Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MORDOMAS DA SENHORA D’AGONIA EM VIANA DO CASTELO SÃO AS RAINHAS DA ROMARIA

Perto de setecentas mordomas desfilaram pelas ruas do centro histórico de Viana do Castelo, conferindo à grande romaria um momento único de singular beleza e encanto.

68541205_10220663570325715_1189121949993795584_n.jpg

A par do cortejo etnográfico e da procissão do mar, o desfile da mordomia constitui um dos momentos altos da festa que atrai à Princesa do Lima, para além de minhotos de toda a região, incluindo os emigrantes radicados nas mais longínquas paragens, como portugueses e estrangeiros de todas a proveniências.

E as moças vianenses, esplêndidas nos seus trajes característicos que testemunham a arte exímia das nossas bordadeiras, as mordomas deslumbraram com as suas arrecadas reluzentes, as arrecadas de Viana ou os brincos à rainha e a grande variedade e riqueza de peças da nossa ourivesaria tradicional cobrindo-lhes o peito.

O desfile da mordomia constitui um espetáculo de inexcedível beleza que atrai todos os anos milhares de forasteiros à magnífica cidade que é de todos conhecida como a princesa do Lima.

A Romaria de Nossa Senhora d’Agonia sintetiza a alma minhota em toda a sua grandeza e esplendor, revelando a pujança e a alegria, a beleza e o caráter das gentes do Minho. Por esta ocasião, qualquer que seja a sua origem, todos os minhotos são de Viana – somos todos vianenses!

Fotos: José Carlos R. Vieira

67912771_10220663538604922_205201064817852416_n.jpg

67964817_10220663561885504_7182509264055828480_n.jpg

68273062_10220663533444793_2308008823782113280_n.jpg

68287174_10220663561205487_6946891326747049984_n.jpg

68299115_10220663541324990_8621608803281928192_n.jpg

68299394_10220663547085134_5417605488713924608_n.jpg

68309365_10220663541885004_9008857949635870720_n.jpg

68330023_10220663545445093_650106195750682624_n.jpg

68369815_10220663536004857_9006869268108673024_n.jpg

68425906_10220663536484869_443768837205131264_n.jpg

68457772_10220663559925455_1630470843710570496_n.jpg

68468942_10220663540244963_4830172022682157056_n.jpg

68492453_10220663545925105_2765087717392908288_n.jpg

68541880_10220663540964981_6899821259731763200_n.jpg

68559669_10220663543565046_4604908787667566592_n.jpg

68588495_10220663542885029_4022782320665690112_n.jpg

68596745_10220663556925380_4835286216335163392_n.jpg

68629655_10220663539124935_7711587735286317056_n.jpg

68635930_10220663550325215_4299664937954836480_n.jpg

68747284_10220663535284839_1257982872887754752_n.jpg

68828200_10220663546645123_2378923432533295104_n.jpg

68857133_10220663556045358_891668741459279872_n.jpg

68862287_10220663537644898_7619407274573824000_n.jpg

68883522_10220663548565171_3390687512652414976_n.jpg

69024060_10220663548205162_2552921620075249664_n.jpg

69183349_10220663542285014_3857844478303797248_n.jpg

69246444_10220663538004907_7214036488671985664_n.jpg

CABEÇUDOS E GIGANTONES DESFILAM NA ROMARIA DA SENHORA D’AGONIA EM VIANA DO CASTELO

Não há festa ou romaria no Alto Minho sem o alegre desfile dos cabeçudos e gigantones, ao som dos bombos e gaitas-de-foles dos zés pereiras.

IMG_6440.JPG

Perde-se nos tempos as origens desta tradição cujo registo mais antigo no nosso país remonta a 1265, relativo à procissão do Corpo de Deus então ocorrida em Évora.

Para além da sua simbologia que remete muito provavelmente para rituais pagãos adaptados ao cristianismo, simbolizando os vícios que Cristo Sacramentado venceu, os cabeçudos e gigantones – também conhecidos por amazonas – conquistaram ao longo dos séculos grande popularidade sobretudo na região d’Entre-o-Douro-e-Minho, constituindo uma tradição comum à Galiza a tal ponto que, erroneamente, é por vezes tido como a partir dali tenha sido introduzido em Portugal.

Fotos: José Carlos R. Vieira

IMG_6442.JPG

IMG_6443.JPG

IMG_6445.JPG

IMG_6449.JPG

IMG_6451.JPG

VALENÇA ESTÁ EM FESTA!

15 de Agosto Há Romaria em Valença - Senhora do Faro

A Tradição da romaria, da peregrinação cristã e do mega piquenique em honra de Nossa Senhora do Faro, realiza-se quinta-feira, 15 de Agosto. Dos festejos destaca-se a multitudinária peregrinação a pé e o celebre mega piquenique em que o cabrito é rei nos petiscos.

Peregrinação a Pé

Centenas de peregrinos participam nesta secular peregrinação penitencial que sai da Igreja da Colegiada de Santo Estêvão, na cidade, às 8h00 e termina na Capela do Faro, no topo do monte, por volta das 11h00. 7,5 Km's, a pé, pela estrada do Faro em que a devoção a Nossa Senhora do Faro atrai muitos peregrinos do norte de Portugal e da Galiza.

Cabrito no Forno no Piquenique

Para as 11h15 está programada a celebração eucarística, seguida do celebre piquenique. Manda a tradição que no dia da romaria o farnel de Cabrito assado no forno a lenha é o rei de um mega piquenique, no amplo e frondoso Parque de Merendas do Monte do Faro. A festa prolonga-se, tarde dentro, com um festival de bandas filarmónicas, a partir das 15h.

Devoção Popular

A 15 de Agosto Valença celebra a Assunção de Nossa Senhora uma das mais emblemáticas festividades religiosas do Alto Minho que todos os anos atrai milhares de devotos ao Parque do Monte do Faro.

A Peregrinação ao Faro é o ponto alto das celebrações religiosas das Festas de Valença que decorrem em Valença até 15 de agosto, na cidade e no Parque do Monte do Faro.

Senhora do Faro entre a Lenda e a Tradição

A devoção à Senhora do Faro é secular e um marco de fé para as povoações do Alto Minho e do sul da Galiza.

Conta a lenda que um homem natural de Valença tendo ido combater no norte de África lá ficou cativo dos Mouros. Sujeito a tantas privações, durante meses viveu agrilhoado pelos pés, sem água, nem o verde e frescura das terras do Minho. Uma noite suplicou à Senhora que o livra-se deste suplicio. Durante as orações adormeceu. Acordou com uma brisa fresca e o barulho da água a correr, era de manhã e apercebeu-se que não estava em África, mas no monte do Faro das suas memórias. Agradecido à Senhora do Faro, deixou os grilhão que carregara nos pés como agradecimento pela libertação. Os grilhões são um dos relicários do santuário e um nicho faz jus a esta lenda / história e são ponto de veneração dos muitos peregrinos que rumam ao Monte do Faro.

CAMINHA FESTEJA A SANTA RITA DE CÁSSIA

Terminaram ontem em Caminha as festas em honra a Santa Rita de Cássia.

Estas festividades remontam pelo menos a 1844, atraindo anualmente a Caminha milhares de visitantes.

67967037_2341786635875852_4853431177555476480_n.jpg

Do programa religioso fazem parte os sermões e a majestosa procissão, constituída por dezenas de andores e figurantes, sempre acompanhada por uma fanfarra ou banda de música.

O programa de animação cultural também é rico e diversificado. São muitos os concertos e espetáculos de fogo-de-artifício. Um dos momentos mais altos da festa é a monumental serenata de fogo-de-artifício nas margens do rio Coura, que tem sempre lugar na última noite.

Nascida em Roccaporena, na Úmbria, em 1381, com o nome no século Margherita Lotti, Santa Rita de Cássia foi uma monja agostiniana da diocese de Espoleto, em Itália.

Os seus milagres e virtudes levaram à sua beatificação pela em 1627, tendo sido canonizada pela Igreja Católica em 1900. É tida como “advogada das causas perdidas”, a “santa do impossível” e considerada a protetora absoluta das mães e esposas que sofrem maus-tratos dos maridos.

Fotos: Câmara Municipal de Caminha

68363162_2341786129209236_5763017234083479552_n.jpg

68345023_2341785399209309_3918158270249828352_n.jpg

68850305_2341786699209179_6934064256593690624_n.jpg

67872062_2341786452542537_2169313983218057216_n.jpg

67965570_2341786555875860_1010791012328538112_n.jpg

68461694_2341781262543056_8691881460451246080_n.jpg

67913661_2341779899209859_3666924398788476928_n.jpg

68385730_2341777872543395_1273832272872603648_n.jpg

67875909_2341779545876561_300213644145197056_n.jpg

68929791_2341777782543404_471538674106892288_n.jpg

67811536_2341785125876003_1827855639280353280_n.jpg

68677440_2341780245876491_8847550497100398592_n.jpg

67818130_2341784772542705_7595643233409957888_n.jpg

67908627_2341784159209433_9140964344727601152_n.jpg