Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PINTORA BRACARENSE PATRÍCIA FERREIRA EXPÕE EM PONTE DE LIMA

Exposição “33” de Patrícia Ferreira na Galeria da Torre da Cadeia em Ponte de Lima

Está patente na Torre da Cadeia Velha em Ponte de Lima, até 27 de dezembro, uma mostra de pintura, denominada a exposição “33”, da autoria de Patricia Ferreira, natural de Braga, cidade onde vive e desenvolve o seu projeto artístico.

Exposição_ Torre da Cadeia_181909.jpg

A exposição composta por 33 desenhos, um por cada cela do Recolhimento das Convertidas serve para refletir sobre as perspetivas de vida daquelas mulheres no primeiro período da instituição (de clausura), bem como para lembrar e homenagear mulheres que viveram/sobreviveram sem opções, e excluídas da sociedade, privadas de vida e pensamento livres. São imagens de reclusão, confinamento, obediência, sombra e de um certo retrato da mulher, infelizmente, em algumas geografias, atual.

Os recolhimentos para mulheres na época moderna nasceram da preocupação por parte da igreja e da sociedade com a proteção e reabilitação da honra feminina.

Muitas das obras da autora são de natureza autobiográfica, mas também gosta de criar nos campos da poesia visual, do humor sarcástico, da história e de capturar instantâneos do quotidiano. Entre riscos, mancha, cor e algum verbo, assume-se, acima de tudo, como uma contadora de histórias.

Ao longo dos últimos anos, tem participado amiúde em exposições de desenho, pintura, ilustração e cartoon, coletivas e individuais, das quais se destacam: “Micro-Nouvelles: 13 Histórias Trágicas + 2 Breves”, “Mar_é”, “O Circo da Vida”, “33” e “Mostra em Três Atos”.

Visite a exposição “33” na Torre da Cadeia Velha em Ponte de Lima até 27 de dezembro.

33_cartaz.png

BRAGA APRESENTA EXPOSIÇÃO COLECTIVA NO ÂMBITO DO PROGRAMA ACTUM

Encontra-se patente na Casa dos Crivos uma exposição colectiva no âmbito do programa ACTUM.

A exposição, patente na Casa dos Crivos desde dia 5 de Dezembro, traduz o processo de criação artística individual das vinte e três propostas multidisciplinares seleccionadas da ´Medida 2 – Artes Plásticas e Visuais’ do ACTUM, que tiveram como intuito principal a reflexão e a concepção sobre o estado do mundo e o momento que experienciamos individualmente e como sociedade.

As obras produzidas abarcam diferentes domínios (pintura, escultura, instalação, desenho, vídeo e fotografia) e serão integradas nesta exposição e numa plataforma de arte online. Durante a sua exibição, as obras poderão ser vendidas sem qualquer contrapartida monetária para o Município de Braga ou para a zet gallery.

MOÇAS DO “CANCIONEIRO DO ALTO MINHO” SERVIRAM DE MODELO AO PINTOR LIMIANO RICARDO FERREIRA

O artista limiano Ricardo Ferreira que recentemente expôs algumas das suas obras em Ponte de Lima, inspirou-se nas lindas jovens que fazem parte do grupo “O Cancioneiro do Alto Minho” nalguns dos seus trabalhos.

122131198_2426341421003207_6077036189509603292_o.j

Reconhecido como um dos mais lídimos representantes do folclore da nossa região, o grupo “O Cancioneiro do Alto Minho” encontra-se sediado no Luxemburgo, tal como o artista Ricardo Ferreira radicado na Suíça. Longe da Pátria o coração bate mais forte pelas nossas origens!

122123032_2426341427669873_7271264805841319065_o.j

122193148_2426341437669872_1349690735063194477_o.j

MONÇÃO REALIZA OFICINAS DE PINTURA

Destinando-se a crianças e adultos, decorrem na Plataforma de Arte e Cultura (PAC), no Cine Teatro João Verde, a partir da próxima terça-feira, 6 de outubro.

capa_oficinas.jpg

As oficinas de pintura, promovidas pela Câmara Municipal de Monção, através da Plataforma de Arte e Cultura (PAC), com coordenação de Ricardo Campos, iniciam-se na próxima terça-feira, 6 de outubro. Os interessados em participar podem inscrever-se, presencialmente, na receção do Cine Teatro João Verde (T. 251 649 011).

As oficinas destinam-se a crianças e adultos. Às segundas e quartas feiras, para crianças dos 6 aos 12 anos, entre as 18h00 e as 19h30, com valor de 5,00 € mensais. Às terças feiras, a partir de 12 anos, entre as 18h00 e as 20h00 e as 20h30 e 22h30, com valor de 10,00 € mensais.

Direcionadas a iniciados e a pessoas que pretendam aprofundar conhecimentos, as oficinas de pintura desenvolvem-se sobre a ideia de que qualquer pessoa consegue pintar, apresentando como principal objetivo despertar o interesse da pintura junto da população.

Os participantes devem fazer-se acompanhar de suporte de pintura (tela), conjunto de tintas e pinceis de diferentes tamanhos e vestuário adequado à atividade. Devem também cumprir todas as medidas e recomendações constantes no Plano de Contingência daquele equipamento cultural.