Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPOSENDE DISTINGUE 1 INSTITUIÇÃO, 11 CIDADÃOS E 5 FUNCIONÁRIOS NO DIA DO MUNICÍPIO

O Município de Esposende vai distinguir no Dia da Cidade e do Município, a 19 de agosto, data que assinala os 450 anos de Esposende, uma instituição e 11 cidadãos do concelho, em reconhecimento pelo contributo que prestaram para o engrandecimento e a projeção do concelho. Serão agraciados também cinco funcionários municipais que completaram 25 anos de serviço efetivo na Câmara Municipal de Esposende. As propostas de condecorações municipais foram aprovadas, por unanimidade, na reunião de Câmara realizada hoje.

Paços do Concelho.jpg 2021-03-05 190002.jpg

Assim, a mais alta distinção do Município será atribuída ao General António Areia, a Agostinho Silva, ex-presidente da Assembleia Municipal de Esposende, e a Maria Emília Vilarinho, Provedora da Santa Casa da Misericórdia de Esposende.

Com a Medalha de Mérito Municipal será distinguida a associação GRASSA - Grupo de Ação de Solidariedade Social de Antas, pelo seu 25.º aniversário, Amélia Jorge, Presidente da Delegação de Esposende da Cruz Vermelha de Esposende, Juvenal Campos, ex-comandante dos Bombeiros Voluntários de Esposende, o médico Cepa Carneiro, José Faria, empresário e ex-presidente da ACICE - Associação Comercial e Industrial de Esposende, e, a título póstumo, José Gonçalo Areia, sócio fundador do Fórum Esposendense - Associação Cívica para o Progresso e Desenvolvimento do Concelho de Esposende.

Os artistas plásticos Ascânio Monteiro e António Mendanha vão receber a Medalha de Mérito Cultural e Luís Campos a Medalha de Mérito Desportivo.

Pelo zelo e profissionalismo com que desempenharam as suas funções ao longo de 25 anos na Câmara Municipal, serão distinguidos Carla Dias, José Ferreira, Marco Morais, Graça Barreiro, Paulo Abreu e Sílvio Alexandre Pereira.

António Areia é distinguido por ter sido um profissional de excelência no seu percurso militar, bem como um profissional comprometido na sua missão, postura que lhe valeu o reconhecimento com inúmeras condecorações e louvores.

Agostinho Silva é agraciado pelo seu percurso profissional e político, bem como pela sua determinação, competência, dedicação e espírito de missão, colocados ao serviço da comunidade, enquanto Presidente da Assembleia Municipal de Esposende, entre 2013 e 2021.

Emília Vilarinho é reconhecida pelo seu percurso “no voluntariado dirigente, pela intervenção em vários projetos de natureza cívica e social, pela docência universitária e pela investigação científica”, com destaque para as funções que tem exercido na Santa Casa da Misericórdia de Esposende.

 

A associação GRASSA, membro do Conselho Local de Ação Social, é distinguida pelo notável contributo social para o concelho de Esposende.

Professora de formação, Amélia Jorge é reconhecida pelo voluntariado dirigente que exerceu em diversas instituições e intervenção em vários projetos de natureza cívica e social, destacando-se, ainda, pela presidência da Delegação de Esposende da Cruz Vermelha de Esposende, cargo que ocupa há vários anos.

Com uma vida profissional ligada à docência, Juvenal Campos é distinguido pela sua determinação, competência, dedicação, e espírito de missão, colocados ao serviço dos Bombeiros Voluntários de Esposende e de toda a comunidade.

O médico Cepa Carneiro é agraciado pela sua dedicação profissional, zelo, espírito de solidariedade e compromisso com os seus pacientes, bem como com diversas instituições locais às quais sempre dedicou a sua vida de forma abnegada e comprometida, o que faz dele um profissional de entrega plena.

Com um percurso profissional fortemente ligado ao mundo empresarial, José Faria é reconhecido como “um cidadão comprometido, demonstrando forte intervenção cívica e uma grande disponibilidade para o associativismo”, destacando-se a sua intervenção nos órgãos sociais da ACICE - Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende.

A título póstumo, José Gonçalo Areia é agraciado com a Medalha de Mérito Municipal, em reconhecimento pela sua dedicação, zelo, espírito de solidariedade e compromisso com diversas instituições locais, às quais se dedicou de forma abnegada e comprometida.

Os artistas plásticos Ascânio Monteiro (Ascânio MMM) e António Mendanha são distinguidos com a Medalha de Mérito Cultural pelo seu contributo para o engrandecimento e projeção do concelho, tanto a nível nacional como pelo mundo fora.

A Medalha de Mérito Desportivo é atribuída a Luís Campos, um dos mais reconhecidos diretores desportivos e empresários na área da consultadoria desportiva mundial, atualmente a exercer funções de diretor desportivo no clube francês Paris Saint-Germain (PSG), pelo seu percurso desportivo, tanto em termos locais, como a nível nacional e internacional.

A entrega das condecorações municipais terá lugar na sessão solene do Dia da Cidade e do Município, prevista para as 11h00, na zona ribeirinha de Esposende.

BH6A9420.jpg 2021-03-05 190002.jpg

ESPOSENDE LIDERA VENDA DE CASAS A NÍVEL NACIONAL

De acordo com a edição de 5 de agosto último do Jornal Expresso, Esposende é o município do país onde o tempo médio de venda de imóveis é mais reduzido. A informação é comprovada pela Confidencial Imobiliário, tendo por base os dados do primeiro semestre deste ano. Na lista das dez localidades mais procuradas para a compra de casa, Esposende é o município líder do país.

DJI_0006.JPG

Esta situação comprova a crescente atratividade do território corroborada pela elevada procura de habitação no concelho. Importa relembrar que Esposende foi o segundo município que mais cresceu na zona norte do país, de acordo com os Censos de 2021. Decorrente desta forte procura, os imóveis colocados à venda rapidamente encontram comprador, sendo que alguns apenas permanecem no mercado durante um curto período e a grande maioria é adquirida no espaço de poucas semanas.

A liderança de Esposende no mercado imobiliário não é de agora. Embora os dados referidos digam respeito aos primeiros seis meses de 2022, a procura de casa no concelho vinha-se mantendo elevada, com particular incidência nos últimos anos. A este facto não é alheia a qualidade de vida que Esposende garante, a que acresce a oferta de um conjunto de equipamentos e infraestruturas, a garantia de emprego e todas as condições atrativas que o território oferece.

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, refere que “estes dados agora divulgados comprovam a excelência, a vários níveis, do nosso território” e sublinha que “Esposende é não só um ótimo local para viver, mas também para investir e visitar”. Neste contexto, acrescenta, “o Município continua a investir no desenvolvimento do concelho e na promoção da qualidade de vida da população, através da concretização de um conjunto de obras e projetos”. Para Benjamim Pereira “o Município de Esposende tem vindo a afirmar-se como um concelho de excelência e de referência, no panorama regional e mesmo nacional, e assegura que estes dados são muitíssimo relevantes para orientar e captar a atenção de potenciais investidores. Para além disso, confirmam também a “assertividade das políticas seguidas pelo Município nos últimos anos”.

DJI_0007.JPG

ESPOSENDE AMBIENTE ADQUIRE NOVA AUTOVARREDORA PARA LIMPEZA URBANA

A empresa municipal Esposende Ambiente adquiriu uma nova autovarredora para operar na limpeza urbana da cidade de Esposende. O novo equipamento tem uma capacidade de carga de até 2 metros cúbicos e, além das funções de varredura e aspiração, possui também a capacidade de lavagem e limpeza de pavimentos, possibilitando a utilização de uma barra de pulverização frontal.

varredoura.jpg

A autovarredora, cujo valor de aquisição foi de aproximadamente 160 000 euros, possui uma capacidade de varredura e aspiração de 2,5 metros de largura, um kit de lavagem com 3 escovas, sistema de aspiração de água suja e depósito de 20 litros de detergente e ainda acessórios de lavagem, incluindo um rolo de mangueira com pistola de alta pressão, que permite que os operadores limpem áreas de difícil acesso.

A aquisição deste equipamento insere-se na estratégia de desenvolvimento sustentável do Município, estando este equipamento munido de um modo de funcionamento eco-mode que permite até 50% de economia de combustível em comparação com um modo de trabalho intensivo. Apresenta ainda outras características importantes para o desenvolvimento dos trabalhos de limpeza urbana, nomeadamente as suas dimensões extra compactas e ambos os eixos direcionais, características ideais para operar no ambiente urbano. O habitáculo marca a diferença com o para-brisas panorâmico e amplas superfícies vidradas, complementado por câmara no bocal de aspiração e na traseira.

O Presidente do Conselho de Administração da Esposende Ambiente, Paulo Marques, salienta que “este moderno equipamento constitui um elemento importante na manutenção de uma cidade limpa, numa época em que a população local aumenta significativamente, prestando um importante auxílio às equipas de limpeza nos inúmeros eventos que decorrem na cidade”. 

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, refere que “a limpeza da cidade é um trabalho permanente e exigente, que implica a afetação de um vasto conjunto de recursos, nomeadamente de pessoas para a sua execução”. De facto, uma das tarefas mais complexas e contínuas envolve a remoção de ervas infestantes do espaço público, realidade a que não está alheia a instabilidade climática verificada na primavera, e mesmo no início do verão, com períodos de chuva e de sol com calor, o que favorece o desenvolvimento de ervas infestantes.

Embora não sendo tão eficiente como o uso de herbicidas, o município está empenhado, já há vários anos, na utilização apenas de métodos mecânicos, nomeadamente de roçadoras, pois os produtos químicos habitualmente utilizados para este fim incluem glifosato na composição, substância que a comunidade científica aponta como potencialmente carcinogénea.

Assim, de forma a garantir a segurança da população, e numa lógica de respeito pelo ambiente, tem-se vindo a apostar unicamente na limpeza mecânica e, com a aquisição deste novo equipamento, refere Benjamim Pereira, “estamos a dar mais num significativo passo na melhoria dos serviços de limpeza pública, uma vez que poderemos libertar recursos humanos para ações de limpeza noutros locais da cidade, nomeadamente onde a máquina varredora não consegue aceder, mantendo sempre a coerência das políticas de sustentabilidade ambiental e de saúde pública que têm pautado as nossas decisões e as nossas estratégias. A eficácia de um equipamento desta natureza constitui, por isso, uma mais-valia”, afiança, “e contribui também para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”.

varredoura1.jpg

varredoura2.jpg

“O VERÃO SAI À RUA” EM ESPOSENDE ENTRE 16 E 21 DE AGOSTO

“Festa do Emigrante” marca arranque do evento

Em Esposende, o “Verão sai à Rua”, de 16 a 21 de agosto, no Largo Rodrigues Sampaio, em pleno centro da cidade, com promoção dos produtos locais e animação.

O Verão sai à rua.jpeg

O evento integra a programação Esposende Verão 2022 e insere-se no Plano de Ação para a Sustentabilidade, Crescimento e Competitividade do Turismo em Esposende – 2018_2022, decorrendo no âmbito do ESlocal, “Programa de Incentivo à Produção e Consumo dos Produtos de Endógenos: Produtos de Esposende”. Trata-se de uma organização conjunta da Câmara Municipal de Esposende e da ACICE - Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende, ao abrigo da Atividade 8 – Promoção e divulgação dos produtos locais do programa agirE CLDS 4 G. Esta ação enquadra-se também nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

O “Verão sai à Rua” traduz-se numa feira, onde poderão ser apreciados, degustados e adquiridos produtos locais agroalimentares, para além de uma pequena demonstração de street food, e exposição e venda de artesanato local. O evento decorrerá das 10h00 às 24h00.

Dos parceiros do ESlocal, estarão presentes entre outros os Licores Cardoso, a Cerveja Artesanal Coice, a Cooperativa Agrícola de Esposende, a Castelo de Açúcar e a Pastelaria Morena. No entanto, a representação gastronómica será alargada com a presença de alguns expositores locais que se dedicam à gastronomia de rua.

Quanto ao artesanato, a iniciativa vai contar com a participação de Arlanda Ribeiro (crochet),  Marília de Jesus Agonia  (cristais, incensos, peças em madeira para decoração), Maria da Graça Vale (bonecos em croché), Maria das Dores Viana (macramé), Artur Fernandes (brasões de família em madeira), Maria Aurora Lima (Jogos em madeira), Maria Fernanda Regado (lenços bordados, bandoletes, panos bordados), Cristina Isabel Capitão (pintura em tecido e artigos em porcelana fria), Carla Cristina Alves (croché, tecido, arte floral) e de Celestino Silva (artesanato em madeira).

A marcar o arranque da iniciativa, no dia 16 de agosto, realiza-se a “Festa do Emigrante” que será complementada com a atuação da artista esposendense ”Joana D´Arc”, pelas 22h00, na Zona Ribeirinha, ali mesmo ao lado.

ESPOSENDE AMBIENTE PROMOVE ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA OS MAIS NOVOS EM TEMPO DE FÉRIAS

Com o objetivo de ocupar os tempos livres das crianças e jovens durante as férias letivas do verão, a empresa municipal Esposende Ambiente tem vindo a promover, desde o início de julho, um conjunto diversificado de atividades lúdico-pedagógicas, no âmbito do plano de atividades do Centro de Educação Ambiental 2021/2022 e do Programa da Bandeira Azul 2022.

Caça_beata SUAVEMAR2.jpg

Estas atividades, ligadas a temáticas ambientais relacionadas com a proteção dos ecossistemas e da biodiversidade, a problemática do lixo marinho e a política dos 3 R’s, e que visam alertar para a necessidade de todos adotarem comportamentos e práticas ambientalmente sustentáveis em contexto de férias, decorrem nas praias galardoadas com a Bandeira Azul e nos espaços do Centro de Educação Ambiental. Até à data, contabilizam já a participação de quase 800 crianças e jovens provenientes de diversas instituições e centros de estudo concelhios e não só, bem como crianças a título particular.

Na Praia Suave Mar, em Esposende, decorreu no dia 5 de agosto, mais uma sessão da “Caça à Beata. Esta iniciativa, cuja primeira sessão teve lugar na Praia de Ofir, no dia 1 de agosto, visa a sensibilização dos mais jovens e dos banhistas para o problema ambiental decorrente de descarte inapropriado das beatas de cigarros. Estas ações contaram com a participação do CATL de Rio Tinto e da Espozende Surf School, bem como de particulares, envolvendo quatro dezenas de crianças e jovens que dedicaram parte do seu tempo de férias a recolher cerca de 4300 beatas erradamente deitadas para o chão. Estima-se que 15 mil milhões de cigarros sejam vendidos todos os dias no Mundo e diversos estudos indicam que 4,5 mil milhões de beatas acabem no chão todos os anos. Só em Portugal, calcula-se que sejam deitadas ao chão cerca de 7 mil beatas a cada minuto.

Até final do mês de agosto é possível ainda participar numa das atividades dirigidas a crianças e jovens dos 5 aos 12 anos, como é o caso das iniciativas “SOS Ecossistemas em perigo” e “Um passeio pela biodiversidade”, da oficina “Use e re-Use no verão” ou da peça de teatro de marionetas “O casamento de Krappi”.

O programa das Oficinas de Férias de Verão no CEA 2022 pode ser consultado no site da Esposende Ambiente, em www.esposendeambiente.pt ou no blogue CEA em Blogue.

As atividades de educação ambiental contribuem para a concretização de vários Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, em particular para os ODS 4 - Educação de Qualidade, 6 – Água Potável e Saneamento, 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis, 12 – Produção e Consumo Sustentáveis, 14 – Proteger a Vida Marinha e 15 – Proteger a Vida Terrestre, bem como o ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade.

Caça_beataOFIR1.jpg

PasseioBiodiversidade.jpg

Quiz APULIA.jpg

SOS Ecossistemas APULIA.jpg

SOS Ecossistemas SUAVEMAR.jpg

TeatroCasamentoKrappi2.jpg

Use e re-use1.jpg

Use e re-use2.jpg

ESPOSENDE ABRE INSCRIÇÕES PARA CLUBE DE COSTURA DA LOJA SOCIAL

Estão abertas as inscrições para a terceira edição do Clube de Costura From Granny to Trendy, projeto dinamizado pelo Município de Esposende, através da Loja Social de Esposende.

atelier costura_ (1440 x 810).jpg

A iniciativa é dirigida a mulheres com mais de 50 anos, sem ocupação profissional, que pretendam aprender técnicas de reciclagem e upcycling, num espaço que visa também o convívio e a partilha de experiências.

Este projeto tem tido um papel relevante para a Loja Social, cujos princípios assentam no modelo da economia circular e colaborativa, permitindo criar novos produtos, gerados pelas técnicas criativas de upcycling. Por outro lado, e de maior relevância, é a intervenção participativa e empoderadora do projeto, numa lógica de trabalho entre pares, pessoas de várias áreas de saber e experiências, através de metodologias de educação não-formal, vertido num clube de costura criativa. Esta iniciativa enquadra-se, de resto, no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

Importa salientar o recurso a profissionais especializados, em áreas como modelista, maquiagem, cabeleireira e fotografia, que garantem a qualidade das produções realizadas no culminar de cada edição deste projeto, operando transformações surpreendentes na imagem das intervenientes. Estes momentos refletem-se positivamente a vários níveis, nomeadamente em termos de bem-estar, autoestima e felicidade destas mulheres.

A terceira edição do Clube de Costura, orientado pela associação Vintage For Cause, inicia-se já no próximo mês de setembro. As interessadas em participar deverão inscrever-se na Loja Social de Esposende, sita na Avenida de Palmeira, Estrada Nacional 103-1, na Zona Industrial de Palmeira, Pavilhão n.º 6, em Palmeira de Faro, ou contactar através do telefone 253 986 577 ou do e-mail: loja.social@cm-esposende.pt.

atelier costura (3259 x 2112).jpg

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE INSTALA TORRE DE VIGIA DE INCÊNDIOS EM BELINHO

O Município de Esposende instalou uma torre de vigia de incêndios rurais, no Monte da Senhora da Guia, em Belinho.

IMG-20220805-WA0018.jpg

Trata-se do primeiro equipamento desta índole criado no concelho, o qual foi estrategicamente colocado num dos pontos de maior visibilidade do território concelhio para deteção precoce de incêndios.

Esta torre de vigia contribui para garantir melhores condições de trabalho aos operacionais que efetuam a vigilância da mancha florestal concelhia, na medida em que permite aumentar a área de visibilidade, possibilitando uma maior eficácia nas ações de deteção.

A instalação deste equipamento, executada e suportada pelo Município, enquadra-se na estratégia municipal de defesa dos espaços naturais/rurais e consequente defesa e proteção das populações, visando também o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 das Nações Unidas, nomeadamente no que concerne ao ODS 13 – Ação Climática, ao ODS 15 – Proteger a Vida Terrestre e ao ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade.

Recentemente, por ocasião do alerta de incêndios rurais, o Vereador com o pelouro da Floresta, Guilherme Emílio, juntamente com o presidente de Junta de Freguesia da União das Freguesias de Belinho e Mar, Manuel Abreu, acompanhou o trabalho da Equipa de Sapadores Florestais de Esposende, visitando a torre de vigilância colocada este ano no terreno.

IMG-20220805-WA0026.jpg

IMG-20220805-WA0005.jpg

ESPOSENDE DIVULGA “PATRIMÓNIOS EMERSOS E SUBMERSOS – DO LOCAL AO GLOBAL”

Extensões expositivas divulgam espólio do Naufrágio Quinhentista de Belinho

No ano em que se assinalam os 450 anos de Esposende e o término do ciclo comemorativo dos 500 anos da primeira viagem de circum-navegação, a exposição “Patrimónios Emersos e Submersos – Do Local ao Global” incorpora quatro extensões expositivas, que estarão disponíveis até ao final do mês de setembro.

IMG_2165.jpg

A constituição de extensões expositivas individuais, mas complementares entre si, estão distribuídas em locais estratégicos, fomentando a promoção e divulgação da exposição, nomeadamente através de artefactos arqueológicos do Naufrágio Quinhentista de Belinho.

Desta forma, há artefactos para (re)descobrir no átrio da Câmara Municipal de Esposende, na sede da Junta de Freguesia de Belinho, no Forte de S. João Baptista e no Centro Informação Turística de Esposende. Aliás, é este último local que acolhe a maioria das vitrines, onde pode ser admirada a maior diversidade de peças.

Para além dos artefactos integrados nestas extensões, a exposição “Mar de Histórias”, patente no Centro Interpretativo de S. Lourenço, em Vila Chã, acolhe igualmente artefactos deste naufrágio da Época Moderna.

Dos objetos agora expostos, destaca-se o “prato de oferendas” ou “de esmolas” alusivo a S. Jorge, exposto no edifício da Câmara Municipal. Para permitir o seu estudo, leitura e desfrute foi necessário assegurar a sua conservação, a qual nem sempre se limita a garantir um ambiente estável. Neste caso, impôs-se um tratamento mais invasivo, que passou por uma limpeza superficial, que obrigou à remoção de uma camada de corrosão ativa, à aplicação de inibidores de corrosão e, no final, uma camada de proteção. Com esta intervenção este objeto tornou-se mais legível e revelou pormenores de qualidade da técnica de execução, que poderão agora ser estudados pelos historiadores de arte.

Em sete meses de abertura ao público, a exposição “Patrimónios Emersos e Submersos” registou mais de 6.000 visitantes, dos quais mais de 4.700 são portugueses, oriundos de todo o País, destacando-se os mais de 1.700 de Esposende. Relativamente a visitantes estrangeiros, estes ultrapassam o milhar e destacam-se os de Espanha, de Inglaterra, de França e da Alemanha. Foram igualmente registados visitantes de países europeus como Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslovénia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polónia, República Checa, Roménia, Suécia, Suíça e Ucrânia. Do continente africado registaram-se visitantes da África do Sul e do Congo, bem como oriundos do continente asiático provenientes de Israel e do continente americano visitantes da Argentina, do Brasil, do Canadá, da Colômbia, dos Estados Unidos da América e Paraguai.

Para além deste registo, foram mais de 230 os visitantes que usufruíram de visitas orientadas, maioritariamente oriundos da comunidade educativa de Esposende, mas também investigadores e especialistas nacionais e estrangeiros.

A exposição e as respetivas extensões são financiadas pelo programa MAR2020, no âmbito da “Preservação, conservação e valorização dos elementos patrimoniais e dos recursos naturais e paisagísticos”.

Realça-se ainda que esta ação contribui para as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, nomeadamente “Educação de qualidade” e “Cidades e comunidades sustentáveis”.

Quer a exposição patente no Forte de S. João Baptista, quer as respetivas extensões expositivas estarão patentes ao público, com entrada gratuita.

Para informações ou marcação de visitas orientadas - exclusivas para grupos - poderá contactar o Serviço de Património Cultural através do e-mail arqueologia@cm-esposende.pt ou do telefone 253 960 179.

IMG_2171 (1).jpg

ME.ARQ.SUB.0032(FP2)_depois.jpg

IMG_2136.jpg

IMG_2149.jpg

IMG_2153.jpg

IMG_2161.jpg

ESPOSENDE PROMOVE FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE

7 de agosto, 21h30 – Zona ribeirinha

Integrado na programação Esposende Verão 2022, a zona ribeirinha de Esposende acolhe no próximo domingo, dia 7 de agosto, às 21h30, o Festival Internacional de Folclore, que conta com a participação de alguns dos mais proeminentes grupos etnográficos de Portugal, México, Colômbia, Polónia e Espanha.

FIFE_imagem_destaque.jpg

Depois de um interregno de vários anos, o festival retomou em 2019 sendo um verdadeiro sucesso. Este espetáculo de artes e tradições do mundo regressa neste período pós pandemia, numa parceria entre o Município de Esposende e o Grupo Associativo de Divulgação Tradicional de Forjães.

A anteceder o grande espetáculo da noite, os grupos percorrerão, durante a tarde, as ruas e praças da cidade, onde o perfume das suas cores, ritmos e tradições promete envolver a comunidade e os turistas no típico ambiente festivo e de celebração da etnografia.

Em representação dos ranchos folclóricos do concelho de Esposende, estarão presentes o Grupo Associativo de Divulgação Tradicional de Forjães e o Grupo Folclórico de Palmeira de Faro. Ainda no que se refere a grupos portugueses participarão o Grupo Regional de Moreira da Maia e o Grupo de Danças e Cantares O Orfeão da Feira. A nível internacional, o evento vai contar com a Escola de bal de bot DIT I FAT (Espanha), o Folklore Ensemble BYSTRY (Polónia), a Compañia de Danzas de Funza (Colômbia) e a Compañia Mexicana de Danza Folklórica (México).

O folclore volta, deste modo, a estar em destaque neste verão, em Esposende. Com efeito, o Município tem dado enfoque a esta vertente cultural e etnográfica, nomeadamente com a iniciativa “Folclore na Praça”, com espetáculos semanais, durante os meses de julho e agosto, no Largo Dr. Fonseca Lima, no centro da cidade, com os grupos concelhios. Destaque também para o espetáculo “Dança Tradicional e popular, um encontro entre o passado e o presente”, realizado no passado dia 1 de agosto, que marcou o encerramento do “Esposende a Dançar”, realizado na zona ribeirinha de Esposende. Para além de proporcionar a promoção e exibição dos agrupamentos de folclore concelhios, o Município garante também apoio, ao longo de todo o ano, às diversas atividades promovidas pelos próprios grupos folclóricos.

O Festival Internacional de Folclore enquadra-se no âmbito da Operação de Gestão e Animação de Rua nos centros Históricos das ARU´s, financiada pelo Programa Operacional Norte 2020, PARU - Plano de Ação de Regeneração Urbana, cumprindo também os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

FIFE_cartaz.jpg

ESPOSENDE ACOLHEU TORNEIO DE ANDEBOL DE PRAIA

A praia Suave Mar, em Esposende, acolheu, no passado fim de semana, o Torneio de Andebol de Praia, uma organização conjunta da Câmara Municipal de Esposende e do Centro Social Juventude de Mar, que envolveu a participação de 180 atletas.

IMG_6401.jpg

Através da cooperação intermunicipal com o Município de Vizela, foi possível acolher neste torneio cerca meia centena de atletas da “FUNDAÇÃO KARABATIC” com sede em Montpellier - França, dando ao torneio um colorido ainda maior e proporcionando o intercâmbio cultural e desportivo.

Integrado no programa do torneio, e com o intuito de incutir na comunidade o hábito da prática de atividade física, o Centro Social da Juventude de Mar apresentou um conjunto de atividades de promoção do atletismo para crianças, que contou a presença do atleta Ricardo Dias e do clube “Os Castelenses”.

Ainda em termos desportivos, e também no último fim de semana, a associação de karaté de Esposende “BAKE-BUSHIDO” proporcionou uma demonstração da modalidade com cerca de 30 atletas, mostrando que a oferta desportiva no concelho é alargada.

Esposende continua, deste modo, com uma forte dinâmica no plano desportivo, em paralelo com a promoção de um conjunto muito variado de eventos de diversa índole, indo ao encontro dos diversos públicos. Mais informações disponíveis no site do município, em https://www.municipio.esposende.pt/pages/1010

IMG_7976 (003) (3120 x 1552).jpg

DSCF2030.jpg

espos.jpg

ESPOSENDE: “MOLEIRINHAS DE MARINHAS” LEVARAM O FOLCLORE À PRAÇA – HOJE É A VEZ DE ATUAR O RANCHO DE DANÇAS E CANTARES DE MARINHAS

No passado dia 26 de Julho, coube ao Rancho Folclórico As Moleirinhas de Marinhas animar a noite de Esposende com mais uma edição do “Folclore na Praça”.

295758023_5383928861687302_6874845392079812077_n.jpg

Os próximos grupos a atuar serão o Rancho de Danças e Cantares de Marinhas (2 de agosto), o Grupo Folclórico de Palmeira de Faro (9 de agosto), o Grupo Associativo de Divulgação Tradicional de Forjães (16 de agosto), a Ronda de Vila Chã (23 de agosto), terminando este ciclo com o Rancho Folclórico Sargaceiro da Vila de Apúlia (30 de agosto).

295767656_5383928981687290_4862096553448158023_n.jpg

295913241_5383929065020615_7207308866696572368_n.jpg

296574924_5383928881687300_5143947608252639186_n.jpg

296092729_5383929321687256_1489890202083663930_n.jpg

295703783_5383929701687218_1597045015310796676_n.jpg

295705757_5383929405020581_2893356303911417436_n.jpg