Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO CERVEIRENSE DISPONIBILIZA ACESSO GRATUITO À "ESCOLA VIRTUAL" A CERCA DE 300 ALUNOS DO 1º CICLO

ENTREGUES MANUAIS DE UTILZADOR PARA PLATAFORMA EDUCATIVA ONLINE

Autarca Rui Teixeira sublinha o papel fundamental da Câmara Municipal na criação das melhores condições para “as crianças, que são o futuro do nosso concelho, crescerem com conhecimento”.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, e a Vereadora com o pelouro da Educação, Sónia Guerreiro,  entregaram, esta sexta-feira, o Manual de Utilizador de acesso gratuito à plataforma online ‘Escola Virtual’ às cerca de 300 crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico da Rede Pública do concelho. Rui Teixeira e Sónia Guerreiro aproveitaram, ainda, a visita aos três centros escolares para contactar com algumas necessidades identificadas pelos docentes ao nível da melhoria dos espaços.

20220121_101949.jpg

Foi num ambiente de entusiamo e curiosidade que as crianças do 1º ciclo de Vila Nova de Cerveira receberam dois dos membros do executivo municipal, agradecendo a entrega de mais uma ferramenta digital que vai ajudar a aprofundar as competências educativas adquiridas em contexto escolar, mas também aproveitando o momento de grande interação para falar do futuro ou até colocar alguma questão ao Presidente da Câmara Municipal.

Entre aspirantes a polícias, médicos e bombeiros, algumas crianças quiseram saber qual a dificuldade de ser Presidente de Câmara. Rui Teixeira explicou ser uma tarefa de muito trabalho, “pois é como gerir um governo pequeno com muitas áreas para dar resposta, sendo necessário dedicar muito tempo ao Município”. Mas também reforçou o lado “gratificante do cargo, sobretudo no caso da educação, ao proporcionar as melhores condições para ajudar, cada um dos alunos, a crescer com conhecimento para puderem seguir a profissão que desejarem quando forem grandes”.

A ‘Escola Virtual’ é uma plataforma concebida pela Porto Editora que reúne milhares de exercícios, organizados por tópicos de programa que avaliam o conhecimento do aluno. Em função dos resultados, são sugeridas aulas interativas para a revisão da matéria, proporcionando uma experiência de estudo orientada para a aprendizagem individual e autónoma do aluno.

Ao proporcionar o acesso gratuito à ‘Escola Virtual’, o Presidente Rui Teixeira assegura que “a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira está a contribuir para que as crianças cerveirenses “tirem verdadeiro partido” da transição digital que vivemos de uma forma cada vez mais acelerada, “considerando prioritário garantir a inclusão digital, o sucesso escolar e a diminuição do abandono escolar precoce e da exclusão social”.  Reforçando, “só garantindo o acesso de todos à educação, conseguiremos garantir, no futuro, um tecido social e empresarial empreendedor, competitivo e sustentável e, acima de tudo, capaz de gerar valor. Mas para isso, temos de gerar valor já. E uma das formas de respondermos a esse desafio é apostando na educação dos mais jovens, capacitando-os para o futuro. Futuro esse que é, também, cada vez mais tecnológico”.

Além do 1º ciclo, o autarca cerveirense e a Vereadora da Educação também visitaram as crianças a frequentar o pré-escolar dos centros escolares de Cerveira, Norte e de Covas, e conversaram com cada um dos docentes e educadoras, auscultando as sugestões e alguns pedidos de melhoria de alguns espaços exteriores.

20220121_095919.jpg

20220121_100745.jpg

20220121_101241.jpg

VILA NOVA DE CERVEIRA: “AMOR DE MÃE” SENSIBILIZA COMUNIDADE PARA OS DIREITOS DAS CRIANÇAS

Exposição de obras de arte de Isabel Bacelar patente na Biblioteca Municipal até 29 de janeiro. Inauguração decorreu, esta quarta-feira, com a presença das Vereadoras da Ação Social e Educação, Carla Segadães e Sónia Guerreiro.

“A criança precisa de amor e compreensão”. É com base no 6º princípio da Declaração dos Direitos da Criança que o Núcleo de Apoio às Crianças e Jovens em Risco de Vila Nova de Cerveira apresenta a exposição “Amor de Mãe”, que pode ser visitada até 29 de janeiro, na Biblioteca Municipal. A inauguração da mostra decorreu, esta quarta-feira, 12 de janeiro, e contou com a presença das Vereadoras da Ação Social e da Educação, Carla Segadães e Sónia Guerreiro, e da artista e coordenadora do Núcleo de Apoio às Crianças e Jovens em Risco de Vila Nova de Cerveira, Isabel Correia Bacelar.

Amor de Mãe.jpg

Cinco obras de arte, maioritariamente pintura, da artista Isabel Correia Bacelar, retratam a relação mãe-filho/a, alertando para a sua importância no pleno e harmonioso desenvolvimento da personalidade de cada criança. Resultado de vários anos de trabalho, a maioria das peças expostas tem como denominador comum a criança ao colo da figura materna, com a artista a focar-se numa das frases contidas no documento proclamado pela Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas n.º 1386 (XIV), de 20 de novembro de 1959: “(…) salvo em circunstâncias excecionais, a criança de tenra idade não deve ser separada da sua mãe”.

Durante a inauguração simbólica da exposição, Isabel Bacelar, que também é coordenadora do Núcleo de Apoio às Crianças e Jovens em Risco de Vila Nova de Cerveira, explicou que “pai e mãe são muito importantes na educação de um filho, mas a presente mostra focaliza o amor da mãe”. O objetivo é chamar a atenção para “a existência deste núcleo no Centro de Saúde local, de divulgar o trabalho desenvolvido e valorizar o papel das sinergias com vários parceiros da sociedade quando há casos em que o risco se encaminha para o perigo”.

Ainda perante a presença da Presidente da CPCJ de Vila Nova de Cerveira, Ana Paula Maia, e da Assistente Social Maria João Faustino e da Enfermeira Ana Lima, da parte do Centro de Saúde local, a Vereadora Sónia Guerreiro prontificou os serviços municipais para apoiar este tipo de iniciativas, por serem “uma mais valia para os envolvidos, mas também como forma de despoletar o debate de temáticas mais sensíveis junto da comunidade”. Já a Vereadora Carla Segadães elogiou o trabalho desenvolvido quer pelo núcleo, quer pela CPCJ, sublinhando que “muitas vezes o difícil é depararem-se com a vertente burocrática dos processos. Há vontade e disponibilidade para ajudar, mas depois apresentam-se barreiras complexas e incompreensíveis, mas sem dúvidas, ultrapassadas por esta equipa de  excelência”.

Além das obras, a exposição conta ainda com dois textos informativos, relativos à intervenção da saúde com as crianças e jovens em risco, às entidades com competência em matéria de infância e juventude e os três níveis de intervenção, mediante a Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo, Lei nº147/99, de 1 de setembro.

A exposição “Amor de Mãe” pode ser visitada no período de funcionamento da Biblioteca Municipal, de terça a sexta-feira, entre as 10h00 e as 12h00 e das 14h30 às 17h30, e aos sábados entre as 09h30 e as 13h00.

INTERVENÇÃO DO NÚCLEO DE APOIO ÀS CRIANÇAS E JOVENS EM RISCO DE VILA NOVA DE CERVEIRA

O Núcleo de Apoio às Crianças e Jovens em Risco de Vila Nova de Cerveira é composto por equipas multidisciplinares, contando com o apoio de profissionais nas intervenções neste domínio, em articulação e cooperação com outros serviços e instituições. A desempenhar funções no Centro de Saúde local, este núcleo presta apoio de consultadoria aos profissionais e equipas de saúde no que respeita à sinalização, acompanhamento ou encaminhamento dos casos, assim como coleta e organiza a informação casuística sobre as situações de maus tratos em crianças e jovens na área de intervenção do núcleo.

Tem ainda como competência contribuir para a informação prestada à população e sensibilizar os profissionais do setor administrativo e técnico dos diferentes serviços para a problemática das crianças e jovens em risco, além de difundir informação de caráter legal, normativo e técnico sobre o assunto e de incrementar formação e preparação dos profissionais na matéria.

MUNICÍPIO CERVEIRENSE ASSOCIA-SE À CAUSA DO MARTIN COM LEILÃO SOLIDÁRIO DE ARTE

40 obras de arte para licitação online e presencial

Interessados podem aceder à plataforma esolidar.com até 21 de janeiro, culminando no dia 22 com uma versão presencial no Fórum Cultural de Cerveira.

Cartaz Leilão Solidário.jpg

O concelho de Vila Nova de Cerveira manifesta a sua total solidariedade com a causa do pequeno Martin, uma criança de 12 anos, natural de Caminha, vítima de um violento acidente em dezembro de 2020. Com a doação de cerca de 40 obras de arte da autoria de vários artistas portugueses e espanhóis, a Câmara Municipal, em parceria da CaminhArte e da Escola Desportiva de Viana, está a organizar um leilão solidário, com duas vertentes – online e presencial -, e cujos fundos angariados revertem para os tratamentos médicos da criança.

O leilão solidário online encontra-se ativo, na plataforma esolidar.com. Os interessados têm de efetuar o registo e procurar o perfil da Escola Desportiva de Viana do Castelo (EDV). Nessa página, e com o logotipo da EDV, constam as cerca de 40 obras de arte a leilão, com descrição individual do nome da obra, do autor e das técnicas aplicadas, assim como da base de licitação. O leilão termina às 23h30, de 21 de janeiro, sendo que os licitadores que fizeram a melhor proposta serão devidamente informados do procedimento de pagamento e de levantamento da obra adquirida.

Já a vertente presencial está agendada para o dia 22 de janeiro, entre as 15h00 e as 19h00, no Fórum Cultural de Cerveira, com a presença da curadora Dr.ª Helena Pereira a realizar uma visita descritiva sobre as obras que, entretanto, já se encontram expostas no Auditório daquele espaço icónico de arte e que podem ser visitadas durante as duas próximas semanas, no normal período de funcionamento da Fundação Bienal de Arte de Cerveira.

De relembrar que o acidente sofrido pelo pequeno Martin aconteceu a 16 de dezembro de 2020, na passagem de nível de Lampejão, freguesia de Cristelo, em Caminha, deixou o pequeno Martins, de 12 anos, gravemente ferido, depois da viatura onde seguia ter sido abalroada por um comboio. Martin, que seguia no banco de trás de um automóvel conduzido pela mãe de um amigo, sofreu lesões graves a nível cerebral e cervical, tendo ficado em coma durante nove meses e, atualmente, totalmente dependente.

Conhecida a história, e após os apelos dos pais para o impacto do impasse no processo jurídico na recuperação, vários concelhos e entidades do Alto Minho e mesmo da Galiza têm dinamizado diferenciadas campanhas de angariação de fundos para ajudar a financiar os tratamentos médicos.

Para ajudar o pequeno Martin também pode ser efetuado o donativo para o IBAN PT 50 0045 1422 4034 5658 4334 1 ou através da página gofund.me

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE VILA NOVA DE CERVEIRA RATIFICA POR MAIORIA ORÇAMENTO E PLANO PARA 2022

Cerca de 21 milhões para políticas que assegurem a competitividade, a sustentabilidade e as respostas sociais humanizadas

“O nosso Plano e Orçamento assenta na auscultação do sentir e das necessidades dos agentes locais (...) Vai ser preciso coragem para rever opções tomadas anteriormente, mas que serão fundamentais para responder aos compromissos assumidos”  –  Rui Teixeira, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

O Orçamento e as Grandes Opções do Plano (GOP’s) do Município de Vila Nova de Cerveira para 2022, aprovadas em Reunião de Câmara, foram agora ratificadas, por maioria, pela Assembleia Municipal. A sessão de caráter ordinária decorreu, esta quarta-feira, 29 de dezembro, no Fórum Cultural.

Câmara Municipalvncer.jpg

Ficam assim aprovados 20,8 milhões de euros para investimentos considerados estruturais para o progresso do concelho, com especial incidência nas áreas da ação social, educação e cultura, honrando os compromissos e a proximidade subjacente a este novo ciclo de governação autárquica. Para o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira “sendo o primeiro Plano e Orçamento de um novo ciclo para o município, exige-se a coragem para mudar o que está mal e implementar as medidas imprescindíveis para o desenvolvimento do nosso território”. O autarca deixou claro que as grandes opções agora apresentadas resultam do princípio do qual não abdica: “ouvir os outros”. “O nosso Plano e Orçamento assenta na auscultação do sentir e das necessidades dos agentes locais”, garantiu.

Destacando “uma clara visão e uma grande ambição para Vila Nova de Cerveira”, Rui Teixeira assegurou que o Município “não vai perder nenhuma oportunidade no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência” e enumerou algumas das ações com maior destaque previstas para 2022.

Deste modo, está em curso e plasmado no documento o Plano Integrado de Intervenção Cultural, como são exemplo a XXII Bienal de Arte Cerveira e o ‘Cerveira ao Piano’ alicerçados na criação do novo espaço “Palco das Artes”. O novo executivo pretende, ainda, avançar com o projeto do Museu Interativo, privilegiar os aceleradores de investimento, fomentando o desenvolvimento de empresas num ambiente de transição digital, apostar na atividade desportiva, tendo como exemplo o regresso do Rali de Cerveira, apoiar a interioridade das freguesias, manifestando-se como incentivo à fixação de população e ao combate ao despovoamento, primar pelo regresso do ensino superior e da formação profissional vocacionado para áreas que respondam às necessidades das empresas instaladas no concelho, programar uma aplicação mais ambiciosa  do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação; aumentar a atribuição de bolsas de  estudo aos munícipes a frequentar o Ensino Superior e implementar a oferta de livros de fichas escolares em nos vários níveis de ensino, criar um SNS 24 para as freguesias, concretizar vários projetos na área dos transportes e aprofundar a relação transfronteiriça com Tomiño.

O autarca cerveirense está ciente de que “vai ser preciso coragem para rever opções tomadas anteriormente, mas que serão fundamentais para responder aos compromissos assumidos no programa eleitoral, iniciando um novo ciclo de governação e uma visão renovada e de futuro para o Concelho de Vila Nova de Cerveira”.

GRANDES OPÇÕES DO PLANO

  • Requalificação global da Escola EB 2.3 de Vila Nova de Cerveira, investimento previsto de cerca de 1,8 milhões de euros.
  • Cerveira Palco das Artes, obra estimada em 1,3 milhões de euros.
  • Parque Empresarial Cerveira Polo V, infraestruturas estimadas em 857 mil euros.
  • Rede Viária do Concelho, investimento previsto de 768 mil euros.
  • Eficiência Energética – iluminação pública e edifícios públicos, obras dotadas em 500 mil euros e em cerca de 190 mil euros, respetivamente.
  • Habitação – programa de apoio ao acesso à habitação – 1º Direito, o qual somará 396 mil euros.
  • Valorização da aldeia de Mentrestido, investimento previsto de cerca de 317 mil euros.
  • Laboratório de Cycling & Walking – edifício de apoio à Ecopista, investimento previsto de cerca de 304 mil euros.
  • Valorização Económica, Social e Turística da Praia da Lenta e da sua envolvente, investimento estimado de 231 mil euros.
  • Centro de Observação e Valorização Ambiental e Sociocultural da Casa da Floresta de Cabaninhas, na Freguesia de Covas, obra estimada em 211 mil euros.
  • Parque do Castelinho, investimento previsto de cerca de 145 mil euros.

Tomando como prioridade a promoção de condições ótimas e necessárias para o crescimento do Concelho e a melhoria das condições de vida dos Cerveirenses, o novo executivo municipal perspetiva um ano de 2022 “de recuperação socioeconómica da pandemia e de vitalidade Cultural, Social e Económica” Reforçando que “os objetivos têm todos em comum o bem-estar dos Cerveirenses e o fortalecimento económico e da identidade de Vila Nova de Cerveira”.

Os documentos previsionais para 2022, Orçamento e Grandes Opções do Plano, foram elaborados tendo como referência os melhores princípios da governação autárquica, do equilíbrio, da transparência, da estabilidade e rigor orçamentais, bem como da mais eficiente afetação dos recursos, da satisfação das necessidades do Munícipe e do Município focados no desenvolvimento social, económico, na sustentabilidade ambiental, na cultura e no território transfronteiriço.

PROJETO EFOF – EUROPEAN FUTURE IS OUR FUTURE: AUTARCA RUI TEIXEIRA ENTREGA PRÉMIOS A ALUNOS CERVEIRENSES VENCEDORES DO CONCURSO INTERNACIONAL “EU SOU EUROPEU”

Para o Presidente da Câmara Municipal, a participação nestes desafios comprova o interesse e a disponibilidade das crianças e jovens do concelho em prol da reflexão e debate sobre as questões mais prementes da Europa.

Quatro estudantes do concelho de Vila Nova de Cerveira foram recebidos, esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, para receberem o prémio de vencedores do concurso “Eu sou Europeu”, enquadrado no projeto EFOF – European Future is Our Future. Um concurso que contou com a participação de dezenas de crianças e jovens dos países parceiros do projeto: Bulgária, Itália, Eslovénia, para além de Portugal (Vila Nova de Cerveira).

“EU SOU EUROPEU” (4).jpg

 A aluna da ETAP – Escola Profissional de Cerveira, Letícia Fernandes, que foi distinguida neste concurso internacional com o 1º prémio na categoria de fotografia, a 12 de outubro de 2021, em Nova Gorica, na Eslovénia, recebeu das mãos do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira uma trotinete elétrica. Com a mensagem “Apesar de não sermos perfeitos, estamos sempre unidos. Somos europeus!”, a jovem estudante apresentou uma fotografia, na qual cinco jovens estão a pintar várias bandeiras de países europeus, enfatizando a bandeira da União Europeia.

Já as crianças Eva Pereira e Enzo Soares, do ATL de Lovelhe, e Daniel Álvarez do ATL de Centro Social e Paroquial de Campos, seriadas a nível nacional na área de desenho, receberam da autarquia um kit de Artes. No total, em representação do Município de Vila Nova de Cerveira, foram a concurso 28 trabalhos de crianças e jovens, nas diferentes categorias - Escrita, Desenho, Fotografia e Clip de vídeo - e escalões etários.

Durante a cerimónia de entrega, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, realçou a importância da participação das crianças e jovens neste concurso internacional como forma de fomentar a inclusão e a cidadania europeia, de melhorar a compreensão dos benefícios da União Europeia e de fomentar o diálogo intercultural, a compreensão mútua e a reflexão sobre o futuro da Europa. Participação esta que o autarca considera fundamental em todos os domínios, porque “a participação ativa dos mais jovens, o seu interesse e envolvimento são de uma grande importância para o futuro de Vila Nova de Cerveira. Por isso, conto com eles para construirmos futuro. E eles poderão contar comigo nesse caminho”.  

Neste sentido, e em nome do Município cerveirense, o autarca felicitou os jovens premiados, bem como todas as crianças, jovens e instituições pela participação e envolvimento em prol dos princípios da inclusão e cidadania europeia.

O projeto “EFOF - European Future Is Our Future” resulta de um consórcio de parceiros, nomeadamente, Vila Nova de Cerveira (Portugal), o Município de Dalgopol (Bulgária) - na qualidade de coordenador -, o Município de Aksakovo (Bulgária), o Município de Osilo (Itália), o Município de Nova Gorica (Eslóvenia) e uma organização da Sociedade Civil Bio Network (Bulgária), no âmbito do programa “Europa para os Cidadãos - Rede de Cidades”.

“EU SOU EUROPEU” (1).jpg

“EU SOU EUROPEU” (2).jpg

“EU SOU EUROPEU” (3).jpg

EUROCIDADE CERVEIRA-TOMIÑO APROVA PLANO DE ATIVIDADES 2022 COM UM INVESTIMENTO DE 100 MIL EUROS - COOPERAÇÃO TRANSFRONTEIRIÇA PRETENDE INTENSIFICAR COESÃO TERRITORIAL

“A cooperação transfronteiriça é uma porta aberta para o desenvolvimento dos respetivos territórios, pelo que as principais apostas para 2022 são a juventude e o ambiente” - Rui Teixeira, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

O Comité de Gestão Estratégica da Eurocidade Cerveira-Tomiño aprovou, na passada sexta-feira, o Plano de Atividades para 2022, com um investimento de 100 mil euros. Elegendo as áreas do meio ambiente e da juventude como prioridade, os autarcas de ambos os concelhos querem ver concretizados projetos que potenciem a participação pública, a gestão partilhada de serviços locais e a dinamização dos recursos endógenos, além da aposta na dinamização da Agenda Estratégica Cerveira-Tomiño e num programa de capacitação e participação em redes de cooperação.

Consciente da enorme importância e valor da cooperação transfronteiriça, após a eleição de 26 de setembro, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, encetou contactos com a Alcaldesa de Tomiño, Sandra Gonzalez, e com vários representantes de entidades transfronteiriças, manifestando “o interesse e a vontade de implementar um programa ambicioso de fortalecimento das relações transfronteiriças e que seja levado em consideração pelos governos de Portugal, da Galiza e de Espanha”“A cooperação transfronteiriça é uma porta aberta para o desenvolvimento dos respetivos territórios, pelo que as principais apostas para 2022 são a juventude e o ambiente, preservando e valorizando o vasto património natural existente e complementar em ambos os concelhos, promovendo políticas de sustentabilidade”, sublinha o autarca cerveirense.

Posição reforçada pela Alcaldesa de Tomiño, Sandra Gonzalez, que explica a área da juventude como uma prioridade de atuação da Eurocidade durante o próximo ano, com o objetivo de “envolver e de comprometer os mais jovens dos dois concelhos com os valores e os princípios de uma Europa democrática, incentivando à reflexão das questões mais prementes para a cooperação transfronteiriça, auscultando as suas opiniões”.

CERVEIRA E TOMIÑO VÃO DINAMIZAR UM CONJUNTO DE ATIVIDADES ORIENTADAS AO ESTÍMULO E AO CRESCIMENTO DA PARCERIA NOS DIVERSOS DOMÍNIOS DA SOCIEDADE

Concluído o projeto cofinanciado pelo Interreg V-A, Vila Nova de Cerveira e Tomiño pretendem intensificar e até alargar as linhas de atuação, pelo que o Plano de Atividades da Eurocidade para 2022 incorpora uma forte componente ambiental, nomeadamente a elaboração do Programa Cerveira-Tomiño Sustentável e do processo de Agenda Urbana em parceria com a RedLab. O objetivo é dar resposta efetiva ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e aos desafios ambientais de integração social, mobilidade e conectividade, priorizados à escala europeia para 2021-2027, nomeadamente a economia circular, a transição e a eficiência energética, a promoção da economia local e a preservação do património natural, áreas a ser trabalhadas em conjunto pelos dois municípios.

Mantém-se a aposta na participação pública, procurando um processo de agenda dinâmico, quer pelas entidades públicas e privadas, quer pela população em geral, estando previstas várias ações centradas no impulso à auscultação ativa de ambas as populações, com especial ênfase na reformulação do processo de Orçamento Participativo Transfronteiriço para 2023, na provedoria da cidadania transfronteiriça e na revisitação da agenda estratégica desenhada em 2014, através da sua adaptação à estratégia de desenvolvimento Europa 2030.

Ao longo de 2022, a Eurocidade Cerveira-Tomiño propõe-se ainda a manter o intercâmbio de experiências ao nível da partilha de serviços e de eventos, procurando dinamizar a promoção e respetiva utilização da “Plataforma de Gestão de Serviços Partilhados” - Cerveira-Tomiño Online. Ao nível de eventos, está prevista a realização do Simpósio Internacional de Escultura do Rio Minho, do Certame de Pintura Pintor António Fernandez e da divulgação conjunta das atividades nas respetivas agendas culturais.

O turismo e a produção e comercialização de plantas ornamentais - setores com maior potencial de desenvolvimento conjunto -, também serão potenciados, dado o seu enorme contributo para o desenvolvimento económico, priorizando a valorização dos recursos endógenos dos dois concelhos.

CERVEIRA: CANCELADO CONCERTO TRIBUTO AOS ABBA

Espetáculo estava agendado para o dia 31 de dezembro, às 22h30, no Centro Histórico

Em virtude da rápida evolução da pandemia covid-19 e das novas medidas de contenção, ontem anunciadas após o Conselho de Ministros, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira decidiu cancelar o concerto Tributo aos Abba que iria realizar no Centro Histórico para assinalar a Passagem de Ano 2021/2022. Irá apenas manter-se a realização do fogo de artifício previsto para o soar das 12 badaladas. O objetivo é assinalar a entrada no novo ano, mas sem colocar em causa a segurança de todos e garantindo o cumprimento das diretivas da Direção Geral de Saúde.

Em função da evolução positiva da pandemia, o Executivo Cerveirense prevê fazer esta homenagem sem precedentes a um dos maiores grupos pop de sempre, os ABBA, no decorrer de 2022. Após a sua esmagadora vitória no festival da Eurovisão em 1974, com Waterloo, os ABBA tornaram-se num fenómeno global, com êxito atrás de êxito: quem não se lembra  das encenações hipnotizantes e dos ritmos que convidam a dançar de ‘Mamma Mia’, ‘Honey’ e ‘Take a Chance on Me’, ou até das baladas mais sombrias como ‘Fernando’ e ‘The Winner Takes It All’.

Cerveira - concerto tributo abba cancelado.jpg

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CERVEIRA, RUI TEIXEIRA, QUER PRIORIZAR POLÍTICAS QUE ASSEGUREM A COMPETITIVIDADE, A SUSTENTABILIDADE E AS RESPOSTAS SOCIAIS HUMANIZADAS

APROVADO POR UNANIMIDADE, EM REUNIÃO DE CÂMARA, ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2022

20,8 milhões de euros para investimentos considerados estruturais. Estratégia prima por uma aposta forte e criativa na ação social, educação e cultura, além de medidas que potenciem a fixação da população.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, por unanimidade, esta quinta-feira, 16 de dezembro, em reunião de Câmara, o Orçamento Municipal e Grandes Opções do Plano (GOP) para o exercício de 2022. São 20,8 milhões de euros para investimentos considerados estruturais para o progresso do concelho, com especial incidência nas áreas da ação social, educação e cultura, honrando os compromissos e a proximidade subjacente a este novo ciclo de governação autárquica.

Dando prioridade a “políticas que assegurem a competitividade, a sustentabilidade e as respostas sociais humanizadas”, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, assegura que o documento aprovado visa “privilegiar os valores deste novo executivo e contará com a colaboração de todos os colaboradores da autarquia na sua implementação: democracia local participativa, responsabilidade perante os cidadãos, desenvolvimento económico sustentável, coesão social e justiça distributiva, da humanização e dignificação das condições de vida, da responsabilidade ambiental, da contemporaneidade cultural”. Para o autarca, “as grandes opções agora apresentados resultam do princípio do qual não abdico: ouvir os outros. O nosso Plano e orçamento assenta na auscultação do sentir e das necessidades dos agentes locais. Defendemos um estilo de gestão autárquica dialogante, próximo dos cidadãos, gerador de igualdade e assente em parcerias com a sociedade civil, com as instituições e forças vivas do território.  Só com o envolvimento de todos podemos construir uma sociedade plural e humanista que sirva a todos por igual. Todos somos importantes para a construção do nosso concelho. Todos contamos na caminhada do presente e do futuro de Vila Nova de Cerveira”. Reforçando, “vai ser preciso coragem para rever opções tomadas anteriormente, mas que serão fundamentais para responder aos compromissos assumidos”.

Entre as ações com maior destaque previstas para 2022 consta:

  • a criação do Cerveira - ‘Palco das Artes’, obra por cima do Mercado Municipal, abandonada desde 2013, com a pretensão de dinamizar o equipamento como centro de eventos culturais (música, teatro e cinema), bem como congressos nacionais e internacionais de vária índole;
  • avançar com o início do projeto do Museu Interativo, a ser implementado no novo edifício a construir onde se localiza o edifício antigo dos Bombeiros, dando nova dimensão ao centro da vila e a toda a área envolvente;
  • a realização da XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira, mediante uma aposta decisiva assente em três vetores: educação, aproximação aos Cerveirenses e freguesias e com um caráter mais internacional;
  • primar pelo regresso do evento ‘Cerveira ao Piano’;
  • potenciar a dinamização de um espaço de associativismo juvenil indo ao encontro das reais necessidades dos jovens Cerveirenses, pugnando pela sua fixação no Município, aproveitando a sua energia e potencial para o desenvolvimento do nosso território;
  • aprofundar a relação transfronteiriça com Tomiño, e com outros municípios da raia minhota eh valorizar a enorme importância desta cooperação para o desenvolvimento territorial.

O documento aprovado contempla ainda o regresso do ensino superior e da formação profissional vocacionado para áreas que respondam as necessidades das empresas instaladas no concelho, a concretização da primeira fase do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, programando uma aplicação ainda mais ambiciosa e garantindo melhores condições de habitabilidade às populações.

A transferência de verbas para as 11 freguesias e uniões de freguesias do concelho sofre um aumento de 50 mil euros relativamente ao praticado anteriormente, acréscimo que será distribuído como apoio às freguesias consideradas do interior, apresentando-se como incentivo à fixação de população, combatendo o despovoamento, mais visível nas zonas consideradas rurais e que dispõem de uma enorme riqueza ambiental, patrimonial, etnográfica e humana.

A nível interno, de funcionamento dos serviços municipais, de realçar a revisão e respetiva alteração do organograma, avançando-se com a criação da Chefia de Divisão de Obras, por um lado, procurando dar uma resposta mais célere ao elevado número de processos urbanísticos, e por outro lado, como medida para intensificar projetos considerados prioritários para o novo executivo municipal.

Após aprovação em sede de reunião de câmara, o Orçamento Municipal e as Grandes Opções de Plano para 2022 será discutido e votado em sede da Assembleia Municipal, em sessão ordinária agendada para dia 29 de dezembro.

RALI DE CERVEIRA 2021 CONTA COM A PARTICIPAÇÃO DO PLURICAMPEÃO FERNANDO PERES

MEIA CENTENA DE EQUIPAS INSCRITAS NA EMBLEMÁTICA CLASSIFICATIVA DE AUTOMOBILISMO

Domingo, 19 de dezembro: corte de trânsito afeta várias estradas do concelho entre as 09h00 e as 17h00.

Tudo a postos para Vila Nova de Cerveira receber, este domingo, 19 de dezembro, o regresso do Rali de Cerveira, após quatro anos de interrupção. No total, 54 equipas, portuguesas e espanholas, vão participar naquela que é a última prova do Campeonato Norte de Ralis (CNR), percorrendo os troços Gondarém – Vilar de Mouros – Covas e Mentrestido – Gondar – Covas.  A logística do evento, em especial ao nível de segurança, obriga ao corte/condicionamento de várias estradas do concelho.

Cartaz Rali-de-Cerveira-2021.jpeg

O número duplicado de equipas inscritas nesta edição 2021, comparativamente à última realizada em 2016, demonstra o quanto esta grande prova de automobilismo era desejada, fruto de uma célere parceria entre a CAMI Motorsport e o Município de Vila Nova de Cerveira. “É com muito orgulho que, cumprindo o compromisso eleitoral, retomamos esta tradição do automobilismo motorizado que se tinha perdido nos últimos anos no nosso concelho. Temos, quer ao nível de estruturas quer das caraterísticas das classificativas, excelentes condições para acolher esta prova tão emblemática, conferindo-lhe qualidade e prestígio. Não fazia sentido não a promover no nosso território.  O seu regresso será, certamente, um marco para voltarmos a ter uma Cerveira Viva e o início de muitas provas futuras que esperamos ter o privilégio de acolher” salienta o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira.

Entre os participantes, o destaque vai para a participação do pluricampeão Fernando Peres, um dos maiores e mais consagrados pilotos de todos os tempos dos ralis em Portugal.

A marcar o encerramento da temporada, o Rali de Cerveira arranca às 10h30 e conta com seis provas, três na emblemática classificativa Gondarém - Vilar de Mouros - Covas ao longo de 12.99kms (PE1: 10h31; PE3: 12h46; PE5: 15h01) e outras três em Mentrestido – Gondar - Covas, 8kms (PE2: 11h06; PE4: 13h21; PE6: 15:36). A consagração dos vencedores e entrega de respetivos prémios está prevista para as 16h30 na Central de Camionagem de Cerveira.

De forma a manter a segurança da prova, a organização elaborou um guia do Rali de Cerveira ( https://www.ralisonline.net/guiadoralidecerveira.pdf ), no qual estão sinalizadas quatro zonas de espetáculo para que o público possa desfrutar deste espetáculo de automobilismo em total segurança.

 

TRÂNSITO CORTADO/CONDICIONADO ENTRE AS 09H00 E AS 17H00

A logística do evento, em especial ao nível de segurança, obriga ao corte/condicionamento de várias estradas do concelho.

Não obstante, a realização de um evento desta dimensão também acarreta um conjunto de medidas de segurança no que diz respeito à normal circulação de trânsito e que obriga ao corte/condicionamento de várias estradas do concelho.

Assim, no domingo, entre as 09h00 e as 17h00, estarão cortadas as seguintes estradas:

  • Estrada Florestal Calvário (Gondarém)/Central de France
  • EM 517 Sopo/France/Vilar de Mouros
  • EN 301 Vilar de Mouros/Covas
  • Mentrestido e Gondar (Rua Sra. Ajuda, Largo da Cheira, Rua de Pombeiras)
  • EM 1030 Gondar/Sobreiro (Antiga EN 302)
  • Antiga EN 302 Gondar/Covas

Apesar de não sofrer corte de trânsito, devido à passagem de ligação dos concorrentes do rali, as seguintes estradas vão ter algum condicionamento:

  • EN 301 Covas/São Martinho de Coura/Mentrestido
  • EM 516 Covas/Vila Nova de Cerveira.

Perante estas restrições, é previsível o registo de um maior fluxo de trânsito noutras estradas complementares, solicitando-se um redobrar de atenção por parte dos utilizadores. Todos os cortes e direções estarão devidamente sinalizados pela GNR e entidades autorizadas pela organização da prova.

Pedindo desculpa pelos incómodos causados, o Município de Vila Nova de Cerveira agradece a compreensão e colaboração de todos em prol do sucesso do evento.

“CERVEIRA: A ARTE DO NATAL”: FIM-DE-SEMANA COM TEATRO PARA FAMÍLIA E CONCERTO DE NATAL

 ‘O Presente Inesperado’: 18 de dezembro, 21h30, Cineteatro de Cerveira - Marreca Gonçalves. Concerto de Natal: 19 de dezembro, 16h00, Igreja Matriz

Vila Nova de Cerveira propõe uma programação de cariz familiar para o fim-de-semana que antecede o Natal. No âmbito da programação ‘Cerveira: A Arte do Natal’, no sábado, 18 de dezembro, às 21h30, sobe a palco no Cineteatro de Cerveira - Marreca Gonçalves a peça de teatro ‘O Presente Inesperado’ pela Companhia Porta de Cena e no domingo, 19 de dezembro, às 16h00, a Igreja Matriz acolhe o Concerto de Natal dinamizado pela Academia de Música Fernandes Fão. Atividades com entrada livre, mas sujeitas às recomendações de prevenção da Direção Geral de Saúde (uso de máscara, desinfeção das mãos e distanciamento social) e apresentação de certificado de vacinação válido ou de teste Covid-19 negativo.

Cerveira Natal2.jpg

O conto de Natal ‘O Presente Inesperado’ aborda a história de “uma velha casmurra e resmungona que vivia desde sempre sozinha no seu Castelo (…) assim o queria e vivia feliz à sua maneira”. No entanto, “certo dia recebe uma carta do Tribunal a informar que a sua prima afastada teria de cumprir pena de prisão e sendo ela a única parente viva, teria, portanto, de acolher em sua casa a sua filha menor a seis meses do Natal”. Eis que surgem muitas questões: “E agora como vai ser? Será que a menina e a velha vão conseguir sobreviver até lá? Poderá a velha casmurra transformar-se numa velhinha adorável?”. As respostas são dadas ao longo de 45 minutos de espetáculo teatral, no qual pais e filhos, avós e netos vão querer conhecer o final imperdível e inesperado.

Para a tarde de domingo, 19 de dezembro, a sugestão do Município de Vila Nova de Cerveira é de usufruir de um belo Concerto de Natal, na Igreja Matriz, interpretado por cerca de quarenta elementos da Academia de Música Fernandes Fão. Com uma formação versátil, este espetáculo inicia às 16h00, com vozes solistas, coro e vários instrumentos de sopro, cordas e percussão, oferecendo um repertório natalício de diferentes épocas e estilos.

De sublinhar que ao longo deste fim-de-semana, a Casa do Pai Natal instalada em pleno centro histórico continua de portas abertas (sábado das 10h00 às 22h00 e no domingo das 10h00 às 20h00), com o ‘Senhor das Barbas Brancas’ disponível para ouvir os pedidos das crianças e registar fotograficamente esse momento para mais tarde recordar.

PROSPEÇÃO DE LÍTIO NA SERRA D’ARGA: MUNICÍPIO DE CERVEIRA EMITE PRONÚNCIA DESFAVORÁVEL AO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO AMBIENTAL PRELIMINAR

Impedir a prospeção e exploração de minérios no concelho é prioridade para o Presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira.

Após a consulta pública do Relatório de Avaliação Ambiental Preliminar do Programa de Prospeção e Pesquisa de Lítio das oito potenciais áreas para lançamento de procedimento concursal, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira emitiu uma pronúncia desfavorável que vem reforçar a posição que tem vindo já a ser defendida pelo autarca de Cerveira, Rui Teixeira. Em causa está a consulta pública iniciada pela DGEG - Direção Geral de Energia e Geologia dois dias depois das eleições autárquicas. Entre as oito áreas previstas encontra-se a Serra d’Arga, que abrange o concelho de Vila Nova de Cerveira.

Com a análise dos documentos, ficou clara a falta de referência às regras de atribuição dos direitos de exploração, constatando-se recorrentemente, no relatório, o recurso à afirmação de que o que se pretende é a prospeção e pesquisa de lítio. Porém, da forma como o processo está conduzido o Estado não poderá recusar a atribuição de direitos de exploração, se forem requeridos por quem realizou a revelação dos recursos.

Além disso, o relatório deveria pronunciar-se sobre a viabilidade ou não da futura exploração de lítio, o que não se verificou. O mesmo deveria já apresentar dados que permitissem equacionar se o custo ambiental, social/populacional e económico compensará os proveitos que daí poderão ser retirados. Com o mero anúncio da atribuição de direitos no território de Vila Nova de Cerveira estão já a abrandar os investimentos privados avultados que estavam previstos, nomeadamente, no setor do turismo. “A dimensão económica negativa foi completamente descurada pelo Relatório, que se limitou a enunciar os benefícios económicos da prospeção e pesquisa e do valor que o lítio poderá ter, não fazendo uma verdadeira ponderação dos prejuízos económicos que, desde que a notícia da Pesquisa e Prospeção veio a público, foram causados” alerta o autarca de Cerveira.

A pronúncia salienta, ainda, a falta de esclarecimento público numa questão tão sensível e que é crucial, bem como o impacto paisagístico negativo que uma mina tem no território. Embora tenha identificado o património geológico existente, o relatório não considerou o passivo patrimonial mineiro que foi deixado no passado no concelho e que a DGEG não conseguiu solucionar e recuperar.

A Serra d’Arga e área envolvente possui paisagens de elevada diversidade, autenticidade e tradição. A paisagem singular deste território e com uma riqueza e diversidade patrimonial natural, histórica e cultural de elevado valor constitui um fator de extrema relevância que não deve ser esquecido. Neste contexto, as atividades de prospeção e pesquisa podem causar danos irreversíveis tanto na paisagem como na vivência das populações. Por isso, a paisagem deveria ter sido incluída como uma Fator Crítico de Decisão de máxima relevância, mas nem sequer foi mencionado ou avaliado.

Para o Município, também os corredores ecológicos deveriam constituir-se como uma zona de interdição absoluta, pois são cruciais à manutenção da biodiversidade. A interdição da atividade não pode ser apenas válida para leitos e margens de águas superficiais como está previsto no presente documento.

A pronúncia enumera, ainda, entre outros pontos, um conjunto de ilegalidades no procedimento, nomeadamente a falta de notificação da Câmara Municipal para se pronunciar, a falta de alcance do relatório relativamente à intenção demonstrada pelo legislador, violando claramente o princípio da proporcionalidade ínsito à legislação aplicável. “Vou defender, intransigentemente, o nosso património ambiental, impedindo a exploração (nociva ao ambiente) do lítio e de outros minerais, no espaço territorial da freguesia de Covas ou em qualquer outro local do concelho” remata Rui Teixeira.

“CERVEIRA: A ARTE DO NATAL”: PAI NATAL CHEGA A CERVEIRA PARA A ABERTURA DO MERCADO DE NATAL

Chegada do Pai Natal: 10 de dezembro, 18h00. Mercado de Natal: 10, 11 e 12 de dezembro

O Pai Natal chega a Vila Nova de Cerveira na próxima sexta-feira, 10 de dezembro, pelas 18h00, e promete surpreender os mais novos. O momento marcará a abertura oficial do Mercado de Natal que funcionará entre os dias 10 e 12 de dezembro, no centro histórico da Vila das Artes.

Casa Pai Natal.jpg

Local irresistível para as tradicionais compras natalícias, o Mercado de Natal conta com a participação de comerciantes e associações do concelho e promete surpreender os cinco sentidos. Há propostas de artesanato e doçaria típica natalícia num conceito de food court, concretizado em estreita colaboração com algumas pastelarias e confeitarias locais através de demonstrações, workshops e confeção no local, entre os quais workshops de “Rabanadas Poveiras”, “Vinho Quente e Rabanadas”, “Crepes Artesanais”,  “Pastel de Nata” e de decoração do “Bolo especial de Natal” e do “Tronco de Natal”. No total, são vinte e oito espaços onde residentes e visitantes podem conhecer o que de melhor e mais autêntico Cerveira tem. Trata-se, para a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, de um importante marco de dinamização do comércio, do artesanato e do associativismo local, impulsionando o envolvimento de todos. Na sexta-feira, o Mercado de Natal funcionará entre as 17h00 e as 21h00. Já no fim-de-semana, o horário de funcionamento será mais alargado. No sábado, estará aberto entre as 10h00 e as 22h00, e no domingo, entre as 10h00 e as 20h00.

Todo o ambiente foi inspirado pela magia tão caraterística da época natalícia, com pequenas casinhas de madeira a servir de bancas e decoradas com os mais belos adornos desta quadra festiva, a sonoridade contagiante nas ruas e a própria animação de rua a suscitar algumas gargalhadas.

A chegada do Pai Natal promete ser um momento único e encantador para o imaginário dos mais pequenos e mesmo de todos aqueles que mantêm vivo o espírito de criança. A verdade é que, além de visitar Vila Nova de Cerveira, o ‘Senhor das Barbas Brancas’ veio para ficar, pois até construiu a sua própria casa, em pleno Terreiro. Neste local mágico, será possível tirar fotografias com o Pai Natal não só nos dias do Mercado de Natal, como no fim de semana de 18 e 19 de dezembro (entre as 10h00 e as 22h00, no sábado, e entre as 10h00 e as 20h00, no domingo).

Programação “Cerveira: A Arte do Natal” disponível em www.cm-vncerveira.pt.

CERVEIRA: A ARTE DO NATAL

Programação desta quadra natalícia arranca dia 4 de dezembro, às 18h30, com o ligar das luzes e concerto Gospel.

Cerveira Natal.jpg

O espírito natalício volta a invadir Vila Nova de Cerveira. Em contagem decrescente para aquele que é o dia mais mágico do ano – o Natal –, o Município cerveirense apresenta três fins de semana de dezembro repletos de atividades para miúdos e graúdos, fruto de um grande envolvimento do comércio e associativismo local. Da programação destaque para a tradicional iluminação das ruas e edifícios, concertos, mercado de Natal, teatro e animação de rua, sem esquecer a ilustre e inevitável presença do Pai Natal.
O arranque da programação “Cerveira: a Arte do Natal” 2021 está agendado para este sábado, 4 de dezembro, com o Ligar as Luzes, às 18h30, tornando todo o centro histórico ainda mais cintilante. Para completar este momento, o Saint Dominic´s Gospel Choir vai dar um concerto em pleno Terreiro, contagiando com as mais belas sonoridades desta quadra festiva.
O segundo fim-de-semana de dezembro promete surpreender as várias gerações. Entre sexta-feira e domingo, 10 a 12 de dezembro, é possível adquirir os tão desejosos presentes no Mercado de Natal, instalado no Terreiro e na Praça do Alto Minho. São 27 espaços, com produtos genuínos e singulares, entre artesanato, moda, brinquedos e cerâmica, além da doçaria típica natalícia, complementados com muita animação de rua. Ainda no dia 10 de dezembro, pelas 18h00, os pais não vão querer perder uma triunfante Chegada do Pai Natal, que depois recolherá à sua casa instalada no Terreiro para visitas, fotografias e, certamente, a apresentação da vasta lista de presentes.
Já para o fim-de-semana que antecede o Natal, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira tem prevista uma sessão de teatro dirigida para as famílias, com a Companhia Porta de Cena a subir ao palco do Cineteatro de Cerveira - Marreca Gonçalves, no sábado, 18 dezembro, às 21h30, com a peça “O Presente Inesperado”. Para o domingo, 19 de dezembro, às 16h00, está agendado um Concerto de Natal, protagonizado pela Academia Fernandes Fão, na Igreja Matriz.
Parte fulcral de qualquer evento natalício, não poderia faltar o tradicional Presépio, instalado junto à Igreja Matriz, e que recorda o nascimento de Jesus Cristo, representado através de peças de grandes dimensões dispostas numa cabana, que pode ser visitada entre 4 de dezembro e 7 de janeiro.
Cada atividade tem horários específicos, pelo que os interessados devem consultar a programação mais pormenorizada no site do Município para que não se perca nenhum momento desta magia de Natal que se vai espalhar por Vila Nova de Cerveira, contagiando residentes e visitantes.
De sublinhar ainda que, mediante a imprevisível evolução da pandemia Covid-19, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira poderá ter de proceder a alterações imediatas que serão divulgadas nas redes sociais do Município, agradecendo desde já a compreensão.
PROGRAMA
CERVEIRA: A ARTE DO NATAL 2021
LIGAR DAS LUZES
Concerto Saint Dominic’s Gospel Choir
4 de dezembro | 18h30 | Centro Histórico
PRESÉPIO
4 de dezembro a 7 de janeiro | Centro Histórico
ANIMAÇÃO DE RUA
10, 11, 12 de dezembro | Centro Histórico
MERCADO DE NATAL
10, 11 e 12 de dezembro | Centro Histórico
Horário
17h às 21h (Sexta)
10h às 22h (Sábado)
10h às 20h (Domingo)
CHEGADA DO PAI NATAL
10 de dezembro | 18h00 | Casa do Pai Natal
CASA DO PAI NATAL
10, 11 e 12 e 18 e 19 de dezembro / Centro Histórico
Horário
17h às 21h (Sexta)
10h às 22h (Sábado)
10h às 20h (Domingo)
TEATRO PARA FAMÍLIAS
“O PRESENTE INESPERADO”
Pela Companhia Porta de Cena
18 de dezembro / 21h30 / Cineteatro de Cerveira - Marreca Gonçalves
CONCERTO DE NATAL
Pela Academia Fernandes Fão
19 de dezembro / 16h00 / Igreja Matriz
Programa está sujeito a alterações mediante evolução da Covid-19.

AVISO AOS PROPRIETÁRIOS DE TERRENOS EM VILA NOVA DE CERVEIRA: TRABALHOS DE CORTE DE ÁRVORES E LIMPEZA DE MATO EM OITO FREGUESIAS

E-REDES - DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE, S.A. PROMOVE AÇÕES DE GESTÃO DO COMBUSTÍVEL NAS FAIXAS DAS LINHAS DE ALTA E MÉDIA TENSÃO

Dando cumprimento do disposto no Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de junho, a E-REDES - Distribuição de Eletricidade, S.A. vai avançar, em breve, com ações de gestão de combustível no concelho de Vila Nova de Cerveira. Os trabalhos visam a limpeza do mato, a desramação de árvores cujos ramos estejam próximos dos condutores e o corte de árvores, em oito freguesias previamente identificadas (Loivo, União das freguesias de Candemil e Gondar, Cornes, União das freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe, União das freguesias de Reboreda e Nogueira, União das freguesias de Campos e Vila Meã, Sopo, Gondarém).

E Redes Mapa de intervenção.jpg

O objetivo é concretizar as medidas e ações a desenvolver no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra-Incêndios e do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios – PMDFCI – do Concelho e que integram a Rede Secundária de Faixas de Gestão de Combustível, para o ano 2022.

Desta forma, serão efetuados trabalhos na faixa correspondente à projeção vertical dos cabos condutores exteriores acrescidos de uma faixa de largura não inferior a 10m ou 7m para cada um dos lados, mediante tratar-se de linhas de Alta ou Média Tensão. Considerando a situação excecional decorrente dos incêndios de 2017, a E-REDES - Distribuição de Eletricidade, S.A. poderá ainda proceder ao corte das árvores que, embora estejam fora da faixa de proteção, apresentem risco de queda para cima das respetivas linhas.

O proprietário, o seu representante ou o administrador da propriedade poderá acompanhar os trabalhos e deverá proceder à imediata remoção dos materiais resultantes das ações de gestão de combustível, informando as entidades envolvidas. Caso os materiais não sejam imediatamente recolhidos pelos proprietários, a E-REDES - Energia, S.A. tem liberdade para, no imediato, os destroçar no local ou decidir pelo depósito em locais a definir posteriormente, uma vez que legalmente está interdita a acumulação no local de intervenção.

Toda a informação mais detalhada sobre os locais e datas da intervenção poderá ser obtida através dos seguintes contactos: FLOPONOR (prestador de serviços), com o telefone 271 813 324 ou via email para geral@floponor.pt; E-REDES, entidade responsável pela infraestrutura, através do número de telemóvel 961 048 590 ou por correio eletrónico para dgv.geral@e-redes.pt; ou ainda para o Município de Vila Nova de Cerveira, com o telefone 251 708 020 e email geral@cm-vncerveira.pt

RALI DE CERVEIRA REGRESSA A 19 DE DEZEMBRO: PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL, RUI TEIXEIRA, PARTICIPOU NA CAMPANHA DE PROMOÇÃO DO EVENTO

Para assinalar o tão desejado regresso do Rali de Cerveira, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, aceitou o desafio lançado pelo CAMI Motorsport para, no passado sábado, entrar num carro de rali com o Tricampeão Regional Luís Delgado e fazer o reconhecimento a uma parte do percurso, daquela que será a última prova do Campeonato Norte de Ralis (CNR), agendada para 19 de dezembro. Após quatro anos de interrupção, o novo executivo cerveirense volta a abraçar a forte tradição do automobilismo, reeditando uma classificativa tão emblemática para os pilotos como a de Gondarém-Vilar de Mouros.

Rali de Cerveira 2.jpg

Manifestamente satisfeito por Vila Nova de Cerveira voltar a integrar o calendário de um grande evento associado ao desporto motorizado, o autarca Rui Teixeira salienta “as excelentes condições do concelho, quer a nível de estruturas quer das caraterísticas das classificativas, para culminar num rali de qualidade e de prestígio”. Em apenas um mês de exercício de mandato autárquico, “está cumprida a promessa eleitoral de pugnar, em parceria com a Junta de Freguesia, pelo regresso do rali a Covas”, assegura Rui Teixeira, perspetivando que, “mantendo-se a vontade e a relação profícua entre a Câmara Municipal e a organização, este seja um projeto para se manter no futuro”.

A cerca de um mês da realização da prova, a Freguesia de Covas já ouviu os primeiros motores a aquecer e a circular num pequeno troço da prova. A campanha de promoção do evento decorreu este sábado, com o conceituado piloto Luís Delgado - Tricampeão Regional de Ralis CPR Norte, vencedor das três divisões do Desafio FEUP (Uno-Punto e Alfa Romeo) e detentor de oito títulos de Campeão Nacional de Perícias – a experimentar dois carros (um Peugeot e um Ford) na companhia do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, o que despertou a curiosidade de muitos residentes e visitantes. 

O Rali de Cerveira 2021 será realizado em apenas um dia, no domingo, 19 de dezembro, sob uma estrutura organizativa simples e compacta, indo de encontro às expetativas dos pilotos e das respetivas equipas do Campeonato Norte, marcando o encerramento da temporada como era desejo do CAMI Motorsport.

De sublinhar que, no passado, Vila Nova de Cerveira já foi palco de diversos eventos motorizados, como o Cerveira Festival of Speed ou a Rampa de Cerveira, além do rali, todos sob a égide do CAMI, com as últimas provas a remontarem ao ano de 2016.

Rali de Cerveira 5.jpg

PRESIDENTE DA CÂMARA DE CERVEIRA, RUI TEIXEIRA, QUER PROGRAMA DE APOIO AO ACESSO À HABITAÇÃO MAIS AMBICIOSO

Investimento de 395.765,00€ vai garantir habitação condigna a agregados familiares sem capacidade financeira

 “Vamos efetuar a revisão do documento de forma a que permita abranger situações que não estão plasmadas no trabalho de base como são as condições de habitabilidade dos bairros sociais, o arrendamento e o acesso do 1º direito pelos jovens” - afirmou Rui Teixeira, na assinatura do acordo de colaboração com o IHRU ao abrigo do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

De forma a garantir habitação condigna a agregados familiares sem capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, assinou hoje, 19 de novembro, um Acordo de Colaboração com o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), representado pelo Vogal do Conselho Diretivo, Luís Gonçalves, no âmbito do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. 

Acordo 1º Direito 1.jpg

A cerimónia decorreu no Salão Nobre da autarquia cerveirense e contou com a presença da Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, e do Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho.  

Na cerimónia Rui Teixeira reforça que embora o acordo hoje homologado seja um documento elaborado pelo Executivo anterior, irá aplicá-lo nas condições que ele o permite mas que pretende ir mais além e tornar a sua aplicação mais ambiciosa garantindo melhores condições à população - “vamos efetuar a revisão do documento de forma a que permita abranger situações que não estão plasmadas no trabalho de base como são as condições de habitabilidade dos bairros sociais, o arrendamento e o acesso do 1º direito pelos jovens”. Para o Presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, “as condições e existência de habitação são um fator crucial quer em termos sociais para os cidadãos e famílias, quer em termos económicos permitindo a fixação de população e criação de riqueza, bem como em termos de saúde e igualdade”.

É, por isso, objetivo do novo Executivo garantir habitação digna, o acesso à habitação por famílias e jovens, a fixação de população e a criação das condições necessárias para que, por exemplo, os trabalhadores da área industrial se possam fixar em Vila Nova de Cerveira de forma a ser também um fator de atratividade para o investimento na indústria e economia em geral.

Objetivo também considerado pilar pela Secretária de Estado da Habitação que parabenizou o novo Executivo pelo esforço de estar já a olhar para o futuro, mas sem colocar em causa o presente. Marina Gonçalves considerou que este acordo é o primeiro passo de uma estratégia mais robusta que está a ser criada em Cerveira, uma vez que o Município considerou, e bem,  que neste documento não estão salvaguardadas todas as necessidades da população, mas que a sua reformulação não poderia colocar em causa o acesso à habitação digna que já pode ser implementada.  Também o Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local reforçou a importância do papel participativo do município neste processo e que uma tomada de decisão mais próxima das populações, é sempre uma decisão melhor, mais eficaz, mais apropriada e mais económica. E é com base neste princípio que a Estratégia Local de Habitação de Cerveira está a ser reestruturada para ir de encontro às reais necessidades das pessoas.

O Acordo hoje assinado visa apoiar a implementação da Estratégia Local de Habitação, na qual estão sinalizadas as situações de carência habitacional existentes no Município de Vila Nova de Cerveira. Nesta primeira fase, o acordo assinado visa promover a solução habitacional de 27 cerveirenses que, em resultado de um levantamento prévio, vivem com falta de condições de habitabilidade e de segurança.

Assim, este financiamento permitirá colmatar os problemas habitacionais de cinco agregados, correspondentes a 27 pessoas, que vivem em condições habitacionais indignas. Para tal, o Município, em função destas necessidades vai construir prédios/empreendimentos habitacionais. O investimento da empreitada é de 395.765,00€ e será comparticipado em cerca de 75% pelo IHRU a fundo perdido e 15% a título de empréstimo bonificado, sendo que ficou ressalvada a importância de estar atento ao Plano de Recuperação e Resiliência por ter uma grande fatia destinada à Habitação, podendo vir a ser financiando a 100% a fundo perdido.

Acordo 1º Direito 2.jpg

Acordo 1º Direito 3.jpg

SECRETÁRIOS DE ESTADO DA HABITAÇÃO E DA DESCENTRALIZAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO LOCAL EM CERVEIRA

Assinatura do Acordo de Colaboração “1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação”

19 de novembro, 15h00, Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira

Na próxima sexta-feira, 19 de novembro, pelas 15h00, vai ser assinado o Acordo de Colaboração no âmbito do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) e a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.

A cerimónia tem lugar no Salão Nobre da autarquia cerveirense e conta com a presença da Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves, e do Secretário de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho. O Acordo de Colaboração será assinado pelo Presidente da Câmara Municipal, Rui Teixeira, e pelo Vogal do Conselho Diretivo do IHRU, Luís Gonçalves.

O Programa de Apoio ao Acesso à Habitação pretende contribuir para a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições habitacionais indignas e que não dispõem de capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada.