Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA: GRUPO FOLCLÓRICO DA UNIVERSIDADE DO MINHO INAUGURA A EXPOSIÇÃO “RETALHOS DO MINHO” NA GALERIA DO PAÇO

A exposição marca o início das comemorações do 30º aniversário do GFUM com o projeto “Voltas da Tradição”.

O Grupo Folclórico da Universidade do Minho vai inaugurar no próximo sábado, dia 28 de janeiro, a exposição “Retalhos do Minho”, na Galeria do Paço, em Braga. Esta mostra etnográfica servirá de pontapé de saída para as comemorações dos 30 anos do grupo e ficará patente até ao dia 11 de fevereiro, com espólios pertencentes a vários colecionadores, provenientes de diferentes zonas da região.

IMG_2717.jpg

Os diversos concelhos do Baixo Minho (Braga, Vila Nova de Famalicão, Esposende, Guimarães, Barcelos e Vieira do Minho), assim como concelhos circundantes estarão representados por peças originais de coleções privadas e de algumas coletividades locais, cedidas para o efeito.

A mostra etnográfica servirá de arranque ao projeto cultural das comemorações, “Voltas da Tradição” que assenta num conjunto de iniciativas para a promoção da cultura popular e tradicional do Baixo Minho.  Este projeto integrará exposições, tertúlias, workshops, concertos, o festival "Memória" - Festival Universitário de Artes e Tradições, a Canção Bracarense e um conjunto de medidas de salvaguarda para a candidatura do "Canto a Vozes", a Património Cultural da Humanidade.

Estes momentos de celebração, que estão previstos para o resto do ano, contam com vários apoios como o da Universidade do Minho, Município de Braga, IPDJ, Associação Académica da Universidade do Minho e ainda o patrocinador oficial, Braga Parque, além de outras empresas que se associaram.

P’lo GFUM,

André Marcos

IMG_2749.jpg

IMG_2766.jpg

325873443_544658024294672_194351547739003089_n.jpg

VALENÇA APRESENTA “RETRATOS DE UMA GERAÇÃO”

“Retrato de uma Geração” é o livro de fotografia, de António Fortuna, que se apresenta este sábado, 28 de janeiro, às 18h00, na Biblioteca Municipal de Valença.

LivroFortuna.jpg

Ao longo de mais de 300 fotografias a preto e branco, António Fortuna faz uma homenagem a toda uma geração de mulheres e homens valencianos com mais de 80 anos.

Freguesia a freguesia, entre dezembro de 2021 e julho de 2022, este aficionado da fotografia “capturou” a alma valenciana de quem nasceu, ainda, pelos tempos da Guerra Civil espanhola e da 2ª guerra mundial.

Um livro de caras, onde António Fortuna foi buscar os mais genuínos e puros traços das rugas dos rostos e as expressões, sem filtros, de um verdadeiro analista e “capturador” de emoções.

Para António Fortuna “esta é a minha homenagem a uma geração que anda por aí escondida, em segundo plano e que através deste trabalho salta novamente para o palco da visibilidade em jeito de gratidão.”

António Fortuna é um aficionado pela fotografia, sobretudo pelo traço e sombras das paisagens urbanas e dos traços de rostos. Os seus trabalhos fotográficos já passaram por várias galerias de Portugal e Espanha. Destaca-se a presença na XXI Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira, selecionada num concurso internacional.

Esta é uma edição de autor.

VIANA DO CASTELO: MUSEU DE ARTES DECORATIVAS ACOLHE EXPOSIÇÃO “D. MARIA II – PEÇAS COM HISTÓRIA”

A ala nova do Museu de Artes Decorativas acolhe, até 16 de abril, a exposição ”D. Maria II – Peças com História”, inaugurada no âmbito das comemorações do 175º aniversário da Elevação de Viana a Cidade.

ABELO7817 2.jpg

A elevação de Viana à categoria de cidade foi conseguida a 20 de janeiro de 1848 por decreto de D. Maria II. A deliberação ao pedido iniciou-se na sessão de 23 de agosto de 1845, quando os vereadores da Câmara “acordaram que se representasse a sua majestade a rainha pedindo-lhe a graça de elevar a vila (de Viana do Minho) à categoria de cidade”.

Nos argumentos enviados à rainha, a 27 de setembro de 1845, pesaram fatores de natureza política, realçando o apoio da maioria dos habitantes de Viana à Carta Constitucional; enumeraram-se, ainda, razões de natureza geográfica, sublinhando a privilegiada localização, o desenvolvimento urbanístico e populacional; o comércio em expansão consubstanciado num importante porto de mar; os rendimentos dos habitantes, bem como a respetiva e proporcional contribuição fiscal ao Estado.

Durante a guerra civil portuguesa, conhecida como Revolta da Patuleia, 1846-1847, notabilizou-se o capitão Francisco Maria Melquíades da Cruz Sobral, que saiu do seu regimento, no Porto, deslocando-se para Viana, oferecendo os seus serviços ao Conde do Casal, que o nomeou governador do castelo de Viana.

Melquíades Sobral, após ter abandonado a fortaleza, devido ao cerco pelas forças inimigas e vencido pela fome, entregou a bandeira e a chave do castelo ao rei consorte, D. Fernando II, ficando, assim, associado à história de Viana, pelo gesto heroico e simbólico.

Embora a Fortaleza de Santiago da Barra não tenha a configuração de um castelo, a população residente acostumou-se a chamar-lhe isso mesmo, figurando esta designação em documentos oficiais, como cartas régias, desde a segunda metade do século XVI.

Assim, no decreto de 20 de janeiro de 1848, a Rainha determinou a elevação de Viana à categoria de cidade: “Atendendo a que a villa de Vianna do Minho possue os elementos e recursos necessários para sustentar a categoria de cidade, (…)” “Hei por bem e me praz que a Villa de Vianna do Minho fique erecta em cidade, com a denominação de cidade de Vianna do Castello”.

Entre 8 e 11 de maio de 1852, a Rainha D. Maria II e o Rei D. Fernando II concederam à cidade de Viana do Castelo a honra e a graça festiva de uma visita régia memorável. Como homenagem aos soberanos, o Campo do Forno passou a denominar-se Praça da Rainha e o Campo da Penha foi denominado Jardim D. Fernando.

ABELO7909 2.jpg

ABELO7974 2.jpg

ABELO7990 2.jpg

ABELO8008 2.jpg

ABELO8036 2.jpg

ABELO8076 2.jpg

ABELO8169 2.jpg

ABELO9057 2.jpg

ABELO9068 2.jpg

ABELO9078 2.jpg

ABELO9131 2.jpg

BRAGA: EXPOSIÇÃO “EDUCAÇÃO COM GENTE DENTRO” PATENTE NO MUSEU DOS BISCAÍNHOS

Mostra pode ser visitada até 7 de Fevereiro

O Museu dos Biscainhos tem patente ao público a exposição ‘Educação com gente dentro’. Numa organização do Município de Braga, esta é uma mostra de trabalhos artísticos desenvolvidos no projecto incluIR+ Férias de Natal e no Programa Municipal de Enriquecimento Curricular. Esta iniciativa decorre no âmbito da celebração do Dia Internacional da Educação e tem como objectivo sensibilizar a sociedade civil para o direito à Educação, consagrado no artigo 26º. da ‘Declaração Universal dos Direitos Humanos’ e na ‘Convenção sobre os Direitos da Criança’.

CMB24012023SERGIOFREITAS00021513814256.jpg

Por outro lado, a exposição, patente até 7 de Fevereiro, procura sublinhar o papel da Educação enquanto meio para fomentar o exercício da cidadania através da arte, contribuindo, assim, para um desenvolvimento social mais equitativo.

Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, marcou presença na inauguração da exposição e destacou a mais-valia da vertente artística no fomento da cidadania e na prática da inclusão. “Esta mostra carrega a essência de educar cidadãos. Este círculo de transmissão do conhecimento resulta numa mescla de actividades e trabalhos realizados dentro e fora do espaço escola e que merecem ser vistos por toda a comunidade, uma vez que consideramos que a arte deve estar incluída na prática educativa e incidindo no estímulo à criatividade, na inclusão e participação comunitária”, referiu.

Os trabalhos expostos foram elaborados com supervisão artística e técnica de professores da Cooperativa de Ensino Artístico - CEA. A esta exposição junta-se a ilustração ‘Braga, Cidade Aberta’ que foi realizada por crianças e adultos no Dia Internacional da Cidade Educadora, na Quinta Pedagógica.

Segundo a vereadora, o Plano Nacional das Artes, é a prova de que a escola deve estar aberta à partilha e criatividade artística no sentido de, a partir das várias sinergias e trabalhos artísticos, se possa abraçar a cidadania e envolver toda a comunidade educativa na arte de fazer e criar. “A inclusão tem de passar, inevitavelmente, pela envolvência de todos. É com muita honra e orgulho que inauguramos uma exposição onde os trabalhos foram todos desenvolvidos por alunos e alunas que integram projectos desenvolvidos pelo Município nas escolas do Concelho. Esta é uma forma de mostrar um pouco do enormíssimo trabalho que é feito nas nossas escolas por directores de agrupamento, professores, associações parceiras e pessoal não docente”, explicou Carla Sepúlveda, sublinhando que os trabalhos expostos espelham o espírito de toda uma comunidade educativa, numa cidade que “humaniza o espaço educativo”.

CMB24012023SERGIOFREITAS00021513814250.jpg

CMB24012023SERGIOFREITAS00021513814251.jpg

CMB24012023SERGIOFREITAS00021513814252.jpg

VIANA DO CASTELO: ANTIGOS PAÇOS DO CONCELHO ACOLHEM EXPOSIÇÃO DE MEMÓRIA ANACRÓNICA DEDICADA AO TRÍPTICO DA PRAÇA DA REPÚBLICA

No âmbito das comemorações do 175º aniversário da elevação de Viana do Castelo a cidade, foi inaugurada, no rés-do-chão dos Antigos Paços do Concelho, a exposição “Monumentos de Viana do Castelo - Memória Anacrónica - Tríptico da Praça da República”. A exposição é o materializar da descoberta e reunião de elementos imagéticos que o Arquivo e Memória preserva e que potenciam um conhecimento sobre Viana do Castelo, sobre as suas gentes e sobre a sua identidade.

ABELO9696 2.jpg

‘Monumentos de Viana do Castelo - memória anacrónica’ parte da lista e localização que a cartografia em exposição assinala e este mapeamento regista uma ordem de objetos em estudo. Esta exposição convida, assim, a pensar a cidade e o território.

O aparato imagético, alicerçado no processo de investigação sistemática sobre as fotografias de espólios da Câmara Municipal - Arquivo e Memória, resulta, desde logo, da concretização de ‘constructo de memória’ operando fundamentalmente no universo da fotografia documental, neste caso, dos espólios de Severino Costa e Boa-Morte.

Incidir o olhar sobre a Praça da República e o seu tríptico monumental, ao expandir do universo de imagens que se apresentam e que, por sua vez, suscitam possibilidade de estabelecer conexões, reconhecer os pormenores que são relações e podemos então encontrar, recuperar, descobrir, conhecer e fruir apego, para construir memória.

O processo em desenvolvimento, designado por ‘constructo de memória’ fundamenta-se em metodologias de análise de design de imagem, incide no vasto acervo fotográfico disponível no Arquivo e Memória que potencia o conhecimento sobre Viana do Castelo, as suas gentes, a nossa identidade, onde, pelo apelo ao olhar, na procura do entendimento do património cultural do nosso território que envolve a memória individual e coletiva, se apresenta um aparato contemporâneo.

Neste conjunto de imagens podem ser encontradas referências ao universo imaterial (vivências e tradições) que são parte da nossa identidade inimitável, construindo memória futura.

ABELO9315 2.jpg

ABELO9374 2.jpg

ABELO9444 2.jpg

ABELO9477 2.jpg

ABELO9539 2.jpg

ABELO9577 2.jpg

ABELO9584 2.jpg

ABELO9614 2.jpg

ARQUIVO DISTRITAL DE VIANA DO CASTELO APRESENTA MOSTRA DOCUMENTAL SOBRE "OS NOVOS PAÇOS DO CONCELHO"

Dia da cidade de Viana do Castelo

Para celebrar o 175.º aniversário de elevação de Viana do Castelo a cidade, que se comemora no dia 20 de janeiro, o Arquivo Distrital de Viana do Castelo (ADVCT) promove uma Mostra documental intitulada “Novos Paços do Concelho – Uma proposta de “revolução” urbana para a cidade de Viana do Castelo”.

Esta mostra documental estará patente no edifício do ADVCT desde o dia 20 de janeiro até ao dia 17 de fevereiro de 2023.

325993930_694023359035279_7356519943320949332_n.jpg

ESTAÇÃO NÁUTICA DE ESPOSENDE VAI PARTICIPAR NA MAIOR FEIRA NÁUTICA DO MUNDO

Boot 2023 – Alemanha

A Estação Náutica de Esposende, em conjunto com as congéneres da Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Matosinhos e Espinho, vai participar na maior feira náutica do mundo, a Boot 2023, que decorrerá em Dusseldorf, Alemanha, entre os próximos dias 21 e 29 de janeiro.

IMG-20190120-WA0001.jpg

A presença ocorrerá num stand partilhado pelas Estações Náuticas do Litoral Norte, dedicado ao Turismo Náutico, no âmbito do projeto de Internacionalização da Rede de Estações Náuticas de Portugal, da Fórum Oceano, que visa a promoção e internacionalização da náutica portuguesa. 

A representação da “Náutica do Litoral Norte” aproveitará para divulgar todas as potencialidades deste território, sobretudo das atividades ligadas aos rios e mar, para além de dar a conhecer as empresas que operam no setor e proporcionar negócios com alguns operadores turísticos internacionais presentes no certame. Durante o decorrer da Boot, será feita a apresentação da brochura conjunta da “Náutica do Litoral Norte”.

Esta participação é também uma parceria com empresas turísticas de Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Matosinhos e Espinho com ligações à náutica. Este certame constitui uma excelente oportunidade para contactar com o público em geral, mas sobretudo com operadores europeus ligados à náutica (kitesurf, surf, etc.). Ao longo de nove dias passarão pelo certame alemão milhares de visitantes, proveniente de todo mundo.

As vantagens da localização da Costa do Litoral Norte assentam, essencialmente, na proximidade do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na oferta de uma rede rodoviária que facilita a acessibilidade ao território, bem como a proximidade de centros urbanos como a cidade do Porto e outros locais Património da Humanidade da Unesco, como o Vale do Douro, Guimarães, Braga, Santiago de Compostela, para além do Parque Nacional da Peneda Gerês (reserva da Biosfera).

Acrescente-se, ainda, as infraestruturas de apoio e a existência de muitas empresas a operar ao nível da náutica (operadores marítimo-turísticos), nas suas mais variadas vertentes (surf, kitesurf, vela, mergulho, canoagem, etc.). O clima ameno proporciona também condições para que se possam praticar muitas das atividades, durante a maior parte do ano.

Para além destes aspetos, a Costa Norte de Portugal, esculpida por rios e pelo Oceano Atlântico, tem impressa no seu ADN a experiência e o conhecimento adquiridos da indústria naval, dos descobrimentos e das rotas comerciais do Séc. XVI, passando pela atividade piscatória e pela indústria conserveira, até à diversificada oferta de atividades náuticas, com qualidade de excelência.

Esta ação insere-se no plano de Atividades da Estação Náutica de Esposende (2023_2025), e no Plano de Ação para a Sustentabilidade, Crescimento e Competitividade do Turismo em Esposende – 2023_2027, enquadrando-se também nas metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

IMG-20190120-WA0002.jpg

booot2023.png

Boot2023.png

ARTISTA ANA CATARINA GOMES EXPÕE “TECLA SUJA” NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO

A artista Catarina Gomes inaugurou, este fim-de-semana, a exposição “Tecla Suja” na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo. A proposta corresponde à 20º exposição de obra gráfica de artista publicada em livros, revistas e jornais na biblioteca vianense.

JTL02054.jpg

Esta exposição irá ficar patente até final de junho e, como tem acontecido com as anteriores, será apreciada pela comunidade vianense e, sobretudo, pelos mais interessados pelas artes (incluindo professores e alunos).

Iniciado há 10 anos, e de forma ininterrupta, este projeto tem-se mantido ativo graças à recetividade e ao acolhimento da comunidade vianense e de muitos curiosos que visitam a Biblioteca Municipal para acompanhar as diferentes exposições.

Catarina Gomes vive no Porto, cidade onde nasceu em 1983. Estudou Design e Comunicação na Faculdade de Belas-Artes do Porto e Ilustração e Animação no Instituto Politécnico do Cávado e Ave, onde concluiu o mestrado. O interesse pela ilustração surgiu em Bratislava, onde esteve ao abrigo do programa Erasmus, influenciada pelas exposições que viu, os livros que comprou e o tempo livre que teve para experimentar novas técnicas.

Desde 2013, cria ilustrações para livros infantojuvenis e outros projetos gráficos, escreve alguns dos livros que ilustra e participa regularmente em exposições coletivas de ilustração.

Para além do trabalho como ilustradora e designer freelancer, dá aulas e orienta oficinas de desenho, ilustração e animação stop-motion.

Em 2011, o seu filme “O sono e o sonho” foi selecionado para a competição da 36ª edição do festival Cinanima, na categoria de Jovem cineasta Português.

Dos livros publicados, destacam-se o “Livro (de atividades) para massajar a imaginação”, publicado pela Edition Lidu, que, em 2014, venceu a 2ª edição do Art Books Wanted International Award.

O seu trabalho tem sido reconhecido por entidades como a Bienal de Ilustração de Guimarães, a Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha e a 3X3 Magazine.

JTL01976.jpg

JTL01986.jpg

JTL01996.jpg

JTL02002.jpg

JTL02019.jpg

JTL02027.jpg

JTL02087.jpg

JTL02096.jpg

JTL02108.jpg

MONÇÃO: EXPOSIÇÃO DE PAIS NATAL: ENTREGA DE DIPLOMAS ÀS ASSOCIAÇÕES PARTICIPANTES

Inserida na iniciativa “Monção, Uma Porta Aberta para o Natal”, a Exposição de Pais Natal esteve patente ao público na Praça da República.

Para assinalar a quadra natalícia, várias coletividades do concelho participaram numa Exposição de Pais Natal, criados com bastante criatividade e imaginação, a partir de materiais recicláveis. Ontem, no Arquivo Municipal de Monção, o Vice-Presidente da CMM, João Oliveira, entregou os respetivos diplomas de participação.

monexppaisnat.JPG

Inserida na iniciativa “Monção, Uma Porta Aberta para o Natal”, que englobou diversas atividades entre 7 de dezembro e 2 de janeiro, a Exposição de Pais Natal, patente ao público na Praça da República, contribuiu para “soltar” a magia e fantasia próprias desta quadra festiva, reforçando a atratividade de Monção neste período festivo.

João Oliveira agradeceu aos representantes das associações locais a forma positiva e encorajadora como encararam mais este desafio lançado pelo Município, referindo que a forte colaboração das associações é uma vantagem competitiva do nosso concelho, onde mostramos e valorizamos, em cada evento, a riqueza da nossa identidade social e cultural.

Lamentando as condições atmosféricas adversas durante a época festiva, João Oliveira, enalteceu os trabalhos artísticos executados pelas coletividades do nosso concelho. Disse “o mau tempo condicionou a iniciativa, mas não tirou brilho aos vossos trabalhos. Muito obrigado pela colaboração nesta e em todas as atividades realizadas ao longo do último ano”.

A cerimónia de entrega dos diplomas de participação, marcada pelo simbolismo e informalidade, permitiu, também, uma troca de impressões com o movimento associativo. Na ocasião, foram lançadas algumas sugestões e ideias para a próxima quadra natalícia, bem como para outras iniciativas a realizar no nosso concelho.

ARCOS DE VALDEVEZ: HERÓIS & VILÕES – FIGURAS DOS UNIVERSOS MARVEL E DC COMICS EM EXPOSIÇÃO NA BIBLIOTECA MUNICIPAL

Em exposição de 7 /01 a 29 Abril 2023. Casa das Artes / Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo

Que super-herói gostava de ser e que superpoderes gostava de ter?. São estas as perguntas que as pessoas fazem muitas vezes a Pedro Velho Dantas quando ele conta que coleciona figuras, álbuns de BD e filmes da Marvel, da DC, da Disney, entre outros.

324739192_510297897911960_4802485952434969656_n (1).jpg

Pedro Velho Dantas, apresenta a sua primeira exposição de cultura pop de meados do século XX. Da sua vasta coleção, para esta mostra por expor os heróis e vilões da Marvel e da DC Comics. O fascínio pelas histórias de super-heróis começou na juventude, levando-o a adquirir livros, revistas, filmes e figuras de ação. Mas, foi na última década que o colecionismo começou a ganhar mais relevo.

Com esta exposição, o autor pretende partilhar com miúdos e graúdos diferentes universos, onde a imaginação não tem fronteiras!

Esta é mais uma iniciativa da Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo que se junta às outras da rede de equipamentos culturais da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, e que mostra as coleções particulares de arcuenses ou não arcuenses que tenham como hobby o colecionismo e que o pretendem divulgar junto do público, num espaço próprio.

A exposição, aberta ao público desde o passado sábado, 7 de Janeiro, estará patente na Casa das Artes / Biblioteca Municipal até 29 de abril e o acesso é gratuito.

324754171_918942819475154_7232617784862115469_n.jpg

2023-01-07 - EXPOSIÇÃO - HERÓIS E VILÕESCARTAZ.jpg

BARCELOS EXPÕE “O BOMBEIRO FIGURADO” NO SALÃO NOBRE DOS PAÇOS DO CONCELHO

Integrada nas celebrações dos 140 anos dos Bombeiros Voluntários de Barcelos

Integrada no programa das celebrações dos 140 anos de serviço dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, vai ser inaugurada, na próxima sexta-feira, pelas 18 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a exposição “O Bombeiro Figurado”.

bombeifig.png

Trata-se de uma mostra de peças, complementada com fotografias, da coleção de figurado reunida a partir da segunda metade do século XX, pertencente ao Quartel dos Bombeiros Voluntários da cidade barcelense, composta, entre outras, por peças cerâmicas únicas a ilustrar vários instantes da vida e trabalho dos Bombeiros.

No texto de apresentação desta iniciativa, pode ler-se que “a exposição temporária “O Bombeiro Figurado” pretende dar a conhecer uma breve parte desta história (de 140 anos), através de peças de figurado e fotografias únicas. Ainda podemos descobrir o universo do trabalho e dos seus veículos, assim como da sua antiga banda de música ou de momentos singulares de homenagem”.

Ao percorrer as imagens expostas na exposição, “observamos peças de reconhecidos artesãos da cerâmica figurativa da região, como Rosa Ramalho, Júlia Côta, os irmãos Mistério, Joaquim Esteves, entre muitos outros”. Estes artesãos barristas retratam “de forma única cada figura de barro ao aplicar diferentes cores e detalhes, expressando vários modos de ver o Bombeiro”.

Esta exposição vai estar patente no Salão Nobre dos Paços do Concelho de 6 a 28 de janeiro, e pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 10h às 17 horas e aos sábados, domingos e feriados das 10h às 12h e das 14 às 17 horas.

PAREDES DE COURA EXPÕE “ARTE EM PEÇAS” DE LEGO

Exposição de construções com peças LEGO até ao final do ano | CAIXA DE BRINQUEDOS

O ‘Arte em Peças’, exposição de construções com peças LEGO organizada pela Comunidade 0937* e o Município de Paredes de Coura, volta a preencher estes dias em plena quadra natalícia, de 17 a 31 de dezembro nas galerias da Caixa de Brinquedos.

pcour (1).jpg

Ao contrário das edições anteriores, que decorreram no Centro Cultural, este ano o evento ocupa um espaço novo que são as galerias inferiores à Caixa de Brinquedos, espaço municipal que se encontra no Largo Hintze Ribeiro, praça central da vila.

São mais de 500 metros quadrados de área de exposição onde poderão ser encontradas várias construções como réplicas de monumentos portugueses (Torre dos Clérigos, o templo de Santa Luzia, castelo de Guimarães, Torre de Belém, etc), cenários medievais, do velho oeste norte-americano, cidades, persas, alienígenas ou até mesmo inspirados em séries de filmes conhecidos como Star Wars, Astérix, Senhor dos Anéis ou Jurassic Park.

São construções originais que são criadas por fãs adultos sem a necessidade de instruções. Estão também expostos alguns conjuntos oficiais da LEGO mostrando porque é que esta marca de brinquedos de construção é considerada a melhor do mundo.

*A Comunidade 0937 é um grupo de fãs do brinquedo de construção da marca LEGO, fundado em 2006 e que anualmente realiza dois grandes eventos, o Arte em Peças na quadra natalícia e o Paredes de Coura Fan Weekend, convenção internacional de fãs da marca, no segundo fim-de-semana de junho.

para fotos, por favor aceda ao seguinte linkhttps://we.tl/t-CjFAwleoGw

NATAL EM COURA

Para além das maravilhosas construções do ‘Arte em Peças’, a instalação ‘Pelo Calor da Neve’ da artista Madalena Martins que percorre o principal eixo pedonal da vila, a ‘Tenda do Natal Encantado’ com o seu circuito de arborismo, eco carrossel e insufláveis, mas também bandas de rua como a ‘Babosa Brass Band’ a percorrer as ruas centrais, as ‘Férias Mutantes’ com as oficinas de teatro, ou o concerto de Natal com ‘CouraVoce’+Coro Sénior ‘Música no Couração’, Mercadinho de Natal e cinema infantil completam o Natal em Coura deste ano, cujas atividades se prolongam até à Passagem de Ano.

‘O Comboio Vai Partir’, que até à véspera de Natal percorre de manhã e tarde as principais ruas centrais da vila, convida miúdos e graúdos a uma perspetiva interessante de Paredes de Coura nestes dias festivos. Os ‘Babosa Brass Band’ acrescentam um outro colorido próprio das bandas de rua, com contagiante repertório tradicional português aos temas do imaginário coletivo, percorrendo as ruas centrais este fim de semana.

Num outro âmbito, este sábado regressa o ‘Coura dá-te música’, com uma noite dedicada à época natalícia. Um leque de artistas courenses aceitaram o desafio e prometem espalhar o espírito de Natal com um espetáculo com entrada livre no Centro Cultural, a partir das 21h30.

Para além da música, por estes dias o cinema de animação também é incontornável e o Centro Cultural propõe o filme ‘Estranho Mundo, do realizador Don Hall, que nos traz uma lendária família de exploradores, os Clades, que viaja por uma terra desconhecida e traiçoeira ao lado de uma equipa diversa, que inclui uma bolha astuta, um cão de três patas e uma enorme quantidade de criaturas vorazes.

Para ver sábado às 15h00 e 21h30 e domingo às 15h00 e 17h30.