Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA ACOLHEU AÇÃO PRÁTICA DE FORMAÇÃO DE TÉCNICOS DE FOGO CONTROLADO

Após um período de suspensão devido à Covid-19, os 25 técnicos do Alto Minho e da Galiza – dois dos quais afetos ao Município de Vila Nova de Cerveira – retomaram, há dias, o curso de prevenção e combate de incêndios florestais dotando-os da credenciação como técnicos de fogo controlado. A formação, certificada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), decorre no âmbito do projeto ARIEM + (Assistência Recíproca Inter-regional em Emergências e Riscos Transfronteiriços), financiado pelo programa INTERREG.

verv.jpeg

BRAGA REALIZA SEMINÁRIO SOBRE GESTÃO PAISAGÍSTICA"

O seminário “Áreas Integradas de Gestão da Paisagem: Impacto no Território”, realiza-se no dia 17 de setembro de 2021, entre as 9h30 e as 12h30, no Altice Forum Braga, no âmbito da Feira AGRO 2021.

feiragro.png

Em 2020 o Governo aprovou o Programa de Transformação da Paisagem (PTP) que tem como propósito implementar uma estratégia para os territórios vulneráveis da floresta com elevada perigosidade de incêndio, através das seguintes quatro medidas programáticas Programas de Reordenamento e Gestão da Paisagem (PRGP), Condomínio de aldeia, Emparcelar para ordenar e Áreas Integradas de Gestão da Paisagem (AIGP).

O evento visa esclarecer os proprietários e técnicos florestais e agrícolas sobre o Programa de Gestão da Paisagem e, principalmente sobre as Áreas Integradas de Gestão de Paisagem e de que forma irão impactar a gestão dos espaços florestais, agrícolas e silvopastoris no minifúndio.

Capturarforestis.JPG

* Provisório

unnamedinscriçõesaqui.png

Atendendo às medidas de segurança e prevenção do COVID-19, as inscrições estão limitadas a metade da capacidade da sala e são obrigatórias até 15 de Setembro de 2021

BRAGA REFORÇA DISPOSITIVO DE VIGILÂNCIA FLORESTAL

Para o período de 13 a 17 de Agosto

O Município de Braga reforçou o dispositivo operacional de vigilância florestal para o período entre 13 e 17 de Agosto, orientando os operacionais para um patrulhamento de vigilância, de visibilidade e de dissuasão, decorrente do agravamento das condições meteorológicas favoráveis à ocorrência de incêndios rurais.

bragfog (1).jpg

Durante esse período, o reforço para acções de vigilância móvel em todo o território municipal irá incidir no horário mais crítico, entre as 13h00 e as 20h00.

Para este dispositivo foram mobilizadas duas equipas da Divisão de Protecção Civil, duas da Policia Municipal, assim como a Unidade Local de Protecção Civil de Pedralva.

O Regimento de Cavalaria nº6 (RC6) mantém o dispositivo habitual e nos sectores definidos no Plano Operacional Municipal (POM) e ao abrigo do Protocolo em vigor.

Todas as equipas integrantes irão basear as comunicações no sistema SIRESP, canal distrital de vigilância, para comunicação directa com as Equipas de Manutenção e Exploração de Informação Florestal (EMEIF) da GNR, reportando o inicio e final da vigilância e eventuais detecções.

O dispositivo estará no terreno de forma a dissuadir comportamentos de risco, a sensibilizar a população, bem como apelar para a denúncia de comportamentos perigosos que possam provocar ignições.

bragfog (2).jpg

bragfog (3).jpg

VIEIRA DO MINHO ENTREGA MATERIAL IDENTIFICATIVO AOS VOLUNTÁRIOS DA FLORESTA

António Cardoso entregou material de identificação aos voluntários da floresta

No âmbito do Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas  promovido pela APOSC, em colaboração com a Câmara Municipal de Vieira do Minho e financiado pelo Instituto Português do Desporto e Juventude, o Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, António Cardoso, entregou hoje, material identificativo (t-shirts, bonés e mochilas)  aos jovens voluntários que diariamente sobem à Serra da Cabreira para efetuar ações de vigilância, prevenção e limpeza.

DSC_8857.JPG

Nesta sessão, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Município, António Cardoso, aproveitou a ocasião para sublinhar, junto dos jovens, a importância do projeto para o concelho e para a preservação do meio ambiente.

Refira-se, ainda, que a  cerimónia contou também com a presença da representante do Instituto Português do Desporto e Juventude Glória Teixeira.

DSC_8877.JPG

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO JOVEM PARA A NATUREZA E FLORESTAS REGRESSA A AMARES

Este programa está limitado ao número de vagas disponíveis. Para mais esclarecimentos pode enviar e-mail para ambiente@municipioamares.pt.

A partir da próxima quarta-feira, dia 4 de agosto, está de regresso ao concelho de Amares o programa de voluntariado do IPDJ – “Biodiversidade de Amares” – dinamizado pelo Município de Amares em parceria com a junta de freguesia de Dornelas A iniciativa vai decorrer no Centro de Valorização Ambiental de Amares onde se encontra o Ecocanil- Espaço Circular e o Centro de Recolha Oficial de Animais do Município de Amares.

O voluntariado vai decorrer de segunda a sábado, entre o dia 4 e 21 de Agosto, no período da manhã. Os voluntários terão um valor de ressarcimento diário de 12 euros por dia. A participação no programa está aberta aos jovens com idade entre os 18 e 30 anos.

A inscrição deve ser feita em: https://programas.juventude.gov.pt/florestas

Este programa está limitado ao número de vagas disponíveis. Para mais esclarecimentos pode enviar e-mail para ambiente@municipioamares.pt.

Voluntariado 2021.jpg

VIANA DO CASTELO: ESCUTEIROS INICIARAM VIGILÂNCIA FLORESTAL EM SANTA LUZIA, SENHORA DO CASTRO E SÃO SILVESTRE

Os escuteiros iniciaram ontem a vigilância florestal em três locais do concelho vianense, para prevenir incêndios florestais e garantir a segurança. A vigilância decorre até 15 de setembro.

DSCF7302_escuteiros_baixa.jpg

O contacto destas equipas é realizado diretamente para as Equipas de Manutenção e Exploração de Informação Florestal (EMEIF) da GNR, através de rádios SIRESP fornecidos pela Guarda Nacional Republicana.

Também os militares do Exército estão, desde 1 de julho, a vigiar a Serra de Santa Luzia. Conforme protocolo com a Câmara Municipal para a vigilância florestal, a Escola de Serviços do Exército garante a vigilância da serra, para prevenção dos incêndios florestais e dissuasão de comportamentos de risco.

O protocolo com o Exército já se realiza desde 2011 e tem sido uma ação fundamental para a prevenção dos incêndios florestais ao longo destes últimos dez anos.

Os militares estão, assim, a promover operações de vigilância, mantendo permanentemente informadas as entidades responsáveis (CODIS - Comandante Distrital de Operações de Socorro, Bombeiros Municipais de Viana do Castelo) e comunicando, de imediato, qualquer ocorrência digna de registo.

A vigilância das áreas florestais é fundamental para a prevenção de incêndios, permitindo dissuadir eventuais atos de negligência ou mesmo criminosos e detetar eventuais ocorrências. Para além dos patrulhamentos das entidades competentes, como Guarda Nacional Republicana e Polícia de Segurança Pública, a Câmara Municipal tem, assim, promovido ações complementares de vigilância florestal, quer com Militares quer com Escuteiros.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo apela a todos os devidos cuidados como as limpezas e, em especial, o alerta dos incêndios florestais diretamente para o 117.

MUNICÍPIO DE BRAGA E REGIMENTO DE CAVALARIA Nº6 RENOVAM PROTOCOLO DE VIGILÂNCIA FLORESTAL

Vigilância sete dias por semana, incluindo fins-de-semana e feriados

O Município de Braga renovou o protocolo de colaboração estabelecido com o Regimento de Cavalaria n.º 6 (RC6) que permite, desde 2015, o patrulhamento e vigilância de parte dos espaços florestais do Concelho durante o período crítico de risco de incêndios.

CMB14072021SERGIOFREITAS002151383506.jpg

Esta medida vem complementar as acções de vigilância florestal desenvolvidas pelas diferentes forças de segurança já no terreno. O reforço da vigilância demonstra a preocupação acrescida por parte do Município em preservar o seu património florestal.

O RC6 fará uma vigilância durante sete dias por semana, incluindo fins-de-semana e feriados, numa vasta área florestal que compreende as freguesias de Pedralva, Sobreposta, União de Freguesias de Este, Bom Jesus do Monte, Sameiro, Falperra, Santa Marta das Cortiças e Morreira.

Este é um dos espaços florestais do Concelho de Braga que maior importância apresenta em termos florestais, paisagísticos, culturais, religiosos, turísticos e sobretudo ambientais, e cuja protecção e preservação são consideradas uma imperativa prioridade em termos de defesa da floresta contra incêndios.

Esta colaboração com o RC6 representa uma mais-valia na preservação da riqueza florestal do Concelho. O protocolo incluiu o patrulhamento diário por parte dos militares do RC6 por um período de duas a quatro horas, facto que permite alargar o período de vigilância, além de se constituir como um meio dissuasor. Ao Município cabe suportar os encargos financeiros associados a estas operações.

CMB14072021SERGIOFREITAS002151383501.jpg

CMB14072021SERGIOFREITAS002151383503.jpg

VOLUNTARIADO JOVEM PARA AS FLORESTAS ARRANCOU EM VIEIRA DO MINHO

Arrancou ontem, em Vieira do Minho, com as devidas medidas de segurança, mais uma edição do Programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas, uma iniciativa promovida pela APOSC, em colaboração com a Câmara Municipal de Vieira do Minho e com o Instituto Português do Desporto e Juventude.

voluntariadovieira.jpg

O arranque do programa decorreu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho e contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, António Cardoso, que aproveitou a ocasião para sublinhar, junto dos jovens, a importância do projecto para o concelho e para o meio ambiente.

Segundo António Cardoso “ os jovens voluntários vão, nos próximos meses, informar, vigiar, e sensibilizar a população que circula na Serra da Cabreira, para as boas práticas ambientais, limpar pontualmente os resíduos mais simples que as pessoas vão deixando pela floresta e, ainda, alertar as autoridades em caso de incêndio".

Até ao mês de setembro, os jovens voluntários que integram o programa vão proceder à realização de ações de sensibilização junto da população para a preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas, efetuar vigilância na Serra da Cabreira, bem como a vigilância e manutenção em parques e áreas de lazer.

Os jovens ficam obrigados à prestação de 5 horas diárias, recebendo por isso um subsídio no valor de 200 euros, por projeto.

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE ALERTA PARA O PERÍODO CRÍTICO DE INCÊNDIOS FLORESTAIS

Tendo iniciado ontem, dia 1 de julho, o período crítico de incêndios florestais, o Município de Esposende alerta para a necessidade de adotar medidas e ações especiais de prevenção.

DSC03403-002.JPG

Estabelecido no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta contra Incêndios, o período crítico vigora até 30 de setembro, podendo a sua duração ser alterada em situações excecionais, por despacho governamental.

Assim, por força de circunstâncias meteorológicas excecionais, durante este período, é proibida a realização de queimadas e queimas de sobrantes em todos os espaços rurais. De igual modo, não pode ser efetuada a queima de resíduos verdes, sobrantes do jardim, agricultura ou floresta. Os sobrantes devem ser amontoados num local afastado das habitações e, se possível, fazer-se compostagem, podendo ser triturados ou ser utilizados nas camas dos animais, mas nunca eliminados com recurso ao fogo, durante este período.

Não é permitido o lançamento de balões com mecha acesa e de foguetes e está também interdito o uso de fogo para fumigação e desinfestação de colmeias, se os fumigadores não estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

Ainda devido ao risco de incêndio, é igualmente proibida a colocação de velas acesas nas alminhas e cruzeiros junto da floresta e, em espaços rurais, não se pode fazer fogueiras para recreio ou lazer, bem como para a confeção de alimentos.

Considerando que todos têm o dever de proteger a floresta, o Município de Esposende apela ao acato e cumprimento destas determinações, sendo que esta estratégia se enquadra no cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas, nomeadamente no que concerne ao ODS 13 – Ação Climática, ao ODS 15 – Proteger a Vida Terrestre e ao ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade.

DSC05865.JPG

DSC07255.JPG

PONTE DE LIMA PREVINE INCÊNDIOS FLORESTAIS

Medidas preventivas – prevenção de incêndios florestais

No próximo dia 1 de julho entra em vigor o período crítico para a ocorrência de incêndios florestais, prolongando-se até o dia 30 de setembro.

Queima de Sobrantes .jpg

Assim, relembramos a todos os cidadãos que independentemente das condições meteorológicas, em todos os espaços rurais é expressamente proibido realizar fogueiras para a confeção de alimentos, queimar matos, silvas ou qualquer tipo de sobrantes agrícolas ou florestais, e lançar foguetes e balões com mecha acesa.

Também durante este período, o acesso, a permanência e a circulação no interior de determinadas áreas florestais é condicionado e nos trabalhos e outras atividades que decorram nos espaços rurais, é obrigatório que as máquinas de combustão interna e externa a utilizar, onde se incluem todo o tipo de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados, sejam dotadas de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa - chamas nos tubos de escape ou chaminés, e estejam equipados com um ou dois extintores de 6 kg, de acordo com a sua massa máxima, consoante esta seja inferior ou superior a 10 000 kg.

Tenha cuidado, um pequeno descuido pode causar um grande incêndio!

PROGRAMA VOLUNTARIADO JOVEM PARA A NATUREZA E FLORESTAS VIZELA + VERDE

O Município de Vizela, através do Gabinete Técnico Florestal, viu aprovado o seu projeto ao Programa “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas” – Vizela + Verde, promovido pelo Instituto Português do Desporto e Juventude.

Vizela+verde BANNER .jpg

Este é um programa direcionado para jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos, que vai decorrer entre o dia 1 de julho e 15 de setembro de 2021. Ao todo, estão previstos o envolvimento de 40 jovens.

O projeto Vizela + Verde visa a preservação dos recursos florestais e seus ecossistemas através da prevenção e deteção de incêndios florestais, incentivando o voluntariado ambiental de jovens, preferencialmente residentes no concelho de Vizela, com vista à sensibilização, promoção e vigilância, nomeadamente na valorização da floresta e na diminuição dos riscos de fogos florestais. Pretende-se assim, efetuar a vigilância fixa em dois pontos estratégicos do Concelho de Vizela, no Monte do São Bento e Alto de Penabesteira, para deteção dos incêndios florestais e sensibilização das populações, ficando vigiada a totalidade da área do Concelho de Vizela.

As inscrições têm de ser efetuadas com um registo individual previamente no portal do Instituto Português do Desporto e Juventude, não existem custos de inscrição. Os jovens que reúnam os requisitos do programa são selecionados, por ordem de inscrição, pelas Direções Regionais do IPDJ.

Para mais informações sobre este projeto, bem como o formulário de inscrição encontram-se disponíveis em: https://www.cm-vizela.pt/vizelamaisverde/

Condições Obrigatórias:

- Sensibilidade e idoneidade para o exercício do voluntariado para a natureza e florestas

- Idade entre 18 e 30 anos

Funcionamento do Programa:

- 1 de Julho a 15 de Setembro

- Períodos de 15 dias

Horários das Tarefas:

- Manhã: 09H30 às 14H30 - Tarde: 14H30 às 19H30

Apoios:

- Subsidio diário de 12 €

- Identificação individual

- Seguro de acidentes pessoais

- Transporte aos locais de vigia

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ APOIA SAPADORES FLORESTAIS NO VALOR DE 120 MIL EUROS

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez celebrou protocolos com 4 equipas de Sapadores Florestais, nomeadamente com a Associação Florestal Atlântica, a Associação Florestal do Lima e as Assembleias de Compartes dos Baldios das Freguesias de Cabreiro e Gavieira, no valor de 120 mil euros, as quais realizarão a limpeza de cerca de 40km de estradas, duas vezes por ano.

celebração_protocolos_sapadores.JPG

Os referidos Protocolos têm como principal objetivo a prevenção de incêndios florestais, através da realização de ações de silvicultura preventiva, nomeadamente a criação de faixas de gestão de combustíveis, ações de fogo controlado, vigilância das áreas rurais, assim como ações de primeira intervenção, apoio ao combate e as subsequentes operações de rescaldo e vigilância pós-incêndio.

Considerando ainda que os sapadores Florestais são agentes da Proteção Civil, poderão apoiar em situações como queda de árvores, pequenos deslizamentos de terras, entre outras situações, assim como proceder ao espalhamento de sal na rede viária quando solicitado pelo Serviço Municipal de Proteção Civil.

As equipas de Sapadores Florestais estão integradas no Dispositivo Operacional Municipal, conforme definido no Plano Operacional Municipal (POM), parte integrante do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) e procedem a ações de 1ª intervenção, vigilância e rescaldo.

celebração_protocolos_sapadores2.JPG

celebração_protocolos_sapadores4.JPG

SECRETÁRIO DE ESTADO DAS FLORESTAS E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO RECEBIDO EM PONTE DA BARCA

O Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Catarino, acompanhado pela Diretora Regional (Norte) do ICNF, Sandra Sarmento, foram recebido nos Paços do Concelho de Ponte da Barca, pelo Presidente da Câmara, Augusto Marinho e pelos Vereadores José Alfredo Oliveira e Inocêncio Araújo.

197970674_3472400352860923_4596573727816848031_n.j

Depois de um breve enquadramento sobre Ponte da Barca e deste território, seguiu-se uma reunião de trabalho onde estiveram presentes, além do executivo, alguns técnicos do município que deram nota ao governante de algumas preocupações e anseios. Foram abordadas as necessidades em diversas áreas, agora que os desafios tendem a aumentar, devido à procura destas paragens, cada vez mais apetecidas, para investimentos na agricultura, turismo, entre outros, reforçando-se a urgência, por parte do estado central, em olhar para este território, que pelas suas caraterísticas únicas, em termos de biodiversidade, há muito que anseia vários investimentos.

A reunião, que na opinião de todos foi muito proveitosa, serviu para aprofundar questões e debater medidas e ações que podem ser tomadas  para salvaguarda deste território e ao mesmo tempo, que respondam aos desafios que são colocados a esta região e encontrar os equilíbrios necessários entre a natureza e as necessidades humanas.

198572227_3472400682860890_4077863131295247410_n.j

199377699_3472399909527634_1148793314108578861_n.j

199548177_3472399656194326_7018189549507754927_n.j

PAREDES DE COURA PREVINE INCÊNDIOS FLORESTAIS

As queimas têm de ser registadas e apenas decorrem de manhã

Com o início do mês de junho, e ao abrigo da legislação em vigor, o Município de Paredes de Coura condiciona a realização de queimas de amontoados e de sobrantes, agrícolas ou florestais, ou de outra natureza vegetal. As queimas podem ser realizadas após registo e apenas da parte da manhã, sempre até às 11h00.

“É importante que as queimas de amontoados e sobrantes agrícolas sejam feitas com todos os cuidados. Segundo um relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas de 2019, um terço dos incêndios teve origem em queimas ou queimadas”, recorda Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, sustentando a importância de “tomar todos os cuidados. Como se costuma dizer, todos os cuidados são poucos”, insistiu.

À semelhança de anos anteriores, esta medida do Município de Paredes de Coura tem a ver com a proximidade dos meses de verão, cujas temperaturas são mais elevadas, mas também pela redução da humidade e das precipitações. Nesta perspetiva, os cuidados na prevenção de incêndios devem aumentar.

No sentido de todos colaborarmos na Prevenção de Incêndios Florestais, sugere-se que façamos amontoados de pequena dimensão. Quem tiver muitos sobrantes, deverá formar vários montes, queimando-os aos poucos.

Em todas as circunstâncias, tenham sempre um recipiente com água ou uma mangueira ligada. Façam também uma faixa de pelo menos meio metro de largura e molhem-na bem com água.

Nunca abandonem a queima e não deixem as borralheiras em combustão.

Uma vez concluída a queima, não pode haver fumo, pelo que deverão proceder ao seu devido rescaldo.

Recorde-se ainda que a partir do dia 1 de julho e até 30 de setembro as queimas manter-se-ão proibidas.

Mantenha-se informado sobre o risco diário de incêndio em: https://www.ipma.pt/pt/riscoincendio/rcm.pt/#0#1605

PONTE DE LIMA: PLANO MUNICIPAL DE DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS 2021-2030

Foi publicado em Diário da República no passado dia 20 de maio, o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Ponte de Lima, para o período de 2021-2030. Este plano, de âmbito municipal na sua área de abrangência, contêm as ações necessárias à defesa da floresta contra incêndios. Para além das ações de prevenção, incluí a previsão e a programação integrada das intervenções das diferentes entidades envolvidas perante a eventual ocorrência de incêndio.

O PMDFCI mereceu parecer positivo da Comissão Municipal de Defesa da Floresta (CMDF), a 31/01/2020 e parecer vinculativo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF, I.P.) a 7/12/2020, tendo sido posteriormente sujeito a consulta pública. Os documentos do referido Plano estão disponíveis, com caracter de permanência no sítio eletrónico do Município de Ponte de Lima (https://www.cm-pontedelima.pt), onde poderão ser consultados.

Parque Florestal - Area Paisagem_1_1280_720.jpg

PONTE DE LIMA: ESTADO NOVO SUBMETEU EM 1954 BALDIOS DE CABRAÇÃO E ARCOZELO AO REGIME FLORESTAL PARCIAL

O Ministério da Economia - Direcção-Geral dos Serviços Florestais e Aquícolas, através do Decrecto nº. 39764 publicado em Diário do Governo n.º 179/1954, Série I de 16 de Agosto de 1954, submeteu ao regime florestal parcial os terrenos baldios pertencentes às Juntas de Freguesia de Cabração e de Santa Maria de Arcozelo, concelho de Ponte de Lima.

Capturarbaldiocabr1.JPG

Capturarbaldiocabr2.JPG

VIZELA APRESENTA EQUIPA DE RECONHECIMENTO E AVALIAÇÃO COM DRONE E DA EQUIPA DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEIS FLORESTAIS

A Câmara Municipal e a Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vizela vão apresentar a equipa de reconhecimento e avaliação com equipamento de drone e a equipa de gestão de combustíveis florestais, no próximo dia 16 de maio, às 11.00h, na Praça do Município.

Limpeza de caminhos florestais - bombeiros volunt

Nesta sessão será ainda assinado o protocolo de atribuição de apoio à Real Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vizela, no valor de € 5.000,00 para execução dos trabalhos de gestão de combustíveis nos de caminhos florestais e aquisição de um drone para apoio nas intervenções de incêndios rurais.

De destacar que, nos últimos quatro anos, o Município de Vizela apoiou financeiramente os Bombeiros do Concelho em cerca de meio milhão de euros, canalizados para o apoio à sua normal atividade, para assegurar o funcionamento regular e permanente das EIP’s – Equipas de Intervenção Permanente, para o desenvolvimento dos cursos de formação, para execução dos trabalhos de gestão de combustíveis de caminhos florestais, para aquisição de viaturas e agora de um drone, e ainda nestes últimos dois anos para o combate ao COVID-19.

Desde que assumiu funções, que este Executivo Municipal tem assumido a área do Proteção Civil como fundamental na ação autárquica, tendo procedido no início deste mandato ao reforço dos equipamentos da Proteção Civil, com a aquisição de uma viatura 4x4 com diverso equipamento e a constituição da equipa de prevenção de Proteção Civil, que foi também devidamente equipada com o fardamento respetivo.  

Assim, a Câmara Municipal, em parceria com várias entidades, como os Bombeiros Voluntários de Vizela, a Brigada de Sapadores Florestais, e a empresa contratada para o trabalho de gestão de combustíveis/limpeza florestal, têm trabalhado na preparação do período critico de incêndios rurais/florestais, através do planeamento municipal, acautelando uma intervenção mais rápida nos incêndios na sua fase inicial, para assim se limitar o seu desenvolvimento.

De destacar que este Executivo Municipal definiu a área de proteção civil como uma prioridade tendo implementado uma nova política, não apenas ao nível da reorganização do serviço municipal de Proteção Civil, nomeadamente na aquisição de equipamentos para reforçar a sua operacionalidade no terreno junto das populações, mas também no trabalho que tem sido feito em parceria com os Bombeiros Voluntários e a GNR de Vizela.

ARCOS DE VALDEVEZ APROVA PLANO OPERACIONAL DA DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS

A Comissão Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios de Arcos de Valdevez (CMDFCI), aprovou o Plano Operacional Municipal (POM), que visa fornecer informação de apoio ao planeamento das ações de prevenção e combate a incêndios rurais, estabelecendo procedimentos operacionais para os sistemas de coordenação e para os dispositivos de vigilância, deteção e combate.

incendioarc.jpg

O documento, que foi aprovado por unanimidade, encontra-se operacional para a época de prevenção de incêndios que se aproxima.

O POM é elaborado anualmente pelo Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal e elenca os recursos humanos e materiais disponíveis, sistematizando a informação, para que as entidades envolvidas possam ter acesso rápido à informação em caso de incêndio no concelho.

PRESIDENTE DA REPÚBLICA EM CAMINHA, MELGAÇO E PAREDES DE COURA

O Presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, e o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, estiveram ontem à tarde nos estúdios da Rádio Caminha, onde referiu: “estou convencido de que nunca haverá uma mina na serra d’Arga”.

Hoje permanecerá no concelho de Caminha e tem agendadas deslocações a Melgaço e Paredes de Coura.

184641835_3899384293449404_5633468477740090389_n.j

185327225_3899384296782737_8248978426490965326_n.j

185253070_3899445166776650_3995106781567022989_n.j

184393256_3899384286782738_7577879234692330759_n.j