Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PAN GARANTE 1ª VICE-PRESIDÊNCIA DA COMISSÃO DE AGRICULTURA NO PARLAMENTO EUROPEU

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza assegurou a vice-presidência da Comissão da Agricultura e do Desenvolvimento Rural no Parlamento Europeu. Francisco Guerreiro foi hoje eleito primeiro vice-presidente da comissão, depois de uma negociação com os Verdes Europeus, bancada que o partido integra.

Cada comissão tem, além de um presidente, quatro vice-presidentes. No caso da Comissão de Agricultura e de Desenvolvimento Rural, coube à bancada dos Verdes a primeira das quatro vice-presidências, cujo lugar Francisco Guerreiro negociou com os restantes eurodeputados da bancada, acabando por ganhá-lo aos 48 membros efetivos e 48 membros suplentes.

A eleição do eurodeputado decorreu esta tarde durante a primeira sessão da comissão e evidencia uma aposta clara no partido da parte da família europeia.

"Com esta eleição reforçamos a influência do PAN na bancada dos Verdes, dando a Portugal um lugar de destaque em relação aos restantes Estados-Membros. Estamos preparados para assumir cargos de responsabilidade e deixar contributos politicamente relevantes, principalmente num contexto europeu no qual importa priorizar a mitigação das Alterações Climáticas", refere Francisco Guerreiro, eurodeputado do PAN.

Além de assumir a substituição do presidente da comissão em situações de ausência, o cargo confere várias responsabilidades a Francisco Guerreiro, como a representação da comissão em diversos contextos e ocasiões.

A par disso, caberá também ao eurodeputado negociar leis com os Ministros da Agricultura dos vários Estados-Membros, fazendo valer os princípios do PAN em contexto europeu. No âmbito do trabalho como vice-presidente da comissão, esses princípios assumirão especial relevância em alguns contextos: Francisco Guerreiro terá oportunidade, por exemplo, de visitar locais como explorações agropecuárias intensivas e sensibilizar os restantes eurodeputados para a problemática das indústrias altamente poluentes e a sua implicação na deterioração do clima.

PARLAMENTO EUROPEU: PAN ENTRA NAS COMISSÕES DE AGRICULTURA, DE ORÇAMENTO E DE PESCAS

Francisco Guerreiro torna-se membro efetivo em três comissões estruturais para Portugal dentro dos Verdes Europeus

  • Concretizar metas climáticas mais audazes, reforçar a proteção da biodiversidade, garantir melhor legislação comunitária de bem-estar animal, combater o plástico marinho e garantir o fim da sobre-pesca
  • Nas negociações do próximo Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027 (Orçamento da UE de Médio Prazo) o PAN bater-se-á para reduzir os apoios à agropecuária intensiva e eliminar os subsídios às indústrias de combustíveis fósseis, reforçando verbas para a regeneração da biodiversidade e para o programa Erasmus +

No dia em que o recém-eleito Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro, toma posse em Estrasburgo, são conhecidas as três comissões onde o mesmo se torna membro efetivo. Francisco Guerreiro representará o PAN e os European Greens na Comissão de Agricultura (AGRI), de Orçamento (BUDGET) e Pescas (PECH).

“Fomos determinados nestas negociações difíceis, o que garantiu ao PAN um papel preponderante em três comissões estruturais para o reforço e desenvolvimento sustentável do projeto Europeu. Ser membro efetivo em Agricultura, no Orçamento e nas Pescas é um feito considerável para quem acaba de se estrear no Parlamento Europeu e na família dos Verdes”, destaca o Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro.

Segundo as prioridades do PAN e dos Verdes Europeus, a nova Política Agrícola Comum deverá desinvestir na intensificação da produção altamente intensiva como acontece com a agropecuária, direcionando os fundos comunitários para modos de produção sustentáveis e responsáveis que regenerem os solos e garantam uma melhor gestão dos recursos hídricos, nomeadamente através da Agricultura Biológica. O partido considera que a AGRI terá um papel determinante para que Portugal atinja as metas climáticas de Paris, pois será pelo melhoramento do ordenamento do território que se combaterá as monoculturas florestais, nomeadamente de eucaliptos, com o reflorestamento de espécies autóctones nativas e com a criação de corredores verdes naturais.

O reforço da legislação em matéria de proteção animal será também uma prioridade para o PAN nesta Comissão, com o trabalho em prol do fim do transporte de animais vivos para fora da União Europeia e a melhoria da atual legislação comunitária em torno desta matéria.

Nas Pescas, o foco será a garantia de um acordo na UE para terminar com a sobre-pesca, o combate à expansão da aquicultura industrial, a impossibilidade de mineração em águas profundas e a mitigação da proliferação de microplásticos na cadeia alimentar. Em paralelo, será uma prioridade do PAN expandir as zonas de biodiversidade marinhas e garantir a redução do impacto da poluição sonora, luminosa e de resíduos, decorrentes do comércio internacional, nos meios marinhos.

No que concerne ao próximo quadro comunitário financeiro, a prioridade do PAN é garantir as verbas necessárias para transitar para uma economia descarbonizada e que garanta a antecipação das metas climáticas de Paris. A criação de impostos sobre indústrias poluentes como a da aviação e da agropecuária serão também uma prioridade para garantir a justa transição social e económica. Para o partido, o fim dos subsídios às indústrias de combustíveis fósseis deverá ser um objetivo a curto prazo dentro da próxima Comissão Europeia. O reforço de verbas para áreas estruturantes como o programa Erasmus + será também uma aposta do PAN na Comissão de Orçamento.

“Este mandato de 5 anos é fundamental para quebrarmos com os dogmas dos partidos tradicionais e com o mito do crescimento infinito. Os Verdes Europeus são a única família com capacidade de influenciar simultaneamente metas reais para descarbonizar a economia, fazer uma transição social justa criando milhares de empregos verdes, garantir o respeito pelos direitos humanos e para garantir finalmente a existência de uma voz europeia para a melhoria do bem-estar animal”, afirma Francisco Guerreiro.

PARLAMENTO EUROPEU: PAN ENTRA NAS COMISSÕES DE AGRICULTURA, DE ORÇAMENTO E DE PESCAS

Francisco Guerreiro torna-se membro efetivo em três comissões estruturais para Portugal dentro dos Verdes Europeus

  • Concretizar metas climáticas mais audazes, reforçar a proteção da biodiversidade, garantir melhor legislação comunitária de bem-estar animal, combater o plástico marinho e garantir o fim da sobre-pesca
  • Nas negociações do próximo Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027 (Orçamento da UE de Médio Prazo) o PAN bater-se-á para reduzir os apoios à agropecuária intensiva e eliminar os subsídios às indústrias de combustíveis fósseis, reforçando verbas para a regeneração da biodiversidade e para o programa Erasmus +

No dia em que o recém-eleito Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro, toma posse em Estrasburgo, são conhecidas as três comissões onde o mesmo se torna membro efetivo. Francisco Guerreiro representará o PAN e os European Greens na Comissão de Agricultura (AGRI), de Orçamento (BUDGET) e Pescas (PECH).

“Fomos determinados nestas negociações difíceis, o que garantiu ao PAN um papel preponderante em três comissões estruturais para o reforço e desenvolvimento sustentável do projeto Europeu. Ser membro efetivo em Agricultura, no Orçamento e nas Pescas é um feito considerável para quem acaba de se estrear no Parlamento Europeu e na família dos Verdes”, destaca o Eurodeputado do PAN, Francisco Guerreiro.

Segundo as prioridades do PAN e dos Verdes Europeus, a nova Política Agrícola Comum deverá desinvestir na intensificação da produção altamente intensiva como acontece com a agropecuária, direcionando os fundos comunitários para modos de produção sustentáveis e responsáveis que regenerem os solos e garantam uma melhor gestão dos recursos hídricos, nomeadamente através da Agricultura Biológica. O partido considera que a AGRI terá um papel determinante para que Portugal atinja as metas climáticas de Paris, pois será pelo melhoramento do ordenamento do território que se combaterá as monoculturas florestais, nomeadamente de eucaliptos, com o reflorestamento de espécies autóctones nativas e com a criação de corredores verdes naturais.

O reforço da legislação em matéria de proteção animal será também uma prioridade para o PAN nesta Comissão, com o trabalho em prol do fim do transporte de animais vivos para fora da União Europeia e a melhoria da atual legislação comunitária em torno desta matéria.

Nas Pescas, o foco será a garantia de um acordo na UE para terminar com a sobre-pesca, o combate à expansão da aquicultura industrial, a impossibilidade de mineração em águas profundas e a mitigação da proliferação de microplásticos na cadeia alimentar. Em paralelo, será uma prioridade do PAN expandir as zonas de biodiversidade marinhas e garantir a redução do impacto da poluição sonora, luminosa e de resíduos, decorrentes do comércio internacional, nos meios marinhos.

No que concerne ao próximo quadro comunitário financeiro, a prioridade do PAN é garantir as verbas necessárias para transitar para uma economia descarbonizada e que garanta a antecipação das metas climáticas de Paris. A criação de impostos sobre indústrias poluentes como a da aviação e da agropecuária serão também uma prioridade para garantir a justa transição social e económica. Para o partido, o fim dos subsídios às indústrias de combustíveis fósseis deverá ser um objetivo a curto prazo dentro da próxima Comissão Europeia. O reforço de verbas para áreas estruturantes como o programa Erasmus + será também uma aposta do PAN na Comissão de Orçamento.

“Este mandato de 5 anos é fundamental para quebrarmos com os dogmas dos partidos tradicionais e com o mito do crescimento infinito. Os Verdes Europeus são a única família com capacidade de influenciar simultaneamente metas reais para descarbonizar a economia, fazer uma transição social justa criando milhares de empregos verdes, garantir o respeito pelos direitos humanos e para garantir finalmente a existência de uma voz europeia para a melhoria do bem-estar animal”, afirma Francisco Guerreiro.

MINHO E GALIZA PROMOVEM INTERCÂMBIOS CULTURAIS

Comissão Europeia vai estudar alternativas para facilitar intercâmbios escolares em contextos transfronteiriços

A recomendação elaborada pelas Provedores Transfronteiriças da Eurocidade Cerveira-Tomiño, com vista à eliminação das barreiras à mobilidade transfronteiriça infantojuvenil para concretizar intercâmbios culturais, educativos ou desportivos, acaba de ser um dos projetos selecionados pelo Programa B-Solutions, promovido pela Associação de Regiões Fronteiriças Europeias (ARFE) e a Direção-Geral para Política Regional e Urbana DG REGIO. Programa europeu proporcionará a assessoria de experts jurídicos aos beneficiários para encontrar soluções.

Recomendação Provedoras.jpg

Apresentado ao Programa B-Solutions pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galiza-Norte de Portugal, em colaboração com a Eurocidade Cerveira-Tomiño e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, o projeto resulta da recomendação elaborada pelas Provedoras para a Cidadania Transfronteiriça Cerveira-Tomiño que reclamaram, em fevereiro passado, medidas que simplifiquem o processo de intercâmbio de menores de idade nas zonas de fronteira.

O programa europeu B-Solutions vai proporcionar a assessoria de experts jurídicos para a definição do obstáculo e a identificação de uma solução. Com esse objetivo, o grupo de trabalho vai elaborar uma informação que incluirá uma descrição clara do obstáculo legal, uma indicação das disposições legais que causam o obstáculo, uma possível solução e a indicação das entidades a envolver.

De salientar que, durante a realização de atividades conjuntas, os concelhos de Vila  Nova de Cerveira e de Tomiño constataram que os requerimentos para realizar intercâmbios escolares de menores de idade entre os dois países representa um enorme obstáculo para uma fluída relação transfronteiriça. A eliminação ou simplificação deste problema burocrático permitirá incrementar a cooperação transfronteiriça nos programas escolares,  culturais e desportivos, consolidando uma maior coesão territorial, social e económica.

A recomendação das Provedoras Transfronteiriças que fundamentou a proposta assegurava “a necessidade de serem estudadas medidas excepcionais que adaptem os requisitos de autorização sobre mobilidade transfronteiriça de menores às novas realidades sociais e administrativas de nível local, integradas na União Europeia, promovendo, em qualquer caso, experiências-piloto que permitam avaliar o avanço do exercício efetivo de direitos sociais e a construção de identidades partilhadas europeias, especialmente entre a infância e a adolescência”, em particular entre “comunidades escolares que partilhem território, interesses e traços culturais em realidades como a de Galiza-Norte de Portugal ou a da Eurocidade Cerveira-Tomiño”.

Até à data, o programa B- Solutions teve duas convocatórias, a primeira em 2018 para projetos piloto, e recentemente, em 2019, para proporcionar a assessoria de experts jurídicos, com vista a impulsionar a resolução de obstáculos transfronteiriços de carácter jurídico e/ou administrativo ao longo das fronteiras internas da União Europeia.

PONTE DA BARCA QUER UNIÃO EUROPEIA MAIS JOVEM

O Município de Ponte da Barca integra projecto “Tu na Europa - 7º ciclo do Diálogo Jovem da União Europeia”

O Município de Ponte da Barca é um dos municípios pioneiros a integrar o projecto “Tu na Europa - 7º ciclo do Diálogo Jovem da União Europeia”, uma iniciativa que resulta da colaboração entre o Conselho Nacional de Juventude, o Instituto Português de Desporto e Juventude, a Secretaria de Estado da Juventude e Desporto e a Comissão Europeia.

Capturarpppbbbaaarrrcccaaa.PNG

Apresentado em Lisboa na passada Quarta-feira, a sessão contou com a participação de vários municípios de todo o país, entre os quais Ponte da Barca, de entidades representativas das regiões autónomas, instituições do setor, organizações de juventude e, claro, muitos jovens.

Para o Vereador da Juventude da Câmara Municipal de Ponte da Barca, José Alfredo Oliveira, o “projecto Tu na Europa - Diálogo jovem da União Europeia é um processo que pretende promover o diálogo e cooperação entre jovens e decisores políticos em matéria de políticas de juventude em toda a Europa, pelo que a integração de Ponte da Barca neste projecto irá permitir aos jovens Barquenses terem voz e participarem ativamente neste grande projecto europeu à semelhança do projecto Embarca-te + mais voz à juventude, criado pela autarquia no passado mês de março e que pretende construir o primeiro Plano Municipal para a Juventude”.

UMA EUROPA SEM DINHEIRO DENTRO DE 10 ANOS?

Transações eletrónicas substituem a utilização de moedas e notas físicas

De acordo com o novo EPR – European Payment Report de 2019, os dias com notas e moedas estão contados, consideram muitas empresas em toda a Europa.

Metade das empresas europeias acredita que o seu país deixará de ter dinheiro em dez anos adotando dinheiro virtual. O Relatório da Intrum, principal empresa de serviços de gestão de créditos da Europa, mostra que 25% de todas as empresas inquiridas acredita que o seu país abandonará o dinheiro físico dentro de cinco anos, enquanto outros 25% acreditam que isso acontecerá no prazo dez anos.

Das 11.856 empresas inquiridas, 48% diz que seu país ficará sem dinheiro em dez anos. Enquanto 52%, diz que vai acontecer mais tarde ou nunca.

Questionadas sobre as consequências de uma economia sem dinheiro, mais de metade das empresas temem uma maior exposição a ataques cibernáuticos, enquanto um terço pensa que tornaria as rotinas de pagamento e a contabilidade mais eficientes.

País por país, a Grécia é o local onde a maioria das empresas (66%) acredita que uma sociedade sem dinheiro vai acontecer dentro de dez anos. Na Irlanda, Roménia, Suécia e Bélgica, seis em cada dez empresas acredita que isso acontecerá em breve. Na República Checa, Eslováquia, Hungria, Polónia, Estónia e Lituânia, duas em cada três empresas dizem que isso acontecerá mais tarde ou nunca. A Sérvia é o país com menos crentes, onde apenas 18% considera que o seu país vai ficar sem dinheiro em dez anos.

Em Portugal, quando inquiridos sobre a possibilidade de uma sociedade sem dinheiro físico nos próximos dois anos, os gestores portugueses estão muito alinhados com os seus homólogos europeus. Apenas 6% afirma que nos próximos dois anos o dinheiro físico vai deixar de ser utilizado, enquanto a média europeia sobe para 7%. Quando esta reflexão tem uma perspetiva temporal mais alargada (5 anos), Portugal e a Europa divergem substancialmente, ficando Portugal nos 10% e a Europa nos 17%.

Para Luís Salvaterra, Diretor-Geral da Intrum Portugal, “Uma sociedade sem dinheiro implica que todas as transações são digitais, com novas possibilidades de comprar a crédito como uma consequência provável. Numa economia em que o crédito está a tornar-se cada vez mais essencial, será necessário que as empresas façam uma avaliação mais criteriosa na concessão de crédito a fim de evitar a perda de receitas.

Sobre a Intrum

A Intrum é a empresa líder na indústria de Serviços de Gestão de Crédito, com presença em 25 mercados na Europa. A Intrum oferece um vasto leque de serviços, incluindo a compra de créditos, tendo como missão melhorar o cash-flow e a rentabilidade a longo prazo dos clientes e garantir que pessoas e empresas recebem o apoio que necessitam para não terem dívidas. A Intrum tem mais de 8.000 profissionais experientes que atendem cerca de 80.000 empresas em toda a Europa. Em 2018, a empresa gerou receitas estimadas no valor de 1.258 milhões de euros. A Intrum tem a sua sede em Estocolmo, Suécia, e está cotada na bolsa Nasdaq de Estocolmo. Em Portugal desde 1997, a Intrum tem mais de 245 colaboradores.

Para mais informações, por favor visite www.intrum.com

Sobre o EPR 2019

O European Payment Report 2019 é baseado numa pesquisa realizada simultaneamente em 29 países europeus entre 31 de janeiro e 5 de abril de 2019. Neste relatório, a Intrum reúne dados de um total de 11.856 empresas na Europa, incluindo 418 em Portugal, para obter conhecer e compreender o comportamento de pagamento e a saúde financeira das empresas europeias. A pesquisa foi realizada entre pessoas que têm funções de CFO, Diretor Financeiro, supervisor de crédito, ou similar.

PORTUGUESES VIRAM AS COSTAS À UNIÃO EUROPEIA

Portugal deve referendar permanência na União Europeia

Perto de 70% dos leitores portugueses abstiveram-se hoje do seu direito de votar para o Parlamento Europeu. Os cidadãos encontram-se cada vez mais longe das instituições europeias.

Aquando da adesão de Portugal à CEE, os portugueses não foram consultados sobre a adesão do país à CEE. E, desde então, não foi sequer colocada sequer a possibilidade de consulta popular acerca da sua permanência na União Europeia.

As instituições europeias devem funcionar em moldes democráticos e, em consequência, reconhecer as decisões resultantes da vontade popular.

O afastamento dos povos em relação às instituições europeias é o reconhecimento inequívoco de que estas não os representam e, por conseguinte, devem reformar-se ou simplesmente serem dissolvidas.

A União Europeia encontra-se numa encruzilhada histórica ou, pior ainda, à beira da sua completa dissolução, pelo menos na forma como foi apresentada nas últimas décadas. E, se o mesmo grau de abstenção não se reflectiu da mesma forma nos demais países-membros, isso deveu-se ao aparecimento de partidos políticos ditos de extrema-direita, geralmente apelidados de populistas, que absorveram o descontentamento.

- Sem democracia, não existirá projecto europeu!

MANUELA EANES RECEBEU CANDIDATURA DO NÓS CIDADÃOS

A antiga primeira Dama de Portugal, hoje Presidente do Instituto de Apoio à Criança – IAC – recebeu ontem á tarde, na sua sede em Lisboa, a candidatura do NÓS CIDADÃOS, no âmbito da campanha para as eleições europeias do próximo domingo.

21052019-1.jpg

Após uma visita às instalações que acolhe menores e lhes presta todo o carinho e apoio necessários, a esposa do antigo Presidente da República General Ramalho Eanes, conversou com o cabeça de lista do Nós Cidadãos, Paulo Teixeira de Morais, o número dois e actual eurodeputado José Inácio Faria, e restantes elementos da comitiva, sobre o trabalho da instituição a que preside.

Aquele docente universitário explanou na reunião os seus propósitos da candidatura, dos quais recorde-se, a proposta do Gabinete de Apoio e Provedoria do cidadão, um direito à informação, participação e justiça, que o Nós Cidadãos promete instalar em Bruxelas.

No final da audiência, Paulo Morais e seus pares, elogiaram a dedicação e empenho do Instituto de Apoio à Criança, colocando-se à disposição de Manuela Eanes para eventual apoio de instâncias europeias á prestigiada entidade de apoio a menores, sob sua liderança.

Quanto á agenda para hoje dos candidatos do Nós Cidadãos, salientamos um encontro pelas 17,00 h na Câmara Municipal do Porto como seu Presidente Rui Moreira, e uma arruada pela baixa da cidade.

Fonte: Tito Morais / https://www.luso.eu/

SANTANA LOPES E PAULO SANDE FAZEM CAMPANHA NO MINHO

Agenda Aliança – eleições europeias

Dia 17 – sexta-feira  com Pedro Santana Lopes, Paulo Sande, Maria João Moreira

08h15 – partida da Estação de São Bento em Comboio para Valença

11h15 – chegada à estação de Valença

12h30 – almoço em Caminha

15h00 – arruada em Viana do Castelo

17h30 – arruada em Guimarães (Toural)

20h00 – jantar em Guimarães (Hotel da Penha)

Dia 18 – sábado com Pedro Santana Lopes, Paulo Sande, Maria João Moreira

10h30 – Porto (acção de campanha na rua de Santa Catarina)

13h00 – almoço no Bolhão

15h00 – arruada do Bolhão até à Ribeira de Gaia

18h00 – acção de campanha nas Galerias de Paris, Baixa do Porto

Dia 23 quinta-feira com Pedro Santana Lopes, Paulo Sande e Maria João Moreira

Dia de campanha no Porto com jantar de encerramento na Fundação Cupertino de Miranda

TERRAS DE BOURO FAZ CAMPANHA PELA EUROPA

Campanha Erasmus+ "A Europa dá-te muito. Dá o teu voto à Europa"

O Município de Terras de Bouro informa que a Agência Nacional do Programa Erasmus+ Juventude em Ação vai realizar uma campanha de esclarecimento, sensibilização e apelo ao voto nas eleições europeias, dirigida a todos os jovens portugueses.

152 -  Post - PT4.jpg

A Agência Nacional é responsável pela gestão e execução do Programa Erasmus + nas áreas da Juventude e Desporto, bem como do noco Corpo Europeu de Solidariedade. Uma das prioridades do Programa é promover a participação dos jovens, criando cidadãos interessados, com consciência cívica, empenhados na resolução do seu presente e na construção do seu futuro.

No próximo dia 26 de maio os portugueses são chamados às urnas para elegerem os deputados do Parlamento Europeu. No entanto, têm sido elevadas as taxas de abstenção e com especial incidência nos jovens. Temos, por isso, um enorme desafio pela frente: contrariar a elevada abstenção.

É objetivo do Programa fazer chegar uma mensagem positiva sobre a Europa à “geração Erasmus”, que vai incidir nos aspetos que influenciam diariamente as suas vidas. Sob o mote "A Europa dá-te muito. Dá o teu voto ao Europa", a campanha, que foi submetida à apreciação da Comissão Nacional de Eleições, tem como objetivos:

- sensibilizar os jovens para a importância do voto;

- incentivar os jovens à participação ativa enquanto cidadãos europeus;

- apelar ao voto;

Mais informações em:

 https://www.juventude.pt/pt/ 

https://www.juventude.pt/pt/pages/sej-2019

152 -  Post - PT5.jpg

152 - Post - PT.jpg

152 - Post - PT2.jpg

152 - Post - PT3.jpg

152 - Post - PT6.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ COMEMORA DIA DA EUROPA

Esta quinta-feira o Município convidou alunos das escolas para participar no momento de hastear da Bandeira da União Europeia, nos Paços do Município, assinalando o Dia da Europa, dia 9 de Maio.

dia da europa 2019_2.JPG

Neste momento, os mais jovens ouviram o Presidente da Câmara Municipal abordar temas sobre a formação da União Europeia, bem como sobre a proximidade entre os países que daí adveio, a qual gerou diminuição de distâncias e aumento das ligações e transações económicas entre si.

dia da europa 2019.JPG

No dia da Europa festeja-se a paz e a unidade do continente europeu. Esta data assinala o aniversário da histórica «Declaração Schuman». Num discurso proferido em Paris, em 1950, Robert Schuman, o então Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, expôs a sua visão de uma nova forma de cooperação política na Europa, que tornaria impensável a eclosão de uma guerra entre países europeus. A sua visão passava pela criação de uma instituição europeia encarregada de gerir em comum a produção do carvão e do aço. Menos de um ano mais tarde, era assinado um tratado que criava uma entidade com essas funções. Considera-se que a União Europeia atual teve início com a proposta de Schuman.

Foi com grande empolgação e envolvimento que os alunos procederam ao hastear das bandeiras e se associaram a esta comemoração.

dia da europa 2019_3.JPG

EPATV CELEBRA CALORES DA EUROPA

O Clube Europeu da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) fez jus ao estatuto de Escola Embaixadora do Parlamento Europeu, hasteando a Bandeira da União Europeia e realizando um concurso sobre o tema.

IMG_6962.jpg

Os alunos do Curso de Técnico Profissional de Estética, juntamente com os alunos de Técnico de Padaria/ Pastelaria e Técnico de Restauração, Restaurante/ Bar começaram a celebração do Dia da Europa (9 de maio) com o Hastear da Bandeira da União Europeia, frente aos Paços do Concelho de Vila Verde, numa cerimónia que contou com a presença do eurodeputado José Manuel Fernandes, o presidente da Câmara Municipal, António Vilela, a vice-presidente, Júlia Fernandes, e a Diretora pedagógica da EPATV, Sandra Monteiro.

IMG_6970.jpg

O eurodeputado evocou os valores europeus como a liberdade, a solidariedade, a paz e a coesão entre os povos dos 28 países e lembrou aos jovens o contributo da Europa para o desenvolvimento do país, através dos fundos comunitários.

José Manuel Fernandes instou os jovens à participação nas próximas eleições europeias, a 26 deste mês, de modo a colaborarem ativamente na construção da Europa do futuro. A Academia de Música de Vila Verde entoou o Hino da Europa.

Depois, o auditório da EPATV acolheu um concurso em que se inscreveram 42 alunos, divididos em grupos de três estudantes cada um, em representação das turmas do 1.º e 2.º anos, que responderam a cem perguntas sobre a União Europeia. O grupo vencedor recebe um prémio na próxima semana – revelou a prof. Lúcia Lopes, coordenadora destas atividades.

IMG_6983.jpg

AMARES RECEBE VISITA DE AUTARCAS FRANCESES

Um grupo de autarcas franceses da zona de Lyon, onde se encontram a morar vários amarenses, está, até ao próximo domingo, de visita ao concelho de Amares para conhecer a terra de origem desses emigrantes e estabelecer pontos de ligação em diversas áreas.

IMG_20190509_111101.jpg

A comitiva veio acompanhada pelo presidente da Associação Portuguesa de Jassans-Riottier, Delfim Fernandes, que é natural da freguesia de Rendufe e já estabeleceu anteriores contactos com o Município de Amares, conforme explicou o vice-presidente da Câmara de Amares, Isidro Araújo.

"Na sequência de contactos anteriores mostraram vontade de visitar o nosso oncelho para conhecer o país de origem dos nossos amarenses e criar aqui uma aproximação". "Vamos mostrar-lhes o concelho, os nossos interesses económicos e a nossa beleza natural", acrescentou.

A visita pelo concelho de Amares arrancou hoje, simbolicamente, na data em que se assinala o Dia da Europa.

BRAGA COMEMORA DIA DA EUROPA

Comemorações do Dia da Europa realizam-se amanhã, Quinta-feira, 9 de Maio, em Braga

O Município de Braga leva a efeito as comemorações do Dia da Europa que terão lugar amanhã, 9 de Maio.

Carlos Moedas, Rui Veloso, Kátia Guerreiro e Hugo Van Der Ding participam numa série de eventos co-organizados pela Comissão Europeia em Portugal, pelo Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal, pelo Banco Europeu de Investimento e pela Câmara Municipal de Braga.

Da programação destacam-se os seguintes eventos:

  • 15h00 | gnration | Diálogo com os Cidadãos: abertura do Festival Política com a participação do Comissário Europeu Carlos Moedas e Hugo Van Der Ding
  • 17h15 | Edifício do Castelo | Visita aos Laboratório de Inovação de Braga Hub de Inovação
  • 18h00 | Theatro Circo | Cerimónia protocolar do Dia da Europa.

Alinhamento previsto:

18h00 - Boas-vindas pelo Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio

18h10 - Intervenção do Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas

18h20 - Momento musical por Kátia Guerreiro

18h30 - Breve explicação do Theatro Circo pela administradora do Theatro Circo, Cláudia Leite

18h35 - Intervenção do Representante do Parlamento Europeu em Portugal, Pedro Valente

18h40 - Intervenção do Representante do Banco Europeu de Investimento, Kim Kreilgaard

18h45 - Intervenção do Secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro

18h55 - Hino da Europa por Kátia Guerreiro

PAN FAZ CAMPANHA EM BRAGA E VIANA DO CASTELO

Francisco Guerreiro. Dia 9 de maio, Quinta-feira, Viana do Castelo

FranciscoGuerreiro2_VIICongresso.jpg

10:30h - Ação de Rua em Arcos de Valdevez

(Ponto de encontro na Câmara Municipal de Arcos de Valdevez)

Temática: prospeção e exploração de lítio - a importância da mobilização cidadã em prol do ambiente

12:00h - Visita à Vila de Soajo, Gerês, Arcos de Valdevez

Temática: proteção e valorização ambiental

Braga

15:30h - Visita à antiga Central Elevatória de Águas (1913) da Ponte do Bico

(Ponto de encontro, Avenida do Cávado, frente ao Palácio D. Chica, Palmeira- Braga)

Temática: sensibilização para a preservação dos edifícios históricos, o acervo documental e a rentabilização pedagógica e turística

16h30 - Observação da Avenida do Cávado

(Ponto de encontro na Avenida do Cávado, Braga)

Temática: poluição sonora e insegurança rodoviária

16h45 - Visita à Urbanização da Quinta de S. José

(Ponto de encontro: Urbanização da Quinta de S. José, Rua do Milénio, Palmeira)

Temática: Urbanismo, Poluição e Gestão de Resíduos

17h30 – Conferência de Imprensa

(Ponto de encontro: frente às ruínas da Recial/Alpor, em Palmeira e Dume)

18h30 – Ação de Rua no Centro Histórico de Braga

(Ponto de encontro Avenida Central, frente ao Vianna)

CERVEIRENSES DEBATEM EUROPEÍSMO

Cerveira debate o europeísmo no centro político da Europa e em data comemorativa

No âmbito da celebração do Dia da Europa (9 de maio), o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira foi convidado a assistir à primeira sessão de capacitação do projeto “Pop-Up Europe”, a decorrer, entre 7 e 9 de maio, na região da Antuérpia, Bruxelas.

Pop up europe 2019 1.jpg

Coordenado pelo Município de Silvi (Itália), o “Pop-Up Europe - Delivering Europe to its Citizens” agrega o Município de Vila Nova de Cerveira (Portugal), a Província de Antuérpia (Bélgica) e o Município de Gulbene (Letónia), numa parceria cujo objetivo se centra na troca de experiências partilha das melhores práticas adotadas pelos Municípios no âmbito de campanhas de informação e sensibilização sobre temas europeus.

A presente atividade promovida pela Província da Antuérpia abrange cerca de 4000 alunos por ano, resultado de uma das ações de capacitação dinamizadas no terreno e galardoada como boa prática europeia com o Prémio Europeu de Comunicação Pública 2017.

Fernando Nogueira acompanhou uma sessão prática dirigida a alunos do ensino básico da região de Antuérpia, na qual foram debatidas temáticas como a história da construção da Europa, o papel fundamental das instituições europeias, a formação cívica para jovens estudantes e a consciencialização para as alterações climáticas, tendo como denominador comum a necessidade de promover uma cidadania mais participativa, inclusiva e sustentável.

Durante dois anos, o projeto “Pop-up Europe” enquadrado na Ação-Chave 2 - Educação de Adultos - Parcerias Estratégicas - KA204 é diretamente financiado pela Agência Erasmus+ Italiana.

CDU CANDIDATA MINHOTOS AO PARLAMENTO EUROPEU

Da lista de candidatos da CDU às eleições para o Parlamento Europeu, há 3 candidatas com fortes ligações ao distrito de Braga:

Mariana Silva - 36 anos, natural de Guimarães, licenciada em Ensino de Português pela Universidade do Minho, membro do Conselho Nacional e da Comissão Executiva do PEV, eleita na Assembleia Municipal de Guimarães, desde 2009, e da Assembleia da União de Freguesias de Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião, desde 2013. É consultora do Grupo Parlamentar do PEV.  É o primeiro nome indicado pelo Partido Ecologista «Os Verdes» para integrar a lista da CDU às eleições para o Parlamento Europeu.

53856544_2219388984786120_680804757966684160_n.jpg

Laura Tarrafa - 27 anos, natural da Póvoa de Lanhoso, Engenheira do Ambiente, Técnica de Ambiente na Confederação Nacional da Agricultura (CNA), membro do Movimento Democrático de Mulheres (MDM), Membro da Comissão Concelhia de Coimbra do PCP

53909736_2219389364786082_5979229495536648192_n.jpg

Rosa Guimarães - 49 anos, Professora, membro da Comissão Concelhia de Guimarães do PCP e da direcção do Sector da Educação da Organização Regional de Braga do PCP

54217280_2219390551452630_4569875800291016704_n.jpg

A lista completa dos candidatos da CDU pode ser consultada aqui: https://www.cdu.pt/parlamentoeuropeu2019/candidatos

Estas candidatas da CDU têm disponibilidade para entrevistas ou esclarecimentos que os jornalistas pretendam fazer. Têm iniciativas previstas no distrito até ao último dia da campanha eleitoral, das quais destacamos as dos próximos dois dias:

dia 26, em Vila Verde, a visita de Mariana Silva à Minhoberrycoop C.R.L. (14:30)

dia 26, em Guimarães, a visita de Mariana Silva à Cooperativa Agrícola Concelhia de Guimarães, C.R.L. (17:00)

dia 27, em Celorico, a visita de Rosa Guimarães à feira semanal (10:30)

dia 27, em Barcelos, encontro com Associação Barca sobre Rio Cávado - Mariana Silva (10:30)

dia 27, em Guimarães, Jantar comemorativo do 25 de Abril, com a presença de Mariana Silva e Rosa Guimarães (20:00)

EUROPEIAS 2019: PAN LANÇA PROGRAMA ELEITORAL

  • O programa do PAN contou com o contributo de várias Organizações Não Governamentais
  • Objetivo de eleger Francisco Guerreiro e garantir a presença de um eurodeputado que priorize a proteção e a preservação do ambiente
  • Programa tem forte componente ambiental, medidas para reforçar a democratização da União Europeia e combater a corrupção
  • Contém mais de 200 propostas para o reforço e melhoria do projeto Europeu

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza lança hoje o programa eleitoral às Eleições Europeias de 26 de maio, com 224 medidas nas áreas da Democracia e Transparência, Ciência e Tecnologias, Migrações, Igualdade e Direitos LGBTI, Juventude, Economia, Comércio e Finanças, Clima, Energia e Mobilidade, Ambiente, Mar e Biodiversidade, Bem-Estar e Proteção Animal, Política Externa Europeia, Defesa e Segurança, com foco também nas Regiões Autónomas dos Açores e Madeira. 

O PAN tem como objetivo eleger Francisco Guerreiro e garantir que a proteção e preservação do ambiente sejam uma prioridade e que haja, finalmente, um eurodeputado Português ambientalista em Bruxelas. O documento já disponível para consulta concretiza a visão europeísta e ecologista do partido e contou com o contributo de dezenas de pessoas e várias Organizações Não Governamentais, num trabalho conjunto que apresenta soluções para assegurar uma exequível transição social, cultural e económica para um modelo de desenvolvimento sustentável  e responsável, com a definição de soluções realistas e audazes, colaborativas e de longo prazo para a prossecução de uma vida melhor e acima dos standards atuais para todos os Europeus.

O programa integra uma forte componente ambiental com medidas estruturantes como:

  • Criar o cargo de vice-presidente da Comissão Europeia para a Ação Climática e Recursos Naturais que seja responsável pela transição sustentável da Europa;
  • Apresentar uma estratégia europeia para o combate à desertificação e à degradação dos solos;
  • Criar um imposto europeu para gases com efeito de estufa, que inclui: a indústria aeronáutica e náutica, direcionado à agropecuária intensiva, assim como apostar em políticas para a descarbonização do setor agrícola, com especial foco na indústria da agropecuária intensiva e na agricultura superintensiva;
  • Terminar com a política de financiamento do Banco Europeu de Investimentos a projetos ambientalmente catastróficos como sistemas de regadios, grandes barragens, unidades de prospeção e extração petrolíferas, entre outros;

Propostas para reforçar a democratização da União Europeia e combater a corrupção: 

  • Criar um registo obrigatório de lobby, visto que atualmente é meramente voluntário, para todos os que estejam envolvidos nas instituições europeias, melhorando assim a pegada legislativa;
  • Criar um órgão independente de supervisão ética que monitorize os conflitos de interesse;
  • Melhorar o regulamento das Iniciativas de Cidadãos Europeus para que, entre outros, sejam necessárias menos assinaturas para as formalizar;
  • Rejeitar a censura prévia em plataformas virtuais, com filtros a conteúdos criativos;

Medidas focadas em Migrações, na Igualdade de Género e nos Direitos LGBTI

  • Partilhar responsabilidades em e por toda a UE garantindo que os Estados-Membros que não consigam receber refugiados possam contribuir financeiramente e de um modo mais ativo para o Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI);
  • Trabalhar ativamente para que seja definida e adotada uma legislação abrangente contra todos os tipos de discriminação (lei anti-discriminação) e para que sejam criados programas de financiamento que permitam tornar a igualdade uma realidade na UE;
  • Desenvolver esforços no sentido de garantir que os casais constituídos por pessoas do mesmo sexo e suas famílias beneficiam de direitos plenos de livre circulação e de residência;
  • Incentivar medidas de licença parental obrigatória para ambos os progenitores e garantir pagamento igual para trabalho igual, combatendo assim as atuais disparidades salariais entre géneros.

No plano económico e financeiro o PAN prioriza: 

  • Garantir uma melhor uniformização das diretivas para que se construa um sistema europeu de banca ética, de finanças solidárias e de microcrédito que sirva de base para projetos estruturalmente inovadores com elevado impacto social e reduzida pegada carbónica;
  • Defender orçamentos comunitários direcionados para a inovação e para a educação;
  • Garantir que os crescentes processos de automatização sejam contribuintes líquidos devido ao aumento da sua produtividade, para os sistemas sociais, nomeadamente através de uma taxa social de reconversão laboral;
  • Criar dentro do Orçamento Comunitário um Orçamento Europeu Participativo que garanta o investimento nas áreas prioritárias para os europeus;

No que concerne medidas de proteção e bem-estar animal o PAN tem o programa mais audacioso e extensivo destas Europeias: 

  • Terminar com o transporte de longa distância de animais vivos, em particular para fora da Europa;
  • Criar e implementar uma nova Estratégia Europeia sobre o bem-estar dos animais;
  • Reforçar as dotações para a aplicação da Rede Natura 2000, que atualmente é menor que 1% do Orçamento Comunitário, e a criação de um fundo para a sua expansão;
  • Criar um sistema europeu de base de dados e/ou uniformizador de bases de dados de chips identificativos de animais de companhia nos Estados-Membros;

“Numa altura em que assistimos ao ressurgir de falsas e preocupantes posições políticas e ideológicas de extremos, nunca foi tão relevante votar nas Eleições Europeias. A lista do PAN concorre por uma Europa verdadeiramente promotora dos Direitos Humanos, baseada num novo modelo económico e social mais justo, equitativo, ecológico e com a garantia de mais direitos para todos os animais no espaço Europeu”, reforça Francisco Guerreiro, Cabeça de Lista do PAN às Eleições Europeias.

ESPOSENDENSES DEBATEM EUROPA

Associação Cidadãos de Esposende organiza debate sobre a Europa

A Associação de Cidadãos de Esposende realizou a 8 de Abril, no auditório do Turismo em Esposende, uma sessão de esclarecimento sobre as eleições europeias de 26 de Maio.

Sessão Auditório Turismo.jpeg

Num auditório completamente cheio, estiveram como oradores Marinho Pinto, José Gusmão e Vasco Weinberg, que durante cerca de duas horas debateram os temas da atualidade europeia sessão iniciou com um momento musical, onde duas jovens de Esposende, Leonor e Débora cantaram e encantaram todos os presentes.

Debate sobre a Europa A abertura da sessão ficou a cargo da presidente da Associação, Maria Araújo que dirigiu umas palavras de agradecimento a todos os presentes e deixando a mensagem da importância do voto no próximo dia 26 de Maio e relembrando que a Associação leva vários meses organizando diferentes atividades de incentivo ao voto e à mobilização jovem no concelho de Esposende.

O debate foi moderado pelo diretor do Gaia Semanário, José Pedro Ferreira, que teve como ponto inicial a importância do voto nas eleições europeias e de que forma as diferentes forças politicas presentes encaravam este desafio, todos foram unânimes em encorajar a população ao voto e deixando o apelo que sem votar não podemos ter afirmação europeia e que o voto é algo que deve ser visto como um direito que se deve exercer.

Outros dos temas abordados estava relacionado com o “Brexit” onde cada um dos oradores colocou a sua visão sobre a saída do Reino Unido da Europa e a forma esta saída influencia os portugueses, sendo aqui visível as diferentes perspetivas dos oradores e das forças politicas que representam.

Durante mais de duas horas foram várias as questões levantadas e comentadas, sempre num ambiente de cordialidade entre todos os presentes.

Eleições geram interesse

Na parte final foram colocadas algumas questões por parte do público presente, que mereceram a atenção dos oradores.

De referir que os lugares para assistir a esta sessão esgotaram em apenas três dias, sendo importante que este tipo de ações sejam realizadas de forma regular para que a população tenha a oportunidade de ser esclarecida em formato de proximidade.

A sessão realizada pela Associação de Cidadãos de Esposende e que contou com o apoio do Parlamento Europeu – Gabinete de Portugal foi um sucesso, foi possível assistir a uma sessão com uma organização excelente onde jovens e adultos puderam ser esclarecidos sobre a Europa.