Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MINISTRA DA COESÃO TERRITORIAL, ANA ABRUNHOSA, MARCOU PRESENÇA NA CERIMÓNIA DE ENCERRAMENTO DO URBACT/RE-GROWCITY: VISITOU CINCO NOVAS LOJAS

Presidente da Câmara de Melgaço anuncia continuidade do projeto e abertura de mais lojas Pop-Up

No dia de hoje (16 de julho), a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, marcou presença na cerimónia que assinalou o encerramento do programa Urbact/ RegrowCity, Melgaço Tem Pop-Up, visitando as cinco lojas que abriram muito recentemente e que ainda não haviam sido inauguradas fruto da situação pandémica que vivemos.

encerramento-pop-up-melgaco (7).jpg

AS MAIS RECENTES LOJAS:

- Story Board – Photography (Tiago Fernandes)

- Diversidade De Fotografias (Carla Sousa)

- Sapataria Alves (Cindy Castro)

- Estética (Flávia Oliveira)

- Roscas de Melgaço (Madalena Barbosa)

Desde que arrancou em 2019, o programa Melgaço Tem Pop-Up tem-se revelado pleno de atividade e registou a concretização de 15 projetos de negócio / atividades, contando, nomeadamente, com 13 projetos lojistas e duas lojas âncoras com atividades de IPSS´s, artistas, e demais sociedade civil. Destes seis maturaram o modelo de negócio e transitaram já em permanente/definitivo, sejam em espaços inicialmente afetos ao programa, seja em lugar próprio fora deste:

- Bolos e Bolinhos Gourmet (Bernardete Nabeiro)

- Loja de Antiguidades (Ana Maria Gregório)

_ Elisangela Castro na loja âncora_ primeiro projecto

- Cantinho da Bé (Eduarda Nabeiro)

- Sabor do Céu (Elisangela Castro)

- LP Alumínios (Leonel Pires)

- Old Street Studio (Joana Reinales)

- Story Board – Photography (Tiago Fernandes)

- Diversidade De Fotografias (Carla Sousa)

- Sapataria Alves (Cindy Castro)

- Artpaulabijus (Paula Ferreira)

- Estética (Flávia Oliveira)

- Roscas de Melgaço (Madalena Barbosa)

TOTAL DE PROJETOS JÁ DEFINITIVOS - 6

- Bolos e Bolinhos Gourmet (Bernardete Nabeiro)

- Cantinho da Bé (Eduarda Nabeiro)

- Sabor do Céu (Elisangela Castro)

- LP Alumínios (Leonel Pires)

- Old Street Studio (Joana Reinales)

- Artpaulabijus (Paula Ferreira)

Fruto do sucesso deste programa e da dinâmica que imprimiu à Vila da Melgaço, o Presidente da Câmara decidiu dar continuidade ao mesmo.

«Nunca algo de semelhante tinha sido antes tentado. Esta foi uma aposta arriscada e ambiciosa, com obstáculos que se anteviam difíceis de transpor, mas que quisemos enfrentar, enquanto desafio que urgia assumir em prol do território e das gentes de Melgaço. Cedo percebemos que aderir Programa URBACT implicaria um forte e profundo envolvimento de todas as partes da sociedade melgacense, fazendo os seus mais ativos atores e agentes participar dos processos de decisão e ação. Numa gestão urbana (e territorial) moderna, endereçando por vezes problemas antigos e complexos, como é o caso do declínio prolongado (de que sabemos padecem grande parte das vilas e cidades do interior e da Europa), há que ter a coragem de envolver e comprometer, diria mesmo coresponsabilizar a sociedade civil, empoderando os atores, mas também promovendo a iniciativa e participação na experimentação de soluções, tantas vezes arriscadas.

Esta foi, no entanto, uma aposta ganha. O trabalho conjunto aqui desenvolvido apresenta resultados incontornáveis no relançamento da vida urbana, seja na dinamização do tecido comercial/económico, novo e já anteriormente instalado, mas também na reanimação do espaço público (onde na requalificação a autarquia tem empreendido grandes investimentos) assim oferecendo um ambiente urbano mais diverso e rico para residentes e visitantes. Esta é uma realidade já reconhecida e elogiada pelos parceiros europeus, mas sobretudo pela sociedade melgacense, que interiorizou a valia e eficácia deste nosso MELGAÇO TEM POP-UP, continuando a abordar-nos com constantes propostas de empreendedorismo e “oferta” de espaços a associar ao programa.», refere o autarca, Manoel Batista.

O programa tem vindo a granjear a confiança de novos senhorios aderentes ao programa MELGAÇO TEM POP-UP, que têm entregado os seus espaços para ocupar graciosamente. Neste enquadramento, aos 12 espaços iniciais, juntam-se mais três novos: o n.º 113 da Rua José Cândido Gomes de Abreu, uma loja na Rua da Barbosa e um novo espaço na Rua Dr. Afonso Costa. E há ainda a notícia de alguns projetos/candidaturas de novos negócios que estão a ser analisados pelo grupo de trabalho para abrirem brevemente e que totalizam cerca de seis novas lojas.

Toda esta dinâmica é, inequivocamente, reveladora do mérito e efeitos benéficos no incentivo ao empreendedorismo e reanimação da dinâmica comercial da Vila de Melgaço e a prática do município tem sido referida como um caso de sucesso. Recentemente, num estudo sobre as Redes de Transferência URBACT o projecto MelgaçoTemPopUp é distinguido. «Melgaço tem sido um excelente parceiro da Rede Re-GrowCity. De longe, tem excedido as suas próprias expectativas para a transferência das boas práticas, contribuindo também para melhorias nas atividades da cidade líder de Boas Práticas, Altena.» Pode ler-se, no documento, conduzido pelo perito URBACT Matthew Baqueriza Jackson.

encerramento-pop-up-melgaco (5).jpg

encerramento-pop-up-melgaco (6).jpg

encerramento-pop-up-melgaco (1).jpg

encerramento-pop-up-melgaco (2).jpg

encerramento-pop-up-melgaco (3).jpg

encerramento-pop-up-melgaco (4).jpg

MELGAÇO ASSINALA DIA DO BRANDEIRO

Dia 6 de Agosto em Melgaço, branda da Aveleira

O MDOC-Festival Internacional de Documentário de Melgaço vai associar-se, nesta sétima edição, à comemoração do 25º aniversário do Dia do Brandeiro, festa que celebra a transumância e é uma homenagem aos construtores da comunidade agropastoril da Branda da Aveleira.

diadobrandeiro02.jpg

O programa inclui um debate sobre arquitectura popular com a participação dos arquitectos António Menéres e Fernando Cerqueira Barros, do geógrafo Álvaro Domingues e de José Rodrigues Lima, o principal impulsionador desta celebração, uma visita à Branda da Aveleira e a inauguração de duas exposições do fotógrafo Luís Portela.

O MDOC-Festival Internacional de Documentário de Melgaço, é organizado pela Câmara Municipal de Melgaço e pela Associação AO NORTE, pretende promover e divulgar o cinema etnográfico e social, refletir com os filmes sobre identidade, memória e fronteira, e contribuir para um arquivo audiovisual sobre o território.

MELGAÇO: MAIS DE 2,3 MILHÕES DE EUROS PARA AVANÇAR COM ESTRATÉGIA LOCAL DE HABITAÇÃO

O Acordo de Colaboração foi assinado hoje numa sessão que contou com a presença da Secretária de Estado da Habitação

Melgaço formalizou hoje, 2 de julho, o Acordo de Colaboração no âmbito do 1º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, que dará resposta a 44 famílias que vivem em situações indignas de Habitação. O Acordo foi assinado entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) e o município melgacense, numa cerimónia que contou com a presença da Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves.

ESTRATEGIA-LOCAL-HABITACAO-MELGACO-SECRETARIA-ESTA

Ciente das dificuldades de famílias melgacenses e com o objetivo de garantir a todos o efetivo direito à habitação digna, assegurando a melhoria da qualidade de vida da população, com base na premissa de que a habitação é um aspeto fundamental para a integração e coesão territorial, a autarquia levou a cabo a Estratégia Local de Habitação de Melgaço, integrada no programa 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. O objetivo é garantir o direito do acesso à habitação, numa dinâmica predominantemente dirigida à reabilitação e arrendamento, promovendo a inclusão social e territorial.

O Acordo de Colaboração celebrado hoje com o IHRU define a programação estratégica das soluções habitacionais a apoiar ao abrigo do programa 1º Direito para 44 agregados, correspondentes a 96 pessoas que vivem em condições indignas, através das seguintes soluções habitacionais:

  • Reabilitação de frações ou de prédios habitacionais
  • Construção de prédios ou empreendimentos habitacionais
  • Aquisição de frações ou prédios para destinar a habitação

O valor total do investimento necessário ao cumprimento dos objetivos indicados é estimado em 2.367.650,00€. Estão ainda identificados 88 beneficiários que, sendo proprietários das habitações, deverão efetuar as candidaturas ao IHRU para soluções habitacionais ao abrigo do 1.º Direito em nome próprio, podendo, em todo o processo de candidatura, contar com o apoio do município. A condição de habitação indigna concomitantemente com carência económica foi o critério de seleção dos agregados beneficiários.

ESTRATEGIA-LOCAL-HABITACAO-MELGACO-SECRETARIA-ESTA

FORAM IDENTIFICADOS 132 AGREGADOS EM SITUAÇÃO DE CARÊNCIA HABITACIONAL

Com o intuito de identificar os agregados em situação de carência habitacional, foi realizado um inquérito, coordenado pela Unidade Orgânica de Educação e Ação Social do Município, com o apoio das Juntas de Freguesia, IPss’s e serviços de ação social da saúde e da segurança social locais.

Foram identificados 132 agregados, que se traduzem num total de 243 pessoas: agregados dispersos por todo o concelho, à exceção de uma freguesia, com particular incidência na União de Freguesias de Vila e Roussas (52 agregados identificados). Concomitantemente à carência habitacional e económica, encontram-se associados a alguns destes agregados outros problemas sociais. A Estratégia Local de Habitação de Melgaço foi aprovada a 27 de fevereiro de 2021, sendo posteriormente remetida para o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, I.P., estabelecendo-se agora o Acordo e que terá a duração máxima de seis anos a contar da data da sua celebração.

ESTRATEGIA-LOCAL-HABITACAO-MELGACO-SECRETARIA-ESTA

PLANO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIO:

EM 2021, O MUNICÍPIO DE MELGAÇO REFORÇOU AS MEDIDAS LOCAIS DE APOIO À HABITAÇÃO

Existem no concelho 17 habitações sociais arrendadas em regime de renda apoiada a agregados familiares em situação de comprovada carência económica. A habitação social está dispersa pelas várias freguesias do concelho, de forma a manter integrados no seu ambiente de origem os beneficiários da mesma, apresentando tipologias de T2 a T4.

O município tem congregado esforços através da implementação de medidas específicas para intervenção nas carências habitacionais e apoio ao arrendamento a agregados familiares carenciados, como sejam:

  1. apoio à criação de condições de habitabilidade, que o município apoia nas situações de carência económica comprovada em habitações particulares próprias. É um apoio de caráter temporário, montante variável e enquadra-se em quatro níveis:
  2. Nível 1 – Isenção do pagamento de taxas relativas ao licenciamento de obras;
  3. Nível 2 – Elaboração e fornecimento, a título gratuito, do projeto de execução e respetivo acompanhamento técnico da obra por parte da Câmara Municipal;
  4. Nível 3 – Fornecimento de materiais de construção para obras de conservação, beneficiação e remodelação;
  5. Nível 4 – Pagamento de mão-de-obra, cuja contratação fica a cargo da Câmara Municipal, não excedendo 2.000€ de comparticipação.
  6. apoio ao arrendamento/crédito à habitação, também de carácter excecional e pontual, destinado à comparticipação dessas despesas, e cujo valor máximo de apoio a cada ano não poderá ultrapassar os 100,00€ mensais pelo período máximo de 3 meses, a agregados familiares carenciados que reúnam as seguintes condições:
  7. Residência no concelho de Melgaço há pelo menos dois anos e que nele se encontrem recenseados;
  8. O agregado familiar não disponha de um rendimento mensal per capitasuperior a metade do valor do salário mínimo nacional;
  9. Todos os membros do agregado familiar, quando em idade de escolaridade obrigatória, frequentem estabelecimento de ensino;
  10. Sendo o candidato, ou qualquer elemento do agregado familiar, beneficiário do RSI (Rendimento Social de Inserção), esteja verificado o cumprimento integral das obrigações constantes do respetivo Contrato de Inserção.

Ainda no âmbito dos apoios à habitação, e para além dos apoios às famílias carenciadas, o município prevê também:

  1. Apoio aos jovens: isenção de taxas de edificação previstas no Regulamento Municipal devidas pela construção/reabilitação da primeira habitação própria (até aos 250 m2 de área bruta de construção) para:
  2. os jovens até aos 40 anos, quando em 2020 era apenas até aos 35 anos.
  3. casais (casamentos e união de facto, nos termos da Lei n.º 7/2001) cuja média de idades não ultrapasse os 40 anos, quando em 2020 era apenas até aos 35 anos.
  4. Fixação da taxa de IMI, para os prédios urbanos, em 0,32%(havendo a possibilidade de a fixar entre 0,3% e 0,45%);
  5. Minoração da taxa de IMI:
  6. Por número de dependentes, em imóveis destinados a habitação própria e permanente coincidente com o domicílio fiscal do proprietário (1 dependente a cargo – 20€; 2 dependentes a cargo – 40€; 3 ou mais dependentes a cargo – 70€);
  7. Por prédio arrendadoem 20%, no ano a que respeita o imposto, para os prédios urbanos arrendados (com contrato de arrendamento), incluindo imóveis destinados à habitação e a comércio e serviços;
  8. Em prédios classificados como de interesse público, de valor municipal ou património culturalem 50%.
  9. Majoração do IMIa prédios urbanos degradados – 30% para todo o concelho;

Consideram-se prédios urbanos degradados os que, face ao seu estado de conservação, não cumpram satisfatoriamente a sua função ou façam perigar a segurança de pessoas e bens.

ESTRATEGIA-LOCAL-HABITACAO-MELGACO-SECRETARIA-ESTA

SECRETÁRIA DE ESTADO DA HABITAÇÃO EM MELGAÇO

Hoje, dia 2 de julho

Para cerimónia de assinatura do Acordo de Colaboração no âmbito do 1º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação

Secretaria-habitacao-aniversario-mandato-melgaco (

Melgaço formaliza hoje, 2 de julho, o Acordo de Colaboração no âmbito do 1º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. O Acordo será assinado entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) e o município melgacense, numa cerimónia que contará com a presença da Secretária de Estado da Habitação, Marina Gonçalves. A ação terá lugar pelas 18h30, no Salão Nobre.

Ciente das dificuldades de famílias melgacenses e com o objetivo de garantir a todos o efetivo direito à habitação digna, assegurando a melhoria da qualidade de vida da população, com base na premissa de que a habitação é um aspeto fundamental para a integração e coesão territorial, a autarquia levou a cabo a Estratégia Local de Habitação de Melgaço, integrada no programa 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação. O objetivo é garantir o direito do acesso à habitação, numa dinâmica predominantemente dirigida à reabilitação e arrendamento, promovendo a inclusão social e territorial.

O Acordo de Colaboração a celebrar no dia de hoje com o IHRU define a programação estratégica das soluções habitacionais a apoiar ao abrigo do programa. A Estratégia Local de Habitação de Melgaço foi aprovada a 27 de fevereiro de 2021, sendo posteriormente remetida para o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, I.P., estabelecendo-se agora o Acordo.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MELGAÇO APROVOU CONTAS 2020 – RACIONALIDADE E RIGOR SÃO A MARCA DO EXERCÍCIO

A Assembleia Municipal de Melgaço aprovou a prestação de contas do exercício de 2020 apresentado pelo executivo melgacense. “Racionalidade e rigor” foi assim que o executivo definiu a gestão do ano transato. «O Executivo Municipal tem assumido a gestão da Autarquia, apostando no reequilíbrio financeiro, como foi demonstrado pela evolução da dívida nos mapas apresentados aos deputados, sem prejuízo da qualidade dos serviços prestados aos munícipes», afirmou o Presidente da autarquia, Manoel Batista.

Câmara-Municipal-de-Melgaço.jpg

A análise da prestação de contas permite ainda verificar que a seleção dos investimentos a priorizar no concelho foi igualmente um dos objetivos deste executivo, dando prioridade ao investimento no desenvolvimento do concelho e da economia local, a aposta na valorização do território, bem como na educação e ação social. Sendo de destacar o incremento de medidas no Plano de Desenvolvimento Sustentável e Solidário (PDSS) nos últimos anos, proporcionando medidas excecionais para as famílias melgacenses e melhor qualidade de vida.

Do documento apresentado em Assembleia Municipal destacamos dois eixos fundamentais e reveladores as apostas de racionalidade e rigor:

  1. Diminuição do endividamento a médio e longo prazo 3.631.059,97€, seguindo um processo de diminuição da dívida de médio e longo prazo, desde 2014 e aumentando assim, a capacidade de endividamento, ainda com a contratação de um empréstimo durante o ano de 2018 para financiar a contrapartida nacional de projetos aprovados por fundos comunitários;
  2. A redução do montante de pagamentos em atraso para 201.618,04€, sendo que em 2014 ascendia a 1.090.848,13€, e cumprindo o estabelecido nos sucessivos Decretos de Lei de execução dos Orçamentos de Estados.

De referir ainda que no exercício económico de 2020, a execução da receita, no montante de 13.978.751,49€, situou-se nos 70%, tendo atingido 90,15% na receita corrente e de 32.90% na receita de capital. Esta taxa de execução orçamental na receita de capital demonstra a continuidade de execução e finalização de algumas obras candidatadas ao quadro comunitário Portugal 2020. Sendo que foram aprovadas durante o ano candidaturas de elevada importância para o Município, como por exemplo a “Zona empresarial de Alvaredo” que se espera serem executadas no ano de 2021.

Em 2020 a execução da receita teve um ligeiro aumento em comparação com 2019, apesar da diminuição da receita corrente em determinadas rubricas por força das medidas adotadas no âmbito da pandemia por COVID-19, nomeadamente, isenções de taxas por ocupação da via pública, publicidade de feiras e mercados, isenção de rendas de habitação e outros espaços municipais. Isenções e reduções de tarifas na venda de serviços, incluído o fornecimento de água, recolha e tratamento de esgotos e recolha de lixo e redução de IMT.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MELGAÇO DÁ LUZ VERDE À REALIZAÇÃO DE PROTOCOLO ENTRE A CÂMARA E O IPVC PARA COMBATER A FALTA DE ALOJAMENTO ESTUDANTIL

Com o objetivo de mitigar as dificuldades de alojamento estudantil, o município apresentou à Assembleia Municipal a intenção da realização de um protocolo com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo - IPVC, ao abrigo do qual a autarquia atribuirá um apoio a esta instituição para que a mesma possa arrendar um terreno para a instalação de bungalows para alojamento dos alunos da Escola Superior de Desporto e Lazer - ESDL.

arranque ano letivo 18 ESDL (1).JPG

A Assembleia Municipal autorizou a assunção do compromisso plurianual que permite a realização do referido protocolo.

Ao longo dos anos de história da Escola Superior de Desporto e Lazer, os alunos têm acusado a dificuldade na oferta de alojamento.

É desígnio do município e Melgaço potenciar e desenvolver a componente de apoio aos jovens, nomeadamente através da dinamização de projetos de apoio ao ensino superior, criatividade, empreendedorismo, cidadania e associativismo juvenil.

Este protocolo surge assim, como forma de apoiar o IPVC na concretização desse objetivo, tendo por base as atribuições das autarquias locais na promoção e salvaguarda dos interesses próprios das respetivas populações, designadamente nos domínios do património, cultura e ciência, tempos livres, desporto, habitação, promoção do desenvolvimento, ordenamento do território e urbanismo.

CÂMARA MUNICIPAL VAI CELEBRAR CONTRATO DE ARRENDAMENTO COM BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MELGAÇO

ASSEMBLEIA MUNICIPAL APROVOU DECISÃO: ANTIGO QUARTEL RECEBERÁ SERVIÇOS MUNICIPAIS

Com o objetivo de melhorar e aumentar a eficácia dos serviços a prestar aos munícipes, o município pretende celebrar um contrato de arrendamento com os Bombeiros Voluntários, passando ao abrigo deste a usufruir das instalações do antigo quartel, onde hoje está provisoriamente instalado o Solar do Alvarinho. O executivo municipal apresentou esta intenção à Assembleia Municipal que autorizou a assunção de compromisso plurianual que materializará o referido contrato.

solar-alvarinho-melgaco (5).jpg

O referido imóvel no centro da Vila apresenta características apropriadas para receber serviços municipais, devido à sua localização privilegiada, próxima do edifício sede da Câmara Municipal e do edifício da Altice, onde se encontram grande parte dos serviços municipais.

O município de Melgaço promoveu um estudo aprofundado sobre o funcionamento dos servicos municipais, tendo aprovado uma nova organização interna, sempre com o objetivo de promover a eficiência e eficácia na prestação de servicos e de aproximar os servicos municipais das populações.

A nova organização exigiu novos espaços físicos e consequentemente exigiu uma reestruturação dos edifícios municipais.

Através do contrato celebrado com os Bombeiros, para além de responder «às necessidades sentidas no âmbito da organização dos serviços, conseguimos apoiar uma instituição tão meritória como os Bombeiros Voluntários, cujos servicos são absolutamente essenciais para o bem-estar e segurança da população, não apenas através da contrapartida financeira do contrato de arrendamento, mas ainda pela possibilidade de executar obras de manutenção», afirmou o Presidente da Câmara Municipal.

ESTE VERÃO, OS FINS DE TARDE ACONTECEM AO AR LIVRE, NA COMPANHIA DAS COMÉDIAS DO MINHO.

As Comédias do Minho estreiam o espetáculo de teatro FIM DE TARDE, no dia 1 de julho. A criação de Leonor Barata marca o regresso da companhia minhota ao formato presencial. Ao longo de um mês, a peça vai percorrer os concelhos de Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira, Melgaço, Valença e Monção.

CdM_Fim-de-tarde_evento.jpg

O regresso aos palcos faz-se ao ar livre e em horário de fim de tarde. Acomodar a segurança dos espectadores e a eventualidade de novo recolher obrigatório fez parte das premissas de criação. Os espectadores podem contar com um espetáculo que, com humor, coloca em cena algumas questões sobre a forma como contamos histórias e, com elas, nos construímos

Leonor Barata é uma criadora que desenvolve o seu trabalho na fronteira entre o teatro e a dança. O universo clássico está, muitas vezes, presente nas suas criações. Em FIM DE TARDE, parte da premissa de que “antes dos gregos não havia nada” para, de uma forma lúdica, explorar questões sobre a repetição das narrativas ao longo dos séculos. Será que há uma ‘grande narrativa’ que se reproduz em todas as pequenas narrativas ao longo do tempo? A pergunta traz consigo as possibilidades do “E se?”. Os três atores em cena ensaiam novos ângulos e desfechos para histórias que todos conhecem e para as suas múltiplas personagens. Será que somos nós que construímos a nossa narrativa ou é a ‘grande narrativa’ que nos constrói? Que sentido damos ao que vivemos através da forma como contamos a(s) nossa(s) história(s)?

Passado mais de um ano desde o início da pandemia de COVID-19, importa questionar de que forma a circularidade dos discursos influencia o olhar de cada um sobre si e sobre a sociedade. Depois de um ano e meio sem espetáculos presenciais, as Comédias do Minho ensaiam possibilidades para o fazer dentro dos limites de segurança, para que o teatro continue a ser uma realidade nas aldeias do Vale do Minho.

Envio em anexo duas fotografias da fase de ensaios (©Sara Barros), o dossier de imprensa com informações adicionais e alguns materiais gráficos. Não hesite em contactar-me, caso necessite de mais informações.

Fim de Tarde_ensaios2_©Sara Barros.jpeg

CdM_Fim-de-tarde_flyer-digital_AF.jpg

Fim de Tarde_ensaios1_©Sara Barros.jpeg

GOVERNO REQUISITOU EM 1941 O MILHO AOS PRODUTORES

O Ministério da Economia - Gabinete do Ministro, através da Portaria nº. 9958, publicada em Diário do Govêrno n.º 289/1941, Série I de 12 de Dezembro de 1941, determinou que se considerassem requisitadas as quantidades de milho existentes na posse dos produtores dos concelhos de Caminha, Vila Nova da Cerveira, Valença do Minho, Monção, Melgaço, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Terras do Bouro, Montalegre e Chaves.

Capturarmilho1.JPG

Capturarmilho2.JPG

MELGAÇO INICIA PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO ENQUANTO DESTINO SUSTENTÁVEL

MELGAÇO + SUSTENTÁVEL é o lema do projeto que tem como objetivo envolver toda a comunidade local

Melgaço tem-se vindo a afirmar, desde 2017, como o «destino de natureza mais radical de Portugal», no seguimento do posicionamento definido no plano estratégico e de desenvolvimento para o setor do turismo que então elaborou. Com especial enfoque desde então, tem procurado, de forma crescente, privilegiar iniciativas no domínio da sustentabilidade, procurando a diferenciação e, simultaneamente, ir ao encontro das tendências da procura.

melgaco-sustentavel.png

Como etapa natural da implementação do referido Plano, Melgaço iniciou em 2021 o processo de certificação enquanto destino sustentável, contando com o apoio e assessoria do IPDT - Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo. A EarthCheck é o órgão acreditado pelo Global Sustainable Tourism Council (GSTC) que irá certificar o destino Melgaço.

Sob o lema MELGAÇO + SUSTENTÁVEL, o projeto tem como metodologia de trabalho o envolvimento de toda a comunidade local, procurando cumprir objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) definidos pela ONU e, por essa via, reforçar o desenvolvimento integrado do destino Melgaço, de forma sustentável, nas vertentes ambiental, económica, social e cultural.

Até ao momento, o destino já criou uma estrutura de gestão para liderar todas as iniciativas – a DMO (Destination Management Organization). No passado dia 15 de junho, a Green Team – estrutura operacional responsável pela definição e acompanhamento do plano de ação – reuniu pela primeira vez, nos Paços do Concelho.

Os próximos passos do processo de certificação envolvem a validação da Política de Sustentabilidade do destino, assim como a realização de um benchmarking que envolve a recolha de vários KPI’s (Key Performance Indicators), um Plano de Ação para a Sustentabilidade e um Plano de Avaliação de Riscos.

Para Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, «este é um passo natural e fundamental na afirmação de Melgaço enquanto destino turístico de excelência, capaz de gerar uma procura diferenciada, por estar na linha da frente na promoção do desenvolvimento sustentável do território nas suas diversas vertentes: ambiental, económica, social e cultural. Um território excelente para quem visita, por ser capaz de gerar bem-estar para quem nele vive», rematou.

No destino de natureza mais radical de Portugal é possível praticar os desportos de rio e montanha, mais exigentes, durante todo o ano, ao sabor de um alvarinho único e do fumeiro de Melgaço, com quatro produtos reconhecidos com IGP - Indicação Geográfica Protegida. E é também possível experimentar o porquê de este território estar integrado na Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés e uma parte significativa no Parque Nacional da Peneda-Gerês, único com essa classificação em Portugal. Uma rede de trilhos em implementação, com mais de 150 km de extensão, em perfeito respeito pelo ambiente natural que pretendem promover, serão um dos meios privilegiados para usufruir desses recursos naturais, mas também apreciar todo um conjunto de pontos de interesse, testemunhos de um rico património histórico e cultural pronto para ser descoberto.

PARTIDO “CHEGA” APRESENTOU CANDIDATOS AUTÁRQUICOS AOS CONCELHO DO DISTRITO DE VIANA DO CASTELO

O Partido “CHEGA” apresentou no passado dia 15 de Junho, os seus cabeças-de-lista às câmaras municipais e assembleias municipais dos concelhos do Distrito de Viana do Castelo. A iniciativa teve lugar no Restaurante Camelo, em Santa Marta de Portuzelo, e contou com a presença do Dr. André Ventura.

Os candidatos são os seguintes:

cristina.jpg

Autarquia de Viana do Castelo

Câmara Municipal – Cristina Miranda

Assembleia Municipal – Manuel Moreira

gonçaalo.jpg

Autarquia de Ponte de Lima

Câmara Municipal – Gonçalo Abreu Lima

Assembleia Municipal – Tristão Bacelar Malheiro

carlos1.jpg

Autarquia de Caminha

Câmara Municipal – Carlos Gomes-Pinto

artur.jpg

Autarquia de Monção

Câmara de Monção - Artur Dias Trindade

candidatos.jpg

QUANTO PAGOU O GOVERNO AOS FUNCIONÁRIOS DAS REPARTIÇÕES DE FINANÇAS DE MONÇÃO, MELGAÇO E PAREDES DE COURA EM 1912?

O Ministério das Finanças - Direcção Geral das Contribuìções e Impostos - 3.ª Repartição, através do Decreto de 6 de Julho de 1912, publicado em Diário do Govêrno n.º 171/1912, Série I de 23 de Julho de 1912, autorizou o abono de trabalhos extraordinários nas Repartições de Finanças dos concelhos de Monção, Melgaço e Paredes de Coura.

Capturarminifinancour1.JPG

Capturarminifinancour2.JPG

Capturarminifinancour3.JPG

Capturarminifinancour4.JPG

UM CONVITE PARA PARTIR À DESCOBERTA DE MELGAÇO – O DESTINO DE NATUREZA MAIS RADICAL DE PORTUGAL

De 3 a 8 de junho, “Pegada Zero –VI Jornadas de Turismo de Natureza – PNPG – Melgaço”

De 3 a 8 de junho, o Destino de Natureza Mais Radical de Portugal convida à descoberta da região, durante o “Pegada Zero – VI Jornadas de Turismo de Natureza – PNPG – Melgaço”. Serão vários dias de adrenalina, com uma panóplia de atividades para crianças e adultos e, este ano, com atividades destinadas à comunidade escolar.

Capa_Facebook_PZ21.jpg

Em 2020, dada a situação pandémica, o evento aconteceu num formato online: jornalistas e bloggers foram convidados a deixar o seu testemunho sobre as experiências que tiveram nas edições anteriores. Este ano, reunidas todas as condições de segurança emanadas pela Direção Geral da Saúde, Melgaço volta a convidar para uma visita ao território e para experienciar o que de melhor tem para oferecer.

Com um potencial enorme, e cada vez com mais procura, Melgaço tem todas as condições para a prática de atividades de Turismo de natureza, não fosse este concelho estar situado na Área Protegida mais importante de Portugal, o PNPG – Parque Nacional Peneda Gerês, consagrado pela UNESCO Reserva Mundial da Biosfera. Melgaço é um destino de natureza por excelência, com características geográficas e geológicas que lhe concedem uma posição de destaque de entre todos os subdestinos do Porto e Norte de Portugal, onde é possível praticar os desportos de rio e montanha mais exigentes, durante todo o ano. São muitas as alternativas para se viverem fantásticos momentos: sejam eles gastronómicos, radicais, em volta da natureza e mesmo da cultura e património. O Rio Minho (Rede Natura), o PNPG, a deliciosa gastronomia e o saboroso alvarinho, sem nunca faltar momentos de puro relaxamento no seio da natureza, são excelentes cartões de visita para um convite a Melgaço.

Por todos estes motivos, Melgaço convida para o “Pegada Zero – VI Jornadas de Turismo de Natureza – PNPG – Melgaço”. Durante estes dias será possível conhecer as potencialidades do concelho espalhadas por vários locais de Melgaço que permitem a realização de múltiplas atividades. Haverá um programa para a Fam Trip e um outro geral, com atividades para todas as idades.

O evento pretende destacar as potencialidades do concelho na vertente de turismo de natureza, envolvendo todos os agentes que atuam na região: empresas de animação, restauração, alojamento, comunidade local, entre outras; mas também pretende que se desenvolvam ações de sensibilização sobre a conservação da natureza, junto das comunidades intervenientes, assim como criar ou reforçar a relação das mesmas com o serviço.

NI_PZ21.jpg

PROGRAMA

FAM TRIP

Dia 03 junho

09h00 – Receção dos participantes (Hotel Castrum Villae by Walk Hotels)

09h30 – Canyoning (Montes de Laboreiro – Canyoning Center de Varziela)

13h00 – Almoço (centro cívico Castro Laboreiro)

14h00 – Trilho Interpretativo de Castro Laboreiro (Just Natur)

17h00 – Chek in (Hotel Boavista)

20h00 – Jantar na Quinta de Folga – Apresentação das Empresas de Animação

Dia 04 junho

09h00 – Rafting (Melgaço Radical /Melgaço Whitewater)

13h30 – Almoço nas Termas de Melgaço – Visita ao Balneário /Spa

15h00 – Visita à Queijaria “Prados de Melgaço - Queijaria”

16h00 – Visita à Adega “Quinta Do Regueiro”

OFICINA NA NATUREZA “TRILHO DO MEGALITISMO”

Dia 05 junho

09h00 – Receção dos participantes na Porta de Lamas de Mouro

(inclui entrega/oferta de almoço volante)

09h30 – Início do percurso pedestre na Branda do Rodeiro (Castro Laboreiro)

– Durante o percurso decorrem as seguintes intervenções:

»» "O Lobo e as Comunidades Locais – Uma Pegada com Futuro.", por Francisco Álvares – Investigador do CIBIO-InBIO – Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Porto)

»» "Montanha, Aventura em Segurança" e "A Flora do Planalto de Castro Laboreiro, usos e costumes.", por Sónia Nogueira (Experiences & Events in Nature.)

12h00 – Visita aos Monumentos Megalíticos com a Arqueóloga Alda Rodrigues (Lantana, Lda)

13h00 – Almoço

14h00 – Fim da atividade (Regresso)

Nota: Inscrição obrigatória – Porta de Lamas de Mouro (+351 251 465 010)

ATIVIDADES DE TURISMO DE NATUREZA

Dia 06 junho

Just Natur - Experiences & Events in Nature

10h30 – Workshop plantas aromáticas e medicinais com pequeno tour pedestre e degustação (Vila – Castro Laboreiro)

Duração estimada: 2 horas

Custo: 25€/pessoa

15h00 – Tour guiado: Brandas & Inverneiras, com lanche regional

Duração estimada: 2 horas

Custo: 25€/pessoa

Reservas: +351 967 200 344

Melgaço Whitewater

09h00 – Rafting Rio Minho

Duração estimada: 3 horas

Custo: 35€/pessoa

14h00 – Buggy/Quad trip

Duração estimada: 3 horas

Custo: 90€ P/Veiculo de 2 lugares

Reservas: +351 933 459 751

Montes de Laboreiro

09h30 – Canyoning

15h00 – Canyoning

Duração estimada: 3 horas

Custo: 40€/pessoa

Reservas: +351 251 466 041

Melgaço Radical, rafting Rio Minho

09h00 – Salto Pendular (Ponte Internacional do Peso)

Duração estimada: 2 horas

Custo: 40€/pessoa

14h30 – Rafting no Rio Minho

Duração estimada: 3 horas

Custo: 35€/pessoa

Reservas: +351 967 006 347

Nota: Todas as atividades incluem guia e seguro. Inscrição obrigatória.

ATIVIDADES DESTINADAS À COMUNIDADE ESCOLAR

Dias 07 e 8 de junho

Visitas Interpretativas e interativas

Residências Científicas na Natureza

Residências Desportivas na Natureza

A edição de 2021 está enquadrada no programa Natura 2020 - Programa Integrado de Educação Ambiental para a Preservação e Conservação da Natureza e da Biodiversidade, financiado pelo Programa Operacional Regional do Norte - Norte 2020 - Aviso Norte -14-2016-01 - “Património Natural”.

MELGAÇO, O DESTINO DE NATUREZA MAIS RADICAL DE PORTUGAL!

O município de Melgaço é limitado a norte e leste pela região da Galiza, confronta com o Rio Minho e está inserido numa importante região montanhosa, cujos valores patrimoniais e ambientais são referência reconhecida internacionalmente. Região verdejante, tipicamente Minhota, de forte e fértil vegetação, onde se fabrica uma das mais sublimes castas de vinho verde, o famoso Alvarinho, Melgaço orgulha-se do seu bonito património histórico, cultural e arquitetónico, inserido no maravilhoso Parque Nacional da Peneda-Gerês. É uma terra rica em tradições, histórias, lendas e testemunhos de vivências passadas e detentor de uma rica e saborosa gastronomia.

A sua beleza natural, o clima, o património histórico e a gastronomia, são alguns dos motivos pelos quais muitos escolhem Melgaço para descansar!

Pegada_Zero1.png

TRANSPENEDA-GERÊS - CORRIDA DOS 4 CASTELOS

De 3 a 5 de junho realiza-se mais uma edição do TransPeneda-Gerês (TPG) – “Corrida dos 4 Castelos”, evento organizado pela empresa carlos_sa_nature_events, com a colaboração dos cinco municípios que integram o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG): Montalegre, Melgaço, Terras de Bouro, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez.

Este será o palco principal para este fantástico evento de trail, que irá contar com provas de várias distâncias: 27km, 55km, 105km Non-stop, 165km Non-stop e 165km Relay/Estafetas.

Dia 4 em Lindoso

10h00 - Partida TPG 105 Km Non-stop (Castelo de Lindoso)

10h45 – O Tempo limite de passagem na Base de Vida de Lindoso - TPG 165km

Mais informações: https://www.carlossanatureevents.com/pt/tpg

192512991_3442490652518560_6642105226202499697_n.j

MELGAÇO: O TRAIL MAIS A NORTE DE PORTUGAL ESTÁ DE REGRESSO

Melgaço Alvarinho Trail - Quintas de Melgaço acontece no próximo domingo, 23 de maio, e conta com cerca de 1300 participantes

Depois de ver cancelada a prova de 2020, em virtude da situação pandémica, o Melgaço Alvarinho Trail está agora de regresso: no dia 23 de maio (domingo) cerca de 1300 entusiastas percorrerão os trilhos do destino da natureza mais radical de Portugal, Melgaço. De forma a garantir todas as condições de segurança o evento teve de ser readaptado e os atletas irão nesta edição partir em tempos diferentes, divididos por grupos. Toda a organização do evento foi articulada com a Direção Geral da Saúde.

NI_MAT21.jpg

Os percursos propostos aos participantes são um Ultra Trail de 48Km (inserido no Circuito Nacional de Ultra Trail Séries 150, da ATRP), um Trail Longo de 27Km (inserido no Circuito Nacional de Trail Longo Séries 100, da ATRP) e um Trail Curto de 19Km e ainda uma caminhada de 15Km, para percorrer Melgaço de uma forma mais descontraída e desfrutar das paisagens. As provas arrancam no Centro de Estágios de Melgaço: a primeira terá início pelas 8h e o evento termina por volta das 17h, com as cerimónias de entrega de prémios a iniciar às 14h30. O regulamento da prova pode ser consultado aqui.

MELGACO-ALVARINHO-TRAIL (182).jpg

MEDIDAS ADOTADAS EM VIRTUDE DA SITUAÇÃO PANDÉMICA

De forma a garantir a máxima  segurança, a organização adotou uma série de medidas, nomeadamente: medição da temperatura; desinfeção das mãos com solução SABA; delineação de trajetos de circulação para que a distância social seja assegurada; o acesso ao local de partida/chegada só será autorizado a atletas e autoridades competentes, onde irá existir um cordão sanitário; sinalização com indicações; o serviço do secretariado funcionará desde sábado (das 14 às 21h e no domingo das 06h30 às 08h30); e as partidas das provas estarão divididas em blocos para assegurar que não existam aglomerações, garantindo o distanciamento social. Os atletas são ainda obrigados a assinar um termo de responsabilidade da DGS, onde se comprometem a seguir todas as regras e medidas impostas.

Em virtude das novas medidas adotadas, e como acontecia nos últimos eventos, nesta edição não haverá pequeno-almoço; solo duro; banhos no final da prova; e reforço especial.

melgaco-alvarinho-trail-IV (1).jpg

MELGAÇO TEM CONDIÇÕES DE EXCELÊNCIA

Entre montanhas e planícies, subidas e descidas, do Rio Minho, a menos de 40 metros de altitude, ao Planalto de Castro Laboreiro, onde se superam os 1.300 metros de altitude, os atletas terão condições de excelência. Ao longo dos vários percursos, os atletas poderão contemplar as maravilhas que Melgaço ostenta: as Pesqueiras Milenares do Rio Minho, os Caminhos e Pontes Romanas, as Aldeias Típicas, os Trilhos, as Paisagens sobre os Vales dos Rios, Minho, Trancoso e Mouro, sobre a vizinha Espanha até ao Planalto Castrejo, onde se encontram dezenas de Dolmens, o Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG), onde se encontra a Porta de Lamas de Mouro, e vários monumentos como os Castelos de Melgaço e Castro Laboreiro, Conventos e Igrejas Centenárias, Museus, Termas, entre outros. Este ano, o evento passará pelas freguesias da Vila, Prado, Roussas, S. Paio, Lamas de Mouro, Castro Laboreiro e Fiães.

melgaco-alvarinho-trail-IV (2).jpg

O MELGAÇO ALVARINHO TRAIL É MUITO MAIS DO QUE CORRER OU CAMINHAR: POTENCIA E VALORIZA A REGIÃO

A primeira edição do Melgaço Alvarinho Trail (MAT) começou com cerca de 250 atletas e na última edição (2019) contou com cerca de 1700. Os participantes deslocam-se à região mais a norte de Portugal, Melgaço, não só para um trail com percursos exigentes, mas também para desfrutarem das paisagens soberbas, da tranquilidade da natureza, assim como da deliciosa gastronomia, acompanhada pelo ex-libris da região, o vinho alvarinho.

Em 2019, o trail contou com a participação de atletas oriundos de Portugal, de Espanha e também de outros países. Elogiaram o evento e os percursos: «Obrigado Melgaço, que grande prova aqui têm! Adoro correr no Alto Minho, as paisagens são espetaculares, os trilhos são do melhor que há», referiu um dos participantes da edição anterior.

José Adriano Lima, Vereador do Desporto considera que Melgaço é «uma referência para a prática de desportos de aventura e de desporto, quer de cariz competitivo e/ou de lazer» e que o MAT tem vindo a valorizar a economia local: «O MAT potencia e valoriza Melgaço. É um impulsionador de novas transações comerciais. Quem vem quer conhecer a região, a gastronomia, a cultura, a história, os costumes, e isso acaba por ter impacto no tecido económico local. E mais tarde acabam por vir visitar o concelho numa estadia mais prolongada. Vamos continuar a apostar no desporto».

A iniciativa é organizada pela Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer, EM e conta com o apoio do Município de Melgaço e de diversas entidades. Pelo terceiro ano consecutivo, as Quintas de Melgaço voltam a ser o patrocinador oficial do evento, associando-se ao nome do mesmo.

MELGACO-ALVARINHO-TRAIL-MATIAS (69).jpg

MELGACO-ALVARINHO-TRAIL-MATIAS (93).jpg

MELGAÇO APRESENTA CONCERTO DUO OPUS CORDIS

Dia 28 de maio, na Casa da Cultura de Melgaço

No dia 28 de maio, pelas 21h30, a Casa da Cultura de Melgaço recebe o concerto do Duo Opus Cordis, um espetáculo protagonizado pelo melgacense Francisco Berény Domingues (na guitarra) e por Tiago Azevedo e Silva (no violoncelo).

Post_Concerto_DOC.jpg

«O programa apresentado pinta uma imagem da música popular espanhola eternizada por compositores do século XX e XXI marcada pelo flamenco, pelo canto do violoncelo e pelo acompanhamento típico da guitarra. Para emergir nesta viagem irão ser tocadas canções e danças em duo e a solo.», referem os músicos.

Os bilhetes têm um valor de 5€ e podem ser adquiridos na Casa da Cultura ou via telefone 251 410 060.

SOBRE DUO OPUS CORDIS

Constituído por Francisco Berény Domingues (guitarra) e Tiago Azevedo e Silva (violoncelo), o duo foi formado em 2019. Com concertos já realizados em Paris e no Porto, Opus Cordis irá fazer uma tour no ano de 2021 por Portugal. O programa proposto convida o público a fazer uma viagem pela Península Ibérica através de compositores como Manuel de Falla, Fernando Lapa e Enrique Granados. As várias possibilidades de timbre, de textura e volume do violoncelo e guitarra permitem ao ensemble a exploração de várias cores e sons tão presentes na música portuguesa e na música nacionalista espanhola.

Francisco está a realizar um mestrado na Universität Mozart e um Salzburg com a prof. Laura Young e Tiago concluiu na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo a licenciatura com o Prof. Filipe Quaresma. Ambos participaram em competições onde obtiveram prémios. O ensamble teve a oportunidade de trabalhar com o Professor Filipe Quaresma, com o Professor Paulo Gaio Lima e com Afonso Fesh.

O espetáculo decorrerá de acordo com as normas de segurança emanadas pela Direção Geral da Saúde.

aCORdo quARTEto REALIZA EXPOSIÇÃO COLECTIVA DE PINTURA EM VIANA DO CASTELO

aCORdo quARTEto Pulsar Viana 2021 - Viana Shopping. De 1 de Junho a 31 de Agosto

aCORdo quARTEto são 4 pintores, AluaPolen, Bino, Mutes e Pessoa. Oriundos do Alto Minho, mais propriamente dos Concelhos de Melgaço, Arcos de Valdevez e Ponte da Barca.

IMG_20210513_170853.jpg

A paixão pela pintura e a necessidade de criar obras de Arte uniu-os. Vinculados por uma beleza estética e um traço pictórico distinto, expressam-se através de uma explosão de cores, emanando o seu eu, nas suas criações artísticas. Existe uma representação visível no imaginário, uma expressão interior de emoção e sensibilidade, onde o movimento, através das figuras abstratas ou corpóreas criadas são parte de cada um dos Artistas que compõe este quARTEto.

No decurso dos estilos construídos, enquadramentos cenográficos, e construções plásticas inspiradas no seu “habitat”, levam estes pintores a partilharem para com o espectador, uma novela gráfica através da pintura, baseada nas diferentes vivências, idades, inspirações, personalidades e vidas de cada um deles.

VINHO ALVARINHO "VALADOS DE MELGAÇO ALVARINHO RESERVA 2019" RECEBEU MEDALHA DE OURO

O International Wine Challenge premiou, com 95 pontos e Medalha de Ouro, o Valados de Melgaço Alvarinho Reserva 2019. 

PARABÉNS Valados de Melgaço

OBRIGADO pela aposta na qualidade. Pela aposta no território.

Este produtor também participa na Festa do Alvarinho e do Fumeiro.

Agende uma visita à sua adega ou visite o Mercado Central no Largo Hermenegildo Solheiro, a partir de amanhã

E ainda poderá encontrar os alvarinhos Valados de Melgaço em www.onwine.pt.

185579110_1569962799865748_1575464076963834380_n.j