Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

APROVADO, EM REUNIÃO DE CÂMARA, ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2023 DE VILA NOVA DE CERVEIRA

RUI TEIXEIRA PERSPETIVA 2023 COM “REALISMO, RESPONSABILIDADE, RIGOR, CREDIBILIDADE, COMPROMISSO E CONTINUIDADE”

20 milhões de euros para investimentos assentes em políticas que visam

assegurar a competitividade, a sustentabilidade e as respostas sociais humanizadas.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, em reunião de Câmara, o Orçamento Municipal e Grandes Opções do Plano (GOP) para o exercício de 2023, apesar da abstenção dos vereadores da oposição que não apresentaram declaração de voto. São, aproximadamente, 20 milhões de euros para investimentos assentes em políticas que visam assegurar a competitividade, a sustentabilidade e as respostas sociais humanizadas.

25477_110745162295607_110706878966102_76766_265624

“Realismo, responsabilidade, rigor, credibilidade, compromisso e continuidade” são os pilares pelos quais se regem as Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2023, demonstrando “prudência em busca de uma governação que se pretende credível em termos de capacidade de execução e de garantia de sustentabilidade económico-financeira do município”.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, “este Orçamento é o mais realista possível, não havendo quaisquer maquilhagens ou engenharias financeiras, sobretudo, através da inscrição de receitas virtuais que, por um lado, fazem crescer a despesa e, por outro, levam ao aumento do endividamento. Coloca-se, assim, em prática, neste segundo ano do nosso mandato, uma política de responsabilidade e rigor, com credibilidade e de compromisso com os Cerveirenses e com o futuro de Vila Nova de Cerveira, aliás, na continuidade do que aconteceu no decurso das nossas primeiras Grandes Opções do Plano e Orçamento do ano em curso (que estão a ser executadas com transparência e com a prestação permanente de contas com resultados concretos), sem deixar de lançar novos projetos para todo o município”.

O documento das Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2023 engloba um pacote de políticas setoriais, que, na continuidade do documento do ano de 2022, já são a imagem de marca da atual gestão municipal, onde as pessoas continuam a ser o foco primordial, sem descurar os objetivos territoriais imprescindíveis para o desenvolvimento sustentável.

Ação Social:

  • Como fator de mitigação do impacto da guerra perpetrada pela Rússia contra a Ucrânia, que continua a ensombrar a Europa e a gerar ondas de choque na nossa economia, provocando uma das maiores crises energéticas de sempre, onde se continuará a notar o impacto da inflação e da subida dos juros nas famílias e nas empresas, entre outros fatores, não haverá aumento dos impostos diretos: IMI, Derrama e participação no IRS.
  • Manter-se-á o tarifário dos resíduos sólidos, representando um redobrado esforço para o Município, devido ao aumento dos serviços de tratamento e recolha dos resíduos sólidos.
  • Continuar a assegurar os apoios às famílias mais carenciadas e às instituições sociais do município.
  • Destaque, ainda, no âmbito social, para os programas “Cerveira Inclusiva”, “SOS Idoso” e “Mão Amiga”, para além do Programa de Desenvolvimento Social, do Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação, do Plano Municipal para a Integração dos Migrantes, do Diagnóstico Demográfico e Projeção da População do Concelho.

Educação:

  • Conclusão das obras de requalificação da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira.
  • Conclusão das obras de ampliação da “Creche do Centro de Apoio às Empresas”, em Campos.
  • Promoção do sucesso escolar através do apoio concedido aos alunos com a oferta de cadernos de atividades até ao 12º ano de escolaridade, apoio suplementar na compra de material escolar e a gratuitidade do transporte escolar.
  • Continuação do “Programa de Escola a Tempo Inteiro”, com o objetivo de o município apoiar a promoção de um processo de ensino/aprendizagem que permita responder à diversidade de características e necessidades de todos os alunos, sem exceção, tendo em vista o seu sucesso educativo.
  • Continuação do trabalho de reajuste da oferta de formação profissional às  necessidades existentes no território.
  • Na vertente do ensino superior, a autarquia pretende continuar a pugnar por parcerias com o IPVC, a Universidade do Minho e outras instituições deste nível de ensino, tendo em vista a criação de cursos de pós-graduação ou mestrados,  nomeadamente, na área das artes e da cultura.

Saúde:

  • Início de um programa específico de saúde oral e reforço, junto da tutela, por mais respostas à população Cerveirense no âmbito dos Cuidados de Saúde Primários.
  • Avanço do plano de obras para o Centro de Saúde, aprovado, no âmbito de candidatura conjunta entre a ULSAM, EPE e a CIM Alto Minho para os “Cuidados de Saúde Primários”, melhorando, desse modo, o acesso, a qualidade e a eficiência dos cuidados prestados.

Desporto e Juventude:

  • Continuar a afirmar Vila Nova de Cerveira como uma referência na implementação de políticas que vão ao encontro das reais necessidades dos jovens, pugnando pela sua fixação no município, aproveitando, deste modo, toda a sua energia e potencial para o desenvolvimento do território.
  • O apoio da Câmara Municipal às associações e coletividades Cerveirenses continuará a ser prioritário.
  • Será dada prioridade à implementação do Orçamento Participativo Jovem.

Turismo:

  • O município continuará a envidar todos os esforços na defesa da sustentabilidade ambiental e paisagística e pela promoção dos produtos locais, a nível nacional e internacional, bem como a valorização do património edificado, voltando a dar ênfase aos lemas “Cerveira, Arte e Beleza Natural” e “Cerveira Vila das Artes”.
  • Construção do “Albergue de Peregrinos” (primeiro de gestão municipal), em Loivo, com um investimento de 400 mil euros, cofinanciado em 75% por um fundo do Turismo de Portugal.
  • Concretização da “Valorização da Aldeia de Mentrestido”, sem deixar de continuar a valorizar todo o território cerveirense.

Cultura:

  • Conclusão das obras do “Palco das Artes”, com um investimento na ordem dos 2,7 milhões de euros, cofinanciado em cerca de 1,8 milhões de euros através de um fundo FEDER.
  • Valorização do Forte de Lovelhe.
  • Continuação e inovação do amplo e diversificado Programa Municipal de Animação e Promoção Cultural.

Economia:

  • Construção do “Polo Empresarial de Sapardos” – Polo 5, com um investimento de 1, 1 milhões de euros, cofinanciado em 667 mil euros por um fundo FEDER.
  • Obras de revitalização do Centro de Apoio às Empresas.
  • Obras de revitalização do Pavilhão Multiusos.
  • Reabilitação e modernização do Mercado Municipal.
  • Merece, também, destaque a atenção dispensada à economia local, com a Câmara Municipal a manter a tendência para encurtar o prazo médio de pagamento a fornecedores.

 

Sustentabilidade ambiental:

  • Arranque de um programa faseado para a implementação da eficiência energética nos edifícios públicos.
  • Criação da “Ecovia do Vale do Coura”.
  • Construção do edifício de apoio à ecopista, denominado “Laboratório de Cycling & Walking”, na freguesia de Campos.
  • Criação do Centro de Observação e Valorização Ambiental e Sociocultural na Casa Florestal de Cabaninhas, na freguesia de Covas.
  • Valorização económica, social e turística da Praia da Lenta e da sua envolvente.
  • Expansão da rede de saneamento na União de Freguesias de Reboreda e Nogueira e de Campos e Vila Meã.
  • Beneficiação e conservação da rede viária municipal.
  • Continuação da dinamização do Programa de Apoio à Redução do Tarifário dos Transportes Públicos (PART).

Habitação e urbanização:

  • Avanço da Estratégia Local de Habitação, contando com o financiamento do programa “1º Direito” – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.
  • Como forma de reagir à inflação prevista para o próximo ano, à guisa de mitigação, a Câmara Municipal decidiu não aumentar as rendas de habitação social, para além de garantir a isenção de IMT para os jovens até aos 35 anos, em casas para habitação permanente, até aos €250.000,00.

Agricultura e floresta e proteção civil:

  • Instalação de Redes de Defesa da Floresta Contra Incêndios no concelho.
  • Funcionamento da Brigada de Sapadores Florestais.
  • Apoio para a constituição e Manutenção de Equipas de Intervenção Permanente.
  • Apoio à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários.
  • Apoio à Unidade Local de Covas.
  • Recuperação da rede viária florestal.
  • Criação de faixas de interrupção de combustível.

No que às transferências para as Juntas de Freguesia e outras Entidades se refere, as Grandes Opções do Plano e Orçamento vertem a consideração, o respeito e a confiança que o executivo municipal tem nas autarquias de freguesia e nas associações locais de âmbito social, cultural, desportivo, recreativo e económico. Durante o ano de 2023, a autarquia pretende continuar a dinamizar parcerias, no sentido de aprofundar e disseminar a cooperação com várias entidades de âmbito local, sub-regional/distrital, regional, nacional e internacional.

“Com coerência nas posições e firmeza nas convicções, em 2023, com estas Grandes Opções do Plano e Orçamento, vamos continuar a construir «pontes entre nós» e a trabalhar incessantemente para «fazer o que ainda não foi feito». Honrando os compromissos, com esperança no futuro de Vila Nova de Cerveira, continuaremos a abraçar uma estratégia global e integrada para dinamizar o território, criando mais emprego, gerando mais rendimento, estimulando e atraindo cada vez mais investimento e, deste modo, promovendo a fixação, a atração e o regresso das pessoas” conclui o autarca cerveirense.

Após aprovação em sede de reunião de câmara, o Orçamento Municipal e as Grandes Opções de Plano para 2023 será discutido e votado em sede da Assembleia Municipal, em sessão ordinária agendada para o dia 9 de dezembro.

CERVEIRA: MERCADO DE NATAL PROMETE ATIVIDADES E ANIMAÇÃO PARA TODAS AS IDADES

De 7 a 11 de dezembro

Abertura: 7 de dezembro, 17h00, Centro Histórico.

Workshops, animação itinerante, ateliers, hora do conto e, claro, a tão esperada chegada do Pai Natal não vão faltar durante os 5 dias do certame.

Cerveira LIgar das Luzes (1) (8).jpg

O Mercado de Natal de Vila Nova de Cerveira vai realizar-se já a partir da próxima quarta-feira, 7 de dezembro. A abertura está agendada para as 17h00. A decorrer no Centro Histórico, até ao dia 11 de dezembro, a iniciativa, que integra a programação “Cerveira: Viagem pelo Natal” promovida pela autarquia, pretende dinamizar o comércio, o artesanato e o associativismo local.

Serão cinco dias repletos de atividades e animação para todas as idades. Com animação itinerante – duendes, artes circenses, circo de natal - e diversos workshops - entre os quais, de cupcakes de natal, presépio artesanal, bolachas de gengibre, decoração de bolo natalício, decoração da mesa de Natal - motivos não vão faltar para o visitar. E, claro, o tão esperado momento da chegada do Pai Natal vai acontecer no dia 8 de dezembro, às 18h00.

No dia 9 de dezembro, o Arquivo Municipal vai promover um Atelier de Natal, às 11h30, para o público a partir dos 8 anos. Já no dia 10 de dezembro, o Aquamuseu do rio Minho desafia, os mais novos (entre os 6 e os 10 anos), para um “Natal sem plásticos”. A atividade está agendada para as 10h30. Depois, pelas 11h00, vai ser possível assistir à Hora do Conto, na Biblioteca Municipal. Em destaque vai estar a obra “Stella, rainha da neve”, de Marie-Louise Gay. Da parte da tarde, pelas 16h00, na Loja Interativa de Turismo vai-se realizar uma pintura ao vivo de uma toalha de Natal. Já nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 15h00, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira vai levar a cabo, no Auditório da Biblioteca Municipal, o atelier de Natal “Vamos Agir!”.

Durante os dias do Mercado vai poder, ainda, usufruir de uma divertida pista de gelo natural, de passeios de barco no rio Minho e de passeios no Comboio de Natal que vai percorrer as várias estações que o levam às diferentes atrações. A pista de gelo natural, instalada no Centro Coordenador de Transportes, abre ao público já amanhã, 6 de dezembro, às 11h00, e vai permanecer em funcionamento até ao dia 8 de janeiro. Já os passeios no comboio de Natal e os passeios de barco pelo rio Minho podem ser realizados até aos dias 18 e 24 de dezembro, respetivamente.

“CERVEIRA: VIAGEM PELO NATAL” ARRANCOU COM MOMENTO MÁGICO

A programação “Cerveira: Viagem pelo Natal” arrancou no passado sábado, 3 de dezembro, como momento mágico. Centenas de pessoas juntaram-se no Centro Histórico para assistirem ao ligar das luzes de natal, que aconteceu acompanhado por um momento musical que transportou todos para uma verdadeira Viagem pelo Natal: o “Disney in Concert”. Das janelas da emblemática “Casa Verde”, um ícone da Praça da Liberdade, melodias entoadas por mais de 200 músicos invadiram o recinto contagiando todos os presentes.

Recorde-se que a programação preparada pela autarquia cerveirense não termina com o Mercado de Natal. Para o fim de semana que antecede o Natal, estão agendados dois momentos musicais: “Rodolfo e as renas do Pai Natal”, que vai ter lugar no sábado, dia 17 de dezembro, às 21h30, no Cineteatro de Cerveira Marreca Gonçalves e o “Concerto de Natal”, pelo Coro Polifónico e pela Pauta de Caprichos, que vai ecoar, no domingo, dia 18 de dezembro, às 16h00, na Igreja Matriz. No domingo será, ainda, possível participar numa aula aberta de hidroginástica (Hidronatal), às 10h00, na Piscina Municipal e assistir ao espetáculo de Patinagem Artística no Gelo pela Revolution Figure Skating Club, às 15h00, no Centro Coordenador de Transportes.

Cada atividade tem horários específicos, pelo que os interessados devem consultar a programação mais pormenorizada no site do Município, para que não percam nenhum momento desta magia de Natal que se vai espalhar por Vila Nova de Cerveira, contagiando residentes e visitantes.

Cerveira LIgar das Luzes (2) (6).jpg

Programação

“Cerveira: Viagem pelo Natal”

06 de dezembro (terça-feira)

11h00 – Abertura da Pista de Gelo Natural

Centro Coordenador de Transportes

(De 06 de dezembro de 2022 a 8 de janeiro de 2023. Consultar programa próprio)

07 de dezembro (quarta-feira)

17h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

17h30 – Parada Divertida – animação itinerante

Centro Histórico

20h00 – Encerramento

08 de dezembro (quinta-feira)

10h00 – Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

10h30 – Workshop – Cupcakes de Natal

Centro Histórico

11h00 – “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

14h00 – Workshop – Presépio artesanal

Centro Histórico

15h00 – “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

18h00 – Chegada do Pai Natal

Centro Histórico

20h00 – Encerramento

09 de dezembro (sexta-feira)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

11h00 - “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

11h30 – Arquivo Oficina – Atelier de Natal

A partir dos 8 anos (limite 10 participantes)

Arquivo Municipal

14h00 – Workshop – Bolachas de Gengibre

Centro Histórico

15h00 - “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

16h00 – Workshop – Decoração de Bolo Natalício

Centro Histórico

17h30 – The Somnium Circus Show – animação itinerante

Centro Histórico

21h00 – Encerramento

10 de dezembro (sábado)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

10h30 – Natal sem plásticos - Atelier de Natal

Entre os 6 e os 10 anos (limite de 10 participantes).

Inscrição obrigatória: 251 708 026 | aquamuseu@cm-vncerveira.pt

Aquamuseu

10h30 – Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

11h00 – Hora do Conto | “Stella, rainha da neve”, de Marie-Louise Gay

Biblioteca Municipal

15h00 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

16h00 – Pintura ao vivo de toalha de Natal

LIT - Loja Interativa de Turismo

17h00 – “O Circo de Natal”- animação itinerante

Centro Histórico

21h00 – Encerramento

11 de dezembro (domingo)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

11h30 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

17h00 – “O Circo de Natal”- animação itinerante

Centro Histórico

18h00 – Workshop – Decoração da Mesa de Natal

Centro Histórico

20h00 – Encerramento do Mercado de Natal

17 de dezembro (sábado)

21h30 – “Rodolfo e as renas do Pai Natal” – O Musical

Cineteatro de Cerveira Marreca Gonçalves

18 de dezembro (domingo)

10h00 – Hidronatal – Aula aberta de hidroginástica

A partir dos 14 anos de idade (limite de 80 participantes)

Inscrição obrigatória: 251 708 025| desporto@cm-vncerveira.pt

Piscina Municipal

15h00 – Espetáculo de Patinagem Artística no Gelo

Pelo Revolution Figure Skating Club

Pista de Gelo – Centro Coordenador de Transportes

16h00 – Concerto de Natal

Pelo Coro Polifónico e pela Pauta de Caprichos

Igreja Matriz de Vila Nova de Cerveira

De 3 a 24 de dezembro

Passeios de Barco

Cais do Rio Minho

*Consultar programa próprio

De 8 a 18 de dezembro

Passeios de Comboio

Centro Histórico

*Consultar programa próprio

Cerveira LIgar das Luzes (4).jpg

Cerveira LIgar das Luzes (5) (1).jpg

Cerveira LIgar das Luzes (3) (3).jpg

Cerveira LIgar das Luzes (6) (3).jpg

CERVEIRA: ALUNOS DO 1º CICLO COM ACESSO GRATUITO À PLATAFORMA ‘ESCOLA VIRTUAL’

Ao disponibilizar o acesso gratuito a esta plataforma educativa a mais de 300 alunos, o Município de Vila Nova de Cerveira pretende contribuir para uma educação cada vez mais inclusiva e ao alcance de todos os cerveirenses.

Escola Virtual - Cerveira3 (4).jpeg

Dando resposta aos desafios de uma sociedade cada vez mais digital, o Município de Vila Nova de Cerveira voltou a disponibilizar, de forma gratuita, aos alunos 1.º Ciclo do Ensino Básico da Rede Pública do concelho, acesso à ‘Escola Virtual’. A entrega do Guia do Aluno foi realizada no passado dia 28 de novembro, pela Vereadora da Educação, Sónia Guerreiro, a mais de 300 alunos.

Ao disponibilizar o acesso gratuito a esta plataforma educativa, o Município pretende contribuir para uma educação cada vez mais inclusiva e ao alcance de todos os cerveirenses. Para o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira “a inclusão digital, o sucesso escolar e a diminuição do abandono escolar precoce e da exclusão social são pilares na atuação do Município, que tem vindo a adotar medidas que pretendem apoiar as famílias e promover a igualdade, nomeadamente, com a oferta, pela primeira vez este ano letivo, dos cadernos de atividades aos alunos inscritos nos Centros Escolares do concelho e na Escola Básica e Secundária de Cerveira, do 1º ao 9º ano, e a atribuição de um apoio suplementar para a aquisição de material escolar para os alunos do 1.º ciclo, beneficiários dos escalões 1 e 2 (A e B)”. Reforçando que “estamos perante uma ferramenta pedagógica que complementa a aprendizagem tradicional, uma vez que os alunos e encarregados de educação passam a ter acesso a todo o programa curricular com aulas e testes interativos, sugestões de trabalho e avaliação do progresso do aluno. As nossas escolas são um excelente exemplo de entrega e dedicação para a construção de um ensino de excelência, mas não podem trabalhar sozinhas. Por isso, continuaremos a adotar as medidas necessárias para as apoiar nesta missão”.

Recorde-se que a ‘Escola Virtual’ é uma plataforma concebida pela Porto Editora que reúne milhares de exercícios, organizados por tópicos de programa que avaliam o conhecimento do aluno. Em função dos resultados, são sugeridas aulas interativas para a revisão da matéria, proporcionando uma experiência de estudo orientada para a aprendizagem individual e autónoma do aluno.

Escola Virtual - Cerveira2 (1).jpeg

Escola Virtual - Cerveira (1).jpeg

EUROCIDADE CERVEIRA-TOMIÑO: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO TRANSFRONTEIRIÇO VAI DAR VOZ AOS JOVENS

Votação decorre entre 9 e 13 de dezembro.

Com o objetivo de integrar os jovens no processo participativo, a Eurocidade Cerveira-Tomino vai realizar um Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) focado na juventude. A votação, dirigida aos jovens entre os 12 e os 25 anos, a residir ou a estudar em Vila Nova de Cerveira ou Tomiño, decorre entre 9 e 13 de dezembro e os projetos elegíveis já são conhecidos.

Cada jovem vai ter a oportunidade de votar no seu projeto preferido e os dois projetos mais votados serão financiados pelas Câmaras num valor conjunto de 20.000€. Os projetos elegíveis foram selecionados após dois encontros, realizados entre abril e junho, com o objetivo de integrar a juventude no processo de atualização da Agenda Estratégica da Eurocidade Cerveira-Tomiño 2030. Durante as sessões, que decorreram em Vila Nova de Cerveira e Tomiño, foram realizadas algumas dinâmicas de grupo que possibilitaram uma aproximação entre os jovens dos dois concelhos, permitindo a partilha e o reconhecimento de interesses e ideias comuns e a priorização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Assim, o projeto “Música Nova” terá como base workshops de educação para os valores através da música, ensaios de grupos musicais improvisados e miniconcertos e atuações de rua. Por seu lado, o projeto “Jogos Eurocidade” dinamizará diversas atividades desportivas baseadas em jogos tradicionais e/ou provas típicas dos jogos sem fronteira UE, adaptadas aos recursos e desportos mais atuais, como o paintball, slide, insufláveis, entre outros. À votação estão, também, dois projetos dedicados ao clima “Eurocidade pelo clima” e “Youth4Clima”. O primeiro terá como base workshops formativos em competências de comunicação (uso de redes sociais e comunicação audiovisual) e planificação de atividades, campanhas de sensibilização dirigida à população sénior e população ativa, campanhas e atividades de sensibilização em ambiente escolar, encontros/debates, ato de intercâmbio com campanhas internacionais contra as alterações climáticas. Já o segundo centrar-se-á em workshops de reutilização de resíduos quotidianos, workshops de utilização de recursos naturais locais na produção de produtos (exemplo sabonetes, detergentes, velas, etc.), ações de reflorestação margem ribeirinha (galeria ripícola), programa anual de limpeza das margens, articulados entre os dois concelhos e entre freguesias, ações de capacitação dos jovens sobre fauna ribeirinha (aves, mamíferos peixes e anfíbios) e flora autóctone e ribeirinha, intervenção artística em parceria com entidades culturais do território, exposição fotografia/vídeos (aves migratórias; flora), ervário individual, Ciência Cidadã e plataforma de georreferenciação de espécies invasoras.

Os projetos pretendem contribuir para o alcance das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS), nomeadamente o ODS 3 (saúde de qualidade), o ODS 4 (educação de qualidade), o ODS 11 (água potável e saneamento), o ODS 13 (ação climática) e o ODS 15 (proteger a vida terrestre), com foco nas seguintes metas: “adaptação, redução de impacto e alerta precoce no que respeita às alterações climáticas”, “melhorar a educação, aumentar a consciencialização e a capacidade humana e institucional sobre medidas de mitigação, adaptação, redução de impacto e alerta precoce no que respeita às alterações climáticas”, “até 2030, reduzir num terço a mortalidade prematura por doenças não transmissíveis via prevenção e tratamento, e promover a saúde mental e o bem-estar” e “até 2030, implementar medidas para evitar a introdução e reduzir significativamente o impacto de espécies exóticas invasoras nos ecossistemas terrestres e aquáticos, e controlar ou erradicar as espécies prioritárias”.

O processo participativo vai decorrer nos estabelecimentos de ensino e online, em função das seguintes premissas: os jovens entre os 12 e os 18 anos, a estudar em Vila Nova de Cerveira ou Tomiño, vão votar nos estabelecimentos de ensino e os jovens com mais de 18 anos ou com idades compreendidas entre os 12 e os 25 anos, mas que não estão matriculados num estabelecimento de ensino de Vila Nova de Cerveira ou Tomiño, podem votar diretamente no site www.participacerveiratomino.eu.

Os dois municípios transfronteiriços continuam, assim, empenhados em adotar medidas em linha com o seu compromisso de partilhar cada vez mais serviços, projetos e iniciativas.

VILA NOVA DE CERVEIRA ASSINALA RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA

1 de dezembro, 10h00

Entre os diferentes momentos do programa destaca-se a conferência “O papel de Cerveira na Restauração da Independência”.

Capturarcervindepend (7).JPG

No próximo dia 1 de dezembro, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai assinalar a Restauração da Independência, com um programa que pretende destacar o papel do concelho nesta efeméride. 

As comemorações iniciam às 10h00, na Porta do Castelo de Cerveira, com a restituição Solene da Bandeira Nacional ao Castelo D. Dinis, acompanhada de uma atuação musical pela Academia de Música Fernandes Fão. Segue-se, às 10h30, a visita a alguns monumentos ‘seiscentistas’ relevantes na Restauração da Independência, nomeadamente, ao Baluarte de Stª Cruz e aos restos da Muralha Moderna, entre outros. Às 11h30, na Biblioteca Municipal, vai realizar-se a conferência “O papel de Cerveira na Restauração da Independência” proferida por Antonio Soliño, Arquiteto e Investigador do Instituto de Estudos Miñoranos e por Rita Costa, Historiadora, Investigadora e Diretora do Jornal ‘Cerveira Nova’.

Recorde-se que Vila Nova de Cerveira teve um papel preponderante na Restauração da Independência, tendo defendido parte da raia com a construção de monumentos e fortificações para o efeito. Monumentos esses, como o Forte de Lovelhe, o Fortim da Atalaia e a cerca da muralha nova no centro da Vila, que subsistiram até aos dias de hoje.

PROGRAMA

1 de dezembro

10h00 | Restituição Solene da Bandeira Nacional ao Castelo D. Dinis

   Com a presença da Academia de Música Fernandes Fão

              Porta do Castelo

10h30 | Visita a alguns monumentos ‘seiscentistas’ relevantes na Restauração da Independência

               Baluarte de Stª Cruz, restos da Muralha Moderna, entre outros

11h30 | Conferência “O papel de Cerveira na Restauração da Independência”

Com a presença de:

Antonio Soliño (ES) – Arquiteto/Investigador (Instituto de Estudos Miñoranos)

Rita Costa (PT) – Historiadora/Investigadora (Diretora do Jornal ‘Cerveira Nova’)

              Biblioteca Municipal

CERVEIRA ACENDE AS LUZES DE NATAL COM MUSICAL DA DISNEY

3 de dezembro, 18h00

A programação “Cerveira: Viagem pelo Natal” continua depois com um vasto e diferenciador programa que colocará a Vila das Artes como ponto de passagem obrigatória nesta quadra.

No sábado, 3 de dezembro, Vila Nova de Cerveira dá, oficialmente, início às comemorações da quadra natalícia com um momento que promete ser mágico. O ligar das luzes acontece às 18h00, no Centro Histórico, e vem acompanhado por um momento musical que transportará todos para uma verdadeira Viagem pelo Natal: “Disney in Concert”. O musical terá como palco a emblemática “Casa Verde”, um ícone da Praça da Liberdade, e contará com a atuação de mais de 200 músicos. A programação “Cerveira: Viagem pelo Natal” continua depois com um vasto e diferenciador programa que colocará a Vila das Artes como ponto de passagem obrigatória nesta quadra.

Capturarvncnat (1).JPG

Mercado de Natal vai realizar-se, no Centro Histórico, entre os dias 7 e 11 de dezembro, dinamizando o comércio, o artesanato e o associativismo local. Com animação itinerante – duendes, artes circenses, circo de natal - e diversos workshops - entre os quais, de cupcakes de natal, presépio artesanal, bolachas de gengibre, decoração de bolo natalício, decoração da mesa de Natal - motivos não vão faltar para o visitar. E, claro, o tão esperado momento da chegada do Pai Natal vai acontecer no dia 8 de dezembro, às 18h00.

Mas as atividades não se restringem ao Centro Histórico. A partir de 6 de dezembro será possível usufruir de uma divertida pista de gelo natural, instalada no Centro Coordenador de Transportes. A abertura acontecerá às 11h00 e permanecerá em funcionamento até ao dia 8 de janeiro. No dia 9 de dezembro, o Arquivo Municipal vai promover um Atelier de Natal, às 11h30, para o público a partir dos 8 anos. Já no dia 10 de dezembro, o Aquamuseu do rio Minho desafia, os mais novos (entre os 6 e os 10 anos), para um “Natal sem plásticos”. A atividade está agendada para as 10h30. Depois, pelas 11h00, será possível assistir à Hora do Conto, na Biblioteca Municipal. Em destaque vai estar a obra “Stella, rainha da neve”, de Marie-Louise Gay. Da parte da tarde, pelas 16h00, na Loja Interativa de Turismo será realizada uma pintura ao vivo de uma toalha de Natal. Já nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 15h00, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira vai levar a cabo, no Auditório da Biblioteca Municipal, o atelier de Natal “Vamos Agir!”.

Para o fim de semana que antecede o Natal estão agendados dois momentos musicais: “Rodolfo e as renas do Pai Natal”, que vai ter lugar no sábado, dia 17 de dezembro, às 21h30, no Cineteatro de Cerveira Marreca Gonçalves e o “Concerto de Natal”, pelo Coro Polifónico e pela Pauta de Caprichos, que vai ecoar, no domingo, dia 18 de dezembro, às 16h00, na Igreja Matriz. No domingo será, ainda, possível participar numa aula aberta de hidroginástica (Hidronatal), às 10h00, na Piscina Municipal e assistir ao espetáculo de Patinagem Artística no Gelo pela Revolution Figure Skating Club, às 15h00, no Centro Coordenador de Transportes.

Para completar esta viagem pelo Natal, entre os dias 3 e 18 de dezembro, será possível usufruir de passeios de barco pelo rio Minho e, entre os dias 8 e 18 de dezembro, o comboio de Natal vai percorrer as várias estações que o levam às diferentes atrações.

Cada atividade tem horários específicos, pelo que os interessados devem consultar a programação mais pormenorizada no site do Município, para que não percam nenhum momento desta magia de Natal que se vai espalhar por Vila Nova de Cerveira, contagiando residentes e visitantes.

Programação

“Cerveira: Viagem pelo Natal”

03 de dezembro (sábado)

18h00 - Ligar das Luzes

Disney in Concert 

Centro Histórico

06 de dezembro (terça-feira)

11h00 – Abertura da Pista de Gelo Natural

Centro Coordenador de Transportes

(De 06 de dezembro de 2022 a 8 de janeiro de 2023. Consultar programa próprio)

07 de dezembro (quarta-feira)

17h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

17h30 – Parada Divertida – animação itinerante

Centro Histórico

20h00 – Encerramento

08 de dezembro (quinta-feira)

10h00 – Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

10h30 – Workshop – Cupcakes de Natal

Centro Histórico

11h00 – “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

14h00 – Workshop – Presépio artesanal

Centro Histórico

15h00 – “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

18h00 – Chegada do Pai Natal

Centro Histórico

20h00 – Encerramento

09 de dezembro (sexta-feira)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

11h00 - “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

11h30 – Arquivo Oficina – Atelier de Natal

A partir dos 8 anos (limite 10 participantes)

Arquivo Municipal

14h00 – Workshop – Bolachas de Gengibre

Centro Histórico

15h00 - “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

16h00 – Workshop – Decoração de Bolo Natalício

Centro Histórico

17h30 – The Somnium Circus Show – animação itinerante

Centro Histórico

21h00 – Encerramento

10 de dezembro (sábado)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

10h30 – Natal sem plásticos - Atelier de Natal

Entre os 6 e os 10 anos (limite de 10 participantes).

Inscrição obrigatória: 251 708 026 | aquamuseu@cm-vncerveira.pt

Aquamuseu

10h30 – Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

11h00 – Hora do Conto | “Stella, rainha da neve”, de Marie-Louise Gay

Biblioteca Municipal

15h00 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

16h00 – Pintura ao vivo de toalha de Natal

LIT - Loja Interativa de Turismo

17h00 – “O Circo de Natal”- animação itinerante

Centro Histórico

21h00 – Encerramento

11 de dezembro (domingo)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

11h30 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

17h00 – “O Circo de Natal”- animação itinerante

Centro Histórico

18h00 – Workshop – Decoração da Mesa de Natal

Centro Histórico

20h00 – Encerramento do Mercado de Natal

17 de dezembro (sábado)

21h30 – “Rodolfo e as renas do Pai Natal” – O Musical

Cineteatro de Cerveira Marreca Gonçalves

18 de dezembro (domingo)

10h00 – Hidronatal – Aula aberta de hidroginástica

A partir dos 14 anos de idade (limite de 80 participantes)

Inscrição obrigatória: 251 708 025| desporto@cm-vncerveira.pt

Piscina Municipal

15h00 – Espetáculo de Patinagem Artística no Gelo

Pelo Revolution Figure Skating Club

Pista de Gelo – Centro Coordenador de Transportes

16h00 – Concerto de Natal

Pelo Coro Polifónico e pela Pauta de Caprichos

Igreja Matriz de Vila Nova de Cerveira

De 3 a 18 de dezembro

Passeios de Barco

Cais do Rio Minho

*Consultar programa próprio

De 8 a 18 de dezembro

Passeios de Comboio

Centro Histórico

*Consultar programa próprio

CERVEIRA ACOLHE REUNIÃO INTERNACIONAL DO PROJETO “RESILIEUROPE”

De 1 a 3 de dezembro

O 5º encontro do projeto terá como temas centrais o futuro da Europa no pós Covid-19 e a resiliência da sociedade para lidar com as alterações climáticas.

O Município de Vila Nova de Cerveira vai acolher, entre 1 e 3 de dezembro, o 5º encontro do projeto europeu: "Resilieurope - European Citizens, Islands, Territories and Resilience”, onde terá a oportunidade de dar a conhecer a realidade socioeconómica do concelho alto-minhoto.

Este projeto integra 20 parceiros, entre os quais o Município de Vila Nova de Cerveira, de 13 países que representam diferentes contextos territoriais europeus. Uma oportunidade de mostrar as diferenças e potencialidades territoriais, desde o extremo Norte da Europa, passando pelo Mediterrâneo, Atlântico e Ilhas.

Durante a reunião internacional serão debatidos diferentes temas, nomeadamente, o “Futuro da Europa: como superar positivamente eventos traumáticos. A experiência de Portugal” e a "A resiliência das cidades e da sociedade civil para lidar com as mudanças climáticas". O primeiro pretende refletir sobre os últimos dois anos e partilhar a forma como Portugal lidou com a situação pandémica, mostrando como o Governo, as instituições e a população enfrentaram a pandemia da Covid-19 e quais foram os principais problemas e as repercussões na sociedade e na vida dos cidadãos portugueses.

Já o segundo tema tem como foco o Pacto Ecológico Europeu, as questões das mudanças climáticas e o que a União Europeia está a fazer a esse respeito. Recorde-se que a Comissão Europeia adotou um conjunto de propostas para garantir que as políticas da União Europeia em matéria de clima, energia, transportes e fiscalidade sejam capazes de reduzir as emissões líquidas de gases com efeito de estufa em, pelo menos, 55% até 2030, em comparação com os níveis de 1990. Tendo isto como premissa, o Município de Vila Nova de Cerveira lançou o convite ao Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira para os jovens participarem e intervirem nesta reunião, partilhando a sua perspetiva sobre o tema em análise. O debate vai realizar-se no dia 2 de dezembro, no Auditório José Manuel Carpinteira do Fórum Cultural de Cerveira.

Financiado pelo programa “Europe for Citizens”, o “ResiliEurope - European Citizens, Islands, Territories and Resilience” tem como objetivo promover a solidariedade e a compreensão recíproca entre os diferentes modelos territoriais, com diversas economias e particularidades, procurando encontrar uma resposta comunitária e uma partilha comum dos valores fundadores da comunidade europeia, particularmente em contexto pandémico. Pretende, ainda, contribuir para construir pontes de cooperação nas soluções entre territórios europeus de pequena dimensão que lutam com os mesmos desafios. É visado o empoderamento das autoridades locais e das associações de cidadãos, com o objetivo de debater e promover a coesão territorial da União Europeia, assente em princípios de resiliência e solidariedade entre todos.

VILA NOVA DE CERVEIRA: POPULAÇÃO IMIGRANTE A RESIDIR NO CONCELHO AUMENTOU 120% NOS ÚLTIMOS 10 ANOS

“Todos somos fundamentais para se encontrar o melhor caminho (mais seguro e mais ordenado para todos: migrantes, países de origem e países de acolhimento) em torno das diversas migrações, que se afiguram, cada vez mais, como globais, positivas e inevitáveis” – Rui Teixeira, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

Consciente do aumento, nos últimos anos, da população de nacionalidade estrangeira residente no município, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira levou a cabo um diagnóstico da população imigrante residente no concelho, cujos resultados foram apresentados, no passado dia 16 de novembro, no Fórum Cultural de Cerveira, assinalando o Dia Internacional da Tolerância.

Diagnóstico População imigrante Cerveira (3) (1).jpg

A apresentação pública contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, da Alta-Comissária para as Migrações, Sónia Pereira, da Vereadora da autarquia, Carla Segadães, do Professor da Universidade do Minho responsável pelo diagnóstico, José Cunha Machado, e da Técnica Superior da autarquia responsável pelo Plano Municipal para a Integração dos Migrantes, Cristina Martins.

Para o autarca de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira “o significativo aumento do número de migrantes no país nos últimos anos, com fortes impactos nas regiões, evidenciou a necessidade de se criarem estratégias de apoio à sua integração na comunidade de acolhimento. E, apesar das instituições da sociedade civil, nomeadamente as Organizações Não Governamentais e associações de imigrantes, se apresentarem como uma estrutura fundamental nas respostas imediatas a esta população, o poder local, pela capacidade de mobilização de meios e recursos para responder aos impactos dos movimentos migratórios nos seus territórios, afigura-se como um dos principais atores neste processo”.

Após a realização deste diagnóstico vai ser possível à autarquia definir, de uma forma mais estratégica e alinhada com as reais necessidades, novas Políticas Locais de Integração de Migrantes, nomeadamente, a criação de uma Equipa de Mediação Municipal e Intercultural e a criação de um Plano Municipal de Integração de Migrantes que deverá estar pronto no 1.º semestre de 2023 para que possa ser candidatado ao Alto Comissariado para as Migrações.

Na sua intervenção, a Alta-Comissária para as Migrações, Sónia Pereira, destacou que o Plano Municipal de Integração de Migrantes de Vila Nova de Cerveira é um dos 20 a serem desenvolvidos em Portugal.

GRANDE PARTE DOS IMIGRANTES A RESIDIR EM CERVEIRA SÃO HOMENS, ENTRE OS 20 E OS 49 ANOS, COM ESCOLARIDADE MÉDIA OU SUPERIOR

De acordo com os resultados provisórios dos Censos 2021, na comparação entre a população residente em 2011 e 2021, foi possível verificar que os residentes estrangeiros subiram de 278 em 2011 para 607 em 2021, correspondendo a uma variação de, aproximadamente, 120%, sendo na sua maioria oriundos de países não pertencentes ao espaço territorial da União Europeia. Esta população está a residir, maioritariamente, na União das Freguesias de Campos e Vila Meã, o que se explica pela sua oferta de trabalho na área industrial, e na União das Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe. Em contrapartida, as freguesias situadas no espaço mais interior do território cerveirense registam um número reduzido de estrangeiros residentes, nomeadamente, a União de Freguesias de Candemil e Gondar, Sopo, Mestrestido e Sapardos.

A população imigrante residente no concelho é, na sua maioria, do sexo masculino, na faixa etária entre os 20 e os 49 anos e possui um elevado nível de escolaridade (médio ou superior). Verifica-se, ainda, que quase metade se encontra acompanhada por outros elementos do agregado familiar (cônjuge, filhos ou pais).

A maioria encara Portugal como destino de médio ou longo prazo e pretende cá ficar, contudo, uma das questões levantadas, por cerca de metade dos inquiridos, foi a dificuldade em arranjar alojamento. Porém, os que arranjaram estão satisfeitos com as condições encontradas.

Entre as várias sugestões apontadas destaca-se a importância da realização de cursos de português, distinguindo um nível mais básico, para aqueles que chegam ou que ainda não dominam suficientemente a língua, de um nível mais avançado que decorre das necessidades das funções que são executadas no local de trabalho, a realização de festas e outras atividades culturais que possibilitem aos imigrantes mostrar e partilhar a sua própria cultura e gastronomia e que possam ser utilizadas para troca de experiências e para reuniões com as pessoas e instituições locais. Também consideram importante providenciar serviços de apoio, seja para a ajuda de emprego, seja para encontrar habitação e criar condições para que possam existir espaços de culto.

Recorde-se que o diagnóstico tinha como objetivos determinar a dimensão e a representação da população imigrante nas várias freguesias do concelho de Vila Nova de Cerveira, conhecer o seu perfil e a sua situação nas diferentes dimensões, entre as quais, a composição familiar, a habitação, a causa da migração, o emprego e empreendedorismo, a educação e a saúde, a língua, a cultura e os tempos livres, assim como, a integração na comunidade e o relacionamento com as entidades e os serviços públicos.

CARACTERIZAÇÃO VAI PERMITIR DEFINIR NOVAS POLÍTICAS LOCAIS DE INTEGRAÇÃO DE MIGRANTES

Em Vila Nova de Cerveira, diversas entidades e serviços trabalham todos os dias com migrantes, desde as juntas de freguesia, às escolas, centro de saúde, segurança social, associações, IPSS, Instituto de Emprego e Formação Profissional, Centro Qualifica, Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Autoridade para as Condições do Trabalho, entre outros. Os migrantes são, ainda, apoiados pelos Serviços Municipais de Intervenção Social, onde estão presentes o Gabinete de Inserção Profissional, o Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social, o acompanhamento dos beneficiários do Rendimento Social de Inserção, a Loja Social, o Espaço Cidadão e o Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM). A destacar este último, uma vez que os CLAIM são gabinetes/espaços de acolhimento, informação e apoio que têm como missão apoiar todo o processo de acolhimento e integração de pessoas migrantes, articulando com as diversas estruturas locais e promovendo a interculturalidade a nível local. Estes serviços prestam apoio e informação geral em diversas áreas, tais como, regularização, nacionalidade, reagrupamento familiar, habitação, retorno voluntário, trabalho, saúde, educação, entre outras questões do quotidiano.

Prosseguindo este caminho de apoio e integração, em maio deste ano foi assinado um Protocolo de Colaboração entre o Alto-Comissário para as Migrações e o Município de Vila Nova de Cerveira no âmbito do projeto-piloto “Integrar Valoriza”, tendo em vista o reforço das políticas de acolhimento e da integração de migrantes, através de uma abordagem transversal, intersectorial e interconcelhia de várias áreas governativas.

“Este diagnóstico pretende, agora, ser um instrumento que fomente a criação de um Plano Municipal para a Integração de Migrantes, com o objetivo de contribuir para o planeamento estratégico e de intervenção na área do acolhimento e da integração de migrantes que permitirá ao Município de Vila Nova de Cerveira consolidar a sua política local de integração como também criar, executar e apoiar medidas sustentáveis de promoção de igualdade de oportunidade, de redução de pobreza e exclusão social e de combate ao racismo e discriminação em diversas áreas fundamentais para a efetiva integração dos cidadãos migrantes na comunidade local em vários domínios como o mercado de trabalho e empreendedorismo, serviços de acolhimento e integração, educação e língua, capacitação e formação, cultura, saúde, cidadania e participação cívica, sensibilização da opinião pública, solidariedade e resposta social, racismo e discriminação, urbanismo e habitação, desporto e lazer” salientou o autarca cerveirense, reforçando que “todos somos fundamentais para se encontrar o melhor caminho (mais seguro e mais ordenado para todos: migrantes, países de origem e países de acolhimento) em torno das diversas migrações, que se afiguram, cada vez mais, como globais, positivas e inevitáveis”.

Diagnóstico População imigrante Cerveira (1).jpg

Diagnóstico População imigrante Cerveira (2).jpg

CERVEIRA CONVIDA PARA UMA VIAGEM PELO NATAL

“Será uma quadra Natalícia sem precedentes na Vila das Artes” afirma o autarca Rui Teixeira.

Um comboio e um barco, uma Pista de Gelo, um Musical da Disney, um Mercado de Natal e a chegada do Pai Natal são apenas algumas das sugestões para entrar nesta aventura à descoberta do Natal.

Capturarcervnat1 (4).JPG

A partir do próximo dia 3 de dezembro, Vila Nova de Cerveira vai ser invadida pelo espírito natalício com uma programação vasta e diferenciadora que o Município está a preparar e que contará com muitas novidades. “Vigo tem as luzes de Natal, Vila Nova de Cerveira terá a magia e a tradição" afirma o autarca de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, apontando para “uma quadra Natalícia sem precedentes na Vila das Artes, onde será possível vislumbrar um pinheiro natural com mais de 12 metros, assistir a um musical da Disney, usufruir de uma pista de gelo, de num comboio natalício e de um barco de Natal, visitar a casa do Pai Natal, entre muitos outros momentos que tornarão esta época ainda mais especial”.

O arranque da programação “Cerveira: Viagem pelo Natal” está agendado para as 18h00, do sábado, 3 de dezembro, com o Ligar das Luzes, no Centro Histórico, que contemplará um momento musical mágico: “Disney in Concert”. O Mercado de Natal vai realizar-se, no Centro Histórico, entre os dias 7 e 11 de dezembro, dinamizando o comércio, o artesanato e o associativismo local. Com animação itinerante – duendes, artes circenses, circo de natal - e diversos workshops - entre os quais, de cupcakes de natal, presépio artesanal, bolachas de gengibre, decoração de bolo natalício, decoração da mesa de Natal - motivos não vão faltar para o visitar. E, claro, o tão esperado momento da chegada do Pai Natal vai acontecer no dia 8 de dezembro, às 18h00.

Mas as atividades não se restringem ao Centro Histórico. A partir de dia 6 será possível usufruir de uma divertida pista de gelo natural, instalada no Centro Coordenador de Transportes. A abertura acontecerá às 11h00 e permanecerá em funcionamento até ao dia 8 de janeiro. No dia 9, o Arquivo Municipal vai promover um Atelier de Natal, às 11h30, para o público a partir dos 8 anos. Já no dia 10, o Aquamuseu do rio Minho desafia, os mais novos (entre os 6 e os 10 anos), para um “Natal sem plásticos”.  A atividade está agendada para as 10h30. Depois, pelas 11h00 será possível assistir à Hora do Conto, na Biblioteca Municipal. Em destaque vai estar a obra “Stella, rainha da neve”, de Marie-Louise Gay. Da parte da tarde (16h00), na Loja de Interativa de Turismo será realizada uma pintura ao vivo de uma toalha de Natal. Já nos dias 9, 10 e 11, às 15h00, a Fundação Bienal de Arte de Cerveira vai levar a cabo, no Auditório da Biblioteca Municipal, o atelier de Natal “Vamos Agir!”.

Para o fim de semana que antecede o Natal, estão agendados dois momentos musicais: “Rodolfo e as renas do Pai Natal”, que vai ter lugar no sábado, dia 17, às 21h30, no Cineteatro de Cerveira Marreca Gonçalves e o “Concerto de Natal”, pelo Coro Polifónico e pela Pauta de Caprichos, que vai ecoar, no domingo, dia 18, às 16h00, na Igreja Matriz. No domingo será, ainda, possível participar numa aula aberta de hidroginástica (Hidronatal), às 10h00, na Piscina Municipal e assistir ao espetáculo de Patinagem Artística no Gelo pela Revolution Figure Skating Club, às 15h00, no Centro Coordenador de Transportes.

Para completar esta viagem pela Natal, entre os dias 3 e 18 de dezembro, será possível usufruir de passeios de barca pelo rio Minho e, entre os dias 8 e 18 de dezembro, o comboio de Natal vai percorrer as várias estações que o levam às diferentes atrações.

Cada atividade tem horários específicos, pelo que os interessados devem consultar a programação mais pormenorizada no site do Município para que não se percam nenhum momento desta magia de Natal que se vai espalhar por Vila Nova de Cerveira, contagiando residentes e visitantes.

Capturarcervnat2.JPG

Programação

“Cerveira: Viagem pelo Natal”

03 de dezembro (sábado)

18h00 - Ligar das Luzes

Disney in Concert

Centro Histórico

06 de dezembro (terça-feira)

11h00 – Abertura da Pista de Gelo Natural

Centro Coordenador de Transportes

(De 06 de dezembro de 2022 a 8 de janeiro de 2023. Consultar programa próprio)

07 de dezembro (quarta-feira)

17h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

17h30 – Parada Divertida – animação itinerante

Centro Histórico

20h00 – Encerramento

08 de dezembro (quinta-feira)

10h00 – Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

10h30 – Workshop – Cupcakes de Natal

Centro Histórico

11h00 – “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

14h00 – Workshop – Presépio artesanal

Centro Histórico

15h00 – “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

18h00 – Chegada do Pai Natal

Centro Histórico

20h00 – Encerramento

09 de dezembro (sexta-feira)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

11h00 - “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

11h30 – Arquivo Oficina – Atelier de Natal

A partir dos 8 anos (limite 10 participantes)

Arquivo Municipal

14h00 – Workshop – Bolachas de Gengibre

Centro Histórico

15h00 - “Os Duendes”- animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

16h00 – Workshop – Decoração de Bolo Natalício

Centro Histórico

17h30 – The Somnium Circus Show – animação itinerante

Centro Histórico

21h00 – Encerramento

10 de dezembro (sábado)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

10h30 – Natal sem plásticos - Atelier de Natal

Entre os 6 e os 10 anos (limite de 10 participantes).

Inscrição obrigatória: 251 708 026 | aquamuseu@cm-vncerveira.pt

Aquamuseu

10h30 – Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

11h00 – Hora do Conto | “Stella, rainha da neve”, de Marie-Louise Gay

Biblioteca Municipal

15h00 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

16h00 – Pintura ao vivo de toalha de Natal

LIT-Loja de Interativa de Turismo

17h00 – “O Circo de Natal”- animação itinerante

Centro Histórico

21h00 – Encerramento

11 de dezembro (domingo)

10h00 - Abertura do Mercado de Natal

Centro Histórico

11h30 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 - Artes Circenses – animação itinerante

Centro Histórico

15h00 – Vamos Agir! Atelier de Natal

Pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira

Auditório da Biblioteca Municipal

17h00 – “O Circo de Natal”- animação itinerante

Centro Histórico

18h00 – Workshop – Decoração da Mesa de Natal

Centro Histórico

20h00 – Encerramento do Mercado de Natal

17 de dezembro (sábado)

21h30 – “Rodolfo e as renas do Pai Natal” – O Musical

Cineteatro de Cerveira Marreca Gonçalves

18 de dezembro (domingo)

10h00 – Hidronatal – Aula aberta de hidroginástica

A partir dos 14 anos de idade (limite de 80 participantes)

Inscrição obrigatória: 251 708 025| desporto@cm-vncerveira.pt

Piscina Municipal

15h00 – Espetáculo de Patinagem Artística no Gelo

Pelo Revolution Figure Skating Club

Pista de Gelo – Centro Coordenador de Transportes

16h00 – Concerto de Natal

Pelo Coro Polifónico e pela Pauta de Caprichos

Igreja Matriz de Vila Nova de Cerveira

De 3 a 18 de dezembro

Passeios de Barca

Cais do Rio Minho

*Consultar programa próprio

De 8 a 18 de dezembro

Passeios de Comboio

Centro Histórico

*Consultar programa próprio

CERVEIRA DESAFIA A PASSAR “UMA MANHÃ NO CAMINHO”

20 de novembro, 9h15: Iniciativa assinala a adesão do Município à Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago e ficará marcada pela instalação do “Marco KM 134” no Centro Histórico.

Com o objetivo de assinalar a sua adesão à Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira desafia a comunidade a passar “Uma manhã no Caminho”. A iniciativa decorre no dia 20 de novembro, a partir das 9h15, tendo como ponto de encontro a Praça do Município.

A caminhada vai depois iniciar-se às 9h45, junto à Estalagem da Boega, percorrendo um troço, de cerca de 3.5 km, do Caminho Português da Costa. A chegada ao Terreiro (Centro Histórico) está prevista para as 11h00, onde será realizada a instalação do “Marco KM 134”, à qual se segue, às 11h30, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira, a Conferência “A Origem - Caminho Português da Costa”, com Alberto Barbosa, da Associação dos Amigos do Caminho.

As inscrições são gratuitas, mas limitadas, e podem ser efetuadas, até ao dia 17 de novembro, através do email saude@cm-vncerveira.pt ou do telefone 251 708 071.

Uma manhã no caminho (1).png

CERVEIRA APRESENTA DIAGNÓSTICO DA POPULAÇÃO IMIGRANTE RESIDENTE NO CONCELHO

16 de novembro, 18h00, Fórum Cultural de Cerveira

Apresentação pública conta com a presença da Alta Comissária para as Migrações.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai apresentar, no próximo dia 16 de novembro, o diagnóstico da população imigrante residente no concelho. A apresentação pública realiza-se no Auditório José Manuel Carpinteira do Fórum Cultural de Cerveira, às 18h00, assinalando, também, o Dia Internacional da Tolerância.

Cerveira_Diagnóstico Imigrantes.png

A sessão iniciará com a intervenção do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, à qual se seguirá a apresentação do diagnóstico, por José Cunha Machado, Professor da Universidade do Minho. A aplicação dos resultados do diagnóstico no território de Vila Nova de Cerveira, tendo em vista a criação do Plano Municipal para a Integração dos Migrantes, será apresentada por Cristina Martins, Técnica Superior da autarquia cerveirense. A sessão de encerramento ficará a cargo de Sónia Pereira, Alta Comissária para as Migrações. No final da apresentação pública será realizada uma visita guiada à XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira.

Com o objetivo de criar um ambiente de maior integração, para o evento foram convidadas centenas de imigrantes a residirem no concelho, entidades de âmbito local – entre as quais as empresas sedeadas em Vila Nova de Ceveira - , distrital e nacional, bem como a população em geral.

Para o autarca de Vila Nova de Cerveira “as questões populacionais adquirem, a cada de dia que passa, uma importância acrescida em Vila Nova de Cerveira, no Alto Minho, em Portugal, na Europa e no Mundo, com as mudanças demográficas mais recentes, que, em várias geografias, acentuam tendências que vêm de trás. As questões demográficas, nomeadamente os desequilíbrios demográficos e as políticas de natalidade e de imigração, apresentam-se, hoje, a par das alterações climáticas, das desigualdades sociais e territoriais, do repto das novas tecnologias, das guerras e das pandemias, como um dos maiores desafios que pairam no mundo, obrigando ao estabelecimento de novas prioridades no que à agenda do futuro diz respeito”.

Por isso, este estudo visa a elaboração de um diagnóstico da população imigrante residente no município de Vila Nova de Cerveira, tendo em consideração a concretização de três objetivos centrais: determinar a dimensão e representação da população imigrante nas várias freguesias do concelho, conhecer o perfil dos imigrantes numa perspetiva demográfica para a totalidade dos imigrantes residentes e numa perspetiva social para a totalidade dos imigrantes individuais e para os representantes dos agregados familiares, residentes em Vila Nova de Cerveira e compreender a situação dos imigrantes (a partir de uma amostra) em diferentes dimensões, entre as quais, a composição familiar, a habitação, as causas da migração, emprego e empreendedorismo, educação e saúde, assim como, a integração na comunidade e o relacionamento com entidades e serviços públicos.

“Será, depois, com base neste Diagnóstico, numa lógica de conhecer mais para agir melhor e contribuir com recomendações para a política pública de integração de imigrantes, que se desenvolverá o Plano Municipal para a Integração de Migrantes (PMIM), tendo em vista o desenvolvimento de políticas públicas  transversais e setoriais, no que às migrações se refere, almejando a atração de novos migrantes, a integração dos imigrantes e a gestão e valorização da interculturalidade” conclui Rui Teixeira.

RESIDENTES DE NATURALIDADE ESTRANGEIRA NO CONCELHO TÊM AUMENTADO E É PREMENTE PERCEBER A SUA SITUAÇÃO NAS DIFERENTES DIMENSÕES

De acordo com os resultados (ainda) provisórios dos Censos 2021 disponibilizados pelo INE - conforme apresentado publicamente pelo município cerveirense, em março do corrente ano, através da iniciativa “Em Cerveira Acontece” e sob o mote: “Demografia do Município de Vila Nova de Cerveira – Resultados dos Censos 2021 em Debate” -, a população do município de Vila Nova de Cerveira contempla 8.923 residentes, um número inferior ao registado nos Censos 2011 que era de 9.253 residentes, correspondendo a uma variação negativa de 3,6%.

A população do município de Vila Nova de Cerveira sendo, em larga medida, de naturalidade portuguesa, tem visto crescer os efetivos de naturalidade estrangeira, tendo aumentado os residentes de naturalidade estrangeira de fora da União Europeia de 414 para 698, passando a representar 7,8% da população em 2021, quando representavam 4,5% em 2011, correspondendo a uma variação positiva de 68,6%. Consequentemente, a população tem sobretudo naturalidade portuguesa, mas os residentes de naturalidade estrangeira têm aumentado a sua representação local, correspondendo já a 12,3%.

É neste quadro que o Diagnóstico da População Imigrante Residente em Vila Nova de Cerveira se afigura como premente, visando determinar a dimensão da população imigrante, conhecer o perfil dos imigrantes e determinar a respetiva situação em diferentes dimensões.

MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA DISPONIBILIZA ACESSO GRATUITO A PLATAFORMA DE LEITURA DE JORNAIS E REVISTAS

Para usufruir basta ter o cartão de leitor da Biblioteca Municipal.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira passou a disponibilizar, aos utentes da Biblioteca Municipal, o acesso gratuito a mais de 7.400 dos principais jornais e revistas do país e do mundo, através da plataforma Press Reader (site e/ou app).

Este será mais um serviço gratuito, disponibilizado pelo Município, para todos os utentes que desejem ter acesso à leitura de publicações periódicas em suporte digital. A Press Reader é uma plataforma digital que disponibiliza o acesso direto e integral a publicações de mais de 150 países, em mais de 60 línguas, permitindo uma experiência de leitura envolvente através de uma interface com várias funcionalidades.

Para aceder gratuitamente à plataforma, os utilizadores devem indicar o número associado ao cartão de leitor e as credenciais utilizadas para aceder à área pessoal do catálogo online da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira. Se ainda não estiverem inscritos, podem fazê-lo através do site da autarquia (AQUI!) ou diretamente na Biblioteca Municipal, localizada no Solar dos Castros.

Capturarbivnc (2).JPG

CERVEIRA CELEBRA S. MARTINHO COM MAGUSTO TRADICIONAL

13 de novembro, 15h00, Terreiro (Centro Histórico)

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai promover, no próximo dia 13 de novembro, um Magusto aberto a toda a população. A iniciativa, de participação livre, está agendada para as 15h00, no Terreiro (Centro Histórico).

Será num ambiente de grande animação, com castanhas, vinho verde, concertinas, folclore e cantares ao desafio, que a Vila das Artes vai recriar a tradição e assinalar o S. Martinho.

Capturarmagcerv (1).JPG

REQUALIFICAÇÃO DA ESCOLA EB 2,3/SECUNDÁRIA DE VILA NOVA DE CERVEIRA ESTÁ NA FASE FINAL

Novo edifício designado como Centro de Recursos, beneficiação do edifício existente, cobertura dos corredores de circulação e dos espaços de recreio exteriores e reforço das condições de segurança e de acessibilidades são os principais pilares desta requalificação.

Capturarobrasesccerv.JPG

Com o objetivo de modernizar e melhorar as infraestruturas de ensino, o Município de Vila Nova de Cerveira está a levar a cabo a 2.ª fase da empreitada de requalificação da Escola EB 2,3/Secundária de Vila Nova de Cerveira. A obra, que entra agora na fase final, representa um investimento aproximado de 2ME e está previsto que fique concluída em janeiro de 2023.

Construção de raiz de um edifício designado como Centro de Recursos, composto por biblioteca/auditório, com capacidade para 119 lugares sentados, beneficiação do edifício existente, cobertura dos corredores de circulação e dos espaços de recreio exteriores e reforço das condições de segurança e de acessibilidades são os principais pilares desta requalificação. Neste momento, os trabalhos no edifício do Centro de Recursos decorrem a bom ritmo, estando concluída a instalação das diversas especialidades e a iniciar a fase de acabamentos.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, “os meses de interrupção escolar pautaram-se por uma grande atividade no edifício existente, tendo sido concluída a ampliação do espaço de refeitório, a requalificação da cozinha, a criação de novas áreas de balneários/vestiários e armazenagem, a criação da nova sala de professores e de direção, libertando assim espaços para a nova sala de futuro. Foi, ainda, intervencionado o átrio principal com vista à melhoria térmica e acústica do edifício.” Reforçando que “foram mobilizados todos os esforços financeiros e de recursos humanos da autarquia e da escola para que o início do arranque escolar, no passado dia 19 de setembro, fosse uma realidade”.

Trata-se de uma intervenção de fundo que tem como objetivo requalificar e modernizar as instalações, melhorar a atratividade das infraestruturas, através da criação de novas valências que promovam a alteração do paradigma das antigas escolas, conferir aos edifícios maior conforto térmico e condições de estanquidade, promover o acesso e o incremento do sucesso escolar, contribuindo, também, para a diminuição da taxa de abandono escolar e para o aumento da taxa de conclusão de ensino secundário. Um esforço que o autarca cerveirense considera fundamental “para a melhoria das condições de bem-estar e segurança das crianças e jovens em contexto escolar e, por conseguinte, para consolidar um ensino de qualidade e uma aprendizagem mais emancipada, assente na defesa intransigente da escola pública e que não teria sido possível sem o apoio dado pelo Ministério da Educação, pasta na altura tutelada pelo Ministro Tiago Brandão Rodrigues”.

Financiado pelo Programa Operacional Norte 2020, a empreitada de requalificação foi comparticipada pelo FEDER (1.692.735,71€) e pelo Ministério da Educação (149.359,04€).

ARTESÃOS E MERCADORES JÁ SE PODEM INSCREVER NO MERCADO DE NATAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA

Inscrições podem ser efetuadas até 11 de novembro.

De 7 a 11 de dezembro, o Mercado de Natal de Vila Nova de Cerveira está de regresso ao centro histórico. Os artesãos e mercadores interessados em participar podem inscrever-se até ao dia 11 de novembro.

Cerveira_Mercado Natal (3).jpg

A iniciativa enquadra-se na vasta e diferenciadora programação de Natal que o Município está a preparar e que contará com muitas novidades e tem como objetivo dinamizar o comércio, o artesanato e o associativismo local. Inspirado e desenhado a partir do imaginário da época, contará com expositores que abrangem desde as áreas do artesanato, dos brinquedos e da cerâmica, até à gastronomia típica.

Com uma oferta cultural e de lazer diversificada, vai ainda permitir a quem o visitar usufruir de momentos de contemplação, onde o som, as cores, as texturas, os cheiros e os sabores se vão conjugar com a diversão e com o entretenimento. Neste contexto, o Mercado de Natal contará com a parceria de algumas pastelarias e confeitarias que trarão um conceito de food court com demonstrações, workshops e confeção no local. As crianças não serão esquecidas, estando previstas várias atividades direcionadas a este público.

Destinado à comercialização de produtos que se enquadrem na época natalícia de base artesanal, o Mercado de Natal é mais uma oferta cultural do Município de Vila Nova de Cerveira para dinamizar o centro histórico da vila, atraindo visitantes ao concelho nesta época festiva. Ao mesmo tempo, pretende ser um apoio à dinâmica comercial, contribuindo para o desenvolvimento das artes e ofícios e das microempresas artesanais do concelho.

Todos os interessados devem consultar as normas de participação disponíveis no site da autarquia e efetuar a sua inscrição junto dos serviços da cultura da autarquia, presencialmente, via correio postal ou eletrónico (cultura@cm-vncerveira.pt).

VILA NOVA DE CERVEIRA: DO INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURAS À CULTURA AUTARCA DE CERVEIRA APOSTA EM ESTRATÉGIA GLOBAL E INTEGRADA PARA DINAMIZAR O TERRITÓRIO

Rui Teixeira faz balanço do 1º ano de mandato com foco no futuro.

Um ano após a tomada de posse do novo Executivo Municipal cerveirense, data que se assinala no próximo domingo (16 outubro), é com sentido de cumprimento do dever que o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, considera este primeiro ano de mandato “um ano de realizações e várias conquistas”.

Rui Teixeira (1).png

Neste período, a autarquia cerveirense fez diversos diagnósticos sobre os vários setores de atividade, com o intuito de ter uma radiografia atualizada do ponto de situação do Município, e reuniu com vários membros do Governo Central, em busca de colaboração para a resolução de diversos assuntos locais. Das infraestruturas e equipamentos à cultura, passando pela educação, desporto, tecido empresarial, sustentabilidade ambiental, políticas sociais e ação social, todos os setores foram considerados numa estratégia de potenciar o território e de melhor a qualidade de vida dos cerveirenses.

INFRAESTRUTURAS E EQUIPAMENTOS

No que às infraestruturas e equipamentos diz respeito, nos últimos meses, os investimentos foram realizados a um ritmo acelerado, com variadíssimos projetos, concursos e obras iniciadas e concluídas por todo o território concelhio, em várias áreas, aproveitando ao máximo todas as oportunidades provenientes dos Fundos Comunitários, a destacar, entre muitos outros:

  • O arranque das obras do “Palco das Artes”, com um investimento na ordem dos 2,7 milhões de euros, cofinanciado em cerca de 1,8 milhões de euros através de um fundo FEDER;
  • O arranque das obras no “Polo Empresarial de Sapardos”– Polo 5, com um investimento de 1, 1 milhões de euros, cofinanciado em 667 mil euros por um fundo FEDER;
  • A aceleração das obras na “Escola Secundária de Vila Nova de Cerveira”, com um investimento de 2 milhões de euros, cofinanciado em 1, 7 milhões por um fundo FEDER;
  • As obras de ampliação da “Creche do Centro de Apoio às Empresas”, em Campos, com um investimento de cerca de 170 mil euros, cofinanciado em 145 mil euros pelo PRR;
  • A aprovação da candidatura para o “Albergue de Peregrinos” (primeiro de gestão municipal), em Loivo, com um investimento de 400 mil euros, cofinanciado em 75% por um fundo do Turismo de Portugal;
  • A aprovação de candidatura para comparticipação financeira para a obra no Centro Social e Paroquial de Reboreda, ao abrigo do programa PARES;
  • A realização deobras nas freguesias (pavimentações e outras, para além de vários apoios para equipamentos);
  • As obras de saneamento básico nas freguesias de Reboreda e Nogueira e de Campos e Vila Meã, no valor de cerca de 700 mil euros, a arrancar neste mês de outubro e no ano de 2023, respetivamente;
  • A criação do “Balcão SNS 24”na freguesia de Mentrestido;
  • A abertura e inauguração da Extensão de Saúde de Covas;
  • plano de obras para o Centro de Saúde aprovado, no âmbito de candidatura conjunta entre a ULSAM, EPE e a CIM Alto Minho para os “Cuidados de Saúde Primários”;
  • As bicicletas elétricas gratuitasdisponíveis aos cidadãos, desde 7 de julho de 2022, no âmbito de um projeto do AECT;
  • oferta para aquisição de vários equipamentos às diversas associaçõesespalhadas pelo território de Vila Nova de Cerveira;

TECIDO EMPRESARIAL E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

apoio ao tecido empresarial e a resposta aos desafios impostos na área ambiental têm sido também uma prioridade neste primeiro ano de mandato. Têm sido várias as medidas que pretendem contribuir para o desenvolvimento do tecido empresarial cerveirense e para criar condições favoráveis e atrativas para a instalação de operadores económicos no concelho. Por exemplo, dando resposta aos desafios energéticos das empresas localizadas na zona Industrial de Vila Nova de Cerveira, o Município efetuou todos os esforços para facilitar a criação de uma Comunidade de Energia Renovável (CER) através da implementação de uma área dedicada à instalação de equipamentos de energia renovável, sejam eles fotovoltaicos ou eólicos. O projeto servirá 40 empresas do concelho e permitirá apoiar o abastecimento de energia elétrica, posicionando o tecido empresarial cerveirense como agente da mudança neste processo de transição energética. “Capitalizamos o investimento, encontramos soluções para a instalação da Comunidade, mediamos e apoiamos as empresas no processo de transição energética. É fundamental para o território, não só de Cerveira, mas para todo o Alto Minho, estar dotado de empresas competitivas a todos os níveis e que consigam dar resposta à transição energética que se figura urgente. Só dessa forma é possível sermos um Município competitivo e gerador de valor, no panorama nacional e internacional” salienta Rui Teixeira.

CULTURA

No setor da Cultura, o destaque vai para a 22ª edição da Bienal Internacional de Arte de Cerveira, a mais antiga da Península Ibérica e uma das mais antigas do mundo, que, este ano, sob o mote “We Must Take Action”/”Devemos Agir”, está a chegar tanto às freguesias do concelho, como aos 24 municípios que dão corpo à região do Minho, sob o desígnio “Amar o Minho”, prosseguindo a sua veia de internacionalização e a colaboração em rede.

“A Bienal de Arte de Cerveira é, sem margem para dúvidas, um importante marco do nosso município, uma referência na produção cultural no país e além-fronteiras. Mas não podemos deixar de realçar a realização de diversos eventos no concelho - realizados diretamente pela Câmara Municipal ou em parceria com outras entidades.” reforça o autarca Rui Teixeira. Entre eles estão as comemorações do Natal e da Passagem de Ano, do Carnaval, da Páscoa, o DanceCerveira, o Festival da Pizza, o Há Jazz no Museu, o regresso em força do carismático Cerveira ao Piano, as Festas Concelhias de São Sebastião, onde se integraram a 37ª edição do “Mundo a Dançar” e o “Concerto de Sam The Kid e Mundo Segundo”, as Festas de São Roque, a Festa da História, o Festival de Bandas de Música, a Desfolhada Tradicional Minhota, inserida nas Festas da Senhora da Ajuda, entre vários outros momentos de animação e confraternização.

DESPORTO E EDUCAÇÃO

No âmbito do Desporto, um dos marcos deste mandato foi o relançamento do “Rali de Vila Nova de Cerveira”, cumprindo, assim, logo no primeiro trimestre uma promessa eleitoral. De destacar, ainda, a realização do “9º Torneio Manuel Viegas”, inserido no Cinquentenário do Clube Desportivo de Cerveira e as “Olimpíadas Seniores Olympics4all”, entre muitas outras atividades levadas a cabo pelo tecido associativo de Vila Nova de Cerveira.

Considerando que a Educação “constitui o processo privilegiado de emancipação de formação do caráter e de personalidade e de integração de cada cidadão, servindo de elevador para a construção de uma sociedade mais culta, mais desenvolvida, mais solidária e, por conseguinte, mais justa”, o Executivo Municipal tem vindo a acompanhar de perto aquilo que é o desenvolvimento do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira. Neste âmbito, o destaque vai para o avanço das obras da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira, bem como as obras de ampliação da “Creche do Centro de Apoio às Empresas”, em Campos, para além do apoio concedido aos alunos para o ano letivo recém-iniciado: oferta de cadernos de atividades até ao 9º ano de escolaridade e apoio suplementar na compra de material escolar. Mas não fica por aqui. “Em consonância com todo o setor produtivo do concelho, temos estado a reajustar a oferta de formação profissional às necessidades existentes no território. Também, na vertente do ensino superior, continuamos a pugnar por parcerias com o IPVC, com a Universidade do Minho e outras instituições deste nível de ensino, tendo em vista a criação de cursos de pós-graduação ou mestrados na área das artes e da cultura” salienta Rui Teixeira.

POLÍTICAS SOCIAIS E AÇÃO SOCIAL

As políticas sociais do combate à pobreza e às discriminações, a igualdade de género e a inclusão social têm sido uma das maiores preocupações do Município. Neste campo cabe realçar a importância das questões relacionadas com a imigração, sendo de destacar a elaboração do Plano Integrado de Imigração, sobretudo o Diagnóstico da População Imigrante a nível concelhio, devido ao número crescente de imigrantes que têm chegado a Vila Nova de Cerveira.  Nesse sentido, cabe realçar a assinatura do protocolo de colaboração entre o Município de Vila Nova de Cerveira, o Centro de Cultura de Campos e o Centro Qualifica, que permitiu alargar a oferta de aulas de português a um maior número de imigrantes. De referir, ainda, o apoio às famílias ucranianas que se instalaram no concelho, ao abrigo do Plano de Ação Integrado à Escala Intermunicipal, no âmbito da CIM Alto Minho.

No campo da Ação Social é de salientar a atenção do município para com as famílias mais carenciadas através de diversas iniciativas e apoios concedidos. Merece destaque, também, dentro da Carta Municipal de Habitação, que decorre da Lei de Bases da Habitação, enquanto instrumento Municipal de Planeamento e Ordenamento Territorial em matéria de habitação, o avanço da Estratégia Local de Habitação, contando com o financiamento do programa “1º Direito” – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

APOSTA EM PARCERIAS ESTRATÉGICAS

No sentido de aprofundar e disseminar a cooperação, a autarquia vai continua a estabelecer parceria com várias entidades de âmbito local, sub-regional/distrital, regional, nacional e internacional. “Nunca esquecendo que a nossa maior parceria, a nossa maior aliança, será, sempre, com toda a população Cerveirense” afirma Rui Teixeira. Reforçando “com coerência nas posições e firmeza nas convicções, vamos continuar a construir “pontes entre nós” e a trabalhar incessantemente para “fazer o que ainda não foi feito”. Com esperança no futuro de Vila Nova de Cerveira temos de abraçar uma estratégia global e integrada para dinamizar o território, criando mais emprego, gerando mais rendimento, estimulando e atraindo cada vez mais investimento e, deste modo, promover a fixação, a atração e o regresso de pessoas”. Para o autarca de Vila Nova de Cerveira é “preocupação maior trabalhar afincadamente na prossecução do bem-estar de todos os Cerveirenses residentes ou a viver noutras latitudes”.

INVENTARIAÇÃO DE CRUSTÁCEOS DO AQUAMUSEU DO RIO MINHO PUBLICADA EM REVISTA INTERNACIONAL

Divulgação da diversidade biológica do rio Minho: Uma das espécies foi registada pela primeira vez em Portugal.

Uma equipa de investigadores do Aquamuseu do rio Minho, em Vila Nova de Cerveira, inventariou um grupo de crustáceos da Ordem Amphipoda, presente no rio Minho, num trabalho conjunto com o CIIMAR - Universidade do Porto, que viu agora ser publicado na revista internacional Graellsia - uma importante publicação do Conselho Superior de Investigação Científica (CSIC) espanhol, editada, em Espanha, pelo Museu Nacional de Ciências Naturais.

Neste trabalho científico foram examinados 100 exemplares que se identificaram como pertencendo a 34 espécies. Destas, 23 espécies são novos registos para o rio Minho, incluindo uma espécie,  Parametopa kervillei Chevreux, 1901,  que é um novo registo para Portugal.

Estes invertebrados aquáticos são importantes em termos alimentares para outros grupos de organismos, assim como podem dar indicações da qualidade ecológica do estuário do rio Minho. O trabalho contribuiu, igualmente, para o conhecimento da biodiversidade do rio Minho e nacional, sendo uma referência de base para trabalhos futuros nesta área.

CapturarAQUA (1).JPG

CERVEIRA: GOVERNO DA REPÚBLICA CEDEU À JUNTA DE FREGUESIA DE COVAS O ANTIGO PASSAL

O Ministério da Justiça e dos Cultos - Direcção Geral da Justiça e dos Cultos - 4.ª Repartição, através do Decreto n.º 7675, de 20 de agosto, publicado em Diário do Govêrno n.º 169/1921, Série I de 1921-08-20, cedeu à Junta de Freguesia de Covas, concelho de Vila Nova da Cerveira, o antigo passal da mesma freguesia, a fim de ali serem construídos edifícios escolares, pôsto do registo civil e secretaria da Junta.

Capturarcovascerv1 (16).JPG

Capturarcovascerv2 (5).JPG

Capturarcovascerv3 (2).JPG

 

Dois anos decorridos, o Ministério da Justiça e dos Cultos - Direcção Geral da Justiça e dos Cultos - 2.ª Repartição, através do Decreto n.º 9399, de 30 de janeiro, publicado em Diário do Govêrno n.º 23/1924, Série I de 1924-01-30, prorrogou por mais dois anos o prazo, fixado no decreto n.º 7675, para a Junta de Freguesia de Covas, concelho de Vila Nova da Cerveira, concluir as construções no mesmo decreto mencionadas.

Capturarcovaspassal (1).JPG

PROJETO IN COMMON SPORTS +: PROJETO LIDERADO PELO MUNICÍPIO DE CERVEIRA APRESENTADO COMO BOA PRÁTICA EM ITÁLIA

Projeto visa promover estilos de vida saudáveis junto da população sénior.

No âmbito do projeto In Common Sports + (2021-2023), coordenado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e que visa promover estilos de vida saudáveis junto da população sénior, motivando-os para a prática desportiva e para uma alimentação saudável, realizou-se, entre os dias 28 e 29 de setembro, em Cesena (Itália), a segunda reunião internacional. No encontro, a boa prática desportiva para maiores de 60 anos, liderada pelo município cerveirense, foi apresentada como modelo de referência a seguir.

Capturarcerv1 (5).JPG

No discurso de boas-vindas, o Vereador do Desporto do Município de Cesena, Christian Castorri, destacou o projeto estratégico “Cesena Sport City” – um projeto estruturante que prevê um novo modelo de instalações desportivas no território, criando oportunidades que hoje não existem – e a importância e influência do projeto In Common Sports+ para a sua implementação. “Este projeto visa a construção de seis centros desportivos inovadores, com a integração de outros serviços destinados aos utilizadores que vão além da mera prática desportiva, criando ainda infraestruturas de acesso – ciclovias e pedonais. Tenho a certeza de que o projeto In Common Sports+ contribuirá para aprimorar ainda mais este projeto estruturante, dando continuidade ao sucesso que esta atividade já tem neste território” reforçou. 

No encontro, em que participaram todos os parceiros do projeto europeu: o Município de Cesena (Itália), a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira (Portugal), o IPVC – Instituto Politécnico de Viana do Castelo (Portugal), a Universidade de Vigo (Espanha), o Município de Aksakovo (Bulgária), a Associação Zoldpond (Hungria) e o Instituto do Desporto da Cidade de Nova Gorica (Eslovénia), esteve também presente Daniela Tamburini da Wellness Foundation que, em 2019, premiou o projeto como uma boa prática na área do desporto associada à população sénior, elemento estratégico na prevenção de doenças crónicas.

Após a receção das comitivas, as delegações fizeram um balanço das atividades realizadas até o momento e das ações previstas para os próximos meses. O município de Vila Nova de Cerveira, coordenou os trabalhos desta reunião e apresentou o vídeo da VI edição Olympics4all organizado pelo Município no início do mês de setembro.

No dia 29 de setembro, as instituições parceiras tiveram a oportunidade de participar no evento "Olympics4all" realizado no Carisport, durante o qual os atletas seniores italianos (atualmente 108) competiram nas modalidades de voleibol, andebol e boccia. O Presidente da Câmara de Cesena, Enzo Lattuca, e a Vereadora de Projetos Europeus, Francesca Lucchi, juntamente com todos os parceiros do projeto europeu, inauguraram as olimpíadas destacando o papel município na disseminação da cultura, do bem-estar e da saúde dos cidadãos, à semelhança dos objetivos deste projeto financiado pelo Programa Erasmus+.

O PROJETO IN COMMON SPORTS +

É de salientar que o projeto In Common Sports + dinamiza treinos semanais com mais de 450 seniores, em seis países. Os treinos são avaliados pela equipa de projeto, o que possibilitou que um dos pacotes de trabalho deste encontro visasse a adaptação dos jogos desportivos ao público sénior. Com base nas informações recolhidas pelos diferentes parceiros, está a ser possível definir as regras dos desportos coletivos e dos jogos tradicionais que melhor se adequam aos idosos e testar a motivação para a prática de exercício físico, através de modalidades desportivas adaptadas às caraterísticas da população sénior.

Este projeto internacional, financiado pelo programa europeu Erasmus + Sports, teve como ponto de partida o projeto Olympics4All, através do qual foram promovidas as primeiras Olimpíadas do Desporto Sénior em Vila Nova de Cerveira, ao qual se seguiu o projeto In Common Sports que procurou aprofundar os fatores que motivam os idosos a praticar desporto. Em 2021, com o nome In Common Sports + Fit, Food and Fun for Elderly!, o projeto passa a contar com a participação do Instituto Público de Desportos esloveno e com a integração de uma nova linha de análise focada na nutrição. Pretende-se, agora, estudar a relação entre a alimentação e a condição física, bem como observar possíveis diferenças entre países, através de um questionário destinado a conhecer os diferentes hábitos alimentares.

Capturarcerv2 (1).JPG