Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELOS PROMOVE PROGRAMAÇÃO DIVERSIFICADA PARA A ÉPOCA DA PÁSCOA

A Câmara Municipal de Barcelos promove uma programação diversificada para a época de Páscoa. O arranque é marcado com um ciclo de concertos que promove o património musical do concelho intitulado “Páscoa em Concerto 2019” que tem inicio no dia 24 de março com o Coro de Câmara da Universidade do Minho, pelas 17h30, no Templo Senhor Bom Jesus da Cruz.

Segue-se o concerto do Coro de Câmara de Barcelos, na Igreja do Terço, no dia 31 de março, pelas 17h00, e, no dia seguinte, domingo, pelas 15h00, o Auditório da Câmara Municipal recebe o Cinema da Semana Bíblica, organizado pela Paróquia de Barcelos.

No primeiro fim de semana de abril, a Banda Musical de Oliveira atua, no dia 5, pelas 21h30, no Templo do Senhor da Cruz, no sábado é a vez do Conservatório de Música atuar pelas 21h30, na Igreja Matriz, e, no domingo, dia 7, a Igreja da Misericórdia recebe o concerto do Coral Magistrói.

O ciclo “Páscoa em Concerto” leva ainda à Igreja Matriz um concerto de Órgão, no dia 13 de abril, às 21h30 e termina com um Missa Brevis em Sol Maior, no Mosteiro Vilar de Frades, em Areias de Vilar, no dia 17 de abril, às 21h30.

Para além deste ciclo, a programação conta ainda com a peça de teatro JUDAS, promovida pelo Theatro de Kherson, no Teatro Gil Vicente, com entrada gratuita, no dia 5 de abril, pelas 21h30. Para  reserva de bilhetes contacte 253 809 694 ou através do e-mail: tgv@cm-barcelos.pt.

Ainda no âmbito teatral acontece, a 13 de abril, a representação da “Paixão de Cristo”, pela Associação Amigos do Pato, às 21h30, no Centro Histórico. Esta representação pretende rememorar os últimos momentos de vida de Cristo, com inicio no Campo 5 de Outubro. Esta representação irá percorrer a Avenida da Liberdade, a Rua da Palha, a Praça Pontevedra, a Rua Direita e termina no Largo da Porta Nova.

A gastronomia é indissociável desta época festiva da Páscoa e, por isso, de 18 a 20 de abril, no Posto de Turismo de Barcelos, realiza-se a Mostra do Folar da Páscoa. Esta mostra pretende dar a conhecer o melhor da doçaria barcelense desta época, como o folar da Páscoa, o pão de ló, doces de romaria, entre outras iguarias produzidas pelas pastelarias do concelho.

Ainda na promoção dos produtos gastronómicos locais, no dia 18 de abril, das 11h00 às 16h00, realiza-se uma prova de vinho na Torre Medieval e no Posto de Turismo de Barcelos.

O programa de atividades abrange ainda o artesanato, atividade que é uma marca identitária do concelho. A Feira de Artesanato ao Vivo realiza-se na quinta-feira, dia 18 de abril, no Largo da Porta Nova, entre as 10h00 e as 16h30, e contará com a presença dos artesãos locais.

Cartaz_Páscoa em Concerto 2019.jpg

CAMPO DE FÉRIAS DA PORTA DO MEZIO “PÁSCOA 2019”

A ARDAL – Porta do Mezio vai organizar, novamente, um Campo de Férias de Páscoa, dirigido a crianças e jovens entre os 6 e os 14 anos.

campo de ferias da pascoa.jpg

Esta iniciativa irá decorrer de 8 a 19 de Abril e tem como objetivo oferecer momentos únicos de ocupação dos tempos livres e proporcionar um apoio de qualidade durante as férias escolares. O programa de atividades é elaborado a pensar no desenvolvimento das competências sociais das crianças e jovens, na criação de novas amizades, aumento da autoconfiança, autoestima e independência. Todas as atividades são de carácter educacional ou desportivo, acompanhadas por técnicos especializados e guiões temáticos adaptados a todas as idades e grupos específicos.

PROGRAMA:
Semana 1 – 8 a 12 de Abril
8 de Abril: Apresentação do Programa
Jogos e Brincadeiras
Almoço
Arborismo e Slide

9 de Abril: Em busca do Garrano
Almoço
Raid de Orientação

10 de Abril: O Garranito
Almoço
Oficina de Natureza

11 de Abril: Os Animais da Quinta
Almoço
Minis chef´s

12 de Abril: Os Mini Exploradores
Almoço
Mini raid de BTT

Semana 2 – 15 a 19 de Abril
15 de Abril: Apresentação do Programa

Jogos e Brincadeiras
Almoço
Uma aventura no Mezio

16 de Abril: O Garranito
Almoço
Caça aos Insetos

17 de Abril: Arborismo e slide
Almoço
Mãos na Tinta

18 de Abril: Perdidos no Monte
Almoço
Oficina de Páscoa

19 de Abril: Construções na natureza

Almoço

Caça ao Ovo da Páscoa

Inscrições: portadomezio@ardal.pt / 258 510 100

Horário:
Saída: 9h00 – Arcos de Valdevez (parque da Azenha)

Chegada: 18h15 – Arcos de Valdevez (parque da Azenha)

Nota: Os transportes para os vários locais das atividades são garantidos pela Porta do Mezio, bem como o seguro, atividades, almoço e lanche da parte da tarde.

“Emoção, aventura, diversão e muito mais, é aquilo que pode encontrar no campo de férias da Páscoa da Porta do Mezio.”

MELGAÇO: CAÇA AOS OVOS NAS VINHAS DE ALVARINHO

De 6 a 22 de abril, Melgaço

Para o Soalheiro a cultura do vinho tem a ver com a entrega, com a dedicação e com o simbolismo do momento.

Com o objetivo de valorizar as particularidades do terroir de Monção e Melgaço: A Origem do Alvarinho e demonstrar que a cultura do vinho tem a ver com a entrega, com a dedicação e com o simbolismo do momento, o Soalheiro propõe uma Caça aos Ovos nas vinhas. A iniciativa decorre nas férias da Páscoa (entre 6 e 22 de abril) e destina-se a qualquer um que queira desfrutar de uma experiência diferente, independentemente da idade.  Este passeio temático é oferecido em qualquer reserva de visita ao Soalheiro e pode ser efetuado de segunda-feira a domingo, incluindo feriados.

caça aos ovos soalheiro.jpg

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho, os visitantes podem descobrir nas próprias vinhas as várias dimensões da casta. A produção rege-se por todos os princípios da sustentabilidade, estando ali em perfeita harmonia com a natureza. O contacto com a flora tradicional, a ecologia e a vindima, em função da data da visita, tornará estes passeios inesquecíveis.

Alvarinho-Soalheiro-Magusto-Solidário-Melgaço (170).JPG

BRAGA É UMA DAS CIDADES FUNDADORAS DA "REDE EUROPEIA DAS CELEBRAÇÕES DA SEMANA SANTA E PÁSCOA"

Arranca a "Rede Europeia das Celebrações da Semana Santa e Páscoa" em Braga

Liderada pela rota andaluza “Camiños de Passión” (Caminhos de Paixão), a nova Rede inicia o seu percurso tendo por sócios fundadores Espanha, Portugal (com a Semana Santa de Braga), Malta, Eslovénia e Itália.

Capturarss1.PNG

Hoje, 18 de março, teve lugar, no Palácio do Raio, em Braga, o II Fórum que reuniu pela segunda vez um grupo de entidades europeias. A ocasião serviu para consolidar este projeto (recorda-se que a primeira reunião ocorreu em Lucena, Espanha, no passado mês de setembro), e fundar a nova associação, que é criada para agregar valor às tradições europeias relacionadas com a Semana Santa e Páscoa, e que aspira a apresentar uma candidatura a um futuro Itinerário Cultural Europeu, do Conselho da Europa.

Capturarss2.PNG

Na reunião participaram representantes da Espanha, Eslovénia, Itália, Malta e Portugal, num total de nove entidades, que organizam, nas suas diferentes regiões geográficas, cerimónias relacionadas com a Semana Santa e a Páscoa.

Durante a sessão de trabalho foram discutidos e adotados pontos muito importantes e que orientarão o funcionamento e a atividade desta nova entidade: a assinatura do acto fundador da rede, a eleição do Conselho de administração, a criação de um Comité Científico, a adoção de seu plano de trabalho e de financiamento, bem como a organização de sua atividade para a preparação e apresentação do candidatura a um Itinerário Cultural Europeu.

Sobre os Itinerários Culturais do Conselho da Europa

O programa Itinerários Culturais do Conselho da Europa foi lançado em 1987 pelo Conselho da Europa com a finalidade de demonstrar, através da viagem no espaço e no tempo, como o património cultural da Europa se desenvolve através das fronteiras.

Um itinerário cultural europeu é uma rota que abarca países e regiões e que se organiza em torno de um tema cuja história, interesse artístico e cultural é claramente europeu, seja pela sua localização geográfica ou pelo seu conteúdo e significado.

Sobre a "Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa de Páscoa"

Esta rede europeia das Semanas Santas e celebrações da Páscoa é formada como uma associação sem fins lucrativos, aberta a todas as religiões e crenças que comemoram a paixão e ressurreição de Jesus Cristo, e cuja património cultural é um ponto de referência nas suas respetivas regiões e/ou países.

A Associação pretende congregar esforços e aproveitar sinergias na consolidação de um modelo de conservação e difusão do património material e imaterial da Semana Santa e Páscoa, ao mesmo tempo que promove estas expressões, dos diferentes membros e áreas geográficas envolvidas, como destinos turísticos de qualidade.

Esta associação tem, na sua fundação, como sócios fundadores, diferentes entidades, que promovem e acrescentam valor na representação das tradições e festas emblemáticas a nível europeu, e que são os seguintes:

  • A italiana Fundação Frederico II, da Sicília, Itália, em representação dos municípios de Palermo, Caltanissetta e Trapani
  • Os municípios de BirguQormi, por parte de Malta
  • Comissão da Quaresma e Celebrações da Semana Santa de Braga, em Portugal
  • As representações da Paixão de Cristo em Skofja Loka, na Eslovénia
  • A rota andaluza Camiños de Passión, que representa as celebrações da Semana Santa dos municípios de Alcalá la Real, em Jaén; Baena, Cabra, Lucena, Priego de Córdoba e Puente Genil, da província de Córdoba; e ainda Écija, Osuna e Utrera, da província de Sevilha
  • Dentro da geografia espanhola, também integram a Rede as celebrações da Semana Santa de Orihuela(Alicante), Lorca (Múrcia) e Viveiro (Lugo)

Razões da candidatura

Este projeto de Itinerário Cultural é uma formidável oportunidade e uma plataforma para disseminar e dar a conhecer o património relacionado com as celebrações da Semana Santa e Páscoa (onde Braga estará inserida), conferindo-lhe visibilidade a nível europeu e inclusivamente mundial.

Capturarss3.PNG

JOVENS DE BARCELOS TÊM FÉRIAS DA PÁSCOA COM ATIVIDADES PROGRAMADAS

Município de Barcelos promove Férias de Páscoa com muitas atividades para os mais novos

A Câmara Municipal de Barcelos promove uma programação diversificada para os mais pequenos durante a época de Páscoa. Estão agendadas as Férias de Páscoa na Biblioteca Municipal, na Galeria Municipal, na Casa da Juventude e as Férias Desportivas, nas Piscinas e no Pavilhão Municipal.

Programa Férias da Páscoa.JPG

Assim, entre 15 e 18 de abril, das 9h30 às 12h30, realizam-se as “Férias Desportivas”, promovidas pelo Pelouro do Desporto, nas quais os mais novos podem aprender a praticar diversas modalidades no Pavilhão Municipal e no Parque da Cidade.

Também a Casa da Juventude apresenta um programa de oficinas dedicado às expressões plásticas (inscrições através do e-mailcasadajuventude@cm-barcelos.pt), das 10h00 às 12h00, para grupos,  e das 15h00 às 17h30, em sessões individuais. Os materiais necessários terão de ser assegurados pelos participantes mediante a atividade que pretendam desenvolver. As inscrições são obrigatórias e limitadas, para crianças e jovens a partir de 6 anos, devendo todos os interessados fazer a sua inscrição até ao dia 5 de abril.

Já a Galeria Municipal abre as portas às crianças entre os 8 e os 14 anos para várias atividades lúdico-pedagógicas, como a visita à exposição patente e a realização de várias oficinas de artes plásticas (inscrições através de galeriamunicipalarte@cm-barcelos.pt) entre os dias 9 e 12 de abril e de 16 a 18 de abril, das 14h30 às 17h00.

Nos mesmo dias, entre as 10h00 e as 12h00, o Museu de Olaria promove vários ateliês direcionados para crianças entre os 6 e os 12 anos, como modelagens de figuras pascais em barro, oficinas de pintura de azulejo e peças, entre muitos outros (inscrições através do e-mail museuolaria@cm-barcelos.pt).

Todas as atividades do programa das Férias da Páscoa são gratuitas, à exceção das realizadas no Museu de Olaria, que têm o custo de 1,10€ por participante

BRAGA PREPARA FESTIVIDADES SOLENES DA SEMANA SANTA

A Comissão da Semana Santa procedeu hoje à apresentação pública, na sacristia-mor da Sé Catedral de Braga, à apresentação e lançamento do programa e cartaz da Semana Santa de Braga 2019.

Capturarbr7.PNG

A mesa era composta pelo senhor provedor da Santa Casa da Misericórdia de Braga, Dr. Bernardo Reis; o senhor provedor da Irmandade de Santa Cruz, Dr. Luis Rufo; o presidente da Câmara Municipal de Braga, Dr. Ricardo Rio; o presidente da entidade regional de turismo Porto e Norte de Portugal,  Luís Pedro Martins; o presidente da Associação Comercial de Braga, Dr. Domingos Macedo Barbosa, e presidida pelo presidente da Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga, o Rev. Cónego Avelino Marques Amorim.

Capturarbr9.PNG

Transcreve-se o comunicado que o senhor presidente da Comissão elaborou e transmitiu:

  1. A Quaresma e a Páscoa são vividas, desde tempos imemoriais, com uma intensidade e espiritualidade ímpares na cidade de Braga. E eis-nos, de novo, quase chegados à celebração do mistério fundante da fé cristã, a ressurreição de Jesus. Desde Setembro último, a Comissão da Quaresma e Solenidades da Semana Santa de Braga, vem preparando um programa, que hoje apresenta publicamente, e que, partindo da centralidade das celebrações religiosas, procura oferecer um vasto leque de outros eventos culturais e sociais, que predispõem e introduzem profundamente no mistério celebrado.
  2. Partindo da proposta pastoral da Arquidiocese para o presente ano, cuja mensagem nos convida a testemunhar a alegria da esperança que nos anima, também a identidade visual da Semana Santa deste ano, escolhida pela Comissão, procura traduzir esta virtude teologal. Expondo, em contraste e dialética, duas imagens: a imagem do Senhor, já morto, depois de abraçar a Sua paixão, e a do Senhor, já vivo, que prenuncia a Sua ressurreição, certeza que preenche a nossa esperança.

Capturarbr8.PNG

A imagem do Senhor vivo apresenta-se com um semblante sereno, contemplativo, pleno de interioridade, em que se adivinha Alguém que sabe o cálice que terá de beber, para redenção dos homens. Já a imagem do Senhor morto, depois de, voluntariamente, ter oferecido a Sua própria vida, confronta-nos com o resultado da ação dos homens que, sem saber, violentaram o seu próprio salvador! É então o denso mistério da salvação que se nos apresenta neste confronto de imagens, em que também as cores da paleta utilizada encerram um significado: o roxo da Paixão, com o ouro da majestade de Jesus.

  1. Procuramos, na fidelidade a uma tradição ancestral, a novidade que a fé nos suscita, traduzido em todo o programa cultural que oferecemos. Destacamos o concerto de terça-feira santa, este ano confiado ao decateto bracarense de metais Portuguese Brass, que interpretará uma obra inédita por eles preparada, apresentada em estreia absoluta na Sé Catedral a 16 de Abril, inspirada na Semana Santa de Braga. Ainda no âmbito musical, encerraremos as celebrações de 2019, com uma cantata mariana, confiada a Teresa Salgueiro, celebrando as alegrias de Nossa Senhora. Este concerto terá lugar na Igreja de São Paulo, a 26 de Abril, nas vésperas da festa de Nossa Senhora da Alegria, própria do Ritual Bracarense. Destaque ainda para o ciclo de cinema, que visa criar diversidade na programação e que acontece a 11, 18 e 25 de março, no Espaço Vita.
  2. A envolvência da comunidade local tem sido uma preocupação constante nos últimos anos. Queremos chegar às gerações mais jovens, tornando-os parte integrante das nossas iniciativas, para que possam assumir como protagonistas o legado histórico que a eles caberá dar continuidade. Fazemo-lo, sobretudo com as parcerias estabelecidas, particularmente, com as escolas católicas da cidade.
  3. Ainda relacionado com o tema da envolvência da comunidade e as suas tradições, decidiu a Comissão qualificar a presença das rebuçadeiras e a venda dos “rebuçados do Senhor”. Temos notado que é uma tradição que tem vindo a decair mas que a Comissão quer contrariar, fomentando condições para que as existentes possam continuar a sua atividade e até, quem sabe, atrair outras no futuro.
  4. Anunciado no ano passado, o Prémio de Investigação Cónego Jorge Coutinho, terá a sua primeira edição no presente ano, com abertura do concurso já no final deste mês. Alguns dados referentes a esta edição:
  5. a) Até 28 de fevereiro do ano ímpar: anúncio e abertura da edição correspondente;
  6. b) Até 30 de novembro do ano ímpar: receção dos trabalhos candidatos;
  7. c) Até 28 de fevereiro do ano par: validação e avaliação pelo júri;
  8. e) Semana Santa do ano par (2020): entrega do prémio em cerimónia pública.

Acreditamos que será muito difícil já nesta primeira edição obter trabalhos e candidatos, mas este lançamento visa dar notoriedade à iniciativa para que, no futuro, estes possam surgir, e em qualidade.

  1. A Comissão anuncia ainda o lançamento de uma publicação sob o título “A Semana Santa em Braga” com textos de Rui Ferreira e fotos de Hugo Delgado. Esta edição da “Opera Omnia” propõe-se ser a publicação mais importante jamais levada a efeito sobre as solenidades da Quaresma e Semana Santa de Braga.

A apresentação será feita no dia 13 de Abril na Sé Catedral.

  1. Nestes dias em que Braga é reconhecida como destino de excelência, não podemos deixar de sublinhar o papel preponderante, se não primeiro, que a Semana Santa assume. Reconhecimento disto mesmo, foi o convite a participar no primeiro fórum de cidades com celebrações da Semana Santa e Páscoa no passado mês de Setembro em Lucena (Andaluzia), onde foi debatida a utilidade de união de esforços, entre vários países, da Rede Europeia de Celebrações da Páscoa e Semana Santa; e a escolha da cidade de Braga para acolher o II Fórum desta Rede, a 18 e 19 de Março próximo, onde, será assinada a Acta Fundacional desta associação, para uma candidatura conjunta a Itinerário Cultural da União Europeia.

Em jeito de conclusão, queremos agradecer aos órgãos de comunicação social todo o apoio prestado na divulgação do programa da Quaresma e Semana Santa. Porque ele se destina a todos quantos queiram celebrar e viver convenientemente esta quadra cristã, e ultrapassa em muito os momentos aqui evocados, como poderão comprovar pelo material distribuído, e na página oficial desta comissão (semanasantabraga.com), com uma plêiade de propostas culturais, procissões e celebrações do tríduo pascal.

Capturarbr3.PNG

Animacao_de_Rua_SemanaSantaBraga.jpg

Capturarbr1.PNG

Capturarbr2.PNG

Capturarbr4.PNG

Capturarbr5.PNG

Capturarbr6.PNG

Capturarbr10.PNG

Capturarbr11.PNG

Capturarbr12.PNG

FESTA DAS VINDIMAS RECRIA TRADIÇÕES EM PONTE DA BARCA

DE 5 A 7 DE Outubro | Centro de Exposição e Venda de Produtos Regionais

A Câmara Municipal de Ponte da Barca promove, no fim-de-semana de 5 a 7 de outubro, mais uma edição da Festa das Vindimas. A iniciativa pretende, fundamentalmente, retratar a azáfama que caracteriza as vindimas, numa região fortemente ligada aos costumes vinícolas.

A decorrer no Centro de Exposição e Venda de Produtos Regionais, a edição 2018 deste evento volta a contar com a participação de várias associações concelhias, que armarão as “tasquinhas” com os pratos típicos da gastronomia desta região e a excelência dos vinhos de Ponte da Barca.

A par das artes e sabores a iniciativa, que tem inauguração marcada para as 18h00, oferece um vasto programa de animação e actividades ligadas à vinicultura, através do desfile 'A vinda do campo' (dia 5, às 21h), e a recriação da Pisada das uvas (dia 6, às 21h), e a Tirada do Vinho (dia 7, às 15h30). Momentos musicais também não vão faltar contando, para isso, com a atuação do grupo de música tradicional portuguesa Verde Canto (dia 5, às 22h), a atuação do grupo musical Cláudia Martins – Minhotos Marotos (dia 6, às 22h00), e a atuação dos Ranchos Folclóricos de Ponte da Barca, Bravães, Lindoso e Azias, ao longo da tarde do dia 7.

REDE EUROPEIA DAS CELEBRAÇÕES DA SEMANA SANTA E PÁSCOA VAI TER ASSOCIAÇÃO – ENTIDADES PROMOTORAS REUNIRAM NA ANDALUZIA

1ª reunião de entidades da Associação da "Rede Europeia das celebrações da Semana Santa e Páscoa” já aconteceu

Realizou-se na localidade de Cabra (Andaluzia, Espanha), a primeira reunião da futura associação que pretende candidatar celebrações de Semana Santa e Páscoa de toda a Europa a um Itinerário Cultural, do Conselho da Europa.

Capturar1

Diversas entidades de cinco países europeus (Espanha, Malta, Itália, Eslovénia e Portugal, representado unicamente pela Comissão da Semana Santa de Braga), reuniram-se em Cabra, na Andaluzia espanhola, no passado dia 12 de setembro, numa primeira Assembleia Geral, para discutir formas de concretização e formalização da futura Associação que terá como único objectivo a candidatura das diferentes Semana Santas e Páscoas das entidades presentes e futuras a um Itinerário Cultural, projeto do Conselho da Europa.

Foram debatidas na ocasião as acções já levadas a cabo (como o "I Fórum Europeu de Cerimónias da Semana Santa e Páscoa", e que tinha ocorrido precisamente no dia anterior, dia 11 de setembro, em Lucena, Espanha); o Plano de Acção 2018-2019; e a constituição dos Comités Técnico e Científico. A reunião serviu ainda para lançar o desafio a todas as entidades presentes a se constituirem como membros fundadores da Associação que pretende promover a candidatura, desafio que a Comissão da Semana Santa de Braga pondera aceitar.

Sobre os Itinerários Culturais do Conselho da Europa

O programa Itinerários Culturais do Conselho da Europa foi lançado em 1987 pelo Conselho da Europa com a finalidade de demonstrar, através da viagem no espaço e no tempo, como o património cultural da Europa se desenvolve através das fronteiras.

Um itinerário cultural europeu é uma rota que abarca países e regiões e que se organiza em torno de um tema cuja história, interesse artístico e cultural é claramente europeu, seja pela sua localização geográfica ou pelo seu conteúdo e significado.

Sobre a futura "Associação de Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa de Páscoa"

A rede europeia das Semanas Santas e celebrações da Páscoa serão formadas como uma associação cultural internacional, aberta a todas as religiões e crenças que comemoram a paixão e ressurreição de Jesus Cristo, e cuja património cultural é um ponto de referência nas suas respetivas regiões e/ou países.

A Associação pretende congregar esforços e aproveitar sinergias na consolidação de um modelo de conservação e difusão do património da Semana Santa e Páscoa, ao mesmo tempo que promove estas expressões, dos diferentes membros e áreas geográficas envolvidas, como destinos turísticos de qualidade.

Espera-se que a Comissão da Quaresma e Celebrações da Semana Santa de Braga venha a reunir condições para integrar esta Associação.

Razões da candidatura

Este projeto de Itinerário Cultural é uma formidável oportunidade e uma plataforma para disseminar e dar a conhecer o património relacionado com as celebrações da Semana Santa e Páscoa (onde Braga estará inserida), conferindo-lhe visibilidade a nível europeu e inclusivamente mundial.

A candidatura será preparada com a participação de todos os membros, que inclusivé custearão a sua elaboração, e que deverá ter um mínimo de cinco países membros, para ser admitida ao Conselho da Europa.

1S3A7492

CASA DO MINHO EM LISBOA MANTÉM A TRADIÇÃO DO COMPASSO PASCAL EM DOMINGO DE PASCOELA

Na Casa do Minho em Lisboa a tradição mantém-se. Em domingo de Pascoela, a zona de Telheiras viu passar os mordomos, com as suas opas vermelhas, tocando a sineta e levando consigo a caldeirinha e a cruz florida que é dada a beijar aos crentes que, na sua devoção, depositam toda a sua Fé na Ressurreição do Senhor: Aleluia!

DSCF8804

O Pároco do Lumiar, Padre João Caniço, é seguido por uma pequena multidão que, devido às condições meteorológicas, não puderam este ano percorrer as artérias da freguesia e lançar os foguetes. Mas, à boa maneira minhota, não dispesaram o rufar dos bombos e os alegres acordes das concertinas, ou não fora a Ressurreição um motivo de festa.

Já na sede daquela instituição regionalista e após a homilia, celebrada sob a égide de Nossa Senhora do Minho, ali representada sobre um improvisado altar dignamente revestido com uma magnífica toalha de linho, foi a cruz dada a beijar aos presentes tal como se pratica em todos os lares das nossas aldeias, das famílias mais humildes às mais abastadas.

E, por fim, a farta mesa onde não faltou o pão-de-ló caseiro, as cavacas e rosquilhas, os vinhos finos e, como não podia deixar de suceder, os tão apreciados vinhos verdes de Sapardos, do Concelho de Vila Nova de Cerveira, engarrafados e comercializados por José Luís Espinheira da Silva.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira fez-se representar pelo seu assessor, Dr. Pedro Soares.

DSCF8759

DSCF8772

DSCF8773

DSCF8774

Capturarcm1

DSCF8776

DSCF8777

DSCF8781

DSCF8783

DSCF8784

DSCF8789

DSCF8790

DSCF8794

DSCF8797

DSCF8807

DSCF8808

DSCF8809

DSCF8824

DSCF8828

DSCF8833

DSCF8838

Capturarcm2

Capturarcm3

COMUNIDADE GALEGA PARTICIPA AMANHÃ NA CELEBRAÇÃO DA PASCOELA ORGANIZADA PELA CASA DO MINHO EM LISBOA

Casa do Minho e Centro Galego de Lisboa de mãos dadas na defesa das nossas tradições comuns.

Vendo-os assim tão pertinho,

a Galiza mail’ o Minho,

são como dois namorados

que o rio traz separados

quasi desde o nascimento.

Deixal-os, pois, namorar

já que os paes para casar

lhes não dão consentimento

                                  João Verde

Irmãos da Galiza participam em Lisboa na festa da Casa do Minho

A tradicional visita pascal que amanhã vai ter lugar na Casa do Minho em Lisboa deverá contar com a participação de um grupo de gaiteiros e pandereteiras da Galiza, numa representação da Xuventud de Galicia – Centro Galego de Lisboa.

galegos_lisboa4

Esta iniciativa reveste-se de profundo significado na medida em que retoma uma antiga amizade e tradição entre as duas instituições – a Casa do Minho e a Xuventud de Galicia – que visa preservar a identidade comum das gentes galaicas d’aquém e d’além Minho, incluindo o espaço que na década de trinta do século passado veio a ser subtraído à região da vetusta Comarca d’Entre-o-Douro-e-Minho para dar origem à criação de uma província tão artificial quanto efémera denominada por “Douro Litoral”.

A Casa do Minho em Lisboa regressa desta forma à sua matriz inicial a privilegiar a ligação fraterna com a Galiza, as associações congéneres do Brasil com especial realce por razões históricas a Casa do Minho do Rio de Janeiro e ainda os concelhos representados nos seus estatutos que, apesar de não integrarem os distritos de Braga e Viana do Castelo, não deixam de constituir do ponto de vista geo-etnográfico parte integrante do Minho.

Os minhotos em Lisboa vão amanhã celebrar a pascoela na Casa do Minho e dar um abraço fraterno aos seus irmãos da Galiza também aqui radicados!

29597403_1812791805424187_6014516816507665125_n

PÓVOA DE LANHOSO MANTÉM VIVAS AS TRADIÇÕES PASCAIS

Póvoa de Lanhoso mantém vivas as tradições pascais

Na manhã de domingo, os Paços do Concelho da Póvoa de Lanhoso abriram as portas para receber a visita pascal. O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, recebeu o arcipreste, Armindo Gonçalves, assim como as diferentes cruzes, que, ao longo do dia de Páscoa, percorreram a paróquia de Nossa Senhora do Amparo – Póvoa de Lanhoso.

Visita Pascal aos Paços do Concelho 1

“Esta é uma tradição que queremos manter, assim como outras, o que demonstra acima de tudo o nosso respeito por esta festividade assinalada pela comunidade católica”, referiu o Presidente da Câmara Municipal, Avelino Silva, à margem desta receção, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde também marcaram presença os vereadores Gabriela Fonseca e André Rodrigues.

O autarca referia-se também à exposição de arcos de Páscoa elaborados pelos/as utentes dos Centros de Convívio da Póvoa de Lanhoso, em exposição no Jardim António Lopes, no coração da Vila Povoense, e à Queima do Judas. Neste último caso, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso foi uma das entidades que apoiaram esta iniciativa da Junta de Freguesia da Póvoa de Lanhoso, que reuniu uma enorme moldura humana, no largo em frente ao edifico da Câmara Municipal, para assistir à leitura do testamento e à queima do Judas, num momento que contribui para a divulgação e para a continuidade desta tradição pascal.

Visita Pascal aos Paços do Concelho 3

Exposicao de arcos de pascoa elaborados por utentes dos Centros de Convivio

Queima do Judas 1