Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CONCERTOS DE NATAL EM FAMALICÃO COM QUASE DUAS DEZENAS DE CONVIDADOS

Entre 1 de dezembro e 9 de janeiro na Praça, Mercado Municipal de Famalicão

Os Concertos de Natal de rua estão de regresso à cidade de Vila Nova de Famalicão. Entre 1 de dezembro e 9 de janeiro, a música natalina vai fazer ouvir-se e animar a Praça, Mercado Municipal de Famalicão, com cerca de duas dezenas de atuações.

Comunidades em Coro arrancou no Natal de 2019.jpg

Nos feriados de 1 e 8 de dezembro, nas sextas, sábados e domingos haverá concertos gratuitos para todos, com nomes como Street Ópera, Taleguinho, José Barros Trio, Quatroclaves, entre outros.

O programa começa já na próxima quarta-feira, dia 1 de dezembro, pelas 15h00, com as “Comunidades em Coro”, que contam com a atuação dos coros comunitários das Comissões Sociais Inter- Freguesias (CSIF) da área urbana de Antas, Abade de Vermoim, Brufe, Famalicão, Calendário e Gavião. E da CSIF de Lousado, Esmeriz e Cabeçudos.

Na sexta-feira, dia 3, pelas 18h00, a banda famalicense Quatroclaves canta o Natal com um espetáculo dedicado às clássicas canções de natal, com a sonoridade que caracteriza o grupo. Segue-se o concerto de Gil Cadeias. Numa constante busca pela fusão ideal entre a palavra e o som, a sua música viaja por vários estilos como a bossa-nova, o pop-rock ou o blues, apresentando-se a solo e em formato acústico.

No sábado, dia 4, pelas 18h00, é a vez de ouvir Taleguinho - Até Cantar dá Trabalho - um panal sonoro em forma de concerto, construído com imagens, sons, cantigas e histórias dos ofícios. Segue-se Natal dos Sonhos – O Natal é Mágico, um projeto musical e poético da autoria dos Professores e Músicos Famalicenses: João Junqueira – Voz; Carlos Carneiro – Música e António Sousa – Poesia. Um verdadeiro tesouro de criatividade, de simplicidade, de sentimentos puros do Natal universal.

No domingo, 5 de dezembro, pelas 15h00, haverá “Comunidades em Coro” com a atuação dos coros comunitários das Comissões Sociais Inter- Freguesias de Gondifelos, Cavalões, Outiz e Louro. E da CSIF de Joane, Vermoim, Pousada de Saramagos e Mogege.

No feriado de 8 de dezembro, pelas 15h00, é a vez das “Comunidades em Coro”, com a CSIF de Fradelos, Ribeirão e Vilarinho das Cambas e a CSIF de Avidos, Lagoa, Landim e Seide.

Entretanto, dia 10 de dezembro, pelas 18h00, atua Pedro Fernandes, num momento musical ao som do acordeão numa vigem pelos temas de natal e não só. Segue-se Acafado - Fado em época Natalícia – com a associação famalicense de defesa do fado e apoio a novas vozes, instrumentistas e letristas de fado, a apresentar um concerto de fado, especialmente à época natalícia.

No dia 11 de dezembro, pelas 18h00 é a vez do Grupo Etnográfico Rusga de Joane apresentar uma viagem pelo cancioneiro tradicional natalício da região do baixo Minho, através de recolhas do próprio grupo, bem como dos etnomusicólogos Fernando Lopes Graça, Michel Giacometti, Gonçalo Sampaio e Pe. Benjamim Salgado.

Segue-se José Barros Trio com Cantigas Tradicionais Portuguesas Natal e Janeiras. Faça frio, chuva ou neve, a festa faz-se na rua, com um elenco composto por José Barros - voz, viola braguesa e guitarra, Miguel Tapadas - piano e voz e José M. David - acordeão, flautas e voz.

No dia 12 de dezembro, pelas 15h00, é novamente a vez das “Comunidades em Coro”, com a CSIF de Bairro, Carreira, Bente, Delães, Ruivães e Novais e a CSIF do Vale do Pelhe, Cruz, Requião, Vale S. Martinho, Vale S. Cosme, Telhado e Portela.

Na sexta-feira, 17 de dezembro, pelas 18h00, acontece o concerto do projeto Street Opera, de Florência Ribero, um projeto social de difusão da música clássica. Tem por objetivo democratizar a arte erudita e torna-la acessível a todas as pessoas. O Street Opera surgiu em Buenos Aires na Argentina em janeiro de 2019 como resposta à grave crise económica e falta de oportunidades na música, quando a cantora lírica Florência estudava no Instituto de Teatro Colón e dava aulas de canto.

Segue-se Patrícia Costa com "Um Natal Português” e melodias distantes, perdidas na memória, que nos devolvem aromas, lugares, pessoas e vivências, envoltos no sentimento mais português: a saudade.

No sábado, dia 18 de dezembro, pelas 18h00, decorre a performance teatral – “Uma História de Natal no centro da Terra. O conto original do coletivo O Som do Algodão apresenta uma história de Natal no centro da Terra. Este conto musicado é uma incrível viagem pelo fascinante mundo desconhecido que habita no interior do solo que pisamos, onde a música e a narração oral se fundem para criar um clima de suspense e aventura que promete conquistar miúdos e graúdos. Música, palavra e sensações numa história que celebra o Natal num cenário inesperado e surpreendente.

Segue-se Ângela Silva com as mais belas canções de Natal. A cantora famalicense acompanhada pelos seus músicos, apresentará um concerto especial, dedicado às mais belas canções de natal.

No domingo, 19 de dezembro, pelas 15h00, realiza-se mais uma sessão das “Comunidades em Coro”, com a atuação da CSIF do Vale do Este de Arnoso Santa Maria, Santa Eulália, Sezures, Lemenhe, Mouquim, Jesufrei e Nine. Segue-se a CSIF de Castelões, Oliveira S. Mateus, Oliveira Santa Maris, Pedome e Riba de Ave.

Os concertos de Natal encerram a 9 de janeiro, com uma apresentação conjunta das dez CSIF’S, num espetáculo final que decorrerá nos Paços do Concelho, a partir das 15h00.

Refira-se que a realização dos concertos de Natal estão sujeitos às regras definidas pela DGS - Direção Geral de Saúde, para controlo da pandemia da Covid 19.

O Natal vive-se na rua, com todos e para todos e em Famalicão há muito para ver e viver esta época com magia e alegria. Toda a programação disponível em www.famalicao.pt

TIM STEINER CAPACITA FAMALICENSES PARA A CRIAÇÃO MUSICAL COLABORATIVA

Atelier de Música Colaborativa decorreu na Escola Básica de Delães entre setembro e novembro de 2021

Mais de uma dezena de agentes musicais e sociais participaram numa ação de capacitação orientada pelo compositor e maestro inglês Tim Steiner, entre 17 de setembro a 06 de novembro de 2021 na Escola Básica de Delães, Famalicão. O Atelier de Música Colaborativa, com direção artística da Ondamarela, culminou com uma atividade final envolvendo um grupo comunitário no último dia da formação.

DSC08071_2.png

“O aspeto mais importante quando desenvolvemos um projeto com comunidades é garantir que a dinâmica não esmorece com o seu término”, refere Tim Steiner, coordenador pedagógico do Atelier de Música Colaborativa. “É muito importante que os músicos locais e outros profissionais da área, consigam dar continuidade a estes projetos, e manter a comunidade envolvida” acrescenta.

Ao longo de seis sessões de exploração musical colaborativa, os formandos desenvolveram competências musicais e aptidões de comunicação, liderança e colaboração, assim como a criatividade e processos de ensino-aprendizagem.

O conhecimento adquirido foi aplicado num exercício final, que aconteceu no dia 6 de novembro em Delães, e envolveu um pequeno grupo comunitário de cerca de 30 pessoas, que criou, em menos de duas horas, uma performance musical inédita sob a orientação dos formandos.

“Não sabíamos o que ia sair, mas, no fundo, penso que deu uma certa alma ao trabalho que pretendiam fazer hoje” comenta Manuel Lima, de Delães, que participou como membro do grupo comunitário.

“Estivemos a fazer música todos juntos e por isso o resultado final pertence e reflete um pouco de todos nós” acrescenta a formanda Sofia Passos, de Vale S. Martinho. “A música, para além dos benefícios que traz ao bem-estar emocional e saúde mental, une as pessoas, até mesmo aquelas que têm menos experiência na área (da música)”, realça.

O «Atelier de Música Colaborativa» trata-se de uma ação dinamizada pela Ondamarela e inserida no projeto HÁ CULTURA | CULTURA PARA TODOS, promovido pelo Município de Vila Nova de Famalicão e cofinanciado pelo NORTE 2020, através do Fundo Social Europeu (FSE). Está prevista a realização de uma segunda edição da ação de capacitação no ano de 2022, desta vez no centro de Famalicão.

DSC08294_2.jpg

DSC08302.jpg

FAMALICÃO: MUSEU DA INDÚSTRIA TÊXTIL RECEBE MÚSICA ELETRÓNICA CRIADA POR JOVENS DE URBANIZAÇÕES SOCIAIS

Concerto no âmbito do «Centro de Cultura Digital» acontece no dia 4 de dezembro, pelas 21h00

Uma dezena de jovens, entre os 13 e os 19 anos, oriundos das urbanizações sociais da Cal, em Calendário, e Moinho de Vento, em Fradelos, vão levar a música eletrónica ao Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave, no próximo dia 4 de dezembro, pelas 21h00. O concerto, de entrada gratuita, resulta do projeto musical «Centro de Cultura Digital», desenvolvido por Franklin Soares Monteiro (Frankão), e cumprirá as normas da Direção Geral da Saúde em vigor.

ZOT07186.jpg

“Ensinar a trabalhar beats, beatmaker, fazer beat para hip hop, para funk da favela, e, ao mesmo tempo, trabalhar em cima de produção, que engloba todos os detalhes que levam à música, equalização, mixagem, masterização, etc.”, foi o propósito do trabalho realizado com os jovens pelo músico e produtor do projeto, Frankão, comenta o próprio. “Eu mostro os elementos e depois eles tomam as decisões, são autónomos (…) fazem a música que querem fazer, e isso dá mais significado ao que é feito”, realça o músico.

Para além dos jovens que vão atuar no museu, participaram nas oficinas de capacitação musical um total de 20 adolescentes. Através do «Centro de Cultura Digital», tiveram contacto com bases de construção rítmicas, manuseio de instrumentos de criação musical digital, produção e gravação musical, entre outros, de junho a novembro de 2021.

“No início não me sentia muito confortável, até porque não entendia nada do assunto.” comenta Vânia, de 17 anos, “mas agora estou a gostar bastante estou a aprender, está a ser muito interessante”.

Isac, de 13 anos, partilha da mesma opinião de Vânia. “Gosto muito do que estou a fazer (…) sinto que tenho espaço para criar e trazer algo de novo”, comenta.

“O Frankão tem-nos ensinado como é que a música é feita. Tem um programa no computador e está a explicar-nos como é que o utilizamos”, explica Luana, de 17 anos. “Estivemos a compor uma música e agora vamos fazer coisas novas”, completa a jovem.

Recorde-se que Franklin Soares Monteiro, natural de Angra dos Reis, Brasil, coordena, em parceria com o Município de Famalicão, projetos de inclusão social pela cultura como o «Favela 31», constituído por jovens de etnia cigana e o «2-noventa», projeto de jovens moradores do Bairro das Lameiras. No que refere à sua carreira artística, a par do desenvolvimento de projetos na área da inclusão social pela cultura, Frankão está envolvido em três projetos de música eletrónica: «O Gringo Sou EU», seu alter-ego, e os coletivos «HHY & The Macumbas» e «Terror Sound System».

«Centro de Cultura Digital» é uma ação artística desenvolvida por Franklim Soares Monteiro, em parceria com a comunidade da Urbanização da Cal e da Moinho de Vento, que se insere no projeto «Há Cultura | Cultura para Todos», promovido pelo Município de Vila Nova de Famalicão e cofinanciado pelo Norte 2020, através do Fundo Social Europeu (FSE).

Frankao_CpT_2_2.jpg

CONCELHO DE CAMINHA ACOLHE SPACE FESTIVAL DE 26 A 28 DE NOVEMBRO

Festival de Música Experimental e Improvisada

De 26 a 28 de novembro, Caminha será um palco vivo para a experimentação e improvisação musical, com a promoção do Space Festival. Este festival de música conta com 5 espetáculos, entre os quais filmes-concertos, concertos e espetáculo multidisciplinar, e vai decorrer no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora e Valadares, Teatro Municipal de Caminha. O bilhete para cada espetáculo tem o valor de 5€. Estão disponíveis para venda nos postos de Turismo de Caminha e Vila Praia de Âncora ou em www.spacefestival.pt

O SPACE Festival pretende explorar novas formas de produzir e divulgar a música experimental e improvisada em Portugal, ao promover o acesso a projetos artísticos consolidados e emergentes fora dos grandes centros urbanos. Trata-se de uma produção: Associação Cultural Rock'n'Cave, Space Ensemble, que conta com o apoio do Caminha Município.

O Space Festival abre a 26 de novembro, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora, com o filme – concerto “Piratas e sereias, ostras e baleias”, composto por diversas curtas metragens de animação de várias nacionalidades. Este espetáculo vai realizar-se duas vezes nos seguintes horários: 14H00 e 21H30.

No dia 27, pelas 16H00, o Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora acolhe o espetáculo Cine-Música, que será uma apresentação do resultado da Oficina de Música para Filmes com a participação da Academia de Música Fernandes Fão de Vila Praia de Âncora, Ensemble de Clarinetes de Goián (Tomiño, Espanha) e da Escola do Rock de Paredes de Coura.

Nesse dia, pelas 21H30, o Valadares, Teatro Municipal de Caminha, apresenta o concerto com o multi-instrumentista Jorge Queijo, seguindo-se o filme-concerto “As Aventuras do Príncipe Achmed”.

O Space Festival encerra no dia 28 novembro, com o concerto de Samuel Martins Coelho, seguido do espetáculo multidisciplinar “Pequeno Mundo”, que cruza diversas áreas artísticas, como vídeo, representação, dança e a música, com estímulos científicos em parceria com uma investigadora da área da Biologia. O concerto terá lugar pelas 16H00, no Valadares, Teatro Municipal de Caminha.

Mais informações em www.spacefestival.pt

PROGRAMA SPACE FESTIVAL 2021

26 NOV

14h00

Piratas e Sereias, Ostras e Baleias

Space Ensemble

Filme-concerto

(Sessão para escolas e instituições)

⊙ Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora

21h30

Piratas e Sereias, Ostras e Baleias

Space Ensemble

Filme-concerto

(Sessão para famílias e público em geral)

⊙ Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora

27 NOV

16h00

Cine-Música - Apresentação da Oficina de Música para Filmes

Com Academia de Música Fernandes Fão de Caminha, Ensemble de Clarinetes de Goián - Tomiño,

Escola do Rock de Paredes de Coura (após residência intensiva com os diversos grupos e escolas)

Filme-concerto

⊙ Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora

21h30

Jorge Queijo solo

+

As Aventuras do Príncipe Achmed

Space Ensemble

⊙ Valadares Teatro Municipal de Caminha

28 NOV

16h00

Samuel Martins Coelho solo

+

Pequeno Mundo

Space Ensemble

⊙ Valadares Teatro Municipal de Caminha

BILHETES

Preço único: 5€ por espetáculo*

*A programação de dia 27 de novembro, às 21h30, vale como apenas um espetáculo (preço: 5€).

A programação de dia 28 de novembro, às 16h00, vale como apenas um espetáculo (preço: 5€).

Reserva

reservas@spacefestival.pt

Levantamento do bilhete até 30 minutos antes dos espetáculos

Venda

DIAS ÚTEIS

Postos de Informação Turística de Caminha

26, 27, 28 NOV:

À entrada dos espetáculos, no respetivo local

Valadares Teatro Municipal ou Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

WEBSITE: https://www.spacefestival.pt/

FACEBOOK: https://www.facebook.com/spacefestivalpt

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/spacefestivalpt/

TUNA DE VETERANOS DE VIANA DO CASTELO MARCA PRESENÇA NO XXIV CERTAME INTERNACIONAL DE CUARENTUNAS

Nos próximos dias 26 e 27 de novembro a Tuna de Veteranos de Viana do Castelo ruma a Santiago Compostela para participar no XXIV CERTAME INTERNACIONAL DE CUARENTUNAS da Federação de Cuarentunas organizado este ano pela Tuna de Veteranos de Medicina de Santiago.

IMG_9574.jpg

Este evento que já passou por Viana do Castelo em 2008 e 2012, já vai na sua vigésima quarta edição e conta este ano com a participação de 23 Cuarentunas e mais de 500 Tunos que vão atuar no Pazo de Ramirás ( Auditório ABANCA ) e vão encher a cidade de música, alegria e boa disposição que caracteriza as Cuarentunas.

É pois com orgulho que a Tuna de Veteranos de Viana do Castelo ( única instituição portuguesa a fazer parte da Federação Internacional de Cuarentunas, sendo uma das cuarentunas fundadoras deste projecto ), irá uma vez mais marcar presença ao mais alto nível num certame de cuarentunas levando desta forma o testemunho genuíno da verdadeira essência do Minho e de Portugal.

A Tuna de Veteranos de Viana do Castelo é um projecto apadrinhado pelo Dr.FRANCISCO SAMPAIO,e pela Drª FLORA SILVA, fruto de uma ideia antiga de um grupo de tunos provenientes de várias Academias - Univ.Minho, Univ.Fernando Pessoa, Univ.Católica Portuguesa, Fac.Engenharia do Porto, Univ.Lusíada, Univ.Coimbra, Inst.Politécnio de Viana do Castelo - que ao findarem os seus estudos e iniciarem a vida activa decidiram juntar-se e partilhar as diferentes experiências Académicas através daquilo que lhes era comum: a música.

Desde 2003 que muitos têm sido os palcos por onde já passamos, levando todo o brilho e alegria desta tuna do Alto Minho.

O próximo será na capital da Galiza…

Tuna.StLuzia.jpg

VÍRGUL EM PALCO PARA DAR AS BOAS-VINDAS A 2022 EM CAMINHA, ONDE O NORTE PASSA O ANO!

Dia 31 de dezembro, no Terreiro

Cantor, compositor e músico, Vírgul é um dos pontos altos da programação de Natal e Ano Novo no concelho de Caminha. Depois do interregno a que fomos forçados no ano passado, a música e a animação estão de regresso ao Terreiro para dar as boas-vindas a 2022.O antigo membro dos Da Weasel, continua a somar sucessos. Este ano foi um dos compositores do Festival da Canção e lançou o seu novo disco, “Júbilo“, onde consta o tema Dividir Amor, que faz parte da banda sonora da novela Bem Me Quer. .Anote na sua agenda, não pode perder este grande concerto.

125201245_1908397482633089_1445351123277382716_n.j

O coração do Centro Histórico de Caminha, o Terreiro, tem sido palco de passagens de ano memoráveis, com concertos de elevado nível. Milhares de pessoas escolhem este espaço e a nossa programação para a última noite do ano, convivendo ao som de grandes espetáculos. A Covid-19 obrigou-nos a interromper um ciclo de sucesso e alegria, mas este ano já será diferente e a programação que o Município preparou, que em breve anunciaremos de forma mais completa, promete trazer de volta a boa disposição e a magia que a época de Natal e fim de ano por norma propicia.

Este ano, no dia 31 de dezembro, o palco será de Vírgul, artista reconhecido como dono de uma longa carreira que tem episódios mais antigos com os Da Weasel. Com o grupo gravou os álbuns “Dou-lhe com a Alma” (1995), “3º capítulo” (1997), “Iniciação a Uma Vida Banal – O Manual” (1999), “Podes fugir Mas Não te Podes Esconder” (2001) ou os mega-sucessos “Re-Definições” (2004) e “Amor, Escárnio e Maldizer” (2007”.

Vírgul nasceu no dia 7 de agosto de 1979, na ilha de São Tomé e a música foi sempre a sua paixão. Depois dos Da Weasel, esteve à frente dos Nu Soul Family, Aí gravou “Never Too Late to Dance” (2010) e “Unconditional Love” (2012) e conquistou com a banda o Best Portuguese Act de 2010 nos MTV Europe Music Awards.

Já numa numa carreira a solo, o músico continua a somar sucessos e a colaborar em estúdio com outros nomes da música. Dia 31 de dezembro, o encontro com Vírgul é em Caminha, onde o Norte passa o ano! 

CORO DE PEQUENOS CANTORES DE ESPOSENDE REALIZAM MINICONCERTO NO NATAL

Município liga a iluminação de Natal a 24 de novembro com miniconcerto com o Coro de Pequenos Cantores de Esposende

Marcando o arranque da época festiva, o Município de Esposende vai proceder à ligação da iluminação natalícia, no próximo dia 24, pelas 18h45. A Praça do Município volta a ser o palco escolhido para este acontecimento, que se quer alegre e festivo e, naturalmente, imbuído do espírito natalício.

BH6A9674.jpg 2021-03-05 190002.jpg

Assim, e à semelhança do que era habitual suceder antes da pandemia da Covid-19, terá lugar o Concerto mais pequeno de Natal, com o Coro de Pequenos Cantores de Esposende, que volta, assim, às atuações públicas. Este concerto será de acesso livre, estando sujeito às recomendações da Direção Geral de Saúde.

Após o concerto, o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, procederá à ligação da iluminação de Natal, que encherá de cor, luz e brilho o centro e várias ruas da cidade.

Os locais a iluminar são: os Largos Rodrigues Sampaio, dos Bombeiros, Dr. Fonseca Lima, D. Frei Bartolomeu dos Mártires e Comandante Oliveira Martins, as ruas Rodrigues de Faria, Senhora da Saúde, José Vieira, Santa Maria dos Anjos, Nossa Senhora da Graça, 1.º de Dezembro, Conde de Castro, dos Bombeiros, Manuel Boaventura, D. Pedro da Cunha, Eng. Custódio Vilas Boas e as avenidas Eng. Losa Faria, Valentim Ribeiro e Eduardo Arantes e Oliveira. A iluminação natalícia vai abarcar, também, o Passadiço Sul, as Rotundas da Zende, da Solidal e da Senhora da Saúde, bem como as fachadas de vários equipamentos municipais, nomeadamente da Câmara Municipal, do Museu Municipal, da Biblioteca Municipal e da Casa da Juventude. Na zona ribeirinha, serão iluminadas as palmeiras da avenida e do Tribunal.

Para além da sede do concelho, o Município vai estender a todo o concelho, através de um apoio extraordinário às Juntas de Freguesia, a iluminação e animação natalícias, com alguns apontamentos nas zonas centrais de todas as freguesias.

De resto, em colaboração com a Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende (ACICE), o Município preparou um programa de animação natalícia com o intuito de proporcionar um ambiente de magia e animação na cidade e envolver as pessoas no espírito desta quadra festiva.

BARCELOS EM NOVEMBRO É UM ESPETÁCULO!

Doze espetáculos a não perder no mês de novembro no TGV
São doze espetáculos ao longo de um só mês: um novembro em cheio no Theatro Gil Vicente, com destaque para o concerto de Mário Lúcio & Teresa Salgueiro (dia 19, às 22h), dois dos mais importantes representantes da música contemporânea que, no palco do centro histórico barcelense, vão fazer ecoar sons de Fado e Morna, duas canções de alma, de nostalgia e de saudade.

Além da música, haverá outros géneros em cena, como o espetáculo de Stand up “Temos de marcar um café”, agendado para o dia 17, às 21h30, com João Dantas, Rúben Branco e Joel Ricardo Santos. Os comediantes convidam o público a juntar-se a eles numa noite que é uma verdadeira conversa de café.
A programação musical para o mês de novembro traz B Fachada, que está de volta ao ‘triciclo’ e a Barcelos, (dia 20 de novembro, às 22h), mas desta vez para apresentar o novo trabalho “Rapazes e Raposas”, mais um capítulo no seu trajeto que abriu caminho à nova música popular portuguesa. A música continua com a ‘Noite de Fados’, inserida no P.A. - Projeto Artístico, no dia 27 de novembro, às 21h30. Ainda na música, mas ‘Fora de Portas’, no dia 5, na Igreja do Terço, às 22h, tem lugar o espetáculo do bracarense Luís Fernandes, elemento fundador da banda ‘Peixe: Avião’ e membro do coletivo ‘La La La Ressonance’, com entrada gratuita.
O teatro chega ao espaço vicentino no dia 11 de novembro, às 21h30, com “O Charco de Ulises” peça encenada pelo Centro Dramático Galego; “Hamlet” (dia 13 de novembro, às 21h30) pela CTB - Companhia de Teatro de Braga; e “Un Encuentro con Miguel Hernández” (dia 30 de novembro, às 21h30) pelo Teatro do Guirigai.
A rubrica “Em família no TGV” reserva a tarde de domingo, dia 14, às 16h, para a peça “A Castanha Brincalhona”, uma encenação de cariz didático e educativo, que retrata a vida de um vendedor de castanhas, e que tem como objetivo ensinar às crianças as tradições de S.Martinho e dar a conhecer os frutos e as cores do outono. Ainda, na mesma rubrica, no dia 28, às 16h, a tela do Gil Vicente estará reservada ao filme “A Ovelha Choné, A Quinta Contra Ataca”.
A Associação Zoom – Cineclube continua a levar o cinema ao Theatro Gil Vicente, com a exibição, no dia 9, do filme “A Metamorfose dos Pássaros”, de Catarina Vasconcelos, e no dia 23, do filme “Titane”, de Julia Ducournau. As sessões têm início às 21h30 e entrada paga.
Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Theatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Programação TGV_novembro.jpg

FAMALICÃO: YMOTION RECEBE MARIA JOÃO BASTOS, RICARDO PEREIRA, TERESA TAVARES E CAPITÃO FAUSTO

7.ª edição do festival abrange competição de curtas, retrospetivas, showcase e homenagens a artistas

O YMotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão está de regresso para a sétima edição que decorre de 8 a 13 de novembro, na Casa da Juventude, na Fundação Castro Alves e no Centro de Estudos Camilianos. O destaque vai para a competição de curtas-metragens, a apresentação das primeiras imagens do filme «Revolta», com a presença do realizador Tiago R. Santos e dos atores Ricardo Pereira e Teresa Tavares, o Talk & Showcase da banda Capitão Fausto, a homenagem à atriz portuguesa Maria João Bastos e o tributo aos compositores Bernardo Sassetti e Ennio Morricone.

Maria Joa_o Bastos 1 A.jpeg

A sessão de abertura do festival será marcada pela apresentação do filme «Musgo», da jovem cineasta famalicense, Alexandra Guimarães, no dia 8 de novembro pelas 21h30, na Casa da Juventude, que também fica marcada pelo arranque das sessões competitivas do festival que decorrem de 8 a 11 de novembro pelas 21h30, no referido espaço.

Esta edição do festival também inclui a exposição «INSIDE - Fotografia Documental» dedicada às curtas-metragens em competição, que estará patente na Casa da Juventude, e uma sessão especial com foco no trabalho da produtora cinematográfica portuguesa Ukbar Filmes, na seção «Novíssimo Cinema Português», que inclui uma conversa entre a atriz Sónia Balacó, a produtora Pandora da Cunha Telles e o jornalista e comissário do festival, Rui Pedro Tendinha.

capitão fausto.png

No mesmo dia, pelas 21h00, os Capitão Fausto, banda composta por Tomás Wallenstein, Salvador Seabra, Francisco Ferreira, Manuel Palha e Domingos Coimbra, vão protagonizar um showcase, seguido de uma conversa, no Centro de Estudos Camilianos.

revolta.png

Um dos destaques da programação deste ano vai para a apresentação das primeira imagens do filme «Revolta», a primeira obra, enquanto realizador, do argumentista Tiago R. Santos. A exibição de alguns excertos do filme, ocorrerá no dia 13 de novembro, pelas 17h00, na Fundação Castro Alves, e irá contar com a presença do realizador e dos atores Ricardo Pereira e Teresa Tavares.

Recorde-se que se encontram em competição no YMotion cerca de 40 curtas-metragens desenvolvidas por jovens realizadores, entre os 12 e os 35 anos, nas categorias «Grande Prémio Joaquim de Almeida», «Escolas Secundárias», «Melhor Documentário», «Melhor Curta de Animação», «Melhor Representação», «Melhor Argumento», «Melhor Direção de Fotografia» e «Prémio do Público». Os vencedores serão conhecidos na sessão de encerramento no dia 13 de novembro, pelas 21h30, no Centro de Estudos Camilianos, num evento que também ficará marcado pela homenagem à atriz Maria João Bastos e um tributo à música dos compositores Ennio Morricone e Bernardo Sassetti, pelas mãos dos jovens músicos famalicenses Inês Silva e Pedro Lima.

O  YMotion é um festival organizado pelo Município de Vila Nova de Famalicão desde 2015, que se tem vindo a afirmar no circuito de mostras e festivais de cinema do país, servindo de alavanca para o trabalho de jovens cineastas dos 12 aos 35 anos de idade. Na edição de 2020, foram recebidas quase duas centenas de curtas-metragens na competição e o realizador Filipe Rufatto recebeu o «Grande Prémio Joaquim de Almeida» pelo seu filme «Sofia» (2019).

Para mais informações sobre o festival consulte: www.ymotion.org

OURÉM: AUGUSTO CANÁRIO FEZ ARRAIAL NA FEIRA NOVA DE SANTA IRIA

Domingo em grande na Feira Nova de Santa Iria com “Somos Portugal” e Augusto Canário

A Feira Nova completou mais um dia com muita animação, com o programa “Somos Portugal” e o concerto de Augusto Canário a proporcionarem muita música e diversão a todos os visitantes.

Texto e fotos: Município de Ourém

251482711_6524149190992225_5007161629855688796_n.j

Desde cedo e apesar do mau tempo, foram muitos os que visitaram o tradicional mercado de Santa Iria, assim como os expositores e tasquinhas instaladas no Centro Municipal de Exposições. No período da tarde decorreu a transmissão em direto, a partir do recinto do certame, do programa “Somos Portugal” da TVI. O programa trouxe muitos artistas até Ourém que ofereceram ao público animação musical durante toda a tarde e levou algumas das tradições e atrações oureenses até todo o mundo.

A noite terminou com um grande concerto de Augusto Canário, que juntamente com a sua banda criou um verdadeiro arraial no Parque da Cidade António Teixeira, envolvendo o público nesta festa que encerrou a programação de domingo da Feira Nova de Santa Iria 2021.

251784471_6524147300992414_3105055646388914811_n.j

250859774_6524150150992129_5063375105691189098_n.j

250541087_6524148517658959_9002684206357800107_n.j

250738434_6524147590992385_5458556250965922572_n.j

251076143_6524147957659015_7972625874388413269_n.j

250918907_6524149817658829_3929314428977639986_n.j