Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA: NOSSA SENHORA DA BONANÇA LEVOU ANCORENSES EM PROCISSÃO NAVAL

As Festas de Nossa Senhora da Bonança já começaram e esta tarde decorreu a fantástica Procissão Naval.

69603346_2383790998342082_2202168047786000384_n.jpg

Em Vila Praia de Âncora foi também inaugurada uma escultura em homenagem aos pescadores e às suas famílias, da autoria de Mário Rocha.

As tradicionais festas dos pescadores de Vila Praia de Âncora estão a cada ano mais concorridas e celebradas, tudo levando a crer que em breve se tornarão uma das mais afamadas do Alto Minho.

Fotos: Município de Caminha

70021774_2383790685008780_1020700081700995072_n.jpg

69880672_2383795825008266_3447717248049872896_n.jpg

69578110_2383793915008457_1686198418038325248_n.jpg

70371245_2383796018341580_2133850726017794048_n.jpg

69521433_2383790911675424_4190858289472339968_n.jpg

70334212_2383794001675115_8988694246412255232_n.jpg

69698836_2383794008341781_6968200523518312448_n.jpg

70240172_2383789438342238_7889446445592346624_n.jpg

70862938_2383793341675181_3301791692604047360_n.jpg

69629859_2383789511675564_5441653027784097792_n.jpg

69516075_2383793438341838_8469106613523841024_n.jpg

69851525_2383797628341419_3547676916737638400_n.jpg

69835358_2383797971674718_6851548627643400192_n.jpg

69496158_2383791811675334_9086915458367488000_n.jpg

70168751_2383797021674813_6611840756187398144_n.jpg

69714265_2383794611675054_7663610261940469760_n.jpg

69557601_2383798578341324_2143173012663304192_n.jpg

70050637_2383797218341460_6656102928203382784_n.jpg

69843028_2383794745008374_7164674377999450112_n.jpg

69992222_2383796478341534_3393616847852011520_n.jpg

70195701_2383794835008365_4773632355938074624_n.jpg

69868723_2383791995008649_7253374154265591808_n.jpg

70327755_2383798258341356_5047784645337284608_n.jpg

69594648_2383795175008331_5798749321876733952_n.jpg

70274141_2383798928341289_4537399396492378112_n.jpg

69823385_2383790528342129_6628722060719816704_n.jpg

69630856_2383799221674593_9042779090238570496_n.jpg

FÁTIMA APRESENTA CHÁ COM ARTE

A segunda temporada da iniciativa "Chá com Arte" terá início já na próxima semana: 11 e 14 de setembro!

Este projeto, resultado de uma parceria entre o Consolata Museu e a sua Liga de Amigos, decorre habitualmente numa das salas da exposição permanente, onde após a degustação de chá e biscoitos, num ambiente intimista,surgirá um momento de tertúlia com convidados especiais de reconhecido mérito do mundo das artes e da cultura.  Uma das particularidades do evento é não haver recurso a imagens projetadas, privilegiando-se a palavra.

cha_c_arte_set19_livro (2).jpg

Assim, no dia 11 de setembro, quarta-feira, pelas 18h00, teremos como convidada especial Elisabete Paiva,Diretora Artística da Materiais Diversos. A partir do tema "Pôr em comum" as nossas diferenças, abordar-se-ão assuntos relacionados com o seu percurso profissional, as artes no mundo atual, bem como o Festival Materiais Diversos a decorrer entre os dias 27 de setembro e 5 de outubro.

https://2019.materiaisdiversos.com/

NOTA BIOGRÁFICA ELISABETE PAIVA

Elisabete Paiva é Directora Artística da Materiais Diversos desde 2015.

Foi entre 2006 e 2014 responsável pelo Serviço Educativo d’A Oficina, em Guimarães, designadamente do Centro Cultural Vila Flor e do Centro Internacional das Artes José de Guimarães. Colocou nesta programação para públicos jovens a experiência artística ao centro de   uma     prática de questionamento sobre o mundo e sobre a relação entre o individual e o colectivo. Neste contexto criou e editou o LURA – jornal de artes e educação e concebeu o Programa Mais Dois – Programa de Aprendizagem em Artes Performativas para o 1º ciclo.

Criou e programou o Serviço Educativo de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura.

Enquanto produtora independente colaborou com o Teatro O Bando, o Teatro do Vestido, Pedro Sena Nunes e Luís Castro e, entre 2003 e 2005, com o CENTA – Centro de Estudos de Novas Tendências Artísticas, momento fundador da sua actividade actual.Neste contexto        desenvolveu vários projectos artísticos com as comunidades locais, donde se destacam, por serem pioneiros, o Programa de Formação Artística Contínua para o 1º ciclo e o Projecto (R)Existir, com Filipa Francisco, um dos primeiros, a nível nacional, de formação e criação com            reclusos.

Actualmente, lecciona o módulo de Estratégias de Programação, no curso de Gestão e Produção nas Artes Performativas, no Forum Dança, em Lisboa. Leccionou a disciplina de Programação Cultural – Cidade e Território e a disciplina de Públicos das Artes, na Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, entre 2017 e 2019.

É Mestre em Estudos de Teatro, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, com a dissertação “Teatro para Crianças: do impulso de jogo ao desejo de ser espectador”, e licenciada em Teatro/ Produção pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa.

Já no dia 14 de setembro, sábado, às 16h00, estará connosco Adelino Pais, autor do livro “Poesia & Sonho”.

Adelino Pais nasceu em Canas de Senhorim. Em criança ouvia o avô a ler e declamar textos de grandes poetas, cujos livros se alinhavam com muito carinho, nas estantes da sua biblioteca.

Aos nove anos escreveu a sua primeira poesia que lhe valeu um prémio. Com a mesma idade, declamou a “Cantata de Dido”, de Correia Garção, numa festa escolar. Mantém hoje a paixão pela declamação, elegendo o poema Cântico Negro, de José Régio.

Tendo sido dispensado do serviço militar que estava a cumprir em Coimbra pela morte de seu pai, rumou para Angola. Lá, colaborou em páginas poéticas do jornal de Benguela “O Intransigente” e a Rádio Clube de Benguela, onde António Freire lia os seus poemas com a sua inconfundível voz.

Participando em tertúlias das “Publicações Imbondeiro”, conheceu o poeta angolano Ernesto Lara Filho, irmão da grande poetisa Alda Lara.

Profundo devoto de Nossa Senhora de Fátima, residiu na Cova de Iria onde criou laços e profundas amizades, pelo que fez questão de vir a Fátima apresentar este livro de poesias dispersas, com temas diversos, deixando mensagens à sociedade, sobretudo de Amor.

cha_c_arte_set19 (1).jpg

CENTRO NACIONAL DE CULTURA APRESENTA NO SANTUÁRIO DE FÁTIMA ROTEIRO DO CAMINHO DO NORTE

Centro Nacional de Cultura apresenta no Santuário Roteiros dos Caminhos de Fátima

Iniciativa concretiza em livro a marcação dos três caminhos mais frequentados pelos peregrinos, até ao Santuário de Fátima, com indicações sobre o património cultural e religioso.

geralcnc.png

O Santuário de Fátima acolhe na Sala de Imprensa, no próximo dia 12 de setembro, pelas 15h00, a sessão pública de apresentação dos Roteiros dos Caminhos de Fátima, uma iniciativa do Centro Nacional de Cultura desenvolvida no contexto do Programa Valorizar (Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior), apoiado pelo Turismo de Portugal.

Os Roteiros com os três Caminhos de Fátima- Caminho do Tejo (entre Lisboa e o Santuário), Caminho da Nazaré (entre Nazaré e o Santuário) e Caminho do Norte (entre Valença e o Santuário) - têm por finalidade disponibilizar, de forma sistemática, ampla e gratuita, informação completa sobre estes percursos, com destaque para a paisagem, o património, a cultura e as ambiências locais.

Os Roteiros dos Caminhos de Fátima estão impressos em três línguas - Português, Inglês e Espanhol - e apresentam a cartografia associada a cada um dos caminhos bem como conteúdos descritivos sobre cada um dos itinerários.

No final de cada Roteiro há um conjunto de informações sobre o Santuário de Fátima, a que o Centro Nacional de Cultura está intimamente ligado desde a sua criação, que é apresentado como “um lugar emblemático onde a religião e a arte se entrelaçam”. Cada Roteiro apresenta ainda uma descrição dos lugares mais emblemáticos do Santuário, desde as Basílicas à Capelinha, sem ignorar a simbologia de cada um destes espaços.

Os Caminhos de Fátima são uma rede de itinerários religiosos e culturais que partem de diferentes locais e terminam no Santuário de Fátima. Proporcionam a quem os percorre uma verdadeira “espiritualidade”, em ligação com a natureza e as vivências religiosas e culturais.

Têm por finalidade criar condições seguras e aprazíveis para peregrinos e caminhantes que se dirigem ao Santuário de Fátima, evitando as estradas com grande circulação automóvel em favor de caminhos de terra e de pequenas estradas rurais com pouca circulação. Percorrem territórios variados, com grande interesse cultural e paisagístico, e articulam-se com outros itinerários de âmbito nacional e internacional.

Desenvolvidos pelo Centro Nacional de Cultura (entidade titular do projeto e proprietária da respetiva marca), estes Caminhos são implementados em parceria com múltiplas instituições (autarquias, Turismo de Portugal, associações, organismos públicos e entidades civis e religiosas) e em articulação com o Santuário de Fátima, estando disponíveis no site www.caminhosdefatima.org .

Configuram-se como uma rede de itinerários religiosos e culturais no território, podendo articular-se com outros itinerários de âmbito nacional e internacional, como os Caminhos de Santiago ou as Rotas Marianas.

Atualmente, os Caminhos existentes são já utilizados por muitos peregrinos, maioritariamente nacionais, mas também estrangeiros. A dimensão espiritual e religiosa é predominante, mas também têm outras valências. São também utilizados por diversos públicos, com interesses e destinos específicos, sobretudo em troços que revestem de grande interesse cultural e paisagístico para caminhadas locais.

Evento: Apresentação dos Roteiros dos Caminhos de Fátima

Dia: 12 de setembro

Hora: 15h00

Local: Sala de Imprensa do santuário de Fátima

norte.jpg

CELORICO DE BASTO VIVE A ROMARIA A NOSSA SENHORA DO VISO

Dias 7 e 8 de Setembro. Arcebispo Primaz de Braga preside às celebrações

A romaria do Arciprestado de Celorico de Basto decorre nos dias 7 e 8 de setembro, ao Santuário da Nossa Senhora do Viso, situado no monte com o mesmo nome. São esperadas milhares de pessoas a participar nas cerimónias religiosas que se realizarão por esses dias na Ermida e nos espaços de culto construídos para o efeito.

_DSC5323.jpg

“Esta romaria é a mostra da fé e devoção que as gentes deste concelho, região e país, nutrem por nossa Senhora do Viso. Um Santuário que acolhe milhares de peregrinos que ao longo do ano se deslocam a este santuário para realizar as suas promessas, orações e clamores” disse o Arcipreste de Celorico de Basto, Padre Albano Costa. Mas é nos dias de festa que mais devotos acodem a este santuário. “Este será um ano particular por a data da romaria coincidir com o dia exato de Nossa Senhora do Viso, aclamada a 8 de Setembro, dia do nascimento da Virgem Maria e por isso, um dia marcado pela fé e pela esperança no amanhã. Um dia com uma importância litúrgica especial pela generosidade e pela fraternidade com que nossa senhora viveu no meio dos Homens, numa total entrega a Deus”.

A cerimónia eucarística principal das festividades será presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, Dom Jorge Ortiga, e orientada pelo Arcipreste de Celorico de Basto com o apoio dos párocos do arciprestado.

Uma cerimónia que inicia, pelas 10h30, com uma procissão com as bandeiras de todas as paróquias do Arciprestado e o andor da Senhora do Viso desde o cruzeiro até ao altar onde irá decorrer a missa campal, pelas 11h00.

A romaria da Nossa Senhora do Viso é reconhecida por milhares de peregrinos que se deslocam durante a noite até à ermida e pelos piqueniques feitos no final das cerimónias religiosas nos espaços de merendas e montes anexos ao santuário.

Das festividades consta também um cartaz cultural, com bandas, ranchos e fanfarras a atuar no dia 7 e 8 de setembro.

_DSC5183.jpg

_DSC5270.jpg

VIANA DO CASTELO: A FÉ CRISTÃ FALOU MAIS ALTO E OS VIANENSES CUMPRIRAM A TRADIÇÃO DA PROCISSÃO AO MAR!

Após solene celebração eucarística presidida pelo Bispo da Diocese de Viana do Castelo. D. Anacleto Cordeiro, saiu do santuário a tradicional procissão dos homens do mar, transportando os andores de Nossa Senhora da Agonia, Nossa Senhora dos Mares e S. Pedro. Mais uma vez a tradição cumpriu-se!

IMG_6905 - Cópia.JPG

Foi com emoção e profunda fé religiosa que as gentes de Viana do Castelo seguiram com devoção Nossa Senhora d’Agonia – a Padroeira dos Pescadores, na Procissão ao mar.

A procissão dirigiu-se ao Cais dos Pilotos onde foi dada a Bênção ao Mar e ao Rio. As embarcações de pesca e de recreio, ricamente engalanadas e lotadas de gente, acompanharam a Padroeira numa manifestação de Fé.

No regresso, a procissão percorreu as ruas da Ribeira de Viana do Castelo, decoradas com tapetes de sal e flores, numa cerimónia marcada de intensidade religiosa na qual se sentiu à flor da pele a emoção das gentes vianenses e de todos quantos nos visitam.

IMG_6961 - Cópia.JPG

Invocada sob os mais variadíssimos nomes como Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, das Angústias, das Lágrimas, das Sete Dores, do Calvário, Senhora do Pranto ou Mãe Soberana, o culto à Senhora d’Agonia remonta ao século XII com origem na Germânia, tendo posteriormente estendido-se à cidade de Florênca, em Itália.

Em Portugal, o culto à Senhora d’Agonia foi introduzido no século XVIII, encontrando-se em Viana do Castelo ligado à devoção da comunidade piscatória que, desse modo, agradeciam as graças recebidas em momentos de apuros como sucedia na ocorrência de tempestades e naufragios.

Fotos: José Carlos Vieira

IMG_6936 - Cópia.JPG

IMG_6846 - Cópia.JPG

IMG_6847 - Cópia.JPG

IMG_6848 - Cópia.JPG

IMG_6851 - Cópia.JPG

IMG_6873 - Cópia.JPG

IMG_6901 - Cópia.JPG

IMG_6918 - Cópia.JPG

IMG_6940 - Cópia.JPG

IMG_6946 - Cópia.JPG

IMG_6949 - Cópia.JPG

IMG_6955 - Cópia.JPG

IMG_6968 - Cópia.JPG

IMG_6971 - Cópia.JPG

IMG_6976 - Cópia.JPG

IMG_6991 - Cópia.JPG

IMG_6993 - Cópia.JPG

IMG_7002 - Cópia.JPG

IMG_7004 - Cópia.JPG

IMG_7006 - Cópia.JPG

IMG_7011 - Cópia.JPG

IMG_7033 - Cópia.JPG

IMG_7045 - Cópia.JPG

IMG_7057 - Cópia.JPG

IMG_7059 - Cópia.JPG

IMG_7062 - Cópia.JPG

IMG_7071 - Cópia.JPG

IMG_7072 - Cópia.JPG

IMG_7091 - Cópia.JPG

IMG_7093 - Cópia.JPG

IMG_7096 - Cópia.JPG

IMG_7097 - Cópia.JPG

IMG_7100 - Cópia.JPG

IMG_7106 - Cópia.JPG

IMG_7110 - Cópia (1).JPG

IMG_7112 - Cópia.JPG

IMG_7122 - Cópia.JPG

IMG_7128 - Cópia.JPG

IMG_7133 - Cópia.JPG

IMG_7137 - Cópia.JPG

IMG_7145 - Cópia.JPG

IMG_7148.JPG

IMG_7151.JPG

IMG_7152.JPG

IMG_7153.JPG

IMG_7156.JPG

IMG_7160.JPG

IMG_7167.JPG

CABECEIRAS DE BASTO RECEBE COM CARINHO O PADRE TIAGO VARANDA, O PRIMEIRO PÁROCO INVISUAL DE PORTUGAL

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto congratula-se com a ordenação de Tiago Varanda

Missa de Apresentação à Comunidade Cabeceirense realiza-se a 18 de agosto na Igreja do Mosteiro de S Miguel de Refojos.

184265_108671229213246_3269461_n.jpg

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto congratula-se com a ordenação sacerdotal de Tiago Varanda, jovem professor de História que lecionou na Escola Básica e Secundária de Cabeceiras de Basto durante vários anos, período durante o qual granjeou a simpatia e a amizade de muitos Cabeceirenses.

Tiago Varanda, 35 anos de idade, foi o primeiro padre cego a ser ordenado em Portugal. Invisual desde a adolescência, Tiago Varanda foi ordenado padre no domingo, dia 14 de julho, na Cripta do Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, em Braga. À cerimónia assistiram dezenas de Cabeceirenses, entre os quais o vice-presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. Mário Machado.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto deseja as maiores felicidades ao padre Tiago Varanda no desempenho destas suas novas funções.

Cabeceiras de Basto prepara-se, agora, para receber, no próximo dia 18 de agosto, na belíssima Igreja do Mosteiro de S Miguel de Refojos, a Missa de Apresentação à Comunidade, momento que contará com a presença do presidente da Câmara, Francisco Alves.

Igreja do Mosteiro de S. Miguel de Refojos.JPG

CABECEIRENSES RUMARAM À SENHORA DO ALÍVIO

Piquenique levou centenas ao Santuário de Nossa Senhora do Alívio

Realizou-se ontem, dia 14 de julho, o Piquenique ‘Com'Vivências’ que levou centenas de pessoas ao Santuário de Nossa Senhora do Alívio, em Vila Verde, um passeio-convívio que proporcionou momentos de lazer e de confraternização a todos os participantes.

Piquenique levou centenas ao Santuário do Alívio (1).JPG

O convívio no Parque de Merendas do Alívio foi um momento de reencontro intergeracional de pessoas de todas as freguesias do concelho. Durante a manhã realizou-se a eucaristia no Santuário, seguindo-se uma tarde de grande confraternização.

A animação musical esteve a cargo de Carlos Mendes, bem como de outros grupos de tocadores e cantadores de Cabeceiras de Basto que se quiseram associar ao convívio.

O piquenique contou com a presença dos presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves e Eng. Joaquim Barreto, respetivamente, dos vereadores Dra. Carla Lousada e Eng. Pedro Sousa, bem como de presidentes de Juntas de Freguesia, entre outros autarcas.

A iniciativa foi organizada pela Basto Vida, através do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS 4G), em colaboração com a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e com as Juntas de Freguesia, com o objetivo combater o isolamento e promover a qualidade de vida dos Cabeceirenses.

Piquenique levou centenas ao Santuário do Alívio (2).JPG

Piquenique levou centenas ao Santuário do Alívio (3).JPG