Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PRESENÇA DO MUNICÍPIO DE PONTE DA BARCA EM NANTERRE COM UM BALANÇO MUITO POSITIVO

O Município de Ponte da Barca voltou a marcar presença na Feira de Nanterre, um hino aos produtos genuinamente portugueses, não fosse este certame, para os emigrantes portugueses residentes em Paris e nos seus arredores, um ponto de encontro, de convívio e de aproximação às raízes.

Capturarbbbbbbb.PNG

”Ponte da Barca tem um lugar muito especial e a equipa barquense é sempre muito bem recebida e acarinhada”, disse o Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho, aquando do seu discurso, dando nota também do plano que está a ser empreendido pelo Município para o desenvolvimento económico de Ponte da Barca, sendo que para tal tem contado desde o inicio com o apoio da diáspora barquense, os melhores embaixadores de Ponte da Barca.

Durante a estadia em terras gaulesas, o autarca barquense  teve ainda oportunidade para dar entrevistas à Rádio Alfa, estação de rádio parisiense e lusófona, e à Lusopress Tv, órgãos de informação dirigidos à comunidade portuguesa de França, onde pôde dar nota do forte investimento em parques empresariais que está a ser traçado no nosso concelho de modo a criar mais e melhores condições, oportunidades de investimento e de regresso às origens dos muitos emigrantes barquenses que assim o desejarem.

Dias de forte envolvimento e forte mobilização humana foi o que o autarca de Ponte da Barca salientou deste fim de semana e desta feira onde o município teve oportunidade de promover os produtos gastronómicos regionais como o vinho, os enchidos, o mel, a doçaria, mas também o artesanato local.

bbbbararra (1).jpg

bbbbararra (2).jpg

bbbbararra (3).jpg

MUNICÍPIO DE PONTE DA BARCA CONTINUA A PROMOVER AÇÕES DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A PROBLEMÁTICA DOS MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA

O Presidente da CPCJ de Ponte da Barca, José Alfredo Oliveira, deslocou-se hoje à Biblioteca Municipal onde decorria mais uma atividade no âmbito do Mês da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância.

Capturarbbbvbbv.PNG

Depois de assistirem à história "João, não sejas rufião", as crianças do ATL da Santa Casa da Misericórida foram convidadas a escrever o que para elas significa a violência a a colocar as definições de cada um num laço azul gigante, símbolo usado na sensibilização desta problemática.

pppbbbar (1).jpg

pppbbbar (2).jpg

pppbbbar (3).jpg

PONTE DA BARCA ENSINA A CONFECCIONAR FOLAR DA PÁSCOA

Município barquense promoveu Showcooking de Folar da Páscoa

Foi na tarde do passado sábado, na Loja Interativa de Turismo de Ponte da Barca que um folar da Páscoa foi confeccionado num Showcooking promovido pela autarquia barquense, em colaboração com a Pastelaria Caracas.

A melhor parte ficou para o final, aquando da degustação pelos presentes, de entre os quais o Vice-presidente da autarquia barquense, José Alfredo Oliveira, deste saboroso doce tradicional da época pascal.

Capturarbbbar.PNG

CONCERTO DE UXÍA NOS PAÇOS DO CONCELHO DE PONTE DA BARCA

No âmbito das comemorações do 25 de Abril em Ponte da Barca, a autarquia promove, na noite de 24 de Abril (21h30), nos Paços do Concelho, um concerto com a Galega Uxía. Para a worldmusic, Uxía é a música da Galiza. Nas ruas de Santiago de Compostela, é realeza.

É, para músicos lusófonos uma verdadeira embaixadora. Cantora, compositora e amante de poesia tem assumido um papel de grande relevância no estudo e divulgação da música e da canção no espaço luso-galaico.

Capturaruxibar.PNG

BARQUENSES CAMINHAM DO BARRAL À PEDRA MOURA

Percurso Pedestre | Do Barral à Mina da Pedra da Moura

Dia 19 de abril, às 10h30, Santuário da Nossa Senhora da Paz no Barral

Nesta Páscoa, a autarquia de Ponte da Barca promove um percurso pedestre interpretado que liga o Santuário de Nossa Senhora da Paz à Mina da Pedra Moura.

Capturarpascoabrabarca.PNG

Atividade gratuita, com limite máximo de participantes, sujeita a inscrição prévia, através do e-mail: portalindoso@cmpb.pt

Recorde-se que a Capela de Nª Sª da Paz foi erguida em 1969 no local das aparições de 1917. Construída em cima do maior bloco de quartzo cristalizado que existe em Portugal, a cripta tem recebido um número crescente de peregrinos, local que faz memória das aparições de Nossa Senhora da Paz ao pastorinho Severino Alves.

PONTE DA BARCA VAI MARCAR PRESENÇA NA FEIRA DE NANTERRE

O município de Ponte da Barca vai marcar presença na 16ª edição da Feira de Nanterre, em França, que decorre de 12 a 14 de Abril.

Capturarnanterre.PNG

O certame, que anualmente atrai uma extensa comunidade emigrante radicada em França ao Espace Chevreuil, é organizado pela ARCOP – Associação Recreativa e Cultural dos Originários de Portugal, coletividade presidida por um cidadão de Ponte da Barca, Manuel Brito, natural da freguesia de Boivães.

A comitiva barquense vai ser chefiada pelo Presidente da Câmara,Augusto Marinho, que vê este evento como uma “oportunidade de confraternizar com os muitos conterrâneos e levar para junto da comunidade emigrante em Paris a degustação e comercialização de produtos de Portugal”.

MÊS DA PREVENÇÃO DOS MAUS TRATOS NA INFÂNCIA ASSINALADO EM PONTE DA BARCA COM DIVERSAS INICIATIVAS

No âmbito das atividades que estão a ser levadas a cabo pela CPCJ de Ponte da Barca, inseridas no Mês da Prevenção dos Maus tratos Infantis , os alunos do Infantário josé Carneiro Bouças estiveram nos Paços do Concelho a distribuir pins em forma de laços azul e informação alusiva a esta problemática,  pelos funcionários e executivo municipal.

bvvvq (1).jpg

Durante o mês mais atividades serão levadas a cabo para a consciencialização da comunidade para o problema dos maus tratos. Tome nota:

Aqui há história João, não sejas rufião

Data: 6 e 16 de abril

Hora: 11H

Local: Biblioteca Municipal

“João não sejas Rufião” foi a história selecionada para integrar o mês da Prevenção dos Maus-tratos na Infância. Trata-se de um conto de advertência que avisa todas as crianças dos perigos de se portarem mal e de não obedecerem!

Exposição “Estendal dos Afetos”

Data: 11 de abril

Hora: 10H Local:

Praça da República

Atelier de atividades para as crianças do Jardim de Infância “J. C. Bouças”, alusivas ao mês de abril.

Comemoração Laço Azul Gigante Humano

Data: 24 de abril

Hora: 10H Local:

Campo da Nucha

No âmbito da caminhada organizada pelo Agrupamento de Escolas, “Respirar a Barca”, os alunos irão formar um laço azul humano, de maneira a celebrar o mês da Prevenção dos Maus-tratos infantis que tem como símbolo um Laço Azul.

Ação de Sensibilização Operação STOP aos Maus-tratos

Data: 29 de abril

Hora: 10H Local: Em frente ao edifício do Tribunal, da GNR e do Município

Destina-se à comunidade em geral e contará com a participação de 15 alunos do Agrupamento de Escolas Ponte da Barca que, em conjunto com a GNR, irão alertar e sensibilizar os condutores para os direitos e deveres das crianças.

Programa de rádio “Leituras e Companhia”

Data: 6 e 27 de abril Hora: 10H Rádio Barca fm

O programa, produzido pela equipa da Biblioteca Escolar, com a participação ativa dos alunos do Agrupamento de Escolas, explora, semanalmente temas diversificados da cultura e sociedade. No mês de abril o programa irá abordar o tema da Prevenção dos Maus-tratos infantis.

bvvvq (2).jpg

bvvvq (3).jpg

bvvvq (4).jpg

LAÇOS AZUIS ORNAMENTAM EDIFÍCIO DOS PAÇOS DO CONCELHO DE PONTE DA BARCA DE FORMA A CONSCIENCIALIZAR PARA A PROBLEMATICA DOS MAUS TRATOS INFANTIS

No âmbito das atividades levadas a cabo pela CPCJ de Ponte da Barca, inseridas no Mês da Prevenção dos Maus tratos Infantis, foram colocados, hoje, nas janelas do edifício dos Paços do Concelho, diversos laços azuis, cuidadosamente elaborados pelos alunos da creche e jardim de infância José Carneiro Bouças, de forma a consciencializar a comunidade para a problemática dos maus tratos.

Ao longo de todo o mês de abril a Comissão irá promover e associar-se a diversas iniciativas.

Capturarbbbarcc.PNG

55823775_1717361648364811_690770465072873472_o.jpg

"LENDA DE NOSSA SENHORA DA PEGADINHA" ECOOU EM PONTE DA BARCA

"Lenda de Nossa Senhora da Pegadinha" ouviu-se no Mosteiro de Bravães

Foi no magnífico Mosteiro de Bravães que na noite do passado sábado os músicos Mário Laginha e Augusto Canário apresentaram uma obra inspirada na mitologia do Alto Minho - a "Canção da Lenda de Nossa Senhora da Pegadinha" - uma obra composta por Laginha e letra de Canário e interpretada à capela, num concerto inédito, pelo conceituado grupo Capella Duriensis.

Capturarbarrrr.PNG

Conhecidos internacionalmente pela qualidade da sua interpretação musical e pela divulgação deste repertório, o grupo Capella Duriensis, sob a direcção de Jonathan Ayerst, brindou ainda a vasta assistência com música vocal desde o período medieval até à actualidade.

Antes, porém, decorreu uma visita guiada à Igreja Românica de Bravães, um antigo mosteiro beneditino que desde 1910 é classificado como Monumento Nacional, sendo unanimemente reconhecido como obra-prima do românico português.

O evento aconteceu no âmbito do projeto "Sente a História", iniciativa que está a realizar 30 concertos em 30 locais históricos do Alto Minho, envolvendo mais de 1500 músicos e 10 municípios.

55618382_1715332691901040_8352341691289567232_o.jpg

55835906_1715332348567741_6133099679623151616_o.jpg

55882415_1715332648567711_2635287582300176384_o.jpg

55931025_1715332438567732_6195769278310907904_o.jpg

55935460_1715332311901078_2337085851160281088_o.jpg

CPCJ DE PONTE DA BARCA À DESCOBERTA PELOS ESTUDANTES BARQUENSES

No âmbito da programação do mês dedicado para a prevenção dos maus tratos infantis, o Presidente da Comissão de protecção de Crianças e Jovens de Ponte da Barca, José Alfredo Oliveira, participou na passada semana na gravação do programa de rádio Leituras e Companhia do Agrupamento de Escolas para dar a conhecer a CPCJ de Ponte da Barca, a sua razão de ser e o trabalho desenvolvido por esta instituição oficial não judiciária.

Capturarradbar.PNG

Três alunas colocaram diversas questões relacionadas com a CPCJ ao nível da sua atuação em situações de risco, numa entrevista que irá para o ar no dia 13 de abril, das 12h às 13h na Rádio Barca e que permitiu dar a conhecer a agenda da CPCJ para assinalar o mês dedicado à prevenção dos maus tratos infantis e que será levada a cabo pela Comissão de Promoção e Proteção das crianças e jovens de Ponte da Barca para consciencializar a comunidade barquense para a problemática.

“EXERCITE O CORPO, A ALMA E A MENTE" É A INICIATIVA QUE VAI ASSINALAR O DIA MUNDIAL DA SAÚDE EM PONTE DA BARCA

Para assinalar o Dia Mundial da Saúde a autarquia de Ponte da Barca vai promover a iniciativa “Exercite o Corpo, a Alma e a Mente”, desenvolvida em parceria com a Unidade de Cuidados na Comunidade, da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, com o objetivo de promover a adoção de estilos de vida mais saudáveis na comunidade.

A iniciativa vai ter lugar no domingo, dia 7 de abril, das 10h às 18h, na Praça da República e vai contar com várias atividades ao longo ao do dia que vão proporcionar aos participantes momentos de descontração, alegria e diversão.

Participe e promova a sua Saúde!

Capturariiiuuuu.PNG

PONTE DA BARCA DEBATE TURISMO

Município de Ponte da Barca participa em debate de soluções para o financiamento do turismo

Encontrar as melhores soluções para o financiamento do Turismo foi o tema que esteve em debate esta Quinta-feira, dia 28 de Março, em Braga, com o objetivo de apresentar e discutir os recursos disponíveis para os empresários que pretendem investir em projetos na área do Turismo.

Capturarbbbrrc.PNG

A iniciativa, da Confederação do Turismo de Portugal (CTP) e do Millennium bcp, em parceria com as Entidades do Turismo de Portugal e Turismo do Porto e Norte de Portugal, decorreu no Bom Jesus e contou com a presença de José Alfredo Oliveira, Vereador para os Fundos Comunitários da Câmara Municipal de Ponte da Barca.

Para o autarca, "a principal estratégia nesta área é a de criar sinergias com todos os diversos agentes para assim valorizar as muitas potencialidades turísticas de Ponte da Barca. Está aos olhos de todos que o Turismo é hoje um dos motores da nossa economia e o empreendedorismo associado é fator decisivo no desenvolvimento do setor e na competitividade do nosso concelho face a outros destinos da região, por isso queremos garantir o melhor acesso possível à informação e facilitar o acesso ao que há de novo nos apoios e linhas de financiamento comunitárias por forma a criar oportunidades, ajudar a criar novos negócios, novos empregos e, desta forma, promover crescimento do empreendedorismo no setor Turístico em Ponte da Barca."

NOVO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO EM CUIDE VILA VERDE MELHORA FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA À POPULAÇÃO

Em resultado de esforços empreendidos pela Câmara Municipal e pela Junta de freguesia junto da entidade competente, a EDP Distribuição procedeu, na passada segunda-feira, na presença do Presidente da Câmara Municipal, Augusto Marinho, do Presidente da Junta de Freguesia, Manuel Lopes, e dos representantes da EDP, Diretor José Miguel Santos e Miguel Pinto, à ligação de um novo Posto de Transformação, para melhorar a qualidade de serviço do fornecimento de energia elétrica aos moradores nos lugares de Medonha, Santo, Arroteia e Quintães, na freguesia de Cuide Vila Verde.

Capturarbbbaaarrrccc.PNG

Num investimento total de 55 mil euros, o novo posto de transformação foi colocado ao serviço da população possuindo uma potência instalada de 160 KVA, num, total de 700 metros de rede de Média Tensão e 1200 m de rede de Baixa Tensão.

Com esta alteração foram eliminadas as quedas de tensão que já se faziam sentir há vários anos foram, também, reduzidas as perdas de energia. Ficou ainda garantida a disponibilização de potência para a satisfação de novas solicitações de energia elétrica para esta zona onde se regista um considerável crescimento habitacional.

APROVADOS FUNDOS EUROPEUS PARA VALORIZAR RIO LIMA

O projeto transfronteiriço “Fronteira Esquecida” vai beneficiar de fundos europeus no âmbito do programa Interreg V. A iniciativa permitirá dotar a Galiza e o Alto Minho (municípios da Ribeira Lima) de uma verba superior a 1,6 milhões de euros com comparticipação FEDER de 75% para desenvolvimento de ações ambientais com fins turísticos.

Capturarrlimbarc.PNG

O Municipio de Ponte da Barca, que detém 30km de ligação ao Rio Lima, de Lindoso a Lavradas, é um dos beneficiarios desta candidatura elaborada conjuntamente com os Municipios portugueses da Ribeira Lima que integram a CIM do Alto Minho, e com os parceiros espanhõies da Diputación Provincial de Ourense, com a Confederación Hidrográfica del Miño-Sil e a Dirección Xeral de Patrimonio Natural - Xunta de Galicia.

A realização deste projeto visa a promoção da visitação e fruição das margens do rio Lima, nas vertentes natural, patrimonial e cultural, explorando o rio enquanto elemento transfronteiriço e de ligação entre as localidades de fronteira.

A participação nesta rede de valorização e promoção dos valores transfronteiriços, patrocinada pela presente candidatura torna-se crucial para o sucesso desta iniciativa que vai potenciar a diversificação do turismo no território da Galiza e do Alto Minho, através de investimentos considerados reprodutivos e focados no impulso turístico da nossa região.

DIOCESE DE SETÚBAL HOMENAGEIA FREI AGOSTINHO DA CRUZ

Frei Agostinho da Cruz homenageado pela Diocese de Setúbal

Eucaristia e lançamento de antologia fazem parte das comemorações do IV centenário da morte e dos 480 anos do nascimento do frade arrábido. Celebrações arrancam em Setúbal no sábado e vão chegar a quase todo o país.

DSC09095.jpg

Frei Agostinho da Cruz, poeta e frade arrábido, vai ser homenageado pela Diocese de Setúbal com uma série de iniciativas que assinam o IV centenário da sua morte e os 480 anos do seu nascimento, a partir deste mês e até Maio de 2020. As comemorações têm início com uma missa presidida pelo Bispo de Setúbal D. José Ornelas Carvalho e o lançamento de uma antologia, pelo professor Ruy Ventura, no próximo sábado, 16.

A eucaristia de sufrágio e acção de graças por Frei Agostinho da Cruz terá lugar na igreja paroquial da Anunciada, às 18h30, e a antologia será lançada, por sua vez, no auditório da Cúria Diocesana, com uma sessão de leitura de poemas, às 21h00. O calendário das comemorações arranca antes, quinta-feira, numa organização da autarquia de Ponte da Barca, cidade natal do conhecido padre.

No mesmo dia, às 14h30, Ruy Ventura, professor e presidente da Comissão das comemorações, dará uma conferência na Escola Secundária EB 2,3 de Aranguez, em Setúbal – onde é docente – sobre a vida, obra e relação do padre com a Arrábida. O objectivo é transmitir conhecimento, pois “os alunos são o futuro da preservação da memória de Frei Agostinho”, diz.

marca-grande-IV-Centenário-FAdC-Marca-AF3-curvas.jpg

De membro da Corte a frade isolado

“Embora não seja dos mais conhecidos, é dos mais importantes poetas de Língua Portuguesa”, elogia o também poeta e ensaísta estudioso da vida e obra de Frei Agostinho. Na verdade, o frade chamava-se Agostinho Pimenta e só adoptou o nome por que é conhecido ao ingressar no Convento dos Frades Arrábidos, com 20 anos, uma decisão que na altura “apanhou muitas pessoas desprevenidas”.

“Era uma pessoa muito simpática, gostava de conviver com os outros e tinha uma vida desafogada na corte”, onde havia entrado ao serviço, ainda criança, como criado de D. Duarte, um dos netos do rei D. Manuel I. Frei Agostinho da Cruz viveu 45 anos no “convento mais rigoroso da Ordem” até conseguir autorização para se fixar numa ermita do Convento da Arrábida, querendo ficar mais próximo de Deus e dedicar-se à poesia.

Os seus hábitos valeram-lhe, porém, actos de contestação por parte dos outros frades. Escolheu viver “praticamente isolado, numa cela muito pobre, onde rezava missa diariamente e podia receber visitas. Muitas vezes ia à zona da Lapa de Santa Margarida para pescar e apanhar marisco”, passatempos que lhe causaram “problemas enormes”. “Frei Agostinho da Cruz foi expulso pelo menos três vezes durante os 14 anos que lá esteve”, revela Ruy Ventura.

“O facto é que ele tinha uma aura de santidade diferente da dos outros frades”, sublinha o professor. Quando adoeceu, foi levado pelos frades para a enfermaria em Setúbal, onde morreu a 14 de Março de 1619, com 79 anos, uma idade tardia para a época. “Assim que se soube que tinha morrido a população acorreu em massa ao sítio onde estava a ser velado e tiveram de lhe fazer guarda de honra para que ele não fosse desfeito em relíquias”, acrescenta Ruy Ventura.

DSC03672-Cópia.jpg

Um poeta à frente do seu tempo

O presidente da Comissão das comemorações promovidas pela Diocese de Setúbal afirma que, além da poesia de Frei Agostinho da Cruz, “o próprio exemplo de vida dele não deixa de ser menos importante. Acabou por ser um vulto até à frente do seu tempo em muitos aspectos”, a ponto de quatrocentos anos depois ainda conseguir ensinar muita coisa. “Quanto mais lemos mais aprendemos com ele”, reflecte.

Ruy Ventura, que foi aliás quem seleccionou e organizou os poemas da antologia a apresentar no sábado, realça que a poesia de Frei Agostinho se releva “muito mais variada do que muita gente julga”. “O que tem de mais interessante é que, se a lermos com alguma frequência, é uma espécie de diário íntimo, onde vai falando de Deus e de todos os problemas que foi tendo ao longo da vida”.

Com cerca de 300 páginas, a antologia reúne “mais ou menos metade dos poemas que escreveu”, explica o professor, notando que existem poemas de que não se tem a certeza de terem sido escritos por Frei Agostinho da Cruz. Vinte e um anos depois da última reedição dos seus poemas, diz Ruy Ventura que “é importante voltar a lê-lo, voltar a entendê-lo e voltar a aprender com o exemplo dele”. “É curioso como é que um homem como ele, no século XVI, dizia que não havia nada mais importante na vida do que a liberdade”, conclui.

As comemorações do IV Centenário da morte de Frei Agostinho da Cruz e dos 480 anos do seu nascimento prevêem, além dos eventos de sábado, uma visita guiada ao Convento da Arrábida com a leitura de poemas e a participação de várias outras entidades no sábado, 23, às 15h30. Sesimbra, Almada, Barreiro, Sintra, Santarém, Porto e Ponte da Barca são outras das cidades que vão acolher eventos neste âmbito, entre Março desde ano e Maio de 2020, mês em que se assinala os 480 anos do nascimento de Frei Agostinho da Cruz. O programa encontra-se em detalhe na página de Internet da Diocese de Setúbal.

André Rosa / https://www.diariodaregiao.pt/

frei-agostinho-capa-1.jpg

DIOCESE DE SETÚBAL ASSINALA QUARTO CENTENÁRIO DA MORTE DE FREI AGOSTINHO DA CRUZ E 480 DA DATA DOS SEU NASCIMENTO EM PONTE DA BARCA

Igreja/Cultura: Início das comemorações centenárias de Frei Agostinho da Cruz

A Diocese de Setúbal assinala, entre 2019 e 2020, o IV Centenário da morte de Frei Agostinho da Cruz e os 480 anos do seu nascimento, entre março de 2019 e maio de 2020.

agostinho-da-cruz-390x260.jpg

As comemorações iniciam-se a 16 de março, com a eucaristia presidida por D. José Ornelas, na Paróquia da Anunciada, (Setúbal), seguindo-se, à noite, o lançamento de uma antologia organizada pelo Comissário das Comemorações, Ruy Ventura, salienta uma nota enviada à Agência ECCLESIA

Este evento terá lugar no auditório da Cúria Diocesana, espaço onde se situava a antiga enfermaria dos frades arrábidos, e onde veio a falecer Frei Agostinho da Cruz.

Figura marcante na literatura no nosso país e também na espiritualidade, “nomeadamente franciscana e arrábida”, a sua memória será lembrada entre este ano e 2020 (480 anos do seu nascimento) num conjunto de iniciativas, promovidas ou apoiadas pela Diocese de Setúbal.

Além desta edição vai realizar-se “um recital de poesia”, no Convento da Arrábida, a 23 de março, com a leitura de poemas de Frei Agostinho da Cruz e de outros autores que espelharam nos seus versos aquele sacro-monte.

No dia 01 de junho realiza-se um colóquio sobre a vida e obra do poeta, em Sintra, localidade onde viveu mais de quarenta anos.

Em janeiro de 2020, D. José Tolentino Mendonça profere, em Setúbal, uma conferência sobre o poeta.

Nascido em Ponte da Barca e falecido em Setúbal, junto à igreja da Anunciada, Agostinho Pimenta – o seu primeiro nome – foi noviço no convento de Santa Cruz, na serra de Sintra, passando a habitar a partir de 1605 numa cela na serra da Arrábida, como eremita.

LFS

Fonte: https://agencia.ecclesia.pt/