Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ECOPONTOS "REVOLTAM-SE" EM TERRAS DE BOURO

A Revolta dos Ecopontos alertou para a importância da recolha seletiva de resíduos e compostagem doméstica

A Comunidade Intermunicipal do Cávado, em parceria com o Município de Terras de Bouro, apresentou a 22 e 26 de Fevereiro, no Centro de Convívio de Carvalheira, na EB1 de Rio Caldo e no Centro Social de Chorense, respectivamente, a peça de teatro A Revolta dos Ecopontos.

CAPA  - Vereadora do Município de Terras de Bouro, Dr.ª Ana Genoveva Araújo (1).JPG

Presente na dupla actividade, inserida na campanha de sensibilização sobre reciclagem dirigida à comunidade de Terras de Bouro, esteve a Vereadora do Município de Terras de Bouro, Dr.ª Ana Genoveva Araújo, além dos utentes do centro de convívio e alunos do jardim de infância de Carvalheira,  os alunos da EB1 de Rio Caldo e EB1 do Gerês e ainda os utentes do centro de dia e alunos do jardim de infância de Chorense.

De referir ainda que a peça foi encenada pela Academia de Teatro Tin.Bra, tendo por objetivos e com recurso à encenação, de uma forma didática e interativa, trazer até aos mais novos e público em geral, alguma informação sobre a temática dos resíduos, da recolha seletiva e da valorização dos resíduos, sensibilizando-os para a importância da reciclagem como forma de valorização dos resíduos através da recolha seletiva.

Este projeto tem como objetivo sensibilizar a população em geral e a comunidade escolar para as questões ambientais, em particular a importância da recolha seletiva dos resíduos e a valorização dos resíduos biodegradáveis, no sentido da construção de um sistema ambientalmente mais sustentável.

No dia 29 de Março realizar-se-ão as próximas sessões alusivas à mesma temática, mas desta vez no Centro de Solidariedade Social de Valdosende, de manhã, e de tarde na EBS de Terras de Bouro para os alunos do Centro Escolar de Terras de Bouro.

IMG_4015.JPG

IMG_4093.JPG

IMG_4205.JPG

IMG_4208.JPG

IMG_4238.JPG

IMG_4260.JPG

IMG_4262.JPG

IMG_4361.JPG

IMG_4382.JPG

IMG_4516.JPG

IMG_9244.JPG

IMG_9261.JPG

IMG_9266.JPG

IMG_9272.JPG

VIZELA APOSTA NA RECICLAGEM

Vieira de Castro com embalagens 100% recicláveis. Câmara de Vizela assinou contratos-programa com associações desportivas

No seguimento da política de apoio ao associativismo desportivo e da deliberação da reunião do Executivo Municipal de Vizela de 5 de fevereiro, o Presidente da Câmara Municipal assinou ontem os contratos-programa com as associações desportivas do Concelho.

ass. contratos ass. desp..JPG

Estes contratos preveem a atribuição de apoio financeiro ao associativismo desportivo para o desenvolvimento e realização das suas atividades regulares, de forma a proporcionar-lhes meios adicionais para suportar os encargos decorrentes do desenvolvimento das suas atividades.

De realçar que esta atribuição vem na continuidade da adoção no ano transato de critérios objetivos na atribuição de apoios às instituições de cariz desportivo, calculado a partir da duplicação do somatório do custo com inscrição na respetiva federação, seguro desportivo, cartão de jogador e exame médico desportivo, tendo por objetivo nivelar e criar critérios de igualdade entre as associações desportivas.

FAMALICÃO: VIEIRA DE CASTRO COM EMBALAGENS 100% RECICLÁVEIS

Na Vieira de Castro a sustentabilidade não é só um conceito, é já uma prática industrial. A comprová-lo estão as embalagens de bolachas produzidas na sua totalidade com recurso a materiais recicláveis, conforme acaba de anunciar a empresa famalicense.

Água e Sal.jpg

Este é apenas o primeiro passo de um plano alargado de alterações tendo em vista um mundo melhor, sendo que a próxima aposta será a redução do consumo de plástico.

A marca está à procura de materiais que protejam os produtos da mesma forma que o plástico. Em comunicado, a Vieira de Castro indica estar a trabalhar com parceiros para desenvolver soluções mais ecológicas que mantenham as características organolépticas dos artigos e que poderão passar pelo ecodesign das embalagens, sem colocar em causa a qualidade dos produtos.

“A preocupação com o meio ambiente não deve ser moda ou artifício, mas uma motivação real e consciente por um planeta sustentável para todos os seres que o habitam. Não há outro caminho”, sublinha a Vieira de Castro, acrescentando que “esta abordagem insere-se na política de sustentabilidade da empresa: eliminar, reduzir, substituir e transformar, dando seguimento à estratégia europeia para os plásticos”.  

Fundada em 1943 e sediada em Vila Nova de Famalicão, a Vieira é o maior fabricante português de bolachas, amêndoas e rebuçados. Chegou aos 75 anos e está a investir 12 milhões de euros, projetando uma nova fábrica de bolachas nos próximos três anos.

A empresa está a viver uma “revolução interna” e as prioridades são a reorganização, o aumento da capacidade de produção e a inovação. Isto significa registar um crescimento de mais de 30% em dois anos, dos 35,5 milhões de euros faturados em 2017 para os 38 milhões de 2018 e os 49 milhões previstos em 2019.

A exportar 50% do que produz para meia centena de mercados, a empresa tem no Brasil, Irlanda, Inglaterra, Angola, Cabo Verde, França e Japão o seu núcleo duro no exterior.

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO NOSSA SENHORA DA BONANÇA RECOLHE TÊXTEIS USADOS

"O Patronato Nossa Senhora da Bonança e a empresa H. Sarah Trading, Lda. (empresa responsável pela recolha seletiva de têxteis) desde o ano de 2017 mantêm uma parceria, no âmbito da recolha de têxteis usados e/ou em fim de vida.

Esta parceria tem sido de extrema importância, uma vez que permite o encaminhamento correcto dos têxteis, promovendo assim a sustentabilidade ambiental.

Além disso, por cada tonelada recolhida a instituição recebe o valor de 50€ para apoio da sua missão na infância e na solidariedade.

Partilhamos o relatório do ano 2018, para conhecimento de todos: Num ano, só a nível institucional, recolhemos aproximadamente 3,5 toneladas!

JÁ SABE: Se tem roupas/têxteis que já não usa e que não sabe o que há-de fazer com eles.. faça-nos chegar, conseguimos dar-lhe o destino correcto! As suas roupas ganham uma nova vida... nós agradecemos e o meio ambiente também!"

Capturarpatro2.PNG

EMPRESA FAMALICENSE INVESTE NA RECICLAGEM

Sasia investe dois milhões em nova linha de reciclagem

A Sasia investiu dois milhões de euros numa nova e moderna linha completa de reciclagem, que não só aumenta em 20% a sua capacidade produtiva como ainda melhora a eficiência energética da empresa.

Sasia

Esta nova linha de reciclagem entrou em funcionamento no início deste mês de dezembro e não contou com qualquer financiamento comunitário.

Fundada em 1952, a Sasia dedica-se à reciclagem de desperdícios da indústria têxtil, que transforma em ramas nas cinco linhas de reciclagem da sua fábrica em Ribeirão, Vila Nova de Famalicão. A unidade fabril, que ocupa 15 mil metros quadrados, acolhe 30 trabalhadores, em três turnos.

“Importamos de todo o mundo América Latina e Ásia incluídas, resíduos pré-consumo de algodão ou fibras artificiais que desfibramos e reciclamos em ramas destinadas a segmentos de mercado muito diferentes. Tanto podem ser usadas na construção de pisos de autoestradas, no fabrico de algodão hidrófilo e colchões, ou como matéria-prima pelas fiações”, explica Miguel Ribeiro da Silva, administrador.

A empresa foi uma das parceiras da Riopele no projeto Tenowa, vencedor do Prémio Produto Inovação 2018 atribuído pela COTEC. “Temos sido muito solicitados a colaborar com o nosso know how em projetos sustentáveis. Os consumidores estão cada vez mais preocupados com a escassez de recursos e as empresas procuram corresponder a essa preocupação. A economia circular está na moda, mas nós já somos sustentáveis desde 1952”, sublinha.

A Sasia prevê fechar o exercício de 2018 com um volume de negócios de cinco milhões de euros, dos quais cerca de 50% feito na exportação.

JOVENS DE TERRAS DE BOURO APRENDEM A FAZER MÚSICA A PARTIR DO LIXO

Workshop “Do Lixo se Faz Música” em Terras de Bouro

No passado dia 30 de novembro, os alunos do pré-escolar do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro assistiram ao workshop “Do Lixo se Faz Música”, promovido pela Braval - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A em parceria com o Município de Terras de Bouro.

Capturar1

Esta iniciativa, que contou com a presença da Dra. Liliana Machado, Chefe do Gabinete de Apoio à Presidência, traduziu-se num grande momento divertido, lúdico, pedagógico e criativo, conduzido pelo Prof. Paulo Coelho de Castro, músico, que transforma simples objetos que iriam parar ao lixo ou ao ecoponto, em objetos sonoros e musicais. Os participantes são levados a viajar entre histórias e músicas, com imaginação e criatividade, percebendo que, com coisas simples, reutilizando se podem criar diferentes ambientes sonoros, partilhando e trabalhando em equipa. Foram sem dúvida momentos especais!

Capturar2

Capturar3

Capturar4

Capturar5

Capturar6

Capturar7

BARCELOS PROMOVE RECICLAGEM

Município de Barcelos e Resulima lançam campanha ‘Comércio a Reciclar’. Serviço de recolha gratuito para comércio e serviços

O Vereador do Ambiente, José Beleza, e o representante da RESULIMA, Rui Silva, apresentaram esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a campanha ‘Comércio a Reciclar’, que até ao final do mês prevê visitar 300 estabelecimentos, sensibilizando-os para a correta separação dos resíduos valorizáveis.

CMB_Comércioareciclar

Segundo José Beleza “temos de melhorar o nosso índice de separação de resíduos, e isto é um exemplo do que estamos a fazer”, lembrando que a Câmara Municipal de Barcelos tem vindo, ao longo do ano, a promover ações nos vários nichos da população, quer famílias, escolas, indústrias e agora é a vez do comércio e serviços”. O vereador assinalou como grande objetivo nesta campanha de recolha seletiva de resíduos “chegar ao final do ano de 2018 com índice de separação de resíduos superior ao ano anterior”.

Já Rui Silva lançou o repto ”reciclem, guardem os recicláveis convosco  e agendem, connosco, uma recolha de resíduos”, lembrando que Barcelos foi o primeiro município onde a RESULIMA ensaiou este tipo de recolha e atualmente já conta com  90 clientes. O representante da RESULIMA salientou  que este serviço é premium, pois é gratuito, e todos os dias os colaboradores da empresa fazem recolha em Barcelos, basta para isso que os comerciantes e industriais agendem a recolha, e  terminou dizendo que “esta campanha pretende alertar os comerciantes e industriais para a necessidade de reciclar, deixando os ecopontos disponíveis para os munícipes.”

O projeto tem o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

As ações de sensibilização visam educar, sensibilizar e promover, junto do comércio e serviços, uma maior informação sobre as vantagens de adotar comportamentos ambientalmente corretos no âmbito da valorização dos resíduos urbanos. Através do contacto direto, associado de forma concreta aos serviços de recolha seletiva, pretende-se motivar a alteração de comportamentos que permitam melhorar o desempenho ambiental do município.

BARCELOS DISTRIBUI ECOPONTOS DOMÉSTICOS E COMPOSTORES

Campanha de distribuição de ecopontos domésticos e compostores foi um sucesso. Os primeiros equipamentos já foram hoje entregues no Estádio Cidade de Barcelos

A campanha de distribuição de ecopontos domésticos e compostores, desenvolvida pelo Município de Barcelos em parceria com a Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM), no âmbito de um projeto conjunto de sensibilização para a recolha seletiva e compostagem, revelou-se um sucesso.

07

Entre outras iniciativas, como a realização de palestras abordando a temática da compostagem doméstica, a campanha dirigida a toda a população do concelho de Barcelos contemplava a distribuição gratuita de 1173 ecopontos domésticos e 351 compostores, tendo os equipamentos esgotado, dado o elevado número de solicitações.

11

A entrega dos equipamentos aos requerentes é, agora, feita de forma faseada, tendo a primeira a ação decorrido, esta quarta-feira, 29 de agosto, no Estádio Cidade de Barcelos.

O Vereador do Ambiente, José Beleza, mostrou-se muito agradado com a adesão à iniciativa, que “excedeu as expectativas” e “permite que a recolha seletiva no concelho aumente cada vez mais”, notando que, neste domínio, se verifica um crescimento em relação ao ano passado e que o objetivo é manter essa tendência positiva no futuro.

“A grande adesão a esta iniciativa motiva-nos a termos mais ações no concelho com vista a uma cada vez maior sensibilidade ambiental”, sublinha José Beleza.

As próximas ações de entrega de ecopontos domésticos decorrerão nos dias 4, 12 e 14 de setembro, no Estádio Cidade de Barcelos. No dia 14, pelas 18h00, no auditório do Estádio Cidade de Barcelos, realiza-se, também, uma palestra sobre a utilização do compostor.

Esta Campanha de Sensibilização Intermunicipal para a Recolha Seletiva e Compostagem domestica na NUT III Cávado é um projeto promovido pela CIM Cávado e cofinanciado pelo PO-SEUR – Programa Operacional Temático da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, alinhado com o previsto na Estratégia Integrada de Desenvolvimento Territorial do Cávado 2014-2020.

01

ESPOSENDE PROMOVE RECICLAGEM

“Ecopontos Humanos” na Festa da História sensibilizam para separação de resíduos

A par da vertente histórica, a componente ambiental também vai estar presente na Festa da História – Esposende, Terra de Mareantes, evento que decorrerá entre os dias 28 de agosto e 2 de setembro, na cidade de Esposende.

Ecopontos Humanos

Com o intuito de contribuir para uma maior consciencialização ambiental, aumentando a quantidade de resíduos enviados para valorização, o Município de Esposende, em parceria com a Resulima e a Sociedade Ponto Verde, vai levar a efeito, durante este evento, a campanha de sensibilização ambiental “Ecopontos Humanos”.

Assim, durante estes dias estarão presentes equipas de monitores “Ecopontos Humanos”, sensibilizando e incentivando a população para a correta separação dos resíduos de embalagem. Estes monitores circularão pelo evento sensibilizando os visitantes para a importância e necessidade de adoção de boas práticas de separação de resíduos e incentivando-os à colocação de embalagens usadas de plástico e metal na “mochila-embalão” que transportam às costas.

A Festa da História é organizada pela Câmara Municipal de Esposende, em parceria com a ACICE – Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende, e visa a promoção turística do concelho e a dinamização do tecido económico local. Nesta edição será recordado o Rei D. Sebastião e as razões que levaram o monarca a atribuir, através de Carta Régia, o título de vila a Esposende. O evento integra animação, espetáculos, gastronomia, recriações históricas, mercados, espaços para os mais novos, entre várias outras ações.

BARCELOS ENTREGA ECOPONTOS DOMÉSTICOS

Ação de entrega de ecopontos domésticos. 29 de agosto, 11h00, Estádio Cidade de Barcelos

O Município de Barcelos, em parceria com a Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado), promove uma campanha de sensibilização para a recolha seletiva e compostagem doméstica que, entre outras iniciativas, contemplou a distribuição gratuita de ecopontos domésticos e compostores.

Esta iniciativa teve uma grande adesão da população de Barcelos, tendo em pouco tempo esgotado os equipamentos disponíveis.

A primeira ação de entrega de ecopontos vai realizar-se amanhã, no Estádio Cidade de Barcelos, contando com a presença do Vereador do Ambiente, José Beleza.

RECICLAR VALE MAIS EM ARCOS DE VALDEVEZ

Reciclar Vale Mais: Resulima promove campanha de sensibilização, em Arcos de Valdevez

Encontra-se a decorrer no Pingo Doce em Arcos de Valdevez, desde o dia 1 de Agosto prolongando-se até dia 1 de outubro, a Campanha de sensibilização Reciclar Vale mais.

38544453_1788903194519068_1521357959764901888_n

Este é um projeto que se encontra a ser desenvolvido pela Resulima a nível nacional, numa parceria com esta cadeia de supermercados, que prevê a disponibilização de benefícios económicos para os portugueses que separam as suas embalagens usadas.

Até dia 1 de outubro, quem for ao Pingo Doce entregar no ecoponto, localizado no parque de estacionamento, as embalagens usadas recebe a partir de 0,10€ em cartão Poupa mais.

Para isto só terá de separar as embalagens em sacos de 30lt e 50lt; levá-las para o ponto de recolha, onde será recebido por um colaborador que o ajudará a colocar os resíduos nos contentores apropriados, e o valor correspondente é imediatamente creditado no Cartão Poupa Mais da pessoa em questão, sendo que um saco de 30lt corresponde a 0,10€ e um saco de 50lt a 0,15€.

A Câmara Municipal marcou presença no arranque desta iniciativa, louvando a ação e esperando que esta seja alvo de bastante interesse pela população, bem como contribua para o incentivo da reciclagem de resíduos.

38672523_309286556299554_9088238862345437184_n

RECICLAR VALE MAIS... EM VIZELA

Campanha ‘RECICLAR VALE MAIS" apresentada em Vizela

O Presidente da Câmara Municipal de Vizela esteve presente ontem na apresentação da campanha ‘RECICLAR VALE MAIS" em Vizela, promovida pela EGF - Environment Global Facilities e a RESINORTE - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos S.A., em parceria com o Pingo Doce.

apres. campanha reciclar

Este projeto vai disponibilizar uma rede nacional de "ecopontos especiais" com benefícios económicos para os Portugueses que separam as suas embalagens usadas.

Assim, será carregado no cartão “poupa mais” do consumidor o valor de 0,10 €/saco de 30 litros de resíduos valorizáveis entregues e o valor de 0,15 €/saco de 50 litros.

Em Vizela, a ação decorrerá apenas no Pingo Doce do Lugar do Poço Quente.

Esta é uma campanha integrada na estratégia de inovação social da EGF, em que as Concessionárias foram cofinanciadas pelo POSEUR - Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, e contaram com o apoio do Pingo Doce.

VIZELA APOSTA NA RECICLAGEM

Presidente da Câmara presente no lançamento da campanha ‘RECICLAR VALE MAIS" em Vizela

O Presidente da Câmara Municipal de Vizela estará presente amanhã na apresentação da campanha ‘RECICLAR VALE MAIS" em Vizela, promovida pela EGF - Environment Global Facilities e a RESINORTE - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos S.A., em parceria com o Pingo Doce.

600x337_resinorte_V3

A apresentação da campanha "Reciclar Vale Mais" irá decorrer amanhã, dia 2 de agosto, a partir das 10 horas, na Loja Pingo Doce de Vizela (Lugar do Poço Quente).

Este projeto vai disponibilizar uma rede nacional de "ecopontos especiais" com benefícios económicos para os Portugueses que separam as suas embalagens usadas.

Esta é uma campanha integrada na estratégia de inovação social da EGF, em que as Concessionárias foram cofinanciadas pelo POSEUR - Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, e contaram com o apoio do Pingo Doce.

RESULIMA E MUNICIPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ LANÇAM CAMPANHA “RECICLAR VALE MAIS”

2 de agosto - 16h00 - loja Pingo Doce – Arcos de Valdevez

A Resulima apresenta a campanha “Reciclar Vale Mais”, a decorrer no próximo dia 2 de agosto, às 16 horas, na loja Pingo Doce de Arcos de Valdevez.

Reciclar vale mais AV

Este projeto decorrerá na referida loja do Pingo Doce, entre 2 de agosto e 2 de outubro, e prevê disponibilizar uma rede nacional de “ecopontos especiais” com benefícios económicos para os Portugueses que separam as suas embalagens usadas. Assim, será carregado no cartão “poupa mais” do consumidor o valor de 0,10 €/saco de 30 litros de resíduos valorizáveis entregue e o valor de 0,15 €/saco de 50 litros.

Esta é uma campanha integrada na estratégia de inovação social da EGF, acionista da Resulima, tem o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, e conta com o apoio do Pingo Doce.

Esperamos poder contar com a sua presença!

A Resulima é responsável pelo tratamento e valorização de resíduos urbanos de 6 municípios da zona do Vale do Lima e Baixo Cávado: Arcos de Valdevez, Barcelos, Esposende, Ponte da Barca, Ponte de Lima e Viana do Castelo. A Resulima serve cerca de 321 mil habitantes, numa área geográfica de 1.743 km2.

ESPOSENDE TOCA A RECICLAR

Município de Esposende e Resulima desafiam “Comércio a Reciclar”

Com o intuito de fomentar a separação de resíduos e, consequentemente, melhorar o desempenho ambiental do Município, a Câmara Municipal de Esposende associa-se à Resulima na implementação do projeto “Comércio a Reciclar”. Já desenvolvido com sucesso noutros concelhos, o projeto chega agora a Esposende com o apoio do Fundo de Coesão da União Europeia através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

_DSC0260

A iniciativa, esta tarde apresentada em sessão pública, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, em Esposende, passa pela sensibilização do pequeno comércio e serviços para a correta separação dos resíduos valorizáveis, designadamente papel/cartão, plástico/metal e vidro. Para tal, a Resulima, entidade responsável pela gestão e valorização deste tipo de resíduos no concelho de Esposende, disponibiliza um serviço de recolha direta, totalmente gratuito e de acordo com as necessidades dos comerciantes/clientes.

Pretende-se motivar a alteração de comportamentos que permitam melhorar o desempenho ambiental do Município elevando-o para outros patamares de excelência, assinalou a Vice-presidente da Câmara Municipal, Alexandra Roeger, lembrando que Esposende tem sido pioneiro no desenvolvimento de uma série de projetos de cariz ambiental, designadamente na área da gestão dos resíduos, recolha seletiva e educação ambiental, implementados por via da empresa municipal Esposende Ambiente. Ao abraçar este projeto, o Município está também a contribuir para o cumprimento das metas estabelecidas até 2020 no que respeita à separação dos resíduos valorizáveis, salientou Alexandra Roeger, exortando os comerciantes a aderirem a este serviço.

Rui Silva, da Resulima, explicou que atualmente o rácio ronda os 30 quilos material reciclável por habitante, sendo que o objetivo é atingir os 45 quilos até 2020. A campanha de sensibilização traduz-se na visita ao pequeno comércio e serviços do concelho, articulando o processo de recolha dos resíduos. Rui Silva vinca que este serviço não implica quaisquer custos para os comerciantes/clientes e que vai permitir aumentar os índices de recolha seletiva no concelho. O objetivo é “dar um impulso ainda maior” a este processo, aproveitando este período em que Esposende regista um aumento de população e, por conseguinte, de produção de resíduos, referiu Rui Silva, salientando, contudo, que este serviço é para manter ao longo de todo o ano.

_DSC0270

RECICLAGEM DINAMIZA A PORTA DE LAMAS DE MOURO

Natureza e reciclagem de mãos dadas no PNPG

A Porta de Lamas de Mouro tem agora outro encanto: a envolvente está preenchida de várias obras de arte, resultado da reciclagem de diversos materiais. Reinventando-os e dando-lhes formas representativas de animais e de elementos da natureza, Anabela Garelha e Salda Silva, utilizaram os materiais mais simples e os menos frequentes, para criar esta original exposição, a qual intitularam de Reutiliz’Art.

Reutiliz’Art (22)

Coelhos, mochos, esquilos, cogumelos e casas, são algumas das representações que dinamizam o espaço durante todo o verão. A mostra, em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), surge num contexto de responsabilidade ambiental e social, assumindo-se como uma ação que potencia os valores e atitudes do respeito pela natureza e a preservação dos seus recursos.

A PORTA DE LAMAS DE MOURO

Enquadrada num ambiente natural paradisíaco (destacando-se a diversidade florística), com diversos espaços de recreio, repouso, banho e merendas, e um conjunto de infraestruturas e equipamentos de apoio (sanitários/balneários, parque de merendas, parque de campismo, etc), a Porta de Lamas de Mouro, assume-se como um local de especial interesse para quem visita a região.

Inaugurada em 2004, esta foi a primeira das cinco ‘Portas’ previstas para o PNPG. Apresenta-se como um espaço privilegiado para o primeiro contacto do visitante com o Parque, denotando também uma vertente mais formativa que visa um turismo sustentável e a preservação da natureza. Afirma-se ainda como um importante polo de desenvolvimento regional, promovendo produtos locais.

O que fazer?

Percorrer os seus três edifícios e diversos espaços ao ar livre, que abrangem um total de cerca de dez hectares. Na receção é possível recolher informação privilegiada sobre todas as vertentes do Parque, com destaque para os percursos pedestres. No mesmo edifício, existe a oportunidade para um café ou para assistir a alguma palestra que esteja a decorrer no auditório.

Na Oficina Temática, existe um espaço mais vocacionado para atividades lúdico-pedagógicas, com salas dedicadas à pintura, desenho e reutilização de materiais.

O local possibilita também a visualização de uma interessante exposição intitulada ‘Ordenamento do Território’.

Uma ótima sugestão para se Descobrir Melgaço!

DCIM\100MEDIA\DJI_0081.JPG

Reutiliz’Art (1)

Reutiliz’Art (2)

Reutiliz’Art (3)

Reutiliz’Art (4)

Reutiliz’Art (5)

Reutiliz’Art (6)

Reutiliz’Art (7)

Reutiliz’Art (8)

Reutiliz’Art (9)

Reutiliz’Art (10)

Reutiliz’Art (11)

Reutiliz’Art (12)

Reutiliz’Art (13)

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE INCENTIVA À COMPOSTAGEM DOMÉSTICA

O Município de Esposende, através da empresa municipal Esposende Ambiente, está a promover sessões de esclarecimento sobre compostagem doméstica.

compostagem

A iniciativa integra a “Campanha de Sensibilização Intermunicipal para Recolha Seletiva e Compostagem Doméstica no Cávado”, promovida pela Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado) para o território da NUT III Cávado e financiada pelo PO SEUR.

Esta campanha visa sensibilizar a população em geral e a população escolar para a recolha seletiva e compostagem doméstica, fomentando a adoção de hábitos ambientalmente mais corretos e consequente redução da quantidade de resíduos passíveis de valorização encaminhados para aterro. Neste sentido, são entregues compostores domésticos aos munícipes interessados em reaproveitar os seus resíduos orgânicos, sendo que para receberem o dispositivo terão que participar, obrigatoriamente, numa ação de esclarecimento. Nestas sessões, orientadas por técnicos da Quercus, são prestados todos os esclarecimentos relativos à compostagem doméstica e são dadas as devidas orientações para o correto desenvolvimento deste procedimento.

Tendo em conta o número limitado de compostores disponíveis, os interessados em receber um dispositivo deverão manifestar o seu interesse na respetiva Junta de Freguesia ou através de envio de e-mail para cea@esposendeambiente.pt

Já decorreram sessões de esclarecimento nas sedes das Juntas de Freguesia em Fão, Antas, Rio Tinto e Fonte Boa. Amanhã, dia 11 de maio, às 19h00, será em Apúlia e, na próxima semana realizam-se mais três sessões, sendo que segunda-feira, dia 14, às 21h30, é em Forjães, no Centro Cultural “Escolas Rodrigues de Faria”, e, no dia 16, às 19h00, decorrerá no Atendimento da União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, em Marinhas, e, às 21h30, na Sede da Junta de Freguesia de Vila Chã.

compostagem1

FESTA DO ALVARINHO E DO FUMEIRO É O MAIOR ‘PRODUTOR’ DE VIDRO DO PAÍS

Ação de educação ambiental vai mostrar o porquê de reduzir, reutilizar e reciclar!

Cerca de 6 toneladas, foi a quantidade de vidro recolhida em 2017, durante a Festa do Alvarinho e do Fumeiro. «É um Ecoevento Nacional de referência, o maior produtor de vidro do país!», certifica a Valorminho, empresa de referência no setor ambiental a nível regional, responsável pelo tratamento e valorização de resíduos no Vale do Minho.

vidro

Na edição deste ano (27 a 29 de abril), a empresa pretende maximizar o vidro e recolher também embalagens de plástico e metal e de papel e cartão. Mas as novidades não ficam por aqui, este ano a Festa acolherá a ação de educação ambiental ‘A NOSSA CASA É UM PLANETA’, aberta à participação de adultos e crianças, e a decorrer em diferentes horários, durante os três dias do certame. O projeto é resultado de um trabalho conjunto das empresas ALGAR, ERSUC, RESIESTRELA, RESINORTE, RESULIMA, SULDOURO, VALNOR e VALORMINHO, e contou com o apoio do Fundo Ambiental e da Estratégia Nacional de Educação Ambiental 2020.

As temáticas de Redução, Reutilização e Reciclagem serão assim abordadas de uma forma inovadora, utilizando como recursos planetários itinerantes e três filmes projetados em 360º, o que possibilitará uma dinâmica interativa com os alunos e participantes. «Esta ação contribui para uma cidadania ativa no domínio do desenvolvimento sustentável, na construção de uma sociedade de baixo carbono, racional e eficiente na utilização dos seus recursos.», afirma Dora Guterres, da Valorminho. Os filmes contam a história de dois irmãos, a Guida e o Rui, em versões adaptadas a várias idades, e que, consoante o filme que vão ver, desenvolvem uma ação que vai alertar e explicar o porquê de reduzir, reutilizar e reciclar os resíduos que todos fazem em casa.

Flyer_2

MUNICÍPIO DE AMARES APOSTA EM AUMENTAR AS TAXAS DE RECICLAGEM DO CONCELHO

140 contentores foram distribuídos pelas famílias amarenses

A Câmara Municipal de Amares está empenhada em aumentar as taxas de reciclagem do concelho, contribuindo para o alcance do desenvolvimento sustentável e melhoria da performance nos resíduos sólidos. Ontem à noite mais 140 ecopontos domésticos foram distribuídos pela população numa ação de sensibilização promovida em parceria com a CIM Cávado, que pretendeu sensibilizar as famílias amarenses para a importância da recolha seletiva dos resíduos e o impacto que as ações de cada um reproduzem no meio ambiente.

DSC04019

“Este é o desafio que lançamos à população: ajudem-nos a aumentar as taxas de reciclagem. Contamos com a vossa ajuda”, referia o vereador do Ambiente da Câmara de Amares, Vítor Ribeiro, dirigindo-se aos munícipes.

“Estamos empenhados nesta missão e a desenvolver todos os esforços com a Braval no sentido de aumentar a rede de ecopontos para que isso nos permita aumentar também as taxas de reciclagem no concelho”, sublinhou o vereador.

No âmbito desta ação de sensibilização os munícipes assistiram a uma palestra subordinada à temática, ministrada por José Rodrigues em representação da CIM Cávado, e, no final, levaram para casa o respetivo ecoponto doméstico.

Esta ação inseriu-se na “Missão 3R´s, uma iniciativa levada a cabo pela Câmara Municipal de Amares, com o intuito de capacitar as famílias amarenses com um equipamento doméstico, que facilite a prática de separação dos resíduos e promova a correta deposição nos ecopontos.

As ações implementadas no âmbito desta iniciativa são promovidas pelo pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Amares em colaboração com a CIM do Cávado, resultado de uma campanha de sensibilização intermunicipal para a recolha seletiva e

compostagem doméstica a promover no território da CIM Cávado e financiada pelo PO SEUR.

Esta é apenas uma das atividades que a Missão 3R´s tem levado a cabo e vai continuar a levar e que fazem parte da Agenda Ambiental 2018 do Município de Amares, que contempla umas séries de atividades, entre as quais se destacam: o Ecoconcerto, no dia 11 de maio, outra iniciativa onde vão ser entregues ecopontos aos expectadores; a presença, em Amares, do VaiVém Oceanário de Lisboa, entre os dias 12 a 18 de novembro e a segunda edição da Urjalândia: Aldeia de natal sustentável, que regressará este ano, desta vez, promovida durante três dias e com muitas surpresas.

DSC03977

DSC03995

DSC04014

DSC04016

PONTE DE LIMA ENSINA ARTE DE RECICLAR

“A arte de reciclar” em exibição na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

A Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL), enquanto entidade promotora de boas práticas de sustentabilidade ambiental aliadas à promoção do livro e da leitura, tem patente ao público, até 31 de maio, uma exposição de trabalhos realizados pelas bibliotecas escolares do concelho no âmbito da edição de 2017 do projeto “Escutar, Ler… Imaginar e Aprender”, subordinada ao tema “A arte de reciclar”.

DSC07301 (Small).JPG

O desafio lançado consistiu na elaboração artística de objetos e/ou cenários inspirados na Primavera, procurando ao mesmo tempo assinalar a época pascal que se aproxima, tendo por base as leituras efetuadas ao longo do projeto.

O resultado foi a criação, através do recurso a materiais reciclados, de mobiles pendurados ao longo dos espaços que compõem o rés-do-chão da BMPL (Receção e Sala Infantojuvenil), com evocações de andorinhas, borboletas, joaninhas e coelhos, entre outros elementos associados aos períodos propostos.

Visite-nos e faça parte de uma ação que pretende aliar os hábitos de leitura à educação ambiental