Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA DANÇA NO FOLKLOURES'20

Grupo Etno-Folclórico de Refóios do Lima vai a Loures participar no FolkLoures’20

Este Grupo Etno-Folclórico, esta situado na freguesia de Refoios do Lima concelho de Ponte de Lima. Refoios, terra cheia de beleza natural e de muita riqueza, desde as suas tradições á sua cultura, na arte e nos seus monumentos.

CapturarRefoiosLima-PonteLima.PNG

O grupo nasceu com o objetivo de preservar e divulgar as tradições mais antigas da sua terra, entre elas o folclore.

Tendo feito a sua primeira atuação ao publico no dia 7 de agosto de 2005 e apresentado o seu primeiro cd. A partir dessa data o Grupo tem sido solicitado para várias atuações, tem corrido o país de norte a sul, contando com várias saídas ao estrangeiro. Atualmente o grupo é constituído por aproximadamente 48 elementos, que convivem em espirito de família e que tem enorme alegria a reviver e interpretar estas tradições, e pretende leva-las a todos aqueles que as queiram acolher e apreciar.

Desde então o grupo já gravou mais dois CDs com musicas tradicionais. Tem três dvds gravados um com a recriação tradicional da matança do porco. E os dois mais recentes gravados em dois mil e treze que retratam os “usos e custumes” dos anos 50/60. E na comemoração do seu décimo aniversário a presentou um livro (Década de Cor) que anuncia os dez anos de existência do grupo.

Folkloures2020 (4).jpg

LIMIANOS DANÇAM NO FOLKLOURES’20

Grupo Etno-Folclórico de Refóios do Lima vai a Loures participar no FolkLoures’20

Este Grupo Etno-Folclórico, esta situado na freguesia de Refoios do Lima concelho de Ponte de Lima. Refoios, terra cheia de beleza natural e de muita riqueza, desde as suas tradições á sua cultura, na arte e nos seus monumentos.

CapturarRefoiosLima-PonteLima.PNG

O grupo nasceu com o objetivo de preservar e divulgar as tradições mais antigas da sua terra, entre elas o folclore.

Tendo feito a sua primeira atuação ao publico no dia 7 de agosto de 2005 e apresentado o seu primeiro cd. A partir dessa data o Grupo tem sido solicitado para várias atuações, tem corrido o país de norte a sul, contando com várias saídas ao estrangeiro. Atualmente o grupo é constituído por aproximadamente 48 elementos, que convivem em espirito de família e que tem enorme alegria a reviver e interpretar estas tradições, e pretende leva-las a todos aqueles que as queiram acolher e apreciar.

Desde então o grupo já gravou mais dois CDs com musicas tradicionais. Tem três dvds gravados um com a recriação tradicional da matança do porco. E os dois mais recentes gravados em dois mil e treze que retratam os “usos e custumes” dos anos 50/60. E na comemoração do seu décimo aniversário a presentou um livro (Década de Cor) que anuncia os dez anos de existência do grupo.

Folkloures2020 (4).jpg

ÀGUEDA DANÇA NO FOLKLOURES’20

Grupo de Danças e Cantares de Vale Domingos - Águeda Vale Domingos é um pequeno lugar que fica situado a nascente de Águeda, mais propriamente no sopé da serra do Caramulo.

foto do grupo 2....JPG

A zona serrana é uma região muito rica, sobretudo pela sua floresta, pelas culturas do milho, batata e outros produtos agrícolas. A serra oferece-nos a sua beleza natural, com as suas aldeias acolhedoras que, são autênticos quadros de Galeria de Arte.

As suas gentes mantêm ainda as tradições das Romarias à Santa Eufémia, à Senhora do Livramento, ao Senhor da Serra, ao S. Geraldo e à Senhora da Guia. Naturalmente, uma região com um património cultural tão rico deveria ter, quase forçosamente, um grupo folclórico, que fosse recolhendo e preservando todas as tradições locais.

Assim, em 1981 surge o Grupo de Danças e Cantares de Vale Domingos, que através das suas recolhas não só de danças e cantares mas também de trajes, usos e costumes, se tornou no fiel representante da Zona Serrana de Águeda. Sócio desde quase a primeira hora da Federação do Folclore Português, encontra-se também filiado no Inatel.

CapturarAgueda (1).PNG

RIBATEJO DANÇA NO FOLKLOURES'20

Iniciou-se este agrupamento em 1937 pela primeira vez, com trajes e cantares da época, tendo como repertórios “ Verde Gaio Valseado, Valsa a dois Passos, Valsa das Carreirinhas, passo Largo, Remexida”, entre outras.

CapturarfOROSsALVATERRA.PNG

Devido à mentalidade da época veio a findar em 1942.

Várias foram as tentativas de reiniciar o Rancho, mas foi nos anos 80, que este esteve no auge do mundo do folclore, em 1991 igualmente pelos mesmos motivos voltavam a terminar atividade.

Foi então que no ano 2006 um grupo de Forenses com muita dedicação e empenho fizeram um trabalho de recolha das Danças, trajes, Costumes e Tradições que caracterizavam os Forenses dos anos 30.

Sendo a atividade principal das nossas gentes, o trabalho do campo, empenhamo-nos para que toda a beleza que envolve o mundo rural da época, transparece-se aos olhos de quem visse o nosso Rancho.

Assim, demos vida novamente ao Rancho Folclórico Regional dos Foros de Salvaterra, após largos meses de trabalho, os nossos pares apresentam em palco um harmonioso conjunto de trajes e adornos que eram usados nos Arraiais, Romarias e nos trabalhos agrícolas, como complemento à garra com que dançam.

CARTAZ DO FOLKLOURES’20 TEM A MARCA DOS CONCEITUADOS FOTÓGRAFOS VIANENSES SÉRGIO MOREIRA E SÍLVIA MOREIRA

O Grupo Folclórico Verde Minho acaba de lançar o cartaz da próxima edição do FolkLoures que vai ter lugar no próximo ano em Loures e deverá contar com uma presença significativa da região do Alto Minho.

74377086_1456143321203395_7262958575650078720_n.jpg

Contribuíram para a execução gráfica deste cartaz os dançadores do Grupo Etnográfico da Areosa – Viana do Castelo, fotografados no evento “A minha terra é Viana”, organizado pela AGFAM

Sérgio Moreira & Sílvia Moreira é uma das mais conhecidas e conceituadas duplas de fotógrafos minhotos. Sérgio Moreira é natural de Santa Marta de Portuzelo, à sua terra natal dedica muito do seu labor que publica na sua página do Facebook “Imagens da minha terra - Santa Marta de Portuzelo” em https://www.facebook.com/SergioMoreiraFotografia/posts/1430601463664931?comment_id=1430677023657375&notif_t=share_reply&notif_id=1489014307781187

A ele se devem inúmeras produções fotográficas para cartazes como os de Santa Marta de 2013, 2015, 2016. É também autor dos cartazes da Romaria da Senhora d’Agonia em 2015, de Perre em 2013 e de Serreleis em 2016.

Mas, também a beleza da mulher do Minho não escapa à sua objectiva atenta, dedicando-lhe também a página no Facebook “Beleza e Tradição”, no endereço https://www.facebook.com/belezadamulherdominho/?fref=ts

Sérgio Moreira frequentou a Academia dos Olhares, no Porto, e o Instituto Portuguesa de Fotografia. É fotógrafo daAPPI Magem - Associação Portuguesa dos Profissionais da Imagem

e trabalha na Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Esta paixão e arte é ainda partilhada com Sílvia Moreira, sua esposa e companheira também nesta área da fotografia, transmitindo-lhe naturalmente a sua sensibilidade e perspectiva.

Através da fotografia, Sérgio Moreira e Sílvia Moreira prestam uma verdadeira homenagem ao Minho e à mulher minhota, porventura a mais bela de Portugal!

Folkloures2020 (1).jpg