Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO REALIZA CONCURSO DE FADO AMADOR

Teresa Fernandes vence Concurso de Fado Amador de Famalicão

Teresa Fernandes, natural de Guimarães, foi a grande vencedora do Concurso de Fado Amador de Famalicão. A grande final da iniciativa decorreu na passada quinta-feira, 8 de novembro, no café-concerto da Casa das Artes e marcou o primeiro dia do Festival de Fado de Famalicão.

Teresa Fernandes venceu Concurso de Fado Amador

As fadistas Joana Campos, natural de Famalicão, e Mafalda Leite, de Santa Maria da Feira, conquistaram o segundo e terceiro lugares do concurso, respetivamente.

O primeiro classificado recebeu um prémio monetário de 250 euros e a garantia de uma atuação num dos principais eventos organizados pelo Município de Vila Nova de Famalicão em 2019. O segundo e terceiro classificados receberam 100 e 50 euros, respetivamente.

Recorde-se que este ano foram apurados 9 participantes para a final do Concurso de Fado Amador.

Gisela João foi a convidada do segundo dia do Festival de Fado, na sexta, dia 9, com um concerto que esgotou o grande auditório da Casa das Artes.

VILA VERDE VAI AOS FADOS

Restaurante Vila Luena organiza jantar com Fado e gastronomia tradicional portuguesa

O Restaurante Vila Luena, de Vila Verde, está a preparar mais um jantar diferente e apelativo que junta a excelência da gastronomia minhota aos sons inconfundíveis do tradicional Fado, numa aliança harmoniosa entre duas famosas artes lusitanas.  Inserida na programação turístico-cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde, a iniciativa decorre no dia 17 de novembro, sábado, com o início marcado pelas 21h e cumpre um duplo propósito. Por um lado, proporcionar aos clientes momentos para apreciar e se deliciarem com a qualidade dos pratos da casa. Por outro, admirar música ao vivo do Fado interpretada pelas vozes e guitarristas da região do Minho.

No que toca à carta de menus, o restaurante propõe aos clientes duas sugestões: o saboroso bacalhau acompanhado com batatas a murro e grelos e o lombo de boi com castanhas, ananás grelhado e queijo da serra. Para deixar o paladar mais doce, o Restaurante Vila Luena sugere pudim Abade de Priscos, maçã assada, vários tipos de fruta e ainda queijo da serra para a sobremesa. No entanto, a organização põe em cima a mesa outras alternativas para quem não simpatizar com essas iguarias. Os interessados devem reservar previamente os seus lugares. Neste momento, são já muitos os espanhóis que não deixaram escapar a oportunidade e têm os seus nomes na lista de reservas para o jantar, mas a sala ainda tem lugares disponíveis para um serão bem passado em terras vilaverdenses.

“Silêncio que se vai cantar o fado!”

Como um dos responsáveis da casa, Abel Pimenta está feliz com as edições anteriores e espera que este ano se repita a adesão habitual: “É sempre bom. Recebemos sempre muita gente, inclusive os nossos vizinhos da Espanha. Nós até temos uma parceria com o turismo da Galiza, eles vêm cá e nós vamos lá, uma espécie de intercâmbio. Espero que seja bem-sucedida, tal como as edições anteriores. Trabalhamos para isso!”. (risos) Para o dono do restaurante, os espanhóis são grandes apreciadores da gastronomia minhota e revela que os ingredientes que se usam são caseiros para os pratos ficarem mais saborosos. “Os espanhóis gostam do nosso bacalhau, do nosso melhor bacalhau. Também usamos bom azeite. Além disso, a broa de milho é feita à moda antiga, chegamos a fazer a fermentação no dia anterior. A comida tradicional é assim que se faz!”, conta Abel Pimenta.

Logo após o jantar, o espaço é ocupado pelas canções do fado lusitano nas vozes de artistas da zona do Minho. Prometem-se momentos únicos, de emoção e respeito, “como se costuma dizer, silêncio que se vai cantar o fado!”. O organizador considera ainda que integrar na programação Na Rota das Colheitas é relevante para uma maior divulgação do evento gastronómico. “Tudo contribui para chamar atenção das pessoas e a Rota e mesmo a comunicação social trabalham nisso e ajudam muito”, conclui.  O ‘Jantar com o Fado e ementa tradicional portuguesa’ continua com as inscrições abertas a toda população e garante deliciar todos os participantes com a qualidade da gastronomia da região do Minho, confecionada com mestria pelo Restaurante Vila Luena.

FADO VADIA PELA CASA DO MINHO DO RIO DE JANEIRO

O guitarrista Victor Lopez apresentará no Restaurante Costa Verde, no dia 30 de novembro, uma tradicional noite de Fado Vadio com a sua Guitarra Portuguesa num espaço que remete às Casas Típicas de Lisboa.

No Fado Vadio todos podem cantar a música que tornou-se Patrimônio Mundial Imaterial da Humanidade, sejam profissionais ou amadores.

A finalidade principal é partilhar emoções ao som da Guitarra numa confraternização onde o Fado é a grande atração.

Amor, ciúme, cinzas, lume, saudade, tragédia, dor...cantaremos à meia luz as incomensuráveis histórias do Fado.

Entrada franca, com culinária portuguesa, sem couvert artístico.

Faça já as suas reservas: (21) 2225-1820 | (21) 2205-4698 | (21) 99627-3484 (WhatsApp) | contato@minho.com.br

45504997_1907800132631900_4537328362028269568_n

FAMALICÃO PREMEIA FADO AMADOR

Famalicão premeia Fado Amador em festival na Casa das Artes. Evento realiza-se, quinta-feira, dia 8 de novembro, pelas 21h30

Realiza-se no próximo dia 8 de novembro, pelas 21h30, no Café Concerto da Casa das Artes, a 5.ª edição do Festival de Fado e Concurso do Fado Amador, organizado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

.

Joana Filipa Sousa Campos, de 19 anos de idade, de Vila Nova de Famalicão, é a mais jovem finalista do concurso de Fado que contará com mais oito finalistas oriundos de várias localidades do Norte do país. Os outros finalistas são: Mário Bruno Vilaça de Matos, de 21 anos, de Braga; Nisa Isabel Neves Conde, de 28 anos, de Aveiro; Fernando Jorge Dias Costa, de 68 anos, da Trofa; Rosa Maria Moreira Veloso, de 43 anos, de Fafe; Mafalda Sofia Campos Leite, de 44 anos, de Santa Maria da Feira; Amélia Alves Ribeiro, de 66 anos, de Vila Nova de Gaia; Teresa Daniela Machado Fernandes, de 38 anos, de Guimarães; e Dinocrato Crugeira dos Santos Marques, de 55 anos, de S. João da Madeira.

Estes candidatos serão avaliados por um júri que decidirá sobre a classificação a atribuir. Segundo o regulamento, o primeiro classificado recebe um prémio monetário de 250 euros e atuação num dos principais eventos organizados pelo Município de Vila Nova de Famalicão em 2019, o segundo 100 euros e o terceiro 50 euros. Será atribuído a todos os concorrentes, um certificado de participação e uma peça em cerâmica da Fundação Castro Alves.

Como corolário da noite, atuará a consagrada fadista famalicense, Florência, acompanhada pelos músicos Miguel Amaral (Guitarra Portuguesa), André Teixeira (Viola de Fado) e Filipe Teixeira (Contrabaixo).

BARCELOS REALIZA ENCONTRO DE COROS E NOITE DE FADOS

Encontro de Coros e Noite de Fados enceram Projeto Artístico

Estão abertas as inscrições para a última fase do Projeto Artístico (PA) Barcelos 2018, uma iniciativa dedicada à educação através das expressões artísticas e que tem como principal objetivo criar condições de produção, revelação e valorização das competências dos jovens do concelho. 

Capturar1

O Projeto Artístico 2018 está de volta com o Encontro de Coros, que vai decorrer no Teatro Gil Vicente, nos dias 24 e 25 de novembro, pelas 21h30, e cujas inscrições estarão abertas até dia 31 de outubro. 

A Noite de Fados sobe ao palco do Teatro Gil Vicente a 1 de dezembro, pelas 21h30. As inscrições decorrem até dia 31 de outubro e o casting de seleção decorre no dia 3 de novembro, pelas 10h00, na Casa da Juventude.

O Projeto Artístico é uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Barcelos e pela Casa da Juventude que decorre entre junho e dezembro e tem como objetivos criar, incentivar e proporcionar a realização, revelação e a valorização dos jovens barcelenses em diferentes áreas artísticas.

A música, a dança e o teatro são diversas formas de expressão de arte pelas quais os jovens do concelho mostram um relevante interesse, facto que se confirma pela forte participação nos vários projetos levados a cabo pelo Pelouro da Juventude.

GISELA JOÃO CANTA O FADO EM FAMALICÃO

Gisela João no Festival de Fado de Famalicão. Fadista atua na segunda noite do evento, no dia 9 de novembro, no grande auditório da Casa das Artes

Gisela João tem regresso marcado à Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. A fadista natural do concelho de Barcelos é a artista convidada da edição deste ano do Festival de Fado de Famalicão, que se realiza no espaço cultural famalicense nos dias 8 e 9 de novembro.

Gisela João_©ISABELSALDANHA

O concerto está marcado para o segundo dia do evento, dia 9, pelas 21h30, no grande auditório.

Considerada uma figura central e uma das mais importantes intérpretes da música portuguesa da atualidade, Gisela João foi já distinguida com inúmeros prémios, com destaque para os prémios Blitz, Time Out, Expresso e o Globo de Ouro para Melhor Intérprete Nacional.

A constante presença em palcos nacionais e internacionais, bem como as suas atuações eletrizantes, foram determinantes para a consagrar entre os demais intérpretes e gigantes da música portuguesa, apresentando um Fado contemporâneo sem desvios nem artifícios.

Como já vem sendo habitual, o primeiro dia do festival, 8 de novembro, vai ficar marcado pela final do Concurso de Fado Amador.

Os interessados em participar na iniciativa podem já inscrever-se nas audições que vão decorrer na Casa das Artes no dia 29 de outubro, através do preenchimento e envio de uma ficha de inscrição disponível em www.vilanovadefamalicao.org/_festival_de_fado, até dia 25 de outubro. Daqui sairão os nomes dos artistas selecionados para a final do concurso, que terá lugar no Café-Concerto da Casa das Artes, às 21h30.

O primeiro classificado receberá um prémio monetário no valor de 250 euros e terá presença garantida num dos principais eventos organizados pelo Município de Famalicão. O segundo e o terceiro classificados receberão 100 e 50 euros, respetivamente.

Mais informações em www.casadasartes.org.

FADO VADIO LEVA MINHOTOS À CASA DO MINHO DO RIO DE JANEIRO

O guitarrista Victor Lopez apresentará no Restaurante Costa Verde, no dia 28 de setembro, uma tradicional noite de Fado Vadio com a sua Guitarra Portuguesa num espaço que remete às Casas Típicas de Lisboa.

No Fado Vadio todos podem cantar a música que tornou-se Patrimônio Mundial Imaterial da Humanidade, sejam profissionais ou amadores.

A finalidade principal é partilhar emoções ao som da Guitarra numa confraternização onde o Fado é a grande atração.

Amor, ciúme, cinzas, lume, saudade, tragédia, dor...cantaremos à meia luz as incomensuráveis histórias do Fado.

Entrada franca, com culinária portuguesa, sem couvert artístico.

Faça já as suas reservas: (21) 2225-1820 | (21) 2205-4698 | (em Casa do Minho do Rio de Janeiro.

40287374_1819973108081270_8375799655904051200_n

VIZELENSES COMEM FRANCESINHAS

Vizela prepara-se para receber no Jardim Manuel Faria, de 7 a 9 de setembro o evento gastronómico “Há Francesinha no Jardim – Festival da Francesinha”.

festival da francesinha

O nobre espaço da cidade irá transformar-se para receber os amantes de um dos mais famosos pratos típicos de Portugal.

Para além dos bares e restaurantes locais que irão servir a iguaria, o espaço irá transformar-se para que o festival tenha sempre motivos de interesse e permanência.

O principal destaque será o Fado – a primeira expressão artística a ser declarada Património Imaterial da Humanidade em Portugal.

Poderá ver e ouvir fado no coreto do jardim Manuel Faria, mais próximo da zona da restauração, ou então nas escadas da Rua Manuel Faria.

  • dia 07, às 19h00, abertura do festival;
  • dia 07, às 23h00, Fados de Coimbra –Fadista Nuno Silva;
  • dia 08, às 21h30, Fados de Coimbra e de Lisboa interpretados por vários Vizelenses;
  • dia 09, às 15h00, cantares ao desafio;
  • dia 09, às 21h30, Gisela João.

Horário de Funcionamento:

  • Sexta-feira –19h00 as 2h00
  • Sábado –12h00 as 2h00
  • Domingo –12h00 as 24h00

O evento tem entrada livre.

Visite Vizela e descubra um dos mais deliciosos segredos do vale!

CABECEIRENSES FORAM AOS FADOS

Concerto com os Fado Alterne encerrou comemorações do 5.º aniversário da Casa do Tempo

Integrado no programa comemorativo do 5.º aniversário da Casa do Tempo e no âmbito do programa cultural Mosteiro de Emoções, decorreu no dia 4 de agosto, mais um Concerto Rápido, desta feita com os ‘Fado Alterne’ que animaram a noite quente do passado sábado no exterior da Casa do Tempo.

Concerto com os Fado Alterne - 5.º aniversário da Casa do Tempo (1)

Participaram neste evento, que antecedeu o brinde aos 5 anos da Casa do Tempo, os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves e Eng. Joaquim Barreto, respetivamente, os vereadores Dra. Carla Lousada e Eng. Pedro Sousa e ainda dos presidentes das Juntas de Freguesia de Refojos de Basto, Outeiro e Painzela e de Abadim.

O grupo de originais com influências do fado, da música tradicional e ligeira portuguesa proporcionou uma magnífica noite cultural, destacando-se a belíssima performance dos músicos e da vocalista Susana Ferreira.

Terminaram, desta forma, as comemorações do 5.º aniversário da Casa do Tempo, verdadeiro Centro Interpretativo do concelho e também Centro UNESCO, que se iniciaram na passada sexta-feira, dia 3 de agosto, com a Tertúlia ‘Turismo de Saberes e Sabores’, seguida da Inauguração da exposição ‘Minas da Borralha’ e apresentação do livro ‘Minas da Borralha 1900-1951’, continuando no sábado de manhã com a apresentação do Livro de Atas do III Seminário ‘Ora et Labora em Refojos de Basto - Espacialidades, Materialidades e Espiritualidades’.

De referir que a Casa do Tempo, coordenada pela chefe de Divisão Dra. Fátima Oliveira, recebeu já cerca de 110 mil visitantes e tem merecido rasgados elogios por todos os que a visitam, quer no que diz respeito à arquitetura, quer no que diz respeito aos conteúdos, como também à forma como são acolhidos e orientados naquele espaço.

Concerto com os Fado Alterne - 5.º aniversário da Casa do Tempo (2)

FAMALICÃO REALIZA FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA... COM FADO E MUITO FOLCLORE!

Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão realiza-se de 31 de agosto a 9 de setembro. Piruka, Augusto Canário, muito folclore e fado animam evento

O início de setembro representa para muitas pessoas o regresso das férias e a preparação para um novo ano escolar mas, em Vila Nova de Famalicão, estes são dias de grande animação com a Feira de Artesanato e Gastronomia, um evento que funciona como plataforma de encontro e convívio dos famalicenses, atraindo cada vez mais turistas.

DSC_6216

De 31 de agosto a 9 de setembro, Vila Nova de Famalicão acolhe, assim, “a maior Feira de Artesanato e Gastronomia do Minho, que é inquestionavelmente um cartaz turístico-cultural de referência nacional, com um intenso e diversificado programa de animação popular”, como refere o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, na sua mensagem de apresentação do evento.

Trata-se da 35.ª edição da Feira, “35 anos de crescimento, consolidação e elevação da qualidade”, acrescenta o autarca.

À riqueza do artesanato nacional juntam-se os sabores inconfundíveis da gastronomia numa conjugação de saberes e sabores únicos e genuínos. No recinto do antigo campo da feira semana reúnem-se ao longo de dez dias mais de 100 artesãos – muitos deles a trabalhar ao vivo – representantes das várias regiões do país e perto de uma dezena de restaurantes e tasquinhas com as iguarias mais tradicionais. Por aqui, há ainda espaço para os produtores que trazem consigo os vinhos, queijos, presuntos e doces mais puros oriundos de todo o país.

É inegável o prestígio que o evento tem alcançado nos últimos anos, facto que Paulo Cunha atribui “à forte aposta da autarquia na organização e promoção da Feira, que tem levado a uma natural seleção do melhor e mais autêntico artesanato nacional a par dos mais genuínos sabores da nossa gastronomia”.

PIRUKA, AUGUSTO CANÁRIO, FOLCLORE E FADO

Este ano, a grande novidade da Feira de Artesanato e Gastronomia é a noite de 6 de setembro, dedicada à juventude com a participação do rapper “Piruka”. Para o presidente da Câmara Municipal a autarquia “tem tido a preocupação de atrair para ao certame as novas gerações de forma a transmitir-lhes tradições ancestrais”.

Para além do rapper “Piruka”, o evento garante animação diária e constante através da participação de quase três dezenas de artistas musicais, donde se destaca a presença de Augusto Canário & Amigos no dia 4 de setembro, os famalicenses Charles Band Dickens e Rosamate a 7, o projeto cultural Vozes do Minho e Costinha no dia 8, e o fado de Carina Amarante e Patricia Costa, a encerar a 9 de setembro. Pelo meio, haverá muita alegria com os ranchos folclóricos do concelho, as concertinas e os cantares ao desafio. Helena Fernandes com Banda Jazz e a Banda Medusa de Fradelos sobem ao palco no dia 3.

“São muitos e de grande qualidade, os artistas que vão animar a nossa Feira de Artesanato e Gastronomia”, sublinha Paulo Cunha, referindo que a autarquia “volta a apostar na prata da casa”.

Refira-se que o evento é de entrada livre.

35ª FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

LOCAL | Antigo Campo da Feira Semanal

Dia 31 de Agosto - SEXTA

            18H00 – inauguração com arruada pela BANDA DE MÚSICA DE RIBA D’AVE

            21h30 – Concerto pela BANDA DE MÚSICA RIBA D’AVE 

22h30 – CHULADA DA PONTE VELHA (Santo Tirso) 

Dia 01 de Setembro – SÁBADO

16h00 – Tarde de Folclore: RANCHO FOLCLÓRICO DA NOVO RUMO, Associação de Professores de Vila Nova de Famalicão e GRUPO FOLCLÓRICO DE NINE

21h30 – Grupo FOLC 5 (Joane)

22h30 - ÚS SAI DE GATAS (Miranda do Corvo)

Dia 02 de Setembro - DOMINGO

16h00 – Tarde Popular:

Arruada de Concertinas: ESCOLA DE CONCERTINAS DA ASS. CULT. DESP. S. MARTINHO DE BRUFE e ASSOCIAÇÂO DE CONCERTINAS MONTE SANTO ANDRÉ (Arnoso Santa Eulália) 

Cantares ao Desafio p/ ASSOCIAÇAO DE TOCADORES E CANTADORES AO DESAFIO FAMALICENSE

21h30 – BANDA FAMMASHOW

Dia 03 de Setembro - SEGUNDA

21h30 – HELENA FERNANDES com Banda Jazz 

22h30 – BANDA MEDUSA (Fradelos)

Dia 04 de Setembro – TERÇA

22h30 – AUGUSTO CANÁRIO & AMIGOS

Dia 05 de Setembro – QUARTA

            22h30 – RONDA DOS QUATRO CAMINHOS

Dia 06 de Setembro – QUINTA

            14h30 – Tarde Sénior

CONJUNTO TÍPICO OS LUSITANOS DE NINE

22h00 – PIRUKA  

Dia 07 de Setembro – SEXTA

            21h30 – CHARLES BAND DICKENS (VNF)

            22h30 – ROSAMATE (Pedome)

Dia 08 de Setembro – SABADO

16h00 – Tarde de Folclore:

GRUPO FOLCLÓRICO SANTA LEOCÁDIA DE FRADELOS  

RANCHO FOLCLÓRICO DA CASA DO POVO DE RUIVÃES        

21H30 – Projeto Cultural VOZES DO MINHO

            Projeto Polifónico de Temas Etnográficos e Populares Portugueses

Com a participação de vozes de grupos de 5 concelhos (Viana, Braga, Famalicão, Vila Verde e Ponte de Lima

22h30 – COSTINHA 

Dia 09 de Setembro – DOMINGO

16h00 – Tarde de Folclore:

GRUPO INFANTIL E JUVENIL DANÇAS E CANTARES DE JOANE

GRUPO FOLCLÓRICO DANÇAS E CANTARES JOANE

            18h00 – Danças Urbanas:

CASA DO POVO DE RIBEIRÃO

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DAS LAMEIRAS

            20h30 – Noite de Fado

Participação: CARINA Amarante e PATRÍCIA COSTA

DSC_6194

CERVEIRA VIVE "NOITES DE FADO"

Revelação e afirmação marcam Noites de Fado’ 2018 de Cerveira

O palco da ‘Vila das Artes’ apresenta, dia 21 de julho, Maria Emília com Miguel Ramos e, a 28 de julho, Ana Moura. Dois concertos onde o fado é ‘fatum’, e o público aplaudirá a aposta na revelação e no reconhecimento. Bilhetes para as ‘Noites de Fado’ 2018 já estão disponíveis na Loja Interativa de Turismo, a 5 e 8 euros, respetivamente.

Print

Em julho, Vila Nova de Cerveira é cenário da música do mundo que é portuguesa, o Fado. Classificado como Património Imaterial da Humanidade, o Fado canta os encontros e desencontros da vida que são tema infinito de inspiração. O momento torna-se perfeito, quando os artistas atuam num ambiente intimista e de interação com o público, e que Cerveira sabe tão bem recriar.

Para a primeira Noite de Fado, dia 21 de julho, o palco do Auditório Municipal de Vila Nova de Cerveira recebe uma voz límpida e luminosa, que canta o fado como quem respira e se sente em “Casa”. Neste single de apresentação, Maria Emília demonstra o seu amor ao fado e às casas de fado onde nasceu para a música, cresceu e se fez fadista. Já atuou em diversos países como Brasil, Espanha, Suíça e Bélgica e, brevemente, será editado o seu 1º álbum que a confirmará como uma das grandes revelações do fado. Para o concerto em Vila Nova de Cerveira, Maria Emília convida Miguel Ramos que, finalmente, apresenta o álbum de uma vida de fado, ‘Aqui na Alma’. Esta será a combinação perfeita de quem é nascido do fado e no fado.

Para dia 28 de julho, a tradição e a contemporaneidade da distinta Ana Moura promete provocar uma explosão emocional instantânea ao coração de quem a ouve. Depois de ‘Desfado’ se ter tornado o álbum mais vendido de um artista português nos últimos 10 anos, Ana Moura regressa com ‘Moura’, disco que dá continuidade à sua parceria com o reputado produtor norte-americano Larry Klein. Continuando a trilhar um caminho que personaliza o seu fado como uma música aberta ao mundo e sintonizada com a contemporaneidade, Ana Moura é cada vez mais uma cantora incomparável e com esse talento raro de elevar uma música com enorme tradição à convivência próxima de um público vasto, de todas as idades.

Já se encontram à venda, na Loja interativa de Turismo de Vila Nova de Cerveira, os bilhetes para assistir às 'Noites de Fado’ 2018, cujos concertos iniciam às 22h00, no Auditório Municipal. Venha Vi(m)ver Cerveira!

FADISTA LIMIANA DEOLINDA LEONES FALA NA PRIMEIRA PESSOA PARA O BLOGUE DO MINHO

Deolinda Leones é uma popular fadista natural de Cabração, concelho de Ponte de Lima, que acaba de editar um CD em cuja capa não podia faltar a vista panorâmica da vila limiana e a sua ponte românica sobre o rio Lima. A convite do BLOGUE DO MINHO, dá-se a conhecer aos nossos leitores na primeira pessoa, falando sobretudo da sua experiência como artista do fado, apesar de ter nascido numa terra profundamente marcada pelo folclore alegre e esplendoroso que caracteriza o Minho.

20108255_254617905032152_6390776828517044507_n

São, pois, suas as palavras que se seguem:

“Além do meu trabalho, cantar é o que mais gosto de fazer. Era ainda muito pequena e cantava com uns vizinhos que também cantavam e tocavam viola. E assim passava os meus dias quando não tinha escola.

Perto da minha casa, em Lisboa, havia então uma casa típica chamada Arcadas do Rego, onde havia fados aos fins-de-semana. Então, refugiava-me lá para ouvir os fadistas e pedia para cantar... e, tanto pedi que certo dia lá me deixaram cantar. Recordo que cantei à capela, como se diz quando não se tem música. Interpretei então o fado “Povo que lavas no rio” cujo pema é, como se sabe, do grande poeta Pedro Homem de Mello.

Fui então muito ovacionada. E o êxito foi tão surpreendente que, no meio de tantas palmas, dois senhores vieram ter comigo e perguntaram-me:

- Como te chamas miúda?

E, depois de ter-lhes dito o meu nome, questionaram-me de novo:

- Gostas de cantar?

Foi então que confessei: disse-lhes que adoro cantat mas o meu pai não deixa porque diz que as artistas se portam mal.

Foi então que eles prometeram: Vamos falar com o teu pai e tu vai cantar!

E assim sucedeu…

Eu era então uma moça humilde e envergonhada mas, após terem conversado com o meu pai, ele lá me deixou, não sem me presentear com vários ralhetes na presença deles. Vim posteriormente a saber para minha enorme surpresa que, os referidos cavalheiros eram, nem mais nem menos, que Raul Solnado e Raul Indipo!

E assim iniciei a minha carreira artista como cantadeira de fados. A primeira casa onde passei a actuar situava-se no Bairro Alto – bairro que é um verdadeiro alfobre dos maiores fadistas! – mais precisamente O “Viela” na rua das Taipas e era gerida pelo sr. Sérgio. Concluí o meu curso mas, até hoje, não parei jamais de cantar o fado!”

30716119_358645067962768_3628981665558167552_n

Convidamos o leitor a visionar o vídeo https://www.facebook.com/radio.sim/videos/1914369461927832/ a partir de 6:29, numa sua actuação nos estúdios da Rádio Sim

Entretanto, se alguém estiver interessado no seu CD pode mandar mensagem privada através da sua página de facebook em https://www.facebook.com/deoleones?lst=100002115675968%3A1634930443%3A1523008927

O CD é enviado em correio registado logo que o dinheiro esteja na sua conta que indicará através de mensagem.

29695227_10213985576666899_7905038191179416292_n

20664396_262806050880004_3884723954736233413_n

20228490_254391881721421_1714427248989174076_n

15267647_102043353622942_6248161293959972798_n

22687733_290809488079660_375506305986025713_n

27867998_334575010369774_1208864974236331510_n

30516738_2172133119478708_4881009918477336576_n

20664396_262806050880004_3884723954736233413_n

12928227_10207941824776879_4708532834759262642_n