Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PAREDES DE COURA TEM A MELHOR ÁGUA DO ALTO MINHO

Paredes de Coura volta a ser distinguida com a melhor água do Alto Minho

Paredes de Coura volta a ser distinguida por ser o município do Alto Minho que melhor água faculta aos seus munícipes e de acordo com o relatório anual sobre o Controlo da Qualidade da Água para Consumo Humano referente ao ano de 2018, emitido pela ERSAR-Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos.

Este município do Alto Minho volta a merecer o “Selo de Qualidade Exemplar da Água para Consumo Humano”, repetindo o que já havia acontecido aquando da 12ª Expo Conferência da Água. Na altura, a passagem de Paredes de Coura para o primeiro lugar do ‘ranking’ do Alto Minho ficou a dever-se a um aumento da qualidade de 1,26 por cento entre 2012 e 2016, totalizando um índice de segurança de 99,64 por cento, ou seja, muito próximo do índice de segurança máxima, superando a qualidade da água fornecida por todos os outros concelhos do distrito de Viana do Castelo e quase sem paralelo a nível nacional.

Agora, Paredes de Coura volta a reforçar a qualidade da água facultada aos seus munícipes, pelo que no próximo dia 10 de dezembro esta vila do Alto Minho volta a ser galardoada na Cerimónia Solene de Entrega dos Prémios e Selos dos Serviços de Águas e Resíduos (Vertente Águas), no âmbito da 14ª Expo Conferência da Água, a ter lugar em Lisboa.

Recorde-se que para implementar um maior consumo da água de torneira, num concelho reconhecido por ter água como elemento dominante da paisagem, ilustrado por variadíssimas cascatas, ribeiros, regatos, fontes e lagoas, o Município de Paredes de Coura e num significativo esforço financeiro ofereceu 500 garrafas ‘Fill Forever’ aos alunos do 2º e 3º ciclos e secundário do Agrupamento de Escolas de Paredes de Coura.

Com esta iniciativa, Paredes de Coura procura que se evite o uso de garrafas descartáveis e convida os alunos ao consumo da água da torneira, unanimemente reconhecida como de excelência. Num passo seguinte, o Município pretende alargar esta iniciativa à restante comunidade educativa, tanto mais que também já implementou o uso das garrafas reutilizáveis nos mais variados atos do município, como forma de evitar o uso reiterado de garrafas descartáveis e promover o consumo da sua água de torneira.

BLOCO DE ESQUERDA QUESTIONA GOVERNO SOBRE SITUAÇÃO DOS TRABALHADORES DA KYAIA EM PAREDES DE COURA

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Governo sobre irregularidades praticadas no Grupo Fortunato O. Federico & Cª, Lda, com fábrica em Paredes de Coura. Os deputados do Bloco, querem saber se o Ministério do Trabalho e Segurança Social tem conhecimento dos conflitos laborais existentes e que medidas vai tomar para os resolver. 

Em causa está a imposição da administração da Kyaia de um aumento de horário de trabalho de vinte minutos diários, uma hora e quarenta minutos semanais, com inclusão de duas pausas de dez minutos, uma de manhã e outra à tarde. Esta medida afeta diretamente 350 trabalhadores, que não aceitaram este aumento de horário laboral imposto e não fazem as duas pausas diárias desde do dia 7 de Outubro. Como represália a empresa reduziu o salário e injustifcou o tempo das pausas.  

O Bloco de Esquerda solidariza-se com as justas reivindicações destes trabalhadores, que convocaram concentração na passada quinta-feira, e espera que a ACT intervenha e obrigue a empresa a cumprir a legislação e a respeitar os direitos destes trabalhadores.

CapturarBESQ1.PNG

CapturarBESQ2.PNG

COURENSES PEDALAM NO CORNO DO BICO

VI TRAIL Trilhos Encostas Corno de Bico. Domingo | 17 nov | 8h00

A Área Protegida do Corno de Bico, em Paredes de Coura, vai este domingo ser mais uma vez palco do TRAIL Trilhos Encostas Corno de Bico, numa oportunidade irresistível para desfrutar de caminhos de terra batida, ribeiros e linhas de água únicos e em plena comunhão com a natureza.

cartaz Trail Corno do Bico.jpg

Com início às 8h00, junto à Junta de Freguesia de Vascões, esta iniciativa promovida pela Associação Encostas Corno de Bico e com apoio do Município de Paredes de Coura consta de um Trail (aproximadamente 30Km), um Trail Curto (aproximadamente 16Km) e Caminhada (8Km) para os menos resistentes.

O VI TRAIL Trilhos Encostas Corno de Bico é um evento desportivo de corrida pedestre em Natureza, que decorrerá na Área Protegida do Corno de Bico, Paredes de Coura, por forma a destacar caminhos de terra batida, ribeiros e linhas de água deste santuário natural, dotado de grande valor ecológico, do qual destacamos as zonas algo radicais, grandes desníveis e deslumbrantes paisagens.

Para os que não se aventuram a correr, VI TRAIL Trilhos Encostas Corno de Bico contará com a habitual caminhada pela paisagem envolvente à serra do Corno de Bico.

O VI TRAIL Trilhos Encostas Corno de Bico Este além de visar a promoção do desporto em meio natural, procura a divulgação turística e ambiental desta região ímpar da Área Protegida do Corno de Bico, em Paredes de Coura.

PAREDES DE COURA ACOLHE CONGRESSO TRANSFRONTEIRIÇO DE METEOROLOGIA E ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

sábado | 16 nov | Paredes de Coura

A “Meteorologia no Noroeste Peninsular” bem como as “Alterações climáticas no Noroeste peninsular – Passado, presente e cenários futuros” merecem particular atenção no 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas, que sábado, 16 de novembro, reúne em Paredes de Coura alguns dos maiores especialistas da matéria de um e do outro lado da fronteira.

Promovido pelo Município de Paredes de Coura em pareceria com o Agrupamento de Escolas de Freixo, MeteoFreixo e Cenfipe-Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação/Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura, este 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas tem como propósito reunir diferentes especialistas, de Portugal e Galiza, abordando esta temática em diferentes perspetivas da didática (educação), tecnologia, riscos/proteção civil, arquitetura sustentável, paleoclimas, modelos de previsão e sustentabilidade energética.

Assim, os 120 participantes deste congresso terão pela frente amplos espaços de discussão, divididos em dois painéis, sendo o da manhã mais técnico e dedicado à meteorologia, enquanto que o da tarde será mais abrangente e dedicado às alterações climáticas, impactos e exemplos de resiliência na Euroregião Norte de Portugal/Galiza.

No que toca a principais intervenientes, pelo Centro Cultural de Paredes de Coura vai passar o professor Xacobo de Toro, premiado no ano passado como o quinto melhor professor de ensino público de Espanha, referenciado pela sua inovação pedagógica. A videocriação, a gamificacão, o vídeo interativo através da plataforma Edpuzzle e o clube de ciências são algumas das estratégias na abordagem da meteorologia no meio escolar e que neste congresso o professor Xacobo de Toro vem partilhar.

De destacar também a presença do professor catedrático Luciano Lourenço, da Universidade de Coimbra, reconhecido como o maior investigador de riscos naturais de Portugal. Luciano Lourenço irá apresentar as áreas de risco mais vulneráveis do Norte de Portugal e os seus impactos no meio. Também o professor e geólogo Diamantino Pereira, da Universidade do Minho, vem apresentar os testemunhos geológicos que comprovam os diferentes climas do passado que tivemos no norte de Portugal.

Para além destes reconhecidos especialistas, o 2º Congresso Transfronteiriço de Meteorologia e Alterações Climáticas também tem a presença de ambientalistas, com destaque para a arquiteta Aline Guerreiro, dirigente da Quercus–Associação Nacional de Conservação da Natureza e com trabalho no âmbito da eficiência energética de edifícios.

Paralelamente às comunicações, também serão apresentados dois projetos escolares de clubes de meteorologia. Um deles é o “MeteoFreixo”, do Agrupamento de Escolas de Freixo, com um grupo de alunos a apresentar a criação de nova função de cálculo de risco de incêndio e geada. O outro trabalho de sucesso é o “Meteo Escolas”, de Vigo, premiado pelos serviços meteorológicos galegos como o melhor projeto escolar.

“O OUTONO ESTÁ SERVIDO” EM PAREDES DE COURA

26 e 27 de out

As cores e os sabores do outono são mais do que convidativos. E Paredes de Coura tem muito para oferecer nesta matéria. Da paisagem deslumbrante aos pratos confecionados por mãos sábias, são motivos mais do que suficientes para um fim de semana reconfortante neste sábado e domingo, 26 e 27 de outubro. À mesa, entre os múltiplos pratos que nos oferece a rica gastronomia courense, uma dezena de restaurantes convidam-nos a saborear os irresistíveis pratos onde os cogumelos, as castanhas, a maçã e a abóbora vão misturar-se e deleitar o nosso palato em sensações únicas que nos vão fazer viver intensamente nesta terra no coração do Alto Minho.

PHOTO-2019-10-23-13-49-44 (1).jpg

‘Torresmos de bísaro com castanhas e milhos”, “Lombinhos de porco preto com cogumelos e castanha”, “Portobello de queijo e cogumelos”, “Estufado de legumes de outono com lombelo de porco”, “Pernil de porco no forno com castanhas”, “Lombo de porco assado com castanhas”, “Lombinhos com castanhas e cogumelos”, “Lombelos de porco com puré de castanha”, “Feijoada à portuguesa” e “Pizza quatro cogumelos” são algumas das sugestões para este fim de semana de ‘O Outono está servido’, complementadas por entradas e sobremesas deliciosas tão características da rica e conceituada gastronomia courense. ‘O Outono está servido’ propõe-nos confortar o estômago com o melhor desta estação.

Abrigo do Taboão, Miquelina, O Lino, Barbaças, Forno do Minho, Furão, Xisto, Os Mouras, Albergaria e Pizzaria Romântica são os dez restaurantes que acolhem e dão as boas vindas ao Outono, com ementas características da estação, ao almoço e jantar de sábado, bem como no almoço de domingo.

Difícil é mesmo escolher entre propostas tão deliciosas, que podem ser complementadas com uma visita à Loja Rural, onde encontrará mais de uma vintena de marcas e produtos, desde biscoitos às compotas, dos acessórios às peças de joalharia, do fumeiro tradicional às mais criativas propostas vegans, da cosmética ao artesanato contemporâneo, das peças decorativas aos licores e à broa, tudo isto com a marca distintiva dos produtos de Coura, a CouraMe.

PHOTO-2019-10-23-13-49-45.jpg

PHOTO-2019-10-23-13-49-46.jpg

PAREDES DE COURA HOMENAGEIA ESCRITOR MÁRIO CLÁUDIO

Encontro de Filosofia e Literatura “Trilogia do Belo”

Mário Cláudio: 50 anos de Vida Literária

25 a 26 out | Paredes de Coura

“O município de Paredes de Coura junta-se a esta comemoração dos 50 anos da sua vida literária porque é para nós uma honra ficarmos unidos à vida e à obra de um dos maiores escritores portugueses. No lugar de Venade escreveu alguns dos seus romances e viveu alguns momentos marcantes da sua vida.  Interessam-nos, obviamente, as suas criações, mas também gostamos muito da sua amizade e da sua presença constante que se mistura na terra e na gente. O Mário anda e está no meio de nós. Nós gostamos muito disso, talvez tanto como dos seus livros. E estamos felizes com ele. Os céus queiram por mais 50 anos”. 

Centro MC.jpg

Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura

Os 50 anos de Vida Literária de Mário Cláudio merecem especial evocação com o Encontro de Filosofia e Literatura “Trilogia do Belo”, que esta sexta-feira e sábado, 25 e 26 de outubro, tem em Paredes de Coura o centro das iniciativas.

Uma justa homenagem ao criador de ‘Amadeo’ e ‘Retrato de Rapaz’, distinguidos com o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, respetivamente em 1984 e 2014, e que escolheu Paredes de Coura para viver e oferecer o seu espólio ao Centro Mário Cláudio, instalado no lugar de Venade, na freguesia de Ferreira.

Ao longo destes dias, muitos são os notáveis da área da cultura e do saber que com as suas mais eloquentes comunicações se vão associar a estes 50 anos de Vida Literária de Mário Cláudio, também distinguido em 2004 com o Prémio Pessoa pela sua brilhante carreira dedicada às letras e à cidadania.

Em Paredes de Coura, o Encontro de Filosofia e Literatura “Trilogia do Belo” divide-se pelo Salão Nobre da Câmara Municipal e pelo Centro Mário Cláudio, com os especialistas da obra do escritor a debruçarem-se sobre a ‘A Trilogia do Belo’, ‘A Trilogia da Existência’ e ‘A Trilogia da Verdade’.

Paralelamente as estas mesas redondas com ilustres estudiosos e conhecedores da obra literária de Mário Cláudio, a sexta-feira também contempla o documentário ‘Tocata e Fuga. Os dias de Mário Cláudio’, com a presença do realizador Jorge Campos, enquanto que o sábado será ilustrado com o Recital de Piano por Olga Baranova e Yury Popov, com obras de Claude Debussy – ‘Petite Suíte’, ‘Suite Bergamesque’ e ‘La Fille aux cheveux de Lin’.

Centro Mário Cláudio

Situado na localidade de Venade, freguesia de Ferreira, o Centro Mário Cláudio concentra num só espaço todo o acervo documental do autor, que colocou o seu espólio à guarda do Município de Paredes de Coura. Constituído por objetos, cartas, apontamentos, rascunhos, publicações, jornais, suplementos, ilustrações, livros, registos fonográficos e fotografias, o acervo torna-se assim acessível desde outubro de 2013 à consulta de todos os que se dediquem ao estudo da obra de Mário Cláudio, bem como da literatura galaico-portuguesa.

Capturarmclaud.PNG

MARATONA BTT DE PAREDES DE COURA DECIDE CAMPEÕES DO MINHO

5ª Maratona BTT de Paredes de Coura decide campeões do Minho. dom | 13 out | a partir das 10h00

Paredes de Coura recebe este domingo, 13 de outubro, a partir das 10h00, a 5ª Maratona BTT, última etapa do Campeonato do Minho BTT XCM e que vai ditar os campeões do Minho.

btt Paredes de Coura.jpg

Aberta às categorias de competição, paraciclismo e promoção, a 5ª Maratona BTT de Paredes de Coura é promovida pelo Município de Paredes de Coura e pela Associação de Ciclismo do Minho, percorrendo os caminhos rurais, florestais e trilhos de freguesias do concelho, tendo como pontos de partida e de chegada o Largo 5 de Outubro em pleno centro da vila.

Elogiada pelo seu traçado e rara beleza da paisagem envolvente, a 5ª Maratona BTT de Paredes de Coura conjuga a excelência e as características do percurso com o alto nível competitivo e organizativo, transformando esta jornada do Campeonato do Minho de BTT num surpreendente dia de ciclismo.

Pretendendo assumir-se como um evento de referência que contribua para a promoção da prática desportiva e corresponda ao crescente interesse por atividades de BTT, a Maratona BTT de Paredes de Coura visa igualmente fins de lazer e turístico/culturais.

Nas categorias de competição (Elites Masculinos; Master 30; 35; 40 e 45), após a primeira passagem pela linha de meta os atletas terão ainda de efetuar o percurso suplementar da Maratona-Elites, com a quilometragem total de 77,6 kms. As atletas pertencentes às categorias Elites Femininas, Master 30 e 40 Femininas e os atletas masculinos pertencentes às categorias Master 50, 55 e 60 e os Paraciclistas, seguindo o mesmo esquema de prova, percorrem o percurso suplementar da Maratona Feminina, a qual perfaz a quilometragem total de 65,5 kms.

Para além das diversas categorias em competição, a prova destina-se igualmente a praticantes na vertente de promoção, os quais percorrerão exclusivamente o percurso da Meia-Maratona Lazer, com uma distância aproximada de 40,43 kms.

A inscrição tem o custo de 5 euros, sendo assegurado o seguro desportivo, abastecimentos ao longo do percurso, lavagem de bicicletas e banhos que funcionarão nas piscinas municipais. As inscrições revertem para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paredes de Coura.

COURENSES DEBATEM “GLOBALIZAÇÃO, MINORIAS E MIGRAÇÕES”

sábado | 12 out | 9h30 | Paredes de Coura

António Avelãs Nunes

Fernando Catroga

Fernando Rosas

 Francisco Louçã

Manuela Tavares Ribeiro

 Maria Beatriz Rocha Trindade

 Alice Ramos

 Carlos Nolasco

“Antigamente, a cultura dominante absorvia e impunha-se sobre os migrantes. Hoje, num mundo livre e multicultural, as diferenças tendem a permanecer, e ainda bem, mas isto muitas vezes provoca choques que estimulam a xenofobia sobretudo nos tempos de crise, fazendo renascer ódios e os velhos medos”, observa Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, para quem “este colóquio serve sobretudo para refletir sobre o tema e desmontar mitos e medos, através da partilha de conhecimento de alguns dos melhores especialistas universitários do nosso país”.

“Numa Europa confusa do ponto de vista político e económico, constatamos que não existe uma posição coesa e eficaz da União Europeia. Sabemos que não existem soluções rápidas para o problema, mas não adianta adiar”, defende Vitor Paulo Pereira, sublinhando que “é importante lembrar que os refugiados não representam um ameaça. Antes pelo contrário, se tivermos uma estratégia europeia conjunta estes poderão ser uma solução para o nosso problema demográfico e um estímulo para a economia. Não fazer nada é que pode ser um problema até porque a mobilidade humana num mundo globalizado aumenta todos os dias de forma surpreendente”.

“Globalização, Minorias e Migrações” é o colóquio que vai percorrer todo este sábado, dia 12 de outubro, a partir das 9h30, no Centro Cultural de Paredes de Coura, reunindo alguns dos mais ilustres académicos para discutir um tema da maior atualidade e que marca a agenda dos nossos dias.

Promovido pelo Município de Paredes de Coura, o colóquio “Globalização, Minorias e Migrações” traz até nós distintos nomes da área do conhecimento como os Professores António Avelãs Nunes, Fernando Catroga, Fernando Rosas, Francisco Louçã, Manuela Tavares Ribeiro, Maria Beatriz Rocha Trindade, Alice Ramos e Carlos Nolasco, tendo por comissário Norberto Cunha.

Depois de um primeiro encontro na noite de sexta-feira, pelas 21h30, para assistir à projeção do filme “Iuventa”, dirigido por Michele Cinque --  segue o navio de resgate da ONG 'Iuventa' na sua missão de salvar a vida dos migrantes --, o dia de sábado é dedicado às mais diversas comunicações, como “Globalização: os perigos e as respostas”, por António Avelãs Nunes, da Universidade de Coimbra/FD; “Exemplar efeito da globalização: o confronto entre Deuses e Césares”, por Fernando Catroga, da Universidade de Coimbra/FL; “A globalização e a geopolítica internacional”, por Fernando Rosas, da Universidade Nova de Lisboa/FLCH; “A desordem financeira na era da globalização”, por Francisco Louçã, da Universidade de Lisboa/ISEG; “A Sociedade das Nações e as minorias”, por Manuela Tavares Ribeiro, da Universidade de Coimbra/FL; “Migrações: permanência e diversidade”, por Maria Beatriz Rocha Trindade, da Universidade Aberta; “Atitudes, perceções e preconceitos europeus perante as migrações e os refugiados”, por Alice Ramos, da Universidade de Lisboa/ICS e “O drama dos refugiados na Europa”, por Carlos Nolasco, da Universidade de Coimbra/CÊS.

Um conjunto de comunicações proferidas por notáveis oradores das mais diversas áreas do saber para nos ajudar a compreender um fenómeno atual, que atravessa transversalmente todas as sociedades e culturas.

PAREDES DE COURA DEBATE GLOBALIZAÇÃO E MIGRAÇÕES

António Avelãs Nunes, Fernando Catroga, Fernando Rosas, Francisco Louçã, Manuela Tavares Ribeiro, Maria Beatriz Rocha Trindade, Alice Ramos e Carlos Nolasco

“Globalização, Minorias e Migrações”. 12 out | 9h30 | Paredes de Coura

“Globalização, Minorias e Migrações” é o colóquio que vai percorrer todo o próximo sábado, dia 12 de outubro, a partir das 9h30, no Centro Cultural de Paredes de Coura, reunindo alguns dos mais ilustres académicos para discutir um tema da maior atualidade e que marca a agenda dos nossos dias.

Promovido pelo Município de Paredes de Coura em parceria com CENFIPE – Centro de Formação das Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura, o colóquio “Globalização, Minorias e Migrações” traz até nós distintos nomes da área do conhecimento como os Professores António Avelãs Nunes, Fernando Catroga, Fernando Rosas, Francisco Louçã, Manuela Tavares Ribeiro, Maria Beatriz Rocha Trindade, Alice Ramos e Carlos Nolasco.

“Antigamente, a cultura dominante absorvia e impunha-se sobre os migrantes. Hoje, num mundo livre e multicultural, as diferenças tendem a permanecer, e ainda bem, mas isto muitas vezes provoca choques que estimulam a xenofobia sobretudo nos tempos de crise, fazendo renascer ódios e os velhos medos”, observa Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, para quem “este colóquio serve sobretudo para refletir sobre o tema e desmontar mitos e medos, através da partilha de conhecimento de alguns dos melhores especialistas universitários do nosso país”.

Um tema ainda mais premente, quando múltiplos exemplos encaixam no Velho Continente: “Numa Europa confusa do ponto de vista político e económico, constatamos que não existe uma posição coesa e eficaz da União Europeia. Sabemos que não existem soluções rápidas para o problema, mas não adianta adiar”, defende Vitor Paulo Pereira, sublinhando que “é importante lembrar que os refugiados não representarem um ameaça. Antes pelo contrário, se tivermos uma estratégia europeia conjunta estes poderão ser uma solução para o nosso problema demográfico e um estímulo para a economia. Não fazer nada é que pode ser um problema até porque a mobilidade humana num mundo globalizado aumenta todos os dias de forma surpreendente”.     

“Iuventa” – e o drama dos resgates

Depois de um primeiro encontro na noite de sexta-feira, pelas 21h30, para assistir à projeção do filme “Iuventa”, dirigido por Michele Cinque --  segue o navio de resgate da ONG 'Iuventa' na sua missão de salvar a vida dos migrantes --, o dia de sábado é dedicado às mais diversas comunicações, como “Globalização: os perigos e as respostas”, por António Avelãs Nunes, da Universidade de Coimbra/FD; “Exemplar efeito da globalização: o confronto entre Deuses e Césares”, por Fernando Catroga, da Universidade de Coimbra/FL; “A globalização e a geopolítica internacional”, por Fernando Rosas, da Universidade Nova de Lisboa/FLCH; “A desordem financeira na era da globalização”, por Francisco Louçã, da Universidade de Lisboa/ISEG; “A Sociedade das Nações e as minorias”, por Manuela Tavares Ribeiro, da Universidade de Coimbra/FL; “Migrações: permanência e diversidade”, por Maria Beatriz Rocha Trindade, da Universidade Aberta; “Atitudes, perceções e preconceitos europeus perante as migrações e os refugiados”, por Alice Ramos, da Universidade de Lisboa/ICS e “O drama dos refugiados na Europa”, por Carlos Nolasco, da Universidade de Coimbra/CÊS.

Um conjunto de comunicações proferidas por notáveis oradores das mais diversas áreas do saber para nos ajudar a compreender um fenómeno atual, que atravessa transversalmente todas as sociedades e culturas em todo o Planeta.

 “Iuventa”

Neste filme poderoso e em movimento, seguimos o navio de resgate da ONG 'Iuventa' em sua missão de salvar a vida dos migrantes. A partir deste ano, os navios de resgate das ONG encontram-se incapazes de operar, acusados de gerir um "Serviço de táxi" para contrabandistas. Trata-se de uma história complexa, capturando tanto o drama dos resgates como o despertar político dos jovens protagonistas.

Ano 2018 / Duração 87 minutos / Direção Michele Cinque / Produção Lazy Film / País de origem Itália

PARTIDO SOCIALISTA VENCE NO DISTRITO DE VIANA DO CASTELO E ALCANÇA EM PAREDES DE COURA O MELHOR RESULTADO DO DISTRITO

O Partido Socialista garantiu em Paredes de Coura o melhor resultado do Distrito com uma vitória esmagadora com 49,2 % dos votos expressos, contribuindo desta forma para a vitória socialista neste círculo eleitoral, onde o PS elegeu 3 deputados, os mesmos que o PSD.

“A grande vitória alcançada pelo PS em Paredes de Coura mostra que o nosso concelho, nos últimos 4 anos, está grato pelo trabalho do nosso governo e do nosso conterrâneo e amigo Tiago Brandão Rodrigues”, observou Vitor Paulo Pereira, presidente da Comissão Política Concelhia, acrescentando que “este resultado representa também em parte uma apreciação muito positiva do trabalho autárquico que estamos a fazer”.

O líder da Concelhia sustenta também que esta expressiva vitória do Partido Socialista “trata-se de um manifesto de gratidão do povo de Paredes de Coura ao nosso governo, pelo que tem feito pela nossa terra e pelo país”. 

Vitor Paulo Pereira aproveitou a oportunidade para também felicitar o grande vencedor desta noite no círculo eleitoral de Viana do Castelo: “o nosso cabeça de lista Tiago Brandão Rodrigues, que fez uma campanha heroica e corajosa, num quadro extremamente difícil. Mais uma vez, mostrou que está preparado para desafios difíceis. É um lutador e um vencedor”, concluiu.