Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA RECEBE FESTIVAL DE BANDAS DE MÚSICA

Música filarmónica enche as ruas cerveirenses

No próximo domingo, 23 de setembro, o centro histórico de Vila Nova de Cerveira recebe o XIII Festival de Bandas de Música. Fator de grande atratividade de público português e galego, este encontro assume-se como um momento de intercâmbio cultural e convívio em torno da valorização da música filarmónica.

festival bandas 2018

Organizado pela Cerveira – Associação Cultural e Recreativa e com o apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, o evento conta com a participação de cinco bandas que, após um desfile pelas principais ruas do centro, preparam um grande concerto a partir das 15h00.

As bandas convidadas deste ano são: Banda Lanhelense (Caminha), Banda Marcial do Vale (Santa Maria da Feira), Banda de Arouca, Banda Mineiros do Pejão (Castelo de Paiva) e Banda de Viela (Paredes).

O encerramento está marcado para as 19h00, com a Marcha de Valdemar Sequeira - “Ponte da Amizade” - interpretada em uníssonopelas bandas participantes.

AÇÃO DE LIMPEZA NA PRAIA DA FOZ DO MINHO ALERTA PARA OS PERIGOS DO LIXO MARINHO

O Aquamuseu do rio Minho e a APLM – Associação Portuguesa de Lixo Marinho promovem a realização de uma ação de limpeza especial, no âmbito do Dia Internacional da Limpeza Costeira. A Praia da Foz do Minho, em Caminha, (praia marítima), foi o espaço selecionado para acolher uma atividade dinamizada por voluntários, agendada para sábado, 15 de setembro, a partir das 17h00.

Poster_VNC

O Dia Internacional da Limpeza Costeira foi criado por iniciativa da organização Ocean Conservancy e é celebrado anualmente no terceiro sábado de setembro. O objetivo é “promover a proteção dos oceanos, o sistema de sustento à vida do planeta, que representa 70% da extensão da Terra e que alimenta mil milhões de pessoas”.

Assim, todos os anos organiza-se a maior limpeza voluntária do globo, envolvendo milhões de pessoas espalhadas pelo mundo, e o Vale do Minho não fica indiferente. No próximo sábado, na Praia da Foz do Minho, os voluntários vão dar o seu contributo em prol do ambiente, associando-se ao lema ‘Por ti, por todos, por um mar sem lixo. O Oceano precisa de ti!’

O ponto de encontro decorre junto ao mastro da Bandeira Azul, uma hora antes da atividade se iniciar, ou seja, pelas 16h00. Para quem precisar de transporte, há autocarro com ida (16h00) e regresso (19h00) marcado desde o Centro Coordenador de Transportes. A participação é livre e gratuita, e as inscrições devem ser realizadas através dos endereços de email ambiente@cm-caminha.pt ou aquamuseu@cm-vncerveira.pt

A associação promotora, APLM, recorda que o lixo marinho que vemos nas nossas praias é apenas uma pequena percentagem de todo o lixo que existe nos oceanos (15%) e, de acordo com o Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente (UNEP), 15% do lixo marinho flutua à superfície ou está na coluna de água (a mais de 40 centímetros de profundidade). Os restantes 70% estão nos fundos marinhos, fora da nossa vista.

A iniciativa conta ainda com a parceria do Município de Caminha, da Capitania do Porto de Caminha, da Agência Portuguesa do Ambiente, da Associação Transfronteiriça de Educação Ambiental e da Corema.

CERVEIRENSES FICAM EM 2º LUGAR NA "CORRIDA MAIS LOUCA DO MUNDO"

Equipa Cerveira Barril Team conquista 2º lugar no Grande Prémio Red Bull Lisboa

A 3ª edição portuguesa do “Grande Prémio Red Bull Lisboa – A Corrida Mais Louca do Mundo” decorreu, este domingo, em Lisboa, no Parque Eduardo VII, e contou com a participação da equipa Cerveira Barril Team com o bólide radical “O Aniquilador”, que mereceu o 2º lugar da prova. A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira felicita a excelente criatividade e orgulhosa prestação da equipa.

Luís Duarte e Paulo Calisto - Red Bull Content Pool 1

Uma rampa a pique, curvas apertadas, saltos e até degraus, ao longo de uns alucinantes 350 metros. Mais de 40 mil pessoas assistiram e 62 equipas de todo o país mostraram a sua criatividade e paixão pela velocidade aos comandos dos mais arrojados bólides. As equipas participantes foram avaliadas por um júri composto pelo piloto Tiago Monteiro, o atleta Hélder Nunes, a locutora da RFM Joana Cruz e a apresentadora da SIC Radical Rita Camarneiro, tendo em conta três fatores: tempo, criatividade e performance.

Num honroso segundo lugar, “O Aniquilador” da Cerveira Barril Team ganhou uma experiência WRC Rally de Portugal em 2019 para toda a equipa, em parceria com o ACP. O primeiro lugar foi atribuído a Vila Nova de Famalicão com o “The Mean Machine”, ganhando uma experiência única Red Bull Racing durante um fim-de-semana, numa corrida europeia, em parceria com a TAP; já os terceiros - os “Super Constelation” de Lisboa – foram reconhecidos com uma driving experience com o Tiago Monteiro.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira parabeniza o trabalho e imaginação da vasta equipa envolvida neste projeto, cujo resultado foi meritório e com um grande contributo para elevar o nome do concelho.

De relembrar que a estreia da equipa cerveirense nestas provas remonta a 2014, quando saíram vencedores da 3ª edição do “Red Bull Flugtag. O Dia das Asas”. Estreantes nestas andanças, os homens do Cerveira Barril Team não deixaram nenhum pormenor ao acaso, desde a original indumentária com inspiração escocesa, até à construção de uma máquina voadora que acabou por ser eleita a mais criativa.

O 3º Grande Prémio Red Bull Lisboa foi uma organização conjunta da Red Bull Portugal e da Câmara Municipal de Lisboa, com o apoio da TAP, ACP e Pattex.

CERVEIRA DÁ AS BOAS-VINDAS AOS PROFESSORES

Câmara Municipal dá as boas-vindas aos professores do concelho

Como tem vindo a acontecer desde 2015, o Município de Vila Nova de Cerveira voltou a assinalar, esta segunda-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a abertura do novo ano letivo com uma receção oficial aos docentes do Agrupamento de Escolas. Este foi o primeiro momento de um dia dedicado a conhecer o Concelho, com uma visita guiada aos espaços da XX Bienal de Arte de Cerveira.

receçao professores

AMIZADE ENTRE CERVEIRA E TOMIÑO (GALIZA) LEVA DESPORTO A TODOS

Já arrancaram as atividades do Desporto para Tod@s 2018/2019

Com a entrada do mês de setembro, a Amizade Cerveira-Tomiño deu início às atividades do Programa Desporto para Tod@s 2018/2019. A primeira ação da ‘Piscina em Família’ decorreu no sábado e as sessões para ‘Maiores de 55 anos’ arrancou esta terça-feira. Inscrições mantêm-se abertas até preenchimento das vagas disponíveis.

_D8C8171

Criado em 2016, com o objetivo de implementar um plano de atividade desportiva saudável, controlada e adaptada em torno do convívio, bem-estar psicológico e físico, e intercâmbio cultural entre as duas comunidades vizinhas de Vila Nova de Cerveira e Tomiño, o Programa ‘Desporto para Tod@s’ tem alcançado uma excelente adesão por parte da população-alvo.

Neste sentido, para 2018/2019, as duas autarquias voltam a apresentar um programa gratuito de atividades desportivas. No passado sábado, 1 de setembro, deu-se a estreia da atividade ‘Piscina em Família’, que oferece sessões de natação e iniciação ao meio aquático para crianças dos 3 aos 10 anos acompanhadas de familiares. Esta atividade a decorrer na Piscina Municipal de Vila Nova de Cerveira está agendada para todos os primeiros sábados de cada mês às 18h00 (PT), com exceção dos meses de dezembro e agosto.

Quanto às Atividades Desportivas (aulas de pilates, ginástica, zumba, fitness, entre outras) para maiores de 55 anos, o primeiro treino aconteceu esta terça-feira às 09h00 (PT) no Pavilhão Municipal de Desporto de Vila Nova de Cerveira, sendo replicado na quintas-feiras às 10h00 (GAL) em Tomiño, mantendo-se assim semanalmente.

As pessoas interessadas podem efetuar inscrição online através do participacerveiratomino.eu, descarregando o formulário específico nas páginas web de ambos os municípios ou do projeto Amizade Cerveira-Tomiño (amizade-cerveira-tomino.eu) ou ainda através do preenchimento do documento disponível nas Juntas de Freguesia e Piscina Municipal.

O programa ‘Desporto para Todos’ integra o projeto COOP-ACT – Agenda Estratégica de Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño, projeto cofinanciado em 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através INTERREG V-A POCTEP 2014-2020.

CERVEIRA INCENTIVA BOAS PRÁTICAS NA CONSCIENCIALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO: BULGÁRIA, HUNGRIA E ITÁLIA SEGUEM O EXEMPLO!

‘In Common Sports’: Boa prática liderada por Cerveira já está a ser replicada em três países europeus

Cerca de 400 atletas com mais de 60 anos de três países europeus – Bulgária, Hungria e Itália, além de Portugal - estão prontos para, entre setembro e outubro, participarem na primeira ronda de atividades do projeto ‘In Common Sports’, liderado pelo Município de Vila Nova de Cerveira. Objetivo é aumentar a consciencialização para o exercício físico de grupos mais vulneráveis e contribuir para cimentar o espírito de uma Europa verdadeiramente sem fronteiras, em todas as suas vertentes.

IMG-20180904-WA0001

Desde março do corrente ano que os atletas seniores portugueses, búlgaros, húngaros e italianos, parceiros no projeto ‘In Common Sports’, estão a dinamizar treinos semanais para demonstrar que a prática desportiva associada ao convívio constitui uma motivação extra para a adoção de estilos de vida mais saudáveis.

É chegada a hora da ‘competição’, e os primeiros a entrar em campo são os participantes búlgaros. Entre esta segunda e quarta-feira, o Município de Aksakovo está a organizar os jogos de futebol, basquetebol, danças folclóricas, vólei, natação, entre outras modalidades, no estádio de Aksakovo e no campo de basquetebol em Varna.

Nos dias 22 e 23 de setembro, é a vez dos participantes italianos, com a participação de 60 seniores do Município de Cesena e cuja edição será incluída no evento Cesena in Wellness – uma feira que promove a saúde e o bem-estar. De sublinhar que, neste caso concreto, as diferentes modalidades desportivas, adaptadas e em jogos tradicionais olimpíadas, estão a ser disseminados no calendário italiano da Semana Europeia do Desporto 2018.

A edição portuguesa do ‘In Common Sports’ decorrerá entre 26 e 28 de setembro, em Arcos de Valdevez, com cerca de 150 atletas com mais de 60 anos de idade, representando os seus municípios nesta edição das Olimpíadas Intergeracionais. Os 10 municípios alto-minhotos e o concelho galego de Tomiño apresentam-se novamente em forma para participar na iniciativa que já é uma referência europeia na promoção da prática desportiva entre a população sénior. Para além das modalidades desportivas universais (Atletismo, Natação, Voleibol e Basquetebol) e dos jogos tradicionais (petanca, petanca, boccia e corda), esta edição conta com a introdução de duas novas competições que proporcionam aos atletas a experiência do polo flutuante e do rugby adaptado.

O encerramento desta primeira ronda de competições no âmbito do projeto está agendado para a Hungria, no início de outubro, no qual mais de 100 atletas seniores provenientes de Budapeste e Százhalombatta vão praticar basquetebol, atletismo, petanca e arco e flecha.

O projeto ‘In Common Sports – Intergenerational Competition as Motivation for Sport and Healthy Lifestyle of Senior Citizens’ tem como objetivo aprofundar o conhecimento dos fatores motivacionais para a prática continuada de exercício físico na população idosa e o impacto da competição “Olimpíadas Intergeracionais” no estado de aptidão física e mental do idoso. O consórcio de parceiros vai promover a realização de um estudo que envolverá 350 participantes, e a implementação de 12 competições “Olimpíadas Intergeracionais’ com a participação mínima de 500 pessoas, e o envolvimento de 80 organizações locais (IPSS’s, associações de jovens, desportivas e voluntários). A candidatura, submetida pelo Município cerveirense ao programa Erasmus + Sport, conta com um financiamento superior a 300 mil euros.

CERVEIRA RECRIA DESFOLHADA TRADICIONAL DO MILHO

Sábado é dia da Desfolhada Tradicional Minhota no Terreiro

O centro histórico de Vila Nova de Cerveira recebe, este sábado, a recriação de uma desfolhada à moda antiga. Momento é de tradição e convívio, com os mais velhos a recordar e os mais novos a descobrir uma das atividades agrícolas mais emblemáticas da nossa região.

Cartaz -Desfolhada Tradicional Minhota 2018

Organizado pelo Município cerveirense, com o apoio da Comissão de Festas de nossa Srª d’Ajuda, esta é uma viagem a um passado não muito remoto, com as gentes da terra a recriar uma eira comunitária, num esforço de preservação de usos e costumes do concelho.

Os típicos carros de bois carregados de milho, a eira, a desfolhada, a gastronomia típica com a broa e o chouriço da região, acompanhados do bom vinho verde, os sons das concertinas e as desgarradas prometem reviver o ambiente genuíno de uma Desfolhada Tradicional Minhota.

O milho é colocado em pleno centro histórico e os populares são desafiados a retirar as espigas para os cestos. É de esperar que quem encontre o milho-rei (nome dado à espiga vermelha) grite bem alto «milho rei». Contam os mais antigos que era um momento muito aguardado em especial pelos jovens, que alimentavam a esperança de encontrar o milho-rei para poder beijar o rapaz ou a rapariga por quem nutria um sentimento especial.

A Desfolhada Tradicional Minhota acontece este sábado, 08 de setembro, pelas 21h00. Todos os cerveirenses e visitantes estão convidados a assistir e participar nesta festa à moda antiga.

CERVEIRA MANTÉM TRANSPORTE ESCOLAR GRATUITO

Mantém-se a gratuitidade do transporte escolar para todos os níveis de ensino

No ano letivo 2018/2019, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai continuar a assumir, na totalidade, os encargos financeiros com os transportes escolares de todos os alunos do concelho, desde o pré-escolar até ao ensino secundário. A medida foi aprovada, por unanimidade, na passada sexta-feira na reunião do executivo camarário, com caráter descentralizado, decorrida em Gondarém.

Capturar1

Resultado de um significativo esforço financeiro por parte da autarquia, este apoio abrange os alunos que frequentam os estabelecimentos de ensino do concelho ou que, por opção, frequentam cursos inexistentes em Vila Nova de Cerveira, tendo que se deslocar para municípios vizinhos.

A rede de transportes escolares do Município de Vila Nova de Cerveira visa 510 alunos diariamente, distribuídos por seis circuitos especiais (pré-escolar e 1º ciclo) e cinco itinerários para o 2º ciclo ao 12.º ano.

Para o Presidente da Câmara Municipal, “a promoção de políticas sociais de igualdade de acesso à educação é uma prioridade”, de forma a garantir que “nenhum aluno desista de estudar porque os pais ou encarregados de educação não têm possibilidades económicas para assegurar o transporte”. Fernando Nogueira sublinha a aposta “na valorização contínua do sistema educativo, através da melhoria das condições de aprendizagem aos alunos e da atribuição de apoios aos agregados familiares, assim como pela criação de mecanismos que promovam o interesse e o envolvimento dos jovens no futuro do concelho, proporcionando a sua fixação.

Introduzido por este executivo em 2015, o alargamento dos transportes gratuitos aos estudantes do ensino secundário teve um impacto muito positivo junto dos agregados familiares, pelo que a medida se mantém nos mesmos moldes para o ano letivo 2018/2019.

RECORDANDO NÉLSON VILARINHO - O VILARINHO DE COVAS - UM DOS MAIS EXÍMIOS TOCADORES DE SEMPRE DE CONCERTINA DO ALTO MINHO!

“O Nelson cresceu a ouvir a concertina do tio benigno de gondarém, e outros tocadores. Um dia, e já tocador de harmónio, foi corrido de um baile por só saber tocar o RASPA, e por isso resolveu ir para Lisboa, jurando, só voltar a Covas, quando já soubesse tocar a concertina.

Capturar1

O Nelson, em Lisboa foi arvoeiro e no Alentejo foi vendedor de refrigerantes, onde era conhecido pelo cana verde. Quando chegou aos vinte anos regressou a Covas com uma concertina comprada na feira da Malveira e a tocar como um grande artista.

O Nelson nunca teve existência lega, nunca foi à tropa e passou a correr todas as feiras e romarias, desde Cerveira a Ponte de Lima, de Caminha a Paredes de Coura e arredores. Tocava, cantava, dançava e espalhava alegrias. Desde a Srª da Cabeça a S. Bento de Seixas, da Peneda a S. João d'Arga. Sempre solteirinho e bom rapaz, o Nelson acabou casado, mas já na casa dos cinquenta.

Em 1959, graças ao seu grande amigo, o Doutor Pedro Homem de Melo, o “Vilarinho” vai pela 1.ª vez à televisão. Daí grava o seu 1.º disco com as seguintes músicas: Rosinha de Covas, Fandango, Regadinho de Covas, Gota de Covas e o Ribeirinho. O Nelson, de Covas (concelho de Vila Nova de Cerveira).

De harmónio à banda, a melena sobre a testa, misto de gladiador e de poeta, fazendo, sozinho, a festa e deitando os foguetes, cantando e bailando, onde quer que haja um adro ou uma eira, e pronto, sempre, a embandeirar ,em arco, a serra, a beira rio ou a praia, com a chama da sua presença, ele encarna “o rapaz com o cravo na boca” da lenda portuguesa, que todos e a ninguém dá a flor que leva, ou melhor, que esfolha, à mercê da brisa, deixando, ao passar, um rasto de aroma silvestre...”.

O Nelson tudo venceu e hoje é uma figura lendária no Alto Minho, que muitos não o vão esquecer.”

Texto: Manuel D. Loureiro

CERVEIRA RECEBE ENCONTRO INTERNACIONAL DE JOVENS

Cerveira acolhe Encontro Internacional de Jovens “Servas Youth Summer Camp”

Meia centena de jovens de vários países como Alemanha, Arábia Saudita, Espanha, Finlândia, Hungria, Itália, Polónia e Portugal estão, durante esta semana, em Vila Nova de Cerveira para dinamizar o “Servas Youth Summer Camp”, dedicado à temática dos "Cidadãos da Terra: Um Mundo Sem Fronteiras". Participantes foram recebidos, esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

IMG_7352

Organizado por jovens da Servas Espanha, da Servas Itália e da Associação Servas Portugal, como país anfitrião, o “Servas Youth Summer Camp” inclui um vasto programa de atividades, com sessões, workshops e jogos em torno de assuntos como a livre circulação de pessoas, conflitos armados, tráfico de pessoas e armas, direitos humanos de pessoas refugiadas, assim como a proteção ambiental, respeito pelo Planeta, o desperdício de recursos naturais, etc.

Trata-se de um acontecimento histórico para a Associação Servas Portugal, por ser a primeira vez que acolhe um encontro internacional. A seleção de Vila Nova de Cerveira para ser o palco deste campus foi proposta do jovem Simão Arriaga, por ser “um lugar aprazível”, com vários equipamentos de lazer e desportivos, além da oportunidade de conhecer alguns museus e visitar a XX Bienal Internacional de Arte.

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e a Vereadora Aurora Viães, deram as boas-vindas a este grupo de jovens multicultural, com idades entre os 18 e 30 anos, desejando uma semana profícua de intercâmbio de conhecimentos e experiências, em conjugação com o desfrute da beleza natural e riqueza cultural de Vila Nova de Cerveira. A representante da Servas Portugal, Claudina Machado, agradeceu toda a disponibilidade do executivo para com uma “iniciativa que traz um bocadinho do mundo a Cerveira”.

Servas é uma rede mundial de anfitriões e viajantes existente em mais de 80 países, com o objetivo de promover a compreensão internacional através de contactos pessoais e de troca de ideias. Oferece uma "porta aberta" para que o viajante possa participar por um curto período na vida diária dos seus anfitriões, pelo que todos os membros têm em comum o desejo por um mundo mais tolerante e pacífico onde se desenvolva o respeito e a amizade.

CUIDADORES INFORMAIS REÚNEM-SE EM CERVEIRA

Vila Nova de Cerveira acolhe “1º Encontro Regional de Cuidadores Informais”
A Associação Nacional de Cuidadores Informais promove, a 8 de setembro, o “1º Encontro Regional de Cuidadores Informais” no Cineteatro de Vila Nova de Cerveira. A iniciativa, que visa o reconhecimento do importante papel do cuidador informal pela criação do estatuto específico, conta com a presença de vários representantes de altas entidades do foro político e médico-científico, para além de testemunhos na primeira pessoa. O Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, vai presidir à sessão de encerramento.

Programa cuidadores informais

De um conjunto de cuidadores e ex-cuidadores de familiares diagnosticados com demência e/ou de crianças com considerável grau de dependência surgiu, no passado mês de junho, a Associação Nacional de Cuidadores Informais, movimento nacional que luta pela dignificação do cuidador, materializada na criação do Estatuto do Cuidador Informal.

Com o intuito de informar e apoiar uma missão que abrange inúmeras famílias portuguesas, esta associação tem dinamizado alguns encontros regionais que despoletem uma maior reflexão e debate para esta causa. Com o apoio da Câmara Municipal, Vila Nova de Cerveira acolhe, na tarde de 8 de setembro, uma ação de sensibilização de âmbito distrital, mas com grande participação e impacto nacional.
A sessão de abertura deste “1º Encontro Regional de Cuidadores Informais” em Vila Nova de Cerveira está agendada para as 14h00, com a presença do presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e da Vice-Presidente da Alzheimer Europe e Eurodeputada Marisa Matias.
O programa é constituído por três painéis complementares: o dos cuidadores informais e as questões legais e sociais que aborda relatos de como vivem os cuidadores e os seus familiares a necessitar de cuidados, os apoios sociais disponíveis e o testamento vital; o painel político para salientar a importância do estatuto do cuidador informal e que vai contar com a presença de Deputados da Assembleia da República; e uma terceira abordagem de cariz médico-cientifico, com médicos da especialidade e a participação de investigadores da Universidade de Coimbra.
A sessão de encerramento será presidida pelo Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, um defensor do estatuto do cuidador informal, e pela Presidente da Associação Nacional de Cuidadores Informais, Sofia Figueiredo.
Neste momento, a pré-proposta do grupo de trabalho do Governo para uma nova Lei de Bases da Saúde já integra o Estatuto para Cuidadores Informais. O documento elaborado pela equipa de Maria de Belém Roseira estabelece que deve ser promovido "o papel da família, das pessoas próximas e da comunidade na saúde e no bem-estar das pessoas com doença, dependência, parcial ou total", cabendo ao Estado, através dos ministérios da Saúde e da Segurança Social, definir as medidas necessárias de apoio aos cuidadores e à pessoa cuidada com vista a assegurar a melhoria de qualidade de vida de ambos.
De sublinhar que todo este processo foi desencadeado há cerca de dois anos, com o lançamento de uma petição para a criação de um estatuto que enquadrasse as suas funções. Após entregue a um relator no Parlamento, em março deste ano o tema desceu para discussão em sede de Comissão, dando início a uma fase de auscultação das 20 associações de doentes para darem a conhecer o que têm vivido, desde a aceitação da doença dos familiares, à situação quase inevitável de desemprego, entre outras histórias de vida.
O Cuidador é toda a pessoa que assume como função a assistência a uma outra pessoa que, por razões tipologicamente diferenciadas, foi atingida por uma incapacidade, de grau variável, que não lhe permite cumprir, sem ajuda de outro(s), todos os atos necessários à sua existência, enquanto ser humano (Oliveira et al., 2007).

CRIANÇAS CERVEIRENSES VIAJAM À IDADE MÉDIA

Festa da História 2018 com animação medieval alargada para crianças

Sob a temática “Rainha Santa Isabel, Rainha Peregrina Jacobeia”, a edição deste ano da Festa da História de Vila Nova de Cerveira apresenta um maior e diversificado conjunto de atividades lúdicas medievais destinadas às faixas infantil e juvenil, para além da habitual programação transversal a todas as idades. A área de exposição também é alargada de forma a acolher as dezenas de mercadores, artesãos e espetáculos de rua. De 16 a 19 de agosto, embarque nesta viagem à Idade Média cerveirense.

IMG_6218

Vila Nova de Cerveira propõe a recriação do reinado da Rainha Santa Isabel, pelo casamento com D. Dinis, evocando a sua intensa devoção jacobeia, cuja vida foi pródiga em factos piedosos dirigidos ao serviço dos pobres e necessitados, à Igreja e ao povo.

Com animação de rua a preceito, os quatro dias de feira medieval vão ser preenchidos com diversos momentos de interatividade com o público, num total de 50 animadores e 50 iniciativas, entre as quais espetáculos de teatro temáticos que relatam episódios da vida e da ligação da Rainha Santa Isabel a Santiago de Compostela. A programação é ainda complementada com música, falcoaria real, malabarismo e acrobacias, demonstração de serpentes, danças orientais e ofícios.

Um dos destaques desta edição vai para o cortejo medieval que marca o arranque da Festa da História e que conta com a participação de um grupo de 60 ‘príncipes’ e ‘princesas’, interpretadas por crianças do concelho de Vila Nova de Cerveira. O Torneio a Cavalo, agendado para sexta-feira às 22h00, e um espetáculo de Artes Circenses para sábado às 23h30, apresentam-se como outros atrativos a não perder.

Pelas diversas ruas do centro histórico e no Baluarte de Stª Cruz, cerca de 150 mercadores, artesãos e taberneiros, oriundos de várias regiões de Portugal e de Espanha, apresentam produtos e as iguarias, hábitos e ofícios da época. Para complementar este cenário medieval, não podia faltar o acampamento, os jogos tradicionais, os passeios a cavalo e, este ano, uma tenda com parque infantil e inúmeras atividades lúdicas medievais para usufruição dos mais pequenos, no Largo 15 de Fevereiro.

Com organização da Câmara Municipal e produção da Associação Velha Lamparina, a Festa da História de Vila Nova de Cerveira decorre de 16 a 19 de agosto, com o seguinte horário de funcionamento do mercado:

  • Dia 16, quinta-feira, das 17H00 às 24h00;
  • Dia 17, sexta-feira, das 11H00 às 24h00;
  • Dia 18, sábado, das 10H00 às 24h00;
  • Dia 19, domingo, das 11h00 às 23h00.

CERVEIRA DUPLICA CAPACIDADE DO JARDIM DE INFÂNCIA DA MISERICÓRDIA

Jardim de Infância da Santa Casa duplica capacidade após requalificação do edifício

Com conclusão prevista a tempo do início do próximo ano letivo, as obras de beneficiação e modernização de todo o espaço do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira vão praticamente disponibilizar o dobro da capacidade de acolhimento, passando de 45 para 84 crianças. Empreitada teve um investimento global superior a 250 mil euros, comparticipada pelo Fundo Rainha D. Leonor e pela Câmara Municipal.

IMG_6148

Inaugurado em 1980, o Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira já há muito que instava por uma requalificação profunda, devido aos graves e acumulativos problemas de infiltrações. A aprovação de 135 mil euros pelo Fundo Rainha D. Leonor, complementada pela celebração de um protocolo de colaboração financeira entre a Santa Casa e a autarquia cerveirense, tornou o sonho realidade.

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e a Vereadora da Educação, Aurora Viães, visitaram o espaço, esta terça-feira, acompanhados pelos membros da Mesa da Santa Casa local, comprovando que os trabalhos iniciados em junho estão a decorrer a bom ritmo e que estarão terminados durante a primeira quinzena de setembro. A prioridade é dar início ao novo ano letivo sem problemas e num ambiente “totalmente funcional, seguro e acolhedor”.

De acordo com o Provedor da Santa Casa cerveirense, a candidatura apresentada teve como intuito resolver um problema estrutural que provocava infiltrações e outras patologias, mas a entrada em vigor de uma nova legislação que alterava a definição dos espaços para cada uma das salas, deu aso a um projeto mais amplo. “De 45 crianças em creche, com a candidatura aprovada a projeção era passar para as 56. No entanto, no decorrer da obra, e tendo em consideração a tal portaria nº 262, permitiu-nos criar duas salas para cada ano (berçário; entre 1 e 2 anos; e dos 2 aos 3 anos). Tendo em conta o espaço operacional necessário para cada criança e avaliando o que temos disponível, o seu melhor aproveitamento permite quase que duplicar a capacidade instalada, passando a acolher 84 crianças”, explicou Rui Cruz.

Manifestamente satisfeito com o desenvolvimento dos trabalhos, com o cumprimento dos prazos e com o superar das expetativas, o presidente da Câmara Municipal sublinha que o apoio concedido “não é um donativo propriamente dito, é um investimento nos nossos jovens que se constituem com o principal ativo do futuro”. Fernando Nogueira afirma ainda que o fato do concelho ter um grande progresso industrial, “é fundamental disponibilizar uma ampla oferta para acolhimento dos bebés e das crianças, de forma a que os pais possam desenvolver as suas funções profissionais descansadamente, com a estabilidade emocional de que os filhos estão bem entregues, em segurança e num serviço de qualidade”. E acrescenta: “Estamos a investir indiretamente na nossa produção porque Vila Nova de Cerveira não tem desemprego, a não ser o desemprego técnico, temos é falta de mão de obra para as nossas empresas. Desta forma, instalações como as que estão a ser criadas apresentam-se como mais um fator de atratividade para a área de recrutamento”.

Com investimento total de 250 mil euros, mais IVA, a verba é atribuída entre 55% pelo Fundo Rainha D. Leonor e 45% pelo Município de Vila Nova de Cerveira. Para além da pintura, de reorganização de espaços, da aquisição de mobiliário e dos arranjos exteriores, a intervenção visa a aplicação de uma cobertura impermeabilizante e painéis solares, contribuindo para a racionalização de custos diários, para além de introduzir melhorias de conforto e segurança no espaço exterior.

CERVEIRA TEM REGULAMENTO PARA LIMPEZA DE TERRENOS EM SOLO URBANO

Entrada em vigor do Regulamento para Limpeza de Terrenos em Solo Urbano

Foi hoje publicado em Diário da República, o Regulamento para Limpeza de Terrenos em Solo Urbano no concelho de Vila Nova de Cerveira. Com aplicação a partir desta quinta-feira, 9 de agosto, o objetivo é regulamentar as limpezas de todos os prédios rústicos ou urbanos, incluindo os logradouros e silvados em solo urbano, constantes no Plano Diretor Municipal em vigor.

DSC_0314

Não existindo um normativo relativo às limpezas a realizar em terrenos inseridos em solo urbano, tornou-se necessária a criação, de âmbito nacional, de regulamentação para estas ações, de modo a permitir que as autarquias atuem de forma eficaz e adequada, seja por iniciativa própria ou particular.

Atenta ao vazio legal existente até à data, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira elaborou o presente regulamento para a limpeza de terrenos em solo urbano do concelho, aprovado pela Assembleia Municipal em 29 de junho de 2018.

De sublinhar que, de acordo com o artigo nº 4 do documento, os responsáveis que detenham terrenos e/ou lotes destinados à construção são obrigados a mantê-los limpos e isentos de vegetação ou outros detritos que possam de alguma forma gerar combustível suscetível de produzir incêndios ou causar insalubridade.

A pessoa ou entidade responsável é notificada para proceder à limpeza do terreno, sendo fixado um prazo adequado para o efeito. Se a situação se mantiver inalterada, será instaurado um processo de contraordenação com aplicação de coima.

Consulte aqui o regulamento: http://www.cm-vncerveira.pt/pages/139?folders_list_10_folder_id=522

CERVEIRENSES PREPARAM-SE PARA AS OLIMPÍADAS

Atletas seniores em preparação para as Olimpíadas Intergeracionais

No âmbito do estudo “IN COMMON SPORTS”, liderado pelo Município de Vila Nova de Cerveira, cerca de 30 atletas seniores cerveirenses estão a realizar treinos semanais, com o objetivo de representarem o concelho na 4ª edição das Olimpíadas Intergeracionais – ‘Olympics4All’, que vai decorrer entre 26 e 28 de setembro em Arcos de Valdevez. Esta quarta-feira, há ‘treino amigável’ entre Cerveira-Tomiño e paredes de Coura, no Castelinho.

Olimpiadas Intergeracionais set 2018

Mais um ano, cerca de 150 atletas com mais de 60 anos de idade, provenientes dos 10 concelhos do Alto Minho e do vizinho galego de Tomiño voltam a estar em forma para participar na iniciativa que já é uma referência europeia na promoção da prática desportiva junto da população sénior, as Olimpíadas Intergeracionais.

Para além das modalidades desportivas universais (Atletismo, Natação, Voleibol e Basquetebol) e dos jogos tradicionais (Pétanca, Malha, Boccia e Corda), esta 4ª edição conta com a introdução de duas novas competições em regime de demonstração, dando assim oportunidade aos atletas de experimentarem a boia polo e o rugby adaptado.

A significativa adesão dos atletas Cerveirenses e Tomiñenses nas sessões de treino semanais tem demonstrado que, de facto, a competição aliada ao convívio e ao desportivismo dos participantes, constitui uma motivação extra para a adoção de estilos de vida mais saudáveis e permanentes.

Corroborando esta ideia, está prevista para esta quarta-feira, 8 de agosto, a partir das 17h00, a realização de um treino e jogo amigável entre a equipa Cerveira-Tomiño e a comitiva representante de Paredes de Coura. Esta ação está agendada para o Parque de Lazer do Castelinho, prevendo-se a participação de cerca de 40 atletas seniores.

De sublinhar que o estudo científico que está a ser desenvolvido em cinco países - Portugal, Itália, Grécia, Hungria e Bulgária – ao abrigo do cofinanciamento pelo programa ERASMUS+, tem como principal objetivo analisar a competição como fator motivacional para a prática da atividade física de forma sistematizada na população sénior.

CERVEIRA PROMOVE CAMINHADA A SANTIAGO DE COMPOSTELA

Autarquia promove 2º edição do Caminho de Santigo de Compostela, a pé e por etapas

Devido à grande adesão na 1ª edição do Caminho de Santiago por etapas, o Município de Vila Nova de Cerveira, em parceria com o Clube de Celtas do Minho, decidiu apresentar uma 2ª edição a decorrer entre agosto e fevereiro. Limitadas a 50 participantes, inscrições já estão abertas.

Integrada na atividade ‘Cerveira Saudável’ 2018, a experiência lançada em março foi muito bem acolhida pelos ‘caminhantes’ inscritos. As vagas disponibilizadas foram de imediato preenchidas, havendo pessoas interessadas em percorrer o Caminho Português da Costa, entre Vila Nova de Cerveira e Santiago.

Desta forma, Município e Clube Celtas do Minho avançam com nova realização das seis etapas propostas, sempre no último domingo de cada mês, entre os meses de agosto de 2018 e fevereiro de 2019 (com exceção de dezembro).

No total são 144 quilómetros divididos da seguinte forma:

  • 1ª etapa: dia 26 de agosto, Cerveira – Tuy (25 km)
  • 2ª etapa: dia 30 de setembro, Tuy – Redondela (29 km)
  • 3ª etapa: dia 28 de outubro, Redondela – Pontevedra (24 km)
  • 4ª etapa: dia 25 de novembro, Pontevedra – Caldas de Rei (23 km)
  • 5ª etapa: dia 27 de janeiro, Caldas de Rei – Padrón (19 km)
  • 6ª etapa: dia 24 de fevereiro, Padrón – Santiago (24 km)

As inscrições são obrigatórias e têm o custo de 6 euros por etapa, sendo limitadas a 50 participantes por cada percurso.

A primeira etapa tem ponto de encontro na Junta de Freguesia de Gondarém, às 7h30, enquanto que as restantes partidas passam a ser junto ao Centro Coordenador de Transportes de Cerveira, onde o autocarro fará a ligação à última etapa percorrida, havendo regresso assegurado para o final da tarde.

Para obter mais informações devem contactar pelo telefone 251 708 071 ou via correio eletrónico para: saude@cm-vncerveira.pt e/ou celtasdominho@gmail.com

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfo7NqL5fk_GH2WmBZ1v4pTcqsd9-d4MSnhvm0YqVa733sksQ/viewform

Flyer - 2.ª edição do Caminho de Santiago

CERVEIRA E VALENÇA ATIVAM PRIMEIRO CENTRO INTERMUNICIPAL DE PROTEÇÃO CIVIL DE PORTUGAL

Cerveira e Valença ativam primeiro Centro Intermunicipal de Proteção Civil de Portugal

Já se encontra operacional a 1ª fase do Centro Intermunicipal de Proteção Civil do Cerval, o primeiro do género em Portugal, aglutinando no mesmo espaço os recursos e viaturas da Proteção Civil dos dois concelhos promotores – Vila Nova de Cerveira e Valença -, de ambas as equipas de Sapadores Florestais e da AFOCELCA, equipa de primeira intervenção e vigilância. O IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera também avançou com a renovação do centro já existente, disponibilizando dados meteorológicos mais permanentes que, em muito, poderão ajudar na prevenção dos fogos florestais.

20180730_124310

O Centro Intermunicipal de Proteção Civil do Cerval, de Vila Nova de Cerveira e Valença é um acordo inédito, no âmbito da preservação e proteção da floresta contra incêndios que visa a partilha de meios e recursos na prevenção da floresta e na segurança das populações.

Concluídos alguns trabalhos de beneficiação de um dos pavilhões localizados no Aeródromo de Cerval, a essência deste mecanismo de cooperação intermunicipal começa a ser uma realidade no terreno. Já se encontram estacionadas as viaturas afetas à Proteção Civil dos dois concelhos e às equipas de Sapadores Florestais 20-111 e 19-111, para além da equipa AFOCELCA, instituição que funciona como agrupamento complementar de empresas e que possui uma estrutura profissional de combate aos incêndios florestais, nas propriedades das empresas agrupadas, em estreita coordenação e colaboração com a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Simultaneamente o IPMA, que dispõe de um centro ali instalado, também procedeu a uma reatualização dos métodos utilizados, passando a disponibilizar dados meteorológicos específicos e úteis de apoio ao trabalho do Centro Intermunicipal, com atualização de 10 em 10 minutos.

De futuro, o objetivo de Vila Nova de Cerveira e de Valença passa pela formalização do modelo numa Associação Intermunicipal de Proteção Civil, através da qual os municípios possam apresentar uma candidatura conjunta a fundos comunitários para obter apoios para desenvolver e alargar este projeto. Enquanto instrumento de cooperação, o Centro Intermunicipal de Proteção Civil no Cerval pode ainda estabelecer parcerias de colaboração com outros agentes de Proteção Civil no âmbito do Dispositivo de Combate a Incêndios Florestais e demais matérias da competência da Proteção Civil.

Privilegiando a centralidade estratégica, este acordo intermunicipal aponta ainda para a promoção da melhoria e capacitação das infraestruturas do Aeródromo de Cerval na área de influência dos meios aéreos e terrestres no âmbito operacional de Proteção Civil.