Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVEU-SE EM ESPANHA E FRANÇA NO DIA DE PORTUGAL

O Dia de Portugal é assinalado um pouco por vários países onde prevalecem as comunidades portuguesas.

O concelho esteve em França, em Lyon, na assinatura do protocolo de cooperação com Décines-Charpieu; em Toulouse, para participar na Feira Lusitana e em Espanha, na cidade de Ourense, para participar nas comemorações do Dia de Portugal e das Comunidades.

decines - charpieu-6

Para além de terem sido organizadas muitas iniciativas com a participação da nossa comunidade emigrante noutros países da Europa e da América.

À semelhança do que vem ocorrendo anualmente, numa iniciativa promovida pelo consulado de Portugal em Vigo, o 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, voltou a ser assinalado na Galiza, em estreita colaboração com os municípios do norte de Portugal.

Considerando a atração económica e turística que a Galiza exerce sobre os turistas e as empresas portuguesas, bem como a deslocação constante de galegos ao norte de Portugal, em turismo, Arcos de Valdevez voltou a integrar as comemorações, através da promoção turística do concelho, dos produtos locais, dos vinhos e da “Recriação Histórica do Recontro de Valdevez” a decorrer entre os dias 7 e 8 de julho.

Por outro lado em Toulouse, França, esteve presente na Feira Lusitana, onde também promoveu os produtos locais, a gastronomia e o Turismo.

Em Décines-Charpieu foi celebrado um protocolo de cooperação entre as duas Câmaras Municipais em prol do desenvolvimento dos cidadãos e das regiões, que servirá para a promoção das potencialidades dos dois concelhos, bem como dos seus tecidos empresariais e associativos. Este protocolo vem também fortalecer a proximidade e a união entre a comunidade francesa e a comunidade portuguesa, acreditando-se que esta cooperação se irá traduzir em benefícios para os cidadãos que os municípios representam e para os respetivos territórios.

Estas ações de promoção ao concelho realizadas pela Autarquia foram levadas a cabo com a intenção de captar mais turismo e consequentemente dinamizar economicamente Arcos de Valdevez, dando a conhecer as suas potencialidades ao nível da gastronomia, vinhos, produtos locais, alojamento, comércio e oferta cultural.

34919495_468584833587986_8524924296265465856_o

34984310_10208513824162456_5556315073900707840_n

35058182_10208517085363984_747021617388847104_n

35077769_10208513825322485_7820550647563943936_n

35077809_468578033588666_8642678147604545536_o

ESPOSENDE MOSTRA EM ESPANHA TURISMO DE NATUREZA

O Município de Esposende prosseguiu a sua estratégia de aposta no mercado galego, marcando presença na Turexpo, que se realizou entre os dias 7 e 10 de junho de 2018, em Silleda, Espanha. Pelo certame passaram cerca de 100 mil visitantes, tendo a delegação de Esposende aproveitado a ocasião para desenvolver diversas reuniões na Bolsa de Contratação com operadores. Esta foi uma excelente oportunidade para promover a natureza e os desportos náuticos, o Caminho Português da Costa para Santiago de Compostela e grandes eventos, com destaque especial para a Galaicofolia.

turexpo. foto

“Enquanto destino turístico, Esposende encontrou neste certame, um espaço adequado para divulgar a sua oferta, diferenciando-se dos demais municípios presentes, pelo facto de ter um carácter vincadamente marítimo e fluvial”, referiu o vereador com o pelouro do Turismo, Sérgio Mano.

Ao longo dos quatro dias do evento, decorreram ações de animação e degustação de produtos locais do concelho, nomeadamente vinhos, queijos e doçaria. Dos parceiros da área da gastronomia, que foram contatados e acederam contribuir com a oferta de géneros, saliente-se os Lacticínios de Marinhas, a Quinta de Curvos e a Quinta de Góios.

Merece realce a participação brilhante e dinâmica da nossa mascote “Polvo” e o “Batismo de Kitesurf”. Estas participações contagiaram não só o nosso espaço de Esposende, bem como todo o recinto da feira. Na ação do kitesurf, foram realizados cerca de 50 batismos e oferecidas t-shirts e diplomas aos participantes.

Num mundo dominado pelas redes sociais, uma fotografia registada com o “Polvo” ou uma captação de imagem com o nosso “simulador” de Kitesurf, são profusamente partilhadas nas redes sociais.

O nosso Stand foi, ainda, dinamizado pelo sorteio de um fim-de-semana em Esposende, numa unidade hoteleira para duas pessoas. Tratou-se, de facto, de uma boa forma de captar a atenção dos visitantes.

O espaço de Esposende foi visitado por uma comitiva de bloggers de turismo. O Vereador do Turismo, que estava presente, deu as boas vindas ao grupo, realizamos um brinde coletivo e deixando o convite para que visitem Esposende. Posteriormente serão feitos contatos, individuais, e agendada de uma fam trip.

I FÓRUM DO RÍO MINHO TRANSFRONTEIRIÇO REALIZA-SE O PRÓXIMO DIA 21 DE JUNHO EM VALENÇA

As inscrições são livres e podem-se realizar através da página web www.smartminho.eu

A Escola Superior de Ciências Empresariais – IPVC de Valença (Portugal), acolherá o próximo dia 21 de junho a realização do I Fórum do Río Minho Transfronteiriço, onde se darão a conhecer e as primeiras conclusões e estudos preliminares sobre a elaboração da estratégia de cooperação inteligente do Rio Minho Transfronteiriço, na que se leva trabalhando desde algum tempo no âmbito do projecto Smart Miño, co-financiado pelo Interreg III A. Assim o apresentou o Diretor do AECT Río Minho, Uxío Benítez, num ato celebrado esta manhã em Valença, que esteve acompanhado pelo presidente da câmara municipal de Valença, Jorge Mendes, e pelo o director da Fundación Centro de Estudos Euro Rexionais (FCEER), Valerià Paül Carril.

Forum Rio Minho

Jorge Mendes, Presidente da Câmara Municipal de Valença, começou por destacar a importância da realização deste fórum em Valença, apelando à participação ativa dos agentes do território neste processo de planeamento estratégico; destacou ainda bem a oportunidade que este trabalho pode ter na avaliação do grau de aplicação das verbas do Programa Interreg nas regiões fronteiriças.

Segundo indicou Uxio Benítez, o I Fórum do Rio Miño Transfronteiriço será um passo mais e de grande importância dentro da elaboração da “Estratégia de Cooperação Inteligente do Rio Minho Transfronteiriço”, um documento que “estabelecerá os eixos gerais e objectivos específicos para um desenvolvimento conjunto baseado na utilização e promoção dos recursos endógenos, e na cooperação inteligente entre atores institucionais e sociais de ambas as margens do rio”.

Insistiu que o Fórum é o espaço onde “queremos dar voz a todo o tecido social e económico do territorio, ouvir as suas propostas, ideias e análises a partir da sociedade civil” e que a participação dos cidadãos é fundamental para continuar a elaborar o documento “desde abaixo e de modo a que se recolham todas as inquietudes da sociedade civil”.

Nesta mesma questão incidiu o director da Fundación Centro de Estudos Euro Rexionais, (FCEER), Valerià Paül Carril, que reconheceu que apesar do rigoroso traballo realizado pelas 6 universidades que abrangem a FCEER e o trabalho realizado pelos especialistas, a participacão cpública é indispensável para a elaboração deste documento estratégico. Por esta razão, está também prevista a realização de processos participativos através dad redes sociais e da página web www.smartminho.eu

O diretor da AECT Río Minho, Uxío Benítez terminou destacando também a relevância deste documento no momento de aceder a novos financiamentos através de candidaturas aos Fundos de Europeus de Desenvolvimento (FEDER) no horizonte post 2020.

Smart Minho está cofinanciado em 75% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) através do Programa Interreg V-A España-Portugal (POCTEP) 2014-2020 e conta com um orçamento total de 942.022,47 euros.

PONTE DE LIMA APRESENTA-SE NA TUREXPO EM ESPANHA

Município de Ponte de Lima está presente na 8ª edição da TurExpo, em Silleda – Espanha, entre os dias 8, 9 e 10 de junho. Ponte de Lima está presente na 8ª edição da TurExpo, em Silleda – Espanha.

Tendo por base as relações de cooperação e de proximidade fronteiriça e cultural, entre o Município de Ponte de Lima e a Galiza, e considerando o aumento significativo do número de turistas espanhóis que todos os dias a visitam, o Município marca presença neste evento, que este ano conta com a participação da FESTUR e da Feira Internacional de Abanca, Semana Verde de Galícia, proporcionando várias oportunidades de criar contactos com operadores turísticos de vários países.

silleda

De referir ainda a apresentação de uma bolsa de Contratação Pública que vai reunir um importante número de operadores turísticos internacionais que são potenciais emissores turísticos.

Desta forma, Ponte de Lima apresenta-se no certame com um stand próprio, onde promove os mais diversos produtos de excelência de Ponte de Lima, nomeadamente com o Turismo Náutico, Turismo Equestre e o Turismo de Natureza, e com particular destaque para a enogastronomia, o artesanato e a vasta oferta de alojamento e eventos de animação turística.

silleda1

CERVEIRA E TOMIÑO (GALIZA) VÃO SER EUROCIDADE

Cerveira e Tomiño avançam para constituição de Eurocidade

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, por unanimidade, o Convénio de Entendimento com o município vizinho de Tomiño (Galiza) para a constituição da Eurocidade Cerveira-Tomiño. Objetivo é a consolidação da atual cooperação transfronteiriça e gestão partilhada de equipamentos e serviços.

IMG_9110

Nos últimos quatro anos, após a assinatura da Carta da Amizade Cerveira-Tomiño (11 de junho de 2014), a cooperação entre os municípios foi consolidada com ações que reforçaram positivamente as relações institucionais e sociais, tendo como prioridade a participação pública e ativa da cidadania.

Dando mais um passo de afirmação na cooperação transfronteiriça, as duas autarquias decidiram avançar com a formalização de um convénio de entendimento com o intuito de proceder às diligências necessárias para a constituição da Eurocidade Cerveira-Tomiño. O objetivo é continuar a trabalhar em prol da aproximação das comunidades fronteiriças, da supressão das dificuldades subjacentes às fronteiras e da promoção do desenvolvimento económico, social e cultural.

De salientar que entre as várias ações dinamizadas, destaca-se o Orçamento Participativo Transfronteiriço, a criação da Provedoria de Cidadania Transfronteiriça, a oferta de serviços partilhados e a realização de uma programação anual conjunta de atividades culturais e desportivas, resultado de um projeto cofinanciado em 75% pelo Programa INTERREG V-A POCTEP, com fundos FEDER da União Europeia.

COOPERAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA GARANTIR SEGURANÇA TRANSFRONTEIRIÇA

Ricardo Rio defende uma maior articulação entre os sistemas de protecção civil de Portugal e Espanha, sobretudo nas zonas de fronteira. “Não podemos ficar indiferentes a notícias como as que vimos no ano passado e que davam conta da existência de meios disponíveis do outro lado da fronteira, mas que devido a barreiras burocráticas, não foram utilizados no combate a fogos quer na Galiza, quer no Norte de Portugal”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a sessão de encerramento da conferência que abordou o tema da segurança transfronteiriça, e que decorreu esta Sexta-feira, 25 de Maio, em Braga.

5

Os incêndios florestais, assim como as ligações entre o Norte de Portugal e a Galiza, foram temas em debate na Conferência organizada pelo jornal Correio do Minho, rádio Antena Minho e Eixo Atlântico. Ricardo Rio, que também preside a Assembleia do Eixo Atlântico, salientou a importância de se encontrar soluções para estimular uma colaboração mais profícua entre os dois países. “Mesmos que escassos, os recursos têm de ser aproveitados em pleno. Ao longo dos últimos anos temos vindo a suprimir barreiras económicas, de mobilidade dos cidadãos e até culturais e sociais. Por isso, não entendemos que actualmente ainda existam barreiras administrativas que impossibilitem um estreitar de laços mais intenso e a uma disponibilização mais partilhada de recursos de um lado e de outro da fronteira”, sustentou o Autarca.

3

Nesse sentido, Ricardo Rio deixa o apelo para que a nível nacional se tome as medidas necessárias para potenciar uma maior colaboração entre Portugal e Espanha. “Exigimos que os governos e as instâncias europeias adoptem as medidas legislativas que viabilizem essa aproximação e partilha de recursos das forças de protecção civil para que seja possível dar uma resposta mais cabal em toda a Península Ibérica”, concluiu Ricardo Rio, enaltecendo a “visão integrada do território” que o Eixo Atlântico tem demonstrado ao “assumir-se como um agente de promoção da colaboração entre as cidades que compõem esta associação transfronteiriça”.

Além de Ricardo Rio, a conferência contou com a presença do secretário-geral do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, Xoan Vázquez Mao, e do eurodeputado José Manuel Fernandes.

4

MINHO PARTICIPA NA GUARDA NA FEIRA IBÉRICA DE TURISMO

Porto e Norte volta à Guarda Feira Ibérica de Turismo, de 28 de abril a 1 maio

A Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) segue em força com a aposta na promoção de escapadinhas e turismo familiar na 5ª edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT), a decorrer na cidade da Guarda, já entre 28 de abril a 1 maio.

IMG_8899_SHARP_2

No que é considerado um dos certames mais importantes no setor do turismo do país, com 10 mil metros quadrados de superfície de exposição, a TPNP vai participar com um stand de 60 metros quadrados partilhado com um conjunto de parceiros públicos e privados da região, que vão promover uma série de iniciativas com a marca do norte do país. 

“Este certame tem vindo a afirmar-se cada vez mais no Mercado Ibérico, direcionando-se no sentido de promover a ligação social, comercial e estratégica entre Portugal e Espanha. Apresenta-se, neste sentido, como uma plataforma de divulgação, promoção, captação e desenvolvimento de fluxos turísticos e dos recursos endógenos da vasta e riquíssima região transfronteiriça. É, desta forma, incentivada a troca de experiências e consequente abertura a novos mercados e produtos turísticos diferenciadores, através do conhecimento do nosso património”, comenta Melchior Moreira, Presidente da Entidade Regional Turismo Porto e Norte.

Produto turístico cada vez mais apetecível e procurado pelos turistas, o conceito de “city breaks” e “short breaks” será promovido junto dos visitantes da Feira Ibérica de Turismo. Para além de centenas de ofertas para descobrir a região, os visitantes serão ainda brindados com experiências gastronómicas e poderão conhecer em primeira mão os diversos eventos que integram as agendas culturais dos municípios nortenhos.

BRAGA PROMOVE ACTIVOS TURÍSTICOS EM BARCELONA

Município e ACB presentes no Salão de Turismo de Barcelona

O Município de Braga esteve presente no Salão de Turismo ‘B Travel’, que decorreu entre os dias 20 e 22 de Abril, em Barcelona. Com a participação neste evento especializado, o Município cumpriu mais uma etapa na estratégia de internacionalização da marca Braga junto de mercados com elevado potencial, promovendo assim os seus activos turísticos.

Barcelona 1

Ao longo da feira, milhares de visitantes procuraram obter informações sobre Braga, tendo-se revelado esta iniciativa um palco privilegiado para promover o conhecimento sobre a Cidade nas suas mais diversas vertentes: património, gastronomia, comércio, história, cultura, alojamento, eventos, desporto, natureza e turismo religioso e de negócios.

Com cerca de seis mil metros quadrados, a iniciativa reuniu 200 expositores, incluindo agências de viagens, hotéis, operadores de cruzeiros, empresas de transporte e empresas de serviços de turismo, em representação de 40 destinos internacionais.

À semelhança do que aconteceu em Ourense e em Paris, a participação de Braga contou com a parceria da Associação Comercial de Braga e de operadores turísticos da Cidade.

Para Altino Bessa, vereador responsável pela área do Turismo, a parceria com os operadores locais é fundamental para a afirmação de Braga como destino turístico. “Acreditamos que é desta forma, em parceria com os agentes públicos e privados, que Braga pode vingar neste mercado tão competitivo”, referiu Altino Bessa, salientando a importância da promoção em mercados de proximidade como o espanhol.

Barcelona 2

LETIZIA USA BRINCOS OFERECIDOS POR MARCELO REBELO DE SOUSA

A rainha de Espanha mostrou ao Presidente português que apreciou o presente durante o jantar realizado em Madrid esta terça-feira, dia 17.

2018-04-18-1

Em visita oficial a Espanha, Marcelo Rebelo de Sousa cumpriu a tradição de trocar presentes com os seus anfitriões, neste caso os reis Felipe VI e Letizia. Para a rainha, Marcelo escolheu uns brincos em filigrana, peças tradicionais da joalharia portuguesa que transmitem um pouco da cultura e história do nosso país.

Encantada com a oferta, Letizia usou os brincos durante o jantar organizado pelo Presidente da República de Portugal esta terça-feira, dia 17, no Palácio El Pardo, em Madrid, em homenagem aos monarcas. Os brincos completaram e deram brilho ao visual da rainha, que para essa noite escolheu usar um look preto total graças a um vestido Carolina Herrera. A imprensa internacional tem feito fortes elogios a Letizia pela indumentária eleita para este evento.

Os brincos escolhidos por Marcelo para presentear Letizia vêm da Ourivesaria Freitas, uma casa criada em 1920 em Viana do Castelo.

Fonte: http://caras.sapo.pt/

RAINHA LETÍZIA DE ESPANHA EXIBE BRINCOS À RAINHA DE VIANA DO CASTELO

Marcelo escolhe brincos à Rainha da Ourivesaria Freitas para oferecer a dona Letízia

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa escolheu um brincos à Rainha da Ourivesaria Freitas, em Viana do Castelo, para oferecer a Dona Letízia, no âmbito da visita de Estado que de três dias a Espanha, que termina hoje.

Capturar1

A oferta do chefe de Estado de Portugal  à rainha de Espanha foi noticiada pela imprensa espanhola que refere que “os brincos de dona Letízia provêm da firma Ourivesaria Freitas, que foi criada em 1920 por Joaquim Simões de Frei. Sua loja encontra-se na localidade de Viana do castelo, situada na região do Minho, bastante perto da Galiza, onde se trabalha a filigrana de ouro há décadas”.

Texto: Andrea Cruz / http://radioaltominho.pt/

Foto: Vanitatis El Confidencial

los-pendientes-de-ourivesaria-freitas-400x308

MONÇANENSES PASSEIAM A SALAMANCA E VALLADOLID

Dias 18, 19 e 20 de maio. Inscrições, até 15 de abril, nas juntas de freguesia e no Serviço de Ação Social da Câmara Municipal de Monção, antiga Casa do Dr. Pinho, Praça Deu-la-Deu. 

faceSalamanca-ES

O habitual passeio sénior promovido pela Câmara Municipal de Monção, destinado a pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, realiza-se nos dias 18, 19 e 20 de maio com deslocação às cidades espanholas de Salamanca e Valladolid.

O valor da inscrição, 135,00 € por pessoa, engloba viagem em autocarro, jantar e dormida nos dias 18 e 19, pequenos-almoços e almoços nos dias 19 e 20 de maio. Além dos guias, um por cada autocarro, os idosos contam com apoio de enfermagem durante a viagem.

A saída está marcada para as 7h00 no Largo da Antiga Estação da CP. A primeira paragem em Pueblo de Sanabria, onde decorrerá o almoço (cada participante leva farnel). A chegada acontece ao início da noite de domingo com saída de Chaves, após visita à cidade.

Além de proporcionar momentos de convívio e animação, o passeio sénior constitui uma iniciativa solidária e altruísta, cuja finalidade consiste em estimular a vida ativa e fortalecer a auto estima desta camada populacional. Procura ainda combater a situação de solidão e isolamento que acompanha o quotidiano de muitos idosos.

CATALUNHA QUER INDEPENDÊNCIA - ESPANHA PODE ESTAR À BEIRA DA GUERRA CIVIL!

A incapacidade do governo espanhol em apresentar soluções políticas que vão ao encontro dos povos da Catalunha mas também de Galiza e Euskadi, para além das fórmulas há muito tempo gastas do antigo regime ditatorial do generalíssimo Franco, está a criar um problema insanável que vai afectar a Península Ibérica e mesmo a União Europeia no seu conjunto.

Catalunha-independente

O próprio regime monárquico cujas virtualidades são por cá frequentemente evocadas, não é capaz de adoptar um modelo federal do tipo “reino unido” – nem tão pouco aceitar a realização de um referendo acerca da forma de regime!

Perante tal inflexibilidade, a aspiração independentista da nação catalã levará inevitavelmente a uma profunda separação da Espanha e à rejeição absoluta das instituições monárquicas e do próprio rei, cada vez mais vistas como símbolos da ocupação e da repressão que a cada dia mais se acentua.

Apesar do carácter pacífico que sempre caracterizou o povo da Catalunha, o incremento da perseguição e da repressão que se tem vindo a fazer sentir sobretudo desde as últimas detenções de dirigentes nacionalistas, envolvendo inclusive instituições locais, está a levar a sociedade catalã para um terreno que pode muito facilmente degenerar em violência generalizada.

No meio disto, a União Europeia não será a mesma e as brasas do nacionalismo catalão vão seguramente incendiar outros nacionalismos em toda a Europa – e não apenas na Península Ibérica. A Espanha pode mesmo estar à beira de uma nova guerra civil!

OBRA DA FUNDAÇÃO CUPERTINO DE MIRANDA INTEGRA EXPOSIÇÃO DO MUSEO REINA SOFIA, EM MADRID

“Pessoa. Toda arte es una forma de literatura” mostra o tríptico “A Vida. Esperança, Amor, Saudade” de António Carneiro

O tríptico “A Vida. Esperança, Amor, Saudade” de António Carneiro, uma das obras mais emblemáticas da Fundação Cupertino de Miranda, de Vila Nova de Famalicão, integra desde o início de fevereiro, a exposição dedicada a Fernando Pessoa, que está patente no Museo Nacional Centro de Artes Reina Sofia, em Madrid, até ao próximo dia 7 de maio.

Foto 1.FCM.00955

“Pessoa. Toda arte es una forma de literatura” é o nome da exposição que reúne mais de 160 obras de arte (pintura, desenhos e fotografia) de cerca de 20 artistas, como José de Almada Negreiros, Amadeo de Souza-Cardoso, Eduardo Viana, Sarah Affonso, Júlio, Sonia e Robert Delaunay, entre outros, da história do Modernismo em Portugal.

“A Vida” é um tríptico de pinturas a óleo sobre tela datado de 1899-1901 do artista português da corrente do simbolismo António Carneiro (1872-1930), tendo sido uma doação de Arthur e Elzira Cupertino de Miranda à coleção Fundação Cupertino de Miranda.

Esperança, Amor e Saudade são os títulos dos três painéis, e neles os motivos figurativos simbolizam situações existenciais, integrando-se assim a obra no movimento simbolista do fim do século XIX.

De resto, um dos objetivos da exposição é aproximar o espectador do pouco conhecido cenário vanguardista português desenvolvido entre 1914 e 1936.

Comissariada por Ana Ara e João Fernandes, a exposição procura dar a conhecer a, vigorosa mas quase desconhecida, vanguarda portuguesa que se desenvolveu no início do Séc. XX, onde Fernando Pessoa teve uma intervenção muito ativa pelos seus escritos e suas propostas artísticas. Fernando Pessoa é a figura central desta mostra sendo a partir da sua obra que se desenha a exposição.

De acordo com o diretor da Fundação Cupertino de Miranda, António Gonçalves, “esta é uma exposição que reúne de uma forma singular e pela primeira vez obras de um período marcante das nossas vanguardas do início do Séc. XX. Uma viagem no tempo onde literatura e artes plásticas tiveram uma força muito intensa para criar novas soluções de entendimento e de reflexão. Hoje temos nesta exposição uma especial visão que muito pode contribuir para estudos mais elaborados e relações mais arrojadas daqueles que se empenharam a criar alternativas e dar-nos visões amplas.”

LIMIANOS VÃO A LA RIOJA (ESPANHA)

Museu dos Terceiros e Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde organizam Viagem a La Rioja, dias 1 a 3 de Junho

Integrado na já habitual Viagem Cultural, O Museu dos Terceiros e o Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde promovem este ano uma visita ao território de La Rioja, no norte de Espanha, belo e histórico recanto do país vizinho conhecido pela sua forte tradição associada à cultura vinícola e por constituir igualmente um dos importantes trechos, em território espanhol, do Caminho Francês de Santiago, fato que motivou, ao longo da História, a construção de notáveis monumentos arquitetónicos, sobretudo de cariz religioso.

Cartaz Viagem (Medium)

A viagem decorrerá de 1 a 3 de junho de 2018 e será comissariada e acompanhada pelo Diretor do Museu dos Terceiros, Prof. Carlos A. Brochado de Almeida.

O dia 1, sexta-feira, será preenchido com a deslocação ao Mosteiro de Yuso, o complexo monástico mais representativo de todo o território riojano. Juntamente com o Mosteiro de Suso, que lhe fica muito próximo e é considerado o berço da primeira literatura produzida em castelhano, integra a lista do Património Mundial da UNESCO.

No dia 2, sábado, passaremos em Nájera, histórica capital de La Rioja, em pleno Caminho de Santiago, onde se destaca o Mosteiro de Santa Maria La Real, levantado em meados do século XI, símbolo dessa localidade, panteão dos Reis de Navarra fundadores e conjunto arquitetónico de notável valor artístico e histórico.

A tarde será consagrada ao vinho, junto à localidade de Briones, onde ficam as instalações da Vivanco. A Adega Vivanco constitui um dos atrativos de La Rioja, o lugar perfeito para conhecer o tão marcante lugar da vinha nesse território e para apreciar os diferentes vinhos aí produzidos. O Museu Vivanco da Cultura do Vinho, complementado no exterior pelo Jardim de Baco, que ilustra mais de duzentas variedades de uva em todo o mundo, é uma viagem pelo poder civilizador desse importante produto na história da humanidade.

No domingo, dia 3, estaremos em Santo Domingo de La Calzada, burgo desenvolvido em volta da ermida edificada por São Domingo de Silos, que com o passar dos séculos se foi convertendo na atual Catedral, que sobressai pelas suas ricas capelas, pelos seus claustros, sacristia e sala capitular, onde se guardam importantes tesouros artísticos.

As inscrições, a efetuar na receção do Museu dos Terceiros, têm como prazo limite o dia 20 de abril de 2018. Para mais informações, contactar:

Museu dos Terceiros

Av. 5 de Outubro

Ponte de Lima

Tel.: 258 240 220

Email: mute.geral@museuspontedelima.com

PONTE DA BARCA LEVA TURISMO E GASTRONOMIA A OURENSE

Ponte da Barca promoveu-se no Xantar - Salão Internacional de Turismo Gastronómico de Ourense

O Município de Ponte da Barca voltou a marcar presença no Xantar - Salão Internacional de Turismo Gastronómico que decorreu de 31 de janeiro a 4 de fevereiro, na cidade galega de Ourense, com destaque no dia 01 de fevereiro altura em que decorreu uma prova comentada de vinhos de Ponte da Barca, a cargo da Adega Cooperativa local, e a confeção de um dos pratos da afamada gastronomia barquense – a posta barrosã – através de um showcooking pelo restaurante Adega do Artur, ações que contaram com grande afluência de público quer geral quer especializado.

27625081_1232514916849489_7243733631593534310_o

Em representação da Câmara de Ponte da Barca esteve a vereadora da Cultura e Turismo, Maria José Gonçalves, que considera este evento “pela sua dimensão, uma excelente oportunidade de mostrarmos aquilo que temos para oferecer e reforçar a visibilidade do nosso concelho além fronteiras”.

Sendo esta uma feira onde os ícones gastronómicos e culturais de cada região se conjugam e uma excelente oportunidade de promoção deste território, a autarquia barquense assegurou, ainda, a presença de uma vasta oferta turística do concelho e a degustação de produtos locais como o Bolo de Mel, as Queijadas de Laranja, o Mel e o Vinho.

27500610_1232514826849498_3608199483423571222_o

27624705_1232514903516157_7264104066657000354_o

ESPOSENDE PROMOVE GASTRONOMIA NO SALÃO DE ORENSE, EM ESPANHA

O Município de Esposende promoveu a gastronomia e os vinhos do concelho no 19.º Salão Internacional de Turismo Gastronómico, Xantar, em Orense, Espanha, tendo-se assinalado este sábado, dia 3 de fevereiro, o Dia de Esposende.

xantar 00

Tem sido intensa a atividade de promoção, pela representação de Esposende, em Orense, no certame que hoje termina. Um show cooking, promovido pela Escola Profissional de Esposende, tendo o polvo e outros produtos endógenos em destaque, foi o conceito utilizado para promover a edição de 2018 do “Março com Sabores do Mar”, tendo este evento obtido o terceiro lugar, no 8.º concurso destinado a cartazes de festas gastronómicas. No dia dedicado a Esposende, o vereador com o pelouro do Turismo, Sérgio Mano, participou nas iniciativas de promoção agendadas, aproveitando para estabelecer contactos com diversos agentes que marcam presença no certame.

xantar 01

Tendo Portugal como país convidado, o Xantar deste ano aprofundou a cooperação transfronteiriça e promoveu os dois países internacionalmente, enquanto destinos gastronómicos de qualidade. A edição deste ano convidava a experimentar a sensação da confeção dos pratos mais tradicionais. Por isso, o programa incluiu mais de 200 atividades, transformando Orense na capital eno-gastronómica ibérica.

Este evento assume-se como um veículo de promoção e afirmação da imagem de Esposende, enquanto destino turístico de excelência, combatendo a sazonalidade, através da divulgação das especialidades gastronómicas e dos vinhos.

No stand de Esposende, além da promoção do próximo evento gastronómico que terá lugar no próximo mês, “Março com Sabores do Mar”, esteve em destaque o Caminho Português da Costa para Santiago de Compostela e os diversos eventos que o Município promove, como a Semana Santa, o “Trail de Esposende”, o BTT “Luso Galaico, “Esposende Terra de Mar” e "Galaicofolia".

Ao longo dos cinco dias em que decorre o Xantar, mais de 25 mil visitantes passaram pelo certame, permitindo divulgar algumas das atrações gastronómicas e turísticas de Esposende, num salão internacional que é já uma referência entre os certames vocacionados para o turismo gastronómico.

xantar 02

xantar 03

UNIVERSIDADES ESPANHOLAS ACOLHEM PROFESSORES E INVESTIGADORES PORTUGUESES

Fundação Endesa e Fundação Carolina criam programa de bolsas para Portugal

A Fundação Endesa e Fundação Carolina criaram um programa de bolsa de mobilidade destinado a professores e investigadores portugueses com o objetivo de promover a cooperação cultural e científica entre Portugal e Espanha.  O programa, que foi apresentado hoje na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, com a presença do presidente da Fundação Endesa, Borja Prado e o diretor da Fundação Carolina, Jesús Andreu, prevê a atribuição de 15 bolsas nas áreas da Educação, Engenharia e Meio Ambiente. 

Endesa

Trata-se de um programa pioneiro, criado exclusivamente em Portugal e destina-se a financiar trabalhos de investigação de alto nível. As bolsas de estudo permitirão que candidatos de oito universidades portuguesas (Porto, Lisboa, Minho, Coimbra, Universidade Nova de Lisboa, Aveiro, Évora e o Instituto Universitário de Lisboa) completem a sua formação e realizem as suas investigações em Espanha.

Este programa de mobilidade permitirá aos bolseiros ir para uma das 47 universidades públicas espanholas com as quais a Fundação Carolina tem um acordo, ou com qualquer centro público de investigação, como o como o Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC).

Para Borja Prado, “este programa de bolsas integra-se nos objetivos da missão da Fundação Endesa, de promoção de uma educação inovadora e da excelência académica, permitindo um maior intercâmbio entre as universidades portuguesas e espanholas. A Fundação Endesa tem um claro compromisso com o desenvolvimento de projetos de carácter educativo e formativo como meio de promoção do talento e da empregabilidade.

Os candidatos a estas bolsas deverão ter nacionalidade portuguesa, estarem envolvidos numa investigação relacionada com as áreas de Educação, Engenharia e Meio Ambiente e possuírem uma carta-convite de alguma das universidades que participam no programa.

As candidaturas foram lançadas a 9 de janeiro e terminam a 5 de abril. Os pedidos podem ser feitos através do site da Fundação Carolina: www.fundacioncarolina.es

De acordo com Jesús Andreu Ardura, diretor de Fundação Carolina, “este programa é mais um passo na aproximação entre Portugal e Espanha. Os nossos países estão cada vez mais unidos e são uma referência de estabilidade na Europa. É muito importante que esta colaboração se reflita em trabalhos de investigação, criando redes científicas competitivas a nível internacional”.

Na apresentação deste programa estiveram presentes, Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Borja Prado, presidente da Fundação Endesa; Nuno Ribeiro da Silva, diretor geral da Endesa Portugal; Jesús Andreu Ardura, diretor geral da Fundação Carolina e Eduardo Gutiérrez, embaixador de Espanha em Portuga e Guilherme d’Oliveira Martins, administrador executivo da Fundação Gulbenkian.

PORTUGAL E ESPANHA ESTREITAM COOPERAÇÃO TRANSFRONTEIRIÇA NO RIO MINHO

Constituição do AECT Rio Minho aprovada pelos Governos de Portugal e Espanha

No seguimento do processo de constituição iniciado em 2016 pela Uniminho – Associação do Vale do Minho Transfronteiriço, os Governos de Portugal e Espanha aprovaram formalmente a constituição do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial do Rio Minho – AECT Rio Minho – que tem como associados a CIM Alto Minho e a Deputación Provincial de Pontevedra.

pano3

De acordo com Manoel Batista, Presidente da Uniminho e Presidente da Câmara Municipal de Melgaço “a aprovação da constituição deste novo instrumento de cooperação transfronteiriça no território do Rio Minho vai trazer um nova energia na procura de soluções conjuntas para a resolução e eliminação dos ainda persistentes obstáculos à permeabilidade transfronteiriça, designadamente nas áreas da saúde, dos transportes e da educação”; por outro lado, afirmou ainda que “permitirá também promover o território transfronteiriço singular do Rio Minho, potenciando todo o seu património natural e cultural”.

O AECT Rio Minho, com sede em Valença, abrange os 10 concelhos da CIM Alto Minho e 16 concelhos galegos da Província de Pontevedra com ligação ao Rio Minho, e tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento socioeconómico e da coesão institucional do território de intervenção, para a promoção do património cultural e natural transfronteiriço, para a valorização das potencialidades dos seus recursos endógenos, e para a criação e consolidação da marca turística transfronteiriça Rio Minho e outras marcas no âmbito nacional e internacional.

No seguimento desta aprovação, o AECT Rio Minho será em breve constituído através de escritura pública a celebrar entre a CIM Alto Minho e a Deputación de Pontevedra, sendo que esta constituição integra-se ainda no projeto Smartmiño, co-financiado pelo Programa Interreg V A, promovido por estas duas entidades e pelo Centro de Estudos Euro-Regionais Galiza-Norte de Portugal.