Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO SENSIBILIZOU SOBRE O “PAPEL DAS JUNTAS DE FREGUESIA NA PROTEÇÃO CIVIL”

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promoveu uma ação de sensibilização sobre o “Papel da Juntas de Freguesia na Proteção Civil”. Esta iniciativa revestiu-se de especial relevância, já que as Juntas de Freguesia assumem um papel importante, pois são o primeiro patamar da proteção civil municipal.

CapturarJUNTASLANHOSO (3).JPG

Para além da presença do Vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Ricardo Alves, e do Coordenador Municipal da Proteção Civil, Pedro Dias, também esteve presente o Coordenador Municipal da Proteção Civil de Fafe, Gilberto Gonçalves, e o Presidente de Junta e da Unidade Local de Proteção Civil de Agrela e Serafão, Artur Neves, estes últimos que vieram apresentar exemplos práticos da implementação do Programa Aldeias Seguras Pessoas Seguras e das Unidades Locais de Proteção Civil.

Organizada pelos Serviços Municipais de Proteção Civil, esta iniciativa decorreu no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho, na passada sexta-feira, dia 2 de dezembro. Foram destinatários/as os/as Presidentes das Juntas de Freguesia e das Uniões de Freguesia bem como aos respetivos executivos.

Nesta sessão, foram ainda abordados os seguintes assuntos: Enquadramento da Proteção Civil; Missões das Freguesias; Avisos meteorológicos e alertas de Proteção Civil; e Sistemas de Apoio à Decisão.

MUNICÍPIO DA PÓVOA DE LANHOSO DÁ PRIORIDADE A OBRAS URGENTES

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso aprovou pedido de autorização prévia para obras urgentes no valor de 1 milhão e 950 mil euros

O assunto de maior destaque da última reunião de Câmara Municipal foi a proposta para remessa à Assembleia Municipal do pedido de autorização prévia adstrita a vários investimentos, num valor total de 1.950.00,00€.

Capturarpolanho (4).JPG

Deste montante, 1.175.000,00€ será direcionado para a requalificação de vários arruamentos, nas diversas freguesias; 450.000,00€ para a 1ª fase da ampliação de redes de saneamento e o restante valor, 325.000,00€, para obras de requalificação em diversas infraestruturas municipais.

A sessão, que decorreu no passado dia 29 de Novembro, nos Paços do Concelho, tinha na ordem de trabalhos catorze pontos, designadamente, propostas para alteração de valores de taxas e impostos, a saber:

- a redução de 30% do pagamento do IMI para os titulares do cartão humanitário, estando esta medida subjacente à intenção de conceder aos elementos do quadro ativo dos Bombeiros Voluntários e da Cruz Vermelha incentivos sociais;

- a fixação das taxas de IMI para o ano de 2022 (a receber em 2023) em 0,3%, existindo ainda reduções em função do número de dependentes do agregado familiar, apoiando-se, assim, as famílias de maior dimensão;

- a isenção da taxa de derrama, indo esta medida de encontro à estratégia de dinamização económica para criar condições favoráveis ao acolhimento empresarial;

- a redução da percentagem da participação no IRS do ano 2023, para 4,75%, sendo a primeira vez na história do Município que este valor fica abaixo do taxa máxima proposta por lei, com o objetivo de aliviar o agravamento da situação económico-financeira das famílias.

Todos estes pontos formam aprovados por unanimidade.

A proposta para alteração dos tarifários dos serviços de abastecimento de água, saneamento e gestão de resíduos para o ano 2023, propunha a redução em 2% na taxa de saneamento, permitindo a reposição do aumento que no ano transato teve que ser aplicado devido a imposições definidas em legislação. Também ao abrigo da legislação (Lei da Água n.º 58/2005, de 29 de Dezembro e do Regime Económico e Financeiro dos Recursos Hídricos - Decreto-lei n.º 97/2008 de 11 de Junho) esta tarifa irá sofrer um acerto. Este ponto foi aprovado por maioria, tendo os Vereadores da oposição votado contra.

Sendo a continuidade da prestação de um bom atendimento e a melhor organização dos serviços essenciais para uma dinâmica de crescimento e desenvolvimento que se quer para a Póvoa de Lanhoso, também o Mapa de Pessoal e Plano Anual de Recrutamento para 2023, e o respetivo regulamento e organigrama, foram apresentados a discussão.

Este ponto, aprovado por maioria, reflete o foco do executivo povoense na aplicação de boas práticas administrativas e na resposta às solicitações da transferência de competências no domínio da educação, que obrigam também a um reajuste na gestão dos recursos humanos, impondo-se a sua reorganização.

A proposta para celebração de contratos interadministrativos e/ou de atribuição de subsídios às Juntas de Freguesia foi aprovada por unanimidade. Nestes contratos ficam definidas as competências e os apoios financeiros que visam dotar as Juntas de Freguesia de ferramentas para satisfazer os interesses das populações, prestando serviços e promovendo atividades de proximidade e de apoio direto, adaptando-se às novas exigências sociais.

Desta extensa agenda de trabalhos constava ainda o documento orientador para 2023, o Orçamento e Grandes Opções do Plano, bem como as correspondentes normas de execução orçamental, que foi aprovado por maioria.

PÓVOA DE LANHOSO ASSINALOU SEMANA EUROPEIA DA PREVENÇÃO DOS RESÍDUOS

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso assinalou a Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos (SEPR) através de ações de sensibilização dinamizadas pelo Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos. “Têxteis circulares & sustentáveis, o lixo está fora de moda!” dá o mote para esta reflexão.

CapturarRESID2.JPG

Direcionadas para o público escolar, estas sessões realizaram-se nos dias 22, 23 e 24 de novembro, tendo contado com a participação de cerca de 200 alunos e alunas da Escola Profissional do Alto Ave e da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso. Estes momentos também se inseriram no âmbito das celebrações do Dia Internacional da Cidade Educadora, respondendo ao princípio Sustentabilidade.

As temáticas exploradas foram os resíduos têxteis e as formas de os reduzir; os resíduos recicláveis; as vantagens da reciclagem; e os novos produtos feitos a partir de matéria reciclável. Foram ainda relembradas as regras de separação de resíduos, assim como o conceito de resíduos orgânicos; a compostagem; e os impactos ambientais provocados pelo excesso de poluição.

Os alunos e as alunas ainda foram desafiados a calcularem a sua pegada ecológica como forma de consciencialização do excesso de consumo que todos temos e que inegavelmente provoca impactos negativos no planeta.

A Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos 2022 decorreu entre 19 e 27 de novembro. O objetivo central foi sensibilizar a população para a problemática dos resíduos, em particular para a prevenção, e motivar a responsabilização de cada cidadão e cidadã. Em 2022, o foco foram os resíduos têxteis, que correspondem a um setor com grande impacto ambiental. No entanto, todas as ações promovidas pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, no âmbito da SEPR, focaram-se na política dos 3R’s: promover a Redução do consumo, a Reutilização de produtos e materiais e a reciclagem de resíduos.

CapturarRESID1.JPG

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO APRESENTOU O PLANO DE POUPANÇA ENERGÉTICA E EFICIÊNCIA HÍDRICA 2022/2023

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso apresentou o Plano de Poupança Energética e Eficiência Hídrica 2022/2023, no Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos, o emblema de maior porte ambiental existente no Município.

Povoa de Lanhoso apresentou Plano de Poupanca Energetica e Hidrica 01 (1).jpg

Esta sessão, que decorreu no dia 30 de novembro de 2022, contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, da Vice-Presidente e Vereadora, Fátima Moreira e do Vereador do Pelouro do Ambiente, Paulo Gago.

O referido documento, que foi elaborado com base no Plano de Poupança de Energia 2022-2023, proposto pelo Governo e publicado em Diário da República, a 27 de setembro de 2022, contempla 20 medidas para a Poupança Energética e Hídrica a aplicar no Município povoense.

No que concerne à poupança energética, as medidas CR1 e CR2 (reduzir o consumo energético associado à iluminação pública e à iluminação interior e exterior), terão efeito imediato, com a redução da iluminação pública de forma alternada, não deixando de observar as considerações relativas à segurança de pessoas e bens e, para a época natalícia que se aproxima, o período em que se poderá desfrutar da iluminação natalícia será ajustado para um horário mais reduzido.

Neste conjunto incluem-se ainda as propostas de desligar a luz ornamental, em todos os espaços públicos, à exceção do Castelo de Lanhoso e da estátua da Maria da Fonte, a partir da uma hora da manhã, a ligação da iluminação dos campos de jogos do Pontido, apenas nos dias e horas em que for feita marcação para a sua utilização e a informação a todos os colaboradores da Câmara Municipal que a iluminação interior deve ser desligada sempre que o espaço não esteja a ser utilizado ou fora do horário de serviço.

Serão ainda colocadas em prática medidas relativas à climatização dos espaços públicos, à Piscina Municipal Coberta e aos vários complexos desportivos, assim como serão sensibilizados os funcionários para a utilização partilhada de transportes e para a utilização de bicicleta como meio de transporte para o trabalho.

No campo da poupança hídrica (CR9), a Câmara Municipal definiu estratégias que apontam para a redução do desperdício de água na rega de espaços exteriores (CR11), passando as mesmas pela colocação, nos jardins públicos, do sistema de rega em registo manual, da utilização de sistema de rega gota a gota, da instalação de sistemas de rega inteligentes e pela utilização de mecanismos de poupança de água nos autoclismos das casas de banho públicas, entre outras.

O Plano, cuja apresentação contou com a presença dos responsáveis dos serviços que irão implementar as medidas expostas, inclui o Manual de Boas Práticas de Poupança Energética e Hídrica. Este Manual, a par da certificação energética de todos edifícios públicos e do processo que deve ser levado a efeito nos espaços que ainda não detêm esta determinação, inclui-se na medida CS1. Nele estão contidas informações e sugestões a ter em conta no dia-a-dia, pelos utilizadores de espaços municipais, escolas, edifícios desportivos e centro de saúde, passando pelo setor do comércio e consumidores domésticos.

Estes documentos, que ficarão disponíveis no site do Município, reforçam a necessidade de sensibilizar todos os públicos para a urgência de alterar comportamentos com vista à poupança energética e hídrica, contribuindo-se, assim, para uma maior sustentabilidade ambiental.

PÓVOA DE LANHOSO REALIZOU SEMANA MUNICIPAL PARA A IGUALDADE E INCLUSÃO

Fomentar a Igualdade, promovendo a Inclusão”, um caminho a percorrer por todas as pessoas

A XII Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação (SMIND) decorreu entre os dias 19 e 25 de Novembro e foram inúmeras as iniciativas levadas a efeito, com o objetivo de apontar todas as luzes para o tema da “promoção da inclusão, fomentando a igualdade”.

Presidente da CM Povoa de Lanhoso na decima segunda Semana Municipal para a Igualdade e Nao Discriminacao.jpg

Logo no primeiro evento, que teve lugar no sábado, 19 de novembro, Dia Internacional do Homem, foi apresentada a peça de teatro “À Mesa”, de Nélson Monforte, que pretendeu remeter-nos para uma reflexão mais profunda acerca da humanidade e da sua evolução.

Esta e outras atividades coincidiram premeditadamente com a efeméride que se assinalava nesse dia, como foi também o caso do dia 20 de novembro, Dia dos Direitos Internacionais da Criança. Neste dia foi descerrada uma placa inclusiva na estátua da Maria da Fonte, em Fontarcada, cerimónia à qual se seguiu o VII Café Concerto Inclusivo, no Auditório dessa Freguesia, tendo participado várias entidades como foi o caso da ASSIS, a Casa de Trabalho, a AADVDB, o Centro Social e Paroquial de Garfe, o Agrupamento de Escolas da Póvoa de Lanhoso, a Escola Profissional do Alto Ave e a Need Cooperativa.

O Seminário “Percursos de inclusão” que teve lugar no dia 21 de novembro, contou com a presença de profissionais cujo trabalho diário se centra em pessoas portadoras de deficiência. 

Para as crianças do 2º ano do 1º ciclo, para os dias 22 e 23 foi preparada a atividade “Calçando os sapatos dos/as outros/as – comunicando com as mãos e as pontas dos dedos”, que assinalou o Dia pelo Fim da Impunidade.

Por seu lado, ainda no dia 23 e também no dia 24, os/as estudantes do 10.º ano do ensino secundário, da vertente profissional, tiveram oportunidade de participar em workshops em que puderam percecionar as dificuldades com que se debatem no dia-a-dia as pessoas privadas de sentidos como a visão e a audição. A atividade “Sê a mudança que queres ver no mundo” marcou o Dia Nacional da Cultura Científica que se assinala no dia 24 de Novembro.

Já na sede da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, no dia 24, foram dinamizados quatro workshops de braille, tendo em um participado a Vereadora da Inclusão, Fátima Moreira. Nas palavras desta responsável, “mais do que um workshop de braille, este foi mais um momento de empowerment, para nos fortalecer e para nos dizer para olharmos para as dificuldades como um desafio. É assim que devemos também encarar a nossa vida.” Seguidamente, dirigindo-se aos alunos e alunas presentes, acrescentou: “ Espero, também, que ao longo desta semana todos fiquemos mais conscientes para o facto de haver pessoas que têm dificuldades bem maiores do que aquelas que nós pensamos ter , e que, no seu dia-a-dia, as superam.”

No dia 25, Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, último dia desta intensa semana, foi apresentada a peça de teatro “Mulheres”, no Cine-Fórum dos Bombeiros. Nesta peça, 3 atrizes interpretam o papel de 3 vítimas de violência doméstica, violência no namoro e exploração sexual. A peça com  uma forte componente emocional, foi impactante para toda a plateia presente com cerca de 270 pessoas, essencialmente para os/as alunos/alunas do ensino secundário que tiveram a oportunidade de interagir com as atrizes no momento de debate ocorrido no final.

Nas palavras do Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, que assistiu a esta encenação “devemos ter sempre presente um sentido de justiça e não deixar que seja de outra forma. Queria deixar-vos estas palavras de sensibilização e agradecer a todos os parceiros, desde as IPSS’s às escolas e a todos os que ao longo desta semana estiveram incluídos nesta lógica e nesta filosofia que nós queremos defender e pela qual também lutamos diariamente”.

A marcha solidária para com as vítimas de violência doméstica e femicídios organizou-se logo de seguida e desceu a Avenida da República até à Casa da Botica, no centro da Vila, onde foram colocadas faixas pretas no âmbito da iniciativa coletiva da UMAR “De Luto e EM Luta” fechando, assim, a edição deste ano da Semana para a Igualdade e Não Discriminação da Póvoa de Lanhoso.

PÓVOA DE LANHOSO DEBATE PROTEÇÃO CIVIL

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove sessão sobre o “Papel da Juntas de Freguesia na Proteção Civil”

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através dos Serviços Municipais de Proteção Civil, promove, no próximo dia 2 de dezembro, uma ação de sensibilização sobre o “Papel da Juntas de Freguesia na Proteção Civil”.

Esta iniciativa direciona-se para os elementos que constituem as 22 Juntas de Freguesia e Uniões de Freguesia do Município da Póvoa de Lanhoso.

Enquadramento; Missões das Freguesias; Avisos meteorológicos e alertas de Proteção Civil; Sistemas de Apoio à Decisão; Programa Aldeias Seguras, Pessoas Seguras; Unidades Locais de Proteção Civil (ULPC); e o Exemplo prático de uma Unidade Local de Proteção Civil (Agrela e Serafão) são os pontos a abordar.

O início está marcado para as 21h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

unnamed (1)

PÓVOA DE LANHOSO REALIZOU GESTÃO DE COMBUSTÍVEL DA REDE SECUNDÁRIA

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Vereador do Ambiente, Paulo Gago, e do Vereador das Florestas e Proteção Civil, Ricardo Alves, acompanhou os trabalhos de Gestão de Combustível da Rede Secundária promovidos pelo Gabinete Técnico Florestal, em conjunto com a Brigada de Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal do Ave.

Estes trabalhos de gestão de combustíveis foram executados na envolvente da Estrada Nacional 207- 4, entre as freguesias de Garfe (Póvoa de Lanhoso) e de Gonça (Guimarães).

As execuções destas faixas de gestão prendem-se com a limpeza da vegetação numa largura de 10 metros a partir da via, de acordo com o Plano Municipal de Defesa Contra Incêndios e no âmbito do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais.

Melhorar as condições de visibilidade das bermas, minimizar o risco de quedas de árvores e evitar a propagação de incêndios são os principais objetivos destes trabalhos.

CapturarRRRR (1).JPG

PÓVOA DE LANHOSO PREPARA A CHEGADA DO NATAL

A Póvoa de Lanhoso já se vai vestindo a rigor para a chegada do Natal. Nesse sentido, de 3 de dezembro a 8 de janeiro, a Câmara Municipal promove o primeiro “Natal na Praça”, que promete fazer com que esta época seja vivida com intensidade e tradição. Crianças, seniores, famílias, coletividades. Todos são chamados a participar e é com todos que esta iniciativa se torna possível.

CapturarPLA.JPG

A oferta de atividades que a Póvoa de Lanhoso propõe para celebrar o Natal foi apresentada no dia 24 de novembro, nos Paços do Concelho. Para o Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, o momento teve um “gosto especial”, porque chegou com um ano de atraso.  “Nós já programámos isto há um ano atrás e tivemos, nessa altura, de reformular o plano todo, porque a nossa intenção era ter conseguido, já em 2021, um programa com uma oferta diferente daquilo que era habitual no concelho. Mas, como todos nos recordamos, há cerca de um ano atrás, os números da pandemia começaram a disparar mais do que em algum momento tinha acontecido durante o período pandémico”, referiu. Nessa altura, recorde-se, o Município decidiu suspender as celebrações por forma a reduzir os riscos para a população. “Este programa chega com um ano de atraso, mas chega com mais maturidade”, assegurou o autarca Povoense. 

O Natal na Póvoa de Lanhoso apresenta ainda mais duas propostas: de 11 de dezembro até 8 de janeiro, a 21ª edição de Garfe, Aldeia dos Presépios, contando, pela primeira vez, com 22 presépios; e, de 16 a 18 de dezembro, a 7ª edição da Feira de Natal do Baixo Concelho, que dá palco às tradições, podendo destacar-se a gastronomia, com a “roupa velha”. 

As três propostas complementam-se e é possível apresentar um cartaz diversificado, que é para a comunidade e que se realiza com a comunidade. “Já merecíamos alguma coisa diferente no período de Natal, porque há cerca de três anos que não conseguimos fazer um Natal de forma verdadeiramente comemorado e cada um de nós sabe o que é que isso pode querer dizer para si próprio”, considerou o Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, que esteve acompanhado do Vereador Ricardo Alves e da Vereadora Fátima Moreira. Presentes estiveram ainda o mentor dos Presépios de Garfe, o padre Luís Fernandes, e o Presidente de Junta, Paulo Ferreira, assim como o Presidente da Junta de Freguesia de Monsul, José Manuel Tinoco, para apresentarem os respetivos eventos. 

Com estas três propostas, todo o concelho fica abrangido pela animação, quer a parte central, quer a parte mais próxima do Vale do Cávado, quer a parte mais próxima do Vale do Ave. “O Executivo quer valorizar todo o território, fazer com que os nossos habitantes sintam que não estão, de forma nenhuma, fora daquilo que é o plano de ação nesta altura do ano, porque é importante que consigamos envolver a comunidade”, destacou o autarca Povoense.

A primeira edição do “Natal na Praça” irá decorrer num espaço coberto, em plena Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila Povoense. O programa engloba música, teatro, animação de rua e animação com o Pai Natal, de entre outras propostas. Dá palco e conta com a colaboração de diferentes instituições e entidades do concelho e apresenta oferta para toda a população, desde os bebés até aos mais velhos, passando pelas famílias e pela juventude. Também o comércio poderá contar com o habitual sorteio.

A abertura está marcada para o dia 3 de dezembro, altura em que é ligada a iluminação de Natal. Atendendo a um conjunto de medidas de poupança energética que a Autarquia pretende implementar, estará ligada diariamente, entre as 18h00 e as 24h00.

Programa (atualizado)

3 dezembro

17h30 | Abertura oficial

Inauguração da iluminação de Natal

Coro da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso

4 dezembro

11h30 | “A arca que não é”

Teatro para bebés (Theatro Club)

15h00 | Circo Paródia

7 dezembro

21h00 | “Natal no ferro velho”

Teatro musical infantil – Barulho das Luzes

8 dezembro

17h00 | Apresentação do livro “Magia de Natal” de Amélia Fernandes

5 a 9 dezembro

Oficina de atividades lúdicas

Escolas básicas e jardins de infância

Fotografia com o Pai Natal

10 dezembro

21h30 | “Mãe há só uma”

Espetáculo de intercâmbio teatral ‑ Grupo Cénico Povoense

22h00 | Festa de Natal powered by Noite Gerações

11 dezembro

14h00 | Mercado de Natal

Ser mais social neste Natal

15h00 | “Táxi duende”

Espetáculo teatral ‑ Grupo de Teatro Malad’arte

14 dezembro

14h30 | Animação de Natal Sénior

Centros de Convívio

12 a 15 dezembro

Oficina de atividades lúdicas

Escolas básicas e jardins de infância

Fotografia com o Pai Natal

16 dezembro

21h00 | Encontro Concelhio de Grupos Corais

17 dezembro

15h00 | “As aventuras do Lobo Faminto e o Capuchinho Vermelho”

Teatro infantil - Associação Cultural Porta 27

21h00 | Encontro Concelhio de Grupos Corais

18 dezembro

15h00 | Natal na Praça

Animação variada

22 dezembro

10h00 | “Duendes congelados”

Animação de rua – Grupo de Teatro Malad’arte

23 dezembro

21h00 | “Músicas de Natal”

Escola de Música da Banda de Música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso e Goldart Academy

29 dezembro

10h00 | “Umpa lumpas”

Animação de rua – Grupo de Teatro Malad’arte

31 dezembro

10h30 | “Os três porquinhos”

Teatro infantil ‑ A Capoeira, Companhia de Teatro de Barcelos

7 dezembro

15h00 | “As aventuras de Mary Pópó”

Animação infantil

16h00 | Teatro de fantoches com música ao vivo

Interact Club da Póvoa de Lanhoso

21h00 | Encontro de reis

Ranchos Folclóricos da Póvoa de Lanhoso

8 dezembro

17h00 | Concerto de Ano Novo da Banda Musical de

Calvos

3 dezembro 2022 até 8 janeiro 2023

Sorteio “Neste natal, compre no comércio local”

PÓVOA DE LANHOSO PREPARA A CHEGADA DE NATAL

A Póvoa de Lanhoso já se vai vestindo a rigor para a chegada do Natal. Nesse sentido, de 3 de dezembro a 8 de janeiro, a Câmara Municipal promove o primeiro “Natal na Praça”, que promete fazer com que esta época seja vivida com intensidade e tradição. Crianças, seniores, famílias, coletividades. Todos são chamados a participar e é com todos que esta iniciativa se torna possível.

Povoa de Lanhoso prepara a chegada do Natal (2).jpg

A oferta de atividades que a Póvoa de Lanhoso propõe para celebrar o Natal foi apresentada no dia 24 de novembro, nos Paços do Concelho. Para o Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, o momento teve um “gosto especial”, porque chegou com um ano de atraso.  “Nós já programámos isto há um ano atrás e tivemos, nessa altura, de reformular o plano todo, porque a nossa intenção era ter conseguido, já em 2021, um programa com uma oferta diferente daquilo que era habitual no concelho. Mas, como todos nos recordamos, há cerca de um ano atrás, os números da pandemia começaram a disparar mais do que em algum momento tinha acontecido durante o período pandémico”, referiu. Nessa altura, recorde-se, o Município decidiu suspender as celebrações por forma a reduzir os riscos para a população. “Este programa chega com um ano de atraso, mas chega com mais maturidade”, assegurou o autarca Povoense. 

O Natal na Póvoa de Lanhoso apresenta ainda mais duas propostas: de 11 de dezembro até 8 de janeiro, a 21ª edição de Garfe, Aldeia dos Presépios, contando, pela primeira vez, com 22 presépios; e, de 16 a 18 de dezembro, a 7ª edição da Feira de Natal do Baixo Concelho, que dá palco às tradições, podendo destacar-se a gastronomia, com a “roupa velha”. 

As três propostas complementam-se e é possível apresentar um cartaz diversificado, que é para a comunidade e que se realiza com a comunidade. “Já merecíamos alguma coisa diferente no período de Natal, porque há cerca de três anos que não conseguimos fazer um Natal de forma verdadeiramente comemorado e cada um de nós sabe o que é que isso pode querer dizer para si próprio”, considerou o Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, que esteve acompanhado do Vereador Ricardo Alves e da Vereadora Fátima Moreira. Presentes estiveram ainda o mentor dos Presépios de Garfe, o padre Luís Fernandes, e o Presidente de Junta, Paulo Ferreira, assim como o Presidente da Junta de Freguesia de Monsul, José Manuel Tinoco, para apresentarem os respetivos eventos. 

Com estas três propostas, todo o concelho fica abrangido pela animação, quer a parte central, quer a parte mais próxima do Vale do Cávado, quer a parte mais próxima do Vale do Ave. “O Executivo quer valorizar todo o território, fazer com que os nossos habitantes sintam que não estão, de forma nenhuma, fora daquilo que é o plano de ação nesta altura do ano, porque é importante que consigamos envolver a comunidade”, destacou o autarca Povoense.

A primeira edição do “Natal na Praça” irá decorrer num espaço coberto, em plena Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila Povoense. O programa engloba música, teatro, animação de rua e animação com o Pai Natal, de entre outras propostas. Dá palco e conta com a colaboração de diferentes instituições e entidades do concelho e apresenta oferta para toda a população, desde os bebés até aos mais velhos, passando pelas famílias e pela juventude. Também o comércio poderá contar com o habitual sorteio.

A abertura está marcada para o dia 3 de dezembro, altura em que é ligada a iluminação de Natal. Atendendo a um conjunto de medidas de poupança energética que a Autarquia pretende implementar, estará ligada diariamente, entre as 18h00 e as 24h00.

Programa (atualizado)

3 dezembro

17h30 | Abertura oficial

Inauguração da iluminação de Natal

Coro da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso

4 dezembro

11h30 | “A arca que não é”

Teatro para bebés (Theatro Club)

15h00 | Circo Paródia

7 dezembro

21h00 | “Natal no ferro velho”

Teatro musical infantil – Barulho das Luzes

8 dezembro

17h00 | Apresentação do livro “Magia de Natal” de Amélia Fernandes

5 a 9 dezembro

Oficina de atividades lúdicas

Escolas básicas e jardins de infância

Fotografia com o Pai Natal

10 dezembro

21h30 | “Mãe há só uma”

Espetáculo de intercâmbio teatral ‑ Grupo Cénico Povoense

22h00 | Festa de Natal powered by Noite Gerações

11 dezembro

14h00 | Mercado de Natal

Ser mais social neste Natal

15h00 | “Táxi duende”

Espetáculo teatral ‑ Grupo de Teatro Malad’arte

14 dezembro

14h30 | Animação de Natal Sénior

Centros de Convívio

12 a 15 dezembro

Oficina de atividades lúdicas

Escolas básicas e jardins de infância

Fotografia com o Pai Natal

16 dezembro

21h00 | Encontro Concelhio de Grupos Corais

17 dezembro

15h00 | “As aventuras do Lobo Faminto e o Capuchinho Vermelho”

Teatro infantil - Associação Cultural Porta 27

21h00 | Encontro Concelhio de Grupos Corais

18 dezembro

15h00 | Natal na Praça

Animação variada

22 dezembro

10h00 | “Duendes congelados”

Animação de rua – Grupo de Teatro Malad’arte

23 dezembro

21h00 | “Músicas de Natal”

Escola de Música da Banda de Música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso e Goldart Academy

29 dezembro

10h00 | “Umpa lumpas”

Animação de rua – Grupo de Teatro Malad’arte

31 dezembro

10h30 | “Os três porquinhos”

Teatro infantil ‑ A Capoeira, Companhia de Teatro de Barcelos

7 dezembro

15h00 | “As aventuras de Mary Pópó”

Animação infantil

16h00 | Teatro de fantoches com música ao vivo

Interact Club da Póvoa de Lanhoso

21h00 | Encontro de reis

Ranchos Folclóricos da Póvoa de Lanhoso

8 dezembro

17h00 | Concerto de Ano Novo da Banda Musical de

Calvos

3 dezembro 2022 até 8 janeiro 2023

Sorteio “Neste natal, compre no comércio local”

PÓVOA DE LANHOSO: DIA DA FLORESTA AUTÓCTONE ASSOCIADO À COMEMORAÇÃO DOS 50 ANOS DA ESCOLA GONÇALO SAMPAIO

Tendo-se assinalado no passado dia 23 o Dia da Floresta Autóctone, a Vice-Presidente e Vereadora da Educação, Fátima Moreira, aceitou o convite da Escola Professor Gonçalo Sampaio para participar na ação de sensibilização relativa à importância desta efeméride.

CapturarFLOAU1 (11).JPG

Fátima Moreira deslocou-se à Escola Professor Gonçalo Sampaio para testemunhar esta ação do Clube da Floresta e do Programa Eco-escolas da referida Escola, que teve o apoio dos Serviços de Jardinagem da autarquia. Foram plantadas no recinto da escola 5 árvores de espécies autóctones, designadamente um azereiro, dois medronheiros, dois azevinhos.

A Diretora do Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio, Luísa Rodrigues, apelou aos alunos e às alunas que participaram para a necessidade de cada um deles dever dar o seu contributo para a preservação das espécies autóctones da nossa região, começando pelo cuidado, no dia-a-dia, com as árvores que plantaram ali, no recinto da escola.

A atividade, na qual os alunos de cada uma das 5 turmas representativas de cada ano letivo plantaram uma espécie diferente, simbolizou as 5 décadas de existência da mais longeva escola do concelho da Póvoa de Lanhoso, do 2.º e 3.º ciclos. “Esta iniciativa”, nas palavras da Diretora do Agrupamento, “foi mais um momento de orgulho para esta escola que assinala os 50 anos de um percurso transversal a todas as gerações povoenses e que faz parte do programa evocativo do seu cinquentenário.”

O Dia da Floresta Autóctone, que surgiu de modo a complementar o Dia Mundial da Floresta, assinala-se em novembro, por ser a altura do ano em que as condições climatéricas são mais favoráveis para ações de sementeira e plantações destinadas a preservar espécies autóctones.

Fátima Moreira destacou, após momentos de dinamismo e intervenção de alunos e professores na plantação, “a importância de sermos, todos, sensíveis à preservação das nossas espécies nativas e de contribuirmos para destacar a grande importância que as mesmas têm, pois fazem parte do nosso património natural e têm grande valor económico e ambiental; ajudam, por exemplo, a evitar incêndios, melhoram a produção de oxigénio, contribuem para a fixação de gases com efeito de estufa, para a proteção do solo e manutenção do regime hídrico.

É urgente garantir a sua preservação e garantir a reflorestação das nossas áreas ardidas com espécies nativas, pois apenas 4% da floresta nacional é ocupada por espécies autóctones. Esta será, também, sem dúvida, uma forma de deixarmos um legado ambiental de qualidade e de expressarmos as nossas preocupações ambientais com ações visíveis.”

CapturarFLOAU2 (12).JPG

PÓVOA DE LANHOSO É “MUNICÍPIO AMIGO DO DESPORTO 2022”

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso recebeu o galardão de “Município Amigo do Desporto 2022”, numa cerimónia que se realizou na Casa das Artes, em Porto de Mós. O Vereador do Desporto, Ricardo Alves, representou a Autarquia, juntamente com a técnica do Município para a área do Desporto, Gracinda Carvalho, na sessão que decorreu no passado sábado, 19 de novembro.

Capturarpldes (1).JPG

Esta distinção visa reconhecer, distinguir, promover e premiar as boas práticas das Autarquias ao nível da gestão do desporto, no âmbito da promoção do desenvolvimento desportivo nos seus territórios. São distinguidos anualmente os municípios que reconhecidamente desenvolvam uma política de apoio ao desporto de excelência. A Póvoa de Lanhoso renova este galardão pela quarta vez.

O projeto “Município Amigo do Desporto” assume-se como uma rede de partilha, que privilegia a monitorização, o reconhecimento e a divulgação de boas práticas e de desenvolvimento desportivo, partindo dos projetos e ações implementados em cada município aderente.

Esta distinção é atribuída pela plataforma Cidade Social e pela APOGESD – Associação Portuguesa de Gestão do Desporto, reconhecendo o bom trabalho desenvolvido pelos municípios na área do desporto.

MUNICÍPIO DA PÓVOA DE LANHOSO RECEBE VIATURA DOADA PELA REN

A REN – Redes Energéticas Nacionais entregou uma viatura à Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, no âmbito da sua política de apoio às comunidades locais. A doação desta viatura vem reforçar o compromisso da empresa com a prevenção e combate aos incêndios rurais, vindo a mesma fortalecer os Serviços Municipais de Proteção Civil da Póvoa de Lanhoso.

22 nov - REN entrega carrinha a CM Povoa de Lanhoso.jpg

A entrega da chave decorreu na manhã de terça-feira (22 de novembro), nos Paços do Concelho, com presença do Responsável da REN, João Gaspar, e do Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro. No momento, Frederico Castro agradeceu esta doação “que resulta de um acordo assumido entre a Câmara Municipal e a REN no sentido de nos atribuírem um veículo, que, logo que sejam agilizadas as formalidades, será utilizado no dia-a-dia, na área da Proteção Civil. Sabemos que todos os anos a REN atribui algumas viaturas a Municípios e Instituições e, este ano, conseguimos ser um dos dois Municípios do país a ser contemplados com esta viatura, o que é uma evidência do tratamento excecional por parte da REN à Póvoa de Lanhoso”.

O autarca povoense acrescenta ainda que esta “É sem dúvida, uma referência positiva que significa que a Câmara Municipal está na senda das boas relações com as instituições, pois, se assim não fosse, a REN teria, certamente, outros Municípios a quem atender e com necessidades semelhantes às nossas. O bom relacionamento institucional é trabalho dinâmico e constante que pretendemos manter no dia-a-dia, e que nunca está terminado.”

João Gaspar, responsável pela área de Redes Sustentáveis e Servidões, referiu que “a doação desta viatura significa a importância do trabalho de proximidade com as equipas de proteção civil das autarquias, num concelho onde existem infraestruturas da REN. Este trabalho de parceria na defesa da floresta contra incêndios não se realiza apenas na época crítica, pois a REN tem um plano estruturado de prevenção em articulação com as autoridades competentes durante todo o ano, onde se inclui, entre outros, a gestão da vegetação dos corredores de transporte de energia, que aumentam a resiliência aos incêndios rurais das nossas infraestruturas e dos territórios onde as mesmas se encontram implantadas, criando oportunidades de combate de Bombeiros e Equipas de Proteção Civil”.

Nos últimos cinco anos, no concelho da Póvoa de Lanhoso, a REN procedeu à limpeza da vegetação em cerca de 385 hectares nos corredores de transporte de energia, sendo que em 2022, a gestão foi feita em 66 hectares. Nestas áreas, a empresa plantou espécies autóctones, permitindo dessa forma aumentar a resiliência do território envolvente aos incêndios rurais e promover a biodiversidade local.

PÓVOA DE LANHOSO “IMPRESSIONOU” AUTOMOBILISTAS COM SIMULACRO DE ACIDENTE COM VÍTIMAS MORTAIS

Provocou forte impacto o simulacro de um acidente, envolvendo um autocarro e ciclistas, com duas “vítimas mortais”, realizado na Estrada Nacional (EN) 103, na Póvoa de Lanhoso. Os automobilistas que circularam pela Serra do Carvalho, na tarde de domingo, 20 de novembro, não puderam ficar indiferentes ao cenário com que se depararam.

Povoa de Lanhoso promoveu simulacro no Dia Mundial em Memoria das Vitimas da Estrada (1) (10).jpg

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através dos Serviços Municipais de Proteção Civil, em colaboração com a GNR e os Bombeiros Voluntários, promoveu este simulacro, no âmbito da evocação do Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada.

“Quisemos fazer uma representação o mais realista possível, de um acidente e do efeito que pode provocar, do risco que existe na estrada, todos os dias”, referiu o Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, presente nesta ação de sensibilização, juntamente com o Vereador da Proteção Civil, Ricardo Alves, assim como os Bombeiros e a GNR.

Homenagear as vítimas, juntar agentes de prevenção e socorro e incentivar a uma reflexão séria, por parte de cada um de nós, sobre a temática da sinistralidade rodoviária foram os principais objetivos desta sensibilização.

O autarca Povoense revelou ainda as razões da escolha do local. “Esta estrada foi intervencionada há cerca de 30 anos e é a nossa principal via de ligação a Braga, ao Porto, ao aeroporto, ao porto de Leixões. Há toda uma fluidez, no dia a dia, não só de pessoas e famílias, mas também das empresas, que utilizam muito esta estrada para chegar à Póvoa de Lanhoso”, começou por explicar, destacando que os números da sinistralidade são mais elevados naquela EN, porque é a mais utilizada e a que tem mais movimento. “O nosso desejo é que o facto de termos escolhido esta estrada aumente o impacto e impressione ainda mais, porque a forma como está disposto este simulacro é precisamente para impressionar”, considerou.

Levar as pessoas a refletir sobre os comportamentos na condução, numa altura em que se aproxima o Natal e são cometidos alguns excessos, foi também um dos objetivos desta sensibilização. “Muitas vezes, vamos na estrada e podemos não ter consciência total de que aquilo que nos acontece, não acontece só a nós, acontece também àqueles que estão à nossa volta, principalmente aos nossos familiares e amigos”, considerou Frederico Castro, apelando: “Vamos todos ter uma atitude mais preventiva, mais cautelosa, mais consciente, na estrada, no dia a dia, para que consigamos evitar que os números subam e que a época festiva que temos pela frente seja de festa para todos. É esse o desejo destas forças de segurança e destas entidades que nos acompanham neste simulacro e é o desejo profundo da Proteção Civil da Póvoa de Lanhoso e da Câmara Municipal”.

A escolha de um acidente com ciclistas também procurou acompanhar a realidade atual, uma vez que existem cada vez mais pessoas a utilizar a bicicleta. O Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada é assinalado, todos os anos, no terceiro domingo do mês de novembro.

Povoa de Lanhoso promoveu simulacro no Dia Mundial em Memoria das Vitimas da Estrada (2) (1).jpg

PAVILHÃO DA ESCOLA SECUNDÁRIA DA PÓVOA DE LANHOSO VAI SOFRER OBRAS DE REMODELAÇÃO

O Pavilhão Desportivo da Escola Secundária vai ser alvo de obras de remodelação e beneficiação, tendo em vista a reformulação energética, hídrica e térmica daquele espaço.

CapturarPAV (7).JPG

Lançando mão do COLEOPTER - um projeto europeu que visa a melhoria da eficácia das políticas de eficiência energética, a Câmara Municipal reuniu agora as condições para avançar com estas obras, cujo orçamento global ascende a 180.000€. O COLEOPTER é um projeto apoiado pelo Programa Interreg Sudoe que é financiado através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Este equipamento desportivo, cuja construção data de 1996, é desprovido de qualquer eficiência energética e hídrica, sendo, por isso, imprescindível que sejam feitas estas intervenções, para aumentar os níveis de eficácia e para reduzir os gastos energéticos com o seu funcionamento e manutenção, dando cumprimento às diretrizes europeias no que concerne às preocupações ambientais.

O pavilhão, que se encontra dentro da escola secundária, é utilizado para as aulas de Educação Física, pelos alunos, durante o dia e, por associações desportivas e público em geral, durante a noite, aos fins-de-semana e durante as férias escolares. Assim sendo, as obras, cujo início está previsto para o próximo dia 28, vão implicar o seu encerramento, pelo que todas as atividades que lá decorrem habitualmente serão transferidas para espaços alternativos. Com as soluções encontradas conjuntamente pela autarquia, a direção da Escola Secundária e a direção do Sport Club Maria da Fonte, permitir-se-á aos alunos, atletas e utentes, a continuidade da prática desportiva, temporariamente, noutros pavilhões do concelho (Pavilhão Desportivo Municipal, localizado na Avenida 25 de Abril e Pavilhão Gimnodesportivo de Monsul).

No que concerne às obras, os balneários serão completamente renovados, a nível interior e exterior. As intervenções deverão permitir, em simultâneo, também a substituição de materiais mais degradados e de sistemas disfuncionais obsoletos, e a realização de melhorias na sua envolvente exterior, designadamente da cobertura, fachada e envidraçados/caixilharia. A nível interior, as obras vão incidir especificamente nas águas quentes sanitárias e nas instalações mecânicas de ventilação e climatização. Será também substituído o pavimento dos balneários, portas, bancos e cabides, e reabilitada a pintura de paredes mais degradadas.

A cobertura do pavilhão também será intervencionada, com a substituição das zonas translúcidas por termo painel translúcido, com remodelação das pluviais.

Todas estas intervenções visam acrescentar àquele espaço condições adequadas e de maior conforto para os seus utilizadores, tornando a prática desportiva, tão importante para uma vida saudável, numa atividade ainda mais aprazível.

O concelho da Póvoa de Lanhoso está, assim, também, a dar o seu contributo no que às preocupações ambientais diz respeito, ao mesmo tempo que, após a conclusão das obras, disponibiliza para a comunidade escolar e a população em geral, um melhor e mais condigno equipamento desportivo.

COMISSÃO DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DA PÓVOA DE LANHOSO ASSOCIOU-SE À CAMPANHA “ESTENDAL DOS DIREITOS”

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) da Póvoa de Lanhoso aderiu à campanha nacional do “Estendal dos Direitos”, como forma de sensibilizar e divulgar junto da comunidade povoense uma verdadeira Cultura da Criança. Esta campanha pretende promover os direitos das crianças e jovens e a necessidade de garantir que os mesmos sejam cumpridos.

Capturarestendal1 (4).JPG

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, em plena consonância com esta problemática, associou-se à iniciativa levada a efeito pela CPCJ povoense, tendo os estendais sido colocados em dois locais do Município - os Paços do Concelho e o Espaço Jovem. Nos estendais foram penduradas t-shirt’s pintadas com desenhos e dizeres alusivos a este tema, pretendendo, assim, chamar a atenção de todos os utilizadores daqueles espaços para esta temática.

A Convenção Sobre os Direitos da Criança, cujo 33.º aniversário se assinalou no passado dia 20 de Novembro, foi aprovada pela Assembleia Geral Nações Unidas em 1989, tendo Portugal sido subscritor da mesma a 26 de janeiro de 1990.

Sendo a tónica máxima desta iniciativa reforçar a promoção e proteção dos direitos das crianças e jovens, quer-se deixar bem sublinhada a necessidade de chamar a atenção de toda a comunidade em geral para acautelar que estas diretrizes sejam observadas por todos, em todos os momentos.

TODOS JUNTOS PELOS DIREITOS…

Capturarestendal2 (10).JPG

Capturarestendal3 (2).JPG

MUNICÍPIO DE PÓVOA DE LANHOSO APOIA ENSINO ESPECIALIZADO DE MÚSICA

Câmara Municipal apoia a continuidade do projeto do Ensino Especializado de Música da Escola Professor Gonçalo Sampaio

O Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro e a Vice-Presidente e Vereadora da Educação, Fátima Moreira, deslocaram-se à Escola Gonçalo Sampaio, tendo assistido a um mini concerto apresentado pelos alunos  do coro do ensino especializado da música e visitado os novos espaços onde são ministradas aulas de instrumento.

CapturarMUSICAPLA (1).JPG

O Presidente da Câmara Municipal, em discurso direto para a comunidade escolar presente, referiu que “é um prazer muito grande ter-me deslocado a esta Escola, estando, assim, a cumprir mais um dos objetivos deste mandato: contribuir para a criação e para a melhoria de condições, no sentido de dar passos em frente na área da educação, mais especificamente no ensino da música. Sendo a Póvoa de Lanhoso um concelho com fortes tradições na área musical, com duas Bandas Musicais, que são uma forte marca identitária, quero que estes alunos se afirmem como geração que é defensora desta tradição, assumindo a continuidade desta importante herança cultural que tanto carateriza o nosso concelho. Aquilo que a Câmara Municipal está a fazer não é mais do que aquilo que deve ser feito, que é dar as condições para que este caminho possa ser trilhado, para em conjunto podermos continuar a fazer do nome da Póvoa de Lanhoso um nome sonante, também na área musical, que muito nos honra e orgulha”.

A Diretora do Agrupamento, Luísa Rodrigues, agradeceu ao Presidente da Câmara Municipal e à Vice-Presidente as condições criadas para poderem trabalhar, pois o Ensino Especializado da Música é uma das grandes apostas do Agrupamento e porque considera que os alunos do Concelho da Póvoa de Lanhoso também têm direito a uma oferta de ensino diversificada, sobretudo no campo das artes. A criação de espaços específicos para as aulas de instrumentos resultam de um esforço conjunto para que os resultados se repercutam a longo prazo no sucesso escolar dos alunos que integram este projeto.

No final, após um périplo por essas salas onde são lecionadas aulas de xilofone, guitarra, violino e violoncelo, Fátima Moreira, aproveitou para “agradecer à escola o trabalho fantástico que tem vindo a realizar ao longo dos anos, de cujo resultado tivemos oportunidade aqui, hoje, de saborear um bocadinho. Agradeço aos professores envolvidos, à Direção e aos alunos, pois sei que, para esta pequena apresentação foram necessárias muitas horas de trabalho. Mas é muito bom ouvir os alunos e perceber que o ensino especializado da música lhes proporciona muito mais do que estes momentos. É, para eles, um privilégio estar integrados neste sistema de ensino, que lhes proporciona outras competências que são cada vez mais importantes na aprendizagem, por isso também estamos empenhados em que o ensino especializado da música se solidifique pois ele faz, de facto, a diferença na vida dos alunos e naquilo que eles podem ser no futuro.”

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE XII SEMANA MUNICIPAL PARA A IGUALDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO

“Fomentar a Igualdade, promovendo a Inclusão” é o mote da XII Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação (SMIND), que decorre, na Póvoa de Lanhoso, entre 19 e 25 de novembro.

Povoa de Lanhoso promove XII Semana Municipal para a Igualdade e Nao Discriminacao.JPG

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove esta Semana, desta vez, colocando o foco num tema tão premente como os desafios que se colocam à Inclusão para que a Igualdade seja efetiva.

O VII Café Concerto Inclusivo, a inauguração de uma placa inclusiva na estátua da Maria da Fonte, o Seminário “Percursos de inclusão”, um workshop de braille e atividades para crianças e jovens são algumas das propostas da décima segunda edição, que mantém a realização de uma marcha solidária.

Disseminar informação e sensibilizar os diferentes públicos para a Igualdade e a Inclusão; promover a partilha de experiências; incentivar o desenvolvimento de empatia são alguns dos objetivos da SMIND, que se destina a um público vasto e diversificado.

O programa arranca no dia 19 de novembro, Dia Internacional do Homem, com a peça de teatro “À Mesa” apresentada por Nélson Monforte. O início está marcado para as 21h45, no Theatro Club.

No dia 20 de novembro, Dia dos Direitos Internacionais da Criança, são duas as propostas: o descerrar de uma placa inclusiva na estátua da Maria da Fonte (em Fontarcada), pelas 14h30; e o VII Café Concerto Inclusivo, pelas 15h00, no Auditório da Paróquia de Fontarcada.

O Seminário “Percursos de inclusão” é a proposta para o dia 21 de novembro, com início pelas 9h15, no Centro Interpretativo Maria da Fonte.

Nos dias 22 e 23 de novembro, pelas 9h00, numa alusão ao Dia pelo Fim da Impunidade, a proposta direciona-se para as crianças do 2º ano do 1º ciclo, através da atividade “Calçando os sapatos dos outros/as – comunicando com as mãos e as pontas dos dedos”.

No dia 24 de novembro, Dia Nacional da Cultura Científica, pelas 9h00, a atividade “Sê a mudança que queres ser no mundo” direciona-se para estudantes do 10.º ano do ensino secundário, vertente profissional. Já na sede da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga começa, pelas 10h00, um workshop de braille.

Esta Semana encerra a 25 de novembro, Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres. Assim, pelas 10h30, o Tin.Bra apresenta a peça de teatro “Mulheres”, no Cine-Fórum dos Bombeiros. No final, arranca a marcha solidária para com as vítimas de violência doméstica e femicídios, em especial aquelas que têm algum grau de deficiência. O destino é a Casa da Botica, na Vila sede de concelho, onde será colocada uma faixa preta (numa associação à iniciativa da UMAR – Braga).

De lembrar que é reconhecido o trabalho que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso tem realizado ao nível da Igualdade, sobretudo através do SIGO - Serviço para a Promoção da Igualdade de Género e de Oportunidades. Para além do sucesso do Encontro Internacional de Partilha de Boas Práticas – TeamBuilding da Igualdade, promovido em setembro, a Autarquia Povoense recebeu, no dia 20 de outubro, o Prémio Viver em Igualdade, atribuído pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Programa da XII Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação

“Fomentar a Igualdade, promovendo a Inclusão”

19 novembro – sábado

Dia Internacional do Homem

21h45 - Peça de teatro “À Mesa” por Nélson Monforte

Theatro Club

20 novembro – domingo

Dia dos Direitos Internacionais da Criança

14h30 - Descerramento de placa inclusiva na estátua da Maria da Fonte

Fontarcada

15h00 - VII Café Concerto Inclusivo

Auditório da Paróquia de Fontarcada

21 de novembro – segunda-feira

9h15 - Seminário “Percursos de inclusão”

Centro Interpretativo Maria da Fonte

22 e 23 de novembro – terça e quarta-feira

Dia pelo Fim da Impunidade

9h00 - “Calçando os sapatos dos outros/as – comunicando com as mãos e as pontas dos dedos”

(Atividade com crianças do 2.º ano do 1.º ciclo)

24 de novembro – quinta feira

Dia Nacional da Cultura Científica

9h00 - “Sê a mudança que queres ser no mundo”

(Atividades com estudantes do 10.º ano do ensino secundário, vertente profissional)

10h00 - Workshop de Braille

Sede da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga

25 de novembro – sexta feira

Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres

10h30 - Peça de teatro “Mulheres” pelo Tin.Bra

Cine-Fórum dos Bombeiros

11h00 - Marcha Solidária para com as vítimas de violência doméstica e femicídios, em especial aquelas que têm algum grau de deficiência.

Saída do Cine-Fórum dos Bombeiros até à Casa da Botica, onde será colocada uma faixa preta (UMAR – Braga)

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO ESCLARECE SOBRE ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS CULTURAIS E DESPORTIVOS

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove, na próxima quinta-feira, dia 17 de novembro, uma Sessão de Esclarecimentos sobre a Regulamentação a observar para a organização de eventos culturais e desportivos.

CM Povoa de Lanhoso esclarece sobre organizacao de eventos desportivos e culturais (1).jpg

Emissão de licenças e pareceres; Licença de Ruído; Licenciamento de fogo; Planos de segurança, Ocupação da via, Prazos e outras obrigações legais são os assuntos a abordar.

O momento está marcado para as 20h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso. Esta sessão é aberta ao público em geral, mas tem como destinatários específicos representantes das Associações Culturais, Recreativas e Desportivas e demais coletividades Povoenses, que, no âmbito dos seus planos de atividades, promovem eventos ligados à cultura e ao desporto.

Pretende-se, com esta sessão, juntar à mesma mesa representantes de entidades como a Câmara Municipal (estarão presentes funcionários municipais ligados aos serviços Administrativos e de Proteção Civil), GNR e Bombeiros por forma a esclarecer procedimentos relacionados com obrigações legais.

PÓVOA DE LANHOSO CELEBRA DIA INTERNACIONAL DA CIDADE EDUCADORA

Enquanto membro da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, a Póvoa de Lanhoso associa-se à celebração do Dia Internacional da Cidade Educadora (30 de novembro). O objetivo é mobilizar todos os agentes sociais em torno da promoção da paz, da convivência, da solidariedade e da inclusão. O programa é diversificado e propõe ações distintas com ligação aos Princípios da Carta das Cidades Educadoras. 

unnamed (1)

No que concerne à Governação e participação dos Cidadãos, a proposta está relacionada com as Cidades Amigas das Crianças e com a reunião do Mecanismo de Coordenação do Projeto, marcada para o dia 15 de novembro.

A apresentação do documentário “O Meu Caminho”, marcada para 18 de novembro, é a proposta ligada ao Princípio Acesso à Cultura. Este momento, realiza-se no Theatro Club, com início às 21h00.

Respondendo ao Princípio Sustentabilidade, no dia 22 de novembro, serão promovidas sensibilizações sobre Resíduos no Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos (CICC) e na Escola Profissional do Alto Ave. Entre 19 e 27 de novembro, o CICC participa na Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos (SEPR), desenvolvendo ações sobre os recursos sustentáveis e a gestão de resíduos. Atendendo ao mesmo Princípio, no dia 11 de novembro, já teve lugar o Hastear da Bandeira Eco-Escolas no Agrupamento de Escolas de Póvoa de Lanhoso e na Escola Profissional do Alto Ave. 

No âmbito da Inclusão e Coesão Social, de 19 a 25 de novembro, a Câmara Municipal promove a XVII Semana Municipal para a Igualdade e Não Discriminação. Trata-se de uma iniciativa dinamizada pelo Serviço para a Promoção da Igualdade de Género e Oportunidades e por entidades parceiras.

No dia 30 de novembro, para além da celebração do Dia Internacional das Cidades Educadoras, através da inauguração da exposição das árvores de Natal pela Paz e Oportunidades, em que participam escolas e entidades locais, haverá ainda o Corta Mato Escolar Municipal, no âmbito da Promoção da Saúde.

Durante o mês, está prevista a implementação, através dos Serviços Educativos, do Programa “Devagar se Vai ao Longe” (Princípio da Política Educativa Ampla) e o Gabinete de Apoio à Parentalidade dinamiza a Formação Parental para Recém-Mamãs (Princípio da Formação de Agentes Educativos). Também o projeto CLDS 4 G promove Workshops para Jovens NEET (Princípio da Educação ao Longo da Vida).

Por fim, já no dia 9 de dezembro, realiza-se, no Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio, a iniciativa “Inclusão de Todos e para Todos” (Princípio da Educação Inclusiva ao Longo da Vida).

As comemorações começaram no dia 10 de novembro, com o encontro “Juntos a Cuidar”, assinalando o Dia Nacional do Cuidador Informal. O momento envolveu a Câmara Municipal e parceiros sociais (Princípio da Coresponsabilidade contra as Desigualdades).

HASTEADAS BANDEIRAS VERDES EM 3 ESCOLAS DA PÓVOA DE LANHOSO PREMIADAS

O dia 11 de novembro não foi apenas de comemoração do S. Martinho em três estabelecimentos de ensino já que escolheram a mesma data para hastear as Bandeiras Verdes do Programa Eco- Escolas. A Vice-Presidente da Câmara Municipal e Vereadora da Educação, Fátima Moreira, o Vereador do Ambiente, Paulo Gago, e o Chefe de Gabinete da Presidência, Fernando Carlos Ribeiro, marcaram presença nas cerimónias.

Hasteadas Bandeiras Verdes do Programa Eco-Escolas (1).jpg

“Reconheço profundamente o fantástico trabalho que a comunidade educativa faz ao nível da sensibilização e da sustentabilidade ambiental e o trabalho muito árduo para que trabalhemos todos para a mudança de práticas que tenham a ver com a preservação da natureza e sustentabilidade do ambiente”, destacou Fátima Moreira, na passagem pela Escola Básica do Ave, Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso e EPAVE.