Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIANA DO CASTELO: LANHESES VAI TER ESPAÇO DO CIDADÃO

Assinado protocolo com Agência para a Modernização Administrativa para ser criado Espaço do Cidadão em Lanheses

Foi hoje assinado o protocolo entre a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) e o Município de Viana do Castelo que vai permitir a instalação de um Espaço do Cidadão na sede da Junta de Freguesia de Lanheses.

De acordo com o documento, a instalação dos Espaços Cidadãos é feita conjuntamente pela AMA e pelo Município, sendo que a Câmara Municipal é responsável pelas obras de adaptação necessárias para adequação do espaço à nova valência. Já a formação inicial e contínua dos mediadores de atendimento digital destinada ao funcionamento do Espaço Cidadão é da responsabilidade da AMA.

Em Lanheses, a valência irá funcionar nos dias úteis, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Recorde-se que os Espaços Cidadão visam aproximar os serviços públicos, privilegiar a utilidade e comodidade para o cidadão no acesso aos serviços públicos, racionalizar os custos da Administração Pública com instalações e equipamentos e assegurar o atendimento digital assistido prestado por mediadores de atendimento digital com formação adequada, como complemento indispensável da prestação digital de serviços públicos, garantindo o seu caráter inclusivo.

O Espaço Cidadão de Lanheses, à semelhança do Espaço Cidadão da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, vai funcionar como um balcão único que disponibiliza variados serviços de diversas entidades, onde os cidadãos beneficiam de um atendimento digital assistido que lhes permite conhecer as várias opções disponibilizadas pelos serviços online, reunindo no mesmo espaço várias entidades públicas e privadas, com o objetivo de facilitar a relação dos cidadãos e das empresas com a Administração Pública.

Além de proporcionar um maior conforto e comodidade aos utentes, permite tratar de vários assuntos num mesmo espaço, com ganhos de tempo e de custos de deslocação. Estes espaços também permitem partilhar recursos, infraestruturas e plataformas, potenciando a eficiência e redução de custos do Estado, servindo melhor o cidadão, de forma mais rápida e próxima, promovendo a literacia digital por via do apoio assistido na prestação dos serviços públicos digitais.

De frisar que a rede de Espaços Cidadão constitui, nos termos do decreto-lei nº 74/2014, de 13 de maio, alterado e republicado pelo decreto-lei nº 105/2017, de 29 de agosto, uma oferta de atendimento complementar à prestação digital de serviços públicos, garantindo o seu caráter inclusivo, não visando substitui-los.

VIANA DO CASTELO: 30ª EDIÇÃO DO JAZZ NA PRAÇA DA ERVA COMEÇOU COM "O GAJO" E YAMANDU COSTA

A 30ª edição do Jazz na Praça da Erva iniciou, ontem, no Cultural de Viana do Castelo, com atuações de O Gajo e Yamandu Costa. Os concertos iniciam sempre pelas 20h30 e o bilhete diário tem um custo de 5 euros.

IMG_0372.jpg

Hoje, 29 de julho, sobem ao palco da principal sala de espetáculos do concelho Pimenta Caseira e Yanagui e, a 30, Par Azar e João Cabrita. A fechar esta edição, a 31 de julho atuam Grey City (Augusto Baschera & João Bernardo) e À Espera do Futuro (trio Beatriz Nunes / Paula Sousa / André Rosinha).

Tendo o Jazz na Praça da Erva surgido em 1992, esta é a 30ª edição do evento, mas em contexto de pandemia o festival não acontece no local habitual que lhe deu o nome pelo segundo ano consecutivo.

Os trinta anos de evento justificam uma programação alargada a quatro dias e de grande qualidade, com dois concertos consecutivos por dia e um total de oito bandas e projetos musicais. Os bilhetes podem ser adquiridos na BOL – bilheteira on-line, na bilheteira do Teatro Municipal Sá de Miranda e, nos dias dos concertos, no Centro Cultural.

IMG_0523.jpg

IMG_0605.jpg

IMG_0045.jpg

IMG_0162.jpg

IMG_0193.jpg

IMG_0213.jpg

IMG_0324.jpg

INDÚSTRIA AUTOMÓVEL VAI CRIAR MAIS 500 EMPREGOS EM VIANA DO CASTELO ATÉ FINAL DO ANO

O cluster automóvel de Viana do Castelo vai criar mais 500 empregos em Viana do Castelo até final de 2021. A garantia foi dada por empresários da indústria automóvel durante o seminário “Glocal: Pensar global, agir local”, promovido pelo Jornal de Negócios em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo.

ABELO8109_jose_maria_costa.jpg

As empresas apresentaram novos projetos de investimento no concelho, nomeadamente a nova unidade fabril da Borgwarner e a nova unidade da Serratec, bem como a Aludec que já está a entrar na fase de laboração e que, até ao final do ano, preveem gerar cinco centenas de novos postos de trabalho.

Na conferência marcaram presença representantes da Borgwarner, Bontaz, Serratec, Aludec e Viana Plásticos, que fizeram referência à centralidade de Viana do Castelo para a instalação e ampliação de investimentos, destacando também o facto de encontrarem, no concelho, trabalhadores com a formação adequada. Os empresários realçaram ainda a boa articulação com as instituições de formação profissional e o apoio de entidades públicas como a Câmara Municipal de Viana do Castelo, a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

A evolução do cluster automóvel foi o grande destaque da conferência, já que o setor triplicou o volume de negócios no concelho entre 2009 e 2018, aumentando cerca de 20% as exportações totais do município e o emprego cerca de 7%, valores reforçados em 2019.

O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, anunciou que está a ser preparada a instalação de um Centro de Formação Profissional, em parceria com o IEFP, para reforçar a mão de obra especializada, que deverá surgir na Zona Industrial Alvarães Norte.

“Temos tido o apoio da AICEP, IAPMEI e CCDR-N, mas é igualmente importante a articulação com as nossas instituições de formação, universidades e politécnicos. Nesse sentido, orgulho-me em destacar um acordo com o IEFP, onde avançaremos para a construção de um centro de formação profissional em Alvarães que vai dar resposta a projetos e criar mão-de-obra especializada que é fundamental para o ramo da indústria automóvel”, indicou, explicando que este será um centro em parceria com o IEFP, com as escolas e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC).

José Maria Costa realçou ainda que o crescimento do cluster automóvel no concelho é para continuar, dando conta de que há “um ambiente favorável para a instalação de mais empresas” de um sector que já emprega 2.300 pessoas no concelho.

Já o Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, disse que Viana do Castelo “é claramente um exemplo de que é possível fazer diferente e que fazer diferente pode dar resultados”. “Esperamos que esta captação de investimento com resultados acima da média possa manter-se nos próximos anos”, frisou.

O Presidente da CCDR-N, António Cunha, assegurou que “em nove anos, um município que cresce três vezes os indicadores de um determinado sector é notável”. “Passar dos 84 milhões para 266 milhões tem de ser felicitado”, considerou o responsável.

ABELO7901_jose_luis_goncalves_viana_plasticos.jpg

ABELO7961_vitor_carvalho_aludec.jpg

ABELO8266_antonio_m_cunha.jpg

ABELO7106_geral_led.jpg

ABELO7137_jose_diogo_silva.jpg

ABELO7199_jose_couto_presidente_AFIA.jpg

ABELO7348_luis_nobre.jpg

ABELO7528_ana_silva_borgwarer.jpg

ABELO7666_benoit_chenevard_bontaz.jpg

ABELO7866_daniela_fernandes_serratec.jpg

ABELO6817_cunha_junior.jpg

ABELO6939_philomene_dias_AICEP.jpg

ABELO7049_ joao_neves_sect_estado_adjunto_economia

CANDIDATOS DO BLOCO DE ESQUERDA VISITAM COVAS E A SERRA D'ARGA

As candidaturas do Bloco de Esquerda de Viana do Castelo, Caminha e Vila Nova de Cerveira estão a organizar uma visita à Serra d´Arga e a Covas (Vila Nova de Cerveira), no próximo sábado, dia 31 de julho, com a presença do Eurodeputado do Bloco, José Gusmão. A visita de trabalho tem como objetivo a temática do lítio no Alto Minho.

14h30 - Encontro na Taberna do Horácio - EM552 19, Arga de Baixo

16 horas - Covas - (junto às minas)

A visita contará com a participação de ativistas na luta contra a exploração de lítio e associações locais, como a COREMA.

Capturargusmaovizela.PNG

30ª EDIÇÃO DO JAZZ NA PRAÇA DA ERVA INICIA HOJE NO CENTRO CULTURAL DE VIANA DO CASTELO

A 30ª edição do Jazz na Praça da Erva inicia hoje no Cultural de Viana do Castelo, prolongando-se ao longo de quatro noites. Os concertos iniciam sempre pelas 20h30 e o bilhete diário tem um custo de 5 euros.

AF_Cartaz_Jazz_2021-01.jpg

Assim, a 28 de julho, atuam O Gajo e Yamandu Costa. No dia 29 de julho, sobem ao palco da principal sala de espetáculos do concelho Pimenta Caseira e Yanagui e, a 30, Par Azar e João Cabrita. A fechar esta edição, a 31 de julho atuam Grey City (Augusto Baschera & João Bernardo) e À Espera do Futuro (trio Beatriz Nunes / Paula Sousa / André Rosinha).

Tendo o Jazz na Praça da Erva surgido em 1992, esta é a 30ª edição do evento, mas em contexto de pandemia o festival não acontece no local habitual que lhe deu o nome pelo segundo ano consecutivo. O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, defendeu que, “sendo esta a 30ª edição, procuramos celebrar o aniversário com artistas de grande qualidade e procuramos um espaço que garantisse todas as condições de segurança”, com 400 lugares disponíveis.

Já David Martins, promotor do evento, assumiu que, sendo este o segundo festival de jazz mais antigo do país, tem sido marcado “pela persistência em situações adversas”. O responsável assegurou que “a decoração que foi montada é algo inédito, bem como o posicionamento do palco”, que levou “à adaptação da sala em termos acústicos e de montagem de equipamentos”.

Os trinta anos de evento justificam uma programação alargada a quatro dias e de grande qualidade, com dois concertos consecutivos por dia e um total de oito bandas e projetos musicais. Os bilhetes podem ser adquiridos na BOL – bilheteira on-line, na bilheteira do Teatro Municipal Sá de Miranda e, nos dias dos concertos, no Centro Cultural.

VianaFestas LANÇA EDIÇÃO DA REVISTA "A FALAR DE VIANA"

“A Falar de Viana” lançada com textos, testemunhos e poesia de 37 colaboradores

Foi lançada mais uma edição da revista “A Falar de Viana”, editada pela VianaFestas, e que reúne textos históricos, testemunhos e poesia da autoria de 37 colaboradores.

ABELO6471_presidente.jpg

A publicação, com coordenação de Rui Faria Viana, integra textos sobre acontecimentos e Viana do Castelos e das Festas em Honra de Nossa Senhora da Agonia em 1921, bem como registos sobre Santa Luzia e o Santuário do Sagrado Coração de Jesus, entre outros.

“A Falar de Viana” inicia com o habitual texto de introdução pelo coordenador da revista, Rui A. Faria Viana, bem como com um artigo da Presidente da Comissão de Honra da Romaria d’Agonia deste ano, a atriz Melânia Gomes. A edição conta com a colaboração de autores que abordam temas diversos, que nos dão a conhecer mais sobre Viana do Castelo, sobre a história, sobre os usos e costumes, representando um repositório de sabedoria e um instrumento fundamental para o conhecimento da cidade, do concelho e até do país. Para o autarca vianense, José Maria Costa, esta revista apresenta-se como uma janela rasgada sobre a história de Viana, que desvenda a cidade o concelho.

O lançamento da revista “A Falar de Viana” é sempre um dos pontos altos da programação da Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia e um momento marcante para o concelho de Viana do Castelo pela partilha de trabalhos de investigação e documentos históricos.

ABELO6249_livro.jpg

ABELO6256_livro.jpg

ABELO6311_antonio_cruz.jpg

ABELO6342_mosenhorJPG.jpg

ABELO6369_geral_publico.jpg

ABELO6412_presidente.jpg

ABELO6202_rui_viana.jpg

ABELO6218_rui_viana.jpg

ABELO6225_livro.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO ASSINA PROTOCOLO PARA APOIAR RESTAURO E CONSERVAÇÃO DOS ALTARES INTERIORES DA IGREJA DA MISERICÓRDIA

O Presidente da Câmara Municipal assinou um protocolo de colaboração com a Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo para apoiar com 50 mil euros as obras de restauro e conservação dos altares interiores da Igreja da Misericórdia, no âmbito do programa “Reabilitação e Valorização do Património”.

ABELO5986_assinatura.jpg

Durante a assinatura do protocolo, o edil vianense, José Maria Costa, considerou a Igreja da Misericórdia “um exemplar lindíssimo a nível nacional e internacional”, reconhecendo que o trabalho de restauro necessário “é bastante e muito técnico”.

Já a Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo, Luísa Novo Vaz, indicou que a empreitada vai iniciar a 1 de outubro e visa “conservar, preservar e divulgar o património”. “A Igreja da Misericórdia é a joia da cidade, ouro sobre o azul dos azulejos”, frisou a responsável pela instituição com 500 anos de história.

De acordo com o protocolo, o Património Cultural de um território constitui a mais importante marca identitária do mesmo. “A conservação, recuperação, valorização ou divulgação deste, torna-se um imperativo e também um dever para com os vindouros na transmissão de uma herança verdadeiramente fundacional, para além de desempenhar um papel elementar no desenvolvimento policêntrico dos territórios e na coesão territorial”, assegura o documento, realçando que, nesse sentido, o Município de Viana do Castelo lançou um programa abrangente de valorização de Património construído, designado por “Reabilitação e Valorização do Património”.

Assim, a Câmara Municipal de Viana do Castelo apoiará a realização das obras de restauro e conservação dos altares interiores da Igreja da Misericórdia, património da Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo.

Em contrapartida, a Santa Casa disponibilizará a igreja, para fruição cultural, à comunidade para a realização de 3 concertos musicais por ano, pelo período de 5 anos.

ABELO5901_presidente_mesa.jpg

ABELO5910_presidente.jpg

ABELO5936_presidente.jpg

ABELO5951_luisa_vaz.jpg

ABELO5961_assinatura.jpg

VIANA DO CASTELO INAUGURA CAMPO DE VOLEIBOL DE PRAIA JUNTO À PRAIA DO PRIOR

Foi inaugurado esta segunda-feira o Campo de Voleibol de Praia junto à Praia do Prior. Este novo Espaço de Jogo e Recreio corresponde a uma empreitada global de 147 mil euros que inclui também o Skate Parque de Viana do Castelo e um Campo de Basquetebol 3x3.

ABELO6101_grupo.jpg

A área de prática desportiva desenvolve-se nos terrenos confinantes com o ribeiro de S. Vicente e inclui o Skate Parque composto por quatro rampas e um rail, a construção de dois campos de areia para a prática de Voleibol de Praia e um Campo de Basquetebol 3X3 ou BasketArt.

A intervenção contempla ainda a reestruturação dos acessos pedonais, colocação de mobiliário urbano e construção de sistema para drenagem de águas pluviais.

O Espaço de Jogo e Recreio, com a sua diversidade estrutural ao nível da prática desportiva, além de cooperar fortemente com a oferta de espaços desportivos de contexto urbano que a Câmara Municipal tem implementado, será também uma mais-valia considerando o enquadramento paisagístico nesta zona que se afigura num futuro próximo como uma área singular de desporto e lazer.

Esta inauguração acontece numa altura em que Viana do Castelo é candidata a Cidade Europeia do Desporto em 2023. O projeto da Cidade Europeia do Desporto tem uma linha de atuação muito forte na promoção da atividade desportiva do cidadão, como estratégia de saúde e bem-estar dos vianenses. Por isso, para além dos eventos nacionais e internacionais, seminários e provas diversas, a Cidade Europeia do Desporto terá uma forte componente de atividade para a população.

ABELO6086_campo.jpg

ABELO6115_volei_praia.jpg

ABELO6118_volei_praia.jpg

ABELO6141_volei_praia.jpg

ABELO6022_bolas_assinadas.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO ENTREGA NOVA SEDE À ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA

Foi inaugurada a 25 de julho, Dia de Santiago, a nova sede da Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Viana do Castelo. A Câmara Municipal de Viana do Castelo entregou formalmente à Associação um andar da antiga Casa João Velho, junto à Sé Catedral, depois de celebrado o contrato de comodato aprovado por unanimidade pelo executivo municipal.

ABELO4876_presidente_amigo_caminho.jpg

Na cerimónia de inauguração do novo espaço marcaram presença o Presidente e os vereadores da Câmara Municipal de Viana do Castelo e o Presidente da Fundación Camino Portugues de Santiago, Celestino Lores.

A autarquia é proprietária da Casa João Velho, situada no Largo do Instituto Histórico do Minho e, através do contrato de comodato, “entrega gratuitamente à AACS o primeiro andar do imóvel, para as suas diversas atividades e realizações, de acordo com a concretização das suas atribuições e competências”.

A Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Viana do Castelo (AACS-Viana) é uma associação jacobeia portuguesa que nasceu no Ano Jacobeu de 2004 pelo entusiasmo e pelo sonho de um grupo de peregrinos que pretendia oferecer a mais pessoas a experiência de “Ser peregrino”, bem como trabalhar na divulgação e promoção do Caminho Português de Santiago.

Tem como emblema gráfico de identificação a silhueta de São Tiago Maior, elemento escultórico do portal da igreja matriz de Viana do Castelo, e a seta amarela que é símbolo atual dos Caminhos de Santiago.

No Dia de Santiago foi também promovido, no Centro Interpretativo do Caminho Português da Costa, em Viana do Castelo, o espetáculo “Sons do Caminho”, com o grupo musical Artmusic Ensemble.

ABELO5018_bencao.jpg

ABELO5029_placa_descerrar.jpg

ABELO5056_sala_grupo.jpg

ABELO5062_santiago_papel.jpg

ABELO5131_grupo.jpg

ABELO4910_exterior.jpg

ABELO4938_entrega_chave.jpg

ABELO4990_geral.jpg

ABELO5005_casa.jpg

VIANA DO CASTELO: AFIFE INAUGURA ARRANJO URBANÍSTICO DA IGREJA PAROQUIAL

Foi inaugurado o arranjo urbanístico da Igreja Paroquial de Afife. Na cerimónia de inauguração marcaram presença o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, o Vereador da Coesão Territorial, Luís Nobre, representantes da Junta e da Assembleia de Freguesia, bem como representantes das associações e coletividades locais.

ABELO4026_placa_descerrar.jpg

A empreitada, que contou com o apoio da Câmara Municipal, aconteceu no âmbito do trabalho de cooperação e estreita parceria entre o Município e as Juntas e Uniões de Freguesia.

Recorde-se que, no âmbito do Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2021, a Coesão Territorial e o desenvolvimento das freguesias têm um acréscimo orçamental de 10%, em valor de investimento global, face ao ano passado, para obras de intervenção direta das freguesias.

“As Uniões e Juntas de Freguesia terão os meios necessários para poderem continuar a postar na qualidade de vida dos seus fregueses nomeadamente em obras de beneficiação de espaços públicos, arruamentos, equipamentos culturais, de utilização pública e desportivos”, pode ler-se no Plano de Atividades e Orçamento deste ano.

ABELO4165_presidente.jpg

ABELO4174_presidente.jpg

ABELO4227_grupo.jpg

ABELO3988_cantar.jpg

ABELO4073_arlindo.jpg

ABELO4115_arlindo.jpg

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO APRESENTA OBRA SOBRE ILUSTRADORES PORTUGUESES

“Ilustradores Portugueses na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo: 2014-2021” apresentado na 41ª Feira do Livro

No âmbito da 41ª Feira do Livro de Viana do Castelo, foi apresentado o livro o “Ilustradores Portugueses na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo: 2014-2021”, compilação que reúne 15 ilustradores que, entre 2014 e 2021, participaram com exposições na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, no âmbito de um ciclo de ilustração que contou com direção artística de Tiago Manuel.

ABELO3174_ilustres_portugueses.jpg

O ciclo de exposições temáticas sobre a obra gráfica de artistas ligados à edição do livro e à imprensa nacional e estrangeira ou ainda à publicidade cultural de entidades institucionais foi promovido, ao longo dos últimos sete anos, no equipamento cultural vianense. Este livro reúne, assim, a obra gráfica editada em livros, revistas, jornais e objetos, naquela que se assume como uma publicação enriquecedora para a cultura vianense e nacional, num projeto editorial de Rui A. Faria Viana.

O livro agora editado pela Câmara Municipal é, por isso, uma homenagem aos artistas portugueses que participaram neste ciclo e apresenta-se igualmente como um instrumento de estudo e de trabalho.

A publicação está disponível para compra na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.

ABELO3187_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3196_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3237_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3018_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3038_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3070_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3097_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3152_ilustres_portugueses.jpg

VIANA DO CASTELO QUER ACOLHER CENTRO INTERNACIONAL DE TESTES DE ENERGIAS "OFFSHORE" EM 2026

Seminário internacional “Energia Renovável Offshore”: Viana do Castelo quer acolher centro internacional de energias ‘offshore’ em 2026

O Presidente da Câmara Municipal garantiu que Viana do Castelo quer acolher um Centro Internacional de Testes de Energias ‘Offshore’ em 2026. José Maria Costa afirmou, durante o seminário internacional “Energia Renovável Offshore”, promovido pela autarquia, que a notoriedade nacional e internacional que o concelho tem conquistado se deve a “um portfólio” de projetos e empresas que tem escolhido instalar-se em Viana do Castelo.

ABELO0940_presidenteJPG.jpg

“Viana do Castelo tem o objetivo de atingir a neutralidade carbónica em 2027, contribuindo desta forma para as ambiciosas metas nacionais da descarbonização de Portugal. Acreditamos que este objetivo é plausível atendendo já ao forte investimento já realizado no concelho na produção de energia de biogás, da produção de energias eólica na Serra de Santa Luzia, e particularmente na energia eólica offshore do projeto Windfloat”, afirmou o edil.

“Os recentes investimentos nas energias renováveis oceânicas dos projetos Windfloat e da Corpower na energia das ondas, vieram demonstrar que Viana do Castelo tem condições naturais únicas na costa portuguesa para potenciar ainda mais este potencial energético renovável offshore”, defendeu.

“O desenvolvimento de um forte Cluster de Energias Offshore em Portugal, energia eólica e energia das ondas, já iniciado em Viana do Castelo com o projeto Windfloat, tem também mobilizado as empresas e as Universidades e Institutos Politécnicos nacionais para a instalação de um Centro Internacional das Energias Renováveis Offshore associado a um Centro de Inovação e Desenvolvimento no campus do Instituto Politécnico de Viana do Castelo”, declarou, afirmando que o Centro de Inovação de Energias Renováveis poderá constituir uma das grandes apostas do PRR na inovação e desenvolvimento do país.

Também o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, que participou no seminário através dos meios digitais, defendeu que o grande potencial das energias renováveis está na eólica no mar (‘offshore’) e que as barragens vão perder importância na produção de energia, a partir de 2030.

Considerou que a energia eólica ‘offshore’ demonstrou o seu “grande potencial”, “a partir do momento em que a tecnologia mostrou que não é preciso amarrar ao fundo do mar as torres”, como acontece no primeiro parque eólico flutuante da Europa, o Windfloat Atlantic, em Viana do Castelo, orçado em 125 milhões de euros, coordenado pela EDP.

“Viana do Castelo é, de facto, da maior importância e o nosso objetivo é mesmo incentivar os investidores nacionais e estrangeiros a continuarem a investir neste domínio”, disse Matos Fernandes, lembrando que, dos cerca de 10.000 empregos criados pelas energias renováveis, 3.000 estão na capital do Alto Minho.

Por sua vez, o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, que também participou na conferência via meios digitais, destacou as competências “muito apetecíveis” desenvolvidas em Portugal, nas últimas décadas, ao nível dos recursos humanos, por exemplo, no âmbito das tecnologias.

O seminário contou com a presença de empresários e de entidades, tendo reunido contributos do Presidente da Agência para o Desenvolvimento e Coesão I.P., Nuno Santos, do Presidente da CCDR-N, António Cunha, e do Presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do Plano de Recuperação e Resiliência, António Costa e Silva.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, encerrou os trabalhos afirmando que Portugal “tem conquistado, ao longo dos últimos quatro anos, o recorde mundial do número de dias consecutivos alimentados a energias renováveis”, numa conquista associada sobretudo à energia eólica, energia hidroelétrica e solar.

ABELO1793_jose_manuel_mendonca.jpg

ABELO1812_mesa.jpg

ABELO1852_publicoJPG.jpg

ABELO1907_uminho.jpg

ABELO2086_antoio_costa_silva.jpg

ABELO2190_manuel_heitor.jpg

ABELO2278_manuel_heitor.jpg

ABELO0984_pedro_siza_vieira_minisytro_.jpg

ABELO1028_matos_fernades.jpg

ABELO1129_nuno _santos.jpg

ABELO1172_antonio_cunha.jpg

ABELO1334_jose_mauel_mendonca.jpg

ABELO1460_pedro_amaral_jorge.jpg

ABELO1555_miguel_silva_corpower.jpg

ABELO0910_presidente.jpg

VIANA DO CASTELO: PRÉMIO DE TEATRO LUCILIO VALDEZ LEVA A APRESENTAÇÃO DO LIVRO "OS ÚLTIMOS ANOS DO HOMEM-CELHA" DE MIGUEL FALCÃO

No âmbito da Feira do Livro de Viana do Castelo foi apresentada, na Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal, a obra “Os últimos anos do Homem-Celha”, de Miguel Falcão, vencedor da 1ª edição do Prémio Lucilo Valdez, promovido pela Câmara Municipal.

ABELO3404_presidente.jpg

Miguel Falcão (n. 1969, Lisboa) é doutorado em Estudos de Teatro (2006). Professor Coordenador na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Lisboa, coordena a Área de Teatro (desde 2008), o Mestrado em Educação Artística – especialização em Artes Plásticas e Teatro – e as Pós-graduações em Animação de Histórias e em Marionetas e Formas Animadas. É também investigador no Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Unidade de Lisboa. Privilegia o desenvolvimento de estudos nos domínios da História do Teatro, do Teatro de Marionetas, da Educação Artística e do Teatro na Educação.

Publicou, entre outras obras, “Espelho de ver por dentro – O percurso teatro de Alves Redor”, “Marionetas e Formas Animadas: Teorias e Práticas” e “Arquimedes da Silva Santos: um homem (fora) do seu tempo”.

Tem desenvolvimento pontualmente atividades no âmbito da criação e da programação artísticas e, no campo da dramaturgia, recebeu o Prémio de Teatro Lucilo Valdez (2020), atribuído pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, pela peça “Os últimos anos do Homem-Celha”.

O texto “Os últimos anos do Homem – Celha” sobressaiu do conjunto de textos a concurso pela sua estranheza, capacidade de emocionar, contenção dos diálogos, forma harmoniosa como se desenrola a narrativa, força dos personagens, forma de tratar um tema que é universal e ao mesmo tempo simples e poético e que trata de algo tão tocante como a “doença da felicidade súbita”.

O Prémio de Teatro Lucilo Valdez destina-se a galardoar um autor, de nacionalidade portuguesa, da melhor obra na vertente do texto de dramaturgia, visando estimular a criação literária e o aparecimento de novos autores, assim como reforçar a arte cénica e promover o gosto pela fruição e prática artística na área do teatro.

ABELO3321_miguel_falcao_premio_lucilio_valdez.jpg

ABELO3345_miguel_falcao_premio_lucilio_valdez.jpg

ABELO3356_miguel_falcao_premio_lucilio_valdez.jpg

ABELO3373_presidente.jpg

AGENDA DO MAR 20-30 APRESENTADA AO CONSELHO EMPRESARIAL ESTRATÉGICO DE VIANA DO CASTELO

O Conselho Empresarial Estratégico reuniu na passada sexta-feira, num encontro que contou com a presença do Presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do Plano de Recuperação e Resiliência, António Costa e Silva, e durante o qual foi apresentada a Agenda do Mar 20-30.

ABELO2649_presidente.jpg

Na abertura dos trabalhos, o Presidente da Câmara Municipal defendeu que o Conselho Empresarial Estratégico “quer ser mobilizador das boas energias e dos bons ventos” de Viana do Castelo. José Maria Costa afirmou ainda que a capital do Alto Minho vai fazer parte das cidades investigadoras que integram o CEIIA - Centro de Engenharia e Investigação Automóvel e Aeronáutica.

Na apresentação da Agenda do Mar 20-30, Miguel Marques, da empresa Skipper&wool, responsável pela elaboração da estratégia da economia do mar, referiu que o documento contou “com mais de 50 intervenientes diretos e 100 indiretos”, com o objetivo de atrair para Viana do Castelo investimentos públicos e privados na ordem dos 1.000 milhões de euros, ao longo da próxima década.

“Trata-se de uma agenda estratégica a 10 anos, compatível com as estratégias regional, nacional e europeia para o Mar, com a finalidade de detetar principais eixos estratégicos para Viana do Castelo, para posterior elaboração de planos de ação detalhados e quantificados”, defendeu.

Assim, os seis eixos que irão alavancar a economia e o equilíbrio social e ambiental de Viana do Castelo são: Centro Tecnológico Internacional das Energias Renováveis Offshore; Plataforma Integrada de Desenvolvimento Sustentável e de Aceleração da Inovação Azul Ancorada no Porto Marítimo; Alavanca da Re-industrialização Azul através da construção, reparação e conversão naval; Destino de excelência de experiências náuticas sustentáveis de alto valor acrescentado; Maternidade de vida marina com Aquacultura e Pesca Sustentáveis; Rede de promotores da Economia do Mar em Viana do Castelo.

A importância que o mar e os temas marítimos têm tido ao longo da história da cidade e do concelho reforçaram, pois, a ideia de desenvolver uma estratégia ligada ao mar coerente e consistente de afirmação da identidade de Viana do Castelo.

ABELO2828_miguel_marques.jpg

ABELO2849_miguel_marques.jpg

ABELO2641_miguel_marques_Atonio_cosdta_siolva.jpg

ABELO2672_cunha_junior.jpg

ABELO2751_antonio_costa_silva.jpg

ABELO2773_antonio_costa_silva.jpg

MUNICÍPIO VIANENSE APOIA INSTALAÇÃO DE EMPRESA QUE VAI CRIAR 300 POSTOS DE TRABALHO

Aprovada isenção de IMT para investimento de 25 milhões de euros da Borgwarner que vai criar 300 empregos em Viana do Castelo

A Borgwarner prepara-se para construir uma nova fábrica de 25 milhões de euros, que deverá criar mais 300 novos postos de trabalho em Viana do Castelo. Face ao novo investimento da multinacional americana, a Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, por unanimidade, na última reunião ordinária de executivo, isentar a empresa de IMT pela aquisição de um terreno para a instalação da nova unidade de produção.

ABELO6361 2.jpg

A Borgwarner vai, assim, adquirir à empresa Enerconpor - Energias Renováveis de Portugal uma parcela de terreno, com 78 mil metros quadrados, no Parque Empresarial de Lanheses, pelo valor de 4,3 milhões de euros.

Na apresentação da proposta de isenção de IMT, o Vereador do Planeamento e Gestão Urbanística, Reabilitação Urbana, Desenvolvimento Económico, Mobilidade, Coesão Territorial e Turismo, Luís Nobre, justificou o apoio “com a dimensão do investimento e pelo número de postos de trabalho que vão ser criados”.

Este será o terceiro investimento da multinacional americana no concelho, depois de o grupo ter selecionado Portugal como futuro Centro Europeu para a expansão da eletrificação. A unidade, já em construção, vai começar a produzir motores elétricos para o setor automóvel em 2023.

Em abril, após a assinatura do contrato de investimento entre a Câmara Municipal e a Borgwarner, o gerente em Portugal, Ricardo Moreira, explicou que o novo investimento resulta da aposta na transição energética, estimando que em 2030 "45% do negócio da BorgWarner estará centrado na produção de motores elétricos".

O responsável adiantou que "a nova fábrica será a terceira na Europa deste setor de negócio e irá produzir motores elétricos para clientes europeus do grupo".

Atualmente, em Viana do Castelo a Borgwarner tem um volume de negócios de 170 milhões de euros, prevendo-se a duplicação deste valor, com o novo investimento".