Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO: A CIMENTEIRA DO LOURO LEVA INOVAÇÃO PORTUGUESA À MAIOR FEIRA DE REVESTIMENTOS DE ITÁLIA

A ACL – A Cimenteira do Louro, empresa líder em Portugal na produção e exportação de pavimentos e revestimentos em betão, estará presente na Cersaie 2022, a maior feira internacional de Itália para designers de cerâmica e outros revestimentos que se realiza em Bolonha, a partir da próxima segunda-feira, dia 26, prolongando-se até sexta-feira, dia 30.

Certificado Greenguard _ Pavimento Marmocim Revolution (1).jpg

A ACL, com sede e duas fábricas em Vila Nova de Famalicão, levará a Itália as últimas novidades em pavimentos e revestimentos e respetivas características inovadoras. Pela primeira vez, a ACL apresentará numa feira internacional os 39 tipos de revestimentos de parede e pavimentos que este ano obtiveram a certificação ambiental Greenguard e Greenguard Gold. Estes selos de qualidade ambiental garantem que os produtos em betão utilizados na arquitetura de interiores são de baixa emissão de substâncias químicas e contribuem para ambientes internos mais saudáveis.

“A tridimensionalidade das formas, o design contemporâneo e o minimalismo natural, que é uma das tendências atuais, serão os destaques da presença da ACL na Cersaie 2022”, revela Dinis Silva, CEO da empresa de Vila Nova de Famalicão, para quem a presença nesta feira italiana insere-se “na estratégia de internacionalização da ACL”.

Com 14 salas de exposição apresentando os melhores produtos das principais empresas do mundo, a Cersaie é uma feira muito visitada por arquitetos, designers, retalhistas e construtoras.

Fundada em 1975, na freguesia do Louro, concelho de Vila Nova de Famalicão, a ACL – A Cimenteira do Louro é uma empresa de gestão familiar que é líder em Portugal na produção e exportação de pavimentos e revestimentos em betão.

A ACL, que comercializa os seus produtos em mais de 40 países, está presente em Omã, há 15 anos, através da Oman Portuguese Cement Products (OPCP), unidade de produtos em betão que já é uma referência naquele país da península árabe.

Certificado Greenguard _ Revestimento Squama (2).jpg

BARCELOS: FÓRUM DA INDÚSTRIA DISCUTE OS GRANDES TEMAS DO SETOR EM MOMENTO DE INCERTEZA

11 de Outubro de 2022 – 14 horas – Barcelos

Em período de enormes problemas que incidem sobre as empresas realiza-se um grande Fórum Regional da Industria organizado pela ACIB – Associação Comercial e Industrial de Barcelos em parceria com a CIP – Confederação Empresarial de Portugal e a CMB – Câmara Municipal de Barcelos, que pretende discutir a situação, encontrar soluções e apontar caminhos.

O Fórum tem as presenças confirmadas do Ministro da Economia e do Mar, António Costa e Silva, da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa e do Presidente da CIP, António Saraiva.

O Presidente do Conselho Economico e Social, Francisco Assis, fará uma intervenção de referência.

Dois grandes eixos serão discutidos no evento, "O Futuro da Industria" e o "Apoio às empresas – incentivos".

Integram estes dois painéis oradores de referência como António Cunha – Presidente da CCDR'N, Mira Amaral – Ex-ministro da Industria, João Costa Pinto – Ex- Vice-governador do Banco de Portugal e Gestores e Administradores do IAPMEI, COMPETE e AICEP.

Para João Albuquerque, Presidente da ACIB, "este Fórum constitui uma oportunidade excelente para se discutir e afirmar o peso da Industria no território. Não se pode pensar num futuro estável sem considerar o desenvolvimento e sustentabilidade da Industria.

O Fórum realiza-se no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos no dia 11 de Outubro pelas 14,00horas.

Programa Fórum (1).jpg

ACO SHOES LEVA FAMALICÃO À MAIOR FEIRA DE CALÇADO DO MUNDO

A cidade italiana de Milão acolhe a partir deste domingo e até terça-feira a MICAM 2022, que é considerada a maior feira de calçado do mundo, e o concelho de Vila Nova de Famalicão está presente no certame através do calçado de conforto para senhora produzido pela ACO Shoes.

01 Armindo Costa _ fundador e presidente da ACO Shoes (2).jpg

Armindo Costa, Fundador e Presidente da ACO Shoes

Na feira italiana, a ACO Shoes, administrada por Armindo Costa, antigo presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, apresenta as novidades do calçado da Portania, uma das marcas internacionais da empresa famalicense.

“Somos líderes em Portugal na produção de calçado de conforto para senhora e estamos em Milão para mostrar as últimas tendências da moda juntando design, conforto e funcionalidade”, revelou a ACO Shoes nas redes sociais.

A ACO Shoes é uma entre quatro dezenas de empresas portuguesas presentes em Milão. Além da fábrica principal, na freguesia de Mogege, concelho de Vila Nova de Famalicão, o grupo liderado por Armindo Costa também possui unidades fabris em Ponte de Lima e Mindelo (Cabo Verde), dando emprego a um total de cerca de 800 pessoas

As empresas portuguesas, que em Milão integram aquela que é uma das maiores representações de sempre do calçado português, estão decididas a "consolidar os negócios" após o recorde de exportações batido no primeiro semestre deste ano.

Este domingo, no primeiro dia da feira, a comitiva de empresas portuguesas presente na MICAM recebe a visita do ministro da Economia e do Mar, António Costa e Silva, e do secretário de Estado da Economia, João Neves.

Micam - a maior feira de calçado do mundo (1).jpg

PAREDES DE COURA: CONSTRUÇÃO DA FÁBRICA DE VACINAS DEVERÁ FICAR CONCLUÍDA AINDA ESTE ANO

A notícia é do passado mês de Março publicada no Jornal de Notícias mas permanece actual. Em virtude das constantes questões levantadas pelos nossos leitores, transcrevemos a referida notícia, ilustrada com fotos que registam a situação das obras à altura.

300903979_388952146649791_491964202057842201_n.jpg

A construção da nova fábrica de vacinas da biofarmacêutica Zendal, em Paredes de Coura, deverá estar concluída no final deste ano.

A informação foi divulgada pelo grupo empresarial, numa visita do embaixador de Portugal em Espanha, João Mira Gomes, à sede do grupo empresarial em Porriño, na Galiza, na quarta-feira. Após a conclusão da obra, a fábrica deverá iniciar a laboração com cerca de 30 trabalhadores.

De acordo com fonte da Zendal, "o investimento de 22 milhões de euros, ocupa uma parcela de 50 mil m2 no Polígono Industrial de Formariz, no concelho de Paredes de Coura, dos quais atualmente quatro mil m2 foram já construídos com áreas técnicas, unidade de produção, armazém e escritórios, bem como um equipamento de 380 m2 destinado ao tratamento das águas residuais industriais derivadas do processo de produção".

"O embaixador de Portugal em Espanha, João Mira-Gomes, visitou ontem a sede central do grupo Zendal, após a qual frisou a importância que irá ter para a Galiza e o norte de Portugal a unidade que a Zendal está a construir na localidade portuguesa de Paredes de Coura, cuja finalização está prevista para antes do final de 2022", informa o grupo, referindo que "as instalações vão ter como eixo central a operacionalidade de uma unidade de fabricação que irá servir para alargar a capacidade da Zendal em termos de produção e acondicionamento de vacinas para a saúde humana".

Adianta ainda que a fábrica portuguesa faz parte "do plano estratégico da biofarmacêutica e vai ajudar a reduzir a dependência da eurorregião relativamente a terceiros países, em termos do fornecimento de vacinas diante de eventuais novas pandemias".

Na visita institucional estiveram presentes também Luís Moura, director da AICEP, Vitor Pereira, presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura, e Rui Vieira de Castro, reitor da Universidade do Minho.

Em Porriño, a Zendal possui uma equipa formada por mais de 350 pessoas, maioritariamente quadros de alta qualificação. As suas instalações têm mais de 152 mil metros quadrados. Atualmente, exporta os seus produtos de saúde animal e humana para 65 países.

Fonte: https://www.jn.pt/ Fotos: Cândido Brandão

300818972_764320837957268_5218624307328025245_n.jpg

FAMALICÃO: PAVIMENTOS E REVESTIMENTOS DA CIMENTEIRA DO LOURO COM CERTIFICAÇÃO GREENGUARD

Empresa de Famalicão com selo ambiental internacional para 39 produtos

A Cimenteira do Louro (ACL), empresa líder em Portugal em produtos de betão, com sede na freguesia do Louro, concelho de Vila Nova de Famalicão, obteve a certificação internacional Greenguard e Greenguard Gold para um total de 39 tipos de revestimentos de parede e pavimentos para espaços interiores e exteriores.

Certificado Greenguard _ Pavimento Marmocim Revolution.jpg

“A certificação Greenguard garante que os nossos produtos em betão utilizados na arquitetura de interiores são de baixa emissão de substâncias químicas e contribui para ambientes internos mais saudáveis”, explica Dinis Silva, CEO da ACL.

Segundo Dinis Silva, a certificação dos produtos da Cimenteira do Louro com os selos Greenguard e Greenguard Gold significa “o forte compromisso da empresa com os mercados mais exigentes do mundo e a saúde humana” e “mais um passo da Cimenteira do Louro na inovação e na sustentabilidade”.

A certificação GreenGuard e GreenGuard Gold, que para o responsável da Cimenteira do Louro, constitui “mais uma vantagem competitiva nos mercados mais exigentes”, abrange um total de 39 produtos em betão produzidos em Vila Nova de Famalicão, sendo 29 revestimentos de parede e 10 pavimentos, os quais podem ser verificados no link: 

https://www.dropbox.com/sh/py1ew8ewgwfjpkm/AAAQm287sMvr4LYG17pneTSSa?dl=0.

Certificado Greenguard _ Revestimento Hexa.jpg

SOBRE A CERTIFICAÇÃO GREENGUARD

Refira-se que os produtos utilizados em ambientes internos têm um impacto significativo na qualidade do ar interior, pois podem emitir centenas de substâncias químicas no ar que os ocupantes do edifício respiram.

Os produtos certificados pelo instituto ambiental Greenguard atendem a um dos mais rigorosos padrões de emissões químicas e está cientificamente comprovado que ajudam a reduzir a poluição do ar em ambientes fechados e o risco de exposição a produtos químicos, contribuindo dessa forma com a criação de ambientes internos mais saudáveis.

Com escritórios e laboratórios nos vários continentes, o Greenguard Environmental Institute é uma organização independente da indústria que visa proteger a saúde humana e melhorar a qualidade de vida humana, melhorando a qualidade do ar interno e reduzindo a exposição das pessoas a produtos químicos e outros poluentes.

O Greenguard Environmental Institute foi estabelecido pela Air Quality Sciences, Inc, uma empresa de qualidade do ar interno, em junho de 2001, e adquirido pela UL Environment em 2011. A certificação Greenguard é reconhecida e aceite por programas de construção sustentável em todo o mundo.

Quando um produto possui a certificação Greenguard, significa que foi projetado para espaços internos para atender aos limites rígidos de emissões de produtos químicos e que foi testado para mais de 10.000 produtos químicos. A ideia é produzir interiores mais saudáveis e livres de emissões nocivas. As empresas que possuem a certificação Greenguard podem reivindicar uma maior credibilidade quando fazem alegações de sustentabilidade.

Certificado Greenguard _ Revestimento Orion.jpg

SOBRE A CIMENTEIRA DO LOURO

Fundada em 1975, na freguesia do Louro, concelho de Vila Nova de Famalicão, A Cimenteira do Louro é uma empresa líder em Portugal na produção e exportação de pavimentos e revestimentos em betão.

Quando Manuel Leitão fundou a empresa, a ACL era especializada na produção de blocos em betão. Anos depois, começou a produzir canalizações em betão para infraestruturas ambientais e outras.

O carácter empreendedor do fundador da Cimenteira do Louro e a vontade de evoluir de forma sustentada ditaram a diversificação dos produtos e a internacionalização.

“Temos uma forte ligação ao saber técnico, ao design inovador e apostamos na qualidade, na performance e na resistência dos nossos materiais e soluções”, explica Dinis Silva, de 48 anos, um dos cinco filhos do fundador e CEO da ACL.

Contando com 150 trabalhadores, A Cimenteira do Louro faturou 22 milhões de euros em 2021, consolidando a sua posição de liderança na produção de pavimentos, revestimentos e outros produtos em betão, alguns dos quais com marca própria.

A empresa ACL está no mercado com projetos de arquitetura e design de interiores que são referência em todo mundo. Em Portugal, a ACL participou nas mais importantes infraestruturas rodoviárias e pelos pavimentos e revestimentos de algumas das maiores obras públicas, comerciais, educativas e desportivas.

Graças às excelentes propriedades técnicas e estéticas, os pavimentos e revestimentos para exteriores e interiores da ACL são hoje utilizados em todos os tipos de projetos arquitetónicos internacionais.

No âmbito do processo de internacionalização, o grupo ACL, que comercializa os seus produtos em mais de 40 países, está presente em Omã, há 15 anos, através da Oman Portuguese Cement Products (OPCP), unidade de produtos em betão que já é uma referência naquele país da península árabe.

Certificado Greenguard _ Revestimento Riscado Plus.jpg

Certificado Greenguard _ Revestimento Slope.jpg

Certificado Greenguard _ Revestimento Squama.jpg

FAMALICÃO: COINDU DEU O SALTO PARA O FUTURO

Empresa reforça posicionamento nas marcas premium da indústria automóvel

A Coindu deu o salto para o futuro e garantiu o presente. A conclusão é imediata para quem contacta com a nova realidade da empresa sediada entre as freguesias de Joane e Mogege, em Vila Nova de Famalicão, onde funciona o quartel-general de um grupo com escala mundial que produz os estofos para as marcas  premium do setor automóvel.

AFS_6644.jpg

A empresa foi hoje visitada pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Mário Passos, no âmbito do Roteiro Famalicão Created IN. “Um grande exemplo para o país de modernização e superação”, disse o autarca, depois de ter ouvido o Presidente do Concelho de Administração, António Cândido, assumir que esta aposta foi decisiva para a sobrevivência da empresa.

No chão de fábrica, com perto de 30 mil metros quadrados, digitalização e tecnologia avançada, sincroniza robótica com pessoas, garantindo a maior eficiência e a maior qualidade de manufatura das peles e tecidos técnicos, que vão revestir os estofos das marcas de sonho da indústria automóvel.

A empresa possui uma das maiores academias de formação do concelho, qualificando os seus próprios recursos humanos. Para além disso, aqui está instalado o centro de investigação e desenvolvimento do grupo, que gera soluções para a sua própria eficiência e produtividade e novos produtos de muito valor acrescentado.

António Cândido, o homem que dá a cara por por este salto tecnológico e digital da Coindu, divide os méritos com as pessoas que “construíram o projeto no passado e com os trabalhadores que souberam adaptar-se e evoluir para uma nova realidade”.

A realidade aqui já é “Indústria 5.0” com integração de sistemas de inteligência artificial, automatização e registo digital, em soluções operacionais únicas, que reforçaram o posicionamento e a competitividade da Coindu no mercado e cujos resultados em termos de clientes são já substanciais.

Recorde-se que a Coindu é um dos principais empregadores do concelho de Famalicão. Toda a produção feita na unidade de Joane é 100% para exportação e a administração tem a expectativa de um volume de negócios, em 2022, superior a 362 milhões de euros, sendo que Portugal representa cerca de 50% do volume de negócios do Grupo Coindu.

AFS_6642.jpg

BOSH-PORTUGAL VISITA IPVC EM ARCOS DE VALDEVEZ

O Presidente do IPVC e o Presidente da Câmara Municipal, receberam o responsável da formação da BOSCH, Carlos Maia, nas instalações do polo do IPVC em Arcos de Valdevez, nomeadamente nos laboratórios de Mecânica Automóvel e de Engenharia Mecânica, dos Cursos de ensino superior da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG).

Esta visita foi realizada com o intuito de estabelecer uma parceria entre o IPVC e a empresa BOSCH, reforçando a colaboração em termos de formação e de estágios dos alunos.

Esta é mais uma iniciativa de promoção da capacitação do Ensino Superior e de inserção na vida ativa.

bde43358-5aa8-4852-83bd-36a6c8375436.jpg

laboratorios IPVC (1).JPG

laboratorios IPVC (2).JPG

laboratorios IPVC (3).JPG

FAMALICÃO: COINDU APOSTA NA “INDÚSTRIA 5.0” PARA CIMENTAR POSIÇÃO DE REFERÊNCIA NA PRODUÇÃO PARA O SETOR AUTOMÓVEL

Roteiro Famalicão Created IN amanhã, 14 de julho, pelas 11h00, na COINDU, em Joane

A Coindu foi fundada em 1988, em Famalicão, e é hoje uma referência mundial na produção de equipamentos para a indústria automóvel, com produção de estofos para as principais marcas do mercado Premium e Luxury de que são exemplos a Tesla, Porsche, Aston Martin, Lamborguini, Lotus, BMW e o grupo Volkswagen.

AFS_2284.jpg

Desde 2019 a empresa tem feito investimentos na investigação e desenvolvimento de produto, apostando no conceito da “Indústria 5.0” com integração de sistemas de inteligência artificial, automatização e registo digital, em soluções operacionais únicas para o setor automóvel, que reforça o posicionamento e competitividade da Coindu no mercado.

A aposta na inovação e o posicionamento como benchmark no mercado são razão para a visita do Presidente da Câmara, Mário Passos, esta quinta-feira, 14 de julho, pelas 11h00, no âmbito do roteiro Famalicão Created IN, onde será feita visita à empresa e apresentados os projetos de negócio da Coindu para os próximos anos.

A Coindu é um dos principais empregadores do concelho de Famalicão, com cerca de 2200 colaboradores, e dedica-se à produção e fornecimento de estofos para a indústria automóvel, acessórios interiores, como apoios de braços, encostos de cabeça e painéis de porta.

Toda a produção feita na unidade de Joane é 100% para exportação e a administração tem expetativa de um volume de negócios em 2022 superior a 362 milhões de euros (Portugal representa cerca de 50% do volume de negócios do Grupo Coindu).

AFS_2488.jpg

BRAGA: SECRETÁRIO DE ESTADO CONSERVAÇÃO DA NATUREZA, DAS FLORESTAS E DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO NO ENCERRAMENTO DO 7º CONCRESSO “OS DIAS DA MADEIRA” NOS PRÓXIMOS DIAS 14 E 15 DE JULHO, BRAGA

“A fileira da madeira e mobiliário reforçou as exportações em 1,6 milhões face a 2019 e tem como objetivo reforçar a presença no Médio Oriente, nos próximos cinco anos”, garante o Presidente da Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal (AIMMP) na antecipação do 7º Congresso “Os Dias da Madeira”, nos próximos dias 14 e 15 de julho nos Hotéis do Bom Jesus, em Braga.

bramadei.png

Trata-se de mais um importante encontro do setor onde serão debatidos temas tão relevantes como: As perspetivas de Crescimento e Apoios para Portugal: a Indústria 4.0 e seu desenvolvimento; O Marketing ao serviço das novas tendências de mercado; O financiamento às empresas do setor; A gestão do talento e a atratividade do setor; e o Desenvolvimento e Proteção da Floresta e combate à escassez de matéria-prima.

A abertura e boas-vindas será realizada pelo Presidente da Câmara Municipal de Braga, Dr. Ricardo Rio e o encerramento pelo Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, Engº João Paulo Catarino.

O programa inclui também uma visita técnica para os participantes ao novo projeto de construção off-site do Grupo Casais “BLUFAB”, no dia 15 de julho.

DIREITOS DE EXPORTAÇÃO DOS CHAPÉUS BRAGUESESNSES FORAM DEBATIDOS EM 1821 NAS CORTES GERAES E EXTRAORDINÁRIAS DA NAÇÃO PORTUGUEZA

Capturarcabeçalhodia.JPG

Em 18 de Junho de 1821, o ilustre vimaranense João Baptista Felgueiras, na qualidade de 1º Secretário das Cortes Geraes e Extraordinárias da Nação Portugueza, endereçou ao Presidente do Conselho de Regência, Conde de Sampaio, a deliberação tomada pelo parlamento acerca dos direitos relativos à exportação dos chapéus bragueses.

Capturarchapeus.JPG

MODATEX ABRE POLO EM GUIMARÃES

Assinatura do protocolo com a Câmara Municipal de Guimarães, dia 3 de junho, pelas 12h30

  • Digitalização, empreendedorismo e criatividade no centro da atuação da nova estrutura

Na próxima sexta-feira, dia 3 de junho, pelas 12h30, o MODATEX e a Câmara Municipal de Guimarães, assinam o protocolo que firma a criação, na cidade berço, de um polo de formação de base tecnológica do setor têxtil e do vestuário.

Concebido para disponibilizar uma oferta formativa adequada e ajustada à estrutura e às necessidades do setor na região, o polo de Guimarães do MODATEX centrará a formação nas áreas criativas, organização, desenvolvimento de produto, comércio internacional, marketing digital de moda, e-commerce e styling, empreendedorismo e criação do próprio emprego.

A necessidade de uma formação profissional permanente e a interação dos centros de formação com o tecido empresarial, com enfoque no recrutamento e capacitação dos seus quadros técnicos (upskilling e reskilling de recursos humanos), aliada ao processo de renovação e mudança que a Indústria Têxtil e do Vestuário (ITV) atravessa, que obriga a recentrar o modelo de negócio baseado no preço e orientado para a massificação, para uma estratégia de afirmação de uma indústria de elevada qualidade, com uma produção sofisticada, criativa e inovadora no desenvolvimento de produtos, são alguns dos pressupostos que estão na base do protocolo de cooperação estabelecido entre as duas entidades e “que colocam novos desafios na formação profissional dos ativos empregados, bem como na qualificação de jovens visando a sua inserção profissional e no reforço da atratividade do setor”, esclarece José Manuel Castro, diretor do MODATEX.

“O MODATEX tem, desde há largos anos, uma forte ligação com o tecido empresarial da região que tem sabido adaptar-se às novas tendências e requisitos de um setor que está em constante evolução. As novas áreas do têxtil são cruciais para o sucesso futuro do ITV e nós, com o know-how que nos é reconhecido somos o parceiro privilegiado da indústria para a formação de profissionais com competências e skills do futuro”, refere José Manuel Castro.

Sedeado no Porto, o MOADTEX conta com delegações em Lisboa e Covilhã, polos em Barcelos, Vila das Aves, a que se junta agora Guimarães, e extensões em Lousada e Pinhel,

O novo polo do MODATEX em Guimarães deve estar em funcionamento no segundo semestre de 2022.

Sobre o MODATEX

O MODATEX – Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confeção e Lanifícios surgiu com base num protocolo celebrado entre o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP,I.P), a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confeção (ANIVEC/APIV) e a Associação Nacional dos Industriais de Lanifícios (ANIL). Sedeado no Porto e com delegações em Lisboa e Covilhã, polos em Barcelos, Vila das Aves e extensões em Lousada e Pinhel, tem como objetivo contribuir para a melhor coordenação estratégica e operacional da formação no sector, responder de forma eficaz às necessidades de qualificação, aperfeiçoamento e reconversão das pessoas e das organizações e apoiar tecnicamente a Indústria Têxtil e de Vestuário.

MÁQUINAS CRIADAS EM FAMALICÃO PELA VLB CHEGAM A MAIS DE 25 PAÍSES

Novas instalações da VLB

 “Nenhuma das nossas máquinas é igual, porque cada um dos nossos clientes tem necessidades diferentes”. Este é o ponto de partida para cada projeto da VLB, empresa dedicada ao fabrico de equipamentos de vanguarda, incorporando a tecnologia 4.0, para o setor da metalomecânica.

_Famalicão Created IN - VLB_20220602_0058.jpg

O Presidente da Câmara, no âmbito do Roteiro Famalicão Created IN, visitou esta quinta-feira a empresa, instalada em Mouquim desde 2019, e que emprega 88 trabalhadores. A nova unidade da VLB foi considerada um Projeto de Investimento de Interesse Municipal – Made 2IN, tendo obtido o apoio da autarquia através da concessão de incentivos fiscais. O volume de investimento foi de cerca de 7 milhões de euros.

“É uma empresa com grande capacidade e capacitação dos recursos e da tecnologia envolvida, fatores determinantes que se espelham na precisão do produto final, que é diferenciador da VLB de outros concorrentes do mercado” começou por apontar Mário Passos.

O autarca realçou ainda “a própria estrutura da empresa, com quadros jovens e empreendedores, virada para o futuro, numa visão estratégica e uma capacitação produtiva que é um bom exemplo do que queremos para a indústria do concelho e que temos procurado mostrar no âmbito do Created IN”.

Com um volume de faturação de 12,5 milhões de euros no último ano, a empresa tem expetativas fundadas de crescimento “porque todos os indicadores nos apontam nesse sentido, quer pelos negócios que já concretizamos quer pelo volume de encomendas que temos em carteira” diz Vasco Barros, administrador da VLB.

“Desde o início apostamos num produto com elevado grau de tecnologia, que fosse diferenciador. As soluções que apresentamos aos clientes, a crescente procura, dão-nos a certeza que o caminho que apontamos é o de futuro” acrescentou. Vasco Barros deu o exemplo: “temos aqui hoje clientes que vem cá testar e afinar a máquina para a produção final e cá dentro na VLB conseguimos personalizar todas as soluções que necessitam, desde o software até à construção mecânica propriamente dita”.

A VLB é hoje referência na produção de equipamentos que servem a indústria automóvel, aeronáutica, do mobiliário e da produção tradicional de máquinas para a transformação de tubos e chapa, como curvadoras de tubo, perfiladoras, prensas hidráulicas, linhas de corte de chapa, utilizadas em diferentes indústrias.

_Famalicão Created IN - VLB_20220602_0037.jpg

_Famalicão Created IN - VLB_20220602_0022.jpg

FAMALICÃO: PRESIDENTE DO MUNICÍPIO VISITA EMPRESA DE METALOMECÂNICA

Visita à VLB, amanhã, 2 de junho, pelas 11h00, na Rua da Indústria, n.º 40, em Mouquim

Roteiro Created IN revela empresa de referência mundial na produção de máquinas para o setor metalomecânico

Dedicada ao fabrico de equipamentos de vanguarda, incorporando a tecnologia 4.0, a VLB é reconhecida pelos maiores parceiros internacionais do setor metalomecânico e procurada por clientes de todo o mundo.

A nova fábrica em Mouquim, Vila Nova de Famalicão, produz máquinas para a transformação de tubos e chapa, como curvadoras de tubo, perfiladoras, prensas hidráulicas, linhas de corte de chapa, utilizadas em diferentes indústrias.

Com profissionais altamente especializados, de elevado conhecimento técnico, com soluções personalizadas e tecnologicamente evoluídas, concebidas no contexto da revolução industrial 4.0, a empresa incorpora todos os conceitos preconizados por esta nova visão industrial.

Este carater inovador é razão para a visita do Presidente da Câmara, Mário Passos, esta quinta-feira, 2 de junho, pelas 11h00, no âmbito do roteiro Famalicão Created IN, onde será apresentada com maior pormenor a empresa à comunicação social.

A VLB exporta para mais de 25 países, com uma taxa de exportação de 35% em 2021, e foi a empresa com maior crescimento mundial neste setor de atividade em 2020.

PAPs: EMPRESAS PROCURAM ELETROTÉCNICOS DA EPATV

Quase uma dezena de “projetos excelentes que exigiram um esforço redobrado por causa da pandemia” foram apresentados hoje, dia 10 de maio, pelos 22 finalistas do Curso Técnico de Eletrotecnia, na Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV).

edit-1199.jpeg

Esta é a síntese de Carlos Silva, Diretor do Curso, no final de uma manhã de apresentação de Provas de Aptidão Profissional (PAP) perante um júri que incluía Sandra Monteiro (Diretora Pedagógica), Carlos Marinho Silva (Diretor de Curso) Aurélio Machado, Sandra Guedes, Sara Vale (Diretora de Turma), Vítor Machado e Carlos Silva (Marco Monteiro, SMOV Energy Instalações Especiais).

Foi um dia emocionante para o antigo professor Vítor Machado: eram os “meus últimos alunos e quis deixar-lhes uma lembrança, personalizada, com o nome de cada um deles”. O atual Diretor do Curso, reconhece que a Eletrotecnia alcançou, com o “Prof. Vítor Machado, um prestígio grandioso ao ponto das empresas da região nos bombardearem com pedidos de finalistas. Se mais tivéssemos, mais estavam com emprego garantido, mas alguns, e bem, decidiram prosseguir estudos”.

Os finalistas entram agora na fase final dos estágios até 14 de julho. A maioria deles fica nas empresas onde estão a estagiar e outros seguem para o ensino superior.

Diogo Murça, Pedro Alves e Rafael Oliveira deliciaram o júri com a construção de um Parque de Estacionamento automatizado, e a mesma satisfação foi demonstrada após a construção de uma ponte móvel por Rodrigo Gonçalves e Rúben Martins.

Diogo Oliveira, Tiago Alves e Tomás Moreira mostraram aos juradas como se constrói uma máquina de compactamento de latas, enquanto Alexandre Martins, Miguel Antunes e Rafael Gonçalves mostraram a sua criatividade através de um manipulador fabril.

Uma rede de distribuição elétrica de baixa tensão foi criada por Jorge Silva, Nuno Silva e Tiago Lopes enquanto Diogo Costa, Diogo Esteves e João Paulo se divertiram com o seu carro controlado por aplicação de telemóvel.

A EPATV possui agora um novo sistema de videovigilância criado por José Matos, Pedro Silva e André Almeida e o Amaro Torrão e Rodrigo Campos construíram uma instalação elétrica para um prédio de quatro apartamentos.

edit-1213.jpeg

edit-1260.jpeg

edit-1194.jpeg

PONTE DA BARCA É INVESTIMENTO

Presidente da Câmara visita empresa que está a investir cerca de três milhões de euros em Ponte da Barca

Sempre numa lógica de proximidade ao tecido empresarial do concelho, o Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Augusto Marinho, visitou as novas instalações de uma empresa metalúrgica, a Desvendar Fórmulas, que se encontra a terminar um investimento de cerca de três milhões de euros em Ponte de Barca.

279387456_4459332540834361_6738294850304030543_n.j

Instalada na União de Freguesias de Touvedo São Lourenço e Salvador, a Desvendar Fórmulas é uma empresa que atua no setor da metalomecânica e manutenção industrial, contando já com 20 colaboradores em instalações que se estendem por 10.000 m2.

A empresa visitada é especializada em construção e reparação de equipamentos para britagem, construções metálicas, compra e venda de máquinas. Para além do mercado nacional, exportam os seus produtos essencialmente para o mercado Africano, sendo, por isso, mais uma empresa exportadora a atuar em Ponte da Barca.

Em 2020, a Desvendar Fórmulas, reforçou ainda mais a sua presença no mercado interno e externo com a criação da marca DFSTEEL, de modo a alcançar e fortalecer a internacionalização dos seus produtos além-fronteiras.

João Martins, proprietário da empresa, explicou ao Presidente Augusto Marinho que escolheu Ponte da Barca “sobretudo pelas condições que o concelho oferecia ao nível de área de trabalho, já que este tipo de serviços requer uma grande extensão, e também pela proximidade a Espanha”.

O Presidente Augusto Marinho referiu que “contactar de perto com a realidade empresarial existente no concelho, em diferentes áreas, conhecer a sua atividade, as suas dificuldades e os seus projetos económicos são os objetivos principais destas visitas”.

O autarca mostrou-se muito satisfeito por “ver empresas como esta instaladas no nosso concelho” salientando que “o seu sucesso ao nível nacional e internacional consolidam também as potencialidades do nosso concelho e contribuem para o seu desenvolvimento”.

Fica patente e bem presente que a estratégia definida, o desenvolvimento económico, está a resultar e a implementar-se de forma extremamente positiva. São estes os efeitos, desde logo, pretendidos, a aposta no investimento económico, no tecido empresarial, e a consequente a criação de emprego no nosso concelho.

O Presidente da Câmara Municipal acrescentou ainda que “é para isto que trabalhámos, é este o caminho que vamos trilhar, estamos a ter os resultados esperados. A aposta nesta área de relevo, não era uma opção mas sim uma obrigação, e continuará conforme delineado na política económica do Município, já com o início da construção da 1ª fase da expansão da Área de Acolhimento Empresarial do Rodo prevista para o mês de agosto, empreitada que ronda os 2 950 000,00 euros.”

279043468_4459334614167487_5307888199640345063_n.j

279145067_4459331844167764_3246857047517023320_n.j

FAMALICÃO: UMA DAS MAIORES FÁBRICAS EUROPEIAS DE PRODUÇÃO DE JANELAS EFICIENTES INICIA PRODUÇÃO NUM INVESTIMENTO DE 50 MILHÕES DE EUROS

União da Caixiave com a Tryba deu origem à ACWIN

A Caixiave, empresa fabricante líder no mercado ibérico em janelas e portas eficientes de PVC, juntou-se ao grupo francês Atrya, mais conhecido pela sua marca Tryba, e daí nasceu em Famalicão a primeira fábrica da Acwin que será tão só uma das maiores fábricas de produção de janelas eficientes da Europa.

Roteiro Created In - Caixiave_20220414_0067.jpg

O investimento é superior a 50 milhões de euros e visa permitir criar duas centenas de novos postos de trabalho. As primeiras unidades produzidas nas novas instalações da empresa, que ocupam 42 mil metros quadrados de área, são entregues aos clientes na próxima semana e prevê-se que a unidade esteja concluída na totalidade até ao final do ano.

Trata-se de uma empresa que encaixa no conceito de indústria 4.0, dada a elevada presença tecnológica presente nas instalações e a eficiência e sustentabilidade produtiva.

O Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, visitou hoje a nova empresa no âmbito do Roteiro Famalicão Created IN e não podia ter ficado mais bem impressionado com mais este grande investimento realizado em Famalicão que vai criar “bons postos de trabalho e aumentar a capacidade exportadora do terceiro concelho mais exportador de Portugal”.

Acompanhado pelo administrador da empresa, Carlos Sá, Mário Passos descobriu um “investimento de verdadeiro interesse municipal e nacional, com o que de melhor há no mundo e a pensar no futuro. Dimensão tecnológica, sustentabilidade, produtividade e eficiência são conceitos muitos presentes, num investimento de futuro para Famalicão.”

Segundo o administrador, Carlos Sá, a nova unidade “vai permitir aumentar a capacidade de produção e enfrentar novos desafios que se apresentem no mercado externo. Grande parte da produção vai ser para exportação e vamos triplicar a nossa capacidade de produção ao nível de janelas eficientes”.

O projeto empresarial mereceu a declaração de interesse municipal, ao abrigo do regulamento Made2IN.

Roteiro Created In - Caixiave_20220414_0047.jpg

FAMALICÃO APOSTA NA INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO

“Encontros Formação e Emprego” debruçam-se sobre o Têxtil e Vestuário

É já nesta quarta-feira, 23 de março, que se realiza mais uma sessão dos “Encontros Formação e Emprego”, promovidos pelo Município de Vila Nova de Famalicão em parceria com o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional e a Rede Local de Educação e Formação.

Formação e Emprego.png

Desta vez, a iniciativa vai juntar empresários do setor do Têxtil e Vestuário e tem como orador Braz Costa, diretor geral do CITEVE e do CeNTI - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes.

Informar e capacitar os empresários e as entidades de ensino acerca das medidas públicas de emprego e formação profissional disponíveis e promover a aproximação das escolas ao tecido empresarial são os principais objetivos destes encontros.

A sessão tem início às 17h00 e vai decorrer na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.

Mais informações e inscrições em www.famalicaomadein.pt.

FAMALICÃO: TÊXTIL MANUEL GONÇALVES PRODUZ INOVAÇÃO SUSTENTÁVEL

“Famalicão Created IN” começou com visita ao Centro de Desenvolvimento Têxtil da TMG

No chão de fábrica da TMG – Têxtil Manuel Gonçalves, em Vale S. Cosme, existem as habituais secções associadas à produção, como a confeção, embalamento e fiação, mas existe também um Centro de Desenvolvimento Têxtil, onde se criam novos produtos, investigam novos materiais e aplicações, procuram-se métodos mais sustentáveis e desenham-se coleções.

Famalicão Created IN - TMG_20220317_0033.jpg

Inovação e sustentabilidade são conceitos na ordem do dia deste histórico grupo famalicense com mais de 80 anos de experiência que detém uma posição de grande relevo no mercado mundial do têxtil e do automóvel. O exemplo da “inovação com responsabilidade pela sustentabilidade social e ambiental” da TMG deu ontem o mote para o arranque do roteiro Famalicão Created IN com que o Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, pretende valorizar, divulgar e homenagear a indústria famalicense que hoje, muito mais do que fabricar, cria, inova, acrescenta valor.

O exemplo da TMG é paradigmático. Com uma posição de grande relevo no mercado mundial do têxtil e do automóvel, o Grupo TMG apresenta-se como uma das marcas mais reconhecidas em Portugal e no mundo. Exporta para mais de 40 mercados e gere um amplo portefólio de negócios. Para além da indústria têxtil e automóvel, diversificou os negócios nas áreas do retalho têxtil, da operação privada de helicópteros, da produção de vinhos e da produção de energia hídrica e de cogeração.

Exemplo dessa aposta na sustentabilidade e na proteção do ambiente é a Lighting Bolt, marca de vestuário e acessórios de produção sustentável, gerida pelo Grupo TMG desde 2006, e que colocou recentemente no mercado pranchas de surf ecológicas, com uma maior redução de impacto ambiental.

A clássica máxima de sempre da Lighiting Bolt, “Destrói as ondas não as praias”, é uma imagem bem atual do compromisso da empresa  com a sustentabilidade. “A sustentabilidade não é para nós um produto, é um processo, um conceito presente no dia a dia da empresa e nas diferentes etapas de produção”, refere o administrador da empresa, Manuel Gonçalves.

Compromisso que está devidamente formalizado  com a adesão da TMG  à United Nations Global Compact (UNGC), iniciativa das Nações Unidas de cidadania empresarial, subscrevendo os 10 princípios de Desenvolvimento Sustentável.

Famalicão Created IN - TMG_20220317_0019.jpg

PONTE DE LIMA TEM EMPRESA ESPECIALIZADA EM DESIGN DE MOBILIÁRIO PERSONALIZADO

Executivo Municipal de Ponte de Lima visitou empresa especializada no design e conceção de modelos de mobiliário personalizado

O executivo da Câmara Municipal de Ponte de Lima visitou a empresa EBEN, instalada no Polo Empresarial da Gemieira. A empresa começou a laborar há um ano em Ponte de Lima, surgindo como resposta a uma necessidade do BMA Group, radicado em Paris, desde 2006.

WhatsApp Image 2022-02-24 at 16.48.38.jpeg

A EBEN, que conta com 27 colaboradores, é uma empresa especializada no design e conceção de modelos de mobiliário personalizado.

Micael Costa, sócio-gerente da EBEN destacou que a empresa foi um projeto iniciado em 2016 “baseado na necessidade da empresa mãe, sediada em Paris, a BMA Group, responder a um mercado de fabrico sobre medida e responder, cada vez mais, à exigência dos clientes e para se diferenciar no mercado dos escritórios”. O responsável comentou ter “encontrado” em Ponte de Lima “uma oportunidade de negócio com uma mão obra local muito qualificada e um nível de engenharia capaz de responder às exigências da EBEN”.

Micael Costa, filho de um emigrante de Ponte de Lima em França, nota que o que diferencia a EBEN “é a exigência, a qualidade, a capacidade de resposta rápida, a originalidade nos processos e a forma de lidar com os clientes”.

Orgulham-se de ser “uma carpintaria, mas com algo de diferente”, especificando a “arquitetura, o design, as patentes de produtos e uma grande dimensão internacional europeia”.

Sublinhou que, neste momento, 80% da produção é destinada à exportação, estando a maioria do mercado situado em França e 20% a nível nacional.

A EBEN faturou, no último ano, um milhão de euros e perspetiva alcançar nos próximos três anos os cinco milhões de euros.

Recentemente, ganhou o concurso para a construção da sede da Google na Europa, em Paris e exporta principalmente para França, Suíça, Alemanha e Luxemburgo.

Após a visita, o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima enalteceu a existência de novos investimentos em Ponte de Lima, considerando ser “um bom sinal”.

“Não deixa de ser um sinal daquilo que têm sido as políticas económicas de atração em Ponte de Lima. Nós temos vindo, ao longo dos anos, a preencher os nossos polos industriais, estamos, neste momento, na fase de término de um polo industrial novo dedicado à indústria do granito e estamos também a iniciar a construção de um novo polo industrial na freguesia de Calvelo que contamos que possa melhorar e aumentar o tecido económico, nomeadamente no que diz respeito, também, àquilo que pode vir a ser um incentivo à qualificação de novos técnicos no concelho. Esta empresa não deixa de ser exatamente um exemplo daquilo que acontece”, afirmou Vasco Ferraz.

Para o presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima “a paixão pela terra” é também “um dos motivos pelos quais” os proprietários da empresa decidiram fazer o investimento em Ponte de Lima. “Estamos a falar de uma empresa em que um dos sócios é limiano, esteve fora muitos anos, e teve todo o prazer em voltar a Ponte de Lima. Fê-lo também através do seu outro sócio, o filho, luso-descendente”, sublinhou, acrescentando que estes laços a Ponte de Lima juntamente com “as políticas de incentivo fiscal que o Município pratica”, fizeram com que a empresa se sediasse em Ponte de Lima.

A fábrica de mobiliário de alta gama situa-se no Polo Empresarial da Gemieira, onde o Município de Ponte de Lima já não tem lotes disponíveis para venda e laboram atualmente 20 empresas.

WhatsApp Image 2022-02-24 at 16.48.46 (1).jpeg

WhatsApp Image 2022-02-24 at 16.47.52 (1).jpeg

WhatsApp Image 2022-02-24 at 16.48.15 (1) - Cópia