Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SÃO JOÃO DE BRAGA FOI AO PORTO PROMOVER AS FESTAS SÃOJOANINAS

São João de Braga mostra-se aos visitantes no Aeroporto Sá Carneiro. Acção promocional das festas Sanjoaninas decorre até dia 17

As Festas de São João de Braga estão em destaque na loja do Turismo do Porto e Norte de Portugal localizada no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. A acção promocional teve início no dia 7 de Junho e decorre até dia 17.

13

Programas do evento em várias línguas, informações, vídeos e uma exposição decorada com diversos elementos relacionados com as Festas de São João de Braga estão à disposição de todos os turistas que se desloquem à loja.

Com esta acção pretende-se chamar a atenção dos visitantes que passam no Aeroporto Sá Carneiro, uma porta de entrada de milhares de visitantes na região, para as características singulares das Festas de São João de Braga.

Como salientou Altino Bessa, vereador do Turismo, o São João de Braga é um produto turístico de excelência e com grande margem de progressão a nível internacional. “Temos efectuado um esforço de promoção das Festas de São João. Queremos que a Associação de Festas mantenha as tradições do evento, que assume uma importância enorme na vida da Cidade, e que alie a esse factor um acréscimo na nossa estratégia de animação da actividade económica de Braga nas áreas do turismo, restauração e comércio”, salientou o Edil.

Por seu turno, Rui Ferreira, presidente da Associação de Festas de São João, referiu que esta iniciativa é importante para a divulgação do evento e permite atrair turistas que se deixem encantar com a principal festa popular da Cidade. “É uma forma de fortalecer a presença de Braga neste espaço e divulgar o principal momento da nossa vida colectiva, as Festividades de São João. Temos registado um grande crescimento de visitantes nacionais e também de estrangeiros”, disse.

Também Lídia Dias, vereadora da Cultura, afirmou que o Aeroporto Sá Carneiro é um local privilegiado para dar a conhecer as Festas de São João aos visitantes. “Os turistas têm assim a possibilidade de incluir estas festividades no seu período de férias ou de permanência no nosso país. O São João de Braga tem essa capacidade de atracção que resulta de associar a vertente de festa à valorização cultural e ao reavivar de tradições”, garantiu.

O Grupo folclórico da Associação da Universidade do Minho associou-se a esta acção promocional.

8

11

HISTORIADOR DANIEL BASTOS APRESENTA NO PORTO O LIVRO “TERRAS DE MONTE LONGO

Daniel Bastos apresentou livro no Centro Português de Fotografia

O historiador Daniel Bastos apresentou ontem no Centro Português de Fotografia (CPF), no Porto, o seu mais recente livro “Terras de Monte Longo”.

A obra, concebida a partir do espólio de um dos mais aclamados fotógrafos portugueses da sua geração, José de Andrade (1927-2008), fotógrafo de renome internacional, premiado e exposto em vários cantos do mundo, foi apresentada no espaço da prestigiada instituição pública que assegura a conservação, valorização e proteção legal do património fotográfico nacional, com sede no Porto, no Edifício da antiga Cadeia da Relação.

A apresentação da obra, uma edição trilingue traduzida para português, francês e inglês com prefácio do conhecido fotógrafo franco-haitiano que imortalizou a história da emigração portuguesa, Gérald Bloncourt, esteve a cargo do ativista cultural Joaquim Pinto da Silva, e contou com a presença simbólica de familiares do fotógrafo José de Andrade, assim como do Diretor do CPF, Bernardino Castro.

1

A contar da esquerda, o historiador Daniel Bastos, o Diretor do CPF, Bernardino Castro, e o ativista cultural Joaquim Pinto da Silva, na mesa da sessão de apresentação no Centro Português de Fotografia

 

No decurso da sessão de apresentação integrada no Dia Internacional dos Arquivos, o ativista cultural Joaquim Pinto da Silva, enalteceu o percurso multifacetado em práticas e estudos trilhado pelo investigador da nova geração de historiadores. Segundo Joaquim Pinto da Silva, a nova obra concebida e realizada por Daniel Bastos assume-se como um “livro de arte, à qual não se pode retirar o profundo sentido histórico, sociológico e etnográfico. O “belo” está integrado umbilicalmente com a sociedade e as pessoas que são fotografadas”.

Refira-se que neste novo livro, realizado com o apoio do Centro Português de Fotografia, o historiador minhoto, cujo percurso tem sido alicerçado das Comunidades Portuguesas, esboça um retrato histórico conciso e ilustrado do interior norte de Portugal em meados dos anos 70.

Através de imagens até aqui inéditas, que José de Andrade captou nessa época em povoados rurais entre o Minho e Trás-os-Montes, o historiador e autor de livros sobre a emigração, aborda as memórias do passado, não muito distante, do Portugal profundo e rural na transição da ditadura para a democracia, um período fundamental da história contemporânea portuguesa, marcado por décadas de carências, isolamento, condições de vida duras e incontáveis episódios de emigração “a salto”.

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

CHEF HÉLIO LOUREIRO VENCE BRONZE DOS ÓSCARES DA GASTRONOMIA "À MODA DO PORTO"

Chef Hélio Loureiro vence o bronze dos óscares da gastronomia com “À Moda do Porto”

A edição inglesa da obra “À Moda do Porto”, da autoria do Chef Hélio Loureiro, publicada pela Almedina, ficou em 3.º lugar na categoria “Local” de World Cuisine dos Gourmand Awards, reconhecidos internacionalmente como os óscares da gastronomia.

EatingalaPorto_frente (1)

De realçar que “Eating à la Porto” celebra a gastronomia e a cultura natal do autor, que revisitou as receitas mais icónicas desta região de Portugal, partilhando os seus segredos e história. Além disso, convidou outros chefs, como o chefe Cordeiro e Rui Paula, a fazer o mesmo, reinventando clássicos da mesa da Invicta,

Os vencedores foram conhecidos numa cerimónia, que decorreu no passado dia 26 de maio, na China.

A versão portuguesa do livro “À Moda do Porto” encontra-se disponível em todas as livrarias a um pvp de 22,90 €.

AModadoPorto (2)

ESCRITOR DANIEL BASTOS VAI AO PORTO APRESENTAR O SEU LIVRO “TERRAS DE MONTE LONGO”

O escritor e historiador fafense Daniel Bastos vai no próximo dia 9 de junho (sábado), proceder à apresentação do seu livro “Terras de Monte Longo”, em sessão que terá lugar no Centro Português de Fotografia, no âmbito do Dia Internacional dos Arquivos.

1-Daniel Bastos

A obra, concebida pelo historiador Daniel Bastos a partir do espólio de um dos mais aclamados fotógrafos portugueses da sua geração, José de Andrade (1927-2008), fotógrafo de renome internacional, premiado e exposto em vários cantos do mundo, é apresentada às 16h00 no Centro Português de Fotografia (C.P.F), com sede no Porto, no Edifício da antiga Cadeia da Relação.

CA 7217 Capa Terras Montelongo copy.cdr

A apresentação do livro, uma edição trilingue traduzida para português, francês e inglês com prefácio do conhecido fotógrafo franco-haitiano que imortalizou a história da emigração portuguesa, Gérald Bloncourt, estará a cargo do agente cultural Joaquim Pinto da Silva.

Neste novo livro, realizado com o apoio do C.P.F., prestigiada instituição pública que assegura a conservação, valorização e proteção legal do património fotográfico nacional, Daniel Bastos esboça um retrato histórico conciso e ilustrado do interior norte de Portugal em meados dos anos 70.

Através de imagens até aqui inéditas, que José de Andrade captou nessa época em povoados rurais entre o Minho e Trás-os-Montes, o historiador e autor de livros sobre a emigração, aborda as memórias do passado, não muito distante, do Portugal profundo e rural na transição da ditadura para a democracia, um período fundamental da história contemporânea portuguesa, marcado por décadas de carências, isolamento, condições de vida duras e incontáveis episódios de emigração “a salto”.

Segundo Gérald Bloncourt, neste livro ilustrado pela objetiva humanista de José de Andrade, são-nos reveladas “fotografias sentidas de Portugal, do seu povo, da sua história”, repletas de “sentimentos de dignidade evidenciados por uma forma de estar serena e humana”.

CA 7217 Capa Terras Montelongo copy.cdr

PAREDES DE COURA LEVA ROCK A SERRALVES

Escola do Rock de Paredes de Coura repete Serralves em Festa com formação reforçada

sáb | 2 jun | 15h30 | Palco Prado

A TOUR 2018 da Escola de Rock de Paredes de Coura prossegue amanhã, sábado, dia 2 de junho, pelas 15h30, com um concerto no Serralves em Festa 2018. À formação base da banda, junta-se uma turma de alunos da Academia de Música de Castelo de Paiva, reunindo, em palco, um ensemble enorme de guitarras, baterias, saxofones, trombones, trompetes e trompas.

Escola Rock a

O alinhamento vai ser épico e entusiasmante, incluindo clássicos do rock'n'roll imortalizados por autores como Frank Zappa, Elvis Presley, Joe Cocker, The Beatles, Morphine, Marc Bolan ou Iggy Pop.

Este concerto é resultado de uma parceria da Fundação de Serralves com o Space Ensemble, formação musical que dirige a Escola do Rock de Paredes de Coura, contando com a colaboração e produção conjunta do Município de Paredes de Coura, juntamente com a Câmara Municipal de Castelo de Paiva.

Considerado "o maior evento da cultura contemporânea portuguesa", o Serralves em Festa conta com 50 horas consecutivas e mais de 100 atividades realizadas nos vários espaços do Museu de Serralves, bem como em outros pontos da cidade do Porto.

A Escola do Rock atuará no já clássico Palco Prado.

Escola Rock b

Escola rock

FAMALICÃO CELEBRA PROTOCOLO COM O ISTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO

Famalicão expande a sua teia de relações institucionais. Câmara e ISCAP celebram protocolo para promover a cooperação entre o mundo académico e empresarial

O Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Instituto Politécnico do Porto (ISCAP) e o Município de Vila Nova de Famalicão iniciaram um processo de colaboração ativa com o objetivo de promover a cooperação entre o mundo académico e o mundo empresarial, tendo em vista o aperfeiçoamento das práticas e modelos de gestão e o aumento da performance das empresas e consequente melhoria da competitividade num cenário de concorrência global.

DSC_0613

O protocolo de colaboração foi aprovado na última reunião do executivo municipal, realizada a 10 de maio, e foi assinado na passada quarta-feira, 16 de maio, nos Paços do Concelho no âmbito de uma receção a duas dezenas de empresários da América Latina, a maioria dos quais brasileiros, participantes no 4º Congresso Internacional da ACINNET - Academic International Network, numa organização do ISCAP que dedicou um dia de trabalho a Vila Nova de Famalicão com receção na autarquia pelo Presidente da Câmara, Paulo Cunha, e visitas à Leica, ao CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal e ao CeNTI – Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes.

O protocolo firmado tem também como objeto geral a cooperação bilateral através da criação de um programa consistente de troca de informação empresarial entre as duas entidades e incidirá de uma forma muito particular sobre a América do Sul, Espanha e Portugal uma vez que, no âmbito da constituição do seu Conselho Empresarial, o ISCAP assume o papel de pivot em Portugal da Rede ACINNET que é constituída por Instituições de Ensino Superior com sede nestes países.

A procura e seleção, em cada país da Rede ACINNET, de projetos e iniciativas que possam conduzir a ações de cooperação conjunta, a difusão e intercâmbio regular de informação sobre as atividades desenvolvidas por ambas instituições, o apoio à organização, promoção, divulgação e participação mútua em certames de áreas de interesse de acordo com a especialização produtiva da região, a participação em missões externas conjuntas e o apoio ao desenvolvimento de projetos inovadores são alguns dos compromissos concretos assumidos pelas duas instituições no âmbito do protocolo.

“É uma aproximação que tende a dar bons frutos para ambos os lados”, referiu na cerimónia o diretor do ISCAP, António Abreu, enaltecendo as virtualidades de aproximação entre instituições do ensino, as empresas e as autarquias. Convicção partilhada pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que vê nesta cooperação mais “uma janela de oportunidades para a afirmação do território no plano internacional e para a atração de novos investimentos para o concelho”.

DSC_0636

CeNTI MOSTRA COMO A NANOTECNOLOGIA JÁ ESTÁ PRESENTE EM SITUAÇÕES DO NOSSO QUOTIDIANO

Entre 21 e 27 de maio, Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, o Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos vai expor uma série de demonstradores que permitem um contato direto entre os efeitos práticos da nanotecnologia e o público.

Flores que desabrocham tecnologicamente, tecidos que repelem líquidos ou instrumentos musicais que reagem a estímulos dos utilizadores são alguns dos exemplos de como a nanotecnologia já está presente em situações do dia a dia e que o CeNTI vai mostrar a todos os que vão passar pelo Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, entre os dias 21 a 27 de maio.

Nanotech Demonstradores Foto 1

Uma iniciativa que pretende, por um lado, permitir aos visitantes a possibilidade de explorarem a aplicação da nanotecnologia assimilada em diversos objetos do dia-a-dia e testarem ambientes de interações integradas. Por outro lado, pretende-se também mostrar como a região Norte do País e o seu tecido empresarial estão já na liderança na utilização da nanotecnologia na criação de novos produtos e soluções com elevado potencial tecnológico e de inovação.

Além dos exemplos já referidos, os transeuntes do aeroporto vão ainda poder interagir com uma plataforma de ambiente interativo e fazer um percurso com materiais interativos, que incorporam luzes e som, além de um módulo de aquecimento que gere a perceção de temperatura através do tato.

O objetivo do CeNTI, Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes, que concebeu e produziu estes demonstradores, é criar uma relação de familiaridade e partilha de conhecimento, demonstrando ao público diversas utilidades destes projetos. Além destes demonstradores, estarão também disponíveis explicações detalhadas sobre cada projeto, além de um quiosque interativo, que reúne toda a informação da exposição.

Promovida pelo CeNTI e pelo INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia esta iniciativa está integrada no Projeto Nanotech@NortePT, que tem como principais objetivos a afirmação da região Norte de Portugal como polo fulcral na inovação e utilização prática da Nanotecnologia e sensibilizar e apoiar as empresas a investir em produtos inovadores, antecipando o futuro e dando resposta aos novos desafios dos consumidores dentro do panorama do mercado global.

O CeNTI - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes

Intimamente ligado ao tecido empresarial e à indústria, o CeNTI foi fundado em 2006, contando atualmente 70 colaboradores e está vocacionado para o desenvolvimento de novos produtos e soluções, tendo por base a nanotecnologia, além de materiais funcionais e inteligentes.

Resulta de uma parceira entre três universidades – Aveiro, Minho e Porto – e três entidades tecnológicas, o CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, o CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e o CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel.

Neste percurso de 12 anos de atividade, o CeNTI já colaborou ativamente em mais de 170 projetos com a indústria, 20 projetos europeus, 111 projetos financiados a nível Nacional, 30 projetos diretos e 9 projetos em investigação fundamental, apoiados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Atualmente, encontram-se em desenvolvimento em 33 projetos no âmbito do PT2020, 12 projetos H2020 e 23 projetos diretos com clientes, nas mais diversas áreas de aplicação.

A visão de mercado e de transferência de tecnologia, valeram ao CeNTI cerca de 57 pedidos ativos de patente como requerente e/ou inventor, 7 patentes concedidas e diversas outras ainda em fase de exame.

Sobre o INL

O INL – International Iberian Nanotechnology Laboratory, é um laboratório de pesquisa e desenvolvimento de nanotecnologia sediado em Braga. Com o contributo e colaboração de engenheiros e cientistas de todo o mundo, o INL é um centro altamente interdisciplinar, com o intuito único de se tornar polo central na implantação da nanotecnologia a nível mundial, procurando dar resposta aos grandes desafios da humanidade.

Fundado sob a tutela dos governos de Portugal e Espanha, dentro das legislações internacionais vigentes no que concerne à investigação multidisciplinar e ao desenvolvimento e implantação da nanotecnologia, para beneficio da sociedade, o programa de pesquisas do INL aborda quatro campos estratégicos na implantação da neociência e nanotecnologia: Alimentação e Meio Ambiente, ICT, Energias Renováveis e Saúde. Este laboratório de Nanotecnologia permite a pesquisa e desenvolvimento dentro dos padrões internacionais, equiparando-se ao que de melhor existe nesta área a nível mundial.

Nanotech Demonstradores Foto 2

SUB-18 DO CRAV JOGAM COM O CDUP

Sub-18 EnCRAVados na Taça de Portugal

No passado sábado, os sub-18 do CRAV deslocaram-se ao Porto  para defrontar o CDUP, em mais uma jornada a contar para a fase final da Taça de Portugal. O atletas arcuenses perderam o encontro por 52-5.

sub-18 Taca Portugal CDUP (1)

Não está a correr de feição aos sub-18 esta fase final, que com esta derrota praticamente anula a disputa por um lugar para a final.

O CRAV até entrou bem em jogo, com a auto estima muito elevada, surpreendendo o adversário ao inaugurar o marcador logo nos instantes iniciais. Mas, a pressão por parte do CDUP foi imediata, sendo os da casa a tomar conta do jogo ao longo da primeira parte, saindo para intervalo a vencer por 21-5.

Com poucos recursos, apresentando uma equipa bastante limitada a nível de opções de substituições, o treinador do CRAV David Pereira apenas tinha no banco dois jogadores, contrariamente ao adversário que se apresentava no máximo de elementos. Com um forte calor, o cansaço foi tomando conta dos jovens arcuenses, que não conseguiam inverter o resultado, limitando-se apenas a exercer pressão defensivamente. O CDUP foi superior e acabou por vencer o encontro.

sub-18 Taca Portugal CDUP (2)

PORTUGUESE MAKERS CRAFT WEEK REGRESSA COM NOVA EDIÇÃO NO PORTO

3 - 8 SETEMBRO

A Portuguese Makers Craft Week regressa este ano com uma nova edição na cidade do Porto, organizada em conjunto com a Fundação de Serralves. À semelhança do ano anterior, os materiais e as diferentes técnicas de produção portuguesas serão os protagonistas desta segunda edição repleta de surpresas e workshops para todos os que desejam “pôr as mãos na massa”.

Cartaz - Portuguese Makers 2018

Amadores e profissionais poderão fazer desde um objecto de secretária feito com Lápis Viarco, a uma embalagem de sabonete para a Claus Porto, como também customizar a sua própria peça de serviço de mesa Vista Alegre, sempre com a orientação de alguns dos mais promissores e prestigiados designers nacionais e internacionais.

Para além de todas as surpresas que normalmente existem, a Portuguese Makers e a Fundação de Serralves irão desafiar todos os participantes a criar objectos únicos para uma Edição Especial. Algumas das peças finais irão ser produzidas e lançadas no mercado sob a marca de Serralves - Portuguese Makers Craft Week Special Edition. Todos os objectos criados durante esta semana irão usar o Parque da Fundação como mote.

A Portuguese Makers decidiu avançar com nova edição, depois do sucesso da anterior. Recorde-se que em 2017, a iniciativa decorreu na Casa de Santa Maria, em Cascais, tendo contado mais de 140 presenças e com participantes de 14 nacionalidades diferentes ao longo de toda semana.

Ana Bruto da Costa, co-fundadora da Portuguese Makers refere: “A primeira edição da Craft Week foi verdadeiramente um sucesso e todo feedback que recebemos por parte dos participantes, makers e meios nacionais e internacionais, excedeu as nossas expectativas. Foi, sem dúvida, uma semana de partilha de conhecimentos onde se geraram novos contactos e criação de novas oportunidades de negócio.”

A responsável acrescenta: “Esta iniciativa pretende mostrar ao mundo a capacidade e conhecimentos que os portugueses têm na criação de objectos utilitários, uma missão que pretendemos continuar a trabalhar. Acima de tudo, queremos promover o que de melhor se faz em Portugal. Estamos muito orgulhosos por lançar esta edição numa nova cidade e na inspiradora Fundação de Serralves.”

A segunda edição da Portuguese Makers Craft Week irá decorrer no Parque e Jardins da Fundação de Serralves, no Porto, de 3 a 8 de setembro de 2018. Esta edição conta com o apoio de marcas incontornáveis da Indústria Portuguesa como a Vista Alegre, a Claus Porto e a Viarco. Os bilhetes já se encontram disponíveis no site da Portuguese Makers.

Para mais informações visite a página da Portuguese Makers em portuguesemakers.com e acompanhe as redes sociais Facebook e Instagram.

Sobre a Portuguese Makers

Fundada em 2016, a Portuguese Makers é uma empresa que pretende mostrar ao Mundo o que de melhor se faz em Portugal. A Portuguese Makers tem actualmente três linhas de negócio: Portuguese Makers Craft Week, Portuguese Makers e Portuguese Makers Studio.

A Portuguese Makers é uma marca de design focada na criação e execução de objectos utilitários de forma a melhorar o dia-a-dia das pessoas. Os objectos serão desenhados por designers internacionalmente reconhecidos e com produção inteiramente portuguesa.

O Portuguese Makers Studio é um gabinete de arquitectura formado por arquitectos, designers e investigadores que pretende melhorar os espaços de casa, escritório e loja.

CERVEIRA APOIA PARTICIPAÇÃO DOS JOVENS NA UNIVERSIDADE JÚNIOR

Inscrições abertas para apoios à Universidade Júnior 2018 – Universidade do Porto

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai apoiar a participação de jovens cerveirenses, que frequentem o 9º ano de escolaridade ou o ensino secundário dos estabelecimentos de ensino do concelho, na 14ª edição da Universidade Júnior – Universidade do Porto, que decorre de 2 a 27 de julho. Inscrições já se encontram abertas, entre hoje e o dia 3 de maio, através de preenchimento de formulário.

universidade-junior-2018-1519737874

O objetivo é que os participantes possam sentir um pouco o ambiente da vida académica, além de conviver com jovens de todos os pontos do país. Ao longo de uma semana, são dinamizadas diversas atividades e projetos de investigação em áreas tão diversificadas como as ciências, as tecnologias, as humanidades, as artes ou o desporto.

Com o intuito de apoiar os jovens oriundos de agregados familiares mais desfavorecidos (que frequentem o 9º ano de escolaridade ou o ensino secundário), este ano, a autarquia cerveirense vai atribuir três bolsas completas de uma semana, que incluem o pagamento da propina de inscrição (seguro, almoço materiais e almoço e lanche), o alojamento (dormida, jantar, pequeno almoço e inclui as deslocações entre o local de alojamento e as faculdades ou unidades de investigação, a realização de atividades suplementares) e transporte de Vila Nova de Cerveira para o Porto e vice-versa. Aos candidatos à bolsa completa não apoiados, fica garantida a comparticipação da propina de inscrição.

A candidatura deverá ser apresentada junto do serviço de Educação nos Serviços Municipais de Intervenção Social ou via email (educacao@cm-vncerveira.pt), através de ficha de inscrição, anexando a última declaração de IRS (2016), a nota de liquidação do agregado familiar e o comprovativo da composição do agregado emitido pela Junta de Freguesia. Os candidatos serão seriados de acordo com a menor capitação.

De sublinhar que na ficha de inscrição, os alunos devem indicar três opções de participação na escolha das atividades. O encaminhamento da documentação para a Universidade do Porto é da responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.

As inscrições decorrem de entre hoje, 23 de abril, e o dia 3 de maio. O programa para a 14ª edição é ainda de caráter provisório. Para mais informações, consultar o site da Universidade do Porto https://universidadejunior.up.pt/

EX-MILITARES DO REGIMENTO DE ENGENHARIA 2 DO PORTO VISITAM MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO

Município de Celorico de Basto recebeu a visita de ex-militares do Regimento de Engenharia 2 do Porto

Cerca de 60 ex-militares do Regimento de Engenharia 2 do Porto, de 1957-58-59, estiveram de visita ao concelho de Celorico de Basto no dia 14 de abril, tendo sido recebidos no salão nobre dos Paços do Concelho, pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, Carlos Peixoto.

_DSC1281

“É uma honra receber estes homens, alguns dos quais participaram na longínqua campanha da Índia, e que viram Celorico de Basto como um dos locais de visita obrigatória, para celebrar o aniversário da sua incorporação. Estamos agradecidos e honrados com a vossa visita” disse o Vice – Presidente da Câmara Municipal, durante a receção do grupo.

O grupo de ex-militares em jeito de comemoração do aniversário da sua incorporação tem vindo a visitar várias cidades e concelhos. Este ano, escolheu passar por Celorico de Basto, sobretudos por causa da gastronomia e dos espaços turístico.

Depois de almoçar num dos restaurantes de Celorico de Basto, o grupo dirigiu-se aos Paços do Concelho onde foi recebido pelo Vice – Presidente culminando a receção com uma troca de lembranças entre os ex-militares do regimento de Engenharia 2 do Porto e o autarca. No fim da visita aos Paços do Concelho, o grupo prossegui a sua viagem com paragem no Castelo de Arnoia, um dos ex-libris patrimoniais de Celorico de Basto.

_DSC1284

_DSC1296

_DSC1310

_DSC1320

CLÁUDIA NAIR OLIVEIRA E VICTOR ESCALEIRA LEVAM AZULEJO PORTUGUÊS À DINAMARCA

Artistas plásticos portuenses apresentam novas criações da azulejaria portuguesa em papel e em madeira. “MEMORIES OF AN IDENTITY” até 30 de Abril | Espaço VELUX – Dinamarca

29791953_931468440355491_6603295102708219904_n

A arte de recriar o azulejo português é o trabalho criativo que dois artistas plásticos do Porto expõem, este mês (Abril), na Dinamarca. Cláudia Nair Oliveira - mentora do projeto artístico Marias Paperdolls - e Victor Escaleira, escultor, inspiraram-se na azulejaria portuguesa para a exposição “Memories of an Identity” que decorre, desde 5 de Abril e até 30 de Abril, na cidade dinamarquesa - Hørsholm.  

Na essência desta obra conjunta está a ambição de apresentar ao público novas composições, novos estilos, novas linguagens para a azulejaria portuguesa, retratando a ilustração as várias influências e inspirações que ambos os artistas plástico absorvem, no seu quotidiano.

Memories Of An Identity (1)

PORQUÊ O AZULEJO?

De forte sentido cenográfico descritivo e monumental, o azulejo é considerado como uma das produções mais originais da cultura portuguesa, onde se dá a conhecer, como num extenso livro ilustrado de grande riqueza cromática, não só a história, mas também a mentalidade e o gosto de cada época. Uma arte onde os portugueses têm 500 anos de tradição.

“Partindo do facto ser um símbolo de referência nacional - equacionando a admiração e a paixão que ambos temos pela azulejaria - nasceu a ideia de trabalhar esta arte de azulejar, explorando novos conceitos e abordagens através dos materiais que cada um de nós trabalha como tela: o papel e a madeira. No meu caso, são as minha bonecas - Marias Paperdolls - que vão dar corpo e alma ao azulejo”, explica Cláudia Nair Oliveira. 

Segundo Victor Escaleira, “este projeto artístico assumiu-se como grande desafio criativo que incidiu na recriação do azulejo tradicional, metamorfoseando-o sem perder a identidade, ou seja, criando apenas um conceito diferente, recorrendo à matéria-prima usada nas nossas obras - papel e madeira – e incorporando inovação e criatividade na produção.”

A oportunidade de levar a arte alusiva ao azulejo português à Dinamarca surgiu do convite feito pela marca VELUX – um grupo industrial com sede naquele país e com representação em Portual - que tem criado, há mais de 70 anos, os melhores ambientes habitacionais em todo o mundo.

Memories Of An Identity (2)

Cláudia Nair Oliveira | Mentora do projeto artístico MARIAS PAPERDOLLS:

Abraça a arte de reciclar papel para construir bonecas artesanais que retratam cultura, património e personalidades. Cada peça conta uma história, defende uma causa, passa uma mensagem, tem ‘Alma e Identidade’.

As MARIAS PAPERDOLLS enquadram-se num conceito criativo, contemporâneo e ambiental (material reciclado), e têm no ADN uma essência humanista que gira em torno do universo feminino. Através das inúmeras, variadas e criativas ilustrações, as MARIAS PAPERDOLLS contam histórias, são rosto de causas e voz de mensagens pelo mundo. Espalhadas um pouco por todo o País, as MARIAS PAPERDOLLS já se internacionalizaram em países como Espanha, França, Itália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Áustria e, brevemente, Japão

Memories Of An Identity (3)

Victor Escaleira | Escultor

Abraça a arte de esculpir madeira, criando obras inspiradas no que o rodeia. Depois de uma passagem de cinco anos a trabalhar ao vivo a madeira numa companhia de teatro, no âmbito de feiras temáticas em Portugal e estrangeiro, faz um interregno desde 2010, voltando ao ativo em 2016, iniciando uma nova fase nos seus trabalhos.

O seu mais recente projeto criativo foi ao serviço do Município de Valongo, no final de 2017, onde foi co-autor da obra artística intitulada “Cápsula do Tempo” que foi concebida no âmbito das comemorações dos 180 anos do concelho

Memories Of An Identity (4)

Memories Of An Identity (5)

Memories Of An Identity (6)

Memories Of An Identity (7)

CABECEIRAS DE BASTO MOSTRA-SE NO PORTO – CONCURSO LITERÁRIO NACIONAL E PROGRAMA ‘MOSTEIRO DE EMOÇÕES’ APRESENTADOS NA LIVRARIA LELLO

A 12.ª edição do Concurso Literário Nacional - Conto Infantil de Cabeceiras de Basto foi apresentada ao público no passado sábado, dia 17 de março, nos Armazéns do Castelo/Livraria Lello, no Porto, iniciativa que integra o vasto programa cultural ‘Mosteiro de Emoções’. O evento contou com a presença das Mulheres de Bucos que mostraram a sua atividade, ao vivo, em torno da lã, bem e com a atuação do Quarteto Orpheu. Estiveram também presentes vereadores, presidentes de Junta de Freguesia e demais autarcas, outros convidados e público em geral.

image005

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves salientou, na sua intervenção, que “nos municípios, quotidianamente, assumimos três objetivos: garantir nos nossos territórios um ambiente saudável e sustentado, elemento base de qualidade de vida, que vai para além da plantação de árvores: - a qualidade da água que consumimos ou do ar que respiramos, são objetivos que exigem sólidos investimentos; assegurar a continuidade humana e, por isso, procuramos as melhores estratégias para que as nossas populações possam viver, crescer e fixar-se na nossa terra, garantindo a continuidade das comunidades e o desenvolvimento do território; e criar condições para que as ideias, os conhecimentos, os sentimentos, as emoções, as crenças e os valores possam ser livremente expressos e partilhados”.

É neste último objetivo que se enquadra o XII Concurso Literário Nacional – Conto Infantil de Cabeceiras de Basto que a Câmara Municipal lançou. “Queremos contribuir, à nossa medida e dimensão, para que de forma escrita e em género de conto se exprimam ideias, conhecimentos, sentimentos, emoções, crenças e valores”, explicou o autarca, sublinhando: “queremos que tenham como objetivo a infância, sendo certo, que escrever para crianças exige inteligência e mais sensibilidade, que porventura escrever para adultos”. E acrescentou: “queremos, num tempo que é mais propício a consumidores que a criadores, desafiar a veia criativa de cada um e lembrar que no coração das Terras de Basto está um Mosteiro de Emoções que sonhamos ver como património cultural da humanidade, porque tem história de muitas gentes e de variadas formas culturais e patrimoniais”.

O edil terminou a sua alocução agradecendo à Livraria Lello a oportunidade que deu à Câmara Municipal de poder apresentar nas suas instalações este Concurso Literário e o programa ‘Mosteiro de Emoções’. Coube à vereadora da Cultura, Dra. Carla Lousada, fazer o lançamento do XII Concurso Literário Nacional - Conto Infantil de Cabeceiras de Basto.

Destacando os objetivos deste concurso e as normas de participação, fazendo referência ao êxito das edições anteriores que já proporcionaram a publicação de duas coletâneas com os contos vencedores.

A vereadora da Cultura fez, ainda, um convite público à participação de todos aqueles que gostam da escrita e particularmente de contos para a infância, que não tenham ainda qualquer obra publicada, condição esta necessária à participação neste concurso.

Seguiu-se a apresentação de todo o programa cultural ‘Mosteiro de Emoções’, a cargo de João Abreu, programa que contém 23 atividades relacionadas com múltiplas manifestações artísticas, de exaltação do património mas, também, da tradição e da história. Trata-se de um vasto e rico programa cultural e de animação artística que pretendemos que dinamize o Município de Cabeceiras de Basto, colocando em evidência este bem de caráter excecional, imponente exemplar barroco, atraindo novos forasteiros. Um programa cultural diversificado dirigido a vários públicos que se desenvolve em três eixos: Cultura/Artes Performativas; Gastronomia/Sabores; e Saúde e Bem-Estar até julho de 2019.

Programa 2018

Maio

.Ciclo Formativo  - Realização de workshop d Marketing do património edificado

.Lançamento do Concurso Literário Nacional  - Conto Infantil de Cabeceiras de Basto

Junho

  1. Concertos Rápidos, Quarteto Orpheu

28 e 29. Cheira bem, cheira a Cabeceiras de Basto: Festival Aromático com provas de aromas e sabores (Mercadinho do chá  e Mercadinho dos Aromas, Sabores e Fragâncias. Workshop de Aromas e Sabores)

. Lançamento da Campanha Dá lã um abraço ao Mosteiro, ‘1 cabeceirense x 1 cachecol’

Julho

. Ciclo Formativo. Workshop Marketing Territorial Turístico

7 e 20. Sunset …GOSTO 

Agosto

  1. Concertos Rápidos

5, 11 e 18. Danças Claustrais

12 e 17. Sunset A…Gosto

Setembro

.Criação da Sebenta do Património

  1. Danças Claustrais

Outubro

. Ciclo Formativo

. Doce Cabeceirense

  1. Ceia Beneditina Improvável

Novembro

. Apresentação dos vencedores do Concurso Literário Nacional  - Conto Infantil de Cabeceiras de Basto

Dezembro

. Criação da Sebenta do Património

. Bienal Internacional da Flauta Transfersal

Janeiro

. Concurso de ilustração infantil: realização de um workshop de ilustração infantil para os professores

fevereiro

. Ciclo formativo: realização de workshop de marketing de experiências e sensações

. Concertos rápidos: realização do concerto

. A noite das mil e uma histórias: realização de workshop em storytelling

Março

. Mesa de cabeceiras: apresentação genérica da iniciativa na casa do pão; realização de evento de degustação 1

. Residência artística: realização de uma residência artística

. A noite das mil e uma histórias: realização da noite das mil e uma histórias; a primeira maratona de histórias contadas

. Residência artística: realização de uma residência artística e criação e uma obra coletiva itinerante.

Abril

. Mesa de cabeceiras: realização de evento de degustação2; realização de evento de degustação3

Maio

. Ciclo formativo: realização de workshop dos museus e artes criativas contemporâneas

. Concurso de ilustração infantil: sessão de apresentação dos vencedores do concurso/entrega de prémios

. Doce cabeceirense: mostra, avaliação e atribuição de prémios

. De licor e salteado: mostra de sabores beneditinos: realização da mostra de sabores beneditinos; realização de um brunch conventual com figuras públicas

. Encontro de viajantes holísticos: o mosteiro integrado no programa, como espaço de lazer, bem-estar: realização do momento 1: holibasto; realização do momento 2: roteiro holístico

Junho

. Encontro internacional ora et labora: realização do congresso internacional; encontro plenário e comunicações

. Concurso de ilustração infantil: realização de uma exposição coletiva na biblioteca municipal

. Festival ibérico de canto gregoriano: realização do encontro/concerto de coros da península ibérica

. Sons do silêncio – a música e o barroco: realização do concerto, pela orquestra barroca da esmae; realização do curso livre, sobre: música barroca; a arte e arquitetura barroca, com especial foco no mosteiro

. Exposições temáticas: realização de 2 exposições temáticas em cabeceiras de basto

. Dá lã um abraço ao mosteiro: realização do grande abraço ao mosteiro

. Concurso de ilustração infantil: realização de uma exposição coletiva na biblioteca municipal

Julho

. Exposições temáticas: realização de 1 exposição temática no porto; realização de 2 conferências em cabeceiras de basto

image004

CENTRO DE ESTUDO AGENDA VISITAS AO PORTO E GUIMARÃES

Smart Kids com férias de Páscoa para a comunidade escolar de Famalicão

Visitas de estudo às cidades do Porto e Guimarães e aos Bombeiros Voluntários Famalicenses, atividades lúdicas, desportivas e cívicas e revisões para consolidação das matérias escolares são as principais atividades que o Centro de Estudo Smart Kids, de Vila Nova de Famalicão, programou no âmbito das Férias da Páscoa 2018, entre os dias 26 de março e 6 de abril, para crianças e jovens famalicenses.

Centro de Estudo Smart Kids _ Vila Nova de Famalicão

As atividades do Centro de Estudo Smart Kids, que funciona na Rua Ernesto Carvalho, destinam-se a alunos internos e externos, do primeiro ao 12º ano de escolaridade, pelo que podem ser frequentadas por todos os estudantes cujos pais não têm alternativa para ocupar e acompanhar os filhos nestas férias pascais.

“Durante as férias escolares há inúmeras famílias famalicenses que ficam com um problema nas mãos para solucionar que tem a ver com a ocupação dos seus filhos em segurança”, afirma Ângela Ribeiro, diretora do Centro de Estudos Smart Kids, explicando assim o programa para umas férias diferentes.

A pensar nessas famílias, o Smart Kids abriu a participação nas férias de Páscoa a alunos externos, ou seja, que não frequentam a instituição nas valências de centro de estudo, apoio escolar, explicações e transporte.

“Serão duas semanas com atividades diversificadas, com vista a proporcionar aos alunos vivências com a natureza, desportivas, lúdicas e culturais”, descreve Ângela Ribeiro, acrescentando: “Passeios e atividades ao ar livre estão fortemente presentes na programação, com atividades que ensinam enquanto divertem.” Entretanto, há também momentos destinados à revisão e consolidação das matérias estudadas na escola.

Os alunos farão um passeio a Guimarães, visitando o castelo e os locais mais emblemáticos da cidade que é classificada como Património da Humanidade pela UNESCO. Também está programada uma visita ao “World of Discoveries”, museu interativo dos descobrimentos, no Porto. Em Vila Nova de Famalicão, os alunos visitarão a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses, ficando a conhecer as atividades dos bombeiros.

No âmbito das atividades ao ar livre, haverá plantação de árvores, construção de cabanas e caminhadas pela floresta, com a realização de desafios e jogos. As atividades desportivas também estão incluídas na programação, com a prática de modalidades como o voleibol e o futebol. Também serão realizados jogos livres, jogos tradicionais e, claro, jogos de pista e caça aos ovos. Afinal, é tempo de Páscoa.

Para quem já é aluno do Smart Kids, a programação já está incluída na mensalidade. As famílias de alunos externos têm a possibilidade de participar na programação completa ou então fazer a opção por dias específicos, consoante as necessidades. Uma boa notícia para famílias com mais de um filho: há desconto para irmãos.

Para mais informações acerca da programação, valores e horários, os interessados podem contactar o Centro de Estudo Smart Kids, localizado na Rua Ernesto Carvalho, Edifício França, nº 72, no centro de Vila Nova de Famalicão. As informações também podem ser obtidas por email geral@smartkids.com.pt, por telefone, através do nº 252 321 454, ou através da página do centro no Facebook (/smartkidsfamalicao).

CELORICO DE BASTO PROMOVE-SE NO PORTO E NA GALIZA

Celorico de Basto marcou presença na II Mostra Internacional da Camélia, em Cambados, Espanha

São esperados dezenas de espanhóis para participar na XV Festa Internacional das Camélias em Celorico de Basto, marcada para dia 16, 17 e 18, mas com atividades durante todo o mês de março.

_DSC7070

Uma comitiva de Celorico de Basto deslocou-se a Cambados, Espanha, ao salão de congressos e exposições José Peña no dia 3 de março, para participar na II Mostra Internacional da Camélia, uma mostra que apresenta a mais belas camélias, com espécies raras de grandes produtores espanhóis. No mesmo fim-de-semana esteve na Exposição de Camélias no Porto, uma exposição com notoriedade que teve Celorico de Basto como Município convidado.

 Celorico de Basto é o único Município Português a participar nesta iniciativa e apresentou uma mesa decorada com camélias e a promoção foi desenvolvida com um vestido decorado com camélias, recordando o desfile da rainha das camélias que decorre em Celorico de Basto no próximo fim-de-semana. 

A comitiva foi recebida pelo presidente da Associação Ibérica da Camélia e organizador do evento, José Maria Mouta e pela Alcaldesa de Cambados, Fátima Abal Roma.

“O nosso cariz internacional vem sobretudo de Espanha. Este ano já temos dezenas de espanhóis inscritos para participar na exposição/concurso de camélias e sentimos, cada vez mais, que gostam de estar em Celorico para participar e vivenciar as atividades promovidas ao longo desse fim-de-semana” disse o Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, na abertura da II Mostra Internacional da Camélia, em Cambados. “Por isso, não podemos abrandar nas promoções que desenvolvemos, precisamos de marcar presença em todo o lado para dar a conhecer a todos a nossa festa, para incitar à visita e à participação no nosso certame” disse.

Celorico de Basto está a fazer um trabalho notável na promoção do concelho enquanto Capital das Camélias. “Neste mesmo fim-de-semana estivemos na XXIII exposição de camélias no Porto que teve lugar no Mosteiro de S. Bento da Vitória. Procuramos estar bem representados e demarcarmo-nos enquanto capital das camélias”.

_DSC7075

_DSC7098

_DSC7144

_DSC7150

_DSC7157

_DSC7162

25

ALUNOS DE CELORICO DE BASTO VISITAM CENTRO DE APOIO À CRIAÇÃO DE EMPREGO CULTURAL DO PORTO

Alunos do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto visitaram o CACE Cultural do Porto

O Centro de Apoio à Criação de Emprego Cultural do Porto recebeu ontem, 15 de fevereiro, 55 alunos que frequentam ensino secundário do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto numa organização parceira com o CLDS 3G Geração Eco.

WP_20180215_007

Uma visita que teve por objetivo elucidar os alunos para o empreendedorismo dando-lhes mais ferramentas para que possam ter um futuro mais atrativo. “É fundamental que os jovens tenham acesso a vários mecanismos que sejam uma mais-valia no que respeita ao percurso profissional. Neste sentido, o Contrato Local de Desenvolvimento Social Geração Eco tem procurado atuar de forma exemplar, trabalhando com versatilidade no sentido de dar aos jovens a hipótese de novos conhecimentos para que, terminado o ciclo de estudos possam olhar para o mercado de trabalho com otimismo e cientes das suas capacidades. São oportunidades únicas que incentivam os jovens a não ter medo de ir ao encontro dos seus sonhos cientes das dificuldades e das responsabilidades do mercado de trabalho” disse o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

Os jovens puderam assim conhecer de perto um ninho de empresas, numa ação direcionada ao empreendedorismo social que procura dar a conhecer aos jovens que estudam na área de Humanidades, a oferta profissional nessa área.

Durante a visita, os 55 alunos puderam verificar uma, além de muitas outras, das empresas que surgiu da irreverência de 4 jovens empreendedores, a Lightbox, uma produtora audiovisual, que singrou e que é uma referência na área audiovisual no panorama nacional. No CACE, valência do IEFP, todas as empresas instaladas são de vertente cultural e artística, incluindo um espaço que permite a realização de vários eventos.

Os 55 alunos tiveram ainda a oportunidade de visitar a Faculdade de Letras, uma possível realidade terminado o secundário.

O CLDS 3G Geração Eco apresentou esta iniciativa inserida no eixo 1, emprego, formação e empreendedorismo.

WP_20180215_022

NAMORAR PORTUGAL É UMA JÓIA DE VILA VERDE

As jóias Namorar Portugal derreteram corações na Invicta!

A cidade do Porto está cada vez mais apaixonada pela genuína tradição do Minho. Durante a edição de 2018 da programação turístico-cultural Mês do Romance a Invicta recebe duas exposições e dois lançamentos de novas linhas de produtos Namorar Portugal.

TPN (1)

A primeira mostra de produtos esteve patente no Aeroporto do Porto, uma montra privilegiada para o mercado nacional e internacional. Ontem, 08 de fevereiro, foi a vez de a Loja Interativa de Turismo ‘Porto Welcome Center’ ser inundada por uma ondar de amor e carinho, ternura e romance. O espaço da Turismo Porto e Norte de Portugal, localizado nas imediações da emblemática Estação de S. Bento, acolheu a apresentação das linhas ‘Jóias em Estanhos de Elisabete Dias 2018’ e ‘Jóias dos Namorados 2018’, de Os Luízes Ourivesaria, bem como uma mostra de produtos Namorar Portugal, que estará em exposição até ao dia 16 de fevereiro. A sessão foi abrilhantada pelas atuações de música ao vivo protagonizada por duas alunas da Academia de Música de Vila Verde.

A ourivesaria Os Luízes voltou a criar uma aliança sublime entre duas nobres e antigas artes lusitanas, as famosas criações artesanais inspiradas nos Lenços Namorar Portugal, e apresenta este ano várias novidades na coleção de Jóias dos Namorados 2018. Luiz Macedo (filho) foi o porta-voz da empresa e, depois de agradecer à marca Namorar Portugal por ter recebido Os Luízes de braços abertos, apresentou as novas propostas. “A primeira novidade é o Coração dos Beijinhos, um pendente inspirado na simbologia do Mês do Romance. A segunda é um medalhão trabalhado em filigrana, com inserção de pedras semi-preciosas e os motivos dos Lenços. Por fim, temos também o Coração Minhoto, que apela à tradição da nossa região”, afirmou, acrescentando que “são produtos em Prata de Lei, criados de forma artesanal e podem ser totalmente personalizados de acordo com os gostos do cliente”.

TPN (2)

Logo de seguida, tempo para conhecer mais uma deslumbrante linha de acessórios de moda. Elisabete Dias apresentou um conjunto de colares e presépios criados a partir da folha de estanho. “Um produto macio e maleável, que facilmente se transforma e permite fazer estes desenhos tão minuciosos”, revelou, antes de apresentar a nova linha de produtos Namorar Portugal. “Temos dois tipos de colares, mas cada peça será única, porque os desenhos e as cores são diferentes. O objetivo é que cada peça desta linha seja ímpar, feita à medida de cada cliente e totalmente personalizável”, referiu Elisabete Dias, acrescentando que o mesmo sucede com os presépios, que terão em comum a forma, mas serão únicos nas cores, desenhos, dizeres…

É de louvar a dinâmica do Município de Vila Verde neste projeto único e inovador

O representante da Turismo Porto e Norte de Portugal na sessão, Marco Sousa, frisou que é “uma honra receber Vila Verde e este projeto de referência que é o Mês do Romance”, deixando fortes elogios ao trabalho desenvolvido em torno da marca territorial vilaverdense. “Este projeto é um exemplo a seguir, com cada vez mais empresários e iniciativas associados. É de louvar a dinâmica do Município de Vila Verde neste projeto único e inovador, transversal aos mais diversos setores de atividade e que potencia e valoriza aquilo que é nosso, as nossas raízes e as nossas tradições. Estamos sempre disponíveis para apoiar e colaborar”, afirmou Marco Sousa.

TPN (3)

As parcerias são um dos segredos do sucesso

Por sua vez, o presidente do Município deixou uma palavra de forte apreço aos 67 parceiros inseridos na marca Namorar Portugal e de forma particular aos que ontem deram a conhecer a suas novas linhas de produtos, desejando-lhes (tal como a todos os outros) votos de grande sucesso. António Vilela recordou que estes produtores já “estão com a marca há alguns anos e continuam a criar e a inovar, a apresentar novas linhas de produtos que engrandecem a Namorar Portugal e, espero, possam ajudar a aumentar o vosso volume de negócios”. “Este é um dos grandes objetivos da marca. Além da promoção e divulgação da cultura, procura também dinamizar a economia e aumentar o potencial turístico da região”, referiu o edil, aproveitando também para vincar a importância das parcerias estabelecidas pelo Município de Vila Verde no êxito que tem sido o Mês do Romance, como é o caso da Turismo do Porto e Norte de Portugal e também de instituições locais, que dão um forte contributo para a criação de um programa turístico-cultural dinâmico e atrativo. Recorde-se que, pela sua natureza suis-generis e a qualidade da organização, mereceu, em 2010, a declaração de ‘Evento de Interesse para o Turismo’, atribuído pelo Turismo de Portugal IP.

TPN (4)

VIAJAR PELO PORTO E PELO DOURO À BOLEIA DE CAMILO

Livro de Gaspar Martins Pereira aborda a relação do escritor, a sua vida e a sua obra com a cidade portuense

Foi a partir dos olhos de Camilo Castelo Branco que Gaspar Martins Pereira procurou entender o Porto e o Douro da segunda metade do século XIX. A relação umbilical entre o romancista português e a cidade invicta serviu de inspiração para o mais recente livro do docente da Universidade do Porto, “Camilo, o Porto e o Douro”, editado recentemente pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, através da Casa de Camilo.  

image56126

“Não se trata de captar as paisagens literárias, nem tão pouco de um roteiro. Esta obra é uma forma de partilhar as minhas leituras de Camilo e, sobretudo, mais um contributo para o manter vivo”, explicou o autor na apresentação pública do livro que decorreu na passada quinta-feira, no auditório do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, numa sessão que contou com a presença do vereador da Cultura da autarquia famalicense, Leonel Rocha, do diretor da Casa de Camilo, José Manuel Oliveira e do Presidente do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, Manuel de Novaes Cabral.

image56129

O livro, que integra a coleção dos Estudos Camilianos, aborda a relação do escritor, a sua vida e a sua obra com a cidade portuense. “Na sua obra, Camilo dá-nos um conjunto imenso de anotações sobre as pessoas com quem vai lidando, anotações sobre perfis humanos e sociais. O seu interesse pela paisagem humana é um dos aspetos mais interessantes da sua obra e foi isso que procurei captar através deste livro”, acrescentou Gaspar Martins Pereira.

Para o responsável pelo pelouro da Cultura da Câmara Municipal, Leonel Rocha, o lançamento deste livro é mais uma oportunidade para homenagear “este grande vulto” da literatura portuguesa que, conforme realçou, não se confina a Vila Nova de Famalicão.

“Falar de Camilo sem esta ligação ao Porto não é possível. Camilo tem uma relação muito forte com esta cidade e nós queremos aproveitar ao máximo esta ligação, reforçando a importância da Rota Camiliana para que Camilo possa ser mais divulgado, conhecido e lido”,disse o vereador.

O prefácio da obra é assinado pelo diretor da Casa de Camilo que salienta que “o prestigiado historiador da Faculdade de Letras da Universidade do Porto oferece-nos neste livro a sua perspetiva histórica sobre o tríptico ficcional – gente, rio e vinhos – de um dos mais renomeados filhos adotivos da cidade do Porto, que por força da matéria vertida nos seus textos e pela biografia enriquecida de episódios que decorreram no Minho e em Trás-os-Montes, o é também do norte português, incluindo o rio Douro e o território da sua margem esquerda, de Barca de Alva ao Cabedelo”.

Gaspar Martins Pereira é professor catedrático do Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tendo sido co-fundador e coordenador científico do GEHVID - Grupo de Estudos de História da Viticultura Duriense e do Vinho do Porto (1994-2001).

image56132

CHEF HÉLIO LOUREIRO PROMOVE GASTRONOMIA PORTUENSE

“Eating à la Porto”, do Chef Hélio Loureiro, está na corrida para os “óscares dos livros de gastronomia”. A edição inglesa da obra “À Moda do Porto” irá concorrer ao prémio “The Best in the World”, na categoria Local

Os Gourmand Awards, reconhecidos internacionalmente como os «óscares dos livros de gastronomia», destacaram a edição inglesa do livro de Hélio Loureiro, «À Moda do Porto», editado pela Almedina, que está na corrida para o prémio The Best in the World, na categoria Local.

AModadoPorto (2)

«Eating à la Porto» celebra a gastronomia e a cultura natal do autor, que revisitou as receitas mais icónicas desta região de Portugal, partilhando os seus segredos e história. Além disso, convidou outros chefs a fazer o mesmo, reinventando clássicos da mesa da Invicta.

Os vencedores serão conhecidos na cerimónia de 26 de maio, que decorrerá na China, onde estará presente o autor.

A versão portuguesa do livro, «À Moda do Porto», encontra-se disponível em todas as livrarias a um pvp de 22,90 €.

PROGESTUR LEVA A MÁSCARA NA LIVRARIA LELLO

A coleção “Rituais com Máscara” estará disponível antes do Natal!

A Progestur e a Livraria Lello assinaram um protocolo de colaboração que visa a divulgação e promoção de património imaterial da cultura portuguesa, contando para isso com algumas edições da Progestur como e o caso dos livros sobre a temática dos rituais da Mascara e de atividades de cariz cultural que terão lugar nas instalações da Livraria Lello.

IMG_9846

A centenária livraria passará assim a comercializar a coleção “Rituais com Máscara”, um projeto da Progestur, que conta com apoio da Fundação Inatel e dos municípios envolvidos, que dá a conhecer festas portuguesas que envolvem o uso da máscara e seus rituais, evidenciando a importância das regiões e populações na garantia da perpetuidade das tradições culturais como marca da sua identidade.

Durante o ano de 2018 serão realizados debates, mesas redondas, tertúlias e exposições sobre temas da cultura popular portuguesa, numa perspetiva contemporânea e contando com a presença de autores, investigadores, especialistas e de representantes das festividades abordadas.

Da programação fará também parte apresentações dos volumes já editados desta coleção, funcionando estas iniciativas como um verdadeiro atrativo para o público enamorado por estas temáticas.

IMG_9833

IMG_9848