Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PAREDES DE COURA ACOLHE V CONGRESSO DE METEOROLOGIA E ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

23 e 24_fev | Paredes de Coura

Ao longo de dois dias, 23 e 24 de fevereiro, Paredes de Coura recebe o V Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas, reunindo personalidades da academia, investigadores e representantes de ONG’s para discutir uma temática cada vez mais na ordem do dia e a merecer a ponderação de todos nós, contribuindo assim para a reflexão e sensibilização de uma realidade que preocupa cada vez mais as sociedades.

“É urgente alertar e envolver todos os quadrantes da sociedade no debate pela definição de medidas concretas e imediatas para adaptação às alterações climáticas. Não é o planeta que se encontra em risco, mas sim a vida como a conhecemos”, constata Tiago Cunha, vice-presidente da Câmara de Paredes de Coura, reforçando, por isso, que “à escala individual, é necessário entender as consequências concretas da nossa inoperância e repensar os nossos comportamentos diários com impacto no esgotamento de recursos – da alimentação aos bens de consumo, passando pela mobilidade”.

É partindo deste princípio que “o Município de Paredes de Coura apoia consistentemente a realização de congressos de dimensão nacional e internacional (como o congresso CouraVeg, Encontros Com Ciência do Agrupamentos de Escolas de Paredes de Coura, o TREX – TREX – Traditional Fire Training Exchange e WOMANTREX, o Rural Camp, entre outros) que reflitam sobre a emergência da sustentabilidade”, relembra Tiago Cunha, para quem “este congresso, que é realizado pela segunda vez em Paredes de Coura, é um bom exemplo disso e destaca-se porque permite juntar à mesma mesa a comunidade escolar, cientistas, as ONG’s, decisores locais e comunitários, envolvendo e dando voz a todos. A persistência em fazer permanecer a urgência do tema na atualidade é o nosso pequeno contributo para garantir que resgatamos a nossa casa comum”, concluiu.

Sustentabilidade enquanto contributo para a adaptação climática

Este V Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas é uma organização conjunta do Município de Paredes de Coura, Cenfipe e Agrupamento de Escolas de Freixo, que durante dois dias reúne diferentes especialistas de Portugal e Galiza, abordando a temática da meteorologia, impactos climáticos e o papel da sustentabilidade na emergência climática.

O tema desta quinta edição é a “Sustentabilidade enquanto contributo para a adaptação climática” e insere-se no 13º ODS (Ação Climática - Adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos), tendo como meta 13-3, “consciencialização para a educação da população para as alterações climáticas”.

No programa desta edição destacamos as comunicações de Francisco Ferreira, presidente da ONG-Associação Zero, do eurodeputado Francisco Guerreiro, da investigadora física da UTAD, Margarida Liberato, de um investigador físico da Universidade de Vigo – Diego Fernández, do climatologista Mário Marques, e ainda das coordenadoras do projeto meteoescolas em Cuntis (Pontevedra).

De referir a particular importância das comunicações no âmbito de eventos meteorológicos/climáticos extremos no território e também ações/práticas sustentáveis no meio educativo, económico e social face às alterações climáticas que estamos a viver. O congresso está planificado em três painéis, sendo o do dia 23, sexta-feira, mais ligado à forma como empresas, escolas e instituições políticas abordam a sustentabilidade enquanto agentes de ação climática. No dia 24, sábado, o painel da manhã é mais técnico, dedicado à meteorologia, e o painel da tarde mais generalizado, dedicado aos impactos das mudanças climáticas.

Capturarpcou.JPG

PAREDES DE COURA APRESENTA “POBRES CRIATURAS” + PROGRAMA BEBÉS + WORKSHOP LEGO®

No cinema, este fim de semana, sábado e domingo, às 15h00 e 21h30, é projetado no Centro Cultural o drama ‘Pobres Criaturas’, do cineasta Yorgos Lanthimos e da produtora Emma Stone.

G6g8FNe7bYpv2wCZ.jpg

Esta é a história incrível e fantástica evolução de Bella Baxter (Stone), uma jovem trazida de volta à vida pelo brilhante e pouco ortodoxo cientista, Dr. Godwin Baxter (Willem Dafoe). Sob a proteção de Baxter, Bella está ansiosa para aprender. Faminta pelo mundo que a rodeia, Bella foge com Duncan Wedderburn (Mark Ruffalo), um advogado astuto e pervertido, numa aventura turbulenta pelos continentes. Livre dos preconceitos da sua época, Bella cresce firme no seu propósito de defender a igualdade e a libertação.

Título original: Poor Things
Género: Romance, Comédia, Drama
Realização: Yorgos Lanthimos
Atores: Emma Stone, Mark Rufallo, Willem Dafoe, Ramy Youssef, Jerrod Carmichael, Christopher Abbot, Margaret Qualley
Duração (minutos): 140
Classificação: 16 anos

Já no Programa Bebés, na manhã de domingo a produtora O Som do Algodão traz “Que histórias conta a lua?”.

Histórias pequeninas, poemas microscópicos, sombras que se agitam à volta da Lua. O imaginário da noite em forma de teatro de sombras. Cantigas mornas que se sussurram ao ouvido. Um espetáculo em forma de casulo.

18 fev_10h30 | Centro Cultural

Inscrição obrigatória com o nome da criança até 16 de fevereiro para o email: servicoeducativo@paredesdecoura.pt

Participantes: 10 bebés (máximo de 2 acompanhantes).

Entrada: 1 euro por criança, os acompanhantes são convidadosPor sua vez, a Caixa de Brinquedos promove na tarde de domingo mais um Workshop LEGO®.

‘Como arrumar peças’ é a proposta para este workshop, onde serão abordadas várias formas de organizar as peças e conjuntos LEGO.

Caixa de Brinquedos. 18_fev_15h00

Duração: 1h30

Limitado a 8 famílias. Indicado a famílias com crianças a partir dos 6 anos de idade.

Inscrição obrigatória através de email: caixadebrinquedos@paredesdecoura.pt

dKMJLUSGVSeFXLtY.jpg

hs7ui70vyMsfR6RZ.jpg

“O REGRESSO DE RICARDO III NO COMBOIO DAS 9H24” SOBE AO PALCO EM PAREDES DE COURA

sex_16 fev_21h30 | CENTRO CULTURAL

É já esta sexta-feira, 16 de fevereiro, pelas 21h30, que sobe ao palco no Centro Cultural de Paredes de Coura a comédia dramática escrita por Gilles Dyrek ‘O regresso de Ricardo III no comboio das 9h24’.

Uma reunião de família como nunca viu, hilariante e onde os mal-entendidos vão acontecendo num grande alvoroço, com nomes bem conhecidos das nossas artes de palco, teatro e televisão, como Adriano Luz, Ana Nave, Jessica Athayde, Miguel Thiré, Raquel Tillo, Rui Melo, Samuel Alves e Susana Blazer.

Pedro Henrique é um empresário milionário em fim de carreira, cuja família desapareceu num trágico acidente. Durante uma semana contrata atores e atrizes para interpretarem os elementos da sua família desaparecida e ajudarem-no a reconciliar-se. Entre a realidade e a ficção, a reinterpretação do turbulento passado familiar transforma-se num acerto de contas em que ninguém consegue distinguir a verdade da mentira.

A peça ‘O regresso de Ricardo III no comboio das 9h24’, com texto de Gilles Dyrek, foi nomeada para os prestigiados prémios franceses Molière 2023, na categoria de “Melhor Comédia”.

DAx0Ag5xBkOuOPOS.jpg

FÁTIMA ALÇADA É A NOVA DIRETORA GERAL E ARTÍSTICA DAS COMÉDIAS DO MINHO

image001.jpg

A Programadora e Gestora Cultural sucede a Magda Henriques na direção do projeto criado pelos Municípios de Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova de Cerveira.

No ano em que a ‘Associação para a Promoção de Atividades Culturais no Vale do Minho - Comédias do Minho’ completa 20 anos de atividade, inicia-se uma nova fase do projeto artístico e cultural. Fátima Alçada assume as funções de Diretora Geral e Artística das Comédias do Minho a partir do dia 15 de fevereiro de 2024.

Fátima Alçada completou a pós-graduação em Gestão Cultural das Cidades, no ISCTE, e é licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, pela Universidade de Coimbra. Foi diretora artística d’A Oficina, em Guimarães, e do Centro de Arte de Ovar. Coordenou e programou múltiplos festivais, como o FESTA – Festival Internacional de Artes na Rua – e os Concertos Incomuns, em Ovar, ou o Festival Imaginarius, em Santa Maria da Feira.

Ao longo da sua carreira, empenhou-se em desenvolver a relação entre a Arte e a Educação, tendo criado o Serviço de Educação e Mediação Cultural d’A Oficina, do qual foi também diretora artística, o Serviço Educativo do Cineteatro de Estarreja e tendo coordenado a programação da Escola de Artes e Ofícios de Ovar.

Profunda conhecedora do panorama das artes performativas, Fátima Alçada tem feito parte de vários júris nacionais e internacionais. Fez também parte da comissão de especialistas externos da Direção-Geral das Artes e colaborou na criação do programa de artes performativas da candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura 2027, eleito o projeto vencedor.

O cargo de diretor(a) artístico(a) das Comédias do Minho foi anteriormente desempenhado por Magda Henriques, João Pedro Vaz e Isabel Alves Costa, que concebeu a atual estrutura do projeto. As Comédias do Minho englobam, desde 2007, três eixos de ação: uma companhia de teatro profissional, de cariz itinerante, que leva as suas criações às aldeias e vilas do território; um projeto pedagógico, com produção/programação independentes no âmbito das artes performativas e da formação artística; e um projeto comunitário que envolve a população em projetos de arte participativa e comunitária.

Através da sua extensa e sustentada experiência de direção e programação, Fátima Alçada vem reforçar a missão das Comédias do Minho e desenhar uma nova estratégia para o seu futuro.

PAREDES DE COURA TEM NOITE DE CARNAVAL

Kalhambeke + Entrudo Sopeiro

Está aí a aguardada noite de Carnaval com que os courenses darão largas à imaginação com o sempre empolgante desfile de grupos espontâneos de mascarados, este ano reforçado pela atuação dos Kalhambeke mas também com o Entrudo Sopeiro para reconfortar os estômagos.

O Município de Paredes de Coura e a Associação Cultural de Paredes de Coura trazem os Kalhambeke para a noite de Carnaval na tenda instalada no Largo Hintze Ribeiro, repartindo com o desfile pelo eixo pedonal desta bonita vila do Alto Minho a esperada animação proporcionada pelos grupos espontâneos de mascarados, com a já habitual sátira à vida local e quotidiano social, político e desportivo.

A contagiante animação dos foliões fica mais aconchegada com o Entrudo Sopeiro, a partir das 19h00, com uma diversidade de opções que vai do caldo verde à sopa de peixe, do creme de cogumelos à sopa à lavrador, entre outras, mas também feijoada, filhós e bolo do tacho para reconfortar os estômagos nestas noites frias de inverno.

Motivos mais que suficientes para um salto até à vila, com diversão garantida.

QssfBal7RKcYHCmb.jpg

PAREDES DE COURA DIVERTE-SE NO CARNAVAL

Noite de Carnaval 2024 | Kalhambeke + Entrudo Sopeiro

Está aí o aguardado Carnaval com que os courenses darão largas à imaginação com o sempre empolgante desfile de grupos espontâneos de mascarados, este ano reforçado pela atuação dos Kalhambeke mas também com o Entrudo Sopeiro para reconfortar os estômagos.

O Município de Paredes de Coura e a Associação Cultural de Paredes de Coura trazem os Kalhambeke para a noite de Carnaval na tenda instalada no Largo Hintze Ribeiro, repartindo com o desfile pelo eixo pedonal desta bonita vila do Alto Minho a esperada animação proporcionada pelos grupos espontâneos de mascarados, com a já habitual sátira à vida local e quotidiano social, político e desportivo.

A contagiante animação dos foliões fica mais aconchegada com o Entrudo Sopeiro, a partir das 19h00, com uma diversidade de opções que vai do caldo verde à sopa de peixe, do creme de cogumelos à sopa à lavrador, entre outras, mas também feijoada, filhós e bolo do tacho para reconfortar os estômagos nestas noites frias e chuvosas de inverno.

Os mais novos dispõem de insufláveis, com entrada livre, nas manhãs e tardes, de sábado e domingo (10h às 12h30 e das 14h às 18h00), na tenda instalada no Largo Hintze Ribeiro. Motivos mais que suficientes para um salto até à vila, com diversão garantida.

QssfBal7RKcYHCmb.jpg

LER CINEMA ESTÁ DE VOLTA A PAREDES DE COURA

Já hoje, a partir das 21h00, está de volta o Ler Cinema, com a realizadora de curtas-metragens Mariana Bártolo e a projeção dos filmes ‘As Gaivotas Cortam o Céu’, uma produção franco-portuguesa dirigida por Mariana Bártolo e Guillermo García López, e ‘La Ciénaga’/ ‘O Pântano’, assinado por Lucrecia Martel.

As Gaivotas Cortam o Céu

Densa atmosfera de mudanças e greves sindicais no porto de pesca do Porto. Clara, proprietária de um bar de pescadores ameaçado pelo encerramento, encontra nos braços de Raquel, empregada em navios de cruzeiro, o único abrigo para expressar os seus medos e contradições.

Realizador: Mariana Bártolo, Guillermo García López

Produtor: Rodrigo Areias, Bando à Parte, Dominique Welinski, DW Production

Atores Principais: Sandra Salomé, Constança Carvalho Homem, Maria Gil, Joaquim Castro, António Moreira, Ricardo Mateus 

O Pântano

La Ciénaga 

No Nordeste Argentino, um casal e os seus filhos adolescentes enfrentam um calor infernal na sua casa de campo. Uma prima traz os seus filhos também. Quando a mulher sofre um acidente doméstico, os adultos vão para a cidade e os jovens ficam sozinhos.

REALIZAÇÃO: Lucrecia Martel

COM: Mercedes Morán, Graciela Borges, Martín Adjemián

2DJzbE3ajvTRba9R.jpg

rjkrdRnSqxAN15qB.jpg

‘Johnny Puff: Missão Secreta’

Ainda no que toca a cinema, este fim de semana pelo Centro Cultural há o filme de animação ‘Johnny Puff: Missão Secreta’, realizado por Néstor F. Dennis e com a participação de Johnny Depp.

Didi, Tic, Tac e Pie são quatro jovens “puffins” que levam uma vida tranquila na Vila Taiga. Um dia descobrem que nas profundezas do gelo, o terrível Otto von Walrus se prepara para vir à superfície para atacar a vila e dominar os seus habitantes.

Determinados a derrotá-lo antes que ele cumpra os seus maquiavélicos objetivos, os quatro amigos juntam-se a Johnny Puff (voz de Johnny Depp), uma antiga estrela do rock com ares do Jack Sparrow da saga “Piratas das Caraíbas” que, com a sua coragem e boa disposição, se tornará imprescindível para que a missão seja bem-sucedida.

Título original: Johnny Puff: Secret Mission

Género: Animação

Realização: Néstor F. Dennis

Atores: Johnny Depp

PAREDES DE COURA: VALTER LOBO CANTA A “PRIMEIRA PARTE DE UM ASSALTO”

sex_9 fev_21h30 | Centro Cultural

É já esta sexta-feira, 9 de fevereiro, pelas 21h30, que Valter Lobo sobe ao palco do Centro Cultural de Paredes de Coura para dar a conhecer as suas cuidadas canções, repletas de experiências pessoais, num diálogo muito próximo com a plateia.

Valter Lobo vem confirmando um trajeto seguro que começou a desenhar-se em 2013 com ‘Inverno’ e se tem consolidado desde 2016 com o seu primeiro álbum, ‘Mediterrâneo’. Com salas completamente lotadas por todo o país, nesta passagem por Coura com certeza que também vai ser calorosamente recebido pelo público mais exigente.

‘Mediterrâneo’ e ‘Primeira Parte de um Assalto’, de 2022, são o ponto de partida para um concerto que se antevê entusiasmante. ‘Mediterrâneo’ é já um álbum de culto no que toca à escrita de canções em português por artistas independentes e, nos seus concertos, Valter Lobo pretende partilhar as experiências pessoais em palco e tornar cada espetáculo num verdadeiro encontro onde há lugar a toda uma performance, diálogo e meditação.

‘Primeira Parte de um Assalto’, de 2022, é o passo seguinte na já entusiasmante e prometedora carreira de Valter Lobo, projetando uma viagem imersiva por canções repletas de emoção. Nestes nove temas, o cantautor expõe-se a outro nível e isso sente-se em cada frase, notando-se todo um cuidado em fazer passar mensagens para os ouvintes, com quem mantém uma ligação de extrema proximidade.

0hnNiMpqa2nIutFy.jpg

PAREDES DE COURA DEBATE O IMPACTO DAS ESPÉCIES INVASORAS

O Rural Camp está de volta a Paredes de Coura, entre os dias 15 e 17 de fevereiro!

Esta é uma atividade técnico-científica que reune os vários parceiros do Laboratório Rural, que durante 3 dias se debruçarão sobre temas que afetam diretamente o mundo rural, procurando em conjunto obter soluções que ajudem a melhorar a vida de quem lá vive!

Este ano o Rural Camp é dedicado ao impacto das espécies exóticas invasoras!

426299432_719161373655796_202943094236926707_n.jpg

PAREDES DE COURA: SEXTA-FEIRA, DIA DE COZER A BROA NA NOSSA CASA DA COSTA EM RUBIÃES. A FESTA DO PÃO VISTA PELO MENINO DE 12 ANOS

425925126_2124053484605453_5388025509421272155_n.jpg

* Crónica de Manuel Tinoco

- O que é que estás a fazer, avó?

- Estou a fazer uma fornada, Nelinho.

Sexta-feira era um dia especial em casa dos meus avós. Era o dia de cozer o pão. O maravilhoso pão de milho, infelizmente, hoje em dia tão desconhecido da gente da cidade.

- Avó, mas isso dá muito trabalho.

- Sim, dá bem bom. Mas tem que ser, Nelinho. Sabes, se não houver mais nada, sempre se tem a broa para se comer.

A broa era aquele pãozinho de milho de que eu tanto gostava. Era a alegria de uma casa. Por isso, a noite de sexta-feira era sempre aguardada com grande ansiedade.

A fornada era um pretexto para uma festa na casa dos meus avós.

(Redacção do menino Manuel Tinoco, disciplina de Português, com o Professor Pequito, em Fevereiro de 1972, no 1º ano do Liceu Pedro Nunes, recordando as férias de Verão em Rubiães.)

PAREDES DE COURA ACOLHE NOITE DE CIRCO CONTEMPORÂNEO

chamada aberta de circo contemporâneo

O Centro Cultural de Paredes de Coura em parceria com o Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira, promove uma Chamada Aberta para apoiar a criação e circulação na área do circo contemporâneo.

A parceria visa a cocriação de um espetáculo de circo contemporâneo que terá estreia nos dois equipamentos culturais em novembro de 2024, com a expetativa de integrar a rede de programação internacional de La Nuit du Cirque, bem como no contexto dos festivais Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira -- e O Mundo ao Contrário, em Paredes de Coura, ambos em 2025.

Esta Chamada Aberta de Circo Contemporâneo desafia artistas e companhias, nacionais, a apresentar projetos direcionados ao público geral, com facilidade de circulação para apresentação em contextos interior e exterior. O projeto selecionado receberá uma retribuição financeira de apoio à criação e dois períodos de residência artística: um em Santa Maria da Feira e outro em Paredes de Coura. O projeto usufrui de mentoria artística de João Paulo Santos.

Não existe limite de elementos envolvidos em cada proposta, no entanto, é salvaguardado um valor orçamental máximo para implementação do projeto selecionado, o qual deverá ter ainda em consideração as características físicas e técnicas dos referidos equipamentos culturais.

As candidaturas deverão ser submetidas entre 1 de fevereiro e 3 de março de 2024 através do preenchimento do formulário disponível em https://cineteatro.cm-feira.pt/ e em www.paredesdecoura.pt/locais/centro-cultural

As candidaturas deverão ser enviadas por email para noitedocirco@gmail.com

Período de candidatura: 1 de fevereiro a 3 de março

Período de seleção: 17 a 23 de março

Comunicação dos resultados: até 3 de abril

KiSvpyVc0dxNKFGj.jpeg

FEVEREIRO TRAZ MÚSICA, COMÉDIA E DANÇA A PAREDES DE COURA

07pef0dKiOLWgexQ.jpeg

Valter Lobo + O regresso de Ricardo III no comboio das 9h24 + Akrasia

As canções de Valter Lobo, a comédia dramática escrita por Gilles Dyrek ‘O regresso de Ricardo III no comboio das 9h24’ e a dança contemporânea com o espetáculo ‘Akrasia’, mas também o congresso ‘Meteorologia e Alterações Climáticas’ ou a exposição ‘Fogo frio – prevenir o incêndio com o fogo’, bem como os programas ‘Família’ e ‘Bebés’ ou o muito cinema com as grandes produções que atravessam o cartaz neste início de ano marcam a oferta para este mês de fevereiro em Paredes de Coura.

Já a 9 de fevereiro Valter Lobo deverá ser calorosamente recebido pelo público courense, à semelhança do que tem acontecido em outras salas completamente lotadas por todo o país. Valter Lobo vem confirmando um trajeto seguro que começou a desenhar-se em 2013 com ‘Inverno’ e se tem consolidado desde 2016 com o seu primeiro álbum, ‘Mediterrâneo’.

Por sua vez, a comédia dramática ‘O regresso de Ricardo III no comboio das 9h24’ traz-nos a 16 de fevereiro uma reunião de família como nunca viu. Uma comédia hilariante onde os mal-entendidos vão acontecendo num grande alvoroço, com nomes bem conhecidos das artes de palco como Adriano Luz, Ana Nave, Jessica Athayde, Miguel Thiré, Raquel Tillo, Rui Melo, Samuel Alves e Susana Blazer, numa peça que foi nomeado para os prestigiados prémios franceses Molière 2023, na categoria de “Melhor Comédia” e com texto de Gilles Dyrek.

Também Joana Jardim e Filipe Miranda propõem-nos a 23 de fevereiro a peça performática de dança, vídeo e música ao vivo ‘Akrasia’, que se traduz pela ocupação de espaços e do próximo, o viver de um círculo, a intimidade arquitetural dos equilíbrios.

No cinema, no Centro Cultural há as projeções de ‘Dogman’, já este fim de semana, mas também ‘Johnny Puff: missão secreta’, ‘Pobres Criaturas’ e ‘The Beekeeper – O Protetor’, para além do ciclo Ler Cinema este mês com a presença de Mariana Bártolo, realizadora de curtas-metragens.

9staDLuBhHjMn1E0.jpeg

PBlVYqkygqzo0a5V.jpeg

wQfZAV6FutET6bkY.jpeg

BERNARDINO MACHADO EVOCOU CARDEAL SARAIVA NA SESSÃO DE 13 DE JUNHO DE 1912 DO SENADO DA REPÚBLICA

Capturarsa1.JPG

O Sr. Benardino Machado: — Um Sr. Senador preguntou ontem se não estavam suprimidas as legações de Viena de Áustria e Berlim. A legação de Viena de Áustria está preenchida. 9 o Sr. Ministro dos Negócios Estrangeiros afirmou-me que em breve seria preenchida a de Berlim.

Preguntou-se também, em outro lugar, que cão no Senado, se continuava deserta a legação do Brasil.

Sr. Presidente, não fui imediatamente tomar conta da legação do Rio de Janeiro, porque entendi depois que não devia sair, e que estando aqui cumpria o meu dever patriótico.

Permita-me agora o Senado que, antes de mais nada, procure esclarecer as bases deste debate, tanto mais que ontem se pronunciaram nesta Câmara algumas palavras que podem lançar a confusão no espírito público.

A Kepública não é inimiga "do clero; a República é inimiga do clericalismo, do clericalismo, que foi, durante toda a história da nacicnalidade portuguesa, o maior e pior inimigo de Portugal.

A República ó inimiga do clericalismo que, se não fôsae proclamada a República, teria talvez comprometido a independência da pátria.

A República não é inimiga do clero português, e não se pode dizer que o padre não é patriota, porqae isso seria esquecer o bispo de Viseu, que protestou coníra o dogma da infalibilidade papal, e o cardeal Saraiva, que presidiu às Constituintes de 1820.

Há muitos membros do clero que são profundamente patriotas.

A República Portuguesa não ó atéa, nem católica, nem protestante, está acima de todas as religiões. A República Portuguesa só tem uma religião — a religião da Fraternidade.

Disse-se aqui que da Lei da Separação é consequência a suspensão da legação junto do Vaticano.

Já disse que o Brasil, que tem a igreja separada do Estado, mantêm uma legação junto do Vaticano, e já disse também que nações, que não possuem a religião católica, como a Alemanha e a Rússia, mantêm legação em Roma junto do Vaticano.

A lei portuguesa da Separação é uma lei de independência do Estado, e a manutenção duma legação em Roma não tem o resultado de fazer católicos todos os portugueses, como as legações portuguesas em França e na Inglaterra não dão em resultado que sejamos franceses ou ingleses. Para que a igreja não saia da esfera do seu poder espiritual, é preciso toda, a vigilância e é a legação quem a exerce.

Demais, a Lei da Separação ainda não veio ao Parlamento, e já se quere votar mna das suas consequências ! ... E necessário que se estude a questão das missões e do padroado no Oriente, e se verifique se a legação junto do Vaticano tom ou não importância para a resolução destes assuntos.

^Póde o Senado, cujas funções são moderadoras, com as responsabilidades da agravação deste projecto?

Emquarito não se elucidarem estas questões, não dou o meu voto ao projecto.

O orador não reviu.

Capturarsa2 (1).JPG

PAREDES DE COURA: “MIGUEL DANTAS – UMA VIDA EXEMPLAR CONTADA AOS JOVENS”

DH3jF28rYUmis05C.jpeg

Ainda esta semana, por Coura também há o lançamento do livro ‘Miguel Dantas – uma vida exemplar contada aos jovens’, na 5ª feira, 25 janeiro, pelas 10h30, no Arquivo Municipal, com a presença de duas turmas do 6º ano.

‘Miguel Dantas – uma vida exemplar contada aos jovens’ é o terceiro livro de Assírio Bacelar que tem por referência Paredes de Coura, e depois deste reconhecido editor, cofundador da Assírio & Alvim, ter também escrito em 2006 ‘Leonardo e o Papagaio’ e em 2013 ‘O pequeno herói de Travanca – uma história das Guerras da Restauração’.

Recorde-se que o autor foi agraciado pela Câmara Municipal de Paredes de Coura com a Medalha de Mérito Dourada no Dia do Município, em 10 de agosto de 2022, aquando dos seus 50 anos de atividade editorial. Neste ‘Miguel Dantas – uma vida exemplar contada aos jovens’, a ilustração tem a assinatura da courense, nascida em Agualonga, Marguerete Barbosa, mais conhecida pelo seu trabalho escultórico em barro, mas que também tem tido as suas incursões pela ilustração de livros para a infância.

Miguel Dantas Conselheiro de Estado e Par do Reino, administrador do concelho e o principal impulsionador da construção do edifício onde hoje existe os Paços do Concelho. Empreendedor, saiu muito jovem para o Brasil e de lá regressou com fortuna. Influente em Lisboa – consta mesmo que emprestou dinheiro à Coroa --, trouxe o telégrafo para Paredes de Coura e cunhou moeda com valor fiduciário para pagar o leite para a sua fábrica de manteiga, em Formariz, de onde saiu o primeiro queijo tipo Flamengo a nível nacional.

PAREDES DE COURA: VALTER LOBO SUCEDE AO ESGOTADO CONCERTO DE AUREA

Com o concerto de Aurea, agendado para esta sexta-feira, completamente esgotado, o Centro Cultural de Paredes de Coura prepara-se para em fevereiro receber outro nome grande das canções. Valter Lobo também tem tido completamente lotadas salas por todo o país e na passagem por Coura, a 9 de fevereiro, pelas 21h30, com certeza que também vai ser calorosamente recebido pelo público mais exigente.

7lVqWa0ORXjAiiut.jpeg

Se Aurea, reconhecidamente uma das mais bem-sucedidas e populares artistas da cena musical portuguesa, vem ao Centro Cultural apresentar ‘Moods’ o novo álbum que marca a sua estreia como compositora e a celebração dos seus 10 anos de carreira, Valter Lobo vem confirmar um trajeto seguro que começou a desenhar-se em 2013 com ‘Inverno’ e se tem consolidado desde 2016 com o seu primeiro álbum, ‘Mediterrâneo’.

‘Mediterrâneo’ é já um álbum de culto no que toca à escrita de canções em português por artistas independentes e, nos seus concertos, Valter Lobo pretende partilhar as experiências pessoais em palco e tornar cada espetáculo num verdadeiro encontro onde há lugar a toda uma performance, diálogo e meditação.

‘Primeira Parte de um Assalto’, de 2022, é o passo seguinte na já entusiasmante e prometedora carreira de Valter Lobo, projetando uma viagem imersiva por canções repletas de emoção. Nestes nove temas, o cantautor expõe-se a outro nível e isso sente-se em cada frase, notando-se todo um cuidado em fazer passar mensagens para os ouvintes, com quem mantém uma ligação de extrema proximidade.