Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

LIMIANO SEBASTIÃO SANHUDO CARICATUROU LEAL DA CÂMARA

A colaboração do limiano Sebastião Sanhudo na revista “A Corja!” – semanário de caricaturas – dirigida pelo caricaturista e aguarelista Leal da Câmara, iniciou-se no segundo número daquela publicação, precisamente com uma caricatura do próprio director que “protestou” pelo exagero dos traços fisionómicos.

De referir que Leal da Câmara nasceu em Pangim, capital do Estado de Goa, não tendo os detalhes escapado ao traço irónico de Sebastião Sanhudo.

ACorjaN02_0003_branca_t0.jpg

ACorjaN02_0001_branca_t0.jpg

O MINHO E O SANTO OFÍCIO DA INQUISIÇÃO DOS REINOS DE PORTUGAL

A imagem mostra um manuscrito que se encontra na Biblioteca Nacional do Brasil, datado de 31 de Março de 1663, possuindo as assinaturas do bispo dom Veríssimo de Lancastro, Francisco Barreto, e Fernão Corrêa de Cardoso. Ofício à Inquisição de Goa comunicando o recebimento da requisitória sobre o casamento de João Gomes, enviando uma provisão dos senhores do Conselho, mudando para a fronteira do Minho o degredo de Fernão Cordeiro de Andrade, e duas listas: uma dos autos-da-fé e outra das pessoas despachadas na Sala.

mss1352115_054.jpg

MINHOTOS LEVARAM O SARAPATEL DA SERRA D’ARGA ATÉ À ÍNDIA E AO BRASIL

O sarapatel é uma especialidade da gastronomia minhota que a epopeia dos Descobrimentos levou até à Índia e ao Brasil

O sarapatel é uma das especialidades da gastronomia tradicional das aldeias da serra d’Arga. Constituindo uma espécie de cabidela feita com as miudezas de cabrito, este prato é especialmente apreciado por ocasião da Romaria ao São João d’Arga que todos os anos se realiza nos dias 28 e 29 de agosto, considerada uma das mais genuínas festas minhotas.

DSC08376

Existe também no Alto Alentejo uma variante do sarapatel, confecionado com carne de borrego e cabrito, incluindo miudezas e vísceras, servido quente sobre finas fatias de pão alentejano.

À semelhança de muitos dos costumes portugueses, também o sarapatel foi levado pelos navegadores da era dos Descobrimentos até terras distantes do Brasil e da Índia Portuguesa, dando aí origem a novas versões e paladares com a introdução de especiarias e outras iguarias.

É atualmente afamado o sarapatel goês, temperado com açafrão, malaguetas, canela, gengibre, cravinho, tamarindo e outras especiarias, tornando-se um verdadeiro símbolo da cultura indo-portuguesa. Mas também no Brasil, em particular na Baía, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, o sarapatel é uma das especialidades da sua cozinha tradicional.

O sarapatel é, pois, uma dos pratos típicos da nossa culinária que bem poderia servir de mote para a realização de um grandioso evento gastronómico, servindo à mesma mesa uma especialidade gastronómica que passou a ligar os povos que em três continentes partilham um idioma comum – a Língua portuguesa!

Fonte: https://bloguedominho.blogs.sapo.pt/1906276.html

27857864_913318912168735_7935023057982541755_n.jpg

Sarapatel goês (Índia Portuguesa)

Talvez é o prato culinário mais emblemático de Goa. O Sarapatel goês tem a sua origem remota em Portugal, mas aqui ganhou, diríamos, uma nova vida, ou utilizando uma gíria atual, um "upgrade", conferido pela sábia utilização de especiarias.

Este é um prato que marca profundamente a identidade goesa, e que está intimamente ligado às memórias e afetos familiares. Não há goês que não o conheça, e que não o aprecie.

Contudo, este prato confeccionado a partir dos miúdos de porco, borrego ou cabrito, e que terá surgido nas comunidades de cristãos-novos de Portugal, não é exclusivo da cultura goesa.

Ele subsiste em Portugal, na Serra de Arga (Minho), no Alto Alentejo (consumido sob a forma de sopa onde é imersa uma fatia de pão e uma rodela de laranja), na Ilha da Madeira (onde incorpora a banana), no Nordeste Brasileiro, em Goa (e onde quer que existam comunidades ou famílias goesas) e, finalmente, em Malaca.

A base é toda a mesma, mas os pormenores fazem as diferenças regionais, existindo também sub-variantes locais.

Em Goa é consumido com arroz branco, ou com sannas (pão de côco).

Cremos também que o Sarapatel é apreciado em Macau, vindo de Goa.

Por fim, diríamos que este é um prato merecedor de uma outra atenção por parte de toda a cultura portuguesa, nomeadamente através de confrarias que promovam o conhecimento, o intercâmbio, a preservação e a divulgação do Sarapatel nas suas variantes europeia, americana e asiática. Como nota de rodapé, notamos por exemplo, que a Sopa de Sarapatel do Alto Alentejo (região de Portalegre) é quase desconhecida...no Alentejo.

E nada casa melhor com o Sarapatel de Goa, do que um bom vinho tinto!

Fonte: https://www.facebook.com/290551081112191/photos/a.290551847778781/1189131084587515/?type=1&theater

SARAPATEL: UMA ESPECIALIDADE DA GASTRONOMIA TRADICIONAL MINHOTA QUE DEU A VOLTA AO MUNDO!

SARAPATEL DE GOA

Talvez o prato culinário mais emblemático de Goa, o Sarapatel tem a sua origem remota em Portugal, mas aqui ganhou, diríamos, uma nova vida, ou utilizando uma gíria atual, um "upgrade", conferido pela sábia utilização de especiarias.

27857864_913318912168735_7935023057982541755_n.jpg

Este é um prato que marca profundamente a identidade goesa, e que está intimamente ligado às memórias e afetos familiares. Não há goês que não o conheça, e que não o aprecie.

Contudo, este prato confeccionado a partir dos miúdos de porco, borrego ou cabrito, e que terá surgido nas comunidades de cristãos-novos de Portugal, não é exclusivo da cultura goesa.

Ele subsiste em Portugal, na Serra de Arga (Minho), no Alto Alentejo (consumido sob a forma de sopa onde é imersa uma fatia de pão e uma rodela de laranja), na Ilha da Madeira (onde incorpora a banana), no Nordeste Brasileiro, em Goa (e onde quer que existam comunidades ou famílias goesas) e, finalmente, em Malaca.

A base é toda a mesma, mas os pormenores fazem as diferenças regionais, existindo também sub-variantes locais.

Em Goa é consumido com arroz branco, ou com sannas (pão de côco).

Cremos também que o Sarapatel é apreciado em Macau, vindo de Goa.

Por fim, diríamos que este é um prato merecedor de uma outra atenção por parte de toda a cultura portuguesa, nomeadamente através de confrarias que promovam o conhecimento, o intercâmbio, a preservação e a divulgação do Sarapatel nas suas variantes europeia, americana e asiática. Como nota de rodapé, notamos por exemplo, que a Sopa de Sarapatel do Alto Alentejo (região de Portalegre) é quase desconhecida...no Alentejo.

E nada casa melhor com o Sarapatel de Goa, do que um bom vinho tinto!

Fonte: https://www.facebook.com/290551081112191/photos/a.290551847778781/1189131084587515/?type=1&theater

DSC08376

SARAPATEL É UMA ESPECIALIDADE DA GASTRONOMIA MINHOTA QUE A EPOPEIA DOS DESCOBRIMENTOS LEVOU ATÉ À ÍNDIA E AO BRASIL

O sarapatel é uma das especialidades da gastronomia tradicional das aldeias da serra d’Arga. Constituindo uma espécie de cabidela feita com as miudezas de cabrito, este prato é especialmente apreciado por ocasião da Romaria ao São João d’Arga que todos os anos se realiza nos dias 28 e 29 de agosto, considerada uma das mais genuínas festas minhotas.

Existe também no Alto Alentejo uma variante do sarapatel, confecionado com carne de borrego e cabrito, incluindo miudezas e vísceras, servido quente sobre finas fatias de pão alentejano.

À semelhança de muitos dos costumes portugueses, também o sarapatel foi levado pelos navegadores da era dos Descobrimentos até terras distantes do Brasil e da Índia Portuguesa, dando aí origem a novas versões e paladares com a introdução de especiarias e outras iguarias.

É atualmente afamado o sarapatel goês, temperado com açafrão, malaguetas, canela, gengibre, cravinho, tamarindo e outras especiarias, tornando-se um verdadeiro símbolo da cultura indo-portuguesa. Mas também no Brasil, em particular na Baía, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, o sarapatel é uma das especialidades da sua cozinha tradicional.

O sarapatel é, pois, uma dos pratos típicos da nossa culinária que bem poderia servir de mote para a realização de um grandioso evento gastronómico, servindo à mesma mesa uma especialidade gastronómica que passou a ligar os povos que em três continentes partilham um idioma comum – a Língua portuguesa!

Fonte: https://bloguedominho.blogs.sapo.pt/1906276.html

QUAL A ORIGEM DAS "CHEGAS DE BOIS" EM GOA?

O «DHIRIO»

A tourada ou "chega de bois", enquanto forma de luta envolvendo touros, é uma atividade desportiva muito popular em Goa, e uma prática ancestral ligada às comunidades agrárias católicas.

Em concani, é chamada de Dhirio.

Aqui, dois touros brigam entre si, geralmente numa área aberta. Às vezes, a tourada termina em 30 minutos, outras dura até 1 hora, dependendo da capacidade de luta dos touros.

A luta ocorre a qualquer momento, com base no desafio feito por ambos os proprietários dos touros.

Um treino diário é dado aos touros, levando-os para longas caminhadas, o que os mantêm em forma e prontos para a luta.

Estes touros de luta são mantidos separados de outros touros normais.

As lutas de touros são famosas no sul de Goa, e os goeses são loucos por assistirem a elas, em assistências que chegam a alguns milhares de pessoas.

Atualmente, esta manifestação cultural foi ilegalizada pelo governo indiano a revelia dos goeses, mas não totalmente banida, por continuar na clandestinidade.

A discussão pública mantém-se, com a vontade da comunidade católica em manter esta ancestral atividade à luz do dia.

Fonte: https://www.facebook.com/Galeria-dos-Goeses-Ilustres-290551081112191/

72720721_1367348673432421_2244499434433937408_n.jp

O «DHIRIO» - A CHEGA DE BOIS EM GOA

A tourada, enquanto forma de luta envolvendo touros, é uma atividade desportiva muito popular em Goa, e uma prática ancestral ligada às comunidades agrárias.

69995262_1332723090228313_3546876785805230080_n.jpg

Em concani, é chamada de Dhirio.

Aqui, dois touros brigam entre si, geralmente numa área aberta. Às vezes, a tourada termina em 30 minutos, outras dura até 1 hora, dependendo da capacidade de luta dos touros.

A luta ocorre a qualquer momento, com base no desafio feito por ambos os proprietários dos touros.

Um treino diário é dado aos touros, levando-os para longas caminhadas, o que os mantêm em forma e prontos para a luta.

Estes touros de luta são mantidos separados de outros touros normais.

As lutas de touros são famosas no sul de Goa, e os goeses são loucos por assistirem a elas, em assistências que chegam a alguns milhares de pessoas.

Atualmente, esta manifestação cultural foi legalizada pelo governo indiano a revelia dos goeses, mas não totalmente banida, por continuar na clandestinidade.

A discussão pública mantém-se, com a vontade da comunidade católica em manter esta ancestral atividade à luz do dia.

Fonte: https://www.facebook.com/Galeria-dos-Goeses-Ilustres-290551081112191/?__tn__=kC-R&eid=ARBpvGIDorYWpiQB3OzXTingvsTfUDl-tNVcSwqDTmSo36gMPVx-AOFfLUoBARkmOmw9i89JW3JXHrCA&hc_ref=ARTyw2MQAAm3C4XysiL_93EODSyzaHMpphYjaF4tiL9jDwRkB0lYJ9lkDO_oFPU0OZQ&fref=nf&__xts__[0]=68.ARCh1YtU5udFzpA-CKMTeA4KB6EV_h3jl3mVHqBsf5174_qnviHMRkR9yDh1NE6GT9U7uJqXwrkzA0yly64xZ8Vgjpxyuz023e99dFlBpwC0gViG75Npvq5ELSf4I2i8SklOrRwxLwsUz5GYLgilL92sUI8nyTl6mGMfAFAIbm6b1XVr0ycO_WfQ3HNbRV9K5loUODI0YkTFm79Ztkzyx-ZJTk6GSRw6vnQ5ExRTPbr9Uu4ZVudP8TReDxnZnDgZUINfSv2N1_U8N3bPAHVOmG-UmbL2ePU2BHX75AYRAi1e9q7JsJR8e48zsRYsERH7-M21wR0z5KmOPH7JKRuWKk9JL-vLke4GDDU4wb4ChhjWFRQ2HY_fxMA

GOA PRESERVA TRADIÇÃO DA CHEGA DE BOIS

O tão apreciado sarapatel não é o único elemento cultural que une Goa e, de uma maneira geral, as gentes do antigo Estado Português da Índia à nossa região. Também as tradicionais chegas de bois muito comuns em Cabeceiras de Basto e no planalto barrosão que integra a vila minhota do Salto, são preservadas pelas gentes goesas de raízes católicas, as quais não professam portanto as crenças hindús nomeadamente em relação a estes animais.

Antes de votações, legalização de touradas de volta à agenda em Goa

O candidato do Congresso para o sul de Goa, Francisco Sardinha, que tinha movido uma resolução no Parlamento para a legalização de touradas em Goa durante a sua passagem anterior entre 2009-2014, prometeu levá-lo novamente.

september-hindustan-fighting-fighting-september-fighting-organized_98a2d5f2-57c3-11e9-8f69-76e382037a5f.jpg

Apesar de ser banido por uma ordem da alta corte de Bombaim em Goa e mais tarde confirmada pelo Supremo Tribunal, as touradas continuam esporadicamente e é considerado o segredo mais bem guardado de Goa. O esporte que tem raízes na história colonial de Goa é praticado em aldeias dominadas por católicos de Goa. (FOTO HT)

 

A demanda longa de Goa pendente de legalização de touradas está de volta na agenda como as partes procuram superar uns aos outros em sua perseguição para o voto católico potencialmente significativo, que compõe um significativo 26% do eleitorado.

Com margens finas - muitas vezes na faixa de alguns milhares de votos - fazendo a diferença, os candidatos estão ansiosos para ir além do ordinário para garantir que todos os grupos de interesse são atendidos.

O candidato do Congresso para o sul de Goa, Francisco sardinha, que tinha movido uma resolução no Parlamento para a legalização de touradas em Goa durante a sua passagem anterior entre 2009-2014, prometeu levá-lo de novo,

"Eu sou a favor de touradas. Vou levá-la de novo. Quando os seres humanos lutam (boxe) você vê-los... Então, se os touros são feitos para combater o que está errado nele? Sardinha disse ao Hindustan Times.

Candidato BJP para o sul de Goa e sentado MP Narendra Sawaikar muito arremessados para a atividade.

"A tourada é uma coisa tradicional que vem acontecendo em Goa. Na matéria de Jallikattu, o governo da União tinha apoiado o carrinho (do governo do estado). Nós vamos apoiá-lo ", anunciou Sawaikar.

Apesar de ser banido por uma ordem da alta corte de Bombaim em Goa e mais tarde confirmada pelo Supremo Tribunal, touradas continua esporadicamente e é considerado o segredo mais bem guardado de Goa. O esporte que tem raízes na história colonial de Goa é praticado em aldeias dominadas por católicos de Goa.

Goa tem um eleitorado 11,31 lakh-forte que seja dividido ingualmente entre as circunscrições norte e sul de Goa, ambas detidas atualmente pelo BJP. Wooing católicos que compõem 26% do eleitorado do estado-16% no norte de Goa e 36% no sul de Goa-é visto como crucial para as chances de um candidato.

Ao contrário do esporte na Espanha, onde o touro necessariamente morre para acabar com a luta, localmente a luta termina quando um touro foge do local declarando o outro o vencedor, um fato que os apoiantes usam para fortalecer seu argumento.

Entretanto, os peritos legais permaneceram céticos sobre o movimento.

"Se houver uma mudança na lei central (prevenção da crueldade contra os animais Act), então touradas podem ser permitidas. Mas eu não acho que é viável porque foi banido, a proibição foi confirmada pelo HC e SC. Quando algo foi confirmado pelo SC, não vejo nenhuma justificativa para que o Parlamento intervenha e o altere ", afirmou o advogado Cleofato Almeida Coutinho acrescentando que Goa tem apenas dois MPs cuja influência é pouco.

A promessa de legalizar touradas tem sido repetida ao longo de vários anos por políticos com pouco sucesso como tentativas foram stonewalled pelo governo central e do Supremo Tribunal.

Gerard de Souza / https://www.hindustantimes.com/

Capturarhindustantimes.PNG

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

46413065_567436137049645_8777237372749217792_n.jpg

समूह EKVAT-पारंपरिक संगीत और नृत्य के समूह गोवा, Casa de गोवा में लिस्बन में, FolkLoures के अगले संस्करण है कि अगले साल के 6 जुलाई को आयोजित किया गया है, सिटी पार्क में, Loures में भाग लेंगे ।

EKVAT १९८९ में था, लिस्बन में, Casa de गोवा में ।

गोवा के संगीत और नृत्य को बढ़ावा देने के लिए, लगता है और नृत्य के माध्यम से युवा लोगों को चुनौती देने, वे अपनी पैतृक संस्कृति को खोजने के लिए, यह भी अन्य की तरह नई संस्कृतियों से मिलने के लिए आमंत्रित करना ।

स्मृति के लिए तय नहीं है कि आप कुछ है जो गोवा में आया लाया, लेकिन अपनी जड़ों की तलाश जारी रखा और कुछ नवीनता जोड़ा ।

अपने उद्देश्य के लिए जाना जाता है, नृत्य के माध्यम से, गांवों के रोजमर्रा के जीवन, चावल की खेती के चक्र, नृत्य प्रकार "Fugddi" और दूसरों की प्रस्तुति के साथ, साथ ही साथ संगीत शैली और नृत्य की प्रस्तुति के रूप में जाना जाता है "Deknni", के सह-अस्तित्व से उत्पंन हिंदू संस्कृति और पाश्चात्य संस्कृति ।

क्या यह समूह EKVAT मैं कभी गोवा भूगोल के पुर्तगाली समाज में १९९० में अपनी पहली प्रस्तुति के बाद से जारी, देश भर में अंय प्रदर्शन के बाद और विशेष रूप से, Viseu (शरीफ Casimiro सभागार), पोर्टो (संगीत सभा), कोइंब्रा (गोवा के लिए जोखिम लिस्बन) लिस्बन (एक्सपो ९८ लिस्बन, संस्कृति के यूरोपीय राजधानी), अज़ोरेस (भारत पुर्तगाली इतिहास और एक और Sanjoaninas उत्सव पर 7 वीं अंतर्राष्ट्रीय संगोष्ठी), अपनी पहल के कई प्रदर्शन के अलावा, अप्रैल २०१८ में पिछले जा रहा है, जब स्मारक Casa de गोवा के 30 वर्षों के, Teatro Tivoli BBVA में, लिस्बन में, यह भी देश के बाहर, लंदन में २००१ में आयोजित, Goan संगीत सोसायटी के निमंत्रण पर एक प्रदर्शन, और २००७ में वॉशिंगटन डीसी में, स्मिथसोनियन इंस्टीट्यूशन के निमंत्रण पर, प्रदर्शनी के ढांचे में "को शामिल ग्लोब: पुर्तगाल और 16 वीं और 17 वीं शताब्दियों में दुनिया "

१९९९ EKVAT में भारत द्वारा दौरे के लिए विशेष संदर्भ के हकदार हैं और २०११ गोवा में शुरू होता है, बैंगलोर, बंबई से गुजर रहा है और दिल्ली में पूरा, हमेशा विशेष स्नेह के साथ प्राप्त किया, अपने प्रयास की मान्यता के लिए प्रकटीकरण पर EKVAT लगता है और अपनी मातृभूमि के नृत्यों के प्रवासी ।

Layout 1

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

46413065_567436137049645_8777237372749217792_n.jpg

समूह EKVAT-पारंपरिक संगीत और नृत्य के समूह गोवा, Casa de गोवा में लिस्बन में, FolkLoures के अगले संस्करण है कि अगले साल के 6 जुलाई को आयोजित किया गया है, सिटी पार्क में, Loures में भाग लेंगे ।

EKVAT १९८९ में था, लिस्बन में, Casa de गोवा में ।

गोवा के संगीत और नृत्य को बढ़ावा देने के लिए, लगता है और नृत्य के माध्यम से युवा लोगों को चुनौती देने, वे अपनी पैतृक संस्कृति को खोजने के लिए, यह भी अन्य की तरह नई संस्कृतियों से मिलने के लिए आमंत्रित करना ।

स्मृति के लिए तय नहीं है कि आप कुछ है जो गोवा में आया लाया, लेकिन अपनी जड़ों की तलाश जारी रखा और कुछ नवीनता जोड़ा ।

अपने उद्देश्य के लिए जाना जाता है, नृत्य के माध्यम से, गांवों के रोजमर्रा के जीवन, चावल की खेती के चक्र, नृत्य प्रकार "Fugddi" और दूसरों की प्रस्तुति के साथ, साथ ही साथ संगीत शैली और नृत्य की प्रस्तुति के रूप में जाना जाता है "Deknni", के सह-अस्तित्व से उत्पंन हिंदू संस्कृति और पाश्चात्य संस्कृति ।

क्या यह समूह EKVAT मैं कभी गोवा भूगोल के पुर्तगाली समाज में १९९० में अपनी पहली प्रस्तुति के बाद से जारी, देश भर में अंय प्रदर्शन के बाद और विशेष रूप से, Viseu (शरीफ Casimiro सभागार), पोर्टो (संगीत सभा), कोइंब्रा (गोवा के लिए जोखिम लिस्बन) लिस्बन (एक्सपो ९८ लिस्बन, संस्कृति के यूरोपीय राजधानी), अज़ोरेस (भारत पुर्तगाली इतिहास और एक और Sanjoaninas उत्सव पर 7 वीं अंतर्राष्ट्रीय संगोष्ठी), अपनी पहल के कई प्रदर्शन के अलावा, अप्रैल २०१८ में पिछले जा रहा है, जब स्मारक Casa de गोवा के 30 वर्षों के, Teatro Tivoli BBVA में, लिस्बन में, यह भी देश के बाहर, लंदन में २००१ में आयोजित, Goan संगीत सोसायटी के निमंत्रण पर एक प्रदर्शन, और २००७ में वॉशिंगटन डीसी में, स्मिथसोनियन इंस्टीट्यूशन के निमंत्रण पर, प्रदर्शनी के ढांचे में "को शामिल ग्लोब: पुर्तगाल और 16 वीं और 17 वीं शताब्दियों में दुनिया "

१९९९ EKVAT में भारत द्वारा दौरे के लिए विशेष संदर्भ के हकदार हैं और २०११ गोवा में शुरू होता है, बैंगलोर, बंबई से गुजर रहा है और दिल्ली में पूरा, हमेशा विशेष स्नेह के साथ प्राप्त किया, अपने प्रयास की मान्यता के लिए प्रकटीकरण पर EKVAT लगता है और अपनी मातृभूमि के नृत्यों के प्रवासी ।

Layout 1

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

 

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

46413065_567436137049645_8777237372749217792_n.jpg

समूह EKVAT-पारंपरिक संगीत और नृत्य के समूह गोवा, Casa de गोवा में लिस्बन में, FolkLoures के अगले संस्करण है कि अगले साल के 6 जुलाई को आयोजित किया गया है, सिटी पार्क में, Loures में भाग लेंगे ।

EKVAT १९८९ में था, लिस्बन में, Casa de गोवा में ।

गोवा के संगीत और नृत्य को बढ़ावा देने के लिए, लगता है और नृत्य के माध्यम से युवा लोगों को चुनौती देने, वे अपनी पैतृक संस्कृति को खोजने के लिए, यह भी अन्य की तरह नई संस्कृतियों से मिलने के लिए आमंत्रित करना ।

स्मृति के लिए तय नहीं है कि आप कुछ है जो गोवा में आया लाया, लेकिन अपनी जड़ों की तलाश जारी रखा और कुछ नवीनता जोड़ा ।

अपने उद्देश्य के लिए जाना जाता है, नृत्य के माध्यम से, गांवों के रोजमर्रा के जीवन, चावल की खेती के चक्र, नृत्य प्रकार "Fugddi" और दूसरों की प्रस्तुति के साथ, साथ ही साथ संगीत शैली और नृत्य की प्रस्तुति के रूप में जाना जाता है "Deknni", के सह-अस्तित्व से उत्पंन हिंदू संस्कृति और पाश्चात्य संस्कृति ।

क्या यह समूह EKVAT मैं कभी गोवा भूगोल के पुर्तगाली समाज में १९९० में अपनी पहली प्रस्तुति के बाद से जारी, देश भर में अंय प्रदर्शन के बाद और विशेष रूप से, Viseu (शरीफ Casimiro सभागार), पोर्टो (संगीत सभा), कोइंब्रा (गोवा के लिए जोखिम लिस्बन) लिस्बन (एक्सपो ९८ लिस्बन, संस्कृति के यूरोपीय राजधानी), अज़ोरेस (भारत पुर्तगाली इतिहास और एक और Sanjoaninas उत्सव पर 7 वीं अंतर्राष्ट्रीय संगोष्ठी), अपनी पहल के कई प्रदर्शन के अलावा, अप्रैल २०१८ में पिछले जा रहा है, जब स्मारक Casa de गोवा के 30 वर्षों के, Teatro Tivoli BBVA में, लिस्बन में, यह भी देश के बाहर, लंदन में २००१ में आयोजित, Goan संगीत सोसायटी के निमंत्रण पर एक प्रदर्शन, और २००७ में वॉशिंगटन डीसी में, स्मिथसोनियन इंस्टीट्यूशन के निमंत्रण पर, प्रदर्शनी के ढांचे में "को शामिल ग्लोब: पुर्तगाल और 16 वीं और 17 वीं शताब्दियों में दुनिया "

१९९९ EKVAT में भारत द्वारा दौरे के लिए विशेष संदर्भ के हकदार हैं और २०११ गोवा में शुरू होता है, बैंगलोर, बंबई से गुजर रहा है और दिल्ली में पूरा, हमेशा विशेष स्नेह के साथ प्राप्त किया, अपने प्रयास की मान्यता के लिए प्रकटीकरण पर EKVAT लगता है और अपनी मातृभूमि के नृत्यों के प्रवासी ।

Layout 1

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

46413065_567436137049645_8777237372749217792_n.jpg

समूह EKVAT-पारंपरिक संगीत और नृत्य के समूह गोवा, Casa de गोवा में लिस्बन में, FolkLoures के अगले संस्करण है कि अगले साल के 6 जुलाई को आयोजित किया गया है, सिटी पार्क में, Loures में भाग लेंगे ।

EKVAT १९८९ में था, लिस्बन में, Casa de गोवा में ।

गोवा के संगीत और नृत्य को बढ़ावा देने के लिए, लगता है और नृत्य के माध्यम से युवा लोगों को चुनौती देने, वे अपनी पैतृक संस्कृति को खोजने के लिए, यह भी अन्य की तरह नई संस्कृतियों से मिलने के लिए आमंत्रित करना ।

स्मृति के लिए तय नहीं है कि आप कुछ है जो गोवा में आया लाया, लेकिन अपनी जड़ों की तलाश जारी रखा और कुछ नवीनता जोड़ा ।

अपने उद्देश्य के लिए जाना जाता है, नृत्य के माध्यम से, गांवों के रोजमर्रा के जीवन, चावल की खेती के चक्र, नृत्य प्रकार "Fugddi" और दूसरों की प्रस्तुति के साथ, साथ ही साथ संगीत शैली और नृत्य की प्रस्तुति के रूप में जाना जाता है "Deknni", के सह-अस्तित्व से उत्पंन हिंदू संस्कृति और पाश्चात्य संस्कृति ।

क्या यह समूह EKVAT मैं कभी गोवा भूगोल के पुर्तगाली समाज में १९९० में अपनी पहली प्रस्तुति के बाद से जारी, देश भर में अंय प्रदर्शन के बाद और विशेष रूप से, Viseu (शरीफ Casimiro सभागार), पोर्टो (संगीत सभा), कोइंब्रा (गोवा के लिए जोखिम लिस्बन) लिस्बन (एक्सपो ९८ लिस्बन, संस्कृति के यूरोपीय राजधानी), अज़ोरेस (भारत पुर्तगाली इतिहास और एक और Sanjoaninas उत्सव पर 7 वीं अंतर्राष्ट्रीय संगोष्ठी), अपनी पहल के कई प्रदर्शन के अलावा, अप्रैल २०१८ में पिछले जा रहा है, जब स्मारक Casa de गोवा के 30 वर्षों के, Teatro Tivoli BBVA में, लिस्बन में, यह भी देश के बाहर, लंदन में २००१ में आयोजित, Goan संगीत सोसायटी के निमंत्रण पर एक प्रदर्शन, और २००७ में वॉशिंगटन डीसी में, स्मिथसोनियन इंस्टीट्यूशन के निमंत्रण पर, प्रदर्शनी के ढांचे में "को शामिल ग्लोब: पुर्तगाल और 16 वीं और 17 वीं शताब्दियों में दुनिया "

१९९९ EKVAT में भारत द्वारा दौरे के लिए विशेष संदर्भ के हकदार हैं और २०११ गोवा में शुरू होता है, बैंगलोर, बंबई से गुजर रहा है और दिल्ली में पूरा, हमेशा विशेष स्नेह के साथ प्राप्त किया, अपने प्रयास की मान्यता के लिए प्रकटीकरण पर EKVAT लगता है और अपनी मातृभूमि के नृत्यों के प्रवासी ।

Layout 1

' FOLKLOURES ' 19 को गोवा का पारंपरिक लोकनृत्य प्रस्तुत

समूह EKVAT-पारंपरिक संगीत और नृत्य के समूह गोवा, Casa de गोवा में लिस्बन में, FolkLoures के अगले संस्करण है कि अगले साल के 6 जुलाई को आयोजित किया गया है, सिटी पार्क में, Loures में भाग लेंगे ।

46413065_567436137049645_8777237372749217792_n.jpg

EKVAT १९८९ में था, लिस्बन में, Casa de गोवा में ।

गोवा के संगीत और नृत्य को बढ़ावा देने के लिए, लगता है और नृत्य के माध्यम से युवा लोगों को चुनौती देने, वे अपनी पैतृक संस्कृति को खोजने के लिए, यह भी अन्य की तरह नई संस्कृतियों से मिलने के लिए आमंत्रित करना ।

स्मृति के लिए तय नहीं है कि आप कुछ है जो गोवा में आया लाया, लेकिन अपनी जड़ों की तलाश जारी रखा और कुछ नवीनता जोड़ा ।

अपने उद्देश्य के लिए जाना जाता है, नृत्य के माध्यम से, गांवों के रोजमर्रा के जीवन, चावल की खेती के चक्र, नृत्य प्रकार "Fugddi" और दूसरों की प्रस्तुति के साथ, साथ ही साथ संगीत शैली और नृत्य की प्रस्तुति के रूप में जाना जाता है "Deknni", के सह-अस्तित्व से उत्पंन हिंदू संस्कृति और पाश्चात्य संस्कृति ।

क्या यह समूह EKVAT मैं कभी गोवा भूगोल के पुर्तगाली समाज में १९९० में अपनी पहली प्रस्तुति के बाद से जारी, देश भर में अंय प्रदर्शन के बाद और विशेष रूप से, Viseu (शरीफ Casimiro सभागार), पोर्टो (संगीत सभा), कोइंब्रा (गोवा के लिए जोखिम लिस्बन) लिस्बन (एक्सपो ९८ लिस्बन, संस्कृति के यूरोपीय राजधानी), अज़ोरेस (भारत पुर्तगाली इतिहास और एक और Sanjoaninas उत्सव पर 7 वीं अंतर्राष्ट्रीय संगोष्ठी), अपनी पहल के कई प्रदर्शन के अलावा, अप्रैल २०१८ में पिछले जा रहा है, जब स्मारक Casa de गोवा के 30 वर्षों के, Teatro Tivoli BBVA में, लिस्बन में, यह भी देश के बाहर, लंदन में २००१ में आयोजित, Goan संगीत सोसायटी के निमंत्रण पर एक प्रदर्शन, और २००७ में वॉशिंगटन डीसी में, स्मिथसोनियन इंस्टीट्यूशन के निमंत्रण पर, प्रदर्शनी के ढांचे में "को शामिल ग्लोब: पुर्तगाल और 16 वीं और 17 वीं शताब्दियों में दुनिया "

१९९९ EKVAT में भारत द्वारा दौरे के लिए विशेष संदर्भ के हकदार हैं और २०११ गोवा में शुरू होता है, बैंगलोर, बंबई से गुजर रहा है और दिल्ली में पूरा, हमेशा विशेष स्नेह के साथ प्राप्त किया, अपने प्रयास की मान्यता के लिए प्रकटीकरण पर EKVAT लगता है और अपनी मातृभूमि के नृत्यों के प्रवासी ।

Layout 1

CapturarEVKAT

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

46413065_567436137049645_8777237372749217792_n.jpg

समूह EKVAT-पारंपरिक संगीत और नृत्य के समूह गोवा, Casa de गोवा में लिस्बन में, FolkLoures के अगले संस्करण है कि अगले साल के 6 जुलाई को आयोजित किया गया है, सिटी पार्क में, Loures में भाग लेंगे ।

EKVAT १९८९ में था, लिस्बन में, Casa de गोवा में ।

गोवा के संगीत और नृत्य को बढ़ावा देने के लिए, लगता है और नृत्य के माध्यम से युवा लोगों को चुनौती देने, वे अपनी पैतृक संस्कृति को खोजने के लिए, यह भी अन्य की तरह नई संस्कृतियों से मिलने के लिए आमंत्रित करना ।

स्मृति के लिए तय नहीं है कि आप कुछ है जो गोवा में आया लाया, लेकिन अपनी जड़ों की तलाश जारी रखा और कुछ नवीनता जोड़ा ।

अपने उद्देश्य के लिए जाना जाता है, नृत्य के माध्यम से, गांवों के रोजमर्रा के जीवन, चावल की खेती के चक्र, नृत्य प्रकार "Fugddi" और दूसरों की प्रस्तुति के साथ, साथ ही साथ संगीत शैली और नृत्य की प्रस्तुति के रूप में जाना जाता है "Deknni", के सह-अस्तित्व से उत्पंन हिंदू संस्कृति और पाश्चात्य संस्कृति ।

क्या यह समूह EKVAT मैं कभी गोवा भूगोल के पुर्तगाली समाज में १९९० में अपनी पहली प्रस्तुति के बाद से जारी, देश भर में अंय प्रदर्शन के बाद और विशेष रूप से, Viseu (शरीफ Casimiro सभागार), पोर्टो (संगीत सभा), कोइंब्रा (गोवा के लिए जोखिम लिस्बन) लिस्बन (एक्सपो ९८ लिस्बन, संस्कृति के यूरोपीय राजधानी), अज़ोरेस (भारत पुर्तगाली इतिहास और एक और Sanjoaninas उत्सव पर 7 वीं अंतर्राष्ट्रीय संगोष्ठी), अपनी पहल के कई प्रदर्शन के अलावा, अप्रैल २०१८ में पिछले जा रहा है, जब स्मारक Casa de गोवा के 30 वर्षों के, Teatro Tivoli BBVA में, लिस्बन में, यह भी देश के बाहर, लंदन में २००१ में आयोजित, Goan संगीत सोसायटी के निमंत्रण पर एक प्रदर्शन, और २००७ में वॉशिंगटन डीसी में, स्मिथसोनियन इंस्टीट्यूशन के निमंत्रण पर, प्रदर्शनी के ढांचे में "को शामिल ग्लोब: पुर्तगाल और 16 वीं और 17 वीं शताब्दियों में दुनिया "

१९९९ EKVAT में भारत द्वारा दौरे के लिए विशेष संदर्भ के हकदार हैं और २०११ गोवा में शुरू होता है, बैंगलोर, बंबई से गुजर रहा है और दिल्ली में पूरा, हमेशा विशेष स्नेह के साथ प्राप्त किया, अपने प्रयास की मान्यता के लिए प्रकटीकरण पर EKVAT लगता है और अपनी मातृभूमि के नृत्यों के प्रवासी ।

Layout 1

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

Layout 1

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA - DENTRO EM BREVE DAREMOS MAIS NOVIDADES!

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

 

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

Layout 1

 

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

Layout 1

FOLKLOURES’19 APRESENTA DANÇAS TRADICIONAIS DE GOA

O Grupo EKVAT – Grupo de Música e Danças Tradicionais de Goa, integrado na Casa de Goa em Lisboa, vai participar na próxima edição do FolkLoures que tem lugar no dia 6 de Julho do próximo ano, no Parque da Cidade, em Loures.

CapturarEVKAT

O EKVAT constituiu-se em 1989, em Lisboa, integrado na Casa de Goa.

Tem como objectivo divulgar a música e danças de Goa, desafiando os mais jovens para, através dos sons e danças, descobrirem a sua cultura ancestral, convidando também outros com gosto de conhecerem novas culturas.

Não se acomodaram à memória que consigo trouxeram alguns que vieram de Goa, mas continuaram à procura das suas raízes e acrescentaram alguma inovação.

É seu objectivo dar a conhecer, pela dança, o quotidiano das  aldeias, o ciclo do cultivo do  arroz, com a apresentação do tipo de dança “Fugddi” e outras,  bem como, a apresentação do género musical e de dança conhecido como” Deknni”, resultante da convivência  entre a  cultura  hindú e a cultura ocidental cristã.

É este o Grupo EKVAT que já divulgou Goa, desde a sua primeira apresentação em 1990 na Sociedade Portuguesa de Geografia, seguindo outras actuações em todo o País nomeadamente, Viseu (Auditório Mirita Casimiro), Porto (Casa da Música), Coimbra (Exposição de Goa a Lisboa), Lisboa (Expo 98, Lisboa Capital Europeia da Cultura), Açores (7º Seminário Internacional de História Indo Portuguesa e outra nas Festas Sanjoaninas), para além de vários espetáculos da sua iniciativa, sendo o ultimo em Abril de 2018, quando da comemoração dos 30 anos da Casa de Goa, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.Também fora do País, realizou em 2001 em Londres uma actuação a convite da Goan Musical Society, e em 2007 em Washington D.C., a convite da Smithsonian Institution, no âmbito da exposição “Encompassing the Globe: Portugal and the World in the 16th and 17th Centuries”

Merece especial referência a digressão do EKVAT pela Índia, em 1999 e em 2011 iniciada em Goa, passando por Bengalore, Bombaim e finalizada em Delhi, sempre  recebido com especial carinho, o que representou para o EKVAT o reconhecimento do seu esforço na divulgação pela diáspora dos sons e das danças da sua terra natal.

Layout 1

GOESES DANÇAM FOLCLORE DO MINHO

À semelhança do que se verifica nomeadamente em Malaca e na Tailândia, existe em Goa uma comunidade que resulta da miscigenação dos navegadores portugueses com a população local, dela resultando um povo com uma identidade própria, distinta das demais gentes que integram a União indiana.

Orgulhosos das suas origens, a comunidade goesa ou melhor dizendo, da antiga Índia Portuguesa, procuram preservar a sua identidade, reproduzindo como podem a língua e as tradições portuguesas. Eles celebram as festas tradicionais portuguesas, preservam a religião, conservam a onomástica e os hábitos alimentares. E, sempre que uma oportunidade se lhes apresenta, não se inibem a revelar o seu especial afeto por Portugal.

Testemunho dessa ligação sentimental é a tentativa de reproduzir o nosso folclore, exibindo danças e cantares que, na maior parte das vezes, jamais tiveram oportunidade de observar diretamente na fonte. Não esperem, pois, os puristas do folclore encontrar aqui uma autenticidade que por vezes não existe sequer nos grupos folclóricos constituídos nas próprias regiões de origem. Registe-se, tão simplesmente, o apego que, gentes de origem portuguesa, tão distantes no espaço e no tempo, conservam pelas nossas raízes culturais, constituindo por si mesmo um exemplo para os que nunca tiveram a desdita de emigrar.