Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

JOVENS DE AMARES REINVENTAM AS PAPAS DE SARRABULHO

Papas de Sarrabulho, Vinho Verde Loureiro e Laranja de Amares deram asas à imaginação de jovens estudantes

No âmbito do projeto Amar o Minho, o Município de Amares e a FeelTravel Minho desafiaram algumas escolas de hotelaria a reinventar alguns dos produtos âncora do concelho, nomeadamente as “Papas de Sarrabulho”, a Laranja de Amares e o Vinho Verde Loureiro. O resultado não podia ter sido melhor. Os participantes ousaram e apresentaram sugestões inovadoras, com magnífico aspeto e um sabor excecional.

IMG_20211021_123944.jpg

Desde o prato principal até às sobremesas, acompanhados pelo aroma inconfundível do Vinho Verde Loureiro de Amares (em novas aplicações), os jovens alunos surpreenderam com verdadeiras reinterpretações das Papas de Sarrabulho, doces à base de laranja e cocktails refrescantes.

A iniciativa inseriu-se no âmbito do projeto de valorização da enogastronomia “Minho Região Europeia da Gastronomia” e teve como objetivo promover uma maior valorização e visibilidade dos produtos endógenos do concelho de Amares junto do consumidor e público em geral, intensificando e diversificando a sua utilização na gastronomia, com o simultâneo incentivo aos jovens em formação na área da cozinha/pastelaria e restaurante/bar nas escolas da região do Cávado.

O desafio decorreu na Escola Profissional Amar Terra Verde, na Profitecla, Associação Empresarial de Braga, às quais o Município de Amares agradece toda a colaboração.

IMG_20211021_124958.jpg

IMG-20211014-WA0016.jpg

VIZELA: ALTERAÇÕES DE TRÂNSITO PARA OBRA DE CONSTRUÇÃO DA PONTE DA ALIANÇA

No seguimento da obra de Construção da Ponte de Santo Adrião (Ponte Nova - “Aliança”) e respetivos acessos, nomeadamente a realização de trabalhos de pavimentação dos acessos, nomeadamente a pavimentação na nova rotunda entre a Rua da Trancosa e Rua das Lagoas, a Câmara Municipal de Vizela informa as alterações de transito para os dias 25 e 26 de outubro:

  • circulação alternada com recurso a semáforos na Rua da Trancosa e Rua das Lagoas e a gestão de trânsito das ruas perpendiculares com o apoio da GNR de Vizela.

Esta alteração de trânsito tem como objetivo minimizar os efeitos dos trabalhos e melhorar as condições de segurança das equipas de trabalho e moradores das zonas afetadas, minimizando ainda os impactes ambientais e do tráfego resultantes desta intervenção.

A Câmara Municipal de Vizela apela à cooperação e compreensão de todos os munícipes, pedindo desculpa por todos os constrangimentos resultantes da obra, reiterando que se trata de uma obra de extrema relevância para o Concelho, sendo que a Autarquia irá envidar todos os esforços para que as intervenções decorram de modo a minorar o seu impacto no quotidiano dos munícipes.​

PT Ponte.jpg

TERRAS DE BOURO: NOVO EXECUTIVO MUNICIPAL REUNIU PELA PRIMEIRA VEZ

No dia 19 de outubro realizou-se a primeira reunião do novo Executivo Municipal com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Manuel Tibo, do Vice- Presidente, Adelino Cunha e dos Vereadores, Ana Genoveva Araújo, Isménia Loureiro e António Cunha.

A ordem de trabalhos contemplou, entre outros assuntos, a apreciação e aprovação do Regimento das reuniões do município para o quadriénio 2021-2025 e ainda o estabelecimento da realização das reuniões às quartas-feiras, de quinze em quinze dias, pelas 10 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, sendo que,  a primeira de cada mês será aberta à presença do público.

IMG_3187.JPG

IMG_3180.JPG

RUI TEIXEIRA - PRESIDENTE DO MUNICÍPIO CERVEIRENSE - PARTICIPA NA MANIFESTAÇÃO CONTRAOS PROJETOS DE MINERAÇÃO DO LÍTIO NA SERRA D’ARGA

Sábado, 23 outubro, 10h00, Viana do Castelo

Impedir a prospeção e exploração de minérios no concelho é prioridade para o novo autarca de Vila Nova de Cerveira

Amanhã, 23 de outubro, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, participa na manifestação contra os projetos de mineração do lítio na Serra D’Arga. Para o edil cerveirense, impedir a prospeção e exploração de minérios no concelho é uma das prioridades iniciais deste mandato - “vou defender, intransigentemente, o nosso património ambiental, impedindo a exploração (nociva ao ambiente) do lítio e de outros minerais, no espaço territorial da freguesia de Covas ou em qualquer outro local do concelho”.

A manifestação, que decorre sob o mote “O Minho Unido contra as Minas”, está agendada para as 10h00 e é organizada por quatro movimentos cívicos dos distritos de Viana do Castelo e Braga – Corema: Movimento pela Defesa do Ambiente e Património do Alto Minho, Movimento Em Defesa da Serra de Peneda e Soajo, Movimento SOS Serra d’Arga e Movimento SOS Terras do Cávado. O percurso será feito entre a pousada da Juventude de Viana do Castelo e a Praça da República, no centro histórico da cidade.

Em causa está a consulta pública do relatório de avaliação ambiental preliminar do Programa de Prospeção e Pesquisa de Lítio das oito potenciais áreas para lançamento de procedimento concursal, iniciada pela DGEG - Direção Geral de Energia e Geologia dois dias depois das eleições autárquicas. Entre as oito áreas previstas encontra-se a Serra d’Arga, que abrange o concelho de Vila Nova de Cerveira.

PARTIDO "OS VERDES" PROTESTAM AMANHÃ EM VIANA DO CASTELO CONTRA A EXPLORAÇÃO DO LÍTIO

Amanhã - Os Verdes Participarão no Protesto " Minho Unido contra as Minas"

O Partido Ecologista Os Verdes solidariza-se com as populações da região do Minho que agendaram para amanhã, 24 de outubro, um protesto em defesa dos seus territórios face aos impactos previsíveis associados a projetos de mineração de lítio.

Uma delegação do PEV, composta pelos dirigentes Miguel Martins, Filipe Gomes e Ana Sofia Cabeleira e por membros e ativistas do PEV, marcará presença nesta iniciativa de protesto, organizado por movimentos cívicos, sob o lema “Minho Unido contra as Minas”, Amanhã, pelas 10h00, em Viana do Castelo (junto à Pousada da Juventude).

Os Verdes, que desde 2017 têm vindo a dar voz às preocupações das populações e a desenvolver diversas ações e iniciativas parlamentares em defesa de uma maior transparência dos processos associados à exploração de lítio, e reivindicando uma maior participação das populações nos mesmos, reafirmam que a descarbonização do país não pode ser feita à custa da perda de biodiversidade e destruição de áreas naturais, com graves danos para as populações e para o Ambiente.

VILA NOVA DE CERVEIRA: RUI TEIXEIRA REALÇA IMPORTÂNCIA DA VISÃO E ESTRATÉGIA ALÉM-FRONTEIRAS NO DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO

Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira preside abertura do encontro de parceiros europeus do projeto BRIDGE

Com o objetivo de criar sinergias no âmbito da cooperação transfronteiriça e do intercâmbio de boas práticas, Vila Nova de Cerveira dinamiza um encontro internacional afeto ao projeto BRIDGE. Rui Teixeira, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, procedeu ontem, 21 de outubro, à abertura oficial deste evento onde destacou a importância destes encontros para aproximar a Europa aos Cidadãos e, acima de tudo, como uma “oportunidade para conhecer mais aprofundadamente o nosso território que, ao estar integrado numa região transfronteiriça contribui para uma visão e estratégia além-fronteiras, com as relações fraternas que criamos com nuestros hermanos”.

Cerveira_Encontro projeto Bridge (abertura).JPG

Durante a sessão de boas-vindas, que decorreu no Auditório da Biblioteca Municipal, o edil cerveirense sublinhou que “uma reflexão básica basta para perceber o quão importante é pertencer à União Europeia, seja para o desenvolvimento pessoal e profissional de cada um, como também para a prosperidade económica e social das regiões”. Reforçando que o projeto BRIDGE “contribui para que os cidadãos compreendam a diversidade e a história da União Europeia e fomentem a cidadania europeia”. Para Rui Teixeira, a cooperação transfronteiriça é alicerce para o futuro do concelho: “Portugal e Espanha são só um Estado. Cerveira e Tomiño são uma Eurocidade”.

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, salientou, ainda, que “a trajetória dos valores comuns da União Europeia e o impulso de cooperação partem sempre do local para o global” e que estamos “num momento-chave para analisarmos o impacto da suspensão de uma das maiores liberdades que a União Europeia nos facultou - a liberdade de circulação”.

O primeiro dia do evento ficou, ainda, marcado pela cerimónia de assinatura dos acordos de parceria. Durante a manhã, a jornada de trabalhos prosseguiu com a apresentação do projeto e das entidades presentes. No período da tarde, cada parceiro teve a oportunidade de dar o seu testemunho relativamente às dificuldades de viver peto da fronteira em contexto da pandemia Covid-19. O dia terminou com uma visita ao centro histórico de Vila Nova de Cerveira.

Esta sexta-feira, 22 de outubro, o programa desenvolve-se do lado de Goián, em Tomiño, com a receção às comitivas realizada pela alcaldesa Sandra González, prosseguindo-se com as conferências dedicadas às boas práticas de cooperação transfronteiriça, como as existentes entre Cerveira-Tomiño, entre universidades galegas e portuguesas, ou as desenvolvidas pelo AECT Rio Minho. Este segundo dia de trabalhos conta ainda com a presença e intervenção do representante da Direção-Geral de Política Regional e Urbana da Comissão Europeia, o Dr. Ricardo Ferreira, que abordará o programa europeu de financiamento para investimentos nas regiões transfronteiriças. Para o sábado, 22 de outubro, está previsto um debate sobre o euroceticismo e a realidade dos territórios com fronteiras.

Recorde-se que até sábado, 23 de outubro, cerca de 25 representantes dos 11 parceiros europeus do projeto – Portugal, Bulgária, Hungria, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Itália, Chipre, Lituânia, Letónia e Sérvia vão refletir e debater a União Europeia e, acima de tudo, partilhar e conhecer boas e novas práticas que fomentam o verdadeiro espírito europeu. O desenvolvimento do programa distribui-se entre Cerveira e Tomiño, de forma a dar a conhecer a realidade e dinâmica da Eurocidade.

PROJETO BRIDGE

O projeto BRIDGE, coordenado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e financiado pelo Programa da União Europeia ‘Europa para Cidadãos’, integra 11 entidades e municípios transfronteiriços de 11 países europeus, com o intuito de promover a cidadania e a coesão social além-fronteiras.

Durante a execução do projeto, até outubro de 2022, os parceiros analisarão as causas que alimentam a xenofobia e o euroceticismo em muitos países, apresentando possíveis soluções para garantir que as regiões transfronteiriças da União Europeia possam, através dos seus próprios meios, contribuir para a melhoria da cidadania europeia com experiências partilhadas, como é o caso da Eurocidade Cerveira–Tomiño.

Cerveira_Encontro projeto Bridge (abertura)2.JPG

f234103b-0ccd-4435-8f15-022723b154fa.jfif

BRAGA: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DE MIRANDA APOSTA NA ROBÓTICA

O nosso agrupamento está a desenvolver um projeto Erasmus, no âmbito da robótica. O projeto chama-se Sociable Robots e envolve 5 países: Portugal, Espanha, Letónia, Roménia e Polónia.

Este projeto, que tem a duração de dois anos, apresenta como objetivos a criação de contextos práticos para o desenvolvimento de competências digitais e linguísticas, a consciência das ameaças online aquando da utilização da internet, o desenvolvimento das competências pessoais e educacionais na elaboração de apresentações multimédia, a programação de robôs, e a promoção da interculturalidade, entre outros.

Na próxima semana (entre os dias 25 e 29 de outubro) decorrerá uma das mobilidades deste projeto, aqui em Braga. Ao longo desta semana são várias as atividades e iniciativas que serão levadas a cabo: desde apresentações multimédia sobre o tema e o trabalho de programação e robótica , workshops e contatos variados com as universidades (Uminho) e tecido empresarial ( DST), assim como visitas culturais de forma a dar a conhecer o país, a sua identidade e cultura (Braga, Guimarães e Porto).

É neste sentido que convidar V. Exas a estarem presentes e a fazerem a cobertura desta iniciativa. Muito nos honraria a vossa presença no agrupamento, informamos ainda que estarão asseguradas todas as medidas de segurança.

Seguem as atividades que consideramos mais significativas:

Dia 25: Apresentação do agrupamento (Sá-10h); Apresentação do clube de robótica da Universidade do Minho (Sá-11h); visita à Câmara e receção pela assessora da Vereadora da Educação (14h30),  

Dia 26: Apresentação do país e Programação de robôs humanoides com funções de discurso.(Sá- manhã); visita a Guimarães (tarde)

Dia 27: Trabalho com Robots (Sá-manhã)

Dia 28: Visita ao Porto

Dia 29: Apresentação DST - Mosaic (Sá- 9h30): Encerramento com concerto da Orquestra de Cordofones (Sá- 20h)

TERRAS DE BOURO HOMENAGEOU INSTITUIÇÕES NO DIA DO MUNICÍPIO

No âmbito das comemorações do Feriado Municipal no dia 20 de outubro e face ao valoroso e fundamental papel desempenhado pelas instituições sociais do concelho de Terras de Bouro , não só no cômputo geral, mas também e em especial no período de pandemia que ainda vivemos, decidiu o Município de Terras de Bouro agraciar as  instituições concelhias com a Medalha de Mérito (Grau Prata), como forma de homenagear e enaltecer todo o trabalho, apoio e dedicação que tem sido prestado no combate à pandemia em prol da defesa e proteção dos Terrabourenses.

CAPAbou.jpg

A cerimónia, que decorreu na Praça do Município e foi abrilhantada com a presença e atuação dos cantores Miguel Gameiro, vocalista dos Pólo Norte e Johnny Abreu, assinalou os 507 anos da atribuição da «Carta de Foral» à «Terra de Boyro» pelo rei D. Manuel I e  ficou marcada pelo presença de inúmero publico que testemunhou os importantes e reconhecidos momentos de homenagem às instituições de Terras de Bouro.

Assim, receberam a Medalha de Mérito ( Grau Prata) os responsáveis do(s):

  • AGRUPAMENTO DE CENTROS DE SAÚDE CÁVADO II – GERÊS CABREIRA
  • BOMBEIROSVOLUNTÁRIOS DE TERRAS DE BOURO
  • CENTRO SOCIAL DE RIO CALDO
  • CENTRO SOCIAL DE SOUTO
  • CENTRO SOCIAL DE VILAR DA VEIGA
  • CENTRO SOCIAL DE CHORENSE  
  • CENTRO SOCIAL DE CIBÕES  
  • CENTRO SOCIAL DE COVIDE 
  • CENTRO SOCIAL DE MOIMENTA
  • CENTRO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL DE VALDOSENDE 
  • DELEGAÇÃO DA CRUZ VERMELHA DO GERÊS
  • DELEGAÇÃO DA CRUZ VERMELHA DE RIO CALDO
  • DELEGAÇÃO DA CRUZ VERMELHA DE TERRAS DE BOURO
  • POSTO DA GUARDA NACIONAL REPUBLICANA DA VILA DO GERÊS 
  • POSTO DAGUARDA NACIONAL REPUBLICANA DA VILA DE TERRAS DE BOURO    
  • IRMANDADE DE S. BENTO DA PORTA ABERTA

IMG_0691.jpg

IMG_0799.jpg

IMG_0809.jpg

IMG_1057.jpg

ROTARY CLUB DE MONÇÃO LUTA CONTRA A POLIOMIELITE

Aproxima-se neste momento uma data importante para o Rotary Club de Monção, uma causa que agarramos desde o início e só vamos parar quando estiver erradicada. Estamos a falar da erradicação da Poliomielite.

Gostávamos que pudessem partilhar e participar nas iniciativas que o Rotary Club tem previstas.

Neste sentido, o Rotary Club de Monção tem um convite para si: "Vamos Acabar com a Poliomielite"?

A Presidente Sónia Carvalho tem uma mensagem para todos: Mensagem da Presidente do Rotary Club de Monção

24 de Outubro - 10:00 | Caminhada Solidária em Monção

2 de Novembro - 21:30 | Palestra Online - José Correia da Silva

Para realizar a sua inscrição só tem de aceder ao link: https://bit.ly/3vdIRXJ e realizar o respetivo pagamento. Um valor que será totalmente doado a favor da End Polio Now.

A RODA DOS EXPOSTOS EM PONTE DE LIMA

As imagens reproduzem os “Mapas das Estatísticas dos expostos do Concelho de Ponte de Lima.Contém os seguintes elementos: existentes em 31 de Dezembro... (varões, fêmeas); entrados durante o ano...(varões, fêmeas); total (varões, fêmeas); falecidos (varões, fêmeas); entregues aos pais, mães ou parentes (varões, fêmeas); entregues ao Juizo Orfanológico (varões, fêmeas); que ficarão com as pessoas que os criarão (varões, fêmeas); total (varões, fêmeas); existentes no último de Dezembro... (varões, fêmeas); vacinados durante o ano; vencimento mensal das amas de (leite, seco); despesa total durante o ano com (salário das amas, enfaxis, ordenado a rodeira, aluger da casa da roda, medicamentos, mortalhas, outras despesas, total); observações.Contém um apontamento relativo à criação de rodas de expostos nos Concelhos de Penela e de Coura, que foi transcrito para o mapa.”. Estes documentos foram produzidos de 1845-11-24 a 1845-11-24 e encontram-se no Arquivo Municipal de Ponte de Lima.

049cardaes.JPG

A "roda dos expostos" no Convento dos Cardaes, em Lisboa

Existe documentação semelhante nos mais variados concelhos do Minho e em todo o país em geral, com especial realce para a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Ao contrário do que passou a ser divulgado como sendo um mecanismo criado para abandonar crianças recém-nascidas, a chamada “roda dos expostos” ou “roda dos enjeitados” consistia originalmente num mecanismo utilizado para transferir bens ou pequenas utilidades entre o convento e o exterior sem contacto visual. A roda funcionava como uma espécie de tambor onde se colocavam os objectos e, depois de rodada e feito o toque de chamada com a sineta que se encontrava junto, eram os mesmos recolhidos no interior.

Em virtude das suas características, passou com o tempo a ser um meio de pedido de auxílio por parte de mulheres que, encontrando-se em fase de aflição devido às mais diversas vicissitudes da vida, nomeadamente o abandono por parte de quem deveria encontrar-se a seu lado, via na “roda” uma forma de obter ajuda por parte de uma misericórdia ou outra congregação religiosa. E, na maior parte dos casos, deixavam sempre um bilhete, uma pagela recortada, uma medalhinha ou qualquer outro sinal na esperança de poderem recuperar um dia a criança que alegadamente enjeitaram… não lhes bastava a desgraça e o juízo condenatório da sociedade, vieram ainda os políticos burgueses ostensivamente anticlericais acusarem-nas do abandono dos seus próprios filhos!

Encontrando-se na maior parte das vezes as crianças em fase de aleitamento, procuravam as religiosas entre a comunidade uma mulher em condições de prestar esse serviço, para o qual obtinha remuneração e outros apoios, ficando desse modo identificada a mãe e criados laços de proximidade com o filho. Na sua chegada à instituição, era em regra baptizada com nome cristão, a maioria das vezes com o nome do santo que servia de padrinho ou era celebrado nesse dia, existindo ainda actualmente muitos casos de transmissão através das gerações do apelido “Exposto”.

À semelhança de outros boatos como os famigerados túneis e armas no interior dos conventos, a “roda dos expostos” serviu as perseguições movidas em relação às ordens religiosas e às próprias misericórdias, pelos políticos do liberalismo e da Primeira República, não raras as vezes agindo pela ambição de se apoderarem das suas propriedades.

PT-AMPTL-CM-CMPTL-P-A-05-003-0002.tif

PT-AMPTL-CM-CMPTL-P-A-05-003-0005.tif

PT-AMPTL-CM-CMPTL-P-A-05-003-0007.tif

Fonte: Arquivo Municipal de Ponte de Lima

CÂMARA DE CELORICO DE BASTO COM DOIS VEREADORES A TEMPO INTEIRO

Foi aprovado por unanimidade na 1ª reunião de Câmara do Executivo Municipal, no dia 21 de outubro, a fixação de mais um vereador a tempo inteiro, para fazer face ao acervo de atribuições e competências inerentes à Camara Municipal.

_DSC0805.JPG

A fixação de um segundo vereador a tempo inteiro surge ao abrigo do disposto no nº 2 do artigo 58º da lei nº169/99, de 18 de setembro, que estabelece que compete à Câmara Municipal, sob proposta do Presidente da Câmara, fixar um número de vereadores em regime de tempo inteiro ou meio tempo que exceda os referidos limites.

“Apesar de termos um número de eleitores inferior a 20 000, e a lei determinar apenas um vereador a tempo inteiro no Executivo Municipal, verificamos que esse número é manifestamente insuficiente para fazer face às atribuições e competências que existem no Município e as que nos serão atribuídas com a delegação de competência na saúde, educação e ação social” aferiu o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, José Peixoto Lima.

Nesta reunião foram também aprovadas, por maioria, as competências atribuídas por lei à Câmara Municipal, e autorizadas as subdelegações nos vereadores. As competências do Presidente e dos Vereadores ficarão, a curto prazo, disponíveis para consulta na página do Município.

O regimento das reuniões de Câmara ficou também aprovado por unanimidade deste órgão executivo Colegial, passando as reuniões ordinárias a ser quinzenais, sendo pública a última reunião de cada mês. Deliberou-se ainda, por unanimidade, levar à Assembleia Municipal a proposta de autorizar a Câmara Municipal de realizar obras ou reparações por administração direta.

Esta foi a primeira reunião do Executivo Municipal após tomada de posse a 16 de outubro, e no período antes da ordem do dia, foram abordados vários assuntos de assinalável interesse Municipal. Informou-se o atual Executivo Municipal da posição da Câmara Municipal relativamente à atribuição dos direitos para a prospeção, pesquisa e exploração do lítio. O executivo Municipal deliberou, em reunião ordinária de 20 de fevereiro de 2020 opor-se à exploração, pesquisa e exploração do Lítio, na área do concelho de Celorico de Basto, verificadas consequências ambientais, económicas e sociais que poderão gerar graves impactos ambientais e paisagísticos, com prejuízos para a saúde e qualidade de vida da população. A decisão do Executivo Municipal será agora participada junto das entidades competentes.

Deu-se conhecimento aos presentes que será incluída na ordem de trabalhos da próxima reunião de Câmara para conhecimento e encaminhamento para a Assembleia Municipal, o Plano de Defesa da Floresta Contra Incêndios, cujo conhecimento técnico será desde já disponibilizado as vereadores para uma análise atenta do processo. Este PMDFCI visa estabelecer uma estratégia municipal que defina medidas necessárias para a defesa da floresta contra incêndios e para o planeamento integrado das intervenções das entidades com responsabilidades nesta matéria.

Por fim, antes da ordem do dia, deu-se conhecimento da Estratégia Local da habitação, já devidamente fundamentada que será encaminhada para análise e aprovação na próxima reunião de Câmara.

MILITANTES DE BRAGA DO CHEGA EXIGEM DEMOCRACIA E TRANSPARÊNCIA NO IV CONGRESSO

Democracia e transparência é a única forma de fazer política e esperar resultados que promovam um rumo certo e seguro, quer para Portugal, quer para o Distrito de Braga.

Capturarchegabraga.JPG

É sob esta visão que um grupo de militantes, de gente simples, mas séria, vem trabalhando desde 2019 ao aderir às propostas do Partido CHEGA, por defender em sua génese e em seu manifesto valores fundamentais como: a liberdade, a pluralidade de opinião e a democracia: “O Chega promoverá uma verdadeira cultura de liberdade política e cultural, insurgindo-se fortemente contra os condicionamentos que persistem em manterse no espaço público e na discussão política em Portugal…”

Portanto, os denominados “ORIGINAIS”, decidiram continuar a defender o ADN do CHEGA, e mais uma vez, ao concorrer ao IV Congresso Nacional do Partido com uma lista independente (dita independente por não estar ligada aos cargos oficiais da distrital ou concelhia), pretendem ser a voz de uma política interna, de todo e qualquer militante, sem discriminação, sem “amiguismo e nepotismo”. A lista “Democracia e Transparência”, já apresentada a Mesa Nacional, é formada por 44 militantes dos vários concelhos do Distrito de Braga, encabeçada pela militante e empresária bracarense Mónica Lopes.

Para ela, “só garantimos a liberdade política quando honramos a democracia. Só somos democratas se assumirmos a transparência de todos os actos.”. Assim sendo, este grupo de militantes, defende que haja eleições para Distritais e Concelhias por considerar ser este um processo democrático de fazer política regional, e não concordam com nomeações por não garantir a TRANSPARÊNCIA e DEMOCRACIA, “nunca seremos favoráveis a essa forma de fazer política. Queremos fazer a diferença!”, ressalta Mónica Lopes. É nesta perspetiva que são convocados todos os militantes do Distrito de Braga a votarem, de forma agregadora, na lista “Democracia e Transparência” para delegados do Congresso CHEGA, no dia 06 de novembro entre as 10:00h e as 18:00h na sede do CHEGA Braga, Largo da Senhora Branca, no 56 – Piso

EUCARISTIA ASSINALOU DESCOBERTA DE “ESTREITO DE MAGALHÃES” E HOMENAGEOU NAVEGADOR BARQUENSE

Recordamos, ontem, 21 de outubro, Fernão de Magalhães com a celebração de uma Eucaristia para assinalar os 501 anos do início da exploração da descoberta da passagem que ficaria para a história conhecida como o “Estreito de Magalhães”.

IMG_4650.jpg

A cerimónia foi transmitida em direto para a Argentina e integra as celebrações dos quinhentos anos da viagem de circum-navegação que Fernão de Magalhães fez, entre 1519 e 1522. O Município de Ponte da Barca tem desenvolvido várias iniciativas, que se prolongam até 2022, e visam homenagear o Barquense mais Ilustre, que deu “novos mundos ao mundo”.

A Eucaristia foi presidida pelo Padre Filie Sá com animação da liturgia por elementos do grupo coral de da freguesia de Lavradas.

Participaram nesta iniciativa alunos e professores da Escola Secundária de Ponte da Barca, a Irmandade da Santa Casa da Misericórdia, o Agrupamento de Escuteiros de Vila Nova de Muía, e ainda o Presidente e comandante dos Bombeiros Voluntários.

Do lado da Argentina participaram nesta celebração o Intendente de Puerto Santa Cruz, Nestor González, Conselheiros, Deputados, Autoridades das Forças Armadas, Fernando Leyenda, Coordenador das atividades Magalhânicas.

Com esta iniciativa, além de prestar homenagem a Fernão de Magalhães, foi intenção estreitar os laços entre Portugal e a Argentina, que têm em comum a história do navegador, com berço em Ponte da Barca.

IMG_4601.jpg

IMG_4616.jpg

IMG_4617.jpg

IMG_4628.jpg

DKC DE VIANA DO CASTELO: IPDJ APOIA O "PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DESPORTIVO PARACANOAGEM / CANOAGEM ADAPTADA" ATRAVÉS DO PNDpT 2021

A DKC de Viana tem tido no seu escopo e na sua origem a articulação com diferentes associações e IPSS dedicadas aos cidadãos portadores de deficiência intelectual e motora.

241383650_237608318373382_5693660214522617586_n.jp

São quase vinte e oito anos de dedicação que em 2020 tiveram um novo impulso mercê da partilha do projecto “Desporto Para Todos” da parceira APPACDM de Viana do Castelo, esta apoiada nos eu projecto pelo Município de Viana do Castelo.

Este novo projecto surgiu na DKC de Viana após terem passados dez anos em que Carla Ferreira do Clube Atlético do Montijo foi a primeira atleta com deficiência a entrar num campeonato nacional em K1, (2010) do Clube Atlético do Montijo. Podem ver no Jornal de Noticias em:  https://www.jn.pt/pessoas/paralisia-nao-trava-sonho-1711858.html

O impulso também surgiu pela decisão de em 2020 se abrirem oportunidades para todas as pessoas com estas diferenças poderem ingressar na competição, com tal êxito que nesse mesmo ano a DKC de Viana obteve o título de campeão nacional com o utente da APPACDM João Fernandes e a ser o clube com mais atletas em prova nessa categoria, nomeadamente Vasco Franco 4º e Ricardo Esteves 5º.

Em 2021 a DKC voltou a vencer, agora com Lucas Borges a ser primeiro, o João Fernandes em terceiro e Ricardo Esteves (12 anos) em 4º.

O programa agora apoiado pelo PNDpT 2021, 2ª fase de “Desenvolvimento desportivo Paracanoagem e Canoagem adaptada” é dirigido não para o sector competitivo, mas para o sector formativo, nomeadamente para todas as pessoas com deficiência que quiseram praticar canoagem, abrangendo já um universo de mais de duas dezenas de praticantes.

São quatro os técnicos dedicados a este projecto, com título de treinador profissional de desporto, na modalidade de canoagem.

Apesar do apoio do IPDJ, a atividade da paracanoagem e da canoagem na DKC de Viana continua a ter muitas dificuldades quer materiais quer de recursos humanos e necessita de mais apoios e incentivos para dar a melhor resposta às suas necessidades.

A náutica nas escolas também tem sido inclusiva na DKC de Viana, com técnicos deste clube vianense e da APPACDM a apoiar as atividades de canoagem nas diferentes turmas, qua constituem um acervo de aulas diárias no Centro de Canoagem, com o apoio do Município de Viana do Castelo.

O Presidente da DKC de Viana,

Dr. Américo Castro

LFPK6184.JPG

QDZA8022.JPG

IMG_2885.JPG

IMG_5792.JPG

227309942_212707164196831_1306852773360567582_n.jp

227870709_212707084196839_4923653917191082800_n.jp

240789121_231918788942335_9133628935712993744_n.jp

240796902_231918528942361_3598009192069793641_n (1

CENTRO DE WALKING & CYCLING ESTÁ A “NASCER” NA SERRA D’ARGA

CISA já tem Bike Station e ponto de carregamento de bicicletas

A Câmara Municipal de Caminha está a executar o projeto “Aldeias do Alto Minho Walking & Cycling”, um projeto transversal aos concelhos que integram a CIM Alto Minho. Até ao final do ano, o Centro de Interpretação da Serra d’Arga – CISA – contará com uma nova valência, o Centro de Walking & Cycling. No concelho de Caminha, o investimento ultrapassa os 90 mil euros e engloba a requalificação do edifício de apoio ao CISA para a promoção do cicloturismo e pedestrianismo; a definição e marcação de percursos cicláveis e a instalação de Bike Stations (estações de serviço de BTT) e pontos de carregamento de bicicletas nas freguesias de Arga de Baixo, Dem e Orbacém. É de salientar que a Bike Station e o ponto de carregamento de bicicletas instalados no CISA, em Arga de Baixo, já estão em funcionamento.

ARGAARG (5).jpg

Esta candidatura “Aldeias do Alto Minho Walking & Cycling” visa a qualificação turística de um conjunto de Aldeias do Alto Minho que se distribuem no território, permitindo, articulando com a demais oferta, reforçar o apoio à visita turística itinerante. Tem ainda como objetivo a estruturação da oferta direcionada para o segmento do pedestrianismo, cicloturismo contribuindo para o posicionamento do Alto Minho como um dos principais destinos de turismo de natureza e turismo desportivo.

Assim, foi requalificado o anexo agrícola do edifício do CISA, de modo a transformá-lo num edifício de apoio para a atividade de walking & cycling. Este edifício foi alvo de uma intervenção de fundo, no que respeita às paredes, caixilharia, cobertura, piso, bem como foi restaurado o forno lá existente. O objetivo é valorizar a zona de lazer envolvente ao CISA

Está na fase final o estudo para a implementação e sinalização de rede de percursos cicláveis de diferentes graus de dificuldade.

Estão a ser requalificados os percursos pedestres da Serra d'Arga, designadamente o Trilho da Chã da Franqueira e Trilho do cabeço do Meio Dia. Dos trabalhos fazem parte a remarcação dos percursos e colocação de nova sinalética.

Este projeto de valorização da Serra d’Arga ainda inclui a instalação de Bike Stations e carregadores de bicicletas em Arga de Baixo, Dem e Orbacém.  As Bike Stations disponibilizarão os serviços necessários para a manutenção das bicicletas (serviços de lavagem, enchimento de pneus, ferramentas para reparação) e um ponto de água para consumo humano. As Bike Stations estão a ser colocadas no CISA e, Arga de Baixo; na Rua de São Gonçalo na EM 526 em Dem e junto ao Edifício da Junta de Freguesia de Orbacém. No CISA, a estação de manutenção de BTT e o ponto de carregamento de bicicletas já estão a funcionar em pleno.

A operação “Aldeias do Alto Minho – Walking & Cycling”, no âmbito do programa Valorizar – Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, é cofinanciada pelo Turismo de Portugal.

ARGAARG (1).jpg

ARGAARG (2).jpg

ARGAARG (3).jpg

ARGAARG (4).jpg

VILA NOVA DE CERVEIRA: NOVO EXECUTIVO MUNICIPAL COM PELOUROS ATRIBUÍDOS 1ª REUNIÃO DE CÂMARA DECORREU ONTEM

Após a tomada de posse do novo executivo municipal de Vila Nova de Cerveira para o mandato 2021-2025, no passado sábado, 16 de outubro, realizou-se ontem, 21 de outubro, a primeira reunião de câmara.

Vila Nova de Cerveira.png

Nesta primeira reunião ordinária do novo executivo municipal foram delegadas as competências no Presidente eleito, Rui Teixeira. Foi, ainda, aprovada, por unanimidade, a fixação de duas vereadoras a tempo inteiro e feita a respetiva distribuição das áreas de gestão de acordo com a seguinte repartição:

Rui Teixeira, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, é responsável pelos pelouros da Proteção Civil, Gestão Financeira, Recursos Humanos (contratações), Fundos Comunitários, Planeamento, Obras Públicas, Diplomacia Autárquica, Fundações, Turismo, Cultura, Ambiente, Administração Geral, Apoio às Freguesias, Gabinete do Investidor e Cooperação Transfronteiriça e Geminações.

A Vice-presidência é assumida por Carla Isabel Martins Segadães, que fica, também, responsável pelos pelouros da Ação Social, Obras Particulares, Juventude e Desporto.

A Vereadora Sónia Alexandra Pires Guerreiro fica responsável pelos pelouros da Educação, Recursos Humanos (exceto contratações) e Associativismo.

O executivo é composto ainda por vereadores sem pelouro: Vítor Manuel Inácio Costa e Maria Aurora Amorim Viães.

Recorde-se que Rui Teixeira foi eleito pelo PS com 50,83% dos votos e faz-se acompanhar no executivo pelas duas vereadoras eleitas pelo Partido Socialista.