Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

UM RIO, DOIS PAISES, QUATRO MUNICIPIOS

Projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável”, apresentado ontem na Feira Internacional de Turismo de Madrid (FITUR), tem como objetivo posicionar o rio Minho como um destino turístico único e diferenciador.

umriodoispises (1).JPG

O projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável” tem como finalidade a concretização de um conjunto de medidas, iniciativas e atividades, focadas na atratividade e sustentabilidade do rio Minho, como um destino turístico transfronteiriço de excelência.

O objetivo é preservar a envolvente ambiental e fortalecer a componente turística neste território único e diferenciador. Mas não só. Pretende, igualmente, assumir-se como um reforço do relacionamento económico, cultural e social dos povos de ambas as margens que, com vontade e determinação, levaram à constituição das Eurocidades Monção-Salvaterra e Valença-Tui

Ontem, o projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável” foi apresentado na Feira Internacional de Turismo de Madrid (FITUR), no stand da Galiza. Além dos quatro autarcas envolvidos no projeto, marcaram presença o Vice-Presidente da Junta da Galiza, Alfonso Rueda, e o Presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luis Pedro Martins.

Um dos aspetos mais relevantes do projeto é a criação da Rota Fluvial do Rio Minho. Apresentada em meados de dezembro, no cais de embarque de Salvaterra de Miño, a embarcação entrará em funcionamento a breve prazo, proporcionando passeios fluviais relaxantes e inspiradores a residentes e visitantes.

O percurso pelo troço internacional do rio Minho compreende passeios de barco gratuitos, bem como a realização de rotas curtas e largas, que incluem visitas aos municípios de Monção, Salvaterra, Valença e Tui, dando-se a conhecer o diversificado património natural, cultural e etnográfico das localidades raianas.

Para as rotas, é necessário fazer reserva com o operador turístico, através do website www.hemisferios.org. Para os passeios de barco gratuitos, com duração aproximada de uma hora e meia, não é necessário fazer reserva, sendo o embarque feito por ordem de chegada.

umriodoispises (2).JPG

umriodoispises (3).jpg

umriodoispises (4).JPG

umriodoispises (5).JPG

umriodoispises (6).JPG

VALENÇA: TIAGO BRANDÃO RODRIGUES ALERTA PARA A PROPOSTA DO PSD QUE PRETENDE ACABAR COM UM SNS “TENDENCIALMENTE GRATUITO”

Fórum 100% Alto Minho sobre Saúde realizado em Valença marcado pelas críticas a Rui Rio que afirmou que SNS dá "fraca resposta"

Dando sequência ao périplo que tem andado a fazer por todo o distrito, a lista do PS candidata à Assembleia da República pelo distrito de Viana do Castelo esteve em Valença, onde realizou mais uma sessão do Fórum 100% Alto Minho, desta vez subordinado ao tema da Saúde.

image_50445825.JPG

A reunião contou com a moderação da valenciana Anabela Rodrigues, atual deputada no Parlamento, e teve como convidados o Presidente da Câmara Municipal de Valença, José Manuel Carpinteira, o médico e antigo coordenador do Centro de Saúde de Valença, Álvaro Gomes e o Presidente da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, Franklim Ramos.

Sobre a mesa estiveram os grandes temas da Saúde em Portugal, com destaque para o elogio aos profissionais do Serviço Nacional de Saúde e ao empenho e dedicação demonstrada ao longo da pandemia.

Também em evidência esteve a necessidade de reforço do setor, garantindo médicos de família a todos os cidadãos, o alargamento dos benefícios para a fixação de médicos em territórios de baixa densidade, o investimento nos meios complementares de diagnóstico e terapêutica e a valorização das carreiras como condições fundamentais para a melhoria do sistema e salvaguarda dos cidadãos.

Tiago Brandão Rodrigues não destoou da toada de orgulho nos profissionais do SNS, tendo acrescentado o elogio ao trabalho das escolas, das Estruturas Residenciais para Idosos, dos Centros de Apoio Domiciliário, dos bombeiros, das forças de segurança, das autarquias e de todo os setores e profissionais que contribuíram para o combate aos efeitos da pandemia. Contudo, o cabeça-de-lista dos socialistas não quis deixar de alertar os presentes para "o perigo que representam as propostas do PSD para a saúde, nomeadamente a que pretende acabar com um SNS tendencialmente gratuito e a que defende o desvio de recursos públicos para apoio direto aos hospitais privados".

Brandão Rodrigues não duvida "da importância da complementaridade entre o setor público e privado na área da Saúde" mas chama a atenção para "a caixa de pandora que se abre com a possibilidade de se criarem sistemas de saúde que distinguem e tratam de forma diferente os ricos e os pobres". Segundo o candidato, "o PS foi fundador do SNS e tem o dever de o proteger e de o reforçar contra as ideias liberalizantes que a Direita defende nesta matéria". E remata: "não gostei de ouvir o Dr. Rui Rio a dizer na televisão que o SNS dá "fraca resposta". Em primeiro lugar porque não é justo para os profissionais, em segundo lugar porque não é verdade. Há problemas, é certo, mas a solução não é desistir, a solução é investir mais e investir melhor".

O Partido Socialista tem várias ações de campanha agendada para os próximos dias. Este domingo tem início o período oficial da campanha eleitoral e os socialistas assinalam em Ponte de Lima, juntando todos os candidatos com os atuais e antigos Presidentes de Câmara do PS do distrito de Viana do Castelo.

AECT RIO MINHO APROVA PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PARA 2022

Esta segunda-feira na sede do AECT Rio Minho, em Valença, foi aprovado, em Assembleia Geral, o Plano de Atividades e Orçamento para 2022, com o investimento global de cerca de 400.000 euros, em parte cofinanciado pelo Programa Interreg.

AssembleiaGeralAECTRioMinho_dezembro(2).jpeg

A execução do exercício de 2021 foi novamente marcado pela crise pandémica COVID 19, e consequente novo encerramento das fronteiras entre Portugal e Espanha (entre 31 de janeiro e 1 de maio), o que provocou o cancelamento ou adiamento de algumas ações. Como resultado, o Plano de Atividades e Orçamento para 2022 do AECT Rio Minho, têm como principal prioridade acelerar a conclusão do projeto REDE_Lab_Minho, cofinanciado pelo Programa Interreg V-A, e a implementação do projeto Livhes, cofinanciado pelo Programa Interreg Sudoe.

No âmbito do projeto Rede_Lab_Minho, em 2022, o AECT Rio Minho pretende reforçar o trabalho em rede com as dinâmicas locais de cooperação transfronteiriça, com destaque para o desenvolvimento de processos de construção das “Agendas Urbanas do Rio Minho Transfronteiriço”, e para a criação e dinamização do “Observatório de Dinâmicas Transfronteiriças do Rio Minho Transfronteiriço”. Já no âmbito do projeto Livhes, serão desenvolvidas estratégias de gestão e valorização do Património Cultural Imaterial para o território, designadamente a criação de um espaço-piloto onde se reunirão os exemplos recolhidos de preservação do Património Cultural Imaterial do Rio Minho transfronteiriço.

Ainda no âmbito de projetos cofinanciados pelo Interreg V-A e concluídos em 2021, em parceria com as Eurocidades Cerveira-Tomiño, Tui-Valença e Monção-Salvaterra de Miño, o AECT Rio Minho em 2022 irá promover a entrada em operação e gestão do “Sistema de Bike Sharing do Rio Minho Transfronteiriço – e-bike Rio Minho”, sistema constituído por 46 bicicletas elétricas com GPS incorporado e 9 estações de parqueamento virtual e/ou físico e dar continuidade ao processo de planeamento estratégico “Estratégia Rio Minho 2030”, defendendo a criação de uma Intervenção Territorial Integrada Transfronteiriça – ITI – junto das entidades europeias, nacionais e regionais responsáveis pelo desenho dos programas de apoio à cooperação transfronteiriça para o período 2021-2027; destaque também  para as ações de preservação e valorização do Rio Minho através da manutenção do projeto Visit Rio Minho, designadamente a consolidação da marca Rio Minho e da estruturação da rede de percursos verdes transfronteiriços. As ações de promoção que visem a eliminação de obstáculos à cooperação transfronteiriça serão também prioritárias para o AECT Rio Minho, designadamente ao nível dos transportes, da gestão da rede natura 2000 e da prestação de serviços de saúde.

Na reunião da Assembleia Geral, Rui Teixeira, Diretor do AECT Rio Minho apresentou o Plano de Atividades e destacou “o papel marcante do AECT Rio Minho na mitigação do impacto negativo gerado pela crise pandémica e consequente encerramento das fronteiras”. Por sua vez, Uxío Benítez, Vice-diretor do AECT Rio Minho, referiu “a importância em articular candidaturas transfronteiriças ao novo quadro de financiamento do programa Interreg”.

Constituído em 2018, o AECT Rio Minho tem como sócios a CIM Alto Minho e a Deputación de Pontevedra e abrange 26 concelhos: os 10 municípios que compõe a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho e 16 concelhos galegos da província de Pontevedra, com ligação ao Rio Minho.

AssembleiaGeralAECTRioMinho_dezembro(1).jpeg

MINHO E GALIZA APRESENTAM ROTA FLUVIAL DO RIO MINHO

sexta-feira, 17 de dezembro, pelas 9h00, no cais de Salvaterra de Minho

A rota fluvial do rio Minho, enquadrada no projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável”, financiado pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal (POCTEP), será apresentada na próxima sexta-feira, 17 de dezembro, pelas 9h00, no Cais de Salvaterra de Minho.

Capturarinvitation.JPG

Além de proporcionar passeios relaxantes e inspiradores pelo rio Minho, o novo percurso internacional dará a conhecer o diversificado património natural, cultural e etnográfico dos quatro municípios que integram este projeto transfronteiriço: Monção, Valença, Salvaterra de Minho e Tui.

O principal objetivo deste projeto, no qual participam também a Agência Galega de Turismo, a Direcção-Geral do Património Natural da Xunta de Galiza e o Turismo do Porto e Norte de Portugal, é posicionar o rio Minho como um destino turístico único e diferenciador.

O projeto “Rio Minho: Um Destino Navegável” contribuirá para cimentar o conceito “Visit Rio Minho” através do reforço do posicionamento da região no mercado nacional e internacional, assegurando, com isso, uma vantagem competitiva em relação a outros destinos.

 Além dos autarcas dos municípios envolvidos no projeto e representantes das entidades parceiras, a cerimónia contará com a presença do Vice-Presidente da Junta da Galiza, Alfonso Rueda.

VALENÇA É UMA FORTALEZA DE CHOCOLATE

De 3 a 8 de Dezembro a Fortaleza de Valença é de Chocolate

Durante seis dias Valença será a Fortaleza de Chocolate, o destino para saborear e sentir o chocolate de tantas formas.

Valença Fortaleza de Chocolate.jpg

Valença Fortaleza de Chocolate é uma feira / mostra dedicada, em exclusivo, à degustação e compra de produtos à base de chocolate.

O evento desenvolve-se pelas ruas e praças da Fortaleza de Valença e conta com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

Programa de Animação:

3 de Dezembro

15h00 Inauguração da IX Edição “Fortaleza de Chocolate”

4 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Duendes com cogumelos doces)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Duendes com cogumelos doces)

16h30 – 18h00 Fanfarra “A Tu Ritmo”

5 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Andas Candy & Majorettes)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Andas Candy & Majorettes)

15h30 – 17h00 Oficina Chocokids com Alexandra Aparecida Silva (Cestas e Chocolate Minho) “Brigadeiro Gourmet & Brigadeiro de Coco”

16h30 – 18h00 Fanfarra “A Tu Ritmo”

6 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Boneco de Gengibre & Chefs de Cozinha)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Boneco de Gengibre & Chefs de Cozinha)

15h30 – 17h00 Show Cooking com o Marco Fernando Silva (Casa do Cacau)

“Bombons de Chocolate”

16h30 – 18h00 Fanfarra “Cantos Somos”

7 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Às Compras com Mascote de Gengibre)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Às Compras com Mascote de Gengibre)

15h30 – 17h00 Oficina Chocokids com Alexandra Aparecida Silva (Cestas e Chocolate Minho)

“Mais e mais Cupcakes!!! Yummmm!!”

8 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Chefs e Chocolatiers à solta)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Chefs e Chocolatiers à solta)

15h30 – 17h00 Show Cooking com o Marco Fernando Silva (Casa do Cacau) - “Presépios de Natal em Chocolate”

16h30 – 18h00 Fanfarra “Cantos Somos”

FORTALEZA DE CHOCOLATE VOLTA A ADOÇAR VALENÇA

Em Valença o Chocolate tem tradição e de 3 a 8 de dezembro volta a receber a Fortaleza de Chocolate.

260307052_4545431122204894_2163743851756281064_n.j

A IX Fortaleza de Chocolate promete adoçar valencianos, turistas e todos quantos venham a Valença, numa festa onde o Chocolate é protagonista e a Fortaleza se torna pequena para receber todos os amantes desta doçura. Marque na sua agenda. De 3 a 8 de dezembro a festa será de chocolate em Valença.

A IX edição da Fortaleza de Chocolate, uma feira/mostra dedicada, em exclusivo, à degustação e venda de produtos à base de chocolate, está aberta a todos os públicos e é de acesso gratuito.

O evento desenvolve-se pelas ruas e praças da Fortaleza de Valença e conta com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

Bombons, cupcakes, Cake Pops, waffles, crepes, torrões, brigadeiros, trufas, bombocas, chupas de chocolate, espetadas de fruta, ginjas e licores e um sem fim de produtos onde o chocolate é rei. A feira contará, ainda, com produtos à base de chocolate, sem glúten.

Para os amantes da arte de transformar chocolate, os showcooking's, vão proporcionar experiências únicas de fazer bombons, esculturas e outras delícias a partir de chocolate.

Haverá, ainda, animação de rua e animação musical para apurar os sentidos e a degustação de todas as delícias de chocolate.

Com a iniciativa “Valença Fortaleza de Chocolate”, o Município arranca com uma programação de Natal que se prolongará até ao Dia de Reis.

AECT RIO MINHO PROMOVE ENCONTRO INTERNACIONAL SOBRE A VALORIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL

O encontro reúne nove sócios do projeto europeu LIVHES, ao qual pertence o AECT Rio Minho, e pretende discutir a cultura imaterial como elemento de desenvolvimento local.

Sampaio da Nóvoa_IntervençãoAECTRIOMINHO.jpg

O território do Rio Minho transfronteiriço é anfitrião do Encontro Internacional “A Cultura Imaterial como elemento de desenvolvimento local. O património Cultural Imaterial a partir do Rio Minho transfronteiriço”, com a duração de 3 dias. O encontro reúne os nove beneficiários do projeto LIVHES, co-financiado pelo Programa Interreg Sudoe, no qual se engloba o AECT Rio Minho, que tem como principal objetivo o debate sobre a cultura imaterial como elemento de desenvolvimento local e coesão territorial. Ao longo destes 3 dias serão desenvolvidas mesas de discussão técnica do projeto, um encontro de intercâmbio de experiências, terminando com uma visita a casos de património cultural imaterial do território do Rio Minho Transfronteiriço.

O encontro realizou-se na Escola Superior de Ciências Empresariais, ESCE-IPVC, em Valença, durante o dia de hoje (25 de novembro), numa sessão de troca e reflexão de ideias, que se concretizará futuramente num guia prático para a valorização do Património Cultural Imaterial. Na sessão de abertura do Encontro Internacional estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Valença, José Carpinteira que deu as boas vindas aos conferencistas e identificou “a existência de um vasto património cultural imaterial no Concelho de Valença e no território transfronteiriço que deve ser preservado, em especial a arte da pesca nas pesqueiras do Rio Minho”, e o Diretor do AECT Rio Minho, Rui Teixeira que destacou “a importância do trabalho desenvolvido pelo AECT Rio Minho na captação de fundos europeus em prol da preservação e valorização do Património Cultural Imaterial do Rio Minho transfronteiriço e no fomento de raízes cada vez mais sólidas neste território, sendo exemplo disso mesmo o presente projeto entre outras iniciativas anteriormente desenvolvidas, designadamente a candidatura A Pesca nas Pesqueiras do Rio Minho ao Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial”. Para conclusão da sessão de abertura foi transmitido um vídeo do Professor António Sampaio da Nóvoa, Embaixador de Portugal na UNESCO, que realçou “a partilha de práticas culturais transfronteiriças ao longo do Rio Minho, e por isso vos quero felicitar por esta iniciativa (...) que vai construindo um caminho de futuro no domínio da cultura”.

O projeto LIVHES é co-financiado pelo Interreg Sudoe, participando 9 entidades públicas, institutos universitários e centros de investigação de Espanha, França e Portugal, e pretende responder a uma necessidade europeia e a um desafio territorial partilhado pelas áreas pouco povoadas do sul da Europa, identificando o Património Cultural Imaterial reconhecido pela Unesco como instrumento de desenvolvimento.

José Carpinteira_IntervençãoAECTRIOMINHO.jpeg

Rui Teixeira_IntervençãoAECTRIOMINHO.jpeg

VALENÇA CANTA HOJE AO DESAFIO

AUGUSTO CANÁRIO, PI D’AREOSA, JORGE SALGUEIRO CANTAM COM A ACADEMIA DE MÚSICA FORTALEZA DE VALENÇA

O Tour 'De Repente Canta a Gente' chega hoje, 24 de novembro, a Valença com um concerto inédito no edifício da Antiga Alfândega, às 21h30.

A emblemática tradição minhota das desgarradas e dos cantares ao desafio ganharam novas roupagens, novos intervenientes e prometem um espetáculo único.

260659207_4547591378655535_1776088956167427031_n.j

FORTALEZA DE CHOCOLATE VOLTA A ADOÇAR VALENÇA

Em Valença o Chocolate tem tradição e de 3 a 8 de dezembro volta a receber a Fortaleza de Chocolate.

260307052_4545431122204894_2163743851756281064_n.j

A IX Fortaleza de Chocolate promete adoçar valencianos, turistas e todos quantos venham a Valença, numa festa onde o Chocolate é protagonista e a Fortaleza se torna pequena para receber todos os amantes desta doçura. Marque na sua agenda. De 3 a 8 de dezembro a festa será de chocolate em Valença.

A IX edição da Fortaleza de Chocolate, uma feira/mostra dedicada, em exclusivo, à degustação e venda de produtos à base de chocolate, está aberta a todos os públicos e é de acesso gratuito.

O evento desenvolve-se pelas ruas e praças da Fortaleza de Valença e conta com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

Bombons, cupcakes, Cake Pops, waffles, crepes, torrões, brigadeiros, trufas, bombocas, chupas de chocolate, espetadas de fruta, ginjas e licores e um sem fim de produtos onde o chocolate é rei. A feira contará, ainda, com produtos à base de chocolate, sem glúten.

Para os amantes da arte de transformar chocolate, os showcooking's, vão proporcionar experiências únicas de fazer bombons, esculturas e outras delícias a partir de chocolate.

Haverá, ainda, animação de rua e animação musical para apurar os sentidos e a degustação de todas as delícias de chocolate.

Com a iniciativa “Valença Fortaleza de Chocolate”, o Município arranca com uma programação de Natal que se prolongará até ao Dia de Reis.

BARCELOS DEBATE VALORIZAÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL IMATERIAL

Barcelos participa na 1ª mesa transnacional junto com 8 parceiros do projeto Interreg Sudoe LIVHES. O objetivo é criar um guia para a valorização do património cultural imaterial

O Município de Barcelos vai participar na reunião da 1ª Mesa Transnacional "La cultura inmaterial como elemento de desarrollo local. El Patrimonio Cultural Inmaterial desde el río Miño transfronterizo", no âmbito do Projeto LIVHES "Living Heritage for Sustainable Development", em Valença, na sede do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial do Rio Minho, no próximos dias 24, 25 e 26 de novembro.

A mesa transnacional será um fórum de intercâmbio e reflexão que se refletirá na análise das boas-práticas identificadas pelos parceiros, para o desenvolvimento de uma metodologia comum de valorização do património imaterial e uma estratégia adaptada a cada região participante e às realidades dos diferentes territórios SUDOE, em colaboração com os principais atores territoriais que administram, divulgam e participam de diferentes manifestações culturais relacionadas a festas, danças, tradição oral ou artesanato.

O projeto LIVHES conta com 9 entidades de Espanha, França e Portugal, e foi aprovado na última convocatória do programa Interreg Sudoe, inserindo-se no eixo 5 “Ambiente e eficiência de recursos”. Tem como objetivo responder a uma necessidade europeia e a um desafio territorial partilhado pelas áreas pouco povoadas do sul da Europa, compreendendo o Património Cultural Imaterial reconhecido pela Unesco como instrumento de desenvolvimento.

São parceiros do Município de Barcelos o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial do Rio Minho (PT), o Pôle Métropolitain Pays de Béarn (FR), o Institut Occitan de Culture (FR), a Communauté de Communes Pyrénées Haut Garonnaises (FR), a Diputación Provincial de Teruel (ES), a Diputación Provincial de Burgos (ES), a Fundació Institut Català de Recerca en Patrimoni Cultural (ES), e a Universidade Pública de Navarra (ES).

O Interreg Sudoe é a Iniciativa Comunitária para a Cooperação Transnacional Sudoeste em Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional para o Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

VALENÇA: ESTÁ DE REGRESSO A FEIRA DOS SANTOS DE CERDAL

A “mãe de todas as feiras” está de volta de 31 de outubro a 2 de novembro

A Feira Romaria dos Santos de Cerdal, em Valença, está de regresso de 31 de outubro a 2 de novembro. Depois de um ano de paragem, devido à pandemia Covid-19, a “mãe de todas as feiras” está de volta com mais de 400 tendas prontas para receberem milhares de visitantes.

pericosdossantos.jpg

A Feira dos Santos é o evento de outono por excelência na Euro região Galiza-Norte de Portugal, recebendo portugueses e espanhóis em perfeita comunhão, numa tradição comum que os séculos não fizeram definhar.

A Feira dos Santos não é uma feira comum. Não é uma feira convertida em festa, não é só mais uma feira. É uma feira com personalidade própria, que carrega às costas séculos de história e tradição.

Ela tem a capacidade de congregar um conjunto muito amplo de saberes, tradições e rituais, organizados ao longo do ano, e que teimam em não se perder, apesar da dificuldade cada vez maior na sua preservação e transmissão para as gerações futuras.

O vestuário, as louças, o calçado, as tasquinhas, o gado bovino, caprino e ovino, os produtos do campo, as maquinarias agrícolas, os parques de diversões e uma infinidade de outros atrativos prometem fazer as delícias dos visitantes.

Feira dos Santos e das Trocas

Este ano a feira regressa com três dias de festa, de 31 de outubro a 2 de novembro. O dia 1 de novembro (Dia dos Santos) é o evento principal e no dia 2 de novembro é a Feira das Trocas. Assim se mantém a tradição de trocar os produtos adquiridos na véspera que por alguma razão não serviram.

Os Famosos Perícos dos Santos

Uma das marcas da feira são os frutos da época, sobretudo com os famosos Perícos dos Santos. Os perícos, semelhantes a uma pequena pera, são típicos de Valença e tem no concelho, para além da sua origem, as maiores áreas de produção. A par dos perícos, as castanhas cruas ou cozidas, as nozes e os dióspiros fazem as delícias de quem aprecia estes os produtos.

A Tradição dos Petiscos e Desgarradas

Manda a tradição que nas noites de 31 de outubro e 1 de novembro, a Feira dos Santos é o destino para provar os vinhos novos e saborear os petiscos locais como os rojões, as moelas, as bifanas e o bacalhau, entre muitas outras iguarias. Nas tasquinhas animam-se as noites, ao som das concertinas e soltam-se as mais engraçadas cantigas de desgarrada.

Corridas de Garranos em 1 de novembro

Na Pista das Corridas os ginetes mostram a beleza do nosso cavalo, o Garrano. As corridas de cavalos, em passo travado, decorrem no dia 1, a partir das 14h30.

Os emblemáticos cavalos garranos dão um colorido especial à feira do gado que contará, ainda, com animais bovinos, caprinos e ovinos e uma ampla área de maquinaria agrícola.

Corridasdecavalos.jpg

Feiradossantos2.jpg

"COMÉDIAS DO MINHO" ARRANCA A ATIVIDADE COM A ABERTURA DO ANO LETIVO

Nas Comédias do Minho, o ano de 2022 começa em 2021, com a abertura do ano letivo.

Os Encontros Excêntricos da Arte e da Educação existem para assinalar este início de ano e apresentar o programa do Projeto Pedagógico das Comédias do Minho. Acontecem no dia 13 de outubro, em Valença (auditório CILV), das 17h30 às 19h30.

cominho.jpg

Neste espaço de encontro, é também dado a conhecer o pensamento que orienta a programação geral da associação cultural, bem como algumas pessoas que estarão a trabalhar com as Comédias do Minho nos próximos tempos.

A bióloga marinha, Ana Pêgo, foi convidada para falar sobre o seu projeto de educação ambiental e ‘artivismo’ – Plasticus Maritimus, uma espécie invasora. Para além de estar presente nos Encontros Excêntricos, conduzirá nos dias 14 e 15 de outubro, em Valença, uma ação de formação sobre os problemas que afetam os oceanos e sobre o seu processo de trabalho artístico com plásticos recolhidos na praia.

Miguel Fragata e Inês Barahona, da Formiga Atómica, foram convidados para falar sobre a sua próxima criação para o público infantil: “O Estado do Mundo”. Este espetáculo de teatro circula no Vale do Minho em janeiro e fevereiro de 2022 e é coproduzido pelas Comédias do Minho. 

E porque estes Encontros servem, também, como espaço de debate sobre a relação entre a arte e a educaçãoSara Brighenti irá falar sobre a sua experiência e visão como subcomissária do Plano Nacional das Artes.

Este ano, nos Encontros Excêntricos, é feito o lançamento oficial do Projeto Mutantes, que se estende aos 10 municípios do Alto Minho, por uma duração de 2 anosMutantes é um programa de oficinas artísticas especialmente dedicado aos adolescentes, mas que alcança também professores, mediadores e outros interessados em arte e educação. O projeto está inserido na iniciativa Cultura para Todos, promovida pelo NORTE2020.

AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS EM VALENÇA E PAREDES DE COURA EM 1904

CapturarELEIÇOESMUNI1904.JPG

Em quasi todo o paiz, mas especialmente nos districtos de Vianna do Castello, Villa Real, Porto, Bragança, Vizeu e Castello Branco, os parciaes do Governo juntaram-se com todos os elementos possiveis, absolutamente com todos, sem distincção de cor ou feição partidaria, para fazer guerra aos amigos politicos d'elle, orador.

Em alguns districtos chegou a parecer uma montaria politica organizada contra os regeneradores.

Assim, no districto de Vianna do Castello e em toda a parte, onde todos os elementos congregados se pudessem defrontar com os seus amigos politicos; ahi deram batalha, auxiliados pela auctoridade e empregando quantos meios de prejuizo e damno lhes foi possivel encontrar.

Havia um concelho onde o partido regenerador luctava e onde inconstestavelmente tinha maioria: era o concelho de Valença.

Com os seus amigos lidava um Deputado da nação: foi chamado a Lisboa.

Em outro concelho estava um membro d'esta Camara, o Digno Par Sr. Miguel Dantas; pois vae ler o telegramma em que S. Exa. conta a impressão que lhe causou o acto eleitoral na localidade em que reside:

"Coura. - Eleição terminou hontem noite. Perdi por 24 votos, graças violencias e illegalidades praticadas por auctoridade. Delegados Governo todos franquistas. Alem de grande força policia civil e praças linha, mais de sessenta caceteiros de concelhos limitrophes. Aspecto bellico verdadeiramente revolucionario. Não houve alteração ordem devido unicamente á prudencia dos amigos. Protesto em todas assembleias".

Por este telegramma comprehende a Camara com que liberdade e com que isenção foram realizadas as eleições municipaes em Coura.