Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE MONÇÃO VISITA UNIDADE DE SAÚDE DE TANGIL

A Unidade de Saúde de Tangil, inaugurada no dia 25 de julho de 2003, é um equipamento relevante para as freguesias do Vale do Mouro, servindo uma população maioritariamente idosa através de uma equipa (médico, enfermeira e administrativo) motivada e atenciosa que exerce a sua atividade em espaços adequados e funcionais.

DSC_0461.JPG

Esta é a principal conclusão da visita efetuada às instalações pelo Presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, pelo Vogal do Conselho de Administração da Unidade de Saúde do Alto Minho, Rui Teixeira, e pelo Presidente da Junta de Freguesia de Tangil, Euclides Cerqueira.

Nesta visita, os contatos com os utentes mostraram a satisfação com a funcionalidade da unidade de saúde. Uma opinião partilhada pelo médico, enfermeira e administrativa de serviço, os quais deram nota da frequência positiva da unidade e do seu papel na prestação de cuidados primários à população.

Na posterior reunião de trabalho, foram lançadas algumas medidas focadas na efetivação de um maior dinamismo e aproveitamento das atuais instalações. Surgiram algumas ideias que agora serão objeto de análise e amadurecimento para, no futuro, ganharem expressão no terreno com benefício para Tangil e freguesias vizinhas.

DSC_0446.JPG

DSC_0452.JPG

DSC_0454.JPG

SERVIÇO DE URGÊNCIA DO CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO AVE ASSINALA 10 ANOS DE FUNCIONAMENTO

Serviço de Urgência Médico Cirúrgica do CHMA comemora dez anos. Sessão solene decorre amanhã, terça-feira, dia 15 de janeiro, pelas 10h00, na Casa das Artes

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, participa amanhã, terça-feira, dia 15 de janeiro, pelas 10h00, na sessão solene de abertura das comemorações dos 10 anos do Serviço de Urgência Médico Cirúrgica (SUMC) do Centro Hospitalar do Médio Ave, que vai decorrer na Casa das Artes.

Para além de Paulo Cunha estarão ainda presentes na sessão, o Presidente do Conselho de Administração do CHMA António Barbosa, o vereador da Câmara Municipal da Trofa Sérgio Araújo, o vereador adjunto da Camara Municipal de Santo Tirso José Pedro Machado, o Diretor Serviço do SUMC Nuno Cardoso e o Enfermeiro Responsável do SUMC Pedro Castro.

Segue-se a realização de uma Mesa Redonda onde se irá debater o tema “Organização Urgências em Portugal, onde se insere o SUMC do CHMA?”.

As comemorações decorrem até ao dia 17 e incluem ainda visitas das escolas ao SUMC virtual e uma exposição fotográfica, um encontro sobre “Histórias / Estórias da Urgência”, um programa de Rádio e muito convívio.

HISTORIADOR FAFENSE DANIEL BASTOS PARTICIPA EM OBRA SOBRE HOSPITAIS E SAÚDE

Daniel Bastos participa em obra coletiva sobre Hospitais e Saúde entre Brasil e Portugal

No final do ano passado, a editora Fiocruz, que concentra a maior parte dos lançamentos da Fundação Oswaldo Cruz, a mais importante instituição de ciência e tecnologia em saúde da América Latina, e uma das principais instituições mundiais de pesquisa em saúde pública, localizada no Rio de Janeiro, lançou o livro “Hospitais e Saúde no Oitocentos: diálogos entre Brasil e Portugal”. 

Daniel Bastos.JPG

A obra coletiva de referência na área da História e Saúde é o resultado de um conjunto de trabalhos elaborados por investigadores luso-brasileiros sobre arquitetura, urbanismo, património cultural e saúde no séc. XIX. Ao longo dos sete capítulos do livro, os cientistas sociais luso-brasileiros revisitam a benemérita rede de dezenas de associações de beneficência, que emigrantes portugueses na transição do séc. XIX para o séc. XX construíram em várias cidades brasileiras, principal destino da emigração lusa na época, que originalmente se destinavam à ajuda mútua entre os sócios, membros da comunidade portuguesa, e que ainda hoje são instituições de referência no Brasil e na América do Sul.

Um desses capítulos, designadamente “O Hospital da Misericórdia de Fafe e a Contribuição da Benemerência Brasileira em Portugal no Século XIX” , é assinado, pelo historiador fafense Daniel Bastos, cujo percurso tem sido alicerçado junto das comunidades portuguesas.

No decurso do seu contributo historiográfico, Daniel Bastos destaca o concelho de Fafe como uma construção contemporânea dos “brasileiros de torna-viagem”, enquadrando o Hospital da Misericórdia de Fafe, que desempenha e ocupa um papel estruturante no campo social local, como uma obra paradigmática da benemerência brasileira na segunda metade do século XIX, gizada a partir do modelo arquitetónico da “Beneficência Portuguesa do Rio de Janeiro”.

Refira-se que Daniel Bastos é autor do livro “Santa Casa da Misericórdia de Fafe – 150 anos ao Serviço da Comunidade”, e que a obra  “Hospitais e Saúde no Oitocentos: diálogos entre Brasil e Portugal” tem previsto ao longo do ano sessões de apresentação no território brasileiro e português.

Capa do livro.jpg

VIZELA PREVINE A RAIVA

Mês de janeiro sem vacinação antirrábica

A Câmara Municipal de Vizela informa que, excecionalmente, no mês de janeiro não terá lugar campanha de vacinação antirrábica e identificação eletrónica dos animais.

Assim, a partir do mês de fevereiro, a vacinação antirrábica e a identificação eletrónica dos animais, decorrerá nas datas previstas, ou seja, na primeira terça-feira de cada mês, às 11h, nas instalações da Câmara Municipal de Vizela (junto do portão da garagem).

VIZELA PROMOVE SAÚDE ORAL

Câmara assinou protocolo com ARS Norte para implementação de consultas de saúde oral

O Presidente da Câmara assinou esta manhã um protocolo de colaboração entre a Administração Regional de Saúde do Norte e a Câmara Municipal de Vizela para a implementação de consultas de saúde oral no Serviço Nacional de Saúde, nos cuidados de saúde primários.

ass. protocolo ARS

No âmbito deste protocolo, que vai permitir a prestação de consultas de saúde oral no Centro de Saúde de Vizela, o Município de Vizela suporta os custos de aquisição de uma cadeira de dentista e do material de consultório que vai ser instalado no Centro de Saúde.

Trata-se de um investimento da Autarquia de cerca de 50 mil euros, que vai garantir uma melhoria do acesso da população a cuidados de saúde oral.

A Administração Regional de Saúde do Norte, por sua vez, compromete-se a afetar todos os recursos técnicos e humanos necessários à prestação de consultas de saúde oral.

De destacar que a cerimónia de assinatura deste protocolo, que decorreu esta manhã, contou com a presença do bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, sendo que não esteve presente a Secretária de Estado da Saúde, por estar a acompanhar a situação do helicóptero do INEM.

Para além de Vizela, assinaram o protocolo aos municípios de Amarante, Armamar, Baião, Fafe, Guimarães, Maia, Mesão Frio, Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

Com esta parceria, a Câmara Municipal associa-se assim ao programa para a saúde do atual Governo que estabeleceu como prioridade expandir e melhorar a capacidade de resposta da rede de cuidados de saúde primários, designadamente pela ampliação da cobertura do Serviço Nacional de Saúde na área da saúde oral.

FAFE PROVIDENCIA MEDICAMENTOS A FAMÍLIAS CARENCIADAS

Câmara Municipal de Fafe celebra protocolo com a Associação Dignitude. O protocolo assinado facultará medicamentos à população carenciada do concelho de Fafe

O Município de Fafe assinou, esta manhã, um protocolo com a Associação Dignitude, com o objetivo de garantir à população mais carenciada do concelho o acesso a medicamentos. A disponibilização dos medicamentos será feita através do projeto ”Abem: Rede Solidária do Medicamento”, uma iniciativa da Associação Dignitude, que conta com o apoio de várias instituições de solidariedade social e entidades ligadas à saúde, nomeadamente as associações de farmácias.

810_4969A

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, destacou a importância deste protocolo no dia a dia das famílias mais carenciadas.

Este protocolo insere-se na nossa política de proximidade e apoio às famílias mais carenciadas do concelho. Temos já um vasto conjunto de programas de apoios sociais que fazem a diferença na vida das pessoas, proporcionando-lhes um dia a dia com dignidade e mais conforto.

810_4991A

Hoje, com a Associação Dignitude, estamos a minimizar um dos grandes problemas destas famílias, relacionado com a dificuldade no acesso aos cuidados de saúde, em concreto, à disponibilização dos medicamentos.

O ano passado, o Município apoiou mais de 170 famílias na compra de medicamentos, num investimento total que rondou 18 mil euros. Este apoio faz parte do Programa de Emergência Social que, para além da ajuda na compra de medicação, auxilia ainda o pagamento de despesas correntes com luz, água e gás.

A nossa responsabilidade é ajudar quem precisa. Esta é uma das grandes prioridades deste Executivo e a para a qual temos despendido grande empenho e esforço. Só resolvendo a pobreza é que estaremos em condições de resolver todos os outros problemas”., concluiu.

810_5018A

Francisco Faria, da Associação Dignitude, explicou, na ocasião, que “nos últimos dois anos, este programa já apoiou cerca de 3000 pessoas, através de 160 mil embalagens de medicamentos. 25 % destas pessoas apoiadas são crianças, até aos 18 anos.”

A partir da próxima semana, vai decorrer, nas farmácias aderentes, uma campanha de angariação de fundos para este programa, “Dê Troco a Quem Precisa”, que convida os portugueses a doar o troco das compras ao Fundo Solidário abem:. O montante angariado será integralmente aplicado na aquisição de medicamentos dos beneficiários abrangidos.”

A Dignitude tem por missão o desenvolvimento de programas solidários de grande impacto social, que promovam a qualidade de vida e o bem-estar dos portugueses, pretendendo assumir-se como uma Plataforma de Responsabilidade Social. O programa “Abem” tem por objetivo garantir o acesso ao medicamento, em ambulatório, por parte de qualquer cidadão que, em Portugal, se encontre numa situação de carência económica e que seja portador de receita médica. A sua operacionalização está alicerçada na capacidade e logística da rede das Farmácias Portuguesas.

A referenciação das famílias apoiadas por este projeto será feita pelo Serviço de Ação Social do Município de Fafe.

810_5026A

VIZELA LUTA CONTRA A SIDA

Presidente da Câmara de Vizela participou na campanha ‘Árvore da Vida’

O Presidente da Câmara, acompanhado pelo Executivo Municipal, participou esta manhã no Centro de Saúde de Vizela, na campanha «Árvore da Vida», que assinala o Dia Mundial da Luta Contra a Sida, promovida pelo PRESSE - Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar promovido pela ARS Norte, I.P., inserido na área funcional de Promoção e Proteção da Saúde do Departamento de Saúde Pública.

Arvore da vida

Atualmente está disponível em todas as unidades de saúde, e em breve estará também nas farmácias comunitárias, um teste que em poucos minutos permite que qualquer pessoa tenha conhecimento do seu estado serológico face ao VIH. A realização deste teste, permite diminuir n.º de diagnósticos tardios, o n.º de casos de doença e consequentemente o n.º de mortes.

Este ano, através da campanha «Árvore da Vida», o PRESSE pretende chamar a atenção para a importância do diagnóstico precoce e para o acesso universal de toda a comunidade a este teste rápido, incentivando à sua realização, como mais uma forma de prevenção, além do uso do preservativo.

A «Árvore da Vida», decorada de laços vermelhos, agrega simbolicamente, os múltiplos casos de pessoas que, através do diagnóstico precoce, deixam de ser um “laço” isolado e descurado, e ganham proteção junto de uma comunidade.

Esta Iniciativa lança um desafio que tem como intuito sensibilizar e envolver os alunos e docentes para o tema da Campanha «Árvore da Vida», onde a comunidade educativa é convidada a decorar uma árvore – com 1030 laços vermelhos - mas sobretudo uma ideia: a importância do diagnóstico precoce “Contra a Sida, pela vida”.

ANTÓNIO CARDOSO NAS JORNADAS DA SAÚDE DO MINHO

O Hospital de Braga, o Agrupamento de Centros de Saúde do Cávado I – Braga e o Agrupamento de Centros de Saúde do Cávado II – Gerês Cabreira organizam hoje e amanhã Jornadas de Saúde do Minho. Sob o tema “A Integração de Cuidados Centrados no Doente”, estas Jornadas pretendem promover a interação e a troca de experiências entre profissionais da área de cuidados de saúde primários e da área dos cuidados hospitalares.

JORNADASSAUDE

A sessão de abertura que decorreu no Auditório do Hospital de Braga contou  com a presença de João Ferreira, presidente da Comissão Executiva do Hospital de Braga, Rita Moreira, vogal do Conselho Diretivo da ARS do Norte, Nuno Oliveira, Diretor Executivo ACES Cávado II – Gerês/Cabreira, Domingos Sousa, Diretor Executiva ACES Cávado I – Braga, Firmino Marques, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga e António Cardoso, presidente do Conselho da Comunidade ACES Cávado II – Gerês/Cabreira

Durante as jornadas, os vários profissionais de saúde irão trocar experiências e saberes de forma a proporcionar melhores cuidados médicos aos utentes da região do Minho.
António Cardoso, presidente do Conselho da Comunidade ACES Cávado II – Gerês/Cabreira reiterou perante os responsáveis na área da saúde a importância da realização destas jornadas e da presença dos autarcas, pois, em seu entender, são quem melhor conhece as necessidades da população.

CERVEIRA SENSIBILIZA PARA A PREVENÇÃO DAS INFEÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

Cerveira acolhe “Juntos em Espetáculo pela Prevenção de Infeções Sexualmente Transmissíveis”

Este sábado, dia 1 de dezembro, o Cineteatro de Cerveira é palco de um espetáculo que conjuga música, expressão corporal, dança e imagem. O propósito é o de suscitar a reflexão em torno da utilização da Arte enquanto estratégia educativa de excelência no âmbito da promoção da saúde e da prevenção da infeção por VIH e outras IST. Bilhetes à venda no próprio dia.

Dia 1 de dezmbro

Organizada pelo Centro de Atendimento Psicossocial VIH/SIDA (CAPS VIH/SIDA) do GAF, esta iniciativa visa assinalar o Dia Mundial de Luta Contra a Sida, internacionalmente definido como o 1° de dezembro, sensibilizando a comunidade para este vírus.

Vila Nova de Cerveira foi o local escolhido para receber “Juntos em Espetáculo pela Prevenção de Infeções Sexualmente Transmissíveis”, sob o slogan “zero mortes, zero novas infeções, zero discriminação… Eu decido”.

A partir das 21h00, do dia 1 de dezembro, teatro, música e dança vão subir ao palco do Cineteatro de Cerveira, graças à colaboração do Agrupamento de Escolas, da UCC Saúde em Movimento, da ETAP, da Academia de Música Fernandes Fão, da ADEIXA e da Pauta de Caprichos, e apoio da Câmara Municipal.

O preço dos bilhetes é simbólico, sendo 2euros para adultos e 1 euro para jovens entre os 12 e 18 anos. Para as crianças menores de 12 anos, a entrada é gratuita. As receitas revertem a favor do Gabinete de Atendimento à Família.

De sublinhar que o Dia Mundial de Luta Contra a Sida é um dos oito dias mundiais relacionados com a saúde que é celebrado a nível global (Dia Mundial da Saúde, Dia Mundial do Dador de Órgãos, Dia Mundial da Imunização, Dia Mundial da Tuberculose, Dia Mundial sem Tabaco, Dia Mundial da Malária e Dia Mundial contra Hepatite).

PARLAMENTO REJEITA PROPOSTA DO PAN QUE PENALIZA EXCESSO DE AÇÚCAR NOS LEIRES ACHOCOLATADOS E AROMATIZADOS

Rejeitada a proposta do PAN que penaliza o excesso de açúcar nos leites achocolatados e aromatizados

·         Leites achocolatados e aromatizados possuem elevados níveis de açúcar

·         São consumidos essencialmente pelas crianças, que registam em Portugal, níveis preocupantes de excesso de peso

·         A tributação especial do consumo às bebidas açucaradas deve incluir estes produtos para desincentivar o seu consumo

·         A rejeição da proposta revela incoerência legislativa nas políticas de prevenção de saúde pública

O parlamento rejeitou hoje por unanimidade uma proposta que o PAN, Pessoas-Animais-Natureza, tem trazido recorrentemente durante a legislatura e que que prevê um imposto especial de consumo para os leites achocolatados e aromatizados.

Os leites achocolatados e aromatizados possuem elevados níveis de açúcar, contendo em média entre 90 e 134 gramas de açúcar por litro, estando estudados e sendo conhecidos os malefícios do açúcar para a saúde, os quais, consumidos em excesso, provocam, nomeadamente, diabetes e obesidade.

Reconhecendo este problema, o Governo, por via do Orçamento do Estado para 2017,

aprovado pela Lei n.º 42/2016, criou uma tributação especial do consumo às bebidas açucaradas (incluindo as bebidas com outros edulcorantes), seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde, que sustenta a eficácia da medida na redução do consumo de açúcar, especialmente nas crianças, e a poupança de custos para os sistemas de saúde. Os leites achocolatados e aromatizados são consumidos essencialmente pelas crianças, as quais registam, em Portugal, níveis preocupantes de excesso de peso. Segundo o estudo 2013-2014 da APCOI que contou com 18.374 crianças (uma das maiores amostras neste tipo de investigação): 33,3% das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso, i.e., uma em cada três crianças, das quais 16,8% são obesas.

Ao tributar à taxa mínima de IVA os leites achocolatados e aromatizados, passamos a imagem de que se tratam de alimentos saudáveis e essenciais, incentivando o seu consumo. Pelo que o imposto especial de consumo que foi aplicado sobre bebidas adicionadas de açúcar ou outros edulcorantes deverá também ser aplicado, exatamente da mesma forma, aos leites achocolatados e aromatizados.

“A rejeição desta medida revela uma evidente incoerência legislativa que pode ser perigosa no que respeita às políticas de prevenção de saúde pública. Continuam a prevalecer as influências dos lóbis desta indústria associados a fortes preconceitos e ao desconhecimento ou desinteresse sobre o impacto positivo real que a sua aprovação poderia ter na sociedade portuguesa.” reforça André Silva, Deputado do PAN.

PRIMEIRO-MINISTRO INAUGURA EM CABECEIRAS DE BASTO UNIDADE DE CUIDADOS CONTINUADOS DA BASTO VIDA

O Primeiro-Ministro, Dr. António Costa, inaugurou ontem, dia 26 de novembro, a Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) de Média Duração da Basto Vida, em Cabeceiras de Basto. Esta Unidade abriu portas ao público no dia 2 de abril deste ano com uma lotação de 30 camas e integra a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).

Primeiro-Ministro inaugurou Unidade de Cuidados Continuados da Basto Vida (1)

Acompanharam o governante nesta cerimónia, o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Dr. Vieira da Silva, a Ministra da Saúde, Dra. Marta Temido, os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves e Eng. Joaquim Barreto, respetivamente, bem como a presidente da direção da Basto Vida, Dra. Fátima Oliveira, e demais dirigentes da instituição.

Primeiro-Ministro inaugurou Unidade de Cuidados Continuados da Basto Vida (2)

Vereadores, presidentes de Juntas de Freguesia, membros da Assembleia Municipal, dirigentes e representantes dos serviços desconcentrados do Estado, entre muitos convidados e população em geral, assistiram também à cerimónia de inauguração daquela Unidade da Basto Vida.

Depois de visitar as instalações e de cumprimentar utentes e funcionários da instituição, o Primeiro-Ministro referiu que o Serviço Nacional de Saúde foi a mais importante conquista do 25 de Abril. Lembrando que a realidade do país é hoje bem diferente de há anos atrás, António Costa evidenciou as mais-valias das Unidades de Cuidados Continuados Integrados que “são fundamentais” para responder às novas doenças que vão surgindo mas também como resposta à longevidade da população que é uma realidade cada vez mais evidente. “O desafio é que possamos continuar a viver com a maior qualidade possível”, sublinhou o governante.

Primeiro-Ministro inaugurou Unidade de Cuidados Continuados da Basto Vida (3)

Afirmando que “a Rede (RNCCI) tem de crescer para responder às lacunas”, o Primeiro-Ministro mencionou que está a ficar concluída “uma reforma essencial que é a descentralização de competências para os municípios na área da saúde. O triângulo Estado -Terceiro Setor - Poder Local é fundamental para fazer mais e melhor”, frisou.

António Costa manifestou, por fim, a sua satisfação por estar em Cabeceiras de Basto a inaugurar tão valioso equipamento na área da saúde, numa altura em que se assinalam os 3 anos de governação Socialista.

Na oportunidade, o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social considerou a criação da RNCCI como “o passo mais inovador” em termos das respostas públicas na área da saúde, lembrando os novos desafios em termos da gestão e da articulação com outras respostas sociais. “É necessário um novo impulso para que a RNCCI seja cada vez mais profunda”, disse Vieira da Silva, reforçando a importância da cooperação entre os ministérios da saúde e do trabalho, solidariedade e segurança social para que “a Rede possa ser cada vez mais um pilar do Estado Social”.

Primeiro-Ministro inaugurou Unidade de Cuidados Continuados da Basto Vida (4)

Por seu turno, a Ministra da Saúde salientou a importância da afirmação dos cuidados continuados, desejando que, no futuro, a RNCCI possa ser “mais proativa” e dê “mais respostas” à comunidade. Referindo-se à UCCI da Basto Vida, Marta Temido disse ainda: “é bom sentir que o poder local está atento e ao lado das populações”.

Depois de agradecer a presença do Primeiro-Ministro na inauguração deste importante equipamento de saúde para Cabeceiras e para a região, o presidente da Câmara disse que “este dia fica na história da Basto Vida, na história do nosso concelho, na história dos cabeceirenses”.

E continuou: “Somos um concelho que, passo a passo, resolve os seus problemas e encontra respostas para atingir objetivos de melhoria da qualidade de vida e do bem-comum”.

Com esta Unidade de Saúde, Cabeceiras de Basto passa a contar com “condições de saúde de qualidade ao nível dos Cuidados Continuados e de Reabilitação de Média Duração”. A solução encontrada para alavancar e gerir o projeto, através da Cooperativa Basto Vida, uma IPSS constituída pela Câmara Municipal e por privados, “é exemplar como modelo de solução”, destacou Francisco Alves, fazendo referência às respostas já existentes em Cabeceiras de Basto ao nível dos internamentos de longa duração da Santa Casa da Misericórdia. E acrescentou: “esperamos, com alguma ansiedade, diga-se, que o internamento público de curta duração, já criado e previsto em Cabeceiras de Basto por despacho do Governo de 29 de dezembro do ano passado, Unidade gerida pelo Hospital da Sra. da Oliveira, de Guimarães, possa integrar rapidamente a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados e reiniciar quanto antes o seu funcionamento”.

Agradecendo a todos os que contribuíram para que este equipamento fosse uma realidade e afirmando que “sem o Estado ele não seria possível”, o edil deixou uma “palavra de reconhecimento a todos os que aqui trabalham. Continuem assim”, concluiu.

Deixando palavras de “testemunho e apreço” pela inauguração da UCCI da Basto Vida, o presidente da Assembleia Municipal fez uma retrospetiva histórica do edifício que acolhe hoje a Unidade, bem como do processo de criação da Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) de Média Duração.

Joaquim Barreto mostrou-se “recompensado e reconhecido” por todo o trabalho que foi realizado, realçando que Cabeceiras de Basto “tem procurado as respostas necessárias para que as pessoas se sintam cá bem”.

Manifestando o seu agradecimento aos responsáveis do poder local e central pela oportunidade de inaugurar a UCCI da Basto Vida, a presidente da direção, Fátima Oliveira, falou aos presentes das valências da instituição, que tem vindo a prestar importantes serviços ao nível social e da saúde.

“Esta UCCI para além de ser uma excelente resposta para os utentes que dela necessitam é também uma mais-valia na área do emprego, uma vez que criou 40 postos de trabalho direto e 15 opostos de trabalho indireto”, disse a responsável da Basto Vida, referindo que “a taxa de ocupação, desde a sua abertura, há sete meses, é em média superior aos 95%”. E a finalizar disse: “continuaremos a trabalhar por um serviço de excelência”.

A Régie Cooperativa Basto Vida – Serviços de Ação Social e Cuidados de Saúde foi constituída em 2010 e tem como objetivo principal o apoio social e os cuidados de saúde na área do Município de Cabeceiras de Basto, onde presta diversos serviços. Para além da gestão desta Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI) de Média Duração, a Basto Vida dinamiza os Espaços de Convívio e Lazer do concelho, tem em funcionamento um Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão, uma Loja Social, bem como diversos programas ‘Livros Sociais’, ‘Medicamentos Sociais’, entre outros.

Primeiro-Ministro inaugurou Unidade de Cuidados Continuados da Basto Vida (5)

PAN CONSEGUE CONTRATAÇÃO DE INTÉRPRETES DE LÍNGUA GESTUAL PORTUGUESA PARA O SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE

  • Contratação de 25 intérpretes de Língua Gestual Portuguesa para o Serviço Nacional de Saúde
  • Priorização da resposta a episódios de urgência no contexto dos Serviços de Urgência Médico-Cirúrgica
  • Um primeiro passo fundamental no acesso à saúde pelas pessoas surdas

Foi hoje aprovada, com os votos a favor do PS,  BE e PCP e a abstenção do PSD e CDS, a proposta do PAN, Pessoas-Animais-Natureza, para o Orçamento do Estado de 2019 que prevê a contratação de intérpretes de Língua Gestual Portuguesa para o Serviço Nacional de Saúde.

Apesar das propostas do Governo e dos avanços que têm sido feitos nesta matéria em várias instituições públicas, as pessoas surdas continuam a enfrentar sérias dificuldades de comunicação. A situação ganha especial relevância nos serviços de saúde. Os centros de saúde e hospitais não dispõem de intérpretes nem são legalmente obrigados a isso.

As barreiras não são só arquitetónicas, são também sociais, culturais e políticas. Todos devem ter acesso às diferentes oportunidades existentes – seja à cultura, aos espaços públicos, aos edifícios, às comunicações, aos serviços, à economia, à participação política – em condições de igualdade e, enquanto isso não acontecer, não podemos dizer que vivemos numa sociedade igual e justa para todos os cidadãos. O acesso à saúde trata-se de um direito fundamental de todos os cidadãos.

Posto isto, o Governo acolheu a proposta do PAN e durante o ano de 2019, procede à contratação de 25 intérpretes de Língua Gestual Portuguesa para o Serviço Nacional de Saúde, priorizando a resposta a episódios de urgência no contexto dos Serviços de Urgência Médico-Cirúrgica.

ESPOSENDE ESTREIA CAFÉ MEMÓRIA

Café Memória estreia-se amanhã em Esposende

Terá lugar amanhã, dia 17 de novembro, na Casa da Juventude de Esposende, a primeira sessão do Café Memória, criado em resultado de um protocolo de colaboração, recentemente celebrado, entre o Município de Esposende, o Centro Social da Juventude Unida de Marinhas, a Sonae Sierra e a Associação Alzheimer Portugal.

AF CARTAZ ESPOSENDE 297x420 C MIRASO Café Memória traduz-se num local de encontro para a partilha de experiências e suporte mútuo a pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores, com o acompanhamento de profissionais de saúde e de serviço social e o apoio de voluntários. O projeto visa contribuir para a redução do isolamento social em que muitas destas pessoas se encontram, melhorando, assim, a sua qualidade de vida, e pretende ainda sensibilizar a comunidade para a problemática das demências, fomentando o seu envolvimento no projeto.

Em Esposende, as sessões decorrerão na Casa da Juventude, no terceiro sábado de cada mês, das 10h00 às 12h00, com entrada livre e sem necessidade de inscrição prévia. Na primeira sessão, a realizar amanhã, Catarina Alvarez, da Associação Alzheimer Portugal, vai falar sobre a “Sobrecarga do cuidador familiar”. Quase três dezenas de voluntários irão dar apoio às sessões, sendo que, para tal, encontram-se a receber formação.

Após a realização de uma sessão “O Café Memória faz-se à Estrada” em Esposende, o projeto Café Memória efetiva-se agora no concelho, com a disponibilização deste local de encontro.

Implementado em 2013 pela Sonae Sierra e Associação Alzheimer Portugal, o Café Memória encontra-se disseminado em todo o país, permitindo levar esta resposta social a um número cada vez maior de pessoas com problemas de memória ou demência, seus familiares e cuidadores.

CABECEIRAS DE BASTO ASSINALA DIA MUNDIAL CONTRA A DIABETES

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto associou-se ao Lions Clube que assinalou hoje o Dia Mundial da Diabetes de uma forma simbólica, através da projeção de luz azul na fachada do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, neste dia 14 de novembro, data oficial da comemoração desta doença em memória de Frederick Banting que, juntamente com Charles Best, foi o responsável pela descoberta da insulina em 1922.

Dia Mundial da Diabetes

Participaram nesta ação o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves e a vereadora do pelouro da Saúde, Dra. Carla Lousada, o presidente do Lions, Dr. Ernesto Oliveira, entre outros associados do clube e demais convidados.

Este dia visa consciencializar as pessoas sobre a doença e divulgar as ferramentas para a prevenção da diabetes que tem tido um aumento alarmante de casos no mundo.

De salientar que no próximo sábado, dia 17 novembro, na Casa do Tempo, a partir das 14h30, e a propósito do Dia Mundial da Diabetes, a Farmácia Moutinho e a Medibasto organizam uma palestra designada ‘Unidos pela Diabetes’ com o objetivo de dar a conhecer melhor a doença, a sua identificação, os sintomas, a prevenção, complicações, tratamento e outros cuidados de saúde fundamentais para que a população, nomeadamente os Cabeceirenses obtenham mais informações sobre esta patologia crónica.

Nesta iniciativa serão palestrantes médicos, enfermeiros, farmacêuticos e diabéticos que relatarão os seus casos.

A diabetes é uma doença crónica que afeta cerca de 8,3% da população mundial. Estima-se que afete 385 milhões e que em 2035 poderá atingir 592 milhões de pessoas.

CELORICO DE BASTO VESTE-SE DE AZUL CONTRA A DIABETES

Mês de sensibilização para a Diabetes em Celorico de Basto . Unidade Móvel de Saúde de Celorico de Basto sensibiliza para a diabetes com várias ações durante o mês de novembro

Biblioteca Municipal vestiu-se de azul

Como habitualmente, a UMS associou-se à Federação Internacional da Diabetes (IDF) com base no tema “Família e Diabetes” e, ao longo do mês de Novembro prevê organizar uma série de ações que sensibilizem para esta doença crónica.

_DSC7130

 “A nossa UMS tem vindo a fazer um bom trabalho na sensibilização para a prevenção. De facto, prevenir é o melhor remédio por isso, é preciso atuar por antecipação, é preciso manter esta informação massiva junto das populações para levar a comportamentos saudáveis e preventivos” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

Durante o mês, a UMS está a desenvolver rastreios para a diabetes pelas freguesias do concelho, a desenvolver caminhadas, aulas de hidroginástica e de ginástica junto de públicos específicos (crianças e idosos). O objetivo é sensibilizar com ações concretas para a prática de exercício físico e uma alimentação saudável como meio e forma de combate à doença.

“Baseados no tema “Família e diabetes” durante este mês procuramos sensibilizar para a importância da família no controlo da diabetes, isto quando os casos já estão diagnosticados. A família de uma pessoa com doença como a diabetes é muito importante e deve estar incluída nas práticas diárias do doente ajudando-o a tratar e alcançar um bom controlo da glicemia” disse Joana Teixeira, Técnica da UMS. “A retaguarda familiar pode ser vital no controlo da doença”.

A campanha inclui ainda a iluminação de espaços públicos de azul, como a Biblioteca Municipal, e uma palestra de “Educação para a Saúde” ministrada aos alunos do 4º ano do Agrupamento de Escolas.

_DSC7135

BARQUENSES CAMINHAM PELA SUA SAÚDE

Ponte da Barca promove caminhada “Caminhe e Previna as Doenças Cardiovasculares”. Iniciativa integrada no âmbito das atividades do Centro de Marcha e Corrida

No âmbito das atividades promovidas pelo Centro de Marcha e Corrida vai ter lugar no domingo, dia 18 de novembro, a caminhada “Caminhe e Previna as Doenças Cardiovasculares” com saída do edifício dos Paços do concelho, às 10h00.

Recorde-se que o Centro de Marcha e Corrida de Ponte da Barca  visa a prática da marcha e corrida e disponibiliza, desde a sua abertura, sessões semanais com apoio técnico e opções por quatro percursos  todos com partida nas piscinas municipais, onde funciona o gabinete de atendimento.

caminhada CMMC - 18 novembro

ONDA ROSA VARRE TERRAS DE BOURO

Campanha Onda Rosa 2018 da Liga Portuguesa contra o Cancro em Terras de Bouro

O Município de Terras de Bouro associou-se mais uma vez a esta importante iniciativa promovida pela Liga Portuguesa Contra o Cancro. Além de uma dinâmica e pedagógica actividade de rua, incluindo as escolas, com respectivos trabalhos alusivos ao tema, decorreu no Salão Nobre do Município uma sessão que procurou, de uma forma diferente, mas assertiva, alertar para o incentivo e prevenção precoce do cancro da mama.

CAPA

Pelo quinto ano consecutivo o Departamento de Educação para a Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte desenvolve a campanha "Onda Rosa" procura incentivar a prevenção e o diagnóstico precoce do cancro da mama. Desde 2014 que, na segunda quinzena do mês de outubro, balizada por duas efemérides -  o Dia Mundial da Saúde da Mama a 15 de outubro e o o Dia Nacional de Luta Contra o Cancro da Mama, a 30 de outubro - a Liga Portuguesa contra o Cancro desafia a comunidade a juntar-se a esta Onda, colorindo o País de cor-de-rosa a contribuindo para uma maior consciencialização relativamente ao cancro da mama.

DSC_0279

DSC_0289

DSC_0290

DSC_0300

DSC_0331

DSC_0333

DSC_0337

DSC_0338

DSC_0340

DSC_0344

DSC_0346

DSC_0349

DSC_0350

DSC_0355

CABECEIRAS DE BASTO APOIA UTENTES DO CENTRO DE SAÚDE

Câmara Municipal apoia utentes do Centro de Saúde

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou, por unanimidade, na sua última reunião, do passado dia 26 de outubro, apoiar 38 utentes da Unidade de Saúde Familiar ‘O Basto’ de Cabeceiras de Basto/ACES AVE I – Terras de Basto na deslocação ao IPO do Porto para rastreio do cancro da mama, assumindo, assim, o Município a responsabilidade de apoiar, no âmbito das suas atribuições e competências, iniciativas de promoção da saúde e prevenção das doenças.

Bandeira do Município de Cabeceiras de Basto

Durante esta reunião foi aprovada, por maioria, com quatro votos a favor (PS) e três abstenções (IPC), a fixação das taxas de IRS, IMI - Imposto Municipal sobre Imóveis, Derrama e Taxa Municipal de Direitos de Passagem. A Câmara Municipal deliberou assim fixar as seguintes taxas:

  • Taxa de IRS variável – 4%
  • Derrama – para empresas com volume de negócios anual até 150.000€ - 0,0% | para empresas com volume de negócios anual superior a 150.000€ - 1%
  • Taxa Municipal de Direitos de Passagem – 0,25%
  • Taxa de IMI para os prédios rústicos – 0,8%
  • Taxa de IMI para os prédios urbanos – 0,3% (com redução para habitação própria para as famílias em função do número de dependentes: famílias com 1 dependente a cargo têm redução de 20 euros | 2 dependentes – 40 euros de redução | 3 ou mais dependentes – 70 euros redução).

A proposta será, agora, remetida à próxima reunião da Assembleia Municipal para deliberação.

O executivo Cabeceirense deliberou, com 7 votos a favor, condecorar com a Medalha de Mérito Público de Cabeceiras de Basto – Grau Prata a Campeã Olímpica Marta Prata Teixeira, descendente de Cabeceirense e residente há 14 anos em Cabeceiras de Basto. Recorde-se que a jovem atleta conquistou, em 17 de outubro passado, a Medalha de Ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude 2018 ao serviço da Seleção Nacional Feminina de Futsal na competição disputada na Argentina.

No decurso desta reunião foram, ainda, atribuídos por unanimidade mais cinco apoios de incentivo à natalidade no montante de 2.500 euros. Com este incentivo, a Câmara Municipal pretende promover estímulos específicos que conduzam, por um lado, ao aumento da natalidade e, por outro, à melhoria das condições de vida das famílias residentes no Município. Foi igualmente aprovado mais um apoio à iniciativa empresarial e económica nas áreas agrícolas, pecuária ou florestal no montante de 1.000 euros.

Por unanimidade, o executivo municipal deliberou submeter a discussão pública, por um período de trinta dias úteis, o Relatório sobre o Estado do Ordenamento do Território (REOT).

De entre outros assuntos, foram aprovados três pedidos de cedência de transporte, dois do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto e um da Associação Antigos Atletas Cabeceirenses; foi aprovado ainda um pedido de redução de taxas a um munícipe para frequência da Piscina Municipal de Refojos, um pedido de alteração de alvará de loteamento e um pedido de isenção de taxas relativas a um processo de construção de armazém agrícola.

FAFE ASSINALA DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO DO CANCRO DA MAMA

O Município de Fafe assinalou, hoje, o Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama, através da distribuição de folhetos informativos e de um conjunto de fotografias aos munícipes que se deslocaram aos equipamentos municipais, numa moldura alusiva à data.

810_2083A

Muitos funcionários associaram-se à efeméride e vestiram-se de cor de rosa para assinalar este dia que procura, essencialmente, incentivar a prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama e promover a consciencialização sobre a doença.

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, explica que “através do movimento “Onda Rosa”, durante o mês de Outubro, é colocada especial atenção na Prevenção do Cancro da Mama e, nós, em Fafe, não quisemos também deixar passar a data em branco e, através da distribuição de flyers informativos e fotografias, procuramos alertar a população para este flagelo.

Aproveitamos para fazer um apelo à mudança de comportamentos perante a doença e divulgar informação sobre o tratamento, o rastreio, o diagnóstico e a prevenção do cancro da mama.

É fundamental que as pessoas, mulheres e também os homens, estejam atentos e façam exames preventivos e tenham um acompanhamento frequente.”

Recorde-se que, também neste âmbito, o Município de Fafe, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, assegura o transporte para exames de diagnóstico complementar.

810_2088A

810_2090A

810_2132A

810_2168A