Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO: RIBEIRÃO FUTEBOL CLUBE COM BALNEÁRIOS RENOVADOS

Paulo Cunha e Mário Passos inauguram intervenção no Campo de Treinos

O campo de treinos do Ribeirão Futebol Clube beneficiou de um conjunto de obras nos balneários, uma intervenção que trouxe “um salto muito qualitativo a esta infraestrutura e à prática desportiva destes atletas”, como referiu o presidente do Clube, Rui Oliveira.

AFS_2281.jpg

A obra que contou com um investimento municipal de 44.500 mil euros foi inaugurada na passada quarta-feira pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e pelo vereador do desporto do município, Mário Passos.

Paulo Cunha salientou a importância destas obras para o clube, os atletas e para a vila de Ribeirão. “Este complexo nasceu há bastantes anos e tem vindo a beneficiar de melhorias constantes o que permite que ele continue a corresponder às necessidades e às expetativas do clube e da vila”.

“É fruto de um trabalho que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver por todo o território numa colaboração permanente com a juntas de freguesia e com as coletividades em prol das comunidades”, explicou o autarca.

Refira-se que o Ribeirão 1968 Futebol Clube, foi originalmente fundando em 1968 como Grupo Desportivo de Ribeirão, tendo disputado durante vários anos os campeonatos nacionais da extinta III Divisão e da II Divisão e atual Campeonato Nacional de Seniores. Disputa atualmente a Divisão de honra da AF Braga, no Estádio do Passal.

AFS_2237.jpg

AFS_2150.jpg

FAMALICÃO ANUNCIA RESTAURO DO PAINEL DE AZULEJOS DE JOÃO CHARTERS DE ALMEIDA DA FUNDAÇÃO CUPERTINO DE MIRANDA

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e o Presidente da Fundação Cupertino de MirandaPedro Álvares Ribeiro, vão apresentar a intervenção de restauro do Painel de Azulejos da Fundação da autoria do artista João Charters de Almeida e Silva. 

azulejfamalic.jpg

A torre da Fundação, com 34 metros de altura, é revestida exteriormente, em toda a sua extensão, por quatro painéis de azulejos superiores, mais seis ao nível do piso do rés-do chão. Trata-se de um edifício emblemático tanto pelo seu revestimento azulejar, da autoria de Charters de Almeida (n. 1935), como pela estrutura helicoidal interior da torre com 10 pisos.

Cada painel tem uma alegoria diferente, que representam o intuito do Fundador: À Educação e às Artes; Conjugação dos esforços; O Homem e o Universo; Protecção.

Refira-se que a Câmara Municipal de Famalicão está neste momento a desenvolver obras de reabilitação urbana, no centro da cidade, onde se situa precisamente a Fundação Cupertino Miranda. Trata-se de um dos maiores investimentos públicos de sempre na requalificação de um espaço público citadino famalicense, que irá tornar a cidade mais moderna, funcional e com uma nova oferta para os seus cidadãos e visitantes.

O CINEMA FORA DE PORTAS ESTÁ DE REGRESSO A FAMALICÃO

22.ª edição do Cinema Paraíso decorre de 4 de julho a 18 de agosto

Com a subida das temperaturas e o regresso das noites quentes, Vila Nova de Famalicão vira o projetor para o exterior e volta a direcionar as luzes do cinema para as praças e parques do concelho com uma nova edição do Cinema Paraíso.

DSC_7254.jpg

A proposta chega-nos mais uma vez pela mão do Cineclube de Joane, que de 4 de julho a 18 de agosto sugere muitos e bons filmes para animar as noites de verão dos famalicenses.

Este ano, para além das habituais sessões às quartas no recinto do Anima-te, no Parque da Devesa, a iniciativa vai manter a marca da itinerância fazendo também chegar a sétima arte a cinco freguesias do concelho: Arnoso Santa Eulália, Carreira, Fradelos, Mogege e Vale São Cosme.  

O cartaz da 22.ª edição do Cinema Paraíso arranca a 4 de julho, no Parque de Jogos da Carreira, com a exibição do filme “Benzinho” de Gustavo Pizzi. Segue-se a primeira noite de cinema ao ar livre na Devesa, no dia 7 de julho, com o filme “Knives Out: Todos São Suspeitos”“Tempos Modernos” de Charlie Chaplin vai ser exibido a 11 de julho, no Parque de Jogos de Arnoso Santa Eulália. “A Ovelha Choné: A Quinta Contra-Ataca” é o filme que se segue na Devesa, no dia 14 de julho.

O mês de julho conta ainda com as exibições dos filmes “Mirai”, no dia 18, no CIIES, em Vale São Cosme; “Parasitas” no dia 21, no adro da igreja de Fradelos, e “Ordem Moral”, no dia 25, no Campo de Jogos da ADERM, em Mogege.

No mês de agosto, as sessões do Cinema Paraíso decorrem todas no Parque da Devesa. Dia 4 é exibido “Nomadland – Sobreviver na América”, vencedor do Oscar de Melhor Filme; dia 11 é a vez de “Mary e a Flor da Feiticeira”, encerrando com “A Estrada” de Federico Fellini, no dia 18.

Todas as sessões estão marcadas para as 22h00 e têm entrada gratuita. Para as sessões marcadas na Devesa é obrigatório o levantamento de ingresso no período das 2 horas que antecede a sessão. As sessões nas freguesias são também limitadas à lotação dos vários espaços.

Recorde-se que o Cineclube de Joane organiza desde 1999 o Cinema Paraíso em Famalicão. A iniciativa é promovida em parceria com o município e a Casa das Artes.

“Nas edições anteriores afirmamos uma das principais ideias do projeto, a sua itinerância, o que permitiu ao Cinema Paraíso estacionar em mais de trinta locais, num percurso que já chegou a mais de metade das freguesias do território de Vila Nova de Famalicão e que conhece nesta sua 22.ª edição um incremento através do programa de descentralização cultural Há Cultura/Cultura Para Todos” promovido pelo município e cofinanciado pelo NORTE 2020, através do Fundo Social Europeu, explica a organização.

“Para esta edição vamos continuar a levar o cinema às populações, com escolhas criteriosas, com propostas que cheguem ao grande público e que ambicionam surpreender o espectador. Cinema popular de várias proveniências, do presente e em diálogo com a história do Cinema”.

O convite está lançado, traga pipocas, amigos e a família, mantas e almofadas e não se esqueça do agasalho para as noites mais frescas

FAMALICÃO: CONCURSO "TODOS POR UM MUNDO MELHOR" JÁ TEM VENCEDORES

Conhecidos os vencedores da 2.ª edição do concurso “tODoS por um mundo melhor”

Já são conhecidos os textos vencedores da segunda edição do concurso de escrita criativa “tODoS por um mundo melhor”, uma iniciativa dirigida aos alunos do 2º e 3º Ciclo do concelho de Vila Nova de Famalicão, promovida pela Rede Municipal de Leitura Pública de Famalicão, no âmbito do projeto “ODS: juntos mudamos o mundo".

20200116_113014.jpg

Os textos vencedores selecionados foram, na categoria do ODS 4 “Educação de qualidade”, a turma 703 da Escola Secundária D. Sancho I, na categoria do ODS 5 “Igualdade de género”, a turma 6.º 11 da EB2,3 Júlio Brandão e, por último, na categoria do ODS 6 “Água potável e saneamento”, a turma 7ºA da EB2,3 Bernardino Machado.

Nesta segunda edição, inscreveram-se um total de 31 turmas dos Agrupamentos de Escolas de Gondifelos, D. Maria II, D. Sancho I, Camilo Castelo Branco e Padre Benjamim Salgado.

Devido ao contexto de pandemia em que nos encontramos esta edição realizou-se num formato diferente do programado. Assim, numa primeira fase foi gravado e enviado a todas as turmas inscritas a concurso um vídeo de apresentação do projeto “ODS: juntos mudamos o mundo” e, numa segunda fase, um vídeo tutorial onde foi explicado “passo a passo” a dinamização da oficina de escrita criativa em contexto de sala de aulas, juntamente com o professor responsável.

Após a entrega dos trabalhos finais, o júri do concurso, constituído por Juliana Sá, técnica superior da Direção Geral do Município de Famalicão, Aurélia Azevedo, professora bibliotecária do Agrupamento de Escolas de Ribeirão e Teresa Torres, técnica superior da Rede Municipal de Leitura Pública do Município de Famalicão, selecionou os vencedores desta segunda edição. O objetivo final seria criar um conto infantojuvenil onde o tema central refletisse os ODS abordados durante o ano letivo que agora termina. De referir que este ano foram tratados os ODS 4 (Educação de qualidade); ODS 5 (Igualdade de género) e ODS 6 (Água potável e saneamento).

De salientar que o objetivo final deste Concurso é a criação de uma coleção de contos interativos digitais dedicados aos ODS, os quais serão integrados numa “estante virtual”, alojada no sítio web da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco.

Recorde-se que já se encontram disponíveis nesta “estante virtual” os três primeiros contos interativos digitais, resultantes da 1ª edição do Concurso de Escrita Criativa

CASA DA JUVENTUDE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO ORGANIZA CAMPO DE FÉRAS

Inscrições abertas para o campo de férias “Verão Aventura 2021”

Arrancam esta quinta-feira, 17 de junho, as inscrições para o campo de férias “Verão Aventura 2021”, promovido pela Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão.

Campo de Férias.png

A iniciativa vai decorrer de 5 a 23 de julho e destina-se aos jovens entre os 12 e os 16 anos.

Estimular a criatividade, proporcionar aprendizagens e desenvolver a curiosidade dos mais jovens são os principais objetivos deste campo de férias que se dividirá entre a Casa da Juventude, o Centro Escutista da Apúlia e a Praia da Ramalha.

As inscrições decorrem até 24 de junho, no portal da Juventude, em www.juventudefamalicao.org, são limitadas a 25 participantes e têm um custo semanal de 30 euros, incluindo transporte, seguro, atividades e almoços.

Ao longo dos vários dias serão desenvolvidas atividades lúdico-pedagógicas que permitirão aos participantes ocupar o seu período de férias de forma saudável, dinâmica e espontânea, com ateliês pedagógicos, jogos de equipa, jogos tradicionais, atividades aquáticas, entre outras atividades.

Toda a informação relativa ao material necessário, normas de segurança, inscrições e pagamentos no portal da Juventude ou através do email casadajuventude@famalicao.pt e do telefone 252 314 582.

REABILITAÇÃO DO EDIFÍCIO SERAFIM E ESPERANÇA OLIVEIRA NO CENTRO DE FAMALICÃO RECEBEU MENÇÃO HONROSA

A reabilitação do edifício Serafim e Esperança Oliveira, localizado na rua Lourenço da Silva, na União de Freguesias de Antas e Abade de Vermoim, foi distinguida com uma Menção Honrosa no âmbito da segunda edição do Prémio Januário Godinho, promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, e que foi entregue esta segunda-feira, nos Paços do Concelho. O projeto de arquitetura foi da responsabilidade do Atelier 15 arquitectura, Lda., sendo co-autores os arquitetos Sérgio Fernandez e Alexandre Alves Costa. A obra foi executada por Construções Silvério & Filho e promovida por Vítor Serafim Pereira Oliveira.

Januário Godinho.jpg

O prémio foi entregue pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que considerou a intervenção sobre o património edificado, seja ele classificado ou corrente com valor, fundamental para a salvaguarda da memória coletiva.

São objetivos do Prémio Januário Godinho, diligenciar a salvaguarda e valorização do património e, também, promover a divulgação do trabalho desenvolvido por projetistas, construtores e promotores que assente nas boas práticas de reabilitação de edifícios.

A atribuição da Menção Honrosa premiou, sobretudo, o trabalho de restauro operado na fachada deste edifício. A fachada é composta por um conjunto de elementos que foram devidamente tratados e que, no caso dos elementos cerâmicos, tiveram o acompanhamento de um técnico de conservação e restauro. Por estes motivos, entendeu-se que este esforço deveria ser reconhecido e, portanto, ser-lhe atribuída uma Menção Honrosa.

As candidaturas à 3.ª edição do prémio Januário Godinho encontram-se a decorrer, terminando o prazo de entrega este mês de junho.

PROFESSORA FAMALICENSE É UMA DAS DEZ FINALISTAS DO GLOBAL TEACHER PRIZE

Afonso Reis, elemento do Júri Internacional e Presidente do Júri da edição portuguesa esteve esta terça-feira em Famalicão

A professora famalicense Maria Elsa Mendanha, de Educação pré-escolar do jardim-de-infância de Seide S. Miguel, é uma das dez finalistas do Global Teacher Prize, uma iniciativa promovida pela Fundação Varkey e reconhecida como o “Nobel da Educação”. Em Portugal, o prémio é fomentado pela associação “As Mentes Empreendedoras” e tem como promotor do projeto Afonso Reis, que esteve, esta terça-feira, em Vila Nova de Famalicão, para distinguir a professora finalista, numa sessão que decorreu na Casa das Artes e contou com a presença das crianças da sala da educadora Elsa. Estiveram ainda presentes a vereadora da Família do município de Famalicão, Sofia Fernandes, o diretor do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, Carlos Teixeira, entre outros.

BDF_1844.jpg

Para Afonso Reis, o objetivo do Global Teacher Prize é em primeiro lugar “valorizar a educação e os professores e encontrar os professores inspiradores”. O prémio foi criado também para partilhar saberes e trazer o assunto “Educação” para a ordem do dia, sensibilizando e responsabilizando toda a comunidade para a importância do contributo de cada um para criar novas respostas aos desafios que se apresentam. “Cada professor, como protagonista da educação, tem diariamente em mãos a possibilidade de fazer a diferença, e com ela, uma imensa responsabilidade”, referiu.

O responsável destacou ainda o facto da professora Elsa Mendanha ser “a primeira professora educadora de infância entre as dez finalistas do prémio”.

Sofia Fernandes aproveitou a oportunidade para elogia “a atitude proativa e empreendedora da professora Elsa”, que promove diversos projetos, metodologias e práticas educativas inovadoras bem-sucedidas, envolvendo a comunidade, “num trabalho muito meritório e que trará frutos no futuro”.

Visivelmente feliz e emocionada, Elsa Mendanha, falou do trabalho desenvolvido e elogiou toda a equipa, referindo que o facto de ter chegado até aqui “é uma enorme vitória”.

A professora Elsa Mendanha trabalha no Jardim de Infância de Seide, do agrupamento escolas Camilo Castelo Branco há cerca de 12 anos. A inovação no seu método pedagógico consiste em conceber a escola como um todo: usa os espaços exteriores da comunidade como uma extensão do edifício, envolve colegas, assistentes operacionais, famílias e outros elementos da comunidade. A mudança do modelo educacional tradicional para um modelo pedagógico baseado no construtivismo, no humanismo, no naturalismo e na participação, sustenta-se no trabalho colaborativo em parceria com outros professores, tendo dado origem ao Projeto: “Sei de um Jardim… para Brincar e Aprender”. Este projeto visa proporcionar uma educação de qualidade, baseada em ações, que favorecem a inclusão, respeitando a singularidade e liberdade de cada criança. Estabelece, assim, uma relação colaborativa de proximidade com a comunidade, numa partilha de recursos humanos e materiais que complementam as práticas educativas. Como resultado, é possível verificar a felicidade e a motivação que as crianças sentem em ir para a escola, também enfatizada pelas famílias.

A cerimónia final de anúncio do vencedor da Global Teacher Prize Portugal 2021 terá lugar em Oeiras, na sexta-feira, 18.

BDF_1837.jpg

FAMALICÃO: FESTIVAL INTERNACIONAL DE ÓRGÃO COM CONCERTO DE VERÃO NA IGREJA MATRIZ DE RIBEIRÃO

Javier Artigas dá concerto na Igreja Matriz de Ribeirão no dia 20 de junho

O FIO – Festival Internacional de Órgão está de regresso a Vila Nova de Famalicão com um concerto protagonizado por Javier Artigas na Igreja Matriz de Ribeirão, no dia 20 de junho, pelas 17h00.

FIO2020_ribeirao.png

Os concertos de verão do FIO 2021 arrancam no dia anterior, 19 de junho, no Mosteiro de Santo Tirso pelas mãos do mesmo músico, e marcam o aquecimento para a 7.ª edição do festival que vai acontecer em setembro próximo estando já confirmadas as presenças de Rosana Orsini, Marco Brescia, Franz Hauk, Radoslaw Marzec de Ministriles de Marsias, entre outros.

O Festival Internacional de Órgão terminará com concertos de Natal nos dias 11 e 12 de dezembro no Mosteiro de Santo Tirso e na Igreja Matriz de Ribeirão, respetivamente.

Recorde-se que o FIO é organizado pela Tagus - Atlanticus Associação Cultural, uma associação cultural sem fins lucrativos que desde 2011 realiza eventos com o intuito de divulgar e promover a cultura e o património ibero-americano, e pela empresa JMS Organaria, fundada em 2015 e especializada na construção de tubos de palheta para órgãos e no restauro de instrumentos históricos. O festival decorre nos territórios de Santo Tirso e Vila Nova de Famalicão, devido ao facto de se tratarem das localidades com a maior concentração de empresas do ramo da organaria em Portugal, inclusive produção de tubos e componentes para alguns dos mais importantes órgãos do mundo.

FIO2021_orgao_ribeirao_20jun.jpg

FAMALICÃO PROMOVE DEBATE SOBRE O TEMA "PÓS-COVID: O DESAFIO MAIOR"

“Pós-Covid: O Desafio Maior” é tema do 3.º Fórum Económico Famalicão Made In

Iniciativa é promovida pelo Jornal de Notícias e Câmara Municipal de Famalicão, no próximo dia 22 de junho

O economista Daniel Bessa, o presidente da CCDR-Norte, António Cunha, e o Presidente do Conselho Económico e Social, Francisco Assis, são alguns dos convidados que vão participar no 3.º Fórum Económico Famalicão Made In, dedicado ao tema "Pós-Covid: O Desafio Maior", organizado pelo Jornal de Notícias (JN) e pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. A iniciativa realiza-se no próximo dia 22 de junho, na Casa das Artes de Famalicão e conta com transmissão em direto no site do JN.

imageposcov.jpg

Tendo noção dos enormes desafios que aí vêm, talvez seja boa altura para recordar o ensinamento de Herman Melville, poeta e ensaísta norte-americano: "A ignorância é a progenitora do medo". Ora, a ignorância combate-se com (boa) informação. É esse o objetivo desta conferência: debater temas como a recuperação económica e o melhor uso a dar aos fundos que a chamada "bazuca" europeia há de trazer, as novas formas de emprego, a (fundamental) transição digital, a decisiva sustentabilidade ambiental.

Os desafios que a pandemia colocou (e continua a colocar) são imensos, tal como as oportunidades. É sobre eles que se pretende falar, numa conferência que conta com personalidades de vários setores de atividade.

A sessão de abertura está agendada para as 14h30 e conta com as participações da diretora do Jornal de Notícias, Inês Cardoso e do Presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha. Segue-se uma intervenção via digital de Margrethe Vestager, Comissária Europeia da Concorrência e Vice-Presidente Executiva de Uma Europa Preparada para a Era Digital. Pelas 15h00, intervém o economista Daniel Bessa.

Segue-se o painel de debate com as intervenções de Francisco Assis, Presidente do Conselho Económico e Social; António Cunha, Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional da Região Norte; Guta Moura Guedes, Diretora da Experimenta; Manuel Gonçalves, Diretor Executivo da Têxtil Manuel Gonçalves e moderação de Paulo Ferreira, Jornalista do Jornal de Notícias.

O encerramento deverá estar a cargo do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, estando a sua presença ainda sujeita a confirmação.

O evento é de entrada gratuita, mas sujeita a inscrição obrigatória que poderá ser efetuada através do site do Jornal de Notícias.

AFS_8998.jpg

FAMALICÃO: ANIMA-TE DEDICA FIM-DE-SEMANA À MOSTRA MEDIEVAL E VIKING

De sexta, 18 de junho, a domingo, 20, com três espetáculos diários às 10h30, 14h30 e 17h30

Depois de duas semanas marcadas pela animação das Festas Antoninas, o recinto do Anima-te, no Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão, prepara-se agora para ser invadido por vikings.

image58355.jpeg

A programação do próximo fim-de-semana do programa de verão promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão é dedicada à Feira Medieval e Viking que, mais uma vez, promete levar os famalicenses numa viagem até ao século XI, “quando o condado portucalense estava sob o domínio de Leão e, na mesma altura - em setembro de 1016 -, sucede o ataque Viking, que provoca a morte do conde Alvito Nunes”.

A iniciativa, que vai decorrer em formato de mostra de sexta, 18 de junho, a domingo, dia 20, é organizada pela Escola Profissional CIOR, com o apoio do Município.

O programa inclui a apresentação de três espetáculos por dia – 10h30/14h30/17h30 - com uma duração aproximada de duas horas cada. Várias animações/performances, com música, danças, lutas, autos de fé e rituais viking, performances, acrobacia e malabarismo.

Durante os três dias da mostra, os visitantes poderão ainda assistir à recriação de um aldeamento do povo viking, com visita guiada diária, às17h00.

Refira-se que desde a sua primeira edição, em maio de 2005, a Feira Medieval tem-se afirmado como um evento de recriação histórica e manifestação cultural e recreativa, vivida pelos milhares de pessoas que a visitam e que são convidados a conhecer um facto histórico que já completou um milénio, mas que ainda é desconhecido de muitos - a incursão normanda/viking que foi enfrentada, no ano de 1016, no então Castelo de Vermoim.

Recorde-se que todos os espetáculos inseridos na programação do Anima-te têm entrada gratuita, com levantamento obrigatório de ingresso no local do evento (Parque da Devesa) no período das 2 horas que antecede o espetáculo. Cada pessoa poderá levantar até 6 ingressos.

O palco do Anima-te está instalado no Parque da Devesa, ao ar livre, junto ao lago, numa área limitada e preparada para receber cerca de 882 pessoas com todas as condições de segurança.

Programa completo da edição de 2021 do Anima-te disponível para consulta em www.famalicao.pt

FAMALICÃO: REQUALIFICAÇÃO DO ADRO DA IGREJA PERMITE A SEZURES "CONSTRUIR COMUNIDADE"

Paulo Cunha esteve este domingo no lançamento da primeira pedra da obra

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, esteve este domingo, 13 de junho, em Sezures para assinalar o arranque das obras de requalificação do adro da igreja da freguesia.

Sezures.jpg

Com esta nova intervenção no terreno, a autarquia famalicense tem praticamente concluído o processo de reabilitação dos adros paroquiais do concelho, que nos últimos anos representou um investimento municipal de mais de 1,5 milhões de euros.

“Queremos valorizar e criar condições para que todo o espaço público seja aprazível. Apesar da sua natureza religiosa, os adros têm também uma dimensão cívica por serem espaços onde as pessoas podem estar, conviver e, acima de tudo, construir comunidade”, explicou Paulo Cunha.

Sobre a empreitada que agora arranca em Sezures, o autarca acrescentou que “é uma obra relevantíssima para o futuro desta comunidade que, estou seguro, nunca recebeu tanta atenção e investimento do município como está a receber agora. Isso está a acontecer porque merece e porque não pode ficar atrás das outras comunidades. A sua beleza, o seu enquadramento e a genuinidade das suas gentes merecem este esforço e esta dedicação por parte da Câmara Municipal”.

Naturalmente satisfeito estava também o presidente da União de Freguesias de Arnoso e Sezures, Jorge Amaral, “pela concretização desta obra tão desejada pela comunidade e que a todos enche de orgulho”.

Recorde-se que a empreitada prevê a requalificação e o aumento da área envolvente à igreja paroquial de Sezures, com intervenção parcial na Avenida de São Mamede, Rua do Adro e na Avenida de Nossa Senhora de Fátima e a requalificação de um cruzeiro e de um fontanário centenário existentes na envolvente do espaço, entre outros trabalhos.

A obra contou com um apoio municipal de 147 mil euros, aprovado na reunião do executivo do passado dia 2 de junho.

Sezures1.jpeg

FAMALICÃO: CALENDÁRIO PROJETA NOVO PARQUE DE LAZER

Paulo Cunha visitou a União de Freguesias na passada quarta-feira, 9 de junho

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, continua a percorrer o território concelhio e agora foi a vez da União de Freguesias de Famalicão e Calendário entrar no mapa do ciclo de visitas ao terreno promovido pelo autarca famalicense.

famalcalend (1).jpeg

Aqui saltam à vista as grandes obras em curso que prometem revolucionar a área central da cidade, como é o caso da reabilitação do centro urbano e da construção da rede urbana pedonal e ciclável, mas há outros investimentos “não menos importantes” que segundo Paulo Cunha vão contribuir para um aumento da qualidade de vida desta comunidade.  

É o caso do novo parque de lazer que a Junta de Freguesia quer construir junto ao apeadeiro de Barrimau, numa parcela de terreno com mais de um hectare que será cedida pela Câmara Municipal, mas também da requalificação da zona envolvente da capela de Santa Catarina que deverá iniciar em breve.

Ao nível das acessibilidades destaque, por exemplo, para as intervenções já concretizadas e outras ainda por iniciar em algumas ruas com vista ao melhoramento do piso, dos passeios e criação de novos estacionamentos, como é o caso da Rua Lino José de Sousa Ferreira, Rua da Balaída, Rua de Painçães, Rua Fontes Pereira Melo, Rua da Vitória, Rua de São Julião, Rua José Elísio Cerejeira, Avenida D. Afonso Henriques, Avenida Carlos Bacelar, entre outras.

Ao nível do edifício escolar, destaque para os trabalhos de remoção de fibrocimento nas escolas básicas Dr. Nuno Simões e Júlio Brandão.

Refira-se ainda que na visita da passada quarta-feira, 9 de junho, Paulo Cunha fez-se acompanhar pelo vereador das Freguesias, Mário Passos, e pela presidente de Junta, Estela Veloso, que quis também realçar a importância de todo o investimento realizado que não se materializa em obra física.

“Queremos dar continuidade à aposta na área social. Se hoje somos uma comunidade dinâmica muito se deve à força do nosso tecido social, educativo, desportivo e cultural que queremos que continue a ver na Junta de Freguesia um parceiro inabalável”, referiu Estela Veloso.

famalcalend (2).jpeg

FAMALICÃO: "LOCAL" DO INAC COM NOVAS DATAS

Lesão do intérprete principal obriga à recalendarização do espetáculo em Famalicão e Guimarães

Por motivos de lesão do intérprete principal, as datas previamente anunciadas para os municípios de Famalicão e Guimarães do espetáculo “Local”, promovido pelo Instituto Nacional das Artes do Circo – INAC no âmbito do projeto “Quadrilátero Cultural”, vão sofrer alterações, mantendo-se a calendarização prevista para os concelhos de Braga e Barcelos.

Ashleigh Georgiou2.jpg

A estreia da nova criação do INAC passa assim a decorrer em Barcelos, na Frente Ribeirinha, a 27 de junho, seguindo para o Parque da Ponte, em Braga, no dia 3 de julho. A apresentação do espetáculo no Campo de São Mamede, em Guimarães, foi reagendada para o dia 10 de julho, encerrando em Vila Nova de Famalicão, no anfiteatro do Parque da Devesa, no dia 15 de julho.

Todos os espetáculos são apresentados às 19h00, têm entrada livre, mas limitada à lotação do respetivo recinto. Em Famalicão, obriga ao levantamento do ingresso no local a partir de uma hora antes, isto é, a partir das 18h00 do dia 15.

O projeto Quadrilátero Cultural integra quatro conceitos artísticos em circulação pelos quatro municípios de Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães. Famalicão irá apresentar o circo contemporâneo e recebe o Ciclo de Piano Contemporâneo de Braga, a dança contemporânea de Guimarães e “Instrumentistas de Exceção” de Barcelos.

O espetáculo “Local” pretende continuar a renovar o conceito de apresentação de circo contemporâneo em espaços não convencionais, criando relação cenográfica e de proximidade com o público e com as cidades, relacionando-se também, com o seu património. “Local” é uma reflexão sobre isso mesmo, mas também sobre a ancestralidade dos territórios onde serão apresentados, encontrando os pontos de encontro entre as várias cidades, o que as une e foi separando ao longo do tempo, através da expressão de uma prática artística que une também disciplinas artísticas e estéticas.

Esta criação, que conta com direção artística e encenação de Bruno Machado e Juliana Moura e interpretação de artistas nacionais e internacionais (Diogo Santos, Mau Jara, Pietro Barilli, Gaspar Ribeiro, Victor Abreu, Martina Mugheddu), cenografia de André Filipe Santos, composição musical de Luca Argel, é também ela um cruzamento de referências, nacionalidades e experiências, cuja fusão resultará na experimentação de um objeto artístico incomum, em espaços de apresentação incomuns e do dia-a-dia dos habitantes e visitantes, como são o anfiteatro do Parque da Devesa, em Famalicão, ou os locais dos centros históricos como são o Campo de São Mamede, em Guimarães, o Parque da Ponte, em Braga, e a Frente Ribeirinha, em Barcelos, que prometem imagens únicas.

O Quadrilátero Cultural é um projeto financiado pelo programa operacional NORTE 2020, através do FEDER [Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional].

Workshop “Bastidores

O espetáculo “Local” é acompanhado do laboratório “Bastidores”, dirigido por Bruno Machado e Juliana Moura, tendo como base a desconstrução do processo criativo do espetáculo e o desenvolvimento de públicos para as artes performativas e circo contemporâneo.  O workshop proposto, baseia-se na reflexão sobre a metodologia utilizada no processo de criação, através do vídeo-documentário e a videoarte, usando igualmente alguns dos exercícios efetuados durante o período de criação do espetáculo, aproximando a comunidade do processo criativo do espetáculo e sensibilização artística para o circo contemporâneo. 

Famalicão: 8 de junho 2021, Terça-Feira - 14h00-17h00 - Alameda do Mosteiro de Landim

Braga: 21 de junho 2021_Segunda-feira - 10h00-13h00 - Pátio Exterior do GNRation

Barcelos: 22 de junho 2021, Terça-feira - 16h00-19h00 - Largo Dr. Martins Lima - em Frente ao Teatro Gil Vicente

Guimarães: data a anunciar - Palácio Vila Flor

FAMALICÃO EM MODO ANTONINAS ATÉ DOMINGO

Festas do concelho arrancaram sexta-feira e decorrem até 13 de junho

Os primeiros dias das Festas Antoninas de Famalicão, que arrancaram na passada sexta-feira, foram vividos com alegria, cultura e memória, mas até domingo, dia 13 de junho, feriado municipal no concelho famalicense, há ainda muito para desfrutar.

AFS_9679.jpg

Depois de um fim-de-semana marcado pela atuação de Miguel Araújo, os concertos continuam esta quinta-feira, dia 10 de junho, no palco instalado no Parque da Devesa, com uma tarde dedicada ao folclore famalicense e com a atuação da Associação de Tocadores e Cantadores ao Desafio Famalicense. Na sexta-feira, dia 11, Zé Amaro atua nas Festas Antoninas de Famalicão. No dia 12 de junho, sábado, é a vez de Maria do Sameiro e da Banda Fammashow animarem o nono dia de programação da grande romaria do concelho, cujo cartaz termina no dia 13 com os concertos dos Folc D’Ave e da Banda de Música de Famalicão.

Para o dia 13 de junho, às 17h00, está reservada a eucaristia em honra de Santo António que será presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga. Da pequena capela de Santo António, na Rua Alves Roçadas, sairão, via Facebook e Youtube do Município, as imagens em direto da celebração que marca o feriado municipal famalicense, que este ano não voltará a contar com a habitual procissão e com a tradicional distribuição do Pão de Santo António.

As centenárias Antoninas terminam no dia 13 com uma sessão de fogo de artifício, às 21h30, no Parque da Devesa. Até lá, os famalicenses podem ainda passar pelo Mercado Artesanal, instalado na Praça da Cidadania, desfrutar dos tradicionais sabores das festas na zona da alimentação instalada no parque de estacionamento provisório localizado nos terrenos da antiga Central de Camionagem, e conhecer as três exposições que integram o programa da edição deste ano das Antoninas: “Arcos das Marchas Antoninas”, patente no Parque da Devesa, as Cascatas a Santo António, na Praça 9 de Abril, e "Festas Antoninas. Entre o Sagrado e o Profano", patente no Museu Bernardino Machado e nas ruas e praças da cidade.

Recorde-se que depois de um ano de paragem motivado pela pandemia, as Antoninas de Famalicão estão de regresso com uma programação reduzida, adaptada às contingências atuais e sobretudo marcada pela música.

Todas as atuações que integram o programa das Antoninas decorrem no palco do programa “Anima-te” e, por isso, seguem as mesmas regras que estão estabelecidas para os restantes espetáculos que vão decorrer, entre junho e agosto, no palco do programa de verão promovido pela Câmara Municipal. O palco está instalado no Parque da Devesa, ao ar livre, junto ao lago, numa área limitada e preparada para receber cerca de 882 pessoas com todas as condições de segurança. Todos os espetáculos têm entrada livre, com levantamento obrigatório de ingresso no local do evento (Parque da Devesa) no período das 2 horas que antecede o espetáculo. Cada pessoa poderá levantar até 6 ingressos.

Mais informações e horários em www.famalicao.pt.

Miguel Araújo nas Antoninas.jpg

FAMALICÃO: INAC ESTREIA "LOCAL" NO PARQUE DA DEVESA

Espetáculo insere-se no projeto “Quadrilátero Cultural” que decorre nas quatro cidades

O auditório ao ar livre do Parque da Devesa vai estrear no próximo dia 15 de junho, pelas 19h00, o espetáculo “Local”, promovido pelo Instituto Nacional das Artes Circenses – INAC, no âmbito do projeto “Quadrilátero Cultural”. Com entrada livre, mas limitado à lotação do recinto, o espetáculo obriga ao levantamento do ingresso no local a partir de uma hora antes, isto é a partir das 18h00 do dia 15.

Ashleigh Georgiou2.jpg

O projeto Quadrilátero Cultural integra quatro conceitos artísticos em circulação pelos quatro municípios de Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães. Famalicão irá apresentar o circo contemporâneo e recebe o Ciclo de Piano Contemporâneo de Braga, a dança contemporânea de Guimarães e “Instrumentistas de Exceção” de Barcelos.

Depois da estreia no Parque da Devesa, o espetáculo segue para Guimarães onde é apresentado a 19 de junho, pelas 19h00, na Praça de S. Mamede. A 27 de junho, pelas 19h00 é apresentado na Frente Ribeirinha em Barcelos e a 3 de julho, à mesma hora segue para o Parque da Ponte em Braga.

O espetáculo “Local” pretende continuar a renovar o conceito de apresentação de circo contemporâneo em espaços não convencionais, criando relação cenográfica e de proximidade com o público e com as cidades, relacionando-se também, com o seu património. “Local” é uma reflexão sobre isso mesmo, mas também sobre a ancestralidade dos territórios onde serão apresentados, encontrando os pontos de encontro entre as várias cidades, o que as une e foi separando ao longo do tempo, através da expressão de uma prática artística que une também disciplinas artísticas e estéticas.

Esta criação, que conta com a com direção artística e encenação de Bruno Machado e Juliana Moura e interpretação de artistas nacionais e internacionais (Diogo Santos, Mau Jara, Pietro Barilli, Gaspar Ribeiro, Victor Abreu, Martina Mugheddu), cenografia de André Filipe Santos, composição musical de Luca Argel, é também ela um cruzamento de referências, nacionalidades e experiências, cuja fusão resultará na experimentação de um objeto artístico incomum, em espaços de apresentação incomuns e do dia-a-dia dos habitantes e visitantes, como são o Auditório do Parque da Devesa, em VN de Famalicão, ou os locais dos centros históricos como são a Praça S. Mamede em Guimarães, o Parque da Ponte, em Braga e a Frente Ribeirinha em Barcelos, que prometem imagens únicas.

O Quadriátero Cultural é um projeto financiado pelo programa operacional NORTE 2020, através do FEDER [Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional].

Workshop “Bastidores

O espetáculo “Local” é acompanhado do laboratório “Bastidores”, dirigido por Bruno Machado e Juliana Moura, tendo como base a desconstrução do processo criativo do espetáculo e o desenvolvimento de públicos para as artes performativas e circo contemporâneo.  O workshop proposto, baseia-se na reflexão sobre a metodologia utilizada no processo de criação, através do vídeo-documentário e a videoarte, usando igualmente alguns dos exercícios efetuados durante o período de criação do espetáculo, aproximando a comunidade do processo criativo do espetáculo e sensibilização artística para o circo contemporâneo.

quadrilatero cultural.jpeg