Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA RECEBE FESTIVAL DE BANDAS DE MÚSICA

Música filarmónica enche as ruas cerveirenses

No próximo domingo, 23 de setembro, o centro histórico de Vila Nova de Cerveira recebe o XIII Festival de Bandas de Música. Fator de grande atratividade de público português e galego, este encontro assume-se como um momento de intercâmbio cultural e convívio em torno da valorização da música filarmónica.

festival bandas 2018

Organizado pela Cerveira – Associação Cultural e Recreativa e com o apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, o evento conta com a participação de cinco bandas que, após um desfile pelas principais ruas do centro, preparam um grande concerto a partir das 15h00.

As bandas convidadas deste ano são: Banda Lanhelense (Caminha), Banda Marcial do Vale (Santa Maria da Feira), Banda de Arouca, Banda Mineiros do Pejão (Castelo de Paiva) e Banda de Viela (Paredes).

O encerramento está marcado para as 19h00, com a Marcha de Valdemar Sequeira - “Ponte da Amizade” - interpretada em uníssonopelas bandas participantes.

VIANA DO CASTELO VIRA PRAÇA DO CAVAQUINHO

A Fundação INATEL levará a efeito no dia 16 de Setembro 2018, pelas 17h30, com o apoio do Município de Viana do Castelo, a II edição da PRAÇA DO CAVAQUINHO. O evento decorrerá na Praça da República de Viana do Castelo e conta com a atuação de 3 grupos de cavaquinhos filiados na Fundação INATEL.

A II edição do evento é apadrinhada pelo músico Sérgio Mirra.

Visite Viana do Castelo e a sua PRAÇA DO CAVAQUINHO!

Capturar1

MARIA JOÃO ENTRE OS GRANDES NOMES DO JAZZ AO LARGO, EM BARCELOS

Iniciativa da Câmara Municipal decorre entre 12 e 16 de setembro, com atuações no Largo Dr. Martins Lima e na frente ribeirinha

A cantora de jazz Maria João está entre grandes nomes que, entre 12 e 16 de setembro, vão atuar em espaços de entrada livre, em Barcelos, no âmbito do Festival Jazz ao Largo.

Capturar1

Esta é a terceira edição de um evento cada vez mais consolidado e que, este ano, conta com uma programação de qualidade que traz grandes nomes do jazz nacional e europeu, como: Maria João / Ogre – Electric Trio, Jade, Jake McMurchie, Julian Sartorius e Lokomotiv, de Carlos Barretto.

O Festival Jazz ao Largo vai decorrer  entre o Largo Dr. Martins Lima e a frente ribeirinha, junto à Casa da Azenha, em Barcelos, com entrada livre , mantendo a fórmula da última edição, com os concertos no exterior do Teatro Gil Vicente (Largo Dr. Martins Lima) e as sessões de free jazz na frente ribeirinha da Azenha.

Maria João é um dos nomes mais conhecidos do jazz português e apresenta “Ogre” a mais recente aventura, um híbrido musical que mistura o jazz e a eletrónica, com uma banda com instrumentação invulgar e uma abordagem artística singular, que leva ao público numa travessia pelo mundo dos sons, saltando fronteiras entre o digital e o analógico.

O Festival abre no dia 12, às 21h30, no Largo Dr.Martins Lima, com o espetáculo inédito NIB, um projeto de músicos de Barcelos, formado por Ricardino Lomba (eletrónicas), José Moutinho (guitarra), Helena Silva (violino) e Filipe Coelho (esculturas sónicas), que vai protagonizar um espetáculo único, criando música improvisada em tempo real sobre o filme “Sherlock Jr.”, de Buster Keaton.

A programação prossegue no exterior do Teatro Gil Vicente com os Lokomotiv (dia 13), Jade (dia 14) e Maria João / Ogre Electric Trio (dia 15), que começam às 22h00.

A Frente Ribeirinha da Azenha volta a ser palco de sessões de free jazz, durante a tarde, com início às 17h00, por onde irão passar Jake McMurchie (dia 15) e Julian Sartorius (dia 16), que encerra o evento.

À semelhança dos anos anteriores, o Jazz ao Largo oferece ainda um workshop de improvisação, liderado por Jake McMurchie, que conta no seu curriculum com nomes como Portishead, Massive Attack e a National Youth Jazz Orchestra, dos quais foi músico de sessão. O workshop está marcado para dia 15, às 15h00, sendo que os interessados se podem inscrever através do e-mail jazzaolargo@gmail.com.

Organizado pelo Município de Barcelos, o Festival Jazz ao Largo é uma ideia da Associação Burgo Divertido.

Capturar2

MILHÕES DE FESTA AGITA BARCELOS

Frente ribeirinha foi palco de mais de 50 concertos durante quatro dias. Milhões de Festa continua a afirmar-se pelo seu caráter singular

A edição de 2018 do Milhões de Festa, que se realizou entre os dias 6 e 9 de setembro, em Barcelos, mostrou que o festival mantém vivo o entusiasmo da descoberta musical, graças a um cartaz eclético, que abrangeu diferentes públicos e até mesmo gerações, e sempre desafiante, afirmando-se como montra de eleição para os projetos mais emergentes da atualidade, vindos de todo o mundo.

Milhões de Festa 2018

O Milhões de Festa, organizado pelo Município de Barcelos em parceria com a promotora Lovers & Lolypops, continua a afirmar-se, nacional e internacionalmente, pelo seu caráter alternativo e singular, tendo registado, nesta edição, mais de 10 mil entradas nos quatro dias (o primeiro dia voltou a ser de entrada livre, permitindo a toda a população conhecer o festival).

Foram mais de 50 concertos, divididos por quatro palcos: Palco Milhões e Palco Lovers, onde decorrem os concertos da noite, Palco Piscina e Palco Taina, onde as tardes são passadas entre mergulhos ou a apreciar a gastronomia regional.

O Milhões de Festa voltou a envolver a cidade de Barcelos, onde se realiza desde 2010 e com a qual mantém uma relação umbilical, levando alguns concertos a locais emblemáticos, como a Torre de Menagem ou o coreto no Campo 5 de Outubro.

The Mauskovic Dance Band, Circle, Squarepusher, Warmduscher, Lena D'Água e Primeira Dama com Banda Xita, Nubya Garcia, Electric Wizard ou Os Tubarões foram alguns dos concertos que mais se destacaram nesta edição e levaram o público ao rubro.

Mas mais do que concertos, o Milhões de Festa distingue-se por proporcionar experiências musicais fora do comum, o que ficou evidente quer na abertura, quer no encerramento. O espetáculo de "boas-vindas" protagonizado pelos Ensemble Insano, coletivo de 20 músicos barcelenses, aconteceu no piso -4 do estacionamento subterrâneo anexo ao edifício da Câmara Municipal. E uma das novidades da edição deste ano foi a "Silent Disco", com a música a ser transmitida diretamente para os auscultadores entregues à assistência, podendo o público escolher entre os dois DJ que punham som em simultâneo. Portanto, foi em modo silencioso que terminou o festival.

O Milhões de Festa evidenciou também responsabilidade ambiental. Este ano, foram servidos copos de plástico reutilizáveis, reduzindo consideravelmente o lixo produzido e contribuindo para um recinto mais limpo. 

PONTE DE LIMA: BANDAS FILARMÓNICAS ABRILHANTAM FEIRAS NOVAS

Nas Feiras Novas de Ponte de Lima, a actuação das Bandas Filarmónicas foram sempre muito apreciadas pelo povo. Em pleno Largo de Camões, erguem-se dois coretos para neles actuarem alternadamente as bandas convidadas. E, cada uma delas, actuando à compita, procura sempre arrancar maiores aplausos do público. Elas também fazem a festa!

41208638_2384620744889225_6153410996577763328_n

Deverá ascender a mais de um milhar a quantidade de coretos espalhados pelas mais diversas cidades, vilas e aldeias do nosso país. Durante muitas décadas, eles constituíram um dos principais locais de atração popular nas praças e jardins públicos, juntando à sua volta o público em tardes amenas de domingo para ouvir e apreciar a atuação das bandas de música.

Com o aparecimento das bandas filarmónicas, sentiu-se a necessidade de se erguer em local público um palanque propositadamente destinado à sua atuação a fim de levarem ao povo o seu reportório, executando magistrais peças musicais e, desse modo, sensibilizando-o para a cultura musical.

O termo coreto provém do grego “khoros”, vertido para o latim “choru” e que significa uma espécie de coro, edificado ao ar livre, propositadamente construído para a realização de concertos musicais. Quais templos dedicados a Apolo, deus romano das artes e da poesia, muitos dos coretos existentes em Portugal constituem autênticas obras de arte que merecem ser preservadas e de novo servir de palco para a atuação das bandas filarmónicas, constituindo aliás essa a razão da sua existência.

Fotos: Limarense

41210624_2384619938222639_2712710470959104000_n

"VOZES DO LIMA" CANTAM MÚSICA TRADICIONAL DO MINHO

O Grupo Vozes do Lima – Música Tradicional, surgiu quando um grupo de amigos se juntou e iniciou com os seus primeiros ensaios, no mês de Agosto do ano 2010, criando motivações que ganharam força e a partir daí o grupo não mais parou tendo vindo a desenvolver ao longo destes anos um profícuo trabalho de pesquisa, recolha e divulgação da música tradicional.

32783543_1953903521286510_5519907911737802752_n

Durante estes anos são muitas as solicitações feitas ao grupo para animar os mais diversificados eventos que decorreram em vários pontos de Portugal, pois temos um repertório composto de um variado tipo de música de caris popular (Portuguesa e não só).

Desde a sua criação, o Grupo Vozes do Lima – Música Tradicional, que conta habitualmente com dez elementos em palco, tem feito um trabalho extraordinário na preservação e divulgação da Música Tradicional, sendo já considerado um dos Grupos de referência na região do Minho, no Norte de Portugal, localizado em Gemieira, Ponte de Lima.

Em Agosto de 2015 publicou o seu primeiro trabalho em disco, que insere um conjunto de cantigas populares, algumas das quais originais, com rigor na execução e a enorme vontade do grupo em respeitar as suas tradições e costumes, mas simultaneamente acompanhando a evolução dos tempos, são sempre os objetivos que presidem e estão sempre nas coordenadas deste grupo.

FAMALICÃO E GUIMARÃES RECEBEM FESTIVAL DE PERCUSSÃO

Terceira edição do Peles – Internacional Drum Fest decorre de 22 de setembro a 5 de outubro

Há mais um festival a dividir palco entre Vila Nova de Famalicão e Guimarães. O Peles – Internacional Drum Fest está de regresso e promete levar alguns dos melhores nomes da percurssão nacional e internacional ao público dos dois concelhos.

Atlantic Percurssion Group

O evento, organizado pela CAISA – Cooperativa de Artes, Intervenção Social e Animação C.R.L. com os apoios dos dois municípios, decorre de 22 de setembro a 5 de outubro, com duas semanas de programação, dominada sobretudo pelos espetáculos musicais.   

No dia da abertura do festival, 22 de setembro, destaque para a atuação do projeto “Mantas e Retalhos”, uma residência artística comunitária que vai reunir em palco perto de uma centena de pessoas para a apresentação de uma criação/performance alternativa, de autoria do baterista e percussionista vimaranense Mário Gonçalves, que faz o cruzamento da voz com os instrumentos de percurssão tradicional e objetos do quotidiano. A atuação decorrerá no Parque da Ribeira, na freguesia famalicense de Joane.

image58715

Krake, Magupi, Vasco Ramalho Quinteto, Atlantic Percussion e o brasileiro José Staneck são outros dos nomes que compõem o cartaz da edição deste ano do festival, que contará ainda com workshops e um concurso de composição internacional de percussão dirigido a compositores de todas as nacionalidades e idades.

O diretor artístico do festival, Alberto Fernandes fala numa “edição mais arrojada” e num“programa de qualidade”, de um festival que é já “considerado único em Portugal” e que se insere numa região “cuja história cultural e musical se cruza inevitavelmente com o som das percussões, sobretudo pela tradição muito forte do uso dos instrumentos de percussão tradicional”.  

Krake

O responsável falava esta terça-feira, 4 de setembro, na conferência de imprensa de apresentação do festival, que contou também com a presença dos vereadores da Cultura dos municípios de Famalicão e Guimarães, Leonel Rocha e Adelina Pinto, respetivamente. Ambos os autarcas salientaram a ligação do festival á comunidade, realçando ainda a lógica intermunicipal do evento que, de acordo com Leonel Rocha, “tem de ser cada vez mais uma prática corrente entre municípios”.

Refira-se ainda que o festival conta também com o apoio da União de Freguesias de Airão S. João, Airão Santa Maria e Vermil e das Juntas de Freguesia de Brito e Joane.

Todos os concertos começam às 21h30. Os concertos do primeiro dia e para a infância são gratuitos. Os restantes têm o custo de 4 euros para o público em geral e de 3 euros para utentes da CAISA e sócios da Associação Teatro Construção.

PROGRAMA

22 de setembro

II Encontro de Orquestras de Percussão Inclusiva (15h30)

III Encontro de Orquestras de Percussão Tradicionais e Comunitárias (16h30)

Mantas e Retalhos | Criação e Residência Artística (21h30)

Parque da Ribeira, Joane, Vila Nova de Famalicão

27 de setembro

Krake (21h30)

CLAV – Centro e Laboratório Artístico de Vermil

28 de setembro

Magupi (21h30)

Espaço Fauna, Joane, Vila Nova de Famalicão

29 de setembro

Atlantic Percussion e Eduardo Cardinho (21h30)

Espaços Criativos, Brito, Guimarães

30 de setembro

Vasco Ramalho Quinteto – Essências de Marimba, Fados & Choros (21h30)

Associação Teatro Construção, Joane, Vila Nova de Famalicão

01 de outubro

Atlantic Percussion Group (21h30)

Plataforma das Artes, Guimarães

02 e 03 de outubro

Concertos para a Infância | Odaiko Percussion Group (Galiza)

Associação Teatro Construção, Joane, Vila Nova de Famalicão (2 de outubro – de manhã e à tarde)

Espaços Criativos, Brito, Guimarães (3 de outubro - de manhã e à tarde)

05 de outubro

Atlantic Percussion Group & José Staneck (21h30)

Associação Teatro Construção, Joane, Vila Nova de Famalicão

Peles

CABECEIRAS DE BASTO RECEBE MOZART

Cabeceiras de Basto recebe Orquestra XXI em magnífico concerto. Mosteiro de S. Miguel de Refojos é palco para o concerto na sexta-feira, dia 7

Cabeceiras de Basto integra a digressão da Orquestra XXI em Portugal. A passagem pelo nosso concelho insere-se na celebração do 5.º aniversário da Orquestra XXI, um projeto que reúne dezenas de jovens músicos portugueses residentes no estrangeiro e que tem o duplo objetivo de manter uma forte ligação entre estes jovens e o seu país de origem e, ainda, de levar momentos musicais de excelência a públicos diversificados.

Orquestra XXI

A Orquestra que inicia amanhã, 6 de setembro, a sua digressão na Casa da Música do Porto, atuará no Mosteiro de S. Miguel de Refojos no dia 7 de setembro, seguindo depois para Ílhavo, onde atua no dia 8, terminando no dia 9 no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O concerto de Cabeceiras de Basto apresentará a Sinfonia Concertante de Mozart, cuja partitura tem uma história misteriosa que, entretanto, acabou por desaparecer, mas reconstruída por Robert Levin depois de anos de investigação. A flautista Cabeceirense Adriana Ferreira, o oboísta Samuel Bastos, o trompista Ricardo Silva e o fagotista Virgílio Oliveira formam o quarteto de solistas que irá interpretar esta obra no Mosteiro de S. Miguel de Refojos. Antes disso, as cordas da Orquestra XXI apresentam uma obra emblemática de Ligeti, terminando o concerto com a genial 7ª Sinfonia de Beethoven.

Claustros do Mosteiro

De salientar que a solista Adriana Ferreira, natural de Cabeceiras de Basto, integra atualmente a Orquestra da Academia Nacional de Santa Cecília em Roma, Itália, tendo já passado pela Orquestra Nacional de França e pela Orquestra Filarmónica de Roterdão, motivo de grande orgulho para todos os Cabeceirenses que poderão desfrutar na próxima sexta-feira de um sublime concerto da Orquestra XXI que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República.

Cabeceiras de Basto recebe, assim, no seu Mosteiro um extraordinário espetáculo dirigido pelo jovem maestro Dinis Sousa que, curiosamente, viveu já, em criança, em Cabeceiras de Basto.

O concerto tem entrada livre e proporcionará aos Cabeceirenses e a todos os que nos visitarem uma noite cultural única que coloca Cabeceiras de Basto na rota dos maiores eventos culturais do país.

O espetáculo é oferecido a todos pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.

Orquestra XXI - cartaz flauta

VIZELA REALIZA FESTA DA JUVENTUDE

Blaya e Wet Bed Gang na Festa da Juventude de Vizela

A Câmara Municipal de Vizela promove a Festa da Juventude nos próximos dias 14 e 15 de setembro, na Marginal Ribeirinha de Vizela.

cartaz festa da juventude

Final do Concurso de Bandas de Vizela, Blaya, In Motion dj´s, Eco Challenge, West Coast Man e Wet Bed Gang fazem parte do programa da Festa da Juventude. O tema é o AMBIENTE.

A Câmara Municipal de Vizela e a CP estabeleceram uma parceria para o transporte de comboio para a Festa Da Juventude De Vizela, com uma promoção de 2 €, ida e volta, válida nos dias 14 e 15 de setembro (a partir das 12h00 e regresso até às 12h do dia seguinte), para viagens nos Comboios Urbanos do Porto com origem em qualquer estação e destino a Vizela.

Os bilhetes promocionais 2 €, ida e volta, nos Comboios Urbanos do Porto, não são revalidáveis nem reembolsáveis.

Os bilhetes promocionais de 2€  podem ser adquiridos nas bilheteiras CP, a partir do dia 10 de setembro, ou a bordo do comboio no próprio dia se no local de embarque não existir nenhum dos meios de venda atrás referidos. O pagamento a bordo pode apenas ser efetuado em numerário.

Para utilização dos Comboios Urbanos do Porto basta ter um cartão Siga, sem viagens ou um cartão Siga Assinatura. Para quem ainda não possui cartão poder adquiri-lo pelo custo adicional de 0,50€. Antes de embarcar no comboio, deve sempre validar o bilhete.

Os Comboios Urbanos do Porto servem 82 estações, num raio de 60 km à volta do Porto, distribuídas pelas seguintes linhas:

Linha de Aveiro;

Linha de Braga;

Linha do Marco de Canaveses;

Linha de Guimarães.

Não faltes! Vai ser a melhor Festa da Juventude de sempre!

Toda a informação sobre o evento encontra-se disponível online no site da Festa da Juventude em http://festadajuventude.vizela.pt/.

Programa:

Dia 14 de Setembro (Sexta-Feira)

21:30h – Final do Concurso de Bandas de Vizela

24:00h – Concerto Blaya

02:00h – In Motion djs

04:00 – Final das atividades

Dia 15 de Setembro (Sábado)

(Tarde)

14:30h – Eco Challenge

18:30h –Eco Sunset/Concerto Duvale

(Noite)

21:30h – Concerto West Coast Man

23:00h – Divulgação e atribuição de prémios aos vencedores do Concurso de Bandas de Vizela

23:30h – Concerto Wet Bed Gang

01:30h – OVERULE

04:00h – Encerramento

BARCELENSES OUVEM JAZZ

Jazz anima a programação de setembro do Teatro Gil Vicente. O programa cultural do mês de setembro do Teatro Gil Vicente contém música, cinema e teatro.

A programação arranca com teatro no dia 2 de setembro, às 16h00, com a peça “Lagarta Sim, Lagarta Não” pela Companhia de Teatro de Santo Tirso, inserido no programa “Em Família no TGV”. Nos dias 22 e 23, é a vez da peça de teatro “O Fronteiro de Deus”, inserido nas Jornadas Gualidinianas “A Vida heróica de D.Gualdim Pais, o maior monge-guerreiro de Portugal” pela Nova Comédia Bracarense.

Nos dias 12, 13, 14, 15 e 16 realizam-se ao ar livre, no Largo Dr. Martins Lima, espetáculos de música inseridos no “Jazz ao Largo”, um ciclo de concertos gratuitos com grupos e músicos nacionais e internacionais de renome, a saber Maria João / Ogre – Electric Trio, Jade, Jake McMurchie, Julian Sartorius e Lokomotiv, de Carlos Barretto.

Esta edição traz como novidade a apresentação do filme “Sherlock Jr.”, de Buster Keaton, que será musicado ao vivo pelo NIB - Núcleo de Improvisação Barcelense, espetáculo inédito que vai abrir a terceira edição do Jazz ao Largo, no dia 12, pelas 21h30, no Largo Dr. Martins Lima.

A programação prossegue com os concertos no exterior do Teatro Gil Vicente de Lokomotiv (dia 13), Jade (dia 14) e Maria João / Ogre Electric Trio (dia 15), que começam às 22h00.

A Frente Ribeirinha da Azenha volta a ser palco de sessões de free jazz, durante a tarde, com início às 17h00, por onde irão passar Jake McMurchie (dia 15) e Julian Sartorius (dia 16), que encerra o evento.

À semelhança dos anos anteriores, o Jazz ao Largo oferece ainda um workshop de improvisação, liderado por Jake McMurchie, que conta no seu curriculum com nomes como Portishead, Massive Attack e a National Youth Jazz Orchestra, dos quais foi músico de sessão. O workshop está marcado para dia 15, às 15h00, sendo que os interessados se podem inscrever através do e-mailjazzaolargo@gmail.com.

A Zoom promove no Teatro duas noites de cinema no mês de setembro. No dia 20, às 21h30, “Honra de Cavalaria” de Albert Serra” e, no dia 27, “Hendy and Lucy” de Kelly Reichardt.

No último dia, o espaço cénico recebe o espectáculo de música “Lince”, às 22h00, no Largo Dr. Martins Lima.

A peça “Humidade” no dia 7, às 21h30, pela Companhia de Teatro de Braga foi cancelada devido a impedimento da companhia.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

VIANA DO CASTELO É A PRAÇA DO CAVAQUINHO

A Fundação INATEL leva a efeito no dia 16 de Setembro 2018, pelas 17h30, com o apoio do Município de Viana do Castelo, a II edição da PRAÇA DO CAVAQUINHO.

O evento decorrerá na Praça da República de Viana do Castelo e conta com a atuação de 3 grupos de cavaquinhos filiados na Fundação INATEL, conforme descrito no programa em anexo.

A II edição do evento é apadrinhada pelo músico Sérgio Mirra.

Visite Viana do Castelo e a sua PRAÇA DO CAVAQUINHO!

Capturar11