Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA LANÇA CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

O Patronato Nossa Senhora da Bonança lança no mês do seu aniversário, a Campanha Solidária Verão 2021, com o objetivo de angariar fundos para a missão da Instituição na infância e na solidariedade.

A campanha intitula-se "ECO - VERÃO * POUPAR . REUTILIZAR. APOIAR"

Nesta campanha estão disponíveis GARRAFAS EM VIDRO (6,00€/cada) e PACKS CRIANÇA (Saco mochila para colorir + Garrafa em tritan, material de elevada qualidade, inquebrável e isento de bisfenol. 6,00€/cada pack). As garrafas são ilustradas com desenhos das crianças de Creche e de Jardim.

Além de poderem adquirir estes produtos no Patronato, estão também disponíveis em vários locais, nomeadamente nos Postos de Turismo de Vila Praia de Âncora e Caminha; na Docelândia Caminha; na Pastelaria Veneza; na Retrosaria Helana; na Loja Toskana e no Be Fit.

ADQUIRA PRODUTOS DA CAMPANHA "ECO-VERÃO" E APOIE A MISSÃO E O SERVIÇO DO PATRONATO NA INFÂNCIA E NA SOLIDARIEDADE!

A primeira edição está quase a esgotar!

Para que esta iniciativa fosse possível, o Patronato contou com o apoio da Câmara Municipal de Caminha e da Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora.

cartazpatronatovpa.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO ANGARIA MIL QUILOS DE ALIMENTOS PARA ANIMAIS ATRAVÉS DE CAMPANHA SOLIDÁRIA

A Câmara Municipal de Viana do Castelo promoveu uma campanha solidária que permitiu angariar quase 1.000 quilos de alimentos para animais. A recolha de bens alimentares para cães e gatos aconteceu através de uma parceria com Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho.

ABELO0294 2-2.jpg

A Vereadora da Coesão Social, Carlota Borges, marcou ontem presença na entrega dos bens a três associações locais de resgate e apoio a animais, nomeadamente Associação Vila Animal e Gatos de Ninguém, bem como o Resgate e Adoção de Viana do Castelo.

A campanha solidária foi promovida entre 17 e 30 de junho e os alimentos para animais foram recolhidos com a colaboração do Centro Social e Cultural de Barroselas, Lar de Santa Teresa, Casa do Povo de Afife, Centro Social e Paroquial de Castelo do Neiva, ACISJF - Associação Católica Internacional ao Serviço da Juventude Feminina, ARPVC - Associação de Reformados e Pensionistas do Distrito de Viana do Castelo e Íris Inclusiva - Associação de Cegos e Amblíopes.

ABELO0440 2.jpg

ABELO0456 2.jpg

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO NOSSA SENHORA DA BONANÇA COMEMORA 70 ANOS DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

O Patronato Nossa Senhora da Bonança completa no próximo dia 12 de julho de 2021, 70 anos da sua história. Infelizmente devido à pandemia COVID-19, o Patronato não poderá assinalar esta data como gostaria... No entanto, todo o mês de JULHO será assinalado como o MÊS DO ANIVERSÁRIO DO PATRONATO, sendo que nas redes sociais da Instituição serão divulgados várias curiosidades sobre a história da mesma, bem como várias mensagens das famílias, colaboradoras, parceiros e amigos do Patronato.

(https://www.facebook.com/patronato.bonanca/

fotos_crianças1.jpg

Neste sentido, vimos solicitar que se associem ao nosso aniversário, divulgando o mesmo, nomeadamente a história desta Instituição que completa 70 anos de serviço na infância, na solidariedade e na comunidade. 

Segue o link com uma breve resumo da história do Patronato, algumas curiosidades da mesma e algumas imagens: https://we.tl/t-wKMVSeq8ic

Lançamos ainda um pequeno desafio: Façam também um pequeno vídeo e deixem-nos uma mensagem de aniversário ao Patronato, para que o possamos divulgar nas nossas redes sociais.

De alguma forma, também fazem parte da nossa história, por toda a colaboração que nos têm vindo a prestar na divulgação das nossas iniciativas.... O NOSSO MUITO OBRIGADA POR NOS ACOMPANHAREM NA NOSSA MISSÃO!

fotos_crianças2.jpg

HISTÓRIA DO PATRONATO NOSSA SENHORA DA BONANÇA

IPSS fundada a 12 de julho de 1951 (Breve Resumo) O Patronato Nossa Senhora da Bonança é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, situada em Vila Praia de Âncora, concelho de Caminha, distrito de Viana do Castelo, com respostas sociais em Creche e Jardim-de-Infância, apoiando um total de 85 crianças e famílias.

A sua história remonta aos anos 50, época de crise e fome que assolou as Terras do Vale do Âncora, levando o Sr. Padre Amadeu a instituir a chamada “Sopa dos Pobres”.

A crise vivida na época motivou uma extraordinária onda de solidariedade entre as pessoas e com a ajuda dos elementos da Ação Católica esta sopa era servida, em casa da D. Adelina Cabrera Rocha, a cerca de 400 pessoas.

A casa da D. Lina, como era conhecida, começou a mostrar-se um espaço pequeno para o número de pessoas que acediam à sopa, sentindo-se a necessidade de construir uma casa própria para o efeito. Segundo o que contam os registos foi doado o terreno e a D. Adelina, benemérita desta obra e desta instituição, deu duas libras de ouro para custear as primeiras obras e com ajuda de vários voluntários e doações foi construído o edifício.

Foi, também, a D. Lina que se encarregou de atrair à vila um grupo de religiosas (Irmãs Franciscanas da Imaculada Conceição), que se formaram no Patronato para tratar do mesmo e das crianças. Assim, a Instituição que estava sob a proteção de Nossa Senhora da Bonança, origem do seu nome Patronato Nossa Senhora da Bonança, vê os seus estatutos aprovados em 12 de julho de 1951, pelo Arcebispo Primaz D. António Bento Martins Júnior.

No artigo 3 do Capítulo I “Fundação e Fins” destes estatutos era referida a missão da Instituição: “O Patronato tem por fim: ministrar instrução e educação moral, religiosa, civil, física e profissional às crianças e jovens da freguesia de Vila Praia de Âncora; dar assistência material, na medida do possível, às que forem pobres; auxiliar a todas na sua colocação, quando devidamente preparadas.”

Naturalmente a missão solidária do Patronato foi evoluindo na área da educação e em novembro de 1977 o Patronato Nossa Senhora da Bonança passou a albergar o primeiro Jardim-de-infância de Vila Praia de Âncora, fundado pelo Orfeão de Vila Praia de Âncora, que não tinha instalações próprias e adequadas. Em outubro de 1992, o Patronato integrou nos seus quadros o pessoal e as crianças da Creche da Casa dos Pescadores que funcionava num edifício da Quinta da Sobreira, pertencente à Santa Casa da Misericórdia de Caminha, que encerrou as suas instalações na vila. Hoje continuamos a escrever a história do Patronato, apresentamos as nossas respostas sociais em Creche e Jardim de Infância, dando resposta a 85 crianças até aos 6 anos de idade.

São muitos aqueles que já passaram por esta casa e que fazem parte da sua história, mostrando um carinho especial por ela. São, também, muitos aqueles que ainda hoje usufruem dos serviços prestados por esta Instituição, bem como colaboram com a mesma.

No presente, somos 8 elementos voluntários nos órgãos sociais, 17 colaboradoras e 85 crianças e famílias…

Somos estes e muitos mais amigos e parceiros que diariamente colaboram connosco no cumprimento da nossa missão na infância, na comunidade e na solidariedade.

A todos o nosso MUITO OBRIGADO!

gastos_d.lina.jpg

sr_pe_jose_amadeu_dias.JPG

despesas_mensais_sopa.jpg

foto_crianças3.jpg

_DSC1807.JPG

aprov_estatutos.jpg

d.adelina_cabrera_rocha.JPG

_DSC1801.JPG

PAREDES DE COURA DISTRIBUIU VALES SOLIDÁRIOS AOS PROFISSIONAIS DA LINHA DA FRENTE CONTRA A COVID-19

O Município de Paredes de Coura procedeu à entrega de ‘Vales de compras solidários’ de apoio aos profissionais da linha da frente na luta contra a Covid-19, com o valor facial de 20 euros – dois vales por cada elemento das instituições – e a poderem ser gastos nos estabelecimentos comerciais com porta aberta no concelho.

foto Vales solidários.jpg

“Esta é uma pequena gratidão ao vosso trabalho incansável”, explicou o presidente da Câmara de Paredes de Coura, acrescentando que o Município que dirige “procura ajudar dentro das suas possibilidades com este pequeno gesto de carinho”.

Vitor Paulo Pereira esclareceu que com este “sinal de gratidão” também procuram “ajudar o comércio local”, acreditando que melhores dias virão depois de um longo período de contração económica e que tanto afetou a restauração, alojamentos e turismo.

“A doença não é uma obsessão, mas exige de nós atenção aos protocolos”, explicou o presidente da Câmara, reconhecendo que muito dificilmente Paredes de Coura continuará com os zero casos de novos infetados como se tem registado nos últimos dias: “procuramos estar atentos e que a evolução da pandemia não avance de forma descontrolada”, prometeu Vitor Paulo Pereira, para quem a presente “situação normal e confortável” que tem caracterizado o concelho continua a exigir de todos “muito cuidado. Se tiverem problemas, têm sempre a Câmara aberta. Estamos ao vosso lado neste longo caminho”, concluiu.

Ao todo foram distribuídos ‘Vales de compras solidários’ por cerca de 300 profissionais das instituições que estiveram na linha da frente no combate à Covid-19, como a OUSAM -Organismo Utilitário e Social de Apoio Mútuo, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paredes de Coura, Centro de Saúde, Centro Intraparoquial – Mozelos, Padornelo e Parada, Centro Paroquial e Social de São Bento, Centro Paroquial de São Martinho de Coura, Santa Casa da Misericórdia de Paredes de Coura, Lar Nossa Senhora da Conceição, Centro Paroquial de São João Baptista de Bico e Unidade de Cuidados Continuados de Longa Duração.

GUIMARÃES ACOLHE REFUGIADOS

O programa “Guimarães Acolhe” acompanha atualmente 56 cidadãos, provenientes de vários países, entre os quais se destacam a Eritreia, Sudão e Síria.

Esta programa, desenvolvido pelos serviços da Ação Social da Câmara de Guimarães foi considerado “uma força no acolhimento e apoio à integração de refugiados” pelo Conselho Português para os Refugiados (CPR), no âmbito da reunião do Consórcio Guimarães Acolhe sobre o Plano de Ação do Município de Guimarães para o Acolhimento de Cidadãos com Necessidade de Proteção Internacional.

184598393_2903253736589079_7002735307544053713_n.p

PRESIDENTE DA REPÚBLICA VISITOU LOJA SOCIAL DE ESPOSENDE

O Presidente da República visitou a Loja Social de Esposende, acompanhado pelo Presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, a Responsável da Rede Colaborativa, Alzira Maciel, e a Responsável da Loja Social, Cátia Laranjeiro.

A Loja Social integra o projeto Rede + Colaborativa, que nasceu em 2011, com o objetivo de responder às necessidades dos utentes das várias instituições, através de doações, trocas e uma rede de voluntários.

Este projeto comunitário inovador, que já apoiou mais de 700 famílias, venceu em 2019 uma menção honrosa da Fundação Manuel António da Mota.

Texto: Presidência da República

Fotos: Rui Ochoa / Presidência da República

210510-prmrs-ro-0014-4630.jpg

210510-prmrs-ro-0021-1373.jpg

210510-prmrs-ro-0023-1397.jpg

210510-prmrs-ro-0025-1430.jpg

210510-prmrs-ro-0005-4426.jpg

210510-prmrs-ro-0009-4516.jpg

210510-prmrs-ro-0011-4548.jpg

210510-prmrs-ro-0012-4560.jpg

210510-prmrs-ro-0013-4599.jpg

210510-prmrs-ro-0001-4304.jpg

210510-prmrs-ro-0003-4350.jpg

210510-prmrs-ro-0004-4382.jpg

ESPOSENDE ACOLHE GRUPO DE REFUGIADOS

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, reuniu com um grupo de 21 refugiados oriundos da Síria e do Iraque, que vão ficar instalados em Fão, no âmbito de um protocolo de parceria a estabelecer entre o Município e a ADOLESCERE - Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente.

_DSC9113.JPG

A sessão informal de boas vindas, que decorreu na residencial onde estão instalados, contou também com a presença da Vice-presidente e Vereadora responsável pelo pelouro da Coesão Social, Alexandra Roeger, do Presidente da Junta da União das Freguesias de Esposende e Fão, Luís Peixoto, e de representantes da Associação ADOLESCERE.

A ADOLESCERE desenvolve, em parceria com o Alto Comissariado para as Migrações (ACM), respostas dirigidas a famílias refugiadas, recém-chegadas a Portugal, com foco na integração, inclusão e respostas a crianças e jovens. Neste contexto, criou uma resposta de acolhimento – Acolher Fão - tendo por base a experiência do polo de Braga, onde serão recebidos 45 cidadãos (adultos, jovens e crianças), sendo que os primeiros 21 chegaram agora a Fão.

O Presidente da Câmara Municipal saudou as quatro famílias de refugiados, compostas por adultos, jovens e crianças, dirigindo-lhes palavras de boas vindas e manifestando total disponibilidade do Município para ajudar nesta fase das suas vidas em que se viram obrigados a sair do seu país. “A nossa comunidade está disponível para vos acolher e para vos ajudar. Sei que passaram momentos muito difíceis e nós vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para vos acolher bem e integrar na comunidade”, afiançou Benjamim Pereira, notando que, além da Câmara Municipal, também a União das Freguesias de Apúlia e Fão está disponível para colaborar neste processo, como, de resto, garantiu o Presidente Luís Peixoto.

A terminar, expressou uma mensagem de esperança a estes cidadãos, notando que a integração engloba um conjunto vasto de ações e garantiu que todos estão empenhados em colaborar. “Tendo em conta o caráter humanitário e urgente desta resposta, o Município manifestou, desde logo, abertura para promover e dinamizar ações que favoreçam uma maior e melhor integração destes cidadãos, facilitando o seu processo de integração social”, nota Benjamim Pereira.

Neste contexto, foi já realizada uma reunião com todas as entidades locais para uma melhor integração, estando em perspetiva a celebração de um protocolo de colaboração entre a autarquia e a ADOLESCERE. Esta postura enquadra-se, de resto, nas metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

_DSC9116.JPG

MUNICÍPIO ARCUENSE APOIA PASTOR DARIO LIMA

O Presidente da Câmara Municipal, João Esteves, tem estado em contato direto com o Ministério da Agricultura, com o Senhor Secretário de Estado da Agricultura, e a Senhora Diretora Regional de Agricultura e Pesca do Norte, no sentido de apoiar, através do IFAP, o Senhor Dario Lima e a família a ultrapassar a perda das suas 68 cabras na sequência de um relâmpago, no passado dia 9 de abril, nos montes de Gondoriz, Arcos de Valdevez.

cabrasarc.jpg

O Município, que acompanha esta situação desde a primeira hora, irá apoiar financeiramente o Senhor Dario a repor o seu rebanho e apela à colaboração dos produtores de cabras de raça bravia.

Também apela à colaboração para com a iniciativa da Ordem dos Médicos Veterinários de recolha de donativos, através da disponibilização de uma conta solidária, mediante a qual todos podem contribuir para ajudar o Dario e a sua exploração.

Conta Solidária:

IBAN: PT50 0033 0000 00013412634 34

SWIFT/BIC: BCOMPTPL

ASSOCIAÇÃO DE HOTÉIS RURAIS PARTICIPA EM CAMPANHA DE SOLIDARIEDADE

Estadia Solidária – Todos Precisamos da Cultura

A Associação de Hotéis Rurais de Portugal aliou-se à União Audiovisual e lança amanhã, dia 26 de março, uma campanha solidária intitulada Estadia Solidária – Todos Precisamos da Cultura.

O objetivo desta campanha é apoiar os profissionais técnicos e artistas da cultura, espetáculos e eventos, uma classe profissional que tem sido fortemente fustigada pelas contingências da pandemia Covid-19.

Numa ação conjunta, os Empreendimentos Turísticos aderentes reverterão 10% das receitas provenientes de estadias reservadas até 31 de maio ao abrigo desta campanha, e usufruídas até final de 2021.

Com esta campanha solidária, espera-se apoiar o setor da cultura não só através da dinamização desta campanha, mas também alertar para as dificuldades que estes profissionais atravessam neste período difícil para todos.

Os hotéis aderentes serão divulgados no decorrer da campanha, ou nos meios de comunicação oficiais das entidades envolvidas.

AHRP_apresentacao_01.png

AHRP_seminario_02.png

PONTE DE LIMA APOIA PESSOAS CARENCIADAS

PO APMC – Município de Ponte de Lima distribui em Fevereiro 17.350kg de alimentos e 237 cabazes

O Município de Ponte de Lima no mês de fevereiro de 2021, no âmbito do Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas distribuiu bens alimentares a 493 indivíduos carenciados, o que equivale a um total médio de 17.350kg de alimentos e 237 cabazes. Este programa pretende ser um instrumento de combate à pobreza e à exclusão social em Portugal.

Considerando que as principais causas são estruturais, mas agravadas por fatores conjunturais, o programa foi desenvolvido numa lógica de intervenção mediante apoio alimentar, assim como no desenvolvimento de medidas de acompanhamento que capacitem as pessoas mais carenciadas a vários níveis, promovendo assim a sua inclusão. O Programa visa, com a sua atividade, diminuir as situações de vulnerabilidade que colocam em risco a integração das pessoas e dos agregados familiares mais frágeis, reforçando as respostas das políticas públicas existentes.

cartaz_poapmc_1_1024_800plim.jpg

LOJA SOCIAL DE FAMALICÃO PROMOVE RECOLHA DE ALIMENTOS NO FIM-DE-SEMANA

A Loja Social do município de Famalicão vai realizar uma recolha de géneros alimentares no Supermercado E.Leclerc, no próximo fim-de-semana, dias 20 e 21 de março.

Esta ação de solidariedade irá contribuir para assegurar os níveis mínimos de sobrevivência de muitas famílias famalicenses carenciadas, principalmente aquelas que estão a sofrer com a situação pandémica que se vive atualmente.

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA PRECISA DA SUA SOLIDARIEDADE

patronatovpabonança.png

O que é a consignação do IRS?

Consiste em encaminhar 0,5% do IRS a uma Instituição.
A consignação de 0,5% do IRS liquidado não implica qualquer encargo para o contribuinte. É um gesto solidário gratuito. O contribuinte não recebe menos reembolso nem tem de entregar mais IRS adicional, consoante o caso. A referida parcela do IRS é retirada ao Estado e entregue por este a uma instituição indicada pelo contribuinte.

Os contribuintes podem ainda consignar a dedução do IVA suportado em faturas de reparação e manutenção de automóveis e motociclos, alojamento e restauração, cabeleireiros e institutos de beleza e passes sociais. Mas, nesse caso, prescindem desse abatimento no IRS, entregando-o como donativo.

Como pode fazer a  consignação do seu IRS ao Patronato?

Pode fazê-lo já e até ao dia 31 de março:

Para isso basta aceder, com os seus dados de acesso, ao Portal das Finanças, clicando aqui. Clicar em "Entidade a consignar - Entregar Comunicação", selecionar o botão de "Pesquisa" junto ao campo NIF e pesquisar "PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA" e selecionar. Depois Submeter.

OU

Pode fazê-lo aquando a submissão da sua declaração de IRS:

Na declaração de rendimentos (Modelo 3), a consignação faz-se no Quadro 11 do anexo “Rosto”. No IRS Automático, a consignação efetua-se na área “Pré Liquidação”. Em qualquer dos casos, para consignar o seu imposto, deve indicar as seguintes informações:
Tipo de entidade que pretende apoiar: Instituição Particular de Solidariedade Social;

NIF da entidade: 501223185;

O que deseja consignar (“IRS” ou “IVA” ou ambas).

NATAL RUN SOLIDÁRIO: ARCOS DE VALDEVEZ VOLTOU A UNIR-SE PARA AJUDAR QUEM PRECISA

Este ano, dadas as circunstâncias, o Natal Run Solidário não pôde sair à rua, no entanto o espírito solidário manteve-se.

Caritas_natal Run_2020.JPG

Apesar de não se terem realizado a caminhada e corrida habituais, a população teve a oportunidade de ajudar a completar o Natal de famílias arcuenses, contribuindo com bens alimentares para a Associação Cáritas – Delegação de Arcos de Valdevez. A Câmara Municipal recolheu os bens alimentares doados e entregou-os à Cáritas para posterior distribuição.

Ao manter a recolha de alimentos, o Município e a população contribuíram para ajudar a Cáritas a chegar a mais famílias, construindo uma comunidade mais solidária e inclusiva.

BRAGA ACTIVA PLANO DE CONTINGÊNCIA PARA PESSOAS EM SITUAÇÃO DE SEM-ABRIGO DEVIDO AO FRIO

O Município de Braga vai activar o Plano de Contingência para Pessoas em Situação de Sem-abrigo no nível Amarelo devido à previsão de tempo frio, nomeadamente de temperaturas mínimas que podem variar entre os 0ºC e os -2ºC, com especial incidência entre os dias 2 e 6 de Janeiro. 

A activação deste plano prevê a manutenção do Centro de Alojamento de Emergência (CAE) em paralelo com a Zona de Concentração e Apoio à População (ZCAP) para pessoas em situação de sem-abrigo no âmbito da pandemia COVID-19; a ativação de Equipas de Rua; e a manutenção da segurança do CAE. 

Este Plano estará em vigor entre as 19h00 de hoje, 2 de Janeiro, e as 09h00 do dia 07 de Janeiro. Após este período inicial e às 12:00 horas do dia 07 de janeiro, será feita atualização da previsão meteorológica e decidido o eventual prolongamento do presente acionamento. 

Recorde-se que o Plano de Contingência para Pessoas em Situação de Sem-Abrigo tem por objetivo definir e descrever a estrutura de coordenação das ações de resposta de âmbito municipal, respetiva gestão operacional, bem como a forma como são mobilizados e ativados os recursos existentes de apoio à população de pessoas em situação de sem-abrigo face à ocorrência de períodos de frio. 

Em situações críticas, nomeadamente condições meteorológicas adversas como as que se verificam, as pessoas em situação de sem-abrigo encontram-se mais vulneráveis e eventualmente mais recetivos às propostas de ajuda e encaminhamento institucional. 

As ações de resposta aos efeitos e consequências decorrentes do tempo frio, devem ser tomadas em tempo oportuno e em conformidade com a avaliação da situação do estado do tempo e previsão da sua evolução a concertar entre o IPMA e a Divisão Municipal de Proteção Civil (DMPC). 

Na iminência ou ocorrência de tempo frio, que coloque em risco a vida da população de pessoas em situação de sem-abrigo, são de imediato tomadas medidas de contingência, por parte das diversas entidades competentes da Câmara Municipal de Braga, através da Divisão de Proteção Civil e do Gabinete de Ação Social, que desencadearão as ações previstas em articulação com os restantes organismos e instituições que concorrem para o Plano em questão.

AMARES APELA À SOLIDARIEDADE COM O MENINO ANTÓNIO

O pequeno António, de 5 anos, foi diagnosticado com Leucemia Mieloblastica Aguda e precisa urgentemente de um transplante de medula óssea. O Município de Amares, em articulação com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, vai realizar uma colheita de sangue para teste de compatibilidade de medula óssea para ajudar este guerreiro. A iniciativa decorre no dia 7 de janeiro, entre as 9h30 e as 16h30, no Salão Nobre da Câmara Municipal.

É uma corrida contra o tempo e os pais apelam à solidariedade de todos. Seja solidário!

Pelo António!!! Por Todos!!! Este é o momento!

Obrigatório: Uso de máscara obrigatório/Apresentação do cartão do cidadão

Recolha de Sangue cópia (003).jpg

AMARES PROMOVE CAMPANHA SOLIDÁRIA

Urjalândia deslocou-se até à Praça do comércio para promover campanha solidária

De hoje até ao próximo dia 23 de dezembro, a Praça do Comércio, em Ferreiros, Amares, acolhe a “Casa do Pai Natal”, habitualmente presente na Aldeia de Natal Sustentável –Urjlândia, na União de Freguesia de Vilela, Seramil e Paredes Secas. A ideia é convidar todos os amarenses a passarem por este espaço e fazer uma doação de bens alimentares, de higiene pessoal e cobertores para reforçar a Arca dos Sonhos, bem como de ração, bem como trelas e coleiras para o Eco Canil.

IMG_4733.jpg

Note que, a pandemia provocada pelo Coronavírus COVID-19 levou ao cancelamento da Aldeia de Natal Sustentável – Urjlândia, no entanto, o Município de Amares e a União de Freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas (entidades organizadoras do evento) não querem deixar passar em branco uma das iniciativas melhor sucedidas do concelho de Amares.

Entretanto a organização está a preparar outras surpresas para manter vivo o espírito da iniciativa enquanto se espera que a programação prevista para este ano regresse no próximo ano.

IMG_4735.jpg

AFS_5386.jpg

IMG_4714.jpg

IMG_4719.jpg

LOJA SOCIAL DE ESPOSENDE CELEBRA 9 ANOS E JÁ APOIOU 716 FAMÍLIAS

A Loja Social de Esposende assinala hoje nove anos de funcionamento e apoio à população de Esposende e prepara-se para alargar o serviço, mudando de instalações, envolvendo toda a rede social, passando este equipamento a designar-se Loja Social Rede + Colaborativa.

21971088_tJNnZ.jpeg

Com a mudança de instalações, a Loja Social Rede + Colaborativa garantirá condições mais apropriadas para o acondicionamento dos bens, transformando-se num espaço de formação e de capacitação das famílias.

Entre 2012 e novembro de 2020, a Loja Social apoiou 716 famílias (4 844 pessoas no total). Para essa ajuda muito contribuem os particulares que doam bens à Loja, representando 73% do total recebido (2 122 094).

Nestes nove anos de funcionamento, a Loja Social recebeu a visita de 44 495 pessoas, entre pessoas que procuraram ou doaram bens ou visitantes que se queriam inteirar do projeto.

O Município de Esposende tem procurado potenciar a intervenção em rede no território, fundamentado em pressupostos técnicos, organizacionais e institucionais, que possam gerar a convergência de interesses, de modo a salvaguardarem-se as reais e efetivas necessidades da comunidade.

O Conselho Local de Ação Social, assente na participação, representação e articulação entre organismos públicos e iniciativa social privada, é a estrutura concelhia de funcionamento do Programa da Rede Social do Concelho de Esposende, que tem assumido uma postura ativa indo ao encontro das diferentes entidades locais que possam, de algum modo, atuar no domínio social, através da construção de um território concelhio inclusivo.

Foi nesse contexto que surgiu, em dezembro de 2011, uma plataforma colaborativa mobilizadora de vários recursos e projetos para dar respostas as necessidades identificadas, constituindo-se como uma rede de partilha e solidariedade de toda a comunidade, bem como um complemento à intervenção social concelhia, rentabilizando os recursos disponíveis, eliminando a sobreposição da intervenção e permitindo um melhor planeamento entre serviços e entidades que intervêm nesta área.

Na Loja Social a Economia Circular tem sido privilegiada, enquanto modelo que fomenta a partilha, a reutilização e a reciclagem dos bens, diminuindo o impacto ambiental e alargando o ciclo de vida dos bens, evitando, desta forma, o desperdício.

De facto, para além da vertente solidária, a base da criação da Loja Social e, naturalmente, a razão da sua existência e continuidade, assenta num conceito muito mais alargado potenciando uma envolvência de toda a comunidade para a solidariedade, mas também para as questões económicas e ambientais. Esta filosofia tem permitido diminuir o estigma social que acompanha “as pessoas mais carenciadas”, o que é da maior relevância.

Sustentando-se em pilares como a solidariedade, a sustentabilidade e a cidadania, alinhando com Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, definidos pela Organização das Nações Unidas, a Loja Social procura desenvolver uma intervenção que salvaguarde o bem-estar de todos/as, e, em particular, a das pessoas em situação de maior vulnerabilidade.

Loja Social _9º Aniversario.jpg

TERRAS DE BOURO APOIA CENTRO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL DE VALDOZENDE

Centro de Solidariedade Social de Valdozende adquire carrinha de nove lugares adaptada a idosos, com vista à melhoria de qualidade de serviço na rede de transportes

O Centro de Solidariedade Social de Valdozende (CSSV), aberto para o serviço social à comunidade em Agosto de 1975, reconhecido estatutariamente como Fundação de solidariedade social em 05/02/1982, atualmente dinamiza 6 valências típicas (Creche-42 utentes, Pré-escolar-25 utentes, Centro atividades tempos livres-32 utentes, Centro de Dia-14 utentes, Serviço apoio domiciliário-25 utentes(SAD) e ERPI (estrutura residencial pessoas idosas-20 utentes) e 1 valência atípica (cantina social para Terras e Bouro-10 utentes), encontrando-se a dar resposta a 168 utentes.

Com o objetivo de melhorar as condições de serviço de transporte dos seus utentes ao Centro de Dia e outras valências, esta Fundação apresentou uma candidatura ao aviso NORTE-42-2018-15 Equipamentos sociais, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte (Norte 2020). Com esta candidatura, pretendeu-se adquirir 1 carrinha de 9 lugares adaptada a idosos, com vista à melhoria de qualidade de serviço na rede de transportes existente.

Tendo a candidatura sido aprovada, (Operação-NORTE-07-4842-FEDER-000179) e encontrando-se já integralmente executada, o CSSV realizou um investimento elegível total de 27.781,68€ (vinte e sete mil setecentos e oitenta e um euro e sessenta e oito cêntimos), contando com a comparticipação financeira do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) no valor de 23.614,43€ (vinte e três mil seiscentos e catorze euros e quarenta e três cêntimos).

Além deste, o Centro de Solidariedade Social de Valdozende, encontra-se já a proceder à execução de outra nova candidatura. Trata-se da Tipologia em Infraestruturas e equipamentos sociais e de saúde, sendo a sua designação: Qualificação de ERPI, SAD, CENTRO DE DIA e CRECHE. No âmbito desta Operação, o CSSV pretende proceder à aquisição de um conjunto diversificado de equipamento básico e informático, substituindo algum equipamento existente que já não se encontra nas melhores condições de utilização e adquirir outro considerado fundamental à melhoria da qualidade e bom funcionamento dos serviços prestados no âmbito das respostas sociais ERPI, SAD, Centro de Dia e Creche. Assim, a Instituição propõe-se adquirir: 20 camas articuladas elétricas com grades e colchões; 20 cadeirões relax; 40 colchas; 60 toalhas de rosto; 1 balcão de copa; 1 pia inox; 1 armário, 4 mesas de cabeceira; 7 mesas quadradas; 4 imobilizadores magnéticos de pulso; 4 imobilizadores magnéticos 4 imobilizadores pélvicos; 42 módulos fotovoltaicos; 4 PC´s; 5 computadores portáteis; 1 frigideira; 1 fogão industrial; 1 máquina de lavar roupa; Instalação de ar condicionado em sala polivalente; Equipamento para Parque Infantil (1 módulo escorrega; 1 mola dupla; pavimento amortecedor); Mobiliário para Biblioteca (6 mesas duplas; 32 cadeiras; 1 mesa circular; 4 cadeiras estofadas; 4 sofás individuais; 4 estantes; 1 ecrã suspensão e 1 projetor); Mobiliário para Creche (32 cadeiras; 5 mesas circulares; 20 camas infantis empilháveis e 1 banca de mudas). Esta intervenção resulta, igualmente, da aprovação da candidatura submetida ao aviso NORTE-42-2019-48 Equipamentos sociais, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte (Norte 2020), Operação NORTE-07-4842-FEDER-000510. Esta candidatura encontra-se em fase de execução, com início da operação a 01/04/2020, sendo a operação aprovada a 13/08/2020, o investimento desta operação elegível totaliza o valor de 105.678,16€ (cento e cinco mil seiscentos e setenta e oito euros e dezasseis cêntimos), beneficiando de uma comparticipação financeira de 89.826,43€ (oitenta e nove mil oitocentos e vinte e seis euros e quarenta e três cêntimos)

FAMALICÃO LANÇA CAMPANHA SOLIDÁRIA DE NATAL DE LARGA ESCALA

Cabana do Pai Natal é símbolo maior da campanha Todos por Todos

A Cabana Solidária do Pai Natal de Vila Nova de Famalicão abre portas no próximo sábado, dia 12 de dezembro, para receber os contributos solidários dos famalicenses para as famílias mais necessitadas do concelho. Estará instalada no topo Norte da Praça D. Maria II até ao dia 24 de dezembro.

Facebook Todos por Todos-Natal 1-2.jpg

O costume do Pai Natal receber prendas solidárias já é uma tradição em Famalicão, mas fruto da crise económica e social provocada pela pandemia, este ano a cabana solidária é o símbolo maior de uma vasta campanha solidária que o município de Vila Nova de Famalicão está a lançar em todo o território com a ajuda das Juntas de Freguesia e das Comissões Sociais Inter Freguesia, no âmbito da campanha comunitária Todos por Todos.

Os famalicenses têm assim centenas de locais, que equivalem a centenas de oportunidades, para serem solidários. A Campanha de Natal Todos por Todos está pronta a receber donativos em todas as sedes de juntas de freguesia, nos Agrupamentos de Escolas (Camilo Castelo Branco, D. Sancho I, Dona Maria II e Gondifelos), nos cerca de 60 estabelecimentos comerciais e duas dezenas de empresas aderentes. Todos funcionam como pontos de recolha de bens de primeira necessidade, sobretudo produtos alimentares e de higiene pessoal, sendo estes últimos referenciados pelos serviços de ação social da autarquia como prioritários.

“O Natal é sempre uma oportunidade para afinarmos o nosso espírito solidário mas este ano, por maioria de razões, é nossa obrigação estarmos mais sensíveis porque há mais pessoas a precisarem da nossa ajuda”, refere o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha.

A campanha Todos por Todos é o nome da campanha social lançada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão em Junho para ajudar as famílias famalicenses que precisam de ser ajudadas, mas também para estimular o comércio tradicional e os produtores locais.

Através desta campanha, os cidadãos podem entregar donativos em género, mas podem igualmente adquirir nos estabelecimentos aderentes vales que serão depois distribuídos pelas famílias identificadas como beneficiárias, pelas várias CSIF’s e que podem ser trocados por bens nesses mesmo comerciantes aderentes.

AFS_4131.jpg

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA PROMOVE “AGENDA O TEU FUTURO” – CAMPANHA SOLIDÁRIA DE NATAL 2020

À semelhança dos anos anteriores, o Patronato Nossa Senhora da Bonança lança mais uma Campanha Solidária de Natal, com o objetivo de angariar fundos para a missão da Instituição na infância e na solidariedade.

agenda_creche.jpg

A campanha deste Natal intitula-se "AGENDA O TEU FUTURO... com sonhos coloridos e na esperança de dias melhores!" 

Nesta campanha estão disponíveis AGENDAS 2021 (Com argolas e capa em cortiça, tamanho A5. Valor: 10,00€) e Cadernos de Apontamentos (Com capa preta com cortiça, tamanho A5. Valor: 6,00€). Quer das agendas, quer dos cadernos existem dois modelos diferentes, ilustrados com desenhos das crianças de Creche e de Jardim (ver em anexo).

A 1.ª Edição destas agendas e cadernos de apontamentos praticamente esgotou, desde o momento que foi feita a divulgação nas redes sociais da Instituição. No entanto, brevemente  estarão também disponíveis em vários locais, nomeadamente no Patronato Nossa Senhora da Bonança, nos Postos de Turismo de Vila Praia de Âncora e Caminha; na Docelândia Caminha; na Retrosaria Helana, na Loja Toskana e no Be Fit. 

APOIE A MISSÃO E O SERVIÇO DO PATRONATO NA INFÂNCIA E NA SOLIDARIEDADE!

Para que esta iniciativa fosse possível, o Patronato contou com o apoio de vários parceiros, nomeadamente a Câmara Municipal de Caminha, a Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora e a Imobiliária Âncora Dinâmica."

agenda_jardim.jpg

agendas.jpg

agendas_creche.jpg

caderno_jardim.jpg

cartaz_campanha.jpg