Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MINHOTOS PEREGRINAM À SENHORA DO ALÍVIO

Peregrinação ao Santuário do Alívio com transmissão em direto na página de Facebook ‘Freguesia de Soutelo’

Quem está longe também pode acompanhar a par e passo a maior manifestação religiosa do concelho de Vila Verde. A Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora do Alívio, em Soutelo, terá transmissão em direto a partir da página de Facebook 'Freguesia de Soutelo', da autarquia soutelense. No próximo dia 15 de setembro, basta aceder a facebook.com/freguesiadesoutelo para não perder pitada de uma das maiores demonstrações de fé de toda a região. A emissão começa perto das 10h e termina no final da Missa Campal. O serviço é garantido pelo Arciprestado de Vila Verde, com o apoio da Junta de Freguesia de Soutelo.

Alívio1-01.jpg

A Peregrinação ao Santuário do Alívio, conta com a participação da maioria das paróquias de Vila Verde e de largos milhares de fiéis que chegam de vários pontos da região e do país para prestar devoção. Com a chegada do andor de Nossa Senhora do Alívio, começa a Missa Campal presidida pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga. É o expoente de um programa amplo e diversificado, que começou a 7 de setembro e decorre até ao dia a 15, com várias iniciativas de âmbito religioso e/ou cultural.

PEREGRINAÇÃO

14 de setembro - SÁBADO

09h00 – Celebração Penitencial

17h00 – Projeção do filme no salão do Santuário: História do milagre de Nª. S.ª do Alívio

18h00 – Recitação do Rosário

18h30 – Missa vespertina

21h00 – Na igreja do Santuário: concerto Mariano sob a direção do Prof. Júlio Dias, da Academia de música de Vila Verde

15 de setembro – DOMINGO

07h30 – Celebração Penitencial

09h00 – Missa na igreja do Santuário

09h30 – Partida da igreja Matriz de Vila Verde

10h00 – Partida da igreja de Soutelo

11h00 – MISSA CAMPAL presidida pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga

15h00 – – Na igreja do Santuário: concerto com os grupos corais do Alívio sob a direção do Prof. Manuel Afonso, da Escola de Música da Vila de Prado

16h00 – Terço, Pregação, Consagração e Apoteose

18h00 – Missa de encerramento das festividades na igreja do Santuário

S. JOÃO D’ARGA NO CONCELHO DE CAMINHA É A ROMARIA MAIS GENUÍNA DE PORTUGAL

Manda a tradição que os romeiros também deiam uma esmola ao Diabo para este não andar a fazer diabruras

Milhares de romeiros rumaram a Arga de S. João para cumprir promessas a S. João ou pedir-lhe ajuda para arranjarem casamento ou cura de verrugas, quistos, doenças de pele e infertilidade. Muitos ainda vêm em ranchos como antigamente, subindo a pé o monte, cantarolando aqui e merendando acolá.

69147267_2372498849471297_5652588183179755520_n.jpg

Pelo caminho, o “penedo do casamento” é sítio obrigatório de paragem no percurso dos romeiros. Os solteiros atiram-lhe uma pedra para que esta fique em cima dele, dependendo o tempo de espera do casamento das tentativas feitas até o conseguir. Reza a lenda que o penedo “arranja testo para qualquer panela”… porém, como os tempos estão difíceis, vão ouvindo-se com frequência cantar os seguintes versos:

          Ó meu Senhor S. João

          Casai-me que bem podeis

          Já tenho teias de aranha

          Naquilo que bem sabeis

Uma vez chegado ao local do santuário, situado a cerca de 800 metros de altitude, os peregrinos dão três voltas à capela findas as vão dar uma esmola ao santo… e outra ao diabo!

Cumprida a devoção, a romaria dá lugar ao folguedo. Juntam-se os tocadores de concertina e abrem-se as goelas para os cantares ao desafio. Canta-se e dança-se no terreiro até ao amanhecer. Come-se e bebe-se nas tasquinhas à volta do santuário ou nas lojas dos “quarteis” onde também existe alojamento para pernoitar pois, caso contrário, terá de ser feito ao relento, na área envolvente do mosteiro. Apesar de ainda ser Verão, as noites são frias e, como agasalho, recomenda-se um copito de aguardente com mel, uma especialidade típica da Serra d’Arga.

Mal despontam os primeiros raios de sol, é chegada a altura de regressar a casa. A aldeia regressa à sua habitual pacatez e o silêncio volta à serra. Apenas uma escassa centena de almas habita as pouco mais de duas dezenas de habitações que compõem Arga de S. João, abrangendo uma extensão de treze quilómetros quadrados.

A Romaria de São João d’Arga é uma festividade única e de alcance nacional, como o comprovam os milhares de pessoas que ali se deslocam e a atenção dos media. Este ano, partiu de Caminha uma rusga com mais de uma centena de pessoas, para subir a serra a pé, a cantar, com a alegria que carateriza a romaria, que junta aspetos religiosos a outros de puro convívio e lazer.

Quem vai ao S. João d’Arga não prescinde da famosa aguardente com mel. Os cantadores fazem o gáudio do povo e, não raras as vezes, o desafio termina em pancadaria. E dança-se até a festa acabar que pode ser quando o sol despertar. Os céus iluminam-se com girândolas e lágrimas que fazem o orgulho do fogueteiro minhoto. E, quando a festa termina, depressa se reúnem os ranchos de gente que se haviam formado no dia anterior para a romaria. E lá vão todos abaixo, levando já consigo a saudade e a mente a fervilhar de sonhos. Para o ano, regressarão ao local, venerar o mesmo santo e reviver os momentos passados, pelo que é necessário que se façam novas promessas.

Fotos: Município de Caminha

69176877_2372499019471280_7029400874023649280_n.jpg

69205682_2372494849471697_1209425093625643008_n.jpg

69239108_2372497049471477_3650518276552785920_n.jpg

69246212_2372485646139284_4277839121042374656_n.jpg

69250084_2372498256138023_824908336745938944_n.jpg

69259530_2372495036138345_2931288524952961024_n.jpg

69261505_2372494639471718_651016260665999360_n.jpg

69279123_2372493556138493_7851068099599007744_n.jpg

69285159_2372492722805243_8906464108233097216_n.jpg

69287376_2372496019471580_5053872834493808640_n.jpg

69326472_2372487926139056_7586196813619658752_n.jpg

69345272_2372485742805941_6964620715521736704_n.jpg

69436326_2372491042805411_3678004770167062528_n.jpg

69438222_2372493719471810_1879639712075874304_n.jpg

69445810_2372491142805401_7644416615735361536_n.jpg

69501752_2372500182804497_1112744151432036352_n.jpg

69519496_2372492646138584_1555276656531210240_n.jpg

69528838_2372496686138180_7408090648772870144_n.jpg

69571448_2372491529472029_3873542540821004288_n.jpg

69597478_2372492036138645_1938198631924367360_n.jpg

69601028_2372492376138611_2327865965125042176_n.jpg

69632140_2372497679471414_1941869098090627072_n.jpg

69652745_2372494652805050_734456823708385280_n.jpg

69653899_2372496689471513_1432100864247463936_n.jpg

69662157_2372492152805300_6118594376768684032_n.jpg

69678052_2372498059471376_1160405631149015040_n.jpg

69714438_2372495799471602_8302558609397514240_n.jpg

69747086_2372499006137948_2178076811718557696_n.jpg

69747088_2372490352805480_7206705232900784128_n.jpg

69767078_2372486879472494_1781722034049384448_n.jpg

69774243_2372491389472043_3379749111417798656_n.jpg

69800095_2372498419471340_1381378799425290240_n.jpg

69810884_2372495086138340_3477128642927001600_n.jpg

69830046_2372486649472517_6246454011277344768_n.jpg

69889426_2372486339472548_6815255479682334720_n.jpg

69908188_2372495829471599_4697510795125194752_n.jpg

69915919_2372490582805457_3220361818501283840_n.jpg

69945960_2372494802805035_4591489875315785728_n.jpg

70136712_2372494176138431_2220991313191370752_n.jpg

70258535_2372494426138406_7986707294270259200_n.jpg

ROMARIA DE NOSSA SENHORA DA PENEDA: GRANDE PEREGRINAÇÃO MARIANA COM TRADIÇÃO NO MINHO E GALIZA

De 31 de agosto a 8 de setembro, decorre a Romaria de Nª. Sra. da Peneda, na Gavieira, Arcos de Valdevez, uma festividade de cariz religioso e cultural, muito procurada a nível local, nacional e internacional.

2019-09-01 - RICARDO RIBEIRO - PENEDA1.jpg

Para o Município de Arcos de Valdevez e Confraria de Nª. Sra. da Peneda, esta é uma celebração que “segue a tradição das grandes peregrinações marianas, onde a envolvente paisagística natural, neste caso integrada em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês, favorece o desenvolvimento de uma ambiência festiva e de um espírito celebrativo muito próprio, fazendo desta romaria uma das maiores e mais fascinantes de todo o Alto Minho, que atrai muitos portugueses e espanhóis”.

Esta celebração em honra de Nª. Sra. da Peneda tem um programa preenchido com várias celebrações religiosas, desde Eucaristias em Português e Castelhano; Procissões e Orações de Vésperas; Orações de Laudes; Via Sacra e Exposição do Santíssimo; e o “Hino Akathistos em Honra da Virgem, Mãe de Deus (beijo da imagem).

Existe ainda, um programa cultural onde se destaca, no domingo, dia 1 de setembro, o concerto “Músicas à Senhora”, com a atuação do fadista Ricardo Ribeiro, às 21h30 e a exposição de fotografia “Cântico das Criaturas”. No dia 5 há Baile Popular e no dia 6 irá decorrer a “Bênção de Concertinas no Santuário”, seguida de desfile até ao recinto do baile popular”.

Esta é uma celebração religiosa e cultural muito importante para o concelho, para os arcuenses e para os muitos devotos e visitantes, não só pela sua essência religiosa e contemplativa, como também pelo notável património arquitetónico e histórico, desde o Santuário ao monumental escadório e as suas 20 Capelas temáticas, todos eles pontos de passagem obrigatórios, que associados às magnificas paisagens naturais, fazem da Peneda, um destino turístico de exceção, no itinerário de Arcos de Valdevez e no Parque Nacional Peneda Gerês.

Programa Nossa Senhora da Peneda 2019

Dia

Horário

Celebrações

Sábado

31

12:00h

17:00h

21:00h

Eucaristia

Procissão com o Rosário e Oração de Vésperas

Oração de Completas

Sessão musical: “Ao cair da noite”

Domingo

01

09:30h

12:00H

 

17:00h

18:30h

21:30h

Oração de Laudes e Eucaristia

Eucaristia

Atuação Rancho Folclórico de Rio Frio (Arcos de Valdevez)

Procissão com o Rosário e Oração de Vésperas

Abertura da Exposição de Fotografia “Cântico das Criaturas”

Concerto “Músicas à Senhora”, com Ricardo Ribeiro (Fado)

Segunda

02

09:30h

17:00h

21:00h

Oração de Laudes e Eucaristia

Procissão com o Rosário e Oração de Vésperas

Oração de Completas

Terça

03

09:30h

17:00h

23:00h

Oração de Laudes, Eucaristia e Exposição do Santíssimo

Oração de Vésperas e Procissão Eucarística

Oração de Completas e Encerramento da Exposição do Santíssimo

Quarta

 04

09:30h

12:00h

17:00h

21:00h

Oração de Laudes e Eucaristia

Eucaristia em Castelhano

Procissão com o Rosário e Oração de Vésperas

Via-sacra

Quinta

05

09:30h

12:00h

16:00h

17:00h

21:00h

Oração de Laudes e Eucaristia

Eucaristia em Castelhano

Eucaristia

Procissão com o Rosário e Oração de Vésperas

Oração de Completas

Baile Popular

Sexta

06

09:30h

12:00h

16:00h

17:00h

21:00h

 

22:00h

Oração de Laudes e Eucaristia

Eucaristia

Eucaristia

Procissão com o Rosário e Oração de Vésperas

Bênção de Concertinas no Santuário, seguido de desfile até ao recinto do baile

Hino Akathistos em Honra da Virgem, Mãe de Deus (beijo da Imagem)

Baile Popular

Sábado

07

09:30h

16:00h

21:00h

Oração de Laudes e Eucaristia pelos benfeitores do Santuário

Eucaristia

Procissão de Velas

Domingo

08

11:00h

Festa da Natividade de Maria (Eucaristia e Procissão)

NS Peneda 2019 Programa1.jpg

NS Peneda 2019 Programa2.jpg

VIANA DO CASTELO: A FÉ CRISTÃ FALOU MAIS ALTO E OS VIANENSES CUMPRIRAM A TRADIÇÃO DA PROCISSÃO AO MAR!

Após solene celebração eucarística presidida pelo Bispo da Diocese de Viana do Castelo. D. Anacleto Cordeiro, saiu do santuário a tradicional procissão dos homens do mar, transportando os andores de Nossa Senhora da Agonia, Nossa Senhora dos Mares e S. Pedro. Mais uma vez a tradição cumpriu-se!

IMG_6905 - Cópia.JPG

Foi com emoção e profunda fé religiosa que as gentes de Viana do Castelo seguiram com devoção Nossa Senhora d’Agonia – a Padroeira dos Pescadores, na Procissão ao mar.

A procissão dirigiu-se ao Cais dos Pilotos onde foi dada a Bênção ao Mar e ao Rio. As embarcações de pesca e de recreio, ricamente engalanadas e lotadas de gente, acompanharam a Padroeira numa manifestação de Fé.

No regresso, a procissão percorreu as ruas da Ribeira de Viana do Castelo, decoradas com tapetes de sal e flores, numa cerimónia marcada de intensidade religiosa na qual se sentiu à flor da pele a emoção das gentes vianenses e de todos quantos nos visitam.

IMG_6961 - Cópia.JPG

Invocada sob os mais variadíssimos nomes como Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, das Angústias, das Lágrimas, das Sete Dores, do Calvário, Senhora do Pranto ou Mãe Soberana, o culto à Senhora d’Agonia remonta ao século XII com origem na Germânia, tendo posteriormente estendido-se à cidade de Florênca, em Itália.

Em Portugal, o culto à Senhora d’Agonia foi introduzido no século XVIII, encontrando-se em Viana do Castelo ligado à devoção da comunidade piscatória que, desse modo, agradeciam as graças recebidas em momentos de apuros como sucedia na ocorrência de tempestades e naufragios.

Fotos: José Carlos Vieira

IMG_6936 - Cópia.JPG

IMG_6846 - Cópia.JPG

IMG_6847 - Cópia.JPG

IMG_6848 - Cópia.JPG

IMG_6851 - Cópia.JPG

IMG_6873 - Cópia.JPG

IMG_6901 - Cópia.JPG

IMG_6918 - Cópia.JPG

IMG_6940 - Cópia.JPG

IMG_6946 - Cópia.JPG

IMG_6949 - Cópia.JPG

IMG_6955 - Cópia.JPG

IMG_6968 - Cópia.JPG

IMG_6971 - Cópia.JPG

IMG_6976 - Cópia.JPG

IMG_6991 - Cópia.JPG

IMG_6993 - Cópia.JPG

IMG_7002 - Cópia.JPG

IMG_7004 - Cópia.JPG

IMG_7006 - Cópia.JPG

IMG_7011 - Cópia.JPG

IMG_7033 - Cópia.JPG

IMG_7045 - Cópia.JPG

IMG_7057 - Cópia.JPG

IMG_7059 - Cópia.JPG

IMG_7062 - Cópia.JPG

IMG_7071 - Cópia.JPG

IMG_7072 - Cópia.JPG

IMG_7091 - Cópia.JPG

IMG_7093 - Cópia.JPG

IMG_7096 - Cópia.JPG

IMG_7097 - Cópia.JPG

IMG_7100 - Cópia.JPG

IMG_7106 - Cópia.JPG

IMG_7110 - Cópia (1).JPG

IMG_7112 - Cópia.JPG

IMG_7122 - Cópia.JPG

IMG_7128 - Cópia.JPG

IMG_7133 - Cópia.JPG

IMG_7137 - Cópia.JPG

IMG_7145 - Cópia.JPG

IMG_7148.JPG

IMG_7151.JPG

IMG_7152.JPG

IMG_7153.JPG

IMG_7156.JPG

IMG_7160.JPG

IMG_7167.JPG

VIANA DO CASTELO: ROMARIA COMO A DA SENHORA D’AGONIA NÃO TEM IGUAL EM PORTUGAL

A grande festa terminou e já deixa saudades em quem nelas participou, nomeadamente nos milhares de visitantes que acorreram à linda cidade de Viana do Castelo. As suas gentes sairam à rua para contar a História da sua cidade e dar a conhecer as suas tradições mais genuínas. Os períodos mais marcantes do seu passado foram apresentados em quadros alegóricos. E, sobretudo, apresentaram um espectáculo de grande beleza e tradição numa digna homenagem à padroeira dos pescadores e à sua padroeira – Nossa Senhora d’Agonia!

IMG_1576.JPG

Invocada sob os mais variadíssimos nomes como Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, das Angústias, das Lágrimas, das Sete Dores, do Calvário, Senhora do Pranto ou Mãe Soberana, o culto à Senhora d’Agonia remonta ao século XII com origem na Germânia, tendo posteriormente estendido-se à cidade de Florênca, em Itália.

Em Portugal, o culto à Senhora d’Agonia foi introduzido no século XVIII, encontrando-se em Viana do Castelo ligado à devoção da comunidade piscatória que, desse modo, agradeciam as graças recebidas em momentos de apuros como sucedia na ocorrência de tempestades e naufragios.

Pelas ruas do centro histórico desfilaram mais de meio milhar de mordomas com os seus trajes garridos e os seus brincos reluzentes. E, ao cortejo histórico e etnográfico não faltaram os cabeçudos e gigantones, os grupos de zés pereiras e as bandas filarmónicas, as peixeiras da ribeira de Viana e as lavradeiras das aldeias rurais em redor daquela que outrora era denominada por Viana da Foz do Lima – consagrada como a Princesa do Lima!

Fotos: José Carlos Vieira

IMG_1544.JPG

IMG_1550.JPG

IMG_1551.JPG

IMG_1556.JPG

IMG_1557.JPG

IMG_1560 (1).JPG

IMG_1561.JPG

IMG_1562.JPG

IMG_1564.JPG

IMG_1565.JPG

IMG_1568.JPG

IMG_1571.JPG

IMG_1573.JPG

IMG_1574.JPG

IMG_1581.JPG

IMG_1582.JPG

IMG_1583.JPG

IMG_1584.JPG

IMG_1590.JPG

IMG_1591.JPG

IMG_1593.JPG

IMG_1595.JPG

IMG_1596.JPG

IMG_1597.JPG

IMG_1598.JPG

IMG_1599.JPG

IMG_1600.JPG

IMG_1800.JPG

IMG_1801.JPG

IMG_1802.JPG

IMG_1803.JPG

IMG_1806.JPG

IMG_1807.JPG

IMG_1808.JPG

IMG_1811.JPG

IMG_1812.JPG

IMG_1819.JPG

IMG_1820 (1).JPG

IMG_1821.JPG

IMG_1823.JPG

IMG_1824.JPG

IMG_1868.JPG

IMG_1868-001.JPG

IMG_1869.JPG

IMG_1870.JPG

IMG_1871.JPG

IMG_1872.JPG

IMG_1873.JPG

IMG_1874.JPG

IMG_1876.JPG

IMG_1877.JPG

IMG_1878.JPG

IMG_1879.JPG

IMG_1880.JPG

IMG_1882.JPG

MORDOMAS DA SENHORA D’AGONIA EM VIANA DO CASTELO SÃO AS RAINHAS DA ROMARIA

Perto de setecentas mordomas desfilaram pelas ruas do centro histórico de Viana do Castelo, conferindo à grande romaria um momento único de singular beleza e encanto.

68541205_10220663570325715_1189121949993795584_n.jpg

A par do cortejo etnográfico e da procissão do mar, o desfile da mordomia constitui um dos momentos altos da festa que atrai à Princesa do Lima, para além de minhotos de toda a região, incluindo os emigrantes radicados nas mais longínquas paragens, como portugueses e estrangeiros de todas a proveniências.

E as moças vianenses, esplêndidas nos seus trajes característicos que testemunham a arte exímia das nossas bordadeiras, as mordomas deslumbraram com as suas arrecadas reluzentes, as arrecadas de Viana ou os brincos à rainha e a grande variedade e riqueza de peças da nossa ourivesaria tradicional cobrindo-lhes o peito.

O desfile da mordomia constitui um espetáculo de inexcedível beleza que atrai todos os anos milhares de forasteiros à magnífica cidade que é de todos conhecida como a princesa do Lima.

A Romaria de Nossa Senhora d’Agonia sintetiza a alma minhota em toda a sua grandeza e esplendor, revelando a pujança e a alegria, a beleza e o caráter das gentes do Minho. Por esta ocasião, qualquer que seja a sua origem, todos os minhotos são de Viana – somos todos vianenses!

Fotos: José Carlos R. Vieira

67912771_10220663538604922_205201064817852416_n.jpg

67964817_10220663561885504_7182509264055828480_n.jpg

68273062_10220663533444793_2308008823782113280_n.jpg

68287174_10220663561205487_6946891326747049984_n.jpg

68299115_10220663541324990_8621608803281928192_n.jpg

68299394_10220663547085134_5417605488713924608_n.jpg

68309365_10220663541885004_9008857949635870720_n.jpg

68330023_10220663545445093_650106195750682624_n.jpg

68369815_10220663536004857_9006869268108673024_n.jpg

68425906_10220663536484869_443768837205131264_n.jpg

68457772_10220663559925455_1630470843710570496_n.jpg

68468942_10220663540244963_4830172022682157056_n.jpg

68492453_10220663545925105_2765087717392908288_n.jpg

68541880_10220663540964981_6899821259731763200_n.jpg

68559669_10220663543565046_4604908787667566592_n.jpg

68588495_10220663542885029_4022782320665690112_n.jpg

68596745_10220663556925380_4835286216335163392_n.jpg

68629655_10220663539124935_7711587735286317056_n.jpg

68635930_10220663550325215_4299664937954836480_n.jpg

68747284_10220663535284839_1257982872887754752_n.jpg

68828200_10220663546645123_2378923432533295104_n.jpg

68857133_10220663556045358_891668741459279872_n.jpg

68862287_10220663537644898_7619407274573824000_n.jpg

68883522_10220663548565171_3390687512652414976_n.jpg

69024060_10220663548205162_2552921620075249664_n.jpg

69183349_10220663542285014_3857844478303797248_n.jpg

69246444_10220663538004907_7214036488671985664_n.jpg

CABEÇUDOS E GIGANTONES DESFILAM NA ROMARIA DA SENHORA D’AGONIA EM VIANA DO CASTELO

Não há festa ou romaria no Alto Minho sem o alegre desfile dos cabeçudos e gigantones, ao som dos bombos e gaitas-de-foles dos zés pereiras.

IMG_6440.JPG

Perde-se nos tempos as origens desta tradição cujo registo mais antigo no nosso país remonta a 1265, relativo à procissão do Corpo de Deus então ocorrida em Évora.

Para além da sua simbologia que remete muito provavelmente para rituais pagãos adaptados ao cristianismo, simbolizando os vícios que Cristo Sacramentado venceu, os cabeçudos e gigantones – também conhecidos por amazonas – conquistaram ao longo dos séculos grande popularidade sobretudo na região d’Entre-o-Douro-e-Minho, constituindo uma tradição comum à Galiza a tal ponto que, erroneamente, é por vezes tido como a partir dali tenha sido introduzido em Portugal.

Fotos: José Carlos R. Vieira

IMG_6442.JPG

IMG_6443.JPG

IMG_6445.JPG

IMG_6449.JPG

IMG_6451.JPG

VIANA DO CASTELO: SOMOS TODOS ROMARIA!

Estação Viana Shopping abre portas à rainha das Romarias em Portugal

De 16 de agosto até ao final do mês, em vários locais do Centro

É já no próximo dia 16 de agosto que começa a Romaria Nossa Senhora D’Agonia em Viana do Castelo. Este ano, pela primeira vez, a reconhecida rainha das Romarias em Portugal vai entrar no Estação Viana Shopping, com diversas iniciativas que decorrem pela cidade e agora também em vários locais do Centro.

Até ao final do mês de agosto, estará instalado na Praça Central um Photobooth desenvolvido pelo artista J. Albino Amorim. Viana: O ouro, os bordados e a pesca… uma trama partilhada! é o nome da cabine fotográfica onde os visitantes vão poder eternizar os momentos vividos no Centro.

Nos dias em que decorre a Romaria Nossa Sra D’Agonia – de 16 a 20 de agosto – o Centro irá ainda receber diversas arruadas, que acontecem duas vezes por dia, às 11h00 e às 16h00, em diferentes locais.

A Romaria é o ponto alto das Festas de Viana do Castelo, que acontecem de 13 a 21 de agosto, onde são orgulhosamente recuperados os costumes e os trajes vianenses, com uma programação repleta de desfiles, orações, concertos e festivais.

Este ano, no âmbito do projeto Pulsar Viana, o Estação Viana Shopping trouxe a alegria e animação da Romaria para o seu interior, com iniciativas para todos os visitantes. O Pulsar Viana é um projeto que visa aproximar o Centro da comunidade local, oferecendo aos visitantes uma oportunidade única de descobrir mais sobre as regiões de Viana do Castelo e do Minho.

A partir de dia 16 de agosto, o Estação Viana Shopping assume-se como o ponto de encontro da arte, cultura e tradição. Até ao final do mês de agosto, o Centro abre portas a iniciativas no âmbito da Romaria Nossa Senhora D’ Agonia e do projeto Pulsar Viana.