Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPAÇO GUIMARÃES LANÇA “CORAÇÕES SEM BARREIRAS” PARA SENSIBILIZAR E PROMOVER A IGUALDADE DE OPORTUNIDADES

Uma iniciativa solidária em parceria com uma associação local que visa o combate à exclusão social através da venda de 2500 porta-chaves em formato de coração feitos à mão por 60 jovens e adultos.

image004mmmmm.jpg

O Espaço Guimarães, gerido pela Klépierre em Portugal, une-se à ACIP (Ave Cooperativa de Intervenção Psico-Social) para lançar a iniciativa solidária “Corações Sem Barreiras”, que visa sensibilizar a comunidade para a inclusão social e para a valorização de pessoas portadoras de deficiência. De 12 de abril a 5 de maio, é possível adquirir o porta-chaves em formato de coração, feito à mão por 60 jovens e adultos entre os 18 e os 55 anos de idade, no Espaço Guimarães e assim patrocinar uma viagem a Lisboa a estes talentosos artesãos.

Estes acessórios feitos com muito amor, que prometem unir o país por uma causa, existem em três cores diferentes (amarelo, azul e rosa) e estão à venda numcorner especial no piso 1, junto à Lefties, e no Balcão de Informação do centro comercial, pelo valor simbólico de €3. A totalidade do valor angariado reverte para a ACIP, que irá utilizá-lo para proporcionar uma viagem de três dias a Lisboa aos cerca de 60 jovens e adultos, com paragem em diversos locais escolhidos por eles mesmos, como o Jardim Zoológico e o Estádio do Sport Lisboa e Benfica.

GUIMARÃES APRESENTA PROJETO NACIONAL "ECONOMIA DIGITAL - INDÚSTRIA 4.0"

A 2ª fase do projeto nacional “Economia Digital - Indústria 4.0”, vai decorrer em Guimarães na próxima terça-feira, 9 de abril, às 10 horas, no átrio principal da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, no Campus de Azurém.

O programa começa de manhã com a abertura da Feira da Indústria do Futuro (10 horas), decorre ao longo de todo o dia com a realização de sessões temáticas paralelas, onde será igualmente apresentado o projeto vimaranense “I9G”, e termina com a visita do Primeiro-Ministro à Feira da Indústria do Futuro (15h30), seguindo-se intervenções do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, do Reitor da Universidade do Minho, Rui Vieira de Castro, e do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

Depois de uma sessão/debate com empresas “Indústria 4.0”, moderada pelo Secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, decorrerá a apresentação do programa “Indústria 4.0 – 2ª Fase” e a assinatura de um protocolo entre o IAPMEI, ISQ, Universidade do Minho e Instituto Politécnico de Leiria, bem como uma homenagem ao governante João Vasconcelos, recentemente falecido. A jornada de trabalho termina com intervenções do Ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, e do Primeiro-Ministro, António Costa.

Capturarind1.PNG

Capturarind2.PNG

VIMARANENSES DANÇAM NO FOLKLOURES’19

Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos vai a Loures participar na próxima edição do FolkLoures – Encontro de Culturas

Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos, de Guimarães, vai no próximo dia 6 de Julho participar no FolkLoures’19 – Encontro de Culturas, uma grandiosa iniciativa de cariz tradicional organizada pelo Grupo Folclórico Verde Minho em colaboração com a Câmara Municipal de Loures.

CapturarMConegos

Moreira de Cónegos é uma freguesia situada na zona sul do Concelho de Guimarães, situada na zona de transição entre este concelho e o de Santo Tirso, integrando ambos os concelhos uma região que do ponto de vista histórico e geo-etnográfico corresponde à antiga Comarca d’Entre-o-Douro e Minho.

Com base em recolhas e informações relacionadas com as vivências do povo de Moreira de Cónegos, o Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos representa com o maior rigor possível o modo de vida dos finais do Séc. XIX e início do séc. XX.

O Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos foi fundado em 1983 com um Rancho Infantil.

Dois anos mais tarde, foi fundado o Rancho Adulto, que permitiu que as crianças e jovens do Rancho Infantil, à medida que fossem crescendo, transitassem para o Rancho adulto, dando continuidade à defesa e preservação das tradições, usos e costumes da nossa terra. O Rancho Adulto fez a sua primeira atuação em público em 23 de Novembro de 1986.

É composto por cerca de 45 elementos desde dançadores, a cantadores, elementos do coro e tocata.

Apresenta uma variedade de trajes representativa de diversas classes sociais à época como o Traje de Domingar, Traje de Lavradeira Rica, Traje de Festa, Traje de ver Deus, Traje de Noivos, Traje de Trabalho, Traje de Feira e Traje de Eira.

Do vasto repertório, destacam-se danças típicas como Malhões, Viras, Canas Verdes, Chulas e Vareiras.

O Rancho do Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos é Sócio da INATEL e Sócio Efetivo da Federação de Folclore Português.

Cartaz-2019 (23).jpg

GUIMARÃES RECEBE FESTIVAL MUNDIAL DE MÚSICA RELIGIOSA

festival_musica_religiosa_de_guimaraes_1_1024_2500.jpg

PROGRAMA

DIA 13 – SÁBADO

Igreja de Nossa Senhora da Conceição | 19h30~

“CORAL EDUCATIVO” –

Maestro – GONÇALO LOURENÇO

Grupo Coral de Azurém, orientado pelo maestro titular Adriano Gonçalves

Grupo Coral de Ponte, orientado pelo maestro titular Ricardo Freitas

Orfeão do CCD Coelima, orientado pelo maestro titular Vasco Faria

DIA 14 – DOMINGO

Igreja das Dominicas | 21h30

“DE LO HUMANO Y LO DIVINO”

Josep María Saperas - Flautas de pico

Ignasi Jordà - Cravo

DIA 15 – SEGUNDA-FEIRA

Paço dos Duques de Bragança | 21h30

“A VIDA DE MARIA”

Atriz Convidada - Cucha Carvalheiro

Pianista- Nuno Vieira de Almeida

DIA 16 – TERÇA-FEIRA

Igreja da Nossa Senhora da Oliveira | 21h30

“DE BACH A VIVALDI”

Nélia Gonçalves – Mezzo Solista.

Luís Alves – Oboé Solista

Quarteto de Cordas de Guimarães

Emanuel Salvador - violino I

Ana Madalena Ribeiro - violino II

Emília Goch Salvador – viola

Filipe Quaresma – violoncelo

DIA 16 – TERÇA-FEIRA

Centro Pastoral das Taipas | 21h30

Digressão “CORAL EDUCATIVO”

Maestro – Gonçalo Lourenço

Grupo Coral de Azurém, orientado pelo maestro titular Adriano Gonçalves

Grupo Coral de Ponte, orientado pelo maestro titular Ricardo Freitas

Orfeão do CCD Coelima, orientado pelo maestro titular Vasco Faria

DIA 17 – QUARTA-FEIRA

Igreja de S. Pedro | 21h30

“ROSSINI SACRO” –

Leonor Barbosa de Melo – Soprano

Maria Luísa de Freitas – Mezzo Soprano

João Rodrigues – Tenor

Nuno Dias – Baixo

Coro solista MIVS

Cristóvão Luis – Piano

João Lima – Piano

José Eduardo Gomes – Maestro

DIA 18 – QUINTA-FEIRA

Igreja da Penha | 16:00

Digressão “DE BACH A VIVALDI”

Nélia Gonçalves – Mezzo Solista

Luís Alves – Oboé Solista

Quarteto de Cordas de Guimarães

Emanuel Salvador - violino I

Ana Madalena Ribeiro - violino II

Emília Goch Salvador – viola

Filipe Quaresma – violoncelo

DIA 18 – QUINTA-FEIRA

Igreja de S. Francisco | 19h00

“CREDO”

Alexandra Bernardo – Soprano

Marie Karrall – Mezzo Soprano

José Eduardo Gomes – Maestro

Ensemble Vocal Pro Música

Diretor musical – José Manuel Pinheiro

Orquestra do Norte

DIA 19 – SÁBADO

Igreja de S. Francisco | 21h30

“ALL´AMORE IMMENSO”

Mezzosoprano - José Maria Lo Monaco

Direção musical - Massimo Mazzeo

DIVINO SOSPIRO

Violinos I: Iskrena Yordanova, Jivka Kaltcheva, Giacomo Coletti, Elisa Bestetti

Violinos II: Paolo Perrone, Valeria Caponnetto, Katarzyna Solecka

Violetas: Roxanne Dykstra, Lucio Studer

Violoncelos: Rebeca Ferri, Catarina Tavora

Contrabaixo: Marta Vicente

Orgão positivo e cravo: José Carlos Araujo

DIA 20 – SÁBADO

Grande Auditório do Centro Cultural de Vila Flor | 21h30

“REQUIEM DA PAIXÃO”

Lúcia Ribeiro – Soprano

Mariana Sousa – Mezzo Soprano

Marios Maniatopoulos – Tenor

André Henriques – Baixo

Orquestra de Guimarães – Maestro Vitor Matos

Coro Gaos - diretor titular Fernando Brionnes

ESPAÇO GUIMARÃES CONVOCA TODOS OS VIMARANENSES A APOIAREM O VITÓRIA SPORT CLUBE

Nos jogos do campeonato nacional que o Vitória dispute fora do estádio, a Praça de Restauração do centro comercial é o centro da animação com ecrã gigante, brindes, facepainting e um passatempo para ganhar fantásticos prémios oficiais do clube.

Espaço Guimarães convoca todos os Vimaranenses a apoiarem o Vitória.png

Em março, abril e maio, sempre que os conquistadores jogarem fora, o Espaço Guimarães, gerido pela Klépierre Portugal, convoca todos os adeptos do Vitória Sport Clube a apoiarem o clube.

Não fique de fora. Reúna os amigos ou venha com a família gritar, cantar e saltar pela sua equipa enquanto se habilita a prémios extraordinários. Aproveite a campanha de restauração para não perder nenhuma jogada e ainda sair vencedor. Nas várias opções de restauração pode encontrar a sua favorita, quer para uma refeição leve, consistente ou apenas um snack e receba gratuitamente o cupão. Em dia de jogo, por cada refeição adquirida no centro comercial, receba um carimbo. Ao fim de quatro completou o cupão! Escreva uma frase criativa que inclua Espaço Guimarães e VSC e valide no Balcão de Informações e coloque-o na tômbola. No último jogo do Vitória fora de portas para o campeonato, são eleitas as 3 frases mais originais que vão conquistar um dos três fantásticos prémios:

1º lugar – Camisola oficial do Vitória Sport Clube

2º lugar – Bola autografada

3º lugar – Peluche da mascote Super Afonso

Já são horas do jogo? Na hora H, ocupe o seu lugar em frente ao ecrã gigante. O clube do coração vai entrar em campo: ajeite o cachecol, beije a camisola, cante o hino, prepare o coração e, após o apito do árbitro, vibre com as emoções despertadas pelo rolar do esférico. Não perca nenhuma jogada e oiça sonoramente quando o Vitória marcar golo.

Mais há mais! Receba brindes, faça facepainting com as cores do clube e tire fotografias instantâneas para mais tarde recordar este momento.

Traga o carro e estacione gratuitamente no parque, sem confusões ou filas.

Torcer pelo Vitória num ambiente incrível e ainda sair vencedor, só no Espaço Guimarães!

GUIMARÃES: CURTIR CIÊNCIA E ASSOCIAÇÃO BAIRRO AFONSINO ASSINALAM OS 150 ANOS DA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS COM UM CONTO INÉDITO DESTINADO A CRIANÇAS

Era uma vez… “A Cidade dos Elementos”

A estreia desta co-produção está agendada para o dia 30 de março (sábado), às 15:00 horas, no Curtir Ciência. O modelo é semelhante ao de “Histórias com Ciência”, uma das várias atividades da Oferta Educativa do Centro Ciência Viva de Guimarães: ou seja, a leitura do conto é intercalada com várias experiências científicas executadas pelas crianças participantes.

image001guielem.jpg

No enredo de “A Cidade dos Elementos” as personagens saídas da Tabela Periódica ganham vida e vivem uma aventura repleta de experiências científicas. Trata-se de um conto inédito da autoria de Álvaro Nunes, escritor e investigador de Guimarães, resultado de uma parceria entre o Curtir Ciência e a Associação Bairro Afonsino.

Com esta atividade, o Curtir Ciência associa-se aos 150 anos da Tabela Periódica dos Elementos Químicos, que se assinalam este ano por resolução das Nações Unidas e da UNESCO. De facto, em 1869 Dmitry Mendeleev criou o Sistema Periódico dos Elementos Químicos. Passados 150 anos celebramos a criação da ferramenta que permite prever as propriedades da matéria – na terra ou em qualquer parte do universo.

O Curtir Ciência considera que este é um excelente modelo para assinalar a efeméride junto das crianças (6-12 anos), por ser uma atividade que é simultaneamente lúdica e prática e, também, uma forma de incentivo à leitura.

30 MARÇO | 15:00

A CIDADE DOS ELEMENTOS

PÚBLICO-ALVO: Crianças e jovens dos 6 aos 12 anos;

LOTAÇÃO: Máximo de 20 participantes;

PREÇO: 3,00€/individual (Oferta de Revista Bairro Afonsino)

RESERVAS: geral@ccvguimaraes.pt ou 253 510 830

GUIMARÃES POSSUI A PRIMEIRA RESIDÊNCIA ARTÍSTICA TERAPÊUTICA DO PAÍS

O CLAV cria a 1ª Residência Artística Terapêutica do País, para idosos com problemas associados á demência e Alzheimer.

“CANVAS”é o novo projecto de intervenção artística criado pelo do CLAV – Centro e Laboratório Artístico de Vermil pertencente à CAISA CRL – Cooperativa de Artes, intervenção social e Animação CRL.

53827112_2230501103944596_3133530155440406528_n.jpg

“ Projecto que pretende colorir o dia-a-dia, restaurando a vivacidade de estruturas públicas já “esquecidas” usando a criatividade e a arte como instrumento. Iniciativa que pretende unir a comunidade numa intervenção artística aos edifícios que já lhe são familiares. Pretende assim convidar artistas (graffiters, pintores, Designers, etc) que possam contribuir para um ornamentar e avivar de espaços públicos em conjunto com a comunidade”

Na 1ª Edição e com a orientação do primeiro convidado, Flávio Vasconcelos, artista plástico Brasileiro, cria neste primeira edição uma “Residência Artística Terapêutica” onde são Co-criadores de uma instalação artística os utentes do CECA – Centro de Estimulação Cognitiva e Autonomia, segundo o tema “Felicidade”. Atividade cheia de boa energia e de sorrisos que demonstra o quanto a felicidade é uma excelente sensação para ser  artisticamente expressada, da mesma forma, através da arte os utentes estão a trabalhar questões relacionadas com os processos de memoria a curto e longo prazo, e na reeducação motora. 

A inauguração da instalação artística será no dia 20 de Março pelas 15h00, dia Mundial da Felicidade, no CLAV-Centro e Laboratório Artístico de Vermil. 

CURTIR CIÊNCIA E ASSOCIAÇÃO BAIRRO AFONSINO ASSINALAM OS 150 ANOS DA TABELA PERIÓDICA DOS ELEMENTOS QUÍMICOS COM UM CONTO INÉDITO DESTINADO A CRIANÇAS

Era uma vez… “A Cidade dos Elementos”

A estreia desta co-produção está agendada para o dia 30 de março (sábado), às 15:00 horas, no Curtir Ciência. O modelo é semelhante ao de “Histórias com Ciência”, uma das várias atividades da Oferta Educativa do Centro Ciência Viva de Guimarães: ou seja, a leitura do conto é intercalada com várias experiências científicas executadas pelas crianças participantes.

image001cicicici.jpg

No enredo de “A Cidade dos Elementos” as personagens saídas da Tabela Periódica ganham vida e vivem uma aventura repleta de experiências científicas. Trata-se de um conto inédito da autoria de Álvaro Nunes, escritor e investigador de Guimarães, resultado de uma parceria entre o Curtir Ciência e a Associação Bairro Afonsino.

Com esta atividade, o Curtir Ciência associa-se aos 150 anos da Tabela Periódica dos Elementos Químicos, que se assinalam este ano por resolução das Nações Unidas e da UNESCO. De facto, em 1869 Dmitry Mendeleev criou o Sistema Periódico dos Elementos Químicos. Passados 150 anos celebramos a criação da ferramenta que permite prever as propriedades da matéria – na terra ou em qualquer parte do universo.

O Curtir Ciência considera que este é um excelente modelo para assinalar a efeméride junto das crianças (6-12 anos), por ser uma atividade que é simultaneamente lúdica e prática e, também, uma forma de incentivo à leitura.

30 MARÇO | 15:00

A CIDADE DOS ELEMENTOS

PÚBLICO-ALVO: Crianças e jovens dos 6 aos 12 anos;

LOTAÇÃO: Máximo de 20 participantes;

PREÇO: 3,00€/individual (Oferta de Revista Bairro Afonsino)

RESERVAS: geral@ccvguimaraes.pt ou 253 510 830

VIMARANENSES CURTEM CIÊNCIA NA PÁSCOA

DE 6 A 20 ABRIL

O DESAFIO “CAÇA AO OVO” REPLETO DE ENIGMAS CIENTÍFICOS; CONFECIONAR AMÊNDOAS, O FOLAR DA PÁSCOA E OVOS DE GELATINA E CONSTRUIR PEQUENOS ROBÔS SÃO ALGUMAS DAS PROPOSTAS DESTE PROGRAMA QUE INCLUI ATIVIDADES PARA CRIANÇAS, FAMÍLIAS E SENIORES

image003guimciencpasc.jpg

O workshop “Páscoa em Movimento” (sábado, 6 de abril, 15:00) dá o mote para estas duas semanas de atividades. Dirigido a famílias (adultos + crianças), consiste na construção e decoração de autómatos (pequenas “máquinas” de cartão movidas a manivela), explorando assim a mecânica das engrenagens.

“Caça ao Ovo” é um desafio (género “escape game”) cheio de enigmas científicos que os participantes têm de ultrapassar em menos de meia hora para conseguirem obter o maior número possível de ovos de Páscoa. Estará disponível, para grupos, de 8 a 12 e de 15 a 19 de abril (segunda a sexta), a partir das 14:00 horas e com sessões a cada 30 minutos, e nos sábados 13 e 20 de abril, de tarde, para famílias.

A pensar nas férias escolares da Páscoa, o Curtir Ciência oferece várias oficinas para grupos de crianças e jovens dos 6 aos 14 anos. A oferta inclui confeção artesanal de amêndoas (“Amêndoas com Ciência”); o “Show de Ovos” composto por experiências científicas das áreas da Física e Química; construir e testar um robô (“Robôs na Páscoa”), explorando também princípios básicos de código com recurso a mini-robôs que obedecem a sequências de cores; produzir sabonetes perfumados de glicerina com formas alusivas à quadra da Páscoa (“Sabonetes de Páscoa”); e por último, a versão adequada à Páscoa da nossa oficina de Gomas, no caso, em formato de ovo (“Ovos de Gelatina”).

Para outro público – seniores – o Curtir Ciência reedita a oficina “Folar da Páscoa”, um encontro de saberes e sabores que termina com a degustação dos folares confecionados.

Durante o programa Páscoa com Ciência, a Exposição Permanente estará disponível em versão reduzida, incluindo os módulos Comunicação, História, Robótica, Reciclagem e Túnel Interativo.

A participação implica reserva antecipada: 253510830 e geral@ccvguimaraes.pt

PÁSCOA COM CIÊNCIA 2019

WORKSHOP “PÁSCOA EM MOVIMENTO”

Público-alvo: famílias (adultos e crianças)

PREÇO: 5€ (individual - 1 autómato); 9€ (Família - 1 autómato); Autómato extra: 4€

Lotação: Max 20 participantes

OFICINAS PARA GRUPOS (6-14 ANOS)

De 8 a 12 e de 15 a 19 Abril | 10:00-16:00

1| Amêndoas com Ciência

2| Show de Ovos

3| Sabonetes de Páscoa

4| Robôs na Páscoa

5| Ovos de Gelatina

Preço: 3€

Lotação: Min 10, Max 20 participantes

DESAFIO “CAÇA AO OVO”

De 8 a 13 e de 15 a 20 de Abril | 14:00; 14:30; 15:00; 15:30 e 16:00;

Público-alvo: 6-17 anos e famílias (adultos com crianças)

Duração: 30 minutos

Preço: 2,50€

Lotação: Max 10 por cada turno/meia hora

FOLAR DA PÁSCOA SENIORES

De 8 a 12 e de 15 a 19 de abril | 10:00-16:00

Duração: 1H30

Preço: 3€

EXPOSIÇÃO PERMANENTE REDUZIDA | COMUNICAÇÃO, HISTÓRIA, ROBÓTICA, RECICLAGEM E TÚNEL INTERATIVO

De segunda a sexta, 10:00-17:00h, sábados, 11:00-18:00

Duração: 1H00

Preço: 2€

Lotação: Min 10, Max 60 participantes (45 às segundas-feiras)

Nota: Existem Combinados Atividade + Visita. Informe-se das condições.

VIMARANENSE LILIANA OLIVEIRA COM CORAÇÃO MINHOTO

Liliana Oliveira é a alma da banda “Coração Minhoto”

“De concertina ao peito, ao o ritmo da bateria, com o baixo a guitarra e o teclado a acompanhar, seguimos o nosso percurso mantendo as bonitas tradições do nosso Minho” – eis como se define a banda “Coração Minhoto” em que se encontra inserida desde Janeiro de 2014.

53349987_344809852836357_3106086723168239616_n.png

Liliana Oliveira foi fazendo coros e tocando percursão. Entretanto, em 2016, assumiu a responsabilidade na gerência do Projecto banda e, em Junho de 2017, iniciou-se nas cantigas ao desafio.

Desde então, tem levado as nossas tradições de norte a sul do país e às comunidades Portuguesas no estrangeiro.

44472017_2256471311252329_6291309764953505792_n.jpg

A banda possui como objetivo dar a conhecer o projeto musical ao maior número de pessoas, projeto esse que conta com 8 elementos em palco, num espetáculo com duração de duas horas, onde alegria e bailarico são as palavras de ordem.

O espetáculo inclui temas originais, uma medley tradicional e o momento alto da noite constitui sempre a hora do improviso dedicada às desgarradas minhotas, sempre com a brejeirice saudável a que o nosso bom povo está habituado.

Os interessados em contactar a banda “Coração Minhoto” podem fazê-lo nomeadamente através do endereço lilianaoliveira111@gmail.com ou ainda do Telemóvel 938095658.

43879735_2251933691706091_4510576312116576256_n.jpg

52489256_2330804877152305_6160746126409465856_n.jpg

51856720_2146802028963291_5032660394745790464_n.jpg

VIMARANENSE LILIANA OLIVEIRA COM CORAÇÃO MINHOTO

Liliana Oliveira é a alma da banda “Coração Minhoto”

“De concertina ao peito, ao o ritmo da bateria, com o baixo a guitarra e o teclado a acompanhar, seguimos o nosso percurso mantendo as bonitas tradições do nosso Minho” – eis como se define a banda “Coração Minhoto” em que se encontra inserida desde Janeiro de 2014.

53349987_344809852836357_3106086723168239616_n.png

Liliana Oliveira foi fazendo coros e tocando percursão. Entretanto, em 2016, assumiu a responsabilidade na gerência do Projecto banda e, em Junho de 2017, iniciou-se nas cantigas ao desafio.

Desde então, tem levado as nossas tradições de norte a sul do país e às comunidades Portuguesas no estrangeiro.

44472017_2256471311252329_6291309764953505792_n.jpg

A banda possui como objetivo dar a conhecer o projeto musical ao maior número de pessoas, projeto esse que conta com 8 elementos em palco, num espetáculo com duração de duas horas, onde alegria e bailarico são as palavras de ordem.

O espetáculo inclui temas originais, uma medley tradicional e o momento alto da noite constitui sempre a hora do improviso dedicada às desgarradas minhotas, sempre com a brejeirice saudável a que o nosso bom povo está habituado.

Os interessados em contactar a banda “Coração Minhoto” podem fazê-lo nomeadamente através do endereço lilianaoliveira111@gmail.com ou ainda do Telemóvel 938095648.

43879735_2251933691706091_4510576312116576256_n.jpg

52489256_2330804877152305_6160746126409465856_n.jpg

51856720_2146802028963291_5032660394745790464_n.jpg

GUIMARÃES: MONITORES DO CURTIR CIÊNCIA ASSINAM ESTUDO EM JORNAL INTERNACIONAL

Que impacto podem ter as alterações socio-ecológicas (climáticas, uso do solo, entre outras) no agravamento do impacto de um parque eólico sobre uma população de Alauda arvenses (ave característica das terras altas em Portugal)?

artigoDaniel.jpg

Este é, em resumo, o tema de um estudo da autoria Daniel Ferreira e Cláudia Freixo, investigadores do Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães que acaba de ser publicado no Journal of Environmental Management, um jornal de referência mundial nas áreas do desenvolvimento sustentável e das ciências ambientais.

No estudo, que conta também com a participação dos professores João Alexandre Cabral e Mário Santos, os autores criaram um modelo que permitiu avaliar a influência que as alterações socio-ecológicas (alterações climáticas, alterações no uso do solo, entre outras) podem ter no agravamento do impacto do funcionamento de um parque eólico sobre uma população de Alauda arvensis (ave característica das terras altas em Portugal). No âmbito do trabalho de campo foram igualmente estudadas algumas opções de aumento de produção de energia para avaliar qual a alternativa que representa um menor impacto para esta espécie de ave.

Daniel Ferreira é biólogo e desempenha funções de monitor científico no Centro de Ciência Viva de Guimarães e colabora com o Laboratório de Ecologia Aplicada da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD). Tem dedicado parte da sua investigação ao impacto dos parques eólicos nas populações de morcegos e de certas aves em Portugal. Cláudia Freixo, além do Curtir Ciência, onde é Monitora Científica, desenvolve atividade com o Laboratório de Ecologia Aplicada e com o Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Ciências Biológicas da UTAD.

image001monitgui.jpg

VIMARANENSES VÃO CRIAR JARDINS SUSPENSOS

Criar Jardins Suspensos em Família

A 23 DE MARÇO, DAS 15:00 ÀS 17:00, O CURTIR CIÊNCIA ASSINALA O DIA MUNDIAL DO AMBIENTE COM UMA OFICINA DE CRIAÇÃO DE JARDINS SUSPENSOS DE PLANTAS AROMÁTICAS

Esta nova atividade de cariz ambiental destina-se a famílias (adultos com crianças) e consiste na construção de jardins de plantas aromáticas com recurso a materiais recicláveis.

image001jardinssusp.jpg

A missão de cada família é criar uma estrutura modular para o cultivo de plantas aromáticas (com 3 plantas diferentes). Essa estrutura é construída a partir de garrafões de plástico usados, sendo dotada de um método de rega eficiente.

A oficina Jardins Suspensos explora tópicos como o cultivo de plantas sem solo (Hidroponia, Aeroponia e Cultivo em substrato); propriedades das plantas aromáticas, técnicas de rega eficiente, manuseamento de materiais e técnicas de construção.

A atividade permite o reaproveitamento de materiais que já não são necessários numa perspetiva de sustentabilidade ambiental. Ao mesmo tempo são exploradas técnicas de rega eficiente e de cultivo de plantas sem solo. No final, os participantes levam os canteiros criados para casa.

JARDINS SUSPENSOS

SAB 23 MARÇO | 15:00 -17:00

PÚBLICO-ALVO: Famílias (adultos e crianças)

LOTAÇÃO: máximo de 20 participantes

PREÇO: 9€ (Família até 4 elementos); 5€ (Individual)

CONSERVATÓRIO DE GUIMARÃES REALIZA CONCERTO EM VIEIRA DO MINHO

Auditório Municipal acolhe Concerto Didático

O Conservatório de Música de Guimarães, polo de Vieira do Minho promove esta sexta-feira, dia 1 de março, pelas 14h30, no Auditório Municipal um Concerto Didático com o objectivo de captar alunos para o ensino articulado da música.

CONSERVÁTORIO.JPG

O espetáculo musical  aberto à comunidade  tem por objectivo despertar e captar o interesse pela música nos alunos que frequentam o 4º ano, e que no próximo ano lectivo queiram ingressar no ensino articulado de música ( 5º ano).

O concerto realizado pelos professores e alunos do Conservatório de Guimarães conta com o apoio da Câmara Municipal de Vieira do Minho.