Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARCUENSES EM LISBOA CANTARAM OS PARABÉNS À CASA DO CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ

Sob a batuta do Presidente da Direção, Joaquim Cerqueira de Brito, a Casa do Concelho de Arcos de Valdevez é actualmente um dos mais destacados baluartes do regionalismo minhoto em Lisboa

Cerca de meio milhar de arcuenses e amigos afluíram hoje à Quinta da Valenciana, em Fernão Ferro, para cantar os parabéns à Casa do Concelho de Arcos de Valdevez pelo seu 64º aniversário.

DSCF4557.JPG

O dia foi de festa muito animada como só os minhotos sabem fazer. A abrir o apetite, o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez iniciou a sua actuação no magnífico espaço ao ar livre a que se seguiu um serviço de entradas e aperitivos.

A festa foi ainda animada pelo Rancho Folclórico de Vilarinho das Quartas que se deslocou propositadamente a partir do Soajo. E, ainda pelos tocadores de concertina e cantadores ao desafio Carminda dos Arcos, Leiras do Soajo e Daniel Sousa.

DSCF4477.JPG

Em representação da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez esteve presente o Dr. Daniel Barros, Vice-presidente do executivo. A Junta de Freguesia de Marvila foi representada pelo seu próprio Presidente, o Dr. José António Videira. Também o Presidente da Junta de Freguesia do Soajo, Manuel Barreira da Costa esteve presente no evento. E, entre muitas outras entidades, fizeram-se representar a Presidente da Associação das Casas Regionais de Lisboa (ACRL) e as casas regionais de Valença, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira, Penacova, Tábua, Pampilhosa da Serra e Ferreira do Zêzere.

DSCF4385.JPG

A artesã Susana Cunha que é componente do Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez apresentou os seus trabalhos artísticos inspirados em modelos tradicionais mas com novo design e executados em novos materiais.

O Pão-de-ló de Soajo fez a delícia de muitos convivas e está a consquistar cada vez mais apreciadores e a dar fama à região de origem. E o magnífico repasto regado com vinhos tintos e brancos, verdes e maduros de “Casal Videira”, produção do minhoto proprietário da Quinta da Valenciana, uma das mais excelentes unidades hoteleiras e de restauração da região de Lisboa, situada mais precisamente no concelho do Seixal.

DSCF4424.JPG

Fundada em 30 de Abril de 1955, a Casa do Concelho de Arcos de Valdevez é a mais antiga associação regionalista minhota de âmbito concelhio constituída em Lisboa, reunindo à sua volta a numerosa comunidade arcuense que ali vive e trabalha. Porém, a intenção de constituir esta casa regional era anterior à segunda guerra mundial, mas os constrangimentos da época forçaram ao adiamento da iniciativa que só veio a concretizar-se uma década após a sua conclusão.

Sediada na rua Augusto Rosa, junto à Sé Catedral de Lisboa, possui uma delegação na zona de Marvila onde funciona nomeadamente a sua Secção Desportiva que numerosos troféus tem arrecadado para a “Casa dos Arcos” como ela é vulgarmente tratada pelos arcuenses. Mas, a Casa do Concelho de Arcos de Valdevez destaca-se ainda pelo seu Grupo de Cavaquinhos e o Rancho Folclórico que vem adquirindo elevada qualidade e notoriedade. De realçar ainda o seu papel na criação e dinamização da Associação das Casas Regionais em Lisboa (ACRL).

DSCF4393.JPG

DSCF4394.JPG

DSCF4396.JPG

DSCF4397.JPG

DSCF4405.JPG

DSCF4411.JPG

DSCF4415.JPG

DSCF4426.JPG

DSCF4434 (2).JPG

DSCF4437.JPG

DSCF4443.JPG

DSCF4476.JPG

DSCF4492.JPG

DSCF4515 (2).JPG

DSCF4543.JPG

DSCF4547.JPG

DSCF4552.JPG

DSCF4564.JPG

SOAJO RECEBE "SOAJO TRAIL"

Prova decorre dia 24 de Fevereiro

No próximo dia 24 de fevereiro decorrerá em Soajo, Arcos de Valdevez, o Soajo Trail. Um evento de Trail Running que vai decorrer em percursos de paisagens únicas que convidam ao desafio e à aventura em pleno contato com a Natureza.

51630176_522528894903211_8822179962074169344_n.jpg

A entidade promotora é a Academia Desportiva de Arcos de Valdevez em parceria com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e a Junta de Freguesia da Vila do Soajo.

Este evento tem como objetivo a promoção de prática desportiva e turismo de natureza dando a conhecer o património histórico, cultural e ambiental da nossa região.

O evento será realizado entre os famosos Espigueiros e a Serra do Soajo beleza única integrada no sistema montanhoso - o Parque Natural Peneda/Gerês e terá início na vila milenar- O Soajo pelas 9h00.

PREÇOS e DISTÂNCIAS

» Caminhada // 8€ // 8Km

» Curto // 12€ // 18km

» Longo // 15€ // 29Km

O que inclui a inscrição?

- T-Shirt Técnica

- Medalha

- Reforços

- Banhos

- Dorsal com Chip Incluído

- Seguro Desportivo

- Prémio Finisher

Qualquer dúvida ligue: +351 964 813 732

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO ARCUENSE APRESENTA NA CASA DO POVO DO SOAJO A MOEDA ALUSIVA AOS ESPIGUEIROS DO SOAJO

Apresentada a moeda com os Espigueiros de Soajo

“A Eira dos Espigueiros é o símbolo da nossa cultura tradicional (...)Esta moeda reforça o orgulho que temos na nossa História, na nossa gente e na nossa terra” – afirmou João Esteves Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez

No âmbito das moedas Comemorativas 2018, a Casa da Moeda procedeu à cunhagem de um exemplar alusivo aos Espigueiros do Noroeste Peninsular, integrado na série “Etnografia Portuguesa”, com a imagem da Eira Comunitária dos Espigueiros de Soajo, um dos ex-libris do concelho, classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1983.

aprsentaçao_moeda_soajo4

A apresentação pública deste exemplar foi feita no passado sábado, dia 1 de Dezembro, na Casa do Povo de Soajo, numa sessão que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, João Esteves, do Presidente da Junta de Soajo, Manuel Barreira, dos escultores da mesma, Fernando Branco e Isabel Carriço, do Presidente do Conselho de Administração da Imprensa Nacional - Casa da Moeda, Gonçalo Caseiro e muitos populares.

A moeda "Espigueiros do Noroeste Peninsular" conta com um valor facial de 2,5 euros e tem edição limitada a 60.000 moedas.

Foi com grande satisfação que o Presidente da Câmara assistiu à apresentação desta moeda, “mais um reconhecimento a Soajo que, ao integrar esta série de 6 moedas comprova que a Eira dos Espigueiros é um dos elementos que compõem a identidade portuguesa. (…) Esta moeda também contribui para a valorização do nosso património cultural e para a promoção e divulgação da nossa terra”.

Destacando o valor que o Município atribui ao Património Cultural na estratégia de desenvolvimento cultural, social e económico de Arcos de Valdevez, a Câmara Municipal tem realizado várias ações de valorização do mesmo, sendo disso exemplo a inauguração da escultura comemorativa dos 500 anos do Foral de Soajo, a inauguração, no próximo dia 15 de Dezembro, do Centro Interpretativo do Barroco, na Igreja do Espirito Santo, a publicação de livros sobre o concelho, o apoio à musica tradicional e ao teatro como foi o caso da teatralização da peça “O juiz de Soajo”, a valorização da área arqueológica do Gião e dos Fortins do Extremo, entre outras.

João Esteves agradeceu à Casa da Moeda e finalizou dizendo que  “Quando valorizamos o Património valorizamos a nossa terra. (…) e fazemos avançar o concelho de Arcos de Valdevez.

aprsentaçao_moeda_soajo2

aprsentaçao_moeda_soajo7

Capturar

SOAJO RECEBE RÃO KYAO

“Ser EducAção” regressa a Soajo de 7 a 9 setembro

A Vila de Soajo em Arcos de Valdevez volta a ser palco de mais uma edição do encontro “Ser EducAção”, promovido pela Associação Moving Cause, com o apoio do Município de Arcos de Valdevez.

4ºencontroFB

 Esta quarta edição, inspirada no provérbio africano «é preciso uma aldeia para educar uma criança», terá como tema “A Comunidade”, onde será explorado um programa diversificado e complementar, dedicado à experiência de um novo modelo educativo, que pode ser partilhado e vivenciado quer por crianças quer por adultos.

Serão realizadas várias atividades lúdico-educativas, desde explorar a Floresta-Escola circundante e experienciar a gestão comunitária de baldios, através do projeto de Mini-Compartes; um ciclo de palestras sobre Educação em Transformação, onde se poderá conhecer projetos educativos inovadores e inspiradores; partilhar experiências e vivências através de Oficinas de Rádio; praticar formas de comunicação, como aprender a comunicar sem palavras “Comunicar é um Mimo”; aprender a trabalhar com barro nos ateliers de cerâmica em família; divertir-se com os Jogos Tradicionais e dançar com o Rancho das Camponesas de Soajo, entre muitas outras atividades. Haverá ainda sessões de yoga, meditação, culinária, música e pintura com as Aguarelas da Terra.

Este ano o evento será brindado com uma palestra do afamado pedagogo e professor José Pacheco, fundador da Escola da Ponte, em Santo Tirso, e também com um concerto de Rão Kyao, a abrir a programação na Casa do Povo.

Para o Município de Arcos de Valdevez esta é uma iniciativa de relevo para o concelho e para os arcuenses, pela dinâmica criada em torno da ação educativa, contribuindo positivamente para o desenvolvimento de uma educação participativa, ativa e sustentável e para o fortalecimento da parceria em rede entre as várias instituições ligadas ao setor da educação a nível local e regional: Município, instituições de ensino, educadores, crianças, pais e comunidade em geral.

Para mais informação, consultar:

Website: https://sereducacao.movingcause.org

Programa: https://sereducacao.movingcause.org/ser-educacao/programa-2018/

Inscrições: https://www.eventbrite.pt/e/bilhetes-iv-encontro-ser-educacao-48739705772

Página no Facebook: https://www.facebook.com/sereducacao/

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/262719964540359/

Email: sereducacao@movingcause.org

Imagem1

SOAJO INAUGURA ESCULTURA COMEMORATIVA DOS 500 ANOS DO FORAL MANUELINO

Soajo inaugura escultura comemorativa dos 500 anos do Foral

Decorreu no passado dia 15 de agosto, a inauguração da escultura comemorativa dos 500 anos do Foral de Soajo, outorgado em 1514 pelo rei D. Manuel I.

Estatua_1

A escultura da autoria do artista plástico e professor do ensino secundário local Fernando Cerqueira, representa nas suas diversas perspetivas plásticas e artísticas, o ato histórico de grande relevância para o então concelho de Soajo, interpretando nos seus elementos a força da mão régia e da sua doação, a liberdade do ato, interpretada pela própria serrania e pelo elemento alado representado no gavião, a própria carta de Foral, marcada por uma forte inscrição latina afirmadora do poder do rei e da sua divinização, e uma concha marítima, um local de “nascimento” de todo o ato da outorga, igualmente sinonimo do mar e da importância das Descobertas na realidade do Portugal de quinhentos.

A escolha da obra foi decidida pelo júri do concurso de ideias levado a cabo pelo Município de Arcos de Valdevez e pela Junta de Freguesia de Soajo, estando integrado no programa especifico de comemorações dos 500 anos do Foral.

Antecedendo esta iniciativa, foi igualmente realizada a inauguração de três painéis informativos, colocados nos principais acessos viários da localidade, contendo elementos identificadores de Soajo, baseados nas ilustrações do conceituado artista de banda desenhada José Ruy, marcando estes um ponto informativo de entrada para os visitantes.

Para a Câmara Municipal e Junta de Freguesia de Soajo, esta obra de arte vem reforçar identidade do território e o orgulho na terra, qualifica o espaço em termos culturais e de informação turística, tornando Soajo mais atrativo para os visitantes.

Estatua_2

Estatua_3

Estatua_4

Estatua_5

PINTORA NELA MÜLLER EXPÕE DESENHO E PINTURA EM ARCOS DE VALDEVEZ

“À descoberta do Norte Mágico”: Exposição de desenho e pintura

À descoberta do Norte Mágico é o título da exposição de desenho e pintura que reúne trabalhos de Nela Müller, artista que decidiu há alguns anos fixar residência no nosso concelho, escolhendo a Vila do Soajo.

DSC06887

De acordo com as palavras da pintora, as paisagens marítimas e os recantos pitorescos de algumas vilas do Altominho são a fonte de inspiração para têmperas e desenhos a tinta-da-china agora apresentados.

Nela Mûller tem uma longa atividade como pintora e os seus trabalhos estão representados em museus e coleções particulares.

A exposição está patente no átrio da Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo e pode ser visitada até 29 de Julho.

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta das 9h30 às 17h30.

FEIRA DE ARTES E OFÍCIOS ATRAI MILHARES DE VISITANTES AO SOAJO

19º Feira das Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo atraiu milhares de pessoas. Cultura, tradições, gastronomia e natureza foram os grandes chamarizes do certame

Soajo voltou a promover a Feira de Artes e ofícios Tradicionais no passado fim de semana.

Com este evento estiveram em destaque os produtos, as artes e ofícios tradicionais, o folclore, os usos e costumes tradicionais, as raças autóctones, a animação turística e as manifestações espontâneas da cultura popular.

Este ano a feira inovou. Contou com três espaços de exposição, por onde se distribuíram cerca de 50 expositores artesanato, produtos locais e tasquinhas, nomeadamente, no largo do Eiró e no Campo da Feira, bem como foi afeto um outro espaço para a exposição de animais de raças autóctones e representações das empresas de animação turística locais.

Associado a isto, esteve um vasto programa de animação, no qual se incluiu a transmissão do Programa televisivo “Somos Portugal”, da TVI, no domingo à tarde.

Arcos de Valdevez ganhou grande destaque televisivo, com todos os seus saberes, sabores e oportunidades, transmitidas via televisão, alcançando assim milhares de telespetadores a nível nacional e além-fronteiras, nomeadamente a grande comunidade de emigrantes que teve a oportunidade de matar saudades da sua terra natal.

A animação não faltou, tendo contado com animação de rua, rusgas e cantares ao desafio.

De destacar os vários momentos de apresentação do rico património cultural de Soajo, como as exposições de fotografia e a mostra etnográfica na antiga Casa da Câmara, o desfile de carros de bois, a malhada do milho na Eira dos Espigueiros e a peça de teatro “O Juiz de Soajo”, no Largo do Eiró, excelente representação realizada por atores locais de Soajo e encenação do Grupo de Teatro do Vez.

Foram muitos os que quiseram ir a Soajo, participar em mais uma edição da Feira de Artes e Oficios Trdacionais. Uma feira que prima pela genuinidade, apego às coisas da terra e impulsiona a economia local.

Tal como em anos anteriores, contou com a organização da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, da ARDAL – Associação Regional para o Desenvolvimento do Alto Lima, da Junta de Freguesia de Soajo e Cooperativa Agrícola de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, com o apoio da Casa do Povo de Soajo, Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo, do Centro Social e Paroquial de Soajo, do Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas – Soajo, do Rancho Folclórico Camponesas de Soajo e da Associação Desportiva e Cultural de Soajo.

SOAJO PROMOVE ARTES E OFÍCIOS

Feira das Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo. 13 a 15 de julho

Soajo promove a Feira de Artes e ofícios Tradicionais a partir da próxima sexta-feira, dia 13 de julho, e até domingo. A vila de Soajo, característica nas suas formas particulares de vivência e organização social e económica, é provavelmente um dos destinos concelhios mais divulgados e conhecidos e é famoso pelo vasto conjunto de espigueiros erigidos sobre uma enorme laje granítica que este ano irão servir de pano de fundo do certame.

36534416_1902219536504002_1666759851323162624_n

Terra de tradição e integrante do Parque Nacional da Peneda Gerês, um dos ex-libris da região, declarado como Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco, chama à atenção pela sua riqueza cultural e natural.

Tal como em anos anteriores, conta com a organização da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, da ARDAL – Associação Regional para o Desenvolvimento do Alto Lima, da Junta de Freguesia de Soajo e Cooperativa Agrícola de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, com o apoio da Casa do Povo de Soajo, Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo, do Centro Social e Paroquial de Soajo, do Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas – Soajo e do Rancho Folclórico Camponesas de Soajo.

Com este evento pretende-se promover, os produtos, as artes e ofícios tradicionais, o folclore, os usos e costumes tradicionais, as raças autóctones, a animação turística e as manifestações espontâneas da cultura popular.

O certame é composto por uma exposição de produtos locais e artesanato, uma exposição de animais de raças autóctones e representações das empresas de animação turística locais, associado a um vasto programa de animação, no qual se inclui a transmissão do Programa televisivo “Somos Portugal”, da TVI. Na componente exposição de produtos e artesanato, dá-se destaque ao espaço ocupado pelas tasquinhas que terão à disposição dos visitantes um sem número de petiscos e iguarias de sabores excecionais, bem como aos pratos servidos pelos restaurantes aderentes no âmbito das jornadas gastronómicas, acompanhados pelo vinho verde da região. Produtos que reúnem as potencialidades, riquezas e especificidades do mundo rural, permitindo construir uma oferta integrada e a promoção de um território de excelência.

Na exposição de animais irão estar presentes as várias raças que compõe a oferta local, das quais se destacam a raça Cachena e Garrana, no que refere a exemplares de bovinos e equinos. As empresas de animação turística irão disponibilizar ao visitante várias atividades durante o período da feira, nomeadamente, passeios equestres, jeep tours, passeios pedestres, subida de rio e eco bike tour.

O programa de animação é variado, passando pela animação de rua promovida, passando pela atuação de Fernando Rocha, rusgas; cantares ao desafio.

Venha a Soajo! Venha desfrutar da nossa cultura, das nossas tradições, da boa gastronomia e do ar puro do Parque Nacional Peneda Gerês, os quais compõem um leque de boas opções que não o vão desiludir.

Programa FAOT 2018

Sexta 13 de Julho

18h00  Abertura oficial da FAOT

18h00  Abertura da exposição de fotografia

            (Salão do Centro Social)

19h00  Abertura da Exposição "Casa Museu"         

20h00  Jornadas Gastronómicas: Restaurantes e Tasquinhas

21h30  Animação: Cantares ao desafio

22h30m – Animação: Fernando Rocha

Sábado 14 de Julho               

10h00 – Subida do rio Adrão *

(Concentração nos espigueiros de Soajo às 10h – Nature4)

10h00 – Passeios equestres **

11h00  Abertura da FAOT

12h00  Jornadas Gastronómicas: Restaurantes e Tasquinhas

15h00  Concurso de mel

15h00 – Jeep tour – Alto do Gião*

15h00 – Eco Bike tour – circuito de bicicleta elétrica com guia*

16h30 - Animação de rua – FANFARRIA TAQUIKARDIA

16h30  Concurso pecuário

            Gado de Raça Cachena

            Gado de Raça Barrosã

            Gado da Raça Minhota

17h00 – Jeep tour – Alto do Gião*

18h00 - Concurso de beleza de equinos da raça garrana

19h00 – Provas comentadas de vinhos

- Harmonização de vinhos e produtos regionais

(Campo da Feira)

19h00 – Passeio pedestre – “Soajo ao por do sol”

            (inscrição prévia para email geral@nature4.pt)

20h00  Mostra Gastronómica: Restaurantes e Tasquinhas   

21h30  Animação: Encontro de Rusgas Populares

            (Campo da Feira)

22h30 - Animação: Banda - TORCIDO”

(Largo do Eiro)

23h30 - Animação: Banda - FANFARRIA TAQUIKARDIA

            (Largo do Eiro)

Domingo 15 de Julho

10h00 – Passeios equestres **

11h00  Abertura da FAOT

12h00 - Mostra Gastronómica: Restaurantes e Tasquinhas 

14h00 -Programa “Somos Portugal” – TVI

15h00 – Jeep tour – Alto do Gião*

15h00 – Eco Bike tour – circuito de bicicleta elétrica com guia*

15h00 -Desfile de carros de bois

(Início- largo do Eiró; Termina – Campo da feira)

17h00 -Malhada do milho tradicional

(Local - Eira do Penedo)

17h00 – Jeep tour – Alto do Gião*

18h00  Peça de teatro “O Juiz de Soajo”

(Local - Largo do Eiró)

19h00 – Passeio pedestre – “Soajo ao por do sol”*

20h00 -Mostra Gastronómica: Restaurantes e Tasquinhas

21h00 – Encerramento da feira

*- Inscrições no stand da Nature4 no recinto da feira ou em geral@nature4.pt

** - Todo o dia, stand do Centro hípico no recinto da feira

SOAJO REALIZA FEIRA DE ARTES E OFÍCIOS TRADICIONAIS

Soajo promove a Feira de Artes e ofícios Tradicionais a partir da próxima sexta-feira, dia 13 de julho, e até domingo. A vila de Soajo, característica nas suas formas particulares de vivência e organização social e económica, é provavelmente um dos destinos concelhios mais divulgados e conhecidos e é famoso pelo vasto conjunto de espigueiros erigidos sobre uma enorme laje granítica que este ano irão servir de pano de fundo do certame.

36534416_1902219536504002_1666759851323162624_n

Terra de tradição e integrante do Parque Nacional da Peneda Gerês, um dos ex-libris da região, declarado como Reserva Mundial da Biosfera pela Unesco, chama à atenção pela sua riqueza cultural e natural.

Tal como em anos anteriores, conta com a organização da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, da ARDAL – Associação Regional para o Desenvolvimento do Alto Lima e da Junta de Freguesia de Soajo, e o apoio da Casa do Povo de Soajo, Assembleia de Compartes dos Baldios de Soajo, do Centro Social e Paroquial de Soajo, do Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas – Soajo e do Rancho Folclórico Camponesas de Soajo.

Com este evento pretende-se promover, os produtos, as artes e ofícios tradicionais, o folclore, os usos e costumes tradicionais, as raças autóctones, a animação turística e as manifestações espontâneas da cultura popular.

Neste sentido, vimos através do presente convidá-los a marcarem presença na conferência de imprensa de apresentação do evento, que terá lugar no 10 de Julho, pelas 12h00, no Centro Municipal de Informação e Turismo de Arcos de Valdevez, seguindo-se o almoço.

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA SIMULACRO NO SOAJO AO ABRIGO DO PROGRAMA "ALDEIA SEGURA"

Programa Aldeia Segura, Pessoas Seguras Evacuado lugar de Vilar Suente

No âmbito da Defesa da Floresta contra Incêndios, e do Programa Aldeia Segura, Pessoas Seguras, a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, em colaboração com diversas entidades, entre as quais os Bombeiros Voluntários, Comando Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo ; Guarda Nacional Republicana; e Junta de Freguesia de Soajo levou a cabo um simulacro de evacuação do lugar de Vilar de Suente, em Soajo, que decorreu dentro do esperado.

IMG_2383

A população colaborou e ficou a saber melhor como atuar em caso de necessidade de evacuação real.

Neste local, com 53 habitantes, foi colocada sinalética a indicar como lugar de refúgio o Largo da Ermida, em frente ao café, sendo o habitante Carlos dos Santos o oficial de segurança. Carlos tem como missão alertar a população, fazer ações de sensibilização junto da mesma e organizar a evacuação caso tal seja necessário, com a sinalização de caminhos e definição de locais de refúgio nas aldeias.

Este programa tem como objetivos incentivar à participação das populações e reforçar a consciência da responsabilidade partilhada, contribuir para a salvaguarda de pessoas e bens e implementar estratégias de proteção para aglomerados populacionais. 

Tem como foco principal as freguesias de risco no âmbito da defesa da floresta contra incêndios e como eixos estratégicos a gestão de combustível, o plano de evacuação de aldeias e uma campanha de sensibilização.

De referir ainda que os exercícios são uma das mais importantes ferramentas de treino nas mais variadas áreas de intervenção, nomeadamente na área da proteção civil permitindo testar, em ambiente simulado, procedimentos de nível tático, operacional e estratégico, essenciais ao cabal cumprimento da missão de todas as forças e serviços com competência na matéria, identificando falhas e constrangimentos que, a verificarem-se em situação real, teriam quase sempre efeitos bastante negativos.

Esta é mais uma iniciativa realizada no sentido de contribuir para a salvaguarda de pessoas e bens, bem como da proteção dos aglomerados.

IMG_2397

IMG_2421

IMG_2493

IMG_2503

IMG_2512

IMG_2522

IMG_2568

"TERRA PURA DISTINGUE CANTADEIRAS DO SOAJO

Cantadeiras de Soajo na Lista de 10 discos selecionados pela Terra Pura / Crónicas da Terra em Dezembro de 2017

Foi com grande orgulho que o Município viu o primeiro trabalho discográfico do grupo arcuense das cantadeiras de Soajo, “Por Soajo, com Soajo”, ter sido selecionado para a lista dos 10 discos portugueses e de artistas estrangeiros residentes em Portugal, selecionados pela Terra Pura / Crónicas da Terra em Dezembro de 2017.

por soajo_cantadeiras_soajo

“Por Soajo, com Soajo” é um trabalho composto por 17 temas (S. João de Soajo (1), Um ai meu amor um ai (2), Sachadeiras (3), Viúva (4), Cantigas de escárnio e maldizer (5), Cantigas de amor (6), Senhora da Peneda (7), Saudades (8), Cantares de serão (9), Desafio (10), Quadras soltas (11), Quem me move, bem me entende (12), Soajo I (13), Soajo II (14), Desfolhadas (15), Cantigas ao arco (16) e Rapsódia (17)) que faz o registo cultural e etnográfico da Terra, conservando-o pelos vindouros.

Este grupo de 12 elementos é composto por Elisabete Barbosa, Deolinda Araújo Fidalgo, Fátima Sousa do Souto, Florinda da Conceição Cerqueira, Gracinda Enes Gonçalo Martins, Guida Enes, João Barreira da Costa, Luísa Neto Gomes, Manuel Gonçalves (Vira), Maria Fernandes Domingues Carvalho, Maria Joaquina Veloso Enes Viana Rebola e Perpétua Fidalgo.

O Crónicas da Terra é um espaço de reflexão e de divulgação musical da folk, da chamada “world music” e das suas múltiplas ramificações que conta com 13 anos de existência. A primeira versão deste espaço surgiu em 1997, agregado ao projeto Musicnet da Rede Terravista.