Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

EQUIPA DA ANACOM AVALIA A REDE TDT EM TERRAS DE BOURO

Na sequência do processo iniciado pela Câmara Municipal tendo por objetivo resolver todos os problemas que os terrabourenses têm sentido com a Televisão Digital Terrestre (TDT) e após a reunião de trabalho que o Executivo Municipal realizou com o Dr. João António Cadete de Matos, Presidente da Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) a 8 de janeiro, o Município informa que já se encontra em Terras de Bouro e no terreno uma equipa técnica de 6 elementos da ANACOM auxiliada por duas viaturas de diagnóstico.

CAPATBOURO1.jpg

Os técnicos irão identificar as fragilidades e as possibilidades de resolução dos problemas existentes com a cobertura deficitária da TDT em Terras de Bouro. A equipa pretende fazer um levantamento dos agregados populacionais onde não há TDT com o objetivo de diagnosticar o problema e fazer com que esta chegue a toda a população sem quaisquer problemas. Um dos principais diagnósticos passará por averiguar se o satélite é uma hipótese viável para que o sinal chegue a todas as localidades, caso não seja possível através do sinal terrestre.

20190117_134217.jpg

Assim sendo, levamos ao conhecimento da população que nas próximas semanas os técnicos, com o total apoio da Câmara Municipal, entrarão em contacto com os respetivos Presidentes das Juntas de Freguesias no sentido de planear e realizar um estudo e diagnóstico exaustivo de cada localidade, o que implicará um levantamento no terreno em todos os lugares e em todas as habitações que apresentarem dificuldades na receção da TDT.

IMG-20190117-WA0000.jpg

IMG-20190117-WA0002.jpg

IMG-20190117-WA0006.jpg

IMG-20190117-WA0007.jpg

TERRAS DE BOURO REÚNE ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Assembleia Municipal de Terras de Bouro reunirá a 25 de Janeiro em sessão extraordinária

foto da Câmara Municipal de Terras de Bouro..JPG

Na próxima sexta-feira, dia 25 de janeiro, a Assembleia Municipal de Terras de Bouro irá realizar, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 20h30, a sua a primeira sessão de 2019, esta com carácter extraordinário e que versará a seguinte ordem de trabalhos:

1.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - jogos de fortuna ou azar”;

2.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - vias de comunicação”;

3.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - gestão das praias marítimas, fluviais e lacustres”;

4.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - justiça”;

5.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - equipas de intervenção permanente”;

6.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - estruturas de atendimento ao cidadão”;

7.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - habitação”;

8.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - património imobiliário público”;

9.Análise e votação de “proposta - descentralização de competências - estacionamento público”; 

ENCONTRO CONCELHIO DE CANTARES DE NATAL E REIS DECORREU EM TERRAS DE BOURO

O Município de Terras de Bouro promoveu a 13 de janeiro o XX Encontro Concelhio de Cantares de Natal e de Reis, evento que decorreu na sede do concelho, mais concretamente, na Igreja Matriz de Terras de Bouro.

CAPA (3).jpg

Teve assim lugar uma tarde de alegria e de convívio que contou com a participação da Banda Musical de Carvalheira, do Orfeão de Terras de Bouro, do Grupo Coral de Moimenta, do Centro de Solidariedade Social de Valdosende, do Jardim de Infância de Carvalheira, dos Alunos da Escola Dominical e Grupo de Jovens de Valdosende, da Associação Socio Cultural e Desportiva de Paradela – Valdosende, do Grupo Coral de Carvalheira e do Grupo Coral Intergeracional de Souto, num belo momento de celebração da tradição das Janeiras.

20190113_150201.jpg

20190113_154727.jpg

20190113_155650.jpg

20190113_162037.jpg

20190113_162558.jpg

20190113_164312.jpg

20190113_164624.jpg

20190113_165001.jpg

20190113_165959.jpg

20190113_171513.jpg

20190113_173324.jpg

20190113_174713.jpg

20190113_174825.jpg

20190113_174855.jpg

TERRABOURENSES CANTAM AS JANEIRAS

Instituições Particulares de Solidariedade Social cantaram e encantaram com as Janeiras na Câmara Municipal de Terras de Bouro

Os utentes do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO) de Souto e os meninos do jardim de infância da mesma freguesia, assim como as crianças do jardim de infância do Centro de Solidariedade Social de Valdosende deslocaram-se aos Paços do Concelho, no dia 14 de janeiro, para apresentarem várias composições alusivas à comemoração dos Cantares dos Reis e simpaticamente desejarem um bom ano de 2019 ao Executivo Municipal.

20190114_104221.jpg

O Presidente da Câmara Municipal, Manuel Tibo, na companhia da Vereadora, Dr.ª Ana Genoveva e do Adjunto da Presidência, Sr. Avelino Soares, agradeceu os votos de bom ano, encarecidamente formulados por todos e retribuiu esse desejo, não deixando de enaltecer o espírito e a dedicação de todos aqueles que ano após ano se dedicam a este importante reavivar e à celebração desta tradição.

20190114_104238(0).jpg

20190114_110101.jpg

20190114_110113.jpg

TERRAS DE BOURO CUMPRE A TRADIÇÃO DOS CANTARES DAS JANEIRAS

A tradição das Janeiras na Câmara Municipal de Terras de Bouro

Cumprindo a tradição, os alunos do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e as crianças dos jardins-de-infância deslocaram-se aos Paços do Concelho, nos dias 9 e 11 de janeiro, para apresentarem várias composições alusivas à comemoração dos Cantares dos Reis.

CAPAtbo.jpg

O Presidente da Câmara Municipal, Manuel Tibo, na presença do Prof. Álvaro Carneiro, do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, agradeceu e retribuiu os votos de bom ano, simpaticamente formulados por todos e retribuiu esse desejo, não deixando de enaltecer a dinâmica, o espírito e a dedicação de todos aqueles que ano após ano se dedicam a este importante reavivar e à celebração desta tradição.

20190109_104951.jpg

20190109_105132.jpg

20190109_105543.jpg

20190111_103731.jpg

20190111_103743.jpg

20190111_103930.jpg

20190111_104516.jpg

20190111_104945.jpg

20190111_105236.jpg

20190111_105639.jpg

20190111_105644.jpg

20190111_105838.jpg

20190111_110057.jpg

20190111_110325.jpg

Capturartrad1.PNG

Capturartrad2.PNG

TERRAS DE BOURO VAI TER CENTRO DE RECOLHA DE ANIMAIS DE COMPANHIA

Construção de Edifício para Centro de Recolha Oficial Municipal de Animais de Companhia em Terras de Bouro

Através do despacho n.º 12467-C/2018 dos Secretários de Estado do Orçamento e das Autarquias Locais, publicado na 2.ª série do Diário da República n.º 246, de 21 de dezembro, foi autorizada a celebração do contrato-programa que viabiliza a criação do Centro de Recolha Oficial Municipal de Animais de Companhia em Terras de Bouro.

CAPA (1).jpg

O contrato programa foi celebrado entre a Direção-Geral das Autarquias Locais, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte e o Município de Terras de Bouro e prevê um custo de investimento elegível que ascende aos 133.833,45 euros. A Direção-Geral das Autarquias Locais comparticipará financeiramente a obra em €50.000, sendo o restante montante da verba oriunda da componente municipal.

O Centro de Recolha Oficial Municipal de Animais será implementado no lugar de Cabaninhas, freguesia de Gondoriz e espera-se que esteja concluído antes de 31 de março de 2020. Trata-se de uma estrutura que tem como objetivo contribuir para a resolução dos problemas relacionados com o abandono de animais de companhia que sofrem todo o género de maus-tratos e os que vagueiam pelas ruas, sujeitos a contrair doenças, constituindo um risco para a saúde pública. Assim, está assegurado o cumprimento das normas europeias ao serem acauteladas as condições consideradas essenciais para a permanência dos animais no Centro de Recolha. Compete às câmaras municipais, no domínio das suas atribuições na defesa da saúde animal e pública, proceder à recolha e captura dos animais em situação de abandono, sempre que tal seja indispensável.

O município pretende assumir um importante papel na proteção da vida animal, com a implementação de políticas que promovam o bem-estar dos animais, o tratamento adequado e condigno dos que são abandonados e a promoção de ações de incentivo na adoção de animais e no combate ao seu abandono.

CRO-2.jpg

TERRABOURENSE FREI BENTO DOMINGUES É O MAIOR TEÓLOGO PORTUGUÊS DA IGREJA CATÓLICA

Universidade do Minho concede “honoris causa” ao “maior teólogo” português

“O maior teólogo” da Igreja e uma “voz grande da cultura”, justifica Moisés Lemos Martins. Um reconhecimento de um itinerário centrado numa “teologia da periferia”, como diz frei Bento. Ou um nome “marcante na produção teológica em Portugal” e “um dos pilares da sociedade portuguesa”, como dizia há poucos meses, sobre Bento Domingues, o agora arcebispo Tolentino Mendonça.

IMG_8475-e1547058040290.jpg

Bento Domingues: Um “magistério na cultura portuguesa – no campo religioso e fora dele”, dizia Tolentino Mendonça, em Junho (foto Francisco Marujo)

 

Frei Bento Domingues, frade dominicano, teólogo, colunista do jornal Público e autor do ensaio A Religião dos Portugueses, será doutorado honoris causa pela Universidade do Minho, no próximo dia 15 de Fevereiro, soube o 7MARGENS. Frei Bento é, “por certo, o maior teólogo” da Igreja Católica em Portugal e é uma “voz grande da cultura portuguesa”, diz Moisés Lemos Martins, director do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS), do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade do Minho (UM), justificando a proposta de doutoramento.

A sugestão partiu do departamento de Ciências da Comunicação e do CECS. O doutoramento, acrescenta o professor catedrático da UM, será feito no âmbito dos Estudos Culturais. “O que me admira é terem tido esta ideia, que acolhi com agrado e reconhecimento, mas não era coisa que me passasse pela cabeça. A Universidade não tem obrigação nenhuma, esta escolha surpreendeu-me. Podia dizer que não queria, mas também seria ser exibicionista”, diz frei Bento ao 7MARGENS, comentando a informação, recebida nos primeiros dias de Janeiro.

Moisés Lemos Martins, que será o padrinho do doutoramento, acrescenta que “a presença permanente de frei Bento no espaço público, atravessando a segunda metade do século XX e já este século”, destaca-o como “homem da Igreja e da cultura, debatendo a condição humana e os desafios que se lhe colocam”. Ele tem sempre “uma palavra de esperança sobre a humanidade, num tempo em que muito se desespera, porque são muitos os desesperados e porque os desequilíbrios sociais não têm a solução que se exige”, acrescenta. Além disso, as suas intervenções, escritas ou faladas, colocam “em confronto permanente o Evangelho com os problemas do mundo e da humanidade”.

“Faço uma teologia da periferia”, diz Bento Domingues. “A única forma de interpretar [esta decisão] é que o estatuto da minha teologia foi sempre marginal. Sempre trabalhei em teologia nas formas mais variadas, mas não dentro de instituições católicas universitárias em Portugal. E a Universidade do Minho também não é confessional.

Prática teológica e inteligência da fé

Frei Bento começou por decidir não fazer doutoramento. “Depois andei em ziguezagues”, conta: ainda na década de 1990, chegou a ser convidado pelo então reitor da Universidade Católica Portuguesa (UCP), padre Isidro Alves, para professor da respectiva Faculdade de Teologia e membro da equipa da revista teológica Communio. “Pedi-lhe garantia de que teria plena liberdade de ensino e ele respondeu que não o poderia fazer. Por isso, disse-lhe que não ia. Se fosse, corria o risco de perder um amigo e isso eu não queria.”

“O problema da prática teológica é que, se ela não é feita em liberdade, é um serviço à instituição e não uma inteligência da fé”, diz frei Bento. Apesar disso, e mesmo não tendo estado nunca ligado a uma instituição de forma muito dilatada no tempo, Bento Domingues acabou por ter uma intensa actividade ligada a universidades: leccionou vários anos no Instituto Bartolomeu de las Casas (Peru), na Universidade de São Tomás (Colômbia) e no Instituto Pedro de Córdoba (Chile), além de ter orientado cursos de animação e formação de missionários (Angola e Moçambique).

Em Portugal, o percurso foi idêntico: “Tive sempre relação com universidades, mas as não-confessionais.” Além de centenas de conferências, em muitos sítios, “quase sempre da ordem do acontecimento e não do institucional”, o frade dominicano esteve, por exemplo, nos conselhos gerais do Instituto de Ciências Sociais, de Lisboa e da Universidade do Porto (neste caso, entre 2014-18) e, na década de 1990, foi o responsável, com Alfredo Teixeira, pela criação do curso de Ciências das Religiões, da Universidade Lusófona, que entretanto abandonou. “A ideia era fazer teologia num espaço laico, mas era difícil: como não oferecia carreira, só podia ser para quem pudesse pagar e para pessoas reformadas ou desocupadas.”

Frei Bento tem insistido na ideia de que, desde 1910 e da instauração da República, a teologia tinha desaparecido das universidades públicas portuguesas, com o fim do curso que existia em Coimbra. A situação só ficou remediada com a criação da faculdade na UCP e a criação do Instituto Superior de Estudos Teológicos, ambos no final dos anos 1960. A UCP “nasceu contra o ISET”, que tinha sido criado por várias ordens religiosas e onde frei Bento também se empenhou bastante. Mas a Católica “também evoluiu” nos últimos anos, considera.

Por isso, este doutoramento surge como “um reconhecimento de um itinerário, de um trabalho que não teve espaço nas universidades públicas nem na Católica. Por isso aceitei. E é também uma forma de dizer que não devemos desistir.”

Um “gesto seminal”, um “grande autor”

Para Bento Domingues, a melhor definição do seu modo de fazer teologia foi feita por José Tolentino Mendonça, actual arcebispo e bibliotecário do Vaticano, na apresentação da edição revista e actualizada do seu livro A Religião dos Portugueses, editada em Maio de 2018 pela Temas e Debates (e co-organizada pelo autor deste texto). “Ele entendeu que eu nunca quis desistir da prática teológica e que isso para mim foi o essencial, incluindo com as minhas crónicas no Público ou a direcção da colecção Nova Consciência, no Círculo de Leitores”, publicada na década de 1990.

Nessa intervenção, Tolentino Mendonça considerou A Religião dos Portugueses como um livro “absolutamente marcante na produção teológica em Portugal” e que traduz um “gesto seminal” e uma “mudança de respiração” na teologia. E apontou o seu autor como “um grande artesão da teologia”, que “mostra uma juventude e um saber fazer verdadeiramente incontornável”. E acrescentou: “Temos uma grande dívida para com frei Bento Domingues, no sentido da inquietação e da incitação que ele nos faz ao pensamento.”

Ao mesmo tempo, disse que Bento Domingues tem a “capacidade de penetrar [e ser um] poder de referenciação”, com um “magistério na cultura portuguesa – no campo religioso e fora dele” que evidencia “como, através do pensamento e através da palavra, frei Bento é capaz de mostrar que aquilo que define os portugueses é o coração”. Enfim, considerou o frade dominicano como “um grande autor” e “um dos pilares da sociedade portuguesa”.

Fonte: António Marijo / http://setemargens.com/

PRESIDENTE DA ANACOM ESTEVE EM TERRAS DE BOURO

Presidente da ANACOM em Terras de Bouro a 8 de Janeiro

Após a reunião de trabalho que manteve com o Executivo Municipal e com o objectivo de se resolverem os problemas de cobertura de rede da Televisão Digital Terrestre (TDT), comunicações móveis e alargamento da fibra ótica no nosso concelho, o Dr. João António Cadete de Matos, Presidente da Autoridade Nacional de Comunicações e o Senhor Presidente da Câmara Municipal Manuel Tibo, dirigiram-se à comunicação social presente para comunicar o resultado deste encontro.

CAPA.jpg

Após os agradecimentos inicias aos media pela sua presença e evidente interesse, o Senhor Presidente da Câmara Municipal Manuel Tibo, quis deixar também o seu apreço e reconhecimento pela presença e disponibilidade demonstradas pelo Dr. João António Cadete de Matos em se deslocar a Terras de Bouro para presenciar e aquilatar sobre a real dimensão das preocupações que as dificuldades de comunicação suscitam no território, algo que afeta não só os terrabourenses, mas também os muitos turistas que nos visitam, sublinhou o Senhor Presidente da Câmara Municipal.

20190108_152656.jpg

De igual forma, na sua intervenção, o Senhor Presidente da ANACOM, agradeceu a oportunidade para a realização desta reunião de trabalho na sede do concelho que permitiu tomar conhecimento das inquietações que existem com: a cobertura deficitária da Televisão Digital Terrestre (TDT), a inexistência de sinal de rede de telemóvel em algumas áreas e também com a necessidade urgente que há em alargar e ramificar a rede de fibra ótica por todo o concelho. Com efeito, depois de serem identificadas as fragilidades no terreno e possibilidades de resolução dos problemas, algo que irá acontecer por uma equipa técnica da ANACOM, nas próximas semanas, anunciou o Senhor Presidente da ANACOM, em articulação e com a colaboração da Câmara Municipal e das Juntas de Freguesia, devido não só às necessidades da população e empresas mas também pela importância do turismo em Terras de Bouro, será apresentado um estudo de diagnóstico às entidades competentes, neste caso à ALTICE, empresa responsável pela difusão dos sinais de comunicações, nomeadamente, da TDT, para que esta assuma o processo de resolução o mais rapidamente possível.

20190108_155107.jpg

Uma das novidades anunciadas também pelo Dr. João António Cadete de Matos foi a intenção, na rede móvel, de criação de um sistema de roaming nacional, o que permitirá a cobertura constante de telemóvel em determinada área sem depender do operador, mas sim da presença de qualquer sinal de antena abrangente, algo, sem dúvida, muito útil pela extensão e especificidade do nosso concelho.

20190108_160059.jpg

20190108_160301.jpg

20190108_160308.jpg

20190108_160342.jpg

TERRAS DE BOURO COMBATE INSUCESSO ESCOLAR

Projeto TER + Sucesso em Terras de Bouro Disponibiliza Instrumentos de Avaliação Psicopedagógica

O Município de Terras de Bouro tem vindo a implementar o Projeto Municipal de Combate ao Insucesso Escolar – Ter + Sucesso em Terras de Bouro. Este plano, que consiste no apoio ao desenvolvimento de projetos baseados nas várias áreas do conhecimento com vista à melhoria dos resultados escolares no ensino pré-escolar e ensino do 1º, 2º e 3º Ciclo, tem por objetivos reduzir as taxas de retenção, elevar a qualidade e o nível de sucesso dos alunos e ainda prevenir casos de insucesso escolar.

CAPA.jpeg

O projeto de combate ao insucesso escolar “Ter + Sucesso” potenciou a existente equipa multidisciplinar, constituída por profissionais das áreas de psicologia e terapia da fala. A mesma tem como metas contribuir para a promoção do sucesso educativo e prevenir o abandono escolar através da implementação e operacionalização de várias medidas, de modo a que as suas ações em ambiente escolar sejam efetivamente promotoras de sucesso educativo.

Neste sentido, foi possível a aquisição de diverso material psicopedagógico que tem como finalidade disponibilizar aos técnicos recursos facilitadores, nomeadamente, de avaliação e intervenção que permitam potenciar juntos dos alunos áreas tais como: o conhecimento, formação pessoal e proporcionar um conjunto de atividades de enriquecimento curricular que permitam explorar e melhorar as suas competências cognitivas e comportamentais, de modo a permitir uma aprendizagem de qualidade e de sucesso.

Assim, os técnicos tem à sua disposição um conjunto de ferramentas que lhes permite  implementar medidas e metodologias inovadoras junto dos alunos de Terras de Bouro no sentido de:

- realizar a avaliação diagnóstica dos fatores de risco nos alunos sinalizados em situação de insucesso escolar e/ou risco grave de abandono;

- implementar os instrumentos de trabalho, nomeadamente, instrumentos de avaliação diagnóstica, planeamento e recolha de informação e grelha de indicadores de fatores de risco e condicionantes ao processo de aprendizagem de intervenção com os alunos e famílias;

-  desenvolver uma intervenção psicossocial e psicoeducativa individual ou em grupo de ligação com o contexto sociofamiliar.

20190108_110152-01.jpeg

20190108_110604.jpg

20190108_110622.jpg

20190108_110750.jpg

TERRAS DE BOURO QUER RESOLVER OS PROBLEMAS DE COBERTURA DA REDE DA TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE

Presidente da ANACOM reunirá com Executivo Municipal em Terras de Bouro a 8 de Janeiro

No sentido de se resolverem os problemas de cobertura de rede da Televisão Digital Terrestre (TDT) e as comunicações móveis que têm assolado o nosso concelho, o Município de Terras de Bouro encetou vários contactos com a direcção da ANACOM que possibilitaram a vinda do Dr. João António Cadete de Matos, Presidente do Conselho de Administração deste organismo, a Terras de Bouro já no próximo dia 8 de Janeiro.

JoaoCadeteMatos-01.jpg

Presidente da ANACOM, Dr. João Cadete de Matos

 

Nesta visita serão anunciadas as medidas que procurarão resolver todos os inconvenientes que existem há já alguns anos com a cobertura deficitária da Televisão Digital Terrestre (TDT) e também com a inexistência de sinal de rede de telemóvel em algumas áreas, factos que têm dificultado e muito não só a vida dos residentes mas também dos inúmeros turistas que visitam o nosso Concelho.

Importa, por último, sublinhar a vital importância da resolução de tais problemas que dificultam, inclusive, a atuação das forças de segurança em situações de emergência, algo que o município pretende resolver o mais breve possível.

TERRAS DE BOURO ORGANIZA XX ENCONTRO CONCELHIO DE CANTARES DE NATAL E REIS A 13 DE JANEIRO

O Município de Terras de Bouro irá promover o XX Encontro Concelhio de Cantares de Natal e de Reis, a realizar no próximo dia 13 de janeiro, pelas 14:30, na Igreja Matriz de Terras de Bouro, situada na sede do concelho.

XX Encontro de Cantares de Natal e Reis.png

O evento irá contar com a participação de várias associações e grupos corais do concelho que irão dar corpo à atividade com entusiasmo, proporcionando, certamente, uma tarde de alegria e convívio e contribuindo assim para manter bem viva a tradição das Janeiras.

As canções a apresentar no evento irão caracterizar-se pelo seu teor, ou seja, do mais inédito e mais tradicional, mas todas dentro do espírito da quadra e que também não passará, certamente, despercebida junto dos mais novos.

GNR DO GERÊS ENTREGA VESTUÁRIO E BRINQUEDOS EM AÇÃO DE SOLIDARIEDADE

A GNR do Gerês, numa iniciativa de solidariedade social,  doou à CPCJ de Terras de Bouro roupas novas e brinquedos para as crianças que esta entidade acompanha.

IMG_3429

No momento da entrega, que decorreu nas instalações da CPCJ, estiveram presentes os agentes promotores da iniciativa, o Cabo Hélder Figueiredo e o Comandante do Posto da GNR do Gerês, Joel Soares, que foram recebidos pelo Sr. Presidente do Município, Manuel Tibo, a Chefe de Gabinete de Apoio à Presidência, Liliana Machado e as técnicas da CPCJ, Filipa Moreira e Isabel Braga.

A GNR mostra-se uma entidade atenta às carências das famílias do concelho e, com esta ação, demonstra estar próxima da comunidade.

A autarquia agradece e louva a iniciativa da GNR do Gerês que vai tornar o Natal das nossas crianças muito mais feliz.

CRIANÇAS DE TERRAS DE BOURO RECEBEM PRENDAS DO PAI NATAL

A Câmara Municipal de Terras de Bouro Presenteou Crianças do Pré-Escolar e 1.º Ciclo

Na passada sexta-feira, dia 14 de dezembro, decorreu em ambiente de grande animação, a entrega dos habituais presentes de Natal a todas as crianças do Pré-Escolar e do 1.º ciclo de Terras de Bouro.

Capa

Durante todo o dia o Pai Natal, acompanhado pelo Sr. Presidente da Câmara, Manuel Tibo, e a Chefe de Gabinete de Apoio à Presidência, Dra. Liliana Machado, percorreu os vários Estabelecimentos de Ensino e Instituições de Solidariedade social de Terras de Bouro, para entregarem às mais de 300 crianças do 1.º ciclo e Pré-Escolar uma pequena lembrança do município, acompanhada, naturalmente, de votos de Boas Festas.

Nesta iniciativa foram colhidos entusiasmantes e sinceros momentos de alegria e felicidade por parte de todas crianças.

É com este espírito natalício, de fraternidade e de solidariedade que este Município continuará a apoiar as crianças de Terras de Bouro.

O Município de Terras de Bouro deixa ainda uma palavra muito especial de agradecimento pela prestimosa colaboração do Nuno Teixeira com a sua representação de Pai Natal.

DSC_0035

DSC_0061

DSC_0067

DSC_0086

DSC_0210

DSC_0233

Image-1

MUNICÍPIO DE TERRAS DE BOURO CELEBRA PROTOCOLO COM ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE BRAGA

A Câmara Municipal de Terras de Bouro, no passado dia 14 de dezembro, protocolou com a Associação de Futebol de Braga o pagamento do valor da inscrição de atletas amadores das equipas seniores de todos os escalões de formação, bem como dos respetivos diretores, treinadores e massagistas dos clubes e associações com sede no concelho de Terras de Bouro que se encontram inseridos nas competições oficiais. O protocolo visa apoiar as coletividades locais que têm como propósito o fomento e a prática de modalidades desportivas, com participação continuada e regular nos campeonatos federados organizados pela Associação de Futebol de Braga.

afbraga2

Assinaram o protocolo que formaliza e regulariza os custos com as inscrições nas competições oficiais da A.F. Braga, relativamente à época desportiva 2018/19, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Adelino Cunha, e o Presidente da A.F. Braga, Manuel Machado.

capa_afbraga

TERRAS DE BOURO LEVA "AUTO DA BARCA DO INFERNO" AOS ALUNOS DE GERÊS

Apresentação aos alunos do 9.º ano da peça de teatro “Auto da Barca do Inferno”

No âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado, aprovado pelo Programa Operacional Regional do Norte 2014-2020 (NORTE 2020), através da Tipologia de Intervenção Planos Integrado e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar de âmbito intermunicipal, decorreu a 13 de dezembro, no auditório Professor Doutor Emídio Ribeiro, na vila do Gerês, a apresentação dramática da peça “Auto da Barca do Inferno” de Gil Vicente, pela Companhia de Teatro Profissional Teatro Educa  aos alunos do 9º ano.

Capa

O texto de Gil Vicente foi apresentado integralmente e de forma pedagógica, tendo a encenação criado momentos de verdadeira comédia onde alunos, professores e atores interagiram num espetáculo cheio de ritmo, humor e ação.

20181213_102755

20181213_102813

20181213_103244

20181213_104203

20181213_104337

20181213_110431

20181213_111106

20181213_112246

20181213_114020