Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FÓRUM SOCIEDADE E DEMOCRACIA PROMOVE EM VIANA DO CASTELO CONFERÊNCIA ACERCA DO FUTURO DA UNIÃO EUROPEIA

Em conformidade com o Plano de Actividades previsto para 2019, o Fórum Sociedade e Democracia promove a Conferência" O Futuro da União Europeia: desafios e respostas", a ter lugar na Sala Manuel Couto Viana/Biblioteca Municipal de VIANA do CASTELO, na próxima 6ª Feira dia 29 MAR. às 18 horas.

ruialves.jpg

  • Título da Conferência

“O futuro da União Europeia: desafios e respostas”

  • Sinopse da Conferência

A União Europeia encontra-se novamente numa situação de encruzilhada, em termos políticos e económicos. São diversos os desafios que enfrenta, no curto e médio prazo, desde as consequências do Brexit à necessidade de resposta adequada às exigências dos cidadãos (enquanto meio de combate ao reforço de movimentos nacionalistas e populistas), passando pela adoção de um novo Quadro Financeiro Plurianual e o aprofundamento da União Económica e Monetária. Na presente conferência, reflete-se sobre estes e outros desafios fundamentais, com um panorama sobre as possíveis respostas.

  • Funções atuais do conferencista

Coordenador do Núcleo de Economia e Finanças da Representação Portuguesa junto da União Europeia

  • Síntese do CV

Rui Henrique Alves é Professor Auxiliar da Faculdade de Economia do Porto (FEP), encontrando-se, atualmente, a desempenhar, em regime de comissão de serviço, as funções de Coordenador do Núcleo de Economia e Finanças da Representação Portuguesa junto da União Europeia.

É Doutorado em Economia pela FEP, na área da Economia Europeia. É autor ou co-autor de diversos livros e artigos nas áreas da Economia Europeia, Economia Internacional e Macroeconomia (em particular, Política Económica e Finanças Públicas), as quais, junto com os Mercados Financeiros, constituem os seus interesses fundamentais de investigação.

É Investigador do CEF.UP (Centro de Economia e Finanças da Universidade do Porto) e Membro (fundador) do NIFIP (Núcleo de Investigação em Finanças Públicas e Política Monetária - FEP) e do OBEGEF (Observatório de Economia e Gestão de Fraude).

Foi Membro do Conselho Executivo da FEP entre 2010 e 2013, consultor da Bolsa Portuguesa durante alguns anos, Presidente da Assembleia Municipal de Arcos de Valdevez entre 1997 e 2013 e tem lecionado em diversas instituições de ensino superior, com destaque para a Porto Business School.

Foto: https://avv.pt/

PAN APROVA LISTA 100% PARITÁRIA PARA AS ELEIÇÕES EUROPEIAS

• - Lista com 11 elementos do sexo feminino e 10 do sexo masculino, assegurando a paridade absoluta em termos de género
• - Diversidade na distribuição geográfica com a seleção de candidatas/os do norte, centro e sul do país, mais Madeira e Açores
• - Entre os principais objetivos encontram-se a eleição de um eurodeputado, a duplicação dos resultados de 2014 e a garantia de haver uma representação ambientalista portuguesa no Parlamento Europeu
• - Principais bandeiras relacionadas com o apoio humanitário, o desenvolvimento económico e social responsável, o combate às alterações climáticas e a promoção de uma transição energética para fontes 100% limpas e renováveis
O PAN, partido Pessoas-Animais-Natureza, lança hoje a lista dos 21 membros que vão integrar a candidatura do partido para as Eleições Europeias de 26 de maio de 2019. A composição da lista do PAN orientou-se por dois critérios fundamentais: a paridade absoluta em termos de género, sendo intercalada entre candidatos do sexo masculino e candidatas do sexo feminino, e a diversidade na distribuição geográfica com a seleção de candidatas/os do norte, centro e sul do país, mais os arquipélagos da Madeira e dos Açores.
A lista é encabeçada por Francisco Guerreiro, membro da Comissão Política Nacional e o mandatário da campanha é o deputado do PAN na Assembleia da República, André Silva. A candidatura do PAN assenta em temáticas prioritárias relacionadas com o apoio humanitário, o desenvolvimento económico e social responsável, o combate às alterações climáticas e a promoção de uma transição energética para fontes 100% limpas e renováveis.
Nas últimas eleições para o Parlamento Europeu, em 2014, o PAN obteve 56.233 votos, 1,72%, ocupando a 7ª posição política no país e reforçando, em 2015, aquando das eleições nacionais, para a 6ª esta posição. Pelo que após o reconhecido trabalho do partido no parlamento nacional, Francisco Guerreiro acredita “é possível dar continuidade, no Parlamento Europeu, ao trabalho de transformação social que o PAN, com apenas um deputado, tem alcançado na sociedade portuguesa”.
O PAN pretende integrar a família política europeia ambientalista, Greens/EFA, com a eleição de um eurodeputado, assumindo a “necessidade de uma aposta na educação e no reforço da cidadania mais profunda e da criação de ferramentas mais diretas de representação democrática, sem as quais os discursos simplistas e populistas são absorvidos pelas populações, com consequências reais muito prejudiciais”, reforça Francisco Guerreiro.
Francisco Guerreiro tem 34 anos, é natural de Santiago do Cacém, tendo-se licenciado em Comunicação Social pelo Instituto Superior de Educação de Coimbra. Militante do PAN desde 2012, é atualmente assessor político do partido na Assembleia da República, acompanhando a Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, tendo já sido candidato às câmaras de Coimbra (2013) e Cascais (2017).

 

Nome

Distrito

1

Francisco Guerreiro

Lisboa

2

Bebiana Cunha

Porto

3

Pedro Neves

Açores

4

Cristina Rodrigues

Setúbal

5

João Freitas

Madeira

6

Inês Real

Lisboa

7

Rui Prudêncio

Lisboa

8

Daniela Duarte

Faro

9

André Nunes

Setúbal

10

Inês Campos

Lisboa

11

Jorge Ribeiro

Porto

12

Carolina Almeida

Viseu

13

Daniela de Sousa

Leiria

14

Rui Alvarenga

Aveiro

15

Patrícia Gomes

Braga

16

Helder Capelo

Lisboa

17

Sónia Domingos

Açores

18

Vera Belchior

Faro

19

Artur Alfama

Setúbal

20

Sara Fernandes

Braga

21

José Castro

Porto

ALUNOS DE ESPOSENDE VIAJAM A ESTRASBURGO

A Associação de Cidadãos de Esposende leva a Europa à EPE com oferta de 24 viagens a Estrasburgo

No passado dia 18 a EPE - Escola Profissional de Esposende recebeu a visita da Associação de Cidadãos de Esposende e de duas representantes do Gabinete em Portugal do Parlamento Europeu, o objetivo, sensibilizar os jovens para a importância do voto nas próximas eleições europeias de 26 de Maio.

Associaçao cidadaos Esposende europa.JPG

A sessão iniciou com a responsável da EPE, Alexandra Vilar, que dirigiu umas palavras agradecendo a seleção da escola para uma campanha de divulgação Europeia.

Ana Antunes e Bárbara Pinto do Gabinete em Portugal do Parlamento Europeu foram as oradoras numa sessão que contou a presença de várias turmas da Escola Profissional, foram duas horas em que os alunos receberam informação sobre a Europa e a forma como funciona o Parlamento Europeu.

Durante a sessão foram projetados vários vídeos com mensagens de incentivo à participação nas eleições europeias.

O grande momento da sessão aconteceu quando Ana Antunes revelou que 24 jovens e 2 professores serão presenteados com uma viagem e estadia a Estrasburgo, momento que apanhou de surpresa alunos e professores.

A escolha dos jovens para a viagem será feita através de um passatempo, um vídeo sobre o tema “desta vez eu voto”. Sendo posteriormente escolhidos os 24 alunos da Escola e os 2 professores premiados com a viagem.

Para a Presidente da Associação de Cidadãos de Esposende, Maria Araújo“ é importante informar os jovens para que entendam a importância da Europa e de sermos Europeus, garantido que a Associação está empenhada em diminuir a abstenção, a escolha do local para a atribuição destas viagens neste caso a EPE foi da Associação de Cidadãos de Esposende, fomos nós quem trouxemos a Europa e com ela as viagens”.

CULTURA É PILAR DE AFIRMAÇÃO DE BRAGA E DA EURO-REGIÃO

Braga recebeu passagem de testemunho da Capital da Cultura do Eixo Atlântico

Ricardo Rio defende que a Cultura “será um dos grandes pilares de afirmação da Cidade de Braga e da Euro-região, traduzindo-se num factor de qualificação da população e de competitividade económica”. Durante a cerimónia de passagem de testemunho da Capital da Cultura do Eixo Atlântico - título que Braga irá ostentar em 2020, sucedendo a Santa Maria da Feira -, o Autarca Bracarense explicou que o próximo ano servirá como ‘balão de ensaio’ para a candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027.

CMB11012019SERGIOFREITAS00000017195.jpg

“Queremos que essa candidatura seja euro-regional, onde todo o Eixo Atlântico se reveja e que seja capaz de agregar todas as cidades e os seus agentes culturais”, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Braga, garantindo que com o título de Capital da Cultura do Eixo Atlântico, Braga “vai continuar a afirmar-se como um território de Cultura e de desenvolvimento, onde o património se conjuga com a inovação criando dinâmicas para potenciar a expressão artística dos seus cidadãos”.

CMB11012019SERGIOFREITAS00000017194.jpg

Na sessão que decorreu esta Sexta-feira, 11 de Janeiro, no Salão Nobre da Câmara de Santa Maria da Feira, Ricardo Rio explicou que Braga está “fortemente empenhada” para assumir este projecto cultural do Eixo Atlântico, salientando que a Cultura “é uma peça fundamental do desenvolvimento dos territórios e o motor do progresso de cada uma das Cidades que compõem esta associação transfronteiriça”.

Desde 2014 que a Autarquia Bracarense tem procurado participar activamente em todas as dimensões de intervenção do Eixo Atlântico. Nesse sentido Ricardo Rio lembrou que, ainda este ano, Braga será a sede dos Jogos do Eixo Atlântico, irá acolher a Expo Cidades, além dos vários contributos no domínio da agenda urbana, da valorização do ambiente ou da criação de oportunidades para os jovens. “Em vários contextos Braga tem dito presente e continuará a fazê-lo porque o Eixo Atlântico é uma realidade territorial com a qual nos identificamos e que se assume como um dos motores do desenvolvimento dos dois países e de qualificação dos nossos cidadãos”, referiu o Autarca Bracarense.

CMB11012019SERGIOFREITAS00000017191.jpg

Na presença de Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Ricardo Rio enalteceu o trabalho desenvolvido por esta Autarquia ao longo do ano transacto que se traduziu “num bom exemplo de como se deve trabalhar um projecto desta natureza, ao envolverem os agentes locais para corporizarem uma programação de grande qualidade, que teve o condão de mobilizar e projectar a cidade além-fronteiras”.

Também Lídia Dias, vereadora da Cultura do Município de Braga, referiu que este título é “um importante passo” para a Cidade e uma oportunidade para o futuro. “Queremos que a Capital da Cultura do Eixo Atlântico seja um momento de afirmação da nossa identidade, que contribua para aumentar a dinâmica e o envolvimento da comunidade e dos seus agentes culturais”, sustentou.

CMB11012019SERGIOFREITAS00000017187.jpg

A responsável explicou que a programação será apresentada em Junho mas já foi possível levantar um pouco do véu. Certo está o regresso do jazz a Braga, numa das iniciativas propostas, além de um evento centrado exclusivamente na arte urbana, que tem como pretensão levar a Cultura às periferias. Entre as propostas previstas está também o programa “Braga no Eixo”, que tem como objectivo levar os projectos culturais Bracarenses em itinerância pelos 42 municípios que integram a associação transfronteiriça.

Braga pretende também criar um legado permanente desta “capitalidade” através da criação de um Jardim devotado ao Eixo Atlântico, além de uma galeria onde estarão expostas todas as obras premiadas das sucessivas edições da Bienal de Pintura do Eixo Atlântico.

CMB11012019SERGIOFREITAS00000017189.jpg

CMB11012019SERGIOFREITAS00000017190.jpgAlém de Santa Maria da Feira, também Vila Nova de Gaia em 2009, Viana do Castelo em 2011, Ourense em 2014 e Matosinhos e Vila Real em 2016 acolheram a Capital da Cultura do Eixo Atlântico.

O PARLAMENTO EUROPEO INCLUI GALIZA NO CORREDOR ATLÁNTICO

O Parlamento Europeo dá luz verde á inclusión de Galiza no Corredor Atlántico, corrixindo o erro dos gobernos

A eurodeputada do BNG, Ana Miranda, congratúlase de que por fin hoxe o Parlamento Europeo dera luz verde a inclusión de Galiza no Corredor Atlántico de Redes Europeas de Transporte, tal e como foi aprobado na Comisión de Transporte do pasado 22 de novembro, xa que corrixe o erro dos gobernos galego e estatal. O seguinte paso será o tratamento deste tema nos trílogos, é dicir, na reunión que celebre a Comisión, o Consello e o Parlamento. 

x-default

“Pese as carencias que presenta o informe noutros temas como a falla de aposta medio ambiental, esta é unha boa nova para Galiza”, destaca Ana Miranda, quen explica que esta inclusión significa asemade posibilitar a modernización da liña Porto-Vigo, tal e como xa reclamaba na emenda presentada polo BNG na Eurocámara xa no 2013. 

Neste sentido, a eurodeputada do Bloque lembra que a inclusión das cidades galegas neste corredor transeuropeo é unha constante demanda do Bloque que mesmo acadou o respaldo da ALE (agrupación de partidos á que pertence o BNG), na súa asemblea xeral celebrada o pasado mes de abril.

Para a eurodeputada nacionalista “era un esquecemento terrible deixar unha cidade como Vigo fóra da rede europea con graves repercusións económicas”. Ao respecto sinala que desde que ela defendeu a inclusión de Vigo e A Coruña nesta rede no ano 2013, -na súa anterior etapa como eurodeputada-, o goberno do PP decidiu investir noutros territorios, mais non en Galiza, “deixando pasar moitas oportunidades que até agora foron oportunidades perdidas”.

Precisamente, tres das numerosas emendas presentadas no Parlamento Europeo para o período de financiamento 2014-2020 referíanse á inclusión do porto de Vigo na rede nodal de portos europeos, a modernización da liña Vigo-Porto e a inclusión do noso territorio ao Corredor Atlántico de transporte de mercadorías por ferrocarril

Fonte: https://www.bng.gal/

ARCOS DE VALDEVEZ EXPLICA O QUE É "EUROPA PARA OS CIDADÃOS"

Ação Informativa Europa para os cidadãos. Centro Municipal de Informação e Turismo. 14 de Dezembro

O Centro Municipal de Informação e Turismo vai receber, no próximo dia 14 de Dezembro, pelas 9h30, a sessão informativa “Europa para os cidadãos”, com a participação da Dra. Zélia Dias, do Centro de Informação Jacques Delors.

O Programa Europa para os cidadãos tem como objetivo encorajar os cidadãos europeus a desempenhar um papel mais importante no desenvolvimento da União Europeia e aproximar a Europa dos mesmos.

A sessão informativa visa dar a conhecer projetos que poderão ser financiados de forma a contribuir para uma melhor compreensão da União Europeia, da sua história, diversidade e valores comuns.

A ação informativa contará ainda com a apresentação de dois projetos financiados no âmbito do programa “Europa para os Cidadãos”: Projeto Knots e o projeto “Ponte da Amizade”.

BRAGA PROMOVE CIDADANIA EUROPEIA

Associações de Braga desenvolvem projectos de promoção da cidadania europeia

‘Construir ANEIS na Europa’, ‘Acção Externa da União Europeia’, ‘Fábrica das Ideias para uma Europa em Synergia’ e ‘Playing Europe’ foram os projectos vencedores do concurso público de ideias ‘EUbraga, Europa’ desenvolvido pelo Município de Braga, no âmbito da campanha ‘Cities4Europe – Europe for Citizens’ da rede EUROCITIES.

CMB14112018SERGIOFREITAS00000015894

Os projectos apresentados pelo Centro de Estudos do Curso de Relações Internacionais (CECRI), pela ANEIS - Associação Nacional para o Estudo e Intervenção na Sobredotação, pelo Synergia e pela associação ‘Cidade Curiosa’, aos quais será atribuído um apoio de 1.250 euros, consistem na realização de iniciativas de promoção dos valores da cidadania europeia junto dos jovens.

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o ‘EUBraga, EUropa’ assume particular importância “numa altura em que se avizinham as eleições europeias e em que se verifica um crescente afastamento dos jovens em relação aos ideais europeus”.

“É necessário que haja uma reaproximação entre os cidadãos e o projecto europeu. E foi por acreditarmos no futuro da Europa que decidimos aderir à campanha da ‘EUROCITIES’, lançando este concurso de ideias direccionado para a juventude”, explicou o Edil, durante a apresentação pública dos projectos, realizada esta Quarta-feira, 14 de Novembro, no gnration.

Nos próximos meses, o CECRI propõe-se organizar cafés-debate sobre o passado, o presente e o futuro da Europa, enquanto a ANEIS pretende elucidar e incentivar os jovens a participar activamente na vida política local, nacional e europeia através de tertúlias, workshops e expressões artísticas.

Por seu turno, o Synergia vai divulgar junto dos jovens os programas de mobilidade europeia no sentido de criar novas oportunidades de aprendizagem e participação em projectos europeus. Por fim, a ‘Cidade Curiosa’ pretende, através dos jogos de tabuleiro, promover o debate e sensibilizar os jovens para o papel de Braga na construção Europeia.

Recorde-se que o ‘EUBraga, EUropa’ enquadra-se na campanha ‘Cities4Europe – Europe for Citizens’ promovido pela EUROCITIES, com o objectivo de promover novas formas de democracia na Europa e de contribuir para reaproximar os cidadãos do projecto europeu.

Com o programa ‘EUbraga, EUropa’, o Município de Braga quis recolher contributos da juventude Bracarense sobre o futuro da Europa. Os projectos integrarão o documento que será levado à Conferência Anual da EUROCITIES, que terá lugar de 28 a 30 de Novembro, em Edimburgo.

:: PROJECTOS ::

CECRI – Projecto ‘Acção Externa da União Europeia’

  • Café Debate I - 26 Janeiro | “Europa, que passado?”
  • Café Debate II - 26 Fevereiro |  “A actualidade Europeia - Que direitos?”
  • Café Debate III - 12 Março | “O que esperar da União?”
  • Painel Colóquios RI - 8 Maio | “Acção Externa da União Europeia”

ANEIS – ‘Construir ANEIS na Europa’ (já em curso)

  • Youth Platform of the European Talent Support Network – Outubro 2018

Diálogo e partilha de ideias, através de projecto de colaboração internacional

  • Seminários, tertúlias e workshops – Outubro a Março 2019

Dinamização de actividades de livre acesso relativas aos direitos e deveres da cidadania europeia.

  • Laboratórios humanos – Novembro 2018

Dinamização de jogos pedagógicos relativos ao tema “cidadania” e pesquisa de respostas na web

  • Debates – Dezembro a Fevereiro 2019

Dinamização de debates entre as crianças, jovens e população em geral.

  • Expressão artística – Janeiro 2019

Sensibilização da população através de teatros de rua, actividades musicais, humor, provocações de rua, poesia, construção de murais, entre outros.

  • Apresentação pública – Março 2019 | Mostra dos trabalhos realizados.

SYNERGIA – ‘Fábrica das Ideias para uma Europa em Synergia’

  • FASE I – Novembro a Dezembro de 2018

Conjunto de tertúlias nas escolas secundárias e profissionais e outros espaços da cidade dedicados à juventude do Município de Braga para apresentação do Programa Erasmus + e das oportunidades de mobilidade europeia (ênfase no Corpo de Solidariedade Europeu).

  • FASE II – Janeiro a Abril de 2019

Integração dos jovens em equipas de concepção e gestão de projectos que irão reunir no Espaço TOCA. Aí irão receber o apoio necessário para o desenvolvimento das suas ideias e definição dos seus projectos.

  • FASE III – Datas sujeitas à aprovação das candidaturas submetidas na FASE II

Em caso de aprovação dos mesmos pela Agência Nacional Erasmus +, os jovens responsáveis pela candidatura farão parte da equipa coordenadora e serão co-responsáveis pela implementação do projecto.

‘Cidade Curiosa’ – ‘Playing Europe’

Actividades:

  • Novembro 2018

Universidade do Minho

  • Dezembro 2018

gnration

  • Janeiro 2019

Museu D. Diogo de Sousa

  • Fevereiro 2019

Rossio da Sé

  • Março 2019

Avenida Central

CMB14112018SERGIOFREITAS00000015890

CMB14112018SERGIOFREITAS00000015892

EURODEPUTADO JOSÉ INÁCIO FARIA SABOREOU GASTRONOMIA MINHOTA

Preparação de Mostra no Parlamento Europeu em 2019

O eurodeputado José Inácio Faria eleito pelo Movimento Partido da Terra / Partido Popular Europeu, participou no último fim de semana em várias visitas de apreciação de produtos regionais para uma posterior degustação no Parlamento Europeu, no âmbito das suas funções enquanto membro efectivo da comissão da Segurança Alimentar e Saúde Pública.

Capturar1

Recordemos que o programa iniciou-se na manhã de Sábado com uma deslocação ao Intermaché de Prado, onde o aguardavam o Administrador David Rodrigues e os gerentes: Carlos Silva e Fernando Barros; para além do Presidente da Junta local, Albano Bastos; a análise de embalagens de produtos congelados e de outros perecíveis, a sinaléctica e a compra aos agricultores regionais de legumes, frutas, vinhos, charcutaria, carne minhota e demais produtos agropecuários através do programa Origens, e o moderno sistema da rede de Frio, aquecimento e iluminação com sinal positivo de eficiência energética para a defesa do ambiente (e da factura reduzida ao consumidor) foram o tema da conversa.

Seguiu-se um almoço regional no Restaurante Torres de Vila Verde, confecionado pelo proprietário, o Chef Fernando Torres, experiente em promoções da gastronomia portuguesa em Paris e outras localidades europeias. Dois pratos de carne deliciaram os convivas: uma Vitela da avó, com carne minhota, assada no forno, e um Misto da mesma peça, composto de costeleta, costela mindinha, pá e peito; nas entradas, desvelo com o folhado de alheira com crocante de perdiz e legumes da horta, salteados com cogumelos.

O eurodeputado José Inácio Faria seguiu depois para Viana do Castelo, onde a convite do seu conterrâneo e autarca José Maria Costa, assistiu ao Cortejo Etnográfico das Festas da Senhora da Agonia. Na capital do distrito encontrou-se ainda com o Ministro da Cultura, Luis Filipe Castro Mendes e o deputado do Movimento Partido da Terra na Assembleia Municipal, Luis Videira, o conhecido fotógrafo profissional Joca.

Ao final da tarde, já em Ponte de Lima onde o aguardavam amigos e empresários de vinhos e da restauração, visitou a I Feira do Loureiro, no Parque de Exposições da Vila (Expolima); o ponto alto da passagem pelo certame foi a prova do Folar Limiano, uma especialidade local como que uma bola de carnes, cuja massa brioche é regada com vinho verde dessa casta e recheada com enchidos da Quinta dos Fumeiros; a visita terminou no espaço da Casa da Cuca, de Ponte de Lima (Medalha de ouro 2017), com degustação de Leitão á moda da Bairrada acompanhado do precioso néctar das vinhas de Moreira do Lima.

Depois de uma passagem pelo Centro Histórico, decorreu o jantar no Restaurante Solar do Taberneiro, com um Sarrabulho á moda de Ponte de Lima, confecionado por Cassilda Quesado, proprietária e sobrinha do falecido Prior António Quesado, pároco de Vila Franca do Lima, terra natal do eurodeputado José Inácio Faria; o saudoso sacerdote, também com excelentes dotes culinários, era solicitado por prelados bracarenses para elaborar esses menús solenes, evidenciando-se o da visita do Núncio Apostólico Cardeal Fernando Cento (embaixador do Papa Pio XII em Portugal) no Congresso Mariano de Braga em 1954, sendo arcebispo D. António Martins Júnior. Da ementa, sua sobrinha selecionou a sobremesa, esse célebre Arroz Doce á Prior de Vila Franca – que deliciou todos os presentes. Ah, e houve ainda prova da cerveja artesanal – LETRA – produzida em Vila Verde, designadamente uma refrescante de frutos vermelhos e outra com sabor a moscatel e com temporização em casco de carvalho.

No convívio de faca e garfo, entre os comensais, presença do campeão do mundo e vice – olímpico em canoagem Fernando Pimenta, que foi homenageado durante a reunião, o Director de Jornalismo no Comité Económico e Social (CESE) em Bruxelas, António Fernandes e um empresário de produtos portugueses em Genéve, Suíça.

Encontro com Delegação da Bélgica ao Sarrabulho

Mas, a nova passagem do parlamentar europeu a Ponte de Lima, só terminaria no Domingo, pois José Inácio Faria participou ainda num outro evento.

Tratou-se de conviver com uma delegação belga de uma dezena de apreciadores da nossa comida , coordenada por Albano Figueiredo, proprietário do Restaurante Portugal em Bruxelas, que de visita a Portugal, veio ao norte saborear o Sarrabulho da D. Fátima Amorim, na Correlhã, depois de o terem provado há cerca de um ano na capital da Bélgica. E, encantados, os representantes desse país da banda desenhada de Tintin, também se encantaram nas entradas com a Bola de carnes da Sereia do Lima, outra especialidade local, para além dos diversificados produtos do Minho Fumeiro.

O grupo, na sua maioria comerciantes, desejou começar o passeio ao nosso país por Ponte de Lima, antes da ida às Caves do Vinho do Porto e um cruzeiro no Douro, que decorreu ontem.

Antes de seguir para a sua residência vianense de férias, o eurodeputado foi convidar D. Goretti Bezerra, do vizinho Restaurante Sonho do Capitão de Paulo Santos, proprietário e Chef de Cozinha da Casa de S. Sebastião, em S. pedro de Arcos, proprietária e também mestra culinária, para integrar o leque de cozinheiras a participar na Mostra Gastronómica Minho 2019, bem como o Presidente da Associação Empresarial de Ponte de Lima, eng º António Lima como represente dos associados do sector.

Tito Morais / https://www.luso.eu/

FORTES COMA UNHA MIÑOCA

O español, ou castelán, que tanto me ten, é o quinto idioma máis falado na Unión Europea. Non é gran cousa. Por enriba están o alemán, o inglés, o francés e o italiano, nesta orde. Así que se Europa segue a coller folgos, Deus non o queira, o español collerá categoría de lingua máis minoritaria do que xa o é. Os máis patriotas dirán que o español sempre será importante porque o falan máis de 500 millóns de persoas. Non se fíen, queridos e queridas. Na lingua materna dos galegos expresámonos 230 millóns e xa ven de que nos serve, cando vostedes en lugar de vir a aprendela veñen a queixarse de que nós a falemos. Saiban que para un alemán, un inglés, un francés ou un luxemburgués, o español é un idioma inútil. Tarde ou cedo impoñeranse en Europa o inglés, a pesares do Brexit, e o alemán, e farano en detrimento de todas as demais linguas, entre elas o español. Dirán os da plataforma "Wir sprechen deutsch", que o lóxico é que todos os europeos falemos na lingua que nos une e non nas que nos separan, como o español ou o polaco. Achtung.

2017111620353257747

Virán de fóra a queixarse de que en Burgos os sinais de tráfico ou os rótulos dos comercios non estean escritos en alemán e si "nese dialecto que non serve para nada e só entenden os nativos". Sucederá. Será dentro de 15 anos ou dentro de dous séculos, pero acontecerá. Non teñan a menor dúbida. Virán de toda Europa a recoller firmas para que os nenos madrileños poidan aprender soamente o inglés ou o alemán. Diranlles como teñen que pronunciar os nomes das súas cidades, pobos e aldeas. Vostedes cren que o seu idioma é poderoso en Europa porque o é en España, como o galego o é na Galiza, pero trabúcanse. O español fálano en Europa 46 millóns entre unha poboación de 512. Un 9%. Iso é case nada.

Vostedes dirán entón que o español hai que protexelo fronte ás imposicións externas dun imperialismo lingüístico que vén acabar co seu idioma e coa súa cultura. Ninguén lles fará caso fora do Estado español, créanme. E terano ben merecido, por pinflois. A Galiza viñeron ultimamente vostedes a recoller firmas para esixir o dereito a falar español, coma se ese dereito non existise desde o principio dos tempos. Vimos queixas airadas porque Mercadona ou Carrefour poñen carteis en galego ou en valenciano; á Xunta de Galicia reprocháronlle que escriba os seus chíos en galego. En Catalunya, o pasado venres, insultaron a Gemma Nierga, catalá, por falar catalán. O pianista James Rhodes, inglés afincado en Madrid, perdeu seguidores furiosos nas redes sociais porque cando vén a Galiza escribe en galego e cando vai a Catalunya en catalán: "Deixo de seguirche por escribir unha mensaxe nun idioma que non é o común de todos os españois". E dinllo vostedes a un inglés! Van vostedes pasados de licorca barato feito con alcol metílico, ou que?

Pois saiban isto: que falar español en Europa é cada día menos importante. Un idioma pequerrechiño, coma o galego, que máis aló dos Pireneos pinta menos que o euskera. Non se suban á parra; non pensen que o español vai ser máis importante en Berlín por impoñelo en Catalunya ou na Galiza. A pesares de vostedes, todos os habitantes do Estado español respectámolo e falámolo tan ben como vostedes ou mellor. O que lles molesta é que ademais teñamos unha lingua propia e lla ensinemos aos nosos fillos. Din que o español é marxinado en Catalunya, en Euskadi ou na Galiza. Iso, meus reises, é unha soberana falcatruada. Son vostedes os que veñen aos nosos países a marxinarnos o idioma, coma se o seu fose mellor que o noso ou que calquera outro que se fale en algures.

Saiban que cando a súa lingua, a de Cervantes e a de El Prenda sexa marxinada en Europa, contarán coa comprensión de galegos, vascos, navarros, valencianos, baleares ou asturianos, porque sabemos o que é aturar a xente crispada que nos menospreza por manter vivo un idioma e sentirnos orgullosos del. Saiban que teñen vostedes o mesmo dereito a dicir Sangenjo que nós a rirnos de quen o fai. Saiban que o seu idioma, que non pinta nada en Europa, merece para un galego ou un catalán o mesmo respecto que merece o noso, o chinés mandarín ou o taushiro, que por desgraza xa só o fala unha persoa, o peruano Amadeo García, porque outros como vostedes acabaron con el. Saiban que se cadra soben un día a un metro en Londres e poden atoparse con imbéciles que insultan a quen fala español, como fixeron vostedes con Gemma Nierga. Non crean que por impoñelo na Galiza gañan vostedes o respecto dun holandés ou dun alemán. Non sexan parvos. Non sexan inorantes máis aló das súas posibilidades.

Acabarán un día como eses matóns da escola que se meten co máis débil da clase ata que chegan ao recreo e atopan outras bestas que están catro cursos por riba. Será entón cando se decaten do débiles que son vostedes, fortes coma unha miñoca.

Fonte: Rodrigo Cota / https://www.diariodepontevedra.es/

AMARES ASSINALA DIA DA EUROPA COM HASTEAR DA BANDEIRA

Amares assinala Dia da Europa com hastear da bandeira

A Câmara Municipal de Amares assinalou, hoje, o Dia da Europa, celebrado a 9 de maio, com o hastear da bandeira da União Europeia. A cerimónia do hastear das bandeiras aconteceu com a presença do Presidente Manuel Moreira e a colaboração de um grupo de 16 alunos da Escola Secundária de Amares, pertencentes ao Clube Europeu.

DSC05775

A iniciativa decorreu no âmbito de um desafio lançado pelo CIED Minho, fruto do Centro de Informação Europeia a operar na área geográfica das NUTs do Alto Minho, Cávado e Ave, do qual a Câmara de Amares faz parte.

Todos os anos, no Dia da Europa, no mês de maio, festeja-se a paz e a unidade do continente europeu. Esta data, também conhecida como Dia da União Europeia, assinala o aniversário da Declaração Schuman, a declaração que deu origem à União Europeia. Esta declaração foi uma proposta da criação de uma entidade europeia supranacional avançada a 9 de maio de 1950 pelo estadista luxemburguês Robert Schuman.

O Dia da Europa é, juntamente com a bandeira, o hino, a divisa ("Unida Na Diversidade") e o euro, um dos símbolos da identidade comum da União Europeia.

Este ano, efeméride é comemorada pelas delegações da União Europeia em todo o mundo com a realização de atividades e eventos durante todo o mês de maio.

DSC05787

PÓVOA DE LANHOSO ASSINALOU DIA DA EUROPA

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, visitou a Antena de Informação Europeia, existente no Espaço Jovem, na manhã desta quarta-feira. O momento destinou-se a assinalar o Dia da Europa (9 de maio).

Presidente da Camara Municipal assinalou o Dia da Europa 1

De lembrar que o Município da Póvoa de Lanhoso e o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), através do projeto CIED (Centro de Informação Europe Direct) de Barcelos assinaram, em 2014, um Protocolo com vista à criação de uma Antena de Informação Europeia no concelho Povoense.

O Presidente da Câmara Municipal, que esteve acompanhado pela Vice-presidente, Gabriela Fonseca, salientou a importância da União Europeia no desenvolvimento nacional, de uma maneira geral, e em termos do concelho, em particular. “Muito devemos a esta instituição e, no nosso caso em concreto, são inúmeros os projetos que só podemos executar devido à existência de fundos comunitários. Consideramos que, também por isso, é importante assinalar esta data”, concluiu.

A Antena de Informação Europeia trata-se de um serviço informativo europeu de proximidade com o cidadão, adaptado às necessidades locais e regionais, materializando-se num ponto de acesso facilitado por parte dos/as cidadãos/às à informação sobre a União Europeia e suas instituições. Disponibiliza materiais informativos (brochuras, desdobráveis, folhetos, mapas, cartazes, e outros) sobre os mais variados temas europeus. Os técnicos presentes no Espaço Jovem dão apoio a quem procurar este espaço.

Aproximar as instituições europeias dos/as cidadãos/ãs, dar-lhes a conhecer os seus direitos, conhecer as suas preocupações, apoiar as suas iniciativas, promover o debate sobre a União Europeia e o seu futuro são alguns dos objetivos da rede Europe Direct e, naturalmente, da Antena de Informação Europeia da Póvoa de Lanhoso.

CABECEIRAS DE BASTO COMEMORA DIA DA EUROPA

O Município de Cabeceiras de Basto associou-se às comemorações do Dia da Europa que se celebram hoje, dia 9 de maio. Para assinalar esta data, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado do vereador Eng. Pedro Sousa e de chefes de divisão, hasteou esta manhã a bandeira da Europa no edifício dos Paços do Concelho.

Dia da Europa (09-05-2018)

O Dia da Europa marca a apresentação da Declaração de Schuman, em 1950, que propunha a criação de uma Comunidade do Carvão e do Aço Europeia, precursora da atual União Europeia.

Neste ano de 2018 assinala-se o Ano Europeu do Património Cultural, onde serão evidenciadas a riqueza e a diversidade do património cultural europeu – tanto ao nível da União Europeia, como ao nível nacional, regional e local.

Sob o lema ‘Património: onde o passado encontra o futuro’ o “Ano Europeu do Património Cultural pretende incentivar mais pessoas a descobrir e explorar o património cultural da Europa e reforçar o sentimento de pertença a um espaço europeu comum”.

Tal como preconiza o Ano Europeu do Património Cultural, também o Município de Cabeceiras de Basto – que tem em marcha até 2019 o programa ‘Mosteiro de Emoções’ – espera atrair cada vez mais visitantes, colocando em evidência o Mosteiro de S. Miguel de Refojos – o NOSSO MOSTEIRO – monumento beneditino de caráter excecional, que esperamos, futuramente, ver incluído na Lista Indicativa de Portugal ao Património Cultural da Humanidade da UNESCO.

Até julho de 2019, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto dinamizará, assim, uma série de iniciativas e eventos que permitirão às pessoas aproximarem-se do nosso património cultural que tem um valor universal quer para os munícipes, em particular, quer para as comunidades, no geral.

DEPUTADO CARLOS GONÇALVES APOIA CANDIDATURA DE RUI RIBEIRO BARATA NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS EM STRASBOURG

Alsácia (França), Deputado Carlos Gonçalves em Schiltigheim para apoiar campanha de Rui Ribeiro Barata

Na terça-feira dia 20 de Março 2018 o Deputado Carlos Gonçalves, eleito pelo círculo da Europa, deslocou-se até Schiltigheim, cidade de 33000 habitantes que integra a área metropolitana de Strasbourg, para apoiar a candidatura do Conselheiro das Comunidades Portuguesas em Strasbourg Rui Ribeiro Barata, nas próximas eleições municipais antecipadas, que terão lugar nos dias 8 e 15 de Abril naquela cidade.

Reuniao_publica_camphane_schiltigheim

Nesta deslocação o Deputado Carlos Gonçalves foi recebido durante a tarde na Câmara Municipal pelo actual Maire e candidato à sua sucessão, Jean-Mairie Kutner, tendo sido acompanhado pela dirigente associativa Isabel Sousa Cardoso e pelo Conselheiro das Comunidades de Strasbourg

Ao final de tarde, o Deputado Carlos Gonçalves participou numa reunião pública organizada pela equipa de campanha de Jean-Marie Kutner que integra na sua lista o Conselheiro das Comunidades Rui Ribeiro Barata. Nesta sessão pública em que estiveram presentes várias dezenas de pessoas, o Deputado da Assembleia da República portuguesa evocou a presença e a importância da comunidade portuguesa em França, referindo que a sua representação ao nível local é de extrema importância. A Europa foi também um dos pontos destacados pelo Deputado, assim como pelo ainda Maire e cabeça de lista, Jean-Marie Kutner.

Estas eleições municipais antecipadas surgem no seguimento da demissão de um terço dos Conselheiros municipais, que integravam o grupo LR.

É de realçar, que as eleições terão lugar em Schiltigheim (Alsácia) nos próximos dias 8 e 15 de Abril 2018 e que todos os cidadãos de nacionalidade francesa ou europeia podem votar, bastando para isso, estarem recenseados naquela localidade.

Foto: DR

FAMALICÃO ACOLHE REUNIÃO TRANSNACIONAL DE COORDENAÇÃO PARA DEBATER INOVAÇÃO SOCIAL NA EUROPA

Reunião Transnacional de Coordenação – Atlantic Social Lab -INTERREG Atlantic Area: “Inovação Social na Europa foi tema de reflexão, discusão e partilha, em Vila Nova de Famalicão”

A inovação social na Europa foi tema de reflexão, discussão e partilha, em sessão de trabalho que se realizou em Vila Nova de Famalicão, nos dias 28 e 29 de novembro passado, no âmbito das atividades do Projeto de cooperação territorial europeia Atlantic Social Lab, com o apoio do Programa INTERREG Atlantic Area.

IMG_0689

Esta sessão de trabalho contou com a participação de instituições de natureza diversa, desde câmaras Municipais, Associações de Municípios, ONG – Organizações Não Governamentais, e Universidades, oriundas de vários países, designadamente do Reino Unido, da República da Irlanda, de França, de Espanha, e de Portugal. No território do Vale do Ave, o Projeto Atlantic Social Lab é implementado pela ADRAVE e contou com a cooperação do Município de Vila Nova de Famalicão na organização e concretização deste Encontro transnacional em Vila Nova de Famalicão.

O tema em discussão foi a agenda de inovação social na Europa e os contributos e boas práticas dos territórios europeus neste domínio, incluindo os empreendedores e inovadores sociais e outros atores, cuja criatividade, envolvimento social e capacidade de transformar a sociedade contribuem para a implementação das políticas públicas de promoção do desenvolvimento socioeconómico e para a emergência e aprofundamento de novos vetores de atuação em matéria de inovação no domínio social.

Foto_3

Ao longo dos dois dias de trabalho, realizaram-se também, neste âmbito, duas visitas de estudo ao território, com o objetivo de apresentar, refletir e partilhar boas práticas de planeamento estratégico participado e de empreendedorismo social, ao mesmo tempo que se analisará a viabilidade de transferibilidade destas práticas para outros territórios.

A primeira visita de estudo foi realizada ao Município de Vila Nova de Famalicão, através da Divisão de Planeamento Estratégico e Empreendedorismo, a qual incidiu sobre a metodologia de envolvimento e participação social da Comunidade na elaboração e no acompanhamento da Estratégia de Desenvolvimento Territorial Local – Famalicão Visão 25. O objetivo foi o de dar a conhecer a metodologia de planeamento do desenvolvimento local em Vila Nova de Famalicão, salientando a componente de envolvimento alargado da comunidade, quer ao nível das instituições locais e regionais, quer ao nível dos cidadãos individualmente considerados, bem como, das estratégias de acompanhamento e monitorização dos projetos de desenvolvimento.

A segunda visita de estudo foi realizada ao Centro Social de Bairro, a qual incidiu na apresentação e visita à Quinta Pedagógica de Bairro, um projeto de referência no domínio da inclusão social de pessoas portadoras de deficiência, incluindo os seus objetivos, as metodologias de trabalho, o modelo de gestão e os projetos futuros, salientando-se ainda a natureza da organização e a componente multisserviços do Centro Social de Bairro, bem como as parcerias e o envolvimento alargado da comunidade. Houve tempo ainda para proceder à plantação de uma árvore na Quinta, integrada na iniciativa Famalicão - 25.000 árvores, à qual foi atribuída a identificação do Projeto Atlantic Social Lab, e que esperamos que traga muitas mais iniciativas de inovação social ao território.

Foto_1

GUIMARÃES INAUGURA "ANTENA DE INFORMAÇÃO EUROPEIA"

ESTA SEXTA-FEIRA, 19 DE MAIO (10H30)

“Antena de Informação Europeia de Guimarães” inaugurada na Biblioteca Raul Brandão

Guimarães terá espaço permanente de informação sobre programas e decisões da União Europeia. Cerimónia de inauguração agendada para a manhã desta sexta-feira. 

Biblioteca_Municipal_Raul_Brandao

A Câmara Municipal de Guimarães vai inaugurar esta sexta-feira, 19 de maio, às 10:30 horas, na Biblioteca Municipal Raul Brandão, a Antena de Informação Europeia de Guimarães. Trata-se de um espaço permanente de informação sobre programas, estruturas e medidas da União Europeia, que ficará instalado na sede da biblioteca, situada no Largo Cónego José Maria Gomes. 

Além desta inauguração, decorrerá um debate público com cidadãos da região sobre o futuro da União Europeia e a importância da sua dimensão social. A iniciativa tem o apoio da Comissão Europeia, do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e do Centro de Informação Europe Direct de Barcelos.

No âmbito das comemorações dos 60 anos dos Tratados de Roma, a Chefe da Representação da Comissão Europeia em Portugal, Sofia Colares Alves, tem promovido eventos para dialogar diretamente com os cidadãos e deles ouvir as suas questões e sugestões com base no Livro Branco sobre o futuro da Europa, lançado pelo Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO ASSINALA DIA DA EUROPA

O Município de Cabeceiras de Basto associou-se às comemorações do Dia da Europa que se celebram hoje, dia 9 de maio. Para marcar esta data o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado por trabalhadores do Município, hasteou esta manhã a bandeira da Europa no edifício dos Paços do Concelho.

Capturarcabeurop.PNG

Na União Europeia, todos os anos, neste 9 de maio, festeja-se a paz e a unidade do continente europeu.

Em 2017 celebram-se 60 anos dos Tratados de Roma, que abriram caminho para a consolidação da Paz, Democracia e Solidariedade na Europa e, também, os 30 anos do Programa Erasmus, um marco assinalável na mobilidade de várias gerações.

A propósito da comemoração do Dia da Europa, o presidente da Câmara destacou que “a Europa precisa de reforçar a participação dos cidadãos nas decisões políticas para que os valores da democracia, solidariedade, cooperação e justiça assentem numa verdadeira cidadania ativa, qual cimento que fortalece e consolida esses valores. Concluído o processo eleitoral das Presidenciais Francesas tenhamos esperança que o caminho a seguir reforce também a unidade dos povos em torno do objetivo comum que é uma Europa livre e coesa”.

BRAGA SERÁ CANDIDATA A CAPITAL EUROPEIA DA CULTURA EM 2027

Anúncio efectuado na inauguração da nova casa do centenário Arquivo Distrital de Braga

Braga irá apresentar uma candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027. O anúncio foi feito esta Sexta-feira, dia 28 de Abril, por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal, durante a inauguração das novas instalações do Arquivo Distrital de Braga e do Centro Interpretativo da Universidade do Minho, localizadas na Rua Abade da Loureira.

CMB28042017SERGIOFREITAS0000006689.jpg

Segundo o Edil, Braga reúne todos os requisitos e possui o potencial necessário para ser uma extraordinária Capital Europeia da Cultura. “Temos uma visão a dez anos e, em 2027 queremos ser Capital Europeia da Cultura. Há um eixo que consideramos fundamental para que isso seja possível, que é o compromisso dos agentes e dos Bracarenses. Todos, em conjunto, podemos trabalhar para o sucesso esta candidatura”, afirmou, explicando que ´2027 é o ano em que uma cidade portuguesa tem novamente a oportunidade de se candidatar´.

CMB28042017SERGIOFREITAS0000006692.jpg

Como explicou o Autarca, esta candidatura está a ser trabalhada ´com muita ambição e vontade de vencer´. “Queremos que a candidatura corporize o imenso potencial que existe em Braga, nomeadamente a programação cultural, interacção com a comunidade e a formação de novos públicos, que são dimensões fundamentais deste projecto”, adiantou.

As novas instalações do centenário Arquivo Distrital de Braga e do Centro Interpretativo da Universidade do Minho permitiu que o espólio que estava no Largo do Paço fosse transferido para um local que garante todas as condições de segurança e preservação.

“Este é um dia de especial alegria para a memória e a cultura em Braga. Não haveria melhor prenda para comemorar o centenário deste arquivo do que a abertura de uma nova casa, que se traduz num espaço mais adequado e qualificado para acomodar o muito trabalho que dentro e fora de portas é desenvolvido para preservar a memoria e promover a sua interacção com a comunidade”, referiu.

Por outro lado, sublinhou Ricardo Rio, esta intervenção permite reabilitar e colocar ao dispor dos Bracarenses um edifício localizado no ´coração da cidade´, dando extensão ao esforço de reabilitação urbana desenvolvido em diversos contextos.

A cerimónia contou ainda com as presenças do Ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, da secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Fernanda Rollo, do presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), Fernando Freire de Sousa, o responsável da Direcção Regional de Cultura do Norte, António Ponte, do reitor da UM, António M. Cunha, e do director do ADB, António Sousa, entre outros.

CMB28042017SERGIOFREITAS0000006701.jpg

BARCELOS ACOLHE CONFERÊNCIA INTERNACIONAL PARA DEBATER PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA NA UNIÃO EUROPEIA

Espanha, Estónia, Hungria e Itália reúnem-se em Barcelos para debater a participação cívica e democrática na EU. A aposta no “Crescimento Inteligente” (smart growth) é o tema central deste encontro que se realiza de 1 a 5 de maio

As políticas locais são fundamentais para fomentar a participação cívica e democrática na EU e um papel central para  a compreensão desta “nova” União Europeia (EU). Entre os dias 1 e 5 de maio, realiza-se o terceiro encontro do Projeto City to city for building our Europe, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Barcelos. Os dois primeiros encontros tiveram lugar em novembro 2016, em Itália, e fevereiro de 2017, na Hungria. Barcelos recebe agora os parceiros de Teruel (Espanha), Kistelek (Hungria) e Narva (Estónia), e Gerace (Itália), que assume o papel de coordenador do projeto, para debater o “Crescimento Inteligente” (smart growth), que é uma das linhas programáticas prioritárias do Programa Europa 2020.

O “Programa Europa para os Cidadãos” tem por objetivo contribuir para a compreensão da União Europeia (UE), da história e diversidade dos seus cidadãos e ainda fomentar a participação cívica e democrática na EU.

O Município de Barcelos consciente da sua responsabilidade na promoção da cidadania e valores europeus, decidiu aceitar a oportunidade de integrar o referido projeto na qualidade de parceiro. Assim, esta parceria é constituída pelo Município de Gerace (Itália) que assume o papel de coordenador do projeto, sendo o restante consórcio constituído pelo Município de Barcelos (Portugal), Teruel (Espanha), Kistelek (Hungria) e Narva (Estónia).

O tema escolhido para o encontro a realizar em Barcelos, prende-se com o denominado “Crescimento Inteligente” (smart growth), que é uma das linhas programáticas prioritárias do Programa Europa 2020.

No dia 4 de maio, a partir das 9h30, decorrerá no Salão Nobre da Câmara Municipal o Fórum aberto à comunidade intitulado "How the EU policies for smart growth can help local communities?”. Neste fórum, serão discutidos e partilhados alguns aspetos sobre as políticas nacionais e locais, no âmbito do crescimento inteligente, sendo que para esta discussão o Município de Barcelos convidou a especialista e diretora Executiva das FICIS (Fórum Internacional das Cidades Inteligentes e Sustentáveis), Ana Fragata.

No dia 5 de maio, no mesmo local, decorrerá o seminário que terá como tema ”The E-tools for civic participation – Good practices, Ideas, opinions”, com o objetivo de que cada um dos municípios partilhe um conjunto de boas práticas e de projetos relacionados com recursos/ferramentas digitais que facilitem a plena participação dos cidadãos.