Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SOALHEIRO APOSTA NO DESENVOLVIMENTO DO ALVARINHO E MINISTÉRIO DA ECONOMIA FOI CONHECER O PROJETO

Investimento de 1 milhão de euros permite modernização e requalificação da adega

“Estamos perante uma história de sucesso, bem estruturada e pensada. O percurso dos vinhos portugueses é um percurso de inovação e qualificação do capital humano e o Soalheiro é um excelente exemplo disso” – afirmou o Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, durante a visita.

Sempre com foco no desenvolvimento da sua região: A origem do Alvarinho, o Soalheiro, primeira marca de Alvarinho de Melgaço, recebeu, ontem, 18 de janeiro, o Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, que foi a Melgaço conhecer um dos projetos de modernização e requalificação da adega Soalheiro. Trata-se de um projeto com financiamento aprovado pelo Programa de Desenvolvimento Rural 2020 (PDR 2020), num investimento global de 1 milhão de euros, em infraestruturas e equipamentos.

image004soallh.jpg

Quando questionados sobre o principal objetivo desta nova aposta, os produtores afirmam “essencilmente, queremos continuar a evoluir a empresa em termos de infraestruturas, equipamentos, enoturismo e conhecimento, para que consigamos continuar, sempre com a humildade da partilha e da parceria multidisciplinar mercados/fornecedor/cliente, o percurso feito até aqui. Muito importante nesta continuidade é a sustentabilidade ambiental e social.”

Para o Ministro, Pedro Siza Vieira, “estamos perante uma história de sucesso, bem estruturada e pensada. O percurso dos vinhos portugueses é um percurso de inovação e qualificação do capital humano e o Soalheiro é um excelente exemplo disso”. Apontando a marca como uma referência “ilustrativa e exemplar do caminho notável do posicionamento dos vinhos portugueses internacionalmente”, reforça “trabalhamos na valorização do nosso território e acreditamos que o contributo que a atividade vinícola tem no desenvolvimento do turismo é essencial.”

A visita foi acompanhada pelo Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Secretário de Estado da Defesa do Consumidor, João Silva Torres, e o Secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino.

TOP 3 DE FATURAÇÃO E RENTABILIDADE NOS PRODUTORES DE MONÇÃO E MELGAÇO: A ORIGEM DO ALVARINHO

A análise do grafico abaixo confirma a estratégia investimento na região e a valorização da empresa, posicionando-a no top 10 de faturação e rentabilidade nos Vinhos Verdes e no top 3 de faturação e rentabilidade nos produtores de Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho. É fundamental o Soalheiro esteja sempre focado numa gestão cuidada, na excelência e na qualidade, nunca sendo o volume a primeira prioridade reforçam os produtores. Salientando, “Deveria ser feita uma refleção sobre uma menor valorização do volume em detrimento da rentabilidade e da qualidade para que todas as estruturas em termos de gestão estratégica, nomeadamente na promoção internacional, tivessem esses fatores mais em conta”.

Com um volume de faturação de 3,8 milhões de euros em 2018, o Soalheiro registou um crescimento de 25% no volume de faturação e de 67% face ao número de colaboradores face a 2017. Também a quota de exportação cresceu, em cerca de 14%, em 2018, representando mais de 40% do volume de negócios.

image009soallh.jpg

Este é já o segundo investimento de crescimento e valorização da Adega desde a sua criação. O primeiro realizou-se em 2015, integrando-a na paisagem da propriedade num espaço que funcionalmente respeita a tradição vitícola e enológica, abrindo as portas à descoberta dos diferentes Soalheiros.

Para além do recente projeto de modernização e requalificação da sua Adega, a Quinta de Soalheiro implementou com sucesso dois projetos de apoia à internacionalização, ao abrigo do Portugal 2020 - Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacional de PME, em 2016 e 2018, com vista ao apoio à promoção de vinhos em mercados terceiros.

Em 2018, apresentou ainda uma candidatura no âmbito dos incentivos à investigação e desenvolvimento tecnológico – I&D – projetos individuais para a criação do Núcleo de Investigação e Desenvolvimento do Soalheiro. Este investimento pretende ser mais uma porta no caminho da inovação e irreverência com consistência que a marca tem demonstrado.

Em 2019, está a ser trabalhada uma candidatura para ser apresentada ao PDR2020 relacionada com a diversificação das atividades na exploração agrícola, nomeadamente com a criação de um centro de atendimento e a valorização do Enoturismo. E mais uma candidatura para o apoio à internacionalização.

“Fomos motores da criação de uma nova associação – Clube de Produtores de Monovarietais dos Vinhos Verdes – onde agrupamos os mais de 150 produtores parceiros de produção do Soalheiro e cujo objectivo pretende a melhoria da qualidade com a necessidade de mecanização sempre presente, o enoturismo (das vinhas e do território) e a investigação sempre focados no Vinho Verde eessencialmente em Monção e Melgaço – A Origem do Alvarinho. Continuamos a investir da internacionalização através dos programas 2020 e na área de I&D, pelo que vemos com bons olhos a criação de um centro de experimentação do Alvarinho na nossa região. Valorizamos a diversificação e apostamos também em novos produtos dentro do Alvarinho e da nova estratégia que já não é segredo (risos) das Infusões do Minho.” – afirmam os produtores.

thumbnail (1).jpg

CLUBE DE PRODUTORES UNE MAIS DE 150 PRODUTORES PARCEIROS DE PRODUÇÃO DO SOALHEIRO

Com o objetivo de fomentar a produção, o Enoturismo e a Investigação e Desenvolvimento, em torno do Alvarinho, os produtores parceiros da Quinta de Soalheiro avançaram, em agosto 2018, com a criação do Clube de Produtores de Monovarietais do Vinho Verde, Associação dos Vitivinicultores e Produtores de Uva, Mosto e Vinho da Região dos Vinhos Verdes (VVCPM). A afirmação da identidade histórico-cultural, patrimonial, económica e social dos territórios ligados à produção de vinhos de qualidade e a defesa dos legítimos direitos e interesses dos seus membros, em estreita cooperação com as associações de outros sectores que lhe estão ligados, a fim de dotar o território dos meios necessários ao pleno desenvolvimento técnico e económico-social são a sua principal missão.

Para fomentar o seu desenvolvimento encontra-se em análise uma candidatura ao Programa Valorizar do Turismo de Portugal.

thumbnail (2).jpg

CRESCIMENTO INTERNACIONAL

O vinho Soalheiro tem registado um crescimento internacional gradual e constante inclusive no mercado nacional. A presença do Soalheiro em 27 mercados contribui para que um conjunto de amantes do vinho continuem a descobrir o Vinho Verde de Monção e Melgaço - A Origem do Alvarinho e o grande potencial dos Vinhos Portugueses. É de salientar que em Portugal a presença nos locais de referência tem-se feito sentir, com maior notoriedade, em estabelecimentos de restauração, garrafeiras e winebars e na exportação em estabelecimentos de restauração e lojas da especialidade nomeadamente na Alemanha, Angola, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do sul, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Inglaterra, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Letónia, Luxemburgo, Noruega, Nova Zelândia, Polónia, Suécia, Suíça, Singapura, e mais recentemente na Bulgária e na República Trindade e Tobago.

thumbnail (3).jpg

APOSTA NO ENOTURISMO

Uma das mais recentes apostas foi o reforço do Enoturismo. A Quinta de Soalheiro possui uma sala de provas com ótimas condições para a degustação de uma visão abrangente das diferentes dimensões do Alvarinho como é o caso do Soalheiro Clássico, Soalheiro Primeiras Vinhas, Soalheiro Reserva, Soalheiro Granit e do Soalheiro Terramatter - e ainda dos espumantes, o clássico Bruto e, mais recentemente, o Bruto Rosé, não esquecendo os inovadores ALLO e Soalheiro 9%, que se distinguem pelo teor alcoólico moderado com enorme elegância e frescura.

Integrando a Rota do Vinho Verde Alvarinho os visitantes podem usufruir da vista privilegiada sobre o Vale do Rio Minho e serras que o envolvem, podendo aventurar-se nas visitas guiadas, descobrindo nas próprias vinhas as várias dimensões da casa. Por forma a revelar o total potencial enogastronómico, o convite estende-se até à vizinha Quinta da Folga, onde os aguarda uma prova de fumeiro tradicional de Melgaço, iguarias feitas segundo receituário antigo e de forma artesanal, aqui com prévia marcação.

thumbnail (4).jpg

SOALHEIRO TEAM... UMA EQUIPA COM ADN

Com um grande foco no crescimento económico e ambiental sustentável do território onde se insere, o Soalheiro tem apostado numa equipa dedicada em todas as fases do processo (Plantação, Produção e Enoturismo). Atualmente, são já vinte elementos que compõe o Soalheiro Team e que, diariamente, vestem a camisola e comungam com os valores da inovação, do inconformismo, da responsabilidade e da excelência, contribuindo para a evolução contínua e sólida do Soalheiro. Foi a paixão pela vinha e pelo vinho que os uniu e é o respeito pelo nosso Terroir que os realiza.

A valorização e o respeito pelas particularidades de cada um fazem do Soalheiro Team uma equipa forte e coesa. Uma equipa multidisciplinar, proativa e extremamente motivada, com quem o Soalheiro faz o seu percurso na conquista de novos desafios, alcançando o reconhecimento nacional e internacional. Do pioneirismo da sua criação, em Melgaço, em 1982, por João António Cerdeira, até hoje, o foco na qualidade está sempre presente aliado à vontade de melhorar em cada colheita.

Mas o compromisso do Soalheiro alarga-se ainda aos seus parceiros, com o objetivo de trazer prosperidade para a agricultura da região e para a economia local, baseada numa viticultura biológica profissionalizada e que complementa os rendimentos das famílias.

thumbnail (5).jpg

thumbnail (6).jpg

thumbnail.jpg

APRESENTAÇÃO DO MONÇÃO E MELGAÇO GRANFONDO

A segunda edição do Monção e Melgaço Granfondo foi apresentada, esta manhã, no Museu do Alvarinho. A cerimónia, apadrinhada pelo Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, contou com o presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, o congénere de Melgaço, Manoel Batista, e o organizador da prova, Manuel Zeferino.

02 m.JPG

Após a visualização de registos fotográficos da primeira edição e do vídeo promocional deste ano, cuja realização acontece no dia 22 de setembro, decorreram as intervenções das personalidades presentes. Todas a apontar para a importância desta prova desportiva na valorização do território.

Classificando o Monção e Melgaço Granfondo como um extraordinário contributo para a promoção da região, António Barbosa realçou o impacto positivo da primeira edição e desejou que a prova deste ano reforce os números do ano passado. “Deposito uma enorme confiança no sucesso desta prova, onde celebramos o desporto e a amizade” acentuou.

14 m.JPG

António Barbosa destacou ainda a rentabilização financeira para a economia local, antevendo um fim de semana com muita gente em ambos os concelhos, enalteceu o caráter diferenciador da prova, com profissionais lado a lado com amadores, e sublinhou a responsabilidade acrescida para a organização em virtude do sucesso anterior.

18 m.JPG

Nada que assuste Manuel Zeferino. O rosto da organização, habituado às duas rodas, tendo já ganho uma Volta a Portugal em Bicicleta, aceita bem os desafios e, regra geral, costuma cumpri-los na perfeição. Para 2019, aponta uma adesão superior a 2018. Disse: “Os dois concelhos têm um potencial enorme para a pratica deste desporto. Queremos consolidar a prova e isso passa, como é natural, por termos mais inscritos que o ano passado”.

Uma ideia partilhada pelo autarca de Melgaço: “Vamos ter mais uma extraordinária jornada de promoção desportiva e turística da região. No nosso caso, este género de eventos é uma aposta muito séria e empenhada porque queremos fazer de Melgaço um concelho de excelência para a prática desportiva”.

No ano passado, o Monção e Melgaço Granfondo contou com a presença de cerca de 2 mil participantes, juntando-se outros tantos acompanhantes e amigos, alcançando, logo na primeira edição, o estatuto de segundo granfondo com maior número de inscrições. Este ano, a organização tem como objetivo superar os valores anteriores. 

19 m.JPG

SECRETÁRIO DE ESTADO DA JUVENTUDE E DESPORTO APADRINHA APRESENTAÇÃO DO MONÇÃO E MELGAÇO GRANFONDO

O Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, preside esta sexta-feira, 18 de janeiro, pelas 10h00, no Museu do Alvarinho, à apresentação do Monção e Melgaço Granfondo 2019, evento desportivo que decorrerá, em ambos os concelhos, no dia 22 de setembro.

Capturarmonmelg.PNG

A primeira edição do Monção e Melgaço Granfondo contou com a presença de dois mil participantes, acompanhados de outros tantos familiares e amigos, revelando-se, logo na primeira edição, a segunda prova do género no país com maior número de inscritos.

Na presente edição, o objetivo é alargar o número anterior, contribuindo para que esta prova de excelência, onde os praticantes amadores se juntam aos profissionais, proporcione a todos uma jornada de convívio e confraternização, alicerçada nos valores do desporto e na celebração da amizade.

MINISTÉRIO DA ECONOMIA VISITA MELGAÇO

Esta sexta-feira, dia 18 de janeiro

Em périplo pelo Alto Minho, o Ministério da Economia – o Ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, juntamente com a sua equipa, o Secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Secretário de Estado da Defesa do Consumidor, João Silva Torres, e o Secretário de Estado da Valorização do Interior, João Paulo Catarino - visita Melgaço na próxima sexta-feira, dia 18 de janeiro.

i038189 (1).jpg

A comitiva irá conhecer o projeto de modernização e redimensionamento da adega da Quinta de Soalheiro. Na visita, os governantes irão ver de perto as recentes infraestruturas e equipamentos da marca de alvarinho que, ao longo dos anos, tem apostado na investigação e desenvolvimento em volta do alvarinho, contribuindo para a valorização económica e turística da região. O projeto em questão é financiado pelo Programa de Desenvolvimento Rural 2020 (PDR 2020), num investimento global de cerca de 1 milhão de euros.

A visita decorrerá pelas 12h00.

O TRAIL MAIS A NORTE DE PORTUGAL ACONTECE A 26 DE MAIO, EM MELGAÇO

Inscrições para o V Melgaço Alvarinho Trail - Quintas de Melgaço estão a decorrer

Capturarmelgaç222.PNG

O cenário é fantástico e os novos trilhos bastante exigentes. Na 5ª edição, o Melgaço Alvarinho Trail desafia os mais destemidos para uma corrida entre a natureza. As paisagens e o alvarinho são fonte de inspiração, em Melgaço, no Destino de Natureza Mais Radical de Portugal. A prova acontece a 26 de maio e promete superar, de novo, as expectativas de todos.

image007.jpg

Um Ultra Trail de 47Km (inserida no Circuito Nacional de Ultra Trail Séries 100 e no Circuito Regional de Trail Ultra da Associação de Atletismo de Viana do Castelo), umTrail Longo de 29Km e um Trail Curto de 17Km são as propostas do evento. As provas do Trail longo - series 150 e do Trail ultra - series 100 estão inseridas no Circuito Nacional da ATRP e no Circuito Regional da Associação de Atletismo de Viana do Castelo. Para quem desejar percorrer Melgaço de uma forma mais descontraída, a organização sugere uma Caminhada de 13Km. O regulamento pode ser consultado aqui!

Capturarmelgaç111.PNG

MELGAÇO VAI CANTAR AS JANEIRAS

No dia 26 de janeiro,pelas 21h30, na Casa da Cultura

Evento reverte para associação local.

A tradição cumpre-se e Melgaço vai cantar as Janeiras, dando as boas vindas a 2019. No próximo dia 26 de janeiro, aCasa da Cultura recebe o habitual Encontro Solidário de Reis e Janeiras, pelas 21h30. O evento reverte para uma associação local.

ESRJ_NI.png

O cantar das Janeiras e dos Reis é uma tradição ancestral, enraizada no povo de Melgaço e que a autarquia faz questão de manter, associando à iniciativa uma causa solidária.O Encontro acontece desde 2015, sempre com o propósito de angariar géneros alimentares para ajudar uma instituição do concelho.

Os grupos e tocadores de concertina interessados em integrarem este momento têm até ao dia 19 de janeiro para se inscreverem, através do telefone 251 410 060, do e-mail mcodesso@cm-melgaco.pt ou diretamente nas instalações da Casa da Cultura.

‘1 alimento’ é o valor de entrada para o evento, em prol de uma causa nobre.

ALL MUSIC FEST ANIMA OS FINS DE SEMANA EM MELGAÇO

Noiserv abre a temporada dos concertos de 2019

Melgaço já tem confirmados e agendados os três primeiros concertos de 2019 no âmbito do All Music Fest. Noiserv abre os concertos de 2019: no dia 19 de janeiro, na Casa da Cultura, pelas 22h00.

LCD_2.jpg

A iniciativa enquadra-se no programa cultural do Município de Melgaço e traz ao concelho Hot Air Balloon, a 16 de fevereiro e, uma vez mais, Hourglass, no dia 8 de março.

Saiba-se que o festival teve início em 2018 e levou a Melgaço diversas bandas, de vários géneros musicais, nomeadamente Manuel Fúria, Few Fingers, Hourglass, TT Syndicate, Lince, Zurich Dada e Torcido.

ALUNOS DA ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE VIANA DO CASTELO VÃO SURPREENDER COM HARMONIZAÇÕES IMPROVÁVEIS

Concurso final: 15 de janeiro, 11h00-17h00

Evento, ao estilo “Master Chef”, conta com a participação de 12 equipas e um painel de jurados composto por:

Carlos Fernandes, presidente da Confraria dos Gastrónomos do Alto Minho,

Hélder Fernandes, Chef e antigo aluno da escola e

Lúcia Barbosa, responsável de Produção da Adega da Quinta de Soalheiro.

escola hotelaria viana soalheiro (3).jpg

Na próxima terça-feira, 15 de janeiro, os alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo  vão, em concurso, apresentar o resultado  do desenvolvimento de harmonizações improváveis. Desafiar os paladares de um prato típico da região onde a escola está inserida com diferentes estilos de Soalheiro e consolidar conhecimentos enograstronómicos foi a proposta e as ideias já fervilham na cozinha da escola. Ao longo do primeiro período, os alunos têm vindo a desenvolver os seus projetos e agora chegou a atura de os apresentar a um painel de jurados. O evento, ao estilo “Master Chef”, realiza-se nas instalações da Escola, entre as 11h00 e as 17h30 e conta com a participação de 12 equipas compostas por alunos de cozinha e restaurante. O Júri, externo à escola, é composto por Carlos Fernandes, presidente da Confraria dos Gastrónomos do Alto Minho, Hélder Fernandes, Chef e antigo aluno da escola e Lúcia Barbosa, responsável de Produção da Adega da Quinta de Soalheiro. Trata-se de um desafio que permitirá demonstrar que a gastronomia portuguesa é rica e variada e que pode ser combinada com perfis distintos de Vinho Verde, especificamente dentro da casta Alvarinho.

escola hotelaria viana soalheiro (6).jpg

“O nosso objetivo é contribuir para que estes alunos aprendam a trabalhar com diferentes estilos de vinho,

para que possam adaptar esses conhecimentos a vinhos de qualquer parte do mundo”

afirmam os produtores.

Consciente da importância da formação de base para a criação de profissionais de topo, a Quinta de Soalheiro desafiou a Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo para um projeto que permitirá uma educação sustentada dos seus alunos e que contribuirá certamente para criar embaixadores de Portugal e dos vinhos portugueses nos quatro cantos do mundo. O projeto arrancou no dia 20 de novembro. O modelo base do projeto centra-se em visitas formativas ao terroir Monção e Melgaço: a origem do Alvarinho e Master Class sobre as especificidades dos Vinhos Portugueses, com especial incidência no Vinho Verde e na Casta Alvarinho, e os paralelismos destes com os vinhos do mundo. O Soalheiro, pela sua diversidade de gama, disponibiliza ainda um kit de formação composto por vinhos de todas as suas dimensões, um info kit explicativo da origem do terroir, Monção e Melgaço e da história do Alvarinho e Fichas Técnicas dos Vinhos. Este kit formação é utilizado de acordo com as necessidades das escolas e serve de ferramenta de trabalho para professores e alunos nas ações letivas e projetos educativos.

escola hotelaria viana soalheiro (8).jpg

VINHO É CULTURA: PARTIR À DESCOBERTA DE CHEIROS, MEMÓRIAS, LUGARES…

“Não é preciso beber vinho, para ter cultura de vinho” desmistifica o enólogo Luís Cerdeira quando se refere à formação de base em que os alunos começam a frequentar os cursos profissionais com 14/15 anos. Acrescentando, “o vinho faz parte da nossa tradição. Está enraizado na dieta mediterrânea e é fundamental que os jovens aprendam e evoluam. Não é beber por beber. A cultura do vinho tem a ver com a entrega, com a dedicação, com o simbolismo do momento. Podemos dar história, dar dimensão”.

Na primeira fase deste projeto piloto, a arrancar este ano letivo, integram escolas de norte a sul do país e de diferentes níveis de ensino. O projeto abrange, desta forma, alunos com formações diversas: gestão e administração hoteleira, cozinha, catering, restauração e bar, uma vez que, os sentidos devem ser desafiados e trabalhados num todo para que a harmonia final seja perfeita.Durante o primeiro semestre letivo será implementado também nas Escolas de Hotelaria de Fátima, Porto, Coimbra e Faro e na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto.

“Acreditamos que o turismo pede criatividade para dar a conhecer o potencial do nosso país. Não podemos estagnar face ao presente.

É necessário evoluir e desafiar convenções para que façam ver as potencialidades da nossa terra, do nosso património, das nossas tradições.

É preciso saber fazer as escolhas adequadas. O futuro deles prende-se com inovação e diferenciação. Só os melhores se vão destacar” - concluem os produtores.

escola hotelaria viana soalheiro (1).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (2).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (4).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (5).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (7).jpg

JÁ ABRIRAM EM MELGAÇO AS INSCRIÇÕES PARA A 5ª PROVA DA TAÇA DE PORTUGAL DE CICLOCROSSE

Acontece a 20 de janeiro, em Melgaço

A 20 de janeiro, Melgaço acolhe a 5ª prova da Taça de Portugal de Ciclocrosse. As inscrições já estão a decorrer e podem participar atletas de todas as idades e ambos os sexos, mas que possuam licença desportiva de competição. Há ainda a possibilidade de os amantes da modalidade, e interessados na prova, poderem participar na categoria Promoção.

Envento_Face_Ciclocross_19.jpg

A Taça de Portugal CRO é um troféu oficial da UVP/ Federação Portuguesa de Ciclismo e é composta por categorias, nomeadamente Juvenis, Cadetes, Juniores, Sub-23, Elites e Masters. Os juvenis dão o tiro de partida da prova, pelas 9h30. Às 10h00 competem os masters masculinos e a categoria Promoção, seguindo-se às 11h00 os cadetes masculinos e todas as categorias femininas. Os Elites, Sub 23 Masculinos e Juniores Masculinos findam a prova, pelas 12h00.

A prova irá decorrer num circuito criado para o efeito da área circundante do Centro de Estágios de Melgaço, organizada pela Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer E.M. em parceria com a Associação de Ciclismo do Minho e a Federação Portuguesa de Ciclismo, contando com o apoio do Município de Melgaço. As inscrições são possíveis até 16 de janeiro, em https://www.fpciclismo.pt/registo_prova.php.

O ciclocrosse é uma vertente mista, entre o asfalto e o BTT, praticada com bicicletas semelhantes às de estrada, mas em pisos de terra e com pneus apropriados. É uma modalidade de inverno, onde a lama e a chuva são habituais nos percursos. O evento promete divertimento, emoções fortes e respeito pela mãe natureza, não fosse Melgaço o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal.

Nesta temporada, a Taça de Portugal tem cinco provas pontuáveis. A época 2018/2019 teve início a 11 de novembro, em Vila Real, seguiu-se Bragança (25 de novembro) e Valongo (16 de dezembro). Este domingo desenrola-se em Palmela (6 de janeiro). O Campeonato Nacional realiza-se em Marrazes, Leiria, no dia 13 de janeiro.

Recorde-se que em 2018, Melgaço acolheu o Campeonato Nacional: os rasgados elogios na organização da última e decisiva etapa da Taça de Portugal de Ciclocrosse (que decorreu em janeiro de 2017), levaram as entidades organizadoras a escolherem o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal como sede para o Campeonato de 2018. “Melgaço já é uma referência para a prática de desportos de aventura e de deporto com cariz competitivo e/ou de lazer! É nossa intenção continuar a apostar no desporto.”, afirma o Vereador do Desporto do Município de Melgaço, José Adriano Lima.

CASA DO POVO DE MELGAÇO PROMOVE PROJETO DE CAPACITAÇÃO PARA A INCLUSÃO

Projeto GPS: Gerar Percursos Sustentáveis aposta em capacitação para a inclusão

O projeto GPS: Gerar Percursos Sustentáveis é um projeto promovido pela Casa do Povo de Melgaço, com o apoio do POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), do Programa Portugal 2020, União Europeia e Fundo Social Europeu.

Foto Melhor

A iniciativa visa promover a dimensão pessoal e social dos destinatários, criando condições para a sua inclusão social, sendo que uma das ações centra-se sobre o tema “Imagem, Autoestima e Autoconceito”, “Competências Socais Básicas” e “Ativar a Participação Social e Laboral”.

A diretora da entidade formadora Die Apfel, Benedita Aguiar, referiu que “no âmbito da formação será incentivada a promoção das competências pessoais e sociais, não colocando o foco nos problemas, mas sim na sua solução; será promovida uma postura proativa em cada formando; o comportamento social será concetualizado de uma forma global, integrando aspetos socioeconómicos, culturais, cognitivos, motivacionais, comportamentais e emocionais”. As referidas ações têm como objetivo “estimular o processo de socialização e de integração laboral através da promoção de competências pessoais e interpessoais e fomentar uma cultura baseada na procura/construção de oportunidades, de modo a criar percursos de vida mais responsáveis e positivos”, terminou Benedita Aguiar.

Ao longo da ação de formação foram desenvolvidas algumas dinâmicas, nomeadamente uma sessão de maquilhagem para apresentação em entrevista de emprego, uma sessão de consultoria de imagem, entre outras ações.

A PASSAGEM DE ANO MAIS A NORTE DE PORTUGAL É EM MELGAÇO

A partir das 00h30, nas Piscinas Municipais

A autarquia melgacense, juntamente com a Associação Empresarial Minho Fronteiriço, convida para “A Passagem de Ano Mais a Norte”. A vila de Melgaço recebe 2019 num ambiente bastante animado, com duas pistas de dança e quatro Dj’s que prometem excitar o primeiro dia do novo ano. A festa terá lugar nas piscinas municipais, a partir das 23h30 (no dia 1 de janeiro).

Evento_Face_PA18_19

O espumante é oferta da organização para uma ótima receção a 2019. O preço da entrada é de 10€ por pessoa, com uma bebida de oferta.

A iniciativa conta com o apoio dos bares LC Café, Cova Do Leão, After Work e do Bar da Alameda.

Passagem de ano Melgaço (97)

CASTRO LABOREIRO QUEIMA O ANO VELHO

Este domingo, pelas 23h00, cumprem-se tradições seculares

Este domingo, dia 30 de dezembro, a vila crasteja (Castro Laboreiro – Melgaço) convida para um encontro de culturas e de gerações, em jeito de despedida de 2018. A partir das 23h00, em ambiente de grande folia, o povo sai à rua e despede-se do Ano Velho com um momento único, onde reinará a boa disposição, a animação, muitas surpresas e malvadezes da Bruxa ‘Meiga Mariluche’.

Envento_Face

A tradicional queimada galega e os sons celtas, muito assentes nas tradicionais gaitas de foles, serão trazidos para este evento relembrando, assim, tempos idos: na esperança de um ano melhor queima-se a figura do pai velho e deixam-se votos de um excelente 2018.

O evento tem concentração junto ao posto de turismo e da igreja, no centro de Castro Laboreiro. «Vamos espantar a noite e o frio, com sonoridades de outrora muito ligadas à proximidade com a vizinha Galiza. Assim, as gaitas de foles marcarão presença nas ruas de Castro Laboreiro e contaremos também com algumas surpresas e animação ao longo de todo o percurso, onde o bom humor surpreenderá os participantes.», afirma Sónia Nogueira, responsável pelo evento.

_MG_6035

O grupo musical ‘Os Rampeiros’ protagonizará um momento de música ao vivo. «O grupo distingue-se pela popularidade e musicalidade do seu reportório, que nos transportará para tempos ancestrais, fazendo emergir a vontade de deixar o corpo acompanhar os ritmos, entregando-se ao baile e à folia a que nos transportam as gaitas de foles», atenta Sónia Nogueira.

O ponto alto do evento culmina com a Queima do Boneco do Ano Velho, num misto de simbolismo e animação, onde será encenada a despedida de 2018. «Deixaremos em 2018 tudo de mau, fazendo votos para que, 2019 nos traga toda a sorte, saúde e fortuna que tanto desejamos. De seguida, a nossa Bruxa ‘Meiga Mariluche’ provocará arrepios de encanto e terror nos participantes, com o seu afamado esconjuro e Queimada Galega que será dada a provar aos participantes para que, assim, queimem todo o mal e se purifiquem completamente. Só assim 2019 poderá entrar em grande nas nossas vidas.», revela a organização.

_MG_6112

A ação visa animar Castro Laboreiro e abre a possibilidade, gratuita, a todos os que se queiram juntar à festa. Um dos objetivos é «dar a conhecer os locais que compõem o Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG), incentivando à cooperação entre diferentes stakeholders, num esforço conjunto de promoção do turismo da região, ao mesmo tempo que são divulgadas as tradições e culturas da região», explica Sónia Nogueira, sublinhando que «recuperar tradições e rituais de tempos remotos, incentivando à participação, quer de turistas quer de gentes da terra, revela-se cada vez mais importante no sentido de não deixarmos perder hábitos e costumes que são, afinal, os pilares da nossa cultura popular. O potencial turístico associado a este tipo de iniciativas é enorme, tal tem vindo a ser visível pela evolução que o turismo tem vindo a ter no nosso país. Castro Laboreiro emerge como uma região com elevado potencial e o turista que vai a Castro Laboreiro sai sempre com o desejo de regressar dentro do peito.»

A organização é da JUSTNATUR – Events&Experiences in Nature, uma empresa de animação turística dedicada a tours, eventos e experiências na natureza especializada no PNPG, e tem o apoio da Câmara Municipal de Melgaço e da União de Freguesias de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro.

_MG_6134

PROGRAMA

23h00 – Concentração junto ao posto de turismo de Castro Laboreiro

Início do cortejo de rua com gaitas de foles e animação de rua

Queima do Boneco do Ano Velho

Queimada Galega, com música e baile

_MG_6152

CASTRO LABOREIRO está localizado em Melgaço, no planalto de Castro Laboreiro, numa extensa área dentro do Parque Nacional da Peneda-Gerês, distando vinte e cinco quilómetros da sede do concelho.

É uma das localidades mais emblemáticas do PNPG. Possui um dos mais ricos patrimónios pré-históricos do país, que reúne gravuras e pinturas rupestres, 120 Dólmenes (datados de há 5000 anos) e Cistas (monumentos megalíticos funerários).

A aldeia possui um património histórico e arquitetónico de grande riqueza, destacando-se um tipo próprio de construções castrejas existentes em Castro Laboreiro: o Castelo de Castro Laboreiro – classificado como monumento nacional; a Igreja Matriz de Castro Laboreiro; o Pelourinho de Castro Laboreiro, datado do século XVI, classificado como imóvel de interesse público; igrejas medievais; os fornos comunitários; os espigueiros; e os moinhos.

Localizada no cimo da montanha, a mais de mil metros de altitude, levou a que os castrejos defendessem os seus costumes, e tradições de todas as influências estranhas, e que ainda hoje persistem. Uma dessas tradições é a das inverneiras e das brandas. Em meados de dezembro, com a chegada do frio e dos nevões, as populações de Castro Laboreiro pegam nas suas roupas, utensílios caseiros e de lavoura e ‘tangendo o gado, migram em massa para os vales, onde possuem uma segunda casa e uma segunda aldeia.’ (Rocha, 1993, p. 127). E ficam nas Inverneiras, abrigadas do frio, até meados de março.

No Núcleo Museológico de Castro Laboreiro é possível conhecer os hábitos, costumes e tradições das gentes da terra. Terra das ‘viúvas dos vivos’, nome a que os seus habitantes davam às mulheres cujos maridos, filhos e netos emigravam em busca de condições de vida melhores.

É uma região de grande beleza, serpenteada pelo rio Laboreiro, que é atravessado por inúmeras pontes representativas das épocas romana ou medieval, das quais sobressaem a Ponte da Dorna, a Ponte da Capela, a Ponte Nova ou da Cava Velha e a Ponte Velha.

Castro Laboreiro é também conhecido pelo seu fumeiro e enchidos, confecionados de forma tradicional, por mãos hábeis e com o saber de anos e anos.

O guardião desta localidade é o Cão de Castro Laboreiro, defendendo o gado do grande predador, o Lobo Ibérico, conhecido pela sua rusticidade, caráter e nobreza desde tempos idos.

Recorde-se que Castro Laboreiro foi finalista nas 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias e foi distinguida com o Prémio 5 estrelas, na categoria ‘Aldeias e Vilas’, no âmbito do concurso ‘Portugal Cinco Estrelas’ 2018.

QAV2018

_MG_6180

_MG_6189

_MG_6193

_MG_6225

_MG_6242

_MG_6262

_MG_6278

_MG_6293

_MG_6311

_MG_6320

MELGAÇO REALIZA ÚLTIMA REUNIÃO DE CÂMARA DESCENTRALIZADA DE 2018

Hoje, dia 27 de dezembro, o executivo melgacense desloca-se aPaços para a última reunião de câmara descentralizada de 2018. A sessão terá lugar no edifício da antiga sede da Junta de Freguesia de Paços, pelas 14h30.

reuniao descentralizada alvaredo melgaco (2)

As sessões públicas têm percorrido as várias freguesias do concelho,garantindo,assim, a descentralização do funcionamento do órgão deliberativo municipalcom o intento de envolver a população, proporcionando-lhes uma maior possibilidade de participação na gestão do território.‘Esta é uma excelente forma de estarmos ainda mais próximos da população. É um espaço privilegiado para os melgacenses se pronunciarem e exporem as suas dúvidas para que possamos, juntos, potenciar Melgaço’, considera o autarca Manoel Batista.

Castro Laboreiro, Penso, Cristóval, Prado, Gave e Alvaredo já receberam as reuniões descentralizadas.

MELGAÇO TEM NATAL ECOLÓGICO

As principais ruas do concelho estão adornadas com peças alusivas ao Natal, feitas de material reciclado

No Destino de Natureza Mais Radical de Portugal, a preservação do meio ambiente volta a ser o mote para o Natal. O desafio foi lançado uma vez mais às associações, instituições e escolas locais do concelho para participarem no projeto “Natal ecológico”. O resultado é fantástico e pode ser apreciado em diversos locais do concelho, até 6 de janeiro.

Centro de Estagios

As ruas e outros espaços de Melgaço estão lindos, decorados com materiais ecológicos, resultado do esforço e dedicação de diversas entidades, nomeadamente: do Agrupamento de escolas, da APPACDM Melgaço, da Associação Dona Paterna, da Casa da Cultura, da Castro Solidário, do Centro de estágios de Melgaço, do Centro Paroquial de Chaviães, da ESDL – Escola Superior de Desporto e Lazer, da Jovens Raianos, do Melgacense, da Melgaço Radical, da associação Os Simples, da Porta de Lamas de Mouro, da Respostas sociais e da Santa Casa (ATL e creche).

Todas as propostas foram produzidas a partir de materiais reciclados, uma forma de contribuir para diminuir a pegada ecológica durante esta quadra. Com esta iniciativa, Melgaço pretende maximizar a reutilização de materiais e minimizar a aquisição de novos, ajudando a melhorar o meio ambiente.

Agrupamento de escolas

APPACDM

Casa da cultura

castro solidario

centro paroquial de chaviaes

Dona Paterna

Jovens Raianos

Melgacense

melgaço radical

Os simples

sdr

Respostas sociais

santa casa-catl

Santa Casa-creche

santa casa-jardim de infancia

O PAI NATAL EM MELGAÇO VAI FAZER RAFTING NO RIO MINHO

À descoberta do Natal no Rio Minho, em Melgaço

O Pai Natal chega mais cedo ao Destino de Natureza Mais Radical de Portugal e é já este sábado, dia 22 de dezembro. “Nicolau” vai fazer rafting, uma das melhores experiências que se pode ter em Melgaço. Uma experiência de adrenalina única, emocionante! Uma experiência que combina aventura e Natureza. Será que o Pai Natal vai ter fôlego para tanto?

descida rafting melgaco (1)

Esta é uma das propostas do Município Mais a Norte de Portugal para esta quadra e onde todos podem participar. As inscrições poderão ser feitas através do e-mail geral@melgacoradical.com ou dos telefones 937 582 487 ou 251 402 155. A atividade tem início marcado pelas 09h30, junto do Centro de Estágios de Melgaço, e chegada por volta das 12h00, ao Lugar do Peso, onde se encontrarão os mais pequenos à espera dos presentes. No final haverá uma foto com o Pai Natal.

A ação é uma organização da empresa Melgaço Radical e tem um cunho solidário: o valor da inscrição (10€) reverte, na totalidade, a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Melgaço.

descida rafting melgaco (2)

O RAFTING NO RIO MINHO

As características do Rio Minho, o seu grande caudal, permitem que este desporto seja praticado durante todo o ano, com diferentes graus de dificuldade. O rio Minho nasce na serra da Meira, na Galiza, a 750 metros de altitude, e percorre 340 quilómetros até desaguar no Atlântico. É o único rio da Península Ibérica onde se pode fazer rafting durante todo o ano, daí ser apelidado de capital ibérica do rafting. Sem grandes exigências físicas ou técnicas, é acessível a todos, dos 8 aos 80.

O Rio Minho não é apenas um Rio! A existência de pesqueiras de lampreia, construções graníticas milenares que existem nas margens do rio para a pesca da lampreia, concedem-lhe condições únicas para a prática desta atividade.

Mas não só de dia se pode praticar Rafting. Ano após ano, o Rafting noturno tem captado a atenção dos mais entusiastas. Sempre em segurança, a diversão é garantida!

descida rafting melgaco (3)

O programa de Natal para:

DISCOVER MELGAÇO

ANIMAÇÃO INFANTIL: CARRINHOS DE CHOQUE, ELÁSTICOS E INSUFLÁVEIS

De 7 de dezembro a 6 de janeiro

Largo Hermenegildo Solheiro

PASSEIOS DE CHARRETE

Todas as sextas, sábados e domingos de dezembro

Ruas da Vila

PÓNEIS PARA CRIANÇAS

Praça da República

NATAL ECOLÓGICO

De 8 de dezembro a 6 de janeiro

Ruas da Vila

PRESÉPIO VIVO

14 e 21 de dezembro | Das 10h00 às 18h30

Praça da República

Dia 14/12

10h00 | Anunciação do Anjo Gabriel a Maria

11h00 | Caminhada de Maria e José

14h00 | O Sagrado Estábulo

15h00 | 16h30 | Presépio ao vivo

17h00 | 18h30 | Presépio ao vivo

Dia 21/12

10h00 | Presépio ao vivo

11h00 | A Boa Nova

14h00 - 15h00 | Presépio ao vivo

15h00 | Caminhada dos Reis Magos

16h00 | A Visita dos Reis Magos

CONCERTOS DE NATAL

Coro de Pais e Coro Júnior da Academia de Música de Viana do Castelo

15 de dezembro | 22h00

Convento de Paderne

CONTOS CONTIGO

A verdadeira História do Pai Natal, de Colette Seigue, Téo puebla

15 de dezembro | Das 10h30 às 11h30

Praça da República

A COR DO NATAL

Pinturas faciais e ateliês para crianças

17 e 18 de dezembro | Das 14h30 às 16h30

Praça da República

CONCERTO SOLIDÁRIO DE NATAL

Escola de Música Amadeus e Ensemble Melgaecus

21 de dezembro | 21h30

Convento das Carvalhiças

MERCADINHO DE NATAL

21 e 22 de dezembro | 10h00 - 24h00

Rua Dr.º António Durães

Organização dos comerciantes da Rua Dr. António Durães

DESCIDA DO PAI NATAL - RAFTING

22 de dezembro | 12h00

Rio Minho (Chegada a Peso)

Organização da Melgaço Radical

GALA DE NATAL DO CENTRO DE ESTÁGIOS

22 de dezembro |21h30

Pavilhão gimnodesportivo do Centro de Estágios

QUEIMA DO ANO VELHO

30 de dezembro

Castro Laboreiro

(ver programa próprio)

PASSAGEM DE ANO MAIS A NORTE

31 de dezembro

Edifício das Piscinas Municipais

(ver programa próprio)

descida rafting melgaco (4)

descida rafting melgaco (5)

descida rafting melgaco (6)

descida rafting melgaco (7)

NOVIDADES SOALHEIRO MESMO A TEMPO DA SUA CONSOADA

Dois 2018 bem diferentes: Soalheiro Clássico e Soalheiro Allo.

E para quem não gosta de fruta tão intensa, a edição 2017 do Soalheiro Reserva

No último mês do ano, como já é tradição, as novidades não param. A Quinta de Soalheiro apresenta a edição 2018 do Soalheiro Clássico e do Soalheiro Allo. Dois 2018 com perfis próprios e bem diferentes entre si. E como não há duas sem três, o Soalheiro Reserva 2017 também já está disponível. E o melhor de tudo? É que chegam mesmo a tempo de fazer parte da sua consoada este Natal.

soalheiro clássico e allo 2018 e reserva 2017

O Soalheiro Alvarinho 2018 continua a ser um clássico: perfeito, intenso, elegante e com volume. Frescura aromática da casta Alvarinho, intensidade gustativa e invulgar longevidade em garrafa. “Mas nós somos suspeitos! O último julgamento é vosso, provem (sempre com moderação) e disfrutem da música, do cinema, do teatro, do desporto, da gastronomia, da vida!” afirmam os produtores.

A manter o foco no álcool moderando, o Soalheiro ALLO 2018, apresenta 11,5 % vol., e promete desvendar a elegância da região do Minho no seu copo. O Alvarinho transmite a estrutura e o Loureiro a elegância, a subtileza e a leveza. E porque não… um vinho de verão que podemos beber no inverno? Arrisquem… vão-se surpreender.

Para quem não gosta de intensidade aromática, deixe os 2018 de lado e aprecie o Soalheiro Reserva 2017. Com estágio e fermentação em barricas novas e usadas de carvalho francês, todas elas com meia tosta e grão muito fechado para manter a juventude necessária a um alvarinho.

COLHEITA 2018: PERFEITA COM A ACIDEZ E O VOLUME DE BOCA INTEGRADOS NUMA FRUTA PURA E DELICADA

Iniciada na primeira semana de setembro, a vindima 2018 previa-se muito tardia devido a um ano vitícola fresco. Contudo, as temperaturas elevadas do mês de agosto fizeram com que fosse antecipada, o que originou uma colheita perfeita, com a acidez e o volume de boca, integrados numa fruta pura e delicada.

As edições agora lançadas desafiam ainda a descobrir em cada garrafa os valores praticados pelo Soalheiro Team em cada colheita: Tradição, Inovação, Enoturismo, Território, Sustentabilidade, Biodiversidade e Consistência. Em cada contrarrótulo, mais do que o descritivo tradicional de cada colheita, a paixão pela Vinho Verde, pelo Minho e pela origem do Alvarinho: Monção e Melgaço.

“A nossa música diz “acredito em quem diz que é fácil ser feliz” e pretendemos que os nossos vinhos sejam isso mesmo:

a dimensão do Pur Terroir, mais simples ou mais complicados, mas sempre com foco na excelência.

Que os nossos vinhos transmitam a energia positiva que colocamos em cada detalhe nas vinhas e na adega”

- Soalheiro Team.

SOALHEIRO DESAFIA OS SEUS SENTIDOS: PRAZER, INFUSÕES NATURAIS, VINHO E GASTRONOMIA

“Soalheiro Infusion Selection” uma procura apaixonada pelo detalhe do território onde se insere – um território único e puro. 

Soalheiro Infusion Selection

Visite o Enoturismo Soalheiro no território de Monção e Melgaço e descubra as infusões naturais do Minho.

Em breve poderá descobrir estes aromas e sabores perto de si!

Este Natal, deixe-se envolver por uma nova abordagem relacionada com prazer, infusões naturais, gastronomia e Soalheiro com a nova coleção de infusões – “Soalheiro Infusion Selection”. Ligado, há mais de 40 anos, à produção de vinho Alvarinho, sempre com o foco na biodiversidade e sustentabilidade ambiental, a Quinta de Soalheiro continua a apostar numa procura apaixonada pelo detalhe do território onde se insere – The Pur Terroir.

image005

Esta região tem uma grande tradição de simplicidade no consumo, privilegiando infusões de ervas espontâneas muito saborosas e saudáveis. Deixe-se surpreender pelas excelentes ligações entre o terroir do vinho e das ervas aromáticas.” afirmam os produtores.

Soalheiro Infusion Selection

PARA CADA SOALHEIRO UMA INFUSÃO PERFEITA

Deixe-se surpreender…

Olhamos para as infusões como olhamos para o vinho e para a gastronomia. Uma simbiose de aromas e sabores. As infusões podem estar sempre presentes, mais no fim da refeição do que no início, e complementam os sabores dos vinhos que assumem quase sempre papel central na mesa. Piscamos também o olho aos que não são vínicos, mas gostariam de sentir os prazeres dos que como nós apreciamos! Aqui ficam algumas dicas.  A “Soalheiro Infusion Selection” é composta por 10 ervas espontâneas caraterísticas do terroir Soalheiro e harmonizam com a gastronomia local e claro com perfis distintos de Soalheiro. Não acredita? Tem de provar…Alcachofra, alecrim, cidreira, hortelã pimenta chocolate, hortelã verde, lúcia-lima, perpétua vermelha, tomilho e tomilho-limão. Basta encontrar o seu perfil Soalheiro.

Lúcia Lima é certamente um clássico, de aroma revigorante, fresco, citrino de sabor suave, ligeira adstringência e macia e o casamento perfeito com o Soalheiro Clássico, que enaltece a frescura aromática da casta Alvarinho. Com a Hortelã Verde descobrimos o aroma do campo do Minho. Pela sua frescura e suavidade harmoniza com arroz e assados no forno e claro o Espumante de Alvarinho. Com personalidade, digestivo e o parceiro ideal com Lúcia-Lima, a Alcachofra combina com o perfil Soalheiro Nature. O Alecrim, floral, balsâmico e de sabor intenso é um relaxante e ideal para aromatizar assados e grelhados. O Soalheiro Mineral Rosé fará a continuação… O Soalheiro Primeiras e o Soalheiro 9% casam na perfeição com o aroma suave e muito delicado da Cidreira. Ideal para um momento relaxante… ou sempre que o prazer pedir. O aroma balsâmico (madeira) do Tomilho torna-o um aliado do Soalheiro Reserva marcado por alvarinho fermentado em casco de carvalho. Intenso, pode ser utilizado em quase toda a cozinha. Mais suave, o Tomilho Limão é utilizado em saladas, pratos delicados e grelhados. Um relaxante para introduzir um Soalheiro Allo.

Mas se gosta de sabores mais irreverentes, o ideal é experimentar a Hortelã Pimenta Chocolate e a Perpétua Vermelha. O primeiro, de perfil revitalizante, estimulante e digestivo harmoniza com pratos frescos e leves e antecede na perfeição o Soalheiro Terramater Unfiltred. O segundo, de aroma e sabor forte, provoca sensações contraditórias pelo seu travo amargo e enaltece a vontade de experimentar caminhos diferentes, tal como o Soalheiro Oppaco, o primeiro vinho tinto com Alvarinho que inova nos vinhos tintos da região com o potencial que a natureza oferece. Usado em decoração de pastelaria fará sucesso pela sua cor atraente e forte.

Segredos de preparação, coleção de infusões, propriedades terapêuticas e detalhes específicos disponíveis em: www.soalheiro.com/infusions

Soalheiro Infusion Selection3