Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

REVISTA "COMUNIDADES LUSÓFONAS" DESTACA ARCOS DE VALDEVEZ

Arcos de Valdevez aparece, em grande destaque na revista Comunidades Lusófonas, deste mês, uma revista dedicada às iniciativas das comunidades portuguesas pelo Mundo e que está a ser entregue nas fronteiras aos emigrantes que regressam nesta época a Portugal.

capa_comunidades.png

Apresentando o melhor que o concelho tem para oferecer, pode-se ler na revista diversas sugestões para quem procura a serenidade de uns dias na companhia da natureza, mas também as diversas oportunidades que investidores encontrarão nesta vila raiana, destacando a “inovação e competitividade em Arcos de Valdevez”.

Recentemente distinguida com o prémio Cinco Estrelas Regiões, na categoria Vilas, o nosso concelho é considerado, nesta publicação, como o Carisma do Alto Minho.  Realçando todas as potencialidades que “Arcos de Valdevez, onde Portugal se fez”, tem, o artigo coloca em destaque a hospitalidade, simpatia e orgulho de todos os arcuenses na partilha das suas raízes.

As aldeias centenárias e a gastronomia, as atividades no rio Vez e as experiências para os amantes das estrelas, não esquecendo os eventos e festivais culturais conceituados, são inúmeras boas razões para visitar Arcos de Valdevez, que “é feito de cheiros: aqui as manhãs podem cheirar a serra, as tardes a rios e lagoas e as noites a aromas ancestrais de uma gastronomia única, bem como a romarias”.

Com tiragem especial para oferta em ações que promovidas em território nacional, esta nova revista na área da informação digital, substitui a PORT.COM, alargando a informação ao espaço dos países de expressão portuguesa e respetivas comunidades no estrangeiro.

É para o Município motivo de orgulho ver a presença do melhor que o concelho tem para oferecer na comunicação social, em particular, nesta edição, uma vez que aproxima Arcos de Valdevez das comunidades portuguesas e países lusófonos, que vivem e trabalham no estrangeiro, permitindo a todos conhecer o que de bom tem a nossa região para oferecer, mas acima de tudo proporcionando-lhes um “regresso a casa”.

pag42arcoscomunid.png

pag43arcoscomunid.png

LIMIANOS HOMENAGEIAM O HISTORIADOR LUÍS DE SOUSA DANTAS ATRAVÉS DA RÁDIO ONDAS DO LIMA

A VIDA E OBRA DE LUÍS DE SOUSA DANTAS

Comemoração do dia de seu aniversário (3 agosto) no ano em que completava 74 anos de nascimento

Falam com estima e saudade:

- José Sousa Vieira

- Amandio Sousa Dantas

- José Ernesto Costa

- Franklim Castro Sousa Frank Sousa

- Amândio Amorim Sousa Vieira

Sexta (31 julho) e terça (4 ago), 21-23h, no Programa do Fernando e da Sofia, na Rádio Ondas Do Lima Ondas do Lima Radio 95.0 FM

116724749_4223985757643350_5812237182470983384_n.jpg

REVISTA “TimeOut” DÁ A CONHECER AS MELHORES PRAIAS DO MINHO

Agora que o Verão chegou, fizemos-lhe uma lista com as melhores praias do Minho para que possa aproveitar esta época balnear ao máximo.

imagemoledopraia.jpg

PRAIA DE MOLEDO

Areais de perder de vista, bares com bons comes e bebes, muitas ondas e muito vento, claro, um bom aliado para quem pratica windsurf, por exemplo. Agora que o Verão está instalado, fizemos-lhe uma compilação das melhores praias do Minho para que possa aproveitar esta época balnear ao máximo. Damos-lhe sugestões do que ver e fazer nas redondezas, o que comer nos restaurantes e como chegar aos sítios sem dramas ou complicações. Pegue na toalha, no protector solar e nesta lista, e faça-se à estrada. Boas férias.

imagevpapraia.jpg

PRAIA DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

O rio Âncora cruza-se com o mar e pode atravessá-lo sobre um passadiço que liga duas praias. A parte norte forma uma espécie de piscina, perfeita para crianças. A parte sul é mais tranquila, com dunas e passadiços. Aqui o vento também não o obriga a dizer adeus aos banhos de sol, já que o paredão funciona como uma espécie de abrigo.

COMO CHEGAR: A A28 leva-o até à praia em 25 minutos a partir de Viana.

imageFortedocaopraia.jpg

PRAIA DO FORTE DO CÃO

Fica em Gelfa, a poucos minutos de Vila Praia de Âncora, e é uma alternativa das boas para fugir às praias mais populosas. A água é convidativa à prática de desportos como o surf e o windsurf. Fica à beira do forte com o mesmo nome, ladeada por rochas e vários elementos naturais, entre os quais a Mata da Gelfa. É, também por isso, uma praia mais selvagem, eleita por quem gosta de fazer caminhadas.

COMO CHEGAR: A partir de Viana do Castelo siga pela N13 sentido sul-norte para a Rua da Gelfa. A viagem dura 22 minutos, com o mar como fundo.

JÁ QUE AQUI ESTÁ: Passe na Casa dos Caracóis, em Vila Praia de Âncora, e prove os caracóis à pescador, com refogado de pimento vermelho e cebola, fritos em azeite e alho ou grelhados na chapa.

imageafifepraia.png

PRAIA DE AFIFE

Um verdadeiro postal, com areias brancas rodeadas de campos de milho e um mar frio adorado por praticantes de surf, bodyboard e stand up paddle. Ao fim-de-semana e na época balnear é complicado estacionar. Tem bandeira azul desde 1987, o que reforçou a fama de ser uma das praias mais limpas do norte. Do que é que está à espera para pegar no fato de banho e na toalha e fazer-se à estrada?

COMO CHEGAR: A partir de Viana do Castelo, siga pela N13 no sentido sul-norte. Até chegar à praia é uma viagem de cerca de 20 minutos.

imagecabedelopraia.jpg

PRAIA DO CABEDELO

O vento ajuda a que desportos náuticos como o windsurf e o kitesurf sejam o ponto alto desta praia. Mas também vale a pena estender a toalha na areia, principalmente de manhã, altura mais favorável aos banhos de sol. De tarde, aproveite para caminhar pelo areal ou pelos passadiços que se estendem para sul.

COMO CHEGAR: A partir de Viana do Castelo, apanhe a N13 até encontrar a Avenida do Cabedelo. São apenas 5 km até avistar o mar.

JÁ QUE AQUI ESTÁ: Instale-se no FeelViana Hotel. São quatro estrelas de conforto a poucos passos da praia. O spa, a piscina interior e a sala de yoga contribuem para uma estadia mais zen.

imagerodanhopraia.jpg

PRAIA DO RODANHO

Não são muitos os banhistas que por lá param, talvez porque esta praia está escondida atrás de um denso arvoredo que não denuncia a costa. Para se chegar ao areal é preciso atravessar um passadiço que cruza as dunas. Depois, é tudo seu. São cerca de 2 km de areia fina, banhada por um mar com adeptos de bodyboard e stand up paddle em acção. Curiosidade: esta praia tem uma das dunas de maior altitude do Norte de Portugal.

COMO CHEGAR: Pela EN13. Deve sair numa estrada não sinalizada entre a Praia do Cabedelo e a Praia da Amorosa.

imageofirpraia.jpg

PRAIA DE OFIR

Fica mais ou menos a uma hora do Porto e é bastante concorrida, apesar de o areal ter vindo a diminuir ao longo dos anos. Há bares de praia para beber uns copos entre mergulhos, barracas para alugar e, como em qualquer praia do Norte, vento. Se preferir uma zona mais calma, caminhe para a esquerda (de quem está de frente para o mar), passe o corredor de rochas e estenda a toalha na zona envolvida pelo pinhal de Ofir.

COMO CHEGAR: A A28 é a melhor estrada para chegar a Ofir.

imageapuliapraia.jpg

PRAIA DE APÚLIA

É um daqueles clássicos que não sai de moda, sobretudo para programas em família. Está muito bem equipada com barracas para alugar, casas de banho, bares e, claro, bandeira azul. Já que está por Esposende, aproveite para conhecer o Parque Natural do Litoral Norte, que se estende ao longo de 16 km de costa entre a foz do rio Neiva e a zona da Apúlia.

COMO CHEGAR: A A28 é a melhor estrada para chegar a Esposende.

Francisca Borges / https://www.timeout.pt/

SISTELO, ARCOS DE VALDEVEZ, EM DESTAQUE NA REVISTA FORBES

O “pequeno Tibete português”, como conhecido por muitos, volta a figurar nas listas dos mais atentos por esse mundo fora. Desta vez, foi a aldeia de Sistelo que foi destacada pela conceituada revista americana, Forbes.

Sistelo, que atingiu o 5º lugar entre os 18 melhores destinos para viajar na Europa, de acordo com o European Best Destination, mostra responder à tendência, pós-confinamento, uma vez que a procura aumenta por locais onde predomina a “liberdade, natureza e espaços ao ar livre”.

A publicação refere os sítios de referência a visitar na região e afirma que “Se você gosta de fazer caminhadas na natureza, Sistelo é o destino para você”.

Localizado perto do Parque Nacional da Peneda-Gerês, Sistelo está entre as melhores jóias escondidas da Europa. Esta aldeia, considerada uma das sete maravilhas de Portugal, provoca no presidente da Câmara de Arcos de Valdevez um enorme orgulho, dado que “É muito bom e gratificante ver o impacto que o nosso concelho está a ter na comunicação social”, referiu o autarca.

O turismo é uma das alavancas mais poderosas da economia de Arcos de Valdevez, e é nesse sentido que a referência da Forbes deixa o Município muito satisfeito, uma vez que reflete o esforço realizado na promoção do concelho e das suas potencialidades.

forbes.jpg

CAMÕES RÁDIO & TV, UMA ESTAÇÃO AO SERVIÇO DA COMUNIDADE PORTUGUESA EM TORONTO

30128522348_0068acc1a9_b

  • Crónica de Daniel Bastos

Ao longo do anos a comunidade portuguesa em Toronto, capital da província do Ontário e maior cidade do Canadá, onde vive a maioria dos mais de 500 mil portugueses e lusodescendentes presentes na nação canadiana, tem sido palco de uma notável multiplicidade de meios de comunicação social produzidos pelos emigrantes lusos e seus descendentes.

Como destaca a investigadora Sónia Ferreira em A emigração portuguesa e os seus meios de comunicação social: breve caraterização, no termo da primeira década do séc. XXI “existiam na província do Ontário cerca de seis rádios com difusão em português: cinco estações consideradas portuguesas e uma estação multicultural que dispõe de programação em língua portuguesa. Em termos de imprensa portuguesa foram contabilizados, para o Canadá, 22 publicações. O Canadá apresenta-se mesmo como um exemplo relevante pela multiplicidade de meios de comunicação social migrantes existentes”.

No profícuo campo dos órgãos de comunicação social luso-canadianos, uma das estações que mais se tem destacado ao longo da última década tem sido indubitavelmente a Camões Radio & TV. Uma estação radiofónica e televisiva integrada na empresa de comunicação social MDC Media Group, presidida pelo comendador Manuel da Costa, um dos mais ativos e beneméritos empresários portugueses em Toronto, que incorpora órgãos de informação como o jornal Milénio Stadium, as revistas Amar e Luso Life, que desde a sua génese se tem posicionado como uma plataforma de inovação e informação ao serviço da comunidade portuguesa, inclusive lusófona, no território canadiano.

Ao longo da última década a Camões Radio & TV tem-se destacado no panorama da imprensa luso-canadiana em Toronto através do lançamento de novos programas de rádio e televisão, novas secções de informação temática e novos conteúdos, inovando e seguindo os principais desafios da comunicação social da Diáspora. Prosseguindo uma missão e visão ao serviço da comunidade portuguesa em Toronto, a Camões Radio & TV destaca-se atualmente por produzir informação de qualidade, de forma ética e independente, que ajuda a promover a cidadania e o desenvolvimento económico, cultural e social da comunidade luso-canadiana.

A dimensão social, estreitamente ligada à solidariedade, é mesmo uma das marcas mais características da Camões Radio & TV, indelevelmente ligadas aos valores preconizados, em geral, pela MDC Media Group, e em particular pelo seu presidente, o comendador Manuel da Costa.

Presentemente, nestes tempos difíceis que atravessamos devido aos efeitos da pandemia de coronavírus, que gerou num curto espaço de tempo uma crise mundial sem precedentes, e que também afetou a comunidade luso-canadiana, a Camões Radio & TV, em linha com a MDC Media Group, encontra-se a promover a recolha de alimentos para entregar no Food Bank of Canada, procurando assim ajudar a minimizar os efeitos da crise socioeconómica que bateu à porta de muitos concidadãos. Uma campanha de solidariedade, entre várias outras já dinamizadas pela Camões Radio & TV ao longo dos anos, que sublima a epígrafe de Victor Hugo: “A imprensa é a imensa e sagrada locomotiva do progresso”.

FALECIMENTO DO DR. GONÇALO SAMPAIO FOI NOTÍCIA NO JORNAL “COMÉRCIO DO PORTO”

Sob o título “Uma figura notável da Ciência portuguesa / Prof. Gonçalo Sampaio / Faleceu, ontem, no Pôrto, o eminente naturalista e folclorista”, publicou o jornal “Comércio do Porto” na sua edição de 28 de Julho de 1937, a respectiva notícia necronológica.

Aquele periódico portuense destacou o nefando acontecimento, incluindo o retrato e biografia do Professor Gonçalo Sampaio. Refira-se que o ilustre minhoto era antigo professor catedrático da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Fonte: Arquivo da Universidade do Porto

bitstream_37874_dissemination.jpg

transferirgonçalosampaio.jpg

HÁ 37 ANOS, CASA DO MINHO EM LISBOA INICOU A PUBLICAÇÃO DO BOLETIM “MINHO VERDE”

No início de 1983, a Casa do Minho em Lisboa iniciou a publicação do “Minho Verde”. Tratava-se de um boletim com periodicidade bimestral, especialmente destinada aos associados daquela instituição regionalista.

De aspeto gráfico modesto, o seu primeiro número, relativo aos meses de janeiro e fevereiro, dispunha de 8 páginas em formato A4, sendo totalmente impresso a verde.

Para além da informação das atividades realizadas, o boletim incluiu uma secção dedicada aos poetas minhotos, algumas crónicas revivalistas, a revista da imprensa regional e incluía alguns anúncios comerciais.

Benigno da Cruz era o seu diretor e A. Barros Gonçalves o Diretor Adjunto. Colaboraram ainda neste número Albérico Fernandes e Godinho Ribeiro.

A sua publicação teve curta duração. Porém, as novas tecnologias poderiam dar-lhe continuidade em versão digital.

RÁDIO ALFA, A EMISSORA DOS PORTUGUESES EM PARIS

  • Crónica de Daniel Bastos

No ar desde 5 de outubro de 1987, a Rádio Alfa, uma estação de rádio lusófona situada em Paris e dirigida à comunidade portuguesa em França, a maior comunidade de portugueses no estrangeiro, desempenha um papel fundamental na manutenção e promoção da identidade lusa em terras gaulesas.

Rádio Alfa.jpg

Localizada atualmente em Créteil, é consensualmente reconhecida como a emissora mais popular dos portugueses em Paris, para o que muito contribui o facto de ser a única rádio da comunidade portuguesa que abrange a região de França, 24 horas por dia.

Se tivermos em linha de conta que os dados mais recentes apontam para que vivam em França mais de meio milhão de portugueses e que, se considerarmos a comunidade contando com os descendentes de segunda e terceira geração, o número sobe para quase um milhão e meio, elevando-a assim à maior comunidade estrangeira a viver em França, percebe-se que a Rádio Alfa além de emitir para um enorme auditório, constitui-se como a voz de intervenção da comunidade portuguesa na Cidade Luz.  

Enquanto palco privilegiado de intervenção, a grelha da estação emite programas que dedicam espaços à resolução de problemas, à promoção da música, cultura e língua portuguesa, à divulgação das atividades realizadas pelo meio associativo e à difusão de notícias que visam a informação junto da comunidade portuguesa em França.

Como sustenta Carla Laureano, na tese “A rádio Alfa e a comunidade portuguesa em França: estudo de caso sobre a relação entre média e identidades”, a emissora ao desempenhar um papel importante junto da comunidade portuguesa em terras gaulesas, impulsiona a “partilha de uma identidade cultural portuguesa entre os emigrantes”. Particularmente junto da primeira geração, uma geração que se encontra intimamente ligada à Rádio Alfa, pelo que a emissora deve ter como uma das prioridades e desafios para o futuro a sua interligação com os lusodescendentes, de modo a conseguir “fazer um cruzamento de culturas e tentar direcionar-se para as diferentes expectativas dos seus diferentes ouvintes”.

Uma outra importante faceta da Rádio Alfa é a sua dimensão solidária, ainda recentemente expressa nestes tempos difíceis que atravessamos, devido aos efeitos da pandemia de coronavírus que gerou num curto espaço de tempo uma crise socioeconómica mundial sem precedentes, e que também afetou duramente a comunidade portuguesa em França. No decurso deste contexto, em meados do mês passado a emissora promoveu a iniciativa “Todos juntos”, tendo conseguido através da mesma recolher junto comunidade lusa na capital francesa, dez toneladas de alimentos, 50 caixotes de roupa e mais de 10 mil euros em donativos para ajudar compatriotas que neste momento sofrem os efeitos da covid-19 na região de Paris.

No passado, e sobretudo no presente e no futuro, a Rádio Alfa continuará a ser a antena da comunidade portuguesa em Paris, ou como salientou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no 30.º aniversário da estação, a “Rádio Alfa é Portugal”.

29570452_1733033086739821_4421682820119320291_n.jpg

FAMALICÃO LANÇA BOLETIM MUNICIPAL EM TEMPOS DE PANDEMIA

Publicação começa hoje a ser distribuída pelos famalicenses

Começa hoje a ser distribuída a primeira edição de 2020 do boletim municipal de Vila Nova de Famalicão. A publicação realizada durante o período de confinamento devido à Covid 19, tem na capa o reflexo do período atipico que vivemos, com um arco-iris pintado a aguarela.

AFS_3245.JPG

Como tema principal, o boletim faz eco da reação do município e dos famalicenses à pandemia, com destaque para as medidas, iniciativas e apoios municipais às famílias, empresas e instituições.

Na mensagem editorial da publicação, Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal, refere que “este boletim municipal é o reflexo do momento em que vivemos e do papel do município em toda esta situação. É um pedaço da nossa história de 2020, que queremos registar”.

O autarca explica ainda que a situação da Covid 19 obrigou o município “a reagir de imediato”, sendo que “a prioridade foi sempre a proteção e a segurança dos famalicenses”.

Ainda no tema da pandemia, a publicação dedica três páginas ao “olhar com História” sobre a gripe espanhola de 1918 no concelho, recuperando os artigos do jornal “Estrela do Minho” que relatam os momentos vividos no território ao longo de 1918.

Refira-se que o Boletim Municipal é um dos meios de comunicação utilizados pela autarquia para manter os famalicenses informados sobre as várias dinâmicas que acontecem no concelho. Economia, mobilidade, educação, cultura, património, juventude, ambiente, ação social e saúde são alguns dos temas que merecem abordagem ao longo das 58 páginas da publicação.

À semelhança das últimas edições, este boletim conta também com um suplemento especial desta vez dedicado ao Roteiro da Inovação, que já levou o presidente da Câmara Municipal a conhecer de perto quase meia centena de projetos inovadores. Ao longo das 20 páginas desta separata são apresentados, de forma sucinta, alguns desses projetos.

O Boletim Municipal tem uma tiragem de 25 mil exemplares e é distribuído gratuitamente, de forma não endereçada, no território concelhio. Quem não o receber em casa, pode facilmente levantar um exemplar nos diversos organismos municipais dispersos pelas freguesias do concelho e inclusivamente nas próprias Juntas de Freguesia.

Outra opção de leitura é através do formato digital, disponível para consulta e download a partir do portal do município em www.famalicao.pt ou através da plataforma Issue disponível em https://issuu.com/municipiodefamalicao/docs/bm_junho2020_vf

AFS_3247.JPG

AFS_3250.JPG