Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA LANÇA CAMPANHA SOLIDÁRIA DE NATAL

"À semelhança dos anos anteriores, o Patronato Nossa Senhora da Bonança lança mais uma Campanha Solidária de Natal, com o objetivo de angariar fundos para a missão da Instituição na infância e na solidariedade. 

A campanha deste Natal intitula-se "MANTA SOLIDÁRIA", mas junto com esta iniciativa vamos também lançar a edição de 2023 da Agenda Solidária!

Assim, este ano estão disponíveis:

- MANTA DE ADULTO (valor: 10,00€) - Cores disponíveis: azul, rosa, verde e laranja

- MANTA DE CRIANÇA (valor: 8,00€) - Cores disponíveis: amarelo, lilás, azul claro e laranja

AGENDAS 2023 (valor: 10,00€), com argolas, de capa de madeira e tamanho A5. 

Quer as mantas, quer as agendas são ilustradas com desenhos das crianças de Creche e de Jardim.

Os produtos da campanha estarão disponíveis em vários locais, nomeadamente no Patronato, nos Postos de Turismo de Vila Praia de Âncora e Caminha; na Docelândia Caminha; na Veneza Vila Praia de Âncora, no Hotel Meira, na Retrosaria Helana, na Loja Toskana, no Be Fit e nas Piscinas Municipais de Vila Praia de Âncora.

APOIE A MISSÃO E O SERVIÇO DO PATRONATO NA INFÂNCIA E NA SOLIDARIEDADE!

Para que esta iniciativa fosse possível, o Patronato contou com o apoio de vários parceiros, nomeadamente a Câmara Municipal de Caminha, a Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora e a Imobiliária Âncora Dinâmica."

Capturarpatronatovpa (11).JPG

ESPAÇO DA MEMÓRIA DO MAR DE VILA PRAIA DE ÂNCORA VAI NASCER NO FORTE DA LAGARTEIRA

Preservação do monumento cria mais um polo de atração, de preservação e partilha da memória comum

A Câmara Municipal de Caminha está a desenvolver o Projeto de Recuperação e Valorização do Forte da Lagarteira, cujas obras começaram, entretanto, a ser executadas. As intervenções são financiadas pelos programas Norte 2020 e Mar 2020, num investimento global um pouco superior aos 200 mil euros. A obra permitirá instalar, naquele Forte, o Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora e criar mais um polo de atração para Vila Praia de Âncora e para o concelho.

Capturarlag1 (2).JPG

O futuro Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora (EMMVPA) nasceu pela vontade da Câmara ver recuperado aquele exemplar do património, abrindo-o ainda mais ao público. O Presidente da Câmara, Rui Lages, está a acompanhar as obras, e na última visita, mostrou-se agradado pelo sucesso de mais esta candidatura, uma mais valia que permitirá, ao mesmo tempo, preservar o Forte da Lagarteira, mas também dar-lhe uma nova vida, respeitando a relação com a Vila e com o mar. “A Câmara tem vindo a assumir a gestão do monumento e, por diversas vezes, criámos aqui eventos, abrimos as portas ao público e tentámos dar mais visibilidade e mais vida a um espaço tão importante e tão querido das nossas gentes”, explica Rui Lages.

No entanto – prossegue o Presidente – “era para nós óbvio que não teríamos muitas condições para ir mais longe sem uma intervenção adequada, que preservasse também o património. Mas tínhamos ambição e vontade e trabalhámos no projeto, construímos aquilo a que chamámos o ‘Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora’. Com base nesse trabalho formalizámos a candidatura e tivemos sucesso. Estamos a executar a obra e em breve teremos aqui mais um polo de atração, de preservação e partilha da nossa memória comum, nesta Terra de mar e de marinheiros, de pescadores e de gente que ama estas praias, estas rochas e as muitas histórias que estes espaços encerram”.

O futuro Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora resultara de um projeto candidatado a fundos comunitários, nomeadamente ao Programa Mar 2020 e Programa Norte 2020. O apoio solicitado foi de 208 468,74 €, conseguindo-se um apoio de 177 198,43 €.

O Espaço da Memória do Mar de Vila Praia de Âncora será um Núcleo Museológico a instalar no Forte da Lagarteira, dedicado ao património cultural e natural marítimo da costa do concelho de Caminha. Nele, os visitantes poderão conhecer as raízes históricas desta póvoa marinheira e a rica biodiversidade da nossa costa. O mar foi, desde a origem, o garante económico de gerações e gerações de habitantes de Vila Praia de Âncora.

Com estas linhas orientadores, o programa museológico para o Forte da Lagarteira, Monumento de Interesse Público desde 1967 e parte integrante da memória da paisagem de Vila Praia de Âncora, assenta na promoção, proteção e valorização dos recursos endógenos, realçando a atividade económica principal do território e o seu património cultural.

Como pano de fundo está sempre a sustentabilidade económica e financeira do território por via dos serviços que possam ser oferecidos, nomeadamente através de uma oferta turística qualificada e diferenciadora.

“Este Núcleo pretende promover o desenvolvimento local de base comunitária, a conservação, proteção e promoção do património natural e cultural procurando desenvolver a valorização no território dos recursos endógenos associados à conservação de recursos naturais. O foco será sempre a organização de iniciativas capazes de comunicar, informar e sensibilizar para a proteção e conservação da natureza e programas e ações de desenvolvimento de turismo de natureza, reforçando a visibilidade, interna e externa, da região, em articulação com a conservação desses recursos”, refere-se no projeto.

O Espaço Memória do Mar de Vila Praia de Âncora é um espaço que irá unir o património cultural ao património natural, num espaço icónico de Vila Praia de Âncora e que constituirá uma ponte para a fruição do património natural da costa atlântica do Município de Caminha.

Como ponto alto da experiência de visita, será criado um espaço onde o visitante poderá admirar o fundo marinho da nossa costa atlântica, entrando em contacto com a fauna e flora subaquática da região, numa experiência inovadora e totalmente imersiva.

Com esta experiência lúdica e pedagógica, os visitantes poderão conhecer toda a biodiversidade do nosso mar, bem como aprender de que forma podemos protegê-lo, enquanto património natural essencial à vida no planeta Terra, e valorizá-lo enquanto recurso económico e turístico do Concelho de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

O Espaço Memória do Mar de Vila Praia de Âncora constituir-se-á, assim, como a “casa do mar” e será a partir dele que se poderá explorar o território terrestre e marítimo, conhecer as suas tradições marítimas e ainda, através do seu programa de animação e dinamização cultural, promover o património natural de todo o Concelho de Caminha.

Capturarlag5.JPG

Capturarlag2 (1).JPG

Capturarlag4 (1).JPG

Capturarlag3 (5).JPG

CAMINHA: ANDAINAS PELO TRILHO DO LITORAL NORTE FORAM SUCESSO E NEM A CHUVA ASSUSTOU OS PARTICIPANTES

As previsões atmosféricas desfavoráveis, que acabaram por se cumprir sábado, com ocorrência de chuva, não foram suficientes para desmotivar os participantes no que acabou por ser o terceiro percurso das Andainas 2022 de outono.

Os entusiastas destas caminhadas, maioritariamente espanhóis, cumpriram o Trilho do Litoral Norte, entre Viana do Castelo e Caminha, com entusiasmo. Este deveria ser o último de quatro percursos, mas houve um adiamento e, assim, ainda é possível fazer a inscrição para o Trilho do Rio Âncora – Caminha, que deverá cumprir-se a 3 de dezembro.

Caminhada191122_-20 (5).jpg

Caminhada191122_-34 (1).jpg

Caminhada191122_-9 (1).jpg

Caminhada191122_-25 (3).jpg

Caminhada191122_-33 (3).jpg

VILA PRAIA DE ÂNCORA: ACADEMIA DE MÚSICA FERNANDES FÃO VAI TER NOVA “CASA”

Câmara e Academia vão celebrar um protocolo para a utilização de novas instalações em Vila Praia de Âncora

O Município de Caminha e a Academia de Música Fernandes Fão vão celebrar um protocolo para a utilização, pela instituição de ensino, das instalações localizadas no novo complexo situado em Vila Praia de Âncora, designado por Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora e Espaços de Integração para o Ensino Articulado. Esta será uma das propostas a discutir e votar, amanhã, na reunião do Executivo, que terá lugar no edifício da Biblioteca Municipal de Caminha, pelas 15h00.

Este protocolo vem dar sequência ao que já estava previsto desde a primeira hora em que foi preparado este investimento na área da Educação, daí que sempre fossem referidas as respetivas obras como sendo de construção da Escola Básica e Secundária do Vale do Âncora e Espaços de Integração para o Ensino Articulado.

O complexo traduz um investimento avultado na área da Educação, da ordem dos dois milhões de euros, e começou a funcionar como estabelecimento de ensino desde o início deste ano letivo.

Da ordem do dia constam ainda propostas para mais um Protocolo para o Desenvolvimento das Atividades de Enriquecimento Curricular entre o Município de Caminha, o Agrupamento de Escolas do Concelho de Caminha e a Academia de Música Fernandes Fão; assim como propostas sobre Normas de Utilização do Auditório Municipal de Vila Praia de Âncora; Constituição nominal do Conselho Municipal de Juventude de Caminha; Protocolo entre o Município de Caminha e a COOPETAPE – Cooperativa de Ensino, CRL. – Projetos Locais Promotores de Qualificações;  Protocolo entre o Município de Caminha e a Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto para realização de estágio curricular; Protocolo entre o Município de Caminha e a Associação de Triatlo de Caminha para realização da IV São Silvestre Caminhense; Alienação do prédio descrito na Conservatória do Registo Predial de Caminha sob o número 149 e inscrito na matriz sob o artigo urbano 896 da Freguesia de Lanhelas, à Casa do Povo de Lanhelas; Júri de seleção do programa de auxílios económicos para estudantes do ensino superior; Identificação de águas balneares e duração da época balnear para 2023; Feiras do Município de Caminha – Prorrogação dos incentivos à dinamização.

ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO DO ALTO MINHO DEVE APROVEITAR A CENTRALIDADE IBÉRICA CONSTRUÍDA DURANTE DÉCADAS

Presidente da Câmara abriu trabalhos da conferência “Estratégia Alto Minho 2030”, no Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Tornar o Alto Minho uma região “mais competitiva, mais coesa, mais conectada e mais inclusiva é um dos grandes objetivos políticos para os próximos anos”, defendeu hoje o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, na abertura da conferência “Estratégia Alto Minho 2030”, que decorreu no Valadares, Teatro Municipal de Caminha. Para Rui Lages, esse caminho do desenvolvimento terá de ser percorrido com a Galiza e a partir daí com Espanha, potenciando a centralidade ibérica que marca a nossa história comum. A sessão ocupou toda a manhã, com a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, a encerrar os trabalhos.

3M1A3953 (3).jpg

A Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) apresentou e debateu hoje de manhã, no teatro caminhense, a “Estratégia Alto Minho 2030”, tendo em conta o contexto da preparação do próximo período de programação dos fundos estruturais da União Europeia. Rui Lages deu as boas vindas aos conferencistas, representantes de diversos setores, salientando a importância deste fórum, a partir do qual “começaremos a trilhar um percurso que visa o desenvolvimento económico-social do nosso Alto Minho. A partir daqui, traçaremos uma estratégia que será o mote de promoção, coesão, inclusão, progresso e capacitação deste território”, sublinhou. 

Para o Presidente da Câmara de Caminha, pensar o Alto Minho como um território com uma centralidade ibérica é fundamental para o cumprimento dos objetivos, sendo para isso fundamental que esse mesmo território seja dotado com ferramentas e meios que permitam corporizar os objetivos estratégicos. “Em momento algum podemos achar que sozinhos, só por nós, encontraremos as soluções efetivas para os nossos desafios. Vivemos num mundo cada vez mais global, mais heterógeno e dinâmico. E nós, sabemos melhor que ninguém conviver com esses fatores”, disse Rui Lages, recordando o relacionamento histórico dos dois povos: “desde bem cedo conhecemos a necessidade de termos uma conexão e ligação a Espanha, através dos nossos irmãos galegos. Iniciámos essa caminhada com o contrabando, com o cruzar das fronteiras a salto, mas consolidámos esta ligação com a cooperação transfronteiriça em matérias como a ciência, tecnologia e investigação, mas também em áreas como a cultura e o ambiente. Temos de saber potenciar esta centralidade ibérica, colocando ao dispor da região norte de Portugal e da Galiza todo o nosso potencial económico, paisagístico, cultural, turístico”, defendeu.

Após a sessão de abertura, de caráter mais político, seguiu-se a parte mais técnica, com um painel sobre “Desafios, oportunidades e perspetivas para o Alto Minho 2030”. Os trabalhos prosseguiram com uma mesa redonda onde se questionou: “Que futuro para o Alto Minho?”, e durante a qual foram discutidas várias possíveis respostas por parte de especialistas ligados a diversos setores.

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, encerrou os trabalhos.

3M1A3729 (7).jpg

3M1A3794 (4).jpg

3M1A3884.jpg

3M1A3944.jpg

3M1A3887 (1).jpg

 

VIEIRA DO MINHO: SENIORES VIEIRENSES PARTICIPARAM EM CONVÍVIO NA QUINTA DO CRUZEIRO EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Dois anos após a pandemia provocada pela COVID- 19, cerca de 500 utentes dos Centros de Convívio e da Universidade Sénior de Vieira do Minho rumaram esta quinta-feira, a Vila Praia de Âncora para participar num convívio sénior que teve por objectivo assinalar o Dia Internacional do Idoso, que se comemora no mês de outubro.

312358102_811998636705290_6288371347222081216_n (1).jpg

Uma atividade que marca a retoma dos convívios seniores após pandemia.

A iniciativa foi organizado pela Câmara Municipal de Vieira do Minho com o intuito de assinalar o Dia do Idoso e promover o convívio e a confraternização entre a população do concelho.

Do programa constou um almoço na Quinta do Cruzeiro, em Vila Praia de Âncora,  animação musical e muita diversão.

A atividade contou também com a presença  do presidente da Câmara Municipal, António Cardoso, que fez questão de acompanhar os seniores neste dia.

Neste convívio, o autarca vieirense salientou a importância desta iniciativa lúdica, no sentido de garantir o bem-estar da população, combater o isolamento e proporcionar aos seniores momentos de alegria, partilha e convívio. Para além do presidente do Município, participaram, na atividade os presidentes de junta de freguesia do concelho.

CAMINHA: VEM AÍ CINEMA, TEATRO, MÚSICA, DANÇA, ARTES CIRCENSES E INSTALAÇÕES ARTÍSTICAS, NUMA AUTÊNTICA FESTA DA CULTURA

Festival Tempos Cruzados chega a 5 de novembro, com nove grandes espetáculos de acesso livre

O Festival Tempos Cruzados está a chegar ao concelho de Caminha, com vários espetáculos e múltiplos géneros artísticos. O Valadares, Teatro Municipal de Caminha e o Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora são os palcos principais, mas poderá haver ainda uma surpresa e um terceiro espaço, mais improvável. O festival, multidisciplinar, começa a 5 de novembro, com cinema vocacionado para os mais pequenos, mas conta com uma grande abrangência de áreas artísticas, pensadas para os mais variados gostos. Todos os espetáculos são gratuitos.

Tempos Cruzados (2).png

São dois meses de espetáculos, numa iniciativa organizada em parceria por várias entidades: a Direcção-Geral do Património Cultural, o Museu Nacional Soares dos Reis e os Municípios de Caminha, Chaves e Vila Nova de Gaia. Oito espetáculos já têm data marcada, quatro em cada uma das salas, e um nono, agendado para 26 de novembro, uma Performance Artística de João Fiadeiro, deverá acontecer num terceiro espaço.

A organização assume com a realização deste festival, objetivos muito concretos: “desenvolver um projeto turístico cultural em rede, com uma narrativa comum e agregadora, que incentive os fluxos e as ligações entre diversos lugares com interesse patrimonial; oferecer uma programação descentralizada, que desenvolva novas dinâmicas ao nível do turismo cultural, fomentando os movimentos de visitantes e espectadores por entre diferentes territórios na região Noroeste do país; constituir uma base para a criação de uma estrutura em rede de produção cultural e artística que assegurará a continuidade e a consolidação do projeto nos próximos anos, permitindo a adesão de novos parceiros”.

Em Caminha, como nos demais concelhos, os locais foram criteriosamente avaliados, já que a intenção era optar por espaços “com relevante valor patrimonial, arquitetónico e simbólico”. Além disso, considera a organização, “ao privilegiar espaços interiores e espaços públicos agregadores e com notório significado histórico pretende-se promover uma relação renovada, abrangente e espontânea com os temas e os lugares do património, potenciando deste modo um cruzamento profícuo entre vários tempos históricos e estéticos”.

Há cinema, teatro, música, dança, artes circenses e instalações artísticas, numa autêntica festa da cultura que vai marcar o outono da melhor forma. 

Os mais novos são o primeiro público-alvo. “Lightyear” é o filme de animação que será apresentado dia 5 de novembro, em duas sessões. O filme da Disney e da Pixar é uma longa-metragem original, que combina aventura e ficção científica.

No dia seguinte, 6 de novembro, são ainda os mais novos a faixa privilegiada e poderão conhecer “Os sonhos do Tom”, num espetáculo infantil inspirado na obra de Mark Twain.

Sendo a multidisciplinariedade a grande marca deste festival, os géneros representados na programação permitem uma visão alargada e atualizada das práticas artísticas e culturais, permitindo corresponder a diferentes tipos de público, como sublinha a organização. 

No dia 12 de novembro é a vez da música, com o concerto Frankie Chavez e Peixe (Miramar). O projeto Miramar, dos guitarristas Frankie Chavez e Peixe, está de regresso com o seu segundo longa-duração, Miramar II é descrito como “um conjunto de temas – mais luminosos, aventureiros e esvoaçantes – que tanto nos remete para ecos da melhor música popular portuguesa do século passado, como nos faz viajar, on the road, pelas desérticas paisagens do Texas”.

Ainda em novembro, a 19, a dança entra em cena com Inner Calling - espetáculo de dança contemporânea pela Intranzit Cia.

O Festival Tempos Cruzados fecha o cartaz deste mês de novembro a 26, agora com uma Performance Artística de João Fiadeiro, em local a designar.

A programação do festival recomeça em dezembro, no dia 10, com música, pela voz de Tatanka, que se tornou conhecido como o vocalista de uma das mais bem-sucedidas bandas portuguesas da atualidade – The Black Mamba.

A carreira a solo, a partir de 2016, trouxe num registo mais pessoal e “de regresso às suas raízes”. “Em 2021, participa no Festival da Canção como compositor convidado, com o tema “Love Is On My Side”, interpretado pelos seus The Black Mamba, com o qual venceram o Festival e ganhando assim o acesso à Eurovisão. Em 2022, Tatanka integra a equipa de jurados do programa Ídolos e é ainda distinguido com a sua banda “The Black Mamba” com o prémio melhor grupo nos Prémios Play, que distinguem o que de melhor se faz em Portugal”, recorda a organização e Tempos Cruzados.

A dança/performance regressa a 16 com o Baile dos Candeeiros. A sinopse remete para a época da ditadura, em Portugal, quando organizar convívios e encontros era um ato suspeito e perigoso, por isso, tudo devia ser feito de uma forma subtil e camuflada. Originalmente criado na Foz do Douro, no Porto, o Baile dos Cinco Candeeiros original seguia esta dinâmica.

O Festival Tempos Cruzados termina com música e com Gisela João em concerto intimista. “Com uma voz e um timbre absolutamente singulares, Gisela João é uma figura central e uma das mais importantes intérpretes da história da música portuguesa. Na primavera de 2021, editou o seu terceiro álbum “AuRora”, o seu registo mais pessoal e intimista, onde pela primeira vez revelou os seus dotes de letrista e compositora. Com quatro remisturas de temas de “AuRora”, Gisela João continua a declarar o seu amor às pistas de dança, uma paixão antiga e diversas vezes mencionada em entrevistas, em que assume ter crescido entre as festas de música eletrónica e o fado tradicional”.

TEMPOS CRUZADOS - PROGRAMAÇÃO

Sáb, 05 novembro | 16H00 e 21H00

LIGHTYEAR

Sessão de Cinema - Animação

Angus MacLane, EUA, 2022, M/6

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Entrada gratuita

Dom, 06 novembro | 16H00

OS SONHOS DO TOM

Espetáculo Infantil a partir da obra de Mark Twain

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Entrada gratuita

Sáb, 12 novembro | 21H30

FRANKIE CHAVEZ E PEIXE (MIRAMAR)

Concerto

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Entrada gratuita

Sáb, 19 novembro | 21H30

INNER CALLING

ESPETÁCULO DE DANÇA CONTEMPORÂNEA pela INTRANZIT Cia.

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Entrada gratuita

Sáb, 26 novembro | 18H00

I AM SITTING

Performance Artística de João Fiadeiro

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local a designar

Sáb, 10 dezembro | 21H30

TATANKA

Concerto

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Entrada gratuita

Sáb, 16 dezembro | 21H30

BAILE DOS CANDEEIROS

Dança/Performance

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Entrada gratuita

Sáb, 17 dezembro | 21H30

GISELA JOÃO 

Concerto

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Entrada gratuita

BLOCO DE ESQUERDA ORGANIZA AÇÃO "DEMAIS É DEMAIS" NO DISTRITO DE VIANA DO CASTELO

Perante a escalada da inflação e dos truques nas medidas anunciadas pelo governo, é importante reforçar a exigência de respostas imediatas que protejam os rendimentos: controle de preços, tributação dos lucros extraordinários, atualização de salários, pensões e prestações sociais.

É a grande distribuição lucra com a inflação, enquanto salários e pensões valem cada vez menos.  O Bloco de Esquerda estará à porta dos supermercados em todos os distritos do país, amanhã, dia 1 de outubro com as suas propostas e a exigir medidas que protejam as pessoas. 

No distrito de Viana de Castelo, a ação decorre em vários concelhos. 

Valença – 10:00 – distribuição junto ao Lidl

Cerveira – 11:00 – distribuição Continente

Caminha – 12:00 – distribuição Continente de Vila Praia de Âncora

Ponte da Barca - 14:30 – distribuição na Praça da República

Viana do Castelo -  16:00 – distribuição Pingo Doce - R. Aveiro

CAMINHA RECEBE A VISITA DO MINISTRO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA, DR JOSÉ LUÍS CARNEIRO

O concelho de Caminha vai receber no próximo sábado, dia 1 de outubro, a visita do Ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, que participará em dois momentos: apresentação das novas EIP para o Concelho de Caminha, a realizar na freguesia de Riba de Âncora, e cerimónia do Dia Nacional da GNR, que terá lugar em Caminha.

i054607 (1).jpg

09h30

- Apresentação das novas Equipas de Intervenção Permanente para o Concelho de Caminha, dos Corpos de Bombeiros de Caminha e de Vila Praia de Âncora 

Local: Souto do Rego Grande, Cruzeiro da Portela, na freguesia de Riba de Âncora (Localização: 41°49'37.2"N 8°48'32.2"W). 

Esta apresentação será seguida de uma visita, no Souto do Rego Grande, às atividades de gestão de combustíveis com recurso a pastorícia, de caprinos e ovinos, orientada pelo Conselho Diretivo dos Baldios de Riba de Âncora. 

11h00  

- Cerimónias do Dia Nacional da GNR

Local: Largo da Feira, Caminha 

RUI LAGES ASSUME PRESIDÊNCIA DE PROXIMIDADE AO SERVIÇO DA POPULAÇÃO E DO CONCELHO DE CAMINHA

Retomadas reuniões descentralizadas nas freguesias, atendimento em Vila Praia de Âncora e relançado posto móvel de atendimento ao munícipe

O novo Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Rui Lages, dirigiu ontem a primeira reunião do Executivo nessa qualidade, assumindo perante a vereação, funcionários, público e media presentes na Biblioteca Municipal, que desenvolverá uma presidência de proximidade, convicto de que essa é a melhor forma de bem servir: “este é um desafio que abraço com muita energia e dedicação, com responsabilidade e elevado dever de serviço público”. No início da reunião do Executivo foi também empossado um novo Vereador, João Pinto, o quinto elemento da lista do Partido Socialista, vencedora nas últimas eleições autárquicas.

Rui lages (1).jpg

Frisando que a proximidade com a população será “ponto de honra” nas novas funções, Rui Lages defendeu ser o contacto com as pessoas, “a melhor forma de sentir os anseios, as alegrias, as preocupações e os desejos das gentes da minha terra”.

O Presidente da Câmara anunciou a retoma de práticas entretanto abandonadas em virtude da pandemia e que favorecem o propósito que agora assume, desde logo as reuniões de Câmara descentralizadas pelas freguesias do concelho, que garantem por si só uma maior proximidade da Câmara às populações. Estas reuniões deverão ser retomadas no mesmo ponto onde foram interrompidas, ao ritmo de uma reunião em cada mês. Nestes encontros diretos do Executivo com as populações e órgãos das Freguesias, as pessoas podem inscrever-se e intervir, colocando diretamente as suas questões e expondo situações ao Executivo. A resposta é dada nessa mesma altura, sempre que possível, ficando, na impossibilidade, o compromisso de levar a resposta na reunião descentralizada seguinte. Estas reuniões são rotativas, percorrendo as diversas freguesias. 

No sentido ainda da proximidade, Rui Lages anunciou que fará atendimentos no Gabinete de Apoio ao Munícipe, em Vila Praia de Âncora, com início já em outubro. O Presidente revelou ainda que será relançado o posto móvel de atendimento ao munícipe, fomentando, também dessa forma, a proximidade da Câmara Municipal aos munícipes.

“Nestes últimos cinco anos de exercício de funções executivas aprendi que é ouvindo a população que melhor a podemos servir. Serei vigilante e servidor da minha população”, afirmou o Presidente da Câmara, prometendo fazer do concelho de Caminha o melhor local para viver, para trabalhar, estudar ou passear: “por isso mesmo, caminharemos juntos, de mão dada, pais e filhos, novos e velhos, porque neste projeto, nesta jornada, todos contam e ninguém ficará para trás”, sublinhou.

O Presidente deu ainda as boas vindas ao novo Vereador, João Pinto, afirmando que “o sucesso da sua atividade será o sucesso do nosso município”.

João Pinto (1).jpg

Na sequência da reunião do Executivo, o Presidente da Câmara Municipal de Caminha assinou um despacho, ficando assim distribuídos os pelouros: 

Presidente - Rui Miguel Rio Tinto Lages:

- Emprego, Desenvolvimento Económico e Demografia;

- Planeamento Estratégico e Captação de Investimento;

- Finanças, Património e Participação;

- Planeamento e Gestão Urbanística;

- Obras Públicas;

- Obras Particulares;

- Fiscalização e Contraordenações;

- Serviços Jurídicos;

- Comunicação e Marketing Territorial;

- Relações Institucionais;

- Relações Internacionais;

- Proteção Civil;

- Recursos Humanos e Organização;

- Coordenação e Administração Geral.

Vereadora Liliana de Sousa Ribeiro:

- Educação;

- Desporto

- Transportes e Mobilidade;

- Gestão da Frota Municipal;

- Cemitério Municipal;

- Bem-Estar Animal;

- Informática, Modernização e Simplificação Administrativa.

Vereadora Sandra Elisabete Dias Fernandes:

- Coesão, Emergência e Inovação Social;

- Habitação e Apoio às Famílias;

- Saúde e Promoção de Estilos de Vidas Saudáveis;

- Juventude e Inclusão;

- Mercados, Feiras e Venda Ambulante.

Vereador João António Branco Pinto:

- Cultura e Associativismo;

- Freguesias e Coesão Territorial;

- Sustentabilidade Ambiental, Transição Energética e Adaptação às Alterações Climáticas;

- Candidaturas e Instrumentos de Financiamento;

- Agricultura, Pescas e Floresta;

- Turismo, Comércio e Indústria;

- Ocupação de Via Pública e Publicidade;

- Gestão de Vias de Comunicação e Trânsito;

- Limpeza Urbana;

- Descentralização de Competências.

 

3M1A6388 (1).jpg

CAMINHA VAI COMEMORAR O DIA MUNDIAL DA MÚSICA COM SÉRGIO GODINHO E O "CORO DAS VELHAS”

Dia 1 de outubro, pelas 21h30, no Pavilhão Municipal de Caminha - Fernando Lima

Entrada gratuita: bilhetes disponíveis nos Postos de Turismo de Caminha e Vila Praia de Âncora

Caminha vai comemorar o Dia Mundial da Música com Sérgio Godinho e o "Coro das Velhas”. Cerca de uma centena de pessoas, de todas as freguesias do concelho, maioritariamente idosas, vão juntar-se a um dos maiores cantautores portugueses para um grande espetáculo: Os ensaios estão a decorrer e as vozes estão cada vez mais afinadas, quase prontas para subir ao palco do Pavilhão Municipal de Caminha - Fernando Lima, pelas 21h30. Será um “Coro das Velhas” muito especial e prevê-se “casa cheia” A entrada é gratuita, mediante levantamento obrigatório de bilhete nos Postos de Turismo de Caminha e Vila Praia de Âncora, já a decorrer.

CMCaminha-0627 (1).jpg

“Vamos cantar o coro das velhas! / Ia eu pelo concelho de Caminha /Quando vi sentada ao sol uma velhinha (…)” – estas são as três primeiras frases da letra de “Coro das Velhas”, um original do músico português, que é verdadeiramente um artista multifacetado Cantor, compositor, escritor, ator (de teatro e cinema), Sérgio Godinho é também um homem de desafios e este será o mais recente: cantar com pessoas desconhecidas (ou quase, porque já houve encontro para ensaio), que na sua esmagadora maioria nada sabem de música.

Na verdade, o desafio foi global. Nos projetos do Município havia há muito o desejo de mobilizar a comunidade e relacioná-la com artistas consagrados, proporcionando atividades de inclusão através da cultura. A oportunidade acabou por surgir graças ao flagelo da Covid, que permitiu encontrar financiamento para o formato idealizado pela Câmara e envolver os mais vulneráveis, os mais isolados, incluindo pessoas com situações mais difíceis de acautelar nas freguesias. Tornar público um projeto nestes moldes era também um desejo e tudo acabou por encontrar acolhimento no projeto “Cultura para Todos” – NORTE 2020, que disponibilizou financiamento.

A partir daí, e com o foco em Sérgio Godinho, desenvolveu-se todo um trabalho de mobilização ao nível das freguesias e constituiu-se um grupo de cerca de uma centena de pessoas, que se têm reunido ao serão, para ensaiar, sob a orientação musical da Academia de Música Fernandes Fão. Sérgio Godinho participou num dos últimos ensaios e mostrou-se agradavelmente surpreendido com o grupo.

Os ensaios vão continuar, até à véspera do espetáculo. A entrada, no Dia Mundial da Música, no Pavilhão Desportivo Municipal – Fernando Lima é, como referimos, gratuita, mas é obrigatória a apresentação do respetivo bilhete, que está disponível para levantamento nos Postos de Turismo de Caminha e Vila Praia de Âncora.

CMCaminha-0645.jpg

CMCaminha-6267.jpg

O QUE DIZ LILIANA SILVA – LÍDER DA OPOSIÇÃO EM CAMINHA – EM RELAÇÃO À NOMEAÇÃO DE MIGUEL ALVES PARA SECRETÁRIO DE ESTADO?

307214704_10221820632881402_1653525229236826114_n.jpg

Acerca da saída do presidente da Câmara para Secretário de Estado Adjunto e enquanto cabeça de lista da coligação que o defrontou nas últimas eleições autárquicas, apraz-me dizer o seguinte:

  • Quanto ao cargo que vai ocupar obviamente que faço votos para que corra dentro das suas expectativas e que seja competente e adequado para o bem do País.
  • Lamentar que tenha feito acreditar uma população que estava a votar nele, quando afinal vão ficar com aquele que foi somente o terceiro votado pela população.

Precisou de dar a cara para garantir o mandato, mas, como dizíamos, saiu à primeira oportunidade.

  • Lamentar que as mentiras durante a campanha tivessem passado como verdades. Lembro-me de ter dito no debate na rádio Caminhense, por exemplo, que a incompetencia até o tinha feito perder uma candidatura importante para a zona empresarial de Âncora e ele, sem pejo, disse que eu estava a mentir e que estava tudo a andar. Só depois das eleições é que ele assumiu que afinal não disse a verdade.

Conto-vos isto, como muito mais poderia dizer, para perceberem que afinal...para alguns...vale tudo na política, desde que seja para ganhar votos.

  • Nós apresentamos um plano estratégico bem estruturado e estudado e estamos cá, como sempre estivemos, nunca abandonando as nossas responsabilidades.

Para mim, e falo em meu nome pessoal, os mandatos são para serem levados até ao fim, custe o que custar, porque mais importante que carreiras políticas, é o nosso concelho e o bem estar da nossa população.

Seria cinismo da minha parte desejar-lhe felicidades politicas, mas claro que não lhe desejo nada de mal.

Afinal, agora está onde sempre quis estar!

Considero que o nosso Concelho merece outro rumo e outra forma de fazer política, que não passe pela continuidade de termos mais do mesmo, dos ataques pessoais, das vingançazinhas bacocas e dos jogos de bastidores.

Os caminhenses são pessoas inteligentes e certamente perceberam a jogada e como foram peões neste movimento todo.

A mim só me cabe continuar a trabalhar e a defender as causas em que acredito como sempre o fiz, não por ambição política, até porque não vivo nem nunca vivi da política, mas por amor ao meu concelho.

Liliana Silva

ETNOGRÁFICO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA: LÍDIMO REPRESENTANTE DOS USOS E COSTUMES DAS GENTES ANCORENSES – É UM DOS ESTEIOS DAS FESTAS DA SENHORA DA BONANÇA! – FOTOS DE ALEXANDRE ALVES

Etnográfico de Vila Praia de Âncora – assim de designa aquele que desde há mais de 46 anos vem afirmando-se como o lídimo representante das tradições das gentes do Vale de Âncora, no concelho de Caminha.

306003545_5755110541187639_3325215394716738228_n (1).jpg

Fundado em 22 de Março de 1976, este grupo representa o litoral do Alto Minho, com especial destaque para a vertente poente da Serra d'Arga, com nítida influência do folclore desta localidade serrana.

Cantam e dançam os viras e as gotas, as rusgas e as chulas ao som da concertina e do cavaquinho, vestem trajes de trabalho e de cotio, domingueiros ou de festa.

Ao longo da sua existência, o Etnográfico de Vila Praia de Âncora tem percorrido Portugal de norte a sul e quase todos os países da Europa. Desde 1989, é reconhecido como instituição de Utilidade Pública e, de entre as inúmeras distinções que tem recebido, em Portugal e no estrangeiro, destaque-se a Medalha Prateada e a Medalha Dourada de Mérito Cultural do Concelho de Caminha.

Vila Praia de Âncora que aos pés de Nossa Senhora da Bonança se ajoelha em religiosa devoção, é terra de gente que não teme o mar e todas as manhãs, ainda o sol não se ergue no firmamento, afoita-se nas vagas alterosas para lançar as redes que recolherão o pão que é o sustento da família. Como disse o sábio grego Platão, existem no mundo três espécies de homens: os vivos, os mortos e os que andam no mar. O trabalho desenvolvido pelo Etnográfico de Vila Praia de Âncora é, pois, uma verdadeira homenagem às gentes desta terra que um dia se chamou Santa Marinha de Gontinhães!

306045479_5755110067854353_5882389386081587009_n.jpg

306070790_5755109261187767_4459315877536775417_n.jpg

306087156_5755110121187681_826736589315531421_n.jpg

306097703_5755107367854623_8779771428849407453_n.jpg

306100580_5755107424521284_601574199685253794_n.jpg

306105032_5755108131187880_7835734058929621595_n.jpg

306155488_5755110487854311_174345678865083899_n.jpg

306202276_5755109147854445_4559989367089805482_n.jpg

306319006_5755107637854596_6914971158907900933_n.jpg

306348311_5755109834521043_7464789643666347659_n.jpg

306353141_5755107287854631_4962015312193090492_n.jpg

306361412_5755107364521290_4409162843780066846_n.jpg

306389146_5755109791187714_6321955029359641617_n.jpg

306451609_5755109567854403_447529560181836680_n.jpg

306504041_5755109354521091_4224015081022352905_n.jpg

306513114_5755109301187763_3109830228417643521_n.jpg

306514105_5755109667854393_2242396573318563704_n.jpg

306528351_5755109057854454_1022526199013279848_n.jpg

306547190_5755109444521082_1425913962732514407_n.jpg

306550152_5755109807854379_7961959622324216822_n.jpg

306585803_5755109207854439_1620816321104291138_n.jpg

306591103_5755107767854583_7989197634884753787_n.jpg

306765715_5755108104521216_839234406960776603_n.jpg

306834421_5755109951187698_3147382167252202144_n.jpg

306843173_5755109904521036_1061177602449782678_n.jpg