Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DA BARCA REFORÇA SEGURANÇA NAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS

A Câmara Municipal de Ponte da Barca promove amanhã, dia 25 de setembro, entre as 09H e as 13H, no Auditório da Casa da Cultura de Ponte da Barca, um rastreio facultativo à COVID-19 aos elementos que integram as mesas de votos destacadas para as eleições autárquicas.

Esta iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Ponte da Barca, é facultativa e visa garantir segurança a todos os eleitores que no domingo vão exercer o direito de voto.

243010458_3775869652513990_790886588182442984_n.jp

GOVERNO ALTEROU EM 1912 OS CONTRATOS PARA A CONSTRUÇÃO DE CAMINHOS DE FERRO NO MINHO

O Ministério do Fomento - Secretaria Geral, através da Lei nº. 2281 – 2281,de 20 de Junho, publicada em Diário do Govêrno n.º 149/1912, Série I de 1912-06-27, modificou os contratos para construção dos caminhos de ferro de Braga a Guimarães e Monção e de Viana a Ponte da Barca, em harmonia com as bases anexas à mesma lei.

Capturarcf1.JPG

Capturarcf2.JPG

Capturarcf3.JPG

Capturarcf4.JPG

Capturarcf5.JPG

EPATV RESISTE À QUEDA DA POPULAÇÃO JOVEM MANTENDO NÚMERO DE ALUNOS E DE TURMAS

A preparação do novo ano letivo foi o tema central de uma reunião de professores e outros técnicos da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) que decorreu no dia 9 de setembro no auditório da instituição, em Vila Verde.

012epatvv.JPG

Ponto forte do encontro, e motivo de orgulho para todos os que estão ligados à escola – direção, colaboradores, alunos e suas famílias… - foi o facto, destacado na intervenção do seu responsável máximo, João Luís Nogueira, de a EPATV manter, no ano letivo que agora começa, e contrariando uma tendência generalizada, o número de alunos e de turmas do ano anterior.

De acordo com aquele responsável, apesar da forte queda populacional jovem que os concelhos da sua área de influência (Vila Verde, Amares, Terras de Bouro, Póvoa de Lanhoso, Ponte da Barca e Barcelos) registaram, a EPATV atinge este desiderato só possível devido ao “elevado nível de confiança dos pais e jovens do interior do Baixo Minho”.

De facto, se observarmos a quebra demográfica verificada em Amares (1.6%), Vila Verde (3%), Terras de Bouro (12,3%), Ponte da Barca (8,3%) ou Barcelos (3%), expressa nos últimos Censos, a manutenção de alunos e turmas permite à EPATV iniciar um novo ano letivo com renovada esperança, após um período muito difícil por causa da Covid 19.

Não obstante estes números, João Nogueira insistiu na necessidade de conter os níveis de abandono escolar, apelando à intervenção de todos os colaboradores, particularmente os diretores de turma, tornando ainda mais efetivo o acompanhamento e o diálogo com os alunos e as respetivas famílias, bem como a um registo de formação que prepare os futuros profissionais para a realidade que irão encontrar no mercado de trabalho.

Invocando o exemplo dos cursos da área da hotelaria e restauração, salientou que “em conjunto com as empresas, urge que encontremos estratégias para que os alunos não encarem como um óbice o facto de terem de trabalhar durante o fim-de-semana e o período de estágio pode desempenhar neste âmbito um importante papel”.

Destacando a importância da inovação no processo de ensino/aprendizagem, relevou a necessidade de uma constante valorização para melhor enfrentar, como referiu, “o medo do desconhecido que fragiliza as pessoas e as instituições”.

Para o ano letivo que terá início no dia 14 deste mês, a EPATV prepara investimentos ao nível dos equipamentos e das infraestruturas de molde a criar um ambiente escolar propício ao bem-estar da comunidade educativa, potenciando uma formação de qualidade. Por outro lado, a estratégia digital – um iPAD para cada aluno – estará concluída no final do próximo ano.

NÚMEROS POSITIVOS

Quanto ao ano letivo anterior, se é verdade que dez por cento dos cerca de 600 alunos abandonaram os estudos, quase sempre no primeiro ano do curso e, num número significativo de casos, por terem atingido a maioridade, merece saliência o facto de a taxa de conclusão ser de 76,1% e de 98% a de assiduidade às aulas.

Outro valor interessante é o da avaliação que os alunos fazem dos professores, que subiu de 4,71 para 4,74 (escala de 1 a 5), sendo os alunos finalistas — já feitos homens — que melhor classificação atribuem aos docentes.

A EPATV – que celebra 28 anos no próximo dia 27 – promove, no dia 13 deste mês, a cerimónia de receção a 179 novos alunos, dando início, no dia seguinte, a um ano letivo em que manterá 28 turmas em funcionamento numa prova de vitalidade que dá testemunho da pertinência do seu projeto educativo.

CANAL DE TELEVISÃO “AMAZON PRIME VÍDEO” ESTÁ A GRAVAR “OPERAÇÃO MARÉ NEGRA” EM BERTIANDOS, NO CONCELHO DE PONTE DE LIMA

A rodagem vai estender-se a Viana do Castelo e Ponte da Barca
Esta aldeia portuguesa foi usada como Amazónia numa nova série internacional
“Operação Maré Negra” é uma produção luso-espanhola para a Amazon Prime Video, com Nuno Lopes e Lúcia Moniz.

a3b692bd472f8c1564589297df734493-754x394.jpg

As grandes plataformas de streaming têm estado cada vez mais próximas de Portugal. A última temporada de “La Casa de Papel” teve cenas gravadas na Grande Lisboa, a HBO estará a ponderar filmar a prequela de “A Guerra dos Tronos” em Idanha-a-Nova, e agora a Amazon Prime Video está a gravar “Operação Maré Negra” no norte de Portugal.
Trata-se de uma co-produção luso-espanhola, da Ficción Producciones e Ukbar Filmes, num projeto apoiado pela RTP. A série vai acompanhar a operação policial com o mesmo nome que intercetou o primeiro submarino da Europa dedicado ao tráfico de drogas, com mais de três mil quilos de cocaína a bordo. É uma história real.
As gravações arrancaram em julho e a aldeia de Bertiandos, em Ponte de Lima, está a ser usada como cenário para recriar a floresta da Amazónia, em território brasileiro. Há cenas passadas na selva de Manaus, no noroeste do país sul-americano, que estão a ser gravadas nesta pequena aldeia minhota.
A rodagem vai estender-se a outras zonas do norte de Portugal, de Viana do Castelo a Águeda, passando pelo Porto, Vila Nova de Gaia e Ponte da Barca.
Nuno Lopes, Lúcia Moniz e Luís Esparteiro são os portugueses que marcarão presença na série protagonizada por Álex González. Além disso, vai haver personagens interpretadas por Bruno Galiasso, Nerea Barros, Miquel Insua, Xosé Barato, Carles Francino, Manuel Manquiña, Luis Zahera, David Trejos e Leandro Firmino. A nova série terá quatro episódios, cada um com cerca de 50 minutos. Ainda não há data de estreia prevista.
Fonte: Ricardo Farinha / https://www.nit.pt/

FRANCISCO DE CAMPOS DE AZEVEDO SOARES – VILAVERDENSE QUE FOI CONDE DE CARCAVELOS – FALECEU HÁ 120 ANOS

Francisco de Campos de Azevedo Soares (Vila Verde, Coucieiro, Casa de Carcavelos, 22 de Abril de 1818 - Vila Verde, Coucieiro, Casa de Carcavelos, 14 de Outubro de 1901), 1.º Visconde de Carcavelos e 1º Conde de Carcavelos, foi um político e juiz português. Senhor da casa de Carcavelos, e das quintas de Varges, Mascate, e Toural.

240764922_4837105789652458_541647567913356804_n.jp

Filho do Dr. João Manuel de Azevedo Soares, Senhor do vínculo de Carcavelos, Capitão de Auxiliares na Guerra Peninsular e Magistrado em Ponte da Barca, e de sua mulher Antónia Luísa da Silva e Campos.

Matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, onde se formou em Direito, abrindo depois banca de Advogado no Pico de Regalados até 1854, tendo sido, durante este período, Administrador do Concelho, Presidente da Câmara Municipal do Pico de Regalados (1845- 1854) e 1.º Juiz Substituto de Vila Verde. Em 1854 fixou-se em Braga, onde foi Membro da Junta Geral do Distrito em 1850, Presidente da Câmara Municipal de 1856 a 1857, Presidente da Junta Geral do Distrito em 1859, Administrador do Concelho em 1861, Governador Civil do Distrito em 1862 e 1.º Substituto do Juiz de Direito. Militou sempre no Partido Progressista, sendo em Braga seu chefe de 1865 até 1889. Era Fidalgo de Cota de Armas de Mercê Nova, Conselheiro de Sua Majestade Fidelíssima e Comendador da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

O título de 1.º Visconde de Carcavelos foi-lhe concedido, em duas vidas, por Decreto de D.Luís I de Portugal de 2 de Outubro de 1879, e foi elevado à Grandeza, como 1.º Conde de Carcavelos, também em duas vidas, por Decreto de D. Luís I de Portugal de 16 de Fevereiro de 1889. O Brasão de Armas concedido por D. Carlos I de Portugal por Alvará de 29 de Julho e Carta de 24 de Agosto de 1895: escudo partido, a 1.ª pala esquartelada, tendo no 1.º quartel em campo de ouro uma águia estendida de negro e armada de vermelho, no 2.º quartel em campo vermelho, cinco estrelas de cinco pontas de ouro postas em sautor e orla azul carregada de oito cruzetas de prata e assim os contrários (de Azevedo dos Senhores de São João de Rei diferenciado), a 2.ª pala cortada em faixa, na 1.ª em campo vermelho um castelo com torre de ouro e em cada um dos ângulos uma flor de lis de prata (Soares diferenciado), na 2.ª em campo azul, três cabeças de leão de prata postas em roquete (de Campos diferenciado); timbre: uma águia do escudo; Coroa de Conde; suportes: dois grifos de ouro.

Casou a 9 de Outubro de 1854 com Eusébia Luísa Leite de Castro (25 de Abril de 1826 - 15 de Junho de 1896), Senhora de diversas Quintas em sucessão a seu tio e primeiro marido Francisco António Leite de Castro, filha de João Álvares da Costa e de sua mulher Maria Rosa Leite de Castro, com geração, tendo sido pais de Francisco de Campos de Castro de Azevedo Soares, 2.º Visconde e 2.º Conde de Carcavelos.

Fonte: Wikipédia

Brasão_Conde_de_Carcavelos.png

MINHOTOS EM 1941 ENTREGARAM O MILHO À FEDERAÇÃO NACIONAL DOS PRODUTORES DE TRIGO

O Ministério da Economia - Gabinete do Ministro, através da Portaria 9958, publicada em Diário do Govêrno n.º 289/1941, Série I de 1941-12-12, determinou que se considerem requisitadas as quantidades de milho existentes na posse dos produtores dos concelhos de Caminha, Vila Nova da Cerveira, Valença do Minho, Monção, Melgaço, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Terras do Bouro, Montalegre e Chaves.

Capturarmireq1.JPG

Capturarmireq2.JPG

Este diploma foi rectificado, tendo sido acrescentados novos concelhos.

Capturarmireq3.JPG

BARCA JOVEM | MURAIS – PROJETO A SOLO DE HÉLIO MORAIS - EM CONCERTO EM PONTE DA BARCA A 28 DE AGOSTO

MURAIS é o primeiro projeto musical a solo de Hélio Morais, músico de Linda Martini e Paus, entre outros e será apresentado em Ponte da Barca já no próximo dia 28 de Agosto, na Praça Terras da Nóbrega, num concerto de entrada gratuita integrado na programação da edição deste ano do Barca Jovem. Antes, porém, atuam os barquenses Space Travelers.

murais.jpg

Em MURAIS, o músico troca a bateria pelas teclas, assume-se como vocalista e cria um universo próprio que lhe permite continuar ligado, de alma e coração, às bandas das quais é membro fundador. Com “Não sou Pablo, “Nada muda”, “Catatua”  e, “Até de Manhã”, singles do seu álbum de estreia,  assume a voz para pintar amplos retratos poéticos das suas próprias ideias.

MURAIS em palco conta com Hélio Morais nas teclas e na voz, Miguel Ferrador nos sintetizadores e sampling  e João Vairinhos na bateria.

A entrada é gratuita, mas devido às restrições impostas pela Direção Geral de Saúde, o espaço está limitado a 300 lugares.

INFORMAÇÃO BILHETES:

O bilhete será entregue à entrada do recinto.

Horários:

21h – Abertura de portas

21h30 – Concerto de Space Travelers

22h – Concerto de MURAIS

Informações importantes para os espetadores, cumprindo todas as regras de higiene e segurança difundidas pela Direção-Geral da Saúde:

– O uso de máscara é obrigatório;

– O espetáculo é gratuito e sem reserva prévia;

– O bilhete é entregue à entrada do recinto por ordem de chegada e de forma crescente, dos lugares próximos do palco para os mais afastados;

– Abertura do espaço 30 minutos antes da hora do espetáculo;

– Não existem lugares para coabitantes;

– Lotação do espaço: 300 lugares, unicamente sentados.

APROVADO REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM DE PONTE DA BARCA

Foi aprovado em Reunião de Câmara, o Regulamento do Orçamento Participativo Jovem de Ponte da Barca (OPJPB).  Trata-se de um documento  elaborado pela  Câmara Municipal de Ponte da Barca em parceria com o Conselho Municipal da Juventude, e que tem como missão promover uma progressiva participação dos jovens na discussão e elaboração do orçamento municipal, em matéria de juventude.

Capturaropjovbarca.JPG

O Orçamento Participativo Jovem do Município de Ponte da Barca, enquadrado na política municipal da juventude, um dos primeiros a surgir no Distrito de Viana do Castelo, é um processo dinâmico de envolvimento e auscultação da população jovem residente neste concelho, através do qual se visa promover a democracia participativa.

O Vereador do Pelouro da Juventude, José Alfredo Oliveira referiu que “uma sociedade ativa e participativa é o princípio para uma evolução positiva das comunidades locais, devendo o Município assegurar aos jovens a possibilidade de darem os seus contributos, envolvendo os jovens na vida da sua comunidade.

José Alfredo Oliveira salientou ainda que “esta medida materializa os contributos do Conselho Municipal de Juventude de Ponte da Barca, enquanto órgão consultivo do município sobre matérias relacionadas com a política de juventude”. 

Para o Presidente da Câmara, Augusto Marinho, “o Orçamento Participativo Jovem é um instrumento que visa a promoção do diálogo e aproximação dos jovens à democracia, consolidando o envolvimento dos jovens à causa pública, numa visão cívica de responsabilidade pública”.

O autarca entende ainda que “com o envolvimento direto dos/as jovens na gestão pública através do OPJPB, com a apresentação das suas propostas e na tomada de decisão, promove-se uma maior cidadania e participação ativa dos/as jovens, valorizando a transparência na tomada de decisão e potenciando a qualidade da própria democracia”.

O Orçamento Participativo Jovem de Ponte da Barca (OPJPB) visa a participação dos jovens munícipes do Concelho de Ponte da Barca, entre os 15 e 35 anos de idade, no exercício da cidadania informada através da submissão de propostas, decisão e implementação de projetos afetando recursos, por forma a que contribuam para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos do seu Município.

VISITAS GUIADAS E ENCENADAS AO CENTRO HISTÓRICO DE PONTE DA BARCA

O município de Ponte da Barca vai promover, na sexta-feira, 20 de agosto, pelas 21h, e no sábado, 21 de agosto, às 10h30, mais duas visitas guiadas e encenadas pela Centro Histórico.

“Diogo Bernardes”, vai conduzir os visitantes numa viagem à história deste ilustre barquense e ao património de Ponte da Barca.

Ponto de encontro no Jardim dos Poetas.

ATIVIDADE GRATUITA.

PONTE DA BARCA: CUIDE VILA VERDE PRESTA HOMENAGEM A EX-PRESIDENTES DE JUNTA E INAUGURA CASA MORTUÁRIA

Foi no passado domingo, dia 15 de agosto, que a freguesia de Cuide Vila Verde concretizou uma velha ambição da população com a inauguração da Casa Mortuária.

235187367_3662401883860768_3581360697846278112_n.j

O Presidente da Câmara, Augusto Marinho esteve presente, acompanhado pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, José Alfredo Oliveira, tendo na ocasião aproveitado para “agradecer e enaltecer o grande esforço e dedicação plena do Presidente da Junta de Cuide Vila Verde, Manuel Lopes, não só na concretização desta obra, a última enquanto Presidente de Junta, mas também por todos os anos de dedicação em prol da freguesia e da comunidade”, deixando ainda uma palavra de apreço a toda a equipa do executivo da freguesia.

Por sua parte, Manuel Lopes, Presidente da Junta, aproveitou para dirigir umas palavras a toda a população, a autarcas presentes, agradecendo a todos pela massiva presença, assim como pela pronta ajuda e disponibilização de meios para a concretização desta obra que era tão importante para a freguesia.

Recorde-se que esta obra contou com um apoio da Câmara Municipal de Ponte da Barca no valor de 27.500,00€, para a aquisição de um imóvel urbano, junto ao cemitério paroquial, bem como para a demolição e reconstrução deste imóvel que se destina a Casa Mortuária.

No mesmo dia, e no culminar de cerimónia, procedeu-se à inauguração da galeria fotográfica de Ex-Presidentes de Junta de Cuide Vila Verde, no salão nobre da sede da Junta.

235853576_3662402293860727_2504591375789476188_n.j

235998783_3662402290527394_6218315121233037750_n.j

236128878_3662402027194087_6835859163067712892_n.j

JOSÉ LACERDA E MEGRE DEIXOU-NOS! - NOTÍCIA NECROLÓGICA DE PORFÍRIO SILVA

236572166_4395745580482287_2958014976737733750_n.j

Desde a manhã de anteontem, 14 de Agosto de 2021, que ainda andamos a digerir a notícia trazida até nós pela nossa prezada amiga e poeta Linda Coelho: – O José Maria (1939-2021) deixou-nos!

Transmitimo-lo de imediato ao nosso grande amigo/irmão comum, Fonseca Alves, antigo inspector da Polícia Judiciária, ilustre declamador e escritor, a residir no Porto, mas com casa de férias (refúgio circunstancial para escrever) em Castelo do Neiva. Sim, o nosso prezado amigo José Maria Lacerda e Megre, o grande homem do fado de Coimbra e acérrimo defensor da poesia e dos poetas, acabara de desencarnar, depois de estar internado no Hospital de Santo António.

José Maria Lacerda e Megre nasceu em Ponte da Barca (Terras da Nóbrega), em 14 de Novembro de 1939. Ingressa na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e, em 1959, vai para Coimbra, onde concluirá, a sua licenciatura em Direito. Ainda em Lisboa, em 1954, forma com os amigos e vizinhos do bairro do Restelo a «Guitarra de Santos”, grupo de fados e poesia. Em 1961, grava em Coimbra 4 fados de Menano, Gois e Bettencourt, acompanhado por António Portugal e outros grandes instrumentistas. Em 1962, estando no 2.º ano de Direito, é chamado para cumprir o serviço militar. É incorporado em Mafra como aspirante e vai para Lamego onde realiza o curso de Caçador Especial. Em Janeiro de 1963, integrado como alferes miliciano na Companhia de Artilharia 563, parte para Moçambique (Chibuto), onde permanece até 1966. Em 1964 vem para Portugal (Porto) casar com Fernanda Forbes Bessa Costa Lobo Cid Monteiro, que o acompanha para Lourenço Marques, onde têm o primeiro filho, José Luís. Em 1969 falece a sua esposa, com quem tivera três filhos, e, em 1973, casa com Maria Manuel Garrido de Meireles Folhadela Moreira, com quem teve duas filhas. Esta senhora veio a falecer em 2002. Em 1966 é promovido a tenente miliciano e oficial de tiro no Quartel R.A.P. 2 e Carreira de Tiro de Espinho, onde prepara três batalhões para a Guiné. Recebe louvor pela sua eficácia, competência e pelos êxitos na guerra dos soldados que preparava. Em 1972 ingressa como subdelegado do procurador da República do 4.º Juízo Correcional e 5.º Cível do Tribunal do Porto.

A 24 de Abril de 1974, toma posse do cargo de delegado do Procurador da República na Comarca de Castelo de Paiva. Em Março de 1975 ingressa na Direcção do Porto da Polícia Judiciária como inspector. Aposentou-se como coordenador em 1999. Em 1996 funda em Ponte da Barca o «Clube dos Poetas Vivos», com a missão de perpetuar a obra de todos os poetas portugueses que já partiram e simultaneamente homenagear os vivos, provando que a POESIA nunca morre. Dinamizando inúmeros encontros de poesia, música, história e literatura ao longo de mais de duas décadas (tempo esse que já nos conhecíamos e sedimentamos a nossa amizade), realiza muitas dezenas de sessões, pelas quais passaram mais de 2000 participantes. Ainda em 1996, com a Associação dos Antigos Estudantes de Coimbra no Porto, grava em CD com guitarras de Arménio Assis e do Barão de Palme e violas do juiz conselheiro Mário Araújo Ribeiro e Manuel Campos Costa, quatro fados de Coimbra por ele compostos, com letras dos poetas António Correia de Oliveira, Pedro Homem de Mello, Zeca Afonso e Fernando Pessoa. Fica em Paz no Mundo dos Poetas, onde um dia nos voltaremos a encontrar. ATÉ SEMPRE!

Fonte: Porfírio Silva / https://www.facebook.com/porfirio.silva.5

PONTE DA BARCA: FALECEU JOSÉ MARIA DE LACERDA E MEGRE

Faleceu no dia 14Ago2021 o veterano José Maria Neves de Lacerda e Megre, Tenente Mil.º de Infantaria na situação de disponibilidade. Serviu Portugal na Província Ultramarina de Moçambique, como comandante de pelotão da CArt563 «BRAVOS E SEMPRE LEAIS», no período de 12Dez1963 a 14Fev1966.

90390780_3294205327274105_5026944330145726464_n.jp

A sua Alma descansa em Paz.

Elementos cedidos por um colaborador do portal UTW

Nasceu no dia 14 de Novembro de 1939 em Ponte da Barca

Em 16 de Junho de 1963 Soldado-Cadete nº 1595/63 da Escola Prática de Infantaria (EPI – Mafra) «AD UNUM», promovido a Aspirante-a-Oficial Miliciano Atirador de Infantaria e colocado no Regimento de Artilharia Pesada 2 (RAP2 – Gaia) «BRAVOS E SEMPRE LEAIS»;

Em 1 de Novembro de 1963 promovido a Alferes Miliciano;

Em 23 de Novembro de 1963, tendo sido mobilizado para servir Portugal na Província Ultramarina de Moçambique, embarca em Lisboa no NTT 'Niassa' rumo ao porto de Lourenço Marques, como comandante de pelotão da Companhia de Artilharia 563 (CArt563) «BRAVOS E SEMPRE LEAIS»;

Em 14 de Fevereiro de 1966 inicia regresso a bordo do NTT 'Vera Cruz';

Em 1 de Março de 1966 desembarca em Lisboa, seguindo para o Regimento de Artilharia Pesada 2 (RAP2 – Gaia) «BRAVOS E SEMPRE LEAIS»;

Em Abril de 1966 promovido a Tenente Miliciano e nomeado oficial de tiro para o Regimento de Artilharia Pesada 2 (RAP2 – Gaia) «BRAVOS E SEMPRE LEAIS» e para a Carreira de Tiro de Espinho, onde prepara três sucessivos batalhões destinados a servir na Província Ultramarina da Guiné;

Em 1969 considerado na situação de disponibilidade.

Faleceu durante a manhã de 14Ago2021, no Hospital de Santo António no Porto.

Fonte: https://www.facebook.com/utw.veteranosguerraultramar

BARCA JOVEM | TEATRO DE RUA

É já amanhã, dia 17 de Agosto, pelas 21h, no exterior do edifício da Câmara Municipal, que vai decorrer uma noite de teatro de rua."Rizoma" de Rita Carmo Martins, com música ao vivo de André Júlio Turquesa e "Estórias de Tiroleu e da Nau Catrineta" são as peças que vão ser apresentadas pela companhia de teatro Coração nas Mãos.

A iniciativa está integrada na programação da edição deste ano do Barca Jovem que vai decorrer até ao dia 12 de setembro.

HOLLY HOOD E MADMAN COM CASA CHEIA NO ARRANQUE DO BARCA JOVEM

Iniciativa da autarquia de Ponte da Barca vai decorrer até 12 de setembro

Foi com casa cheia que se deu ontem, 12 de agosto, o arranque do Barca Jovem com os concertos de MadMan e Holly Hood, altura em que se assinalou também o Dia Internacional da Juventude. A noite aqueceu ao ritmo do rap e deu o mote para um mês inteiro de atividades pensadas em parceria e com o envolvimento do Conselho Municipal da Juventude, sendo que em 2021 se continua a apostar no desporto de natureza e aventura, permitindo aos jovens barquenses descobrir e vivenciar experiências em todo o concelho, Reserva Mundial da Biosfera e 52% do seu território integram o único parque nacional do país, o Parque Nacional Peneda-Gerês.

235698290_3650273298406960_2382834722293395063_n.j

A  edição deste ano prolonga-se até ao dia 12 de setembro e até lá muitas atividades vão ainda agitar o concelho de Ponte da Barca. Ainda no domínio musical é esperado o concerto do dia 28 de agosto com Hélio Morais, músico dos Linda Martini e PAUS, entre outros, mas que se apresenta a solo pela primeira vez em Ponte da Barca com o álbum “Murais”. Antes, porém, atuam os Space Travellers.

Mas não é só de música que este mês dedicado à juventude vai animar Ponte da Barca: uma noite de teatro de rua pela companhia de teatro Coração nas Mãos está marcada já para a próxima terça-feira, dia 17 de agosto; no dia 11 de setembro vai ter lugar a apresentação de Curtas Metragens no âmbito do projeto CLDS; e no dia 12 de setembro, para o encerramento da sétima edição do Barca Jovem, a noite será dedicada ao Stand Up Comedy com os humoristas Joel Ricardo Santos, João Seabra e Faquir que vão, certamente, deixar o público presente a “rir e chorar por mais”. Antes, porém, vai ser possível assistir à atuação da Escola de Dança “Academia Danc’Arte”.

ATIVIDADES DESPORTIVAS DE NATUREZA E AVENTURA AO LONGO DE TODO O MÊS

Paralelamente ao diversificado programa cultural, a autarquia de Ponte da Barca continua a aposta no desporto de natureza e aventura permitindo aos jovens barquenses descobrir e vivenciar experiências em todo o concelho, que é Reserva Mundial da Biosfera e mais de metade do seu território integra o único parque nacional do país, o Parque Nacional Peneda-Gerês.

Esta edição, que tem o apoio do Instituto Português de Desporto e Juventude, e está ainda integrado no projeto transfronteiriço Jxuventude, uma cooperação entre os municípios de Ponte da Barca e Lóbios, Espanha, que pretende fomentar a partilha de experiências e conhecimento no âmbito da cultura, desporto e ambiente, vai assim contar com diversas atividades desportivas como trilhos pedestres, gincana de bicicletas, descida do rio em canoa, triatlo, basketball, torneio de ping-pong, air Bungee, escalada & rapel suspenso, Gincana de Bicicletas, caminhadas, canyoning e stand up padlle. As iniciativas serão gratuitas e terão inscrições limitadas, que deverão ser feitas no site da autarquia em www.cmpb.pt

236064951_3650275045073452_685132874865120723_n.jp

232981123_3650273278406962_2071133388944685418_n.j

233389651_3650275178406772_5246405638976814901_n.j

235540291_3650274878406802_633108885951675201_n.jp

BARCA JOVEM | HOLLY HOOD EM CONCERTO EM PONTE DA BARCA A 12 DE AGOSTO

É ao ritmo do rap de Holly Hood que se dá o arranque, no dia 12 de agosto, à edição deste ano da iniciativa Barca Jovem. No dia que se assinala o Dia Internacional da Juventude, Holly Hood abre assim o caminho para um mês de intensas atividades, concerto este que é, de resto, um dos grandes destaques desta edição.

227246720_3625002564267367_3777563341327823823_n.j

O interesse pela música (e pelo hip hop, mais especificamente) foi uma constante ao longo da vida de Holly Hood, um dos nomes mais sonantes do hip hop nacional. Mal tinha entrado na adolescência e já estava a fazer as primeiras rimas. E cedo começou a colaborar com nomes como Regula, Xeg, Skunk, DJ Cruzfader, entre outros.“Qualquer Boda” agitou as águas, mas o melhor estava mesmo para vir. E os singles seguintes provavam isso mesmo. “Cobras e Ratazanas” e “Fácil” não deixavam grandes dúvidas quanto ao talento do rapper da linha da Azambuja. Estes eram os primeiros passos da trilogia “O Dread Que Matou Golias”. As reações foram imediatas e em pouco tempo Holly Hood já estava a atuar um pouco por todo o país.

“Ignorante”, “Cala a Boca” e “Miúda são os singles de “Sangue Ruim”, a segunda parte da trilogia. Esperam-se estas e outras músicas para o concerto marcado no arranque do Barca Jovem, no palco da Praça Terras da Nóbrega, às 22h.

Holly Hood é um dos homens do momento na música portuguesa e certamente que vai ser recebido em êxtase pelo público em Ponte da Barca, depois da atuação do barquense Madman, marcada para as 21h30.

A entrada é gratuita, mas devido às restrições impostas pela Direção Geral de Saúde, o espaço está limitado 300 lugares.

INFORMAÇÃO BILHETES:

O bilhete será entregue à entrada do recinto

Horários:

21h – Abertura de portas

21h30 – Concerto de Madman

22h – Concerto de Holly Hood

Informações importantes para os espetadores, cumprindo todas as regras de higiene e segurança difundidas pela Direção-Geral da Saúde:

– O uso de máscara é obrigatório;

– O espetáculo é gratuito e sem reserva prévia;

– O bilhete é entregue à entrada do recinto por ordem de chegada e de forma crescente, dos lugares próximos do palco para os mais afastados;

– Abertura do espaço 30 minutos antes da hora do espetáculo;

– Não existem lugares para coabitantes;

– Lotação do espaço: 300 lugares, unicamente sentados.