Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA JÁ TEM CARTAZ OFICIAL DA FESTA DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA

- Cartaz da Festa de Nossa Senhora da Bonança 2018

"A Devoção a Nossa Senhora da Bonança"

Trajados do Cartaz: Camila Neto e Rui Brás

Agradecimentos (elaboração do Cartaz)

- Pessoa que em anónimo ofereceu as flores para o altar

- Filipe Barroso e Miguel Barroso pela excelente decoração do altar

- Padre Valdemar, pela cedência da capela

- Casa Sales, pela cedências dos palmitos

- António Dinis, pela cedência da roupa de pescador

Autor do Cartaz: André Matos

A Comissão de Festas 2018

30707081_1680063188746099_5667136701024913277_n

MONÇÃO REALIZA FESTA EM HONRA DE NOSSA SENHORA DA CABEÇA

O principal dia da festa é na terça-feira, dia 3, contudo, os primeiros foguetes fazem-se ouvir no domingo, dia 1. Ao caráter festivo e confraternizador da festa, junta-se uma acentuada e sentida carga religiosa. O interior da capela está sempre lindíssimo, sendo habitual a presença de crentes no “pagamento” de promessas. Por tradição, adquirem uma cabeça de cera de Nossa Senhora e cumprem o prometido na procissão ou à volta da capela.

Senhora Cabeça 01

Muito concorrida por romeiros portugueses e galegos, a Festa em Honra à Nossa Senhora da Cabeça, em Cortes, realiza-se nos dias 1, 2 e 3 de abril. O principal dia da festa é na terça-feira, dia 3, reservando aos fiéis os momentos mais solenes da festividade.

A entrada da Banda Musical de Monção tem lugar às 9h00, seguindo-se, pelas 11h00, missa solene com sermão, seguida de majestosa procissão acompanhada de quadros bíblicos e orquestrada pela Fanfarra Deu-la-Deu e Banda Musical de Monção.

Além do seu aspeto festivo, com atuação de grupos populares e orquestras galegas, a celebração da Senhora da Cabeça, logo a seguir à Páscoa, assume-se, desde muitas décadas, como uma festa dedicada ao convívio e confraternização com famílias inteiras a fazerem o “merendeiro” nas zonas sombreadas próximas da capela.  

Em tempos idos, quando Monção ainda tinha a estação de comboios em funcionamento, milhares de pessoas deslocavam-se, nestes dias, da sede do concelho até ao apeadeiro de Cortes, num percurso de três a quatro quilómetros. A afluência era tanta que a CP fazia horários especiais para cobrir as necessidades da procura.

Ao caráter festivo e confraternizador da festa, junta-se uma acentuada e sentida carga religiosa. O interior da capela está sempre lindíssimo, sendo habitual a presença de crentes no “pagamento” de promessas. Por tradição, adquirem uma cabeça de cera de Nossa Senhora e cumprem o prometido na procissão ou à volta da capela.

Senhora Cabeça 02

Senhora cabeça

PÓVOA DE LANHOSO FESTEJA A S. JOSÉ

Presidente da Câmara Municipal faz balanço “muito positivo” do S. José

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, faz um balanço “muito positivo” das Festas de S. José 2018. “Estamos muito satisfeitos e as nossas expectativas foram superadas, sem dúvida. A procissão foi o momento alto, com milhares de pessoas nas ruas”, destaca o autarca. “Nos momentos em que não choveu, tivemos adesão em massa de Povoenses e de visitantes, o que demonstra que o programa que apresentámos foi do agrado da maioria das pessoas”, continua Avelino Silva.

Hastear da Bandeira 1

Para além da procissão, as propostas musicais também registaram grande adesão, casos da Noite da Juventude, com os HMB, Eazy, Ian Meerut e Meninos de Coro; da Noite Solidária, com a atuação de José Cid e com o Tributo a António Variações; e do espetáculo infantil “O Mundo da Sara”, numa demonstração de que o S. José começa realmente nas crianças. Referência ainda para a atuação dos Povoenses Akisom. Estes espetáculos realizaram-se numa tenda instalada para o efeito na Praça Eng. Armando Rodrigues e tiveram entrada livre.

O programa do principal fim de semana de Festividades Concelhias cumpriu-se como previsto. No dia 19, feriado municipal, destaque para a cerimónia do Hastear da Bandeira, nos Paços do Concelho, com a presença do Executivo Municipal, liderado por Avelino Silva. A Noite de Folclore, a IX Concentração/Exposição de Motas Clássicas, o Passeio de BTT – Trilhos de S. José, o IV Encontro de Carochas, o Encontro de Concertinas, o concerto de Música Filarmónica foram igualmente propostas muito concorridas. Destaque ainda para a Feira Franca e para o tradicional Concurso Pecuário assim como para a eucaristia solene e para o fogo de artifício no encerramento das Festas.

Majestosa procissao em honra de S Jose 2018 1

As Festas de S. José 2018 começaram no dia 10 de março, mas, nesse primeiro fim de semana, devido à chuva, houve necessidade de adiar alguns dos momentos previstos, sendo que o Mercado da Terra foi a única iniciativa cancelada. O Cortejo Histórico e Etnográfico de S. José, uma das referências principais das Festas, ficou adiado para o dia 25 de abril, a Caminhada de S. José realiza-se já no próximo domingo, 25 de março, e a prova de Atletismo realiza-se a 15 de abril. Para 8 de julho ficou agendado o concurso de Pesca Desportiva de S. José. A abertura da exposição “Um (Outro) olhar sobre a Arte Sacra Concelhia”, o Festival de Natação, o Passeio de TT e a Super Especial de TT, o Concurso de Tiro ao Prato foram propostas que se desenrolaram normalmente, no primeiro fim de semana de Festividades.

De salientar ainda que, que de 16 a 19 de março, decorreu o fim de semana gastronómico, promovendo o Cabrito à S. José e as Rochas do Pilar, em cerca de 30 estabelecimentos de restauração e alojamento aderentes. No mesmo período, a Praça Eng. Armando Rodrigues acolheu uma Mostra de Artesanato e Produtos Regionais.

Majestosa procissao em honra de S Jose 2018

Multidao assistiu a procissao 1

Multidao assistiu a procissao 2

O Executivo Municipal nas Festas de S Jose 1

BARCELOS APRESENTA CARTAZ DA FESTA DAS CRUZES

Festa das Cruzes apresenta cartaz de qualidade e um novo palco na Frente Ribeirinha. Mariza e Herman José são alguns dos destaques do programa hoje apresentado

Os concertos de Mariza e Herman José & Big Band são dos principais destaques da Festa das Cruzes, a realizar-se entre 25 de abril e 6 de maio em Barcelos, e que este ano volta a apresentar novidades, designadamente um novo palco localizado na Frente Ribeirinha.

Capturarbre

O cartaz da Festa das Cruzes 2018, apresentado hoje pelo presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, revela um programa que conjuga da melhor forma as vertentes religiosa e profana, tendo este ano como pano de fundo a eleição de Barcelos como Cidade Criativa da UNESCO.

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, referiu na sua intervenção que "há muitos motivos que nos orgulham e o facto de termos sido distinguidos como Cidade Criativa da UNESCO é um deles e terá um grande impacto nesta edição da Festa das Cruzes". Miguel Costa Gomes frisou também o facto de "ainda esta semana o Município ter sido distinguido com o Prémio Nacional de Artesanato e a artesã Júlia Ramalho ter recebido o Grande Prémio Carreira, o que nos torna uma grande referência a nível nacional na área do artesanato e é isto que nos diferencia e enriquece também a Festa das Cruzes".

O Provedor da Real Irmandade do Senhor da Cruz, Pedro Ferreira, abordou a temática dos "tapetes de pétalas naturais que estarão expostos no Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz, a partir do dia 27 de abril" criando ainda expectativas sobre "a inauguração do restauro do Couto dos Cónegos, que é um local pouco visível, mas que a partir da conclusão do seu restauro, será um ponto de passagem para quem visitar Barcelos e o Templo do Senhor Bom Jesus da Cruz".

Já o Prior de Barcelos, Monsenhor Abílio Cardoso, abordou a parte religiosa, aludindo à "Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz que atingiu um estatuto único nos últimos anos, e que é o ponto alto da vertente religiosa".

Assim, a primeira grande romaria do Minho tem para oferecer aos barcelenses e às centenas de milhares de turistas que ao longo deste 12 dias passarão a Barcelos dezenas de eventos culturais, desportivos, religiosos e lúdicos, através de um programa ancorado na tradição e que, como não podia deixar de ser, vai ao encontro do gosto popular, procurando, também, cada vez mais, cativar o público mais jovem.

Do cartaz musical destacam-se as atuações do humorista Herman José acompanhado pela sua Big Band (28 de abril) e da fadista Mariza (30 de abril), espetáculos que terão lugar, pela primeira vez, na Frente Ribeirinha.

A criação de um terceiro palco junto ao Rio Cávado (além dos palcos na Avenida da Liberdade e Jardim das Barrocas) visa expandir a Festa das Cruzes valorizando, dessa forma, a envolvente urbana e promovendo a maior mobilidade dos foliões dentro da cidade, além de ser um espaço que pode acolher mais pessoas e que proporciona ao público uma melhor visibilidade para os concertos.

Ainda no plano musical, haverá ainda mais grandes concertos nos outros dois palcos da romaria, como o dos Santa Maria (27 de abril, no palco da Avenida da Liberdade), e de Ana Malhoa (dia 2 de maio, no palco do Jardim das Barrocas).

O programa da Festa das Cruzes dá palco, igualmente, aos novos valores musicais e instituições do concelho, contando com as atuações do Conservatório de Música de Barcelos (dia 25 de abril, no palco da Avenida da Liberdade), da Banda Sópodia (26 de abril, palco da Avenida da Liberdade), da Magistuna (1 de maio, no palco da Avenida da Liberdade), da Banda Musical de Oliveira (1 de maio, no palco da Avenida da Liberdade), além das diversas associações e grupos de Zés Pereiras do concelho que animarão as ruas da cidade.

Mantendo a sua vertente tradicional, a Festa das Cruzes volta a ter como um dos muitos pontos altos a Batalha das Flores (dia 1, às 15h00, na Avenida da Liberdade), este ano subordinada ao tema “Barcelos Cidade Criativa”. Dezenas de associações do concelho colhem as flores com as quais, depois, se vão digladiar num espetáculo único e de rara beleza.

O envolvimento do movimento associativo local evidencia-se, também, com as Rusgas ao Senhor da Cruz (29 de abril, 15h00, na escadaria do Templo do Senhor da Cruz).

A vertente religiosa assume extrema importância no cartaz da romaria, sendo a Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz (dia 3 de maio, feriado municipal, às 17h30), na qual desfilam as cruzes das 89 paróquias do concelho, uma das principais atrações.  Os Tapetes de Pétalas Naturais patentes no Templo do Senhor da Cruz (inauguração no dia 27 de abril, às 18h00) são um ponto de passagem obrigatório para quem visita Barcelos por este dias de festa.

À feição dos últimos anos, a Festa das Cruzes mantém a aposta em cativar o público jovem e, mais uma vez, o “Bamos às Cruzes” vai animar os foliões até de madrugada com muita música e bares na Alameda das Barrocas. Nos dias 27, 28 e 30 de abril e 2, 4 e 5 de maio pelo recinto do “Bamos às Cruzes” vão passar artistas e DJ como Insert Coin, Zecadegas, Ruizinho de Penacova, Los Bravos ou Isabel Figueira, entre muitos outros.

PÓVOA DE LANHOSO FESTEJA A S. JOSÉ

Aproxima-se o ponto alto do S. José na Póvoa de Lanhoso

Aproxima-se o principal fim de semana das Festas de S. José na Póvoa de Lanhoso, festividades concelhias que são um importante momento cultural, religioso e económico para a esta comunidade. A organização engloba a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso assim como diversas entidades locais, como Juntas de Freguesia, paróquias, coletividades e empresas.

Arquivo 2017

Esta sexta-feira, dia 16 de março, o destaque vai para a Noite da Juventude, pelas 21h30, na Praça Eng. Armando Rodrigues. HMB, Eazy, Ian Meerut e Meninos de Coro são as apostas para esta primeira noitada das festividades. A entrada é gratuita e as atuações decorrem em recinto coberto.

O Mundo da Sara é a aposta para a tarde de sábado, dia 17 de março. Com entrada gratuita e realizando-se em recinto coberto, este espetáculo infantil promete trazer muitas famílias às Festas de S. José. O início está marcado para as 15h00. A noite de folclore, a partir das 21h30, também promete ser do agrado de muitos. Participam três grupos da Póvoa de Lanhoso: o Rancho Folclórico de Santa Maria da Verim, o Rancho Folclórico Maria da Fonte de Fontarcada e o Rancho Folclórico da Póvoa de Lanhoso. O palco está na Praça Eng. Armando Rodrigues.

A grande atração da noite de sábado, a principal noitada das Festas de S. José, é o conhecido artista José Cid, apreciado por gerações de várias idades. Mas a animação começa antes, pelas 21h30, com o Tributo a António Variações. Esta é a chamada noite solidária, pois realiza-se a favor da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga, com sede na Póvoa de Lanhoso. A IX Concentração/Exposição de Motas Clássicas (Paços do Concelho, a partir das 9h00), o Passeio de BTT – Trilhos de S. José (saída às 9h30 da Avenida 25 de Abril), o IV Encontro de Carochas (sai da Avenida 25 de Abril às 9h30) e o Encontro de Concertinas (com início às 14h00, no Parque do Pontido) são igualmente propostas para o domingo, 18 de março, que encerra com fogo-de-artifício, de junto aos Paços do Concelho.

O principal dia das Festividades Concelhias é o 19 de março, dia de S. José e feriado municipal. 

O Hastear da Bandeira com autoridades civis, religiosas e militares está marcado para as 9h30, nos Paços do Concelho, e a Missa Solene de S. José acontece, como sempre, às 11h00, na Igreja Matriz. De manhã, a vila sede de concelho promete acordar com animação e azáfama da salva de morteiros (8h00), da Feira Franca de S. José (9h00), da banda de música de Calvos (dá entrada às 9h15) e do Concurso Pecuário (no Pontido, às 10h00).

De tarde, a procissão em Honra de S. José é o destaque, percorrendo majestosamente as principais ruas da vila. A saída é pelas 16h00. O programa prevê ainda a entrada da banda de música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso (13h45), o concerto de Música Filarmónica (14h00, Paços do Concelho) com as atuações da banda de música dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso e da banda musical de Calvos, a entrada da fanfarra do CNE de Fontarcada no recinto das festas (pelas 15h30) e a atuação dos Akisom (18h00, Praça Eng. Armando Rodrigues). A sessão de fogo de encerramento das Festas em Honra de S. José 2018 está marcada para as 21h00.

De salientar que de 16 a 19 de março, está a decorrer o fim de semana gastronómico de promoção do Cabrito à S. José e das Rochas do Pilar, em cerca de 30 estabelecimentos de restauração e alojamento aderentes. No mesmo período, a Praça Eng. Armando Rodrigues também acolhe uma Mostra de Artesanato e Produtos Regionais, que vale a pena visitar.