Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GABINETE DE APOIO AO CUIDADOR INFORMAL DA PÓVOA DE LANHOSO NOVAMENTE RECONHECIDO PELA REDE

O GACI – Gabinete de Apoio ao Cuidador Informal do Município da Póvoa de Lanhoso foi novamente reconhecido pela Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais (RACCI), vendo renovado o selo de mérito para o biénio 2023/2024 como membro da rede de autarquias que adotam as melhores práticas e medidas de apoio em benefício dos/as cuidadores/as informais.

Este Gabinete dispõe de uma equipa multidisciplinar que engloba elementos da área da saúde, da área da educação e da área social. Com estes recursos humanos e com o apoio de instituições locais, têm sido desenvolvidas atividades e ações de forma a contribuir para o bem-estar dos/as cuidadores/as informais e das pessoas de quem cuidam.

Para além dos atendimentos que são realizados com o intuito de informar e esclarecer sobre as várias medidas relacionadas com o Cuidador Informal, existem, atualmente, em dinamização dois Grupos de Ajuda Mútua (GAM), que reúnem mensalmente, sendo um grupo no baixo concelho, que mantém atividade há dois anos, e outro mais recente na Vila da Póvoa de Lanhoso.

Estes encontros têm carácter informal e lúdico, sendo envolvidos por conversas e partilha de experiências para além da capacitação das pessoas participantes em temáticas relacionadas com os seus interesses, necessidades e vivências.

Esta resposta tem tido um impacto muito positivo e muito enriquecedor junto das famílias. As cuidadoras informais que participam nestes encontros, de sessão para sessão, mostram-se muito motivadas, envolvidas e valorizam esta iniciativa como muito útil e positiva para elas.

Assim, se é Cuidador/a Informal e precisa de esclarecer alguma dúvida do seu interesse, pode fazer a sua inscrição ou contactar o Gabinete de Apoio ao Cuidador Informal (GACI), que funciona no edifício da Casa da Botica, de segunda a sexta-feira, entre as 9h00 e as 18h00, através dos contactos telefónicos 253 639 700, 253 639 794 ou através do email gaci@mun-planhoso.pt.

Grupos de Ajuda Mutua dinamizados pelo Gabinete de Apoio ao Cuidador Informal.jpg

PÓVOA DE LANHOSO: CONSELHO MUNICIPAL DA JUVENTUDE VAI LANÇAR ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DA JUVENTUDE (OPJ)

Conselho Municipal da Juventude povoense vai lançar OPJ.jpeg

No passado dia 19 de Fevereiro realizou-se mais uma reunião do Conselho Municipal da Juventude presidida pelo Vereador da Juventude e Associativismo, Ricardo Alves.

Participaram vários representantes de associações do concelho, designadamente João Oliveira, em representação da Juventude Social-democrata; Eulália Rodrigues, da Juventude Socialista; Tatiana Couto, da Associação Juvenil Voz dos Anjos; Ângela Veloso, do Núcleo de Escuteiros; Carina Pereira, da 1.ª Companhia Guias de Fontarcada; Filipa Silva, da Associação de Estudantes da Escola Secundária; Sílvia Oliveira, da CPCJ e Sérgio Pereira, da Federação de Associações Juvenis do Distrito de Braga – FAJUB.

Da agenda de trabalhos desta sessão, que decorreu no Espaço Jovem, destaca-se a apresentação da proposta para a realização do primeiro Orçamento Participativo Jovem da Póvoa de Lanhoso. Ricardo Alves, o responsável do executivo povoense por esta área, referiu que “temos os olhos postos na juventude e no ritmo que este setor pode imprimir à dinâmica social do concelho, por isso reforço a necessidade de todos/as se envolverem e participarem.” Frisou ainda a necessidade de se incentivar os jovens a exercer os seus direitos de cidadania e a darem os seus contributos para as melhorias que, poderão resultar muito bem, não só para a juventude, mas abrangerão todas as faixas etárias da população.

A operacionalização do OPJ deverá ser estruturada em várias fases que vão desde a definição da verba que lhe será afetado, as áreas temáticas elegíveis, os mecanismos de participação e da equipa de acompanhamento; a informação e divulgação do processo do OPJ pelo território municipal; a elaboração e submissão por parte dos participantes das propostas ao OPJ; a análise técnica das propostas pela Comissão de Análise; o processo de votação; a homologação da(s) proposta(s) vencedora(s); e a apresentação pública dos resultados.

Nesta reunião foi ainda apresentada a proposta relativa à realização de um inquérito cujo objetivo é permitir aos/às jovens participarem na construção de políticas de juventude ajustadas às suas necessidades e à sua realidade, através dos contributos que possam dar. Simultaneamente, poderá obter-se um diagnóstico da juventude do concelho de modo a que as atividades a propor se adequem aos seus interesses, necessidades e opiniões, mas para tal se concretize é imperativo que haja uma participação massiva dos/das jovens, responsabilizando-os no seu papel ativo de construção de uma sociedade mais justa.

A próxima reunião ficou agendada para o próximo dia 15 de abril de 2024.

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO REALIZOU REUNIÃO DESCENTRALIZADA EM CALVOS (UF CALVOS E FRADES)

Reuniao de Camara descentralizada da Povoa de Lanhoso realizou-se em Calvos, UF Calvos e Frades.jpg

Na última reunião de Câmara foi aprovada a atribuição de um apoio financeiro de 51.997,26€ à Fábrica da Igreja de Nossa Senhora do Amparo da Póvoa de Lanhoso, destinando-se este valor a financiar as comemorações do Centenário da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo e as obras de restauro da Igreja Paroquial.

Nesta sessão, descentralizada, que se realizou no dia 14 de Fevereiro na Sede da Junta de Freguesia em Calvos (União de Freguesias de Calvos e Frades), foram também aprovadas as propostas para atribuição de apoio financeiro a outras entidades concelhias, designadamente aos Ranchos Folclóricos de Santa Maria de Verim, de Garfe, da Póvoa de Lanhoso, de Porto d'Ave -Taíde e de Fontarcada, no valor de 2.500,00€ a cada.

Foi também aprovada a concessão de apoios financeiros à Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar António Lopes e à Associação Rotary Club Póvoa de Lanhoso, no montante de 500,00€ a cada.

Os pontos respeitantes aos protocolos a estabelecer com o “Grupo Cénico Povoense” e com a “Em Diálogo” também não mereceram qualquer discordância, bem como o protocolo a assinar com o Município de Gondomar, a Act Certifica e a Imprensa Nacional Casa da Moeda, destinado a garantir uma maior e mais eficaz credibilização da autenticidade da Marca de Certificação da Filigrana de Portugal.

Esta reunião, na qual foram discutidos a totalidade dos 15 pontos agendados, todos eles aprovados por unanimidade, decorreu no âmbito da descentralização da realização das reuniões deste órgão autárquico numa perspetiva de aproximação da população a quem decide.

PÓVOA DE LANHOSO ACOLHEU REUNIÃO DA REDE DE MONUMENTOS E MUSEUS DO AVE

Reuniao da REMMO na Povoa de Lanhoso (19 fev 2024) (3).jpeg

Com os olhos postos na valorização conjunta do território, a Póvoa de Lanhoso recebeu, esta segunda-feira, 19 de fevereiro, uma reunião da REMMO – Rede de Monumentos e Museus do Ave.

No arranque dos trabalhos, o grupo foi recebido pelo Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, pela Vereadora da Cultura, Fátima Moreira, e pelo representante da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave, Paulo Costa Pinto.

“O trabalho em rede é muito importante. Esta conexão aumenta a promoção dos territórios”, começou por destacar o autarca Povoense, adiantando que “esta promoção valoriza todos e também é um dos elementos que aumenta os fatores de competitividade das regiões”. Frederico Castro desejou ainda uma reunião “frutífera”, referindo: “Precisamos desses frutos para valorizar o nosso território”.

Para além de pessoal técnico da Autarquia, o grupo de trabalho englobou ainda representantes da CIM do Ave, das Autarquias de Fafe, Vizela e Vieira do Minho, assim como do Paço dos Duques de Bragança, do Museu Alberto Sampaio, da Sociedade Martins Sarmento e da Fundação Cupertino de Miranda. Estes elementos tiveram oportunidade de visitar diversos locais de interesse do concelho, como o Castelo e o Castro de Lanhoso, o Museu do Ouro, a Igreja Românica de Fontarcada, Museu de Arte Sacra e a igreja do Santuário de Porto de Ave, assim como o Centro Interpretativo Maria da Fonte, onde encerraram os trabalhos.

A Vereadora da Cultura, Fátima Moreira, destacou a premência de tornar estes espaços acessíveis a todas as pessoas, referindo a Rota dos Monumentos Inclusivos, que se encontra em fase inicial e revelando que o projeto “Castelo Inclusivo” foi selecionado como boa prática a apresentar no XVII Congresso Internacional de Cidades Educadoras, que acontecerá de 21 a 24 de maio, no Brasil.

Esta foi a primeira vez que a reunião da REMMO decorreu nestes moldes, ou seja, contemplando uma visita alargada ao terreno e um conhecimento aprofundado do território. De acordo com o representante da CIM do Ave (entidade enquadradora da rede), Paulo Costa Pinto, o objetivo foi partilhar experiências e criar condições para projetos comuns.

Reuniao da REMMO na Povoa de Lanhoso (19 fev 2024) (1).jpeg

Reuniao da REMMO na Povoa de Lanhoso (19 fev 2024) (2).jpeg

PÓVOA DE LANHOSO: NOVO LAR DO CENTRO SOCIAL DE GARFE VAI TER CAPACIDADE PARA 30 UTENTES

O novo Lar do Centro Social de Garfe vai ter capacidade para 30 utentes.jpeg

O Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, esteve presente na cerimónia de lançamento da 1.a pedra da ERPI – Estrutura Residencial para Pessoas Idosas de Garfe, que decorreu no passado domingo, 18 de Fevereiro.

Tomaram parte nesta cerimónia tão especial para os/as garfenses, além do Presidente da Assembleia Municipal, António Queirós, do Presidente da Junta de Freguesia, Paulo Ferreira, também o Presidente do Centro Distrital da Segurança Social de Braga, Dr. Paulo Ferreira e o Diretor da União Distrital das IPSS de Braga, Arq.to Jorge Pereira. Outras instituições do concelho também se fizeram representar, como foi o caso da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários, da Associação “Em Diálogo, a par de Gilberto Anjos e Gabriela Fonseca, deputados da Assembleia da República.

O líder do executivo povoense, visivelmente satisfeito, referiu no final da cerimónia que “encerramos uma etapa de preparação, de execução de projeto e de apresentação de candidaturas comtempladas pelo programa PARES 3 e que envolvem valores que ascendem a 2 milhões de euros. A Câmara Municipal esteve neste processo, como é o seu dever e como está em todos os processos em que as instituições sociais necessitam do apoio da autarquia, que é não só contribuindo com meios financeiros, e estamos a falar de um investimento de quase 350 mil euros, mas também com o apoio dos nossos técnicos que tiveram e vão continuar a ter um papel muito importante nos próximos 18 meses que é o prazo de execução da obra. Por isso, num dia como o de hoje em que conseguimos encerrar um capítulo e começar uma nova fase, eu sou um Presidente de Câmara feliz, pois sinto que estamos cumprir a nossa missão.” Continuou, ainda, chamando a atenção para que “obras, como esta ERPI, surgem da conjugação de fatores entre as várias entidades envolvidas, além do Centro Social de Garfe, da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal, é estarem nos Ministérios e na liderança de determinadas pastas governantes que tenham a sensibilidade e que compreendam a necessidade que existe no nosso território de promovermos esta coesão social. E foi isso que aconteceu ao nível desta infraestrutura com a importante intervenção que teve a Ministra Ana Mendes Godinho, com responsabilidades nas áreas da Solidariedade e Segurança Social.

Somos um concelho com muitas instituições de referência não só na Póvoa de Lanhoso, como no distrito de Braga que fazem um trabalho fantástico, e o papel da autarquia é estar ao lado das instituições, apoiar estes projetos e dessa forma, também ajudar a coser esta malha da rede social que é cada vez mais resistente e mais capaz no cumprimento dos seus objetivos, que são servir a população.”

O Padre Luís Fernandes, Presidente da Direção do Centro Social e Paroquial de Garfe, referiu, na sua alocução, a data de 4 Abril de 1997 que marcou o início do trajeto deste Centro Social bem como a de 17 de Fevereiro de 2002, em que foi inaugurado o Centro de Noite, a primeira estrutura desta natureza, no país. “Com o passar do tempo estas repostas tornaram-se escassas, pois apesar de valorosas, não colmataram a necessidade de um lar que servisse não só os/as idosos/as da freguesia, mas também os/as das freguesias vizinhas … realiza-se agora um sonho que tem 22 anos.”

Reforçou ainda que “ os/as nossos utentes do Centro de Noite sabem que, com o novo lar, vão poder continuar aqui quando as forças começarem a ser poucas e sabem que podem passar aqui, espero que bem, os seus últimos dias”, e terminou, destacando o apoio da Câmara Municipal em todo o processo.

O novo lar terá capacidade para 30 utentes, mas o Centro Social e Paroquial de Garfe tem 12 idosos/as no Centro de Noite, faz apoio domiciliário a mais de 22 pessoas, comportando ainda a sua estrutura as valências de Atividades de Tempo Livre e Prolongamento de Horário a mais de 55 crianças.

PÓVOA DE LANHOSO: IDOSOS/AS PINTARAM O DIA MUNDIAL DA ESCRITA NA CASA DO LIVRO

Idososas pintaram o Dia Mundial da Escrita na Casa do Livro.jpg

Foram 20 os/as idosos/as do Centro Social e Paroquial de Monsul que participaram numa atividade de escrita que se realizou, hoje, na Casa do Livro.

Apesar de já se ter assinalado o Dia Mundial da Escrita no final do mês de Janeiro, foi tempo, ainda, para os/as utentes desta IPSS assinalarem esta data na Biblioteca Municipal.

Sabendo de antemão que algumas pessoas tem um grau de literacia muito baixo, a verdade é que as atividades oferecidas respeitaram todas estas especificidades As técnicas dos Serviços Educativos preparam os materiais de acordo com o público presente e direcionam os trabalhos de modo a poder integrar todos/as, proporcionando-lhes a oportunidade de realizar tarefas, que de outro modo seriam irrealizáveis. “Só tenho a segunda classe, mas ainda me lembro de como era o M”, dizia a D.a Maria. Noutros casos, em que a memória ou a vida não ajudou, os balões das folhas ganharam cor e as letras impressas foram contornadas a marcador.

No final da atividade de hoje, o Sr. Carlos, o poeta deste grupo brindou todos/as com um poema da sua autoria, que dedicou às técnicas que os receberam.

São momentos de alegria e de partilha entre o grupo que ficam registados na memória de todos/as eles/elas e que a diretora técnica acompanha semanalmente. Às quintas-feiras estes/as utentes deslocam-se, habitualmente à vila, para realizar diversas atividades nos espaços municipais, como por exemplo, no Centro Interpretativo Maria da Fonte, ou no Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos, aonde vão cuidar da sua horta, no âmbito do projeto Hortas Comunitárias Nestas manhãs, podem ainda ser efetuadas “atividades de independência”, como ir à farmácia ou à feira e, antes de regressarem às suas casas, almoçam no Espaço Jovem.

São estas parcerias dinâmicas que o Município pretende incentivar, criando-se condições e oportunidades para que todos/as os idosas/as do concelho se mantenham ativos e autónomos. Com estas iniciativas, que estimulam a motricidade e a memória e contribuem para uma melhor saúde física e mental, proporcionam-se também momentos de convívio, que contribuem para combater o isolamento e a solidão da nossa população mais idosa.

PÓVOA DE LANHOSO: SERVIÇOS EDUCATIVOS DA CULTURA ENVOLVEM MAIS DE1180 CRIANÇAS EM ATIVIDADES AO LONGO DO ANO SEM ESQUECER OS 50 ANOS DO 25 DE ABRIL

LeiturasEncenadas.jpg

Os serviços educativos da Cultura promovem, ao longo de todo o ano letivo, várias atividades destinadas aos/às alunos/as do Ensino Pré-escolar e do 1.º Ciclo do Ensino Básico, abrangendo os dois Agrupamentos de escolas concelhios. Num ano em que se comemoram os 50 anos da Liberdade e da Democracia, o momento propicia-se para a ensinar aos/às mais novas um pouco mais acerca do valor que esta data representa para a história do nosso país.

São mais de 740 crianças do 1.º Ciclo e aproximadamente 450 do Pré-escolar que, de acordo com um agendamento combinado com a Direção dos Agrupamentos, são alvo privilegiado destes serviços. Numa dinâmica que se traduz em conhecimento e novas experiências, os serviços educativos, ou se deslocam aos estabelecimentos de ensino com uma leitura encenada – para os/as alunos/as do pré-escolar e 1.º e 2.º anos, ou foram os/as alunos/as que se deslocaram, como é o caso das turmas de 3.º e 4.º anos, à Casa do Livro e ao CIMF; e ao Castelo de Lanhoso, respetivamente. 

 Nessa perspetiva, durante o mês de Janeiro, os/as alunos/as do 3.º ano assistiram ao teatro de fantoches “Maria da Fonte”, que lhes foi oferecido na Casa do Livro – Biblioteca Municipal e rentabilizaram ainda a deslocação com a visita ao Centro Interpretativo Maria da Fonte (CIMF). Neste espaço foi-lhes dada a oportunidade de conhecer mais de perto a história da Revolta da Maria da Fonte, um dos elementos mais identitários da Póvoa de Lanhoso.

Outro dos ex-libris do concelho, o Castelo de Lanhoso, foi visitado pelas turmas de 4.º ano. A “Casa de D. Teresa” foi a atividade que decorreu no Castelo de Lanhoso, durante a qual as crianças puderam assistir a um vídeo sobre a sua história e que vai de encontro ao conteúdo pedagógico da disciplina de História e Estudo do Meio. Desta atividade, que decorreu durante o mês de Novembro, fez ainda parte a visita guiada por todo aquele espaço e uma atividade lúdica.

Comemorando-se este ano os 50 anos do 25 de Abril, estes alunos/as virão ao Theatro Club, assistir encenação da história “Robertices" de Luísa Dacosta, e "O 25 de abril contado às crianças..." de José Jorge Letria, pretendendo-se reforçar os conhecimentos dos/das mais novos/as acerca deste marco tão importante da nossa democracia.

Ainda no âmbito destas Comemorações será realizada a “Marcha da Leitura”, no dia 18 de abril, durante a manhã, saindo os/as alunos/as à rua para desafiar a população a recordar e falar de como eram as coisas antes e depois do 25 de Abril, e como passaram a ser após essa madrugada.

As leituras encenadas têm como protagonistas as técnicas dos serviços educativos que se deslocam a cada um dos estabelecimentos de ensino para apresentar histórias que fazem parte do Plano Nacional de Leitura, como é o caso de: "Aquela nuvem e outras" de Eugénio de Andrade, para o 1.º ano, de “Meninos de todas as cores" de Luísa Ducla Soares, para o 2.º ano. "A árvore da escola", de António Sandoval, será a história replicada aos/às mais pequeninos/as, mas mais lá para o final do ano.

Os serviços educativos são um recurso educativo que trabalha em estreita articulação com as Bibliotecas Escolares dos Agrupamentos e a Rede de Bibliotecas Escolares. As histórias escolhidas respeitam e potenciam os programas curriculares e as matérias definidas nas metas curriculares de cada ano letivo, transformando-se em encenações lúdicas que contribuem para consolidação de conhecimentos.

Para os/as alunos/as do 6º ano está também programado um espetáculo de teatro “Os Piratas”, obra trabalhada neste ano escolar, e uma visita ao Theatro Club.

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE II SEMANA MUNICIPAL DA PROTEÇÃO CIVIL

Apresentacao da II Semana Municipal da Protecao Civil (2).jpg

De 19 de fevereiro a 1 de março, a Autarquia da Póvoa de Lanhoso promove a II Semana Municipal da Proteção Civil, com propostas focadas na sensibilização para as medidas de autoproteção e para a segurança rodoviária.

A apresentação do programa realizou-se na manhã desta quarta-feira, dia 14 de fevereiro, nos Paços do Concelho. “Neste mandato, decidimos canalizar determinados meios para dar as condições à Proteção Civil, para poder levar a cabo a sua missão no dia a dia, com o grau de eficácia que é exigido a um Município como nós queremos que seja encarado o Município da Póvoa de Lanhoso”, referiu o Presidente da Câmara Municipal. “Há barómetros que ajudam a definir a maturidade, o grau de evolução de uma sociedade e um deles, para mim, é a forma como encaramos os aspetos que têm que ver com a Proteção Civil e a importância que a Proteção Civil tem no dia a dia das pessoas”, considerou ainda Frederico Castro, ladeado pelo Vereador da Proteção Civil, Ricardo Alves, pelo Coordenador Municipal, Pedro Dias, e pelo membro do Gabinete de Apoio à Presidência mais ligado à temática da Proteção Civil, Luís Novais.

O Presidente da Câmara Povoense destacou ainda o investimento que o seu Executivo tem realizado ao nível da Proteção Civil, quer através do apetrechamento do Serviço Municipal de Proteção Civil, quer através da proximidade aos restantes agentes de Proteção Civil, quer por via da sensibilização da comunidade para este tema. Para Frederico Castro, “a Proteção Civil tem feito um excelente trabalho e queremos continuar nesta senda de investimento, de presença e de fazer a diferença na vida das pessoas”.

Para além da realização do Seminário “A Segurança Rodoviária e a Proteção Civil”, no dia 27 de fevereiro, e de diversos simulacros em estabelecimentos escolares do concelho, entre 19 e 21 de fevereiro, o programa a desenvolver, em colaboração com diversas entidades de âmbito local e nacional, engloba ainda, de novo, uma exposição de meios, para assinalar o Dia da Proteção Civil (1 de março), bem como a realização de ações de sensibilização (teatro humorístico e uma palestra) junto do público escolar e da população sénior, das Escolas Básicas e dos Centros de Convívio, nos dias 22, 23 e 26 de fevereiro. As ações temáticas direcionadas para a comunidade escolar têm continuidade, no dia 29 de fevereiro, através do Clube de Proteção Civil do Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio, grupo que, no dia 22 de fevereiro, tem agendada uma deslocação a Lisboa para conhecer a sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil. O programa engloba ainda a realização da reunião da Comissão Municipal da Proteção Civil, no dia 28 de fevereiro.

Promovida pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, a Semana Municipal da Proteção Civil é dinamizada com a colaboração da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, da Eurosistra Portugal – Segurança e Ambiente, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, da GeoAtributo, da GNR, da Liga Nacional dos Bombeiros, dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, do INEM e da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Programa Semana Municipal da Proteção Civil: bitly.ws/3dcqV

Programa do Seminário “A Segurança Rodoviária e a Proteção Civil”: bitly.ws/3dcuG

Apresentacao da II Semana Municipal da Protecao Civil (1).jpg

PÓVOA DE LANHOSO TEM DISPONÍVEL SERVIÇO DE TRANSPORTE POR PEDIDO

A Póvoa de Lanhoso tem disponível um novo serviço de transporte a pedido no município. Destinado a pessoas residentes em lugares que não estão abrangidos pela rede regular de transportes, este serviço visa reduzir as assimetrias no acesso ao transporte e aumentar a mobilidade da população.

Disponível desde o início do ano, com itinerários, horários e tarifas predeterminadas, o novo serviço realiza-se três dias por semana, duas vezes ao dia. Para beneficiar do Transporte a Pedido é obrigatório realizar uma marcação prévia, até às 13h00 do dia útil anterior ao da viagem, com indicação da origem, destino e horário pretendido. No momento da reserva, as pessoas serão informadas sobre o local e hora de passagem do transporte nos locais com sinalética de Transporte a Pedido, e, no dia seguinte, na hora e local marcados, o transporte irá recolher os passageiros.

“O serviço de Transporte a Pedido tem como objetivo beneficiar a mobilidade da população das zonas mais periféricas da Póvoa de Lanhoso, com tarifas que consideramos acessíveis. Ao mesmo tempo, facilita o acesso, sobretudo da população envelhecida, à Vila sede do concelho, onde se localizam os principais serviços a que estas pessoas precisam de recorrer, no seu dia a dia.” afirma o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

De acordo com o responsável, “trata-se de uma resposta que vai melhorar a qualidade de vida na Póvoa de Lanhoso, ao contribuir para esbater assimetrias geográficas dentro do nosso território e para reforçar a aplicação do princípio da igualdade de oportunidades para todas as nossas populações”.

A consulta das localidades do Município da Póvoa de Lanhoso abrangidas por este serviço pode ser feita no site da Ave Mobilidade (avemobilidade.pt/home). As reservas são feitas através do número 253 415 015.

CAMINHA: AUTARCAS DE ÂNCORA E VILA PRAIA DE ÂNCORA QUEREM RECUPERAR A ANTIGA PONTE EIFFEL ATUALMENTE ABANDONADA EM PÓVOA DE LANHOSO

424931921_1086698716098423_1670433013465778735_n.jpg

No dia de ontem, 7 de fevereiro, o Secretário da Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora, Luís Matias, e o Presidente da Junta de Freguesia de Âncora, Peter Martins, deslocaram-se ao Município da Póvoa do Lanhoso, onde reuniram com o Sr. Presidente da Câmara Municipal, Dr. Frederico Castro, a fim de se inteirarem sobre as intenções desse município relativamente à antiga Ponte Eiffel.

Esta ponte, até ao ano de 1989, ligava as duas margens do Rio Âncora, na zona do Paredão, mas em 1993 foi levada para aquele município para ser reutilizada em outra travessia, o que acabou por não acontecer, tendo, infelizmente, acabado abandonada num terreno a céu aberto.

É intenção das Freguesias de Âncora e de Vila Praia de Âncora, recuperar uma parte da história das duas Freguesias. Muitos de nós, certamente, ainda nos recordaremos de na infância fazermos as travessias a pé, sobre a ponte, para o campo do Âncora Praia FC ou das brincadeiras e dos saltos para banhos no Rio Âncora.

O estado da Ponte Eiffel é de avançada degradação e foi com alguma tristeza e nostalgia que, ontem, tiramos estas fotografias, que aqui partilhamos, a uma ponte que tão boas recordações traz.

O Sr. Presidente da Câmara Municipal da Póvoa do Lanhoso, Dr. Frederico Castro, não fechou a porta a nenhuma proposta, estando também este Município com ideias de reutilização de partes da ponte em locais nobres de Póvoa do Lanhoso.

Continuamos em contacto e aguardaremos decisões e soluções que satisfaçam todas as partes envolvidas.

422042234_1086698979431730_5274283252301501745_n.jpg

424613744_1086698839431744_3589334272239849314_n.jpg

424613763_1086698852765076_8443826587981162824_n.jpg

424660367_1086698696098425_140389539539149576_n.jpg

424888872_1086698952765066_8860996530438153598_n.jpg

424898805_1086698969431731_3511427339036640101_n.jpg

424952837_1086698736098421_6730189244271141798_n.jpg

424974757_1086698869431741_583360825425667099_n.jpg

424983042_1086698722765089_6730759370704830261_n.jpg

Capturarponteancora (3).JPG

A Ponte do Rio Âncora, uma das pontes portuguesas traçadas por Gustave Eiffel, foi inaugurada em 1 de Julho de 1878. Virou monte de sucata em Póvoa de Lanhoso. (Fonte: Arquivo Municipal do Porto / Reprodução de foto de Emílio Biel)

ponte_eiffel_abandon4503804e_base.jpg

MAIS DE 1100 CASAS JÁ ADERIRAM AO PROJETO PILOTO DE RECOLHA BIORRESÍDUOS NA PÓVOA DE LANHOSO

(Arquivo - Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso distribuiu contentores e sacos para recolha de biorresíduos_01).jpg

Implementado pelo Município da Póvoa de Lanhoso, o projeto piloto “Recolha Bio” registou, em 2023, a adesão de 1141 fogos.

A adesão é gratuita e em pouco ou nada altera os hábitos das famílias. De acordo com o Vereador responsável pelo Pelouro do Ambiente, Paulo Gago, “a participação de todos é importante, pois contribui para a valorização de resíduos”.

Nesta primeira fase, o projeto destinado à recolha seletiva dos biorresíduos abrange apenas o setor doméstico na freguesia da Póvoa de Lanhoso – Nossa Senhora do Amparo. Para meados de 2024, está previsto o seu alargamento a mais freguesias do concelho (Lanhoso, Taíde, União de Freguesias de Fontarcada e Oliveira e União de Freguesias de Campos e Louredo).

As pessoas residentes na Vila sede de concelho, que ainda não o tenham feito, podem aderir gratuitamente e receber o respetivo kit para biorresíduos (composto por contentor e sacos), junto do Balcão Único, que funciona nos Paços do Concelho. No mesmo local, também é possível proceder ao levantamento de mais sacos, visto que os que são utilizados neste projeto têm uma cor diferenciadora, para permitir a respetiva triagem.

O “Recolha Bio” é um projeto financiado pelo Fundo Ambiental, que tem a Comunidade Intermunicipal do Ave como entidade intermediária. A Braval é entidade parceira.

(Arquivo - Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso distribuiu contentores e sacos para recolha de biorresíduos_02).jpg

PÓVOA DE LANHOSO: “SENTE-SE À MESA COM A GENTE” NUM DOS 30 RESTAURANTES POVOENSES ADERENTES

A Póvoa de Lanhoso vai receber mais uma edição dos Fins-de-semana Gastronómicos, que “já é uma aposta ganha para a nossa gastronomia e para a promoção do nosso concelho!” Foram as palavras de Ricardo Alves, Vereador do Pelouro do Turismo e Eventos, na abertura da conferência de imprensa, que decorreu esta manhã, destinada a apresentar esta iniciativa._Sente-se à mesa com a gente_ num dos 30 restaurantes povoenses aderentes .jpeg

Tiveram especial destaque dois pratos tradicionais que estão especialmente ligados à Póvoa de Lanhoso, designadamente, o Cabrito à S. José e o Bife à Romaria, que os restaurantes povoenses irão apresentar nos seus menus, respetivamente, nos dias 16, 17 e 19 de Março, na festa de S. José e nos dias 30 e 31 de Agosto e 1 de Setembro, na Romaria de N.a Sr.a de Porto d’Ave.

Dirigindo o convite a todos/as para visitarem a Póvoa de Lanhoso e “sentarem-se à “Mesa com Gente”, nos 30 restaurantes povoenses aderentes e a apreciar a gastronomia tão identitária da região”, Ricardo Alves referiu, ainda, que os/as turistas poderão usufruir de um desconto nos 13 empreendimentos turísticos que aderiam a esta iniciativa, sendo esta uma forma de aliar a oferta da gastronomia e da restauração à parte do alojamento.

Também, à semelhança do ano passado, irão ser oferecidos aos/às clientes dos restaurantes entradas gratuitas para a Torre de Menagem do Castelo de Lanhoso e um cupão que habilita ao sorteio de um coração de filigrana certificada de Portugal, produzido pelos filigraneiros locais. A continuidade da realização deste concurso pretende reforçar a identidade da Póvoa de Lanhoso como terra da Maria da Fonte, do Castelo de Lanhoso e da Filigrana.

Tendo por base as estatísticas fornecidas pela Associação Comercial de Braga que assentam nos números referentes a pagamentos, os valores pré pandemia já foram, não só alcançados como também superados, esperam-se excelentes registos para 2024, para a restauração e alojamento povoenses.

Conheça aqui os restaurantes aderentes ao primeiro fim-de-semana: https://bit.ly/490qcC4

CapturarPLA.JPG

PÓVOA DE LANHOSO CELEBRA O 25 DE ABRIL

“50 anos, 50 imagens” – a Póvoa de Lanhoso em imagens, iniciativa que assinala os 50 anos do 25 de Abril

Começaram a ser partilhadas nas redes sociais do Município, desde o primeiro domingo de Janeiro, imagens de memórias povoenses. A partir dessa data, e até ao final do ano, irá ser publicada, pelas 12h00 de cada domingo, uma imagem relativa a cada ano, de um evento ou iniciativa marcante do mesmo, assinalando assim o percurso do concelho, em diferentes dimensões, nestes 50 anos da Revolução dos Cravos.

50 anos, 50 fotos do 25 de Abril_1.JPG

A iniciativa “50 anos, 50 imagens”, faz parte do programa das comemorações dos 50 Anos do 25 de Abril, que foi apresentado no passado dia 13 de Janeiro, nos Paços do Concelho, pelo Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, que também é o Presidente da Comissão Executiva.

No ensejo foram ainda apresentados/as os/as restantes elementos desta Comissão, bem como a Comissão de Honra, cujo convite para a presidir foi aceite pelo Amândio Santa Cruz Domingues Basto Oliveira.

Figura povoense reconhecida pelo seu percurso profissional e político exemplar, Amândio Basto de Oliveira partilhou, no momento, a sua satisfação por fazer parte “das Bodas de Ouro do 25 de Abril, desta data histórica que marcou irreversivelmente a vida de todos os/as povoenses”.

Conheça o programa completo das comemorações dos 50 anos do 25 de Abril na Póvoa de Lanhoso em bit.ly/48OZCLA

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO JÁ PROCEDEU À ESTERILIZAÇÃO DE 384 ANIMAIS DE COMPANHIA

Desde o início da campanha, que está no terreno desde Maio de 2022, já foram esterilizados 146 cães e 238 gatos, números que apontam para o sucesso desta iniciativa.

Povoa de Lanhoso prossegue com campanha de esterilizacao de animais.jpeg

Já no final do ano passado os números registados deixavam perceber que a decisão de levar a efeito este procedimento se tinha revelado da maior pertinência devido à adesão verificada.

A esterilização dos animais constitui o método de eleição no combate à sobrepopulação canina e felina. A este facto, juntam-se inúmeros benefícios para a saúde dos animais.

Com esta consciência, o Município da Póvoa de Lanhoso, em colaboração com associações (CAPA – Clube de Adoção e Proteção de Animais, Movimentos Gatos de Rua e Bigodes de Ouro), iniciou este processo de controlo da natalidade de cães e gatos que permitiu que, na primeira fase, fossem abrangidos os animais de rua. O segundo momento destinou-se a cães e gatos com donos/as, podendo estes beneficiar de preços reduzidos.

Esta campanha continua em curso e as pessoas interessadas devem dirigir-se à respetiva Junta de Freguesia ou aos serviços veterinários municipais.

Relembramos que, além da questão reprodutiva, a esterilização tem benefícios para os animais e seus donos/as, designadamente a diminuição da agressividade (principalmente nos machos); a supressão de todas as situações desagradáveis associadas ao comportamento sexual e expressão do cio, como fugas ou ninhadas indesejadas; e a eliminação ou redução da incidência de diversas infeções ou doenças associadas ao trato reprodutivo, trazendo uma vida mais longa e saudável para o animal.

Esta é ainda uma medida determinante para o controlo populacional de animais de companhia e, como tal, para a diminuição dos animais abandonados.

PÓVOA DE LANHOSO APRESENTOU BOAS PRÁTICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS ORGANIZAÇÕES

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através da Vice-Presidente Fátima Moreira, partilhou a experiência e práticas locais no decorrer da XIV Convenção da Rede Portuguesa de Responsabilidade Social das Organizações, realizada no dia 25 de janeiro, em Lisboa, visando assinalar o Ano Europeu das Competências.

Povoa de Lanhoso apresentou Boas Praticas de Responsabilidade Social das Organizacoes (1).jpg

A representante da Autarquia interveio na Mesa Redonda que abordou as Boas Práticas de Responsabilidade Social e deu conta de algumas das medidas e dos projetos existentes e em implementação no Município Povoense, que traduzem a preocupação com os desafios que o tema acarreta para as políticas públicas.

Do ponto de vista interno, ou seja, no tocante à relação com os/as funcionários/as, Fátima Moreira apontou as medidas diversas, destacando-se uma que é pioneira em termos nacionais e que se prende com a dispensa de colaborador/a, por um período de duas horas, no dia de aniversário de pai e da mãe com idade igual ou superior a 65 anos. A dispensa aos/às funcionários/as no dia de aniversário e a dispensa de meio dia na data do aniversário de filhos/as com menos de 12 anos foram também exemplos apontados.

Do ponto de vista externo, ou seja, na relação da Autarquia com a comunidade, Fátima Moreira deu o exemplo da “Eco loja social” e da “Empresa Solidária”. Estes exemplos são reflexo da forma como a Autarquia da Póvoa de Lanhoso entende a responsabilidade social. Ou seja, como entidade capaz de dinamizar, concentrar e direcionar as sinergias da comunidade para o desenvolvimento de projetos de cariz social.

De resto, a partilha da boa prática que é a “Empresa Solidária” levou a que o projeto fosse referenciado, na sessão de encerramento da convenção, pelo Presidente da Associação Portuguesa de Saúde, Higiene e da Segurança no Trabalho para o Desenvolvimento e Cooperação Internacional – ONGD (uma das entidades que dirige a RSO PT), Victor Jorge.

Nesta Convenção, participaram ainda nomes como Miguel Fontes, Secretário de Estado do Trabalho; Augusto Mateus, antigo Ministro da Economia; e Carla Tavares, Presidente da CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego.

A Rede RSO PT - Rede Nacional de Responsabilidade Social das Organizações é uma estrutura aberta, multissectorial e multifuncional, que agrupa instituições de referência do mundo empresarial e da sociedade civil em Portugal, que promove a responsabilidade social das organizações.

Na sua XIV Convenção, a RSO PT debateu as competências, produtividade e salários em Portugal, no ano em que se assinala o Ano Europeu das Competências.

PÓVOA DE LANHOSO: EXPOSIÇÃO DE TRIBUTO A RAMOS COSTA ANTECEDE ABERTURA DO CONTE

Foi inaugurada, no passado sábado, a exposição sobre Manuel Ramos Costa, em cerimónia que contou com presença do Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, da Vereadora Fátima Moreira e dos Vereadores Paulo Gago e Ricardo Alves, bem como do Presidente da Assembleia Municipal, António Queirós.

Exposição de tributo a Ramos Costa antecede abertura do CONTE.jpg

Em representação da Federação Portuguesa de Teatro esteve o seu Presidente, Valdemar Mota e, da Fundação Inatel, esteve Rui Sérgio Mateus, Coordenador do Núcleo de Atividades Culturais.

Para participar nesta homenagem, a Contacto - Companhia de Teatro Água Corrente de Ovar, da qual Ramos Costa foi um dos fundadores, fez-se representar pelo seu Presidente, Miguel Duarte e por vários elementos que dela fazem parte.  

O momento da abertura contou com uma performance de Tiago Guimarães, dos serviços da cultura do Município, que declamou alguns poemas do vasto repertório de Ramos Costa.

A Câmara Municipal decidiu celebrar, a título póstumo, este autor e ator tão marcante do teatro amador e figura maior desta arte, aproveitando a oportunidade tão adequada que foi a do primeiro espetáculo da XIX edição do Concurso Nacional de Teatro (CONTE) Ruy de Carvalho.

Com uma ligação muito estreita ao CONTE, Ramos Costa veio à Póvoa de Lanhoso, ao longo dos 19 anos em que se realizou este certame, em representação de várias companhias, tendo arrecadado grande número de galardões, que contribuíram para o extenso palmarés que alcançou ao longo da sua carreira.

Foram sete os prémios que conquistou na categoria de Melhor Encenação no Concurso Nacional de Teatro em representação de várias Companhias, sendo o encenador com mais distinções neste certame até à presente data.

A mostra, que vai estar patente na galeria de Exposições do Theatro Club inclui alguns objetos pessoais do artista, e pode ser apreciada até ao dia 2 de março, de segunda à sexta-feira, entre as 9h00 e as 12h30 e as 14h00 e as 18h00 e, em dias de espetáculo, a partir das 21h00.

A abertura da exposição decorreu às 21h00, antecedendo a subida ao palco do primeiro dos 9 espetáculos a concurso, nesta edição do XIX Concurso Nacional de Teatro (CONTE) Ruy de Carvalho. A primeira peça a submeter-se à apreciação do júri foi “Hábitos de Bebida”, uma comédia apresentada pelo Grupo Gólgota Associação, de Santa Maria da Feira.

Nos próximos 4 fins-de-semana, nas noites de sexta-feira e sábado irão subir ao palco mais oito companhias de teatro, estando a cerimónia de encerramento marcada para dia 2 de Março, data em que serão conhecidos os/as vencedores/as desta edição.

O CONTE Ruy de Carvalho é promovido pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e pela Federação Portuguesa de Teatro, em parceria com a Fundação INATEL.

GABINETE DE APOIO À PARENTALIDADE PROMOVEU CICLO DE “CONVERSAS COM PAIS+”

O Gabinete de Apoio à Parentalidade (GAP) do Município da Póvoa de Lanhoso, em colaboração com o Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio – Educação Pré-escolar, concluiu no dia 22 de janeiro um ciclo de “Conversas com Pais +”.

Gabinete de Apoio à Parentalidade promoveu ciclo de _Conversas com Pais +_ (3).jpg

Estas sessões que eram dirigidas a pais/mães e encarregados de educação de alunos/as do Ensino Pré-escolar, versando a temática dos Direitos da Criança/Parentalidade Responsável, tiveram lugar nas Escolas Básicas de Póvoa de Lanhoso, António Lopes, D. Elvira Câmara Lopes e do Cávado, respetivamente, nos dias 6 e 12 de dezembro de 2023, e 17 e 22 de janeiro de 2024.

Para além de um enquadramento relativo à Parentalidade Positiva, em cada sessão, os pais e as mães foram convidados/as a refletir e debater sobre os direitos das crianças e a sua efetiva salvaguarda em diferentes domínios, apresentando ideias e sugestões nesse sentido.

De uma forma dinâmica, os/as participantes foram ainda desafiados a refletir, no âmbito de uma parentalidade positiva e responsável, acerca do que consideram serem necessidades, por oposição aos desejos, numa alusão ao papel que os pais e as mães exercem na satisfação das necessidades e regulação do que se considera serem desejos.

O Gabinete de Apoio à Parentalidade é uma resposta do Município vocacionada para o apoio especializado para Pais e Famílias, disponibilizando um serviço gratuito de orientação, aconselhamento psicológico e psicopedagógico, bem como aconselhamento familiar e parental.

O GAP funciona na Casa da Botica, de segunda a quinta-feira das 9h00 às 18h00 e sexta-feira das 9h00 às 13h00 e pode ser contactado através do 253639700 (extensão 437) e/ou do e-mail: parentalidade@mun-planhoso.pt.

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO DIVULGA SERVIÇO DE TRANSPORTE A PEDIDO

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso acolheu uma sessão de informação sobre o transporte flexível, mais concretamente sobre a operacionalização de Serviço de Transporte a Pedido.

Povoa de Lanhoso divulgou Servico de Transporte a Pedido.JPG

Salientando que este serviço traz benefícios, sobretudo, para as pessoas com mais dificuldades de mobilidade, o Vereador responsável pelo Pelouro da Mobilidade na Autarquia, Paulo Gago, apelou à colaboração dos/as autarcas locais na divulgação desta resposta junto das respetivas populações.

Para além do Vereador Paulo Gago, participaram o Chefe de Equipa Multidisciplinar da Unidade de Mobilidade e Transportes da Autoridade de Transporte da CIM do Ave, Nuno Ferreira, a Diretora de Unidade de Negócio da Ave Mobilidade, Ana Zita Lopes, e pessoal técnico.

Nesta sessão, destinada a Presidentes de Junta, foi apresentada esta nova tipologia de transporte público, nomeadamente trajetos, horários, tarifas e condições de utilização, de entre outras particularidades. Este momento de partilha e informação realizou-se no dia 18 de janeiro, nos Paços do Concelho.

Esta resposta refere-se à operacionalização de Serviço de Transporte a Pedido, pelo que, no Município da Póvoa de Lanhoso, além do transporte que é assegurado através de Serviços Regulares, já está disponível para a população esta nova tipologia de transporte público, com níveis mínimos de serviço, prevista no Regime Jurídico do Serviço Público de Transporte de Passageiros.

Nos lugares das Freguesias abrangidos pelo Transporte a Pedido, foram implementadas paragens que assegurem a conexão à sede do Concelho, três dias por semana, com a frequência de uma circulação em direção à sede do Município no período da manhã e uma circulação no sentido oposto no período da tarde.

Este serviço funciona de acordo com itinerários, horários e tarifas predeterminadas, sendo que os passageiros podem ser tomados/as e largados/as nas paragens previamente estabelecidas, mediante reserva.

Para beneficiar do Transporte a Pedido, é obrigatório realizar uma marcação prévia (através do número de telefone 253 415 015), até às 13h00 do dia útil anterior ao da viagem, com indicação da origem, destino e horário pretendido.

No momento da reserva, as pessoas serão informadas sobre o local e hora de passagem do transporte nos locais com sinalética de Transporte a Pedido, e, no dia seguinte, na hora e local marcados, o transporte irá recolher os/as passageiros/as.

A consulta das localidades do Município da Póvoa de Lanhoso abrangidas por este serviço pode ser feita no site da Ave Mobilidade (avemobilidade.pt/home).

XIX CONCURSO NACIONAL DE TEATRO RUY DE CARVALHO CONFIRMA PÓVOA DE LANHOSO COMO CAPITAL DO TEATRO

A partir do próximo sábado, a Póvoa de Lanhoso volta a ser a capital do teatro associativo do país, com a realização do XIX Concurso Nacional de Teatro (CONTE) Ruy de Carvalho. Entre os dias 27 de janeiro e 2 de março, todos os caminhos vão dar ao Theatro Club.

(Arquivo - Apresentacao CONTE 2024).JPG

O primeiro fim de semana de CONTE fica marcado, no dia 27 de janeiro, pela apresentação da comédia (M6) “Hábitos de Bebida”, às 21h45, pelo Grupo Gólgota Associação.

A anteceder a subida desta companhia a palco, realiza-se, na Galeria do Theatro Club, a abertura de uma exposição sobre Manuel Ramos Costa. Trata-se de uma forma de homenagear, a título póstumo, um homem do teatro, com grande ligação ao CONTE. Conquistou seis prémios de Melhor Encenação no Concurso Nacional de Teatro em representação de várias Companhias (sendo o encenador com mais distinções neste certame até 2023). A abertura está marcada para as 21h00 e a mostra, com alguns objetos pessoais do artista, pode ser apreciada até ao dia 2 de março.

O CONTE Ruy de Carvalho é promovido pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e pela Federação Portuguesa de Teatro, em parceria com a Fundação INATEL.

CONTE Ruy de Carvalho é sinónimo de qualidade

Até ao dia 24 de fevereiro, o Theatro Club recebe as nove peças a concurso trazidas por companhias vindas de todo o país. Com o regresso de alguns grupos e com a estreia de outros, as expectativas estão elevadas e a qualidade é uma garantia.

A consagração dos/as vencedores/as está marcada para a noite de 2 de março. Até lá, todos/as darão o melhor, estando em disputa 12 prémios: Melhor Desenho de Luz / Prémio Orlando Worm; Melhor Cenografia / Prémio João Barros; Melhor Guarda-Roupa; Melhor Sonoplastia; Melhor Interpretação Secundária Feminina; Melhor Interpretação Principal Feminina; Melhor Interpretação Secundária Masculina; Melhor Interpretação Principal Masculina; Melhor Encenação; Prémio Maria da Fonte / Júri Popular; Prémio Prestígio Personalidade / Fundação INATEL; e Prémio Ruy de Carvalho / Melhor Produção. Tal como foi anunciado aquando da apresentação do programa do CONTE, no dia 19 de janeiro, este ano, o Prémio Prestígio Personalidade será atribuído a Manuel Ramos Costa.