Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARQUITECTO CAMINHENSE MIGUEL VENTURA TERRA INSPIRA EM LISBOA ENGENHEIRO CARLOS MOEDAS

O arquitecto caminhense Miguel Ventura Terra foi em 1908 eleito para a Câmara Municipal de Lisboa integrando a primeira vereação republicana até 1913. Coube-lhe delinear o plano de melhoramentos da zona ribeirinha da capital, propondo então que a linha ferroviária de Cascais terminasse em Santos e não no Cais do Sodré, possibilitando que esta zona pudesse ser transformada em zona de lazer, projecto que nunca se veio a concretizar.

Pior ainda, o espaço do velho aterro que deu origem à avenida 24 de Julho foi incompreensivelmente ocupado pelos carris de eléctricos a circular junto à linha férrea, implicando vários cruzamentos de trânsito e os riscos da travessia pedonal de uma estrada com circulação automóvel bastante intensa.

Com o decorrer do tempo, a ideia original do arquitecto Ventura Terra foi desenvolvida ao ponto de ser sugerida a supressão da linha férrea entre Algés e o Cais do Sodré compensada com o prolongamento da rede de metropolitano e o rebaixamento da rodovia na zona monumental de Belém cujo acesso ao rio Tejo se faz por um obscuro, imundo e inseguro túnel.

O engenheiro Carlos Moedas que acaba de ser eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa propõe “esbater as barreiras que impedem os lisboetas de aproveitar” o rio Tejo, acabando com a linha de comboio de superfície entre Algés e o Cais do Sodré.

Esperemos que o Arquitecto minhoto Migueo Ventura Terra continue a ser a sua fonte de inspiração nos projectos que tenciona implementar na capital do país.

RANCHO FOLCLÓRICO DA CASA DO MINHO EM LISBOA ESTÁ DE VOLTA AOS PALCOS DA TRADIÇÃO!

O Rancho Folclórico da Casa do Minho em Lisboa actuou ontem na Bienal Contemporânea(BOCA), em frente ao Teatro São Carlos, na zona do Chiado. A participação abrangeu apenas a cantada e a tocata.

242790982_4498458933508321_6188551331160824332_n.j

Com dois músicos, Tânia Carvalho (Viana do Castelo) e Steffen, francês, estão a interagir com o RFCM.

O Rancho da Casa do Minho retoma os ensaios a partir do próximo dia 1 de Outubro, com restrições de acesso, por enquanto apenas acessíveis aos seus componentes.

No próximo dia 9 de Outubro, realizam-se as eleições para os corpos sociais da Casa do Minho.

Fotos: Ana Sofia Duque

242816101_4498458986841649_3763454368104007977_n.j

242818131_4498460086841539_1487315904993863703_n.j

242765113_4498460630174818_6462578342514786642_n.j

242915033_4498460260174855_8557635153386603911_n.j

242780718_4498459933508221_329154956746824501_n.jp

BANDA FAMALICENSE ATUOU EM LISBOA

Banda de Música de Riba de Ave (Famalicão) em Belém

No dia 4 de setembro, a Banda de Música de Riba de Ave (Famalicão - Braga), percorreu alguns arruamentos da freguesia, no âmbito do evento cultural "Concertos no Palácio", dedicado às Bandas Filarmónicas bicentenárias.

241725265_4612299178822312_5484341404677422350_n.j

O desfile teve como ponto de paragem a Sede da Junta de Freguesia de Belém onde esteve presente, na receção de cumprimentos a esta autarquia, a Vogal do Executivo, Helena Lencastre, e o Presidente da Direção da Confederação Musical Portuguesa, Martinho Caetano.

A Junta de Freguesia de Belém felicita a Confederação Musical Portuguesa por esta iniciativa!

241708352_4612298615489035_3016650561942342926_n.j

241693656_4612299498822280_7114102182924041070_n.j

FIGURADO DE BARCELOS CHEGA A LISBOA COM LOJA EXCLUSIVA

Espaço está localizado na Baixa da capital

Foi inaugurada, ontem, 6 de setembro, a loja Figurado de Barcelos, em pleno coração de Lisboa. Trata-se da primeira loja dedicada unicamente ao figurado tradicional português. No seu interior, podem ser encontradas, em exclusivo, peças de artesanato dos 18 artesãos de Barcelos com produção certificada em figurado.

Imagem_Presidente da Câmara acompanhado por artes

Presente na cerimónia de inauguração, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, exaltou a abertura deste espaço, como uma excelente oportunidade para alavancar, ainda mais, o artesanato de Barcelos, numa lógica priveligiada e voltada para o turismo e a exportação.

A loja Figurado de Barcelos está localizada no número 81, da Rua de S. Nicolau, na Baixa de Lisboa, um palco privilegiado onde o artesanato de Barcelos se assume como estandarte do que de mais genuíno o país tem.

Trata-se de uma iniciativa do Grupo O Valor do Tempo, responsável por outros projetos de valorização, promoção e apresentação de Portugal ao mundo, através dos seus ícones mais distintivos, como a sardinha, as conservas, o pão, o pastel de bacalhau e, agora, o figurado de Barcelos. São 14 as marcas que O Valor do Tempo eternizou em lojas espalhadas por todo o país.

Num hino à tradição e à cultura, a loja Figurado de Barcelos conta com um coreto de significativas dimensões, em posição central, da autoria dos Irmãos Baraça, ladeado por centenas de músicos, minhotas, galos, santos populares, diabos ou cabeçudos.

A par das peças expostas na loja, o espaço irá acolher também, de forma periódica, os próprios artesãos com figurado certificado, exibindo, simultaneamente, um painel de rua para os homenagear.

À semelhança do figurado, Barcelos é detentor de mais duas produções certificadas: olaria e bordado de crivo.

A abertura da loja Figurado de Barcelos acontece no ano em que o Município viu aprovado o pedido de registo da marca Galo de Barcelos.

Barcelos aderiu, em 2019, à Creative Tourism Network, rede internacional que desenvolve a sua atividade na área do turismo criativo, e recebeu a certificação como Creative Friendly Destination. Barcelos recebeu, também, em 2019, o Prémio Europeu de Destino de Turismo Cultural Sustentável, promovido pela ECTN – European Cultural Tourism Network, e é, ainda, Cidade Criativa da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular, desde 2017.

BARCELOS PROMOVE 38ª MOSTRA DE ARTESANATO NO MAIOR CERTAME NACIONAL

FIA decorre de 4 e 12 de setembro

A Feira Internacional de Artesanato (FIA) está de regresso e o Município de Barcelos não poderia ficar de fora do maior certame nacional, no âmbito da promoção e divulgação das artes e ofícios produzidos em Portugal.

DSCF4714.JPG

Nesta que será a 33ª edição da FIA, o stand de Barcelos irá centrar atenções na promoção da 38ª Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica, a decorrer no Parque da Cidade de Barcelos, entre os dias 10 a 19 de setembro.

O Município de Barcelos, através do Sistema de Incentivo à Promoção do Artesanato de Barcelos, vai também apoiar a participação de três artesãos na FIA: Fátima Miranda (artesanato contemporâneo), Nonôs Artesanato (artesanato contemporâneo) e Cidália Trindade (figurado tradicional).

Barcelos também presente na TUREXPO, na Galiza
Ainda no âmbito deste sistema de apoio aos artesãos para a participação em feiras, Barcelos terá uma representação, com Nonôs Artesanato, na TUREXPO – Salão Turístico da Galiza, que se realiza entre os dias 3 e 5 de setembro.

Na FIA também estarão presentes muitos outros artesãos barcelenses com o apoio do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Trata-se da maior feira multicultural da Península Ibérica e a segunda maior da Europa, uma plataforma de excelência para a promoção da identidade e do património cultural de Barcelos, enquanto concelho com forte expressão no mundo do artesanato.

Barcelos, Cidade Criativa da UNESCO, na categoria de Artesanato e Arte Popular, desde 2017, é o maior centro de produção artesanal no país, que procura, na FIA, promover e divulgar o artesanato barcelense na sua plenitude a nível nacional e aposta, de igual forma, na sua internacionalização.

Além de Cidade Criativa da UNESCO e de ser detentor de três produções certificadas – olaria, figurado e bordado de crivo –, Barcelos aderiu, em 2019, à Creative Tourism Network, uma rede internacional que desenvolve a sua atividade na área do turismo criativo, o que lhe permitiu a certificação como Creative Friendly Destination. Também em 2019, recebeu o Prémio Europeu de Destino de Turismo Cultural Sustentável, promovido pela ECTN – European Cultural Tourism Network. Já este ano, viu registada a marca “Galo de Barcelos”. Ingredientes mais do que apetecíveis para uma visita ao stand do Município de Barcelos e dos artesãos locais na FIA.

Este ano, devido à pandemia, as entradas na Feira Internacional são condicionadas à apresentação de Certificado Digital ou teste negativo à Covid-19.

DSCF4733.JPG