Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO: SESSÕES DE ESCLARECIMENTO DO HAJA SAÚDE REGRESSAM A 17 DE ABRIL

Haja_Saude_Sessoes_Esclarecimento.jpg

“A Missão das Unidades de Cuidados na Comunidade” é o tema que vai estar em cima da mesa em mais uma sessão do ‘Haja Saúde’. A sessão de esclarecimento acontece no dia 17 de abril, pelas 21h00, na Fundação Castro Alves, na freguesia de Bairro.

A iniciativa, aberta a toda a comunidade e entrada livre, vai contar com a presença de membros da equipa técnica da Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) de Terras de Camilo.

Recorde-se que o Haja Saúde é uma iniciativa promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), o ACES AVE - Famalicão e o Hospital Narciso Ferreira, que visa promover a literacia e educação em Saúde. Esta será a nona sessão de esclarecimento da iniciativa.

BRAGA: ORQUESTRA PARKINSOUND APRESENTA CONCERTO “ON”

OrquestraParkinsound.jpg

Espectáculo com músicos doentes com Parkinson, dia 11, no Espaço Vita

Pedro Santos, músico, e Margarida Rodrigues, médica neurologista, voltam a reunir a Parkinsound para um Concerto ON. Trata-se da primeira orquestra mundial composta por músicos que, na sua maioria, aprenderam a tocar instrumentos musicais já depois de lhes ter sido diagnosticada doença de Parkinson.

O concerto ON tem entrada livre – com bilhetes limitados aos lugares existentes – contando com apoio financeiro da Câmara Municipal de Braga, desde o primeiro dia, bem como da Caixa Social. Conta também com o apoio de vários parceiros: Espaço Vita, no auditório; Conservatório Bonfim, na música; CNS Campus Neurológico, na ciência; agência Wonder\Why, no branding.

Pedro Santos é o responsável pela direcção artística. Margarida Rodrigues, pela direcção clínica. Ambos são os fundadores desta orquestra pioneira, que cruza a investigação médica com a música.

O concerto serve também de lançamento da nova marca da Orquestra Parkinsound, criada pela Wonder/Why. O novo símbolo representa a fusão entre o tremor incapacitante de mãos e o movimento artístico das mãos de um maestro. Revela a capacidade que a orquestra tem de transformar o tremor da doença em música e esperança. O vermelho, escolhido para o símbolo, é a cor que identifica a luta contra esta doença, a nível mundial.

A Parkinsound nasceu há cerca de quatro anos, quando Margarida Rodrigues, médica especializada na doença de Parkinson, teve a ideia de usar uma orquestra comunitária para tentar recuperar os seus doentes – no ânimo e na mobilidade possível.

Parecia uma ideia absurda. Estes doentes não parecem os candidatos ideais para tocarem instrumentos. A doença de Parkinson é conhecida por ser incurável, degenerativa e estar associada à lentidão, rigidez, tremor e diminuição do controlo dos movimentos. Uma vez diagnosticada, é recebida com medo, por ser progressivamente incapacitante. O que inviabiliza tocar um instrumento – ou não?...

Para Margarida Rodrigues a resposta é não. Participar numa orquestra seria um desafio cognitivo estimulante. Implica tocar um instrumento, seguir instruções, estar atento... ou seja, efectuar multitarefas. Valia a pena acreditar e arriscar.

Margarida incentivou os seus doentes a participarem e contagiou a comunidade científica para desenvolver um estudo sobre o projecto. Pedro obteve o apoio da Câmara Municipal de Braga que apoiou o projecto financeiramente e cedeu as instalações. Os primeiros ensaios pareciam caóticos. Muitos doentes desanimaram. Mas, pouco a pouco, começaram a perceber que este era um caos que precedia a harmonia. Instalou-se uma onda de entusiasmo. O concerto era a oportunidade de provarem a si próprios e às famílias que ainda tinham valor.

O primeiro concerto foi um sucesso. Novos concertos foram programados, não só em Braga. Está a ser cuidadosamente avaliada a sua expansão para outros pontos do país. Da análise científica feita, documentou-se melhoria numa escala clínica. O projecto científico foi apresentado em reuniões nacionais e internacionais e foi distinguido com o prémio de melhor trabalho de investigação clínica pela Sociedade Portuguesa de Doenças do Movimento. 

A Orquestra Parkinsound é hoje uma embaixadora nacional das potencialidades dos doentes com Parkinson, promovendo o investimento na sua investigação científica e passando a mensagem de que há uma nova vida depois da doença.

AUTARQUIA FAMALICENSE ASSINALA DIA MUNDIAL DA SAÚDE FOCADA NOS PROBLEMAS DE DESENVOLVIMENTO

Será que o meu filho/educando tem algum problema de desenvolvimento? Quais os sinais de alerta? A quem recorrer para esclarecer dúvidas? Estas são algumas das questões que preocupam muitos pais/cuidadores e que, por vezes, ou por falta de conhecimento, acompanhamento ou por receios de estigmas, se arrastam no tempo, impedindo um diagnóstico mais célere. Neste sentido, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira dinamiza, neste mês de abril, dois seminários dedicados à “Capacitação e Inclusão do Cidadão com Problemas de Desenvolvimento”, enquadrados nas comemorações do Dia Mundial da Saúde, promovendo um debate aberto e alargado sobre todo o processo inclusivo de um individuo com distúrbios de desenvolvimento.

Os encontros acontecem nos dias 13 e 20 de abril, no Fórum Cultural de Cerveira, entre as 09h00 e as 13h00, procurando envolver a comunidade – geral e especializada - no alerta para preocupações da área da saúde que afetam a humanidade, consciencializando para os problemas existentes, muitas vezes, encobertos, e capacitando profissionais e instituições para uma resposta eficiente e eficaz. A pertinência e a atualidade da temática, assim como as apresentações e contributos pretendidos levaram o Centro de Formação do Vale do Minho a acreditar esta formação.

O primeiro seminário, agendado para o dia 13 de abril, reúne um conjunto alargado de oradores, com o objetivo de procurar desmontar muitos estereótipos existentes. Com início às 9h30, no Auditório do Fórum Cultural de Cerveira, a palestra começa por abordar o enquadramento legal da Educação Inclusiva (Decreto-Lei 54/2018), o processo da avaliação e diagnóstico da criança com dificuldades, e a intervenção terapêutica. Já o segundo seminário, no dia 20 de abril, incide sobre o papel das instituições na capacitação e na inclusão, abordar os materiais e produtos de apoio, falar sobre a integração profissional das pessoas com necessidades educativas especiais, além de dar a conhecer os benefícios e apoios sociais existentes.

A organização destas iniciativas comemorativas do Dia Mundial da Saúde é da responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira em parceria com a APPACDM de Viana do Castelo, com o envolvimento de várias entidades, nomeadamente, o Centro de Saúde de Vila Nova de Cerveira, as IPSS´S do concelho, o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, os Centros de Recursos TIC para a Educação Especial de Viana do Castelo (CRTIC) e as Associações de Pais.

Esta formação é acreditada pelo Centro de Formação do Vale do Minho, dirigindo-se à comunidade no geral e escolar, assim como aos profissionais de saúde, técnicos de saúde e ação social dos 10 municípios do Alto Minho, além de profissionais das IPSS’s (creches). A participação é gratuita, mas carece de inscrição prévia obrigatória (https://valedominho.com/seminarioinclusao ).

O Dia Mundial da Saúde foi instituído pela Organização Mundial da Saúde no dia 7 de abril de 1948, passando a ser comemorado em 1950 para consciencializar para a importância da saúde.

FB_SEMINARIO.png

AMARES ACOLHE II JORNADAS DO PAVIMENTO PÉLVICO: SEXUALIDADE E FISIOTERAPIA

Após o enorme sucesso da primeira edição, estamos radiantes em anunciar as tão esperadas II Jornadas do Pavimento Pélvico: Sexualidade e Fisioterapia, a realizar-se no ISAVE – Instituto Superior de Saúde, nos dias 10 e 11 de maio.

O Workshop Pré-Jornadas irá realizar-se na manhã do dia 10 de maio, com a Oficina sobre Comunicação Inclusiva e Identidades, ministrada pela conceituada Laura Falésia. Às 14h inicia-se a abertura das jornadas, terminando no dia 11, onde diversas temáticas estarão em discussão a partir de comunicações apresentadas por profissionais de saúde.

Uma vez mais o ISAVE marca terreno, enquanto instituição de ensino superior, no que respeita à promoção de encontros entre profissionais e investigadores da área da saúde promovendo o debate e a partilha de conhecimentos.

Inscrições e programa disponíveis em: https://isave.pt/ii-jpp/

Capturarpelv.JPG

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO ASSINOU PROTOCOLOS PARA APOIO À SAÚDE

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo assinou os protocolos de contratação de recursos humanos para as extensões de saúde e para apoio a transportes de munícipes para o projeto municipal Vencer a Idade Com Saúde. A cerimónia, que contou com a presença dos representantes das uniões e juntas de freguesia, foi acompanhada pelo vereador com o pelouro da saúde, Ricardo Rego.

Assim, ontem foram assinados com as juntas de Carreço, Afife, Alvarães, e com a União de Freguesias Subportela, Deocriste e Portela Susã (relativa à extensão de saúde de Vila Franca) protocolos para assegurar os recursos humanos necessários que permitem manter a sua atividade assistencial, no âmbito dos cuidados de saúde primários, de acordo com as orientações da ARS Norte. Para assegurar este processo, a autarquia está a investir 46.800,00€, garantindo o acesso a cuidados de saúde cada vez mais humanizados, eficientes e de qualidade.

Foram também assinados protocolos para apoio aos transportes de Munícipes para o Projeto Municipal Vencer a Idade com Saúde, que conta com cerca de mil participantes e onde as Juntas e Uniões de Freguesias colaboram no transporte dos munícipes para os diversos locais onde decorre (pavilhões e piscinas). Foram assinados protocolos no valor global de 51.470€ com as freguesias de Castelo do Neiva, Darque, Freixieiro de Soutelo, Lanheses, Cardielos e Serreleis, Nogueira, Meixedo e Vilar de Murteda, Mazarefes e Vila Fria, Geraz do Lima e Deão, Subportela, Deocriste e Portela Susã, Alvarães, S. Romão de Neiva, Outeiro, Perre, Torre e Vila Mou, Chafé, Mujães e Futebol Clube de Vila Franca (este assume as deslocações da área de Vila Franca).

O projeto Vencer a Idade com Saúde teve início em 2007 e foi criado pelo Município de Viana do Castelo com o intuito de proporcionar uma boa ocupação dos tempos livres e de ócio à população sénior, melhorando os índices de saúde, promovendo o bem-estar e ampliando a interação social.  Relativamente ao ano passado, foram solicitados apoios de mais três Juntas e Uniões de Freguesias e de uma Associação Desportiva o que revela que o projeto Vencer a Idade com Saúde está a ter um incremento no número de participantes e, por consequência, de estilos de vida mais saudáveis.

VALENÇA FAZ DIAGNÓSTICO DE DALTONISMO NAS ESCOLAS

Valença Daltonismo.jpg

O Município de Valença avançou com a implementação do programa ColorADD nas Escolas, de diagnóstico do daltonismo, esta última semana, para todos os alunos do 4º ano das escolas básicas.

O Programa ColorADD nas escolas de Valença incluiu uma ação de sensibilização, a ação “ver e sentir as cores” e rastreio precoce do daltonismo e da acuidade visual.

Todos os alunos abrangidos receberam um kit colorADD, para poderem fazer experiências e conhecer melhor os códigos da colorADD. Todas as escolas receberam, também, um kit digital para implementação, nas bibliotecas escolares, do programa ColorADD.

O vereador da Educação, Arlindo Sousa, assistiu a uma das apresentações e destacou a importância de “identificar o daltonismo nestas idades, de promover a inclusão destes alunos no ambiente escolar e proporcionar-lhes todas as ferramentas necessárias para que tenham uma aprendizagem e vida inclusiva” .

Esta foi uma iniciativa inovadora nas escolas de Valença promovida pela Câmara Municipal de Valença, dinamizada pela associação ColorADD.Social e que contou com a parceria do Centro Óptico Ibérico.

CICLO DE CONVERSAS “TRATAR O CANCRO POR TU” REGRESSA A BRAGA ESTA QUINTA-FEIRA

Sessão decorre no Centro de Juventude

A edição de Braga do ciclo de conversas "Tratar o Cancro por Tu" ocorre já na próxima Quinta-feira, dia 21 de Março, às 18h30, no Auditório do Centro de Juventude de Braga. A sessão contará com a presença dos docentes Fernando Schmidt e José Carlos Machado, e do médico e investigador Manuel Sobrinho Simões. A especialista convidada será Lurdes Ferreira e contará com a participação especial da Colibri Arts & Culture.

Após duas edições de enorme sucesso, o Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (IPATIMUP) retoma a iniciativa "Tratar o Cancro por Tu", levando-a além dos limites da ciência e dos laboratórios para alcançar a população.

Neste novo ciclo de sessões presenciais sobre literacia em cancro, o objectivo é discutir os avanços científicos e as terapias mais recentes, simplificar conceitos, sensibilizar para a importância do diagnóstico precoce e da prevenção, além de colocar os doentes no centro da discussão.

Em 2024, entre Janeiro e Abril, os cientistas do IPATIMUP e alguns dos melhores especialistas locais estarão presentes em seis cidades - Porto, Aveiro, Funchal, Covilhã, Braga e Faro - para abordar os cancros da próstata, mama, cólon, tumores endócrinos, pulmão e tumores pediátricos.

A participação na sessão é gratuita, mediante inscrição em: https://bit.ly/3v48i2E

Braga (2).jpg

BRAGA: PROJECTO INOVADOR PROMOVE DIAGNÓSTICO E SENSIBILIZAÇÃO SOBRE APNEIA DO SONO EM LARES DE TERCEIRA IDADE

AFS_1 (53).jpg

‘Sono Sénior’ está a ser implementado no Lar de Fraião

No âmbito do Dia Mundial do Sono, efeméride que hoje se assinala, a Clínica do Sono Dra. Maria José Guimarães, de Barcelos, em parceria com a Câmara Municipal de Braga e a Gasoxmed, lançaram um projecto-piloto dedicado ao despiste da apneia do sono em idosos que residem em lares de terceira idade. Além do diagnóstico, o Projecto ‘Sono Sénior’ inclui actividades educativas para os residentes e familiares, visando sensibilizar sobre a apneia do sono e os seus impactos na saúde e qualidade de vida dos utentes.

A apresentação deste programa inovador decorreu no Lar da Associação de Solidariedade Social São Tiago de Fraião, instituição na qual se tem desenvolvido as actividades de monitorização preliminar associadas a este projecto, envolvendo um conjunto de 32 pessoas.

A iniciativa contou com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, da directora clínica Maria José Guimarães, da responsável da Clínica do Sono, Carla Guimarães, assim como Goreti Machado, presidente da Associação de Solidariedade Social São Tiago de Fraião, e António Ferreira, director-geral da empresa Gasoxmed.

Segundo Ricardo Rio, a Autarquia Bracarense “tem estado envolvida na promoção de diversos projectos pioneiros, que visam contribuir para a melhoria do bem-estar e da saúde de diferentes franjas da população, com especial incidência na população sénior”. Dessa forma, continuou, “olhamos com muita expectativa para os resultados deste projecto e iremos aferir o seu impacto para estudar um possível alargamento para outras instituições sociais do Concelho”.

A directora clínica da Clínica do Sono, Maria José Guimarães, lembrou que a apneia do sono “é um distúrbio do sono cuja incidência afecta cerca de 20% da população adulta mundial, com impacto significativo na qualidade de vida e na saúde em geral. Estamos por isso perante um problema de saúde pública, sendo esta classe etária em particular bastante afectada por este distúrbio do sono”.

No entanto, segundo Carla Guimarães, responsável da Clínica do Sono, grande parte destes pacientes “não têm possibilidade de recorrer aos cuidados médicos da especialidade, quer por questões de mobilidade, quer por questões financeiras”. Por isso, o Projecto ‘Sono Sénior’ surgiu “numa primeira fase para confirmar esta prevalência e, numa fase posterior, para possibilitar que o tratamento deste distúrbio do sono chegue a estas pessoas”.

Por seu turno, o director-geral da Gasoxmed, António Ferreira, manifestou a sua satisfação pelo apoio dado pela empresa à concretização desta iniciativa, num projecto que, segundo o responsável, “terá um significativo impacto no cuidado da saúde dos idosos, contribuindo para melhorar a sua qualidade de vida e bem-estar geral”.

Já Goreti Machado, presidente da Associação de Solidariedade Social São Tiago de Fraião, congratulou-se com a escolha desta IPSS para o desenvolvimento pioneiro deste projecto, assinalando “o forte entusiasmo dos nossos utentes com a participação neste projecto que poderá ser transformador da sua qualidade de vida”.

Este projecto pioneiro é realizado por uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde, incluindo médicos especialistas em medicina do sono, técnicos cardiopneumologistas e neurofisiologistas, entre outros profissionais. Utilizando tecnologias avançadas de diagnóstico, como polissonografia e poligrafia nocturna, o Projecto ‘Sono Sénior’ visa identificar e avaliar os casos de Apneia do Sono.

Os residentes identificados com apneia do sono passam a ser acompanhadas acompanhados em consulta e fazem tratamento personalizado de acordo com as necessidades individuais.

AFS_1 (88).jpg

AFS_1 (131).jpg

AFS_1 (158).jpg

AFS09496.jpg

AFS09507.jpg

ISAVE PROMOVE CONFERÊNCIA SOBRE COMUNICAÇÃO EM ENFERMAGEM

Dirigida a estudantes do Curso de Licenciatura em Enfermagem, vai decorrer, no próximo dia 20 de março, no ISAVE, em Amares, a II Conferência sobre comunicação em Enfermagem.

Assumindo a comunicação como um vetor essencial do plano de intervenção em saúde, serão apresentadas comunicações e promovidos debates em torno de temas como: a comunicação clínica e relação de ajuda, entrevista clínica de enfermagem: passo a passo, comunicação de enfermagem ao longo do ciclo vital, comunicação em situações específicas e comunicação com o cuidador: preparação para a alta.

ISAVE: SAÚDE MENTAL ESTEVE EM DEBATE NOS “ENCONTROS NA BIBLIOTECA”

FOTO - ENCONTROS NA BIBLIOTECA.jpg

Zeferino Ribeiro, psiquiatra, licenciado em Filosofia e mestre em Bioética, foi o convidado de mais uma sessão dos Encontros na Biblioteca, numa sessão realizada na passada sexta-feira, em que esteve em discussão “A saúde mental: mitos e realidade”.

Perante uma plateia de estudantes e público exterior ao ISAVE debateram-se temáticas como políticas públicas para a promoção da saúde mental, responsabilidade social, prevenção, papel das escolas, estigmas e preconceitos associados a esta problemática.

A próxima sessão da iniciativa decorrerá a 9 de abril, sendo convidado Alexandre Maciel, advogado e pós-graduado em Direito Administrativo que conduzirá uma conversa sobre “Direito e Saúde: Lei e Deontologia Profissional”.

VIANA DO CASTELO: BLOCO DE ESQUERDA DEFENDE INTERNALIZAÇÃO DE SERVIÇOS E REQUALIFICAÇÃO DA USLAM

BE_ULSAM.jpg

A candidatura do Bloco de Esquerda reuniu, na tarde desta segunda-feira, com o conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), para se inteirar sobre o funcionamento daquela estrutura.

Um dos pontos levantados durante a reunião, foi a concessão do serviço de imagiologia a privadas e o novo concurso público lançado em dezembro de 2023, ao qual acresceram mais de 10 milhões de euros que o concurso anterior apesar de, aparentemente, ter as mesmas características. Este concurso, recentemente adjudicado, é um dos exemplos de como as concessões de serviços da saúde prejudicam as instituições do SNS, os custos com estas concessões aumentam sem razão aparente, uma vez que nem os profissionais não vêm as suas condições melhoradas nem existe custos associados à compra de equipamentos, sendo que estes são propriedade da ULSAM. Para o Bloco de Esquerda é urgente cumprir esta Lei de Bases e isso faz-se com a recuperação da resposta pública na área de radiologia na ULSAM, aproveitando as disponibilidades de profissionais que devem ser contratados agora para o SNS.

Durante este encontro, o Bloco reforçou a preocupação com as condições de alguns serviços da ULSAM e reforçou o compromisso em continuar a defender a necessidade de uma requalificação do Hospital de Santa Luzia, como por exemplo a urgência pediátrica que se encontra há já vários anos em contentores, ou até mesmo o circuito que os utentes fazem para chegar ao posto de colheitas.

Para a nova administração da ULSAM, existe a necessidade e reforçar a resposta social e de convalescença no distrito bem como aumentar a autonomia e agilidade na contratação e investimento, quando estes são necessários. O Bloco de Esquerda vincou a necessidade de reforço das redes de Cuidados Continuados e de Cuidados Paliativos, aumentando o número de camas públicas existentes no distrito. Para o Bloco é fundamental dotar as administrações das unidades do SNS de autonomia e responsabilização, que permitam resposta adequada e em tempo útil às necessidades de cada momento, bem como criar um plano plurianual de investimentos associado a uma carta nacional de equipamentos de saúde, com dotação própria, que permita combater a obsolescência tecnológica pela renovação e aquisição de novos equipamentos.

GESTÃO PÚBLICA DO HOSPITAL DE BRAGA FICARÁ COMPROMETIDA SEM O REFORÇO DA CDU – AFIRMA SANDRA CARDOSO, CABEÇA DE LISTA DA CDU PELO DISTRITO DE BRAGA

mdm_1.jpg

Uma delegação da CDU com Sandra Cardoso, 1ª candidata pelo Círculo de Braga, visitou a exposição que o MDM – Movimento Democrático de Mulheres tem exposta sobre os direitos das mulheres e a revolução do 25 de Abril.

A visita foi aproveitada pela candidata para o contacto com os transeuntes e para o esclarecimento a propósito da importância de voltar a eleger deputados da CDU pelo distrito e das suas propostas. O assunto do Serviço Nacional de Saúde e da situação do Hospital de Braga marcou várias das conversas tidas.

Sandra Cardoso alertou para as claras hesitações do PS na garantia da manutenção da gestão pública e do reforço do investimento no Hospital de Braga referindo que “José Luís Carneiro ainda não foi capaz de defender a gestão clínica pública do hospital. E em momento nenhum, disse que esta se iria manter”. Pelo contrário, o 1ª candidato do PS pelo distrito admitiu a possibilidade do próximo governo reavaliar a situação, numa cedência às intenções de PSD/CDS, IL e Chega.

Para a candidata da CDU “O governo de maioria absoluta do PS tem vindo a concretizar uma política desastrosa para o SNS, com crescente transferência de recursos para os privados. E, num momento em que o Hospital de Braga precisa de mais investimento, como, por exemplo, a construção de uma nova ala de cirurgia como a CDU tem vindo a defender, o PS vem confirmar a sua falta de compromisso com a gestão pública e o reforço de meios do hospital”.

“O cabeça de lista do PS fala no maior investimento de sempre na saúde, mas está a referir-se à crescente contratação de serviços aos privados e ao consequente enfraquecimento do SNS. A situação dos profissionais de saúde é prova disso”.

As hesitações e contradições do PS nesta matéria são uma demonstração da importância de voltar a eleger deputados da CDU por Braga. O reforço da CDU é a garantia da defesa do Hospital de Braga com uma gestão pública centrada na resposta aos problemas dos utentes em vez de uma gestão privada que faz da saúde das pessoas um negócio altamente lucrativo.

mdm_0.jpg

CDU AFIRMA QUE O SEU ESFORÇO ELEITORAL VAI OBRIGAR PS A ABANDONAR INTENÇÃO DE ENCERRAR AS CIRURGIAS DE CANCRO DA MAMA NO HOSPITAL DE BARCELOS

barcelos_01.jpg

CDU vai propor a realização de uma reunião extraordinária da Assembleia Municipal de Barcelos para abordar o assunto

À margem de uma acção de campanha no centro de Barcelos, Sandra Cardoso, 1ª candidata da CDU pelo Círculo de Braga, afirmou que “a intenção do Governo do PS de encerrar cirurgias do cancro da mama em várias unidades de saúde, entre as quais no Hospital de Barcelos, a acontecer, será um retrocesso brutal”.

A futuro do Hospital de Barcelos, que serve este concelho e o de Esposende, tem sido um assunto abordado por várias forças nesta campanha eleitoral, incluindo pelo PS que, depois de no exercício das suas responsabilidades governativas nada ter concretizado, veio agora pelo seu cabeça-de-lista José Luís Carneiro afirmar que há um projecto e que falta apenas um terreno para a sua construção.

As contradições do PS sobre este assunto são evidentes. Desde logo,  a contradição entre afirmar que defende o Serviço Nacional de Saúde e depois concretizar uma política de cortes. Mais especificamente sobre o Hospital de Barcelos, em pouco tempo, vários responsáveis afirmaram coisas diferentes, com Marta Temido referiu um projecto com custo estimado de 50 milhões €, Manuel Pizarro afirmou que o projecto do novo hospital custaria 80 milhões €, e agora, José Luís Carneiro fala em 100 milhões €. Ironizando com estes valores, contradições e promessas do PS, Sandra Cardoso defendeu que o melhor é não continuar a adiar a construção do novo hospital porque o custo não pára de subir!

A CDU lembra que no passado recente esteve em cima da mesa a possibilidade de encerramento definitivo das urgências de obstetrícia do Hospital de Famalicão mas que a intervenção da CDU e a mobilização da população forçou o Governo a abandonar esta prespectiva.

Com o objectivo de abordar esta questão, a CDU torna desde já público que vai colocar à Mesa da Assembleia Municipal e aos outras forças representadas no órgão, a realização urgente de uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Barcelos.

barcelos_02.jpg

barcelos_03.jpg

PÓVOA DE LANHOSO FORMAÇÃO NA ÁREA DA SAÚDE

NLI promove sessão de Mindfulness para o bem-estar destinada a técnicosas do SAAS e do NLI.JPG

NLI promove sessão de Mindfulness para o Bem-Estar destinada a técnicos/as do SAAS e do NLI

No âmbito do Núcleo Local de Inserção (NLI) da Póvoa de Lanhoso, decorreu uma reunião no passado dia 28 de Fevereiro, no Espaço do Idoso, com a presença de várias entidades que dele fazem parte, designadamente, das áreas da Saúde, Educação e Segurança Social.

Também representada esteve a área da formação e do emprego com o Centro Qualifica, o Centro de Emprego e, registamos pela primeira vez, a participação do Gabinete de Apoio à Empregabilidade, da Câmara Municipal.

Na primeira parte desta sessão foram subscritos os contratos e acordos de inserção com as famílias que serão acompanhadas pelo NLI, após a discussão das situações de cada uma delas e o delineamento das estratégias de acompanhamento a adotar, por cada área de intervenção.

De seguida, teve lugar uma formação destinada a técnicos/as do Serviço de Acompanhamento e Atendimento Social (SAAS) e do Núcleo Local de Inserção (NLI), ministrada por uma técnica com formação e experiencia nessa área.

“Aprendemos estratégias que não só aplicamos no nosso dia-a-dia, mas que eu acho que são essenciais para que estejamos de um modo pleno a executar as nossas funções, seja em contexto de trabalho, seja em contexto pessoal”, testemunhou a assistente social na área da saúde, que também participou.

Efetivamente, todas as pessoas que trabalham na área da ação social estão mais sujeitas a pressão, stress e desgaste, que decorrem dos contextos em que trabalham. “Foi também feita referência à regulação pessoal, à expetativa que se coloca nas situações com que estes/as técnicos/as se deparam no dia-a-dia.”, reforçou ainda esta técnica e concluiu que “é importante que cada um de nós esteja bem dentro da sua pessoa para que possa ajudar e ter um  papel determinante e positivo na vida dos/das beneficiários/as”.

Fátima Moreira, Vice-Presidente e Vereadora da Ação Social, que se deslocou àquele espaço para agradecer a presença e o trabalho de todos/as, referiu a importância destas iniciativas, do trabalho que os/as técnicos/as diariamente fazem no terreno e lançou o desafio de se começar a trabalhar no novo Contrato de Desenvolvimento Social – 5G, para o qual serão necessários os contributos de todos/as.

Este novo CLdS de 5.ª Geração visa, em linhas gerais, promover a inclusão social, combater a pobreza, reforçar a coesão nos territórios mais vulneráveis e será promovido no âmbito do PRR.

VIANA DO CASTELO: BLOCO DE ESQUERDA PROPÕE CRIAÇÃO DE SERVIÇO NACIONAL DE CUIDADOS

BE_Cerveira.jpg

A candidatura do Bloco de Esquerda pelo círculo de Viana do Castelo, acompanhada pela dirigente nacional Catarina Martins, esteve reunida, na tarde desta sexta-feira, com pais de crianças com incapacidades permanentes, em Vila Nova de Cerveira, com o objetivo identificar as necessidades destas famílias e apontar os caminhos para a sua resolução na próxima legislatura.

Catarina Martins destacou a importância de dotar as escolas de equipas multidisciplinares que possam prestar apoio efetivo a estas crianças, que incluam professores de ensino especial em número adequado, e afiançou a necessidade de valorizar os assistentes operacionais dedicados a estas tarefas com formação especializada e carreiras com salários justos.

Sobre o serviço nacional de saúde, Catarina Martins defendeu a aposta na formação e a investigação de forma a aumentar o diagnóstico e intervenção precoce, ao mesmo tempo incluir as terapias no SNS, garantindo o acesso. A bloquista reforçou ainda a proposta de criação do serviço nacional de cuidados, que preste apoio aos cuidadores, salvaguardando o direito ao descanso e à carreira contributiva, e às crianças, desenvolvendo um projeto de vida que permita a sua autonomia.

Em resposta a uma queixa de uma mãe da falta de apoios da Segurança Social para aquisição de uma cadeira de rodas e outros equipamentos, a ex-coordenadora mostrou-se estupefacta, atendendo a que as verbas para estes fins inscritas no Orçamento do Estado não são esgotadas. A cabeça de lista Adriana Temporão deixou o compromisso do Bloco em solicitar uma reunião ao Centro Distrital da Segurança Social para esclarecer esta e outras questões.

VILA NOVA DE CERVEIRA: ALUNOS DO 4º ANO REALIZARAM RASTREIOS AO DALTONISMO

ColorAdd4.jpg

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira promoveu, esta semana, mais um rastreio ao daltonismo nos três centros escolares do concelho, no âmbito do “Programa ColorADD nas Escolas”, uma iniciativa que visa a deteção precoce desta patologia. Com a presença da Vereadora da Educação, Sónia Guerreiro, cerca de 90 crianças a frequentar o 4º ano de escolaridade participaram neste rastreio, levando para casa um Kit-oferta da autarquia composto por um saco, com lápis de cor com os símbolos da ColorADD.Social e um livro de atividades (pintura e desenho).

A visita de uma equipa dinâmica e multidisciplinar da ColorADD.Social, complementada com elementos de uma ótica local, foi dinamizada em três momentos: um primeiro de sensibilização para o problema do daltonismo e os seus constrangimentos; a ação  denominada “Ver e Sentir as Cores”, possibilitando a experiência de ver o mundo pelos olhos de um daltónico e, assim, sentir na primeira pessoa as dificuldades e constrangimentos desta limitação; e, por último, a realização do rastreio precoce do daltonismo e da acuidade visual, permitindo para fazer o despiste de outros problemas de visão e identificar possíveis casos de daltonismo.

A ColorADD.Social é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo promover a consciencialização sobre o daltonismo e a integração social de pessoas com dificuldade na identificação de cores, alertando para os constrangimentos resultantes desta limitação e apresentando uma linguagem inclusiva, universal e transversal – o código ColorADD.

ColorAdd1.jpg

ColorAdd3.jpg

ColorAdd10.jpg

CERVEIRA SAUDÁVEL’24 SUGERE CAMINHADAS COM DEGUSTAÇÃO DE PRODUTOS ENDÓGENOS

À prática de exercício físico e à descoberta da história dos locais visitados, a edição 2024 do ‘Cerveira Saudável’ sensibiliza para a transformação de hábitos de consumo, privilegiando a proximidade. No total de sete caminhadas, cinco culminam com a degustação de produtos endógenos, enquadrando-se no objetivo do projeto ADAPT da Eurocidade Cerveira-Tomiño de definir uma estratégia conjunta de resiliência do território transfronteiriço face às alterações climáticas. Inscrições gratuitas (à exceção da LPCC), mas obrigatórias.

Implementado há mais de uma década, o ‘Cerveira Saudável’ tem conseguido reinventar-se, sem descurar a essência da promoção de estilos de vida ativos. “A grande procura e afluência das atividades propostas corroboram o sucesso e a continuidade deste programa em prol do bem-estar físico e mental. Temos vindo a introduzir novos fatores de interesse, de modo a surpreender os participantes, muitos dos quais repetentes, ano após ano”, afirma a Vereadora com os pelouros da Ação Social e Desporto. Assim, ao conhecimento histórico aliado à beleza ímpar das paisagens e espaços públicos de Vila Nova de Cerveira, Carla Segadães assegura que a edição de 2024 assume “uma preocupação com as alterações climáticas e o papel que cada um pode desempenhar na sustentabilidade ambiental, começando pela promoção da economia circular”.

O arranque do ‘Cerveira Saudável’24 está agendado para 7 de abril, Dia Internacional dos Moinhos, com o Trilho dos Moinhos da Gávea, em Reboreda, e degustação de produtos derivados de milho; segue-se a 21 de abril uma visita a Cossourado, com a degustação de mel e dos seus derivados, assinalando o Dia Internacional dos Monumentos. Como a realização do Caminho de Santiago é sempre muito bem aceite, a edição 2024 propõe a sua realização em contínuo, e não por etapas. Portanto, de 25 de abril a 1 de maio, o Município de Vila Nova de Cerveira desafia a percorrer o Caminho de Nossa Senhora do Norte com a Variante Espiritual, com um limite de 20 participantes. E a 11 de maio está prevista a divulgação do futuro Albergue de Loivo, com degustação de fruta da época, enquadrado no Dia Europeu dos Caminhos de Santiago.

Com um interregno nos meses de verão – junho, julho e agosto -, a programação do ‘Cerveira Saudável’24 regressa a 22 de setembro, Dia Europeu sem Carros, com a Caminhada a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro – Núcleo Regional do Norte, sendo a única atividade com inscrição paga, num valor simbólico de 5 euros, a reverter na totalidade para aquela entidade. Em outubro, no Dia do Peregrino (13), é sugerida uma Caminhada pelo troço do Caminho de Santiago de Dem (Caminha) a Tomiño (Galiza), com degustação de fruta da época. A edição 2024 termina em novembro, dia 10, com o Trilho do Magusto, em Covas, com degustação de caldo verde e castanhas.

Cada atividade já tem definidos horários e pontos de encontro, devendo os interessados preencher o formulário geral de inscrição (https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSehVSUMHtruVAeBMhlpb89iQGmBo3EHvf2EoHbkZ2fbDaTPpw/viewform ). De sublinhar que a inscrição para a atividade doo Caminho de Santiago, de 25 de abril a 1 de maio, tem um formulário próprio ( https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSctAvamJIfjiRSV9KP4-_PJxY28n8DimLgwTcjny4c42cJROw/viewform ). Para obter informações adicionais pode contactar através do 963 882 674 ou saude@cm-vncerveira.pt

Com uma forte mensagem de sensibilização para a necessidade de redução dos potenciais efeitos negativos causados pelas consequências das alterações climáticas e de melhorar os níveis de resiliência deste território comum unido pelo rio Minho, este ano, o programa ‘Cerveira Saudável’ enquadra-se na operação 0177_EUROCIDADE_CT_ADAPT, cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através INTERREG V-A POCTEP, tendo como parceiros o Clube Celtas do Minho, o Citius Fit e Liga Portuguesa Contra o Cancro.

FOTO_NOTICIAS_SITE_CERVEIRA_SAUDAVEL.png

FB_CERVEIRA_SAUDAVEL.png

DIREÇÃO-GERAL DE SAÚDE APRESENTOU NA FUNDAÇÃO AGA KHAN – CENTRO ISMAILI DE LISBOA – O PLANO NACIONAL DE SAÚDE 2030

DGS _ PNS 2030 _ 2024 _ 7VI02354.jpg

Apresentação do Plano Nacional de Saúde 2030: Compromisso renovado com a Saúde Pública e o Bem-Estar em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) apresentou ontem o Plano Nacional de Saúde 2030 (PNS2030) na Fundação Aga Khan – Centro Ismaili de Lisboa, com o objetivo de analisar as estratégias e prioridades delineadas pelo PNS2030.

Na sessão inaugural, Rita Sá Machado, Diretora-Geral da Saúde, frisou que “O Plano Nacional de Saúde (PNS) 2030 tem, obrigatoriamente, de olhar e propor estratégias de reforço dos sistemas de saúde, de investimento para alcançar a cobertura universal de saúde, e de cuidados centrados nas pessoas”.  Margarida Tavares, Secretária de Estado da Promoção da Saúde acentuou a importância deste plano para o futuro da saúde da população, referindo que “um Plano Nacional de Saúde deve consistir em dois planos: um propõe os horizontes que queremos alcançar enquanto sociedade; e outro propõe o caminho para chegar lá”

Durante o evento, foram salientados pontos cruciais do PNS2030, tais como a promoção do acesso equitativo aos cuidados de saúde, a redução das desigualdades em saúde, a prevenção de doenças e a proteção das populações vulneráveis. Ilona Kickbusch, Diretora na Kickbusch Health Consult e Fundadora e Presidente do Conselho Consultivo Internacional do Global Health Center, convidada do evento de apresentação, destacou os determinantes e desafios atuais e futuros da saúde global.

Sofia Silva Rocha, Diretora Executiva (interina) do PNS 2030, abordou o estado atual do Plano Nacional de Saúde 2030 e os passos futuros para a sua implementação.

Rita Sá Machado, Diretora-Geral da Saúde moderou a conversa sobre o tema "Construir Saúde Sustentável: de tod@s para tod@s", , com a participação deAna Sampaio, Diretora da Plataforma Saúde em Diálogo, João Afonso, Coordenador Nacional do Programa Bairros Saudáveis, e Eduarda Ferreira, Coordenadora da USP Porto Oriental - ULS São João, sendo abordadas questões e temas essenciais para o desenvolvimento de um sistema de saúde robusto e sustentável para o futuro do país.

No encerramento do evento de apresentação, Manuel Pizarro, Ministro da Saúde, partilhou as suas expectativas e desejos com este Plano, sublinhando que tem de existir “um compromisso do país: combater as desigualdades, promover o crescimento económico, mas também políticas inclusivas para os que chegam a Portugal”.

O PNS 2030 é mais que um plano, é um compromisso de promover a saúde e o bem-estar da população, guiando os portugueses rumo a um sistema de saúde sólido e sustentável, capaz de atender às necessidades da comunidade ao longo da próxima década.

DGS _ PNS 2030 _ 2024 _ 7VI00122.jpg

DGS _ PNS 2030 _ 2024 _ 7VI01765.jpg

VIANA DO CASTELO: CONCLUÍDA EMPREITADA DE 3,4 ME PARA A CONSTRUÇÃO DA UNIDADE DE SAÚDE FAMILIAR DA MEADELA

GCI_4286.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, visitou a nova Unidade de Saúde Familiar da Meadela, cuja empreitada está já concluída, depois de um investimento que ascendeu a 3.418.418 euros e que vai permitir dar resposta a um anseio da população daquela área da cidade.

O novo equipamento de saúde ocupa uma área aproximada de 4.000 metros quadrados e conta com 14 gabinetes de consulta médica, 10 gabinetes de enfermagem ou de consulta de enfermagem, 4 consultórios, uma sala de amamentação, uma sala de espera materno-infantil e fraldário, dois gabinetes multifunções, integrando ainda salas de tratamento, salas de espera, arquivo, salas de reuniões e de pessoal, casas-de-banho, vestiários e zonas de manutenção técnica.

O terreno onde foi implementada a USF da Meadela conta com um declive ligeiro de aproximadamente 4 metros entre a via de acesso e o ponto mais alto do terreno, pelo que o projeto teve como inspiração a morfologia e caraterísticas do local, nomeadamente o declive, e a intenção de minimizar a diferença de alturas entre os edifícios vizinhos e altura do programa funcional.

Neste sentido, a premissa “foi fazer um ‘não edifício’ camuflado na paisagem, como se um jardim de tratasse”. Os acabamentos e aspeto final tiveram inspiração na história do concelho de Viana do Castelo e da sua produção de tijolos cerâmicos. Este material, para além de resistente, económico e de baixa manutenção, permite oferecer ao exterior uma imagem rica, trabalhada e com uma linguagem uniforme, pelo que todo o edifício é revestido a tijolo cerâmico preto.

De acordo com o projeto, a proposta apresentou uma organização distinta entre utentes e funcionários, distinção esta que surge desde o parque de estacionamento até à entrada dos diversos consultórios. No interior, a separação dos diferenciados serviços é realizada pelo átrio de entrada que separa as áreas de salas de espera que, posteriormente, encaminham para o serviço destino.

Recorde-se que o Norte 2020 tinha aprovado a candidatura apresentada pela Câmara Municipal a fundos europeus, o que permitiu o financiamento necessário à empreitada de construção da Unidade de Saúde Familiar da Meadela. Este projeto resultou de uma parceria efetuada através de um protocolo de colaboração estabelecido entre o Município de Viana do Castelo, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte).

O Município garantiu o financiamento da componente nacional, coordenando também toda a empreitada de execução da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primário para depois ser entregue à ULSAM.

Recorde-se que, no Plano de Atividades e Orçamento para 2024, a rubrica de Saúde garantiu um aumento superior a 118 mil euros relativamente ao ano passado, representando 2,4 M€ (2,6%) nas grandes opções do plano. Um dos grandes objetivos passa por aumentar a capacidade de resposta na prestação de cuidados de saúde de proximidade com a construção de três novas Unidades de Saúde (Unidade de Saúde da Meadela - agora concluída -, Alvarães e Litoral Norte - Afife, Carreço e Areosa).

GCI_4290.jpg

GCI_4292.jpg

GCI_4294.jpg

GCI_4295.jpg

GCI_4297.jpg

GCI_4302.jpg

GCI_4304.jpg

FAMALICÃO: CUIDADOR INFORMAL EM DESTAQUE NA PRÓXIMA SESSÃO DE ESCLARECIMENTO DO HAJA SAÚDE

O papel do cuidador informal é o tema da próxima sessão de esclarecimento do Haja Saúde. “Cuidador Informal: entre o Amor e o Cansaço” acontece no próximo dia 28 de fevereiro, pelas 21h00, no Pavilhão Multiusos de Requião.

Esta é a oitava sessão de esclarecimento do Haja Saúde, uma iniciativa promovida pelo Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA), o ACES AVE - Famalicão e o Hospital Narciso Ferreira, que visa promover a literacia e educação em Saúde.

As sessões de esclarecimento do Haja Saúde são abertas a toda a comunidade e têm entrada livre.

Haja_Saude_Cuidador_Informal.jpg