Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MONÇÃO PROMOVE SESSÃO DE INFORMAÇÃO “AMIGOS NA DEMÊNCIA”

18 de janeiro, sábado, pelas 15h00, na sede da Junta de Freguesia de Monção

A Alzheimer Portugal, em parceria com a dinamicaMENTE, promove, no dia 18 de janeiro, sábado, na sede da Junta de Freguesia de Monção, à entrada do Campo da Feira, nas Portas do Sol, a sessão de informação “Amigos na Demência”. A iniciativa tem início às 15h00.

Dinamizada por Luis Durães, um dos embaixadores voluntários desta causa, a sessão vai possibilitar a transmissão de vários conhecimentos sobre a doença, bem como a forma como esta afeta as pessoas. Com recurso a atividades e debates, serão abordadas cinco mensagens chave que todas as pessoas deveriam saber sobre a demência.

0001 (3)demon.jpg

MONÇÃO: SERVIMOS LAMPREIA DO RIO MINHO

Com tradição, requinte e inovação, os restaurantes de Monção disponibilizam a afamada e saborosa Lampreia do Rio Minho. Quem visitar o concelho, poderá deliciar-se com arroz de lampreia ou à bordalesa, mas também com opções mais contemporâneas: sushi, escabeche ou empanada.

lampreia 2020.png

Promovida pela ADRIMINHO e os seis municípios do Vale do Minho (Melgaço, Monção, Valença, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha), a iniciativa “Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência” inicia-se amanhã, 15 de janeiro, prolongando-se até 15 de abril.

O Município de Monção participa nesta iniciativa gastronómica, que entra na sua décima-primeira edição, com a presença de 17 restaurantes localizados no centro histórico da localidade e em várias freguesias do concelho. Com tradição, requinte e inovação, disponibilizam uma ementa com a afamada e saborosa Lampreia do Rio Minho.

Nestes três meses, quem visitar o concelho de Monção poderá deliciar-se com arroz de lampreia ou à bordalesa, mas também com opções mais contemporâneas: sushi, escabeche ou empanada. Para acompanhar, uma garrafa de Alvarinho, um dos melhores vinhos brancos do mundo com selo de garantia da Sub-Região de Monção e Melgaço.

Neste período, o Município de Monção disponibiliza um programa complementar que engloba visitas a locais de interesse cultural, percursos por lugares naturais e patrimoniais e atividades de desporto e lazer. Um dos pontos mais altos acontece nos dias 29 de fevereiro e 1 de março, com a realização do Rali à Lampreia.

“A iniciativa Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência constitui um valioso cartão-de-visita da região num período de época baixa, contribuindo para a dinamização hoteleira e a valorização das nossas paisagens e monumentos”.

António Barbosa

Presidente da Câmara Municipal de Monção

MONÇÃO: CRIANÇAS DO 1º CEB APRENDEM A “ENCHER” CHOURIÇAS

“O Campo em Festa”, evento organizado pela União de Freguesias de Anhões e Luzio com apoio da Câmara Municipal de Monção, realiza-se no último fim de semana deste mês, 25 e 26 de janeiro, proporcionando aos munícipes e visitantes comida caseira e tradicional, destacando-se o cozido à portuguesa, bem como música portuguesa variada e atividades ao ar livre.

09 mchouriç (1).JPG

A iniciativa, que decorrerá no recinto do senhor do Bonfim numa carpa gigante e aquecida, conta com a intervenção ativa e participativa da comunidade de Anhões e Luzio, no sentido de valorizar uma agricultura biológica e sustentável, e com a participação das crianças do 1º CEB do concelho que, desde finais de novembro, estão transformados em agricultores de palmo e meio.

Nas visitas aos espaços intervencionados, as crianças metem as mãos na terra, aprendendo a semear, plantar e regar, a dar de comer às galinhas e aos porcos, a apanhar animais em fuga, a desenvolver afinidades com as plantas e a recolher resíduos para reciclagem

Na passada sexta-feira, 10 de janeiro, com a ajuda de uma vintena de senhoras das aldeias de Anhões e Luzio, os meninos e as meninas aprenderam a “encher” chouriças, mostrando grande curiosidade e interesse naquele processo artesanal. Munidos de caderno e lápis, desfizeram todas as dúvidas com perguntas variadas que, pacientemente, as senhoras respondiam com a sabedoria e experiência.

O autarca monçanense, António Barbosa, e o presidente da União de Freguesias de Anhões e Luzio, Amâncio Alves, estiveram presentes nesta ação pedagógica, tendo ambos realçado a importância desta atividade na consciencialização ambiental e nutritiva dos jovens monçanenses.

“Além de potenciar a atividade económica, valorizar a ruralidade e defender o meio ambiente, esta iniciativa traz consigo uma mensagem muito forte para os jovens no tocante à preservação e sustentabilidade ambiental e à alimentação equilibrada e saudável” acrescentou António Barbosa.

O objetivo desta visita é que as crianças tenham uma relação saudável com os alimentos que comem, ouçam os conselhos dos mais velhos e fiquem com a sensação agradável que contribuíram para colocar comida na mesa. Paralelamente, interiorizam a ideia que a preservação e valorização dos recursos naturais é um contributo essencial para uma alimentação cuidada e para a defesa do planeta.

09 mchouriç (2).JPG

09 mchouriç (3).JPG

09 mchouriç (4).JPG

09 mchouriç (5).JPG

CRIANÇAS DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE MONÇÃO ESTIVERAM NO LORETO A CANTAR OS REIS

Cerca de cinquenta crianças da Santa Casa da Misericórdia de Monção estiveram, esta manhã, no edifício do Loreto para “Cantar os Reis” ao executivo municipal e aos funcionários da autarquia. Iniciativa habitual nesta época do ano, as crianças estiveram acompanhadas por coordenadoras e auxiliares da instituição social.

DSC_0914.JPG

Perto das 11h30, foram recebidas pela Vereadora da Educação, Juventude e Recursos Humanos, Natália Rocha, a qual desejou um bom ano a todos. Como recordação desta manhã diferente, levaram para casa um saquinho com diversas guloseimas.

Fiéis à tradição e de voz afinada, as crianças apresentaram-se com boa disposição e a tradicional coroa, envolvendo-se no espírito desta quadra que, por estes dias, anima o concelho de Monção com muitas associações e clubes a cumprirem este costume secular de porta em porta, deixando quadras rimadas e divertidas.

Além da visita ao edifico do Loreto, os cânticos de reis ouviram-se um pouco por todo o lado do centro histórico, bem como no lar de idosos Dona Maria Teresa Salgueiro, Largo dos Néris. Um momento intergeracional de grande emotividade e partilha com pequenos e idosos a “abraçarem” uma tradição antiga.

DSC_0923.JPG

ONDA VERDE NO VALE DO MINHO LANÇA O "DESAFIO DESPERDÍCIO ZERO"

Prosseguindo com a aposta num maior envolvimento das populações, o Projeto Onda Verde no Vale do Minho, liderado pelo Aquamuseu do rio Minho, acaba de lançar mais um desafio – concurso fotográfico e workshops interativos - que visa a consciencialização para a redução dos três R’s: resíduos, reutilização e reciclagem.

Onda Verde no Vale do Minho.jpg

Numa primeira abordagem, os parceiros vão dinamizar um concurso fotográfico denominado “Foto em Ação!”, mais direcionado para as escolas, através do qual os alunos são desafiados a investigar alternativas mais sustentáveis para as compras familiares e, consequentemente, incentivar a família para enveredar por estas opções no dia a dia. O objetivo é que, posteriormente, todas as fotografias integrem uma exposição itinerante organizada pelo projeto, em estreita colaboração com as escolas.

A segunda fase do desafio é a realização de workshops “Dá nova vida à tua T-shirt”, pretende consciencializar para a redução de resíduos, reutilização e reciclagem. Aqui, os alunos desenvolverão com ajuda dos docentes e da equipa do projeto Onda Verde, um workshop com as famílias para a elaboração de sacos personalizados que evitam o consumo de plástico.

A prioridade do ‘Desafio Desperdício Zero’ passa por envolver ativamente as famílias em atividades promotores de alternativas sustentáveis, além de estimular a criatividade e promover uma competição saudável entre os jovens das escolas participantes no projeto.

De salientar que o projeto ‘Onda Verde no Vale do Minho’, financiado pelo POSEUR, pretende contribuir para a mudança deste cenário, através de uma ação, que decorrerá até 2020, e que engloba um maior conhecimento da gestão de resíduos na região, a identificação de desafios, a análise da perceção dos cidadãos e a criação e conteúdos para diferentes públicos. Liderado pelo Aquamuseu do rio Minho, o projeto engloba os municípios de Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira e Caminha.

MONÇÃO: O CAMPO ESTÁ EM FESTA!

Participação de alunos do 1º CEB na iniciativa “O Campo em Festa”. Dia 10 de janeiro, sexta-feira, pelas 14h30, no Senhor do Bonfim, Anhões

“O Campo em Festa” é um evento organizado pela União de Freguesias de Anhões e Luzio, com apoio da Câmara Municipal de Monção, onde pode desfrutar de comida caseira e tradicional, destacando-se o cozido à portuguesa, bem como música portuguesa variada e atividades ao ar livre.

81746748_2989722204381206_3250422152872067072_o.jpg

Realizando-se nos dias 25 e 26 de janeiro, no recinto do Senhor do Bonfim, a iniciativa conta com o envolvimento da população local e dos estabelecimentos de ensino do concelho que, mediante calendarização, se descolam a Anhões e Luzio para, durante uma manhã ou tarde, se transformarem em agricultores de palmo e meio. 

Pelo presente, vimos convidar o vosso órgão de comunicação social a acompanhar a visita de um grupo de trinta alunos das escolas de Mazedo e Tangil ao local (recinto do Senhor do Bonfim), na próxima sexta-feira, 10 de janeiro, pelas 14h30, onde vão dar de comer aos animais, regar o campo e aprender a “encher” chouriças.

MONÇANENSES VÃO CANTAR OS REIS

Iniciativa enraizada no nosso concelho, são muitas as pessoas anónimas e coletividades monçanenses que mantêm vivo o hábito ancestral de cantar as janeiras. Ao longo deste mês, associações locais e grupos de pessoas andam de porta em porta, lançando quadras rimadas e esperando em troca umas moedinhas ou um convite para uma bucha ou um copo.

bannerreismonç.png

Na escuridão da noite, as vozes crescem em coro com grupos de pessoas a cantarem aqui e acolá, lembrando-nos cantigas que atravessaram gerações e chegaram aos nossos dias “embrulhadas” numa harmonia de sentimentos e emoções partilhados com sorrisos amigáveis e louvores ao ano novo.

São momentos alegres marcados pelo convívio e improviso, onde a tradição oral se “cobre” com o ritmo e as palavras humoradas dos homens e mulheres que “adornam” este costume secular. Algo que, em Monção, as gerações mais novas têm dado continuidade, manifestando grande apreço pelos hábitos de antigamente.

O CAMPO EM FESTA / COZIDO À PORTUGUESA: UMA FESTA À MODA ANTIGA EM MONÇÃO

Dias 25 e 26 de janeiro, no Senhor do Bonfim, Anhões/Monção

“O Campo em Festa” é um evento organizado pela União de Freguesias de Anhões e Luzio, com apoio da Câmara Municipal de Monção, onde pode desfrutar de comida caseira e tradicional, música portuguesa variada, e atividades ao ar livre. Em perspetiva, a passagem de um fim de semana diferente num lugar de montanha. Para usufruir com a família e amigos.

moncaomodantiga (11).jpg

Nestes dois dias, a organização disponibiliza uma carpa aquecida de 2000 metros quadrados com duas áreas especificas: uma para degustação do cozido à portuguesa com capacidade para mais de uma centena de mesas e outra com expositores destinados à venda de produtos locais e regionais. 

Em termos de animação, o programa reserva momentos de forte apego à tradição rural com atuações de grupos de bombos, concertinas, gaitas, rusgas e charangas portuguesas e galegas. Presença de Pedro Cachadinha, conhecido cantador ao desafio, e espaço para os amantes da música popular darem asas à sua imaginação e puxarem pelo público. 

O cozido à portuguesa será servido em travessa e prato de barro que, caso o visitante entenda, pode ser levado para casa como recordação ou ser devolvido à organização, sendo reembolsado. As reservas já estão abertas, podendo ser efetuadas no website www.ocampoemfesta.pt.

Participação ativa da população de Anhões e Luzio

Ao evento “O Campo em Festa” está associada a iniciativa “Produzir em modo biológico”, a qual conta com a intervenção ativa e participativa da comunidade de Anhões e Luzio no sentido de valorizar uma agricultura biológica e sustentável, proporcionando, aos visitantes do evento, uma alimentação saudável e nutritiva.

A iniciativa arrancou antes do verão quando a comunidade local juntou as mãos e começou a plantar vários campos de couve galega e batata, a produzir chouriças caseiras e a criar duas centenas de galinhas, dezenas de porcos e uma vaca barrosã em ambiente de liberdade com alimentação natural.

Os produtos produzidos ao longo de mais de meio ano pelos habitantes locais serão confecionados e degustados na primeira edição do certame “O Campo em festa”, proporcionando aos amantes da gastronomia tradicional um Cozido à Portuguesa com genuínos sabores do campo.

Estes resultam do envolvimento e esforço dos homens e mulheres da União de Freguesias de Anhões e Luzio que, com total dedicação, estão a contribuir para um evento sustentável e saudável com uma mensagem muito clara para as próximas gerações: a preservação e valorização dos recursos naturais é um contributo essencial para uma alimentação equilibrada e para a defesa do planeta. 

Mini agricultores – aprender a pôr as mãos na terra

Não é benéfico que as crianças comam alimentos pulverizados com produtos químicos, nem que as suas escolhas recaiam em alimentos com substancias e ingredientes pouco recomendáveis e, em alguns casos, prejudiciais à saúde e à promoção da sustentabilidade ambiental.

Além do acentuado envolvimento da comunidade local“O Campo em Festa” é uma iniciativa direcionada às gerações mais novas, procurando passar-lhes uma mensagem positiva relativamente à alimentação biológica e sustentável, alertando-as para a negatividade dos produtos alimentares produzidos artificialmente.

Desta forma, com o apoio da autarquia monçanense, foi estabelecido um cronograma de visitas dos alunos do 1º CEB do concelho aos espaços intervencionados pela população das aldeias de Anhões e Luzio. As visitas iniciaram-se no dia 29 de novembro e terminam a 20 de janeiro, envolvendo cerca de 300 crianças.

Neste período, os mini agricultores aprendem a pôr as mãos na terra, colhendo vários conhecimentos e práticas da vida rural: criação de uma mini horta (aprender a semear, plantar e regar); dar de comer, cuidar e apanhar animais em fuga, desenvolver afinidades com as plantas e recolher resíduos para reciclagem

O objetivo é que as crianças tenham uma relação saudável com os alimentos que comem, ouçam os conselhos dos mais velhos e fiquem com a sensação agradável que contribuíram para colocar comida na mesa. Por exemplo, em finais da próxima semana vão ajudar as senhoras da aldeia a “encher chouriças”.

PROGRAMA

Sábado, 25 de janeiro

10h30 Cerimónia oficial. Abertura da exposição de trabalhos “Mini Agricultores – Aprender a pôr as mãos na terra” 11h00 Grupo de Bombos “Os Toca a Bombar” 12h30 Almoço 14h00 Grupo de Bombos “Os Toca a Bombar” 15h00 Charanga Algazarra Boys 18h00 Rusga de Padroso (Arcos de Valdevez) 19h30 Jantar 20h00 Charanga “Vai de Baile” (Galiza) 21h30 Marotos da Concertina (Penafiel) 23h00 Charanga “Vai de Baile” (Galiza)

Domingo, 26 de janeiro

10h00 Abertura 10h30 Gaitas e Cantares da Portela 11h30 Eucaristia na Capela do Senhor do Bonfim 12h30 Almoço 14h00 Grupo de Concertinas “Os Magníficos” | Rusga de Loureda (Arcos de Valdevez) 15h00 Pedro Cachadinha 16h00 local livre para amantes da música popular (concertinas, bombos, gaitas, cantares ao desafio). Entrega de brinde da organização aos participantes.

Mais informações e reservas em:

www.ocampoemfesta.pt

moncaomodantiga (13).JPG

moncaomodantiga (14).jpg

moncaomodantiga (10).jpg

moncaomodantiga (12).jpg

moncaomodantiga (15).jpg

moncaomodantiga (1).jpg

moncaomodantiga (2).jpg

moncaomodantiga (3).jpg

moncaomodantiga (4).jpg

moncaomodantiga (5).jpg

moncaomodantiga (6).jpg

moncaomodantiga (7).jpg

moncaomodantiga (8).jpg

moncaomodantiga (9).jpg

“CREACTIVITY BUS” ESTACIONA NA PRAÇA DEU-LA-DEU

O “Creactivity Bus”, unidade móvel concebida para fomentar o desenho e a criatividade em crianças e jovens dos 6 aos 16 anos, encontra-se na Praça Deu-la-Deu nos dias 6 e 7 de janeiro, segunda e terça-feira, entre as 9h00 e as 12h00 e as 14h00 e 19h00.

0001 (3)monnnç.jpg

Neste projeto do BPI e da Fundação “La Caixa” com a colaboração local da Câmara Municipal de Monção, as crianças têm a oportunidade de praticar a arte de “pensar com as mãos”, através da utilização de elementos vocacionados para impulsionar a criatividade, o espírito empreendedor, a cooperação e a reflexão. 

Este projeto itinerante tem como objetivo fomentar a conceção e o desenvolvimento de soluções originais para problemas simples. Os alunos participam em workshops com materiais do quotidiano e com ferramentas de baixa e alta tecnologia para dar vida às suas próprias ideias.

O “Creactivity Bus” possui diferentes áreas para implementar várias habilidades: a área da mecânica, com espaços para engrenagens, mecanismos, mármores e máquinas de pinball; a área do vento, com tubos de vento, e as áreas de electricidade e luz, com o sistema de stop motion. As sessões têm uma duração estimada de 90 minutos.

MONÇÃO ENTREGA VOTO DE LOUVOR A MARIA CAMPINO

Primeira militar portuguesa a chefiar uma das viaturas blindadas de rodas, da brigada de intervenção, da 5ª Força Nacional destacada na República Centro-Africana. Voto de louvor, proposto por António Barbosa, aprovado na reunião do dia 14 de outubro de 2019, em Merufe.

fotomonçexerc.jpg

De passagem pela sua terra natal, onde esteve alguns dias para celebrar o Natal, a Primeiro Sargento Maria Célia Ribeiro Campino recebeu, das mãos de António Barbosa, o Voto de Louvor aprovado, por unanimidade, na reunião do Executivo Municipal de Monção, realizada no dia 14 de outubro de 2019, em Merufe.

Esta distinção, proposta por António Barbosa, enaltece o feito de Maria Campino, que esteve destacada, durante seis meses, na República Centro-Africana, integrando a 5ª Força Nacional, onde teve como missão chefiar uma das viaturas blindadas de rodas, da brigada de intervenção.

Uma missão com alto grau de risco que, pela primeira vez, o exército português confiou a um militar do sexo feminino. A uma mulher monçanense. Natural de Lara. Que escolheu a vida militar aos 20 anos após ter assistido ao juramento de bandeira de um dos seus irmãos.

Na proposta, António Barbosa refere que “este feito inédito é revelador de valentia e bravura, demonstrando um acentuado sentimento de patriotismo e um orgulho desmedido nos valores de humanismo, altruísmo e voluntarismo, os quais caraterizam a presença portuguesa em operações no estrangeiro”.

Com esta missão bem-sucedida, adianta António Barbosa, a nossa conterrânea, Maria Campino, abriu as portas a outras mulheres para seguirem o seu exemplo, transformando-se na precursora de uma tarefa apenas reservada aos militares do sexo masculino.

“Maria Campino fez história no seio do exército português. Mais mulheres virão. E todas saberão que foi Maria Campino, uma monçanense de Lara, que lhes tirou as pedras do caminho” sublinhou António Barbosa, desejando que “esta distinção lhe sirva de estímulo para a continuidade de um percurso militar feliz e duradouro".

MONÇÃO APROVOU ORÇAMENTO AMIGO DAS FAMILIAS E FOCADO NO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

Ontem à noite, em reunião do Executivo Municipal realizada no Centro Cultural do Vale do Mouro, em Tangil, o plano e orçamento para 2020, no valor global de 26.582.132,00 €, foi aprovado por maioria, com os votos contra dos três vereadores do PS. No próximo dia 26, quinta-feira, será analisado e votado na Assembleia Municipal, cuja sessão decorre na Escola Profissional.

RO 1.jpg

O montante destinado ao investimento, dividido em desenvolvimento económico, qualidade ambiental, urbanismo e rede viária nas freguesias, situa-se em 12.040.619,00 € (mais 1.661.294,00€ em relação a 2019). A visibilidade deste aumento far-se-á sentir, de forma equitativa, em todo o território concelhio.

A maioria das intervenções (75,13%) vão decorrer nas freguesias com intervenções no saneamento básico, abastecimento de água, rede viária, criação de percursos/passadiços pedestres, Emparcelamento Agrícola do Vale do Gadanha e Polo Industrial de Messegães.

Na zona urbana, vão continuar os investimentos de requalificação urbanística em curso no centro histórico, estando ainda inscritas verbas especificas para a recuperação interior do antigo edifício das termas, o futuro Museu Municipal e novos passadiços na orla ribeirinha.

Apoio à educação, formação e famílias

No apoio às famílias, referência para a gratuitidade nos transportes escolares para todos os alunos, fichas de atividades (até ao 8º ano de escolaridade), auxílios económicos diretos, bolsa de estudo ao ensino superior, visitas de estudo, transporte para desporto escolar e refeições. No global, representam uma despesa de 967.564,00 €.

Neste capitulo, destaque para a manutenção da tabela de taxas, tarifas e preços e Imposto Municipal de Imóveis na taxa mínima legal (0,30%) com dedução de 20,00 € (1 filho), 40,00 € (2 filhos) e 70,00 € (3 ou mais filhos), bem como para a a devolução aos munícipes de 60% da participação variável no IRS, transferindo a receita de 268.609,00 € para o bolso dos monçanenses.

No próximo ano, o Programa “Monção Social” volta a dispor de uma verba de 100.000,00€ para apoiar os munícipes mais desprotegidos economicamente, através de seis medidas: aquisição de medicamentos; transporte de doentes não urgentes; vacinação infantil; aquisição de bens de apoio; integração de crianças em creche; e obras de recuperação em habitações degradadas. Refira-se que, este ano, o programa apoiou 204 pessoas.

Transferências para as freguesias atingem 1.875,000,00 €.

As transferências financeiras para as juntas de freguesia conhecem um aumento de 125.000,00 €, passando de 1.750.000,00 €, em 2019, para 1.875.000,00 €, em 2020. Os montantes, distribuídos segundo os critérios de igualdade (50%), área (15%), população (25%), e conservação e limpeza (10%), serão transferidos mensalmente pelo município.

Mediante a celebração de protocolo de financiamento, onde estão descriminados os investimentos a efetuar de acordo com ambas as partes, as verbas são geridas pelas juntas. Desta forma, os eleitos locais passam a ter maior autonomia nos respetivos investimentos da sua freguesia.

O endividamento bancário mantém a curva descendente. Sem empréstimos de curto prazo, assistiu-se a uma diminuição de 7,20% nos empréstimos de médio e longo prazo, passando de 4.294.408,77 €, em 2018, para 3.985.094,77 €, no presente exercício.

“Documento exigente e estruturante centrado no apoio à família e no desenvolvimento económico em todo o concelho. Realista e rigoroso, está focado no reforço da centralidade da nossa terra na Euroregião do Norte de Portugal e Galiza, garantindo mais qualidade de vida aos munícipes e maior capacidade de atração junto dos visitantes” António Barbosa 

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE MONÇÃO DESEJA BOAS FESTAS AOS LEITORES DO BLOGUE DO MINHO

Caros Amigos

O Natal é uma época de amizade, harmonia e solidariedade. Celebramos o nascimento de Jesus Cristo e reunimos a família para dias de conforto espiritual. Com sentimento profundo, partilhamos presentes e afetos, revemos amigos e recordamos momentos de infância.

Esta época merece ser vivida com firmeza religiosa, esperança renovada e otimismo rejuvenescido, promovendo ações solidárias junto de quem mais necessita, trazendo sorrisos felizes às nossas crianças e reforçando a nossa fé e convicção num futuro melhor para todos.

Desejo que as vossas aspirações se cumpram num ambiente familiar repleto de harmonia. Faço votos que a felicidade esteja presente, todos os dias, no coração de cada um de vós. Vivam o espirito de Natal com devoção, intensidade e alegria. 

Para todos,

Santo Natal e Feliz Ano Novo.

Um abraço amigo,

Presidente da Câmara Municipal de Monção,

António José Fernandes Barbosa

80235512_2951386901548070_6637775564016975872_n.png

BLOCO DE ESQUERDA LEVA AO PARLAMENTO CONSTRUÇÃO DE ROTUNDA EM MONÇÃO

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda, através da deputada Isabel Pires, questionou o Ministério das Infraestruturas e Habitação, sobre a construção da rotunda de São Pedro em Monção.

Uma rotunda já há muito tempo ambicionada pela população para reduzir a sinistralidade no concelho de Monção e no Alto Minho, sendo uma estrada com muito tráfego rodoviário. É urgente que a Empresa Infraestruturas de Portugal proceda à sua construção.

Capturarblomonç1.PNG