Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAFE RECEBE COMEMORAÇÕES DOS 46 ANOS DO PODER LOCAL

A Associação Nacional das Assembleias Municipais, (ANAM) vai celebrar no próximo dia 12 de Dezembro os 46 anos das primeiras eleições Autárquicas em Democracia.

Esta celebração irá acontecer em Fafe, onde terá lugar uma sessão solene comemorativa desta importante data para a Democracia e para o Poder Autárquico em Portugal, pelas 17,30h do dia 12 de Dezembro, (segunda-feira) , no Cine Teatro de Fafe.

Capturarautfafe (9).JPG

MUNICÍPIO DE FAFE ASSINALA DIA INTERNACIONAL DA CIDADE EDUCADORA

Assinalado a 30 de novembro,  celebração internacional visa criar consciência sobre a importância da educação, apostando em 2022 em conceitos como paz, convivência, solidariedade e inclusão.

Capturarcidadeeduc (8).JPG

Esta quarta feira, 30 de novembro, assinala-se o Dia Internacional da Cidade Educadora sob o lema “A Cidade Educadora, cidade de paz e oportunidades”. Enquanto parte integrante da Rede Territorial Portuguesa de Cidades Educadoras, o Município de Fafe organizou um programa próprio para assinalar a data. As celebrações começaram às 9h30 com o hastear da Bandeira das Cidades Educadoras na Câmara Municipal de Fafe. De seguida, foi proferida uma mensagem do Presidente da Câmara Municipal, Antero Barbosa, e da Vereadora da Educação e Juventude, Paula Nogueira, um momento que culminou com o cantar do Hino das Cidades Educadoras pela Academia de Música José Atalaya.

O programa conta ainda com diversas atividades lúdico-pedagógicas e oficinas destinadas a diferentes públicos, nomeadamente alunos da educação pré-escolar, 1º, 2º ciclos de ensino básico e população sénior. Aos alunos do secundário será oferecido um marcador de livro onde constarão os 20 princípios orientadores das Cidades Educadoras. Será igualmente exibido no site do município a peça de teatro "Uma Viagem à Terra Prometida".

O Dia Internacional da Cidade Educadora é uma celebração internacional que visa criar consciência sobre a importância da educação e dar visibilidade ao compromisso dos governos locais para a destacar como vetor gerador de bem-estar, convivência, prosperidade e coesão social. Pretende-se que seja uma celebração dinâmica e participativa, procurando mobilizar os agentes sociais para que unam esforços para promover a paz, a convivência, a solidariedade e a inclusão.

FAFE: EXECUTIVO APROVA POR MAIORIA ORÇAMENTO MUNICIPAL DE 49,9 MILHÕES DE EUROS

Maior fatia da despesa (cerca de 53%) será direcionada para as funções sociais (educação, apoio social direto às famílias) e para investimento em obras e reabilitação urbana.

Reunião de Câmara Extraordinária_28 de novembro 2022 (1).jpg

A Câmara Municipal de Fafe aprovou, por maioria, em reunião extraordinária realizada esta segunda-feira, 28 de novembro, a proposta de Orçamento e Grandes Opções do Plano para 2023, que se situa nos 49,9 milhões de euros. Comparativamente ao Orçamento anterior (2022), traduz-se num crescimento, em termos absolutos, de 6 milhões de euros (mais 14%), embora marcado pela prudência e consistência, tendo em vista o reforço da política de investimento público e o equilíbrio das contas públicas.

O Orçamento para 2023 reflete os principais eixos estratégicos que o Executivo assume como base do seu trabalho para um mandato e destaca-se pela orientação da maior fatia da despesa (cerca de 53%) para as funções sociais (educação, apoio social direto às famílias) e para investimento em obras e reabilitação urbana. Só a educação tem um valor estimado de 8,3 milhões de euros.

Em matéria de receita, destaca-se o peso da receita corrente, na ordem dos 75% e a receita de capital com 25%. No que diz respeito à arrecadação da receita salienta-se que o Município tem uma forte dependência das transferências do Estado, já que as receitas próprias são reduzidas. Relativamente ao Orçamento da Despesa, evidencia-se a componente Corrente com um peso de 69% do total e a componente de Capital, com 31%.

A descentralização de competências na área da educação (com mais despesa, mas também mais receita), o aumento da despesa com pessoal, aumentos salariais para a função pública decretados pelo Governo e a incorporação dos funcionários provenientes das escolas ajuda a explicar o aumento geral da despesa.

Para além destas, realça-se a despesa prevista para as funções económicas - cerca de 23% da despesa total – como forma de tornar o concelho mais competitivo, atrair investimento, criar emprego e riqueza. Correspondem a este objetivo as despesas previstas para a área da Indústria e Energia, transportes e comunicações, comércio e turismo.

Neste Orçamento destacam-se, entre outras intervenções e obras, a instalação da Loja do Cidadão (e consequentemente a resolução do longo processo do «Royal Center»), que implicará 2 milhões de euros entre aquisição e adaptação do espaço, o arranque da segunda fase da Área Empresarial de Regadas que, após a aquisição de terrenos (2,2 milhões de euros para expropriações), avançará para a etapa da infraestruturação com um investimento inicial da ordem dos 2 milhões de euros.

Será igualmente implementado o Programa de Apoio ao Acesso à Habitação «1º Direito», com financiamento do PRR de 2,5 milhões de euros para 2023 e que representará, nos próximos três anos, investimentos da ordem dos 12 milhões de euros para resolver os problemas sociais de carência habitacional do concelho.

Está igualmente inscrito no Orçamento o programa de reabilitação dos rios Vizela, Ferro e Bugio (1,3 milhões de euros), intervenção a que se interligará a expansão do Parque da Cidade à área de lazer de Calvelos (Golães), prolongando a relação do parque urbano à Barragem de Queimadela e reforçando o corredor verde de Fafe.

O Orçamento 2023 consigna uma verba de 2 milhões de euros para destinar às Freguesias, mantendo o compromisso de estabelecer os contratos interadministrativos de delegação de competências e de cooperação com todas as Juntas de Freguesia. De igual modo, mantém a totalidade da verba resultante da assinatura do contrato interadministrativo de delegação de competências no âmbito da ação social escolar (Educação), no valor de 1.4 milhões de euros.

No âmbito do PPI, constam diversas obras a executar pelo Município nas freguesias que beneficiam (no todo ou em parte) dos investimentos de repavimentação da rede viária, da colocação de rails de segurança e marcação de vias, para além dos investimentos nas redes de saneamento básico e abastecimento de água.

O Orçamento 2023 assume a obra de reabilitação da Piscina Municipal, propondo-se uma alteração profunda na distribuição funcional do edifício, melhorias da cobertura da nave principal, isolamento térmico, introdução de sistema solar fotovoltaico, sistemas de climatização e desumidificação e luminárias de tecnologia LED. O investimento estima-se em 1,2 milhões de euros, mas o concurso da empreitada avançará, ainda que se aguardem os avisos de candidatura para enquadrar este investimento.

Estão igualmente inscritos novos projetos e propostas de obras, numa ampla ação de requalificação urbana, destacando-se a intervenção na Praça da Justiça, a Avenida da Liberdade (entre as escolas Secundária e EB 2.3 Carlos Teixeira), e conclusão da intervenção urbanística em torno da Igreja Matriz.

Acresce, ainda, o reforço da rede de saneamento básico com a conclusão de 2 milhões de euros de investimento e perspetiva de se lançar novo investimento ainda durante 2023, obras do Centro Municipal de Emergência e Proteção Civil, e do Heliporto Municipal de Fafe, a fase final da criação do CRO – Centro de Recolha Animal com a construção do edifício principal para instalação das áreas médico-veterinárias, gatil e celas de alojamento, expansão dos passadiços na Barragem de Queimadela (que permitirá uma acessibilidade integral e circular em torno do espelho de água), e intervenção no Parque Municipal de Desportos, com a criação da Praceta do Estádio e parque de estacionamento Norte (obra projetada com as premissas técnicas que permitirão adaptar as instalações às necessidades impostas para se manter a capacidade competitiva).

No Desporto, o Orçamento contempla verbas para destinar à promoção do desporto para todos, atividade física, animação sócio-desportiva e férias desportivas e culturais, assim como para a atribuição de subsídios para atividade desportiva regular e pontual promovida pelas coletividades locais.

Na área da Educação, estão previstas verbas para apoiar a programação, animação socioeducativa, projetos comunitários, educação ambiental, científica e tecnológica, universidade de verão e bolsas de estudos.

Para a Cultura, contemplam-se investimentos para programação e agenda cultural, organização de eventos locais, atribuição de apoios e subsídios a entidades que promovam atividade cultural regular.

Quanto ao setor do Turismo estão programados investimentos para apoiar a programação de eventos desportivos nacionais e internacionais de grande impacto, atividade promocional de Fafe para capitalizar notoriedade turística e atrativa, e ações no âmbito dos projetos âncora do Minho Inovador (PROVERE).

Do ponto de vista fiscal, o Município de Fafe apresenta-se como o mais amigável para famílias e empresas no distrito de Braga, reiterando a aplicação das taxas mínimas no IMI (impostos sobre imóveis), devolução de 2% do IRS arrecadado aos cidadãos e isenção de derrama para as sociedades com volume de negócio inferior a 150 mil euros (uma receita municipal deliberada anualmente pelos municípios que incide sobre o lucro tributável das sociedades).

Esta política fiscal traduz-se numa verba de aproximadamente 3,3 milhões de euros por ano de apoio aos cidadãos, famílias e empresas de Fafe, e que no cômputo de um mandato corresponde a cerca de 13,2 milhões de euros de receita que contribui para animar e reforçar a economia do Concelho.

O documento será alvo de apreciação e votação na próxima Assembleia Municipal que decorrerá em dezembro.

MUNICÍPIO DE FAFE APROVA TARIFÁRIO SOCIAL AUTOMÁTICO

Medida que entra em vigor em janeiro de 2023 consiste na atribuição de forma automática de um Tarifário Social a todos os clientes das Águas de Fafe e das Águas do Norte que são beneficiários de qualquer tipo de apoio social

A Câmara Municipal aprovou, na Reunião Extraordinária do dia 28 de Novembro de 2022, com cinco votos a favor, dos Eleitos pelo Partido Socialista, e com duas abstenções, dos Eleitos pelo Partido Social Democrata, a implementação do Tarifário Social Automático.

Esta medida consiste na atribuição de forma automática de um Tarifário Social a todos os clientes das Águas de Fafe e das Águas do Norte que são beneficiários de qualquer tipo de apoio social, nomeadamente Complemento Solidário para Idosos, Rendimento Social de Inserção, Subsídio Social de Desemprego, Abono de Família, Pensão Social de Invalidez ou Pensão Social de Velhice.

O tarifário social consiste num desconto na tarifa variável de utilizadores domésticos, consubstanciado na aplicação da tarifa variável do primeiro escalão até ao limite mensal de 15m3, que corresponderá a uma diminuição de cerca de 12,5% nos custos com água e saneamento básico. Esta medida abrangerá 3773 famílias no abastecimento de água e 2029 famílias no saneamento básico.

A medida entra em vigor no próximo mês de janeiro.

PROGRAMAÇÃO NATALÍCIA DO CONCELHO DE FAFE ARRANCA NO DIA 1 DE DEZEMBRO

"Fafe Cidade Natal 2022" visa dinamizar o comércio e encher a cidade de animação e espírito natalício, contando com forte envolvimento das associações e coletividades locais

A programação "Fafe Cidade Natal 2022" arranca no dia 1 de dezembro, contemplando uma agenda preenchida e diversificada até ao Dia de Reis, destacando-se o facto de ser o primeiro Natal com programa completo após o início da pandemia. O Município pretende apresentar a cidade de forma viva e colorida para viver este Natal e animar o comércio local.

O programa arranca no dia 1 de dezembro, com a chegada surpresa do Pai Natal à Praça 25 de abril, acompanhado por uma marcha natalícia, e a apresentação, no Jardim do Calvário, de um Presépio Vivo, o presépio «Fafe, Cidade Natal», com a representação em miniatura dos edifícios mais emblemáticos de Fafe pelos Restauradores da Granja. Nas tardes de domingo e feriados do mês de dezembro haverá música no coreto.

Ainda no primeiro dia de dezembro à tarde, serão inaugurados o Mercadinho de Natal e as iluminações. A iluminação de Natal estará ligada de domingo a quinta das 17h30 às 23h00 e às sextas, sábados e vésperas feriados das 17h30 às 24h00. Tendo em conta o contexto de poupança energética que está a ser adotada pela autarquia, este ano as iluminações ligam-se meia hora mais tarde e desligam-se mais cedo durante a semana e ao domingo.

No dia 14 de dezembro, de manhã, apresenta-se, no Multiusos de Fafe, um espetáculo especial de Natal destinado a crianças do ensino pré-escolar e primeiro ciclo. Também nesse dia, à tarde, têm início as sessões de cinema de Natal para crianças do 1º, 2º e 3º ciclos do concelho na Sala Manoel de Oliveira, uma atividade sujeita a inscrição e à lotação da sala. Serão realizadas sessões, de manhã e tarde, nos dias 15 e 16 de dezembro. Entre outros pontos do programa, destacam-se o Mercado Bio de Natal (17 de dezembro), cinema para toda a família e animação de rua, uma concentração motard (18 de dezembro) e o espetáculo de Natal "Toy Story" apresentado pela Academia de Dança Nun'Álvares - ADN.

A dança contemporânea com o espetáculo "Depois do fim" subirá ao palco do Teatro Cinema no dia 3 de dezembro, às 21h00, e no dia seguinte (4 de dezembro) há concerto pela Banda Filarmónica de Golães, às 16h30. Os jovens músicos em formação da Banda de Revelhe atuam no  Jardim do Calvário (8 de dezembro, 16h00) e a Banda Filarmónica de Revelhe atua no Teatro Cinema (10 de dezembro). Os UHF atuam no Teatro Cinema, no dia 23 de dezembro, para apresentar o concerto "Podia ser Natal", partilhando o palco com o Coro Juvenil Academia José Atalaya. No dia 30, às 21h00, haverá um espetáculo de fecho de ano com a Orchestra Club, também no Teatro Cinema.

No dia 26 de dezembro serão assinalados os 130 anos de existência do Jardim do Calvário, com uma recriação de época que recordará o momento inaugural do Jardim.

Para janeiro e a celebrar o novo ano, serão retomados os tradicionais Cantares de Reis das escolas no Pavilhão Multiusos (dia 6 de janeiro, 10h00) e à noite realiza-se o Concerto de Reis pela Orquestra do Norte no Teatro Cinema. No dia 8 de janeiro, os Cantares dos Reis vão ouvir-se pela cidade. Os participantes serão avaliados por um júri e haverá dois finalistas de cada grupo que seguirão depois até ao Multiusos para as últimas atuações e aí serão selecionados os três melhores. Na semana seguinte, o vencedor será recebido na Câmara Municipal.

Ao longo de todo o mês de dezembro, a Biblioteca Municipal oferece uma programação especial de Natal, onde se inclui leitura de contos, uma oficina de atividades experimentais e um atelier de expressão artística.

Chamada à participação das coletividades e associações do Concelho

Este ano, e com vista ao envolvimento das associações e coletividades do Concelho, o Município lançou o repto a estas entidades para integrarem ativamente o programa de Natal. Entre outros desafios, as coletividades, juntas de freguesia e escolas, foram convidadas a participar no Mercado de Natal, através de animação ou exploração de stands, a apresentar um presépio vivo no Jardim do Calvário (um presépio diferente nas tardes de domingo e feriados do mês de dezembro) e também a participar na I Exposição de Árvores Ecológicas de Natal.

CapturarNATALFAFE (4).JPG

FAFE: ANA BACALHAU CONVIDA JOVENS A “DESAFIAR ESTEREÓTIPOS” EM ESPETÁCULO QUE PROMETE SURPREENDER E EDUCAR

Dia 29 de novembro, às 10h30, o Teatro Cinema de Fafe abre portas à artista portuguesa que irá apresentar um projeto pedagógico de promoção da Igualdade de Género e de Oportunidades.

599739_393688637353530_892614329_n (3).jpg

Ana Bacalhau estará em Fafe no próximo dia 29 de novembro para apresentar "Desafiar Estereótipos", um projeto pedagógico de promoção da Igualdade de Género e de Oportunidades. O espetáculo - que terá lugar no Teatro Cinema, às 10h30 - inclui a apresentação do livro "Desafiar Estereótipos", a apresentação de temas originais musicados pela artista e uma peça de teatro que constitui a adaptação das histórias do livro ao teatro.

Tendo como ponto de partida o conteúdo do livro, "Desafiar Estereótipos" visa promover junto dos jovens a reflexão e o debate sobre diversos conceitos associados ao tema da Igualdade - como estereótipos de género, usos do tempo, papéis de género, androcentrismo, empoderamento, capacitação, assédio sexual, entre outros -, explorando diversos contextos de vida onde a discriminação em função do género acontece, nomeadamente na conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional, nos contextos de poder e de tomada de decisão e em casos de violência de género.

A entrada no evento é livre, até completar a lotação da sala.

Capturarcartazbacalhau (15).JPG

ESCOLA DE BAILADO DE FAFE COMEMORA 25 ANOS COM ESPETÁCULO “DEPOIS DO FIM”

Bailado está agendado para 3 de dezembro, às 21h00, no Teatro Cinema, e conta com a participação de profissionais que nasceram e cresceram como bailarinos nesta Escola

A Escola de Bailado de Fafe (EBF) e a Zero Amarelo Associação de Projetos Culturais apresentam, no próximo dia 3 de dezembro, sábado, às 21h00, o espetáculo "Depois do Fim" que, integrado na programação de Natal do Concelho, visa assinalar os 25 anos de existência da EBF.  “Depois do Fim” nasce de um desafio lançado ao coreógrafo e bailarino Ricardo Ambrózio, com quem a EBF colabora desde o início, para realizar um espetáculo que assinalasse o aniversário da instituição.

Utilizando como manta dramatúrgica os “20 poemas de Amor e uma canção de desespero” de Pablo Neruda, a viagem de “Depois do Fim” fala sobre as potenciais memórias criadas e/ou inventadas por um grupo de estranhos que se vão cruzando em diferentes momentos, deixando espaço para que o público vá preenchendo as lacunas dessas histórias/memórias incompletas.

Com vista a retratar o caminho até aqui percorrido por várias gerações, “Depois do Fim” explora todas as vivências, memórias e descobertas, crenças, pertenças e consciências, contando com o papel de jovens bailarinos da EBF e da Performact de Ricardo Ambrózio e de bailarinos já formados - como por exemplo Helena Alves, natural de Fafe e que começou a dançar na EBF, encontrando-se hoje numa companhia de bailado em Copenhaga, na Dinamarca - e que, em conjunto, mostram o peso de toda uma história de vida e da vida da Escola Bailado de Fafe. O fruto do trabalho árduo encontra-se em palco e abre portas para o futuro da Escola, para o futuro da dança, da arte e da cultura.

A interpretação e co-criação estão a cargo de Alexandra Fonseca, Francisca Leite, Helena Alves, João Fernandes, Gustavo Magalhães, Nicolas Sanchez e Irene Valesano. Os bilhetes estão à venda na Ticketline (https://ticketline.sapo.pt/evento/depois-do-fim-69174) por 7 euros.

Cartaz_Depois do fim (1).png

FAFE: ESPETÁCULO MUSICAL “OS POEMAS POSSÍVEIS” – FILIPA TAVARES CANTA SARAMAGO EM FADO E NÃO SÓ

Concerto que assinala centenário do Nobel da Literatura acontece no dia 16 de novembro, quarta-feira, às 21h30. Bilhetes têm o custo de 5 euros e estão à venda na Ticketline

Cartazfa (3).JPG

O Teatro Cinema de Fafe apresenta, na próxima quarta-feira, 16 de novembro, às 21h30, o espetáculo musical "Os Poemas Possíveis", protagonizado por Filipa Tavares e exclusivamente baseado no livro homónimo de José Saramago. O Nobel da Literatura é assim cantado em alguns fados, assim como em canções originais, de sonoridade contemporânea, em comemoração do seu centenário e da Língua e Canção Portuguesa.

Tal como a universalidade do escritor, também a musicalidade presente neste projeto é vasta e percorre diferentes estilos musicais, ou não estivessem nele presentes as influências de tão diferentes compositores tais como Mário Lúcio, Paulo de Carvalho, Paulo Flores, Manecas Costa, Rosa García, Lindiana Murphy, Ângelo Freire e Maestro António Victorino de Almeida. Este espetáculo único, repleto de emoção e poesia, pretende revisitar todas as influências musicais lusófonas, sendo o elo de ligação a voz quente e envolvente de Filipa Tavares.

Os bilhetes estão à venda na Ticketline pelo valor de cinco euros.

Biblioteca Municipal também assinala centenário do Nobel da Literatura
Também a Biblioteca Municipal celebra durante o mês de novembro o centenário de nascimento de José Saramago com a exposição itinerante “Voltar aos passos que foram dados”. Esta mostra permite viajar pela biografia literária de José Saramago, permitindo um contacto de iniciação ou de revisão com a literatura e com o pensamento saramaguianos. A exposição estará patente até ao 30 de novembro, sendo a entrada é gratuita.

FAFE PROMOVE EXERCÍCIO DE PROTEÇÃO CIVIL

Serviço Municipal de Proteção Civil convida à participação no exercício "A Terra Treme"

Amanhã, quarta-feira, 9 de Novembro, pelas 11h09, vai realizar-se um exercício denominado "A Terra Treme", numa iniciativa da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, que procura chamar atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

O Município de Fafe, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, aliou-se a esta iniciativa e convida todas as entidades, escolas, empresas e todos os Fafenses em geral a participar neste exercício. Assim, às 11h09 de quarta-feira, a sirene dos Bombeiros Voluntários de Fafe tocará durante um minuto para assinalar o abalo sísmico, momento em que se deve adotar os três gestos que podem salvar vidas: baixar, proteger e aguardar.

Para mais informações e esclarecimentos visitar o site www.aterratreme.pt, local onde se pode encontrar todas a informações necessárias, bem como efetuar a inscrição individual ou em grupo no exercício em www.aterratreme.pt/inscreva-se.

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE EXPOSIÇÃO SOBRE 130º ANIVERSÁRIO DO JARDIM DO CALVÁRIO

Mostra, de entrada gratuita, está patente no Arquivo Municipal de Fafe, até 8 de janeiro. Inauguração acontece esta sexta-feira, às 18h00.

Capturarcarfafe (2).JPG

O Município de Fafe inaugura esta sexta feira, 4 de novembro, no Arquivo Municipal de Fafe, às 18h00, uma exposição alusiva à comemoração dos 130 anos de existência do Jardim do Calvário, o mais emblemático jardim público da cidade de Fafe e cuja inauguração aconteceu a 26 de dezembro de 1892.

«Jardim do Calvário: 130 anos de história e memórias» visa retratar a história do Jardim e a sua importância enquanto espaço espaço cultural, social e de lazer ao longos das suas 13 décadas de existência. Tal como aconteceu na exposição «Senhora de Antime: a fé de um povo», esta mostra conta igualmente com o contributo dos fafenses, que foram convidados a partilhar em vídeo o seu testemunho sobre as suas experiências e sentimentos em relação àquele local.

A exposição desenvolve-se por zonas temáticas distribuídas por diferentes salas do «Palacete» onde constarão, entre outros, documentos inéditos e fotografias de época, provenientes das coleções depositadas no Arquivo Municipal, muitas das quais apresentadas pela primeira vez ao público.

Uma vida de história e memórias

A mostra retrata o jardim enquanto elemento tipificador da sociedade, frequentado na altura da sua criação por burgueses como lugar de convívio, comentário das últimas novidades, assistência a representações teatrais ou a concertos por bandas nos coretos. Delineada numa planta da Vila de 1866, a transformação do Outeiro do Calvário em jardim data do último quartel do século XIX, sendo que as obras terão começado nos primeiros meses de 1890, tendo como grande impulsionador o Comendador Albino de Oliveira Guimarães, um brasileiro de torna-viagem natural de Fafe.

Outros momentos e datas completam a fabulosa história do Jardim. Em 1912, foi aprovado o projeto de um coreto de ferro forjado para o local, inaugurado em meados do ano seguinte, em 1914 o Jardim passou a ter luz elétrica a partir da Central de Santa Rita e em 1917 foi adquirido um barco para o lago. O Jardim reproduzia assim o ambiente romântico original, incluindo o lago com uma ponte, um pequeno barco, o coreto e as necessárias árvores exóticas importadas. Em 1929, foi elaborado o projeto de um quiosque para o Jardim Público. Em 1953, foi também aberto um parque infantil, que ainda hoje existe. Nos últimos anos, o Jardim foi objeto de obras de remodelação e requalificação, designadamente em 1992/1993 e em 2008.

HORÁRIO DA EXPOSIÇÃO

Segunda-feira:9h30»12H30 | 14h00»18h30

Terça a quinta-feira:9h30»12h30 | 14h00»17h00

Sexta-feira: 9h30»12h00

Sábado: 10h00»12h00 | 15h00»18h00

Domingo: 15h00»18h00

MUNICÍPIO DE FAFE PRETENDE QUE FAFENSES CONTRIBUAM PARA A ELABORAÇÃO DA AGENDA ESTRATÉGICA 2030

A Agenda Estratégica reúne projetos, eventos e investimentos a realizar no Concelho até ao ano de 2030

No âmbito da Estratégia Portugal 2030, a Câmara Municipal de Fafe está a elaborar a Agenda Estratégica, que se assume como um plano onde vão constar todos os projetos, eventos e investimentos a realizar no Concelho até ao ano de 2030. A elaboração da Agenda está a decorrer segundo uma metodologia participativa, procurando que os fafenses possam participar com as suas ideias, sugestões e propostas.

Para que este plano represente efetivamente a ambição e desejo dos fafenses, a autarquia enviou a todos os munícipes um inquérito que depois de devidamente preenchido deve ser devolvido até 31 de outubro pelos seguintes meios: online a partir do website do Município (cm-fafe.pt/agenda2030), colocação na urna (edifício da Câmara Municipal junto ao Balcão Único) ou entrega no marco dos correios. Paralelamente, foram realizadas reuniões de focus group com diversos setores da comunidade.

Em Portugal, apenas um número reduzido de Municípios tem ou está a elaborar a Agenda Estratégica. Fafe passará a ser um deles, contando com um documento de grande utilidade, que facilita a gestão inteligente e moderna do Município, refletindo o pensamento dos cidadãos de Fafe. Saliente-se que este projeto, recomendado pela União Europeia, tem como propósito permitir e favorecer a determinação das políticas públicas a médio prazo, facilitando, por exemplo, a candidatura a fundos comunitários e outros meios de financiamento.

Vídeo sobre Agenda Estratégica: https://www.youtube.com/watch?v=nT9szsUJAQg

CapturarFAF (2).JPG

ACADEMIA FRANCESA DAS ARTES DISTINGUE ARTISTA FAFENSE ORLANDO POMPEU

O mestre-pintor Orlando Pompeu, detentor de uma obra que está representada em variadas coleções particulares e oficiais em Portugal, Espanha, França, Suíça, Inglaterra, Alemanha, Croácia, Austrália, Brasil, México, Dubai, Canadá, Itália, EUA e Japão, foi distinguido no passado domingo (16 de outubro), em Paris, com o Diploma de Membro e a Medalha de Bronze da Academia Francesa das Artes, Ciências e Letras.

Orlando Pompeu.jpeg

O pintor Orlando Pompeu na cerimónia de distinção na capital francesa

A cerimónia de distinção promovida pela academia francesa, que foi fundada em 1915 e anualmente laureia personalidades de todas as nacionalidades que se tenham destacado nos campos artístico, literário e científico, decorreu no Salão Ópera do Hotel InterContinental em Paris. E constituiu, mais um importante marco de reconhecimento internacional de um dos mais consagrados artistas plásticos portugueses da atualidade, afamado pelo seu estilo pictórico singular, heterogéneo, criativo e contemporâneo.

Com uma carreira de quase quarenta anos, bem como um currículo nacional e internacional ímpar, Orlando Pompeu nasceu a 24 de maio de 1956, na freguesia de Cepães, no concelho de Fafe. Estudou desenho, pintura e escultura em Barcelona, Porto e Paris, e nos anos 90 progrediu no seu percurso artístico ao ir trabalhar para os Estados Unidos da América, onde expôs na Galeria Eight Four, em Nova Iorque, e depois, Japão, tendo exposto na TIAS – Tokio International Art Show e na Galeria Garou Monogatari em Tóquio.

FAFE DEBATE DESPORTO

Município promove este sábado debate "Crescimento do Futsal em Portugal: presente e futuro"

Este sábado, dia 22 de outubro, às 11h00,  terá lugar no Auditório Municipal um debate acerca do crescimento do futsal no nosso país. A iniciativa contará com a presença de Jorge Braz (Selecionador Nacional de Futsal), Jorge Silvério (Psicólogo das Seleções Nacionais de Futsal) e Pedro Dias (Diretor da FPF), sendo moderada por Armando César (FafeTv) e Liana Alves (Futsal Grupo Nun'Álvares).

Na última década, o futsal em Portugal cresceu em média 14% por época e chegou aos 56.558 atletas federados na época 2019-20, cumprindo assim o desígnio de ser a modalidade de pavilhão mais praticada em Portugal. De acordo com o estudo do Portugal Football Observatory a evolução do futsal em Portugal estará relacionada com a vitória no Euro 2018 que funcionou "como acelerador de crescimento”.  Vários indicadores revelam uma tendência de subida constante nas últimas dez épocas: número de praticantes, número de competições, número total de equipas (principalmente em escalões de formação) e número de seleções de formação.

A entrada é livre sujeita, estando sujeita a inscrição através do link: https://forms.gle/DCwgP6dE8nBcamkj7.

Cartazfa (1).png

FAFE: CHEGA DE BOIS ANIMOU ARRAIAL MINHOTO EM TRAVASSÓS

As tradicionais chegas de bois animaram no passado fim-de-semana o arraial minhoto que o Grupo de Amigos de Travassós (GAT) levou a efeito naquela localidade do concelho de Fafe.

achegabois-9 (6).jpg

Tal como sucede na Mãe Natureza, os animais mediram forças sem violência, dando por vencido aquele que reconhecia no rival a força e corpulência capazes de o derrotar.

A chega de bois é uma tradição nalgumas localidades do Minho e do planalto barrosão e tem por origem costumes comunitários assente no boi do povo – animal criado conjuntamente por todas as pessoas da aldeia – e por vezes sorrateiramente desviado pelos vizinhos de outra aldeia para o testarem antes da festa.

O arraial incluiu ainda a feira tradicional, a desfolhada do milho e, como não podia deixar de acontacer, houve serviço de bar e porco no espeto.

A iniciativa contou com a colaboração do Município de Fafe, Junta de Freguesia de Travassós e UNIR - Unidade de Intervenção e Recursos para os Centros de Convívio do Concelho de Fafe), junto da Igreja Paroquial.

chega2.jpg

achegabois-2 (1).jpg

achegabois-6 (3).jpg

achegabois-10 (1).jpg

achegabois-3 (2).jpg

achegabois-4 (3).jpg

chega1 (3).jpg

DANIEL BASTOS APRESENTOU NA MADEIRA LIVRO DEDICADO ÀS COMUNIDADES PORTUGUESAS

No passado sábado (15 de outubro), foi apresentado na Madeira, o livro “Crónicas-Comunidades, Emigração e Lusofonia”.

A obra, já na segunda edição, prefaciada pelo advogado e comentador Luís Marques Mendes, e que reúne as crónicas que o escritor e historiador fafense Daniel Bastos tem escrito nos últimos anos em diversos meios de comunicação dirigidos para diáspora, foi apresentada no Centro Cultural John Dos Passos, espaço tutelado pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura da Madeira.

Daniel 1 (5).jpg

O historiador Daniel Bastos no decurso da sessão de apresentação no Centro Cultural John Dos Passos

A sessão de apresentação, que decorreu no âmbito do ciclo de conferências “Havai: histórias de portugalidade”, no qual o investigador abordou a dinâmica associativa, cultural e histórica de várias instituições e personalidades ligadas à diáspora madeirense vertidas em várias crónicas do seu mais recente livro, contou ainda com a participação do jornalista de cinema, escritor e apresentador de televisão, Mário Augusto, e do escritor e realizador luso-descendente Nelson Ponta-Garça.

Historiador, professor e autor de vários livros que retratam a história da emigração portuguesa, Daniel Bastos é atualmente consultor do Museu das Migrações e das Comunidades, sediado em Fafe, e da rede museológica virtual das comunidades portuguesas, instituída pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

Daniel 4.jpg

Daniel 5.jpg

Daniel 2 (1).jpg

Daniel 3 (1).jpg

Daniel 3 (4).jpg

FAFE: GRUPO DE AMIGOS DE TRAVASSÓS ORGANIZA ARRAIAL MINHOTO E INCLUI CHEGA DE BOIS

O GAT (Grupo de Amigos de Travassós), proporciona a 16 de outubro um Arraial Minhoto (Feira Tradicional, desfolhada, chega de bois, bar e porco no espeto), com a colaboração do Município de Fafe, Freguesia de Travassós e UNIR - Unidade de Intervenção e Recursos para os Centros de Convívio do Concelho de Fafe), junto da Igreja Paroquial. 

O programa inicia às 10 horas com a abertura da Feira Tradicional com diversos expositores, pelas 10h15 desfolhada, da parte de tarde pelas 15h teremos um dos pontos altos, com a Chega de Bois, no recinto haverá ainda um bar e porco no espeto.

A eucaristia dominical na Igreja Paroquial de São Tomé de Travassós, foi antecipada para as 9 horas.

311115407_413379920985176_2581791814164492408_n (1).jpg

TEATRO CINEMA ACOLHE GALA DE BENEFICIÊNCIA A FAVOR DA COMISSÃO DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE FAFE

Este sábado, 15 de outubro, às 21h00 horas, o Teatro Cinema será palco de "Escutar a Voz do Coração... e Dar", uma Gala de Beneficência que reverterá a favor da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Fafe.

O espetáculo conta com a presença de 13 bailarinos da Companhia Nacional de Bailado, numa viagem repleta de momentos marcantes e icónicos da história do ballet onde se apresentarão coreografias mundialmente reconhecidas como “Espectro da Rosa”, “O Corsário”, “Sylvia”, “Suite en Blanc”, “A Bela Adormecida”, “Carnaval dos Animais” e “La Sylphide”.

Em palco, destacam-se Patrícia Main, Raquel Fidalgo, Mar Escoda, Miyu Matsui, Francisco Sebastião, Inês Ferrer, João Costa, Leonor de Jesus, Frederico Gameiro, Jurgen Rahimi, Tatiana Grenkova, Inês Moura e Tiago Coelho, com a participação especial de bailarinos da Escola Bailado de Fafe, e que certamente proporcionarão momentos mágicos e inesquecíveis a toda a plateia. Os bilhetes têm o custo de 7,5 euros e podem ser adquiridos na Loja Interativa de Turismo.

Capturardanfag (2).JPG

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE EXPOSIÇÃO “QUEM TE VIU E QUEM TE VÊ” COMPOSTA POR CARICATURAS DE CHICO BUARQUE

Exposição será inaugurada esta sexta-feira no Salão Nobre do Teatro Cinema, dia em que haverá também um espetáculo musical que complementa a mostra.

Cartazxicobuarque.png

Esta sexta-feira, 14 de outubro, às 17h00, inaugura no Salão Nobre do Teatro Cinema a exposição "Quem te viu e quem te vê", composta por um conjunto de caricaturas alusivas ao cantor e compositor Chico Buarque, uma homenagem ao ícone da Música Popular Brasileira . A mostra, de entrada livre, exibe caricaturas selecionadas num concurso realizado no Brasil e conta com o aval do artista. Os desenhos foram avaliados por um corpo de jurados qualificados, formado pelo desenhista profissional Cássio Loredano, pelo jornalista Bruno Liberati e pelo ilustrador e publicitário Eduardo Baptistão.

No dia de inauguração da exposição, será promovido no Teatro Cinema, e em jeito do complemento à exposição, um espetáculo musical em tributo a Chico Buarque. Trata-se de um concerto com os cantores Marcus Lima e Thais Motta, acompanhados do pianista Cristóvão Barros, e que apresentará um repertório especial dedicado aos grandes clássicos do homenageado. Os bilhetes têm o custo de 5 euros e podem ser adquiridos na Loja Interativa de Turismo de Fafe ou na Ticketline.

Nascido no Rio de Janeiro, em 1944, Chico Buarque compôs cerca de 400 canções e a sua discografia conta com pelo menos 45 discos próprios. Compositor, músico, cantor, escritor e dramaturgo, participou em vários festivais, conquistou diversos prémios, entre eles o Grammy. Na literatura, foi agraciado com o Prémio Camões, o maior reconhecimento conferido a um escritor da língua portuguesa.

COMUNIDADE PORTUGUESA EM PARIS ACOLHE EXPOSIÇÃO DO ARTISTA FAFENSE ORLANDO POMPEU

  • Crónida de Daniel Bastos

No passado sábado (8 de outubro), no âmbito do lançamento da segunda edição do livro “Crónicas-Comunidades, Emigração e Lusofonia”, foi inaugurada na Pastelaria Belém, um espaço icónico da comunidade luso-francesa em Paris, uma exposição do mestre-pintor Orlando Pompeu dedicada à temática da emigração portuguesa.

pompeuparis (1).jpg

O historiador Daniel Bastos (ao centro), acompanhado de Paulo Pisco (esq.), deputado eleito pelo Círculo da Europa, e dos empresários luso-franceses, Manuel Pinto Lopes e Natália Martins, e do dirigente associativo Parcídio Peixoto, no decurso da inauguração da exposição de Orlando Pompeu na Pastelaria Belém

A curadoria da exposição esteve a cargo do historiador e escritor Daniel Bastos, autor da obra e que tem divulgado os trabalhos do artista plástico junto da diáspora. Composta por mais de uma dezena de desenhos concebidos propositadamente para o livro, a exposição de Orlando Pompeu, um dos mais consagrados artistas plásticos portugueses da atualidade, está patente à comunidade luso-francesa durante os próximos meses. 

No decurso da iniciativa cultural, que se encheu de membros da comunidade portuguesa em Paris, Daniel Bastos, que agradeceu a sensibilidade de Natália Martins, proprietária da Pastelaria Belém para a realização de uma exposição que honra e dignifica os emigrantes portugueses, justificou a ausência do mestre-pintor por compromissos de agenda. Assegurando o mesmo, que os desenhos expostos refletem um estilo pictórico singular, heterogéneo, criativo e contemporâneo.

Refira-se que Orlando Pompeu, detentor de uma obra que está representada em variadas coleções particulares e oficiais em Portugal, Espanha, França, Suíça, Inglaterra, Alemanha, Croácia, Austrália, Brasil, México, Dubai, Canadá, Itália, EUA e Japão, recebe no próximo dia 16 de outubro, em Paris, o Diploma de Membro e a Medalha de Bronze da Academia Francesa das Artes, Ciências e Letras.

pompeuparis (2).jpg

pompeuparis (4).jpg

pompeuparis (3) (5).jpg

pompeuparis (5) (5).jpg