Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FESTAS DA MAIA PROMOVEM CAMINHADA SOLIDÁRIA

Até 15 de julho decorre na Maia uma das maiores romarias do norte do país, juntando anualmente centenas de milhares de pessoas. Seja na dimensão religiosa, gastronómica, cultural ou artística, as Festas em Honra a Nossa Senhora do Bom Despacho são motivo de animação e de celebração um pouco por toda a cidade.

maiato (1).jpg

À semelhança de outros anos, vai ter lugar no sábado, dia 13 de julho, a “Caminhada Solidária Rumo ao Bom Despacho”, um evento que possui uma importância fundamental e marcante para as festas. Segundo a organização, “são esperadas mais de mil pessoas a caminhar”.

De acordo com Nuno Raposo, presidente da Comissão de Festas, esta caminhada “revela o cariz solidário e de responsabilidade social da organização, ao mesmo tempo que realça a importância da caminhada na saúde das pessoas e imprime um dinamismo em todas as freguesias do concelho. A festa é de todos e não apenas do centro da cidade”.

Em anos anteriores, o valor angariado reverteu exclusivamente para as Conferências Vicentinas do concelho, órgãos que intervêm maioritariamente em casos associados a famílias desestruturadas, com problemas de carências materiais, vítimas de violência e maus-tratos.

Na edição deste ano foi implementado um maior dinamismo com o objetivo de tornar a caminhada mais atrativa, convidando para isso todas as associações da Maia, através das juntas de freguesia. As inscrições podem ser realizadas nas juntas de freguesia, no entanto, qualquer pessoa poderá fazer a sua inscrição no próprio dia da caminhada, indicando nessa altura qual a associação que pretende contemplar com o valor da inscrição.

Os participantes irão sair de diversos pontos distribuídos ao longo do concelho, entre as 8.30h e as 10.30h dependendo da distância a percorrer, com o objetivo de chegarem todos ao Santuário de Nossa Senhora do Bom Despacho à mesma hora. À chegada, os participantes serão convidados a participar num churrasco que decorrerá nos Jardins da Fundação Gramaxo.

As Festas da Maia contam com cerca de uma centena de eventos musicais, culturais, recreativos e desportivos que garantem uma oferta bem diversa, para todo o dia e boa parte da noite. Na edição deste ano destacam-se as atuações de Bezegol (sexta), Gisela João (sábado), Anselmo Ralph (domingo) e David Carreira (segunda), sempre às 22.00h no Palco Pirâmides. O fogo-de-artifício, por sua vez, está marcado para sábado, dia 13, e segunda-feira, dia 15, data do feriado municipal.

maiato (1).png

maiato (2).JPG

maiato (3).jpg

maiato (4).jpg

maiato (5).JPG

FAMALICÃO REALIZA COOKING FEST

Cooking Fest no dia 12 de julho em Ruivães

No próximo dia 12 de julho, com início pelas 18h00, a Aesacademy abre o Cooking Fest. Com entrada livre, o evento realiza-se nos jardins e instalações do NORTADA Centro Empresarial, em Ruivães, Vila Nova de Famalicão.

cartazarraialcookingfes.jpg

O Cooking Fest pretende dar a conhecer o trabalho desenvolvido na Aesacademy e, sobretudo, dar a conhecer e evidenciar empresas da região. Num espaço de 30 mil metros quadrados, amplo, múltiplas empresas, divididas em ilhas, vão criar uma dinâmica única e inovadora do Cookimg Fest.

Ilha de pastelaria, cozinha, cerveja, cocktails, vinhos, café, enchidos, entre outras, o Cookimg Fest vai criar um espaço único de sabores e de descobertas.

Está curioso? Apareça, a entrada é livre e o Cooking Fest será um evento acolhedor, dinâmico e que se alongará em luz pela noite dentro.

Cooking Fest

12 de julho | sexta-feira | 18h00

Aesacademy - NORTADA Centro Empresarial, Ruivães – Vila Nova de Famalicão

FAMALICENSES RECOLHEM ALIMENTOS

Loja Social promove recolha de alimentos em Avidos

A Loja Social do município de Famalicão vai promover uma Recolha de Géneros Alimentares no “Supermercado Belita”(na freguesia de Avidos) no próximo fim de semana, dia 6 e 7 de julho.

Esta ação de solidariedade contribuirá para assegurar os níveis mínimos de sobrevivência de muitas famílias famalicenses com precariedade económica.

De realçar ainda a colaboração do Banco de Voluntariado na seleção dos respetivos voluntários destacados para estas recolhas, cuja preciosa ajuda é absolutamente fulcral para o sucesso deste tipo de iniciativas.

PONTE DA BARCA SOLIDÁRIA COM BANCO ALIMENTAR

Foi através do Banco Local de Voluntariado que Ponte da Barca se associou, uma vez mais, ao Banco Alimentar apoiando a campanha de recolha de alimentos que decorreu nos dias 25 e 26 de maio.

61153200_1353382621467535_3582569394259099648_n.jpg

A recolha foi efetuada nos supermercados SPAR, MINIPREÇO e CONTINENTE BOM e contou com a participação de 66 voluntários/as, entre eles/as pessoas singulares e coletivas, nomeadamente os Lobitos do Agrupamento de Escuteiros de Vila Nova de Muía, a Associação Social e Cultural da Freguesia de Britelo, a Associação Social e Cultural dos Amigos de Ponte da Barca, a Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca, a APPACDM – Delegação de Ponte da Barca e a Associação de Estudantes do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca, pelo que se agradece a todos os que abraçaram esta causa.

61205366_613019829178507_7565910995885883392_n.jpg

61363671_366120530684315_1384254314389700608_n.jpg

CAMINHADA SOLIDÁRIA EM PONTE DA BARCA DE APOIO À LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO

Tendo como objetivo a angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a Câmara Municipal de Ponte da Barca promove, no próximo dia 9 de junho, domingo, às 10h00, uma Caminhada Solidária com partida do Edifício Paços do concelho.

Para participar nesta causa é preciso efetuar a inscrição no Serviço de Saúde e Ação Social da Câmara Municipal ou na receção do edifício da Câmara Municipal de Ponte da Barca. A inscrição, que pode ser feita na Loja Interativa de Turismo, no serviço de Ação Social e Saúde ou no próprio dia, tem um custo de 3€ e reverte na totalidade a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Capturarcamisolponbar.PNG

SOLIDARIEDADE REMOVE MONTANHAS

EDP Solidária: EPATV é uma Super Escola

A EPATV participou, esta semana, na entrega de prémios, que decorreu no Encontro Nacional Escolas Solidárias 2019 - Fundação EDP, Central Tejo, Lisboa. 

IMG_20190528_121226 (1).jpg

Das 514 escolas inscritas, apenas a EPATV e outras 13 instituições, foram premiadas com o Galardão de Super Escola Solidária.

Com a Diretora de Inovação da Fundação EDP - Margarida Pinto Correia, estiveram presentes alguns alunos e professores intervenientes no projeto, que são mobilizados a ser agentes de mudança positiva.

Este programa da EDP promove a cidadania ativa e solidária, assente na promoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas e é uma ferramenta agregadora dos projetos solidários das escolas, rumo à melhoria de performances e impacto.

IMG_20190528_121236 (1).jpg

ESPOSENDE SOLIDÁRIO COM POVO MOÇAMBICANO

O Município de Esposende, através da Loja Social, procedeu à entrega dos bens angariados no âmbito da Campanha SOS Beira, promovida pela associação SOPRO, para as vítimas do ciclone Idai que devastou a zona da Beira, em Moçambique.

SOS Beiraespos.jpg

O Município associou-se desde logo a esta campanha de recolha de fundos e bens para enviar para os Irmãos de La Salle Moçambique, apelando a todos os esposendenses no sentido de devolver a esperança a esta comunidade africana. Associaram-se igualmente a esta causa o Lions Clube de Esposende, a Prozis, a Escola Secundária Henrique Medina e o Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira.

A Loja Social de Esposende constituiu-se como ponto de recolha, tendo sido angariados 4002 bens, designadamente vestuário, calçado, material escolar, têxteis, utensílios de cozinha, alimentos e produtos de higiene e limpeza. Numa primeira fase tinham sido entregues 1305 bens diversos, e, recentemente, a Loja Social entregou o restante angariado por diversos particulares, mas também outras entidades que se quiseram associar a esta causa.

A intervenção da Loja Social de Esposende assenta na dinamização de sinergias da comunidade, dos agentes económicos e dos parceiros sociais, estimulando o diálogo e a cooperação entre todas as estruturas locais para reforço das redes estratégicas promotoras de desenvolvimento social.

Realce para a iniciativa “Juntos Construímos | Pequenos Gestos, grandes Sorrisos”, desenvolvida no âmbito da responsabilidade social, que visa fomentar a articulação entre os vários intervenientes sociais, unindo esforços no sentido de dar respostas, rentabilizando recursos e impulsionando o trabalho interinstitucional articulado e participativo. Neste domínio, tem havido também a preocupação em colaborar com projetos que visam apoiar comunidades mais vulneráveis, nomeadamente os que se desenvolvem em países que integram a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Ao associar-se a esta campanha de solidariedade, o Município está a contribuir para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, que assumiu como metas na gestão autárquica, designadamente o ODS 1 - Erradicar a Pobreza, ODS 2 - Erradicar a Fome, ODS 4 - Educação de Qualidade, ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes e o ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade.

SOLIDARIEDADE JUNTA BARQUENSES EM CAMINHADA

Caminhada Solidária em Ponte da Barca

Tendo como objetivo a angariação de fundos para a Liga Portuguesa Contra o Cancro, a Câmara Municipal de Ponte da Barca promove, no próximo dia 9 de junho, domingo, às 10h00, uma Caminhada Solidária com partida do Edifício Paços do concelho.

Capturarcaminsolidpbarc.PNG

Para participar nesta causa é preciso efetuar a inscrição no Serviço de Saúde e Ação Social da Câmara Municipal ou na receção do edifício da Câmara Municipal de Ponte da Barca. A inscrição tem um custo de 3€ que reverte na totalidade a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

FAMALICÃO AJUDA FAMILIAS CARENCIADAS NO PAGAMENTO DAS RENDAS DE CASA

Cerca de 250 famílias famalicenses recebem apoio municipal para pagar as rendas. Câmara de Famalicão investe quase 252 mil euros no programa “Casa Feliz – Apoio à Renda”

O programa municipal “Casa Feliz – Apoio à Renda” promovido pela autarquia de Vila Nova de Famalicão vai apoiar, ao longo de um ano, perto de 250 famílias do concelho nas suas despesas com a habitação. São famílias que por diversos motivos estão numa situação de carência económica, e que precisam de apoio para cumprir os seus compromissos com as rendas das suas habitações e evitar despejos por falta de pagamento.

AFS_8281.jpg

A proposta para a atribuição dos apoios foi aprovada esta quinta-feira, em reunião do executivo municipal e prevê um investimento municipal de quase 252 mil euros.

“Passamos de 199 famílias, em 2018, para 248 famílias, num envelope financeiro na ordem dos 200 mil euros para 252 mil euros”, adiantou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, aos jornalistas no final da reunião.

Os apoios são divididos em três escalões A, B e C, correspondendo a 100 euros, 75 euros e 50 euros mensais. Com o escalão A foram beneficiadas 114 famílias, com o Escalão B 115 e com o Escalão C 19 famílias.

Para o autarca, este aumento de beneficiários “simboliza duas coisas”, por um lado mostra que a medida está a ser cada vez mais conhecida da comunidade e as pessoas estão informadas. “As famílias conhecem os apoios que a Câmara Municipal concede porque fazemos a informação chegar a toda a gente, quando criamos uma medida social, queremos que as pessoas beneficiem dela”, explica. Por outro lado, “há uma tendência nacional, que tem levado a um aumento do valor das rendas, o que tem provocado que mais pessoas procurem ajuda”.

Desde 2013, a autarquia já investiu mais de 800 mil euros com os apoios à renda. Sendo que o investimento municipal tem vindo sempre a subir, tendo iniciado com 55.500 euros em 2013, beneficiando 51 candidatos, chegou aos 127 mil euros em 2016 distribuídos por 121 famílias, e atinge este ano os 252 mil euros no apoio a 248 agregados.

Para Paulo Cunha, este é um investimento social importante e indiscutível. “A área social é uma área onde o orçamento não está previamente definido, a câmara municipal concede aos munícipes uma retaguarda social e a questão da habitação é absolutamente essencial”.

O autarca sublinhou ainda que a relação de proximidade e convivência com a comunidade permite às autarquias perceber quais são as suas principais necessidades. “A nossa sensibilidade social não é aferida com base naquilo que são as folhas de Excel que evidenciam as curvas económicas, que o PIB está a crescer ou que há mais exportações ou que o salário médio subiu, porque a vida das pessoas não se faz por médias nem por estatísticas, faz-se do ponto de vista real. E se é verdade, que em média o nível de vida das famílias está melhor, também é verdade que há muitas famílias que estão tão mal ou pior do que estavam há sete ou oito anos.”

Refira-se que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão criou em 2005, o programa Casa Feliz com apoio às obras, onde as famílias que mais precisam têm direito a uma ajuda financeira que pode chegar aos 5 mil euros, para reabilitar as suas casas, proporcionando as condições mínimas de bem-estar. Neste âmbito, já foram beneficiadas muitas centenas de famílias.

Em 2012, o programa Casa Feliz foi alargado com o apoio à renda. Aqui o objetivo é, precisamente, apoiar as famílias famalicenses que se encontrem a viver em habitações arrendadas e que, de uma forma temporária e inesperada, se vejam sem condições financeiras para cumprirem os contratos celebrados com os seus senhorios.

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA PROMOVE O JOGO DO GALO

PATRONATO no SANTO - JOGO DO GALO

Dia 26 de Maio de 2019

Lugar do Santo, Vila Praia de Âncora

patronato no santo_panfleto.jpg

Esta iniciativa tem como objetivo a revitalização das tradições culturais de Vila Praia de Âncora, bem como a angariação de fundos para o apoio da Missão do Patronato na Infância e na Solidariedade.

Será um dia divertido e cheio de boa disposição, recordando tradições antigas de Vila Praia de Âncora que criavam grande momentos de convívio entre todos os participantes.

São várias atividades ao dispor de todos aqueles que passem pelo Lugar do Santo neste dia:

Boa gastronomia

Atividades Infantis/Juvenis (durante a manhã)

Feirão de Produtos Locais

Jogos Tradicionais para jovens e adultos (Jogo do Galo, Jogo Pau de Cebo, Jogo da Corda, ...)

Leilão de Tabuleiros

Grupo de Concertinas do Vale do Âncora 

Grupo de Danças e Cantares do Orfeão de Vila Praia de Âncora

Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora

Participe, traga a sua família! 

(A participação nas atividades infantis/juvenis e nos jogos tradicionais é gratuita!)

Em anexo, segue o cartaz de divulgação da iniciativa, bem como o folheto.

Desde já, gratos pela atenção e colaboração.

Melhores Cumprimentos,

Andreia Videira

(Diretora Técnica)

FAFE SOLIDÁRIA COM MOÇAMBIQUE

Terra Justa solidário com Moçambique

A quinta edição do Terra Justa encerra com um concerto solidário a favor das vítimas de Moçambique.

Concerto_solidário.jpg

No Teatro Cinema, Sábado (6 de Abril), juntar-se-ão, vários músicos fafenses - Nuno Marinho (Guitarra & Contra Banda), Os Trastes, Ezequiel, Progeto Aparte e Academia de Música José Atalaya - para um espetáculo muito especial.

A entrada tem um custo de cinco euros e os bilhetes podem ser adquiridos na Loja Interativa de Turismo, a partir de amanhã.

ESPOSENDE SOLIDÁRIA COM MOÇAMBIQUE

Município de Esposende adere à campanha de solidariedade da SOPRO “SOS Beira”

No âmbito da Rede Social de Esposende, a Câmara Municipal de Esposende associa-se à campanha de solidariedade SOS Beira, promovida pela associação SOPRO para angariação de bens para as vítimas do ciclone Idai, que devastou a região da Beira, em Moçambique.

SOS Beira.jpg

A SOPRO – Solidariedade e Promoção foi fundada em 1996 por um grupo de alunos voluntários do Colégio La Salle, de Barcelos, e é reconhecida como uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) com o Estatuto de Entidade de Utilidade Pública Sem Fins Lucrativos. Internacionalmente, a SOPRO desenvolve o Programa de Voluntariado Internacional em Moçambique, nas províncias da Beira, Sofala e Niassa.

A campanha visa a recolha de fundos e bens para enviar para os Irmãos de La Salle Moçambique que se encontram na Beira, com destino à Escola João XXIII, Colégio La Salle e Centro Educacional e Assistencial de La Salle, que estão a solicitar roupa, têxteis, manuais e material escolar e produtos alimentares enlatados com período de validade prolongado. Para além destes produtos, podem também ser doados utensílios de cozinha, produtos de limpeza e material de primeiros socorros e luvas.

Os bens podem ser entregues na Loja Social de Esposende, localizada na Rua de Palmeira, 319, Estrada Nacional 103-1. O Município apela à solidariedade de todos os esposendenses no sentido de se devolver a esperança àquela comunidade moçambicana.

Ao associar-se a esta campanha de solidariedade, o Município está a contribuir para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, que assumiu como metas na gestão autárquica, designadamente o ODS 1 - Erradicar a Pobreza, ODS - Erradicar a Fome, ODS 4 - Educação de Qualidade, ODS 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes e o ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade.

BRAGA DISPONIBILIZA APOIO A MOÇAMBIQUE PARA FAZER FACE À CALAMIDADE

Cônsul Moçambicano apela à entrega de auxílios na Cruz Vermelha Portuguesa

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esteve reunido esta Terça-feira, 26 de Março, com o Cônsul Geral de Moçambique para o Norte de Portugal, Agostinho Milton, onde, além das temáticas relativas à cooperação entre os dois países, abordou as diversas iniciativas de apoio à população moçambicana, para fazer face à trágica calamidade que devastou aquele território africano.

CMB26032019SERGIOFREITAS00000018070.jpg

Neste encontro, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Agostinho Milton apelou para que todos os apoios de cidadãos e instituições Bracarenses, sejam encaminhados para a Cruz Vermelha Portuguesa, através da sua delegação de Braga, “entidade que tem estado em articulação com o Consulado para fazer chegar, pelos meios adequados, todas as ajudas a Moçambique”.

Manifestando toda a solidariedade com o povo moçambicano, Ricardo Rio deu conta da moção ontem aprovada por unanimidade em sede de reunião do Executivo Municipal, com um voto de pesar pelo povo moçambicano da província de Sofala e das suas imediações.

“Braga mantém laços mútuos e estreitos de cooperação com Moçambique, designadamente, ao nível das relações multissectoriais, das empresas, dos emigrantes, dos estudantes e acolhe uma significativa comunidade moçambicana. Não podemos deixar de disponibilizar os meios solidários que estão ao nosso alcance para participar na ajuda internacional humanitária”, garantiu Ricardo Rio.

O Autarca Bracarense manifestou ao Cônsul a vontade de criar uma bolsa de estudo ou de investigação na área das regiões tropicais, no âmbito da cooperação da saúde, apoio à renovação de infra-estruturas ou prevenção de riscos naturais.

CMB26032019SERGIOFREITAS00000018068.jpg