Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CELORICO DE BASTO: CAPITAL DAS CAMÉLIAS FESTEJA REVOLUÇÃO DOS CRAVOS

Em Celorico de Basto celebra-se a Revolução do 25 de Abril com as “Músicas da Revolução”

No próximo dia 24 de abril, pelas 21h30, o Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, vai ser o palco das Músicas da Revolução, um espetáculo que apresentará alguns dos grandes clássicos musicais da “Revolução dos Cravos”.

Capturarf

As “Músicas da Revolução” é um espetáculo protagonizado por grupos musicais locais que irão interpretar as músicas de intérpretes consagrados que marcaram a revolução do 25 de abril de 1974.

“É com música que assinalamos uma data memorável para o povo português, o 25 de Abril de 1974 que foi sobretudo a consagração da liberdade e da democracia. Uma data que assinalamos com música porque foi com música que parte da revolução se desencadeou” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

Pelo palco do Centro Cultural, na noite de 24 de abril, músicas como “Grândola Vila Morena”, “Venham mais cinco”, “Canção de embalar”, músicas de Zeca Afonso, “o Primeiro Dia” de Sérgio Godinho e “meninos de Huambo” de Paulo de Carvalho serão algumas das melodias interpretadas pela Universidade Sénior, pelos Basfado, pela Cooperartes, pelos cavaquinhos da Escola Profissional de Fermil, pelo Francisco Costa, pelo Zé Faria, pelos Omnis, pelos Suspensórios e por outros grupos locais que irão fazer parte deste espetáculo “Músicas da Revolução”.

FAMALICÃO DEBATE “PARENTALIDADE CONSCIENTE” COM MIKAELA ÖVEN

Jornadas Municipais da Educação realizam-se no próximo dia 26 de abril, pelas 21h00, na CESPU

Ninguém dá a fórmula mágica quando alguém se torna pai ou mãe. Nem existe um manual que ensine os pais a lidar com os desafios diários como as birras, o sono e as refeições.

Mikaela Övén

Por isso, é frequente que os educadores se interroguem se estarão a agir bem e o que é normal em cada idade. Devemos elogiar ou castigar? Quando dizer não? E como compensar o pouco tempo que partilhamos com os nossos filhos?

A pensar nestas e em outras questões, o município de Vila Nova de Famalicão vai promover o debate da “Parentalidade Consciente” e chama para o efeito Mikaela Övén, uma especialista sobre a matéria e que, há vários anos, inspira indivíduos e famílias na busca de harmonia e equilíbrio, através dos seus livros, textos, rubricas na rádio e televisão, cursos e palestras.

Assim, “Parentalidade Consciente” é o tema eleito para as Jornadas Municipais de Educação, que vão decorrer no próximo dia 26 de abril, a partir das 21h00, no auditório da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, da CESPU.

A participação é livre e gratuita, mas sujeita à lotação do auditório. Recomenda-se a inscrição através do link: https://goo.gl/forms/U5z7ETodnDZezvyq2

Estas jornadas integram a programação da Quinzena da Educação que decorre entre os dias 16 de abril e 8 de maio, altura em que a comunidade escolar de Vila Nova de Famalicão “salta” os muros das escolas e vem mostrar à comunidade os seus projetos educativos e dinâmicas escolares.

A iniciativa promovida pelo município em parceria com os vários agentes educativos tem como objetivo reunir a comunidade educativa, cruzar vivências e mostrar à sociedade a dinâmica escolar, em ações que vão desde o teatro, à oferta de saídas profissionais, formação e qualificação, debate de ideias e convívio.

ESPOSENDE PROMOVE CIMEIRA DA VIDA COM "OLHARES SOBRE A LONGEVIDADE"

A empresa municipal Esposende 2000 e a Câmara Municipal de Esposende, em parceria com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo, vão realizar, no próximo dia 18 de maio, no Auditório Municipal de Esposende, a Cimeira da Vida, subordinada ao tema “Olhares sobre a longevidade”.

cartaz_p

Este evento insere-se no âmbito da Rede Social de Esposende, que envolve um conjunto alargado de entidades promotoras de iniciativas e projetos, entre as quais a Esposende 2000 e a Câmara Municipal, contando com o apoio das Juntas de Freguesias e outras instituições locais, públicas ou privadas. Integra essas atividades o programa ATIVO+, direcionado para a comunidade idosa do concelho, com vista a promover a sua qualidade de vida, numa perspetiva de inclusão social, valorizando os direitos para a cidadania, e contribuindo, consequentemente, para um envelhecimento ativo bem-sucedido.

A Cimeira da Vida propõe-se refletir sobre as dimensões de intervenção na promoção do envelhecimento bem-sucedido na comunidade, bem como evidenciar a necessidade de reformular valores e representações sociais sobre a longevidade para quebrar preconceitos e categorizações em relação aos papéis sociais dos mais experientes.

Assente na colaboração, na transversalidade e em parcerias que envolvem os diferentes atores da sociedade civil, pretende-se refletir, construir, manter e desenvolver relações interorganizacionais de cooperação, de mútuos contributos e que possam acontecer sustentadamente, quer no tempo, quer nos recursos alocados, aumentado o retorno do impacte social.

A Cimeira da Vida proporcionará, assim, vários olhares sobre o envelhecimento e a partilha de diferentes contextos sociais de envelhecimento e saberes produzidos quanto a esta temática por especialistas provenientes de campos disciplinares de investigação científica e intervenção diferenciados.

Programa

Na abertura da Cimeira da Vida, às 9h30, usará da palavra o Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, o Presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Rui Teixeira, e o Presidente do Conselho de Administração da Esposende 2000, António Maranhão Peixoto.

Num primeiro painel, subordinado à temática “Atividade Física e Envelhecimento Saudável”, moderado por José Vilaça, da Esposende 2000, irão intervir Joana Carvalho, da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, que apresentará o tema “Mais Ativos Mais Vividos” e Pedro Bezerra, da Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, falará sobre “Desporto e Lazer Rumo à Longevidade”. João Paulo Brito e Tadeu Santamarinha, da Escola Superior de Desporto de Rio Maior do Instituto Politécnico de Santarém, abordarão o “Exercício Físico na População Idosa”, e António Carapinheira e André Amorim, Doutorandos em Ciências do Desporto da Universidade da Beira Interior, falarão sobre “Treino Funcional e Desporto Adaptado na População Sénior “

Ainda no período da manhã, decorrerá o painel “Envelhecimento e Dinâmicas Sociais”. Sob a moderação de Carla Faria, da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Rute Lemos, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, abordará o tema “O Cuidador Informal de Idosos: pistas para reflexão a partir do projeto Módulo 65+”, Mário Rui André, Sociólogo da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e Coordenador do Grupo de Trabalho “Envelhecimento/Políticas Integradas para a Longevidade” dissertará sobre “Boas Práticas no Envelhecimento Ativo na União Europeia”, e Mónica Teixeira, da Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro, abordará a temática “Longevidade e Qualidade de Vida da Família à Comunidade”

Já no período da tarde, pelas 14h30, a Vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende, Alexandra Roeger, vai moderar o painel “Oportunidades da Longevidade, no qual serão apresentados o projeto “Atividade Sénior”, do Município de Viseu, e o projeto “Multiplicar a Felicidade Dividindo-a”, da Associação de Solidariedade Social da Gafanha do Carmo (Ílhavo), por Sofia Nunes e Ângelo Valente.

“Desafiar o Tempo de Viva Voz” é o último painel, moderado por António Maranhão Peixoto, Presidente do Conselho de Administração da Esposende 2000, no qual intervirão o médico Juvenal Silva e António Fontes, sacerdote, historiador e antropólogo.

A Cimeira da Vida é de participação gratuita, contudo de inscrição obrigatória, a efetuar até dia 16 de maio para o e-mail cimeiradavida@esposende2000.pt. Mais informação sobre o evento disponível online, em www.municipio.esposende.pt ou em www.esposende2000.pt

BARCELOS REFORÇA VERTENTE ESPIRITUAL E HISTÓRICA DO CAMINHO DE SANTIAGO

Vice-Presidente participa em bênção de peregrinos na Igreja de Santo António

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Armandina Saleiro, assistiu, no dia 16 de abril, à bênção de peregrinos na Igreja de Santo António. Esta cerimónia é realizada todos os dias, às 19h00, naquele templo, o que é algo único no Caminho Português de Santiago.

Bênção do Peregrino (1)

Neste dia a bênção contou com 14 peregrinos, maioritariamente alemães, mas também de outros países, como o Irão e Itália. Os peregrinos foram recebidos pela Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, que sublinhou a “grande aposta” que o Município tem feito na valorização do Caminho Português de Santiago, que atravessa todo o concelho num percurso de 29 quilómetros.

“Temos potenciado as diversas vertentes do Caminho de Santiago, mas nunca esquecendo as suas raízes, que têm muito que ver com a religião, com a parte espiritual e com a busca da paz interior. Daí também surge esta cooperação do Município com a Igreja de Santo António”, refere Armandina Saleiro.

A Vice-Presidente da Câmara Municipal considera importante a colaboração do Município com as associações locais para a valorização do Caminho Português de Santiago e realça a importância histórica do percurso de peregrinos no concelho: “Barcelos sempre foi um ponto de passagem dos peregrinos. A Rainha Santa Isabel fez este percurso, o rei D. Manuel também, portanto há uma forte marca identitária associada a este território”.

Frei Luís Gonçalves nota que os peregrinos buscam ali, na Igreja de Santo António, “silêncio e paz interior” e que a bênção “tem para eles um enorme significado, pois veem que há aqui alguém que os compreende, que os ajuda”.

Através da bênção diária de peregrinos, a Igreja de Santo António presta um importante contributo, reconhecido pelo Município, para a valorização do Caminho Português de Santiago na sua vertente mais religiosa, espiritual e histórica.

A Igreja de Santo António oferece pagelas, financiadas pelo Município, com a bênção do peregrino traduzida em 13 línguas, sendo que as traduções são feitas pelos próprios peregrinos para as suas línguas nativas.

APOC - GRANT PROGRAM – ALBERGUE CIDADE DE BARCELOS

Albergue Cidade de Barcelos é um dos "premiados" pela American Pilgrims on the Camino através do Infrastructure Grant Program 2018!

Este prémio (US$ 3.800) será essencial para financiar, ainda que parcialmente, o projeto de melhoria para 2018 da Associação ACB - Albergue Cidade de Barcelos ao nível:

da Acessibilidade (adaptação do Albergue visando uma melhoria das condições de acolhimento para Peregrinos com mobilidade condicionada);

Ambiental (pela instalação de um sistema de aquecimento de águas sanitárias por energia solar e pela promoção da reciclagem no interior do Albergue).

A atribuição deste apoio pela American Pilgrims on the Camino ao Albergue Cidade de Barcelos é encarado, também, como um reconhecimento internacional:

- de todo o projeto de atividade diária de acolhimento, por donativo livre e voluntário, de Peregrinos do Caminho Português de Santiago (365 dias do ano);

- da importância das atividades de promoção do Caminho Português de Santiago promovidas pela nossa Associação. 

Numa altura em que é constante a atribuição de fundos comunitários a projetos nacionais associados à "promoção" do Caminho de Santiago em Portugal, são de saudar as iniciativas "fora de portas" que estão dirigidas, diretamente, às estruturas e/ou entidades que, diária e verdadeiramente, apoiam os Peregrinos e tornam possível o crescimento do Caminho Português de Santiago. 

Votos de Bom Caminho!

Associação ACB - Albergue Cidade de Barcelos

APOC Logo

CLAS APROVA PROVEDOR DO IDOSO EM VIEIRA DO MINHO

CLAS aprova Provedor do Idoso

O Presidente da Câmara, António Cardoso, presidiu, ontem, 18 de abril, a mais uma reunião do Conselho Local de Ação Social (CLAS), que se realizou no Salão Nobre da Câmara Municipal de Vieira do Minho.

DSC_1731

A reunião iniciou com o presidente António Cardoso a referir-se às comemorações do mês de abril, relativamente à prevenção dos maus tratos na infância, informando os presentes da II Caminhada Azul, que se irá realizar no dia 26 de abril. O autarca perspetivou ainda as iniciativas que vão decorrer durante o mês de maio, alusivas à família, das quais se destaca a realização de um seminário intermunicipal.

Um dos pontos em discussão nesta reunião foi a eleição do Provedor do Idoso, uma pessoa externa à autarquia que irá ajudar na identificação e na definição das melhores práticas e respostas relativamente à terceira idade.

Por unanimidade, foi eleita a Drª Joaquina Coelhoso, médica reconhecida na comunidade vieirense, quer pela sua dinâmica quer pela sua sensibilidade social. A sua função, voluntária, passará por servir de apoio a pessoas de mais idade, representá-las e acompanhá-las em situações que assim o exijam.

O parecer para licenciamento de equipamento da Estrutura Residencial para Idosos do Centro Social e Paroquial de Ribeira Cávado foi também aprovado por unanimidade.  Este parecer tem como objetivo a remodelação e adaptação do equipamento social com a consequência de melhorias das condições de funcionamento e o cumprimento com as orientações técnicas dos serviços competentes da Segurança Social.

Outra das aprovação por parte dos conselheiros foi a apresentação dos relatórios do Projeto CLDS 3G  Vieira a Crescer relativos ao ano transato.

Por fim, foram feitos dois pedidos de isenção de taxas para o Centro Social da Paróquia do Divino Salvador de Rossas e para o Centro Social Paroquial de Tabuaças.

FAFE DESTACA IMPORTÂNCIA DO OBSERVATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS

Human Rights Watch em destaque no segundo dia Terra Justa

É muito importante que a sociedade civil se mantenha activa e que a juventude não fique apática e participe, activamente, na renovação da Democracia e dos valores fundamentais dos Direitos Humanos.” - Bruno Ugarte

ND5_9025A

O Terra Justa continua durante o dia de hoje, com a Homenagem à Human Rights Watch, organização não governamental que defende os Direitos Humanos no mundo inteiro. A Human Rights Watch investiga, detalhadamente, violações de direitos humanos, denuncia mediaticamente os casos que documenta e procura junto dos Governos e das Nações Unidas, políticas eficazes que promovam os Direitos Humanos e a Justiça.

“O estado dos Direitos Humanos’- , deu o mote para uma Conversa de Café, com Bruno Stagno Ugarte, Diretor Executivo Adjunto para Advocacia e, que antes de ingressar na HRW, teve diversas funções como Ministro dos Negócios Estrangeiros da Costa Rica, Embaixador das Nações Unidas, tendo também colaborado com o Tribunal Penal Internacional.

Bruno Stagno Ugarte aproveitou a ocasião para explicar que “A Human Rights Watch tem cerca de 400 membros que trabalham sob 100 países, onde se considera que as violações dos Direitos Humanos são particularmente graves. Há batalhas que perdemos outras que ganhamos, mas tentamos sempre ser fieis aos testemunhos das vítimas, às histórias trágicas que partilham connosco para nos assegurarmos que estão a ser protegidos os seus Direitos.”

Bruno Ugarte adiantou ainda que “Neste momento são várias as situações que nos preocupam: a Síria, porque o número de mortos já ascende aos 400 mil, com o uso indiscriminado de armamento; Iémen, onde temos a pior situação humanitária de todo o mundo, com mais de 1 milhão de pessoas com casos de cólera; Birmânia, onde o Governo e o Exército estão a fazer uma campanha de limpeza étnica contra uma minoria muçulmana; República Democrática do Congo, há violações sistemáticas dos Direitos Humanos; a situação dos migrantes na Líbia. O panorama é muito deprimente, mas há avanços em algumas áreas e, por isso, apelamos para a comunidade internacional e alguns actores em específico se mobilizem para mudar o estado em que o Mundo se encontra.”

É muito importante que a sociedade civil se mantenha activa e que a juventude não fique apática e participe, activamente, na renovação da Democracia e dos valores fundamentais dos Direitos Humanos. A apatia é a pior resposta, porque terá, inevitavelmente, consequências graves. É fundamental que as Democracias se unam e sejam fieis aos seus discursos, ajam e defendam os Direitos Humanos, em todas as suas decisões.”, apelou o Director Executivo Adjunto para a Democracia.

À tarde, Bruno Stagno Ugarte depositou a mensagem da Human Rights Watch no Mural das Causas, monumento que tem acompanhado a história do Terra Justa e onde estão depositadas já várias mensagens sobre o futuro da humanidade, que serão abertas apenas daqui por 25 anos. Sobre esta mensagem, Bruno Ugarte referiu que “para além de ser uma chamada de atenção para que não sejamos complacentes e que o futuro dependerá unicamente de como vamos responder agora, é também uma mensagem de optimismo.”

No Arquivo Municipal, foi inaugurada a exposição da HRW: um retrato do trabalho desta ONG pela mundo inteiro.

Com o Padre Pedro e Alexandre Honrado, o Terra Justa fez um tributo ao Movimento Infantil Anti Armas e debateu o tema ‘Jovens em acção: Com que “armas” se faz a paz?’

Nas palavras de Joaquim Franco, moderador, esta conversa servia, acima de tudo, para “reflectir sobre a capacidade que as gerações têm de, através da sua mobilização, mudar políticas e assim, quem sabe, mudar o mundo.” Para Alexandre Honrado, “os jovens devem ser ‘intolerantes’, denunciando situações de violência doméstica, bullying ou quaisquer outras que ponham em causa os Direitos Humanos”.

O Pároco de Fafe, Padre Pedro, acrescentou à conversa a ideia de que “a paz nunca se conquista com a guerra, mas sim com a luta, porque a guerra pela paz só trará guerra. Esta luta pela paz faz-se, não com armas, mas com ferramentas como a educação, as palavras, o diálogo e o correcto uso da liberdade.”

Hoje, o dia termina com a apresentação do Primeiro Embaixador Terra Justa, numa cerimónia no Teatro-Cinema de Fafe, seguida da Conferência de Homenagem à Human Rights Watch.

DSA_3897A

DSA_3926a

DSA_3934a

DSA_3984A

DSA_4042A

DSA_4063A

DSA_4079A

DSA_4101A

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIDPAL

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

  • O Sr. Presidente informou que decorreu em Arcos de Valdevez mais uma ação a nível nacional do Orçamento Participativo, com a presença da Secretária de Estado adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca, e bastante participação da população. Referiu que da sessão ocorrida no ano passado saiu vencedor um projeto de uma arcuense, Carla Moreira, com um projeto para a criação de uma Escola de Artes Ofícios.
  • Aproveitou para avançar que também está ser preparado um Orçamento Participativo Municipal.
  • Convidou o executivo para a cerimónia de comemoração do 25 de Abril, as quais terão inicio pelas 9h00 com uma homenagem aos Combatentes do Ultramar, na Praceta Combatentes do Ultramar (junto Centro escolar Prof.António de Melo machado); às 9h30, as cerimonias oficiais com o hastear das bandeiras, com a participação dos Bombeiros Voluntários, Corpo Nacional de Escutas e Banda da Sociedade Musical de Arcos de Valdevez; às 10h30 decorrerá um concerto pela Banda da Sociedade Musical de Arcos de Valdevez no auditório da Casa das Artes.
  • Deu conta que se iria celebrar no domingo, dia 15 de Abril, o protocolo com a Universidade do Minho no âmbito do Projeto de Conservação, Estudo, Valorização e Divulgação dos Fortes de Bragandelo e Pereira, Extremo, Arcos de Valdevez;
  • Também informou das comemorações dos 30 anos da CRC Távora no domingo, dia 15 de Abril;
  • Informou também da realização de uma festa da Casa dos Arcos em Paris no fim de semana de 14 e 15 de Abril;
  • Informou que irá decorrer o Ciclo de Teatro Brasileiro;
  • Informou que irá ser celebrado com a APA, em Alijó, um protocolo, no valor de 100 mil euros para a limpeza das margens. Este ato contará com a presença do Sr. Ministro do Ambiente;
  • O Sr. Presidente também deu conhecimento à Câmara da visita aos Arcos de Valdevez da Associação de femmes chef´s dénterprises da região de Paris, França. Este encontro teve como principal objetivo estreitar relações, pensando em futuras parcerias, e dar a conhecer o Concelho e as suas potencialidades ao nível do investimento industrial, agrícola, comercial, da reabilitação urbana e do turismo;
  • Deu conhecimento também que o transmissor da Rádio Valdevez queimou e que a Câmara Municipal se encontra a dar todo o apoio possível a esta entidade;
  • Informou também que o Conselho Regional do Norte rejeitou a proposta do Governo relativamente à reprogramação dos Fundos Comunitários, nos termos em que estava apresentada;
  • Também informou que foi aprovada a candidatura de Valorização de Sistelo, num investimento total de 250 mil euros. Esta candidatura engloba a recuperação do Castelo, dos espigueiros e do moinho de Porto Cova;
  • O Sr. Presidente enalteceu o facto de o Município ter voltado a ficar no 4º lugar do ranking que mede a transparência de todos os municípios do País, tendo felicitado os serviços da autarquia pelo feito conseguido;
  • A Câmara também tomou conhecimento que continuam ser realizadas ações de esclarecimento nas freguesias relativamente as limpezas dos terrenos;
  • Idem, que foi necessário cortar o trânsito na Rua de S.Bento devido às obras de requalificação da mesma.

DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DO ANO DE 2017: foram aprovados os documentos relativos à prestação de contas do ano de 2017, elaborados nos termos do nº 2.2 do POCAL, e do Anexo à Resolução do Tribunal de Contas nº 4/2001, no uso da competência prevista na alínea i) do nº 1 do artº 33º do Anexo I à Lei nº 75/2013, de 12 de Setembro, os quais se encontram integralmente elaborados e acompanhados do relatório e parecer e da certificação legal das contas efetuadas pelo Revisor Oficial de Contas C& R, Ribas Pacheco, nos termos do artº 77º, nº 2 da Lei nº 73/2013, de 3 de Setembro, estando disponíveis para consulta.

A autarquia apresentou uma execução de 24 milhões de euros.

O ano 2017 foi um ano de concretizações para o concelho e para os arcuenses com melhorias na qualidade de vida, com valorização da educação, cultura e desporto, com promoção e atratividade empresarial e turística e com sustentabilidade ambiental e do território.

PROJETO DA 1ª REVISÃO AO ORÇAMENTO E 2ª ALTERAÇÃO AO PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS PARA 2018: foi aprovado o projeto da 1ª Revisão ao Orçamento Municipal e a 2ª Alteração ao Plano Plurianual de Investimentos para 2018, com um valor global de € 1.364.366 euros, elaborada nos termos do ponto 8.3.1 do POCAL.

            PROTOCOLOS

  • Foi aprovada a celebração de um protocolo de colaboração entre o Município e o Centro de Atletismo de Arcos de Valdevez, para dinamização do Centro de Marcha e Corrida de Arcos de Valdevez, no valor de 3000€ a ser pago em duas parcelas (1500€ inicialmente e 1500€ após condições protocolares cumpridas).
  • Foi aprovado celebrar com a Junta de Freguesia de Monte Redondo um protocolo no valor de 30.000,00 euros de apoio financeiro para a execução das obras de "Beneficiação do Caminho do Castro ao Caminho do Côto", cujo orçamento ascende a 39.943,50 euros + IVA.
  • Idem com a Junta de Freguesia de Soajo, no montante de 000,00 euros para apoiar a realização das principais obras e intervenções que pretendem levar a cabo em Soajo, e que fazem parte do Plano de Atividades para o ano 2018, nomeadamente as “Obras no caminho de acesso ao cemitério no Lugar de Vilar Suente – 12.000€, Obras no caminho da Longa no Lugar de Várzea, pavimentação e arranjos – 10.000€ e a 3ª Fase do Poço das Mantas, com a criação de mais uma represa e a zona será dotada de arranjos, plantação de árvores e gradeamento p/segurança – 25.000€”, cujo orçamento ascende a 37.000,00 euros + IVA.
  • Idem com a Junta de Freguesia de Rio Frio no montante de 30.000,00 euros apoiar a Beneficiação e Pavimentação dos Caminhos de: Sabogueiro - 1ª Fase; Pedreira (Aveleiras); das Terças (Laceiras); Carneiro (Benta); Sabogeuiro - 2ª Fase; e do Gondião, cujo orçamento ascende a 40.628,00 euros.
  • Idem com a Junta de Freguesia de Paçô, no montante de 000,00€ para apoiar as obras / trabalhos que pretende executar no corrente ano, a fim de serem incluídas no protocolo de 2018, nomeadamente o “Alargamento e pavimentação Caminho Alto da Prova – 17.064,82€; Pavimentação caminho na Rôta – 2.395€; Pavimentação Largo do Vilar – 4.062,50€; Equipamento Informático – 1.757€; Pavimentação caminho Água Levada – 1.463,42€; Cobertura de tanque lavar roupa – 735€; Canalizar Água nas Felposas – 1.750€ e Atividades sociais – 2000€, cujo orçamento ascende o valor de €31.227,74 + IVA.
  • Idem com a Junta de Freguesia de Padroso, no valor de 30.000,00€, para a concretização de diversas obras na freguesia, nomeadamente a “Beneficiação da rede viária: Pavimentação do caminho de Covela - Covela de Cima 8.087,50€; Pavimentação do caminho de Quintães Cruzeiro/Covos – 5.387,50€; Caminho Quintães Espinha – 8.134,50€, arranjo de diversos fontanários e lavadouros públicos - 9.955,00€ e execução de um muro de suporte junto ao edificio da Sede de Junta – 11.250€, cujo orçamento ascende a 42.814,50 euros + IVA.
  • Idem com a Junta de Freguesia de Sistelo, no valor de 30.000,00€, para apoiar a realização da obra de alargamento e beneficiação do caminho do Cabo, lugar de Igreja, alargamento e beneficiação do caminho do Barroco, lugar de Igreja e beneficiação da fonte pública "Fontinha" do lugar da Quebrada, cujo valor orçamental total é de 38.638,60€ (IVA incluído).
  • Idem com a Junta de Freguesia de Rio de Moinhos, no valor de 30.000,00€.

Idem com a Junta de Freguesia de Aboim das Choças, no valor de 30.000,00€,  para apoiar a execução das obras de “Construção de Fontanário; Beneficiação do Caminho de Costa do Monte e Execução do Processo de Toponímia para a Freguesia de Aboim das Choças”, cujo  orçamento ascende a 38.418,36 euros + IVA.

PROJETO DE REGULAMENTO DO PROGRAMA MUNICIPAL DE ARRENDAMENTO JOVEMfoi deliberado aprovar o Projeto de Regulamento do Programa Municipal de Arrendamento Jovem, bem como submete-lo a aprovação da Assembleia Municipal.

EDUCAÇÃO

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA REALIZAÇÃO DO PROJETO TERRA EDUCA- SCHOOL 4 ALL: foi autorizada a abertura de concurso por Consulta Prévia, tendo em vista a AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA REALIZAÇÃO DO PROJETO TERRA EDUCA- SCHOOL 4 ALL pelo preço base de 63.180,00 Euros.

Existe a necessidade de assegurar o desenvolvimento, em parceria com as escolas do concelho de Arcos de Valdevez, de um conjunto de atividades de divulgação e partilha de boas práticas para a sustentabilidade, associadas às manifestações do património imaterial, cultural e natural, enquadradas na ação "TERRA EDUCA: O caminho para a sustentabilidade".

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA FORNECIMENTO E MONTAGEM DA SALA DE FUTURO- SCHOOL 4 ALL: foi autorizada a abertura de concurso por Consulta Prévia, tendo em vista a AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA FORNECIMENTO E MONTAGEM DA SALA DE FUTURO- SCHOOL 4 ALL, pelo preço base de 47.717,00 Euros. 

O Objetivo é o fornecimento e montagem de equipamentos integrados no projeto Sala de Futuro- SCHOOL 4 ALL. Esta sala é um espaço de aprendizagem e ensino enfocado nas perspetivas de novo espaço físico, recursos, mudança de papéis de alunos e professor e apoio a diferentes estilos de aprendizagem. Visa criar áreas de trabalho, aprendizagem, iteratividade e participação dos alunos, criação multimédia, áreas de trabalho em equipa e de aprendizagem informal.

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA FORNECIMENTO DE RECURSO HUMANO PARA EQUIPAS MULTIDISCIPLINARES- SCHOOL 4 ALL: foi autorizada a abertura de concurso por Consulta Prévia, tendo em vista a AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA FORNECIMENTO DE RECURSO HUMANO PARA EQUIPAS MULTIDISCIPLINARES- SCHOOL 4 ALL, pelo valor base de 37.172,00 Euros

O Objetivo é a contratação de um recurso humano, nesta caso um Técnico Superior de Serviço Social, para assegurar 24 meses de colaboração articulada com o Agrupamento de Valdevez no âmbito do projeto suprarreferido

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA REALIZAÇÃO DO PROJETO CRIARTE- SCHOOL 4 ALL: foi autorizada a abertura de concurso por Consulta Prévia, tendo em vista a AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA REALIZAÇÃO DO PROJETO CRIARTE- SCHOOL 4 ALL, pelo valor base de 33.540,00 Euros.

Esta aquisição de serviços visa o desenvolvimento de atividades no âmbito do projeto CRIARTE, com incidência nas Atividades de Expressão Musical e Expressão Plástica nos JI municipais, a criação de um Ex-Libris e Oficinas de Escrita Criativa com o total de alunos do Ensino Secundário, ambas incluídas no centenário do escritor Teixeira de Queirós.

PRONÚNCIA DO MUNICIPIO SOBRE O EXERCÍCIO DO DIREITO DE PREFERÊNCIA NA ALIENAÇÃO DO SOLAR DE REQUEIJO: a Câmara aprovou a venda por parte da ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários, do Porto, do Centro Residencial de Formação Empresarial de Arcos de Valdevez – Casa de Requeijo, à Luna Hotels & Resort Group, pelo valor de € 1.150.000,00, para a instalação de um empreendimento turístico.

AÇÃO SOCIAL

Abril 2018 - Mês Prevenção dos Maus Tratos na Infância: foi aprovada a proposta da CPCJ de Arcos de Valdevez relativa à realização de um conjunto de atividades comemorativas do Mês Prevenção dos Maus na Infância - Abril de 2018, de acordo com a seguinte programação: 20 de Abril, durante a parte da manhã - Operação Azul (GNR); 27 de Abril, às 12:00, Laço Humano

Os custos previstos estimam-se em cerca de 1547,00€ + IVA.

APOIOS

  • Foi aprovado apoiar o CRAV - Clube de Rugby de Arcos de Valdevez em 3500€ para fazer face às despesas com a realização no dia 14 de Abril de mais uma edição do Festival Internacional Rugby Celta.
  • Foi aprovado apoiar em 900€ a Associação Sócio Cultural Padre Himalaya para a aquisição de uma eletrobomba submersível para extração de água no valor de 1.556,85 euros (IVA incluído).
  • Foi aprovado atribuir à Incubo – Incubadora de Iniciativas Empresariais Inovadoras, a comparticipação, no valor de 90.000.00€, que tem sido concedida anualmente pelo Município à Instituição para apoio à atividade desenvolvida na dinamização do tecido económico e social, assente no desenvolvimento de projetos dirigidos às empresas, aos empresários, aos empreendedores e à criação de emprego e para o desenvolvimento de vários projetos no valor global de 907.460.87€.

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA ATUALIZAÇÃO DE CARTOGRAFIA NUMÉRICA VETORIAL E PRODUÇÃO DE ORTOFOTOMAPAS À ESCALA 1:10000 PARA O CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ: foi aprovado adjudicar o procedimento referido em epígrafe, à empresa Socarto – Sociedade de Levantamento Topo Cartográficos, Lda., pelo valor de 48.810,00 €, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.

Prestação de serviços de conceção e aluguer de material publicitário de grande formato - Serviço de Turismo 2018: foi aprovado adjudicar o procedimento referido em epígrafe, à empresa Publivaldevez – Unipessoal, Lda., pelo valor de 49.120,00 €, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.

PEDIDO DE DECLARAÇÃO DE INTERESSE MUNICIPAL: foi aprovado o pedido de reconhecimento de interesse público municipal, apresentado pela NOS Towering – Gestão de Torres de Telecomunicações, da instalação da estação de radiocomunicações,  na Quinta dos Abrigueiros,  na freguesia de Jolda (Madalena), deste concelho, fundamentado o requerente o pedido com a necessidade de passar a disponibilizar aos seus clientes  acesso a uma rede moderna de alta velocidade, disponibilizando serviços de voz e de dados, de acordo com os requisitos tecnológicos existentes, prestando  também um serviço público de comunicações. A localização permitirá que a empresa dê cumprimento às obrigações de garantir excelentes níveis de cobertura numa área compreendida entre as localidades de Valinho, Jolda (Madalena), Vilarinho, Novais, Sucarreira, Codeceira, Letrigo, Soutelo, Igreja, Bemposta, bem como o eixo viário IC28.    

PEDIDO DE DECLARAÇÃO DE INTERESSE MUNICIPAL: foi aprovado o pedido de reconhecimento de interesse público municipal, apresentado pela empresa TELCABO Telecomunicações e Eletricidade, Lda, em nome da  NOS Towering – Gestão de Torres de Telecomunicações,  da instalação da estação de radiocomunicações ,  no lugar  de Barrozinha- Bermum, freguesia de Sabadim, deste concelho, fundamentado o requerente o pedido com a necessidade de passar a disponibilizar aos seus clientes  acesso a uma rede moderna de alta velocidade, disponibilizando serviços de voz e de dados, de acordo com os requisitos tecnológicos existentes, prestando  também um serviço público de comunicações, nomeadamente melhorando as comunicações móveis,  disponibilizar  um canal de telecomunicações para emergências, e combater o isolamento das populações.

PEDIDO DE ATRIBUIÇÃO DE ESPAÇO por trás da loja nº 6 do mercado municipaL: foi aprovado atribuir à a Firma Manuel da Silva Araújo, com sede na Praça Salvador Alves Pereira, nesta vila e concelho, o local vago por trás da loja nº 6 do Mercado Municipal.

PEDIDO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO | Alargamento do Caminho de Novais – Jolda Madalena: foi aprovada a abertura de procedimento para a execução da obra de Alargamento do Caminho de Novais – Jolda Madalena, pelo preço base de 14.320,00 Euros.

Ampliação da rede de saneamento – Rio de Moinhos – Zona A: foi aprovado dar início ao procedimento concursal tendente à sua adjudicação pelo preço base de 30.231,00 Euros,

OBRAS MUNICIPAIS

Projeto de execução de medidas de eficiência energética para os Paços do Concelho e Casa das Artes: foi aprovado adjudicar o procedimento referido em epígrafe, à empresa ERI – Engenharia, S.A., pelo valor de 16.600,00 €, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.

EXECUÇÃO DAS AÇÕES DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEIS NAS FAIXAS  DE PROTEÇÃO À ESTRRADA M º 530 - S.JORGE: foi aprovada a abertura de procedimento por Ajuste Direto à empresa AMBIFLORA para execução de 12,36 ha de execução das ações de gestão de Combustíveis na Faixas de Proteção à Rede Viária Municipal nº 530 que atravessa a ex freguesia de S. Jorge da União de freguesias de S. Jorge e Ermelo pelo valor de 16.500,00 € aos quais acresce o IVA.

EXECUÇÃO DAS AÇÕES DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEIS NAS FAIXAS  DE PROTEÇÃO À ESTRRADA M º 530 – ERMELO: foi aprovada a abertura de procedimento por Ajuste Direto à empresa Mário Alexandre Costa Cerqueira, Lugar santo António Vale 4970-719 Arcos Valdevez Nif 186898630 para execução de 11,2 ha  de execução das ações de gestão de Combustíveis na Faixas de Proteção à Rede Viária Municipal nº 530 que atravessa a ex freguesia de Ermelo da União de freguesias de S. Jorge e Ermelo pelo valor de 14.950,00 € aos quais acresce o IVA.

reabilitação de espaço público do centro histórico, 2ª fase, Rua de S. Bento e espaços envolventes: foi aprovado o plano de trabalhos e respetivo cronograma financeiro respeitando o n.º 4, do artigo 361.º do CCP.

LIGAÇÃO ENTRE O IC 28 E O PARQUE EMPRESARIAL DE MOGUEIRAS – TROÇO A (ENTRADA SUDOESTE DA SEDE DO CONCELHO): foi aprovada prorrogação do prazo a título gracioso, por 80 dias, isto é até 22/06/2018.

Ampliação da Rede de Saneamento a Guilhadeses (Mó da Lomba/Fontão Covo): foi aprovada a prorrogação do prazo por 30 dias.

 AMPLIAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DA REDE: AbastECIMENTO DE água NO CamINHO DE Pedregais a Nogueira (RIO DE Moinhos), CamINHO DE Cima DE Vilaboa (Gondoriz) e SanEAMENTO DO CAMINHO DA Costeira (S.Paio): foi aprovada a homologação do auto de vistoria para efeitos de liberação da caução.

EXECUTIVO MUNICIPAL DE VIEIRA DO MINHO VISITA UNIÃO DE FREGUESIAS DE CANIÇADA E SOENGAS

O contacto direto com as populações e o trabalho em parceria com as Juntas de Freguesia são dois aspetos muito valorizados pelo Executivo Municipal de Vieira do Minho, liderado pelo presidente António Cardoso, enquadrando-se numa política de proximidade, a visita a todas as freguesias do concelho.

20180419_113958

E, dando continuidade ao seu programa de visitas pelas freguesias do Concelho, o Executivo Vieirense deslocou-se hoje, dia 19 de abril, à União de Freguesias de Caniçada e Soengas, para efetuar um balanço das obras realizadas e assinalar as intervenções a realizar a breve prazo.

A jornada iniciou com um almoço de trabalho entre o Executivo Municipal e os elementos que constituem a Junta da União de Freguesias de Caniçada/Soengas seguindo-se uma visita pelas duas localidade, onde foram elencadas como prioritárias as seguintes intervenções:

  • a ampliação da rede de água e reposição do pavimento na Rua do Fagilde;
  • a colocação de 30 metros de rails na estrada que liga Caniçada a São Miguel;
  • a requalificação da Praia Fluvial do Canedo, em São Miguel;
  • a iluminação pública no largo do estacionamento da Igreja de Caniçada;
  • a construção de muro junto à Capela Mortuária de Caniçada;
  • a reparação da cobertura da sede da Junta de Freguesia, em Soengas.

A próxima deslocação será no dia 26 de abril à freguesia de Salamonde.

PONTE DE LIMA ESTÁ NA ROTA INTERNACIONAL DE EXPOSIÇÕES CANINAS

III Exposição Canina Nacional do Alto Minho e II Exposição Canina Internacional de Ponte de Lima

Ponte de Lima está na rota internacional das exposições caninas. A confirmação aconteceu no último fim-de-semana com a realização da  Exposição Canina Nacional e Internacional. De realçar também a III Exposição Internacional de Gatos de Ponte de Lima, que encheu por completo o Pavilhão de Feiras

ima_02292 (3 of 135) (Medium)

Considerada como uma das maiores exposições organizadas no Norte de Portugal, contou com a presença de 1300 cães, e de 100 gatos na II Exposição Internacional de Gatos. Milhares de visitantes, vindos de diversas regiões do País e expositores da vizinha Espanha, assim como de França e Itália,

Com o apoio do Município de Ponte de Lima, foram promovidas pelo Clube Português de Canicultura, único órgão reconhecido oficialmente em Portugal, detentor do Livro de Origens Português e membro da Federação Cinológica Internacional e pelo Clube Português de Felinicultura, órgão dirigente, detentor do Livro de Origens da Felinicultura Nacional.

Juízes nacionais e internacionais, vindos da França, Irlanda, Itália, Polónia, Roménia e Bielorrússia, avaliaram na Exposição Canina os exemplares que concorreram aos diversos títulos do Campeonato Nacional de Beleza. Salvador Janeiro, Diretor deste evento considerou que “a presença de juízes internacionais é uma mais-valia para o reconhecimento da exposição a nível internacional.”

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima realçou a importância de um evento deste género e a projeção que o mesmo provoca, tendo em conta que o número de visitantes que no último fim-de-semana estiveram em Ponte de Lima “ Os criadores trazem a família e os amigos, e Ponte de Lima tem todas as condições para se fazer uma exposição destas” garantindo que “é uma aposta ganha e para continuar”.

Os Juízes apreciaram os diversos exemplares nas diferentes raças, para selecionarem os Melhores dos grupos. 

ima_02292 (28 of 81) (Medium)

ima_02292 (44 of 81) (Medium)

ima_02292 (75 of 81) (Medium)

ima_02292 (80 of 81) (Medium)

ima_02292 (90 of 135) (Medium)

ima_02292 (131 of 135) (Medium)

ima_02292 (132 of 135) (Medium)

ima_02292 (135 of 135) (Medium)

FAMALICÃO: FUNDAÇÃO CASTRO ALVES PROMOVE CONCERTO DA PRIMAVERA

A Fundação Castro Alves, em Bairro, Vila Nova de Famalicão, promove no próximo dia 25 de abril, a primeira edição do Concerto da Primavera, com a participação da Banda de Música de Riba de Ave.

Banda de Música de Riba de Ave

O evento, com entrada livre, está marcado para as 16h00 e vai ao encontro da política que a Fundação Castro Alves tem vindo a promover para a promoção da educação, arte e cultura no concelho e na região.

Recorde-se que a Fundação Castro Alves é uma entidade privada que tem fins educativos, artísticos, ocupação de tempos livres e apoio social. Tem atualmente como valências âncora o Museu de Cerâmica Artística, a Escola Oficina de Cerâmica Artística e a Escola de Música (sob Direção Pedagógica Centro Cultura Musical - CCM).

CICLO PORTA-JAZZ EM FAMALICÃO ARRANCA ESTE SÁBADO

A associação portuense Porta-Jazz, a Associação Luso-Galaica para a Promoção do Jazz – O Eixo do Jazz e o Espaço Cultural CRU promovem este fim-de-semana o primeiro concerto do Ciclo Porta-Jazz em Famalicão.

Ciclo Porta Jazz

A iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, arranca este sábado, dia 21, com a atuação de Demian Cabaud, às 22h00, no Espaço Cultural CRU, situado na Rua Alves Roçadas. O músico argentino apresenta-se em Famalicão com o seu sexto e último álbum – “Astah” – cuja essência está enraizada no jazz tradicional, com muitos momentos livres e improvisados, e na música tradicional da Argentina.

Demian Cabaud é argentino residente em Portugal há vários anos. Estudou no Instituto Tecnológico de Música Contemporânea em Buenos Aires e no Berklee College of Music. Tocou com alguns dos melhores músicos nacionais e estrangeiros como Lee Konitz, Chris Cheek, Mark Turner, Rich Perry, Rick Margitza, Alexandre Frazão, Bruno Pedroso, André Sousa Machado, João Lencastre, Nuno Ferreira, Afonso Pais, entre outros.

Vai subir ao palco do CRU no contrabaixo e acompanhado por Gonçalo Marques, no trompete, João Pedro Brandão, no saxofone e flauta, Xan Campos Rial, no piano, Jeff Williams, na bateria, e Iago Fernández, na bateria.

FAMALICÃO REPRESENTADO NA FASE REGIONAL DO CONCURSO NACIONAL DE LEITURA

Mais de duas dezenas de alunos do município de Vila Nova de Famalicão participaram na passada segunda-feira, dia 16 de abril, na etapa concelhia da 12.ª edição do Concurso Nacional de Leitura.

Concurso Nacional de Leitura

A iniciativa decorreu na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco e os alunos apurados vão agora representar o concelho famalicense na fase regional do concurso, promovido no âmbito do Plano Nacional de Leitura e à qual se associam a Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), a Rede das Bibliotecas Escolares (RBE), o Camões IP, a Direção de Serviços de Ensino e Escolas Portuguesas no Estrangeiro.

O aluno vencedor do 1º CEB foi Pedro Afonso Martins Vale, da EB de Joane; do 2º CEB foi Cláudia Isabel Rocha e Silva, da EB D. Maria II; do 3º CEB foi Maria Alves Gonçalves, da Didáxis, Cooperativa de Ensino de Riba de Ave, e do Ensino Secundário foi Laura Viviana Silva Figueiredo, da Escola Secundária Camilo Castelo Branco.

Estimular a prática da leitura, como forma de conhecimento e lazer; aprofundar hábitos de leitura e aferir as competências leitoras das crianças e jovens do concelho são os principais objetivos da iniciativa.

BRACARENSES JÁ PODEM REPORTAR AO MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS DE FORMA SIMPLES E INTERACTIVA

Nova aplicação permite ligação mais próxima entre Município e Cidadãos

O Município de Braga apresentou hoje, 19 de Abril, a ‘Braga Resolve’ uma nova ferramenta que permite aos cidadãos reportar ocorrências no espaço público de forma simples, rápida e interactiva.

CMB19042018SERGIOFREITAS00000012168

A aplicação tem como objectivo promover uma ligação mais próxima e transparente entre a Câmara Municipal de Braga e os cidadãos que, desta forma, podem dar conta de problemas relacionados com o estado de conservação do espaço público em todo o território concelhio.

Segundo João Rodrigues, vereador da Câmara Municipal de Braga responsável pelo pelouro da Gestão e Conservação do Espaço Público, as ocorrências são localizadas de forma automática via GPS, encaminhadas para uma plataforma e daí reportadas aos serviços municipais competentes com vista à resolução do problema. Após a recepção da ocorrência, o problema é analisado e avaliada a sua prioridade de forma a ser escalonada uma intervenção.

CMB19042018SERGIOFREITAS00000012172

 

A grande mais-valia desta ferramenta reside na possibilidade do cidadão que reportou a ocorrência poder acompanhar de forma interactiva todo o processo, desde o primeiro contacto até à sua resolução. Outra das vantagens da aplicação prende-se com a captação e tratamento estatístico de informação sobre o território concelhio que pode ser consultada a qualquer momento.

“Braga integra um grupo de Cidades que se compromete a monitorizar o respectivo desempenho e a fazer reflectir os resultados nas suas políticas com o intuito de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos de forma sustentável e eficiente”, salientou João Rodrigues.

De referir que a aplicação já se encontra disponível para sistema Android e estará acessível para IOS a partir da próxima semana. O reporte de ocorrências pode ainda ser feita através do site bragaresolve.pt.

CMB19042018SERGIOFREITAS00000012170

CASA DA EIRA EM LANHELAS RECEBE O MAIO DE 68 DE FRANÇA

Maio de 68, uma França convulsa: cartazes, fotos, livros

No decurso do último meio século multiplicaram-se as teorias avançadas por sociólogos, especialistas em psicologia e política, historiadores e pensadores de outras áreas, relativamente às ocupações de universidades, às sucessivas manifestações estudantis e aos desacatos que, a partir de Paris, alastraram por diferentes povoações francesas nos meses de Maio e Junho de 1968. Movimento de contestação conseguindo transmitir um surpreendente ímpeto subversivo, de norte a sul do país, ao conjunto do sector operário e a um variado naipe de grupos sociais. E neste clima pré-revolucionário, a dar origem à greve de maior expressão sindical e potencial político da história de França, bem como à mais longa paralisação dos sectores nevrálgicos da sua economia. 

Capturar68

Perante as palavras de ordem e as proclamações de cariz revolucionário dos representantes dos grupúsculos e grupos políticos que instigaram e conduziram o processo, perfilou-se a ameaça de uma profunda fractura social e política, a queda do governo e uma grave explosão de violência colectiva. É pois, sobre esta inesperada, convulsa e histórica primavera que abalou os pilares institucionais de um dos mais prósperos e dinâmicos países do Ocidente, e alvoroçou, de forma positiva ou negativa, muitas outras sociedades à roda do globo, que à passagem do cinquentenário dos retumbantes “acontecimentos”, a Casa da Eira, em Lanhelas, decidiu promover uma exposição de centenas de cartazes, fotografias e livros, entre outra e vária documentação. Materiais associados ou alusivos aos sucessos e que deverão apoiar um debate sobre esta tentativa de viragem radical de sistema político, obviamente à margem da ordenação jurídica e dos valores democráticos vigentes. Processo que poderia levar à implantação de um regime de contornos imprecisos e comprometer as liberdades resultantes dos triunfos do Ocidente europeu sobre os regimes totalitários que o tinham asfixiado ou ameaçado na primeira metade do século.

Visando o habitual debate sondar as consequências que advieram do desenlace do movimento insurrecional francês, quer no sentido positivo de arejamento e rectificação de diversas anomalias do sistema, quer no tocante à actual deriva neoliberal, ao hiperelativismo globalista e à degenerescência dos valores antropológicos que, outrora, asseguraram a relevância económico-social, ética, cultural e política da Europa.

Na sequência de uma tradição já consolidada, proceder-se-á também à análise iconográfica dos materiais expostos, com destaque para a vasta colecção de cartazes que deram visibilidade aos objectivos e palavras de ordem da insurreição,  e que um dos seus mais directos protagonistas define como "a explosão poético-mural de Maio". Como será problematizado o impacto dos meios audiovisuais de comunicação de massas no avolumar do psicodrama contestatário, tal como os contágios emocionais que facilitam a manipulação das multidões à revelia da razão individual. 

Igualmente, e para finalizar, serão evocados alguns testemunhos de portugueses que participaram na estrepitosa movimentação social, sem esquecer a onda emotiva vivenciada por aqueles que, várias centenas de milhar, na região parisiense e em outros lugares, se viram directa ou indirectamente envolvidos nestes perturbadores “événements”.

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ E UNIVERSIDADE DO MINHO VALORIZAM PATRIMÓNIO CULTURAL

“Monumentos são dos mais notáveis e extraordinários na sua tipologia histórica”, responsável pelo estudo Luís Fontes, Unidade de Arqueologia da UM

protocolo um_fortins5

“Estamos a dar passos relativamente ao futuro, valorizando o nosso rico Património Cultural”, Presidente da Câmara Municipal, João Esteves

No âmbito do Programa municipal de comemorações do Ano Europeu do Património Cultural, a Câmara Municipal celebrou, no passado domingo, na freguesia do Extremo, o protocolo para “Conservação, Estudo, valorização e Divulgação dos Fortes de Bragandelo e da Pereira, Arcos de Valdevez”, a realizar pela Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho, com um valor de 20 mil euros, para a execução de Estudos de Arqueologia e História, Levantamentos Topográficos Especializados, Conceção e Produção de Conteúdos para divulgação, tendo sido a sala da sede da Junta de freguesia pequena para acolher todos os que quiseram assistir ao ato.

protocolo um_fortins6

Através deste protocolo, far-se-á a pesquisa bibliográfica, limpeza dos Sítios arqueológicos, prospeção, execução de levantamento topográfico detalhado e de reconstituição fotogramétrica e 3D, execução de sondagens arqueológicas no Forte do Bragandelo com criação de um dia de visitas para público e população local, conceção e produção de conteúdos para divulgação, indicação de metodologias de valorização, conservação e potenciação do Sitio.

A intervenção vai incidir maioritariamente no Forte de Bragandelo, o mais bem conservado. Estes fortins são do séc. XVII, enquadrados por tal no período da Guerra da Restauração, e representam uma mais-valia para o turismo e a cultura do concelho, e em particular para a freguesia do Extremo, uma vez que são exemplares superlativos no contexto de toda a Península Ibérica.

Presentes nesta cerimónia estiveram o Presidente da Câmara Municipal, João Esteves, o Prof. Doutor Rui Vieira de Castro, Reitor da UM, a Prof. Doutora Manuela Martins, Vice-Reitor da Área de Cultura e Sociedade; o Doutor Luis Fontes, Unidade de Arqueologia da UM; a Doutora Rebeca Blanco-Rotea, Universidade de Santiago de Compostela; a Dra. Elvira Rebelo, Diretora de Serviços de Bens Culturais da DRCN (em representação do Diretor da DRCN Doutor António Ponte), o Presidente da Junta de Freguesia e o Tesoureiro da União das Freguesias de Portela e Extremo, Arlindo Barbosa e Abel Correia, bem como muitos populares que fizeram questão de assistir ao momento.

protocolo um_fortins7

Nesta sessão foi destacada toda a importância histórica e cultural dos monumentos, tendo ficado bem presente que estes dois exemplares são dos mais bem conservados de que há memória e que existe uma grande vontade de criar condições para que se transformem numa referência nacional e internacional.

O papel da população também foi relevado, tendo os estudiosos solicitado a sua ajuda ao nível do estudo que irá ser feito.

Para o autarca, João Esteves, este é mais um passo de grande importância para o desenvolvimento cultural, económico e social do concelho e da freguesia, classificando os dois monumentos como mais “um ponto de atração para o concelho, de reforço da identidade cultural, de promoção do património e da História de Arcos de Valdevez e de Portugal”.

Joao Esteves fez ainda votos de que a relação com a universidade do Minho se torne ainda mais forte, pois “só com conhecimento podemos promover o desenvolvimento, fixar e atrair mais pessoas para o território. “

protocolo um_fortins8

protocolo um_fortins9