Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SANTA MARTA DE PORTUZELO APRESENTA O CARTAZ DA ROMARIA

"São vidas e vidinhas"

Assim se intitula a encenação teatral que compõe o já habitual espetáculo que antecede a revelação do cartaz e programa da Romaria de Santa Marta de Portuzelo.

60219532_2741918532501559_4867216278818914304_n (1).jpg

Desta feita, e porque tanto  o cartaz da romaria como o seu espetáculo  de apresentação são dignos de registo e divulgação, vimos desta forma convidar-vos a assistir ao mesmo. Será  no próximo dia 25 de maio, sábado, pelas 21:30, no adro da igreja de Santa Marta de Portuzelo.

Caso possamos ter o prazer da vossa presença, agradecemos a confirmação da mesma até dia 23 de maio de forma a reservarmos os vossos lugares.

JOVENS SANTAMARTENSES QUE FIGURARAM NO CARTAZ DE 1959 REGRESSAM À ROMARIA DA SENHORA D’AGONIA

Rostos da Romaria d’Agonia de 1959 em destaque na festa deste ano

Os rostos da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia de há 60 anos vão ser os convidados de honra da festa em 2019.

56730569_2509110159358077_7358142760395735040_n.jpg

Na apresentação do programa geral, realizada esta quinta-feira em Viana do Castelo, foram apresentados os convidados de honra da festa, que em 2019 são precisamente os rostos do primeiro cartaz da Romaria ilustrado com fotografia, em 1959.

É o caso de Rosa Jesus Dias da Silva, popularmente conhecida como Rosa “Rabeca”, hoje com 85 anos, e Agostinho Aurélio Mendes Pereira, de 83 anos, mais conhecido como Agostinho Melro, ambos antigos elementos do Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo, freguesia de onde são naturais.

57183840_2509109659358127_8344307147508547584_n.jpg

A festa deste ano vai ainda contar com aquela que já recebeu o título de melhor Charanga a Cavalo do mundo: a da Guarda Nacional Republicana (GNR). A Charanga a Cavalo do Regimento de Cavalaria da GNR é a única no mundo que consegue tocar a galope, sendo por isso das mais apreciadas no estrangeiro e vai o cortejo histórico-etnográfico da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia deste ano.

O filme promocional da Romaria, que será divulgado para todo o mundo, demonstrando como uma festa local se tornou na “Romaria de Portugal” também foi apresentado hoje.

Em 2019, devido ao calendário, a festa prolonga-se por cinco dias, entre sexta e terça-feira, de 16 a 20 de agosto, o que obriga a “alguma imaginação” na programação. Desde logo com quatro noites de fogo-de-artifício, mantendo o Cortejo Histórico/Etnográfico no sábado, a Procissão Solene em Honra de Nossa Senhora d’Agonia no domingo à tarde ou a tradicional Procissão ao Mar e ao Rio na terça-feira, o último dia da festa.

Outra das novidades do programa geral prende-se com o primeiro grande desfile da festa deste ano. Comprovado o sucesso da alteração do horário do Desfile da Mordomia, que se passou a realizar à tarde, essa modificação mantém-se este ano, com a saída agendada para as 16:00 de sexta-feira (16 de agosto), do antigo Governo Civil sem paragens até ao final, no Largo de São Domingos. Contudo, a novidade deste ano consistirá nos cumprimentos às edilidades da parte da manhã, que é a essência do próprio desfile, conforme dita a tradição.

“Para conferir maior dinamismo ao desfile e rigor ao momento dos cumprimentos, vamos fazê-los da parte da manhã, na Câmara Municipal e no fim do desfile ao Digníssimo Bispo da Diocese de Viana, Dom Anacleto Oliveira. Isso tornará o desfile, pelas ruas da cidade, maisfluido e sem paragens até ao Largo de São Domingos”, explicou António Cruz.

A rainha das Romarias de Portugal realiza-se, este ano, de 16 a 20 de agosto em Viana do Castelo.

Fonte: http://www.radiogeice.com/

57154987_2509109179358175_4612018921342500864_n.jpg

MONÇÃO DEBATE PEREGRINAÇÕES, FESTAS E ROMARIAS

Divulgação do Seminário Internacional Devoções de Fronteira. Peregrinações, Festas e Romarias no Mundo Ibérico

Nos próximos dias 11 e 12 de abril a Casa Museu de Monção, Unidade Cultural da Universidade do Minho sita na vila de Monção, organiza um Seminário Internacional sob a temática Devoções de Fronteira. Peregrinações, Festas e Romarias no Mundo Ibérico.

Capturarman3.PNG

Este Seminário conta com a participação de reputados investigadores portugueses e espanhóis especialistas nestas matérias provenientes das Universidades de Saragoça, Huelva e Santiago de Compostela em Espanha e do lado português da Universidade do Minho e Fernando Pessoa.

Destacam-se as comunicações do Prof. Doutor Eliseo Serrano Martín (Universidade de Saragoça) “Devociones en la Contrarreforma: santos nuevos, santos en discusión”, do Prof. Doutor David González Cruz (Universidade de Huelva) “Modelos religiosos y devocionales en la frontera suroccidental de Europa” e da Prof. Doutora Ofélia Rey Castelao (Universidade de Santiago de Compostela) “Santos patronos dos dous lados da fronteira: unha cuestión de identidade".

Para as temáticas mais locais e nacionais destacam-se as conferências que vão ser proferidas pela Prof. Doutora Marta Lobo (Lab 2-PT/Univ. do Minho) “Devoções numa Misericórdia de fronteira: o caso de Monção na Idade Moderna”, pelo Prof. Doutor José Viriato Capela (Lab 2-PT/Univ. do Minho) “Devocionário de fronteira”; Prof. Doutor Álvaro Campelo (Universidade Fernando Pessoa) "A fronteira e as rotas de Peregrinação entre a Galiza e o Minho. Uma antropologia do espaço fronteiriço"; Dr. Ernesto Português “Devoções de Monção que cruzam a fronteira: Nossa Senhora dos Milagres e São Vicente Ferrer” e Prof. Doutora Elisa Lessa (ILCH/Universidade do Minho) “Devoções de Fronteira no feminino: o gosto das monjas músicas pelos vilancicos e chançonetas dos séculos XVII e XVIII”.

Na 6ª feira, dia 12, da parte da tarde o Seminário decorrerá em Paredes de Coura para uma conferência e visita guiada à Confraria do Espírito Santo efetuada pelo Dr. Victor Paulo (Presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura).

A Organização deste Seminário Internacional é da Casa Museu de Monção/Universidade do Minho e do Lab 2PT/Universidade do Minho e conta com o apoio dos Municípios de Monção e Paredes de Coura, do Lab 2PT/Universidade do Minho e do Departamento de História/Universidade do Minho

A Comissão Científica deste evento está assegurada pela Professora Doutora Ofélia Rey Castelao da Universidade de Santiago de Compostela e pelos Professores José Viriato Capela Professora e Doutora Maria Marta Lobo de Araújo da Universidade do Minho.

Capturarman1.PNG

Capturarman2.PNG

CARDIELOS: UM CARTAZ QUE É UMA OBRA-PRIMA DA FOTOGRAFIA PORTUGUESA

O cartaz é uma obra de arte. Tal como a tela que o pintor preenche de fortes pinceladas de tinta ou pastel, transmitindo-nos ideias e sensações, também o gráfico e o fotógrafo fazem dele mais do que um mero veículo publicitário – dir-se-ia outrora propaganda! – Transformam-no num magnífico quadro digno de se expor aos lado das mais célebres obras dos artistas da Renascença, nas mais conceituadas galerias de arte ou nos mais prestigiados museus de arte de todas as épocas.

esboço + luz geral postal 2.jpg

Cardielos está em festa! Nessa linda terra vianense que nos lembra a célebre história de D. Sapo, tem a arte e tradição de bordar mais de um século de existência. Remonta o seu começo a 1917, altura em que foram ali criados os ateliês de ensino e venda de bordados, numa iniciativa da Cruzada das Mulheres Portuguesas onde pontificavam Geminiana Branco, Elzira Dantas Machado, esposa de Bernardino Machado, e Rita Norton de Matos.

São os conceituados fotógrafos vianenses Sérgio Moreira e Sílvia Moreira – partilhando a vida e a arte – os autores da magnífica obra que constitui o cartaz das festas de Cardielos, reconstituindo como nenhum etnógrafo o cenário pitoresco do labor artístico das nossas bordadeiras. E fazem-no com as cores luminosas e vibrantes e simultaneamente os contrastes de claro e escuro que certamente fariam inveja a Malhoa e Columbano.

À luz ténue da candeia, quatro moçoilas fazem o trabalho da noite: Junto à lareira que afaga a noite fria de inverno, bordam, tecem e colocam as conversas em dia. A atmosfera irradia a alegria própria da juventude enquanto o lume crepita. É o serão na aldeia.

Este cartaz alusivo às Festas de Cardielos, da autoria de Sérgio Moreira e Sílvia Moreira, constitui um autêntico bordado de Cardielos, digno dos mais belos e sublimes bordados produzidos pelas mãos delicadas com que as talentosas bordadeiras de Cardielos produzem os seus magníficos bordados. Cardielos é Amor!

53208663_625091767912939_6445585372477915136_n.jpg