Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA VERDE: EPATV CELEBRA O ROMANCE NUM DELICIOSO BRUNCH E COM NOVO PRODUTO SUSTENTÁVEL

IMG_0129.JPG

A Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) participou, a 15 de fevereiro, no Mês do Romance de Vila Verde com um brunch servido e preparado pelos alunos de 3º ano de Cozinha/Pastelaria, sob orientação dos chefs Rodolfo Meléndrez, Nuno Silva e Américo Silva. A ocasião serviu de oportunidade para apresentar o “BeeInLove”, um novo produto de beleza natural que resulta do projeto de alunas do 3º ano de Esteticista e do 3º ano de Cabeleireiro, sob orientação da professora Ana Gonçalves.

Para este momento, marcaram a presença a presidente da Câmara de Vila Verde, Júlia Fernandes, os vereadores Manuel Lopes, Patrício Araújo e Michele Alves e o presidente da Junta de Freguesia de Vila Verde e Barbudo, José Luís Faria. Também foram convidados os representantes de instituições parceiras da EPATV, como CPCJ (Comissão de Proteção de Menores de Vila Verde), CLDS, Academia de Música de Vila Verde (ACMVV), CFAC (Centro de Formação do Alto-Cávado), diretores dos Agrupamentos Escolares de Vila Verde, Amares e Prado e o diretor da Escola Secundária de Vila Verde.

Para estes convidados, os alunos de Cozinha/Pastelaria preparam uma extensa e deliciosa ementa com croissants bicolor, biscoitos húngaros em forma de coração, panquecas com mel, queques de baunilha e chocolate, Pão de Deus, granola com iogurte e os mais variados tipos de pães. Não faltaram ainda ovos mexidos, frutas espetadas, queijos e fiambres, frutas variadas e bebidas como sumo de laranja, água aromatizada, chás e cafés.

Depois do brunch, foi lançado o “BeeInLove”, uma máscara capilar e um hidratante corporal sólidos feitos à base de cera de abelha e outros ingredientes naturais, desenvolvido pelas alunas do 3ª ano de Cabeleireiro e do 3º ano de Esteticista, respetivamente. Para além de suavizar e hidratar a pele e o cabelo, o “BeeInLove” destaca-se pela sustentabilidade, pois não tem químicos adicionados. Este produto resulta de projetos de PAP das alunas do 3º ano de Esteticista e do 3º ano de Cabeleireiro, sob orientação da professora Ana Gonçalves.

Dirigindo-se aos convidados, o presidente da EPATV, João Luís Nogueira, agradeceu a presença de todos e elogiou o trabalho realizado pelos alunos. A autarca Júlia Fernandes também agradeceu a todas as instituições presentes e elogiou a qualidade da formação da EPATV, frisando que os testemunhos positivos que recebe sobre a nossa escola são “um sinal do excelente trabalho realizado pelos vossos formadores, professores e por toda a escola”. Louvou ainda o trabalho realizado pelos alunos na preparação do brunch e na apresentação do novo produto de beleza e agradeceu à EPATV pela parceria que mantém com o município há vários anos.

O Mês do Romance é uma organização do Município de Vila Verde e conta com a parceria da EPATV.

IMG_9539.JPG

IMG_9570.JPG

IMG_9595.JPG

VILA VERDE: EPATV RECEBE SELO PROTETOR DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS DA CNPDPCJ

_MG_8310.JPG

A escola profissional recebeu o Selo Protetor da CNPDPCJ – Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens – relativo ao biénio 2023/2025. 

O Selo Protetor, cujo certificado foi assinado pela presidente da CNPDPCJ Rosário Farmhouse, reconhece Escola Profissional Amar Terra Verde como uma instituição que promove os direitos de crianças e jovens. 

A CNPDPCJ congratula a EPATV pela atribuição do Selo Protetor e agradece todo o trabalho da escola profissional na “promoção e salvaguarda dos direitos de crianças e jovens”.

Certificado Selo Protetor.jpg

EXPOSIÇÃO EM VILA VERDE REÚNE CENTENAS DE PEÇAS ARTESANAIS DIABÓLICAS

IMG_7678.jpg

Foi inaugurada na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela a “Expodiabólica”, uma exposição de figuras populares alusivas ao Diabo. A exibição decorre da iniciativa “Aqui Há Cultura” do Município de Vila Verde em parceria com a EPATV.

No total estão apresentadas 117 peças alusivas ao imaginário popular do Diabo dos mais reconhecidos artesãos populares de Barcelos como Júlia Côta, António Ramalho, António Roriz, Irmãos Baraça, Carlos Dias, Conceição Sapateiro, Inês Machado, Irene Salgueiro e Irmãos Mistério. A “Expodiabólica” também contém uma mostra e ilustrações sobre a presença e origem do demónio no imaginário da cultura popular portuguesa e na civilização ocidental.

As peças são o resultado de uma investigação Fernando Capela Miguel, colecionador e curador da exposição, que fez uma visita guiada ao público. A inauguração contou com a presença de Arnaldo Sousa, professor da EPATV, e Michele Alves, vereadora da Câmara Municipal de Vila Verde. Vários alunos da EPATV também estiveram presentes na inauguração.

A “Expodiabólica” vai estar na Biblioteca Prof. Machado Vilela até dia 5 de janeiro.

IMG_7673.jpg

EXPOSIÇÃO DE ARTESANATO LEVA A VILA VERDE ALGUNS DOS MAIS REPRESENTATIVOS ARTESÃOS POPULARES DE BARCELOS

408166545_394140672965476_2277449333380309811_n.jpg

Na última ação do Projeto “AQUI HÁ CULTURA!” para o ano de 2023, estará patente ao público na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, em Vila Verde, de 13 de dezembro a 5 de janeiro, uma exposição em que se encontram representados alguns dos mais conhecidos artesãos populares de Barcelos como Júlia Côta, António Ramalho, António Roriz, Irmãos Baraça, Carlos Dias, Conceição Sapateiro, Inês Machado, Irene Salgueiro ou Irmãos Mistério.

Sob a designação “Expodiabólica”, a mostra é constituída por 117 peças – tantas quantos os nomes pelos quais o Mafarrico é popularmente designado, segundo a investigação realizada pelo curador da exposição, Miguel do Sul – numa multifacetada iconografia ilustrativa das representações do Diabo no imaginário português e na cultura popular.

A inauguração decorrerá pelas 10h00 do próximo dia 13 de dezembro, quarta-feira, nela se incluindo uma visita guiada pelo curador.

Projeto conjunto da Escola Profissional Amar Terra Verde e do Município de Vila Verde, a iniciativa “AQUI HÁ CULTURA” terá continuidade em 2024, estando o respetivo programa em fase de elaboração.

408156338_394140682965475_6368544005775476915_n.jpg

QUEM FOI O VILAVERDENSE MANUEL JOAQUIM MACHADO REBELO –O CÉLEBRE ABADE EM PRISCOS QUE FOI O CRIADOR DO FAMOSO PUDIM ABADE DE PRISCOS?

A origem do pudim abade de Priscos é sempre remetida a Braga em virtude desta paróquia pertencer àquele concelho. Porém, o famoso pároco que ficou conhecido pelo delicioso pudim que encanta todos quantos o provam era de Vila Verde, mais precisamente de Turiz, onde nasceu em 1834. E, naquela vila minhota veio a falecer em 1930.

Abade_de_Priscos

Foi durante 47 anos pároco em Priscos, local onde desenvolveu os seus talentos culinários e, graças ao Arcebispo D. Manuel Baptista da Costa, veio a alcançar grande notoriedade com a organização de sumptuosos banquetes para altas dignidades como a Família Real, governantes, aristocratas e membros do clero.

O seu prestígio foi de tal ordem que algumas das suas afamadas receitas, incluindo o Pudim de Abade de Priscos, era à época ensinada às alunas do Magistério Primário Feminino de Braga.

Para manter o seu sabor tão característico, o pudim deve ser confeccionado num tacho de latão ou de cobre, onde se coloca meio litro de água. Assim que comece a ferver, junta-se meio quilo de açúcar, uma casca de limão, um pau de canela e cinquenta gramas de presunto ou toucinho cortado às tiras fininhas. Deixa-se ferver até atingir um ponto mais grosso.

À parte são batidas 15 gemas, às quais se junta um cálice de vinho do Porto. A calda de açúcar é passada por um coador fino para se juntar às gemas e mexe-se tudo.

Por fim, barra-se uma forma com açúcar em caramelo e junta-se o preparado, que vai a cozer em banho-maria durante 30 minutos. Deixe arrefecer e, quando estiver quase frio, retire da forma. Sirva e delicie-se!

765_360_design-sem-nome-20_1511437714

AQUI HÁ CULTURA! – EXPOSIÇÃO DE ARTESANATO TRAZ A VILA VERDE ALGUNS DOS MAIS REPRESENTATIVOS ARTESÃOS POPULARES DE BARCELOS

Na última ação do Projeto “AQUI HÁ CULTURA!” para o ano de 2023, estará patente ao público na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, em Vila Verde, de 13 de dezembro a 5 de janeiro, uma exposição em que se encontram representados alguns dos mais conhecidos artesãos populares de Barcelos como Júlia Côta, António Ramalho, António Roriz, Irmãos Baraça, Carlos Dias, Conceição Sapateiro, Inês Machado, Irene Salgueiro ou Irmãos Mistério.

Sob a designação “Expodiabólica”, a mostra é constituída por 117 peças – tantas quantos os nomes pelos quais o Mafarrico é popularmente designado, segundo a investigação realizada pelo curador da exposição, Miguel do Sul – numa multifacetada iconografia ilustrativa das representações do Diabo no imaginário português e na cultura popular.

A inauguração decorrerá pelas 10h00 do próximo dia 13 de dezembro, quarta-feira, nela se incluindo uma visita guiada pelo curador.

Projeto conjunto da Escola Profissional Amar Terra Verde e do Município de Vila Verde, a iniciativa “AQUI HÁ CULTURA” terá continuidade em 2024, estando o respetivo programa em fase de elaboração.

Cartaz-Expodiabolica - cópia.jpg

MUNICÍPIO DE VILA VERDE DISTINGUE EPATV PELO SEU TRABALHO PARA A INCLUSÃO

IMG_7551.JPG

A escola profissional recebeu o Selo Municipal para a Igualdade e Conciliação 2023 do Município de Vila Verde, que reconhece as entidades do concelho que mais fazem em prol da inclusão e da igualdade de gênero. O selo foi atribuído durante a sessão de abertura da Semana Municipal para a Inclusão, juntando vários utentes de instituições e IPSS vila-verdenses na praça do município.

O presidente João Nogueira e a diretora-pedagógica Sandra Monteiro estiveram presentes para receber a distinção, atribuída pela presidente da câmara Júlia Fernandes e pelo vereador da Educação e Ação Social, Manuel Lopes. O selo enquadra-se no Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação (PMIND) e a Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação (ENIND) 2030 –Portugal + Igual, com o objetivo de reconhecer e exaltar as empresas e entidades de Vila Verde potenciadoras e subscritoras dos valores e princípios da igualdade e não-discriminação. A distinção foi realizada em parceria com a Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado) no âmbito do Projeto “Cávado + Igual”, inserido no Programa de Conciliação e Igualdade de Género do EEAGrants.

Na intervenção inicial, Júlia Fernandes agradeceu o trabalho realizado pelas várias entidades presentes em prol de um concelho mais igual e inclusivo.

IMG_7548.JPG