Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIEIRA DO MINHO ATRIBUI BOLSAS DE ESTUDO A UMA CENTENA DE ESTUDANTES

Cem alunos universitários do concelho de Vieira do Minho vão receber bolsa de estudo num investimento municipal que ronda os 60 mil euros.

Esta medida, aprovada hoje em reunião de câmara, pretende apoiar a continuação da formação dos estudantes finalistas do ensino secundário oriundos de famílias economicamente mais carenciadas, cujas disponibilidades financeiras não lhes permitem fazê-lo apenas pelos seus próprios meios, bem como colaborar na formação de quadros técnicos superiores residentes no concelho de Vieira do Minho.

154583292_2049957998479354_6724361817008176788_o.j

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE PROMOVE PLATAFORMAS INTERATIVAS DE APRENDIZAGEM

Depois de ter realizado ações de capacitação junto dos docentes do 1.º Ciclo do Ensino Básico, o Município de Esposende vai promover, no próximo dia 2 de março, uma sessão de apresentação para os encarregados de educação para a utilização do recurso Plataforma de Aprendizagem, Colaboração e Partilha “+Cidadania”, disponível em https://maiscidadania.cimcavado.pt.

CIM_CAVADO_1CICLO.jpg

Em articulação com a Comunidade Intermunicipal CIM Cávado, o Município deu continuidade, no presente ano letivo, a este projeto destinado à comunidade educativa do 1.º Ciclo do Ensino Básico, desde alunos a docentes, coordenadores e encarregados de educação, proporcionando um ambiente de aprendizagem rico em tecnologia, facilitador da aprendizagem, do trabalho colaborativo e da partilha de ideias.

Este projeto pretende promover e desenvolver conhecimentos, competências e valores, que ajudam os alunos a desempenhar um papel ativo na comunidade, preparando-os para os desafios da sociedade atual, através do recurso a tecnologias digitais, com conteúdos educativos disponíveis nas linhas de trabalho de competências gerais, conteúdos locais e projetos educativos e comunitários. A plataforma integra atividades interativas para a consolidação das aprendizagens, desenvolvimento de Concursos e Desafios, a explorar não só pelos docentes, como também pelos encarregados de educação com os seus educandos.

Em vigor pelo quarto ano letivo, este projeto tem tido grande expressão no concelho de Esposende, com a realização de formação para professores, que utilizam a plataforma como ferramenta de ensino à distância, e, por conseguinte, um número de acessos e participação dos alunos nas atividades propostas, quer sejam de teor curricular, exploração do património local ou realização de desafios, bastante expressivo, abrangendo a totalidade dos 1300 alunos que frequentam o 1.º Ciclo, respetivos professores titulares e encarregados de educação.

A sessão de apresentação do “+ Cidadania” para os encarregados de educação decorrerá entre as 18h30 e as 19h30 e será dinamizada pela equipa técnica da Lusoinfo Multimédia, empresa responsável pela gestão da plataforma e formação. Os encarregados de educação interessados em participar na sessão deverão fazer a sua inscrição através do link:

https://forms.office.com/Pages/ResponsePage.aspx?id=n4ggrYoxYkCGmjB5zal0RBX8tODmFO5Ov2Oxdl-u4_dUMFkzSUdPRVhJMkZRSVNTVEVHTUtGOEVYQi4u

Integrado na Plataforma “+ Cidadania, este ano letivo arrancou o projeto piloto “Ensinar e Aprender Português”, que abrange 10 turmas e cerca de 170 alunos do 1.º e 2.º anos de escolaridade. Trata-se de mais um recurso tecnológico para a aprendizagem do Português, pensado para assegurar também o ensino a distância. As atividades disponíveis visam a aprendizagem, recuperação e consolidação dos conteúdos nas áreas da leitura e da escrita.

Contribuindo também para a promoção do sucesso educativo, o Projeto Intermunicipal “No poupar está o Ganho!” conta com a participação de 8 turmas, do 3.º e 4.º anos de escolaridade, num total de 161 alunos, e tem por objetivo promover a literacia financeira junto dos alunos do 1º Ciclo, através da plataforma de e-learning de educação financeira disponibilizada para alunos e professores inscritos.

Por fim, na Educação Pré-escolar, o Projeto Municipal de Expressões (Projeto de Educação Musical e Projeto de Expressão Físico-Motora) continua a sua dinâmica, também na modalidade de ensino à distância, em regime de coadjuvação, nas escolas da educação pré-escolar dos dois agrupamentos do concelho, com grande recetividade por parte das educadoras do concelho, abrangendo cerca de 500 crianças.

Mantendo o diálogo e a comunicação contínua e em proximidade com todos os agentes educativos, o Município continua a colaborar com as escolas encontrando respostas para as necessidades e situações emergentes e definindo novas estratégias para intervir com os alunos e as famílias à distância, contribuindo para a inclusão social e para a promoção do sucesso educativo, em linha com os eixos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

Sessao_Plataforma+Cidadania 02.03.2021.jpg

CÂMARA OFERECE PELO SEGUNDO ANO CONSECUTIVO ESCOLA VIRTUAL A CERCA DE MEIO MILHAR DE ALUNOS E PROFESSORES DO 1º CICLO DO CONCELHO DE CAMINHA

A Câmara Municipal de Caminha, no âmbito do projeto School4All-Caminha, ofereceu, pelo segundo ano consecutivo, a cerca de meio milhar de alunos do 1º ciclo e professores do Agrupamento Sidónio Pais as credenciais de acesso à Escola Virtual, uma plataforma educativa digital, com o objetivo de promover o sucesso escolar no concelho. Para a vereadora Liliana Ribeiro “a aposta na Educação, por parte do Município, é uma das grandes prioridades. Para tal, o Aluno está no centro de toda a ação, as decisões tomadas vão sempre de encontro aos interesses e motivações das nossas crianças, caminhando na promoção do sucesso escolar e pessoal.” Sobre a utilização das plataformas digitais, Liliana Ribeiro defende que “é importante, desde logo, que as nossas crianças e jovens dominem as novas tecnologias, um dos grandes potenciadores do desenvolvimento cognitivo e um dos principais atores de inclusão e interação social.”

Desde o início de janeiro, os alunos do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas Sidónio Pais dispõem de mais um recurso educativo, apelativo e totalmente adequado à era digital em que vivemos e com muita utilidade neste contexto de ensino à distância. A Escola Virtual é uma plataforma de estudo orientada para alunos do século XXI, que proporciona uma metodologia baseada na adaptação de tecnologias avançadas, permitindo a utilização, em computador e dispositivos móveis, de conteúdos educativos digitais e interativos relacionados com os currículos escolares.

A oferta desta plataforma digital enquadra-se na visão estratégica do Município de dotar a comunidade escolar de competências e ferramentas necessárias, indispensáveis ao sucesso na realidade da sociedade atual. De facto, numa era em que as crianças são “digitais”, esta plataforma é um bom incentivo para lhes despertar o gosto e a curiosidade pelo conhecimento, pela aprendizagem, pelo estudo.

O School4All é mais um investimento na educação e formação dos alunos do concelho. Este projeto é cofinanciado em 85% pelo Fundo Social Europeu, sendo a restante quantia assumida pelo Município de Caminha. Resulta de uma candidatura aprovada no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte, Norte 2020, submetido ao eixo prioritário 8: educação e aprendizagem ao longo da vida, no montante 265,905 €, financiado em 85% pelo Fundo Social Europeu.

MUNICÍPIO DE BRAGA ENTREGA 300 WEBCAMS AOS ESTABELECIMENTOS DE ENSINO DO CONCELHO

Investimento no reforço do parque tecnológico das escolas

O Município de Braga continua a apostar no reforço do parque tecnológico das suas escolas e, consequentemente, em dar mais e melhores ferramentas de trabalho à comunidade educativa.

Webcamsbraga.jpg

Assim, para além dos computadores, tablets e equipamentos de internet móvel entregues em Novembro e Janeiro, procedeu-se esta semana à entrega de 300 webcams aos estabelecimentos de ensino, de forma a colmatar os constrangimentos sentidos no que diz respeito ao ensino à distância.

Para a Vereadora da Educação, Lídia Dias, à semelhança do que aconteceu em Março de 2020, com o encerramento dos estabelecimentos escolares e a adopção do ensino à distância, o Município de Braga pretende ´dar continuidade a acções que contribuam para a diminuição das assimetrias sociais, acentuadas com a situação que o país atravessa´.

“A educação é, também, uma prioridade. Não podemos ficar indiferentes aos desafios e constrangimentos que se colocam a alunos, pais, encarregados de educação, professores e às escolas. Isso reflecte-se na excelente articulação e diálogo estabelecido com os Agrupamentos de Escolas, para que todos os alunos tenham as ferramentas necessárias para a continuidade das aprendizagens, mesmo com o ensino à distância”, sublinha Lídia Dias.

Todos os equipamentos são cedidos a título de empréstimo. Assim, num exercício de co-responsabilidade, cabe aos Agrupamentos de Escola a melhor gestão dos materiais, bem como aos pais e encarregados de educação o melhor uso da internet e demais equipamentos informáticos.

FAMALICÃO DISTRIBUI MAIS 374 EQUIPAMENTOS PARA AJUDAR ALUNOS NO ENSINO ONLINE

Município fornece também mais de 300 refeições por dia

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em articulação com a Federação Concelhia das Associações de Pais – FECAPAF e com as escolas do concelho, já distribuiu até ao momento 374 equipamentos informáticos (computadores e tabletes) e 300 acessos à internet (com tráfego ilimitado), para que os alunos do concelho vejam asseguradas as condições necessárias e exigidas pelo ensino à distância.

Computadoresfamal.jpg

De acordo com o vereador da Educação do município, Leonel Rocha, “no início do confinamento o número de solicitações de equipamentos informáticos foi muito grande e com esta medida conseguimos responder aos casos mais prioritários”.

Por outro lado, a autarquia está também atenta às necessidades dos alunos e das famílias, nos que diz respeito á alimentação, estando neste momento a servir, diariamente, mais de 320 refeições escolares, a maioria em regime de “take-away”.

À semelhança do que aconteceu em março do ano passado, a autarquia voltou a assegurar as refeições escolares, mantendo a medida enquanto vigorar a suspensão das atividades letivas O apoio destina-se a todos os estudantes do pré-escolar ao secundário integrados nos escalões A e B, mas é também válida para todos os alunos que, justificadamente, necessitem deste apoio.

O pelouro da Educação da Câmara Municipal continua ainda a assegurar o apoio a toda a rede escolar, concretamente com os seus recursos humanos (docentes, psicólogos, terapeutas da fala, terapeutas ocupacionais e assistentes sociais) no acompanhamento de alunos referenciados com dificuldades de aprendizagem.

Os projetos educativos disponibilizados pelo Município, através do Portal da Educação (www.famalicaoeducativo.pt), estão a ser cada vez mais utilizados em contexto de sala de aula e também pelos pais e encarregados de educação que, durante o confinamento, aí encontram soluções para que os seus filhos aprendam de forma lúdica. Para explicar aos pais e encarregados de educação como utilizarem estas ferramentas educativas, já se realizaram duas sessões de formação, online, com centenas de participantes.

A gravação destas sessões está disponível na página do Famalicão Educativo, no Facebook (www.facebook.com/famalicaoeducativo).

ESPOSENDE ATRIBUI BOLSAS DE ESTUDO AOS ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR

Município de Esposende garante até 40 Bolsas de Estudo para o Ensino Superior

No âmbito das suas políticas educativa e social, o Município de Esposende continua a garantir apoio aos estudos a nível superior dos jovens do concelho, oriundos de estratos sociais desfavorecidos.

_DSC5539.JPG

Neste sentido, em reunião do executivo, a Câmara Municipal deliberou atribuir, no presente ano letivo, até 40 Bolsas de Estudo, no valor nominal de 600 euros, o que poderá corresponder a um investimento total de 24 mil euros.

Ciente das dificuldades que algumas famílias enfrentam, em alguns casos agravadas pelo contexto da pandemia Covid 19, e com o intuito de fomentar a igualdade de oportunidades, o Município tem mantido esta medida, que se enquadra também no cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU. Trata-se, pois, de um importante contributo para que estes jovens possam obter formação académica de nível superior.

O prazo de candidatura decorrerá de 1 a 31 de março, sendo que o regulamento e o formulário de candidatura estarão disponíveis no Portal do Município, em www.municipio.esposende.pt, na área do Balcão Virtual. A candidatura, devidamente instruída com os documentos exigidos, deverá ser submetida on line.

De acordo com o regulamento, os bolseiros irão desenvolver trabalhos de índole social, ambiental, administrativa, cultural e/ou desportiva na Autarquia, durante um período de 22 dias úteis/154 horas, no período de férias letivas, uma experiência que os beneficiários têm considerado muito positiva e bastante enriquecedora, na medida em que lhes possibilita um primeiro contacto com o mundo laboral e, em muitos dos casos, com a sua área de formação.

DSC09658.JPG

_DSC5498.JPG

AMARES APOIA ENSINO À DISTÂNCIA

Município de Amares apoia ensino à distância através da oferta de internet para alunos com necessidades comprovadas

Numa altura em que o ensino à distância regressou, fruto do agravamento da situação epidemiológica em Portugal, a Câmara Municipal de Amares volta a apoiar, através da oferta de internet móvel, mais algumas dezenas de alunos do concelho, com necessidades comprovadas.

A distribuição vai ser feita de acordo com um levantamento das necessidades existentes, efetuado pelo próprio Agrupamento de Escolas, que tem estado em articulação com o Município de Amares para reunir todos os esforços no sentido de garantir que o ensino à distância decorra com todas as condições de trabalho.

Recorde-se que já na altura do primeiro confinamento geral, que levou à suspensão das aulas presenciais, a Câmara de Amares tinha apoiado mais de uma centena de alunos com acesso gratuito a internet móvel.

IMG-20210210-WA0004.jpg

CÂMARA DE CAMINHA DISPONIBILIZA 126 COMPUTADORES E 45 ROUTERS PARA O ENSINO À DISTÂNCIA

Apoio municipal junta-se aos 76 portáteis já entregues pelo Ministério da Educação aos alunos do Ensino Secundário

A Câmara Municipal de Caminha disponibilizou 126 computadores e tablets ao Agrupamento de Escolas Sidónio Pais para apoiar os alunos no regresso ao ensino à distância. Aos equipamentos, juntam-se 45 routers de acesso à internet por banda larga que vêm colmatar situações em que o agregado não tem ou não pode aceder à internet por vias particulares. De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, “neste regresso às aulas a partir de casa, não poderíamos deixar de estar ao lado das famílias, dos pais e professores e fomos até onde nos pediram para ir com os recursos que temos. O material que temos é emprestado às famílias de acordo com os nomes que nos são identificados pelo Agrupamento, dando prioridade aos alunos dos ciclos mais avançados e oriundos de famílias com mais dificuldades económicas”.

Os equipamentos municipais juntam-se aos 76 computadores que o Ministério da Educação já entregou ao Agrupamento para o Ensino Secundário a alunos com escalão, sendo parte de um kit que inclui auscultadores com microfone, uma mochila, um hotspot e um cartão SIM para a ligação à rede móvel com 2GB. Para o autarca de Caminha, “o esforço nesta terceira vaga é muito maior, quer para professores, quer para alunos e famílias. E, por isso, também incrementamos o nosso apoio, com mais equipamentos e melhor acompanhamento. Ao longo dos próximos dias admitimos poder ir mais longe se forem identificadas mais necessidades por parte do Agrupamento mas também esperamos que o Ministério da Educação faça a sua parte porque faltam entregar muitos dos computadores que foram prometidos”.

No primeiro dia de aulas à distância, a Câmara Municipal de Caminha confecionou 194 refeições que entregou em casa de alunos carenciados e nas escolas de acolhimento do concelho que têm, neste momento, 15 crianças a seu cuidado. O Município assegura também o transporte de material escolar em suporte de papel através da Rede Complementar de Apoio que distribui alimentos, medicamentos e outros bens essenciais pela população do concelho.

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE DISPONIBILIZA 426 COMPUTADORES E ACESSO À INTERNET AOS ALUNOS

O Município de Esposende disponibilizou computadores e equipamentos de conetividade à Internet a alunos do concelho, para poderem acompanhar as atividades educativas através dos meios digitais, decorrente da suspensão do seu modelo presencial, em virtude do confinamento decretado para controlar a pandemia da COVID-19. Em conformidade com o Decreto n.º 3-D/2021, de 29 de janeiro, que regulamenta o atual estado de emergência, foram determinadas diversas medidas, entre as quais se inclui, a partir do dia 8 de fevereiro, a retoma, em regime não presencial, das atividades educativas e letivas dos estabelecimentos de educação e ensino públicos, particulares e cooperativos e do setor social e solidário, de educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário.

Alunos_computadoresespos.jpg

Neste sentido, em estreita articulação com os Agrupamentos de Escolas António Correia de Oliveira e António Rodrigues Sampaio, assim como com a Escola Secundária Henrique Medina, o Município de Esposende cedeu aos alunos abrangidos pelos Escalões A e B, ao nível da Ação Social Escolar, de forma temporária, equipamentos informáticos e dispositivos de acesso à Internet, a alunos posicionados nos referidos Escalões, que não os possuíam, medida que se prolongará até que seja retomado o ensino presencial. A medida abrange alunos de todo o ensino básico, da rede pública, complementando as medidas de apoio do Governo, a este nível, que priorizou os alunos dos Escalões A e B do ensino secundário.

No total, foram cedidos 426 computadores, com os quais o Município havia apetrechado as escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico para a o desenvolvimento do projeto “Edu@Esposende”, assim como 142 hotspots de acesso à internet, de forma a proporcionar a esses alunos o acesso ao Ensino à Distância.

Através deste apoio aos alunos, às famílias e, no fundo, a toda a comunidade educativa, o Município de Esposende renova a sua marca de Município Educador, onde a preocupação com a equidade no acesso à aprendizagem e a promoção de uma educação de qualidade para todos se assumem como grandes prioridades de ação, enquadrando-se tais desígnios nos eixos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

CERVEIRA ENTREGA COMPUTADORES A ALUNOS DO ENSINO BÁSICO

Entregues mais 10 computadores portáteis para alunos do ensino básico do concelho

Resultado da parceria na produção de eletricidade renovável entre o Município de Vila Nova de Cerveira e a empresa Empreendimentos Eólicos do Vale do Minho no âmbito (EEVM), foram hoje entregues mais 10 computadores portáteis ao Agrupamento de Escolas do concelho para dar apoio ao ensino à distância, que vai ser retomado no próximo dia 8 de fevereiro.

Computadores EEVM.jpg

Imbuído de um compromisso de responsabilidade social para com o desenvolvimento económico-social da região do Alto Minho, o Grupo EEVM tem apoiado, voluntariamente, diversas iniciativas de carácter cultural e ambiental, alargando agora a sua prática à área educativa.

A entrega de 10 computadores portáteis visa contribuir para uma resposta mais eficaz e atempada às necessidades sociais mais prementes dos pequenos munícipes, nomeadamente no acesso ao ensino à distância durante a atual situação de calamidade pública provocada pela Covid-19.

Já no primeiro confinamento, em abril passado, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira disponibilizou às famílias mais carenciadas cerca de 50 portáteis e tablets a título de empréstimo, complementados com o respetivo router de acesso à rede de internet disponibilizada pelas juntas de freguesia.

Com o regresso do ensino à distância a partir da próxima segunda-feira, e mediante as necessidades elencadas pela direção do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, a Câmara Municipal encetará os esforços indispensáveis para garantir que o ensino à distância chegará a todos os alunos do concelho.

Não obstante, a autarquia vai continuar a assegurar as refeições escolares a todos os alunos que se enquadram nos critérios de apoio social definidos pelo Governo, assim como o edifício sede do Agrupamento de Escola de Vila Nova de Cerveira vai manter-se de portas abertas para funcionar como local de acolhimento dos filhos menores de 12 anos, cujos pais trabalhem num dos 32 serviços considerados essenciais (Decreto-Lei n.º 10-A/2020).

ESCOLAS DE VILA VERDE PARTICIPAM NO 1º FÓRUM NACIONAL DO CENTRO DE EXPOSIÇÕES DOS CLUBES DE CIÊNCIA VIVA NA ESCOLA

Escolas do Concelho de Vila Verde marcam presença online no 1º Fórum Nacional do Centro de Exposições dos Clubes de Ciência Viva na Escola

Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, dá testemunho sobre esta participação a nível nacional.

CC Centro de Exposi__es do F_rum Nacional Clubes d

Se não teve oportunidade de assistir em direto à apresentação do 1º Fórum Nacional de Clubes Ciência Viva na Escola, tem agora a oportunidade de fazê-lo a qualquer momento, numa visita virtual que estará disponível pelo período de um ano.

Nestas visitas poderá inteirar-se do trabalho desenvolvido pelo Clube nº 17, "Ciência(s) Bora Lá(b)! do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva e pelo Clube nº 24, “No Pico da Ciência”, do Agrupamento de Escolas de Vila Verde.

Ao visitar estes dois Clubes pode perceber o trabalho neles desenvolvido, assim como os parceiros que com eles colaboraram.

São inúmeras as iniciativas disponíveis neste Fórum!

Comece pelo átrio e escolha a direção que quer tomar! Nos diferentes espaços encontrará uma diversificada oferta.

Se tomar a direção “Centros de Exposições” encontrará os Clubes de Ciência Viva na Escola e seguindo a orientação “norte”, encontrará o Clube nº 17, "Ciência(s) Bora Lá(b)! do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, em https://clubescienciaviva.virtualarena.pt/space/atrio/centro-de-exposicoes/clubes/norte/ciencias-bora-lab/

e o Clube nº 24, “No Pico da Ciência”, do Agrupamento de Escolas de Vila Verde em https://clubescienciaviva.virtualarena.pt/space/atrio/centro-de-exposicoes/clubes/norte/no-pico-da-ciencia/ , ambos parceiros da Casa do Conhecimento de Vila Verde, nomeadamente para a concretização das duas edições da Feira de Ciência & Tecnologia.

Destacamos o testemunho da Sra Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social do Município de Vila Verde, Dra. Júlia Fernandes na mais valia da parceria entre a Casa do Conhecimento de Vila Verde e os os Clubes de Ciência Viva destes dois Agrupamentos de Escolas do concelho.

No seu testemunho, a autarca referiu «A Casa do Conhecimento de Vila Verde tem uma parceria muito ativa com os Clubes Ciência Viva do Agrupamento de Escola de Moure e da Ribeira e do Agrupamento de Escola do Vila Verde. Estas parcerias tem levado à realização de múltiplas atividades sendo que as mais expressivas é a realização das Feiras de Ciência e Tecnologia, sendo que este ano, devido à situação pandémica, transformamos esta ediçãonum formato online e teve um público aderente de cerca de 2500 pessoas, que participaram de norte a sul do país. Foi de facto interessantíssimo ver como as nossas escolas e os nossos agrupamentos se envolveram neste projeto. Parabéns às nossas escolas, parabéns aos nossos alunos e parabéns aos Clubes Ciência Viva, vamos continuar com estas parcerias, pois assim chegamos sempre mais longe.»

CC Centro de Exposi__es do F_rum Nacional Clubes d

CC Centro de Exposi__es do F_rum Nacional Clubes d

ARCOS DE VALDEVEZ DIMINUI TAXAS DE RETENÇÃO E DESISTÊNCIA ESCOLAR NO ENSINO BÁSICO

Arcos de Valdevez é um dos municípios que apresenta taxas mais baixas de retenção e desistência escolar no Ensino Básico.

De acordo com um estudo sobre o programa “Norte - Educação - CCDR-N”, a taxa de retenção escolar no ensino básico, em Arcos de Valdevez desceu para 1,6%, localizada, significativamente, abaixo da média do território Continente, que ficou nos 3,7%.

O Município de Arcos de Valdevez congratula os alunos, professores, encarregados de educação e toda a comunidade educativa por estes resultados. A Câmara Municipal congratula-os por estes resultados uma vez que tem trabalhado em parceria com a comunidade escolar na melhoria do parque escolar de Arcos de Valdevez e na melhoria das condições de conforto e bem-estar de toda a comunidade escolar, nomeadamente em obras nos estabelecimentos de ensino, em transportes escolares, refeições e auxílios económicos a alunos do concelho.

VILA VERDE VAI TER CENTRO DE PROMOÇÃO DA GASTRONOMIA

EPATV: Alunos de Restauração no lançamento da primeira pedra no Centro de Promoção da Gastronomia e Ciências Gastronómicas

Irina Silva e Francisco Lopes, alunos dos Cursos Técnico de Restaurante/Bar e Técnico de Cozinha/Pastelaria, respetivamente, estiveram hoje, dia 8 de janeiro, presentes no Lançamento da Primeira Pedra do Centro de Promoção da Gastronomia e Ciências Gastronómicas de Vila Verde.

IMG_3637.jpg

Esta ação faz parte do plano de Requalificação do Edifício da Antiga Escola Primária de Vila Verde e contou com a ilustre presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, bem como do Presidente da Câmara de Vila Verde, António Vilela, do arquiteto deste projeto municipal, Luís Peixoto, e ainda vários membros da autarquia e da GNR de Vila Verde.

A abertura da sessão foi dinamizada pela Academia de Música de Vila Verde e os alunos da EPATV colocaram na Primeira Pedra o Auto assinado pela Ministra e o Presidente do Município.

António Vilela agradeceu a participação dos alunos da EPATV, relembrando o nível e boa reputação que os cursos de restauração mantêm ao longo dos anos, enquanto Ana Abrunhosa enalteceu a presença da Escola Profissional Amar Terra Verde e deixou o desejo de que, no futuro, esta instituição possa desenvolver várias investigações gastronómicas neste Centro.

IMG_3652.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIZELA REUNIU COM AGRUPAMENTOS DE ESCOLAS

Ao longo dos últimos meses, e tendo em atenção a situação do surto epidémico, a Câmara Municipal implementou o Programa de Apoio Municipal  VIZELA COVID-19, um conjunto de medidas para assegurar o combate ao surto, o estímulo à recuperação económica e a proteção social, para ajudar quem mais precisa e para retomar, tão rapidamente quanto possível, o fulgor que caracteriza o concelho de Vizela, mas que apenas se tornaram possíveis pela abertura da sociedade civil e a respetiva colaboração em torno desta causa.

REUNIÃO AGRUPAMENTOS.jpeg

Assim, e tendo em atenção a evolução da pandemia de Covid-19, a Câmara Municipal está a elaborar um novo Plano de Contingência para esta 5ª fase, que se iniciou com a realização de testes antigénio aos funcionários e professores de creches, jardins-de-infância e escolas do 1.º ciclo da rede pública e privada do Concelho. A Câmara Municipal testou também todos os funcionários da Autarquia e terminou o regime de espelho.

O objetivo da realização dos testes é criar condições de segurança, em especial para esbater a propagação do surto associada a esta nova realidade, aferindo quem possa estar infetado e desta forma evitar a propagação, entre a comunidade vizelense.

No seguimento da preparação deste novo Plano, o Presidente da Câmara Municipal reuniu com os Agrupamentos de escolas para avaliar todas as medidas já implementadas neste ano letivo, assim como avaliar também todas as condicionantes de regresso às escolas para o início do 2ª período, face às contingências do COVID-19.

A Câmara Municipal continua a acompanhar atentamente o evoluir da pandemia no Concelho irá continuar a tomar todas as medidas necessárias para informar a população e apoiar as várias instituições para fazer face às necessidades acrescidas vividas neste momento, efetuando também uma reavaliação diária das medidas de prevenção adotadas e a adotar de modo a prevenir e conter a respetiva propagação.

REDE DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE FAMALICÃO COM 400 MIL HORAS DISPONÍVEIS PARA MAIS DE 2O MIL PESSOAS

Formação modular certificada gratuita vai estar disponível no concelho no biénio 2021-2022, distribuída por 431 unidades de formação

Mais de 20 mil cidadãos ativos (empregados e desempregados), com idade igual ou superior a 18 anos, sem qualificação adequada para inserção ou progressão no mercado de trabalho, ou que pretendam uma requalificação profissional, vão poder melhorar as suas qualificações através das mais de 400 mil horas de formação modular certificada gratuita que vão estar disponíveis no concelho no biénio 2021-2022, distribuídas por 431 unidades de formação.

AFS_9626.jpg

As Formações Modulares Certificadas são formações organizadas em unidades de formação de curta duração de 25 ou 50 horas, capitalizáveis para a obtenção de uma ou mais qualificações definidas no Catálogo Nacional de Qualificações.

A Escola Profissional Forave, a Escola Profissional CIOR, a Didáxis de Riba Ave, o CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário, a CESPU - Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário, a ACIF – Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão, as entidades formadoras privadas Associação de Moradores das Lameiras, ACIP, GTI, Bombeiros Voluntários Famalicenses e o Cenfim, sediado na Trofa, são as entidades que integram a Rede de Educação e Formação de Vila Nova de Famalicão.

A formação aprovada vai de encontro às necessidades diagnosticadas no território pelo município, empresas e instituições educativas. As unidades de formação vão desde as mais técnicas, relativas a um setor de atividade, como o têxtil, a metalomecânica e o agroalimentar, às mais abrangentes como iniciação de línguas, novas tecnologias, comportamentais e marketing, entre outras.

As inscrições devem ser efetuadas junto de cada uma das entidades formadoras referidas ou, então, através do Centro Qualifica de Famalicão http://www.famalicaoeducativo.pt/_centro_qualifica_apresentacao

ISAVE RENOVA ACREDITAÇÃO ERASMUS ATÉ 2027

O ISAVE – Instituto Superior de Saúde - acaba de receber a aprovação da candidatura efetuada à Comissão Europeia para continuar a ser uma entidade acreditada para o programa Erasmus+.

IMG_2296 erasmus.jpg

Ser uma instituição acreditada significa fazer parte de um projeto maior, de uma ideia que visa o desenvolvimento e a melhoria do sistema de educação e formação na Europa de forma permanente e contínua.

As instituições acreditadas são reconhecidas pelos seus parceiros pela qualidade das suas atividades, pela mais valia que trazem, criando deste modo as bases para o estabelecimento de parcerias mais longas e duradouras.

O ISAVE obtém a renovação da sua acreditação com a classificação máxima de 100 pontos atribuída pela Comissão Europeia, o que proporciona a oportunidade de olhar para o futuro a longo prazo com a elaboração de um plano estratégico de desenvolvimento da instituição, ou seja, um Plano Erasmus, deixando de lado a perspetiva de curto prazo assente nos detalhes da gestão das atividades.

A longo prazo, a Comissão Europeia (CE) espera que os períodos de mobilidade apoiados através do processo de acreditação contribuam de forma decisiva para a criação de um Espaço Europeu de Educação. Neste cenário, o Programa Erasmus ganha destaque e posiciona-se no centro de toda esta mudança, estando o ISAVE devidamente preparado para fazer face a este desafio.

CASA DA JUVENTUDE DE FAMALICÃO ENTRA EM 2021 COM NOVO CICLO FORMATIVO

Primeira ação de capacitação do programa “Viveiro de Ideias” decorre de janeiro a junho

A Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão vai promover um novo ciclo formativo para que os jovens do concelho se sintam melhor preparados na procura de novas oportunidades de emprego e na gestão das suas carreiras profissionais.

Viveiro de Ideias Gerador.jpg

A sessão de arranque da iniciativa, promovida no âmbito do programa “Viveiro de Ideias Gerador”, decorre já este mês. O primeiro workshop deste ciclo formativo está agendado para o dia 30 de janeiro, entre as 09h00 e as 13h00, é dedicado ao tema “Empreendedorismo criativo para jovens” e é dinamizado pela Academia das Emoções.

Nesta primeira sessão serão abordados novos caminhos de mudança para o empreendedorismo, de forma a estimular o jovem empreendedor a assumir mudanças necessárias à concretização dos seus planos de ação, bem como a introdução ao intra-empreendedorismo e inter-empreendedorismo, a carta da vida relacional do empreendedor, a criatividade do empreendedor e os seus “seis novos sentidos”.

A inscrição na ação é obrigatória e poderá ser submetida entre os dias 18 e 28 de janeiro no Portal da Juventude, em www.juventudefamalicao.org.

Refira-se ainda que este primeiro ciclo formativo do “Viveiro de Ideias Gerador” vai decorrer até junho, com um total de 6 ações de formação, workshops, oficinas e encontros onde serão abordadas temáticas como o empreendedorismo, a comunicação corporal e o marketing intra e interpessoal.

“O mundo do trabalho está cada vez mais exigente e a aquisição de competências técnicas já não é suficiente para garantir um lugar de relevo no mercado de trabalho e as organizações e empresas começam a procurar, cada vez mais, profissionais que apresentem atitudes, comportamentos e competências transversais que os distingam uns dos outros, as denominadas softskills”, pode ler-se no texto de apresentação desta ação de capacitação.

Estimular atitudes e competências empreendedoras e criativas; proporcionar aos jovens acesso a informação promotora de conhecimentos sobre educação, formação ao longo da vida e emprego, que permita a realização de escolhas  decisões informadas; promover o desenvolvimento de competências transversais softskills para a melhor integração no mercado de trabalho e apoiar os jovens ao nível de conhecimentos, metodologias e instrumentos relacionados com a criação e desenvolvimento de ideias/projetos inovadores são os principais objetivos do programa “Viveiro de Ideias Gerador”.

BARCELOS QUALIFICA PROFISSIONAIS DA RESTAURAÇÃO PARA PROMOÇÃO DA GASTRONOMIA LOCAL

O Município de Barcelos, em parceria com o Turismo de Portugal e através da Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo, promoveu três ações de formação tendentes a melhorar a qualificação do setor da restauração e do turismo, nomeadamente ao nível da ligação dos vinhos com a gastronomia local, com enfoque na especialidade gastronómica tradicional que é o galo assado.

A formação, que se realizou na modalidade de formação à distância, na qual o Turismo de Portugal se especializou, incidiu na área das línguas (em concreto, o Inglês técnico) e no marketing. Integra o programa "Amar o Minho" e "Minho Região Europeia da Gastronomia 2016".

Estas ações de formação contam com mais de meia centenas de profissionais do setor do turismo e restauração locais e têm como objetivo qualificar e melhorar as competências dos recursos humanos do setor, por forma a melhorar a qualidade da experiência de quem visita Barcelos, aumentar os níveis de qualidade do serviço e diversificar as estratégias de promoção gastronómica.

Integra este conjunto de acções a criação de um caderno de especificações do galo assado, enquanto iguaria gastronómica, no sentido de sustentar a sua classificação como produto tradicional português, alavancado nos produtos das terras e nas raças de galináceos mais comuns no Minho, ou seja, os argumentos que fazem desta iguaria um elemento diferenciador do território de Barcelos.

Está também a ser criado um storytelling do galo assado, individualizado para cada peça vendida nos restaurantes de Barcelos, que conta a história associada a esta iguaria e ao Caminho de Santiago, estruturando-se, assim, uma ferramenta que a diferencia e lhe confere um caráter individualizado em termos de promoção, na medida em que cada storytelling será assinado pelo chefe do restaurante onde o consumo é efetuado. Trata-se de um certificado de experiência gastronómica único e inovador.

Está ainda prevista a realização de workshops técnicos sobre esta iguaria, a realizar no primeiro trimestre de 2021, envolvendo todos os que ao longo dos últimos 15 anos fizeram do Concurso Galo Assado uma referência de qualidade em termos nacionais.

Pretende-se encetar o processo de qualificação do Galo Assado, de acordo com um caderno de especificações da iguaria que contemple a sua base e as variantes existentes e, ao mesmo tempo, qualificar os agentes da restauração que promovem esta iguaria.

De notar que já em fevereiro de 2020 foi realizado, no âmbito deste programa, um workshop promocional do Galo Assado, na Feira de Gastronomia e Turismo – Xantar, em Ourense, Espanha, promovido pelo Chefe Nuno Amorim, do restaurante Pedra Furada, que promoveu a excelência do prato e a sua ligação à lenda do Galo e ao Caminho de Santiago.

PAREDES: FORMANDOS DA DIE APFEL LÊEM CONTO DE NATAL A IDOSOS, ATRAVÉS DO ZOOM

A Die Apfel está a desenvolver um Curso de Aprendizagem de Técnicas Comerciais em Paredes, financiado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional, POCH, Portugal 2020 e União Europeia/FSE.

Associação Social e Cultural de Louredo.jpg

No âmbito daquele Curso a formadora Célia Estrada organizou uma atividade intergeracional, que pressupôs a leitura de um conto de Natal, por parte dos formandos, aos Idosos da Associação Social e Cultural de Louredo.

Esta iniciativa teve como objetivo promover um momento de interação entre os jovens formandos e os idosos, assim como combater o isolamento que a pandemia acarretou.

De facto, referiu Benedita Aguiar, diretora da Die Apfel, “Podemos e devemos amenizar o impacto do isolamento físico que a pandemia impos, utilizando as novas tecnologias. Assim, minimizamos a sensação de isolamento que poderemos sentir”. Foi esta a perspetiva que sustentou a presente iniciativa.

NATAL NA EPATV

A Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) encerrou as atividades do primeiro trimestre com atividades culturais e solidárias que se traduziram na recolha de uma tonelada de alimentos oferecidos pelos cerca de 700 alunos, professores e colaboradores para ajudar 52 famílias carenciadas.

IMG_3567.jpg

Esta recolha de alimentos deixou o Diretor João Luís Nogueira com uma sensação mista de constrangimento  — devida às limitações da Covid — e de felicidade — gerada pela fortíssima solidariedade que a EPATV revelou porque “é este espírito de união que mais nos reconforta” nesta “manifestação de amizade e de alegria”. “Esta faceta solidária e voluntária permite que as nossas famílias possam ter um Natal mais feliz e esta recolha constitui um grande momento da EPATV como Escola Inclusiva”.

SER ESCOLA SOLIDÁRIA É O NOSSO MAIOR TRUNFO

“Ser escola inclusiva é o nosso maior e melhor trunfo. Ser solidário é tão importante como saber apertar um parafuso e é uma grade marca que não podemos ignorar” … sustentou João Luís Nogueira.

O Diretor da Escola agradeceu “o excelente trabalho feito com os nossos alunos de que são prova os prémios conquistados em concursos externos”, dando o exemplo da Andreia Costa (Minho Young Chef Awards — MYCA) conquistado em Braga, no dia 17 de dezembro, na classe de Chefe de Sala e Bar, bem como o Prémio Território MYCA conquistado pelo André Sobral, na categoria de Cozinha, depois de terem vencido a prova na CIM Cávado.

Estes prémios externos— assegura João Luís Nogueira — “reconhecem a credibilidade e competência da Escola porque a nossa missão é realizar os sonhos dos nossos alunos e estes prémios trazem-nos a vontade de fazer mais e melhor”.

João Luís Nogueira concluiu com um apelo duplo: por um lado, “à celebração do animo e da coragem”, e, por outro, “à participação de todos na melhor forma de decisões para o futuro porque este está nas vossas mãos e não nas mãos do chefe”.

O programa abriu de forma estrondosa, com todos os alunos — nas suas salas de aula — a entoarem, ao mesmo tempo, a canção “A todos um bom Natal”, servindo de aperitivo para um espetáculo por um Sexteto de Sopros da Hymnus — empresa de produções artísticas com experiência de eventos corporativos e concertos — no hall de entrada da Escola.

A jornada não se resumiu a músicas, prémios e discursos, sendo marcada pela campanha de cabazes de Natal, organizada pelo Grupo de Voluntariado da EPATV, que são distribuídos na próxima semana às famílias carenciadas de alunos da EPATV— revelou o prof. José Dantas que, com a prof. Paula Costa, coordenou esta iniciativa que se consolida a cada ano que passa.

Após intervalo para almoço, seguiu-se a atuação do Sexteto de Sopros na abertura da cerimónia de troca de prendas, no Auditório da EPATV, seguindo-se a apresentação da música de natal do Centro Qualifica da EPATV.

A sessão incluiu a entrega de prémios do concurso de Quadras de Natal, cuja vencedora foi Paula Conceição Azevedo, formanda do curso EFA Cozinha.  Aconteceu ainda a atuação do Centro Qualifica e a inauguração da exposição “Covid com Arte”, criada pelo prof. Rui Silva. A jornada encerrou com a atuação do Sexteto de Sopros.

IMG_3490.jpg

IMG_3537.jpg

IMG_3543.jpg