar ações de valorização e promoção do património vitivinícola e do enoturismo associados ao desenvolvimento económico local.

IMG_6911

O Iter Vitis – Os caminhos da Vinha é reconhecido como Itinerário Cultural do Conselho Europeu, do qual fazem parte 18 países europeus.

Desde Março de 2017, o CIPVV é a sede da Iter Vitis em Portugal, cuja presidência é assumida pela Associação Portuguesa de Municípios do Vinho.

DJI_0010

GOSTARIA DE VISITAR AS MENINAS D’OIRO?

Uma experiência única onde poderão sentir aromas e sabores que, certamente, vão ser recordados cada vez que abrir uma garrafa de Soalheiro.

De forma a mostrar toda a emoção e paixão que o Soalheiro Team sente pelo terroir de Monção e Melgaço, o Soalheiro desafiou todos os que a eles se quiserem juntar a vivenciar uma experiência de vindimas única. Até ao final do mês de setembro, é possível visitar as vinhas e as uvas de Alvarinho que carinhosamente chamam “as nossas meninas d’oiro”.

soalheiro (6)

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho, os visitantes podem aventurar-se nas visitas guiadas, descobrindo nas próprias vinhas as várias dimensões da casta. A produção rege-se por todos os princípios da sustentabilidade, estando ali em perfeita harmonia com a natureza.

Nesta altura do ano, todas as visitas são ajustadas à realidade vivida nas vindimas. Uma vivência muito especial e apaixonada das atividades na vinha e na adega… desde a receção das uvas até à prova do mosto e aos vinhos em fermentação. Uma experiência única onde poderão sentir aromas e sabores que certamente vão ser recordados cada vez que abrirem uma garrafa de Soalheiro.

Inscreva-se na tribo em www.soalheiro.com e veja a nossas visitas on-line!

PARA JÁ GOOD FEELINGS MAS ATÉ AO LAVAR DOS CESTOS É VINDIMA…

A vindima começou a bom ritmo e com um excelente equilíbrio entre o álcool e a acidez. Tendência clara de menos produção por ha em algumas parcelas, contudo a qualidade não foi comprometida. O Pinot Noir já está todo dentro da adega… a obrigação de repetir o sucesso do Soalheiro Mineral Rose é grande e esta casta juntamente com o Alvarinho são as castas base. A casta Loureiro também já foi vindimada. Sendo uma casta mais atlântica, que tem o seu solar junto à costa minhota, precisa de frescura e de álcool moderadamente baixo. Apesar das temperaturas altas de agosto foi possível vindimar com muito boa acidez.

Agora as atenções estão viradas para o Alvarinho, a casta rainha de Monção e Melgaço, os primeiros mostos têm aroma a lembrar infusão de Lúcia Lima (verbena) como tem que ser para o Soalheiro Clássico. “Sabia que cerca de 70% das plantações de Alvarinho em Portugal e 75% das plantações de Alvarinho nos Vinhos Verdes estão localizadas na nossa região? Grande responsabilidade para com o futuro desta casta. Estamos confiantes” afirmam os produtores.

Isto e muito mais é o que o Soalheiro propõe para desfrutar numa vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho. Aproveite ainda para apreciar o tradicional fumeiro da região, acompanhado pelo primeiro Alvarinho de Melgaço. As visitas podem agora ser efetuadas de segunda-feira a domingo, incluindo feriados.

Mais informações e reservas em www.soalheiro.com/enoturismo

soalheiro (1)

soalheiro (2)

soalheiro (3)

soalheiro (4)

soalheiro (5)

GRUPO “CANCIONEIRO DO ALTO MINHO” REPRESENTA PORTUGAL NO LUXEMBURGO

Foi com muito orgulho – nós, os minhotos, dizemos chieira! – que o Grupo Folclórico “Cancioneiro do Alto Minho representou Portugal e as tradições, usos e costumes do Alto Minho na “Festa da Uva e do Vinho” que se realizou este fim-de-semana em Grevenmacher (Moselle du Luxembourg).

41408166_1964328880276849_2674647242421305344_n

Mais de meia centena de grupos de folclore provenientes dos mais diversos pontos da Europa desfilaram perante milhares de espectadores que se apinhavam ao longo do percurso e não regatearam os aplausos às várias representações. E, como não podia deixar de suceder, o “Cancioneiro do Alto Minho” conta-se entre as que mais aplausos receberam.

No certame foi ainda eleita a jovem luxemburguesa Sophie como a Rainha do Vinho, a qual desfilou em cima de um carro alegórico ricamente ornamentado com uvas e flores entre outros motivos alusivos às vindimas.

Fotos: Cancioneiro do Alto Minho / Rádio Televisão do Luxemburgo

41402390_469707730195157_1959861420468207616_n

23316056_10156807587793242_1017186949_n

41416070_498502620577194_4971681016012865536_n

41460106_264716924372091_5112058547454083072_n

41469767_278362512779889_1173366871785734144_n

41477491_2089959787984505_4477882127706226688_n

41486631_2158585674211366_8796382649032638464_n

41495203_282103282402210_8918680691735003136_n

41520557_301324563929176_2266547709177495552_n

41545948_2091482121166455_2199940785120477184_n

41575434_2159732554294659_6186466765694828544_n

41589716_1214762561998991_1290433811825295360_n

41632388_544719905971870_4875294970568769536_n

ALVARINHO DE MONÇÃO E MELGAÇO AFIRMA-SE NA GASTRONOMIA ASIÁTICA

Sommeliers de topo distinguem Soalheiro Clássico 2017 com medalha de ouro

Fazendo jus, à longa história de contacto do povo português com o Oriente, o Soalheiro pretende continuar a contribuir para um acentuado e sólido conhecimento do Alvarinho de Monção e Melgaço nos mercados asiáticos. Com presença no Japão, Macau, Hong Kong e Singapura, a 1ª Marca de Alvarinho de Melgaço demonstra que os Alvarinhos da região têm perfis que harmonizam na perfeição com diferentes estilos de gastronomia seja ela nipónica, chinesa ou até mesmo cantonesa.

ASIA WINE & SPIRITS AWARDS 2018

Mais uma vez, os mercados asiáticos ficaram rendidos aos aromas e sabores da 1ª Marca de Alvarinho de Melgaço. O Soalheiro Clássico 2017 conquista a medalha de ouro no ASIA WINE & SPIRITS AWARDS 2018 (AWSA). A avaliação é feita, em prova cega, por Sommeliers de topo de toda a Ásia, juntamente com um painel de Master Sommeliers liderados por Brian Julyan MS, CEO do The Court of Master Sommeliers. AWSA pretende abrir portas para os produtores de vinho e destilados e seus distribuidores que já estão nos mercados asiáticos ou planeiam entrar nesses mercados.

Orgulhosamente da região mais a norte de Portugal, os produtores do Soalheiro pretendem deixar uma marca da cultura portuguesa pelo mundo. Tal como "tempura", um prato tradicional nos restaurantes japoneses foi introduzido pelos jesuítas portugueses e a palavra kappu deriva de copo em português, o Alvarinho será certamente um desafio de harmonização na gastronomia internacional.

soalheiro classico 2018

RUI ALARCON, VENCEDOR DA VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA DE 2017 e 2018, CONFIRMADO NO “MONÇÃO E MELGAÇO GRANFONDO - A ORIGEM DO ALVARINHO”

Com organização da Bikeservice e apoio das autarquias de Monção e Melgaço, o “Monção e Melgaço Grandfondo – A Origem do Alvarinho” estreia-se no dia 23 de setembro, domingo, com a presença de dois mil participantes, número limite de inscrições.

alarcon

A partida e chegada faz-se de Monção, percorrendo dois concelhos “cobertos” de beleza, história e tradição, onde o cultivo e produção do vinho Alvarinho se confunde com a singularidade, nobreza e caráter das suas gentes. A prova compreende Granfondo (131 km), Mediofondo (106 km) e Minifondo (62 km).

Com muitas caras conhecidas da modalidade já inscritas, a organização confirmou, esta manhã, a presença de Rui Alarcon, vencedor da Volta a Portugal em Bicicleta deste ano, feito já conseguido no ano transato, com a as cores da equipa W52 – F.C. Porto.

A organização agendou também uma caminhada solidária. Valor de 7,00 € com oferta de t-shirt e lanche. Previsto também um Granfondo Kids, um espaço de diversão para alimentar os sonhos dos pequenos participantes e, quem sabe, lançar as sementes de futuros campeões. Realiza-se no dia anterior, 22 de setembro, pelas 17h00, com inscrição gratuita.

Venha à descoberta da origem do Alvarinho.

GASTRONOMIA, ARTESANATO E VINHOS LEVAM MILHARES DE VISITANTES A CELORICO DE BASTO

Milhares de pessoas passaram pela XXI Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos em Celorico de Basto

Terminou ontem, 15 de agosto, a XXI edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos, um certame que priorizou a qualidade dos produtos expostos e que, como habitualmente, atraiu milhares de pessoas ao recinto.

_DSC3110

“A satisfação é plena, tivemos um certame muito rico, com artesanato representativo de todo o país e de extrema qualidade, com vários artesãos a trabalhar ao vivo e a mostrar o amor à arte, com um saber-fazer que atraiu muitos curiosos” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca destacou este certame como um ponto de encontro, um local onde os locais e os emigrantes se encontram e matam saudades. “Este certame, um espaço com gastronomia da melhor qualidade, onde as pessoas se dirigiram para jantar, para provar as diferentes iguarias, para degustar os vinhos verdes da nossa região, é, também, um espaço onde muitos emigrantes e residentes se encontram e matam saudades, num convívio salutar, onde não faltou a animação permanente proporcionada pelos grupos convidados”.

_DSC3095

Joaquim Mota e Silva disse ainda que Celorico de Basto, durante mês de agosto, é visitado por milhares de pessoas entre visitantes e turistas proporcionando uma dinâmica económica muito positiva para o concelho. “Este certame é um evento que contribui muito para a afluência de gentes a este concelho. As pessoas que nos visitam vêm por causa da natureza, dos espaços turísticos, da família, dos amigos mas também por causa das atividades culturais desenvolvidas. Nota-se um aumento crescente de visitantes, de ano para ano, e uma dinâmica económica muito positiva sobretudo nos espaços de alojamento e restauração”.

De facto, muitos foram os pontos de interesse deste certame mas o trabalho ao vivo desenvolvido por muitos artesãos deixava os visitantes encantados. José Moreira de Sto. Tirso, é um dos artesãos que marcou presença no certame que com pequenos bocados de madeira desenvolvia peças únicas. “Sempre tive jeito para fazer estes trabalhos manuais mas foi desde que me reformei que dediquei mais tempo a esta arte. Gosto sobretudo de fazer utensílios da agricultura, desde carros de bois, espigueiros, enxadas, engaços, foices, todo o tipo de alfaias. Fui agricultor durante anos e por isso gosto de fazer estes materiais que um dia, com a modernização da agricultura, poderão cair no esquecimento” ressalvou.

A XXI edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos teve lugar em Celorico de Basto, de 10 a 15 de agosto.

_DSC3392

_DSC3452

_DSC3551

_DSC3650

FÉRIAS NA REGIÃO DO ALTO MINHO?- TEMOS UM CONVITE PARA SI…

Desfrute de uma vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho enquanto aprecia o tradicional fumeiro da região, acompanhado pelo primeiro Alvarinho de Melgaço

Ainda não tem planos para as suas férias ou para os fins de semana soalheiros de agosto? Então esta notícia é para si. A Quinta de Soalheiro lança o desafio de desfrutar de uma vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho enquanto aprecia o tradicional fumeiro da região, acompanhado pelo primeiro Alvarinho de Melgaço. 

soalheiro primeiro alvarinho de melgaço (2)

E, por forma a revelar o total potencial enogastronómico, o convite estende-se até à vizinha Quinta da Folga, onde os aguarda uma prova de fumeiro tradicional de Melgaço, iguarias feitas segundo receituário antigo e de forma artesanal, aqui com prévia marcação. As visitas podem agora ser efetuadas de segunda-feira a domingo, incluindo feriados.

NA SALA DE PROVAS UMA VISÃO PERFEITA DO TERROIR ÚNICO DA REGIÃO

No topo da adega, a sala de provas abre para o terraço panorâmico e permite observar as vinhas, as montanhas que circundam e fecham o vale, a vizinha Espanha e a brisa do rio Minho que passa por perto, umavisão perfeita do Terroir único desta região.

ADEGA REÚNE TODAS AS CONDIÇÕES PARA CRIAR VINHOS ÚNICOS

A adega, renovada recentemente, cria um espaço que permite uma otimização da capacidade de vinificação com zonas específicas de fermentação e estágio, preservando todas as condições para paparicar os vinhos tornando-os exclusivos. Aqui não são poupados os pequenos detalhes fundamentais para garantir a consistência de qualidade dos grandes vinhos, permitindo um espaço que funcionalmente respeita a tradição vitícola e enológica, abrindo as portas à descoberta dos diferentes Soalheiros. A visita guiada inclui as diferentes secções da adega (cave do espumante, estágio barricas de carvalho, envelhecimento aguardente, fermentação e estágio em inox).

soalheiro primeiro alvarinho de melgaço (3)

VINHA: UMA DESCOBERTA IN LOCO DA CASTA ALVARINHO

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho, os visitantes podem ainda aventurar-se nas visitas guiadas, descobrindo nas próprias vinhas as várias dimensões da casta. A produção rege-se por todos os princípios da sustentabilidade, estando ali em perfeita harmonia com a natureza. O contacto com a flora tradicional, a ecologia e a vindima, em função da data da visita, tornará este momento inesquecível.

Mais informações e reservas em www.soalheiro.com.

Melgaço,06 de agosto de 2018

Essência Completa (Assessoria comunicação)

Teresa Juncal Pires | T. 910 945 790| E. teresajuncalpires@essenciacompleta.pt

Quinta de Soalheiro                   

António Luís e Maria João Cerdeira | www.soalheiro.com | E. quinta@soalheiro.com

soalheiro primeiro alvarinho de melgaço (1)

MONÇÃO RECEBE OS MELHORES VINHOS BRANCOS DE PORTUGAL E DA EUROPA

Este fim de semana, 21 e 22 de julho, Monção recebe alguns dos melhores produtores europeus de vinho e junta-os aos apreciadores mais exigentes num encontro verdadeiramente único, momento de exaltação dos aromas e sabores de vinhos brancos extraordinários.

white-experience-imagem

O “Monção e Melgaço – The White Experience”, que decorre no Parque das Caldas, espaço junto às muralhas e Rio Minho, apresenta um conjunto de vinhos brancos de classe mundial, máxima expressão de diferentes uvas, estilos e terroirs.

Além de produtores de Monção e Melgaço, o evento, que envolve visitas a adegas, provas e conferências, conta com a presença de vinhos portugueses de diferentes territórios vinícolas, bem como produtores europeus de regiões como Borgonha, Sancerre, Alsácia, Mosel.
Com organização da Comissão de Vinhos Verdes e “Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho”, Monção assume-se, neste fim de semana, como a porta de embarque para uma viagem fantástica pelos vinhos brancos de Portugal e da Europa. Uma oportunidade única e enriquecedora para apreciadores e profissionais.

NUNO MARKL DESENHA MASCOTE PARA A FEIRA DO ALVARINHO

Nem mais! No programa da manhã da Rádio Comercial da passada sexta-feira, António Barbosa, desafiou, em direto, Nuno Markl a desenhar a mascote da Feira do Alvarinho.

A resposta chegou esta terça-feira. Nuno Markl enviou um “Alvarinho” sorridente, simpático e com ares de dançarino. Os ingredientes perfeitos para três dias de animação e boa disposição.

nuno markl