Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MOVIMENTO ASSOCIATIVO CERVEIRENSE CANTA AS JANEIRAS

Em janeiro cantam-se as janeiras e em Vila Nova de Cerveira é já a 11ª edição, fruto da participação das associações do concelho em preservar a tradição. O evento ‘Cantar as Janeiras’ acontece, este domingo, dia 19, a partir das 15h00, no Cineteatro de Cerveira, com a participação de 11 grupos, um dos quais galego.

IMG_9038vnc.jpg

Vila Nova de Cerveira convida a comunidade a assistir a este encontro de tradições para ouvir, cantar e celebrar o Cântico das Janeiras e dos Reis, num ambiente de boa disposição e de alegria, como já vem sendo habitual.

A 11ª edição do ‘Cantar as Janeiras’ conta com 10 grupos do concelho e um oriundo de O Rosal, Galiza. Valorizando as tradições e mantendo vivo o movimento associativo, os grupos participantes vão transmitir mensagens de boas festas com as letras originais e auxiliados por vários instrumentos musicais.

Pela ordem de atuação, os participantes deste ano são: os Amigos da Misericórdia, o Centro Paroquial de Reboreda, a Tuna da Universidade Sénior de Cerveira, a Associação Humanitária Bombeiros Voluntários Vila Nova de Cerveira, a Associação de Pais do Centro Escolar da Vila, o Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira, o ORBALHO, a Associação Cultural e Recreativa do Divino Salvador de Covas, o Rancho Folclórico de Sopo, a Pauta de Caprichos- Associação Musical de Vila Nova de Cerveira e o Rancho de Gondarém.

De entrada livre, o ‘Cantar as Janeiras’ 2020 tem início marcado para as 15h00, deste domingo, 19 de janeiro, no Cineteatro de Cerveira.

CARTAZ CANTAR AS JANEIRAS 2020.jpg

DOZE ESTUDANTES DE CERVEIRA NA FASE INTERMUNICIPAL DO CONCURSO NACIONAL DE LEITURA

A Biblioteca Municipal de Vila Nova da Cerveira acolheu, esta quarta-feira, a Fase Escolar/Municipal do 14º Concurso Nacional de Leitura (CNL), promovida pela Rede de Bibliotecas do Concelho – Bibliotecas Escolares e Biblioteca Municipal Escolares, numa parceria entre a Câmara Municipal e o Agrupamento de Escolas do concelho. Dos 19 candidatos presentes, 12 vão disputar a Fase Intermunicipal agendada para 24 de abril, em Ponte de Lima. A Fase Final acontece a 6 de junho, em Oeiras.

Após a concretização da 1ª fase – Escolar -, com provas de aferição nos respetivos estabelecimentos de ensino do concelho, a 2ª etapa de âmbito Municipal desenvolveu-se, esta quarta-feira, com os 19 alunos candidatos a realizarem as provas de leitura e de argumentação referentes ao seu nível de ensino. No final, o júri tinha de apurar os 12 melhores leitores/argumentadores de cada categoria (quatro alunos para o 1ºciclo, dois para o 2º ciclo, quatro para o 3º ciclo e mais dois do secundário) e que vão disputar a fase Intermunicipal, prevista para Ponte de Lima, no dia 24 de abril.

Esta 3ª etapa congrega os vencedores selecionados em cada um dos municípios para a realização de provas nas Comunidades Intermunicipais, prosseguindo os vencedores para a fase Nacional que conta com a participação de todos os parceiros e é constituída por uma prova que apurará cinco finalistas em cada nível de ensino, os quais serão, na cerimónia final, ordenados em função da avaliação de um júri nacional.

De relembrar que, em 2019, na 13ª edição do CNL, Vila Nova de Cerveira esteve representada por duas alunas - Leonor Pereira do 2º ciclo e Magna Amorim do ensino secundário - na fase Final que decorreu em Braga, tendo superado cerca de 3500 participantes oriundos de todos os distritos do país. Apesar da excelente prestação de ambas, Leonor Pereira fez uma prova oral considerada brilhante pelo júri, e que lhe garantiu o 1º lugar a nível nacional na sua categoria.

O objetivo principal do Concurso Nacional de Leitura é estimular o gosto e o prazer da leitura para melhorar o domínio da língua portuguesa, a compreensão leitora e os hábitos de leitura. O Plano Nacional de Leitura 2027 disponibiliza no respetivo portal recomendações de livros que poderão ser usados como referência em todos os momentos do CNL para os alunos de todas as idades e níveis de ensino, bem como para professores e bibliotecários.

A iniciativa do Plano Nacional de Leitura articula-se com a Rede de Bibliotecas Escolares, Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, Direção-Geral de Administração Escolar/Direção de Serviços de Ensino e das Escolas Portuguesas no Estrangeiro e com a RTP, responsável pela cobertura televisiva do evento na fase nacional.

CERVEIRA E TOMIÑO ESTÃO CADA VEZ MAIS PRÓXIMAS

Eurocidade Cerveira-Tomiño mantém atuação dinâmica em 2020

O Comité de Gestão Estratégica da Eurocidade Cerveira-Tomiño acaba de aprovar o Plano de Atividades para 2020. A dinamização da economia local, a potenciação da participação pública, a melhoria no acesso aos serviços partilhados e a organização de eventos conjuntos apresentam-se como as principais áreas de intervenção, através da concretização de projetos que promovem o envolvimento das populações pelo impacto no seu dia a dia.

IMG_2828.jpg

Com o objetivo de dar a conhecer a realidade transfronteiriça ao nível da economia local praticada nestes dois concelhos vizinhos, unidos pelo rio Minho, estão a ser ultimados dois guias informativos que destacam dois dos setores com maior potencial de desenvolvimento económico deste território comum: o turístico e o agrário (especificamente no âmbito da flor e das plantas ornamentais). Ambas as publicações resultam da compilação de contributos de experts, empresas e entidades específicas, com apresentação pública para o primeiro trimestre do ano.

Após o período de verão, as duas autarquias pretendem organizar a segunda edição das Jornadas da Amizade com o propósito de analisar os resultados do projeto POCTEP, cofinanciado polo programa Interreg V-A da União Europeia, nomeadamente no que diz respeito aos contributos para a dinamização da participação cidadã e o fortalecimento de laços entre as populações, instituições e empresas dos concelhos vizinhos.

O Plano de Atividades da Eurocidade Cerveira-Tomiño para 2020 também incorpora a apresentação de propostas que minimizem os entraves burocráticos à mobilidade infantojuvenil nos espaços de fronteira. À denúncia, e consequentes recomendações elaboradas pelas provedoras transfronteiriças, aguardam-se as alternativas de melhoria identificadas pelo expert designado pela Comissão Europeia, num relatório em fase de elaboração.

Ao longo de 2020, a Eurocidade Cerveira-Tomiño mantém o intercâmbio de experiências ao nível da partilha de serviços, estando previstos testes de funcionamento de uma plataforma tecnológica para gestão de serviços públicos; a continuidade na programação conjunta de atividades culturais como por exemplo a dinamização do Festival Infantil “Aventura na Terra da Amizade” ou o Certame de Pintura António Fernández; e ainda a concretização dos projetos vencedores do Orçamento Participativo Transfronteiriço 2020, nomeadamente um conjunto de caminhadas para dar a conhecer o património natural e cultural de ambos os concelhos (“As Rotas Minho/Roteiros Miño”) e uma jornada centrada em atividades desportivas e de lazer para fomentar hábitos de vida saudáveis (“Pensar o corpo, mover a mente”).

De sublinhar que a prioridade da Eurocidade Cerveira-Tomiño é fomentar a igualdade de oportunidades entre os cidadãos dos dois concelhos vizinhos, apesar de pertencerem a países diferentes, enquanto fator de melhoria das condições de vida e de coesão social e económica, consubstanciado em ações idealizadas, desenvolvidas e implementadas pelos atores locais e regionais, pelo maior conhecimento que possuem sobre as problemáticas existentes no território.

PEDIDOS DE APOIO NA LOJA SOCIAL DE CERVEIRA DIMINUÍRAM EM 2019

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, através da Loja Social, voltou a apoiar, ao longo de 2019, famílias do concelho sinalizadas pelos serviços sociais devido aos parcos recursos financeiros, com a distribuição de cabazes sociais. No total foram apoiadas 238 pessoas com bens alimentares e vestuário, um número significativamente inferior quando comparado com o ano anterior.

Resultado de uma permanente e profícua sinergia estabelecida com a Valorminho e com uma superfície comercial do concelho, e da partilha e solidariedade dos cerveirenses, a Câmara Municipal tem concretizado este apoio suplementar, mediante um acompanhamento cuidado e um trabalho minucioso de cruzamento de dados realizado pelos serviços técnicos municipais em articulação com demais entidades competentes.

Desta forma, ao longo de 2019, a Loja Social de Vila Nova de Cerveira apoiou aproximadamente 238 pessoas em géneros alimentares e/ou roupa e bens de primeira necessidade (produtos de higiene, puericultura, ou até algum mobiliário). Comparativamente ao ano anterior, a procura e os pedidos de apoio deste serviço social diminuíram em cerca de 50%.

No total, em 2019, foram entregues 177 cabazes a 74 agregados familiares, perfazendo mais de sete mil bens alimentares, e realizados aproximadamente 41 atendimentos a famílias que solicitaram vestuário, tendo sido distribuídas 1185 peças.

A estratégia da Loja Social de Vila Nova de Cerveira assenta numa intervenção social integrada, procurando atenuar as consequências imediatas e diretas de situações de pobreza e de exclusão social.

CERVEIRA É UMA COMÉDIA!

Alexandre Santos em Cerveira para espetáculo de stand-up comedy de cariz solidário

“CerveiraComedy” é o nome do evento idealizado por um aluno da ETAP Cerveira, no âmbito da Prova de Aptidão Profissional, e que acolheu o apoio da Câmara Municipal. Tendo como convidado Alexandre Santos, uma referência da nova geração de humoristas, o espetáculo de stand-up comedy está agendado para dia 25 de janeiro, às 21h30, no Cineteatro de Cerveira. Valor simbólico da entrada reverte a favor de um menino de 3 anos, portador de doença rara.

Cartaz CerveiraComedy.jpg

De modo a colocar em prática os conhecimentos adquiridos ao longo do curso de Técnico de Comunicação e Serviço Digital e demonstrando as aptidões profissionais, o jovem estudante Alexandre Garcia apresenta o “CerveiraComedy”, um projeto que associa a vertente cultural à solidariedade.

O artista convidado é Alexandre Santos, considerado o comediante do momento, pelas caraterísticas peculiares de revolucionar a forma de fazer humor em Portugal. É um dos humoristas portugueses com maior engagement em Portugal e um fenómeno nas redes sociais, tendo mais de 480 mil inscritos no youtube. Um dos exemplos é o seu vídeo “GTA in real life” que atingiu a incrível marca de 8,7 milhões de visualizações. Na televisão, foi autor do programa de humor “Pancas da semana” (+TVI) que sucedeu aos web filmes “O Estrondo I” e “O Estrondo II”, e passou para o horário nobre da TVI sempre com divertidas participações nos programas “A tua cara não me é estranha”, “Biggest deal” e “Late night secret”.

A noite de 25 de janeiro será seguramente de muita gargalhada e de coração cheio se associar uma causa solidária, a de ajudar Salvador Camargo, um menino de 3 anos, portador de acidúria glutárica tipo 1, uma doença metabólica rara, que consiste na falta da enzima que degrada as proteínas ingeridas e as transforma em energia.

Os interessados em assistir/ajudar podem adquirir e/ou reservar os bilhetes nas secretarias da ETAP ou via email através do endereço eletrónico cerveiracomedy@etap.pt por um valor simbólico de 5 euros, ou no próprio dia no Cineteatro de Cerveira, por 7,5 euros.

ONDA VERDE NO VALE DO MINHO LANÇA O "DESAFIO DESPERDÍCIO ZERO"

Prosseguindo com a aposta num maior envolvimento das populações, o Projeto Onda Verde no Vale do Minho, liderado pelo Aquamuseu do rio Minho, acaba de lançar mais um desafio – concurso fotográfico e workshops interativos - que visa a consciencialização para a redução dos três R’s: resíduos, reutilização e reciclagem.

Onda Verde no Vale do Minho.jpg

Numa primeira abordagem, os parceiros vão dinamizar um concurso fotográfico denominado “Foto em Ação!”, mais direcionado para as escolas, através do qual os alunos são desafiados a investigar alternativas mais sustentáveis para as compras familiares e, consequentemente, incentivar a família para enveredar por estas opções no dia a dia. O objetivo é que, posteriormente, todas as fotografias integrem uma exposição itinerante organizada pelo projeto, em estreita colaboração com as escolas.

A segunda fase do desafio é a realização de workshops “Dá nova vida à tua T-shirt”, pretende consciencializar para a redução de resíduos, reutilização e reciclagem. Aqui, os alunos desenvolverão com ajuda dos docentes e da equipa do projeto Onda Verde, um workshop com as famílias para a elaboração de sacos personalizados que evitam o consumo de plástico.

A prioridade do ‘Desafio Desperdício Zero’ passa por envolver ativamente as famílias em atividades promotores de alternativas sustentáveis, além de estimular a criatividade e promover uma competição saudável entre os jovens das escolas participantes no projeto.

De salientar que o projeto ‘Onda Verde no Vale do Minho’, financiado pelo POSEUR, pretende contribuir para a mudança deste cenário, através de uma ação, que decorrerá até 2020, e que engloba um maior conhecimento da gestão de resíduos na região, a identificação de desafios, a análise da perceção dos cidadãos e a criação e conteúdos para diferentes públicos. Liderado pelo Aquamuseu do rio Minho, o projeto engloba os municípios de Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira e Caminha.

AQUAMUSEU DO RIO MINHO RECONHECIDO COMO PARCEIRO DA CARTA EUROPEIA DE TURISMO SUSTENTÁVEL

A CIM do Alto Minho promoveu, a 13 de dezembro, o reconhecimento dos primeiros 11 representantes do setor do turismo que, ao longo de 2019, trabalharam em prol da implementação da metodologia para adesão à II Fase da Carta Europeia de Turismo Sustentável - CETS, no âmbito de uma experiência piloto promovida no Território CETS do Alto Minho. O Aquamuseu do rio Minho é uma das entidades distinguidas na vertente das Áreas Protegidas e/ou Classificadas.

Diplomaaqumus.JPG

As entidades/empresas “Parceiras da CETS" cumpriram um conjunto de requisitos básicos de acesso e elaboraram um Programa de Atividades a três anos (2020-2022), no qual assumem um conjunto de compromissos para melhorar o desempenho da sua atividade em termos ambientais, sociais e económicos, contribuindo para a sustentabilidade do Alto Minho enquanto destino turístico.

As 11 entidades/empresas reconhecidas trabalharam em conjunto na implementação da metodologia de adesão à II Fase da CETS, sendo que alguns dos compromissos assumidos têm um caráter transversal, o que potenciará o impacto que as mesmas terão no Território CETS do Alto Minho enquanto destino turístico.

CERVEIRA TEAM RUNNING RETIRA MAIS DE 100 KG DE LIXO DO RIO MINHO

Começar o ano 2020 da mesma forma que se terminou 2019? Quando a essência é a preservação do ambiente, é sempre uma resolução contínua. Vários membros da associação Cerveira Team Running juntaram-se, este sábado, para mais uma ação de limpeza do rio Minho, desta vez na Marina da Lenta. Devido à grande quantidade de lixo a boiar, a iniciativa foi concretizada de kayake, tendo sido removidos mais de 100kg de resíduos poluentes, na sua grande maioria plástico.

Limpeza do rio minho em kayake.jpg

Já no dia 29 de dezembro, cerca de 30 pessoas levaram a cabo uma ação idêntica, entre o Cais do Ligo, em Gondarém, e a Ponte da Amizade, em Lovelhe, retirando algumas dezenas de quilos de lixo.

Desde a sua constituição em 2016, esta associação de cariz desportivo tem apresentado uma forte componente ambiental. O seu compromisso para com a preservação e valorização da natureza tem vindo a ser sustentado pela realização de várias ações no terreno que, além de minimizarem a interferência hostil do ser humano, pretendem chamar a atenção da comunidade para o papel de cada na proteção do nosso planeta.

Neste sentido, o Cerveira Team Running já tem prevista a realização de várias ações ao longo de 2020, cujas datas serão atempadamente divulgadas.

MUNICÍPIO CERVEIRENSE DOTA HABITAÇÃO SOCIAL DE TECNOLOGIA LED

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira entregou, esta segunda-feira, um total de 871 lâmpadas LED a cerca de 50 agregados familiares residentes nos três bairros sociais do concelho. O Projeto LED Social resulta de uma candidatura aprovada e financiada pelo PPEC – Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, pela ERSE, tendo como promotor a AREA Alto Minho – Agência Regional de Energia e Ambiente do Alto Minho.

IMG_7377.jpg

Realizado o levantamento das necessidades de cada uma das 50 habitações do Bairro Social da Mata Velha, do Bairro da Calçada e do Bairro Alto das Veigas, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira convidou os moradores para o ato de entrega dos conjuntos de substituição das lâmpadas de halogéneo, incandescentes e fluorescentes por lâmpadas LED, de maior eficiência e ambientalmente mais amigáveis.

Acompanhado pelo representante da AREA – Alto Minho, Eng.º Pedro Costa, e pela Presidente da Junta de Freguesia de Loivo, Ana Montenegro, o edil Fernando Nogueira realçou a dupla importância desta iniciativa que, por um lado “permite a poupança no consumo de energia com reflexos na fatura”, e por outro lado, “o contributo para o ambiente, por serem produtos isentos de mercúrio, podendo ser reciclados, e que ajudam a controlar as emissões de gases com efeito de estufa”. “Hoje em dia, temos a obrigação moral de deixar um bom futuro para as próximas gerações, daí que esta consciencialização ambiental deve ser seguida com muito entusiasmo”, acrescentou.

De sublinhar que a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira tem vindo a promover a eficiência energética no concelho, estratégia que contribuiu para, em 2018, lhe ser atribuído o 1º lugar na categoria ‘Eficiência Energética e Renováveis no setor público’, ex-aequo com o Município de Ponte da Barca, no âmbito do Prémio “Excelência Energético-Ambiental no Alto Minho” dinamizado pela AREA – Alto Minho.

Ao investimento municipal de substituição das luminárias incandescentes existentes no Terreiro por tecnologia LED, junta-se ainda o vasto processo de instalação de lâmpadas LED na iluminação pública em 12 das 15 freguesias do concelho, com recurso a fundos comunitários, num investimento municipal superior a 500 mil euros que já se traduz numa poupança anual na ordem dos 80 mil euros. Neste momento, e de forma a concluir esta aposta, fica a faltar a intervenção na União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira/Lovelhe, e em Reboreda.

Não obstante, também se constituiu como prioridade da autarquia cerveirense dotar os edifícios públicos municipais de tecnologia LED, com o Aquamuseu do rio Minho e no Arquivo Municipal serem os primeiros já intervencionados, com uma redução na fatura da energia estimada em 56%. Conforme previsto seguir-se-á a intervenção no edifício da Câmara Municipal.

IMG_7391.jpg

ATLETAS CERVEIRENSES INCENTIVAM "A CORRER" CONTRA A POLUIÇÃO DO RIO MINHO

O Cerveira Team Running dinamizou, este domingo, 29 de dezembro, mais uma ação de limpeza das margens do Rio Minho. Com a adesão de cerca de 30 pessoas, entre as quais várias crianças e jovens, a iniciativa resultou na recolha de dezenas de quilos de resíduos poluentes, nomeadamente plásticos e equipamentos de grandes dimensões, entre o Cais do Ligo, em Gondarém, e a Ponte da Amizade, em Lovelhe. Objetivo é promover mais atividades e envolver um maior número de população.

cerveira team running 1.jpg

“Não somos uma associação de cariz ambientalista, mas somos uma equipa de atletas que se preocupa com o meio ambiente e com a sua preservação. Com a mais recente cheia no Rio Minho ficamos alarmados com a enorme quantidade de resíduos que ficaram alojados nas suas margens e decidimos por mãos à obra e fazer a sua total remoção”, sublinha José Gomes, um dos membros fundadores da associação cerveirense.

À limpeza propriamente dita, o Cerveira Team Running pretende sensibilizar e consciencializar as pessoas para o impacto das alterações climáticas no presente e no futuro, alertando para o papel que cada cidadão pode desempenhar na alteração de certos comportamentos abusivos do meio ambiente. Nesse sentido, em 2020 vai ser realizadas mais ações de limpeza, com datas atempadamente divulgadas. “Temos a consciência de que ainda há muito para fazer. Cabe a todos nós enquanto sociedade fazer este trabalho, primeiro de recolha e seguidamente de sensibilização ambiental para a devida utilização e destino dos resíduos”, assegurou o atleta.

O sucesso desta ação resulta da forte adesão das pessoas, mas também do apoio logístico da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, da Junta de freguesia de Loivo, da União de Freguesias Cerveira e Lovelhe e de alguns comerciantes locais.

A paixão pelas belas paisagens naturais que Vila Nova de Cerveira oferece e o entusiasmo pelo trail levou um grupo de cerveirenses a constituir o Cerveira Team Trail – Clube Celtas do Minho, em novembro de 2016. 

São já cerca de 50 ‘trail runners’ que, além da força e vontade de superar desafios pessoais, têm como grande objetivo a promoção de Vila Nova de Ceveira pelo desporto e contacto com a natureza, estimulando o desenvolvimento de práticas de vida saudáveis e dinamizando a partilha de experiências desportivas. Com o slogan ‘razões que nos fazem correr’, a equipa tem participado em várias as provas do Norte e Centro do país, subindo por diversas vezes ao pódio.

cerveira team running 4.jpg

cerveira team running 45jpg.jpg

CERVEIRA PREPARA-SE PARA A PASSAGEM DE ANO

Cerveira recebe 2020 com animação no Terreiro e no Castelo

A Passagem de Ano em Vila Nova de Cerveira é já uma referência na região Norte de Portugal e na Galiza, quer pela oferta musical quer pelo cenário idílico. À semelhança dos anos anteriores, a ‘Noite Velha’ 2019/2020 arranca com a atuação do Grupo Musical Costa Verde, no Terreiro, prosseguindo com 13 DJ’s em 3 espaços diferentes do Castelo. A presente edição tem como cabeça de cartaz, o DJ residente em Ibiza, Luca Garaboni. Entrada livre.

Cartaz Noite Velha no Castelo 2019.jpg

Animação não vai faltar na ‘Vila das Artes’ para a despedida de 2019 e a receção à década de 20 deste século XXI! A Câmara Municipal, em colaboração com alguns comerciantes do centro histórico, preparou mais um Reveillón repleto de diversão e glamour, num ambiente acolhedor quer para famílias quer para grupos de amigos.

Após uma ceia recheada, um pezinho de dança! A partir das 22h30, em pleno centro histórico, o grupo musical Costa Verde lança os acordes para umas horas de convívio e animação até às 1h30, com interrupção para a contagem das 12 badaladas a preceito. Mais uma vez, a autarquia cerveirense oferece champanhe, uvas passas e um espetáculo de fogo-de-artificio para dar as boas-vindas a 2020 com toda a pompa e circunstância.

Concretizados os brindes e os desejos, a animação prossegue até de manhã. Abertas as portas do idílico Castelo, há música para distintos gostos e idades. A ‘Noite Velha no Castelo apresenta 13 DJ’s em três espaços musicais:

  • Glass Room: Luca Garaboni (cabeça de cartaz, DJ residente de Blue Marlin Ibiza), Diogo Fragata, Steven Rod, Serginho e Urze;
  • Dance Room: João Enes, Raven, Nuno Rodrigues e Cheky-Drums;
  • Disco Room: Marco Pires, Paulo Ribeiro, Pedro Lima e Charlie;

De entrada livre, a Passagem de Ano em Vila Nova de Cerveira demarca-se pela harmonia e singularidade do espaço e da programação!

CERVEIRA CONCRETIZA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Autarquia executa projeto ‘Registo para Todos’ do OP Jovem 2019

O vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Vitor Costa, entregou, esta manhã, um kit completo de material audiovisual à ETAP Cerveira, concretizando uma das duas propostas vencedoras na edição 2019 do Orçamento Participativo Jovem. Na indisponibilidade da jovem proponente comparecer a este ato simbólico, o equipamento foi recebido pela Coordenadora Pedagógica da ETAP Cerveira, estabelecimento que a aluna frequenta.

IMG_7348.JPG

‘Mais Equipamento e Melhor Segurança’ e Registo para Todos’ foram os dois projetos vencedores da edição 2019 do Orçamento Participativo (OP) Jovem de Vila Nova de Cerveira.

Submetida pela jovem Rita Paredes, a proposta ‘Registo para Todos’ tinha o propósito de adquirir material audiovisual mais moderno para a ETAP Cerveira, “necessário para potenciar os cursos artísticos e para a colaboração com a comunidade Cerveirense”. Após identificadas as necessidades e analisada a oferta no mercado, em termos de qualidade/preço, o kit foi hoje entregue pelo vice-presidente Vitor Costa à Coordenadora Pedagógica da Unidade de Formação da ETAP de Vila Nova de Cerveira, a professora Paula Araújo.

O OP Jovem de Vila Nova de Cerveira destina-se aos jovens com idades entre os 15 e os 35 anos, que sejam naturais, residentes, estudantes ou trabalhadores no concelho, estando dotado de um orçamento total de 10 mil euros.

Além de sensibilizar a população jovem de Vila Nova de Cerveira para uma cidadania mais ativa, o objetivo desta iniciativa é reunir opiniões e contributos que permitam adequar as políticas públicas municipais às necessidades e perspetivas desta faixa etária.

CERVEIRENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

OPT 2020: Populações de Cerveira e Tomiño elegem projetos que apostam no conceito de vida saudável

“As Rotas Minho/Roteiros Miño” e “Pensar o Corpo, Mover a Mente” são os dois projetos vencedores do Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) Cerveira-Tomiño 2020. Comunidades vizinhas revelam preferência por atividades comuns relacionadas com o exercício físico, associado ao lazer e ao conhecimento do património cultural e natural. A IV edição deste mecanismo pioneiro fica marcada por um equilíbrio entre as cinco propostas apresentadas, mantendo-se o mesmo nível de participação do ano anterior.

Flyer OPT 2020 1.png

Um total de 27 associações e promotores do Alto Minho e Galiza participaram no processo de cidadania ativa que culminou na apresentação de cinco projetos à IV edição do OPT de Cerveira e Tomiño. Colocados à votação entre 15 de novembro e 15 de dezembro, os projetos vencedores são os seguintes:

  • “As Rotas Minho/Roteiros Miño”, cujo objetivo principal é dar a conhecer a paisagem, cultura, património e ambiente através de caminhadas interpretativas e conversas na natureza, entre os dois concelhos, além de fomentar hábitos saudáveis de melhorar a condição física das pessoas, diminuir o stress e a ansiedade associados ao dia a dia e, por último, promover ações de sensibilização ambiental e patrimonial, entre outras. O projeto foi apresentado conjuntamente pelo Clube Celtas do Minho, de Vila Nova de Cerveira, e por Carlos Xabier Oliveira Ortega, do Concello de Tomiño;
  • “Pensar o corpo, mover a mente”, tem como propósito aproveitar as excelentes condições desportivas e naturais de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño e, simultaneamente, incentivar as populações a praticar desporto, valorizando a saúde física e mental através de experiências saudáveis e que potenciem o interesse na participação de atividades de interesse artístico e cultural, fomentando os costumes e os valores locais e a cidadania. A proposta resulta de uma colaboração entre o Citius Fit, de Vila nova de Cerveira, e a Asociación Sociocultural Senraia, de Tomiño.

Ainda a votação, mas sem terem sido eleitos, estavam os projetos designados de “Intercâmbio intergeracional”, “Experiencies4all” e “Unha pinga de auga”. De sublinhar que os dois projetos vencedores serão executados durante o próximo ano.

Dotado com 20.000 euros, o OPT Cerveira-Tomiño é uma iniciativa da Eurocidade que procura incentivar o conhecimento e intercâmbio de pessoas, associações e entidades que partilham interesses e objetivos comuns a ambas as margens do rio Minho, fomentando a igualdade de oportunidades e o reforço da participação pública da cidadania transfronteiriça na procura de soluções para problemas comuns.

Toda a informação relativa à IV edição, assim como às anteriores, encontra-se plasmada na plataforma online www.participacerveiratomino.eu