Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO LAMENTA O FALECIMENTO DE JOAQUIM RORIZ – FOTÓGRAFO DE REFERÊNCIA DA CIDADE

417445356_8012864415401236_1482599046524248465_n.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, em nome do executivo municipal, lamenta o falecimento de Joaquim Roriz, fotógrafo e empresário de referência e representante da «Fotografia Roriz», Instituição de Mérito da cidade desde 2012. O autarca vai apresentar, na próxima reunião de Câmara, um voto de pesar a endereçar à família.

O fotógrafo Joaquim Roriz começou a trabalhar com 10 anos no estúdio de fotografia do tio-avó, a Fotografia Roriz, o mais antigo da cidade. A casa conta atualmente com 113 anos de história, sempre na mesma família, sendo ainda Loja Memória de Viana do Castelo.

A 20 de janeiro de 2016, Joaquim Roriz doou o espólio ao Município, sendo que a empresa familiar, com mais de um século de história, possuía um arquivo de negativos em vidro e em película, a preto e branco e a cores, de vários formatos com milhares de imagens. Foram, na altura, doadas mais de 10 mil fotografias que retratam usos, costumes, tradições, habitantes e história de Viana do Castelo.

A Fotografia Roriz inaugurou a 10 de outubro de 1911, localizando-se na Rua Gago Coutinho, uma das ruas mais prestigiadas e movimentadas da cidade. A casa fundada por Domingos Sousa Roriz era bastante inovadora à data, uma vez que eram muito poucos os estabelecimentos do mesmo ramo em Viana do Castelo ou mesmo em todo o Minho.

O fundador estaria longe de imaginar que, mais de um século depois, o negócio que lançara num espaço arrendado por 1$50 escudos se tornaria numa referência de Viana do Castelo.

Em meados do século, a Fotografia Roriz era já considerada uma das melhores casas de fotografia, amplamente procurada para serviços como casamentos, batizados ou os tradicionais retratos de família, muito populares na altura, em especial nas famílias com maior poder económico.

Em 1979, Joaquim Roriz foi mesmo distinguido com o prémio Kodak de “Melhor Fotógrafo Noivas do Mês”.

DKC DE VIANA PROPORCIONOU A ESTUDANTES DO PROGRAMA ERASMUS EXPERIÊNCIA DE CANOAGEM

1. .jpg

DKC de Viana proporcionou a 32 alunos espanhóis e portugueses do programa Erasmus da Escola Monte da Ola experiência de canoagem.

A tradicional abertura para a comunidade educativa, como fator de valorização académica tem acompanhado a DKC de Viana desde a sua gênese, nos seus trinta anos de existência.

Diariamente as escolas frequentam este clube vianense, seja com o projeto náutica nas escolas seja com atividades pontuais dirigidas a alunos nacionais e estrangeiros.

Assim a DKC de Viana recebeu no seu seio cerca de três dezenas de alunos provenientes da Escola Monte da Ola, e do programa Erasmus, com troca de experiencias entre alunos portugueses e espanhóis.

Visitaram o clube e conheceram das suas dinâmicas, embarcações, espaços que utiliza e no final foram para a água experimentar a canoagem, pagaiando no Rio Lima.

Fotos: Escola Monte da Ola

A Direção

2. .jpg

3. .jpg

4. .jpg

VIANA DO CASTELO ASSINALA 766 ANOS DO FORAL AFONSINO COM HOMENAGEM AOS TRABALHADORES COM 40 ANOS DE SERVIÇO

GCI_1271.jpg

A 18 de junho, no dia em que celebra os 766 anos do Foral Afonsino, a Câmara Municipal de Viana do Castelo entregou 15 medalhas e diplomas pelos “Bons Serviços e Dedicação” e pelo contributo para a dignificação da função pública e elevação do serviço municipal aos funcionários que completaram ou estão a completar 40 anos de serviço.

Nesta efeméride que assinala a fundação da Vila e a criação do município de Viana, que aconteceu a 18 de junho de 1258, o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, afirmou que este é “um dia de celebração não só pela atribuição do foral e pelo início da nossa vida coletiva, mas também porque é o dia em que homenageamos aqueles que há 40 anos se dedicam ao serviço público”.

“São 766 anos de história e de perceção de que estivemos à altura deste reconhecimento da nossa identidade histórica, cultural e marítima por D. Afonso III”, considerou. 

Desde o ano de 2020 que neste dia são reconhecidos e agraciados os trabalhadores da Câmara Municipal e dos Serviços Municipalizados de Viana do Castelo que, à presente data, assinalam quatro décadas de missão. “A dedicação, empenho, exemplo e inspiração dos funcionários municipais tem sido decisiva para o sucesso do município, da cidade e do concelho”, reforçou o autarca.

Os funcionários municipais de Viana do Castelo agraciados no ano de 2024 são:

Ana Maria Martins Prego Carneiro

Admissão 9 fevereiro 1984

Escola Carteado Mena, Agrupamento de Escolas Monte da Ola, Divisão de Educação / Departamento de Educação, Conhecimento, Cultura e Património (DECCP)

Artur Jorge Felgueiras Rocha Teixeira

Admissão 2 abril 1984

Piscina Frederico Pinheiro, Divisão de Desporto / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

Avelino Fernandes Gomes

Admissão 5 março 1984

Horto Municipal, U.O Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

Francisco Salgado Dias

Admissão 26 março 1984

Horto Municipal, U.O Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

Inácio Manuel Gonçalves Torres

Admissão 1 março 1984

U.O Vias e Infraestruturas / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

João António Fernandes Silva Dias

Admissão 18 abril 1984

Horto Municipal, U.O Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

José Carlos Oliveira Gonçalves

Admissão 15 fevereiro 1984

Divisão Gestão de Equipamentos / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

Luís Alberto Rigor Cunha Vaz Couto

Admissão 1 janeiro 1984

Pavilhão do Monte da Ola, Divisão de Desporto / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

Luís Sérgio Carvalho Salgado Gonçalves

Admissão 16 novembro 1983

Gabinete de Apoio ao Cidadão, Divisão de Apoio ao Cidadão e Transição Digital / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

Manuel Filipe Torres Lima

Admissão 19 março 1984

Horto Municipal, U.O Gestão de Espaços Verdes / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

Manuel Joaquim Rodrigues Parente

Admissão 5 março 1984

  1. O. de Operação e Equipamentos / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

Manuel Oliveira Costa Dias

Admissão 27 julho 1983

U.O Vias e Infraestruturas / Departamento de Serviços Integrados (DSI)

Maria Hermínia Silva Esteves

Admissão 18 abril 1984

Divisão de Licenciamento e Gestão Urbanística / Departamento de Gestão Territorial e Sustentabilidade (DGTS)

Maria Teresa Silva Barreiros Lopes

Admissão 18 abril 1984

Gabinete de Apoio ao Cidadão, Divisão de Apoio ao Cidadão e Transição Digital / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

Rui Alexandre Rego Barros

Admissão 05 janeiro 1984

Piscina Frederico Pinheiro, Divisão de Desporto / Departamento de Planeamento Estratégico (DPE)

Foi a 18 de junho de 1258 que o Rei D. Afonso III outorgou o primeiro foral de Viana, criando a vila e instituindo o Município de Viana, definindo os limites, direitos e estatuto daquela que viria tornar-se na Princesa do Lima.

Com a outorga do foral foi constituído o estatuto jurídico, administrativo e fiscal do Município e, consequentemente, surgiram os primeiros funcionários municipais. O foral de Viana determinou, entre vários outros decretos, que o nome da povoação chamada Átrio se passaria a denominar Vila de Viana da foz do Lima. 

  1. Afonso III, uma das personagens marcantes da História Nacional, adivinhava assim a vocação marítima da foz do Lima, ao “…fazer uma Póvoa, no lugar chamado Átrio, na foz do Lima, à qual de novo imponho o nome de Viana. (…)”.

GCI_1251.jpg

GCI_1275.jpg

GCI_1280.jpg

GCI_1282.jpg

GCI_1285.jpg

GCI_1288.jpg

GCI_1292.jpg

GCI_1294.jpg

GCI_1298.jpg

GCI_1300.jpg

GCI_1303.jpg

GCI_1306.jpg

GCI_1309.jpg

GCI_1317.jpg

VIANA DO CASTELO COMEMORA AMANHÃ 766 ANOS DA OUTORGA DO FORAL PELO REI D. AFONSO III

86809042_2776289189099663_6717474527644745728_n (1).jpg

Pintura de Mota Urgeiro

A 18 de junho, o Município assinala os 766 anos da Outorga do Foral de Viana pelo Rei D. Afonso III. Foi em 1258 que o rei outorgou o foral que criou a vila e instituiu o Município de Viana.

O foral de Viana determinou, entre vários outros decretos, que o nome da povoação chamada Átrio se passaria a denominar Vila de Viana da foz do Lima.

Afonso III, uma das personagens marcantes da História Nacional, adivinhava assim a vocação marítima da foz do Lima, ao “…fazer uma Póvoa, no lugar chamado Átrio, na foz do Lima, à qual de novo imponho o nome de Viana. (…)”.

BOOKING.COM DISTINGUE VIANA DO CASTELO COMO 3ª CIDADE MAIS ACOLHEDORA DO MUNDO

A Booking.com procede à cerimónia de entrega de prémios dos “Traveller Review Awards 2024”, em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, na próxima quarta-feira, no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo.

Desde 2012 que a Booking.com reconhece os destinos e alojamentos mais acolhedores. Este ano, esta avaliação parte de uma análise de cerca de 309 milhões de comentários de viajantes. Baseando-se nessa análise, Viana do Castelo foi reconhecida como a 3ª cidade mais acolhedora do mundo.

Durante a cerimónia, que contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, e do Presidente do Turismo do Porto e Norte, Luís Pedro Martins, iremos ainda dar a conhecer os vencedores dos prémios de Propriedade Sustentável, Cadeia Hoteleira, Hotel e Alojamento Local mais acolhedores de Portugal.

VIANA DO CASTELO HOMENAGEIA COMBATENTES DO ULTRAMAR

GCI_0724.jpg

Monumento de homenagem aos combatentes da Guerra do Ultramar inaugurado em Mazarefes

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, marcou este sábado presença na inauguração de um monumento dedicado aos militares combatentes da Guerra do Ultramar, naturais ou residentes em Mazarefes, vivos ou já falecidos, integrada nas Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974, numa iniciativa promovida pela Associação Social, Cultural e Desportiva da Casa do Povo de Mazarefes.

O autarca vianense considerou que “este é um momento da nossa história que devemos assinalar e transmitir pela relevância que teve para Portugal e para os portugueses que o viveram ou foram afetados pelo mesmo, para que possamos interpretar e para que nos possa ajudar a tomar melhores decisões”.

Luís Nobre afirmou mesmo que a guerra que aconteceu entre 1961 e 1974 “marcou as vidas dos militares e dos seus familiares e, por isso mesmo, tem uma dimensão social que não deve ser descurada”. “Ao coletivo, à sociedade, cabe a obrigação de recordar aquilo que foi o Ultramar, refletindo e preparando melhor o mundo de hoje”, defendeu ainda.

Nesse sentido, afirmou que “os ex-militares merecem toda a recordação e valorização por tudo aquilo que foram para o país, para a Pátria, inspirando e motivando todos, muito em particular as novas gerações”.

Também Orlando Novo, do Núcleo de Viana do Castelo da Liga dos Combatentes, referiu que “os militares deram tudo o que tinham, alguns a própria vida, em defesa dos valores da Pátria”, garantindo que “com os militares, não há meios termos: quando foram chamados, foram e deram tudo o que sabiam, deram o seu melhor” e considerando que o monumento agora inaugurado “é a mais que justa homenagem àqueles que foram e aos que ainda hoje são os soldados de Portugal”.

Já o Presidente da União de Freguesias de Mazarefes e Vila Fria, Manuel Barreto, defendeu que “este nobre monumento vem prestar homenagem aos nobres militares do Ultramar, e surge no tempo certo, nos 50 anos do 25 de Abril”.

Esta foi uma iniciativa inserida no 29º aniversário da Associação Social, Cultural e Desportiva da Casa do Povo de Mazarefes e integra as Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril de 1974. Recorde-se que Viana do Castelo está a assinalar o meio século da Revolução dos Cravos com cerca de duas centenas de iniciativas promovidas pelo município e entidades diversas, entre teatro, cinema, oficinas, concertos, conferências, murais, esculturas e muito mais, até final do ano.

GCI_0665.jpg

GCI_0677.jpg

GCI_0688.jpg

GCI_0694.jpg

GCI_0701.jpg

GCI_0731.jpg

GCI_0735.jpg

GCI_0742.jpg

GCI_0813.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO INVESTE 400 MIL EUROS EM TRÊS MESES DE ÉPOCA BALNEAR

GCI_0614.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, marcou hoje presença na cerimónia de arranque da época balnear no concelho vianense, que decorre de 15 de junho a 15 de setembro, representando um investimento de quase 400 mil euros para garantir a segurança e todas as condições nas praias do concelho e contando com 31 nadadores-salvadores. Na cerimónia, marcou também presença a Vereadora do Ambiente, Fabíola Oliveira, e o Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima de Viana do Castelo, Rui Serrano da Paz.

Luís Nobre afirmou que “o cuidado que temos com a nossa frente atlântica e com a segurança das nossas praias é uma prioridade que é reconhecida”, agradecendo o empenho de todos os nadadores-salvadores nos 93 dias de trabalho que começam este sábado.

Fabíola Oliveira agradeceu “a disponibilidade e responsabilidade” dos nadadores-salvadores, considerando que os praticantes de desportos náuticos são um dos maiores focos prioritários, já que Viana do Castelo é cada vez mais reconhecida pelas condições de excelência para os desportos de mar e rio.

Serrano da Paz pediu aos profissionais para que “estejam atentos”, colocando o foco no objetivo de zero mortes durante a época balnear que agora inicia.

A fatia maior vai para a aquisição de serviços de vigilância, assistência balnear, patrulhamento e coordenação de nadadores salvadores para a época balnear, no valor global de 290.000 euros, com vista a “garantir a salvaguarda da segurança de utentes e praticantes de desportos náuticos nas águas balneares designadas de Viana do Castelo e em águas com prática balnear conhecida (embora não designada, Rodanho e Argaçosa)”.

A este valor acresce o aluguer de estruturas modulares, sanitários e módulos amplos, para apoio à época balnear no valor de 69.940 euros.

Foi ainda aprovada pelo executivo a proposta de volaboração entre o Município de Viana do Castelo e as Juntas de Freguesias, no valor de 37.500 euros, para a Conservação, Requalificação e Valorização Ambiental dos espaços naturais envolvendo os territórios de Praias Fluviais e Espaços de Recreio e Lazer. De acordo com a proposta, a Câmara Municipal tem vindo, ao longo dos anos, “a desenvolver ações de conservação, salvaguarda, reabilitação, requalificação, valorização ambiental e subsequente manutenção nos territórios com zonas ribeirinhas fluviais no concelho de Viana do Castelo através de investimentos na sua preservação, ordenamento das zonas destinadas a estacionamento, qualificação e conservação dos apoios de praia e criação e manutenção de melhores acessibilidades às ditas zonas balneares”.

Esta proposta irá, assim, beneficiar Alvarães – Azenha da Almerinda; Amonde – Pincho; Darque – São Lourenço; Lanheses – Parque Verde; Santa Marta de Portuzelo – Parque de Merendas da Preguiça; União de Freguesias de Geraz do Lima e Deão – Candeias; União de Freguesias de Subportela, Deocriste e Portela Susã – Torrenta; União de Freguesias de Cardielos e Serreleis – Parque de Merendas de Cardielos e Barco do Porto, Serreleis; União de Freguesia de Mazarefes e Vila Fria – Praia Fluvial de S. Simão; União de Freguesias de Viana do Castelo e Meadela – Argaçosa; e Vila Franca – Barco do Porto.

De referir que, para a época balnear de 2024, Viana do Castelo apresenta 11 praias galardoadas com Bandeira Azul, mais uma que no ano anterior. Assim, no concelho vianense, as praias galardoadas com bandeira azul são: Ínsua, Afife, Arda, Paçô, Carreço, Norte, Cabedelo, Luziamar, Amorosa Norte, Amorosa Sul e Castelo do Neiva. A novidade é o galardão atribuído à praia de Amorosa Sul, uma aposta do Município, que decidiu candidatar mais esta praia, dando continuidade ao objetivo de aumentar progressivamente a qualidade e distinção das diversas praias deste concelho.

Viana do Castelo conta ainda com 10 praias consideradas como “Qualidade Ouro” pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza, numa garantia de qualidade de excelência para a época balnear presente ano. Assim, foram galardoadas com a bandeira de ouro as praias de Afife, Arda, Paçô, Carreço, Norte, Cabedelo, Luziamar, Amorosa norte, Amorosa sul e Castelo do Neiva.

A este investimento acresce o valor protocolado com os Serviços Municipais, a ser apurado no final da época balnear, para limpeza e valorização ambiental das praias balneares, passadiços e ecovia litoral do Município de Viana do Castelo (no ano de 2023 foi de 235.000 euros), que inclui: limpeza diária (mecânica/manual) da “margem” das praias balneares e da Ecovia Litoral, recolhendo ainda os resíduos do interior dos caixotes ou contentores destinados a pequenos resíduos indiferenciados e recicláveis, ali gerados, encaminhando os adequadamente; efetuar a limpeza dos balneários e sanitários durante a época balnear; recolher as algas nas praias e, sempre que possível, promover a sua reutilização para fins agrícolas; garantir a manutenção dos passadiços existentes ao longo da linha de costa e da Ecovia Litoral e mobiliário associado.

GCI_0597.jpg

GCI_0605.jpg

GCI_0610.jpg

GCI_0619.jpg

GCI_0621.jpg

GCI_0623.jpg

GCI_0626.jpg

GCI_0633.jpg

GCI_0636.jpg