Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA APOIA PARTICIPAÇÃO DOS JOVENS NA UNIVERSIDADE JÚNIOR

Inscrições abertas para apoios à Universidade Júnior 2018 – Universidade do Porto

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai apoiar a participação de jovens cerveirenses, que frequentem o 9º ano de escolaridade ou o ensino secundário dos estabelecimentos de ensino do concelho, na 14ª edição da Universidade Júnior – Universidade do Porto, que decorre de 2 a 27 de julho. Inscrições já se encontram abertas, entre hoje e o dia 3 de maio, através de preenchimento de formulário.

universidade-junior-2018-1519737874

O objetivo é que os participantes possam sentir um pouco o ambiente da vida académica, além de conviver com jovens de todos os pontos do país. Ao longo de uma semana, são dinamizadas diversas atividades e projetos de investigação em áreas tão diversificadas como as ciências, as tecnologias, as humanidades, as artes ou o desporto.

Com o intuito de apoiar os jovens oriundos de agregados familiares mais desfavorecidos (que frequentem o 9º ano de escolaridade ou o ensino secundário), este ano, a autarquia cerveirense vai atribuir três bolsas completas de uma semana, que incluem o pagamento da propina de inscrição (seguro, almoço materiais e almoço e lanche), o alojamento (dormida, jantar, pequeno almoço e inclui as deslocações entre o local de alojamento e as faculdades ou unidades de investigação, a realização de atividades suplementares) e transporte de Vila Nova de Cerveira para o Porto e vice-versa. Aos candidatos à bolsa completa não apoiados, fica garantida a comparticipação da propina de inscrição.

A candidatura deverá ser apresentada junto do serviço de Educação nos Serviços Municipais de Intervenção Social ou via email (educacao@cm-vncerveira.pt), através de ficha de inscrição, anexando a última declaração de IRS (2016), a nota de liquidação do agregado familiar e o comprovativo da composição do agregado emitido pela Junta de Freguesia. Os candidatos serão seriados de acordo com a menor capitação.

De sublinhar que na ficha de inscrição, os alunos devem indicar três opções de participação na escolha das atividades. O encaminhamento da documentação para a Universidade do Porto é da responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.

As inscrições decorrem de entre hoje, 23 de abril, e o dia 3 de maio. O programa para a 14ª edição é ainda de caráter provisório. Para mais informações, consultar o site da Universidade do Porto https://universidadejunior.up.pt/

CERVEIRA REALIZA ULTRA TRAIL

Vila Nova de Cerveira leva a efeito o Ultra Trail de Cerveira 2018, ‘Montanha Mágica’ no próximo dia 5 de maio

Pelo quarto ano consecutivo, este evento desportivo supera todas as expetativas ao nível de inscrições e apresenta um conjunto de elementos diferenciadores que o tornam já uma referência no calendário nacional. A título de exemplo, o Ultra Trail de Cerveira 2018 integra, este ano, o Calendário Nacional de Skyrunning, da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal, e seleciona os jovens atletas para representar Portugal no Youth Skyrunning World Championships.

A sessão de apresentação pública está agendada para esta sexta-feira, dia 27 de abril, pelas 11h00, nos Paços do Concelho.

29X39_CARTAZ

CERVEIRA SERVE "GALO DE CABIDELA"

Galo de Cabidela é destaque no último fim-de-semana do mês

Entre 27 e 29 de abril, Vila Nova de Cerveira acolhe mais uma edição dos Fins-de-semana Gastronómicos dedicada ao “Galo de Cabidela”. Além do convite de fazer crescer água na boca, a ‘Vila das Artes’ apresenta-se como um destino de excelência para desfrutar de umas mini-férias associadas ao feriado do 1º de Maio.

cartaz Fim-de.semana gastronomico 2018

Com organização da Turismo do Porto e Norte de Portugal, E.R., em parceria com vários municípios, o objetivo deste evento enogastronómico, que já vai na 10ª edição, é o de consolidar o produto “Gastronomia e Vinhos” como uma realidade da região.

O Fim-de-semana Gastronómico de Vila Nova de Cerveira compreende as refeições entre o jantar de sexta-feira e o almoço de domingo, em 11 estabelecimentos de restauração aderentes que apresentam o tradicional Galo de Cabidela, acompanhado pelo bom vinho da região e, no final, um delicioso café acompanhado pelo crocante e aromatizado biscoito de milho.

Além de celebrar a gastronomia, e porque se trata de um fim-de-semana, para muitos, prolongado, Vila Nova de Cerveira convida a uma vivência pelo património cultural, histórico e natural que confere o título de ‘Cerveira, arte e beleza natural’.

Lista de restaurantes de Vila Nova de Cerveira aderentes à iniciativa:

  • Adega Real (251 795 366)
  • Boega – O Peregrino (251 700 500)
  • Braseirão do Minho (251 700 240)
  • Casa Lau (251 795 162)
  • Casa das Velhas (251 708 482)
  • Central (251 794 898)
  • Costa Verde (251 795 430)
  • Glutão (251 795 654)
  • Lavrador (251 796 604)
  • Luso-Galaico (251 795 225)
  • Sol Nascente (251 941 233)

CERVEIRA COMEMORA O 25 DE ABRIL

25 de abril assinalado com músicas da liberdade

Vila Nova de Cerveira vai comemorar, no próximo dia 25 de abril (quarta-feira), o 44º aniversário da “Revolução dos Cravos”. Música volta a ser a forma de expressão para manter viva esta data histórica e emblemática para todos os portugueses, símbolo da liberdade e democracia.

Print

O programa das comemorações tem início às 09h00, nos Paços do Concelho, com o hastear da Bandeira Nacional ao som do Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira, com direção musical da maestrina Cíntia Pereira.

No período da tarde, a autarquia convida a população a assistir ao espetáculo ‘Zeca e Outros Amigos’, apresentado pela Associação Cultural Astronauta. Percorrendo o universo musical e poético da designada música de intervenção, este espetáculo nasceu no verão de 2016, em Vila Nova de Cerveira, no âmbito de uma exposição retrospetiva do pintor Miguel d’Alte.

Numa altura em que se assinalam os 30 anos do desaparecimento de José Afonso (1929-1987), em palco junta-se um conjunto de músicos e atores que cantam o canta-autor sadino, mas também José Mário Branco (n. 1942), Fausto Bordalo Dias (n. 1948), Sérgio Godinho (n. 1945), Adriano Correia de Oliveira (1942- 1982) ou Manuel Freire (n. 1942). À música juntam-se poemas de Ary dos Santos (1937-1984), Natália Correia (1923-1993) ou Manuel Alegre (n. 1936). Do repertório, interpretado por multi-instrumentos e várias vozes, fazem parte temas originais.

‘Zeca e Outros Amigos’ está agendado para as 15h00, no Largo do Terreiro, em caso de chuva, o concerto decorre no Cineteatro de Cerveira. Entrada livre.

CONCURSO DE IDEIAS PARA A PONTE PEDONAL CERVEIRA-TOMIÑO É TEMA DE EXPOSIÇÃO ITINERANTE

Inaugurada exposição itinerante dos 24 projetos do Concurso Internacional de Ideias para a Ponte Pedonal Cerveira-Tomiño

O Concurso Internacional de Ideias para a construção da nova travessia pedonal e ciclável sobre o rio Minho, ligando os concelhos de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño, está a dar os seus últimos passos. Esta quinta-feira, foi inaugurada, em Pontevedra, uma exposição itinerante para mostrar ao público os 24 projetos admitidos, com destaque para as três propostas finalistas. Trabalhos vão estar patentes até 4 de maio, para depois ficarem expostos em Cerveira e em Tomiño, em datas a anunciar.

foto 4

Na sessão da inauguração estiveram presentes a presidente da Deputación, Carmela Silva, e o deputado de Cooperação Transfronteiriça, Uxío Benítez, acompanhados pela alcaldesa de Tomiño, Sandra González, e pelo vice-presidente de Vila Nova de Cerveira, Vitor Costa, além dos representantes das três propostas vencedoras: ‘Raia’, de Álvaro Siza e Jorge Amorim Nunes da Silva; ‘Caminho do Rio’ de Javier Zubia e Paula Teles; e ‘Una línea sobre el Miño’ das sociedades Burgos & Garrido e Bernabeu Ingenieros.

O deputado da Cooperação Transfronteiriça assegurou que “era necessário dar visibilidade não só aos três vencedores, como também a todos os projetos admitidos”. Uxío Benítez explicou que começa agora a 2ª fase do concurso, que consiste num procedimento negociado para a contratação de um projeto base, “perspetivando-se que esteja resolvido até ao Verão”, de forma a que o projeto final possa ainda ser conhecido este ano. Benítez indicou que ao logo de 2019 “será necessário obter todas as autorizações e pareceres sectoriais para se concluir o processo que integra o projeto Visit Rio Minho financiado pelo Interreg”.

Por sua vez, a alcaldesa de Tomiño agradeceu a todos os envolvidos, pois “num momento em que está na moda construir muros, nós estamos procurando pontes”. Sandra González destacou que “este fantástico projeto é um sonho que Tomiño e Cerveira querem tornar realidade”, e admitiu que “vai levar tempo e dificuldades”, mas “apesar de levar tantos séculos separados por essa fronteira artificial, Tomiño e Cerveira sempre estiveram unidos e a ponte consolidará essa união”.

Também o vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Vítor Costa, sublinhou o “êxito desta iniciativa”, e adiantou que “o júri vai ter muitas dificuldades para escolher uma única proposta de entre as três finalistas, porque são todas brilhantes”. Vítor Costa realçou que “para Cerveira é de capital importância não só a união com Tomiño, que consideramos irmãos, assim como este projeto pretende ser um grande atrativo turístico”.

Sublinhando “o objetivo tão belo como é unir territórios, unir dois concelhos de dois países distintos”, a presidente da Deputación de Pontevedra, Carmela Silva, aproveitou para “reivindicar que as administrações encarregadas dos pareceres sectoriais sejam ágeis e rápidas”. Do mesmo modo, fez um apelo “aos governos de Espanha e de Portugal para que disponibilizem recursos para colocar em marcha a ponte entre Tomiño e Cerveira, usufruindo das grandes potencialidades do rio Minho”.

No ato de inauguração da exposição, estiveram presentes os representantes das três propostas finalistas que tiveram a oportunidade de explicar o conceito desenvolvido por cada uma das ideias, assim como deixar alguns dos pormenores técnicos que determinaram os desenhos das propostas.

A construção da nova ponte pedonal e ciclável sobre o rio Minho integra o projeto VISIT RIO MINHO, promovido conjuntamente pela Deputación de Pontevedra, a CIM Alto Minho, a Fundación CEER, o Centro Tecnológico do Mar, a Universidade de Vigo e os municípios do Norte de Portugal. VISIT RIO MINHO é cofinanciado ao 75 % por fundos FEDER da UE através da convocatória INTERREG V-A POCTEP 2014-2020 e tem por objetivo a qualificação e valorização ambiental dos recursos endógenos do território do Minho e a sua promoção como destino ecoturístico.

DUAS CENTENAS DE ATLETAS CORREM EM CERVEIRA

II Duatlo cativa 200 atletas a percorrer as ruas de Cerveira

Alguns dos melhores atletas do circuito regional da modalidade vão marcar presença, este domingo, no II Duatlo de Vila Nova de Cerveira. Encerrado o período de inscrições, as previsões foram superadas, contando com a participação de mais de 200 atletas federados e não federados, 20% dos quais oriundos de Espanha. Realização da prova impõe alguns condicionalismos de trânsito no período da manhã.

banner duatlo

O fator competitivo aliado ao convívio e ao trajeto delineado por entre algumas das mais importantes artérias do centro histórico cerveirense conferem um caráter singular ao evento, cativando um número maior de participantes relativamente à primeira edição. Um dos destaques vai para a inscrição de atletas espanhóis, cuja participação em 2017 foi residual.

O 2º Duatlo de Cerveira é composto por três provas: a primeira, com partida às 9h00, é para os escalões de Benjamins e Infantis com distâncias de 800m de corrida, seguida de 1000m de Ciclismo e 250m de corrida no final; meia hora mais tarde, tem lugar a prova dos escalões Iniciados e Juvenis com distâncias de 1000m de corrida, 1400m de Ciclismo e, para finalizar, 600m de corrida.; às 10h00 realiza-se a prova anfitriã na distância Sprint de Duatlo de Estrada para os atletas federados, amadores e equipas estafetas, com distâncias de 5Km de corrida num percurso de duas voltas, seguida de 17Km de Ciclismo em quatro voltas e 2,5Km de corrida, no final.

Organizado pela Pedal’Arte – Associação de Cicloturismo e Triatlo de Vila Nova de Cerveira, com o apoio da Câmara Municipal e da Federação de Triatlo de Portugal, o 2ª Duatlo na variante Sprint de Duatlo de Estrada tem classificação para o Circuito Regional Norte de Duatlo e Circuito Norte Jovem.

Para segurança dos atletas que participam, a realização da prova impõe alguns condicionalismos de trânsito, entre as 8h00 e as 13h00, encontrando-se vedadas à circulação automóvel e condicionadas ao público as seguintes vias: Em Vila Nova de Cerveira, Praça da Liberdade; Rua António José Duro; Av. dos Pescadores; Av. de Tomiño; Rua do Cais; Praça do Alto Minho; Av. Heróis de Ultramar; Av. das Comunidades Portuguesas; e em Lovelhe, Av. de Tomiño; Av. das Comunidades Portuguesas; Av. Da Liberdade até Rua Dr. Manuel Couto; Rua da Igreja; Rua do Forte de Lovelhe.

CERVEIRA ATRAI INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO DO PESCADO

Autarquia atrai investimento de 7ME de uma fábrica de transformação de pescado para o Fulão

Está prevista para julho a entrada em funcionamento de uma nova umidade fábril de transformação de pescado a instalar-se no Parque Empresarial do Fulão, em Vila Nova de Cerveira, criando mais de 200 postos de trabalho, num investimento de 6,8 milhões de euros. Os parceiros da Central Lomera Portuguesa - Marfrio e Atunlo – apresentaram, esta manhã, nas instalações da Câmara Municipal, “um projeto ambicioso e atrativo, num território que oferece excelentes condições”. Processo de recrutamento de mão-de-obra arranca no imediato.

IMG_2171

Duas das mais importantes empresas da Galiza na área da transformação de pescado - Marfrio e Atunlo – uniram vontades e interesses para construir, em Vila Nova de Cerveira, uma nova unidade industrial de 4.500m2, com capacidade para produzir até 20 mil toneladas de atum por ano para Portugal, Norte de Espanha, França e Itália.

O arranque da Central Lomera Portuguesa será progressivo, recrutando no imediato 50 trabalhadores para estar a funcionar em pleno dentro de um ano, com mais de 200 postos de trabalho. A faturação anual prevista é de 35 milhões de euros na fase inicial, perspetivando-se um crescimento para os 50 milhões de euros após o primeiro ano de laboração.

Esta é a primeira unidade fabril a instalar-se no Parque Empresarial do Fulão, fruto de um protocolo de cooperação que o Município de Vila Nova de Cerveira estabeleceu, em 2016, com o Grupo Gradin - entidade proprietária - para agilizar a promoção e flexibilização dos cerca de 40 hectares disponíveis.

“Estamos convencidos de que será mais uma unidade de excelência no setor da transformação de produtos de pesca, constituindo-se como uma mais valia para Vila Nova de Cerveira, para a economia regional e nacional”, disse o presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, acrescentando que, “apesar de pequeno, Vila Nova de Cerveira é um dos grandes municípios com atividade empresarial, e esta confiança e interesse de empresas na vanguarda tecnológica e de inovação é a consolidação de um trajeto iniciado por este executivo, em prol da valorização do Parque Empresarial do Fulão”.

Durante a sessão de apresentação desta manhã, Laura Pernas, Diretora do Departamento dos Recursos Humanos da Atunlo, realçou “um projeto ambicioso e atrativo, num território que oferece excelentes condições”. “Estamos muito satisfeitos com esta aventura em Portugal, pois temos a experiência dos nossos sócios do Grupo Marfrio, a proximidade ao Porto e a Vigo, os armazéns de refrigeração aqui ao lado que conferem uma maior capacidade aos nossos clientes, e todos estes fatores são estratégicos para o nosso desenvolvimento profissional.”

Com mais de 20 anos de laboração no polo II da Zona Industrial de Vila Nova de Cerveira, o administrador do Grupo Marfrio, Santiago Montejo, enalteceu os fatores de atratividade oferecidos pelo território: “Solo industrial urbanizado, boas acessibilidades, condições administrativas excelentes suscitam o interesse de uma indústria moderna, responsável, experiente e séria”.

Resultado ainda do protocolo de cooperação formalizado entre o Município cerveirense e o Grupo Gradin, o Parque Empresarial do Fulão vai acolher, brevemente, uma segunda unidade fabril, na área dos produtos de veterinária.

IMG_2179

MINHO E GALIZA CELEBRAM DIA MUNDIAL DOS PEIXES MIGRADORES

Aquamuseu e Estação Hidrobioloxía “Encoro do Con” celebram o Dia Mundial dos Peixes Migradores

Com o lema "Ligando Peixes, Rios e Pessoas", é celebrado no próximo sábado, 21 de abril, o "Dia Mundial dos Peixes Migradores" (WFMD: World Fish Migration Day). Com caráter transfronteiriço, o Aquamuseu do Rio Minho, de Vila Nova de Cerveira e a Estación Hidrobiológica “Encoro do Con”, da Universidade de Santiago de Compostela estão a desenvolver em conjunto uma ação de sensibilização alargada no terreno para dar a conhecer os peixes migradores do Baixo Minho e o efeito dos obstáculos nas suas migrações.

Peixes migradores1

Várias organizações vão comemorar este dia organizando mais de 400 atividades em todo o mundo, tendo como objetivo consciencializar a sociedade das necessidades dos peixes migradores, garantindo que as redes fluviais naturais permaneçam conectadas, e que seja intermediária para que as que estão fragmentadas possam ser restauradas.

Desta forma, o Aquamuseu do Rio Minho, de Vila Nova de Cerveira e a Estación Hidrobiológica “Encoro do Con”, da Universidade de Santiago de Compostela, que desenvolvem em conjunto o projecto POCTEP Migra Miño-Minho, organizam uma atividade no rio Furnia incidirá sobre o impacto das barreiras na migração de peixes. Vai-se proceder à captura de peixes por pesca elétrica e conhecer as atividades que estão a ser realizadas no projeto Migra Miño-Minho. No Aquamuseu será realizada uma visita aos aquários e ao museu das pescas, que recria todo o percurso do Minho, as suas espécies e as tradições e atividades associadas à pesca, dando a conhecer os peixes migratórios, sua importância e ameaças.

A atividade começará no rio Furnia (Tomiño) às 15h15 e vai terminar no Aquamuseu (Vila Nova de Cerveira) às 18h30. Os participantes terão um autocarro gratuito em Vila Nova de Cerveira (14h00 no Centro de Coordenação de Transporte), em Tui (14h30 na Praça de Galicia) e em Tomiño (14h55, na Praça do Concelho) para levá-los ao rio Furnia e ao Aquamuseu, trazendo-os de regresso após conclusão da atividade.

O Projeto POCTEP Migra Miño-Minho (Proteção e Conservação das Populações de Peixes Migradores no troço internacional do rio Minho e seus afluentes) é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Interreg VA Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020. Procura melhorar a proteção e conservação do habitat fluvial da sub-bacia do troço internacional do rio Minho, desde a barragem de Freira até à foz com ações de requalificação dos canais fluviais e das espécies de peixes migradores presentes no rio Minho e seus afluentes; também promove a cooperação transfronteiriça entre autoridades e instituições com responsabilidades comuns na gestão da pesca fluvial.

A construção de barreiras transversais (barragens e açudes) tornou-se um dos principais fatores que provocaram a diminuição da população de peixes que habitam estes rios, pois tem um efeito direto sobre os movimentos migratórios dos peixes, impedindo-os de se mover livremente para completar os seus ciclos reprodutivos, acesso a áreas de alimentos ou, simplesmente, passar para outras seções da rede fluvial. Além dessas estruturas artificiais, interrompe-se o regime fluvial natural, fundamental para a reprodução dos peixes. O efeito desta fragmentação fluvial é sentido, especialmente, em espécies que preferem migrar para o mar ou para as seções superiores dos rios para completar seu ciclo de vida, o que as colocou em grave perigo de sobrevivência.

http://www.worldfishmigrationday.com

ESTUDANTES DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PORTO CUIDAM DA SAÚDE DOS CERVEIRENSES

Três dias de rastreios gratuitos a diabetes, hipertensão arterial e obesidade

O centro histórico de Vila Nova de Cerveira volta a acolher a iniciativa Medicina na Periferia”. Entre esta sexta-feira e domingo, estudantes de Medicina da Universidade do Porto promovem rastreios gratuitos a um conjunto de fatores de risco cardiovascular, destinados à população em geral.

IMG_1891

Todos os anos, as doenças cardiovasculares são responsáveis por milhares de mortes em Portugal. Apesar da sua fatalidade, existem vários fatores de risco para estas patologias que são preveníveis e modificáveis, estando nas mãos da população o poder de conseguir melhorar a sua saúde.

Perante esta realidade, a Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto (AEICBAS-UP) está a promover a XIV edição da iniciativa “Medicina na Periferia”. Durante três dias, com o apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, alguns estudantes de Medicina desta faculdade vão proceder ao rastreio de fatores de risco cardiovascular, tal como a Diabetes, Hipertensão Arterial e Obesidade, através da medição de Índice de Massa Corporal e Perímetro Abdominal, com o objetivo de educar a população para que possam fazer escolhas de estilo de vida mais saudável.

Não obstante, esta ação é, igualmente, muito enriquecedora para os jovens voluntários, podendo aplicar conhecimentos, interagir com colegas, contactar com vários públicos e promover uma educação para a saúde.

O rastreio em Vila Nova de Cerveira está agendado para esta sexta-feira a domingo, com o seguinte horário de funcionamento: sexta-feira das 14h00 às 17h30, no sábado das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30, e no domingo das 10h00 às 13h00.

CERVEIRENSES CAMINHAM CONTRA O CANCRO

Cerveira caminha pela Liga Portuguesa Contra o Cancro

É já no próximo domingo, dia 22, que Vila Nova de Cerveira volta a vestir a t-shirt da Liga Portuguesa contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte (LPPC-NRN), protagonizando uma caminhada solidária pela Ecopista do Rio Minho. Inscrição é de 3 euros, e ponto de encontro marcado para as 9h00 no Parque de Lazer do Castelinho.

IMG_3222

Quando é lançado um apelo à causa solidária, Vila Nova de Cerveira responde como habitual: com muita adesão. E assim se perspetiva para o próximo domingo, em mais uma edição da Caminhada Solidária a favor do doente oncológico.

O Município de Vila Nova de Cerveira, em parceria com o Citius Fit e a LPCC-NRN, propõe um percurso pela Ecopista do rio Minho, entre o Castelinho e Gondarém, e vice-versa.

Com partida às 9h00, do Parque de Lazer do Castelinho, os interessados devem efetuar inscrição no próprio local, com um custo simbólico de 3 euros, e cuja receita reverte na totalidade para aquela instituição.

Seja solidário, participe!

CERVEIRA REALIZA DUATLO

2º Duatlo de Cerveira afirma-se no Circuito Regional Norte

Dia 22 de abril, o centro histórico de Vila Nova de Cerveira acolhe mais uma prova desportiva de relevo. Após a experiência de sucesso em 2017, a Pedal’Arte, com o apoio da Câmara Municipal e da Federação de Triatlo de Portugal, organiza o 2ª Duatlo na variante Sprint de Duatlo de Estrada com classificação para o Circuito Regional Norte de Duatlo e Circuito Norte Jovem. Inscrições terminam dia 16 deste mês.

banner duatlo

Aliando o fator competitivo ao convívio e às potencialidades turísticas do concelho, esta prova de duatlo tem a particularidade de percorrer algumas das mais bonitas artérias do centro histórico cerveirense, cativando a participação de atletas federados dos diversos escalões etários, equipas de triatlo, participantes amadores, equipas de estafetas, atletas da vizinha Espanha e amantes do desporto em geral.

Com o período de inscrições ainda a decorrer, a organização deste evento desportivo prevê que o número de participantes ultrapasse os 150 inscritos da primeira edição, uma vez que o feedback do ano passado foi significativamente positivo. 

O 2º Duatlo de Cerveira é composto por três provas: a primeira, com partida às 9h00, é para os escalões de Benjamins e Infantis com distâncias de 800m de corrida, seguida de 1000m de Ciclismo e 250m de corrida no final; meia hora mais tarde, tem lugar a prova dos escalões Iniciados e Juvenis com distâncias de 1000m de corrida, 1400m de Ciclismo e, para finalizar, 600m de corrida.; às 10h00 realiza-se a prova anfitriã na distância Sprint de Duatlo de Estrada para os atletas federados, amadores e equipas estafetas, com distâncias de 5Km de corrida num percurso de duas voltas, seguida de 17Km de Ciclismo em quatro voltas e 2,5Km de corrida, no final.

O 2º Duatlo de Vila Nova de Cerveira está agendado para dia 22 de abril. O período de inscrições encerra na próxima segunda-feira, dia 16. https://www.payandgo.pt/2_Duatlo_De_V_N_Cerveira

COMÉDIAS DO MINHO LEVAM A CERVEIRA "UNIVERSIDADE INVISÍVEL"

Sábado é dia de UI em Cerveira!

Vila Nova de Cerveira recebe, este sábado, o segundo módulo da UI – Universidade Invisível 2018, promovido pelas Comédias do Minho. Edição deste ano versa a ideia de Justiça, com uma vasta programação de entrada livre e gratuita, entre a Biblioteca Municipal e o Cineteatro.

Convite - UI

A Universidade Invisível é um lugar de perguntas acesas. Aprende-se através de aproximações diversas e valoriza-se o encontro individual com a arte e com o conhecimento. E porque aqui nem sempre se é capaz de aferir no imediato o que se aprende ou a sua importância, as sementes germinam na invisibilidade.

As aproximações à temática da Justiça fazem-se, umas vezes de forma mais concreta e outras de forma mais abstrata, através de abordagens teóricas (encontros e conversas), de espetáculos, filmes e livros. As opções são várias para que cada um, em função dos seus interesses, formações, idade e até disponibilidade de tempo, possa escolher.

Programação para dia 14 de abril, na ‘Vilas das Artes’:

  • 10h00–12h30 Encontro/Conversa ‘Ter Voz: O Lugar da Fala e o Lugar da Escuta na Sala de Aula’ com Maria Gil | Cineteatro
  • 10h00–22h30 Feira do Livro Temática em parceria com a livraria Centésima Página | Cineteatro
  • 15h00 Espetáculo LUSCO-FUSCO + Conversa para crianças a partir dos 6 anos | Biblioteca Municipal
  • 16h30 Filme + Conversas de Porta Aberta | Cineteatro
  • 21h00 Palestra Performance Medo e Feminismos + Conversa | Cineteatro

Atividades são de entrada livre e gratuita

VILA NOVA DE CERVEIRA É O 3º MUNICÍPIO MAIS TRANSPARENTE DO PAÍS

Vila Nova de Cerveira voltou a subir no ranking global do Índice de Transparência Municipal (ITM), ocupando agora o 3º lugar a nível nacional, entre os 308 municípios avaliados. Os resultados referentes a 2017 foram tornados públicos esta quarta-feira, 11 de abril.

Promovendo a qualidade da gestão municipal em Portugal, a Associação Cívica de Transparência e Integridade avaliou, uma vez mais, a informação disponibilizada aos munícipes nas páginas de Internet das câmaras municipais. Pelo terceiro ano consecutivo, Vila Nova de Cerveira mantém-se no top 5 dos municípios portugueses mais transparentes, tendo alcançado a 3ª posição a nível nacional, e o 1º lugar de âmbito distrital.

O edil cerveirense sublinha que este resultado é o reconhecimento da política baseada no humanismo, na proximidade e na cidadania ativa. “Com uma gestão autárquica centrada nas pessoas, a relação Município-Munícipe tem sido amplamente trabalhada através do conceito de autarquia de ‘porta aberta’, e da implementação de ferramentas de desburocratização e informatização que torne a atividade municipal acessível e transparente para todos”, afirma Fernando Nogueira, deixando um agradecimento ao empenho e colaboração dos funcionários da autarquia.

Recorde-se que Vila Nova de Cerveira protagonizou, em 2015, a subida mais significativa do Índice de Transparência Municipal, ao ter galgado da 287ª posição, em 2014, diretamente para o 5º lugar. Em 2016 subiu mais uma posição (4º) tendo, este ano, alcançado o 3º lugar do pódio, com um índice de 90.25 em 100, num ranking liderado pelas autarquias de Alfândega da Fé e de Vila do Bispo, empatadas com o índice de 90,66 pontos.

As pontuações do ITM resultam de uma avaliação da informação de acordo com 76 indicadores, agrupados em sete dimensões com pontuações diferentes: Informação sobre a Organização, Composição Social e Funcionamento do Município; Planos e Relatórios; Impostos, Taxas, Tarifas, Preços e Regulamentos; Relação com a Sociedade; Contratação Pública; Transparência Económico-Financeira; Transparência na área do Urbanismo.

CERVEIRA REALIZA FESTA DO LIVRO

Cerveira vive Festa do Livro e da Leitura ao longo de oito dias

Mais do que uma montra de publicações, a Festa do Livro e da Leitura de Vila Nova de Cerveira privilegia a celebração do conhecimento. De 17 a 24 de abril, a Biblioteca Municipal acolhe a XXIX edição da iniciativa, com uma diversidade de propostas culturais e literárias dirigidas à comunidade escolar e público em geral.

Cartaz Festa do Livro

Incentivar o gosto pelo livro e a prática pela leitura é o objetivo transversal a todas as feiras do livro, mas a forma de o alcançar pode e deve ser anualmente reinventada para continuar a cativar diferentes públicos. E em Vila Nova de Cerveira prima-se pela realização de atividades que promovam o contacto, o envolvimento e a interação entre os presentes, conjugando aprendizagem com diversão.

Assim, a programação da XXIX Festa do Livro e da Leitura é diversificada e apelativa, com momentos exclusivos para as escolas, com sessões de cariz familiar para pais e crianças, e com propostas que convidam o público em geral a participar.

De sublinhar que a presença de crianças e jovens neste evento é fator preponderante para a autarquia da ‘Vila das Artes’. Fazê-las viver o ambiente do mundo das letras, pelas brincadeiras e narrações de histórias ao vivo, contribui para elevar o interesse e a motivação pela leitura.

Programação:

  • Dias 17 a 20: Encontros com os escritores António Mota, Adelaide Graça e João Manuel Ribeiro (sessões escolares)
  • Dia 21: - Navegações – Oficina de Plástica – ‘(Re)crie a escultura do Mestre José Rodrigues’ (crianças e famílias) | Associação Cultural Convento S. Paio | 11h30

- Apresentação da Revista Nova Águia (Vol. XX e XXI) com testemunhos para José Rodrigues, na presença de Luandino Vieira, Manuel Cabral e o Diretor Renato Epifânio (público em geral) | Associação Cultural Convento S. Paio e Porta XIII | 17h00

  • Dia 22: Apresentação do Livro “Os Rostos e os Lugares” de Inácio Nuno Pignatelli, com momento musical protagonizado pela Academia de Música Fernandes Fão (público em geral) | 15h30
  • Dia 23: Comemoração do Dia Mundial do Livro - Encontro com a escritora Lara Xavier (ensino pré-escolar)
  • Dia 24: Sessão de poesia em homenagem a António Gedeão “Arma secreta” com Andreia Macedo e Zé Luís C (alunos do secundário e público geral) | 14h00

AQUAMUSEU DO RIO MINHO APRESENTA O "TRITÃO-PALMADO"

‘O Tritão-Palmado’: A história de um anfíbio cada vez mais raro em Portugal

Cumprindo a sua missão de promoção e divulgação do património natural da bacia hidrográfica do rio Minho, o Aquamuseu do rio Minho apresenta, entre 4 de abril e 31 de maio, uma pequena exposição bimestral em painéis intitulada ‘O Tritão-Palmado’.

Tritão-palmado

Por ser pouco conhecido, o objetivo é dar a conhecer algumas das características gerais, reprodução, habitat e ameaças, deste anfíbio que pode ser encontrado junto das nossas linhas de água e que nos ajuda a combater pragas.

O Tritão-Palmado é uma das espécies de maior distribuição no mundo, mas em Portugal existe em número reduzido. Apesar de não estar ainda muito ameaçado, as rápidas alterações climáticas, a destruição de habitats e a poluição das águas onde habita estão a fazer diminuir rapidamente o número existente.

De realçar que o Tritão-Palmado desempenha um papel importante na natureza, sendo que na Galiza, por exemplo, chamam-lhe ‘limpa fuentes’, porque se sabe que onde esta espécie habita a água é sempre limpa.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA ACOLHE “LUSCO-FUSCO” COM SESSÃO FAMILIAR

O Projeto Pedagógico das Comédias do Minho apresenta, no próximo sábado, 14 de abril, em Vila Nova de Cerveira, ‘Lusco-Fusco’. Com entrada livre, este espetáculo de teatro-dança destina-se a crianças a partir dos seis anos e respetivas famílias.

Lusco Fusco

Com direção de Catarina Gonçalves e Filipe Caldeira, ‘Lusco-Fusco’ surge de um desejo de partilhar uma experiência sobre o vazio e o que ele pode conter, inspirando-se no livro “O Tempo do Gigante”. “O tempo, a lentidão, porque na velocidade tudo parece que escorrega, enquanto aquilo que perdura nos faz olhar e ficar. A ligação com o pequeno e o encontro, com acontecimentos numa escala diferente da nossa. Direcionar o olhar para o indizível, as figuras, a luz”.

Os intérpretes têm uma valência dupla: partilham com o público a expectativa de um acontecimento observável, mas serão também os seus operadores. Munidos de um naipe de matérias, sejam orgânicas ou industriais, obsoletas ou contemporâneas, os intérpretes fabricam, à vista de todos, aquilo que também eles querem ver. É do encontro das diferentes matérias - entre si e com o corpo - que surge a trama do espetáculo.

O espetáculo opta antes por uma arquitetura de fenómenos em transição e micro-narrativas. As diferenças de escala, os jogos com peso e contrapeso, a supressão temporária de um ou outro sentido, os usos da perspetiva, e o alargar de possibilidades de espacialização serão os pilares. O espetáculo sublinha a potência de uma expectativa partilhada. Mais ainda, procura trazer ao domínio do próximo e do tangível aquilo que os sentidos habitualmente dizem ser remoto, independente da nossa vontade. Ao trazer o fenómeno à dimensão do it yourself, de realidade material e concretizável, o espetáculo aponta alguns possíveis caminhos de uma imaginação ativada. Expondo o fabrico, a manualidade, associando corpo e matéria de forma inusitada. Espera-se semear em quem vê a vontade de ser um bocadinho inventor do seu próprio espanto.

Em Vila Nova de Cerveira, a sessão para crianças a partir dos seis anos e respetivas famílias está agendada para sábado, 14 de abril, às 11h00, na Biblioteca Municipal, com entrada livre.

QUEM É PAULO DUQUE, PRESIDENTE DA CASA DO MINHO EM LISBOA E DIRECTOR DO SEU RANCHO FOLCLÓRICO?

De trato lhano, Paulo Duque é um dos minhotos mais conhecidos e estimados pela comunidade minhota radicada na região de Lisboa. A ele se deve em grande medida o restabelecimento de um relacionamento cordial e até amistoso entre as várias associações regionalistas, ultrapassando antigos orgulhos e preconceitos.

17426394_1375173829185989_5558086426948052699_n

De seu nome completo Joaquim Paulo Barreiro Duque, ele é actualmente o Presidente da Direcção da Casa do Minho em Lisboa. Natural da Freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova de Cerveira, é filho de lavradores, tendo juntamente com os seus cinco irmãos trabalhado na lavoura até aos 10 anos de idade. É casado com Maria Teresa Duque e tem três filhos – Marcelo Gonçalo Duque, Ana Sofia Duque e João Pedro Duque – que sempre o acompanham nomeadamente no Rancho Folclórico da Casa do Minho.

19702214_1494712790565425_7667266585492051046_n

Há quarenta anos, seguindo o exemplo de muitos minhotos, veio para Lisboa trabalhar numa taberna de um familiar no Largo da Anunciada. Daí rumou a Elvas e mais tarde a Mafra, em 1986, para cumprir o serviço militar obrigatório, onde foi condutor e tendo sido distinguido com um louvor como reconhecimento do seu trabalho, dedicação e conduta exemplar.

Em 1988, uma vez cumprido o serviço militar, regressou à hotelaria, explorando um restaurante na zona do Lumiar e mais tarde uma pastelaria na área do Cais do Sodré. Mas, haveria de começar a trabalhar por conta própria num restaurante situado na rua da Palma e, mais tarde no restaurante “Dois e Dois”, onde ainda se mantém como sócio-gerente.

Para Paulo Duque, a cozinha é uma paixão que herdou do pai e dedica uma especial devoção à cozinha tradicional minhota… que o digam os comensais que acorrem à Casa do Minho para se deliciarem com o arroz de lampreia e a couvada que ele próprio confecciona!

Mas, os seus talentos não se ficam pela arte de bem cozinhar. As suas habilidades vocais já o levaram em 1991 a gravar um cd de cantares ao desafio juntamente com os cantadores José da Silva e Tony Moreira.

Foi também catequista católico na igreja de S.josé da Anunciada e integrou um grupo de jovens desta comunidade paroquial e também do Sagrado Coração de Jesus.

Como cidadão – e os minhotos querem-se cidadãos participativos e de comportamento exemplar quaisquer que sejam as suas opções políticas – foi membro da Assembleia de Freguesia de Alcântara durante três mandatos, tendo no último sido Secretário da Mesa da Assembleia de Freguesia.

Na casa do Minho em Lisboa, foi em 1989 eleito para a Direcção como tesoureiro e, mais recentemnte, eleito Presidente da Direcção, como aliás o BLOGUE DO MINHO divulgou oportunamente.

Integra o Rancho folclórico da Casa do Minho desde 1991 como director mas também cantador, apresentador e coordenador do mesmo. Como cerveirense, foi um dos fundadores da Casa Cerveirense, da qual é Vice-Presidente da Direcção.

Lampeia II 2018

CERVEIRA É UM DOS MUNICÍPIOS CONVIDADOS DO 4º FICIS EM BRAGA

A 4ª edição do FICIS - Fórum Internacional das Comunidades Inteligentes e Sustentáveis está a reunir, em Braga, mais de 20 especialistas em smart cities e 10 presidentes de câmaras municipais, para debate e apresentação de soluções projetadas para transformar as cidades portuguesas em cidades inteligentes. Fernando Nogueira é um dos autarcas convidados a apresentar, esta quinta-feira, exemplos de boas práticas na gestão do Município de Vila Nova de Cerveira.

 “Face the challenge” é o tema da edição deste ano do FICIS que, durante três dias (3 a 5 de abril), tem em agenda o debate em torno dos seguintes conceitos: Investigação e Desenvolvimento Tecnologia e Inovação; Criatividade e Arte Urbana; Mobilidade e Inteligência nas Cidades; Sensorização e Inovação Urbana; Regeneração Urbana e o Futuro das Cidades; e Energia e Ambiente.

A iniciativa conta com a participação de 10 presidentes de câmara, a saber Arcos de Valdevez, Montalegre, Melgaço, Castelo de Paiva, Gondomar, Tabuaço, Vila Nova de Cerveira, Caminha e Monção. O autarca cerveirense Fernando Nogueira foi convidado pela organização para abordar o conceito de mobilidade e as boas práticas implementadas no concelho.

Do lado dos especialistas em smart cities, os painéis de oradores contam com o contributo de responsáveis de entidades como o INL - Internacional Iberian Nanotechnology Laboratory, Universidade do Minho e IPCA - Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, e das empresas Siemens, IBM, Deloitte, EDP Distribuição, Bosch, Transportes Intermodais do Porto, Cisco, PT Empresas, Armis, BSB, REN Portgás Distribuição, CaetanoBus, Efacec, entre outras.

Aberto ao público, o FICIS funciona como partilha de soluções, que podem ser criadas através das tecnologias, ou que já estão implementadas em várias cidades, que vão servir para resolver problemas que possam surgir no futuro e que tenham impacto na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos. se pretende afirmar como um exemplo de democracia participativa.

CERVEIRA ORGANIZA VISITAS GUIADAS À CAPELA DE SANTA LUZIA

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios assinalado com visita guiada à Capela de Santa Luzia

No próximo dia 18 de abril, o Município de Vila Nova de Cerveira celebra o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, propondo uma visita guiada a um pequeno templo rural que esconde uma profunda riqueza patrimonial. A Capela de Santa Luzia de Campos abre portas, pela primeira vez, após trabalhos de conservação realizados, no ano passado, pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira. Inscrições já estão abertas em https://goo.gl/forms/8kCiw9LJTLuPmw7i1

IMG_1668

Porque o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios visa promover os monumentos e sítios históricos e valorizar o património português, ao mesmo tempo que tenta alertar para a necessidade da sua conservação e proteção, a autarquia cerveirense, com o apoio da Paróquia de São João de Campos, sugere uma visita guiada à Capela de Santa Luzia de Campos, monumento classificado como Imóvel de Interesse Público em 1982, e cuja história se confunde com a afirmação da nacionalidade.

Com necessidade de inscrição (https://goo.gl/forms/8kCiw9LJTLuPmw7i1), o roteiro para a manhã de 18 de abril tem como ponto de encontro a Loja Interativa de Turismo de Vila Nova de Cerveira, às 10h00, seguindo de autocarro até à Capela. A visita – exterior e interior - pela história do templo tem uma duração prevista de cerca de uma hora. 

Adquirida pela Fábrica da Igreja Paroquial de Campos, a Capela de Santa Luzia estará ligada a um desconhecido mosteiro que, eventualmente, se instalou naquele local numa época muito recuada. Datado pelo menos do século XII, o seu enquadramento rural, algo isolado do conjunto populacional, associado ao facto de ser erigida sob uma nascente de água e inserida no meio de campos agrícolas alagadiços, acentua os problemas de degradação. Considerada um importante exemplar da arquitetura e da arte das épocas românica e gótica a nível nacional, merecem destaque os frescos que se conservam no interior e a inscrição, datada de 1138, que constitui um dos exemplos mais precoces da afirmação de Afonso Henriques como rei.

De sublinhar que, em 2017, a intervenção de conservação na Capela incidiu essencialmente na reabilitação da cobertura, após a elaboração de um diagnóstico das necessidades em parceria com a Direção Regional da Cultura do Norte (DRCN). Atendendo ao avançado estado de degradação dos frescos procedeu-se não só à proteção, mas também à consolidação das pinturas nos murais do interior.

Contudo, pela classificação como imóvel de interesse público desde 1982, a Câmara Municipal pretende executar um projeto mais ambicioso, através de uma candidatura denominada “Conservação e Valorização da Capela de Santa Luzia” que abrange o restauro das pinturas murais, a estabilização das paredes da capela e a beneficiação do adro e dos caminhos de acesso.

Ficha de inscrição: https://goo.gl/forms/8kCiw9LJTLuPmw7i1

CERVEIRA REALIZA A QUEIMA DE JUDAS – A QUEIMA VERMELHA

Criativa, enigmática, festiva, surpreendente... Queima de Judas – A Queima Vermelha

Faça chuva, faça sol, Judas será queimado numa grande festa

Estando previstas condições meteorológicas adversas para a noite desta sexta-feira que inviabilizam a montagem de equipamentos elétricos nos diferentes espaços públicos inicialmente previstos para o evento, a Queima de Judas – Queima Vermelha vai decorrer, no sábado, a partir das 23h30, no espaço envolvente ao Quartel dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira

IMG_1730

Este ano, a ‘Vila das Artes’ vai vestir-se de vermelho invocando o sangue derramado e o fogo purificador, culminando num cenário verdadeiramente apocalíptico.

Na Bíblia, o vermelho simboliza a humanidade e a vida. Surge associado ao sangue de Jesus, ao amor de Deus, ao sangue do cordeiro, à expiação e à salvação. É ainda a cor do pecado, do diabo e da tentação. A morte de Judas dá-se num local chamado “Campo de Sangue”. Procurando uma maior interação e envolvimento da população, os promotores deste espetáculo – Comédias do Minho e Município de Vila Nova de Cerveira – pretendem recriar este manto vermelho. Para isso, o desafio lançado a cerveirenses e visitantes é o de que saiam à rua vestidos de vermelho para queimar Judas.

Com cerca de uma centena de intervenientes, a comemoração desta festa popular será dividida entre sagrado e profano, com música ao vivo, dança, cor e muita festa até chegar ao dia do Julgamento Final, onde Judas será julgado e queimado num cenário de grande escala.

A “Queima de Judas” é uma festa popular que tem lugar no sábado que antecede a Páscoa na qual se recupera o ritual pagão da morte do ano velho e da chegada da primavera. Numa representação de pendor simultaneamente sagrado e profano, ritualiza-se a morte de Jesus Cristo, condena-se Judas, o traidor, convocam-se os vivos e os mortos e expurgam-se todos os males para comemorar o início de um novo ciclo.

Apenas se altera o local, pois a encenação, essa promete. Não pode faltar!

Sábado, 23h30, vamos vestir-nos de vermelho para queimar Judas.

FICHA TÉCNICA

ENCENAÇÃO  Joana Magalhães

AUTOR TESTAMENTO José Lopes Gonçalves

INTERPRETAÇÃO Atores e equipa CdM e atores amadores de VN Cerveira

MÚSICA Bernardo Soares, Catarina Santos, Dj Klarion, Isabel Carvalho, Pedro Lameira, Ricardo Casaleiro, Vasco Ferreira, e outros convidados especiais

VIDEOPROJEÇÃO Diogo Carvalho

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL Grupo de Motards associados à MOTOTERRA, Associação CATT- Amigos de Cerveira Todo o Terreno, colaboradores da Câmara Municipal de VN Cerveira, Bombeiros Voluntários de VN Cerveira

ORGANIZAÇÃO Município de Vila Nova de Cerveira

PRODUÇÃO Comédias do Minho