Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

DECORRE PROGRAMA DE VOLUNTARIADO VIZELA + VERDE

Iniciou, no passado dia 1 de julho, o Programa “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas” – Vizela + Verde, que vai decorrer até 15 de setembro, envolvendo cerca de 40 jovens voluntários.

voluntariado 2021.JPG

De destacar que o Município de Vizela, através do Gabinete Técnico Florestal, viu aprovado o seu projeto ao Programa “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas” – Vizela + Verde, promovido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, um programa direcionado para jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos, que vai decorrer entre o dia 1 de julho e 15 de setembro de 2021.

O projeto Vizela + Verde visa a preservação dos recursos florestais e seus ecossistemas através da prevenção e deteção de incêndios florestais, incentivando o voluntariado ambiental de jovens, preferencialmente residentes no concelho de Vizela, com vista à sensibilização, promoção e vigilância, nomeadamente na valorização da floresta e na diminuição dos riscos de fogos florestais.

Pretende-se assim, efetuar a vigilância fixa em dois pontos estratégicos do concelho de Vizela, no Monte do São Bento e Alto de Penabesteira, para deteção dos incêndios florestais e sensibilização das populações, ficando vigiada a totalidade da área do Concelho de Vizela.

Este projeto traduz-se em mais uma medida de planeamento municipal, com o objetivo de acautelar uma intervenção mais rápida nos incêndios na sua fase inicial, para assim se limitar o seu desenvolvimento.

Assim, a Câmara Municipal, em parceria com várias entidades, como os Bombeiros Voluntários de Vizela, a Brigada de Sapadores Florestais, e a empresa contratada para o trabalho de gestão de combustíveis/limpeza florestal, estão no terreno, tendo em vista a preparação do período critico de incêndios rurais/florestais.

De destacar que este Executivo Municipal definiu a área de proteção civil como uma prioridade tendo implementado uma nova política, não apenas ao nível da reorganização do serviço municipal de Proteção Civil, nomeadamente na aquisição de equipamentos para reforçar a sua operacionalidade no terreno junto das populações, mas também no trabalho que tem sido feito em parceria com os Bombeiros Voluntários e a GNR de Vizela.

"TRAGA PILHAS" DA EPATV PREMIADO PELAS ECO-ESCOLAS

PARABÉNS à Escola Profissional Amar Terra Verde pelo prémio no projeto GERAÇÃO DEPOSITRÃO no escalão escolas com ensino secundário, profissional e superior.

EPATV - Traga pilhas_4.jpg

A Escola Profissional Amar Terra Verde associou-se mais uma vez à Geração Depositrão, no projeto “Constrói o teu Traga Pilhas”. Esta atividade consistiu na construção de um equipamento de recolha de pilhas, usando a reutilização de materiais com criatividade e originalidade.

Num enquadramento de uma aprendizagem baseada em projetos, os alunos RECOLHERAM e REUTILIZARAM componentes eletrónicos de anos anteriores, e criaram um sistema eletrónico que permite a interação do TRAGA PILHAS com as pessoas que dele se aproximem e/ou coloquem pilhas para a reciclagem, por exemplo, a contabilização das pilhas permitirá efetuar uma estimativa da quantidade de produtos perigosos que se irão RECILAR.

Com a construção do TRAGA PILHAS os alunos adquiriram conhecimentos acerca da importância da reciclagem de pilhas e da reutilização de equipamentos – A ECONOMIA CIRCULAR.

A participação nos desafios lançados pela ECO-ESCOLAS promove nos alunos da EPATV a “consciência e responsabilidade ambiental e social, trabalhando colaborativamente para o bem comum, com vista à construção de um futuro sustentável” (Perfil do Aluno – domínio do Bem-Estar, Saúde e Ambiente). 

A RECICLAGEM é fundamental e as escolas representam um papel muito importante na informação, formação e educação dos adultos de AMANHÃ!

EPATV - Traga pilhas_2.jpg

EPATV: METALOMECÂNICA EMPREGA 20 JOVENS INOVADORES

Empregabilidade total e inovação  — a merecer patentes — são a marca de água das Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos vinte finalistas do Curso Técnico Profissional de Produção Metalomecânica da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) realizadas ontem.

IMG_5566.jpg

“Deixais saudades” — garantiu várias vezes, a prof. Sandra Monteiro, presidente do Júri, após as sete PAP's que foram apresentadas ao longo da manhã, perante um júri que integrava os Prof. Ermelinda Leão (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e João Vale, além de Tiago Araújo (representante da empresa Bysteel) e Paulo Amorim (do SITE — Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte —Norte).

A Diretora Pedagógica lembrou a importância deste Curso para a economia do interior minhoto: “na Comunidade Intermunicipal do Cávado (Amares, Braga, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde), apenas a EPATV e a Secundária Carlos Amarante possuem este curso, mas na Eletrotecnia só existe um Curso Técnico Profissional na EPATV). Os nossos empresários merecem estas apostas nossas que exigem os melhores e seguros equipamentos e máquinas e professores competentes”.

Esta é a prova, para os mais distraídos, “da importância da EPATV num território, com 1245,8 Km2 de área, onde vive uma população superior a 410 mil pessoas” — destacou a Prof. Sandra Monteiro.

IMG_5568.jpg

IMG_5597.jpg

IMG_5605.jpg

ISAVE EM BÊNÇÃO DE FARDAS: "O ENFERMEIRO PODE SER A FAÍSCA DO AMOR AO OUTRO"

“O enfermeiro pode ser a faísca deste amor nos lares, nos centros de saúde e nos hospitais” — afirmou esta manhã, dia 17 julho, na Cripta do Sameiro, o Coordenador Arquidiocesano da Pastoral Universitária de Braga.

IMG_5460 edit.JPG

O padre Eduardo Duque falava na celebração Eucarística que incluiu a bênção das fardas das duas dezenas de finalistas da licenciatura de Enfermagem do Instituto Superior de Saúde (ISAVE), com sede em Amares.

Este dia foi o culminar de um trajeto de vários anos de dedicação, estudo, sacrifício e empenho na frequência de uma Licenciatura de Enfermagem que credibiliza o ISAVE além fronteiras.

O Padre Eduardo Duque saudou a presidente do ISAVE e vários professores presentes, os pais, os avós e os novos enfermeiros, a quem propôs “ir para fora de si próprios para perceber que a vida é mais sublime quando é dada”.

O Coordenador da Pastoral Universitária sublinhou que “os enfermeiros, vós, tendes essa prerrogativa. O enfermeiro tem tudo para poder ser especial para as pessoas. Sois a presença de Deus para o utente. Deus fala através das vossas vidas, das vossas mãos, do vosso tempo e do vosso sorriso”.

Na presença de Jorge Freitas, representante da Região Norte da Ordem dos Enfermeiros, e Mafalda Duarte, presidente do ISAVE, a Diretora da Licenciatura, Lígia Monterroso, saudou os seus novos colegas de profissão, após o primeiro de muitos cânticos entoados pelo Grupo Coral da Ysatuna.

“Vós despertastes para a beleza do amor ao escolher esta profissão, que vos permite dar-se aos que sofrem em momentos dolorosos”.

IMG_5463 edit.JPG

IMG_5495 edit.JPG

IMG_5551 edit.JPG

FRIO E CLIMATIZAÇÃO: EMPRESAS DIGLADIAM-SE POR FINALISTAS DA EPATV

Hoje, dia 16 de julho, a Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), viveu um dia grande com as Provas de Aptidão Profissional (PAP) prestadas pelos finalistas do Curso Técnico Profissional de Frio e Climatização: todos empregados nas empresas onde estagiaram.

IMG_5432 (Large).jpg

Se mais finalistas houvera, mais empregos seriam criados pelas empresas do Baixo Minho após três anos com mais de uma mão cheia de centenas horas práticas e teóricas.

Foi um dia de felicidade para o Diretor do Curso, Aurélio Machado, bem como para os restantes membros do júri presidido pela Diretora pedagógica da EPATV, Sandra Monteiro.

No acompanhamento dos estágios, O Diretor do Curso confirmou que as empresas têm falta de técnicos nesta área e começam também “a alertar a Escola a incentivar os alunos que querem ser Técnicos Superiores que este Curso é o melhor primeiro passo desta caminhada”.

As provas dos alunos foram avaliadas ainda pela Diretora de turma, Carla Veloso, pelo dirigente do SITE (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Centro-Norte), Paulo Amorim, Gerente da JPSR, João Paulo Ribeiro, e professora Ermelinda Leão.

Ao longo da manhã, os alunos apresentaram as suas máquinas com inovações e acrescentos ao trabalho que os finalistas do ano passado não conseguiram concluir por causa da pandemia.

Alexandre Sousa e António Ferreira concluíram uma instalação elétrica numa bancada didática de conservação e congelação e começam a trabalhar — sem pausa para férias — nas empresas onde estagiaram nos últimos dois anos.

Aurélio Machado deu conta de uma situação impensável há anos: “as empresas vêm à escola procurar alunos, antes de acabar o curso e oferecem transporte. Ao que nós chegamos!”

O momento mais alto da manhã foi protagonizado por Angel Rosário e Marco António Tinoco: o primeiro, como farol de resistência aos dramas da vida e o segundo como um jovem que tem competência e conhecimento para prosseguir os estudos na Universidade.

Angel Pereira Rosário veio com o pai — emigrante na Venezuela há 30 anos — para Vila Verde, para o acompanhar no tratamento de uma doença, deixando a mãe naquele país onde grassa uma enorme crise económica, social e política. Desenvolveu um esforço duplicado na aprendizagem da nossa Língua, adaptar-se a um novo país e nova vida.

“Espero que tenha sido compensador. És um caso de grande sucesso, devido às enormes dificuldades iniciais. És um dos grandes embaixadores da EPATV, uma escola que não deixa ninguém para trás” — desabafou, emocionado, o Diretor do curso.

IMG_5441 (Large).jpg

IMG_5419 (Large).jpg

EPATV: PAF DE EMPREGADOS DE RESTAURANTE/BAR OFERECE RECITAL DE CORES E PALADARES

Os finalistas do Curso de Educação e Formação (oitavo e nono anos de escolaridade) da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) ofereceram aos seus convidados um recital de sabores, repletos de cor através de um “brunch” que constituiu a sua Prova de Avaliação Final (PAF).

IMG_5364 (Large).jpg

Com apoio dos Professores Olga Martins (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e António Igreja, ao longo da manhã deste dia 15 de julho, os finalistas prepararam uma alternativa de refeição, misturando os pratos matutinos com as receitas para o meio dia. O nome é uma fusão entre as palavras "breakfast" (café da manhã, em inglês) e "lunch" (almoço, em inglês).

Perante um júri que incluiu a Diretora Pedagógica da Escola, Sandra Monteiro, um representante da APHORT (Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo) e José Antunes (docente e proprietário do Restaurante Churrasqueira de Caldelas), os jovens, apesar de viverem idades e um contexto difícil “estiveram bem” — assinalou Camilo Sousa.

O representante da APHORT elogiou o trabalho dedicado, empenhado e competente dos professores da EPATV, uma vez que os alunos “se desembaraçaram bem nas suas tarefas”.

O brunch era constituído por uma paleta diversificada de cores e sabores que incluiu iogurte grego com mirtilos, chocolate e granola, panquecas, papas de aveia, ovos mexidos sobre tosta e abacate, tosta de queijo fresco com salmão fumado, cogumelos salteados, bolo de laranja, seleção de frutas, pão de espinafres, águas aromatizadas, sumo natural de frutas, café, leite e chá.

Sandra Monteiro não escondeu a sua alegria: “Está espetacular! Isto nem no Sheraton. Está um luxo, cinco estrelas”.

Olga Martins, diretora de curso, lembra que o percurso de um CEF requer outro tipo de ensino para a aprendizagem, mas todos concluíram com muito sucesso”. A Diretora de Curso revelou que a avaliação final onde cada um teve tarefas específicas permite-nos saborear um balanço muito positivo, pelo empenho, dedicação com que demonstraram os seus conhecimentos nas FCT's (Formação em Contexto de Trabalho). Todos continuam na Escola (agora no Ensino Secundário Profissional) e a maioria quer seguir esta área de atividade”.

IMG_5399 (Large).jpg

IMG_5332 (Large).jpg

IMG_5345 (Large).jpg

EDUCAÇÃO DE ADULTOS EM DESTAQUE NA EPATV: ALMOÇO PEDAGÓGICO

Realizou-se ontem, dia 14 de julho, na Escola Profissional Amar Terra Verde, o “MasterChef”, uma atividade integradora dinamizada pelos formandos do Curso de Educação e Formação de Adultos – EFA – Técnico(a) de Cozinha/Pastelaria, apoiados pelos formadores do curso. Uma atividade integradora na operacionalização do plano curricular do curso de Educação e Formação de Adultos que tem por base uma metodologia de trabalho transversal entre as diversas componentes da formação. Foi com base nesta metodologia que o curso EFA da EPATV, ao longo dos meses de formação, trabalhou na criação de uma ementa saudável que culminou com a apresentação dos pratos desenvolvidos.

IMG_5251.jpg

A turma foi dividida em três grupos, sendo que cada grupo ficou responsável pela confeção de dois pratos, resultando uma ementa composta por: três entradas – salada tropical, húmus com nachos e caldo verde; dois pratos principais – bacalhau à lagareiro e bifinhos de perú recheados; e uma sobremesa – panna cotta de iogurte.

Foi com esta ementa criativa, saudável e saborosa que os formandos surpreenderam a equipa técnico-pedagógica do curso, a qual desfrutou da degustação dos pratos confecionados no restaurante pedagógico da EPATV.

A Direção da EPATV salienta a motivação, o empenho e o espírito de equipa demonstrados pelos formandos no decorrer da atividade e a importância da formação de adultos na comunidade escolar reforçando a partilha de saberes e intergeracionalidade na educação e no conhecimento.

IMG_5306.jpg

IMG_5156.jpg

IMG_5216.jpg

EPATV: ELETROTÉSNICOS COM FUTURO GARANTIDO

Com “destinos programados” — uns com contratos de trabalho resultantes do estágio, outros com prosseguimento de estudos para o IPCA e IPVC — , os 18 finalistas do Curso Técnico Profissional de Eletrotecnia defenderam, no dia 9 de julho, as suas Provas de Aptidão Profissional (PAP) na Escola Profissional Amar Terra Verde.

IMG_5130.jpg

Em 2020, “onze dos nossos alunos seguiram estudos superiores no IPCA” — revelou Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica. Para já, “temos um para CTeSP em Melgaço (IPVC) e mais quatro para o IPCA. Estamos na terceira PAP — entre dez — deste ano. O balanço não pode ser melhor.”.

A manhã do dia 9 de julho arrancou com a apresentação de um sistema de rega para um estádio relvado pela tripla Rui Oliveira, Tiago Costa e Hugo Azevedo. Os dois começam a trabalhar na próxima segunda-feira e o terceiro vai ingressar num CTeSP da área.

Perante o júri presidido por Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica, e constituído pelos professores Carlos Silva (Diretor de Curso), Pedro Arantes (Diretor de Turma), Aurélio Machado (Orientador de Projeto), Sandra Guedes (Corretora), Marco Monteiro (da empresa Smov Energy), Cláudio Pimenta (empresa ODARP) e Paulo Amorim (Sindicato SITE-Norte), foram apresentados seis projetos inovadores.

Um deles foi construído pelo Sérgio Costa, Leonel Salgado e Hugo Ribeiro e consiste num fumigador elétrico auto-sustentável, uma ferramenta para apicultores que é alimentada a energia solar. Os jurados consideraram-no uma “ideia engraçada e bem conseguida”. Mais um trio com emprego já garantido.

Uma instalação de ITED (Infra-estruturas de telecomunicações em edifícios) foi a prova de Francisco Azevedo, Luís Araújo e Toni Fernandes que nos remeteu às origens do Telegrama (1684) e do Telemóvel (1973). Um vai seguir para o IPCA e os outros começam a trabalhar já.

Rafael Silva, Edgar Cunha e Hugo Vieira presentearam os jurados com uma prova de manutenção de instalações elétricas e telecomunicações. Um segue para o IPCA, outro vai trabalhar e o terceiro está indeciso entre trabalhar ou ingressar no ensino superior.
“Ficamos tão felizes por terem os vossos destinos planeados e podem continuar a dispor de nós” — afirmou a Diretora Pedagógica da EPATV.

Rodrigo Novais, José Oliveira e Francisco Valente mostraram uma coletânea de vídeos-tutoriais, do género “Faça você mesmo”. Ao longo de vários meses, os programas que eles produziram debruçaram-se sobre a melhor maneira de iluminar com LED, fazer uma extensão elétrica, fazer uma iluminação de Natal, entre outras ações a realizar em casa. Foi mais um trio que vai reforçar o IPCA e as empresas da região.

Chegou a vez de apresentar uma máquina que separa automaticamente objetos com cores diferentes, numa iniciativa concretizada por José Mota, Pedro Ferreira e Tiago Pires, através de um sistema triplo: mecânico, pneumático e automação elétrica. Deste trio sai mais um jovem que prossegue os estudos superiores e os outros têm emprego garantido.
“Desejamos-vos o melhor e saibam que podem sempre contar connosco e com a EPATV para o que precisarem”, rematou o Diretor de Curso.

IMG_5136.jpg

IMG_5115.jpg

IMG_5123.jpg

EPATV: DESIGN GRÁFICO CELEBROU A CRIATIVIDADE

Realizou-se, no dia 8 de julho, na Escola profissional Amar terra Verde (EPATV), as Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos quinze finalistas do Curso Técnico de Design Gráfico, com aplauso para todos de todos os membros do júri: Sandra Monteiro, diretora pedagógica; Fátima Pimenta, diretora de curso e professora orientadora; Ricardo Cabral e Ana Luís Nogueira, professores acompanhantes do projeto; Daniela Matos, diretora de turma; e o convidado Raúl Peixoto, ADN Agency. Foi um dia de celebração da criatividade.

IMG_5102-Large-1536x1024.jpg

A jornada de oito horas encerrou com chave de ouro: Diana Abreu e João Costa — uma dupla tímida— colocou a cereja no topo de um bolo que constitui a sagração da criatividade deste curso da EPATV.

Esta dupla oriunda de Amares e de Rio Caldo apresentou a proposta de um jogo digital — www.elfernthegame.itch.io/elfern — para o qual elaboraram texto e grafismo, partindo de uma escrita manual, seguindo-se a escrita digital e depois a codificação. É um trabalho espantoso com 32 personagens criadas, com doze expressões diferentes, no mínimo, às quais acrescem 64 expressões do personagem principal (PK). Este jogo inclui a descrição dos personagens, cenários trabalhados pelos dois e é divulgado através de crachás. “Nunca me aconteceu ter um trabalho de tanta maturidade e qualidade. É pena que a EPATV — como comunidade — não faça ideia do trabalho gigantesco que fizestes em três anos. Que orgulho tenho de vós” — disse o professor Ricardo Cabral.

A manhã abriu com a PAP de Thomas Barbosa Rodrigues, vindo de Carreiras (S. Miguel), que apresentou uma marca de roupa que pretende renovar o estilo urbano do graffiti, masculino e feminino, que incluiu a elaboração de um catálogo, website, com o lema  Streetwear never dies. Além dos modelos, Thomas Rodrigues, apresentou também um saco de embalagem, um vídeo que levou Sandra Monteiro, Diretora pedagógica, a desabafar: “este projeto não pode ficar nesta sala”.

Iara Fonseca (de Terras de Bouro) e Vanessa Matos (de Amares) mostraram ao júri várias coleções de t-shirts inspiradas nos Lenços de Namorados, com bordados alusivos aos planetas, flores e mar integradas na marca Natincor. Tudo foi feito à mão e o projeto inclui um saco de pano, cartão de visita, envelope, código QR com ligações para as redes sociais.

Por sua vez, Mário Ferreira, de Carreiras (S. Miguel), cujo trajeto de vida emocionou os jurados, apresentou uma loja online que nasceu com desenhos e evoluiu para o design e fabrico de porta-chaves, elaboração de cartazes, vídeos, telas, logótipos, panfletos e retratos a carvão, os quais são vendidos com apoio do Instagram. Este jovem, com uma doença pulmonar que exigiu um transplante “não deitou a toalha ao chão nem encarnou o papel de coitadinho e transformou a sua doença numa bela oportunidade” — sublinhou Raúl Peixoto, da ADN Agency, reforçando ainda: “vamos ouvir falar muito de ti”.

Da Loureira, Vila Verde, veio a Maria Inês Ferreira, autora da Minês, uma marca de roupa feminina, apresentando cartão de visita, etiquetas com duas cores, embalagem própria para as coleções de constelações e do universo, através de uma proposta simples, mas distintiva que pode ser apreciada no site e no Instagram.

Da Loureira veio também o Hugo Araújo que formou, com Luís Pedro Silva (de Vilarinho), uma dupla de luxo para apresentar uma marca de roupa — Hunilu — que deixou o júri boquiaberto. Criaram várias t-shirts com frases diferentes, alusivas a uma vida positiva, inseridas num cilindro, numa aposta na sustentabilidade ambiental, apresentando também um vídeo promocional. É uma proposta com história, conceitos e valores potentes. “Quando olho para vós, eu vejo design” — sustentou a prof. Fátima Pimenta, porque “fizeram uma ótima equipa e ideias não vos faltam”.

João Magalhães é um dos dois finalistas vindos de Valdozende, Terras de Bouro. Vestiu o avental e apresentou a sua loja de café — Coof —  através de um projeto que inclui logótipo, vestuário para os empregados, embalagens ecológicas, autocolantes e QR com a ementa da loja que pode ser consultada no Instagram. A apresentação da PAP teve um pequeno luxo: um intervalo para servir um café com bolachas. Os detalhes da proposta incluem dispensador de guardanapos, balcão decorado com as cores da marca e letreiro exterior.

Voltemos a Terras de Bouro para disputar com Leandro Silva e com a Patrícia Silva, de Gême (Vila Verde), um jogo de tabuleiro, O Renascer da espada. Trata-se de um tema medieval, com peças impressas em 3 D, que nos falam de quatro Reinos (Água, Terra, Elétrica e Fogo) que lutam para conquistar os outros reinos, liderar o planeta e escravizar outras nações. Sosseguem, porque é apenas um belíssimo jogo de 18 cartas, lançadas por um dado piramidal, mas espantem-se porque este jogo “aproveita o talento e criatividade de duas pessoas diferentes que conseguem um resultado fantástico que vai desde a criação de regras, de uma história, criação de figuras e espadas”. Trata-se de uma criação fantástica que poderá despoletar um torneio inter-turmas — como foi sugerido pela prof. Ana Luís Nogueira.

De Prado sai uma proposta de canoagem, através de João Manuel Alves Carneiro, na ótica de lazer e ocupação dos tempos livres, utilizando as canoas, gaivotas e insufláveis. Esta proposta pressupõe a criação de uma empresa, com uma carrinha de nove lugares, parcerias com escolas, IPSS e Centros de Estudo, aquisição de terreno e construção de sede. A divulgação inclui canecas, sacos, t-shirts e bonés, bem como outdoors e Mupi’s, um site e QR.

Paulo Araújo, de Valdozende, trouxe uma obra de encanto, com desenhos talentosos que acompanham os poemas todos de Mensagem de Fernando Pessoa, num livro feito à mão, com capa costurada. Joana Simões veio de S. Vicente da Ponte (Amares) para apresentar a sua proposta de sacos ecológicos de linho com ilustrações coloridas criando a marca BagLogic, com mensagens em inglês. É um ternurento combate ao uso do plástico, “com beleza e simplicidade, amiga do ambiente e agradável à vista”. O projeto incluiu etiquetas, cartões, catálogo, redes sociais.

IMG_5082.jpg

IMG_5073.jpg

IMG_5046.jpg

IMG_4961.jpg

IMG_4979.jpg

IMG_4986.jpg

IMG_4935.jpg

DOCENTE DO ISAVE INTEGRA COMISSÃO COORDENADORA DOS NÚCLEOS ACADÉMICOS DA RACS

Daniela Gonçalves, docente da área das ciências biológicas e coordenadora dos Estágios/Ensinos Clínicos do ISAVE - Instituto Superior de Saúde, integra a Comissão Coordenadora dos Núcleos Académicos da RACS – Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia.

daniela gonçalves.jpg

A RACS - Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia apresenta como missão a promoção da formação e cooperação científica na área das ciências da saúde entre instituições do ensino superior e centros de investigação de países e comunidades de língua portuguesa.

A Comissão Coordenadora dos Núcleos Académicos tem como finalidade definir e gerir as políticas de ação geral dos Núcleos Académicos em estreita relação com a Direção da RACS. Atualmente, estão identificados 17 (dezassete) Núcleos Académicos das seguintes áreas da saúde: Audiologia, Ciências Biomédicas Laboratoriais, Ciências Médicas, Ciências da Nutrição, Ciências da Visão, Enfermagem, Farmácia / Ciências Farmacêuticas, Fisiologia Clínica, Fisioterapia, Imagem Médica e Radioterapia, Ortoprotesia / Podologia, Psicologia, Saúde e Ambiente, Saúde Oral, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Terapêuticas Não Convencionais.

VILA VERDE INAUGURA ESPAÇO-CIDADÃO DE VILA DE PICO DE REGALADOS

Faz todo o sentido promover a coesão territorial do concelho. O forte investimento das autarquias, no fortalecimento dos serviços públicos de proximidade no concelho, nomeadamente com os espaços cidadão, é fundamental para promover o desenvolvimento das freguesias e a fixação da população.

Os serviços públicos de proximidade, são âncoras para crescimento e desenvolvimento local.

204816066_3956584611134354_457743908403503763_n.jp

207145616_3956584464467702_2161341191966994823_n.j

204040443_3956584971134318_3541705448295386613_n.j

205604039_3956584651134350_5499758516701633984_n.j

204825556_3956584714467677_990884872377699276_n.jp

203802255_3956584811134334_2455248740183295598_n.j

VILA VERDE: PROJETO "TRILHOS DA NÓBREGA" AVANÇA EM BOM RITMO

A concretização do projeto “Trilhos da Nóbrega”, que se insere no Plano Municipal de Trilhos de Vila Verde, decorre em bom ritmo, constituindo mais um passo importante no sentido da potenciação de trilhos no território e do desenvolvimento do turismo concelhio e regional.

IMG_20210615_121047.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Dr. António Vilela, a Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, e o Presidente da Junta de Freguesia de Aboim da Nóbrega e Gondomar, o Sr. João Rodrigues Fernandes, visitaram as obras em curso e puderam verificar que as mesmas seguem em bom ritmo e vão dotar aquela idílica zona do norte do território concelhio de uma infraestrutura com excelentes condições para a realização de caminhadas em comunhão coma natureza.

A intervenção envolve a definição de novos traçados, reabilitação e ou reabertura de troços já existentes, regularização do piso, limpeza de vegetação e estabelecimento de uma sinalética robusta homologada pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal.

Além do incremento do turismo de natureza e da prática do montanhismo, que têm vindo a conhecer, no nosso país, um significativo crescimento, releva ainda o propósito de promover a preservação e valorização ambiental, mediante a manutenção e proteção dos bosquetes autóctones, salvaguardando a regeneração natural. Ademais, estas áreas melhoram as propriedades e a conservação do solo, reduzem a erosão e o risco de incêndio, facilitam a infiltração e recarga de aquíferos, melhoram a qualidade da água e do ar e contribuem para uma ainda maior biodiversidade.

Recorde-se que Vila Verde apresenta um ambicioso Plano Municipal de Trilhos destinado a explorar e valorizar as potencialidades naturais e turísticas em todo o território concelhio.

Neste estudo tem-se em linha de conta que, em face das caraterísticas do território do concelho, esta é uma excelente oportunidade para a criação e valorização de redes ecológicas urbano-rurais centradas nas linhas de água e no património construído Natural e paisagístico.

No que toca à intervenção propriamente dita, no terreno, importa salientar a aposta na implementação de corredores pedonais e/ou cicláveis e a integração destas infraestruturas verdes com os percursos pedonais de montanha já existentes, assim como com itinerários equestres, de BTT e enduro, visando criar uma rede integrada e ajustada à realidade do território concelhio.

Segundo António Vilela “Vila Verde, com este Plano Municipal de Trilhos, irá promover uma maior equidade territorial, construindo e requalificando acessibilidades em sede de excelência ambiental e contexto turístico, no sentido de inverter a tendência para o isolamento das zonas rurais mais periféricas e de promover o tão necessário rejuvenescimento da população.”

Este Plano integrado vai potenciar a valorização e qualificação do espaço rural, conciliando a reabilitação de caminhos antigos de floresta, de montanha e das proximidades das zonas ribeirinhas com corredores mais urbanos, nomeadamente ciclovias e passadiços.

A irrepreensível qualidade da água dos cursos naturais de água que atravessam o concelho - Cávado, Homem, Vade, Neiva, Cabra e Tojal - tal como as paradisíacas paisagens de montanha, perspetivam uma nova era de valorização de um turismo de proximidade com os patrimónios natural e cultural, cada vez mais uma alternativa ao turismo massificado do litoral do país.

Entre as obras em curso destacam-se as ecovias do Homem/Cávado, nomeadamente, Faial/Mirante e Mirante/Porto Carrero, os Trilhos da Nóbrega numa extensão de 40 km divididos nesta fase em três percursos; Percurso 1 – Trilho Vale Suspenso do Vade, Percurso 2-Trilho do Fojo do Lobo e percurso 3 – Trilho de Mixões. O Plano Municipal prevê ainda uma rede de trilhos ribeirinhos (rios Neiva e Vade e ribeiras da Cabra, Tojal, Febros, Poriço), o trilho de Enduro, as rotas BTT, o trilho equestre D. João de Aboim e trilhos pedestres de montanha.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Dr. António Vilela, considera que “a riqueza e a diversidade do território do concelho de Vila Verde, tanto no que se prende com as belas paisagens naturais como no que toca ao multifacetado e inestimável património cultural, por si só, justificam plenamente o forte investimento que está a ser feito na criação de efetivas condições para que um número crescente de turistas escolham Vila Verde para desfrutarem de magníficos momentos de lazer, ao mesmo tempo que realizam uma salutar atividade física e podem degustar iguarias imperdíveis, não fosse também a gastronomia um dos ex-líbris de Vila Verde.”

O mesmo Edil sublinha que “o turismo de natureza, num ambiente bucólico com inúmeros atrativos, tem enormes potencialidades que se impõe explorar, tendo em vista a valorização e preservação dos patrimónios natural e cultural e na perspetiva de impulsionar a economia local, reforçando, assim, a atratividade do território e obviando ao problema da desertificação e do envelhecimento populacional nas zonas mais periféricas.”

EPATV: ELETROTECNIA COM CERTIFICAÇÃO ITED

Por despacho da ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações), de 31 de maio de 2021, foi aprovada a certificação da Escola Profissional Amar Terra Verde, como Entidade Formadora ITED.

IMG_3307 (Large).jpg

Dois representantes da ANACOM, entidade responsável pela atribuição da Certificação de Entidades Formadoras ITED, visitaram as instalações da EPATV, nomeadamente, o espaço das oficinas do Curso Técnico de Eletrotecnia. Também fizeram uma inspeção aos equipamentos e materiais exigidos pela entidade.

Esta ação orientada pela Diretora Pedagógica, Sandra Monteiro e pelo Diretor do Curso Profissional de Técnico de Eletrotecnia, Carlos Marinho, pretendeu incluir a certificação profissional de Técnico Instalador ITED, aos alunos deste curso.

A presente certificação permite o exercício da atividade de entidade formadora com a capacidade para ministrar cursos habilitantes e de atualização de conhecimentos de Infraestruturas de Telecomunicações em Edifícios, nos termos e para os efeitos dos artigos 78º e 79º, do diploma acima citado, para projetistas e instaladores ITED.

IMG_3313 (Large).jpg

IMG_3315 (Large).jpg

VILA VERDE REQUALIFICA ESTRADA ENTRE FREIRIZ E PARADA DE GATIM

Presidente da Câmara e Presidentes de Junta visitam repavimentação de artéria que liga Parada de Gatim a Freiriz

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde e os Presidentes das Juntas de Freguesia de Parada de Gatim, Escariz S. Martinho e S. Mamede e Freiriz realizaram uma visita de acompanhamento da obra de reabilitação da artéria que liga Parada de Gatim a Freiriz, passando por Escariz S. Mamede.

IMG_20210607_151641_1.jpg

Esta obra insere-se no Plano de Requalificação das infraestruturas rodoviárias concelhias que está a ser concretizado a um ritmo assinalável e que vai dotar o território de vias de comunicação amplas e modernas, potenciadoras de uma circulação célere, cómoda e segura de veículos, condição fundamental para reforçar o desenvolvimento harmonioso do Município e, assim, alavancar a competitividade das 33 freguesias e uniões de freguesias do concelho de Vila Verde.

Esta artéria de capital importância para a circulação rodoviária naquela parte da zona sul do território concelhio, está a ser objeto de obras de plena requalificação do pavimento e representa a concretização de mais um dos vários projetos contemplados pelo Município de Vila Verde num pacote global de investimentos de cerca de 3,5 milhões de euros na rede rodoviária concelhia.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Dr. António Vilela, sublinha que “este investimento é de crucial importância para a elevação da atratividade do território, em todas as zonas do concelho, sendo ainda complementado com uma série de outros projetos igualmente audaciosos, no âmbito da mobilidade sustentável, propiciadores da construção de uma vasta rede de trilhos que percorre uma parte muito considerável do concelho, assim como de ciclovias urbanas e troços da ecovia Homem-Cávado”.

O Edil recorda que, “depois da execução de obras de alargamento da rede de tratamento de águas residuais e de várias intervenções que permitiram dotar o território de outras infraestruturas e equipamentos fundamentais para a elevação da coesão territorial e para a substancial melhoria das condições de vida das famílias Vilaverdenses, está-se agora numa fase de modernização da rede viária, crucial para alavancar a economia concelhia e para fomentar o emprego.”

VILA VERDE REQUALIFICA CENTRO URBANO

Investimento melhora as áreas e equipamentos de lazer e a circulação pedonal

A Câmara Municipal de Vila Verde tem em curso a concretização de um projeto de requalificação do Centro Urbano de Vila Verde.

IMG_20210607_112804.jpg

Contemplando uma área de intervenção de 2 300m2, a obra, que representa um investimento global próximo dos 300 mil euros e conta com financiamento comunitário, envolve uma completa requalificação de uma praça com caraterísticas mais próximas de um jardim urbano.

Esta é uma das áreas com maior carga de utilização, fruto, em grande medida, da sua centralidade em relação á área urbana de Vila Verde, reforçada pela existência de um parque infantil de dimensões generosas e pelas caraterísticas da envolvente.

Os principais objetivos deste projeto passam pela requalificação urbanística desta área, tendo em vista o reforço da sua atratividade, melhorando as condições para a prática de atividades de lazer ao ar livre, promovendo hábitos de vida saudáveis e melhorando também o enquadramento paisagístico da área.

A intervenção envolve a renovação do parque infantil existente, através da substituição dos seus equipamentos e pisos, potenciadora de mais elevados níveis de segurança aplicáveis, nomeadamente baloiços e carrosséis inclusivos, assim como uma peça central inspirada nos Lenços dos Namorados e na cultura Vilaverdense.

Esta obra vai ainda permitir a redefinição e reforço das áreas de circulação pedonal, a manutenção e reforço das infraestruturas de suporte existentes, como rede de iluminação pública, no sentido de melhorar a sustentabilidade da mesma, e de acesso à rede WIFI

Terá ainda lugar uma reorganização paisagística propiciadora da valorização de toda a envolvente.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Dr. António Vilela, refere que “o investimento na regeneração urbana, na perspetiva de elevar os níveis de atratividade dos principais centros urbanos e de, assim, também estimular o comércio tradicional e os serviços, potenciado o crescimento da economia local e do emprego, continua a ser um dos pilares da estratégia de desenvolvimento sustentado do território concelhio”.

O mesmo Edil considera que “a aposta na modernização do concelho, consubstanciada na criação de espaços de lazer cómodos, seguros e apelativos, é de capital importância para oferecer melhores condições de vida aos Vilaverdenses, para cativar visitantes e turistas e, consequentemente, para dinamizar as atividades económicas locais”.

VILA VERDE APRESENTA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA "A BÊNÇÃO DOS ANIMAIS DE SANTO ANTÓNIO MIXÕES DA SERRA" DA AUTORIA DE ALFREDO CUNHA

APRESENTAÇÃO DO LIVRO E ABERTURA DA EXPOSIÇÃO

Da autoria de Alfredo Cunha “A Bênção dos Animais de Santo António Mixões da Serra”

198487218_3914466935346122_8496862800473822074_n.j

No próximo sábado, dia 12 de junho de 2021, às 16h00, a Biblioteca Prof. Machado Vilela de Vila Verde, acolhe a apresentação do livro e a abertura da exposição fotográfica da autoria do conceituado fotógrafo Alfredo Cunha sob o tema “A Bênção dos Animais de Santo António Mixões da Serra”.

Alfredo Cunha

Autor, Jornalista e ilustrador de vários livros, Alfredo Cunha cumpre 50 anos de carreira dedicada à fotografia. Ficou conhecido na história do foto jornalismo por todo um registo fotográfico que inclui os mais emblemáticos retratos da “Revolução dos Cravos”, para além de ter sido editor de fotografia de jornais como o Século, o Público, Jornal de Noticias, agências Anop, NP e Lusa. Exerceu os cargos de fotógrafo oficial dos Presidentes da República – Ramalho Eanes e Mário Soares. Recebeu várias distinções e prémios, mas temos de destacar a medalha de mérito municipal de Vila Verde atribuída em 2020, pelos seus relevantes serviços ao país.

Durante mais de 20 anos fotografou esta histórica romaria de Santo António Mixões da Serra. Aqui conheceu o saudoso Padre António Marques, grande impulsionador desta romaria, que ficou célebre por durante décadas ter procedido à bênção dos animais e por ter servido até ao fim da sua vida as comunidades que o acolheram com respeito, com bondade e dedicação. Neste livro, o autor presta homenagem ao Padre Marques, de quem se tornou amigo!

NOTA: Dadas as medidas de contingência decretadas pelo Governo, devido à Covid-19, o ato será restrito a convidados e não está aberto ao público.