Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

TERRAS DE BOURO REALIZA RECOLHA DE BENS

GEIRA Mais Próxima: Banco Local de Voluntariado de Terras de Bouro com Recolha Solidária de Alimentos durante o mês de Maio

O CLDS 4GEIRA – Gerações, Emprego, Inclusão e Revitalização de atividades no concelho de Terras de Bouro, sob a coordenação da ATAHCA cria, em parceria com o Gabinete de Ação Social da Câmara Municipal de Terras de Bouro, o GEIRA MAIS PRÓXIMA – Banco Local de Voluntariado de Terras de Bouro.

CARTAZ RECOLHA DE  BENS.png

A iniciativa vem responder a um desejo antigo de constituir um grupo de trabalho ativo e mobilizador, mais próximo da comunidade local e atento às necessidades mais prementes da população. Constituindo-se como uma das ações obrigatórias do Eixo III de intervenção do CLDS 4GEIRA, designadamente a Promoção do envelhecimento ativo e apoio à população idosa – o Banco Local de Voluntariado reveste-se, neste período de emergência social, de uma importância acrescida pelo papel que deterá no apoio à comunidade terrabourense.

Durante todo o mês de Maio de 2020, o GEIRA MAIS PRÓXIMA leva a cabo a sua 1ª iniciativa solidária – uma campanha de Recolha de Bens Alimentares - Ajude quem Precisa! Um pequeno gesto que pode fazer toda a diferença. A iniciativa tem como parceiros diretos a Associação Núcleo Rio Homem, as Delegações da Cruz Vermelha – Terras de Bouro, Rio Caldo e Gerês e os Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro, parceiros estes que desde a primeira hora se demonstraram totalmente disponíveis no trabalho em prol da comunidade.

O desafio foi lançado a diferentes comerciantes terrabourenses, numa mobilização concelhia que conta com cerca de 14 superfícies comerciais aderentes: Meu Super Rio Caldo, Supermercado Gerês – Amanhecer, Supermercado Doce Gerês, Intermarché de Terras de Bouro (15 e 30 de Maio), Casa Melo, Casa Paula, Cooperativa Agrícola de Valdosende, Loja do Galego, Mercado Vilela, Casa Eiras, Minimercado Brito, Minimercado Montanha, Minimercado Portela e Supermercado Frescos & Cª de Souto.

Em todos estes locais, assim como nas sedes das Delegações da Cruz Vermelha e dos Bombeiros Voluntários, poderão ser doados bens alimentares de primeira necessidade, não perecíveis, que posteriormente serão distribuídos pelas famílias concelhias que apresentem maiores fragilidades.

SOLIDARIEDADE ENTRE VIZELA E MUNICÍPIOS DE ESPANHA E COLÔMBIA

Depois de uma mensagem de esperança do Presidente da Câmara Municipal de Vizela, Victor Hugo Salgado, ter sido enviada para Espanha e Colômbia e entretanto difundida nas redes sociais das autarquias envolvidas, uma iniciativa da Orquestra Sinfónica de Caldas – Colômbia, organizada em colaboração com o Ministério da Cultura da Colômbia e a Governação de Caldas, permite fortalecer os vínculos de união, cooperação e solidariedade entre Vizela, Caldas de Reis - Espanha e Villamaría - Caldas, Colômbia.

CARTAZ CONCERTO GEMINAÇÃO.jpg

Nesse sentido, foram reunidas gravações de músicos e grupos musicais, incluindo a Banda da Sociedade Filarmónica Vizelense e o projeto West Coast Man do músico vizelense Pedro Costa, resultando o conjunto de gravações no “Concerto da Geminação” que pode ser visualizado hoje, às 21:00h na página da Câmara Municipal de Vizela no Facebook.

Em breve será a vez de um vídeo do chef vizelense Miguel Vieira ser difundido em Espanha e na Colômbia, sendo que em Vizela serão também divulgados vídeos dos Alcaides de Caldas de Reis e Villamaría, assim como de chefs de cozinha de ambos os países.

Numa altura em que o mundo se vê afetado por uma pandemia com consequências dramáticas, tendo colocado em suspenso diversas ações previstas no âmbito do processo de cooperação tripartido, envolvendo os municípios de Vizela, Caldas de Reis - Espanha e Villamaría – Colômbia, assumem relevância estas iniciativas e ações de cariz solidário que permitem realçar as boas relações existentes. 

INSTITUIÇÕES DE CABECEIRAS DE BASTO RECEBEM LUVAS E VISEIRAS

Oferta solidária de luvas e viseiras para distribuição pelas instituições

Acompanhado do Coordenador Municipal de Proteção Civil, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, recebeu esta manhã, dia 17 de abril, a oferta solidária dos empresários responsáveis pela Quinta da Devesa e pela M. Automóveis composta por luvas e viseiras, na sequência da situação de emergência provocada pelo novo coronavírus Covid-19.

Oferta de luvas e viseiras (17-04-2020) (1).jpg

O material tem como destinatários a Delegação do Arco de Baúlhe da Cruz Vermelha Portuguesa, a USF Arco de Baúlhe, as Unidades de Cuidados Continuados, bem como os lares residenciais do concelho.

Os Serviços Municipais de Proteção Civil, no âmbito das suas atribuições, constituem-se como parceiro proactivo no planeamento, coordenação e execução integrada da ajuda aos cidadãos, assumindo, igualmente e no cumprimento da sua missão, o papel de intermediário na distribuição do equipamento de proteção pelas instituições concelhias.

De salientar, ainda, que na próxima semana os Serviços Municipais de Proteção Civil vão também reforçar a entrega de material de proteção individual às instituições para proteção dos técnicos e voluntários com o intuito de travar a disseminação da infeção.

A Câmara Municipal não pode deixar de destacar e agradecer publicamente à Quinta da Devesa e à M. Automóveis a oferta de luvas e viseiras, material que as próprias empresas fizeram também chegar aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, à GNR e à USF ‘O Basto’.

A Câmara Municipal acompanha, em permanência, a situação de emergência que vivemos, continuando os Serviços de Proteção Civil a assumir um papel preponderante na manutenção da capacidade de intervenção operacional e logística do Município de Cabeceiras de Basto, assegurando o cumprimento escrupuloso das medidas preventivas e de autoproteção determinadas pelas autoridades.

VIZELA: EMPRESA BIOLINHO CONTRIBUI PARA O COMBATE DO CORONAVÍRUS

Câmara Municipal agradece o contributo da empresa Biolinho - Texteis Lar, Lda

Na sequência do surto da nova estirpe de Coronavírus (COVID-19), foi decretado o Estado de Emergência Nacional, através do Decreto Presidencial n.º 14-A/2020, de 18 de março, e posteriormente renovado pelo Decreto Presidencial n.º 17-A/2020, de 02 de abril, tendo sido decretadas pela Presidência do Conselho de Ministros, através do Decreto n.º 2-A/2020, de 20 de março, e do Decreto n.º 2-B/2020, de 02 de abril, um conjunto de medidas de ordem preventiva e restritiva, designadamente deveres de confinamento obrigatório e de especial proteção, para evitar a transmissão da doença na comunidade.

De igual modo, tendo em consideração a atual situação evolutiva do surto epidémico, o Município de Vizela implementou o respetivo Plano de Contingência Municipal e tem vindo a adotar conjunto de medidas complementares com o objetivo de salvaguardar o interesse público municipal.

Neste seguimento, a Câmara Municipal criou dois espaços para lar/residência de retaguarda, no combate à pandemia da covid-19, um para casos positivos que será instalado no pavilhão da Escola Secundária e outro para casos negativos, que será instalado na Escola Básica e Secundária de Infias.

O espaço do pavilhão da Escola Secundária irá receber utentes infetados das IPSS’s ou pessoas que estejam infetados e que não tenham condições no seu domicílio para cumprirem o isolamento ou quarentena profilática e assim serem vigiadas por equipas adequadas. 

Para a instalação deste espaço no pavilhão da Escola Secundária, a Câmara Municipal agradece o contributo fundamental da empresa Biolinho - Texteis Lar, Lda, que doou 70 almofadas, 140 jogos de cama, 80 edredons e 70 resguardos de colchão impermeáveis.

De destacar que a Câmara Municipal de Vizela tem acompanhado atentamente a evolução do surto epidémico do COVID-19 no concelho e tomado as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

MINHOTOS EM ANDORRA DÃO EXEMPLO DE SOLIDARIEDADE

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ sediado no Principado de Andorra, sensível à emergência sanitária provocada pela Covid-19, efetuou ontem um donativo coletivo de 1.000€ destinado ao fundo de solidariedade do Governo do Principado.

WhatsApp-Image-2020-04-08-at-22.05.25.jpeg

A notícia foi dada pelo Ministro de Finanças Eric Jover na conferência de imprensa realizada para informar sobre os avanços nas medidas governamentais para combater a pandemia e as medidas sociais de apoio à economia do país.

Devido às medidas de contenção e ao estado de confinamento decretado pelo Governo de Andorra o Festival Internacional de Folclore previsto para o dia 2 de Maio organizado pelo Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ foi cancelado, motivo pelo qual os membros do Grupo decidiram destinar parte do orçamento previsto ao donativo agora anunciado.

O fundo de solidariedade sob o lema #JoSumoPerAndorra / Eu somo por Andorra, que acaba de ultrapassar a cifra de 1.500.000€, destina-se à compra de material sanitário, ajuda à população mais vulnerável e despesas na ação dos voluntários.

Capturarpobledandorra.PNG

El grup de Folklore ‘Casa de Portugal’ suspèn un festival i envia mil euros del pressupost al fons solidari

El grup de Folklore ‘Casa de Portugal’, fundat el maig del 1996, havia de celebrar el dos de maig pel 24è aniversari un festival amb participació d’un grup portuguès provinent de França i l’esbart lauredià. Segons explica José Luis Carvalho, un dels responsables del grup, “degut a la situació vam haver de suspendre el festival”. El col·lectiu va decidir llavors donar mil euros dels que es preveien per a l’esdeveniment al fons solidari per la lluita contra la Covid-19.

Fonte: https://pobleandorra.com/

CERVEIRA É TERRA SOLIDÁRIA!

Cerveira Solidária: Pequenos gestos de Cerveirenses que fazem a diferença

Desde que se começou a falar da pandemia COVID-19 em Portugal, e após as medidas implementadas pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira com vista à contenção, são vários os Cerveirenses que, numa atitude altruísta, têm ocupado o seu isolamento a reinventar-se no apoio à comunidade. Desde a confeção de máscaras, fatos e viseiras, à entrega de material de higienização, são várias as práticas de entreajuda que emitem sinais de esperança.

Cerveira solidária News.jpg

Um grupo de voluntárias do concelho tem-se dedicado, por estes dias, à costura de batas e capas para disponibilizar a profissionais de saúde das IPSS`s, do Centro de Saúde, do Hospital de Viana do Castelo e a outras valências hospitalares. Também o Lar Maria Luísa criou uma ‘mini-fábrica’ para produzir máscaras, uma iniciativa que, além de manter os utentes distraídos, contribui para abastecer a entidade deste material tão escasso por esta altura.

Ainda na criação de material de proteção individual, há outros grupos de pessoas a enveredar pela produção de viseiras com recurso à impressão 3D e que estão a ser entregues a IPSS’s do concelho, Bombeiros Voluntários, Proteção e Civil e comerciantes.

Não esquecer as medidas de proximidade que algumas Juntas de Freguesia do concelho estão a desenvolver junto dos seus conterrâneos, nomeadamente com a oferta de kits com material de higienização (gel desinfetante, luvas e máscaras), ou no apoio à compra de medicamentos e de bens de primeira necessidade, sobretudo às populações mais vulneráveis como o são os seniores.

Num verdadeiro e oportuno exemplo de responsabilidade social, as empresas instaladas na Zona Industrial de Vila Nova de Cerveira propuseram-se por iniciativa própria ou após contacto efetuado pelo executivo ceder material de higienização excedente, de modo a ser gerido pela autarquia conforme as necessidades e ocorrências. A onda de solidariedade empresarial abrange a disponibilização de máscaras e de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’S), permitindo criar um stock que dá algum conforto para enfrentar situações de maior emergência.

Para todas estas boas práticas de voluntariado, o Município de Vila Nova de Cerveira, assim como algumas coletividades e empresas do concelho, tem contribuído com a aquisição e entrega da matéria-prima.

A todos estes munícipes e outros que gostam de permanecer no anonimato, o Município de Vila Nova de Cerveira deixa um manifesto muito obrigado!

Realmente, pequenos gestos primam pela diferença e boa-vontade!

COPORGEST DOA MATERIAL DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL AO MINISTÉRIO DA SAÚDE

A Coporgest – Companhia Portuguesa de Gestão e Desenvolvimento Imobiliário, S.A, acaba de doar ao Ministério da Saúde 10 mil toucas clip e duas mil batas cirúrgicas, para auxiliar no combate à pandemia do COVID-19. Os materiais de proteção individual foram entregues esta semana em Lisboa.

Sérgio Ferreira, CEO da Coporgest.jpg

O promotor imobiliário português pretende contribuir para a proteção dos profissionais de saúde que estão na linha da frente no combate ao coronavírus e ajudar a responder a eventuais faltas de equipamentos nos hospitais nacionais.

«Enfrentar esta pandemia apela ao sentido de responsabilidade de todos os cidadãos e empresas.  Na situação inédita em que estamos confrontados, a oferta de equipamento de proteção visa apoiar o combate ao Covid-19, face às necessidades demonstradas pelo Sistema Nacional de Saúde», explica Sérgio Ferreira, CEO da empresa.

MINHOTOS JUNTOS POR BOAS CAUSAS

Juntos Por Boas Causas, é a actividade que a Associação Sócio Cultural e Juvenil Grupo de Concertinas "Os Magníficos Minhotos",leva a efeito no próximo dia 14 de Março, pelas 21h:30, no Cineteatro João Verde. 

O espectáculo, divide-se em duas partes, começando com uma pequena actuação dos utentes da APPACDM de Monção, seguindo-se o Grupo de Concertinas "Os Magníficos" e ainda o Grupo "Almas do Fado". Após uma curta pausa, o evento abre com o "Monção Brass" e termina com o mágico (que passou às semi finais) do Got Talent 2020 Marcelo Beutrin. 

A bilheteira reverte na totalidade para a APPACDM de Monção. 

O bilhete tem o custo de 5€ e já pode ser adquirido junto do Cineteatro João Verde ou na Loja Interactiva de Turismo. 

Contamos consigo!

Lembre-se que a sua presença é importante para o sucesso da iniciativa.

 Por uma sociedade mais justa, por uma sociedade melhor, acima de tudo por uma boa causa!

Capturarjuntoscausas.PNG

VILA PRAIA DE ÂNCORA: SABIA QUE O SEU IRS PODE AJUDAR O PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA?

"Sabia que o seu IRS pode ser SOLIDÁRIO?! 

Sem qualquer custo para si, indique o número de contribuinte da Instituição - 501223185 - e apoie o serviço e a missão do Patronato na Infância e na solidariedade.

PNSB_consignação_irs.jpg

Consignação do IRS: o que é?

Consiste em doar 0,5% do IRS liquidado (imposto destinado ao estado) a uma instituição. Não implica qualquer encargo para si, é um gesto totalmente gratuito. Não vai pagar mais IRS, nem vai receber menos reembolso (consoante seja o seu caso). É o Estado que prescinde dessa parcela do imposto, entregando-a à instituição indicada por si.

Como efetuar a consignação?

Este ano pode fazê-lo antecipadamente, até ao dia 31 de março:

Para isso, deve aceder ao Portal das Finanças e indicar a instituição à qual pretende consignar o IRS e/ou IVA. Deve fazê-lo antes do início da entrega da declaração de rendimentos modelo 3 e do IRS automático. Quando chegar a época do IRS, apenas tem de confirmar a sua opção.

Assim, para fazer antecipadamente a consignação do IRS, deve aceder ao portal das finanças, escolher “comunicação do agregado familiar/entidade a consignar”, clicar em “Entidade a consignar”“Entregar comunicação” e clicar na lupa para inserir o NIF da instituição “501223185”, clicar em “Entidade escolhida” e submeter. Depois poderá “obter o comprovativo”.

Aquando da entrega do IRS (de 1 de abril a 30 de junho, independentemente da categoria de rendimentos):

- Na declaração anual de rendimentos tradicional (modelo 3), a consignação faz-se no quadro 11 do anexo “Rosto”.

- Se estiver abrangido pelo IRS automático, a consignação efetua-se na área “Pré-Liquidação”.

Em qualquer dos casos, para consignar o seu IRS, deve indicar as seguintes informações:

- Tipo de entidade que pretende apoiar: Instituição Particular de Solidariedade Social;

- NIF da Instituição: 501223185;

- O que deseja consignar: IRS (pode também consignar 15% do IVA suportado).

Ao apoiar a Missão do Patronato, está apoiar 85 crianças dos 3 meses aos 6 anos de idade... está  a “Cuidar o futuro…”!"

Modelo 3 (1)2020.png

BARQUENSES SÃO SOLIDÁRIOS

Campanha Solidária: Ajude a melhorar a vida de famílias carenciadas do concelho de Ponte da Barca

A Câmara Municipal de Ponte da Barca, procurando apoiar a resolução de algumas carências sociais identificadas no concelho, lança uma campanha solidária que consiste no apetrechamento da Loja Social com vista a ajudar famílias mais carenciadas.

Capturarlojsolpbarc.PNG

Neste momento, a Loja Social do Município de Ponte da Barca tem situações identificadas às quais não consegue dar resposta, nomeadamente, mobiliário de sala, quarto e de estudo e eletrodomésticos, pelo que se apela a todos aqueles que queiram contribuir com a  doação de bens de que já não necessitem e que estejam em bom estado de conservação e usufruto de outras famílias que deles necessitem.

Para isso basta que nos contacte através do e-mail geral@cmpb.pt ou dos números de telefone 258480180 ou 258488272.

Seja Solidário!

SANTA MARTA DE PORTUZELO REALIZA CONCERTO DE NATAL SOLIDÁRIO

No passado dia 21 de dezembro realizou-se, na Igreja Paroquial de Santa Marta de Portuzelo, o VII Concerto de Natal Solidário.

Concerto de Natal Solidário1.jpeg

Reuniram-se onze coros paroquiais, de Santa Marta de Portuzelo, Serreleis, Cardielos, Viana do Castelo, Meadela e Fragoso. Uma organização da CSIF das freguesias de Santa Marta de Portuzelo e União das Freguesias de Cardielos e Serreleis, o concerto tinha um fim solidário, onde o bilhete de entrada era um género alimentar para distribuir pelas pessoas mais carenciadas.

A recolha foi feita pelos movimentos de caridade das paróquias envolvidas. Esta iniciativa levou a participar coristas de várias idades, fomentando a partilha de experiências musicais, assim como o convívio entre os participantes, reunindo mais de cem vozes para cantar a música de encerramento, Noite Feliz, como já vem sendo hábito em todas as edições anteriores.

Concerto de Natal Solidário2.jpeg

Concerto de Natal Solidário3.jpeg

Concerto de Natal Solidário4.jpeg

VILAVERDENSES SOLIDÁRIOS PRODUZEM CALENDÁRIO PARA 2020

Calendário solidário 2020 - Centro de Atividades Ocupacionais do Complexo de Vila Verde da APPACDM de Braga

"Todos os anos, 38 jovens portadores de deficiência intelectual, do Centro de Atividades Ocupacionais do Complexo de Vila Verde da APPACDM de Braga, celebram o Natal com muito entusiasmo…

Calendario Solidario 2020 APPACDM-Foto Felicidade.jpg

Este ano, para além ação “Compre um Pinheiro de Natal”, que teve início no Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, decidimos, m parceria com a Foto Felicidade e a Felicidade Noivas, com a colaboração de Paula Magalhães - Cabeleireiro e Estética e também da Gráfica Amares, colocar à venda um Calendário Solidário para o ano 2020.

O arranque desta ação coincidirá com o dia da Festa de Natal da APPACDM de Vila Verde, que se realiza a 18 de Dezembro de 2019, às 14h00, no auditório da EPATV. Esperamos que todos e todas sejam solidários e colaborem na compra destes calendários, cuja totalidade das suas receitas reverterá a favor da instituição. Adquira um calendário solidário e ajude-nos, com amor e partilha, a comprar material de conforto para os nossos clientes.

Adquira um calendário solidário e ajude-nos a comprar material de conforto para os nossos Utentes."

Email da Diretora do Centro de Atividades Ocupacionais do Complexo de Vila Verde da APPACDM de Braga, Odete Gonçalves Dantas:  vilaverde.directora@appacdm-braga.pt ; tel: 968 475 849.

Foto FINALvvilvverd.jpg