Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PEDRO ABRUNHOSA ATUA EM PONTE DA BARCA NA ROMARIA DE SÃO BARTOLOMEU

21 DE AGOSTO | 23H | PRAÇA TERRAS DA NÓBREGA

Ponte da Barca recebe esta ano na sua Romaria de São Bartolomeu – que acontece de 19 a 24 de agosto -  um dos mais extraordinários artistas portugueses, Pedro Abrunhosa. Compositor, autor, escritor de canções, produtor, editor, poeta, músico…

Capturar1

Do Conservatório ao Jazz, formou bandas, tocou em orquestras, partiu em digressões pelo Mundo. Fundou a Escola de Jazz do Porto, a Cool Jazz Orchestra e a Máquina do Som. Cria os Bandemónio e edita “Viagens” em 1994, dando origem a um fenómeno sem precedentes em Portugal. Conta com um total de sete discos de originais, todos escritos e compostos por si, “Viagens”, “Tempo”, “Silêncio”, “Momento”, “Luz”, “Longe” e “Contramão”, os dois últimos acompanhados pelos Comité Caviar. Pedro Abrunhosa tem ainda inúmeras parcerias internacionais. Caetano Veloso, Maria Bethânia, Maceo Parker, Lenine, Nelly Furtado, entre muitos outros, interpretam canções do Autor. Editou ainda o triplo disco ao vivo “Palco”, e os DVDs “Intimidade” e “Coliseu”.

Com uma sólida carreira pautada pelo sucesso, Pedro Abrunhosa a cumulou discos de platina e inúmeros prémios.

O concerto acontece no dia 21 de agosto, a partir das 23h, na Praça da República. A entrada é gratuita.

ROMARIA D’AGONIA COM O MAIOR NÚMERO DE MORDOMAS DE SEMPRE

O Desfile da Mordomia das festas da Senhora d'Agonia deste ano vai integrar 636 mulheres. Um número recorde, segundo informação divulgada esta terça-feira pela VianaFestas, a associação promotora da romaria que se realiza de 17 a 20 de agosto. Em 2017 o desfile, um dos números mais aclamados das festas, contou com a participação de mais de 500 mordomas, mas há muito que não atingia tão elevada participação.

image

"Pela primeira vez, as inscrições para o Desfile da Mordomia foram feitas através de uma plataforma online, o que permitiu perceber que a idade que garantiu o maior número de inscrições foram os 16 anos, demonstrando o facto de a rainha das romarias ser, cada vez mais, uma festividade que atrai a juventude", revela a VianaFestas. Adiantou também que as mordomas deste ano são oriundas de Portugal, de França, Luxemburgo, Reino Unido e Brasil, sendo que de território nacional "participam mulheres de nove distritos: Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Lisboa, Porto, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu".

A maioria envergará o Traje à Vianesa da Ribeira Lima Vermelho (120), a seguir o de Mordoma Preto (110), o de Morgada (56), Mordoma Preto com Casaca e à Vianesa de AreosaVermelho (50), e o à Vianesa de Geraz do Lima (41).

O Desfile da Mordomia acontece na tarde de sexta-feira, pelas 16 horas. A VianaFesta estima que Romaria d"Agonia 2018 leve "nos quatro dias da festa, cerca de um milhão de pessoas a Viana do Castelo

Fonte: https://www.jn.pt/

POLÍCIA E SEGURANÇA PRIVADA VIGIAM 30 MILHÕES EM OURO NAS FESTAS D’AGONIA

Não é fácil calcular com rigor o valor do ouro que às 16 horas de sexta-feira vai sair às ruas de Viana do Castelo, ao peito de 636 mulheres, no Desfile da Mordomia das Festas d'Agonia. Mas o ourives Vítor Coutinho, descendente de uma família que já vai na sexta geração dedicada à ourivesaria naquela cidade, assegura que vale "30 milhões de euros".

image5

Uma cifra calculada a partir do preço actual de mercado (28 euros a grama) e do peso médio carregado pelas cada vez mais mordomas. O desfile será vigiado por um "exército" de polícias fardados e à paisana, seguranças privados e também familiares e amigos, zelosos dos valiosos dotes das "raparigas".

Fonte: Ana Peixoto Fernandes / https://www.jn.pt/

image1

image2

Viana do Castelo: Romaria da Agonia 2017

image4

image6

image7

transferir10

MONÇÃO FESTEJA EM HONRA À VIRGEM DAS DORES

Romaria, uma das mais castiças e tradicionais do Alto Minho, arrancou hoje, prolongando-se até à próxima segunda-feira. Cinco dias de devoção, animação e convívio com momentos religiosos e festivos. Pontos fortes no domingo com a Procissão Solene em Honra à Virgem das Dores e, na segunda, com a Procissão Solene em Honra do Emigrante. As noites prometem. Hoje com Festival de Folclore, Rosinha e o grupo Kalhambeque. Amanhã com Monção Brass e Aurea. No sábado, o destaque vai para Thema Solus e Wilson Honrado. No domingo, concerto de bandas filarmónicas e verbena com o grupo Kapital. Na segunda-feira, sobem ao palco Roconorte e Raquel Tavares.

02

A Festa em Honra à Virgem das Dores, uma das romarias mais castiças e genuínas do Alto Minho, decorre entre 16 e 20 de agosto com a promessa de cinco dias de veneração à imagem de Nossa Senhora e diversos momentos de animação com acentuada componente tradicional, etnográfica e festiva.

Os momentos mais fortes, que reúnem milhares de pessoas nas ruas e varandas do centro histórico, são a procissão solene em honra à Virgem das Dores, no domingo, principal dia das festividades, e a procissão solene em honra do emigrante, segunda-feira, último dia.

Destaque ainda para a saudação mútua e despedida das bandas, após a procissão de domingo, onde os elementos da comissão de festas desfilam ao som das duas filarmónicas locais, sendo aplaudidos pelo público que enche os passeios para lhes agradecer a realização da festa.

Nos restantes dias, o programa reserva atuações de grupos de bombos, zabumbas, cabeçudos, gigantones, tocadores de concertina, cantadores ao desafio, cavaquinhos, ranchos folclóricos e bandas filarmónicas. As orquestras  também marcam presença. Tal como grupos e artistas nacionais conhecidos do grande público.

A animação, com milhares de pessoas nas ruas, está garantida nestes cinco dias de festa. Hoje, a partir das 20h00, a Praça Deu-la-Deu, recebe o Festival de Folclore com nove agrupamentos locais, seguindo-se a artista Rosinha e o Grupo Kalhambeque.

Amanhã, sexta-feira, o programa prevê grupos de gaiteiros e Zés P`reiras, durante a manhã, e tarde infantil, durante a tarde. À noite, a partir das 22h00, atuação doMonção Brass e concerto de Aurea. Segue-se animação com os DJ`s Pedro Pagodes, Luis Canossa e Keu.

No sábado, realiza-se a “grandiosa sessão de fogo-de-artifício”. Antes, concerto filarmónico com a Banda Musical de Monção e a Banda Musical de Arcos de Valdevez. Depois, atuação do grupo Thema Solus e Wilson Honrado.  

O domingo tem uma forte componente religiosa com a Procissão Solene em Honra à Virgem das Dores. Prevê também a despedida das bandas, momento único e inesquecível para os mordomos e mordomas. A noite vai encher-se ao ritmo das orquestras Paralelos e Kapittal.

O último dia, segunda-feira, engloba missa e procissão em homenagem aos emigrantes, durante a manhã, e convívio do emigrante com atuação do grupo “Cantares do Alvarinho”, ao final da tarde. Pelas 22h00, sobe ao palco o Grupo Roconorte e, pelas 23h00, concerto de Raquel Tavares. A festividade termina com nova sessão de fogo-de-artifício.

01

03

04

FESTA DA JUVENTUDE EM VIZELA TEM SITE NA INTERNET

Disponível site da Festa da Juventude

Já se encontra disponível online o site da Festa da Juventude em http://festadajuventude.vizela.pt/, onde pode ser consultado toda a informação sobre o evento.

De relembrar que a Festa da Juventude terá lugar nos próximos dias 14 e 15 de setembro, na Marginal Ribeirinha de Vizela.

Final do Concurso de Bandas de Vizela, Blaya, In Motion dj´s, Eco Challenge, West Coast Man e Wet Bed Gang fazem parte do programa da Festa da Juventude.

Não faltes! Vai ser a melhor Festa da Juventude de sempre!

FESTAS DE NOSSA SENHORA DA LAPA UNEM OS ARCUENSES

Festas de N.ª Sr.ª da Lapa uniram arcuenses

De 4 a 12 de agosto, realizaram-se na vila de Arcos de Valdevez as Festas Concelhias – as Festas de Nossa Senhora da Lapa. Uma semana em que o concelho reviveu tradições, valorizou o património cultural e deu relevo às suas raízes. Durante 9 dias, as ruas engaladas a preceito, foram alvo de uma grande afluência de pessoas, as quais vieram à sede do concelho para participar e assistir às atividades realizadas.

IMG_1452

Nas festas, a Vila trouxe à tona as tradições, os usos e costumes desta região, como a Gastronomia, o Folclore, as Concertinas, os Cantares ao Desafio, as Tasquinhas, momentos musicais variados, entre muitas outras atividades.

O Cortejo Etnográfico envolveu Juntas de Freguesia e Associações do concelho e mostrou aquilo que de mais genuíno cada localidade possui, trazendo até ao Campo do Trasladário figurantes vestidos a preceito e um pouco da cultura e história de cada freguesia participante.

IMG_1454

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, relevou o empenho e esforço de todos os envolvidos para mostrarem o que de mais autêntico existe no concelho, elogiando também todos os carros alegóricos.

A Festa das Rusgas e o Concurso Malha-Malha de Bombos também voltaram a atrair multidões para as ruas e a animação foi uma constante, com vários grupos a “desfilarem” pelas várias artérias da vila, proporcionando uma confusão saudável e alegre.

Já no domingo à tarde, a Eucaristia em Honra de Nossa Senhora da Lapa e a Solene Procissão em Honra de Nossa Senhora da Lapa, dois dos pontos altos das festividades, reuniram inúmeros fiéis na Igreja e Largo da Lapa.

A Festa do Rio com Barcos Alegóricos, cujo tema foi “Portugal na Eurovisão”, voltou a fazer as maravilhas de todos espetadores.

Este desfile, organizado pelo Municipio, e cujos barcos alegóricos são elaborados pelo artista arcuense José Mokuna, é já uma marca das festividades, sendo um espetáculo de cor, luz e som procurado por muitos. As margens do rio Vez ficaram repletas por uma moldura humana, composta pelos milhares de pessoas que se deslocaram até Arcos de Valdevez para o poderem ver.

As tasquinhas no Trasladário e o Festival ínsua do Vez Summer Sessions continuam a ser outras das apostas bem conseguidas pela organização pois proporcionaram muita festa às pessoas e aos jovens em particular.

As festividades são organizadas pela Associação de Festas Folia, com o apoio do Municipio de Arcos de Valdevez.

Para o ano regressam, e com elas a nossa comunidade emigrante que se junta à residente para viver momentos de afeto, amizade e diversão.

festas_2018

festas_2018-2

festas_2018-3

festas_2018-4

festas_2018-5

festas_2018-6

IMG_1202

IMG_1213

IMG_1215

IMG_1230

IMG_1238

IMG_1240

IMG_1241

IMG_1244

IMG_1483

IMG_1520

IMG_1902

IMG_2053

FESTA EM HONRA À VIRGEM DAS DORES – MONÇÃO

16 a 20 de Agosto

A Festa em Honra à Virgem das Dores, uma das romarias mais genuínas do Alto Minho, decorre entre 16 e 20 de agosto com a promessa de cinco dias de veneração à imagem de Nossa Senhora e diversos momentos de animação com acentuada componente tradicional, etnográfica e festiva.

37400815_227631251218714_348463195079311360_n

Os momentos mais fortes, que reúnem milhares de pessoas nas ruas e varandas do centro histórico, são a procissão solene em honra à Virgem das Dores, no domingo, principal dia das festividades, e a procissão solene em honra do emigrante, segunda-feira, último dia.

Destaque ainda para a saudação mútua e despedida das bandas, após a procissão de domingo, onde os elementos da comissão de festas desfilam ao som das duas filarmónicas locais, sendo aplaudidos pelo público que enche os passeios para lhes agradecer a realização da festa.

Nos restantes dias, o programa reserva atuações de grupos de bombos, zabumbas, cabeçudos, gigantones, tocadores de concertina, ranchos folclóricos e bandas filarmónicas. Tal como grupos e artistas nacionais conhecidos do grande público.

A animação, com milhares de pessoas nas ruas, está garantida nestes cinco dias de festaO domingo tem uma forte componente religiosa com a Procissão Solene em Honra à Virgem das Dores. Prevê também a despedida das bandas, momento único e inesquecível para os mordomos e mordomas.

O último dia, segunda-feira, engloba missa e procissão em homenagem aos emigrantes, durante a manhã, e convívio ao final da tarde. A festividade termina com nova sessão de fogo-de-artifício.

A Comissão de Festas

36909155_219284022053437_2345616420714315776_n

36818864_219290588719447_1873020660666597376_n

36823183_219283988720107_7145729075393331200_n

36824593_219283832053456_7894642926523777024_n

36831847_219283972053442_4408372372692795392_n

36942320_219284002053439_9146243624038563840_n