Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FÉRETROS DE ANTÓNIO FEIJÓ E ESPOSA CHEGARAM A PORTUGAL EM 1927 E O POVO DE LISBOA PRESTOU-LHES SENTIDA HOMENAGEM

António Feijó é porventura o poeta mais representativo do Parnasianismo e o mais eminente poeta limiano. Nasceu em Ponte de Lima em 1859 e faleceu em Estocolmo, na Suécia, em 1917, onde exercia a carreira diplomática. Porém, só dez anos decorridos foi o seu féretro, juntamente com o de sua esposa – Mercedes Joana Leuwem – trasladado para Portugal a bordo do navio sueco HMS Flygia.

ANTNIO~1

O BLOGUE DO MINHO deixa aqui o registo da chegada a Lisboa, em 12 de Novembro de 1927, dos féretros de António Feijó e esposa, através das fotografias do Centro Português de Fotografia e da Marinha Real Sueca.

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1590B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1592B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1593B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1594B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1595B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1596B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1597B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1598B_derivada.jpg

PT-TT-EPJS-SF-001-001-0007-1599B_derivada.jpg

fylgia22.jpg

O Flygia atracado num porto holandês

EPATV VIAJA ATÉ À SUÉCIA

EPATV em reunião Erasmus+ na Suécia

Os parceiros do projeto de Parcerias Estratégicas ERASMUS+ em Educação de Adultos coordenado pela Escola Profissional Amar Terra Verde – Percursos de Melhoria de Competências nos profissionais de Educação e Formação de Adultos juntaram-se recentemente em Malmo, na Suécia, para refletir sobre o decorrer do curso em regime de elearning, cujos dois primeiros módulos já estão concluídos, assim como para preparar os restantes módulos e a próxima formação presencial.

ae_pro1.jpg

Durante a reunião foi ainda possível visitar uma escola de educação popular sueca e um centro de educação comunitária. Relembre-se que, para além da EPATV, participam neste projeto a EAEA – European Association for the Education of Adults, da Bélgica; o Learning and Work Institute, do Reino Unido, a KVS – Finnish Lifelong Learning Foundation, da Finlândia, a Nordic Network for Adult Learning da Dinamarca e a Glokala, da Suécia, que acolheu a reunião deste projeto. Juntos, estes parceiros estão a desenvolver o curso online para educadores de adultos em toda a Europa e vão ainda desenvolver um conjunto de materiais que, compilados, serão depois disponibilizados nas diferentes línguas para a capacitação de profissionais deste setor.

aepro2.jpg

aepro3.jpg

aepro4.jpg

PINTOR ARCUENSE MUTES EXPÕE NA SUÉCIA

Mutes em exposição coletiva na Suécia

Através de um convite da galeria “Wagner Art Gallery” e da sua curadora Laetitia Wagner, o pintor Arcuense Mutes foi convidado juntamente com outros Artistas Nacionais e Internacionais a expor na cidade de Gotemburgo, na Suécia.

54525949_380368905879661_1869642484204699648_n.jpg

Esta exposição tem como tema (A Ressurreição). Cada um dos Artistas através da sua linguagem pictórica, expressou-se, mostrando agora a sua forma de fazer Arte nesta cidade de Gotemburgo.

Os Artistas Nacionais e Internacionais que compõe este coletivo são: Suécia (T. Björk). Portugal (Sónia Queimado Fonseca), (Marta Baptista), (Pedro Rafael Cruz), (Mutes). Itália (Alessio Bolognesi).Tunísia (Lo Lostlines). República do Togo (Trez Folly). França (Spiderguile)

JOÃO PEDRO COELHO - É DE PONTE DE LIMA O MELHOR JOVEM COZINHEIRO DE PORTUGAL!

BACALHAU JUNTOU NORUEGUESES, SUECOS E PORTUGUESES, EM BRUXELAS

Foi mais um evento de promoção de Portugal e sua excelente enogastronomia, desta vez no âmbito de uma conferência académica organizada ontem em Bruxelas, pelo eurodeputado da respectiva comissão parlamentar.

João-Pedro-Coelho-no-Concurso-Cook-Off

Para a confecção do almoço com os oradores, José Inácio Faria chamou á capital europeia, o Melhor Cozinheiro Jovem Portugal 2017, vencedor do concurso Jovem Talento de Gastronomia, após uma série de provas durante meses em escolas profissionais e de hotelaria do país, recordemos.

Natural de Fornelos, Ponte de Lima, acompanhamos João Pedro Coelho, também como participante na Academia dos Oceanos, evento integrado no projecto Universidade Marítima Mundial, e realizado no Parlamento Europeu.
O menú começou com umas entradas a que o Chef Júnior chama de Trilogia do salmão, pois a apresentação repartiu-se sob a forma de carpaccio, lombo e enrolado. Acompanhavam a iguaria, germinados de beterraba, creme de limão e balsâmico velho.
O prato escolhido foi um Bacalhau no forno, gratinado, com batatas às rodelas, cebola e molho de tomate. Uma salada verde acompanhava o “ fiel amigo”, o qual foi regado com brancos e tintos, nomeadamente um Alvarinho da Quinta da Pedra, em Monção, e um S. Lourenço, da Bairrada, este das castas touriga nacional e Merlot.
Os elogios não se fizeram esperar por convidados estrangeiros, como o norueguês Reid Hole, da Universidade do Norte, em Bodo, Director da Faculdade de Biociências e Aquacultura e outros compatriotas importadores de bacalhau na Bélgica; Cleopatra Doumbia – Henry, Presidente da Universidade Marítima Mundial com sede na de Malmo (Suécia) e Professora Visitante na de Genebra (Suíça), onde foi Directora da OIT (Organização Internacional do Trabalho), para além de Roman Long, irlandês, da Universidade Nacional em Dublin, e seu colega nessa outra da Escandinávia, consultor em Direito do Mar para a Comissão Europeia, UNESCO e ONU.
Dos nossos compatriotas, salientemos Jorge Gonçalves, do Centro de Ciências Marinhas da Universidade do Algarve e Visitante da de Cádiz, Espanha.
Após o repasto, todos assistiram ao evento organizado pelo eurodeputado no âmbito da referida Universidade Marítima Mundial, fundada pela Organização Marítima Internacional – IMO – em 1983, uma Agência especializada da ONU – Organização das Nações Unidas – com sede em Nova Iorque.
Fonte: Tito Morais / https://www.luso.eu/

MUNICÍPIO DE BRAGA APRESENTOU EM ESTOCOLMO PROJECTOS DE MOBILIDADE

O Município de Braga esteve representado no encontro europeu da Rede Civitas PEER-TO-PEER, que decorreu no final de Outubro, em Estocolmo, na Suécia.

mobilidade

Ao longo dos três dias foram abordadas as principais temáticas que estão na agenda da mobilidade da Comissão Europeia, com o Município a apresentar os projectos que está a desenvolver nesta matéria, com destaque para o SchoolBus, para os Laboratórios Vivos para a Descarbonização, os projectos de mobilidade ciclável, pedonal e transporte público.

O vereador Miguel Bandeira salienta a importância da participação de Braga nestas redes europeias que têm contribuído para a construção e debate de projectos que o Município tem vindo a implementar.

De acordo com Miguel Bandeira, estes projectos que estão a ser implementados na área da mobilidade são ´fundamentais´ para se atingir a meta da descarbonização e para estimular a adopção de outros modos de transporte.

A rede Civitas PEER-TO-PEER, co-financiada pela Comissão Europeia, constitui um dos vários projectos europeus aos quais o Município de Braga tem vindo a candidatar-se e cujo principal objectivo consiste em testar e introduzir medidas que promovam a mobilidade sustentável e a partilha de boas práticas.

A par de Braga, o encontro contou com a participação de cidades como Oslo, Colónia, Gdansk e Rethymno, para além da representante da Eurocities.

BRAGA PARTILHA EXPERIÊNCIAS COM AUTARCAS DA SUÉCIA

Experiências Participativas de Braga partilhadas com autarcas suecos. Braga em destaque em iniciativa de intercâmbio de autarquias portuguesas e suecas

Uma comitiva de 40 eleitos locais da Suécia, liderada por Paul Lindvall, membro da direção da SALAR – Swedish Association of Local Authorities and Regions (Associação Sueca de Autoridades Locais e Regiões) esteve em Portugal para conhecer experiências portuguesas de Orçamento Participativo. Foi neste âmbito que a Rede de Autarquias Participativas (RAP), e a Associação de Municípios e Regiões da Suécia (SALAR) assinaram em Cascais um protocolo de colaboração para a fomentar a troca de experiências entre os dois países sobre o tema dos Orçamentos Participativos.

Cascais2.jpg

O programa deste intercâmbio e partilha de experiências entre autarquias portuguesas e suecas incluiu a realização de um Fórum de apresentação de experiências participativas, onde Braga marcou presença e assim expôs aos colegas suecos as experiências bracarenses de dinamização e crescimento da participação cívica dos nossos munícipes.

António Barroso, representou o Município de Braga e com a sua apresentação estimulou ainda mais os autarcas suecos a apostarem na democracia participativa. O Orçamento Participativo, o Orçamento Participativo Escolar, o Orçamento Jovem “Tu decides”, A iniciativa “Nós Propomos”, o lançamento de “concursos de ideias”, a realização de diversas “sessões públicas de esclarecimento”, a disponibilização da “Provedoria do Munícipe”, o “Parlamento Concelhio Jovem”, a auscultação de diversos “conselhos consultivos” e a a realização de sessões da Assembleia Municipal e de reuniões de Câmara Municipal descentralizadas pelo concelho, foram realizações apresentadas e explicadas às autarquias portuguesas e suecas presentes em Cascais.

“É regozijante ver reconhecido uma vez mais o trabalho que vimos desenvolvendo e que merece realce e destaque não só a nível nacional, mas para partilhar com parceiros europeus, neste caso concreto autarcas suecos. A Suécia tem uma das democracias mais desenvolvidas e maduras do mundo, mas as experiências participativas ainda estão a dar os primeiros passos. Tivemos aqui uma excelente oportunidade para partilhar as nossas ações de mobilização cívica, que este executivo municipal vem implementando desde 2014 e que já apresentam uma qualidade apreciável, motivo para os convites a partilharmos com o país e o mundo” afirmou António Barroso, continuando “A Democracia Participativa é uma das marcas distintivas desta nova gestão municipal, onde os Bracarenses são o foco e o centro da auscultação e da resolução dos seus problemas na forma mais direta possível.”

Paul Lindvall, Membro da Direção da SALAR – Swedish Association of Local Authorities and Regions (Associação Sueca de Autoridades Locais e Regiões), referiu “para nós foi uma experiência muito enriquecedora. Utilizamos algumas ferramentas de cidadania participativa nas nossas zonas, mas não iguais a estas. É interessante ver como tudo se processa para podermos inovar.”

Orçamento Participativo 2018 está a decorrer

A edição de 2018 do Orçamento Participativo de Braga está a decorrer com o seguinte calendário:

2 a 28 de Maio – Apresentação de propostas

Os cidadãos são convidados a apresentar propostas sobre o que pretendem ver promovido ou executado pela Câmara Municipal.

29 de Maio a 5 de Junho – Análise técnica pelos serviços municipais

As propostas serão objecto de análise técnica fundamentada pelos serviços municipais, que verificarão se são ou não elegíveis. Se o forem, adaptam-nas a projectos que serão sujeitos a votação no portal do Orçamento Participativo.

6 a 9 de Junho – Período de reclamações

Os cidadãos podem reclamar no momento em que for publicada a lista provisória de projectos.

12 a 16 de Junho – Decisão sobre as reclamações

Durante este período os serviços municipais analisam e respondem às reclamações apresentadas.

20 de Junho a 18 de Julho – Votação dos projectos

Os projectos serão submetidos à votação dos cidadãos do município.

20 de Junho a 3 de Julho – 1.ª Fase de votação dos projectos

Na primeira fase da votação, cada cidadão vota em seis projectos, escolhendo o projecto considerado mais importante em cada uma das seis áreas em que as propostas podem ser apresentadas.

4 a 18 de Julho – 2.ª Fase de votação dos projectos

Na segunda fase, cada cidadão escolhe um projecto entre os trinta apurados na primeira fase.

Entre 19 e 21 de Julho - Apresentação pública dos projectos vencedores

Cascais4.jpg

Cascais5.jpg

Cascais6.jpg

ARCUENSE MUTES EXPÕE NA SUÉCIA

The Merging of feelings and colours

Mutes e Gudrun Regel, são dois amigos que se conheceram decorria o ano de 2013 ou 2014, onde Gudrun iniciava os seus primeiros passos na pintura. A convite de Mutes, visitou Arcos de Valdevez, onde rapidamente se apaixonou pelo clima e pela nossa Serra. Após alguns dias no atelier a experimentar técnicas, chegaram propostas para exposições. Braga, mais tarde Ponte da Barca e Arcos de Valdevez foram os 3 locais por onde Gudrun já expos entre 2014 e 2016.  Desta feita o convite estendeu-se para Mutes, onde a sua Arte de Des-Cubismo Contornismo, vai conhecer novos Países, desta feita no museu da cidade de Ulricehamn, na Suécia, com inauguração a dia 28 de Abril até ao dia 15 de Maio.

expo suécia.jpg

- Expor na Suécia ou em outro Pais é sempre um desafio para mim, a oportunidade de levar minha arte a outros pontos deste Globo é algo que nos satisfaz imenso, para isso é que trabalho todos os dias na arte, independentemente de ter um trabalho de 7 horas diárias. Nos últimos 3 anos este é já o sétimo Pais onde exponho internacionalmente, nunca deixando de fazer exposições em território nacional, numa média de 15 anuais. Tudo isso dá-me imensa força e vontade para pintar ainda mais, conhecer novas culturas novos locais e levar a minha arte a novos rumos onde ela é pedida, apreciada e comprada.

Mutes,  nasce em França, Margny Les Compiegne em 1976, regressa a Portugal em 1986, reside atualmente em Arcos de Valdevez. È pintor autodidata, expõe com regularidade desde 2004. Está representado em diversas coleções  nos vários Continentes, ultrapassando mais de uma centena de exposições nacionais e internacionais. Através da sua arte somos transportados para um mundo de histórias contadas através da tela, onde é possível ver uma certa crítica social, religiosa e política em alguns dos trabalhos. São figuras mutantes com predominância de fortes e atrativos campos pictóricos, que nos fazem viajar num mundo imaginário, danças de uma mão que desenha de forma despreocupada, usando o (DES) Cubismo como forma de se afirmar. Organiza e projeta várias exposições, foi fundador e curador dos coletivos de pintura, M4K1, Um Coletivo no Individual, H.e.x.a e M.O.C.A. Frequentou alguns ateliês onde aprendeu técnicas do contornismo, acabando por fundir com a sua forma de fazer Cubismo.

GudRun Regel, nasceu na Alemanha e vive atualmente na Suécia desde 2008. É pintora Autodidacta.  A pintura entrou na sua vida relativamente cedo, começou a pintar depois de um verão de inspiração na Sicília em 2011. Já fez cerca de 2 dezenas de exposições, 4 delas em Portugal, Alemanha e outras no seu País de residência, a Suécia. Além da arte, trabalha diariamente na area da saúde, com pessoas física e mentalmente debelitadas, essencialmente pessoas autistas.  Toda esta experiencia, enriquece-a. O lado sentimental é por vezes um peso para si, pois não é facil digerir aquilo com que se depara no seu dia-a-dia, quase que sendo obrigada a fazer-se de inflexível e muda. Todas essa emoções refletem-se no seu trabalho artistico, mexendo com a pintora  interiormente. Quando pinta encontra-se num outro mundo, elevando a sua carga emocional.

- Os meus sentimentos influenciam as minhas pinturas, libertando-me. Aquilo que não consigo exprimir sentimentalmente na profissão, tento faze-lo  através da minha Arte. Nas minhas criações não utiliza pinceis, pinto essencialemnte com os dedos, esta é uma forma tenho de  sentir ainda mais a arte, a forma como pinto transmite em mim um bem estar, agrada-me que a pintura comunique comigo.

BRAGA QUER REPLICAR MODELO DE INOVAÇÃO SUECO

Responsáveis locais em visita a Lund

O Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o Reitor da Universidade do Minho, António Cunha, e o Director do INL, Lars Montelius, encontram-se a realizar uma visita a diversas instituições da cidade sueca de Lund, mundialmente conhecida pela capacidade de articulação entre os centros de conhecimento, o tecido empresarial e as instituições públicas, enquanto base para o desenvolvimento de uma estratégia de especialização inteligente em sectores de elevado valor acrescentado e com um forte teor tecnológico.

IMG_4331.JPG

Devidamente alinhado com a estratégia definida para a Região de Skäne, no Sul da Suécia, e com a designada área da Grande Copenhaga, em ligação à vizinha Dinamarca, este território tem assistido à criação de inúmeras valências científico-tecnológicas, capazes de atrair algumas das principais empresas mundiais de sectores de vanguarda, suportar um intenso processo de geração de novas empresas e alimentar a criação de milhares de postos de trabalho qualificados.

Segundo o Presidente da Autarquia Bracarense, Ricardo Rio, a realização desta visita revela-se um elemento extremamente útil no apoio à estratégia que o Município tem vindo a desenvolver em ligação com parceiros como a UM, o INL, a InvestBraga e o tecido empresarial, visando a criação de iniciativas como o Med-Tech e a Innovation Arena.

Encontrando-se estes projectos numa fase de concepção e de contactos exploratórios, temos tudo a ganhar em seguir as melhores práticas à escala global, de forma a tornar estas iniciativas o mais impactantes possível, no mais curto espaço de tempo”, garantiu. Por acréscimo, lembrou, “qualquer destas iniciativas carece da sua integração em redes de colaboração mundiais, sendo que existem já hoje condições para envolver instituições e projectos de Braga em parcerias internacionais e é para isso que estamos a trabalhar”,

Também o Reitor da Universidade do Minho realçou a oportunidade da visita, enfatizando “o especial interesse e potencial da Universidade para aprofundar parcerias nas áreas da nanotecnologia, da medicina e dos Materiais e Tecnologias Quânticos, em linha com o recentemente criado Quanta LAB”. Para António Cunha, “o reconhecimento internacional de que hoje podemos usufruir nestas áreas abre-nos portas para a participação em projectos que marcarão o futuro da Universidade e da Região em que nos inserimos”. 

Por sua vez, o Director do INL, o sueco Lars Montelius, expressou “a sua particular satisfação por poder colocar as suas ligações pessoais e profissionais ao serviço do desenvolvimento de Braga”, dando nota de que “também para o processo de afirmação e crescimento do INL no plano internacional é vital a ligação aos países escandinavos”. “O INL tem um conjunto de recursos extraordinários no plano material sob padrões internacionais e está a crescer significativamente os seus recursos humanos. Estão reunidas as condições para reforçar o seu impacto no tecido económico e na sociedade e Braga terá muito a ganhar com isso”, concluiu.

A delegação de Braga inclui ainda o Pró-Reitor Fernando Alexandre e a Responsável pela Área da Inovação do INL, Paula Galvão, tendo estabelecido contactos com o Presidente da Câmara Municipal de Lund, Anders Almgren, com o Reitor da Universidade de Lund, Torbjörn von Schantz, e o responsável pela Divisão Estratégica da Região de Skäne, Lennart Svensson.

Nos dois dias em Lund, os responsáveis das instituições de Braga mantiveram uma intensa agenda de visitas, na qual se incluíram estruturas como a Medicon Village, o Ideon Science Park, a NanoLund e diversas start-ups de sectores ligados à sustentabilidade, telecomunicações e smart cities.

De igual forma, tiveram também oportunidade de visitar os locais em que se estão a desenvolver dois dos projectos mais relevantes no plano das infra-estruturas de apoio à investigação fundamental a nível Europeu: o Laboratório Max IV e a Science Village Scandinavia (onde será implementado o projecto da ESS – European Spallation Source), projecto de elevado interesse nacional, para um valor global de investimentos na ordem dos 2,3 mil milhões de Euros. 

PÓVOA DE LANHOSO PARTILHA BOAS PRÁTICAS DE IGUALDADE EM OSLO

A Póvoa de Lanhoso esteve representada na Noruega, a debater as questões de género com outros municípios portugueses e o Centro de Estudos de Género da Universidade de Oslo. Aprender e partilhar boas práticas na área da igualdade foi o objetivo.

Visita a jardim de infancia 1

A Vice-Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Gabriela Fonseca, e a Técnica responsável pelo SIGO – Serviço para a Promoção da Igualdade de Género, Carla Melo, representaram o nosso município. 

Durante este encontro de trabalho, foi possível, por exemplo, de entre outros aspetos, dar a conhecer o projeto do SIGO a uma especialista em igualdade de género da Suécia, que procurou conhecer a resposta Povoense às vítimas de violência e o seu funcionamento.

Na universidade de Oslo 2

“Esta foi uma excelente oportunidade para darmos a conhecer internacionalmente o nosso projeto e para aprendermos, ou seja, para percebermos as políticas de promoção da igualdade de género e a legislação existente em países como a Noruega e a Suécia, o que é importante para eventualmente melhorarmos o nosso trabalho”, refere Gabriela Fonseca.

As pessoas participantes visitaram ainda um jardim-de-infância na cidade de Drammen e puderam comparar condições e métodos de ensino pré-escolar (privilegiando o contacto com a natureza, a aprendizagem pela música e a ausência de novas tecnologias) com a realidade verificada no nosso país. Neste jardim-de-infância, os educadores e outros auxiliares eram maioritariamente homens, enquanto em Portugal esta ainda é uma área em que predominam as mulheres.

Na universidade de Oslo 1

Esta presença na Noruega, entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro, representa mais um reconhecimento pelo bom trabalho realizado na Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso no domínio da ação social, entidade que ainda muito recentemente renovou a distinção de Autarquia Mais Familiarmente Responsável, pelo sexto ano consecutivo.

A Póvoa de Lanhoso foi convidada pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, no âmbito do projeto "Local Gender Equality - Mainstreaming de género nas comunidades locais", de que também é entidade parceira.

Para além da Póvoa de Lanhoso, Ferreira do Alentejo, Lagoa, Mangualde e Pombal foram também os municípios portugueses presentes.

ESTUDANTES SUECOS VISITAM ARCOS DE VALDEVEZ

Estudantes da Suécia encontram-se em visita de trabalho no concelho de Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, representada pelo seu Vice-Presidente, Hélder Barros, recebeu nos Paços do Concelho, um grupo de alunos e professor oriundos da Suécia, que se encontram no concelho, enquadrados num projeto de parceria entre a Epralima e a Escola Tranellska localizada em Västeräs, no centro da Suécia, no âmbito do “Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida”.

Receção Estudantes Suecos (2)

O objetivo desta iniciativa é fomentar uma amostra sobre as principais características que retratam o tecido socioeducativo e económico da região do Vale do Lima, nas áreas de conhecimento dos participantes, nomeadamente: Cozinha e Pastelaria.

O Projeto tem a duração de um mês, estando previsto o seu término em meados do próximo mês de Março.

O intercâmbio de alunos promove a troca de experiências e permite uma aprendizagem mais enriquecedora.

Receção Estudantes Suecos

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE ALUNOS ORIUNDOS DE ITÁLIA E SUÉCIA

Câmara Municipal de Arcos de Valdevez fez receção a grupo de alunos oriundos da Itália e Suécia

O Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves, fez esta segunda-feira, dia 10 de Fevereiro, nos Paços do Concelho, uma sessão de acolhimento e boas-vindas a um grupo de 2 alunos oriundos da Itália e 9 da Suécia.

rececao_alunos_suecia_italia_epralima

Os referidos alunos vieram a Arcos de Valdevez, enquadrados num projeto de parceria entre a Epralima e a Escola Profissional Traneliska, da Suécia, e o Cesie – Centro de Studi ed Iniziative Europeo, de Itália, consignado no âmbito do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida. Esta iniciativa pretende fomentar uma amostra sobre as principais características que retratam o tecido socioeducativo e económico da região do Vale do Lima.

O autarca desejou-lhes uma ótima estadia em Arcos de Valdevez e aproveitou a ocasião para fazer um breve enquadramento do concelho ao nível socioeconómico, destacando também o que de melhor se poderá encontrar na região, tanto ao nível de beleza natural, como ao nível da cultura, costumes e gastronomia.

O grupo de alunos suecos vai estagiar em vários restaurantes da Vila, assim como um dos alunos italianos. O outro irá estagiar na Divisão de Ambiente da CMAV.

Os alunos Suecos ficarão em Arcos de Valdevez até ao próximo dia 8 de março e os italianos até ao dia 10 de maio.

FAM TRIP: OPERADORES TURÍSTICOS INTERNACIONAIS VISITAM CAMINHA PARA CONHECER O POTENCIAL DA REGIÃO

Seis operadores turísticos internacionais e três nacionais rumam este fim-de-semana a Caminha para conhecer as potencialidades turísticas da região

São nove, são operadores turísticos, vêm da Suécia, Inglaterra, Espanha, Alemanha e também de cá de Portugal e estão em Caminha para conhecer as potencialidades do concelho e da região. Até domingo, estes profissionais vão poder visitar locais históricos, provar a gastronomia típica e experimentar o que de melhor a natureza tem para oferecer. Tudo na iniciativa Fam Trip.

Hoje, sexta-feira, a comitiva vai conhecer a Serra d’Arga. Através de uma caminhada pelos trilhos, os operadores turísticos vão contactar com pastores locais, disfrutar das lagoas e ver os moinhos da serra. O Mosteiro de São João d’Arga é também local de passagem obrigatória.

Da parte da tarde, Vila Praia de Âncora é o destino a visitar, sendo que está também prevista a passagem pelo Dólmen da Barrosa e pelo Monte do Calvário.

Já amanhã, sábado, os profissionais vão poder descer o rio Coura em Kayak a partir de Vilar de Mouros. Vão depois conhecer o Centro Histórico de Caminha e fazer a travessia de Ferry-Boat até La Guardia, com visita a Santa Tecla.

A noite termina com um jantar no Santoinho, em Viana do Castelo, e com uma visita ao Monte de Santa Luzia. Para terminar a viagem até Caminha, os operadores turísticos vão ainda passar pela Rua Direita, para se divertirem e conhecerem a animação noturna da vila.

Trata-se de uma iniciativa conjunta entre empreendimentos turísticos do concelho e o Município de Caminha que pretendem desta forma promover Caminha e toda a região, levando o seu nome aos roteiros internacionais de Turismo. Assim, estes operadores vão ser recebidos pelo Hotel Porta do Sol, Hotel Meira, Aldeamento Turístico do Camarido e Casa da Eira. A esta iniciativa associam-se ainda as empresas de animação turística Descubra Minho e MinhAventura e os restaurantes Fortaleza e Solar do Pescado.

A Câmara Municipal de Caminha apoia a iniciativa Fam Trip, por considerar uma boa oportunidade de promoção das potencialidades turísticas do concelho, numa altura em que os operadores preparam os pacotes turísticos para 2014.

ANTÓNIO FEIJÓ: POETA INSÍGNE DE PONTE DE LIMA

António Feijó é porventura o poeta mais representativo do Parnasianismo. Nasceu em Ponte de Lima em 1859 e faleceu em Estocolmo, na Suécia, em 1917, onde exercia a carreira diplomática. Entre a sua vasta obra contam-se Transfigurações (1882), Líricas e Opulentas (1884), À Janela do Ocidente (1885), Cancioneiro Chinês (1890), Ilha dos Amores (1897), Bailatas (1907), Sol de Inverno (1922), Poesias Completas de António Feijó (1940). ANTNIO~1

                            FÁBULA ANTIGA

 

                            No princípio do mundo o Amor não era cego;

                            Via mesmo através da escuridão cerrada

                            Com pupilas de Lince em olhos de Morcego.

 

                            Mas um dia, brincando, a Demência, irritada,

                            Num ímpeto de fúria os seus olhos vazou;

                            Foi a Demência logo às feras condenada,

 

                            Mas Júpiter, sorrindo, a pena comutou.

                            A Demência ficou apenas obrigada

                            A acompanhar o Amor, visto que ela o cegou,

 

                            Como um pobre que leva um cego pela estrada.

                            Unidos desde então por invisíveis laços

                            Quando a Amor empreende a mais simples jornada,

                            Vai a Demência adiante a conduzir-lhe os passos

 

António Feijó, Sol de Inverno, 1922

ANTÓNIO FEIJÓ: POETA LIMIANO É UM DOS AUTORES MAIS REPRESENTATIVOS DO PARNASIANISMO EM PORTUGAL

António Feijó é porventura o poeta mais representativo do Parnasianismo. Nasceu em Ponte de Lima em 1859 e faleceu em Estocolmo, na Suécia, em 1917, onde exercia a carreira diplomática. Entre a sua vasta obra contam-se Transfigurações (1882), Líricas e Opulentas (1884), À Janela do Ocidente (1885), Cancioneiro Chinês (1890), Ilha dos Amores (1897), Bailatas (1907), Sol de Inverno (1922), Poesias Completas de António Feijó (1940).

ANTNIO~1

                            O AMOR E O TEMPO

 

                            Pela montanha alcantilada

                            Todos quatro em alegre companhia,

                            O Amor, o Tempo, a minha Amada

                            E eu subíamos um dia.

 

                            Da minha Amada no gentil semblante

                            Já se viam indícios de cansaço;

                            O Amor passava-nos adiante

                            E o Tempo acelerava o passo.

 

                            – «Amor! Amor! mais devagar!

                            Não corras tanto assim, que tão ligeira

                            Não corras tanto assim, que tão ligeira

                            Não pode com certeza caminhar

                            A minha doce companheira!»

 

                            Súbito, o Amor e o Tempo, combinados,

                            Abrem as asas trémulas ao vento...

                            – «Por que voais assim tão apressados?

                            Onde vos dirigis?» – Nesse momento.

 

                            Volta-se o Amor e diz com azedume:

                            – «Tende paciência, amigos meus!

                            Eu sempre tive este costume

                            De fugir com o Tempo... Adeus! Adeus!»

 

António Feijó, Sol de Inverno, 1922

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE ESTUDANTES POLACOS E SUECOS

Projetos Europeus de Acolhimento – Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez dá as boas-vindas a alunos polacos e suecos. A receção teve lugar nos Paços do Concelho

A exemplo do que tem acontecido em projetos anteriores, o Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, Francisco de Araújo, deu hoje as boas-vindas ao concelho a dois grupos compostos por 18 alunos polacos e 3 suecos, enquadrados em projetos de parceria entre a Epralima e as escolas Zespol Szkol EkonomicznoUslugowych (Rybnik – Polónia) e Tranellska Gymnasiet (Västeräs – Suécia), consignados no âmbito do Programa de aprendizagem ao Longo da Vida.

rececao_alunos_polacos_suecos5

Esta iniciativa tem como principal objetivo fomentar uma amostra sobre as principais características que retratam o tecido socioeducativo e económico da região do Vale do Lima nas áreas de conhecimento dos participantes, nomeadamente, Cozinha, Empreendedorismo, Contabilidade e Comércio.

Estes alunos vão estar em Arcos de Valdevez de 2 de Abril a 1 de Maio e, neste período, vão estagiar em várias instituições e comércios da localidade, designadamente, na Epralima, na ACIAB - Associação Comercial e Industrial de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca e na Sta. Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez; nos estabelecimentos comerciais Mercadinho, Mila Perfumaria, Snoopy, Fisioderme, Publivez e + Económico; nos restaurantes Romanza e Casa Real, bem como na unidade fabril Polipropigal.

rececao_alunos_polacos_suecos9