Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

TEATRO DE BALUGAS VENCE CONCORSO TEATRALE INTERNAZIONALE "CITTÀ DI CHIVASSO" EM ITÁLIA

A peça "Pão Nosso" vence Concorso Teatrale Internazionale "Città di Chivasso" em Itália

O júri do festival atribuiu o prémio de Melhor Espetáculo ao trabalho do Teatro de Balugas, como o prémio de Melhor Encenação a Cândido Sobreiro, autor e encenador da peça de teatro premiada. A entrega decorreu online na passada segunda-feira e contou com a presença do júri, composto por várias personalidades ligadas ao teatro, como Paolo Ascagni, presidente da UILT Nazionale - Unione Italiana Libero Teatro.

Pão Nosso_Teatro de Balugas_8.jpg

O certame foi organizado pela Officina Culturale APS e teve os apoios institucionais da IATA (International Amateur Theatre Association) e da CIFTA (Comité International des Fédérations Théatrales Amateurs de culture latine). No final da entrega, ficou o convite para a peça ser apresentada em Chivasso (Piemonte, Turim) após o término das restrições impostas pela Covid-19.

Festival Città di Chivasso_Teatro de Balugas.jpg

Festival Città di Chivasso_Teatro de Balugas_1.jp

Pão Nosso_Teatro de Balugas_1.jpg

CAMPANHA PROMOCIONAL DA FEIRA DO ALVARINHO 2019 EM EXPOSIÇÃO NO MUSEUM OF DESIGN

De 15 de Outubro a 15 de Novembro, na cidade de Como, em Itália. Desenvolvida pela Marka Branka, conquistou, em Abril passado, a medalha de prata no “A Design Award & Competition”, na categoria “Publicidade, Marketing e Comunicação”.

“O Reino do Alvarinho”, trabalho desenvolvido pela agência criativa Marka Branka para a edição de 2019 da Feira do Alvarinho de Monção, estará em exposição no Museum of Design, na cidade de Como, em Itália, entre 15 de outubro e 15 de novembro.

O trabalho criativo e, consequente, campanha promocional da Feira do Alvarinho de Monção, edição 2019, conquistou a medalha de prata no “A`Design Award & Competition”, o mais relevante e prestigiado concurso de design do mundo, na categoria “Publicidade, Marketing e Comunicação”.

Organizado em Itália, com apresentação de trabalhos de todo o mundo, o primeiro lugar deste concurso foi atribuído à MG Motors Austrália e o terceiro à Nissan South Africa, tendo a Feira do Alvarinho de Monção, repartido o segundo lugar com a Unilever Food Solutions.

Além de obter o logotipo do "A`Design Award Winner", o qual é atribuído aos projetos vencedores e atesta a originalidade e excelência do design dos produtos/projetos, o Município de Monção e a MarkaBranka vêm reconhecido, mundialmente, o projeto que inspirou a Feira do Alvarinho de Monção, edição 2019.

Denominado “O Reino do Alvarinho”, baseou-se na criação de um reino antigo e fictício, não mencionado nos livros de história. Com nome e civilização próprios, este reino foi inspirado na história real, nos lugares, nas pessoas icónicas e nas lendas de Monção.

O concurso Internacional “A`Design Award & Competition”, onde já venceram marcas como a Nike, a Disney, a Coca-Cola, a Samsung, a Vodafone e a Nestlé, premeia, anualmente, os melhores designers, arquitetos, engenheiros e estúdios/empresas do mundo inteiro, em diferentes categorias, bem como os projetos que privilegiam a inovação, tecnologia, design e criatividade.

feiraalvar.jpg

APÚLIA – TERRA DE SARGACEIROS – É UMA DAS MAIS BELAS ESTÂNCIAS BALNEARES DO MINHO

Apúlia, no concelho de Esposende, constituí uma das mais magníficas praias do Minho. Sobre as suas zonas rochosas, os moinhos dominam a paisagem do extenso areal. Terra de sargaceiros, é célebre pelas suas tradições e trajes característicos ligados à faina da apanha do sargaço.

800px-Apulia_Sargaco_(2).jpg

A branqueta usada pelo sargaceiro lembra-nos o saio romano. De igual modo, o nome da localidade – Apúlia – remete-nos para a região da Itália meridional que dá pelo mesmo nome. Puglia, assim se denomina em italiano, deverá ter origem nos povos que outrora habitaram aquela região numa época pré-romana, provavelmente oriundos da outra costa do mar Adriático.

Sargaço! Sargaço! – grita o sargaceiro ao avistar de longe as algas que a marejada arroja, exortando os companheiros a entrarem mar dentro e enfrentarem com arrojo a rebentação das ondas. O grito do sargaceiro ecoa longínquo na praia.

Após a maresia, a mareada é invariavelmente mais abundante, arrojando o mar as algas que se desprendem dos rochedos quase submersos. Os homens, vestidos de branqueta e a cabeça e pescoço protegido com o sueste, levam consigo o galhapão ou a gaiteira se o sargaço estiver próximo da praia.

No areal, as mulheres transportam o sargaço nas carrelas para mais longe do alcance do mar, fazendo as camas onde fica a secar. Após a secagem, as algas serão empregues como fertilizantes das terras, sobretudo nas masseiras. Entretanto, foram revelando-se outras propriedades que as levam a ser utilizadas em produtos fito-sanitários e cosméticos, sendo cada vez mais conhecidas também as suas virtudes alimentares.

- Quem nunca visitou a Apúlia, no concelho de Esposende, jamais conhece uma das mais encantadoras e pitorescas estâncias balneares do Minho!

Texto: Carlos Gomes. Fotos: Luís Eiras / Esposende Altruísta e Wikipédia

800px-Apulia_Sargaco_(4) (1).jpg

96771439_3161141530615561_5204711261295607808_o.jpg

96672407_3161142923948755_4494568895989940224_o.jpg

96780436_3161141110615603_6241692683547443200_o.jpg

96768822_3161140680615646_2645069177043288064_o.jpg

96675392_3161140670615647_260777658160250880_o.jpg

96723647_3161140937282287_2028178952689811456_o.jpg

96583474_3161140983948949_2127695612680863744_o.jpg

96814220_3161140947282286_2698231358815207424_o.jpg

96687507_3161141363948911_2229367749254053888_o.jpg

96670773_3161143257282055_4986642083616915456_o.jpg

96693207_3161141723948875_7132915439897673728_o.jpg

96760108_3161141710615543_4634501855366348800_o.jpg

96691438_3161141773948870_8052988127230296064_o.jpg

96586271_3161141890615525_2704192038982647808_o.jpg

96909820_3161141880615526_1564856997696765952_o.jpg

96680557_3161143167282064_162736538478706688_o.jpg

96828531_3161142063948841_2602508555105861632_o.jpg

96757788_3161142003948847_1259551141541183488_o.jpg

96417969_3161142213948826_185017437240950784_o.jpg

97125090_3161143233948724_385291882512515072_o.jpg

96731268_3161142660615448_1780125495921213440_o.jpg

96600398_3161143290615385_1949717283240673280_o.jpg

MUNICÍPIO DE BARCELOS PRESENTE NA MAIS IMPORTANTE FEIRA DE ARTESANATO DO MUNDO

L’Artigiano in Fiera decorreu de 30 de novembro a 8 de dezembro

O Município de Barcelos esteve presente na L’Artigiano in Fiera (Milão, Itália), a mais importante feira de artesanato do mundo, que se realizou de 30 de novembro a 8 de dezembro de 2019.

Imagem 1bartescel.jpg

Para o Município, esta participação teve como principal objetivo a realização de contactos e estudo de mercado, com o intuito de averiguar a possibilidade de uma participação promocional e comercial do artesanato barcelense numa próxima edição, como forma de apostar na sua internacionalização e assim fomentar a imagem de Barcelos como Cidade Criativa da UNESCO e Capital de Artesanato de Portugal.

Esta visita foi extremamente importante para comprovar que Barcelos tem espaço nesta feira como território diferenciador e autêntico, detentor de um património cultural de excelência e inigualável.

Este certame possui uma enorme estrutura expositiva na qual está representado o melhor artesanato da Europa, Ásia, África e América (com mais de 3000 stands e mais de 100 países), com destaque natural para o artesanato de Itália. Na edição de 2018, a feira registou mais de 1,2 milhões de visitantes, o que comprova a importância e a qualidade do evento, sustentado pela autenticidade e originalidade do artesanato presente.

No pavilhão europeu, Portugal está representado com alguns expositores da área das peles, da cerâmica, da filigrana e da gastronomia. No âmbito da cerâmica verificou-se a presença de um expositor de Barcelos, a Cerâmica “Histórias da Minha Terra”, da freguesia da Ucha, facto muito positivo para a internacionalização.

ALUNOS DO PROJETO ERASMUS VISITAM ARCOS DE VALDEVEZ

Câmara Municipal recebeu grupo de alunos de Erasmus+ KA2

A Vereadora Emília Cerdeira recebeu nos Paços do Concelho um grupo de alunos e professores oriundos da Grécia, Itália, Letónia e Turquia, que vão estar em Arcos de Valdevez através da Epralima, de 30 de setembro a 4 de outubro, enquadrados num projeto Erasmus+ KA2 - Cooperação para inovação e intercâmbio de boas práticas, intitulado PEACEMAKER_Peace & Human Rights & Diversity & Tolerance.

IMG_2890 (1).JPG

Estes projetos têm como objetivos permitir que as organizações desenvolvam e reforcem redes, a sua capacidade de operar a nível transnacional, a partilha e o confronto de ideias, práticas e métodos. O objetivo principal, no que toca a este projeto em concreto, é encontrar conceitos e princípios que definam adequadamente virtudes intelectuais tais como empatia, integridade, civilidade e modéstia em que o pensamento dos jovens será aprimorado, oferecendo-lhes a oportunidade de analisar, avaliar e encontrar soluções para alcançar o sentido da democracia, tolerância, aceitação e cidadania europeia.

Desejando-lhes uma boa estadia no concelho, a autarca fez uma resenha histórica sobre a democracia em Portugal e no geral, bem como deu a conhecer os principais aspetos de Arcos de Valdevez naquilo que toca ao seu património Cultural, gastronómico e turístico.

IMG_2892.JPG

UNIVERSITÁRIAS DE TURIM E MÁLAGAINICIAM ERASMUS + NO ISAVE

Quatro estudantes do terceiro ano de Enfermagem (duas italianas e duas espanholas) chegaram ontem, dia 16 de setembro, ao Instituto Superior de Saúde – ISAVE – para iniciar um estágio no âmbito do programa de mobilidade Erasmus+.

IMG_2297.JPG

“Com a sua presença entre nós, o ISAVE procura fortalecer a sua internacionalização e enriquecer-se, aproveitando os conhecimentos diferenciados que estas podem trazer e ambicionamos que seja uma experiência altamente positiva para elas” – destacou Mafalda Duarte, presidente do ISAVE.

Durante a realização de um semestre de estudos no ISAVE, estas estudantes, oriundas das Universidade de Turim e de Málaga, realizam igualmente um período de estágio no Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Vila Verde.

Contudo, numa primeira fase, estas alunas começarão por conhecer o meio social, cultural e académico, como já aconteceu ontem com a realização de um passeio por Amares com os nossos alunos, prosseguindo com o “seu envolvimento em atividades do ISAVE, tais como a participação e promoção de eventos, trabalhos científicos, essenciais para a plena integração.” – revelou Susana Oliveira.

A Coordenadora do Departamento de Relações Internacionais do ISAVE, destaca o reforço do intercâmbio e cooperação europeia que “passa por ter sempre estudantes estrangeiros em cada semestre nesta Escola Superior”.

No caso da cooperação com a Universidade de Málaga, trata-se de uma das instituições que esteve recentemente num encontro em Amares no âmbito da parceria entre universidades europeias, o que dá maior amplitude e consolida a estratégia de longo prazo de cooperação que o ISAVE pretende”.

Este estágio das alunas espanholas e italianas corresponde também à necessidade de “não estarmos sós e termos parceiros para colocar os nossos estudantes. Já temos concluído o processo de inscrição dos nossos alunos para a realização de mobilidade neste ano letivo que ainda agora começou. Vamos fazer a seleção de seis estudantes do ISAVE para que possam fazer estágio no segundo semestre”.

IMG_2296.JPG

DOIS CERVEIRENSES PARTICIPAM NO TOR DES GÉANTS - ENDURANCE TRAIL

Considerada uma das provas mais duras do mundo de corrida em montanha, com 357 quilómetros e 27.200 mil metros de desnível positivo que se realiza nos Alpes italianos, a edição 2019 do Tor des Géants – Endurance Trail conta com a participação de dois cerveirenses que integram a restrita lista de atletas de todo o mundo. Fernanda Esteves e Joaquim Sampaio vão desafiar-se nos 30kms e 357kms, respetivamente, em setembro.

Col Arp.jpg

O Tor des Géants é uma prova de Trail em alta montanha, uma prova de resistência que acontece, entre os dias 6 e 15 de setembro, no Vale de Aosta, Itália. Percorre as 4 maiores montanhas dos Alpes, Monte Branco, Monte Cervino, Gran Paradise e Monte Rosa. A partida e chegada está localizada na vila de Courmayeur, e os participantes têm de concluir o desafio em menos de 150 horas.

20190716_112138.jpg

Dividido em provas de 30km, 130 km, 357km e 450kms, este evento de referência internacional tem um período de pré-inscrição que recebe mais de 3000 concorrentes que, após atletas com entrada direta e outros através de seleção por sorteio com quotas por país, são restringidos a cerca de 800 atletas para o evento dos 357 km (prova Raínha), 400 para os 130km, 400 para os 30 km e 200 para os 450km.

Este ano, há sete portugueses admitidos, dos quais dois cerveirenses que vão levar a bandeira e o nome do Município de Vila Nova de Cerveira a esta reconhecida competição. Fernanda Esteves (64 anos) e Joaquim Sampaio (72 anos) já partiram, a 11 de julho, para o ‘cenário’ da prova, de forma a iniciar um estágio de adaptação e preparação.

Fernanda Esteves vai fazer os 30kms no último pico –, com 2.936 m – de modo a cruzar a meta juntamente com o conterrâneo Joaquim Sampaio, inscrito na prova dos 357kms com 27.200 m Desnível Positivo.

20190716_112325.jpg

FAMALICÃO RECEBE CONCERTO DE GUITARRA CLÁSSICA DE FRANCESCO LUCIANI

Italiano Francesco Luciani em concerto no Museu Bernardino Machado

O Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão, acolhe no dia 16 de agosto (sexta-feira), um concerto de guitarra clássica com o músico italiano Francesco Luciani.

Francesco Luciani.jpg

A atuação, intitulada “Música para circum-navegar o mundo” está marcada para as 21h30 e é de entrada livre.

Natural da Itália, Francesco Luciani é músico, compositor, formador e professor. A sua carreira de concertista divide-se entre a Europa, África e a América Latina. Toca como solista, com orquestras e em agrupamentos de música de câmara. Tem vários livros, e-books e discos editados. Lecionou em diversas escolas e conservatórios de música. Realiza masterclasses e cursos de aperfeiçoamento de guitarra clássica. Atualmente é professor nas escolas portuguesas e italianas. É formador acreditado pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua e certificado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

FOLCLORE DA GRÉCIA, ITÁLIA, SÉRVIA E ESPANHA MOSTRA-SE EM FAMALICÃO

Famafolk realiza-se entre 2 e 4 de agosto em Arnoso Santa Maria, Joane e Famalicão

Realiza-se entre 2 e 4 de agosto a primeira edição do Famafolk, o Festival Internacional de Folclore de Famalicão que vai trazer ao concelho grupos da Grécia, Itália, Sérvia, Espanha e Brasil. No total participam no festival 11 grupos folclóricos, cinco vêm do estrangeiro, apesar de o Rancho Folclórico Maria da Fonte, Casa do Minho, do Rio de Janeiro, ser constituído por portugueses emigrados no Brasil e representar as tradições minhotas.

image61433.jpeg

O evento que tem como objetivo “promover, evidenciar e aproximar a riqueza do património tradicional local, nacional e internacional junto da comunidade” é organizado pela Rusga de Joane, com o apoio do município e foi apresentado em conferência de imprensa na passada sexta-feira.

Nesta primeira edição, o festival decorre nas freguesias de Arnoso Santa Maria, Joane e Vila Nova de Famalicão, sendo que o objetivo é levar o festival às várias freguesias do concelho, de forma alternada. “A ideia é que o festival vá rodando por várias freguesias do concelho, e que a cada edição os grupos de Famalicão participem", como explicou o diretor artístico da Rusga de Joane, Ricardo Carneiro.

“O concelho de Famalicão tem um património tradicional bastante rico e ativo e este evento pretende evidenciá-lo, promove-lo e partilhá-lo com os famalicenses e o público, através da intervenção de grupos nacionais e internacionais convidados”, adiantou o responsável.

Segundo Ricardo Carneiro “esta primeira edição conta já com o apoio do Comité Internacional da Organização de Festivais de Folclore (CIOFF), mas o objetivo é no futuro conseguir o selo CIOFF que tem como condição a participação de oito a dez países e três continentes representados”.

Para já são três dias de muito folclore, com música, cor e tradição. A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão “não poderia ficar de fora deste evento cultural nem deixar de o apoiar”, quem o garantiu foi o vereador da Cultura, Leonel Rocha, que aproveitou a oportunidade para salientar “a aposta que o município tem vindo a fazer no folclore, criando condições físicas de qualidade para desenvolverem o seu trabalho, mas também proporcionando intercâmbios e partilhas com outras culturas”.

No município existem 23 grupos folclóricos, sendo que cada contribui à sua maneira para a memória coletiva do concelho, dando a conhecer e transmitindo as tradições mais ancestrais do território.

A cerimónia de abertura decorre na sexta-feira, 2 de agosto, pelas 15h30, nos Paços do Concelho. Pelas 16h30 decorre um workshop intitulado “Danças do Mundo”, na Praça D. Maria II.

Entretanto, à  noite, pelas 21h30, realiza-se a gala de abertura, no largo da Igreja, em Arnoso Santa Maria, onde irão atual o Folk Group “Dimos Pileas Chortiati” da Grécia, o Gruppo Folk “La Miffrina”, de Itália, o Grupo Etnográfico Rusga de Joane, o Folklore Ensemble Elektroporcelan Arandjelovac, da Sérvia, o Agrupación Folklórica de Guantejina, deTenerife, Espanha e o Grupo Folclórico de Nine.

No sábado, 3 de agosto, o festival acontece no Parque da Ribeira, em Joane, a partir das 21h30, com as participações do Grupo Etnográfico Rusga de Joane, o Folk Group “Dimos Pileas Chortiati” da Grécia, o Gruppo Folk “La Muffrina”, de Itália, o Grupo Folclórico das Terras da Feira – Casa Da Gaia, Argoncilhe, Santa Maria da Feira, o Folklore Ensemble Elektroporcelan Arandjelovac, da Sérvia, o Agrupación Folklórica de Guantejina, de Tenerife, Espanha e Grupo Etnofolclórico "RENASCER" de Areosa, de Viana do Castelo.

No domingo, 4 de agosto, a Gala de encerramento do Famafolk, realiza-se nos Paços do Concelho, a partir das 21h30, com o Rancho Etnográfico de Ribeirão, o Folk Group “Dimos Pileas Chortiati”, da Grécia, o Gruppo Folk “La Muffrina”, de Itália, o Grupo Folclórico e Recreativo de Tabuadelo, de Guimarães, o Folklore Ensemble Elektroporcelan Arandjelovac, da  Sérvia, o Rancho Folclórico Maria da Fonte, do Rio de Janeiro, Brasil, o Agrupación Folklórica de Guantejina, de Tenerife, Espanha, e a fechar o Grupo Etnográfico Rusga de Joane.

MINHO LEVA TURISMO ATÉ ITÁLIA

O Minho em Itália – Discover Minho no Centro de Turismo de Portugal em Milão

O Coordenador Geral da ATURMINHO, Dr. Antero Filgueiras, esteve reunido no Centro de Turismo de Portugal em Milão com o seu Diretor, Dr. Marcelo Rebanda, tendo apresentado o projeto “Descobrir o Minho – Sagrado e Profano”, debaixo da marca “Discover Minho” e que se corporativiza num conjunto de ações, de onde se destacam as aplicações mobile para turistas e profissionais do setor, sítio web, redes sociais, formação, entre outras ações.

Da reunião surgiu um conjunto de sugestões, em ordem à produção de mais e melhor oferta turística do Minho em Itália, tendo como produto âncora o “Turismo Religioso”. A ATURMINHO, enquanto Destination Management Organization (DMO) do MINHO faz uma aposta forte no produto “Turismo Religioso”, a fim de potenciar ao máximo a dinâmica gerada pelos “Caminhos de Santiago” de modo aproveitar ao máximo essa “oportunidade” e assim melhor promover os diferentes “Altares de Fé do Minho” e diferentes manifestações profanas a ele associados.

O Minho tem inúmeras vantagens competitivas, e a Diretora do Centro de Turismo de Portugal em Madrid ficou a saber que a ATURMINHO (Associação de Turismo do Minho) e AHET MINHO (Associação de Hotelaria e Empreendimentos Turísticos do Minho) tudo farão para potenciar mobilizando e unindo, a bem do desenvolvimento, qualificando, capacitando e promovendo o Turismo do (e no) Minho. Nesse sentido, o Centro de Turismo de Portugal em Milão abraçou esta iniciativa tornando-se mais um stakeholder do mesmo.

ESTUDANTES DA ESLOVÉNIA, ITÁLIA E LETÓNIA ESTÃO EM VILA VERDE A APOSTAR NO EMPREENDEDORISMO DE ECONOMIA CIRCULAR

Erasmus+: Economia circular reúne jovens europeus na EPATV

A Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) acolhe desde hoje, dia 6 de maio, duas dezenas de estudantes oriundos da Eslovénia, Itália e Letónia para elaborar um projeto de empreendedorismo no setor da economia circular.

IMG_9508.JPG

A jovens vindos de escolas profissionais de Maribor, Kuldiga e Mascalucia juntam-se alunos da EPATV sob coordenação do Prof. Pedro Lançós, para elaborarem o projeto até ao próximo sábado. Trata-se da primeira reunião deste projeto suportado pelo Programa Erasmus.

As delegações destas escolas foram recebidas ontem na câmara Municipal de Vila Verde e, ao princípio da tarde, realizou-se no auditório da EPATV a sessão de apresentação das Escolas. Nesta sessão, os alunos de cada escola, com apoio de vídeos mostraram o essencial da história, economia e cultura dos seus países, das suas cidades e das suas escolas.

A Economia Circular é um conceito estratégico que assenta na redução, reutilização, recuperação e reciclagem de materiais e energia. Este conceito tenta substituir a economia linear, por novos fluxos circulares de reutilização, restauração e renovação, num processo integrado que tem como elemento chave promover a dissociação entre o crescimento económico e o aumento no consumo de recursos.

A Economia Circular ultrapassa o foco estrito da gestão de resíduos e de reciclagem, visando o redesenho de processos, produtos e novos modelos de negócio até à otimização da utilização de recursos (“circulando” o mais eficientemente possível os produtos, componentes e materiais nos ciclos técnicos e/ou biológicos).  Ontem foram distribuídos, aleatoriamente, propostas de um lema para este projeto que deve ser apresentado pela escola italiana, da Catânia, na quinta-feira.

Amanhã, terça-feira, os estudantes rumam ao Porto para conhecer este Património da UNESCO e as caves do Vinho do Porto. Na quarta-feira é apresentado o projeto, o seu logótipo e lema. Na quinta-feira, os alunos visitam o parque Litoral Norte, antes do último dia em que será aprovado o projeto e são distribuídas tarefas às escolas aderentes.

VIANA DO CASTELO INAUGURA EXPOSIÇÃO DE DESIGN

Após o grande sucesso da presença do Design@IPVC em Milão replicamos a mesma exposição agora em Viana do Castelo.

O evento ocorrerá na próxima terça-feira, dia 30 de abril de 2019, às 19h30 no Espaço Linha Norte - Estação Viana Shopping, localizado na Av. General Humberto Delgado, 4900 Viana do Castelo.

image001vovovovo.png

Esta exposição integrou, recentemente, a Milano Design Week – Fuorisalone 2019, que decorreu em simultâneo com a Feira Internacional do Móvel de Milão, tendo recebido no primeiro dia, mais de 8 mil visitantes interessados em ver produtos desenhados e fabricados no nosso país. O IPVC foi uma das instituições que contribuiu para a representação de Portugal num dos mais importantes eventos mundiais dedicados ao Design.

A exposição, que conta com a presença de 29 produtos de 24 designers formados no Instituto Politécnico de Viana do Castelo, estará patente ao público de 30/04 a 07/05.

Para além dos produtos físicos, a exibição  apresenta um conjunto vasto de fotografias de trabalhos de projeto, realizados nos vários cursos de Design do IPVC. Estes registos fotográficos retratam a evolução do ensino do design ao longo de mais de 20 anos, pretendendo-se, simbolicamente, prestigiar centenas de outros designers igualmente formados na nossa instituição.

EPATV APURA PRÉTICA DE ACOLHIMENTO DE REFUGIADOS

Erasmus+ - EPATV apura práticas de acolhimento a migrantes e refugiados em Itália

Entre os dias 18 e 24 de março de 2019, a EPATV participou numa reunião de tipo Evento de Formação conjunta do projeto Erasmus+ "Refugees and Migrants seeking their future in the United Europe - past-present-future" que decorreu em Mascalucia, Itália. Este projeto integra uma parceria estratégica entre escolas de 8 países: Portugal, Chipre (coordenador), Grécia, Itália, Roménia, Bulgária, Eslováquia e Turquia.

55448557_2403590796337873_9140295111513473024_o.jpg

Nesta mobilidade, participaram coordenadores, professores e membros da direção das escolas parceiras. Visitaram-se quatro centros de acolhimento de refugiados menores desacompanhados onde houve oportunidade de assistir a palestras e debates informais com os menores, que permitiram contactar realidades longínquas dos países de origem.

edit (2).jpg

Os participantes assistiram, ainda a dois workshops, um sobre o tema do ensino em duas línguas (país de origem-país de acolhimento) que muniu os participantes de importantes ferramentas para a integração de estudantes refugiados e requerentes de asilo e outro subordinado à temática das diferenças entre hemisférios Norte e Sul, as razões que lhes estão subjacentes e que conduzem ao avolumar dessas diferenças e de que forma as podemos combater.

Posteriormente, os coordenadores reuniram no sentido de aprovar as minutas da reunião, efetuar um balanço das atividades do projeto e de preparar a reunião final, a decorrer em Chipre, em junho de 2019.

edit.jpg

BESTIÁRIO DE ROSA RAMALHO ESTÁ NA MODA... E VIAJOU ATÉ MILÃO!

Não é um sonho, é o bestiário de Rosa Ramalho na passerelle de Alexandra Moura

Pela primeira vez, a criadora portuguesa integrou o calendário oficial da semana de moda de Milão.

Capturarmodber.PNG

O bestiário da ceramista portuguesa Rosa Ramalho é uma amálgama de criaturas de todo o tipo. Nele cabem diabos e bruxas, mulheres com corpo de animais, porcos com cornos e muito mais. Alexandra Moura adaptou-o ao seu vestuário/vestiário. A criadora portuguesa foi seleccionada para integrar o calendário oficial da semana de moda de Milão e apresentou a sua colecção na segunda-feira, pelas 10h30 (hora local), no Palazzo Giureconsulti, a poucos metros da Catedral de Milão.

É uma conquista rara para uma criadora portuguesa. Actualmente, apenas a dupla Marques'Almeida faz parte do calendário oficial de uma das quatro principais semanas de moda — neste caso Paris. O Portugal Fashion tem levado outros criadores a apresentar nessas cidades, em eventos paralelos. 

Carlo Capasa, presidente da Camera Nazionale della Moda Italiana, elogia o trabalho que Alexandra Moura tem vindo a desenvolver. “Tem um bom ponto de vista e representa, na sua própria maneira, uma nova geração”, conta ao PÚBLICO, no final do desfile. “Temos uma boa relação com Portugal e com designers portugueses, mas, no final, escolhemos [criadores para integrar o calendário] com base no talento”, acrescenta.

É uma relação para continuar, pelo menos num futuro próximo: “Normalmente quando escolhemos um designer, damos-lhe pelo menos três temporadas para se expressar. E depois julgamos o trabalho feito durante essas temporadas.”

Alexandra Moura tinha a colecção pronta para apresentar em Londres — como tem vindo a fazer nos últimos anos —, mas poucos dias antes da data do desfile recebeu a proposta inesperada que lhe trocou as voltas e a encaminhou para Milão. “A própria semana de moda está a identificar-se com o que é mais conceptual. Acho que isso foi o ponto forte da nossa marca, porque é uma das nossas características”, comentou então ao PÚBLICO. “Há toda uma estrutura já por trás que ajuda a que tudo flua e que tudo aconteça. Tem a ver com organização das coisas”, acrescenta.

Depois do anúncio de que faria parte do calendário oficial de Milão: “foi uma chuva de emails, de contactos, pessoas a quererem conhecer a marca, a quererem vir ao desfile, a saberem se íamos estar em showroom”, conta a criadora.

De mostrengos nascem as roupas

Fonte: Catarina Lamelas Moura / https://www.publico.pt/

Fotos: Alexandra Moura

CANTORA LÍRICA BRACARENSE CRISTIANA OLIVEIRA DESLUMBRA EM ITÁLIA NO TEATRO MASSIMO BELLINI

A cantora lírica Cristiana Oliveira participa em Itália no espectáculo Andrea Chénier que está em cena até ao próximo dia 7 de Novembro, no Teatro Massimo Bellini, na Catania. Trata-se de um drama de ambiente histórico em quatro quadros baseados no libreto de Luigi Illica, com música de Umberto Giordano.

45081565_2279660722106131_3270376055533207552_n

A sua ficha técnica em italiano descreve o seguinte:

Personaggi e interpreti

Andrea Chénier: Hovhannes Ayvazyan/ Gianluca Zampieri (31 ottobre, 3, 7 novembre)

Carlo Gérard: Marco Di Felice/ Francesco Verna (31 ottobre, 3, 7 novembre)

Maddalena di Coigny: Amarilli Nizza/ Cristiana Oliveira (31 ottobre, 3, 7 novembre)

La mulatta Bersi: Sonia Fortunato

La Contessa di Coigny: Lorena Scarlata

Madelon: Lorena Scarlata

Roucher: Enrico Marchesini

Il romanziero Pietro Fléville, pensionato del Re: Carlo Checchi

Fouquier Tinville, accusatore pubblico: Gianluca Failla

Il sanculotto Mathieu, detto “Populus”: Alessandro Busi

Un “Incredibile”: Saverio Pugliese

L’Abate, poeta: Saverio Pugliese

Schmidt, carceriere a San Lazzaro: Carlo Checchi

Il Maestro di Casa: Gianluca Failla

Dumas, presidente del Tribunale di Salute Pubblica: Carlo Checchi

Orchestra e Coro del Teatro Massimo Bellini

Direttore :Antonio Pirolli

Maestro del coro: Luigi Petrozziello

Regia: Giandomenico Vaccari

Assistente alla regia: Alessandro Idonea

Allestimento del Teatro Massimo Bellini

Con sopratitoli in italiano e in inglese a cura di Prescott Studio, Firenze, con Inserra Chair (Montclair State University) e ICAMus, USA

Durata: 2 ore e 50 minuti (con due intervalli)

Prima rappresentazione

Martedì 30 ottobre 2018 ore 20,30 (Turno A)

Repliche

Mercoledì 31 ottobre 2018 ore 17,30 (Turno R)

Venerdì 2 novembre 2018 ore 20,30 (Turno B)

Sabato 3 novembre 2018 ore 17,30 (Turno S1)

Domenica 4 novembre 2018 ore 17,30 (Turno D)

Martedì 6 novembre 2018 ore 17,30 (Turno C)

Mercoledì 7 novembre 2018 ore 17,30 (Turno S2)

44245499_1210717089067236_6774872419048882176_n

Cristiana Oliveira é natural de Braga, cidade onde iniciou os seus estudos musicais de piano e violino.

De acordo com a sua biografia oficial que se transcreve, Cristiana Oliveira é licenciada em Canto pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto, nas classes dos Professores Oliveira Lopes e Margarida Reis.

Frequentou vários cursos de aperfeiçoamento e masterclasses com Ana Paula Matos, Patricia MacMahon, Enza Ferrari, Paulo Ferreira, Marc Tardue, Mme Dechorgnat no Conservatório Internacional de Paris, Gabriella Morigi em Bolonha e Palmira Troufa com quem estuda regularmente.

Em 2010 foi aceite no curso intensivo do Estúdio de Ópera de Nova Iorque onde interpretou o papel de Yaroslavna na ópera "Prince Igor", de Borodin.

Em 2011 obteve uma Menção Honrosa no Concurso Nacional de Canto Luísa Todi.

Apresentou-se em vários recitais de Lieder e Oratória em Portugal, Espanha, Itália e Estados Unidos da América.

Na ópera interpretou Dido em "Dido e Aeneas", de Purcell, Gretel em "Hansel e Gretel", de Humperdink nos Teatros de Tomar e Ourém e Helena Sá e Costa e recentemente Ivette em "La Rondine", de Puccini e Nita na Zarzuela "Los Gavilanes", no Teatro Nacional de São Carlos.

Em 2012 fez a sua estreia no papel de Violetta Valery de "La Traviata" de Verdi no Atelier de l'Opera, Centro de Alto Aperfeiçoamento Operático de Barcelona e no Festival de música de Sant Pere Sallavinera com aclamadas críticas.

Ainda no mesmo ano obteve o 1º Prémio no Concurso Internacional de Interpretação do Estoril.

Em 2013 ganhou o prémio especial "Concerto a Milano" no Concurso Internacional de Canto Maria Malibran em Milão.

Do seu repertório fazem parte as grandes heroínas para soprano lírico/spinto de coloratura.

45081566_2279660925439444_8112480201738289152_n

45081573_2279660942106109_1820453155771514880_n

45117306_2279660862106117_7942968129011843072_n

45130784_2279661078772762_6524039182136901632_n

45146044_2279661185439418_6529629889526497280_n

45162046_2279667075438829_103088981859631104_n

45166270_2279661092106094_6004753300765802496_n

45176636_2281607091911494_8368196842235625472_n

45189866_2279661162106087_2648556978250448896_n

45302325_2279660748772795_7230965428686684160_n

CERVEIRA INCENTIVA BOAS PRÁTICAS NA CONSCIENCIALIZAÇÃO DO EXERCÍCIO FÍSICO: BULGÁRIA, HUNGRIA E ITÁLIA SEGUEM O EXEMPLO!

‘In Common Sports’: Boa prática liderada por Cerveira já está a ser replicada em três países europeus

Cerca de 400 atletas com mais de 60 anos de três países europeus – Bulgária, Hungria e Itália, além de Portugal - estão prontos para, entre setembro e outubro, participarem na primeira ronda de atividades do projeto ‘In Common Sports’, liderado pelo Município de Vila Nova de Cerveira. Objetivo é aumentar a consciencialização para o exercício físico de grupos mais vulneráveis e contribuir para cimentar o espírito de uma Europa verdadeiramente sem fronteiras, em todas as suas vertentes.

IMG-20180904-WA0001

Desde março do corrente ano que os atletas seniores portugueses, búlgaros, húngaros e italianos, parceiros no projeto ‘In Common Sports’, estão a dinamizar treinos semanais para demonstrar que a prática desportiva associada ao convívio constitui uma motivação extra para a adoção de estilos de vida mais saudáveis.

É chegada a hora da ‘competição’, e os primeiros a entrar em campo são os participantes búlgaros. Entre esta segunda e quarta-feira, o Município de Aksakovo está a organizar os jogos de futebol, basquetebol, danças folclóricas, vólei, natação, entre outras modalidades, no estádio de Aksakovo e no campo de basquetebol em Varna.

Nos dias 22 e 23 de setembro, é a vez dos participantes italianos, com a participação de 60 seniores do Município de Cesena e cuja edição será incluída no evento Cesena in Wellness – uma feira que promove a saúde e o bem-estar. De sublinhar que, neste caso concreto, as diferentes modalidades desportivas, adaptadas e em jogos tradicionais olimpíadas, estão a ser disseminados no calendário italiano da Semana Europeia do Desporto 2018.

A edição portuguesa do ‘In Common Sports’ decorrerá entre 26 e 28 de setembro, em Arcos de Valdevez, com cerca de 150 atletas com mais de 60 anos de idade, representando os seus municípios nesta edição das Olimpíadas Intergeracionais. Os 10 municípios alto-minhotos e o concelho galego de Tomiño apresentam-se novamente em forma para participar na iniciativa que já é uma referência europeia na promoção da prática desportiva entre a população sénior. Para além das modalidades desportivas universais (Atletismo, Natação, Voleibol e Basquetebol) e dos jogos tradicionais (petanca, petanca, boccia e corda), esta edição conta com a introdução de duas novas competições que proporcionam aos atletas a experiência do polo flutuante e do rugby adaptado.

O encerramento desta primeira ronda de competições no âmbito do projeto está agendado para a Hungria, no início de outubro, no qual mais de 100 atletas seniores provenientes de Budapeste e Százhalombatta vão praticar basquetebol, atletismo, petanca e arco e flecha.

O projeto ‘In Common Sports – Intergenerational Competition as Motivation for Sport and Healthy Lifestyle of Senior Citizens’ tem como objetivo aprofundar o conhecimento dos fatores motivacionais para a prática continuada de exercício físico na população idosa e o impacto da competição “Olimpíadas Intergeracionais” no estado de aptidão física e mental do idoso. O consórcio de parceiros vai promover a realização de um estudo que envolverá 350 participantes, e a implementação de 12 competições “Olimpíadas Intergeracionais’ com a participação mínima de 500 pessoas, e o envolvimento de 80 organizações locais (IPSS’s, associações de jovens, desportivas e voluntários). A candidatura, submetida pelo Município cerveirense ao programa Erasmus + Sport, conta com um financiamento superior a 300 mil euros.

BRAGA PARTICIPA NO FÓRUM INTERNACIONAL DE VENEZA QUE DEBATE QUESTÕES RELACIONADAS COM MOBILIDADE METROPOLITANA

Fórum Internacional de Veneza: Mobilidade em debate em Veneza com a participação de Braga

O Município de Braga esteve presente esta Segunda-feira em Veneza para participar na terceira edição do Fórum Internacional de Veneza, que decorreu sob o lema “Mobilidade Metropolitana: território, identidade e desenvolvimento”, no Palácio Ducal em Veneza. A representação esteve a cargo de Miguel Bandeira, Vereador da Mobilidade do Município de Braga.

1

Na ocasião, Miguel Bandeira enalteceu o papel de Veneza, “continuando a sua tradição de séculos de ser um ponto de encontro e de diálogo entre diferentes culturas, sendo esta uma oportunidade para cidades de diferentes dimensões partilharem as suas práticas e projectos para tornar as cidades em locais mais sustentáveis, mais inovadores e com mais qualidade de vida”.

2

Miguel Bandeira manifestou a sua satisfação por este convite, considerando que “é prestigiante para Braga ser convidado pela cidade de Veneza para participar num evento desta dimensão. Esta é, sobretudo, uma oportunidade para divulgar a nossa cidade, aproveitando também para explicar o que está a ser feito no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbana e da mobilidade, sobretudo agora que estamos a lançar diversos projectos financiados por Fundos Europeus”.

Na sua apresentação, Miguel Bandeira elaborou uma apresentação de Braga, focando parte da sua intervenção no património e na valorização das nossas tradições, evidenciando a forma como se relacionam os cidadãos com a sua herança cultural. Numa parte mais técnica, abordou alguns dos projectos estruturantes para a mobilidade que estão agora a arrancar, como a criação de zonas 30 em diversos bairros residenciais ou ainda a requalificação da variante da encosta em Lamaçães. Abordou ainda um projecto que suscitou bastante interesse aos presnetes: a criação dos laboratórios vivos para a descarbonização, ‘Braga Urban Innovation Laboratory Demonstrator (BUILD), numa parceria com a Universidade do Minho, o Centro de Computação Gráfica e o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), os Transportes Urbanos de Braga e outras entidades públicas e privadas.

3

O Presidente da Câmara de Veneza, Luigi Brugnaro, agradeceu às cidades participantes e referiu que este fórum se insere na sua estratégia diplomática que consiste em estabelecer relações de amizade, realçando que esta iniciativa é importante para juntar diferentes realidades e retirar aprendizagens que sirvam para melhorar a vida dos seus cidadãos.

Nesta edição, além de Braga, participaram também as cidades gregas de Corfu e Heraklion, Linz da Áustria, Moscovo e Sampetersburgo da Rússia, Rabat de Marrocos, Nanjing da China, Kharkiv da Ucrânia e ainda a cidade do Mónaco.

No evento intervieram ainda o Reitor da Universidade Ca' Foscari de Veneza, Michele Bugliesi e a Representante da UNESCO na Europa para a Cultura e Ciência, Ana Luiza Thompson-Flores, num debate moderado pelo jornalista Roberto Arditti.

4

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ ESTÁ SEMPRE PERTO DA DIÁSPORA ARCUENSE

No 63º Aniversário da Casa dos Arcos em Lisboa e na Festa do Território em Dammarie-Lès-Lys

No passado domingo, 6 de Maio, o Presidente da Câmara Municipal, João Esteves marcou presença na celebração do 63º aniversário da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez em Lisboa.

aniversario_casa_arcos_LX_2018 (2)

O autarca esteve neste evento comemorativo para uma vez mais demonstrar o forte apreço que sente pela comunidade arcuense espalhada pelo País e pelo estrangeiro, destacando o trabalho que esta Casa dos Arcos realiza ao nível da aproximação e apoio dado aos conterrâneos em Lisboa, assim como o trabalho realizado por todas as Casas dos Arcos de outras partes do mundo.

Como já é habitual em celebrações de aniversário, a Direção entregou o Prémio “Mário De Barros Pinto” – um troféu que distingue personalidades de Arcos de Valdevez. Este ano o prémio foi entregue ao Presidente da Junta de Freguesia do Soajo, Manuel Barreira da Costa.

aniversario_casa_arcos_LX_2018 (6)

Neste encontro, João Manuel Esteves, incentivou todos os arcuenses a continuarem na senda do sucesso, pela sua capacidade de empreender, de se evidenciarem pelos factos praticados, de colaborarem com os outros, na divulgação e na defesa das suas origens e das suas marcas.

Realçou também a importância da comunidade divulgar e promover as suas origens, os seus produtos, as suas empresas, o seu território, de forma a levar o nome de Arcos de Valdevez mais longe.

aniversario_casa_arcos_LX_2018 (5) - site

Por outro lado, as vereadoras Emília Cerdeira e Belmira Reis também marcaram presença na Festa do Território, realizada em Dammarie-lès-Lys, vila geminada com Arcos de Valdevez na região de Paris, entre os dias 6 e 7 maio. Este certame que vai já na sua 5ª edição serve para dar a conhecer os produtos locais arcuenses ao nível da gastronomia, vinhos e artesanato, bem como para reunir todos os municípios geminados com esta vila francesa, nomeadamente Eppelheim (Alemanha), Tata (Hungria) e Montebelluna (Itália).

Festa do Territorio_Dammaria_Lès_Lys_2018 (3)

Em articulação com a Associação Desportiva e Cultural dos Portugueses em Dammarie-Lès-Lys serão incrementadas as iniciativas de intercâmbio e de promoção dos dois concelhos. 

De referir ainda que, no âmbito do programa de descentralização cultural implementado pela autarquia, o Município apoiou a deslocação do Grupo de Teatro do Vez a Dammarie-Lès-Lys, onde este apresentou a peça "O Regresso Inesperado".

É intenção do Município manter e estreitar cada vez mais as relações com as comunidades, por isso este tipo de iniciativas são vistas com bons olhos, já que permitem a troca de conhecimentos, promovem as boas relações entre ambos e estreitam os laços com as mesmas.

Festa do Territorio_Dammaria_Lès_Lys_2018 (5)

Festa do Territorio_Dammaria_Lès_Lys_2018 (6)