Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA: CAPELA DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA JÁ SE ENCONTRA ILUMINADA

Não havendo conhecimento da existência de uma Comissão de Festas em Honra de Nossa Senhora da Bonança para este ano de 2021 e para que se mantenha a tradição, a Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora procedeu à iluminação da Igreja de Nossa Senhora da Bonança.

A Igreja manter-se-á iluminada até ao dia 30 de Setembro.

225893227_1992288377592076_1533681672612611979_n.j

227532292_1992288434258737_8226249871392560604_n.j

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VIZELA RECEBEU ROTARY CLUB

O Presidente da Câmara Municipal de Vizela, Victor Hugo Salgado, recebeu uma delegação do Rotary Club Vizela, para a apresentação oficial do novo Presidente, José Manuel Couto.

Na sua visita, o novo Presidente fez-se acompanhar por elementos do Rotary Clube de Vizela, que foram recebidos pelo Presidente da Câmara Municipal e onde foram abordados os projetos que o Rotary Club Vizela tem no Concelho, num trabalho de extrema relevância que esta entidade tem desenvolvido ao nível da solidariedade social no concelho.

visita Rotary.jpg

VIZELA: SEMÁFOROS JÁ ESTÃO A FUNCIONAR NA RETA DE SÁ

Já se encontram a funcionar os semáforos na Reta de Sá (EN 207-1) em Santa Eulália, colocados pela Câmara Municipal de Vizela com o objetivo de reduzir a sinistralidade que se tem verificado naquela via.

SEMAFOROS RETA SÁ.jpg

De destacar que a Câmara Municipal elaborou um projeto de reestruturação daquela via que compreende a construção de passeios em toda a sua extensão, assim como a colocação de mecanismos de abrandamento da velocidade.

Tendo em consideração que a Câmara Municipal não pode executar qualquer intervenção naquela via sem a autorização da Infraestruturas de Portugal (IP), o projeto de construção de passeios na via denominada Reta de Sá (EN 207-1) encontra-se neste momento em fase de aprovação das especialidades por parte daquela entidade, pelo que logo que o mesmo esteja aprovado, a Autarquia avançará para a construção dos passeios.

De destacar que esta obra será executada numa parceria entre a Câmara Municipal de Vizela e a Junta de Freguesia de Santa Eulália, tendo a sua execução caráter prioritário, dado tratar-se dos maiores pontos negros da vila de Santa Eulália e do Concelho de Vizela.

CONTINENTAL ITA APOSTA NA DIFERENÇA COM CONTINCLUSIVA

Presidente da Câmara sinaliza exemplaridade do projeto para a integração de pessoas com incapacidades

A Indústria Têxtil do Ave (Continental-ITA) está a desenvolver o projeto Continclusiva, um projeto para a inclusão de pessoas com incapacidades que se está a revelar uma boa surpresa para os responsáveis da empresa. Em articulação com o Instituto de Emprego e de Formação Profissional e com a ACIP - Ave Cooperativa Intervenção Psico-Social C.R.L., a empresa acolheu quatro estágios de pessoas com incapacidade e o resultado final foi a integração nos quadros da empresa de duas pessoas perfeitamente válidas e com um índice de produtividade igual a todas as outras.

DSC_8681.jpg

A Liliana é uma surda-muda que vinha de uma situação de desemprego de longa duração. Há dois anos que é um quadro da ITA enquadrada na área da tecelagem da empresa. O Vitor é um transplantado renal que vinha da mesma situação de desemprego de longa duração e trabalha agora no departamento de operações e logística da empresa.

“A empresa ganhou mais do que aquilo que eles ganharam. Ganhámos dois quadros para a empresa perfeitamente válidos. Precisamos que as pessoas trabalhem nas empresas . Não faz sentido estarmos a separar partes da sociedade”, afirmou o administrador Eduardo Dinis durante a visita do Presidente da Câmara, Paulo Cunha, à empresa no enquadramento do projeto e no âmbito do roteiro pela inovação de Vila Nova de Famalicão.

Paulo Cunha quis com a sua presença sinalizar “esta exemplaridade, um bom exemplo de integração. “vimos duas pessoas integradas em equipas de chão de fábrica. Estão num plano de igualdade com os seus colegas de trabalho. Produzem e sentem-se naturalmente realizados pela utilidade que lhes é reconhecida”.

O Presidente da Câmara é também ele uma testemunha das capacidades associadas às pessoas com incapacidades uma vez que “a Câmara Municipal emprega cerca de quatro dezenas de pessoas nessa situação. Estão perfeitamente integradas, sendo recursos humanos da autarquia tão válidos quanto os outros”.

A Indústria Têxtil do Ave (Continental-ITA) está sediada em Lousado e pertence ao Grupo Continental. O sucesso do  desenvolvimento do projeto fez a empresa avançar já para uma segunda fase de estágios,  para “remover obstáculos a quem vive rodeados deles”.

DSC_8637.jpg

TERRAS DE BOURO: BANCO DO RAMALHO – MONUMENTO COM 101 ANOS DE HISTÓRIA

O Banco do Ramalho foi inaugurado a 28 de julho de 1920 pela Sociedade Propaganda de Portugal, à época, entidade responsável pelo turismo, como forma de homenagear o escritor Ramalho Ortigão, que tantas vezes aqui buscou inspiração para as suas obras.

CAPAbancodoramalho.jpg

Decorridos 100 anos e no seguimento da evolução temporal, os bancos esculpidos em granito demonstravam já a decrepitude, também resultado das intempéries. Assim sendo, e de forma a preservar com dignidade a nossa história, o Município de Terras de Bouro procedeu à reabilitação do Banco do Ramalho, bem como à requalificação da área envolvente do Parque da Assureira, na vila do Gerês, e à recuperação da imagem e do interior da casa lá edificada, de forma a ser utilizada para usos múltiplos relacionados com a divulgação cultural, resultando daí uma simbiose perfeita.
Dia 28 de julho de 2021, o município registou a comemoração dos 101 anos da homenagem a tão ilustre escritor, aquele que tanto deu vida a Terras de Bouro.
GERÊS, local característico pela sua pureza e vitalidade, pela riqueza peculiar da sua fauna e flora, pelos seus recursos mineromedicinais, pela beleza única da sua serra, foi calcorreado por inúmeras personalidades ilustres da nossa sociedade e até estrangeiras, já se falando das suas antiguidades romanas no século XVIII. Tornou-se então palco de investigações no âmbito de diversos aspetos do meio natural, bem como motivo de inspiração.
O coro levantado em honra das excelências da serra é unânime, porém, e provavelmente, um dos mais conhecidos escritores enamorados pela paisagem geresiana tem o nome: RAMALHO ORTIGÃO. Costumava ir sentar-se a pouco mais de 1km a sul das Caldas do Gerês, na Assureira, numas toscas pedras que os frequentadores começaram a designar como “bancos do ramalho”. Era nesta “solidão sonhadora”, um pequeno recinto arborizado e ajardinado pelos antigos Serviços Florestais, que lia, escrevia ou simplesmente descansava, embevecido na vista que os seus olhos alcançavam, o seu retiro ideal.
Neste local, sagrado pela presença do vernáculo escritor romântico, de grande significado seria a homenagem prestada pela Sociedade de Propaganda de Portugal, ao edificar um banco de pedra, em forma quadrangular, com uma placa de bronze onde tinha inscrito:
Em umas toscas pedras, que os frequentadores do Gerez chamavam «os bancos do Ramalho», costumava vir aqui sentar-se, lendo e escrevendo, o notavel escriptor José Duarte Ramalho Ortigão, que tanto honrou a sua terras e tanto quiz a esta região. A Sociedade Propaganda de Portugal no mesmo lugar mandou levantar-lhe esta singela homenagem delineada pelo arquitecto Raul Lino, de Lisboa, no ano de 1920.
A inauguração, a 28 de julho de 1920, ficou marcada por uma festa simples, mas imponente, onde foram proferidos vastos elogios ao homenageado, tão dignamente representado pelos seus filhos e sobrinhos. Falecido em 1915, Ramalho Ortigão tinha um talento inovador e exerceu uma influência sensível na evolução literária universal. Na referida cerimónia foram, também, tecidos louvores à obra arquitetónica de Raul Lino, encarando-a como uma estilização de um banco rude e ao Parque da Assureira, delineado por Guilherme Felgueiras, administrador da mata do Gerês. Elevados os relevantes serviços prestados ao país, o BANCO DO RAMALHO ficou à guarda da direção florestal.
A sua época dourada foi marcada nos anos que se seguiram à inauguração, quando homens distintos acompanhados de ilustres damas percorriam os quase 2km para digerir a água mineromedicinal e posar para a posteridade no novo Banco do Ramalho, num local catalisador de paz de espírito, fruto do desenvolvimento das Caldas do Gerês na época.

ramalho-01.jpg

VIZELA: PROSSEGUE INSTALAÇÃO DE CONTENTORES SEMIENTERRADOS NAS FREGUESIAS

No âmbito do programa ‘Vizela Mais Limpa’, teve inicio mais uma fase de instalação dos contentores semienterrados, onde se encontram a ser colocados 50 contentores semienterrados, 1 contentor de enterrado e 1 ecoponto enterrado, para deposição de resíduos valorizáveis e indiferenciados.

cotentores S. Bento.jpg

De realçar que no âmbito do sistema de contentorização que está a ser implementado pela Autarquia já foram colocados cerca de 150 contentores no Concelho de Vizela, entre enterrados, semienterrados e ecopontos enterrados.

Estes novos equipamentos serão distribuídos por todas as freguesias do Concelho, sendo que na Freguesia de Caldas de Vizela serão instalados 13 contentores semienterrados, na Freguesia de Infias 5, na freguesia de Santa Eulália 14, na freguesia de Tagilde e S. Paio 12, e na freguesia de Vizela (Santo Adrião) 6. O contentor enterrado e o ecoponto enterrado serão instalados na Freguesia de Caldas de Vizela.

De realçar que há dois anos atrás, altura em que este Executivo tomou posse, Vizela encontrava-se muitos anos atrasada no que diz respeito à política de gestão de resíduos, pelo que decidiu alterar por completo a política ambiental em vigor na Autarquia, através da implementação do programa ‘Vizela Mais Limpa’, que tem tendo como objetivo fundamental a melhoria substancial da qualidade de vida de Vizela e dos vizelenses.

A adoção de comportamentos e hábitos ecológicos e a separação correta dos diferentes resíduos produzidos são pequenos gestos que farão toda a diferença para uma ‘Vizela Mais Limpa’, contribuindo para uma melhoria substancial da qualidade de vida de Vizela e dos vizelenses, hoje, e no futuro, para um desenvolvimento mais sustentado do nosso Concelho.

ARCOS DE VALDEVEZ NO GUIA DE VERÃO DO JORNAL EXPRESSO

O Guia de Verão Porto e Norte do Jornal Expresso, do dia 23 de julho, na secção dedicada aos Jardins e Ecovias sugere a Ecovia do Vez como uma das propostas a usufruir por parte dos verdadeiros amantes da natureza!

guiaexpressarcos (3).png

É ao longo dos rios Lima e Vez, rodeados de intenso verde, que corre esta ecopista. (…) Conte com verde refrescante, cursos de água e a imersão na paisagem única do Gerês.

Todo o percurso respeita o meio envolvente e ajudou a recuperar património existente ao longo de caminho, que pode também ser apreciado”, pode ler-se.

Arcos de Valdevez volta, assim, a destacar-se novamente num jornal de referência nacional pelos melhores motivos, o que vem atestar mais uma vez a oferta turística variada e de qualidade existente no nosso território.

guiaexpressarcos (2).png

guiaexpressarcos (1).png

BARCELOS TEM NOVO ESPAÇO DE EXPERIMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS NA BIBLIOTECA MUNICIPAL

“Constru(ir)” é o nome do novo espaço instalado na Biblioteca Municipal de Barcelos, baseado no conceito das salas makerspaces e que está integrado no projeto “Barcelos a Ler”. O projeto tem como missão reduzir e prevenir o abandono escolar precoce e promover a igualdade de acesso a uma educação de boa qualidade.

MakerspaceBMB.JPG

Aprovado no âmbito da bolsa de projetos com incidência municipal do PIICIE do Cávado, com financiamento abrangido pelo Programa Operacional Regional do Norte (NORTE 2020), pretende proporcionar aos utilizadores o desenvolvimento de competências sociais e empreendedoras, com o objetivo de fomentar um trabalho em áreas como a Ciência, a Tecnologia, a Engenharia, a Arte e a Matemática (CTEAM).

Como espaço de educação, pretende ser um ambiente inovador, com estratégias de ensino que promovam uma aprendizagem que integre aspetos como a imaginação, criatividade, iniciativa, intuição, partilha, colaboração e impactos emocionais, cuja abrangência permite o trabalho de todos os níveis de ensino, desde o pré-escolar até ao ensino secundário. Com uma forte componente educativa, permitirá o desenvolvimento de atividades incidentes nas novas metodologias de ensino, centradas no aluno e na diferenciação e inovação pedagógicas, através da possibilidade de utilização de um leque específico de recursos inovadores, que promovem a integração das tecnologias e novas metodologias de ensino/aprendizagem.

O espaço “Constru(ir)” vem implementar um ambiente inovador, onde os diferentes espaços de “experimentação, aprendizagem e partilha”, permitem o trabalho colaborativo e o incentivo à descoberta do trabalho de grupo.

Neste projeto, a Biblioteca Municipal assume-se como um espaço de criação, descoberta e aprendizagem, como lugar “vivo” que responde a necessidades específicas da sua comunidade educativa e local. Criação, cooperação e inovação é, em suma, o significado do makerspace.

Para a sua implementação foi colocado material moderno, atrativo e inovador e está disponível ao público nas diferentes áreas da sala. É composto por oito espaços distintos, mas que simultaneamente se interligam entre si: o espaço internet possui três computadores e impressora, permitindo a realização de trabalhos e pesquisas na web; o espaço de robótica e programação disponibiliza jogos e kits de robótica, que permitem a aprendizagem e o desenvolvimento de capacidades no âmbito da programação; o espaço de conferências, equipado com um painel interativo, computador e espaço reservado para realização de apresentações presenciais ou online, promovendo a interatividade em projetos e eventos de empreendedorismo e inovação; o espaço de modelação 2D, que integra uma plotter de corte de vinil, uma máquina de estampar e uma impressora de sublimação, dando a possibilidade de os utilizadores explorarem projetos, desde a estampagem à criação de peças decorativas; o espaço de costura e bordados disponibiliza duas máquinas, uma de costura e uma de costura e bordar, permitindo, a utilizadores principiantes, a elaboração de pequenos arranjos de costura, a criação de bordados criativos e a elaboração de um sem número de presentes personalizados; o espaço multimédia, destinado à utilização da técnica Chroma Key (green screen), equipado com máquina fotográfica, sistema de luz ambiente e computador para edição de vídeo; o espaço de modelação 3D, com computador e impressora 3D, para a criação das mais diversas peças decorativas ou utilitárias; e o espaço de projetos, composto por mobiliário dinâmico, que permite o trabalho individual ou de grupo, para dar vida a projetos e implementação de ideias inovadoras.

O espaço “Constru(ir)”- Makerspace da Biblioteca Municipal é de acesso livre e gratuito, no entanto, dado o limitado número de lugares, deverá ser efetuado o agendamento para a utilização dos diversos equipamentos, através do email construirbmb@cm-barcelos.pt ou do telefone 253 809 641.

O projeto “Barcelos a Ler” resultou das necessidades de criação de um plano integrado de promoção do sucesso escolar, através de uma equipa multifacetada de profissionais do ensino e da leitura e do desenvolvimento de um conjunto diversificado de ações de promoção de hábitos de leitura.

Desenvolvido pelo período de três anos, foram implementadas diversas ações junto da comunidade educativa: formação, implementação do programa de promoção da fluência em leitura, sessões de escrita criativa e de filosofia para crianças, edição de livros de história local, presença de escritores e ilustradores, entre muitas outras, cujas avaliações de impacto revelaram a importância do seu desenvolvimento, quer para o aumento da capacidade leitora dos alunos, quer para a valorização da literacia como meio fundamental para potenciar o sucesso escolar.

O projeto “Constru(ir)” vai permitir dar continuidade às ações implementadas, disponibilizando recursos humanos e técnicos para uma aprendizagem autónoma ao longo da vida.

UNIDADE DE EMERGÊNCIA PROTEÇÃO E SOCORRO DA GNR INSTALADA EM TERRAS DE BOURO

No dia 27 de julho, o executivo municipal visitou as instalações da Unidade de Emergência Proteção e Socorro BRM – GNR Montanha na vila do Gerês, equipa que conta com 16 efetivos e está sedeada no piso superior do Centro de Animação Termal.

20210727_123437.jpg

Esta unidade acresce o nosso território de um maior reforço no âmbito de busca e salvamento. Sendo esta uma zona com elevada afluência turística e onde ocorrem alguns acidentes e/ou pedidos de socorro, principalmente na época de verão, quer seja durante o dia ou em período noturno, é possível, desta forma, dar uma resposta mais rápida e eficaz nesses casos.

A Unidade de Intervenção de Proteção e Socorro comporta agora o nosso território com diversos serviços fundamentais, nomeadamente: intervenção de combate a incêndios florestais, busca de pessoas desaparecidas, intervenções diversas de proteção e socorro perante condições meteorológicas adversas, patrulhamento florestal, bem como realização de ações de esclarecimento e sensibilização.

A criação deste Centro de Socorro e Resgate de Montanha é, indubitavelmente, uma mais-valia para o concelho de Terras de Bouro, conferindo um maior nível de segurança a todos aqueles que nos visitam.

No mesmo âmbito, o Presidente e a Vereadora do Município de Terras de Bouro, acompanhados dos responsáveis do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Bombeiros de Terras de Bouro,  Cruz Vermelha, Junta de Freguesia de Vilar da Veiga e Associação Gerês Viver Turismo,  visitaram ainda a brigada de combate a incêndios que está afeta ao Plano Operacional Nacional do Gerês (PONG), instalada no Chalé Florestal da  vila do Gerês como aconteceu no ano anterior.

O município  agradeceu a presença a todas as forças de segurança disponíveis na região, consciente da sua incontornável importância para a segurança dos residentes e dos turistas.

20210727_124952.jpg

20210727_125003.jpg

20210727_125733.jpg

20210727_125755.jpg

20210727_125942.jpg

20210727_130627.jpg

20210727_131042.jpg

20210727_132854.jpg

FAMALICÃO: PAULO CUNHA INAUGURA PARQUE DE MERENDAS DE NINÃES EM REQUIÃO E OBRAS NO CENTRO DE VALE DE S. MARTINHO

Este sábado e domingo

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, procede à inauguração do Parque de Merendas de Ninães, na freguesia de Requião, que vai realizar-se em data a anunciar oportunamente. 

Vale S. Martinho.JPG

Em Requião, foi criado um novo espaço de lazer e convivio na freguesia, através da utilização de um terreno que estava abandonado, como explica o presidente da Junta de Freguesia, João Ferreira. “Tinhamos um terreno completamente abandonado e com a criação da Associação de Moradores, Cantinho de Ninães, decidimos construir este espaço, com materiais reciclados e usados”. A Câmara Municipal contribuiu com a doação de2 aparelhos fitness, que enriquecem o espaço.

Em Vale S. Martinho foi renovada toda a zona central e envolvente dotando-a de uma nova imagem, mais moderna, funcional e harmoniosa. As obras beneficiaram aquela área com novos equipamentos e um parque de estacionamento que melhorará a acessibilidade.

No total, a autarquia investiu aqui cerca de 145 mil euros, divididos em dois apoios, um de cerca de 85 mil euros e outro de 60 mil euros.

Parque de Ninães, Requião (2).JPG

Parque de Ninães, Requião (1).JPG

VILA PRAIA DE ÂNCORA RECEBE ONTEM “SWING DO TROMBONE À FUSÃO DA TROMPETE”

O espetáculo “Swing do trombone à fusão da trompete” abriu ontem o 4 Quartas de Jazz, na Praça da República, em Vila Praia de Âncora, com António Silva (Trompete), Xavier Ribeiro (Trombone), José Paulo Ribeira (Piano), Jaime Alvarez (Contrabaixo) e Paulo Pinto (Piano).

223053209_4124662484254916_2222535754917739105_n.j

O 4 Quartas de Jazz continua no próximo dia 4 de agosto, no Largo Calouste Gulbenkian, em Caminha, com o concerto “Violino até Jazz” com Jean-Philippe Passos (Violino), José Paulo Ribeira (Piano), Jaime Alvarez (Contrabaixo) e Paulo Pinto (Bateria). Os bilhetes estarão disponíveis a partir de sexta-feira (30 de julho) nos Postos de Turismo de Caminha e Vila Praia de Âncora.

224704324_4124662394254925_5130652837698251100_n.j

222460540_4124662110921620_6073538226028287360_n.j

223167117_4124662284254936_5801118365558613309_n.j

224012608_4124662340921597_6178918220591745726_n.j

227909211_4124662657588232_6054407891576973948_n.j

224012608_4124663114254853_3448200301533167085_n.j

226491743_4124663434254821_5681995870798136554_n.j

FAMALICÃO: ABRE AO PÚBLICO A PRIMEIRA ÁREA DE ESTACIONAMENTO RENOVADO DO ANTIGO CAMPO DA FEIRA

Mais 75 lugares de estacionamento gratuito no centro de Famalicão

Fica disponível a partir de amanhã, sexta-feira, 30 de julho, a primeira área de estacionamento renovada do antigo Campo da Feira de Vila Nova de Famalicão, São 75 lugares que abram à utilização pública gratuita junto à Avenida José Manuel Marques, entre as rotundas dos Rotários e do D. Sancho I.

campofeirafamalic (1).jpg

O novo espaço de estacionamento faz parte de uma intervenção mais abrangente de reabilitação urbana que está a ser executada na cidade de Vila Nova de Famalicão sob o mote “Um novo Centro. Uma Nova Cidade”.

Ao abrigo desta intervenção, está a ser requalificada uma área bastante degradada da cidade com soluções sustentáveis, desde mais espaços para peões, para a fruição social e para os modos de transporte suaves, num dos maiores investimentos públicos de sempre na requalificação de um espaço público citadino famalicense.

Depois de concluídas as obras, o estacionamento no centro de Famalicão vai manter-se em igual número ao existente antes da intervenção, com dois parques situados no centro, na Praça D. Maria II, com 107 lugares de estacionamento e Mouzinho de Albuquerque, com 184 lugares de estacionamento gratuito. Para além destes, os famalicenses dispõem atualmente, com exceção das quartas-feiras, de 800 lugares de estacionamento gratuito no Parque do Campo da Feira, que dista a sensivelmente 300 metros da praça central da cidade.

Devido ao progresso das obras, o acesso provisório entre a Rua José Azevedo Menezes e a Rua do Ferrador será encerrado. De igual forma, a rua D. Pedro V vai encerrar ao trânsito a partir do próximo dia 2 de agosto e pelo prazo previsível de 90 dias. Ficam salvaguardadas as cargas e descargas para a Pichelaria Mouzinho.

campofeirafamalic (2).JPG

VIANA DO CASTELO: LANHESES VAI TER ESPAÇO DO CIDADÃO

Assinado protocolo com Agência para a Modernização Administrativa para ser criado Espaço do Cidadão em Lanheses

Foi hoje assinado o protocolo entre a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) e o Município de Viana do Castelo que vai permitir a instalação de um Espaço do Cidadão na sede da Junta de Freguesia de Lanheses.

De acordo com o documento, a instalação dos Espaços Cidadãos é feita conjuntamente pela AMA e pelo Município, sendo que a Câmara Municipal é responsável pelas obras de adaptação necessárias para adequação do espaço à nova valência. Já a formação inicial e contínua dos mediadores de atendimento digital destinada ao funcionamento do Espaço Cidadão é da responsabilidade da AMA.

Em Lanheses, a valência irá funcionar nos dias úteis, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Recorde-se que os Espaços Cidadão visam aproximar os serviços públicos, privilegiar a utilidade e comodidade para o cidadão no acesso aos serviços públicos, racionalizar os custos da Administração Pública com instalações e equipamentos e assegurar o atendimento digital assistido prestado por mediadores de atendimento digital com formação adequada, como complemento indispensável da prestação digital de serviços públicos, garantindo o seu caráter inclusivo.

O Espaço Cidadão de Lanheses, à semelhança do Espaço Cidadão da União de Freguesias de Barroselas e Carvoeiro, vai funcionar como um balcão único que disponibiliza variados serviços de diversas entidades, onde os cidadãos beneficiam de um atendimento digital assistido que lhes permite conhecer as várias opções disponibilizadas pelos serviços online, reunindo no mesmo espaço várias entidades públicas e privadas, com o objetivo de facilitar a relação dos cidadãos e das empresas com a Administração Pública.

Além de proporcionar um maior conforto e comodidade aos utentes, permite tratar de vários assuntos num mesmo espaço, com ganhos de tempo e de custos de deslocação. Estes espaços também permitem partilhar recursos, infraestruturas e plataformas, potenciando a eficiência e redução de custos do Estado, servindo melhor o cidadão, de forma mais rápida e próxima, promovendo a literacia digital por via do apoio assistido na prestação dos serviços públicos digitais.

De frisar que a rede de Espaços Cidadão constitui, nos termos do decreto-lei nº 74/2014, de 13 de maio, alterado e republicado pelo decreto-lei nº 105/2017, de 29 de agosto, uma oferta de atendimento complementar à prestação digital de serviços públicos, garantindo o seu caráter inclusivo, não visando substitui-los.

VIANA DO CASTELO: 30ª EDIÇÃO DO JAZZ NA PRAÇA DA ERVA COMEÇOU COM "O GAJO" E YAMANDU COSTA

A 30ª edição do Jazz na Praça da Erva iniciou, ontem, no Cultural de Viana do Castelo, com atuações de O Gajo e Yamandu Costa. Os concertos iniciam sempre pelas 20h30 e o bilhete diário tem um custo de 5 euros.

IMG_0372.jpg

Hoje, 29 de julho, sobem ao palco da principal sala de espetáculos do concelho Pimenta Caseira e Yanagui e, a 30, Par Azar e João Cabrita. A fechar esta edição, a 31 de julho atuam Grey City (Augusto Baschera & João Bernardo) e À Espera do Futuro (trio Beatriz Nunes / Paula Sousa / André Rosinha).

Tendo o Jazz na Praça da Erva surgido em 1992, esta é a 30ª edição do evento, mas em contexto de pandemia o festival não acontece no local habitual que lhe deu o nome pelo segundo ano consecutivo.

Os trinta anos de evento justificam uma programação alargada a quatro dias e de grande qualidade, com dois concertos consecutivos por dia e um total de oito bandas e projetos musicais. Os bilhetes podem ser adquiridos na BOL – bilheteira on-line, na bilheteira do Teatro Municipal Sá de Miranda e, nos dias dos concertos, no Centro Cultural.

IMG_0523.jpg

IMG_0605.jpg

IMG_0045.jpg

IMG_0162.jpg

IMG_0193.jpg

IMG_0213.jpg

IMG_0324.jpg

"RIO DE LIVROS" BANHA MONÇÃO

O veículo da biblioteca itinerante estacionou no Parque das Caldas, levando o livro às pessoas que visitam aquela área ribeirinha de Monção. De segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 17h00, até 31 de Agosto. Vai um “mergulho” neste “Rio de Livros”?

monçaoriolivros (1).jpg

O bom tempo convida a desfrutar de momentos relaxantes junto às zonas ribeirinhas, às áreas de lazer ou numa paisagem inspiradora. Há quem aproveite para colocar a leitura em dia e leve consigo o último romance do seu autor preferido. Outros, pelo contrário, nem de livros querem ouvir falar.
O Projeto “Rio de Livros”, promovido pela Câmara Municipal de Monção, através dos serviços da Biblioteca Municipal, nasceu a pensar em todos. Naqueles que os “devoram” e não vivem sem eles, nos mais distraídos, que se esqueceram deles em casa, ou mesmo para aqueles que dispensam leituras em período de férias.
No Parque das Caldas, de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 17h00, até 31 de agosto, estão disponíveis livros para todos os gostos, podendo ser requisitados, por breves instantes, horas ou dias, para serem lidos num dos espaços daquele espaço aprazível e convidativo: passadiço de madeira, piscina descoberta, parque de merendas.
Além da leitura, essencial na idade infantil, os mais pequenos têm também a possibilidade de passar para o papel branco alguns traços criativos do cenário envolvente. Numa área sombreada, em jeito informal, a nossa proposta é proporcionar às famílias momentos agradáveis e enriquecedores.
Neste projeto todos têm a oportunidade de se aproximar do livro. Sentir o seu peso, apreciar a sua capa, folhear as primeiras páginas, “apaixonar-se” pelas personagens, deliciar-se com a narrativa, ou “saltar” para o último capítulo. Aqui tudo é possível. Vale a imaginação de cada um. E as sensações que prometem perdurar no tempo.

monçaoriolivros (2).jpg

monçaoriolivros (3).jpg

monçaoriolivros (4).jpg

monçaoriolivros (5).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ EM DESTAQUE NO PROGRAMA "SOMOS PORTUGAL" DA TVI

Arcos de Valdevez esteve em destaque este fim-de-semana no programa “Somos Portugal” da TVI, que foi transmitido em direto, no domingo, a partir do Largo da Lapa,  para Portugal e para o mundo, através da TVI Internacional.

somos portugal38.jpg

Ao longo de seis horas os apresentadores deram a conhecer à grande audiência da TVI a beleza natural e paisagística, a cultura, a gastronomia e a oferta turística do concelho, sem esquecer as habituais brincadeiras com o público e os interessantes apontamentos de reportagem destinados a desvendar as muitas experiências possíveis de realizar em Arcos de Valdevez.

Esta foi mais uma oportunidade de promover o concelho em direto para milhares de pessoas, de dar a conhecer o que de melhor se faz na nossa terra e o muito de bom que o Concelho tem para oferecer. Nesta emissão foram destacados o Património Natural e Cultural, uma gastronomia rica e diversas opções de turismo de natureza, entre as quais se destacaram a Porta do Mezio, porta de entrada para o PNPG, o Soajo, a Peneda, Sistelo, as ecovias e os trilhos, as florestas da Miranda e Rio Frio, o Paço de Giela, as Oficinas de Criatividade Himalaya e o Centro Interpretativo do Barroco.

Mereceram igualmente destaque as tradições seculares, o folclore, o artesanato, o fumeiro, o vinho verde e os sabores tradicionais.

Com esta iniciativa, o Município pretendeu promover os recursos endógenos do território que, cada vez mais, se assumem como um importante fator de desenvolvimento de Arcos de Valdevez.

somos portugal.jpg

somos portugal2.jpg

somos portugal3.jpg

somos portugal18.jpg

somos portugal19.jpg

somos portugal20.jpg

somos portugal21.jpg

somos portugal33.jpg

somos portugal35.jpg

INDÚSTRIA AUTOMÓVEL VAI CRIAR MAIS 500 EMPREGOS EM VIANA DO CASTELO ATÉ FINAL DO ANO

O cluster automóvel de Viana do Castelo vai criar mais 500 empregos em Viana do Castelo até final de 2021. A garantia foi dada por empresários da indústria automóvel durante o seminário “Glocal: Pensar global, agir local”, promovido pelo Jornal de Negócios em parceria com a Câmara Municipal de Viana do Castelo.

ABELO8109_jose_maria_costa.jpg

As empresas apresentaram novos projetos de investimento no concelho, nomeadamente a nova unidade fabril da Borgwarner e a nova unidade da Serratec, bem como a Aludec que já está a entrar na fase de laboração e que, até ao final do ano, preveem gerar cinco centenas de novos postos de trabalho.

Na conferência marcaram presença representantes da Borgwarner, Bontaz, Serratec, Aludec e Viana Plásticos, que fizeram referência à centralidade de Viana do Castelo para a instalação e ampliação de investimentos, destacando também o facto de encontrarem, no concelho, trabalhadores com a formação adequada. Os empresários realçaram ainda a boa articulação com as instituições de formação profissional e o apoio de entidades públicas como a Câmara Municipal de Viana do Castelo, a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

A evolução do cluster automóvel foi o grande destaque da conferência, já que o setor triplicou o volume de negócios no concelho entre 2009 e 2018, aumentando cerca de 20% as exportações totais do município e o emprego cerca de 7%, valores reforçados em 2019.

O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, anunciou que está a ser preparada a instalação de um Centro de Formação Profissional, em parceria com o IEFP, para reforçar a mão de obra especializada, que deverá surgir na Zona Industrial Alvarães Norte.

“Temos tido o apoio da AICEP, IAPMEI e CCDR-N, mas é igualmente importante a articulação com as nossas instituições de formação, universidades e politécnicos. Nesse sentido, orgulho-me em destacar um acordo com o IEFP, onde avançaremos para a construção de um centro de formação profissional em Alvarães que vai dar resposta a projetos e criar mão-de-obra especializada que é fundamental para o ramo da indústria automóvel”, indicou, explicando que este será um centro em parceria com o IEFP, com as escolas e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC).

José Maria Costa realçou ainda que o crescimento do cluster automóvel no concelho é para continuar, dando conta de que há “um ambiente favorável para a instalação de mais empresas” de um sector que já emprega 2.300 pessoas no concelho.

Já o Secretário de Estado Adjunto e da Economia, João Neves, disse que Viana do Castelo “é claramente um exemplo de que é possível fazer diferente e que fazer diferente pode dar resultados”. “Esperamos que esta captação de investimento com resultados acima da média possa manter-se nos próximos anos”, frisou.

O Presidente da CCDR-N, António Cunha, assegurou que “em nove anos, um município que cresce três vezes os indicadores de um determinado sector é notável”. “Passar dos 84 milhões para 266 milhões tem de ser felicitado”, considerou o responsável.

ABELO7901_jose_luis_goncalves_viana_plasticos.jpg

ABELO7961_vitor_carvalho_aludec.jpg

ABELO8266_antonio_m_cunha.jpg

ABELO7106_geral_led.jpg

ABELO7137_jose_diogo_silva.jpg

ABELO7199_jose_couto_presidente_AFIA.jpg

ABELO7348_luis_nobre.jpg

ABELO7528_ana_silva_borgwarer.jpg

ABELO7666_benoit_chenevard_bontaz.jpg

ABELO7866_daniela_fernandes_serratec.jpg

ABELO6817_cunha_junior.jpg

ABELO6939_philomene_dias_AICEP.jpg

ABELO7049_ joao_neves_sect_estado_adjunto_economia

CANDIDATOS DO BLOCO DE ESQUERDA VISITAM COVAS E A SERRA D'ARGA

As candidaturas do Bloco de Esquerda de Viana do Castelo, Caminha e Vila Nova de Cerveira estão a organizar uma visita à Serra d´Arga e a Covas (Vila Nova de Cerveira), no próximo sábado, dia 31 de julho, com a presença do Eurodeputado do Bloco, José Gusmão. A visita de trabalho tem como objetivo a temática do lítio no Alto Minho.

14h30 - Encontro na Taberna do Horácio - EM552 19, Arga de Baixo

16 horas - Covas - (junto às minas)

A visita contará com a participação de ativistas na luta contra a exploração de lítio e associações locais, como a COREMA.

Capturargusmaovizela.PNG