Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CGTP ACUSA: CAMIPÃO ENCERROU E NÃO PAGOU SALÁRIOS

camipao.jpg

Com o pagamento de salários e de subsídios de Férias e Natal em atraso, a Camipão, de Vila Praia de Âncora, empresa de venda de pão e cafetaria, com oito estabelecimentos e 65 trabalhadores, encerrou sem informar os trabalhadores sobre os salários e o futuro da empresa, informou hoje o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte, numa Nota à Imprensa:

A empresa Camipão, com sede em Vila Praia de Âncora, tinha oito estabelecimentos de venda de pão e cafetaria abertos, emprega 65 trabalhadores e ontem encerrou todos os estabelecimentos.

A empresa deve parte do salário de Janeiro de 2020, deve o salário de Fevereiro, subsídios de férias e Natal de 2019 e, a alguns trabalhadores, ainda deve subsídios de férias e Natal de 2018.

Os trabalhadores não compreendem a situação da empresa pois sempre teve boas vendas nos seus estabelecimentos.

A empresa encerrou sem informar os trabalhadores sobre os salários e o futuro da empresa.

Os trabalhadores estão numa situação muito difícil, pois ficaram sem emprego, sem salário e sem qualquer protecção social.

O sindicato já tinha solicitado a intervenção da ACT, mas esta ainda não interveio.

Os trabalhadores estão a suspender os contratos de trabalho para obterem algum sustento para as suas famílias.

FONTE: Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Norte

Capturarcgtp.PNG

BLOCO DE ESQUERDA QUESTIONA O GOVERNO ACERCA DO ENCERRAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS CAMIPÃO NO CONCELHO DE CAMINHA

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre o encerramento da Camipao em Caminha.

Numa situação de pandemia a situação desta empresa preocupa por deixar perto de 60 pessoas completamente desprotegidas.

1024px-Flag_of_the_Left_Bloc.svg.png

A Panificadores Unidos do Concelho de Caminha, Lda. comercialmente conhecida por Camipão, fundada em 1973 através da fusão de diversos panificadores que exerciam a actividade no Concelho de Caminha no Distrito de Viana do Castelo. A empresa está sediada na Sandia, com 11 lojas nos concelhos de Caminha e Vila Nova de Cerveira e com 65 trabalhadores.

Segundo os relatos a empresa atravessava algumas dificuldades financeiras, tendo salários, subsídios de férias e de natal em atraso, contudo ninguém previa que a empresa encerrasse a suas portas de um dia para o outro.

Segundo informações numa recente reunião de acionistas realizada a 11 de março foi transmitido que a situação era estável e para ninguém se preocupar.

A administração desta empresa, não só decidiu avançar para o despedimento de todos os trabalhadores sem qualquer aviso prévio, como ainda se recusa a passar a declaração de situação de desemprego aos trabalhadores, colocando assim em causa a sobrevivência destes e das suas famílias. Este tipo de prática por parte da administração desta empresa revela uma crueldade para com os trabalhadores e desprezo para com os direitos laborais que é inaceitável numa sociedade do século XXI.

O Bloco quer saber se o Governo tem conhecimento da situação e com está a tutela disponível para analisar com a empresa, no quadro dos apoios extraordinários às empresas concedidos no contexto da pandemia, uma solução que permita a viabilização da empresa e a manutenção dos postos de trabalho.

Que medidas pretende o Governo adotar com caráter de urgência para que rapidamente estes trabalhadores tenham, no mínimo, acesso ao subsídio de desemprego ou outras medidas de proteção social consentâneas com a situação descrita.

Capturarcamipao1.PNG

Capturarcamipao2.PNG

Capturarcamipao3.PNG

MUNICÍPIO DE CAMINHA REQUALIFICA COLETOR EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

A Câmara Municipal de Caminha está a executar a empreitada “Requalificação do coletor pluvial Avenida 5 de Outubro” em Vila Praia de Âncora, entre os entroncamentos da rua Luís de Camões e da rua António Aleixo.

Esta empreitada surge no âmbito da intervenção de fundo realizada na zona da Sandia e vai custar mais de 150 mil euros. Os vereadores Guilherme Lagido Domingos e Rui Lages, estiveram no local de modo a acompanharem o desenvolvimento dos trabalhos.

coletorvpa (1).jpg

coletorvpa (2).jpg

CÂMARA DE CAMINHA CANDIDATA ROMARIA DE S. JOÃO D’ARGA AO CONCURSO 7 MARAVILHAS DA CULTURA POPULAR

Autarquia minhota apresenta também candidaturas da Festa de Nossa Senhora da Bonança em Vila Praia de Âncora e a Góta da Serra d’Arga em diferentes categorias

A Câmara Municipal de Caminha apresentou a candidatura da romaria de S. João d’Arga ao concurso 7 Maravilhas da Cultura Popular, projeto de caráter privado e de interesse público que vem na sequência de outros lançados nos últimos anos e que conta com a parceria da Rádio Televisão Portuguesa. Neste concurso está em causa a valorização do património cultural material e imaterial e a divulgação do que de melhor há em Portugal em categorias tão diferentes como o artesanato, as lendas e mitos, as festas e feiras, músicas e danças, rituais e costumes, procissões e romarias e artefactos.

Góta da Serra d Arga.jpg

A candidatura de São João d’Arga está enquadrada na categoria procissões e romarias e pretende valorizar não só o património imaterial associado às tradições, às manifestações de fé, à música e às danças e à ligação das festividades com o profano mas também dar a conhecer o património do local, nomeadamente o Mosteiro de São João d’Arga cuja data de fundação é imprecisa e varia consoante as fontes mas cujas primeiras referências provém de 1252 através do testemunho dos frades beneditinos que restauraram e ocuparam o edificado.

Para Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha, “esta candidatura tem dois objetivos que são complementares entre si. O primeiro é dar a conhecer a mais singular romaria do Alto Minho, a sua história, as suas tradições, o que significa para as populações de toda a região e o que vale em termos históricos pelo património que alberga e pela natureza que marca todo o local. O segundo objetivo é ganhar: esta candidatura quer que Portugal conheça melhor a Serra d’Arga, perceba os tesouros que ainda esconde, mas também quer ser escolhida como uma das 7 Maravilhas da Cultura Popular”. O autarca de Caminha não tem, por isso, ilusões quanto ao que irá acontecer. “Preparamos a candidatura com todo o rigor e contamos passar os primeiros níveis de avaliação que são feitos por especialistas mas a romaria de S. João d’Arga só vencerá se o povo do concelho de Caminha todo se mobilizar na votação popular que se seguirá e se conseguirmos atrair também os votos das gentes do Alto Minho, de todos os concelhos que partilham connosco a Serra d’Arga e de todos os outros que tem esta festa, a sua fé e o som das concertinas no coração”, remata Miguel Alves.

Festa de Nossa senhora da Bonança.jpg

A Câmara Municipal de Caminha avançou também com as candidaturas da Festa de Nossa Senhora da Bonança, em Vila Praia de Âncora, na categoria festas e feiras e da Góta da Serra d’Arga na categoria de música e danças. A ideia desta candidatura é não afunilar a valia do património popular do concelho em apenas uma candidatura de modo a que possam existir mais possibilidades de passar os projetos a fases mais adiantadas dos concursos. De acordo com o regulamento das 7 Maravilhas da Cultura Popular, haverá um painel de especialistas que irá eliminar candidaturas nas duas primeiras fases de modo a que se possa chegar a 7 patrimónios finalistas em cada um dos distritos do país e regiões autónomas. Só depois haverá votação pública de candidaturas, processo que será acompanhado pela RTP como tem vindo a acontecer nos últimos anos.

Romaria Sao Joao d'Arga.jpg

CÂMARA DE CAMINHA E DOCAPESCA DISCUTEM TRANSFERÊNCIA DE COMPETÊNCIAS PARA A GESTÃO DO PORTINHO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Autarquia quer gerir áreas da pesca desportiva, instalações sem ocupação e o mercado

A autarquia de Caminha tem vindo a ter reuniões com diversos responsáveis pela Docapesca para discutir a possibilidade de assumir competências de gestão no Portinho de Vila Praia de Âncora. Sobre a mesa está a possibilidade de a Câmara Municipal de Caminha assumir a gestão de espaços na área da pesca desportiva, incluindo a regulamentação do acesso à mesma, a utilização do espaço vago que fica por baixo da denominada “onda” do Portinho Velho, as ações de limpeza da zona interior das rampas a norte e da área em frente ao Forte da Lagarteira e a gestão do mercado do peixe. Fora da discussão está tudo o que tenha a ver com a atividade profissional, incluindo o acesso e gestão da primeira venda de peixe ou a gestão do Portinho novo, incluindo armazéns.

docapescavpa (4).jpg

Para o presidente da Câmara Municipal de Caminha, “nestas como noutras áreas, do que se trata é de perceber o que é que a Câmara Municipal pode fazer melhor do que a Docapesca e nós achamos que a proximidade que temos à comunidade e aos pescadores em geral nos habilita a responder mais rápido aos problemas e de forma mais assertiva”. Para Miguel Alves, não há dúvida de que “a Docapesca ganhará eficácia se fizer o que sabe fazer e o que tem de fazer que é cuidar da venda em lota e do cumprimento de todas as regras para a atividade profissional. O resto, a Câmara Municipal de Caminha poderá sempre fazer melhor se tiver os recursos financeiros para isso e é nesse sentido que temos vindo a reunir e a limar arestas a um futuro protocolo de delegação de competências”.

Na semana passada, Miguel Alves esteve reunido com a diretora da Docapesca no Norte, Helena Cardoso, e com os dirigentes da Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos de Vila Praia de Âncora para debater alguns dos problemas do Portinho que, apesar do investimento avultado feito num passado recente, apresenta já sinais de enorme degradação. As entidades acompanharam as limpezas em curso na envolvente do Forte da Lagarteira e fizeram um breve reconhecimento no local, que permitiu identificar várias inconformidades. O presidente da Câmara Municipal de Caminha referiu que o objetivo é chegar a um acordo com a Docapesca até ao final do ano e exigiu que, até lá, algumas das situações que vêm sendo elencadas pelos pescadores possam ser resolvidas.

docapescavpa (1).jpg

docapescavpa (2).jpg

docapescavpa (3).jpg

docapescavpa (5).jpg

CONCURSO DE “JANELAS, VARANDAS E MONTRAS FLORIDAS” ESTÁ DE REGRESSO ÀS RUAS VILA PRAIA DE ÂNCORA DE 15 DE ABRIL A 5 DE MAIO

Inscrições terminam a 6 de abril

O concurso de “Janelas, Varandas e Montras Floridas” está de regresso às ruas Vila Praia de Âncora. O objetivo é renovar a imagem da vila, transformando-a num imenso jardim de flores, de 15 de abril a 5 de maio. As inscrições estão a decorrer e terminam a 6 de abril. Os prémios são aliciantes.

VPA em Flor

“Janelas, Varandas e Montras Floridas” vai integrar o Vila Praia em Flor, que este ano regressa a Vila Praia de Âncora de 30 de abril a 3 de maio. Este concurso visa embelezar as ruas de Vila Praia de Âncora durante o evento; incentivar a descoberta e o gosto pelos espaços verdes e pela natureza e reavivar a tradição portuguesa de florear as janelas e as varandas.

Este concurso dirige-se a todos os moradores e estabelecimentos comerciais de Vila Praia de Âncora, a título individual ou coletivo (condomínios), e a todas as entidades públicas ou privadas que possuam ou ocupem imóveis nas ruas da Vila.

O concurso conta com três categorias ‘Janela florida’, ‘Varanda florida’ e ‘Montra florida’. É de salientar que cada concorrente pode participar em mais do que uma categoria e com o n.º de janelas, varandas ou montras floridas que entender. Mais, as janelas, as varandas ou as montras têm de ser visíveis da via pública de 15 de abril a 5 de maio, e as plantas e/ou flores têm de ser naturais.

Os interessados em participar deverão efetuar a respetiva inscrição até dia 6 de abril, mediante o preenchimento de um formulário, disponível em www.cm-caminha.pt, que poderá ser entregue em mão no Posto de Turismo de Vila Praia de Âncora; na Câmara Municipal de Caminha - Setor da Cultura ou através do email cultura@cm-caminha.pt. A inscrição é gratuita.

Os prémios são convidativos. Em todas as categorias, o 1º lugar corresponde a 2 passes 3 dias Festival de Vilar de Mouros 2020; o 2º a 1 passe 3 dias Festival de Vilar de Mouros 2020 e o 3º a 1 bilhete Festival de Vilar de Mouros 2020 (1 dia).

O Concurso “Janelas, Varandas e Montras Floridas” é uma iniciativa integrada no evento Vila Praia em Flor, promovido pelo Município de Caminha, Freguesia de Vila Praia de Âncora e Grupo dos Amigos das Maias.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CAMINHA REÚNE EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Sessão ordinária terá lugar sexta-feira, dia 28 de fevereiro, pelas 21H00

A Assembleia Municipal vai reunir esta sexta-feira, dia 28 de fevereiro, em sessão ordinária, pelas 21H00, no Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora com diversos pontos em agenda. Esta sessão pode ser acompanhada em direto, online, através do sítio do município e nas redes sociais a ele associadas.

A sessão ordinária começa com o período de intervenção do público, seguindo-se o período de antes da ordem do dia. No período da ordem do dia será apreciada a informação escrita do presidente da Câmara sobre a atividade do Município e a situação financeira do mesmo.

Da ordem de trabalhos faz parte a apreciação e votação dos concursos públicos para Execução da Empreitada “Mercado Municipal De Caminha” – Abertura do Procedimento e para Ampliação da Escola Básica e Secundária de Vila Praia De Âncora e Espaços de Integração para o Ensino Articulado – Abertura do Procedimento. O preço base para a empreitada “Mercado Municipal de Caminha” é de cerca de 600 mil euros, valor a que acresce IVA (596.300,00 + IVA), enquanto o concurso público para ampliação da Escola Básica e Secundária de Vila Praia de Âncora e Espaços de Integração para o Ensino Articulado rondará os dois milhões de euros, valor a que também se somará o IVA (1.953.368,74 + IVA). Ambas as intervenções se revestem de grande importância para o concelho, sendo que, no caso do Mercado Municipal, permitirá substituir finalmente a estrutura atual, que tem caráter provisório há cerca de quatro décadas e não corresponde há muito às necessidades. Contingências várias impediram a Câmara de avançar com esta obra urgente há mais tempo, nomeadamente de natureza legal, uma vez que o direito de superfície dos terrenos em causa tinha sido cedido a privados. Quanto ao estabelecimento de ensino, a ampliação corresponde a construção da Escola Básica de Vila Praia de Âncora, dando cumprimento a um velho anseio da população que assim terá um equipamento específico para as crianças do primeiro ciclo do ensino básico.

Os eleitos vão votar o reconhecimento de Interesse Público Municipal de Empreendimento Turístico – Requerente: Vale Do Âncora – Empreendimentos Turísticos, Lda.

A Assembleia vai apreciar e votar a implementação de sinalética na Freguesia de Dem.

Os membros da Assembleia vão deliberar sobre a alteração à Postura de Trânsito e Estacionamento na Freguesia de Caminha e Vilarelho.

Da ordem de trabalhos ainda faz parte a designação de um representante da Assembleia Municipal para integrar a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco de Caminha (CPCJ), nos termos da alínea l), do artigo 17º, da Lei nº 147/99, de 1 de setembro.

FIM DE SEMANA GASTRONÓMICO NO CONCELHO DE CAMINHA DESTACA O "ROBALO DO MAR DA ÍNSUA"

De 28 de fevereiro a 1 de março, há ofertas nos restaurantes e descontos nos alojamentos aderentes

De 28 de fevereiro a 1 de março, o concelho de Caminha promove mais um Fim de Semana Gastronómico, que destaca o “Robalo do Mar da Ínsua” e o tradicional leite creme queimado. Há ofertas nos restaurantes e descontos nos alojamentos aderentes. Esta é uma organização do Turismo do Porto e Norte de Portugal, E. R., que tem como parceiros a Câmara Municipal de Caminha e os Empresários do Concelho de Caminha. Para complementar o certame, o Município preparou atividades variadas.

leite Creme Queimado.jpg

O fim de semana gastronómico volta a destacar um dos produtos do nosso mar, o robalo. No concelho estão envolvidos mais de três dezenas de restaurantes e mais de uma dezena de alojamentos com ofertas e descontos especiais. Os restaurantes aderentes vão oferecer um copo de vinho da região e os alojamentos um desconto de 10% nas noites de sexta-feira e sábado. Assim, o destaque nos restaurantes aderentes é o “Robalo do Mar da Ínsua”, como prato principal, e à sobremesa o leite creme queimado.

Além da gastronomia, o fim de semana gastronómico oferece um programa de atividades diversificado. Há cinema, exposições, conversa com o escritor Richard Zimler, visitas ao património do concelho entre outras atividades.

No dia 28, há cinema em Caminha e Vila Praia de Âncora. Em Caminha, no Auditório do Museu Municipal está em exibição o filme “A Mulher do Lado”, de François Truffaut, França, 1981. A sessão é gratuita e é organizada pela Locus Cinemae – Associação de Cinema de Caminha. Nos dias 28 e 29, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora está em exibição o filme “Birds of Prey”, de Cathy Yan, EUA, 2019. A receita reverte a favor dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora.

No dia 29, pelas 15H00, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora, poderá assistir a Uma Conversa, um Livro e às vezes um Filme” com Richard Zimler. A conversa será seguida pelo documentário “Noite e Nevoeiro”, de Alain Resnais.

Nesses dias, ainda é possível visitar o Núcleo Museológico do Centro Histórico de Caminha – Torre do Relógio - cuja entrada é gratuita; o Núcleo Museológico da Memória, Artes e Ofícios de Riba de Âncora; Moinhos D’Apardal e, ainda, o Centro de Interpretação Museológica do Vale do Âncora. Estes últimos carecem de inscrição.

Robalo do Mar da Insua.jpg

VILA PRAIA DE ÂNCORA ACOLHE JOGOS SENIORES INTERCALARES OLYMPCS4ALL

Jogos decorrem no Pavilhão Municipal e Piscinas Municipais de Vila Praia de Âncora, no dia 26 de fevereiro a partir das 9h00

Vila Praia de Âncora vai acolher os Jogos Intercalares Olympic4all já no dia 26 de fevereiro. A partir das 9H00, seniores dos concelhos de Caminha, Vila Nova de Cerveira, Monção, Viana do Castelo, Ponte da Barca, Paredes de Coura, Ponte de Lima vão disputar provas nas Piscinas Municipais e no Pavilhão Municipal de Vila Praia de Âncora.

piscinas out 2017 (1)

O Olympic4all é um evento de carater desportivo que envolve cidadãos seniores do Alto Minho,numa competição saudável em prol da melhoria da qualidade de vida das suas populações, através da consciencialização para a prática do desporto sem fronteiras, sem idade e sem género predefinidos, e a ampliação da participação no desporto e na atividade física dos grupos mais vulneráveis.

Durante o dia, em Vila Praia de Âncora, vão ser disputadas provas de atletismo, natação, voleibol, petanca, boccia, futebol, basquetebol e corda.

A 6º edição dos Jogos Olympic4all terá lugar nos dias 2, 3 e 4 de setembro, em Vila Nova de Cerveira.

RICHARD ZIMLER EM DESTAQUE NO PRÓXIMO “UMA CONVERSA, UM LIVRO E ÀS VEZES UM FILME” EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Sessão terá lugar no dia 29 de fevereiro, pelas 15H00, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora

 “Os dez espelhos de Benjamin Zarco”, de Richard Zimler é o destaque do próximo “Uma Conversa, um Livro e às vezes um Filme”. Esta sessão terá lugar no dia 29 de fevereiro, pelas 15H00, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora. A conversa será seguida pelo documentário “Noite e Nevoeiro”, de Alain Resnais.

photo by Lara Jacinto -.jpg

“Uma Conversa, um Livro e às vezes um Filme” continua a trazer ao concelho nomes sonantes do mundo literário. Richard Zimler, conhecido do grande público e dos Caminhenses, dispensa apresentações. RichardZimler, o escritor nova iorquino que trocou os EUA por Portugal, vive no Porto desde 1990, onde foi professor de jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Nos últimos 23 anos, publicou 11 romances, uma coletânea de contos e cinco livros infantis, que depressa entraram nas listas de bestsellers de vários países (Portugal, Brasil, EUA, Inglaterra, Itália, etc).

Vários dos seus livros fazem parte do Plano Nacional de Leitura, com destaque para“Dança Quando Chegares ao Fim”, “Se Eu Fosse” e “O Cão que Comia a Chuva”.Zimler já ganhou diversos prémios: NationalEndowmentoftheArtsFellowship in Fiction (EUA) em 1994; Prémio Herodotus (EUA) para o melhor romance histórico em 1998; prémio literário Alberto Benveniste 2009; prémio Marquês de Ouro, entre outros. Já proferiu mais de 500 conferências sobre a sua escrita e a cultura judaica, em escolas, museus, bibliotecas, livrarias, sinagogas e auditórios públicos em mais do que 15 países, incluindo os EUA, Inglaterra, Austrália, Portugal, França e Brasil. Em 2009, Zimler escreveu o guião para O Espelho Lento, uma curta-metragem baseada num dos seus contos. O filme foi realizado no verão de 2009 pela realizadora sueca-portuguesa SolveigNordlund e venceu o prémio de melhor filme dramático no Festival de Curtas-Metragens de Nova Iorque, em maio de 2010.

Quanto ao livro “Os dez espelhos de Benjamin Zarco” na sinopse lê-se: “Benjamin Zarco e o seu primo Shelly foram os únicos membros da família a escapar ao Holocausto. Cada um à sua maneira, ambos carregam o fardo de ter sobrevivido a todos os outros. Benjamin recusa-se a falar do passado, procurando as respostas na cabala, que estuda com avidez, em busca daquilo a que chama os fios invisíveis que tudo ligam. E Shelly refugia-se numa hipersexualidade, seu único subterfúgio para calar os fantasmas que o atormentam.Construído como um mosaico e dividido em seis peças, Os dez espelhos de Benjamin Zarco entretecem-se entre 1944, com a história de EwaArmbruster, professora de piano cristã que arrisca a vida para esconder Benni em sua casa, e 2018, com o testemunho do filho de Benjamin acerca do manuscrito de Berequias Zarco, herança do pai, talvez a chave para compreender a razão por que Benjamin e Shelly se salvaram e o vínculo único que os une.Um romance profundamente comovente e redentor, com personagens inesquecíveis. Uma ode à solidariedade, ao heroísmo e ao tipo de amor capaz de ultrapassar todas as barreiras, temporais e geográficas”.

A conversa será seguida de “Noite e Nevoeiro”, de Alain Resnais. Sobre o documentário, Edgardo Cozarinskyescreveu: “é o único filme justo sobre o grande horror do século XX: menos o extermínio de um povo do que o programa e administração postos em funcionamento para o executar. Também uma meditação sobre o esquecimento natural e o trabalho da memória”.

Esta iniciativa é organizada pelos Amigos da Rede de Bibliotecas de Caminha e pela Câmara Municipal de Caminha.

É de referir que os Amigos da Rede de Bibliotecas de Caminha (RBC) tornam-se leitores inscritos nas bibliotecas do concelho de Caminha. O estatuto de Amigo da RBC é formalizado através do preenchimento de um formulário, (com os dados biográficos essenciais e contactos) e da oferta de um livro que reverterá para a coleção da Biblioteca Municipal. A participação no grupo de Amigos da RBC é voluntária, exclui qualquer compensação e cessará no momento em que o Amigo assim o desejar. Através da sua ação, os Amigos RBC pretendem contribuir, de modo particular, para o desenvolvimento das competências e serviços das mesmas e, genericamente, para o progresso cultural da comunidade que estas servem.

VILA PRAIA DE ÂNCORA: SABIA QUE O SEU IRS PODE AJUDAR O PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA?

"Sabia que o seu IRS pode ser SOLIDÁRIO?! 

Sem qualquer custo para si, indique o número de contribuinte da Instituição - 501223185 - e apoie o serviço e a missão do Patronato na Infância e na solidariedade.

PNSB_consignação_irs.jpg

Consignação do IRS: o que é?

Consiste em doar 0,5% do IRS liquidado (imposto destinado ao estado) a uma instituição. Não implica qualquer encargo para si, é um gesto totalmente gratuito. Não vai pagar mais IRS, nem vai receber menos reembolso (consoante seja o seu caso). É o Estado que prescinde dessa parcela do imposto, entregando-a à instituição indicada por si.

Como efetuar a consignação?

Este ano pode fazê-lo antecipadamente, até ao dia 31 de março:

Para isso, deve aceder ao Portal das Finanças e indicar a instituição à qual pretende consignar o IRS e/ou IVA. Deve fazê-lo antes do início da entrega da declaração de rendimentos modelo 3 e do IRS automático. Quando chegar a época do IRS, apenas tem de confirmar a sua opção.

Assim, para fazer antecipadamente a consignação do IRS, deve aceder ao portal das finanças, escolher “comunicação do agregado familiar/entidade a consignar”, clicar em “Entidade a consignar”“Entregar comunicação” e clicar na lupa para inserir o NIF da instituição “501223185”, clicar em “Entidade escolhida” e submeter. Depois poderá “obter o comprovativo”.

Aquando da entrega do IRS (de 1 de abril a 30 de junho, independentemente da categoria de rendimentos):

- Na declaração anual de rendimentos tradicional (modelo 3), a consignação faz-se no quadro 11 do anexo “Rosto”.

- Se estiver abrangido pelo IRS automático, a consignação efetua-se na área “Pré-Liquidação”.

Em qualquer dos casos, para consignar o seu IRS, deve indicar as seguintes informações:

- Tipo de entidade que pretende apoiar: Instituição Particular de Solidariedade Social;

- NIF da Instituição: 501223185;

- O que deseja consignar: IRS (pode também consignar 15% do IVA suportado).

Ao apoiar a Missão do Patronato, está apoiar 85 crianças dos 3 meses aos 6 anos de idade... está  a “Cuidar o futuro…”!"

Modelo 3 (1)2020.png

CÂMARA DE CAMINHA ASSINALA DIA DOS NAMORADOS COM VÁRIAS INICIATIVAS… E SURPRESAS

Entre o espaço público, restaurantes e cinema

No dia 14 de fevereiro, o amor está no ar no concelho de Caminha. Jantar acompanhado deofertas especiais nos restaurantes aderentes, surpresas nos espaços públicos das vilas de Caminha e de Vila Praia de Âncora e exibição do filme ‘TheWeddingYear”, são as iniciativas que o Município de Caminha reservou para assinalar esse dia especial.

O Município de Caminha vai celebrar o amor com múltiplas atividades. O objetivo épromover o concelho,

com destaque para a gastronomia, a restauração e a hotelaria local, mas também proporcionar momentos de lazer.

No final da tarde, nas praças das duas vilas,os enamorados serão surpreendidos com várias iniciativas inesperadas. É só preciso ir até lá e deixar-se surpreender.

Ao jantar, mais de três dezenas de restaurantes aderentes do concelho também se empenharam a celebrar a data e prepararam uma ementa especial, para os mais apaixonados. De Lanhelas a Vila Praia de Âncora, passando por Âncora, Caminha/Vilarelho, Dem, Moledo, Seixas e Vilar de Mouros, são muitas as possibilidades.

Para terminar a noite de uma forma romântica, o Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora propõe uma sessão especial Dia dos Namorados com a exibição do filme “TheWeddingYear”. A receita reverte a favor dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora.

INTERVENÇÃO NA SANDIA – VILA PRAIA DE ÂNCORA EM FASE ADIANTADA

Concluídos trabalhos de acessibilidades, arruamentos e colocação de infraestruturas hidráulicas

A intervenção de fundo na zona da Sandia, em Vila Praia de Âncora, está cada vez mais adiantada. As acessibilidades, arruamentos e colocação de infraestruturas hidráulicas estão concluídas. Faltam executar a passagem pedonal, pinturas rodoviárias, sinalização horizontal e vertical e colocar o mobiliário urbano. Esta obra, reclamada há muitos anos pelos ancorenses, orçada em mais de 1,2 milhões de euros, vai solucionar questões de escoamento de águas pluviais que se arrastavam há décadas. Ontem mesmo, o presidente e vereador, com o pelouro das obras públicas, do Município de Caminha estiveram no local, a fim de verificaram “in loco” o andamento dos trabalhos.

vpasandia (1).jpg

Esta obra de grande abrangência - ruas de Gontinhães, Sandia e Luís de Camões, Travessas 5 de Outubro e da Sandia - visa promover a melhoria do ambiente urbano e do espaço público, através da beneficiação do mobiliário urbano, da pavimentação de arruamentos e passeios, condução de águas, da eliminação de barreiras arquitetónicas e visuais. De facto, os trabalhos estão numa fase adiantada: as acessibilidades estão concluídas; os arruamentos pavimentados e as infraestruturas hidráulicas colocadas. Estão por realizar as pinturas rodoviárias, a colocação de sinalização horizontal e vertical e ainda a instalação de mobiliário urbano. Quanto à passagem pedonal na EN 13 junto à rotunda de acesso à A28, o Município está apenas a aguardar pareceres técnicos para dar continuidade aos trabalhos.

Recorde-se que esta intervenção na zona da Sandia, em Vila Praia de Âncora, designada “Ação de Reabilitação Urbana – Sandia – Rede Viária e Espaço Público, Acessibilidade a Pessoas com Mobilidade Reduzida” é um investimento de 1.220.113,30€, financiado pelo FEDER em 85%, sendo a restante quantia suportada pelo Município de Caminha.

A área faz parte do projeto “Ação de Reabilitação Urbana – Sandia – Rede Viária e Espaço Público, Acessibilidade a Pessoas com Mobilidade Reduzida, sendo a empreitada financiada por duas candidaturas denominadas “Rede viária e espaço publico (Sandia)” e “Acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida (Sandia)”, submetidas ao Aviso Planos de Ação de Regeneração Urbana do Programa Operacional Regional do Norte – NORTE2020.

vpasandia (2).jpg

vpasandia (3).jpg

vpasandia (4).jpg

FERNANDO ROCHA – STAND-UP COMEDY & ANEDOTAS ANIMA O CINETEATRO DOS BOMBEIROS DE VILA PRAIA DE ÂNCORA EM JANEIRO

Espetáculo solidário terá lugar no dia 25, pelas 21H30

Até ao final do mês, Caminha está em alta. São muitas as possibilidades que o concelho tem para oferecer, da gastronomia à cultura, passando pelo desporto, com destaque para o espetáculo de cariz solidário “Fernando Rocha – stand -up comedy & anedotas” que terá lugar no cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora, no dia 25 de janeiro. O bilhete tem um custo de 10 € e está disponível para venda nos Postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

706344_520789157939786_675423325_o (1).jpg

Depois dos concertos de Ano Novo protagonizados pela Sociedade Musical Banda Lanhelense, Caminha vai brindar os residentes e visitantes com múltiplas iniciativas. De 15 de janeiro a 15 de abril, a lampreia do Rio Minho é a atração dos cardápios nos restaurantes do concelho de Caminha. Gastronomia e animação dão mote ao certame intermunicipal “Lampreia do Rio Minho – Um prato de excelência”.

No dia 17 de janeiro, o Valadares, Teatro Municipal vai acolher a I Gala do Desporto do Município de Caminha, durante a qual serão laureados os atletas, treinadores, dirigentes e instituições que ao longo da última época desportiva alcançaram grandes feitos. Este é um grande momento de afirmação do desporto no concelho de Caminha. Um momento de glamour onde as nossas campeãs e os nossos campeões terão o reconhecimento público da nossa comunidade. A Gala terá lugar pelas 21H30.

No dia 18 de janeiro, das 10H00 às 12H00, terá lugar a Oficina Criativa – Construção de Marionetas - Fio a Pavio, na Biblioteca Municipal de Caminha. A oficina dirige-se aos pais e filhos, estes a partir dos 4 anos. Aqui, serão abordados os princípios da construção e manipulação de marionetas de fios recorrendo aos mais simples princípios, de modo a que as crianças se sintam impulsionadas a dar continuidade na manipulação da marioneta. Os interessados deverão realizar a inscrição até dia 16 de janeiro, através do email https://forms.gle/5VC9UTie6LKi9nyH7. Esta iniciativa é organizada pela Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho e conta com o apoio da República Portuguesa – Cultura, DGARTES - Direção Geral das Artes, Câmara Municipal de Caminha e União de Freguesias de Caminha e Vilarelho.

No dia 24 de janeiro, o Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora vai acolher o Encontro de Grupos de Janeiras, uma organização do Patronato de Nossa Senhora da Bonança, com o apoio da Câmara Municipal de Caminha.

No dia 25, a Biblioteca Municipal de Caminha volta a ser palco de mais uma iniciativa “Um Livro, Uma Conversa e às vezes um Filme - Ricardo Jorge: médico e escritor”, com o orador Henrique Barros.

Ainda, no dia 25 de janeiro, terá lugar o espetáculo solidário “Fernando Rochastand-up comedy & anedotas”, cuja receita reverte na totalidade para a aquisição de uma mão mioelétrica para o menino Diogo Farinhoto, residente no concelho de Caminha. O espetáculo terá lugar no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora, pelas 21H30. É organizado pelo Fernando Rocha e Câmara Municipal de Caminha

QUAL ERA O TRAJE QUE OUTRORA USAVAM AS MULHERES DE ÂNCORA?

A imagem mostra um postal ilustrado dos costumes portugueses representando a mulher de Âncora, enviado por Clara à sua mãe Inácia de Vilhena que vivia em Lisboa, na rua de S. Sebastião da Pedreira, em 15 de Abril de 1920.

Como é sabido, os postais ilustrados nunca são datados a fim de não perderem interesse comercial e poderem circular durante um período temporal razoável. Por conseguinte, este postal foi produzido nos começos do século XX, altura em que as antigas gravuras a preto deram lugar aos coloridos. E já com referência a Âncora...

Uma questão que esta imagem nos coloca é a de saber qual era o traje que outrora usavam as mulheres de Âncora?

Fonte: Município de Ponte de Lima

transferirmulherancora1.jpg

transferirpostalmulherancora2.jpg