Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIANA DO CASTELO: GRUPO FOLCLÓRICO DAS LAVRADEIRAS DA MEADELA DANÇA NA ROMÉNIA

450410941_1043469994452042_8445205615027379117_n.jpg

O festival é uma das manifestações favoritas do público e dos convidados e não existe por acidente há 25 anos. Este ano ele trouxe sorrisos para a multidão no centro da cidade e os participantes do tradicional desfile do Festival mostraram sequências do que vai ser visto na programação da noite. Os convidados do Festival foram tradicionalmente bem-vindos e recebidos pelo Presidente da Câmara de Vr šco Dragana Mitrovi ć.

Fotos: Alexander Traveler / Vršački venac

450411312_1043470051118703_7305880285675318947_n.jpg

Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela este considerat pe bună dreptate unul dintre cele mai autentice grupuri folclorice din Alto Minho.
Fondată în 1934, păstrează vii tradițiile moștenite de la strămoșii săi. Acesta oferă costume bogate lucrate manual, dansuri, muzică tradițională și înlocuiri scenice.
Astfel de obiceiuri, datorită rafinamentului lor singular, au fost descrise de distinși scriitori și etnografi, printre care îl amintim pe Cláudio Basto în lucrarea sa "Traje à Vianesa": "În Meadela – un sat la care am făcut deja aluzie și care poate fi considerat o suburbie a Viana do Casttelo – îmbrăcămintea este confundată cu cea a vecinei Santa Marta. Acest sat, însă, merită menționat în detaliu, pentru că în el, spre deosebire de celelalte menționate din nou, costumul "țăranului" nu apare rar, ci este sincer folosit, cu galanterie și entuziasm.
Mi se pare că, dintre inovațiile introduse în costum, cel puțin recent, multe se datorează fetelor expeditive și nestânjenite din Meadel.
Să ne întoarcem, totuși, mai departe în timp și să-l cităm pe remarcabilul scriitor Ramalho Ortigão în As Farpas, referindu-se la o fată din Meadela pe care a văzut-o la târgul Viana: "Încă una din Meadela. Douăzeci și cinci de ani. Înalt, delicat, de o paloare caldă, auriu la soare. Ochii negri, umbriți de gene uriașe. Sprâncene groase. Nas drept. Un puf fin și copt de piersici în fântâni și în buzele arcuite cu săgeți. Îmbrăcat în gri și albastru. Dantelă gorgette. Pânză verde de in, dar se pare că o dă cadou, într-o asemenea măsură este atitudinea ei artistică, de Phryneia îmbrăcată, aterizând la târgul Viana ca și la aeropagul din Atena". Aici reprezentând amintirea virtuții și a frumuseții.

450394881_1043470007785374_1841551009151538935_n.jpg

450395232_1043469894452052_8585702024256893169_n.jpg

450405211_1043470097785365_3375401768126222839_n.jpg

450540005_1043470604451981_4022430160661797154_n.jpg

450541129_1043469967785378_4370190866044688173_n.jpg

450541146_1043470161118692_3664155528263568693_n.jpg

450542814_1043470534451988_5881825279760991715_n.jpg

VIANA DO CASTELO: GRUPUL FOLCLORIC DIN LAVRADEIRAS DA MEADELA DUCE TRADIȚIILE NOASTRE ÎN ROMÂNIA

449444092_1037673138365061_134363593109614790_n.jpg

Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela este considerat pe bună dreptate unul dintre cele mai autentice grupuri folclorice din Alto Minho.
Fondată în 1934, păstrează vii tradițiile moștenite de la strămoșii săi. Acesta oferă costume bogate lucrate manual, dansuri, muzică tradițională și înlocuiri scenice.
Astfel de obiceiuri, datorită rafinamentului lor singular, au fost descrise de distinși scriitori și etnografi, printre care îl amintim pe Cláudio Basto în lucrarea sa "Traje à Vianesa": "În Meadela – un sat la care am făcut deja aluzie și care poate fi considerat o suburbie a Viana do Casttelo – îmbrăcămintea este confundată cu cea a vecinei Santa Marta. Acest sat, însă, merită menționat în detaliu, pentru că în el, spre deosebire de celelalte menționate din nou, costumul "țăranului" nu apare rar, ci este sincer folosit, cu galanterie și entuziasm.
Mi se pare că, dintre inovațiile introduse în costum, cel puțin recent, multe se datorează fetelor expeditive și nestânjenite din Meadel.
Să ne întoarcem, totuși, mai departe în timp și să-l cităm pe remarcabilul scriitor Ramalho Ortigão în As Farpas, referindu-se la o fată din Meadela pe care a văzut-o la târgul Viana: "Încă una din Meadela. Douăzeci și cinci de ani. Înalt, delicat, de o paloare caldă, auriu la soare. Ochii negri, umbriți de gene uriașe. Sprâncene groase. Nas drept. Un puf fin și copt de piersici în fântâni și în buzele arcuite cu săgeți. Îmbrăcat în gri și albastru. Dantelă gorgette. Pânză verde de in, dar se pare că o dă cadou, într-o asemenea măsură este atitudinea ei artistică, de Phryneia îmbrăcată, aterizând la târgul Viana ca și la aeropagul din Atena". Aici reprezentând amintirea virtuții și a frumuseții.

280966602_429794789149500_7306440880147173829_n.jpg

MUNICÍPIO ARCUENSE RECEBEU GRUPO DE ALUNOS E PROFESSORES DA ROMÉNIA

De 15 a 27 de maio a Epralima encontra-se a acolher um grupo de professores e alunos oriundos de Piatra Neamț Roménia, enquadrados num projeto de parceria entre a Epralima e o Colégio Técnico "Gheorghe Cartianu" no âmbito do Programa Erasmus+.

epralima_grupo_romenia.JPG

O objetivo desta iniciativa é fomentar uma amostra sobre as principais características que retratam o tecido socioeducativo e económico da região do Vale do Lima, nas áreas de conhecimento dos participantes, nomeadamente: Alimentar, Costura, Cozinha (Padaria/Pastelaria), Cálculo e Equipamentos Domésticos.

Neste sentido, a exemplo do que tem acontecido no âmbito de projetos anteriores, este programa de trabalho iniciou com uma sessão de acolhimento e boas-vindas proporcionada pelo Município de Arcos de Valdevez.

Nesta sessão, a vereadora Emília Cerdeira deu as boas-vindas e desejou uma boa estadia ao grupo, assim como fez uma breve apresentação do concelho ao nível das suas potencialidades culturais e turísticas. A autarca aproveitou ainda para os convidar a regressar um dia mais tarde com a família e amigos.

epralima_grupo_romenia4.JPG

BRAGA: TERMINA COM ÊXITO O II CONGRESSO EUROPEU DA SEMANA SANTA ORGANIZADO PELA RECESSAP

Com o título “Do Local ao Universal”, realizou-se em Palermo nos dias 2 e 3 de Março de 2023

Congreso Europeo Palermo RECESSAP 1.jpg

Participaram 13 conferencistas de Itália, Espanha, Eslovénia e Roménia, com 21 comunicações ao longo de quatro sessões. Assistiram mais de 80 pessoas em formato virtual e presencial

Esta edição centrou o estudo sobre a Semana Santa a partir das tradições e as vivências locais, tendo por base áreas universais como a educação, as relações intergeracionais, a coesão social, a economia e a arte

> Esta edição foi organizada pela Fundação Frederico II de Sicília (Itália), sócia da Rede Europeia das Celebrações da semana Santa e Páscoa

A Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa realizou com êxito o seu II Congresso Europeu de Semana Santa. Tendo por título “Do Local ao Universal”, decorreu nos dias 2 e 3 de Março no Palácio Real e Oratório de Santa Helena e Constantino em Palermo, Sicília (Itália).

Organizado pela própria Rede Europeia em colaboração com a Fundação Frederico II de Sicília (Itália), sócia da Rede Europeia, esta edição do Congresso realizou-se pela primeira vez em formato presencial e contou com 13 conferencistas de Itália, Espanha, Eslovénia e Roménia, num total de 21 comunicações ao longo de quatro sessões. Assistiram mais de 80 pessoas em formato virtual e presencial. Também marcaram presença os representantes do Ministério da Cultura de Itália e de Espanha, da UNESCO, assim como, o Presidente da Rede Europeia e da Fundação Frederico II.

As jornadas, cujo Comité Científico é presidido pelo professor Ignazio Buttitta e Júlio Grande, foram organizadas a partir de conferências e mesas redondas compostas por especialistas em diferentes áreas. Das conclusões, o Comité Científico destaca:

  • As celebrações da Semana Santa e Páscoa formam um rico repertório do património cultural imaterial europeu. Encontram-se amplamente distribuídas pelo continente europeu mantendo, na atualidade, uma forte presença no território.
  • As comunidades onde se inserem as celebrações são a chave para a preservação deste rico património, assim como, são as depositárias e continuadoras das tradições.
  • As celebrações da Semana Santa são um património vivo e em contínua adaptação. As adaptações por que passam são também elas o garante da sua continuidade.  Neste sentido, o papel das comunidades é fundamental competindo-lhes conduzir este processo. 
  • Garantir a continuidade destas celebrações é uma necessidade com a qual todos nos devemos sentir comprometidos. O envolvimento dos jovens nestas celebrações é uma prioridade.  Para isso, devemos avançar com novos modelos de comunicação capazes de despertar o interesse das novas gerações. As escolas podem ter um papel fundamental neste processo sendo necessário avançar com o desenvolvimento de novas ferramentas pedagógicas que facilitem esta tarefa.
  • Os museus também podem ter um papel importante na difusão deste património, tanto junto das escolas e público juvenil, como, entre o público em geral. Facilitam também a dessazonalização das celebrações e têm um papel essencial no incremento da atividade turística. Trabalhar a programação, os discursos museológicos e museográficos e os programas públicos, deve ser uma prioridade e objeto de estudo de todos os implicados na sua gestão. A Rede Europeia pode desempenhar um papel importante na promoção da inovação e no desenvolvimento de ações conjuntas neste domínio.
  • O turismo é um elemento inseparável das celebrações. A atividade turística tornou-se um elemento presente da nossa vida social. Por outro lado, a repercussão económica nos territórios tornou-se num vector imprescindível para muitas delas.
  • Há, portanto, um diálogo permanente entre turismo e celebrações que precisa ser estudado e analisado de forma detalhada. Avançar no estudo e investigação deste processo pode ser uma das linhas a desenvolver pela Rede Europeia.
  • É necessário assegurar a correta salvaguarda deste património, e analisar em profundidade as mudanças ou condicionantes que o turismo pode gerar nelas. Há alguns aspetos que precisam ser analisados e estudados em profundidade, como a dessazonalização das celebrações, mercantilização ou espetacularização das mesmas. 
  • A declaração da Rede Europeia das Celebrações da Semana Santa e Páscoa pode ser um impulso para a divulgação e salvaguarda deste património. Da mesma forma, esta declaração pode permitir um melhor conhecimento destes rituais por parte da população europeia, dar um contributo para a promoção de modelos de turismo mais sustentáveis e uma garantia para a construção do futuro dos mesmos.

Aprofundar a dimensão europeia da Semana Santa

As celebrações da Semana Santa e Páscoa são, sem dúvida, uma das manifestações mais ricas da religiosidade popular na Europa. A sua ampla difusão, a variedade de rituais e manifestações e a participação social que geram, configuram-nas como um dos elementos de maior interesse científico, cultural e social.

A Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa trabalha incessantemente para contribuir para a conservação e divulgação deste rico património. Para isso, é necessário levar a cabo um processo de estudo e pesquisa das mesmas, contribuindo assim para um melhor conhecimento destes complexos processos culturais e das suas comunidades.

O principal objetivo deste congresso foi aprofundar a dimensão europeia deste património comum, mas diversificado, mostrando uma visão de como são as celebrações e o que representam atualmente no continente europeu, contribuindo para um melhor conhecimento das mesmas e, com isso, para a sua preservação.

Mais sobre a Rede Europeia

A Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa foi criada em 2019 e faz parte da Fundação Italiana Federico II, representando os municípios de Palermo e Caltanissetta, da Sicília, Itália; o município de Birgu, em Malta; a Comissão de Quaresma e Celebrações da Semana Santa, em Braga, Portugal; as Representações da Paixão de Cristo, em Skofja Loka, Eslovénia; os municípios que fazem parte da rota Caminos de Pasión (Alcalá la Real em Jaén, Baena, Cabra, Lucena, Priego de Córdoba e Puente Genil em Córdoba e Carmona, Écija Osuna e Utrera em Sevilha). Também dentro da geografia espanhola encontramos Orihuela em Alicante; Lorca, em Múrcia e Viveiro, em Lugo.

Esta Rede tem como objetivo promover e divulgar o património cultural, tanto material como imaterial, relacionado com as comemorações da Semana Santa e da Páscoa, através de ações que valorizem este património, promovam o desenvolvimento turístico sustentável e contribuam para a salvaguarda do património imaterial através de trabalhos científicos e de investigação. Da mesma forma, o seu principal objetivo é unir forças e sinergias para consolidar um modelo de estudo, salvaguarda e divulgação do património das tradições da Semana Santa e da Páscoa na Europa.

Congreso Europeo Palermo RECESSAP 2.jpg

BRAGA RECEBE ESTUDANTES DA GRÉCIA, ROMÉNIA E ITÁLIA

No âmbito do programa Erasmus+, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, recebeu hoje, nos Paços do Concelho, um grupo de alunos e docentes que se encontra em Braga a realizar um intercâmbio com o Agrupamento de Escolas Trigal de Santa Maria.

“Erasmus Remind Games” é o nome do projecto europeu que originou esta visita a Braga e visa trabalhar a motivação para o estudo através do uso de jogos mentais.

O grupo, composto é composto por alunos e professores da Grécia, Roménia e Itália e irá visitar diversos locais e instituições do Concelho.

332140974_534620795482955_4109714059663484744_n.jpg

331523089_885403709244466_250652069162567401_n.jpg

331725415_598139721803105_7773360767478640070_n.jpg

331732572_140523482252667_78172747053844066_n.jpg

331762626_5474137736025672_54632476180910742_n.jpg

GLOBAL STARTUP CITIES SUMMIT DE BRAGA APRESENTADA NA ROMÉNIA

Ricardo Rio esteve presente no Innowave, em Cluj-Napoca, Roménia, para apresentar a Global Startup Cities Summit, que irá decorrer em Braga no próximo mês de Novembro, entre os dias 28 a 30. O Innowave é um dos principais eventos sobre tecnologia e inovação do leste europeu e tinha como sede a cidade de Varna, na Bulgária, tendo este ano tido lugar na Roménia entre os dias 18 e 20 de Maio.

Innowave Cluj-Napoca - Ricardo Rio.jpg

Num painel em que também esteve presente Luis Rodrigues, director da Startup Braga, o presidente da Câmara Municipal de Braga teve a oportunidade de apresentar as valências mais relevantes do encontro de Novembro, deixando claro “que essa será uma oportunidade para Braga receber delegações de todo o mundo, com o objectivo específico de fomentar o desenvolvimento de startups e de alavancar novos negócios, não só de Braga, mas de todas as cidades participantes”, referiu Ricardo Rio.

“Estamos a preparar um programa ambicioso, que será interessante não só para os empreendedores das startups cities, mas também para os investidores e os decisores políticos e organizativos que serão convidados a vir a Braga no próximo mês de Novembro”, informou o Autarca aos presentes na sessão.

Luis Rodrigues, que apresentou os pormenores do evento, fez questão de garantir que a Startup Braga, entidade que lidera esta organização, “irá ser capaz de criar condições para as startups presentes utilizarem em seu favor este evento”, tendo dado como exemplo uma startup da comunidade que fechou recentemente uma ronda de investimento, e que foi possibilitada por um contacto inicial em Málaga, na edição do ano passado.

O Altice Forum Braga será o espaço que vai acolhera esta iniciativa, sendo que o objectivo também passa por utilizar outros espaços da cidade para acolher os nossos convidados, sejam eles nacionais ou internacionais.

Este será o segundo encontro da rede Global StartupCities Summit, que teve a primeira edição no ano passado em Málaga e que representa uma rede de 9 cidades fundadores, que inclui além de Braga, Málaga e Cluj-Napoca, as cidades de Vantaa, na Finlândia, Colónia, Alemanha, Ostrawa, República Checa, Valência, Espanha, Varna, Bulgária e Heraklion, Grécia. Para esta edição são esperadas delegações de outras cidades, com convites já efectuados a cidades dos cinco continentes.

Esta sessão, que foi moderada por Ricardo Rio, teve ainda como participantes Arturo Villar Menendez, coordenador do Global Startup Cities Initiative, Isabel Pascual Vaillamor, da cidade de Málaga, Luis Rodrigues da Startup Braga, Elina Varto, de Vantaa, Caroline Bauer, de Dortmund, Emilia Botezan, de Cluja-Napoca e Bilyana Raeva, de Varna.

BRAGA É UMA DAS CIDADES FUNDADORAS DA REDE DE CAPITAIS EUROPEIAS DE JUVENTUDE

Lançamento em Cluj-Napoca - Roménia

Ricardo Rio participou esta quinta-feira no lançamento formal da Rede de Cidades Capitais Europeias de Juventude, que decorreu em Cluj-Napoca, na Roménia.

281008934_317910860522158_295732404339482303_n.jpg

Neste acto fundador, que foi apadrinhado pela Comissária Europeia da Juventude, Mariya Gabriel e pelo Presidente do Comité das Regiões, Apostolos Tzitzikostas, participaram também os autarcas de Cluj-Napoca, Capital Europeia da Juventude em 2015, e ainda a cidade Varna, da Bulgária, que ostentou o título em 2017. Estas são as três cidades fundadores da rede, tendo já a garantia que mais cidades vão aderir em breve.

Ricardo Rio referiu que “é um orgulho para a cidade de Braga ser uma das fundadoras desta nova rede europeia, que pretende incorporar todas as restantes capitais europeias da juventude e potenciar a promoção de políticas de juventude. Ao lado da nossa cidade irmã de Cluj-Napoca e de Varna, com quem já partilhamos alguns projectos europeus, estamos a dar mais um passo na internacionalização de Braga”.

O autarca Bracarense referiu ainda que “este é o primeiro passo para iniciar mais projetos em comum com as restantes cidades europeias que são uma referência em termos de políticas da juventude na Europa. Ao longo dos últimos anos temos desenvolvido vários projetos internacionais na área da juventude, como foi o caso do 100% Youth City, e a partir de agora vamos aumentar ainda mais a partilha de experiências e práticas em comum com os nossos parceiros internacionais”.

Neste momento fundador, Ricardo Rio participou ainda num painel juntamente com líderes de organizações de juventude europeias, a Comissária Europeia Mariya Gabriel, o presidente da autarquia de Cluj, Emil Boc, e ainda a vereadora de Varna, Plamena Marinova. No final da sessão, os responsáveis políticos plantaram uma árvore com os nomes das instituições, num momento simbólico que reforça o compromisso ecológico desta rede.

A missão da Rede do Capitais Europeias da Juventude é desenvolver uma rede cooperativa e sustentável de cidades europeias que foram designadas como Capitais Europeias da Juventude pela Fórum Europeu da Juventude, demonstrando solidariedade entre membros e parceiros e encorajando as cidades europeias a alinhar para a visão desta rede. Esta rede, que já funcionava em termos informais desde há alguns anos, teve até ao momento projectos em comum que envolveram mais de 7,5 milhões de euros e o objetivo será agora criar novas parcerias que sejam relevantes para os diferentes actores da rede, nomeadamente as organizações juvenis de cada cidade.

281149239_317910643855513_4432726035703136222_n.jpg

281571419_317908940522350_4315269296639114899_n.jpg

“MODA INTERCULTURAL – BARCELOS”

Sábado à noite na ETG, em Abade de Neiva

Realiza-se no próximo sábado, dia 26 de março, pelas 21h30, o evento internacional “MODA INTERCULTURAL – BARCELOS”, nas instalações da Escola de Tecnologia e Gestão da EMEC, em Abade de Neiva.

Cartazmodaintercult.jpg


Trata-se de um projeto desenhado pela organização Romena, Kasta Morrely em parceria com a Associação Intercultural Para Todos, Portugal, e a Universidade de Sfax, Tunísia.

No desfile irá ser apresentada a coleção internacional que conta com 30 coordenados e que foi elaborada pela Katty Fashion Company (Roménia), alunos do curso de moda da Universidade de Sfax (Tunísia) e a estilista Rita Sá (Portugal).

Além disso, o evento tem como intuito dar palco a jovens talentos portugueses, contando assim com Huarte, Opiar, Marcelo Almiscarado e Sandra Vieira, todos eles com coleções apresentadas no Portugal Fashion Week e no Moda Lisboa.

Tendo em conta a realidade atual, todo o projeto/evento tem por base a sustentabilidade e a interculturalidade.

Este evento acontece no âmbito do projeto internacional de moda, "Fashion Sustainability in the Spotlight New Trends of Intercultural Learning", co-financiado pelo programa Europa Criativa e com o código: 617001-CREA-1-2020-1-RO-CULT-COOP1.

TINERII DIN ROMANIA DANSEAZA LA FOLKLOURES'20

Grupul Folcloric al Asociației Doina – Asociația Imigranților Români și Moldoveni din Algarve – va participa pe 4 iulie, va participa la FolkLoures'20 al cărui festival are loc în Parcul Orașului, în Loures, la inițiativa Grupului Popular Green Minho care are sprijinul municipalității Loures.

CapturarDoinaDoina (1).PNG

Asociația Doina din care face parte acest grup popular a fost fondată în 2007 și are ca misiune "Protejarea drepturilor și intereselor specifice ale imigranților și descendenților acestora care locuiesc în Portugalia" și organizarea de evenimente socioculturale și promovarea schimburi lor culturale", printre alte aspecte de natură socială.

De remarcat că, separate de granițele politice, românești și moldovenești, sunt de fapt aceiași oameni cu o cultură comună, motiv pentru care sunt grupați în aceeași asociație.

9ea9b9d6-ffc0-417e-9ab5-483d8b1b15e1.jpg

O Grupo Folclórico Juvenil da Associação Doina – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve – vai no próximo dia 4 de Julho participar no FolkLoures’20 cujo festival se realiza no Parque da Cidade, em Loures, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

A Associação Doina de que este grupo folclórico faz parte foi fundada em 2007 e tem como missão “Proteger os direitos e interesses específicos dos imigrantes e dos seus descendentes residentes em Portugal” e a realização de eventos socioculturais e promoção de intercâmbios culturais” entre outros aspectos de índole social.

Refira-se que, separados embora por fronteiras políticas, romenos e moldavos constituem na realidade o mesmo povo com uma cultura comum, razão pela qual se agrupam numa mesma associação.

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg

TINERII DIN ROMANIA DANSEAZA LA FOLKLOURES'20

Grupul Folcloric al Asociației Doina – Asociația Imigranților Români și Moldoveni din Algarve – va participa pe 4 iulie, va participa la FolkLoures'20 al cărui festival are loc în Parcul Orașului, în Loures, la inițiativa Grupului Popular Green Minho care are sprijinul municipalității Loures.

CapturarDoinaDoina (1).PNG

Asociația Doina din care face parte acest grup popular a fost fondată în 2007 și are ca misiune "Protejarea drepturilor și intereselor specifice ale imigranților și descendenților acestora care locuiesc în Portugalia" și organizarea de evenimente socioculturale și promovarea schimburi lor culturale", printre alte aspecte de natură socială.

De remarcat că, separate de granițele politice, românești și moldovenești, sunt de fapt aceiași oameni cu o cultură comună, motiv pentru care sunt grupați în aceeași asociație.

9ea9b9d6-ffc0-417e-9ab5-483d8b1b15e1.jpg

O Grupo Folclórico Juvenil da Associação Doina – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve – vai no próximo dia 4 de Julho participar no FolkLoures’20 cujo festival se realiza no Parque da Cidade, em Loures, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

A Associação Doina de que este grupo folclórico faz parte foi fundada em 2007 e tem como missão “Proteger os direitos e interesses específicos dos imigrantes e dos seus descendentes residentes em Portugal” e a realização de eventos socioculturais e promoção de intercâmbios culturais” entre outros aspectos de índole social.

Refira-se que, separados embora por fronteiras políticas, romenos e moldavos constituem na realidade o mesmo povo com uma cultura comum, razão pela qual se agrupam numa mesma associação.

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg

TINERII DIN ROMANIA DANSEAZA LA FOLKLOURES'20

Grupul Folcloric al Asociației Doina – Asociația Imigranților Români și Moldoveni din Algarve – va participa pe 4 iulie, va participa la FolkLoures'20 al cărui festival are loc în Parcul Orașului, în Loures, la inițiativa Grupului Popular Green Minho care are sprijinul municipalității Loures.

CapturarDoinaDoina (1).PNG

Asociația Doina din care face parte acest grup popular a fost fondată în 2007 și are ca misiune "Protejarea drepturilor și intereselor specifice ale imigranților și descendenților acestora care locuiesc în Portugalia" și organizarea de evenimente socioculturale și promovarea schimburi lor culturale", printre alte aspecte de natură socială.

De remarcat că, separate de granițele politice, românești și moldovenești, sunt de fapt aceiași oameni cu o cultură comună, motiv pentru care sunt grupați în aceeași asociație.

9ea9b9d6-ffc0-417e-9ab5-483d8b1b15e1.jpg

O Grupo Folclórico Juvenil da Associação Doina – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve – vai no próximo dia 4 de Julho participar no FolkLoures’20 cujo festival se realiza no Parque da Cidade, em Loures, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

A Associação Doina de que este grupo folclórico faz parte foi fundada em 2007 e tem como missão “Proteger os direitos e interesses específicos dos imigrantes e dos seus descendentes residentes em Portugal” e a realização de eventos socioculturais e promoção de intercâmbios culturais” entre outros aspectos de índole social.

Refira-se que, separados embora por fronteiras políticas, romenos e moldavos constituem na realidade o mesmo povo com uma cultura comum, razão pela qual se agrupam numa mesma associação.

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg

TINERII DIN ROMANIA DANSEAZA LA FOLKLOURES'2

Grupul Folcloric al Asociației Doina – Asociația Imigranților Români și Moldoveni din Algarve – va participa pe 4 iulie, va participa la FolkLoures'20 al cărui festival are loc în Parcul Orașului, în Loures, la inițiativa Grupului Popular Green Minho care are sprijinul municipalității Loures.

CapturarDoina2.PNG

Asociația Doina din care face parte acest grup popular a fost fondată în 2007 și are ca misiune "Protejarea drepturilor și intereselor specifice ale imigranților și descendenților acestora care locuiesc în Portugalia" și organizarea de evenimente socioculturale și promovarea schimburi lor culturale", printre alte aspecte de natură socială.

De remarcat că, separate de granițele politice, românești și moldovenești, sunt de fapt aceiași oameni cu o cultură comună, motiv pentru care sunt grupați în aceeași asociație.

9ea9b9d6-ffc0-417e-9ab5-483d8b1b15e1.jpg

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg

ROMÉNIA DANÇA NO FOLKLOURES'20

O Grupo Folclórico Juvenil da Associação Doina – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve – vai no próximo dia 4 de Julho participar no FolkLoures’20 cujo festival se realiza no Parque da Cidade, em Loures, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

CapturarDoinaDoina.PNG

A Associação Doina de que este grupo folclórico faz parte foi fundada em 2007 e tem como missão “Proteger os direitos e interesses específicos dos imigrantes e dos seus descendentes residentes em Portugal” e a realização de eventos socioculturais e promoção de intercâmbios culturais” entre outros aspectos de índole social.

Refira-se que, separados embora por fronteiras políticas, romenos e moldavos constituem na realidade o mesmo povo com uma cultura comum, razão pela qual se agrupam numa mesma associação.

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg

TINERII DIN ROMANIA DANSEAZA LA FOLKLOURES'20

Grupul Folcloric al Asociației Doina – Asociația Imigranților Români și Moldoveni din Algarve – va participa pe 4 iulie, va participa la FolkLoures'20 al cărui festival are loc în Parcul Orașului, în Loures, la inițiativa Grupului Popular Green Minho care are sprijinul municipalității Loures.

CapturarDoina2.PNG

Asociația Doina din care face parte acest grup popular a fost fondată în 2007 și are ca misiune "Protejarea drepturilor și intereselor specifice ale imigranților și descendenților acestora care locuiesc în Portugalia" și organizarea de evenimente socioculturale și promovarea schimburi lor culturale", printre alte aspecte de natură socială.

De remarcat că, separate de granițele politice, românești și moldovenești, sunt de fapt aceiași oameni cu o cultură comună, motiv pentru care sunt grupați în aceeași asociație.

9ea9b9d6-ffc0-417e-9ab5-483d8b1b15e1.jpg

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg

JOVENS DA ROMÉNIA DANÇAM NO FOLKLOURES’20

O Grupo Folclórico Juvenil da Associação Doina – Associação de Imigrantes Romenos e Moldavos do Algarve – vai no próximo dia 4 de Julho participar no FolkLoures’20 cujo festival se realiza no Parque da Cidade, em Loures, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

CapturarDoina2.PNG

A Associação Doina de que este grupo folclórico faz parte foi fundada em 2007 e tem como missão “Proteger os direitos e interesses específicos dos imigrantes e dos seus descendentes residentes em Portugal” e a realização de eventos socioculturais e promoção de intercâmbios culturais” entre outros aspectos de índole social.

Refira-se que, separados embora por fronteiras políticas, romenos e moldavos constituem na realidade o mesmo povo com uma cultura comum, razão pela qual se agrupam numa mesma associação.

9ea9b9d6-ffc0-417e-9ab5-483d8b1b15e1.jpg

83109533_2485712248412791_3095702763556831232_n (5).jpg