Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIANA DO CASTELO: PROJETO DA UNIDADE DE SAÚDE FAMILIAR DA MEADELA APRESENTADO AO SECRETÁRIO DE ESTADO DA SAÚDE

O Secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, visitou na sexta-feira o Hospital de Santa Luzia da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM). Durante a visita, foi apresentado ao governante o projeto da Unidade de Saúde Familiar da Meadela, empreitada que corresponde a mais um passo na consolidação da rede de cuidados do concelho de Viana do Castelo, de acordo com o Presidente da Câmara.

ABELO4434_secret_estado_saude.jpg

Luís Nobre indica que, apesar de contar com financiamento garantido através de uma candidatura aprovada ao Norte 2020, a empreitada exigiu um esforço financeiro de 1 milhão de euros do Município, a que acresce um investimento de 265 mil euros na aquisição do terreno.

Recorde-se que a candidatura aprovada foi apresentada ao Norte 2020 pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, entidade adjudicante que garantiu o financiamento da componente nacional, coordenando também toda a empreitada de execução da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primário para depois ser entregue à ULSAM.

Em setembro passado, o executivo municipal aprovou a adjudicação da empreitada de construção da Unidade de Cuidados Primários – USF da Meadela por mais de 2,2 milhões de euros, numa obra com prazo de execução de 360 dias.

O novo equipamento de saúde irá contar com 14 gabinetes de consulta médica, 10 gabinetes de enfermagem ou de consulta de enfermagem, 4 consultórios, uma sala de amamentação, uma sala de espera materno-infantil e fraldário, dois gabinetes multifunções, bem como salas de tratamento, salas de espera, arquivo, salas de reuniões e de pessoal, casas-de-banho, vestiários e zonas de manutenção técnica.

Segundo o projeto, o terreno onde será implementado a USF da Meadela apresenta uma área aproximada de 4.000 metros quadrados e um declive ligeiro de aproximadamente 4 metros entre a via de acesso e o ponto mais alto do terreno. O projeto “teve como inspiração a morfologia e caraterísticas do local, nomeadamente o declive da altura de um piso entre o ponto mais alto e o ponto do mais do terreno e, ainda, da intenção de minimizar a diferença de alturas entre os edifícios vizinhos e altura do programa funcional”.

Os acabamentos e aspeto final “tiveram inspiração na história do concelho de Viana do Castelo e da sua produção de tijolos cerâmicos. Este material, para além de resistente, económico e de baixa manutenção, permite oferecer ao exterior uma imagem rica, trabalhada e com uma linguagem uniforme”, pelo que todo o edifício é revestido a tijolo cerâmico preto.

Este projeto resulta de uma parceria efetuada através de um protocolo de colaboração estabelecido entre o Município de Viana do Castelo, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte).

ABELO4454_secret_estado_saude.jpg

ABELO4530_presidente_secret_estado_saude.jpg

ABELO4638_presidente.jpg

ABELO4331_mesa.jpg

VIANA DO CASTELO: INSTITUTO SÃO JOÃO DE DEUS INVESTE 5 MILHÕES DE EUROS PARA CRIAR UNIDADE DE APOIO ÀS DEMÊNCIAS NA MEADELA

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, e o Vereador da Promoção da Saúde, Ricardo Rego, marcaram ontem presença na visita à unidade sócio-ocupacional do Instituto São João de Deus (ISJD), que começará a funcionar nos próximos meses, servindo 30 utentes da área da saúde mental. Esta unidade visa apoiar pessoas moderado e/ou reduzido grau de incapacidade psicossocial, clinicamente estabilizadas, mas com disfuncionalidades na área relacional, ocupacional e de integração social.

IMG_7965.JPG

Durante a visita, o Presidente do Instituto São João de Deus, Vítor Lameiras, anunciou que a instituição vai construir uma unidade de apoio às demências na freguesia da Meadela, num investimento estimado entre 4 a 5 milhões de euros, que deverá ser inaugurado em 2023.

O projeto de construção da unidade de apoio às demências, a integrar na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI), que deverá ter até 24 camas de apoio máximo, agregando uma unidade de apoio moderado até 16 camas e ainda uma resposta de internamento na área das demências. De acordo com o responsável, o investimento será realizado num terreno entre a Igreja e o Centro Social e Paroquial da Meadela.        

A apresentação dos novos projetos do ISJD para a capital do Alto Minho, que contam com parceria da Câmara Municipal de Viana do Castelo, decorreu nas futuras instalações da unidade sócio ocupacional. “É de uma felicidade incrível, no meu primeiro ato público estar um compromisso que assumi na campanha eleitoral na área da saúde para disponibilizar um serviço de saúde na cidade e para servir o distrito em área muito específicas e emergentes que a Segurança Social identificava como necessárias. Um conjunto de valências que estavam identificadas como prioritárias. Começamos a criar condições para que se concretizem”, disse Luís Nobre.

O Instituto S. João de Deus é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) da área da saúde que presta cuidados em regime de internamento a cerca de 2.000 pessoas nos âmbitos da psiquiatria e saúde mental, cuidados continuados e cuidados paliativos.

IMG_7976.JPG

IMG_7978.JPG

IMG_7985.JPG

IMG_7992.JPG

IMG_8010.JPG

IMG_7945.JPG

VIANA DO CASTELO: ASSOCIAÇÃO DE DADORES DE SANGUE DA MEADELA ASSINALOU 25 ANOS DE EXISTÊNCIA

O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, participou nas comemorações das bodas de prata de Associação do Dadores de Sangue da Meadela, que se realizaram este fim de semana. Na sessão, o autarca elogiou o trabalho benemérito da instituição e agradeceu o empenho dos voluntários e dos dadores de sangue ao longo de 25 anos.

ABELO7264_presidete_jmc.jpg

As comemorações integraram, entre outros, uma romagem ao cemitério, uma celebração Eucarística e uma sessão solene e ainda o lançamento do livro "Associação de Dadores de Sangue da Meadela: a doar vida há 25 anos" de Tânia Mesquita.

O aparecimento da Associação de Dadores de Sangue da Freguesia da Meadela foi precedido da criação do Núcleo de Dadores de Sangue da Meadela, que teve o seu início em Setembro de 1996 e que funcionou durante quatro anos numa sede provisória, em casa do seu fundador, António Mesquita.

Desde 1996, a Associação participou em vários eventos e requereu-se a filiação na Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue.

ABELO8002_sr_mesquita_medalha.jpg

ABELO8025_mesquita.jpg

ABELO8059_sr_mesquita.jpg

ABELO8145_grupo.jpg

ABELO6639_livro.jpg

ABELO6644_mesa.jpg

ABELO6890_mesquita.jpg

ABELO6933_geral.jpg

ABELO7147_presidente.jpg

VIANA DO CASTELO: USF MEADELA ADJUDICADA POR 2,2 MILHÕES DE EUROS COM PRAZO DE EXECUÇÃO DE 360 DIAS

O executivo municipal aprovou hoje, por unanimidade, em reunião extraordinária, a intenção de adjudicação da empreitada de construção da Unidade de Cuidados Primários – USF da Meadela por mais de 2,2 milhões de euros, numa obra com prazo de execução de 360 dias.

P-2020-123 - US Meadela_2.jpg

O novo equipamento de saúde irá contar com 14 gabinetes de consulta médica, 10 gabinetes de enfermagem ou de consulta de enfermagem, 4 consultórios, uma sala de amamentação, uma sala de espera materno-infantil e fraldário, dois gabinetes multifunções, bem como salas de tratamento, salas de espera, arquivo, salas de reuniões e de pessoal, casas-de-banho, vestiários e zonas de manutenção técnica.

De acordo com o projeto, o terreno onde será implementado a USF da Meadela apresenta uma área aproximada de 4.000 metros quadrados e um declive ligeiro de aproximadamente 4 metros entre a via de acesso e o ponto mais alto do terreno. O projeto “teve como inspiração a morfologia e caraterísticas do local, nomeadamente o declive da altura de um piso entre o ponto mais alto e o ponto do mais do terreno e, ainda, da intenção de minimizar a diferença de alturas entre os edifícios vizinhos e altura do programa funcional”.

Neste sentido, a premissa “foi fazer um ‘não edifício’ camuflado na paisagem, como se um jardim de tratasse”. “Espacialmente, a proposta apresenta uma organização distinta entre utentes e funcionários, distinção esta que surge desde o parque de estacionamento até à entrada dos diversos consultórios. No interior, a separação dos diferenciados serviços é realizada pelo átrio de entrada que separa as áreas de salas de espera que, posteriormente, encaminham para o serviço destino”, explica o documento.

Os acabamentos e aspeto final “tiveram inspiração na história do concelho de Viana do Castelo e da sua produção de tijolos cerâmicos. Este material, para além de resistente, económico e de baixa manutenção, permite oferecer ao exterior uma imagem rica, trabalhada e com uma linguagem uniforme”, pelo que todo o edifício é revestido a tijolo cerâmico preto.

Recorde-se que, em agosto passado, foi aprovada pelo Norte 2020 a candidatura a fundos europeus que permite o financiamento necessário à empreitada de construção da Unidade de Saúde Familiar da Meadela. Este projeto resulta de uma parceria efetuada através de um protocolo de colaboração estabelecido entre o Município de Viana do Castelo, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte).

A candidatura aprovada foi apresentada ao Norte 2020 pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, que vai ser a entidade adjudicante e que irá garantir o financiamento da componente nacional, coordenando também toda a empreitada de execução da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primário para depois ser entregue à ULSAM.

Já em junho de 2020, o Presidente da Câmara Municipal informara que a construção desta Unidade de Saúde Familiar estava prevista no Plano de Atividades e Orçamento do Município, considerando que “começa a ser premente dotar a freguesia e as localidades vizinhas de um espaço de qualidade, para que os atos médicos sejam feitos com mais dignidade” já que “as atuais condições de funcionamento da extensão de saúde não são as melhores”.

Antes, a Câmara Municipal aprovara por unanimidade a Declaração de Utilidade Pública (DUP) do terreno para a construção da nova USF. A construção da Unidade de Saúde Familiar da Meadela "é considerada absolutamente estruturante e indispensável à rede de equipamentos de saúde no concelho".

P-2020-123 - US Meadela_3.jpg

P-2020-123 - US Meadela_18.jpg

P-2020-123 - US Meadela_15.jpg

VIANA DO CASTELO: GRUPO FOLCLÓRICO DAS LAVRADEIRAS DA MEADELA A CAMINHO DOS PALCOS INTERNACIONAIS

Festival Internacional de Folclore "Cidade da Coruña" – Galiza

O Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela deslocou-se hoje à Cidade da Corunha, na Galiza, a fim de participar no XXXIV Festival Internacional de Folclore "Cidade da Coruña", um conhecido festival CIOFF no país vizinho.

Este festival funciona com todas as regras de segurança em vigor, dando assim a possibilidade ao nosso grupo de participar, neste cenário pandémico, num festival de folclore num país estrangeiro, da mesma forma que o fizemos também no ano passado no Qatar.

O Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela continua assim a levar – e a elevar! – o nome da Meadela, de Viana do Castelo e de Portugal além fronteiras, tal como o tem feito ao longo da sua história.

232828048_4502100566469815_7545470055776116376_n.j

APROVADA PELO NORTE 2020 CANDIDATURA A FUNDOS EUROPEUS QUE PERMITE FINANCIAMENTO DA USF MEADELA

Foi aprovada pelo Norte 2020 a candidatura a fundos europeus que permite o financiamento necessário à empreitada de construção da Unidade de Saúde Familiar (USF) da Meadela. Este projeto resulta de uma parceria efetuada através de um protocolo de colaboração estabelecido entre o Município de Viana do Castelo, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM) e a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) e estão, nesta fase, em análise, as propostas apresentadas no âmbito do concurso público, prevendo-se que a adjudicação da obra possa acontecer em setembro.

P-2020-123 - US Meadela_2.jpg

Esta candidatura agora aprovada foi apresentada ao Norte 2020 pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, que vai ser a entidade adjudicante e que irá garantir o financiamento da componente nacional, coordenando também toda a empreitada de execução da nova Unidade de Cuidados de Saúde Primário para depois ser entregue à ULSAM.

Recorde-se que a empreitada “Unidade de Saúde Familiar na Meadela” foi lançada a concurso público por 2,276 milhões de euros. A obra conta com um prazo de execução de 360 dias, naquela que é uma necessidade urgente para a freguesia e para o concelho.

Já em junho de 2020, o Presidente da Câmara Municipal informara que a construção desta Unidade de Saúde Familiar estava prevista no Plano de Atividades e Orçamento do Município, considerando que “começa a ser premente dotar a freguesia e as localidades vizinhas de um espaço de qualidade, para que os atos médicos sejam feitos com mais dignidade” já que “as atuais condições de funcionamento da extensão de saúde não são as melhores”.

Antes, a Câmara Municipal aprovara por unanimidade a Declaração de Utilidade Pública (DUP) do terreno para a construção da nova USF. A construção da Unidade de Saúde Familiar da Meadela "é considerada absolutamente estruturante e indispensável à rede de equipamentos de saúde no concelho".

P-2020-123 - US Meadela_19.jpg

P-2020-123 - US Meadela_15.jpg

VIANA DO CASTELO: GRUPO FOLCLÓRICO DAS LAVRADEIRAS DA MEADELA CONTA EM LIVRO 80 ANOS DE HISTÓRIA

Livro “Uma História de 80 Anos”

Ainda para festejar os seus 80 anos, foi lançado um livro comemorativo sobre o Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela. São 260 páginas onde se conta o seu vasto historial, desde os primeiros passos na sua fundação, até às mais recentes conquistas e palmarés nacional e internacional.

191283073_4309282805751593_7305369230611283911_n.j

LAVRADEIRAS DE VILA FRANCA DO LIMA DANÇAM NO ENCONTRO DA EX-CASA DO MINHO EM LOURENÇO MARQUES QUE SE REALIZA EM VIANA DO CASTELO

O Rancho Folclórico das Lavradeiras de Vila Franca vai no próximo dia 2 de Maio abrilhantar o 24º Convívio da ex-Casa do Minho de Lourenço Marques (Moçambique) que vai ter lugar na Quinta da Presa, na Meadela.

67340212_1377904985682297_1115134141818470400_o.jpg

O Rancho Folclórico das Lavradeiras de Vila Franca, afilhado dos insignes escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, foi fundado em Fevereiro de 1980, com a finalidade de fazer reviver e preservar os costumes, tradições, danças e cantares desta encantadora aldeia minhota, situada na margem esquerda do Rio Lima a escassos 8 km da Capital da Beleza e Rainha do Folclore - Viana do Castelo.

Sempre procurou este Grupo cantar, dançar e trajar conforme recolhas feitas e que são cópias, tanto quanto possíveis fieis, da vida das gentes que orgulhosamente representa, nos finais do século dezanove e princípios do século vinte. Desta recolha, destacamos, os trajes femininos de Feira e Meia Senhora e masculinos de Domingar e Namorar.

No decorrer da sua existência, tem este Grupo participado nos mais variados Festivais Nacionais e Internacionais, tendo também a registar várias gravações para a Rádio, R.T.P. e Rede Globo e T.V. Galiza, nomeadamente programas de carácter cultural e divulgação regional.

Por diversas vezes foi também o Rancho Folclórico das Lavradeiras de Vila Franca convidado a participar em festivais no estrangeiro, sendo o seu concurso apenas possível em Inglaterra, Bélgica, Principado de Andorra, vizinha Espanha, Brasil, Holanda, Bélgica e recentemente na Itália, onde por diversas vezes obteve assinaláveis êxitos.

(Foto e Historial oficial do RFLVF)

83166608_2728231130547166_8765831825101684736_n.jpg

"AS COISAS QUE NÃO SEI!"

12985386_1278008508894966_4223813525989266170_n.jpg

Às vezes precisamos que nos leiam. Porque há necessidade disso? Não sei. O leitor é sempre parte do escritor e vice-versa. O que um puxa, o outro recebe, a lei de Newton, para cada força uma reação.

Para cada impulso uma resposta. Temos tanto para ouvir e tanto para aprender. Às vezes fico assustada... já andei na escola mas tenho de aprender? Sim... todos os dias. Faz parte da evolução e da emoção. Aprender é parte da locomoção. Da razão. Aliar o conhecimento à prática. Não um conhecimento imposto, mas um conhecimento livre e espontâneo.

Seria muito soberbo se eu dissesse que já sei escrever, como também seria incompreensível, se eu dissesse que não sei escrever. Sinto que não posso ter tanta segurança em dizer que "sei", porque mesmo sabendo, ainda não estou aperfeiçoada. Não escrevo como os jornalistas.

Escrevo "mediano". Por exemplo, sei criar um texto, mas não um romance. Sei escrever poesia, mas não sei fazer poemas de amor. Porque para adquirir esse conhecimento, precisamos de tempo e de amadurecimento, precisamos que nos ensinem.

Se ensinar é falar, comunicar, aprender é ouvir e perguntar. O aluno tem de, perante o "mestre", ser sempre o mais humilde.

Márcia Filipa Barbosa Passos