Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PORTUGUESES ELEGERAM DOIS MINHOTOS PARA O PARLAMENTO EUROPEU

Entre os vários deputados ontem eleitos para o Parlamento Europeu encontram-se dois minhotos. São eles o Bruno Gonçalves, do Partido Socialista. Mestre em Engenharia Mecânica pela Universidade do Minho, Bruno Gonçalves tem 27 anos e nasceu na cidade de Braga. Foi líder da Juventude Socialista e de Braga e é o atual secretário-geral dos jovens da Internacional Socialista.

E, Paulo Cunha, do Partido Social Democrata. Licenciado em Direito pela Universidade Lusíada no Porto. Natural de Vila Nova de Famalicão, município que presidiu entre 2013 e 2021, Paulo Cunha assume, desde julho, o cargo de vice-presidente do PSD.

BRAGA: CANDIDATURA A CAPITAL VERDE EUROPEIA EM 2026 REFLECTE PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DO TERRITÓRIO

CMB06062024SERGIOFREITAS30224773.jpg

Braga entre as cidades nomeadas ao galardão europeu

Braga está entre as cidades que concorrem ao título de Capital Verde Europeia em 2026. No total são nove as cidades, com mais de cem mil habitantes, seleccionadas para o galardão atribuído pela Comissão Europeia. Além de Braga, Guimarães também faz parte desta lista de cidades que se destacam pelos padrões de sustentabilidade ambiental, social e económica.

“Ser Capital Verde Europeia não é ser uma cidade perfeita, mas sim uma cidade que, apesar dos seus problemas, consegue conjugar a natureza e o ecossistema com a interacção humana da forma mais equilibrada possível. Uma Capital Verde tem de reflectir o processo de transformação de um território, com o objectivo de ser cada vez mais sustentável e amigo do meio ambiente e é isso que temos vindo a fazer ao longo dos últimos anos, num trabalho que não envolve só o Município, mas também os cidadãos, as instituições e empresas do Concelho”, referiu hoje Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação da candidatura, que decorreu no Parque da Rodovia.

Segundo o Autarca, esta candidatura “é um desafio à participação e envolvimento de todos os Bracarenses na construção da sustentabilidade ambiental e reflecte qualidade do trabalho e compromisso contínuo em promover práticas sustentáveis e inovadoras para um futuro mais verde e saudável para todos”. Ricardo Rio lembrou que Braga está “a abraçar a inovação digital e a tirar partido da tecnologia para criar um ambiente urbano mais inteligente e sustentável, com progressos muito significativos em vários domínios, como a mobilidade inteligente, a energia e a participação dos cidadãos”.

Sob o mote ‘Tudo se reduz à natureza’, a candidatura assenta em sete temas. Qualidade do ar; Água; Biodiversidade, zonas verdes e utilização sustentável do solo; Resíduos e economia circular; Ruído, Mitigação e Adaptação às alterações climáticas são os indicadores e boas práticas da Cidade que serão avaliados por um painel de especialistas independentes.

Aposta na sustentabilidade para tornar Braga mais resiliente

Esta candidatura é o reconhecimento dos esforços para transformar Braga numa Cidade mais sustentável e resiliente. Uma das metas já estabelecidas passa por reduzir 55% dos gases com efeito de estufa até 2030 e a criação de um roteiro para a descarbonização que se insere numa visão a longo prazo para alcançar a neutralidade climática até 2050, existindo já trabalho no sentido de alargar os espaços verdes, salvaguardar a qualidade das águas com intervenções nos rios, melhorar a gestão dos resíduos, entre outros.

Braga foi pioneira no desenvolvimento de um Plano de Mobilidade Urbana Sustentável (que privilegia o peão, a bicicleta e os transportes públicos), para o qual foram desenvolvidas transformações físicas no espaço público. Promoveu o Pacto de Mobilidade Empresarial de Braga, já substituiu 60% da sua frota de transportes públicos por veículos eléctricos e a gás natural (reduzindo 13% de emissões por distância percorrida - um esforço que se prolongará até 2030), está a substituir toda a iluminação pública por lâmpadas LED e a promover a criação de comunidades de energia renovável. A criação do Centro de Sustentabilidade Inteligente

“Estamos empenhados em implementar políticas que promovam a eficiência energética, a preservação do meio ambiente e estamos muito focados em trabalhar na promoção de uma mobilidade urbana mais sustentável, criando condições de atractividade para a utilização dos transportes públicos, atraindo também utilizadores para os modos suaves como a bicicleta ou modos pedonais”, concluiu Ricardo Rio.

Altino Bessa, vereador do Ambiente, destacou a importância desta nomeação para a Cidade, sublinhando “só o facto de Braga constar nesta lista é motivo de orgulho e a demonstração estamos no caminho certo no trabalho que tem sido feito por todos. Esta é uma oportunidade única para demonstrar as nossas boas práticas e dar continuidade à nossa estratégia ambiental que nos últimos quatro anos nos colocou como um dos melhores municípios no galardão ECOXXI”, referiu.

Abordagem inovadora à gestão ambiental urbana

Uma das medidas que consta nesta candidatura, é a criação de uma nova plataforma - Braga Green AI - Centro de Sustentabilidade Inteligente (BGAi), que representa uma abordagem inovadora à gestão ambiental urbana. Ao tirar partido da inteligência artificial e dos sistemas de dados integrados, a BGAi estabelece um novo padrão para a forma como as cidades podem melhorar as suas práticas de sustentabilidade e envolver-se com as suas comunidades. A plataforma desenvolverá uma base de dados ambientais a partir de várias fontes e o modelo de inteligência artificial será treinado com conjuntos de dados específicos de Braga. O GBAi funcionará como um pólo centralizador das iniciativas em curso nos vários domínios e reforçará o empenho da comunidade local em tornar Braga uma cidade mais verde.

“O objectivo para esta candidatura passa por valorizar os esforços alcançados pelo Município e pelos cidadãos em áreas como a eficiência energética, as áreas verdes, os serviços ambientais, a mobilidade sustentável e a qualidade de vida”, sublinhou Altino Bessa.

Como explicou vereador, Braga possui uma grande variedade de espaços verdes, incluindo parques, jardins e praças no centro urbano, santuários naturais na periferia da cidade e zonas fluviais, agrícolas e florestais. 55% da população urbana vive a menos de 300 metros de um espaço verde público. O Município tem desenvolvido um conjunto de iniciativas neste domínio, como a regularização, naturalização e repovoamento de massas de água e da sua biodiversidade, a plantação de vegetação autóctone em áreas florestais e nas margens dos rios - foram plantadas mais de 38 500 árvores desde 2014, a recuperação ou criação de novos espaços verdes (Monte Picoto, Ecovia do Rio Este, Rodovia, Parque da Ponte, Parque das Camélias, entre outros) e hortas urbanas (mais de 3 hectares e 5.000 utentes).

Brasov (Roménia), Córdoba (Espanha), Heilbronn (Alemanha), Klagenfurt on Lake Wörthersee (Austria), Linz (Austria), Riga (Letónia) e Rybnik (Polónia), são as restantes cidades na corrida ao título europeu. Até ao momento, Lisboa foi a única cidade portuguesa a arrecadar o galardão, no ano de 2020.

Um painel de sete especialistas independentes irá realizar uma avaliação técnica de cada candidatura, onde serão elaborados relatórios individuais de avaliação. Em Julho serão anunciadas as três cidades finalistas. A cidade vencedora recebe um prémio financeiro no valor de 600 mil euros e irá suceder a Valência, actual Capital Verde Europeia, e a Vilnius, na Lituânia, já eleita para o ano de 2025.

Todas as informações sobre a candidatura de Braga a Capital Verde Europeia em 2026, estão disponíveis em: https://bragaverde.pt

CMB06062024SERGIOFREITAS30224766.jpg

CMB06062024SERGIOFREITAS30224774.jpg

CMB06062024SERGIOFREITAS30224775.jpg

CMB06062024SERGIOFREITAS30224777.jpg

BRAGA: CANDIDATOS DA CDU DESAFIAM OUTRAS FORÇAS POLÍTICAS A APRESENTAR O TRABALHO QUE FIZERAM NO PARLAMENTO EUROPEU

joel_vitor_1.jpg

Os candidatos da CDU ao Parlamento Europeu Vítor Rodrigues, também vereador da Câmara de Braga, e Joel Moriano, participaram em acções de contacto com a população na Feira de Póvoa de Lanhoso e nas praias fluviais de Prado e Adaúfe.

Os candidatos da CDU afirmaram não temer comparações quanto ao trabalho realizado pelos deputados das várias forças políticas no PE.

Vítor Rodrigues afirmou que “Os deputados da CDU não guardam no segredo dos deuses o que andam a fazer no PE, pelo contrário, tornam público e divulgam o mais possível as suas posições e votações, as suas declarações e propostas. Já de outros pouco ou nada se conhece”.

Por seu lado, Joel Moriano destacou que “os deputados da CDU nunca vacilaram contra os interesses dos monopólios e do grande capital, esses sim, os principais beneficiários das imposições da UE e da política de direita de sucessivos governos. É esta a sua opção. Perguntamo-nos se outros partidos poderão dizer o mesmo. Quando os deputados da CDU no Parlamento Europeu propuseram o aumento do financiamento do transporte público, PS, PSD e CDS votaram contra. Quando propusemos que se desse centralidade ao financiamento de áreas sociais e laborais, sectores produtivos, preservação da biodiversidade, acolhimento e integração de refugiados e migrantes, PS, PSD e CDS votaram contra. Quando os nossos deputados no PE propuseram que os fundos fossem usados para a melhoria da situação económica e social, PS, PSD e CDS votaram contra e mais grave ainda, acharam que esses fundos deveriam ir para o militarismo e a guerra. Quando os nossos deputados no PE recusaram as novas regras orçamentais, que nos procuram impor mais um corte de 2,8 mil milhões de euros de despesa pública, lá estiveram PS, PSD e CDS a dar o seu voto a favor de mais cortes e menos soberania”.

Nos contactos realizados, os candidatos da CDU sublinharam que nestas eleições todos dos votos contam e que a situação nacional e na União Europeia exige uma votação expressiva na CDU.

joel_vitor_3.jpg

joel_vitor_4.jpg

BLOCO DE ESQUERDA LEVA A CAMINHA A EURODEPUTADA ANABELA RODRIGUES PARA DEBATER AS ELEIÇÕES EUROPEIAS

No âmbito das eleições europeias, o Bloco de Esquerda organizará uma conversa intitulada "Nosso futuro, nossa libertação", com a eurodeputada e candidata na lista europeias, Anabela Rodrigues, na biblioteca municipal de Caminha, na próxima sexta-feira, dia 31 de maio, às 21h15. 

Este encontro visa promover o debate sobre as eleições europeias, sublinhando a importância da luta pela igualdade e justiça social.

Anabela Rodrigues.jpg

CDU FEZ COMÍCIO EM GUIMARÃES A PENSAR NAS EUROPEIAS

gmr_7.jpg

“Vale bem a pena confiar na CDU” – afirmou João Oliveira em Guimarães

No Largo do Toural, em Guimarães, a CDU levou a cabo um comício-festa perante centenas de pessoas. A animação esteve a cargo do grupo “Cantares da Terra”, que interpretou diversas canções de música popular e de intervenção.

Inês Rodrigues, mandatária da CDU em Guimarães nas eleições ao Parlamento Europeu e membro da Assembleia Municipal de Guimarães, deu o mote para as intervenções políticas, referindo “Sempre contigo, para o que der e vier”. É com este lema que a CDU se apresenta nestas eleições para Parlamento Europeu. Mais do que um lema, esta afirmação corresponde ao compromisso das forças de integram a CDU e dos seus candidatos com a defesa dos interesses nacionais, custe o que custar e em todas as circunstâncias”.

Por seu lado, Vítor Rodrigues, candidato ao PE e vereador na Câmara de Braga, aproveitou a oportunidade para desenvolver algumas matérias regionais que também têm relação directa com estas eleições: 

“Neste Portugal concreto, e nesta região em que intervimos, está à vista desarmada de quem quer ver, a destruição de importantes setores industriais, a precariedade, o aumento do desemprego e as desigualdades salariais entre homens e mulheres, elas que são também as mais afetadas pela precariedade, pelos baixos salários e pelos despedimentos. Está também à vista o desmantelamento da agricultura, em particular, de produções outrora tão importante neste distrito, como é o caso do leite, paradigma da destruição da nossa pequena e média agricultura pelos ditames da PAC. Mas este é também o Portugal concreto que luta. Que luta pelo direito à saúde, pela dignificação e melhoria do Serviço Nacional de Saúde, pela construção de nova ala cirúrgica no Hospital de Braga, pela construção do novo Hospital de Barcelos, pelos investimentos nos Hospitais de Guimarães e Famalicão, ou pela requalificação e reabertura da Unidade de Saúde na Apúlia.

O país concreto que luta por mais e melhores transportes públicos, pela ligação ferroviária entre Braga e Guimarães, por mais carreiras e pela articulação intermodal dos transportes. A este propósito, não é admissível, num distrito que ainda mantém importantes polos industriais, que os trabalhadores se vejam forçados a recorrer ao transporte próprio, ou que tenham de comprar passes diferentes apenas porque, nos poucos quilómetros que separam as suas casas do seu local de trabalho, mudam de comunidade intermunicipal.

Merece aqui referência a iniciativa do PCP de propor a requalificação da Nacional 103 entre Braga e Vieira do Minho, uma exigência justa e mais que necessária para as populações desta zona do distrito, sujeitas à sinistralidade rodoviária, e as únicas que continuam sem qualquer alternativa à velhinha estrada nacional.

Este é o país concreto que luta pelo aumento da produção nacional, que exige a defesa da indústria, da agricultura e das pescas. Que exige a nova barra em Esposende, e uma política agrícola mais justa para os pequenos e médios agricultores, que garanta a soberania alimentar e o fim da ditadura da grande distribuição.

Este é o país concreto que exige a construção das novas residências universitárias em Braga e Guimarães, e o alargamento da oferta pública de habitação a preços controlados, rejeitando a lógica de por o Estado a subsidiar o rentismo e os sempre crescentes lucros da banca”.

A vimaranense Mariana Silva, dirigente do Partido Ecologista Os Verdes e candidata ao PE, afirmou:

“Os partidos que compõe a CDU são dos que nunca desistem nem de sonhar, nem de lutar. Nunca desistimos da mobilidade para todos a preços acessíveis, e a prova disso é que, com a nossa luta, conquistámos há 5 anos uma melhoria imensa no passe social. No entanto, muito está por fazer, não podemos aceitar ter um país a duas velocidades, em que esta resposta existe numa parte dele e em que noutras localidades as populações estão isoladas sem que o direito à mobilidade lhes esteja garantido. Também aqui não desistimos. Não desistimos das questões ambientais, e também não acordámos ontem para elas, nem somos aves de arribação que saltam para lá apenas por estarem na ordem do dia. Nós lembramos que o carinho revelado pelo ambiente nos papéis e nas notícias de jornais, tem de ter impacto nas opções políticas que precisam de ser tomadas. Investir na defesa do ambiente, na proteção e conservação da natureza e da biodiversidade, é investir na saúde, na economia, na qualidade de vida das pessoas e do Planeta”.

A última intervenção do comício coube a João Oliveira, 1º candidato da CDU ao PE. Começou por destacar a intervenção distintiva dos deputados da CDU no PE, “Esta é uma força confiável como o prova o seu profícuo trabalho no Parlamento Europeu e que faz dos deputados eleitos pela CDU os mais activos, coerentes e intervenientes deputados portugueses representados no Parlamento Europeu em defesa dos interesses nacionais, dos trabalhadores e do povo. Um trabalho valioso e um volumoso trabalho nos mais diversos domínios que se distingue das demais forças políticas no Parlamento Europeu não apenas pelas opções políticas de fundo, mas pela capacidade e empenhamento revelados na procura de soluções de problemas com propostas concretas com impacto na vida dos trabalhadores e do povo. E sublinho volumoso trabalho, porque os dois deputados do PCP/ CDU, além da ligação permanente aos problemas do País que 1 600 iniciativas de contacto com mais diversos problemas dos trabalhadores, das populações e instituições, testemunham, averbam no seu activo 520 intervenções no Plenário, outras tantas perguntas à Comissão e Conselho Europeu, além da responsabilidade directa em dezenas de Relatórios, o mais recente dos quais sobre os direitos das crianças e dos pais”.

Referiu João Oliveira que é “um trabalho que confirma a CDU como a força necessária que faz a diferença no pantanoso consenso comunitário das políticas da direita e da social-democracia – as políticas neoliberais que são a marca de água da intervenção e acção dessas forças no Parlamento Europeu (...) têm sido os deputados da CDU que desde a primeira hora se apresentaram no Parlamento Europeu com iniciativa própria e os olhos postos nos problemas do País e não a secundar, dar aval ou legitimar as orientações fabricadas pela burocracia de Bruxelas e às ordens do Directório das grandes potências e contrárias aos nossos interesses”.

Desenvolvendo as questões relacionadas com os direitos dos trabalhadores, sublinhou que “a CDU foi neste mandato(...), tal como tem sido e é aqui no País, uma força com uma intervenção ímpar”. Acrescentou ainda que “nada do que diz respeito aos trabalhadores passou ao lado dos deputados eleitos pela CDU. Lá se bateram na defesa dos seus direitos, entre eles, da negociação e contratação colectivas e da valorização das relações e condições laborais e do aumento de salários, por oposição à sua precarização, desregulação, instabilidade, pelo princípio da proibição do despedimento sem justa causa, do salário igual para trabalho igual, pela valorização das reformas e pensões, mas também pela universalidade dos direitos à saúde, à educação, à segurança social, entre outros. Lá encontraram os nossos deputados a intervir activamente na discussão da proposta da Directiva denominada “Os salários mínimos adequados na União Europeia”, denunciando os seus efeitos na perpectuação dos modelos de baixos salários, particularmente em países com as características do mercado de trabalho português.  Lá estivemos a denunciaram a natureza do chamado Pilar Europeu dos Direitos Sociais e do respectivo Plano de Acção – uma forma de branqueamento e “maquilhagem social” de políticas neoliberais, de nivelamento por baixo de direitos laborais e sociais”.

João Oliveira afirmou ainda que “O resultado de tudo isto foi a crescente concentração e centralização da riqueza nas mãos dos grupos económicos e financeiros e de uma minoria cada vez mais opulenta e o empobrecimento do conjunto dos trabalhadores. O essencial dessa política que conduziu a esta situação de degradação social e de desvalorização do trabalho, permanece hoje nas opções do conjunto das forças que servem o grande capital PSD,PS,CDS, IL e Chega”.

A alternativa que a CDU protagoniza impõe-se como necessária e o trabalho levado a cabo pelos seus eleitos confirma a importância do voto na CDU.

O comício terminou com a “Grândola, Vila Morena”, canção icónica da Revolução de Abril, e com um apelo à mobilização para o voto na CDU.gmr_0.jpg

gmr_1.jpg

gmr_2.jpg

gmr_3.jpg

gmr_5.jpg

gmr_6.jpg

gmr_8.jpg

BRAGA: CDU REAFIRMA COMPROMISSO COM OS TRABALHADORES

braga_1.jpg

O candidato da CDU ao Parlamento Europeu e vereador da Câmara de Braga, Vítor Rodrigues, participou, em Braga, num conjunto de acções de contacto com trabalhadores e as suas estruturas representativas.

A CDU esteve em contacto com jardineiros e varredores da AGERE e com os trabalhadores do Complexo Grundig. A CDU esteve ainda reunida com a União dos Sindicatos de Braga / CGTP-IN.

Vítor Rodrigues afirmou que “O voto na CDU é necessário e insubstituível. O Parlamento Europeu não precisa de mais deputados ao serviço dos grupos económicos e das multinacionais. Precisa, isso sim, de deputados comprometidos com o povo, os trabalhadores e o País e que, como os da CDU, fazem o que dizem e dizem o que fazem, cá em Portugal, como em Bruxelas”.

O vereador e candidato da CDU acrescentou “PSD, CDS, Chega, IL e PS vão ter de responder o porquê de tantas medidas, tantas decisões, e nem uma, uma que seja, que ponha em causa ou belisque sequer os interesses dos grupos económicos. Esses grupos económicos que crescem à medida que crescem as injustiças e desigualdades. Há dúvidas? Vejam-se os recentes resultados financeiros da banca. Enquanto milhares de famílias e micro, pequenos e médios empresários continuam apertados, a banca continua a encher, e que bem que lhe faz a política e as opções do BCE de manter altas as taxas de juro. Mas ponha-se os olhos também na GALP e nos seus 333 milhões de euros de lucros no primeiro trimestre deste ano. Exemplos entre muitos que concentram cada vez mais a riqueza que é criada com o esforço físico e intelectual dos trabalhadores. Tudo isto e os salários continuam baixos, e por vontade do Governo assim continuarão nos próximos anos. Mas é assim também nas pensões; é assim com a precariedade, os horários desregulados, com turnos que dificultam ou mesmo impossibilitam a conciliação da vida laboral com a vida pessoal e familiar”.

braga_2.jpg

braga_3.jpg

braga_4.jpg

braga_5.jpg

PARTIDO CHEGA DE BRAGA INTEGRA LISTA DAS EUROPEIAS

O Distrito de Braga do Partido CHEGA tem quatro militantes na lista de candidatos a Eurodeputados, dentre eles o Vice-Presidente da Distrital Filipe Aguiar.

Neste último fim de semana foram realizadas ações de campanha para as europeias no Centro de Braga, próximo à sede do Partido. Brevemente, o cabeça de lista às eleições europeias e vice-presidente do CHEGA, António Tânger Corrêa, marcará presença em Braga.

Capturarchebraga.JPG

DIA DA EUROPA: CERVEIRA ILUMINA CASTELO E ERGUE BANDEIRA DA UE

Bandeiras UE.jpg

“A União Europeia é um projeto de crescimento coletivo, uma herança que devemos celebrar e continuar a defender e fortalecer”, afirma o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira. Mais um ano, e o Município cerveirense assinala o Dia da Europa (9 de maio), de uma forma simbólica, mas marcante. O Castelo de Cerveira, ex-libris do concelho, surgirá iluminado com a cor azul da bandeira europeia, nas próximas duas noites e, na manhã desta quinta-feira, será hasteada a bandeira da União Europeia no edifício dos Paços do Concelho.

O Município de Vila Nova de Cerveira está cada vez mais em sintonia com o resto da Europa, com vários projetos europeus em curso, que permite a partilha de conhecimento, experiência e boas práticas com dezenas de cidades e instituições do ‘velho continente’. Um deles, o mais recente e com um grande impacto - projeto ARCHETHICS - envolve o Castelo de Cerveira, daí ter sido o monumento destacado para assinalar esta efeméride.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal, “o atual estado de abandono impõe a necessidade do Castelo de Cerveira voltar a fazer parte do quotidiano da comunidade”, pelo que encara a essência e a integração neste projeto europeu em curso como “uma oportunidade mais abrangente para refletir, em conjunto, novas rotas culturais que integrem este monumento nacional no dia a dia dos cerveirenses e dos turistas, recuperando a relação afetiva e histórica entre o Castelo e a sua população, e restaurando a sua centralidade”.

O autarca Rui Teixeira destaca ainda a capacidade do município no que diz respeito ao aproveitamento dos fundos comunitários. “Temos sabido aproveitar as várias oportunidades que vão surgindo em prol do desenvolvimento do concelho e há bons resultados à vista e para desfrute da população como seja o recém-inaugurado Palco das Artes”, afirma, acrescentando: “O futuro apresenta-se desafiador. Temos de estar unidos para o enfrentar e vencer”.

As próximas eleições europeias - 9 de junho - revestem-se de uma importância fundamental com vista à preservação dos valores funcionais da União Europeia, designadamente a democracia e o Estado de Direito, num cenário caraterizado por uma situação global complexa e desafiante. Pretende-se assim, com este ato de iluminação de edifícios, realçar a premência de preservar os valores definidores do modo de vida europeu sensibilizando as pessoas para a importância de votarem nas eleições europeias.

De relembrar que o Dia da Europa assinala o aniversário da histórica «Declaração Schuman», em que num discurso proferido em Paris, a 9 de maio de 1950, Robert Schuman, o então Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, expôs a sua visão de uma nova forma de cooperação política na Europa, capaz de trazer a paz ao continente europeu. Desta ideia, baseada na cooperação conjunta, assentou criação da União Europeia (UE). Menos de um ano mais tarde, era assinado um tratado que criava uma entidade com essas funções. Considera-se que a União Europeia atual teve início com a proposta de Schuman.

AMARES DEBATE ELEIÇÕES EUROPEIAS

21h00 I Debate "Eleições Europeias: Decide o teu Futuro!"

Oradores:

João Januário – Presidente da Assembleia Municipal

Ricardo Morgado – Deputado do Parlamento Europeu

Alexandre Dias – Sindicato dos Professores da Região Norte

Paulo Monteiro – Diretor do Jornal “Correio do Minho”

Moderador: Agostinho Silva (IPCA)

Participação: Clube Europeu do Agrupamento de Escolas de Amares

Momento musical: AFAM – Associação Fluir Artes Musicais

Local: Biblioteca Municipal de Amares

image004 (2).png

FAMALICÃO ASSINALA DIA DA EUROPA

DSC_8774.JPG

Esta quinta-feira, dia 9 de maio

O Município de Vila Nova de Famalicão assinala esta quinta-feira, dia 9 de maio, o Dia da Europa, com o tradicional hastear da bandeira europeia nos Paços do Concelho, pelas 09h00.

O momento será acompanhado pelo executivo municipal e acontecerá ao som do “Hino à Alegria”, composto por Ludwig Van Beethoven em 1823 e adotado como Hino Europeu em 1972, que será interpretado pela Orquestra de Sopros da ArtEduca.

Logo de seguida, o executivo municipal inaugura a exposição itinerante “Expressa-te pela Europa”, nos Paços do Concelho, onde se poderão ler as mensagens, desejos e votos sobre a União Europeia redigidos pelos Clubes Europeus das escolas do concelho.

A Europa e os programas europeus vão ser também tema de discussão no encontro “EUI & URBACT Infosessions”, que a Direção-Geral do Território (DGT) promove em Famalicão esta quarta e quinta-feira, dias 8 e 9 de maio.

O primeiro dia ficará marcado por um conjunto de visitas guiadas a boas práticas inovadoras no centro urbano da cidade de Vila Nova de Famalicão, sob o mote do desenvolvimento urbano sustentável. Já o segundo dia decorrerá na Casa das Artes e contará com duas sessões informativas: a EUI Infosession - 3.º Concurso Ações inovadoras (manhã) e a URBACT Infosession - Concurso de Boas Práticas (tarde).

Ao longo deste semana, o município famalicense, através da Casa da Juventude, tem também promovido um conjunto de atividades educativas e culturais juntos dos mais jovens sobre a União Europeia e os seus valores.

Recorde-se que em 2024, Vila Nova de Famalicão é Região Empreendedora Europeia.

AMARES COMEMORA DIA DA EUROPA

Iniciativa do  Europe Direct Minho em parceria com entidades locais.

Estão programados dois dias com diversas atividades para celebrar o espírito europeísta junto da comunidade local e sensibilizar para a participação nas eleições europeias.

No dia 8 de maio, pelo período da manhã, está prevista uma “Arruada pela Europa” na Feira Semanal de Amares. O objetivo passa pela sensibilização da comunidade local para o voto nas eleições europeias, no dia 9 de junho.

No dia 9 de maio, as comemorações terão início às 9h30 com uma sessão de boas vindas na Câmara Municipal de Amares, seguida do Hastear da Bandeira da UE na sede do município.

Ao longo do dia, serão promovidas sessões informativas direcionadas aos mais jovens na Escola Secundária de Amares e na Escola Básica 2/3 de Amares para comemorar esta data com a comunidade escolar. Além disso, está prevista ainda uma sessão direcionada para a comunidade sénior do concelho pelas 14h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Amares.

As comemorações vão terminar com o debate “Eleições Europeias: Decide o teu Futuro!”, pelas 21h00, na Biblioteca Municipal Francisco Sá de Miranda. Ricardo Morgado (Deputado ao Parlamento Europeu), Alexandre Dias (Sindicato dos Professores da Região Norte), Paulo Monteiro (Diretor do Jornal Correio do Minho) e João Januário (Presidente da Assembleia Municipal de Amares) são os oradores deste evento, que visa realçar a importância das eleições europeias para o futuro dos cidadãos. O evento vai contar com a participação do Clube Europeu do Agrupamento de Escolas de Amares da Associação Fluir Artes Musicais.

image002 (1).png

DURÃO BARROSO VEIO A BARCELOS FALAR DE “PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO”

438099698_836930345139742_1296837818453277942_n.jpg

“Portugal na Europa e no Mundo” foi o tema da terceira conferência da programação das Comemorações dos 50 anos do 25 de Abril, promovida pelo Município de Barcelos.

O conferencista convidado foi José Manuel Durão Barroso que falou da sua experiência não só como Primeiro-Ministro, mas também como Presidente da Comissão Europeia, cargo que exerceu durante dois mandatos, entre 2004 e 2014.

Esta conferência teve a moderação de Sebastião Bugalho.

A próxima sessão terá como convidado Francisco Louça, em data a anunciar oportunamente.

438058427_836930621806381_2027223225800928450_n.jpg

438058578_836930641806379_7611946534271819825_n.jpg

438081939_836930045139772_3826124801160061723_n.jpg

438085795_836930661806377_3528536480412834991_n.jpg

438096522_836930678473042_4165542863830882035_n.jpg

438119079_836930368473073_5125440045515242619_n.jpg

QUEM SÃO OS MANDATÁRIOS DA CDU NO DISTRITO DE BRAGA PARA AS ELEIÇÕES AO PARLAMENTO EUROPEU?

IMG-20240429-WA0030.jpg

CDU apresenta mandatários dos concelhos dos distrito de Braga às eleições para o Parlamento Europeu

A CDU realizou em Braga, no Largo de S. Francisco, o Acto Público de apresentação dos seus mandatários concelhios do distrito às próximas eleições do Parlamento Europeu.

O “pontapé-de-saída” coube a Sandra Cardoso, mandatária em Braga, que afirmou que a CDU apresenta 14 pessoas que de uma forma generosa e empenhada aceitaram o compromisso de representar a candidatura da CDU nos concelhos do distrito e dar o melhor de si para reforçar a CDU nestas eleições. São homens, mulheres e jovens comprometidos com um projecto de transformação social, empenhados em dar a volta a isto, a combater as injustiças e a trabalhar para um pais melhor.

A lista dos mandatários concelhios é:

AMARES

Nuno Reininho

Professor, dirigente sindical e associativo, treinador

BARCELOS

Mário Figueiredo

Técnico de contabilidade

membro Assembleia Municipal de Barcelos

BRAGA

Sandra Cardoso

Professora

Membro da Assembleia Municipal de Braga

Dirigente sindical

CABECEIRAS

Sónia Nogueira

Empregada de restauração

CELORICO

Luís Heitor

irigente sindical

ESPOSENDE

Manuel Carvoeiro

Inspector de Educação

Foi membro da Assembleia Municipal de Esposende

FAFE

Rodolfo Ribeiro

Agente técnico de Arquitectura e Engenharia, Agricultor

Dirigente sindical

GUIMARÃES

Inês Rodrigues

Estudante Ensino Superior

É membro da Assembleia Municipal de Guimarães

PÓVOA DE LANHOSO

António Nogueira

Técnico Superior Administração Pública

Dirigente sindical

TERRAS DE BOURO

Alexandre Pereira

Empresário hoteleiro e empresário marítimo turístico

VIEIRA DO MINHO

Pedro Barreiro

Advogado

Dirigente associativo. Activista pelo direito à habitação.

VILA NOVA DE FAMALICÃO

Daniel Sampaio

Operário. Reformado

Foi dirigente sindical e membro da Assembleia Municipal de V.N. Famalicão

VILA VERDE

Maria Augusta

Investigadora. Foi professora do Ensino Superior. Foi presidente do Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

VIZELA

Marco Pereira

Técnico Informático

Na qualidade de mandatários, para além de Sandra Cardoso, usaram da palavra também António Nogueira, Inês Rodrigues e Nuno Reininho.

O acto público contou com a intervenção dos candidatos Vítor Rodrigues e Mariana Silva.

Vítor Rodrigues, também vereador na Câmara de Braga, destacou a importância do reforço da CDU para a região de Braga. Referindo-se a questões estruturantes para o distrito como a expansão da rede ferroviária e dos transportes públicos, o reforço do serviço nacional de saúde e da escola pública, a par com a defesa de actividades produtivas como a agricultura, o candidato apelou à mobilização para o voto na CDU.

Mariana Silva, também dirigente do Partido Ecologista Os Verdes, destacou que a CDU apresenta-se com um projeto completo que engloba as preocupações gerais que afetam o dia a dia de todos, não só em Portugal, mas também nos outros países da Europa e no Mundo.

Acrescentou ainda que “com a força dos 29 candidatos da CDU, que se juntará à força dos mandatários, e de milhares de pessoas por todo o país, seremos capazes de criar uma imensa força coletiva em todo o país. Vamos avisar toda a gente sobre as lutas da CDU nas mais diversas áreas, juntos lutaremos por direitos iguais, contra a violência de género, contra a discriminação, contra o discurso de ódio”.

IMG-20240429-WA0027.jpg

IMG-20240429-WA0028.jpg

IMG-20240429-WA0029.jpg

IMG-20240429-WA0031.jpg

IMG-20240429-WA0032.jpg

IMG-20240429-WA0033.jpg

IMG-20240429-WA0034.jpg

IMG-20240429-WA0035.jpg

IMG-20240429-WA0036.jpg

PARTIDO CHEGA EM BRAGA INICIA OS PREPARATIVOS PARA AS ELEIÇÕES EUROPEIAS

CapturarCH (1).JPG

Decorreu ontem uma reunião da Concelhia de Braga do Partido CHEGA, que teve como objectivo a preparação para as próximas eleições europeias. Nesta reunião, o Presidente da Concelhia, Filipe Aguiar, destacou a importância do voto nas europeias e solicitou aos membros da direção a propagação e o incentivo à participação dos eleitores. O ex-embaixador de Portugal e vice-presidente do CHEGA, António Tânger Corrêa, é o cabeça de lista às eleições europeias, e conta com o apoio dos militantes de Braga.

MARIANA SILVA E VÍTOR RODRIGUES INTEGRAM LISTA DA CDU AO PARLAMENTO EUROPEU

mariana_silva.jpg

"Sempre contigo, para o que der e vier" é o lema da campanha

A CDU apresentou esta semana a sua lista de candidatos às eleições no Parlamento Europeu.

São vinte e nove candidatos do Partido Comunista Português, do Partido Ecologista “Os Verdes”, da Associação Intervenção Democrática e independentes sem filiação partidária, que protagonizam um projecto de justiça social, soberania, desenvolvimento e paz.

São mulheres e homens que dão confiança pelo compromisso que assumem com o povo na defesa dos seus direitos, das suas condições de vida, do direito a um caminho de desenvolvimento, de uma política que harmonize o desenvolvimento e a natureza garantindo um ambiente ecologicamente equilibrado, na afirmação da soberania nacional. 

Uma lista de gente comprometida com a defesa de quem trabalha, que luta por uma repartição mais justa da riqueza por quem a produz, que assume papel destacado na batalha por um Portugal democrático e desenvolvido numa Europa de paz, soberania, progresso social e cooperação entre todos os povos.

A lista da CDU é composta por gente de confiança pelo seu percurso, pela proximidade e conhecimento dos problemas nacionais, pelas provas dadas de trabalho e dedicação nas mais variadas áreas e sectores da vida nacional. 

Gente de confiança que recusa benefícios e privilégios e que não enriquece com os mandatos para que é eleita.

Decorrendo do seu compromisso com o povo e os trabalhadores e da determinação em tudo fazer para defender os seus interesses, a CDU apresenta-se nestas eleições com o lema "Sempre contigo, para o que der e vier".

Oriundos do distrito de Braga, fazem parte da lista que é encabeçada por João Oliveira, Mariana Silva e Vítor Rodrigues.
Vitor Rodrigues
44 anos
Agrónomo
Dirigente da CNA- Confederação Nacional da Agricultura
Membro do Comité Coordenador da ECVC — Coordenadora Europeia Via Campesina
Vereador na CM de Braga
Mestre em Engenharia Agronómica e Pós-Graduado em Alterações Climáticas e Políticas de Desenvolvimento Sustentável.
Foi dirigente associativo no Ensino Superior e membro de vários órgãos de gestão do Instituto Superior de Agronomia e da (então) Universidade Técnica de Lisboa.
É membro da DOR Braga do PCP.
Mariana Silva
41 anos
Professora e artesã
Foi eleita na Assembleia da União de Freguesias de Oliveira do Castelo, São Paio e São Sebastião, Guimarães.
Foi eleita na Assembleia Municipal de Guimarães, tendo assumido a direcção dos eleitos da CDU.
Foi deputada do PEV na Assembleia da República na XIV Legislatura.
Membro do Conselho Nacional e da Comissão Executiva do Partido Ecologista «Os Verdes».
João Oliveira
44 anos
Advogado
Foi membro do Senado da Universidade de Coimbra, da Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra (AAC), da Direcção do Núcleo de Estudantes de Direito da AAC e da Direcção da Associação de Estudantes da Escola Secundária Severim de Faria, em Évora.
Foi eleito na Assembleia de Freguesia da Horta das Figueiras, Évora.
Deputado do PCP na Assembleia da República da X à XIV Legislaturas e presidente do Grupo parlamentar do PCP entre 2013 e 2022.
Membro da Comissão Política do Comité Central do PCP.

joão_oliveira.jpg

vítor_rodrigues.jpg

AUTARCAS DE ESPOSENDE VISITARAM PARLAMENTO EUROPEU EM BRUXELAS

visita Bruxelas (2).jpg

O Presidente da Câmara de Esposende, acompanhado de autarcas do concelho, visitou, entre os dias 9 e 11 de abril, o Parlamento Europeu, em Bruxelas, a convite do ex-eurodeputado José Manuel Fernandes, atual Ministro da Agricultura e Pescas.

Integraram também a comitiva o Presidente da Assembleia Municipal de Esposende, Carlos Silva, os Vereadores Guilherme Emílio e Rui Losa, e os presidentes dos Conselhos de Administração das empresas municipais Esposende Ambiente e Esposende 2000, respetivamente Paulo Marques e António Maranhão Peixoto.

Esta visita pretendeu dar conhecer a atividade parlamentar, nomeadamente as suas políticas e os seus trabalhos, bem como os eurodeputados. A comitiva teve oportunidade de conhecer as instalações do Parlamento Europeu, tendo visitado o parlamentárium, o hemiciclo, e assistido a uma votação em plenário. Da agenda da visita fez parte também uma reunião com os eurodeputados do PSD, Carlos Coelho, Lídia Pereira, Teófilo Santos e Ana Miguel Santos.

O ex-eurodeputado e atual ministro José Manuel Fernandes fez questão de estar presente para dar as boas-vindas à comitiva liderada por Benjamim Pereira, manifestando a sua disponibilidade e apoio.

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende agradeceu a disponibilidade e a oportunidade desta visita, considerando que constitui uma oportunidade para melhor perceber e conhecer o funcionamento do hemiciclo europeu e o impacto das suas decisões, opinião partilhada pelos restantes membros da comitiva.

Dada a proximidade das Eleições Europeias, em junho próximo, esta visita reveste-se ainda de maior significado, sublinha Benjamim Pereira, notando que “estes deputados tomam decisões que têm impacto no dia-a-dia das pessoas, como seja no emprego, nos cuidados de saúde e no ambiente, por exemplo”.

visita Bruxelas (1).jpg

VIANENSE TEÓFILO SANTOS ASSUME FUNÇÕES ENQUANTO DEPUTADO AO PARLAMENTO EUROPEU

Teófilo Santos.jpeg

Teófilo Santos, advogado de Leiria, assumiu esta semana o cargo de Deputado ao Parlamento Europeu até ao final da legislatura.

Natural de Vila Franca, concelho de Viana do Castelo, o Eurodeputado é licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra tendo, ainda, um MBA em gestão e liderança - tirado na AESE, aquela que foi a primeira escola de negócios em Portugal dedicada à formação específica em gestão e administração de empresas - e uma pós-graduação em Direito Fiscal pela Universidade Católica de Lisboa. Depois de ter terminado o curso, foi colocado em Leiria onde acabou por se estabelecer pessoal e profissionalmente, muito embora, nas palavras do Deputado, se sinta “minhoto e com a certeza de que também Viana do Castelo é casa”.

O Eurodeputado assumirá funções enquanto membro efetivo da Comissão dos Orçamentos, onde terá oportunidade, entre outros e antes do final do mandato, de acompanhar as decisões finais sobre a criação do Mecanismo para as Reformas e o Crescimento nos Balcãs Ocidentais e onde participará numa reunião com o Vice-Presidente da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis e com o Comissário da Economia Paolo Gentiloni.

Será, também, membro efetivo da Comissão de Agricultura e acompanhará a votação, entre outras, do pacote de simplificação da Política Agrícola Comum e participará numa reunião com a Comissão Europeia. É, ainda, membro substituto da Comissão de Emprego e Assuntos Sociais.

Em todas estas as Comissões, o Eurodeputado terá que acompanhar os vários ficheiros legislativos que só serão finalizados na próxima sessão plenária de Estrasburgo, entre 22 e 25 de abril.

Para o Deputado, este é um desafio que assume com “um grande sentido de responsabilidade e compromisso”, frisando que, muito embora saiba que estas semanas finais serão de muito trabalho nas Comissões Parlamentares, se sente “preparado e com a experiência necessária para assumir o cargo e representar Portugal e o PSD em Bruxelas”.

FAMALICÃO MARCA PRESENÇA NA 10ª CIMEIRA EUROPEIA DAS CIDADES E REGIÕES

O Município de Vila Nova de Famalicão vai marcar presença na 10.ª Cimeira Europeia das Cidades e Regiões que decorrerá nos próximos dias 18 e 19 de março, na cidade de Mons, na Bélgica, para testemunhar a importância do reconhecimento de Famalicão enquanto Região Empreendedora Europeia 2024.

A autarquia estará representada através do vereador da Economia e Empreendedorismo, Augusto Lima, que partilhará o exemplo e a experiência de Vila Nova de Famalicão na área da Inovação Digital, num debate sobre como podem as administrações locais e regionais utilizar as tecnologias digitais para responder aos desafios económicos e sociais e sobre a forma como os ecossistemas de inovação digital podem ser criados a nível local.

A iniciativa, organizada pelo Comité das Regiões Europeu, em conjunto com a Região da Valónia e a Presidência belga do Conselho da União Europeia, tem como objetivo debater sobre os desafios e as soluções para o futuro da Europa, através da reunião de diferentes perspetivas de todo o mundo, por milhares de profissionais, ministros regionais e decisores de topo europeus e mundiais. Os principais tópicos deste ano são: desafios globais, soluções locais; coesão, bem-estar e sustentabilidade; local e inovação e cidades e regiões no centro da democracia.