Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CABECEIRAS DE BASTO INAUGURA FESTAS DE S. MIGUEL

Abertura Portal da Feira (1).JPG

Grande animação no arranque da Feira e Festas de S. Miguel

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado de vereadores e presidentes de Juntas de Freguesia, entre outros autarcas, procedeu esta manhã, dia 20 de setembro, à abertura do Portal da Feira de S. Miguel, momento de cariz marcadamente popular que assinalou o arranque das Festas do Concelho de Cabeceiras de Basto.

Trajadas à moda antiga, crianças e seniores animaram as ruas da vila, desde o portal da Feira (Rua Antunes Basto) até ao Mercado Municipal.

Participaram nesta iniciativa, emprestando um colorido especial à festa, as crianças do Jardim de Infância e uma turma do 1.º ano da Escola Professora Filomena Mesquita (JI5, JI6, FM1); os Espaços de Convívio e Lazer (ECL’s) da Faia, Pedraça, Cucana, Arosa, Moimenta, Eiró, Cambezes, Outeiro, Painzela, Refojos e Cabeceiras de Basto; o Grupo de Concertinas SDF de Cabeceiras de Basto; e os Zés Pereiras de Basto.

Na praça do Mercado Municipal os populares dançaram ao som das concertinas em animado convívio intergeracional. De salientar a entusiasmada convivência, em clima festivo, entre as crianças e os utentes dos ECL’s do concelho. Uma verdadeira animação!

O programa das Festas de S. Miguel prossegue esta tarde com a realização das Corridas de Cavalos a Galope no Parque do Mosteiro e à noite, a partir das 21h00, a Caminhada Glow, uma produção do Projeto Raízes com o apoio da Iberdrola, um passeio noturno diferente e muito colorido. No final da caminhada, a noite de festa continua na Praça da República com as atuações do rapper PIRUKA e dos Dj’s Fábio Vasquez, Pette e Cozta.

As ruas engalanadas, o comércio, os divertimentos e um grande programa de animação, muito diversificado, onde a tradição se cruza com a modernidade, são, durante os próximos dez dias fatores de atração para os milhares de visitantes que se esperam nesta edição 2019 da Feira e Festas de S. Miguel.

MONÇÃO: AGÔRA Ê A XUBIR, ALARGA-LE AS TARRATXAS

22 de setembro, Monção e Melgaço Granfondo

Com dois mil ciclistas, profissionais e amadores, a prova conta com atletas de renome, como João Rodrigues, vencedor da recente Volta a Portugal, muita animação com bombos e concertinas e placas com frases humorísticas no dialeto de Riba de Mouro.  

Depois de uma primeira edição com enorme sucesso, fruto do número de participações e percursos deslumbrantes nos dois concelhos, a segunda edição do Monção e Melgaço Granfondo promete dar continuidade à edição de estreia com a presença de 2000 participantes.

A prova realiza-se este domingo, 22 de setembro, com saída e chegada em Melgaço, englobando minifondo (75 quilómetros), médiofondo (106 quilómetros) e granfondo (130 quilómetros). Será uma experiência inesquecível, à semelhança de um trago de Alvarinho, o mais nobre dos vinhos verdes.

Numa prova para todos, onde os profissionais e os amadores pedalam lado a lado, o Granfondo Monção e Melgaço conta com nomes fortes do ciclismo nacional, destacando-se, entre estes, João Rodrigues, recente vencedor da Volta a Portugal, Gustavo Veloso, Samuel Caldeira, Tiago Machado, João Benta e Luís Gomes.

Ao longo do percurso, grupos de bombos e concertinas vão animar os participantes que, na esgotante subida a Santo António de Vale do Poldros, poderão visualizar várias placas com frases humorísticas de motivação extra (atalouxa que ali a Riba hai mata-bitcho), de apelo à divindade (hai que rezar um padre nosso a ber xe isto bai), ou de motivação para chegar ao alto (ele hai que te espitchar c`uha bara de aguilhôn?)

As frases estão escritas à moda de Riba de Mouro, tendo sido disponibilizadas pela Maria Alves e pela Alda Barreiros, ambas naturais da freguesia, que estão a trabalhar no sentido de recuperar aquele dialeto local, ouvindo testemunhos e apontando saberes das pessoas mais idosas da freguesia. Porque o passado deve permanecer no presente para que o futuro não seja interrompido.

Um registo divertido para trazer boa disposição aos ciclistas que, à chegada à meta, vão querer descansar as pernas, sacudir as gotas de suor e saciar o estômago vazio. O Chef Rui Ribeiro vai ajudar, confecionando um esparguete à bolonhesa delicioso e retemperador. Bom apetite.

VENHA A MELGAÇO E DESFRUTE DE UMA PROVA EMBLEMÁTICA SOB O VALE DO RIO MINHO

No Dia Mundial do Turismo, 27 setembro, Soalheiro abre as portas a todos os que os quiserem visitar.

O objetivo? Valorizar o potencial turístico da região da origem do Alvarinho: Monção e Melgaço

Com vista à valorização do potencial turístico da região da origem do Alvarinho: Monção e Melgaço, no dia 27 de setembro (Dia Mundial do Turismo), o Soalheiro abre as portas a todos os que os quiserem visitar. O convite é para se deixar apaixonar pela frescura aromática da casta Alvarinho, numa prova Clássica onde poderá desfrutar do Soalheiro Clássico, o vinho mais emblemático da primeira marca de Alvarinho de Melgaço.

soalheiro enoturismo.jpg

Aprecie este ícone Soalheiro, numa prova com vista panorâmica sobre o Vale do Rio Minho, – A Origem do Alvarinho – localizado no ponto mais a norte de Portugal e da região dos Vinhos Verdes. Para que esta experiência seja completa, o Soalheiro desafia-o ainda conhecer a Adega e os diferentes locais de produção, nesta época com sabor especial de Vindima.

A prova clássica é gratuita, mas de marcação obrigatória, e pode ser realizada às 10h00, 12h00, 14h00 ou 16h00. Poderá ainda optar pela prova de outras dimensões Soalheiro: Prova Origem, Prova Fusion, Prova Nature e Prova Premium, também sob marcação prévia. A reserva e a consulta das especificidades de cada prova podem ser feitas em soalheiro.com/Enoturismo.

ATIVIDADE VINÍCOLA TEM UM PAPEL FUNDAMENTAL

NO DESENVOLVIMENTO DO TURISMO DA REGIÃO

A iniciativa pretende assinalar o Dia Mundial do Turismo, cujo tema deste ano é o “turismo e emprego: um futuro melhor para todos”. Para o Soalheiro, dar a conhecer as particularidades da região é fundamental para garantir o desenvolvimento sustentável quer ao nível económico, social e ambiental do território onde estão inseridos.

Os produtores da primeira marca de Alvarinho de Melgaço acreditam que a atividade vinícola é fundamental para o desenvolvimento do turismo da região e que a valorização do território passa por uma viticultura biológica profissionalizada que traga prosperidade para a agricultura da região e para a economia local.

Soalheiro clássico.JPG

MELGAÇO: PESSOAS COM DIABETES TIPO 2 VÃO TER SESSÕES GRATUITAS DE EXERCÍCIO FÍSICO

No âmbito do programa «Diabetes em Movimento®», que arranca em outubro, em Melgaço

O município de Melgaço aderiu ao «Diabetes em Movimento®», um projeto comunitário de exercício físico para pessoas com diabetes tipo 2. O projeto arranca em outubro e prolonga-se até junho de 2020. Durante este período, às segundas, quartas e sextas-feiras, entre as 14h e as 15h30, no Centro de Estágios de Melgaço, decorrerão diversas sessões de exercício físico, gratuitas.

exercício-melgaço.jpg

Desenvolvido um pouco por todo o País, em Melgaço o projeto acontece em parceria com a Direção-Geral da Saúde, com a ULSAM - Unidade Local de Saúde do Alto Minho EPE e com o Centro de Estágios. Com este programa pretende-se proporcionar à população a prática de exercício físico, recomendada para o controlo da diabetes pelas principais organizações científicas internacionais, sem custos diretos para os participantes. Assim, as sessões envolverão exercícios aeróbio, resistido, de agilidade, de equilíbrio e de flexibilidade. A dose semanal deste programa foi testada como ferramenta terapêutica para o tratamento da diabetes tipo 2, sendo todos os participantes acompanhados clinicamente através do controlo da glicemia capilar, da pressão arterial e da intensidade do esforço.

Durante este período, decorrerão ainda atividades de educação para a saúde e para a cidadania, de forma a que, no final da intervenção, os utentes obtenham mais saúde e melhor atividade física. Neste âmbito, todas as ações serão monitorizadas por fisiologistas e por enfermeiros.

Os participantes são sinalizados através do Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente Centros de Saúde ou Unidades Hospitalares onde é realizado o seguimento clínico da diabetes. Para mais informações, os interessados deverão contactar o seu médico ou enfermeiro de família.

Este programa de intervenção comunitária é coordenado pela Direção-Geral da Saúde, através do Programa Nacional para a Promoção da Atividade Física e do Programa Nacional para a Diabetes, com o apoio científico do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) e da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

MONÇÃO E MELGAÇO GRANFONDO - A ORIGEM DO ALVARINHO

2000 participantes presentes numa prova que promete constituir uma experiência inesquecível, à semelhança de um trago de Alvarinho, o mais nobre dos vinhos verdes. Entre outros, presença de João Rodrigues, recente vencedor da Volta a Portugal, Gustavo Veloso, Samuel Caldeira, Tiago Machado, João Benta e Luís Gomes.

02alvvv.jpg

Depois de uma primeira edição com enorme sucesso, fruto do número de participações e percursos deslumbrantes nos dois concelhos, a segunda edição do Monção e Melgaço Granfondo promete dar continuidade à edição de estreia com a presença de 2000 participantes.

A prova realiza-se este domingo, 22 de setembro, com saída e chegada em Melgaço, englobando minifondo (75 quilómetros), médiofondo (106 quilómetros) e granfondo (130 quilómetros). Será uma experiência inesquecível, à semelhança de um trago de Alvarinho, o mais nobre dos vinhos verdes.

Numa prova para todos, onde os profissionais e os amadores pedalam lado a lado, o Granfondo Monção e Melgaço conta com nomes fortes do ciclismo nacional, destacando-se, entre estes, João Rodrigues, recente vencedor da Volta a Portugal, Gustavo Veloso, Samuel Caldeira, Tiago Machado, João Benta e Luís Gomes.

Ao longo do percurso, grupos de bombos e concertinas vão animar os participantes que, na esgotante subida a Santo António de Vale do Poldros, poderão visualizar várias placas com frases humorísticas de incentivo e motivação, alertando-os para a dificuldade daquela inclinação de cortar a respiração. Umas vezes, pela paisagem. Outras, pelo esforço.

As frases estão escritas à moda de Riba de Mouro, tendo sido disponibilizadas pela Maria e pela Alda, ambas naturais da freguesia, que estão a trabalhar no sentido de recuperar aquele dialeto local, ouvindo testemunhos e apontando saberes das pessoas mais idosas da freguesia.

No dia anterior, a organização promove uma sessão de autógrafos na tenda Pacto, entre as 17h30 e as 18h30, com João Rodrigues, Gustavo Veloso e Samuel Caldeira. No sábado, será também lançada a semente de futuros campeões com a realização do Monção e Melgaço Granfondo Kids. A participação é gratuita, sendo os pequenos obsequiados com t-shirt, medalha, bidon e lanche.

No próprio dia, decorrerá uma caminhada 100% solidária. Com número limite de 300 participantes, a inscrição, no valor de 7 €, dá direito a uma t-shirt da prova e um lanche retemperar no final. O valor das inscrições reverte a favor de uma instituição social do concelho de Melgaço, Centro de Dia de Castro Laboreiro. O almoço, esparguete à bolonhesa, será confecionado pelo Chefe Rui Ribeiro. Bom apetite.

NO SOALHEIRO NÃO HÁ VINHO SEM PAIXÃO NEM VINDIMA SEM EMOÇÃO

Porque todos os dias são festa de vindima no Soalheiro, venha testemunhar os primeiros detalhes desta vindima!

Chegaram as vindimas e com elas vive-se uma energia ainda mais especial no terroir da Origem do Alvarinho: Monção e Melgaço. Para o Soalheiro, todos os dias são festa de vindima e vivenciar esse espírito será certamente uma experiência única. As vindimas marcam o fim de um ciclo e o início de outro, mas é o respeito pelas particularidades de cada videira, de cada cacho que fazem que no fim os vinhos transportem um ADN especial.

image003soalh.png

Para testemunhar in loco a emoção e a paixão do Soalheiro Team basta escolher um dos programas de Enoturismo disponíveis em soalheiro.com/Enoturismo e aproveitar para descobrir o sabor das uvas e dos mostos, bem como observar uma perspetiva diferente das vinhas. Por isso, até ao final de setembro, esta experiência torna-se ainda mais completa, pois é ajustada à realidade vivida na vindima: desde a apanha da uva, à receção das uvas na adega até à prova do mosto e dos vinhos em fermentação… tudo criará memórias e sensações que o farão encarar a cultura do vinho de uma forma diferente.

A oferta de Enoturismo Soalheiro é diversificada e integradora e permite criar programas para famílias, sem limitação de idades, e amigos com perfis e gostos diferentes. As visitas podem ser efetuadas de segunda-feira a domingo, incluindo feriados.

SABIA QUE SÃO AS VINHAS QUE MANDAM NA VINDIMA?

Na fase final do ciclo vegetativo, dá-se a maturação das uvas. Esta fase especial do ciclo da videira é fundamental para a qualidade do vinho a produzir. Por isso, cada colheita tem o seu toque e marca a sua diferença.

A Vindima 2019 é uma vindima clássica. O ciclo de crescimento vegetativo foi mais precoce que em 2018, contudo, o mês de agosto foi fresco e com temperaturas amenas o que favorece a concentração dos aromas e um alvarinho muito elegante. Setembro começou mais quente e sem chuva – um início de mês perfeito para a Vindima, que já vai a mais de metade.

Para os produtores, “é sempre importante nos nossos vinhos, quer seja no Loureiro para o ALLO ou no Alvarinho para os restantes vinhos, encontrar o melhor equilíbrio entre o álcool e a acidez. Para já, 2019 é ligeiramente mais fresco que 2018, o que nos agrada muito, e com álcool também moderado”. Finalizando, “as expetativas são ótimas, mas como diz o ditado “até ao lavar dos cestos é vindima”, por isso, vamos empenhar-nos para que os vinhos sejam perfeitos e façam jus à grande qualidade das uvas”.

CANDIDATOS DO PARTIDO SOCIALISTA VISITAM VINDIMAS DO ALVARINHO

Os candidatos pelo Partido Socialista às eleições legislativas de 6 de outubro participam, amanhã, dia 14 de setembro, nas Vindimas do Vinho Alvarinho, nos concelhos de Melgaço e Monção.

Esta iniciativa insere-se na reafirmação da importância que o PS atribui à valorização e proteção desta casta e à sua relevância cultural, social e económica, um dos pilares do programa eleitoral socialista para o distrito de Viana do Castelo.

Programa:

9:15 – Quinta de Santiago, Cortes, Monção

10:30 – Adega Provam, Barbeita, Monção

11:30 – Casa de Canhoto, Penso, Melgaço

14:30 – Quinta do Soalheiro, Alvaredo, Melgaço

16:00 – Adega Quintas de Melgaço, Alvaredo, Melgaço.

SOALHEIRO NATURE 2018: UM PEDAÇO DE CULTURA DENTRO DE UMA GARRAFA

Os produtores desafiam a olharem para este Soalheiro como uma fonte de aprendizagem. Algo que vai mudar a sua cultura sensorial.

De perfil pouco consensual, mas encarado como uma porta de aprendizagem entre o que foi o vinho do passado e poderá ser o vinho do futuro surge o Soalheiro “Nature Pur Terroir” 2018. De sabor intenso, trata-se de um Alvarinho 100% elaborado sem adição de sulfitos, com fermentação alcoólica e malolática completas. Sem dúvida, um vinho a pedir comida.

Nature 2018.png

“O Soalheiro Nature é para nós um desafio enológico fantástico. No início achávamos que ia ser muito complicado produzir um vinho sem adição de sulfitos… mas vamos já na terceira colheita” referem os produtores. Acrescentando, “é um vinho que veio ocupar um espaço muito especial no Soalheiro. Um espaço em que defendemos os vinhos pouco interventivos, onde o acaso tem mais liberdade. Deixamos que as coisas aconteçam propositadamente e somos surpreendidos”.

A cor e o aroma são intensos e apesar da ausência de sulfitos adicionados o aroma e o sabor têm mineralidade e fruta. O engarrafamento, sem filtração, faz com que o vinho em garrafa esteja sujeito a depósito, sendo este depósito essencial para a proteção da oxidação, facilitando uma evolução estável deste Soalheiro "fora da caixa”. O sabor é complexo! Com início macio e redondo, devido à malolática completa, o final é marcante e intenso. Como harmonização, a sugestão vai para pratos de peixe e carnes brancas.

Os produtores desafiam “a olharem para este Soalheiro como uma fonte de aprendizagem. Algo que vai mudar a sua cultura sensorial. Como um filme que não percebemos de imediato a sua mensagem, mas que no final mudou algo na nossa maneira de o percecionar. Podemos gostar ou não. Mas, certamente, não ficamos indiferentes.”

Saiba mais sobre o Soalheiro Nature 2018 em www.youtube.com/soalheiro.

MELGAÇO VAI TER CURSO SUPERIOR DE TRABALHOS EM ALTURA E ACESSO POR CORDAS

Este será o primeiro curso com carácter universitário a ministrar em Portugal!

A Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESDL-IPVC), em Melgaço, aumenta a sua oferta formativa para o próximo ano letivo com o Curso Técnico Superior Profissional em Trabalhos em Altura e Acesso por Cordas (de Nível V). Este será o primeiro curso com carácter universitário a ministrar em Portugal e terá como sala de aula o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal, com condições de excelência para a prática do desporto.

arranque ano letivo 18 ESDL (1).JPG

“Já temos várias candidaturas submetidas por parte de alunos interessados em frequentar o curso perante um setor em franco crescimento”, atenta o Coordenador de Curso, Joel Pereira, afirmando de que este curso “vem responder às necessidades do mercado, num setor que atualmente tem uma expressão significativa a nível nacional, mas também a nível internacional, com salários muitas das vezes elevadíssimos!”. Joel Pereira diz ainda que é a formação destes técnicos que permite assegurar elevados níveis de segurança na realização dos seus trabalhos, seja no âmbito desportivo ou industrial, garantindo a “paralela e necessária qualidade do serviço prestado”.

“Somos o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal. Temos excelentes condições para a prática deste curso. Para os desportos de natureza e para o desporto em si! Não temos dúvidas de que o curso será muito bem-sucedido”, atenta o autarca Manoel Batista, enaltecendo o papel da escola: “tem feito um trabalho brilhante. É uma referência enquanto local de formação e produção científica, sendo palco de eventos de nível internacional.”

arranque ano letivo 18 ESDL (7).JPG

O novo curso da ESDL tem como objetivo dotar o aluno de ferramentas que permitam conceber, planear, organizar ou acompanhar tarefas que envolvam a realização de trabalhos em altura bem como utilizar técnicas de resgate e movimentação de objetos em locais confinados ou de difícil acesso (grutas, árvores, canhões, estruturas fabris, etc.) participando na gestão e manutenção de instalações e equipamentos. Trata-se de um curso de dois anos, “com ano e meio de curso em sala e contexto de laboratório de trabalho e meio ano de estágio em contexto empresarial, seguindo referenciais de formação internacionais, nomeadamente os referenciais IRATA - Industrial Rope Access Trade Association, associação líder no mercado do Acesso por Cordas, pelo que conseguimos dar um conjunto alargado de competências aos profissionais desta área e prestar um serviço de utilidade à região e ao país”, diz Joel Pereira.

“A qualificação dos recursos humanos é fundamental para a competitividade das empresas. Somos uma instituição pública, existimos para servir o território e as empresas do país e temos de perceber do que é precisam.”, refere Pedro Bezerra, Diretor da Escola Superior de Desporto e Lazer, salientando que a escola assume o seu papel com “a responsabilidade de criar e formar profissionais orientados para o mercado de trabalho.”

CURSO-esdl-melgaço (1).JPG

A primeira turma deverá ser constituída não apenas por alunos que tenham concluído o Ensino Secundário, mas também, por trabalhadores de empresas que pretendam especializar-se nesta área. “Já está tudo preparado para arrancar e a nossa expectativa é que o curso tenha uma boa adesão, quer de alunos, quer de empresas que enviam os seus técnicos para especialização nesta área.”, afirma Joel Pereira.

As candidaturas estão abertas até 31 de agosto no site da instituição em www.ipvc.pt.

SOBRE A ESDL…a Escola Superior de Desporto e Lazer é uma das seis Escolas Superiores do Instituto Politécnico de Viana do Castelo – IPVC, criada pelo Conselho Geral a 3 de maio de 2011, tendo recebido autorização para funcionamento a 11 de maio do mesmo ano, por Despacho do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Situada no Complexo Desportivo e de Lazer Monte Prado (do qual faz parte integrante o Centro de Estágios de Melgaço), tem disponível três graus de ensino: Licenciatura “Desporto e Lazer”; os Mestrados “Atividades de Fitness”, “Desporto Natureza” e “Treino Desportivo”; a Pós-Graduação “Desporto Natureza” e o CTeSP “Treino Desportivo”, que abre no próximo ano letivo.

Para além das nove salas de aulas, quatro auditórios, biblioteca, três laboratórios (Fitness, Outdoor, e Avaliação do Movimento), refeitório, bar, e espaços de estudo e confraternização para estudantes, a ESDL utiliza todo o espaço envolvente do Complexo Desportivo (campo relvado natural, campo relvado sintético, pista de atletismo, pavilhão gimnodesportivo, piscina coberta, piscina descoberta, campos de ténis, duas salas de musculação, sala de luta, sala de ginástica e fitness, parede de escalada e centro hípico). Nas suas aulas, a ESDL recorre ainda ao maior ginásio do mundo – a natureza – usando o mar (surf), os rios (canoagem, rafting e canyoning) e a montanha (orientação, escalada, etc). Para a prática do golf, a ESDL possui protocolo com o campo de golf de Ponte de Lima.

Os alunos da ESDL têm à sua disposição um refeitório e a possibilidade de se alojarem na Pousada da Juventude de Melgaço, ou numa unidade de Alojamento Local (Inês Negra). Estes serviços são protocolados com os Serviços da Ação Social do IPVC e permitem aos alunos usufruir de benefícios e preços especiais.

No ano letivo 2018/2019, a ESDL teve cerca de 350 alunos inscritos.

CURSO-esdl-melgaço (2).JPG

LAZER E DESPORTO ASSINALAM O DIA INTERNACIONAL DA JUVENTUDE EM MELGAÇO

Na próxima segunda-feira, dia 12 de agosto

Desconto nas piscinas descobertas do Centro de Estágios e acesso gratuito ao Clube de Saúde

No Dia Internacional da Juventude, dia 12 de agosto, os jovens têm 50% de desconto na entrada das piscinas descobertas do Centro de Estágios de Melgaço. O Destino de Natureza Mais Radical de Portugal convida ainda a experienciar o Clube de Saúde: ginásio, área de banhos, aulas de grupo, mini golfe e ténis. As atividades são gratuitas.

Piscinas CE Melgaço (13).jpg

Podem usufruir destas ofertas jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 29 anos, independentemente da naturalidade ou residência. Os jovens até aos 16 anos deverão ser portadores de um Termo de Responsabilidade.

HORÁRIO DAS PISCINAS

- Julho e agosto -

Segunda-feira: das 13h às 20h00

Terça-feira a domingo: das 10h às 20h00

- Setembro -

Segunda-feira a sexta-feira: das 13h às 20h00

Sábado e domingo: das 10h às 20h00

A saber…O Dia Internacional da Juventude celebra-se a 12 de agosto, por resolução da Assembleia Geral da ONU em 1999, em resposta à recomendação da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, reunida em Lisboa, de 8 a 12 de agosto de 1998.

Este Dia é promovido a nível nacional pelo Instituto Português do Desporto e Juventude e tem como objetivo a organização e promoção de atividades de interesse para a população jovem. “Educação Transformadora”, é o tema deste ano e pretende destacar os esforços para tornar a educação mais inclusiva e acessível para todos os jovens, incluindo os esforços dos próprios jovens.

Piscinas CE Melgaço (22).jpg

II OBSTAKLUS RACE MELGAÇO: INSCRIÇÕES A DECORRER

Prova acontece no dia 25 de agosto, num percurso de 10km

O Destino de Natureza Mais Radical de Portugal volta a desafiar, desta vez para a Obstaklus Race, a acontecer no dia 25 de agosto. Os mais destemidos encontram nesta segunda edição uma prova bastante árdua: diferentes obstáculos, inseridos num percurso de 10km.

Obstaklus 2019.jpg

Sozinhos ou em equipa, os participantes são “convidados” a rastejar, trepar e correr, capazes de levar a adrenalina ao limite. As magníficas e idílicas paisagens do território, serão o relaxante para levarem a prova até ao fim.

O evento, com partida no Largo Hermenegildo Solheiro pelas 09h30, vai «colocar à prova a força, vontade, resistência e espírito de equipa num ambiente natural, cheio de adrenalina, diversão e alegria, num cenário único», garante a organização, destacando as qualidades de Melgaço: o saber receber, o potencial turístico da região, a localização, as excelentes condições naturais e a gastronomia.

As inscrições estão a decorrer aqui, em distintos períodos: 2ª fase até 19 de agosto e 3ª fase até à hora de partida. O regulamento encontra-se disponível no mesmo endereço das inscrições.

As provas dividem-se em três escalões:

Elite - destinada aos atletas com idade igual ou superior a 18 anos, que se sintam tecnicamente capazes de superar todos os obstáculos com sucesso, sob pena de serem desclassificados caso não consigam passar algum dos obstáculos em prova.

Super - destinada aos atletas que estejam a iniciar, ou já com alguma experiência, neste tipo de prova, e que pretendam testar as suas capacidades e divertir-se.  Não haverá risco de desclassificação por não transposição de algum obstáculo, mas haverá penalização com 15 burpees.

Rookie - destinada aos atletas com idades compreendidas entre os 16 e 18 anos, que pretendam testar as suas capacidades e divertir-se. Não haverá risco de desclassificação por não transposição de algum obstáculo, mas haverá penalização com 15 burpees.

As equipas terão de ter no mínimo três atletas e podem ser de escalões diferentes, exceto o de ELITE. Os participantes menores, com idade compreendidas entre os 16 e os 17 anos, poderão participar mediante a apresentação de um Termo de Responsabilidade assinado pelos pais e/ou tutores.

«Depois da edição do ano passado, o objetivo é continuar a inovar, a melhorar na qualidade do evento, onde a adrenalina e a superação terão presença assídua e vincada. Pretendemos também que o convívio, a entreajuda e a diversão sejam constantes.», realça a organização.

O evento é uma organização da Melsport - Melgaço, Desporto e Lazer, E.m. e da ObstalkusRace, com o apoio do Município de Melgaço e de diversas entidades.

Obstaklus race 2018 (31).jpg

Obstaklus race 2018 (94).jpg

Obstaklus race 2018 (105).jpg

Obstaklus race 2018 (259).jpg

Obstaklus race 2018 (317).jpg

Obstaklus race 2018 (344).jpg

Obstaklus race 2018 (358).jpg

ESCAVAÇÕES ARQUEOLÓGICAS CONTINUAM EM MELGAÇO

Trabalhos estenderam-se, pela primeira vez, à freguesia de Penso

Os investigadores na área de arqueologia voltaram a Melgaço, dando continuidade aos trabalhos no âmbito do projeto arqueológico transfronteiriço “Miño/Minho - Os primeiros habitantes do baixo Minho”, um projeto que estuda as primeiras ocupações humanas no Baixo Minho conservadas na sua margem esquerda. Os trabalhos centraram-se nas jazidas paleolíticas na freguesia de Remoães e na realização de prospeções ao longo do rio Minho entre Chaviães, a montante, e a ponte que liga Melgaço a Arbo, a jusante. Também na freguesia de Penso, aqui pela primeira vez, se realizaram prospeções, procurando-se determinar as condições de jazida de uma coleção de artefactos paleolíticos que haviam sido, há alguns anos, recolhidos nas imediações do Monte Castro.

escavações-arqueológicas-melgaço (4).jpg

O projeto encontra-se em desenvolvimento desde há quatro anos, incidindo as suas intervenções na área do concelho de Melgaço e na zona a montante de Monção, e tem permitido descobrir mais informações sobre o Paleolítico do Baixo e Médio Noroeste da Península Ibérica e dezenas de artefactos com milhares de anos. Nele participam investigadores portugueses associados às Universidades de Lisboa, Minho e Porto e investigadores espanhóis da Universidade de Vigo, do Centro Nacional de Investigación sobre la Evolución Humana de Burgos e do Instituto de Evolución en África da Universidade de Alcalá de Henares.

Os trabalhos realizados este ano contaram com a presença de uma equipa de 12 alunos da Licenciatura e do Mestrado em Arqueologia da Universidade de Lisboa, tendo-se focado na continuação da escavação do Locus 1 da jazida das Carvalhas, situada na Veiga de Remoães; na abertura de novas sondagens no Locus 4 desta mesma jazida; e na realização de prospeções ao longo do rio Minho entre Chaviães, a montante, e a ponte que liga Melgaço a Arbo, a jusante.

No Locus 1, da jazida das Carvalhas, procurou-se alargar a área anteriormente intervencionada para setores onde uma maior dimensão do nível arqueológico pudesse permitir a recolha de amostras para a posterior obtenção de datações por métodos radiométricos. Para além dos artefactos líticos exumados, os trabalhos aí realizados permitiram identificar pelo menos uma área onde se pretende vir a recolher as desejadas amostras.

Já no setor 4 da mesma jazida, os trabalhos incidiram numa nova área dos depósitos de origem fluvial que aí se encontram representados, tendo levado a reconhecer a complexidade do seu desenvolvimento local e a ocorrência de perturbações históricas dos seus níveis mais superficiais sem, todavia, permitir recolher os artefactos em conexão com uma data que se obteve na campanha de 2016. Trata-se, porém, de um objetivo que a equipa tentará levar a bom porto numa próxima campanha de trabalhos que aí se venha a realizar.

Na freguesia de Penso, as prospeções, que procuraram determinar as condições de jazida de uma coleção de artefactos paleolíticos que haviam sido há alguns anos recolhidos nas imediações do Monte Castro, tornaram possível verificar que o local onde se realizaram os achados se encontra muito remexido.

escavações-arqueológicas-melgaço (18).jpg

CONDIÇÕES TOPOGRÁFICAS DAS ÁREAS ABRANGIDAS DIFICULTARAM TRABALHOS

«Para montante de Melgaço, até Chaviães, a inclinação do terreno não permitiu a conservação de depósitos associáveis à presença do rio acima da cota atual. E se mais para norte em algumas áreas isso seria possível, a densa cobertura vegetal impediu uma cuidada observação do solo e dos depósitos subjacentes, mesmo se a ausência de materiais detríticos, e em especial de seixos rolados, não tenha deixado grandes indícios da sua presença.», conta o coordenador do projeto, João Ribeiro, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

«A existência de antigos terraços do rio Minho, associados ao desenvolvimento da sua planície fluvial quando o respetivo leito ainda não se encontrava tão encaixado como sucede na atualidade, encontra-se assim apenas identificada para jusante de Melgaço, nomeadamente a partir do Monte Prado, onde se localizaram algumas concentrações de materiais líticos talhados, embora a vegetação local não permita também um diagnóstico mais preciso do seu contexto e área de dispersão. A uma cota mais baixa, na Veiga que de Remoães se prolonga até às imediações da ponte de acesso a Arbo, é constante a presença de seixos rolados associados também a antigos depósitos mais baixos do rio Minho. Mas de novo aqui a vegetação e as amplas vinhas que no local existem, para além da recolha pontual de algumas peças líticas talhadas, não permitiram obter resultados mais precisos sobre a presença de vestígios arqueológicos associáveis ao homem paleolítico.», explica ainda o coordenador.

«Espera-se que com a continuação destas pesquisas se possam reunir dados que não só permitam aferir melhor o enquadramento e a amplitude cronológica dos vestígios do homem paleolítico no Baixo Minho, mas também as estratégias de adaptação e de exploração dos recursos naturais que lhe estavam associados.», atenta o professor João Ribeiro.

  • O projeto conta com a promoção da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e do Centro Nacional de Investigación sobre la Evolución Humana (CEHIEH) e com o apoio das Câmaras Municipais de Melgaço e Monção, em Portugal, e da Xunta da Galiza e das Câmaras Municipais de As Neves e Porriño, em Espanha.

escavações-arqueológicas-melgaço (22).jpg

escavações-arqueológicas-melgaço (28).jpg

escavações-arqueológicas-melgaço (39).jpg

escavações-arqueológicas-melgaço-penso (3).jpg

“MELGAÇO EM FESTA” ARRANCA NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA

Os valores e as tradições da região vão estar em destaque entre os dias 2 e 16 de agosto 

Foi num ambiente de grande animação que o programa do “Melgaço em Festa” foi apresentado, no passado dia 26 de julho, no Bar das Termas de Melgaço. O momento foi preenchido com várias performances, como música ao vivo, concertinas, exposição de produtos locais e a “visita” de personagens históricas.

lemll (1).jpg

«O Melgaço em Festa tem procurado evoluir, crescer e afirmar-se como um grande momento de programação cultural.» atenta o autarca, Manoel Batista, realçando que o evento oferece «uma programação que procura trazer qualidade e diversidade. Procura ser feita para agradar tanto aos mais velhos como aos mais novos».

▶️ Festival Internacional de Folclore 'O Mundo a Dançar' – 2 de agosto

▶️ Dia do Brandeiro – 3 e 4 de agosto

▶️ Mercado Medieval – 9 a 11 de agosto

▶️ Espetáculo com António Zambujo e espetáculo piromusical – 11 de agosto

▶️ Festa C(r)asteja – 14 a 16 de agosto

▶️ Gala de Patinagem – 14 de agosto

▶️ Festa do Emigrante – 16 de agosto

lemll (2).jpg

Festival Internacional de Folclore “O Mundo a Dançar” marca o arranque do evento, na sexta-feira, dia 2 de agosto, pelas 22h00, no Largo Hermenegildo Solheiro. Nesta edição irão subir ao palco quatro grupos de folclore: Benin, Croácia, Rússia e Bolívia. Através da dança darão a conhecer a sua cultura, proporcionando um espetáculo de qualidade reconhecida.

Nos dias seguintes, 3 e 4 de agosto, o convite é para conhecer a aldeia melgacense Branda da Aveleira, durante o “Dia do Brandeiro”, um evento que reúne toda a população para celebrar a cultura da transumância, uma tradição com 900 anos, em volta da gastronomia e Alvarinho da região. O cortejo etnográfico, no sábado, pelas 12h30, sob o tema “A Transumância”, assume-se como o momento alto das festividades, mas serão muitos os momentos para se ouvir o relato do quotidiano da pastorícia e momentos de animação musical.

lemll (3).jpg

A diversidade paisagística da aldeia e a gastronomia local (onde se destaca a broa de milho, o cabrito recheado no forno de lenha e os produtos de fumeiro) fazem desta aldeia do Município mais a Norte de Portugal uma ótima escolha! Situada na entrada do Parque Nacional da Peneda-Gerês, a Branda da Aveleira representa a tipicidade da região e o modo de vida de uma época. A aldeia tem uma paisagem e um conjunto arquitetónico de enorme beleza, sendo o testemunho de uma tradição agrícola e cultural de grande valor antropológico, que a torna muito especial e singular. Foi uma das pré-finalistas das 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias, na categoria de Aldeias Remotas.

Mercado Medieval volta à vila, entre os dias 9 e 11 de agosto. «A primeira edição foi um sucesso, com grande adesão da população e dos turistas. Estamos convencidos de que este ano será igualmente um êxito. Não temos dúvidas de que este mercado medieval vai afirmar-se como um dos maiores eventos na área medieval em todo o Alto Minho e, porventura, no Norte do país», refere Manoel Batista. «Temos todas as condições para isso. Não só o lugar, mas também o nosso parceiro que nos ajuda a realizar esta atividade», realça o autarca.

O Mercado Medieval pretende promover o património histórico de Melgaço, assinalando a data de 1388 como uma referência da identidade cultural do concelho. Serão relembrados episódios lendários da época Medieval, como ‘Inês Negra’, no dia 10 de agosto, pelas 22h00, no Castelo de Melgaço. O Centro Histórico, com o seu Castelo e as suas Igrejas medievais (Matriz e Misericórdia), assume-se como um local fulcral para a promoção deste Mercado, tornando-se os palcos de várias animações temáticas: Cortejos Históricos, Torneios Apeados, Espetáculos com Aves de Rapina, Espetáculos de Fogo, Concertos Medievais, Danças Orientais, Desfile Nupcial e Casamento Medieval, entre outras animações. Haverá ainda uma tenda para aluguer de trajes, convidando os visitantes a recuarem no tempo.

lemll (4).jpg

Na noite de 11 de agostoAntónio Zambujo sobe ao palco do Largo do Mercado Municipal, pelas 22h00. Segue-se um espetáculo piromusical, pelas 00h00.

Entre os dias 14 e 16 de agosto realiza-se a Festa C(r)asteja, «celebrando, uma vez mais, a cultura de montanha», salienta Manoel Batista.

Castro Laboreiro é uma das aldeias mais emblemáticas do Parque Nacional da Peneda Gerês, resultado do isolamento que sofreu no passado, o qual permitiu que chegassem intactos nos nossos dias, aspetos do património histórico e cultural da aldeia, como a arquitetura, a paisagem e o modo de vida das suas gentes, ainda hoje marcado por um forte espírito comunitário. Toda esta cultura vai ser vivida durante o evento, através de tradições como a carpeada, danças típicas, recriação de uma boda c(r)asteja, sempre com muita animação. Haverá ainda o concurso do Cão de Castro Laboreiro e as Jornadas Históricas, com a presença dos oradores Fátima Silva, José Domingues e Álvaro Campelo. Recorde-se que Castro Laboreiro foi finalista nas 7 Maravilhas de Portugal® – Aldeias e foi distinguida com o Prémio 5 estrelas, na categoria ‘Aldeias e Vilas’, no âmbito do concurso ‘Portugal Cinco Estrelas’ 2018.

E não é só cultura e tradições que o “Melgaço em Festa” oferece: esta edição apresenta, pela primeira vez, a Gala de Patinagem, promovida pela Associação Melgaço em Patins. Acontece no dia 14 de agosto, pelas 22h00, no Parque Urbano Rio do Porto.

Festa do Emigrante, a 16 de agosto, encerra o programa. Será um momento para festejar com os emigrantes que, por esta altura, regressam às suas origens.

lemll (5).jpg

O Município, em parceria com várias entidades, oferece ainda uma panóplia de atividades para que descubram o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal. «Serão bons momentos para que todos desfrutem da alegria e diversão e para que descubram Melgaço, as suas gentes, culturas e tradições. Um programa para todos! Para todas as idades! Para todos os gostos!», enaltece Manoel Batista.

lemll (6).jpg

ACHA QUE ENOTURISMO É APENAS PROVA DE VINHO? DESENGANE-SE…

O Soalheiro propõe-lhe uma experiência cultural que pode ser vivenciada em família e entre amigos… dos 8 aos 80 anos.

De férias ou sem ideias para relaxar no fim de semana? O Soalheiro propõe-lhe uma experiência cultural que pode ser vivenciada em família e entre amigos… dos 8 aos 80 anos. Uma descoberta do terroir da origem do Alvarinho – Monção e Melgaço – onde a gastronomia, a natureza e a amizade se fundem num momento que ficará certamente na memória. Mas se acha que o Enoturismo é apenas prova de vinho, desengane-se. É a descoberta de tudo o que o vinho tem para lhe ensinar. Desde a descoberta dos encantos da vinha, da preservação da biodiversidade até aos sistemas de produção tudo é uma aprendizagem que pode ou não terminar com uma prova vínica. 

soalheiro enoturismo quinta de folga melgaço alvarinho (3).JPG

PASSEIOS NA VINHA, RAFTING, GASTRONOMIA E INFUSÕES… TUDO HARMONIZA COM O TERROIR DO ALVARINHO

A oferta de Enoturismo Soalheiro é diversificada e integradora e permite criar programas para famílias, sem limitação de idades, e amigos com perfis e gostos diferentes. Agora com reserva mais intuitiva, as diferentes propostas podem ser conhecidas em soalheiro.pt/Enoturismo

Na Visita Pur Terroir terá a oportunidade de visitar as primeiras vinhas. Plantadas em 1974, ano de muitas mudanças, estas vinhas continuam a dar origem a um vinho que revolucionou o conceito do Soalheiro percecionar o Alvarinho e o Vinho Branco - o Soalheiro Primeiras Vinhas. Consciente da necessidade de práticas sustentáveis, não só para a minimização dos problemas das alterações climáticas, mas, acima de tudo, pelo respeito pelo território, o Soalheiro tem apostado em novas formas de preservação do terroir com a implementação da agricultura biológica em todo as suas vinhas, baseada nos conceitos biodinâmicos e desafia-o a vir descobrir esta procura apaixonada pelo detalhe do território num passeio pelas vinhas.

enot.png

Cada perfil de Soalheiro tem uma história para contar, um momento, uma atitude. Por isso, o desafio é escolher o seu.Pode optar pela Prova Clássica, onde se deixará envolver pela frescura aromática da casta Alvarinho com o Soalheiro Clássico, a dimensão mais emblemática da marca ou a Prova Origem, que o desafiará a descobrir toda a história da primeira marca de Alvarinho de Melgaço e a paixão que os move. Aqui terá a oportunidade, entre outros, de provar a alma do Soalheiro, o Primeiras Vinhas, e um Soalheiro de vinhas de altitude, o Granit. Para quem acredita na irreverência da tradição, propomos a Prova Nature. Nesta prova poderá descobrir a família dos Soalheiro Naturais: o Terramater (um Soalheiro integralmente diferente, sem filtração), o Nature (um Soalheiro "Fora da Caixa", sem adição de sulfitos) e a mais recente edição limitada do Espumante Nature (baseado no método ancestral de fermentação, sem adição de sulfitos). Mas o terroir pode ser explorado de diferentes formas e a Prova Fusion representa uma verdadeira fusão de sabores onde o potencial do terroir é explorado no seu expoente máximo para que a aprendizagem seja continua e a inovação esteja sempre presente. Nesta visita terá a oportunidade de degustar as mais recentes novidades - o Rosé (Alvarinho & Pinot Noir) e o Sauvignon Blanc (A inovação e o ThePurTerroir®), entre outros.

soalheiro enoturismo quinta de folga melgaço alvarinho (4).jpg

Mas se gostaria de explorar todas as Dimensões Soalheiro, harmonizadas com algumas das melhores iguarias que a região tem para oferecer: o fumeiro da Quinta de Folga e o queijo de prados de Melgaço, prepare as suas papilas gustativas para as melhores sensações de puro prazer. A Prova Premium proporcionará uma viagem pelos sentidos e revelará todo o potencial da casta Alvarinho e do “The Pur Terroir”.

Poderá ainda provar as infusões naturais do Minho. A “Soalheiro Infusion Selection” é composta por 10 ervas espontâneas caraterísticas do terroir Soalheiro e harmonizam com a gastronomia local e claro com perfis distintos de Soalheiro.

Localizados no Município de Natureza mais Radical de Portugal, Melgaço, tem ainda a oportunidade de explorar o Rio Minho e as serras que circundam o vale. Como complemento ideal às visitas pode ainda usufruir de uma divertida descida de Rafting.

Para descobrir todo o potencial enogastronómico da região, poderá usufruir de almoços e provas na vizinha Quinta de Folga. Sente-se à mesa na Quinta de Folga e tenha uma experiência gastronómica sem igual ao mesmo tempo que desfruta de uma vista única para as vinhas integradas numa paisagem rural tradicional. O ex-líbris é a produção do Porco Bísaro, ligado desde tempos imemoriais à confeção do Fumeiro da região. Na Quinta de Folga estes animais são criados ao ar livre, em regime de produção ecológica.

soalheiro enoturismo quinta de folga melgaço alvarinho (1).jpg

soalheiro enoturismo quinta de folga melgaço alvarinho (2).jpg

PROGRAMA DO “MELGAÇO EM FESTA” APRESENTADO NO BAR DAS TERMAS

Esta sexta-feira, dia 26 de julho, pelas 17h30

Na próxima sexta-feira, o Bar das Termas de Melgaço será palco para animação e cultura: o Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, convida para a sessão de apresentação do programa do “Melgaço em Festa”. O momento acontece pelas 17h30 e será preenchido com música ao vivo, concertinas, exposição de produtos locais e com a “visita” de personagens históricas. «Será uma pequena mostra daquilo que Melgaço preparou para a edição deste ano», atenta o autarca.

APRESENTAÇÃO MEF (56).jpg

O concelho estará em Festa entre os dias 2 e 16 de agosto, com um programa repleto de bons momentos para que todos desfrutem da alegria e diversão e para que descubram o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal. O Festival Internacional de Folclore ‘O Mundo a Dançar’, o Dia do Brandeiro, o Mercado Medieval, o espetáculo com António Zambujo, a Festa C(r)asteja, a Gala de Patinagem e a Festa do Emigrante, são as propostas para esta edição.

Capturarmelga.PNG

CICLISTAS DE PORTUGAL, BÉLGICA, COLÔMBIA E DE ESPANHA PEDALAM RUMO AO GRANDE PRÉMIO DO MINHO

De 25 a 28 de julho com Melgaço, Guimarães e Vieira do Minho a assumirem um papel de destaque no desenrolar da competição

Cerca de centena e meia de ciclistas, em representação de 24 equipas, 17 portuguesas, uma belga, uma colombiana e cinco espanholas, rumam à estrada a partir da próxima quinta-feira, dia 25 de julho, para a 31ª edição do Grande Prémio do Minho. A competição arranca em Melgaço com um contrarrelógio por equipas, pelas 16h00, na Praça da República.

Grande Prémio do Minho 2018 (25).jpg

O evento, destinado ao escalão de juniores e organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Ciclismo, prolonga-se até domingo, dia 28 de julho, com Melgaço, Guimarães e Vieira do Minho a assumirem um papel de destaque no desenrolar da competição.

A primeira etapa terá início no centro da cidade de Guimarães e terminará em Santo Antonino, na freguesia vimaranense de Mesão Frio. Vieira do Minho acolhe a partida e chegada da segunda etapa. No último dia, o pelotão rumará até Melgaço, o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal, nomeadamente a Castro Laboreiro.

Durante os 278,6 kms da prova estarão em disputa diversas contagens de montanha e metas volantes, assim como as classificações gerais individual por tempos (Camisola Amarela: Discover Melgaço), por pontos (Camisola Verde: Score Tech), da Montanha (Camisola Azul: Arrecadações da Quintã), do melhor júnior de primeiro (Camisola Laranja: Cision), do melhor atleta da Associação de Ciclismo do Minho (Camisola Branca: Universidade do Minho) e por equipas. A montanha será um fator decisivo na definição dos vencedores do 31º Grande Prémio do Minho, estando previstas oito contagens de montanha, mas as metas volantes, num total de sete, constituirão certamente um fator que aumentará a competitividade até ao último momento.

Recorde-se que no ano passado Vieira do Minho consagrou João Macedo (Sicasal/Liberty Seguros/Bombarralense) como o grande vencedor da 30ª edição do Grande Prémio do Minho. João Macedo conquistou a camisola amarela (CJR – Cândido José Rodrigues) e a laranja (Cision), enquanto João Afonso (Centro Ciclista Barcelos A.F.F/Orbea/Onda) a camisola verde (Controlsafe), Pedro Andrade (Vito/Feirense/Blackjack) a azul (Arrecadações da Quintã) e Pedro Silva (Seissa|KTM-Bikeseven|Matias&Araújo|Frulact) a branca (Universidade do Minho).

Grande Prémio do Minho 2018 (107).jpg

RESUMO DAS ETAPAS

Prólogo (CRE) - quinta-feira, 25 de julho

Melgaço > Melgaço - 6,4 kms

Partida: 16h00 (1ª equipa) - Praça da República (Melgaço)

Chegada: 16h10 (1ª equipa) - Rua Dr. Afonso Costa (Melgaço)

1ª etapa - sexta-feira, 26 de julho

Guimarães > Santo Antonino (Mesão Frio) - 69,6 kms

Partida: 13h30 - Largo da Mumadona (Guimarães)

Chegada: 15h24 - Santo Antonino (Mesão Frio - Guimarães)

2ª etapa - sábado, 27 de julho

Vieira do Minho > Vieira do Minho - 97 kms

Partida: 13h00 - Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)

Chegada: 15h33 - Avenida Barjona de Freitas (Vieira do Minho)

3ª etapa - domingo, 28 de julho

Melgaço > Castro Laboreiro (Melgaço) - 105,6 kms

Partida: 12h10 - Avenida da Inês Negra (junto à Câmara Municipal de Melgaço)

Chegada: 15h01 - Castro Laboreiro (Melgaço)

Mais informações aqui!

O Grande Prémio do Minho, cuja primeira edição remonta a 1977, é o ponto alto de sucessivas épocas desportivas levadas às estradas da região pela Associação de Ciclismo do Minho (ACM). É promovido sob a égide e cooperação com a UVP - Federação Portuguesa de Ciclismo. Esta edição conta com o apoio de diversas entidades: Câmara Municipal de Melgaço, Câmara Municipal de Guimarães, Câmara Municipal de Vieira do Minho, Score Tech (Camisola Verde), Arrecadações da Quintã (Camisola Azul), Cision (Camisola Laranja), Universidade do Minho (Camisola Branca), Junta de Freguesia de Mesão Frio - Guimarães, Fermir, Confeitaria Alvorada, Raiz Carisma - Soluções de Publicidade, POPP Design, Navega Rías Baixas, AFAcycles, Guimarpeixe, Café Bogani, Auto Terror, Centro de Estágios de Melgaço, Workview, Jopedois, RS Bikes, Roda na Frente e do Correio do Minho (jornal oficial).

Grande Prémio do Minho 2018 (110).jpg

MELGAÇO TEM “POP-UP”

Projeto será apresentado no próximo sábado, dia 27 de julho, pelas 16h30!

Melgaço, atento às dinâmicas europeias, apresenta à Comunidade Melgacense um projeto que visa revolucionar conceitos. Falamos das POP SHOPS e serão apresentadas no próximo sábado, dia 27 de julho, pelas 16h30, na “loja do Sr. Hilário” (Rua Dr. Afonso Costa).

pop-up.png

O projeto enquadra-se no Programa URBACT: “Finding opportunities in declining cities. Working with civil society to reverse decline in small and medium sized towns – Altena”, onde Melgaço participa em conjunto com diversas cidades europeias. Juntos, trabalham em busca de soluções, em conjunto com a sociedade, para reverter a perda de população. Um problema que afeta quase metade (40%) das cidades europeias.

MINISTRO DA EDUCAÇÃO INAUGURA REMODELAÇÃO DO RELVADO SINTÉTICO DO CENTRO DE ESTÁGIOS DE MELGAÇO

No próximo domingo, dia 21 de julho, pelas 11h00

Intervenções representam um investimento de cerca de 200 mil euros

O Ministro da Educação, com a tutela do Desporto e da Juventude, Tiago Brandão Rodrigues, estará no próximo domingo, dia 21 de julho, pelas 11h00, em Melgaço para o momento de inauguração de remodelação do relvado sintético do Centro de Estágios. O investimento é de cerca de 200 mil euros e tem uma comparticipação no valor de 35 mil euros, ao abrigo do Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas (PRID) 2018.

centro de estágios melgaço.JPG

As intervenções, substituição do relvado sintético e de alteração do sistema de rega, aconteceram antes do início dos diversos estágios que o Centro recebe por esta altura, criando assim todas as condições de formação, treino e competição.

Visando proporcionar condições de excelência a atletas e também a utilizadores do complexo, a Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer E.M. procedeu ainda a intervenções em outros espaços, nomeadamente ao nível de impermeabilizações e substituição do piso nas piscinas descobertas; e intervenções de manutenção (pinturas interiores e exteriores de edifícios, lavagens de fachadas/coberturas dos edifícios e limpezas da área verde envolvente). No total, os investimentos das demais intervenções rondam os 230 mil euros.

obras-centro-estagios (11).JPG

EQUIPAS DO JAPÃO, EGIPTO, AUSTRÁLIA, ESPANHA E DE PORTUGAL REALIZAM ESTÁGIO EM MELGAÇO

Desde o início de julho, o Centro de Estágios tem recebido atletas de diferentes modalidades, que encontram aqui condições de excelência para a realização dos seus estágios profissionais. Na área do andebol, a Seleção Japonesa Sub 21 (1 a 8 de julho), a Seleção Egípcia Sub 21 (11 a 15 de julho), a Seleção Australiana Sub 21 (12 a 18 de julho) e a Seleção Portuguesa Sub 21 (13 a 15 de julho). Na área de futebol, Melgaço recebeu a equipa do Gil Vicente (7 a 13 de julho), o Grupo Desportivo de Chaves (14 a 21 de julho) e irá receber o Club Deportivo de Tenerife (30 de julho a 7 de agosto). Também o Club de Rugby São Miguel Sub-12 e Sub-14 (8 a 12 de julho) e o Campeão de Ciclismo de Estrada 2019, na categoria de Elites, José Mendes - Sporting-Tavira (3 a 12 de julho), escolheram o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal para realizarem a sua preparação física. De recordar que já em junho o Centro de Estágios recebeu a Seleção Portuguesa de Andebol - Seniores masculinos, que esteve em preparação para o Campeonato da Europa 2020, de onde saiu qualificada.

Com uma localização privilegiada e inserido num espaço natural de rara beleza, o Centro de Estágios de Melgaço, centro de treinos oficializado pela UEFAoferece condições de excelência para acolher equipas e desportistas profissionais e amadores, das mais variadas modalidades, como futebol, futsal, andebol, basquetebol, trail running, atletismo, ciclismo, salto com vara, rugby, entre outras. «Os atletas encontram aqui a tranquilidade da região e excelentes equipamentos que lhes possibilitam ótimas condições para o treino e recuperação física», garante José Adriano Lima, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Melgaço, e também Presidente da Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer EM. Até ao momento, o Centro de Estágios recebeu atletas de vários pontos do mundo: Espanha, França, Itália, Canadá, Austrália, China, Qatar, Marrocos, Guiné Equatorial, Roménia, Angola, Polónia, Portugal, Dinamarca, Rússia, Suíça e Nigéria (são alguns dos exemplos).

Numa estratégia planeada, o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal afirma-se, uma vez mais, como uma opção acertada para a prática do desporto. «O Centro de Estágios está posicionado como um dos mais modernos, melhor equipados e mais completos complexos desportivos. É uma referência no desporto! Não é por acaso que nos continuam a escolher!», atenta o Presidente da Câmara Municipal, Manoel Batista, não deixando de enaltecer a beleza da região: «É, sem dúvida, uma excelente promoção para o território. Quem visita o nosso concelho fica fascinado com a sua beleza natural e com a excelente gastronomia que temos».

obras-centro-estagios (16).JPG

O COMPLEXO DESPORTIVO E DE LAZER é um espaço idealizado e construído de forma a oferecer um serviço de elevada qualidade, com equipamentos adjacentes que visam a atividade desportiva, tanto na vertente lúdica como na vertente competitiva ao mais alto nível.

Inaugurado em 2001, esta infraestrutura está preparada para receber atletas de diversas modalidades e de todos os níveis de competição, constituindo-se como uma das grandes apostas do município no turismo desportivo.

Divide-se em duas grandes áreas: a área de lazer, com diversos equipamentos que permitem a prática do desporto de manutenção e equipamentos destinados a atividades lúdicas e culturais; e a área destinada ao desporto de alta competição, servida por infraestruturas capazes de acolher diversas modalidades, tanto para competição como para treino. É nesta última área que se situa o Centro de Estágios, dotado de um conjunto de equipamentos próprios, disponibilizados em exclusivo aos clubes em estágio. É composto por estádio de futebol (com capacidade para 1700 espectadores), pista de atletismo, campo de treinos, balneários, clube de saúde, ginásio de manutenção, salas de tratamentos e massagem, entre outros. Estes equipamentos encontram-se vedados ao exterior, mas interligados entre si, visando oferecer as condições necessárias a um melhor estágio, em segurança, tranquilidade e com privacidade.

O complexo constitui-se como um polo dinamizador do desenvolvimento do desporto, lazer e turismo na região.

obras-centro-estagios (30).JPG

relvado sintético centro estágios melgaço (1).JPG

relvado sintético centro estágios melgaço (2).JPG

relvado sintético centro estágios melgaço (3).jpg

COCKTAILS DE ALVARINHO? – DÊ UMA NOVA DIMENSÃO AO SEU VERÃO

Soalheiro desafiou Escolas de Hotelaria e Turismo de Coimbra e de Viana do Castelo a criar cocktails vínicos, únicos e irreverentes, que permitissem dar uma dimensão arrojada dos sabores do terroir da Origem do Alvarinho: Monção e Melgaço.

Os resultados? Surpreendentes…

Capturarsoa1.PNG

Alunos e Professores das Escolas de Hotelaria e Turismo de Coimbra e de Viana do Castelo aceitaram o desafio da primeira marca de Alvarinho de Melgaço, Soalheiro, e criaramcocktails vínicos irreverentes e que desafiarão o seu paladar este verão. Propostas descontraídas que permitem reinventar o Alvarinho e dar uma dimensão arrojada dos sabores doterroir da Origem do Alvarinho: Monção e Melgaço. Os resultados? Surpreendentes…

Capturarsoa2.PNG

Orientados por Eduardo Vicente, em Coimbra disseram Allo aos cocktails vínicos. A interpretação do Soalheiro Allo, onde o Alvarinho confere estrutura e o Loureiro a distinção aromática, levou à criação de três propostas que exploraram o terroir de forma distinta: o Allo Passion – o aroma floral do vinho ligado à acidez do maracujá e aos sabores do xarope de especiarias, o Allo Infusion – os sabores do Alvarinho e do Loureiro acentuados numa infusão com Erva Príncipe e Tomilho Limão e o Allo Red – uma explosão de frutos vermelhos e xarope de hibisco, numa excelente harmonia com o vinho que lhe serviu de inspiração.

Capturarsoa3.PNG

Em Viana, o Soalheiro 9% - um Alvarinho com 9% de álcool pleno de acidez e com açúcar residual - foi a inspiração. O 9% NHR, incorpora elementos extraídos dos aromas presentes no vinho como os frutos tropicais (maracujá) e os citrinos (limão) e contempla 2 texturas distintas: a base da bebida e uma espuma feita também à base do Soalheiro 9%. A composição foi pensada e executada pelo aluno Flávio Marinho com a supervisão do formador de bar Albano Pereira.

Capturarsoa4.PNG

MELGAÇO CONVIDA A CONHECER A REGIÃO ATRAVÉS DE UMA EXPERIÊNCIA 3D E 360º

O projeto foi financiado pelo Norte 2020, num investimento de cerca de 298.000 EUR.

Em Melgaço é possível conhecer a região através de uma experiência interativa. Numa abordagem de utilização das novas tecnologias, mais apelativas ao público jovem, alvo do plano educativo ambiental da Porta de Lamas de Mouro, bem como aos turistas que procuram a Porta como local de informação para a visitação do PNPG, foram desenhadas e implementadas várias soluções interativas que possibilitam aos visitantes uma experiência de visitação diferenciadora e inovadora. Exemplo disso são os óculos 3D, que possibilitam aos visitantes visualizar um vídeo 360º sobre a ocupação do território e da transumância (Brandas e Inverneiras*).

PEGADA ZERO MELGACO (15).jpg

Os óculos estão disponíveis na Oficina temática da Porta do PNPG de Lamas de Mouro, na Loja Interativa de Turismo e no Núcleo Museológico de Castro Laboreiro. «Quem experimenta tem a oportunidade de ter uma noção daquilo que é a ocupação do território de montanha», considera o autarca melgacense, Manoel Batista.

PEGADA ZERO MELGACO (27).jpg

Quem visitar a Porta, tem ainda à sua disposição o Jogo dos Habitas, que pretende promover uma cidadania mais ativa e participativa das crianças e jovens ao nível do ambiente e da sustentabilidade, enquanto que salvaguarda e valoriza o património paisagístico da Peneda-Gerês e de Melgaço. Melgaço Tem ainda na Porta diversas aplicações interativas com uma forte componente visual e sonora, como o “Vídeo de Boas Práticas”, inserido numa mesa interativa de 55", com informação sobre a oferta turística (alojamento, restauração, animação turística, Rede Melgaço Museus e outros pontos de interesse), a Rede Municipal de Percursos Pedestres e Cicláveis, a Rede de Portas do PNPG, o PNPG e a Reserva Mundial da Biosfera.

PEGADA ZERO MELGACO (30).jpg

Para continuarem a Discover Melgaço, os turistas são convidados para uma viagem interativa pelo território: através de um videowall, no qual são guiados pela mascote virtual da Porta (baseada na figura do cão de Castro Laboreiro), é possível conhecer o que Melgaço Tem no que respeita a atividades de animação turística ligadas ao turismo de natureza ativo, como Rafting, Btt, Canyoning, Passeios a Cavalo, Pedestrianismo e Salto Pendular.

PEGADA ZERO MELGACO (32).jpg

Ainda no âmbito da aposta de promoção do património natural, Melgaço Tem agora implementada a plataforma CMS (Content Management System): uma base de dados dinâmica sobre a oferta turística (com especial enfoque no património natural, mas também em outros atrativos e eventos) que disponibiliza informação para vários canais digitais (portal do Município, APP´s móveis, recursos da loja interativa, Porta PNPG de Lamas de Mouro, entre outros), de modo a otimizar e automatizar a gestão da informação nas demais  plataformas.

PEGADA ZERO MELGACO (37) (1).jpg

Os projetos – integrados numa operação mais alargada de definição de uma estratégia de marketing para o turismo de natureza de Melgaço – foram financiados pelo Norte 2020. No total, o investimento da operação ascende a cerca de 298.000 EUR, com comparticipação FEDER de aproximadamente 254.000 EUR. Recorde-se de que estes investimentos são parte de uma estratégia mais alargada em que o Município de Melgaço se posiciona como «o destino de natureza mais radical de Portugal, onde é possível praticar os desportos de rio e montanha mais exigentes, todo o ano, ao sabor de um alvarinho único e do fumeiro de Melgaço». No âmbito desta estratégia, Melgaço valoriza os recursos naturais do concelho: o PNPG e o SIC (Sítio de Importância Comunitária) Rio Minho, que constituem dois dos principais ativos (Património natural) do território em termos de turismo de natureza. Além de ser o único Parque Nacional de Portugal, é território classificado como Reserva Mundial da Biosfera, por parte da UNESCO.

PEGADA ZERO_FAM TRIP 1º DIA (159).jpg

Com estes investimentos, Melgaço anseia, até 2020, um aumento do número de visitantes a sítios de património natural e cultural na ordem dos 5.000 turistas (sendo 2.500 no território do PNPG).

MELGAÇO TEM ativas redes wi-fi em vários pontos do concelho

No âmbito do projeto Smart Cities Melgaço, cofinanciado pelo programa Valorizar, do Turismo de Portugal, num investimento total próximo dos 55.500 EUR (sendo o incentivo do Turismo de Portugal no valor de 50.000 EUR), Melgaço disponibiliza internet gratuita aos turistas e visitantes, intervindo em três pontos nevrálgicos da oferta turística do concelho, garantindo desta forma uma grande abrangência territorial do projeto: Centro Histórico, Porta do PNPG de Lamas de Mouro e Vila de Castro Laboreiro.

Ainda no âmbito desta candidatura, os turistas têm ao seu dispor dois Muppies Interactivos (na Rua Hermenegildo Solheiro e em Castro Laboreiro), que informam sobre os pontos de interesse de Melgaço.

PEGADA ZERO_FAM TRIP 1º DIA (190).jpg

Ao proporcionar cobertura wi-fi, o Município está a contribuir para o aumento da qualidade da experiência por parte dos visitantes. «Pretendemos que Melgaço se adeque aos estilos de consumo do turista do século XXI. Não podemos olvidar que o recurso às novas tecnologias permite fazer uso de ferramentas muito poderosas em termos de despertar emoções no turista/visitante e apelar ao consumo mais fácil do território. Queremos que o turista, onde quer que esteja, possa aceder a informação que melhore a sua experiência de visita.», atenta Manoel Batista.

*Confinadas a uma área bem delimitada do território de Melgaço, as Brandas e as Inverneiras constituem espaços mutuamente complementares, ocupados alternadamente e de acordo com o calendário de mudanças estacionais, pelo mesmo contingente populacional que procura o conforto durante aquele período.

Castelo de Castro Laboreiro.JPG

maratona btt melgaco (302).jpg

Melgaço (3).JPG

Melgaço (8).JPG

Melgaco PORTA PNPG 1.JPG