Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO REFORÇA INVESTIMENTO NA ATRIBUIÇÃO DAS BOLSAS DE ESTUDO

Autarquia investe 183 mil euros no apoio a 283 jovens universitários

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão reforçou, este ano, o investimento na atribuição das bolsas de estudo ao ensino superior, passando dos 178 mil euros em 2018 para cerca de 183 mil euros, beneficiando 283 estudantes, mais dez do que no ano passado. Os apoios atribuídos oscilam entre os 1100 euros e os 500 euros.

Cerimónia da entrega das bolsas de estudo.jpg

A proposta para a atribuição deste “apoio fundamental para os jovens e famílias” foi aprovada por unanimidade, na reunião do executivo municipal que se realizou esta quinta-feira.

“Ano após ano estamos disponíveis para perceber se é ou não necessário ir mais longe na atribuição dos apoios”, adiantou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, salientando que“hoje em dia apoiamos mais jovens, porque eles estão melhor informados acerca dos apoios existentes, muito graças ao trabalho desenvolvido pelo município, através da divulgação das iniciativas, que tem levado a informação até todos, o que é ótimo, pois não queremos que ninguém fique de fora dos apoios por falta de informação”.

Por outro lado, segundo o autarca “atualmente, estamos a chegar cada vez mais longe, estamos a apoiar também os novos cursos Técnicos Superiores Profissionais, alargando assim a área de ação dos apoios”.

De resto, Paulo Cunha salienta que “o sucesso educativo dos famalicenses é muito importante para o futuro do nosso concelho, pois a presença de grandes empresas em Famalicão exige mão-de-obra qualificada e a qualificação consegue-se com o aprofundamento dos estudos”. Além disso,“com este apoio a Câmara Municipal dá um sinal de justiça social à comunidade, sendo intérprete da vontade do concelho”.

Desde 2013, o investimento municipal concedido às bolsas de estudo para o ensino superior já aumentou em mais de 50 por cento, sendo que a verba municipal passou de 120 mil euros, em 2013, para cerca de 183 mil euros, em 2019. Também no que diz respeito aos alunos beneficiados se regista um aumento significativo, tendo passado de 145 alunos, em 2013, para 283, em 2019.

A cerimónia de entrega das bolsas de estudo está agendada para o próximo dia 28 de março.

FAMALICÃO: CRIANÇAS DE REQUIÃO ESTUDAM DE MANHÃ E BRINCAM À TARDE

Paulo Cunha visita a Escola Básica na próxima sexta-feira, dia 15 de março, pelas 10h30, no âmbito do roteiro pela inovação. Crianças de Requião estudam de manhã e brincam à tarde por sugestão dos pais

Na escola básica do 1.º ciclo de Requião, em Vila Nova de Famalicão, as crianças trabalham durante a manhã e brincam durante a tarde. A componente letiva inicia-se pelas 8h30 e termina pelas 13h30 para deixar espaço para a brincadeira. A tarde fica reservada para as atividades de enriquecimento curricular (AEC’S) e para a sala de estudo ministrada pelas professoras (com salvaguarda do inglês para 3.º e 4.º anos que, sendo de tarde, integra a componente letiva).

Crianças da Escola de requião (1).jpg

A alteração do horário foi implementada este ano letivo depois da comunidade educativa, direção da escola, junta de freguesia e associação de pais, com o apoio da câmara municipal, ter sentido a necessidade de criar um projeto diferenciador naquele contexto especifico, proporcionando às crianças novos estímulos. Para já o balanço é positivo, com as crianças mais motivadas, professores e encarregados de educação satisfeitos e com a comunidade mais interligada com o processo educativo.

E se as manhãs são de estudo, as tardes são de muita brincadeira e atividades extraordinárias, ou não fossem os pais a geri-las. Assim, as atividades selecionadas são a dança, o teatro, o andebol, as artes e o inglês para o 1.º e 2.º anos.

Os parceiros e as atividades extracurriculares são escolhidas pela comunidade procurando garantir variedade e qualidade no processo.

O projeto educativo da Escola de Requião vai receber a visita do presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, na próxima sexta-feira, 15 de março, pelas 10h30, no âmbito do roteiro da inovação.

Crianças da Escola de requião (2).jpg

PROJETO INOVADOR DE COMBATE AO ANALFABETISMO E PROMOÇÃO DAS LITERACIAS INICIA-SE NO PORTO

Inicia-se, amanhã, com a assinatura do protocolo de colaboração entre as entidades copromotoras envolvidas , às 17,00 horas, na sede da Junta de freguesia de Paranhos, o projeto-piloto inovador “Percursos de Cidadania, Alfabetização e Literacias”, de combate ao analfabetismo e de promoção das literacias da população adulta do porto, em especia,l os habitantes da freguesia de Paranhos.

A Iniciativa conta com a presença dos responsáveis da entidades envolvidas, Alberto Machado , Presidente da Junta de freguesia de Paranhos, António Tavares, Provedor da Santa Casa de Misericórdia do Porto, Rui Pedroto da Fundação Manuel António da Mota, Francisco Gil Silva da Escola Artística Árvore, António Leite, delegado regional  do Instituto de Emprego e Formação Profissional e Armando Loureiro, Presidente da APEFA, Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos- Aprendências que, colaborativamente, vão construir respostas promotoras de felicidade e de aprendizagens.

As oficinas de alfabetização e Literacias decorrerão na casa da cultura de Paranhos, em horários compatíveis com a disponibilidade dos adultos e contam com um conjunto de professores voluntários que aderiram ao projeto .

Trata-se de um projeto-piloto de alfabetização, inédito pela sua configuração pedagógica e organizacional, e está a ser desenvolvido em geografias diversas, como Póvoa de Varzim e Esposende.

A direcção da APEFA

Armando Gomes Loureiro

ALUNOS DO ISAVE APOSTAM NO ERASMUS

ERASMUS - um “salto” no currículo e na vida dos estudantes do ISAVE

À semelhança do que aconteceu nos anos anteriores, o ISAVE proporcionou a quatro estudantes finalistas a realização de uma atividade de mobilidade ERASMUS +. Depois da Daniela Castro, finalista do CTesP de Gerontologia, que foi no início de fevereiro para a Galiza para um estágio de 4 meses, foi agora vez do Daniel Ferreira e da Flávia Monteiro, finalistas do CTesP de Termalismo e Bem-Estar que, juntamente com a Bárbara Azevedo, finalista da Licenciatura em Fisioterapia viajaram para Girona, para usufruírem de uma experiência de estágio internacional no estrangeiro. Girona é conhecida pelas inúmeras estâncias termais e pela excelência na prestação de terapias que possibilitam a melhoria do bem-estar e da capacidade funcional dos indivíduos. 

53343557_473497679851977_6736579259436892160_n.jpg

Sendo uma cidade com uma taxa de ocupação que anda perto dos 100%, os nossos estudantes que partiram na passada semana foram recebidos pela ACEFIR – Associação Catalã para a Investigação em Educação e Formação, com sede em Girona e, em particular, pela sua Presidente Dra. Rosa Falgás para facilitar a sua integração. Esta associação, para além de prestar todo o apoio no acolhimento aos nossos estudantes organizou ainda algumas visitas de estudo a locais relacionados com as suas áreas curriculares e possibilitou-lhes a realização de entrevistas prévias de seleção para o estágio. Os estudantes, depois de um período de adaptação à região e de procura de alojamento para os três meses do estágio já se encontram, agora, plenamente integrados na experiência e capazes de tirar proveito das mais valias que um estágio no estrangeiro lhes vai permitir.

O ISAVE deseja a todos os estudantes em mobilidade ERASMUS um excelente estágio, rico em aquisição de novas competências pessoais, profissionais, sociais e culturais.

MUNICÍPIO DE VILA VERDE APROVA VOTO DE LOUVOR À ESCOLA PROFISSIONAL AMAR TERRA VERDE

CMVV atribui voto de louvor à EPATV, com abstenção dos vereadores do PSD

Hoje, em contexto de reunião ordinária do executivo da Câmara Municipal de Vila Verde (CMVV), surgiu a proposta dos vereadores do PS, na sequência da 9ª classificação da EPATV no ranking nacional de melhores escolas profissionais. Além dos 25 anos de instituição, dos mais de 700 alunos anuais, da conclusão e empregabilidade dos formados, também os prémios que a EPATV tem arrecadado foram motivo de referência argumentativa por parte do PS.

A deliberação foi aprovada por maioria com votos favoráveis do PS e abstenção de votos do PSD.

O Diretor Geral da EPATV, João Luís Nogueira, lamenta a oportunidade perdida, por parte dos Vereadores da maioria, em reconhecer o óbvio e fazer a ponte para as boas vontades e confiança nas instituições do Concelho.

Capturartv1.PNG

Capturartv2.PNG

Capturartv3.PNG

Capturartv4.PNG

Capturartv5.PNG

Capturartv6.PNG

Capturartv7.PNG

Capturartv8.PNG

Capturartv9.PNG

Capturartv10.PNG

Capturartv11.PNG

Capturartv12.PNG

CERVEIRA AVANÇA NA ESCOLA VIRTUAL

Escola Virtual: Município disponibiliza acesso gratuito a 300 alunos do 1º ciclo

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, entregou, esta segunda-feira, o Manual de Utilizador do Aluno da Escola Virtual a todas as crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico da Rede Pública do Concelho. Enquadrado no projeto ‘School4All’, cerca de 300 alunos passam ter acesso gratuito a uma plataforma online de conteúdos pedagógicos, durante três anos letivos.

IMG_9609.jpg

É mais um investimento na educação e formação dos alunos do concelho cerveirense. A Câmara Municipal viu aprovado o projeto ‘School4All – Vila Nova de Cerveira’, submetido ao Norte 2020, num orçamento de cerca de 230 mil euros, cofinanciado a 85%, e que visa a melhoria da qualidade da aprendizagem dos alunos, promovendo o sucesso escolar e reduzir a taxa de insucesso e abandono escolar precoce.

Uma das ações integradas neste projeto é a dinamização de ‘Salas de Futuro’, ou seja, proporcionar a criação de ambientes de aprendizagem inovadores, adaptativos ao aluno, dinâmicos e interativos, que estimulem e reforcem o processo de ensino-aprendizagem. Uma das medidas foi hoje formalizada, através da entrega de manuais com acesso gratuito à plataforma ‘Escola Virtual’. Cada turma do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas do concelho recebeu a visita do autarca cerveirense, Fernando Nogueira, acompanhado pelo diretor do Agrupamento, Prof. Artur Teixeira.

Para o edil cerveirense, a aposta na ‘Escola Virtual’ contribui para a atualização das ferramentas de trabalho, adaptando-as à melhoria dos resultados escolares, preparando os alunos para os desafios da aprendizagem formal e informal, em ambiente escolar, mas também familiar. Fernando Nogueira realça mais uma ferramenta de apoio para aprofundar diversos conhecimentos e complementar as matérias lecionadas em sala de aula.

A ‘Escola Virtual’ é uma plataforma concebida pela Porto Editora que reúne milhares de exercícios, organizados por tópicos de programa que avaliam o conhecimento do aluno. Em função dos resultados, são sugeridas aulas interativas para a revisão da matéria, proporcionando uma experiência de estudo orientada para a aprendizagem individual e autónoma do aluno.

O ‘School4All – Vila Nova de Cerveira’ é um projeto de combate ao insucesso escolar que abrange mais ações com execução durante três anos letivos, nomeadamente o ‘AGIRtARTE’, a ‘Música Pré-Escolar’, os ‘Laboratórios de Ciências Experimentais’, o ‘Experimenta’, o ‘Laboratório de Aprendizagem Criativa’ e a ‘Equipa Multidisciplinar’.

ENSINO PROFISSIONAL EM VILA VERDE ESTÁ NO TOPO DA QUALIDADE E EMPREGABILIDADE

Top 10 do Ensino Profissional. EPATV: Ensino de Qualidade com empregabilidade e sucesso Sem Apoio da Autarquia

O Diretor Geral da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) destacou hoje o nono lugar no Ranking Nacional das Escolas com Ensino Profissional “realçando o que se faz de bom e sublinha as boas práticas” que merecem mais respeito dos poderes municipais.

IMG_1952.JPG

João Luís Nogueira falava aos jornalistas durante uma conferência de imprensa sobre a edição deste ranking, pela primeira vez, que envolve 568 escolas de todo o país no combate ao insucesso e abandono escolar em Portugal.

Mais de 35% de abandono e insucesso escolar tem custos sociais e económicos elevados e a EPATV - a nona maior entre as escolas avaliadas – reduz esse abandono a 6%, e a 5% de alunos que não conseguiram concluir o 12.º ano em três anos.

“O insucesso deve-se fundamentalmente à mudança de curso ou de escola, enquanto que o abandono se deve à emigração ou opção pelos cursos de aprendizagem do IEFP, mesmo assim muito abaixo da média nacional que é de 35%” – explicou João Luís Nogueira.

Para chegar a estes números, que fazem da EPATV a segunda melhor da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado, o Diretor Geral da EPATV invocou as atividades transversais, como voluntariado, Eco-escolas, projetos integradores e desenvolvimento de soft skills.

No entanto, o panorama não é o melhor devido à “ausência clara de avaliação e orientação vocacional no nono ano, incapaz de orientar o aluno para a escolha do melhor curso ou profissão. Esta é feita na Escola Pública que está comprometida como os seus objetivos: mantê-los nessa escola”.

Esta situação apenas se resolve “com seriedade e não permitir que os Diretores das Escolas Secundária o façam. Alguns retem os alunos nas escolas para manterem as suas ofertas na constituição de turmas. Muitos alunos, ao fim do primeiro trimestre querem abandonar a Escola Secundária e vêm ter connosco” – prosseguiu João Luís Nogueira.

DISTRAÇÃO… AUTÁRQUICA

A EPATV podia fazer melhor “se nos permitissem participar nos programas de combate ao insucesso e ao abandono escolar”. Explicando, João Luís Nogueira lembrou o Programa da CIM Cávado, gerido pela Autarquia de Vila Verde, ao qual “pedimos adesão e não fomos integrados nas suas atividades, trata-se de uma exclusão quando o regulamento não rejeita, nas suas atividades de combate ao insucesso e abandono escolar, as Escolas Profissionais privadas”.

“Não precisamos do dinheiro, mas de boas práticas, mas o presidente da Câmara Municipal de Vila Verde devia estar distraído e quando a EPATV pediu esclarecimentos sobre a nossa exclusão, o autarca pediu ao administrador da CIM para nos responder. É uma decisão claramente política. Os nossos alunos não são extraterrestres - são vilaverdenses, na sua maioria - e os dinheiros públicos devem ser aplicados com transparência”.

As atividades em conjunto com outros alunos e escolas do concelho são altamente positivas no crescimento cultural e intelectual para as melhores escolhas no futuro.

João Luís Nogueira deu como exemplo das vantagens desses programas o Erasmus+, que só em 2018, enviou 85 estudantes da EPATV para estágios internacionais. Estas mobilidade “ajudam os nossos alunos a crescer exponencialmente. Juntos somamos, mas unidos multiplicamos”.

A concluir, o Diretor Geral da EPATV lembrou que o índice de 89% de empregabilidade dos alunos merece mais respeito do Município. Município este que multou a escola por abrir um alçado no edifício, para a adição de uma máquina de grandes dimensões às oficinas pedagógicas.

PCP QUESTIONA NO PARLAMENTO MINISTRO DA EDUCAÇÃO ACERCA DA SITUAÇÃO NA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE VIEIRA DO MINHO

Sobre a situação da Escola Básica e Secundária Vieira de Araújo (Vieira do Minho)

A Comissão Concelhia de Vieira do Minho Partido Comunista Português tem vindo a acompanhar a situação da Escola Básica e Secundária Vieira  de Araújo.

unnamed

Há muitos anos que a comunidade educativa, pais e  encarregados de educação exigem a requalificação dessa escola. É uma  reivindicação justa! É legítimo que a população se sinta preocupada com os sucessivos atrasos no início da obra quando, ainda por cima, os telhados de amianto não foram ainda retirados, mesmo depois de conhecidos os efeitos prejudiciais para a saúde dos estudantes, professores e funcionários.

Para lá do jogo do empurra em relação às culpas da demora, o PCP defende que a manutenção e requalificação do parque escolar é uma tarefa incumbida fundamentalmente ao Estado, por via da ação do Governo, pelo que se  exige uma rápida resolução dos constrangimentos que estão a impedir a requalificação da Escola Básica e Secundária.

O PCP defende que é indispensável assegurar os meios materiais e humanos adequados,  de forma a criar as condições necessárias para que a Escola Pública cumpra o seu importantíssimo papel, dando assim cumprimento à Constituição da República e à Lei de Bases do Sistema.

Enviamos em anexo as questões colocadas ao Ministério da Educação pela deputada Carla Cruz, do PCP, sobre este assunto.

O Gabinete de Imprensa da DORB do PCP

Capturarpc1.PNG

Capturarpc2.PNG

ALUNOS DE ESPOSENDE ADQUIREM COMPETÊNCIAS DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Oito turmas do 1º Ciclo do Ensino Básico, dos agrupamentos de escolas António Correia de Oliveira e António Rodrigues Sampaio, do Município de Esposende, estão a realizar visitas ao Museu Papel Moeda, da fundação Dr. António Cupertino de Miranda, no âmbito do projeto intermunicipal “No Poupar está o ganho”. Pretende-se que os alunos aprendam a conhecer o dinheiro, a União Europeia e o Euro, noções de objetivos financeiros, prioridades e poupança, elaboração de planos de gastos, noções de orçamento, receita, despesa e endividamento, contas bancárias e meios de pagamento.

Espodende_EB Facho AUT (12).jpg

Em 2018, a Escola Básica do Facho (Apúlia) venceu o primeiro prémio do concurso nacional do Projeto de Educação Financeira “No Poupar Está o Ganho”, na categoria do 1º Ciclo do Ensino Básico, instituído pela Fundação Dr. António Cupertino de Miranda.

 

O projeto “No poupar está o ganho” tem como objetivo essencial promover a literacia financeira junto dos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico (CEB). Sendo a literacia financeira um dos domínios da educação para a cidadania, definido no Referencial de Educação Financeira (REF), promovido pelo Plano Nacional de Formação Financeira e pelo Ministério da Educação, de acordo com os princípios orientadores consagrados no Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, pretende-se ensinar as crianças sobre a gestão correta do dinheiro, sobre a necessidade de controlarem os seus recursos e de respeitarem um orçamento. Competências reconhecidas por todos os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) como uma prioridade.

No presente ano letivo, o projeto prevê, também, uma avaliação do impacto social do projeto junto dos alunos alvo, pelo Social Inclusion Laboratory (SINCLAB), da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto.

No âmbito das dinâmicas de desenvolvimento do projeto, e à semelhança do ano letivo transato, as atividades iniciaram-se com a realização de uma ação de formação de curta duração, no mês de novembro, em Vila Verde, dinamizada pela fundação Dr. António Cupertino de Miranda, com a colaboração da Faculdade de Economia do Porto, para docentes da CIM Cávado. Os professores adquiriram conhecimentos de educação financeira, assim como o manuseamento da plataforma de e-learning de educação financeira, disponibilizada para alunos e professores inscritos.

O Projeto Municipal de Combate ao Insucesso Escolar, para além do projeto intermunicipal “No poupar está o ganho”, contempla o projeto “Plataforma + Cidadania” e “UP Cávado: empreendedorismo nas escolas”.

O Projeto “Plataforma + Cidadania”, também direcionado para os alunos do 1º CEB, prevê o desenvolvimento dos níveis de cidadania participativa, através do recurso a tecnologias digitais, com conteúdos educativos, conteúdos locais e projetos educativos e comunitários.

O projeto “UP Cávado: empreendedorismo nas escolas”, dirigido às turmas do Ensino Básico (3º CEB) e Ensino Secundário (Regular e Profissional), pretende dinamizar iniciativas de deteção, de estímulo e de apoio ao empreendedorismo na comunidade escolar do Cávado.

O projeto intermunicipal “No poupar está o ganho”, enquadra-se no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado (PIICIE), da Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado).

No âmbito da Agenda das Nações Unidas para 2030, o ODS 4 - Educação de qualidade - constitui um desígnio prioritário e via transversal para alcançar vários outros Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A educação para a cidadania, nos domínios da literacia financeira e do empreendedorismo, integra um dos vetores essenciais para o desenvolvimento junto dos alunos, de atitudes de cidadania participativa e global.

O Município de Esposende comparticipa com 20 mil euros, ao longo dos três anos em que decorrem os projetos.

Esta postura enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas, nomeadamente o referente a Erradicar a Pobreza, Educação de Qualidade, Trabalho digno e crescimento económico, Reduzir as desigualdades, Cidades e Comunidades Sustentáveis, Produção e Consumo Sustentáveis e Parcerias para a Implementação dos Objetivos.

FAFE É EDUCAÇÃO!

Ciclo de Encontros FAFéDUCAÇÃO debate ‘Educar com Sentido’. António Pedro Martins em Fafe

Este mês, o Ciclo de Encontros FAFéDUCAÇÃO continua com nova temática e novos convidados. Subordinado ao tema “Educar Com Sentido”, este encontro será dinamizado pelo professor António Pedro Martins, que traz até Fafe uma Oficina de Formação Intensiva em Comunicação Não Violenta: "Educar para uma vida cheia de sentido."

CARTAZ_fevereiro.jpg

A sessão, que decorre no dia 23 de Fevereiro, na Biblioteca Municipal, tem inicio marcado para as 9h30. Destina-se a pais, educadores e pessoas de todas as áreas que trabalham com crianças e jovens. Esta oficina assenta num novo modelo de educação e de sociedade alicerçado no "poder com o outro" em vez do "poder sobre o outro", tão tradicional nas famílias e nas escolas. Cabe às famílias e às escolas proporcionarem às crianças e aos jovens todas as condições para que possam desenvolver os seus dons e capacidades e, assim, poderem ter uma vida cheia de significado, prosperidade e abundância.

Haverá também oportunidade para trabalhar situações de conflito, dificuldades de comunicação (de escutar e/ou ser escutado).

As crianças são bem-vindas dado que terão lugar sessões paralelas destinadas ao público mais jovem. Neste sábado de manhã teremos eco-oficinas para dar asa à imaginação e de tarde Jorge De Carvalho dinamizará a oficina de música: "O ritmo da percussão".

Recorde-se que o Ciclo de Encontros FAFéDUCAÇÃO é uma iniciativa que pretende ser um espaço de discussão e partilha sobre os desafios e as possibilidades em torno do tema da Educação. Os Encontros FAFéDUCAÇÃO resultam de uma parceria entre a Câmara Municipal de Fafe e a Comunidade de Aprendizagem 7 Pétalas e têm como objetivo sensibilizar a comunidade para outras formas de educar. .

Os encontros têm periodicidade mensal e a participação nos mesmos é gratuita. 

ISAVE: JORNADAS DE FISIOTERAPIA MOSTRAM ESTÁGIOS DE 11 FINALISTAS

Onze estudos científicos deram corpo e debate às VII Jornadas de Fisioterapia encerradas hoje, dia 11 de fevereiro, por alunos do 4.º ano, no Instituto Superior de Saúde (ISAVE), em Amares.

IMG_7417 (Large).JPG

Após treze casos apresentados pelos alunos do 3.º ano, hoje, foram onze relatórios científicos em que os alunos do 4º ano, após estágios realizados em instituições de saúde, entre elas o Hospital de Braga, apresentaram, ao longo de todo o dia, as suas vivências concretas que testaram técnicas de fisioterapia e com as respetivas conclusões e discussões.

Um a um, os estudantes finalistas colocaram em confronto técnicas diversas no âmbito da fisioterapia, acompanhadas de um relatório científico sobre a experiência concreta de tratamento de lesão, fratura ou pós-operatório.

Os trabalhos foram apreciados pelos professores Gilvan Pacheco, diretor do Curso de Fisioterapia, e Sílvia Xavier Sousa, professora de Fisioterapia, no ISAVE.

Os trabalhos apresentados e vivamente discutidos por professores e estudantes integram-se no programa da disciplina de Educação Clínica, mereceram elogios do Prof. Gilvan Pacheco.

IMG_7421 (Large).JPG

ALUNOS DE ESPOSENDE RUMAM AO SUCESSO ESCOLAR

783 alunos acompanhados no âmbito de programa Rumo ao Sucesso Escolar em Esposende

O Município de Esposende totalizou, ao longo do primeiro período letivo, um total de 783 intervenções, no âmbito do Projeto Municipal de Combate ao Insucesso Escolar “Rumo ao Sucesso” que se prolonga até abril de 2021 e incidirá sobre os alunos que apresentam dificuldades na aprendizagem.

rumo sucesso 1.jpg

Dirigido a alunos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário em situação ou em risco de insucesso e abandono escolar, o projeto visa a melhoria da qualidade das aprendizagens e dos resultados escolares. Está associada a este uma intervenção profunda de combate ao insucesso escolar, compreendendo a intervenção com as famílias e a articulação da ação das escolas e com os diferentes parceiros locais. Segundo a vereadora da Educação, Angélica Cruz, com este Projeto “que está a ser muito acarinhado e apropriado por todas as organizações escolares do nosso território, bem como pelos técnicos afetos ao mesmo, pretende-se combatero insucesso escolar e reduzir as saídas precoces do sistema educativo, promovendo oreforço das aprendizagens e o desenvolvimento de competências, potenciando uma relação positiva com a escola ”.

rumo sucesso.jpg

Em Esposende, o projeto municipal de combate ao insucesso escolar está estruturado em três subprojetos: “Núcleo de intervenção com os alunos e as famílias”, “Clubes de motivação e ativação de competências” e “Educação pela arte”.

As oficinas/clubes encontram-se em funcionamento desde meados de outubro, registando a frequência de 100 alunos no Clube de Karaté, 37 no Clube Mais Capacidade (que compreende Xadrez e Jogos Matemáticos), 241 no Centro de Recursos Digitais e no Clube de Competências Digitais. Os restantes alunos dividem-se pelos Clubes de Ciências Experimentais (60) e pelas Oficinas de Música, Dança e Teatro (262).

No projeto de intervenção com os alunos e as famílias, foram identificados 108 alunos e avaliados 83, ao nível das valências de Psicologia e de Terapia da Fala.

Nesta primeira avaliação da fase de implementação do projeto Rumo ao Sucesso, merece destaque o elevado número de intervenções, salientando-se o bom acolhimento e integração dos profissionais nas Unidades Orgânicas e uma excelente relação estabelecida com as comunidades educativas.

Realce, ainda, para o modelo de coadjuvação pedagógica, implementado no Centro de Recursos Digitais, alcançando maiores índices de assiduidade dos alunos e promovendo amaior articulação com a componente curricular.

Estes resultados foram apresentados às direções dos Agrupamentos de Escolas António Correia de Oliveira, António Rodrigues Sampaio e Escola Secundária com 3º Ciclo Henrique Medina, altura que serviu para a redefinição de estratégias de intervenção.

Ainda no âmbito da avaliação a esta fase de implementação do projeto Rumo ao Sucesso, Angélica Cruz participou na reunião do Conselho de Vereadores com Pelouro de Educação da CIM Cávado da qual resultou uma avaliação muito satisfatória, ao nível de execução dos projetos.

O conselho de vereadores destacou o contributo destes projetos para a promoção da escola inclusiva e a valorização da diversidade de metodologias no processo de ensino-aprendizagem, atendendo à adequabilidade das intervenções aos contextos específicos e às necessidades dos alunos.

Resta ressalvar que o Projeto Rumo ao Sucesso se enquadra nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas, referentes à Erradicação da Pobreza, Educação de Qualidade, Igualdade de Género, Redução das Desigualdades, Cidades e Comunidades Sustentáveis e Parcerias para a Implementação dos Objetivos, e nos Princípios subjacentes ao Perfil dos Alunos para o Século XXI, designadamente Um perfil de Base Humanista, a Inclusão como Requisito de Educação, o Desenvolvimento Sustentável e a Valorizaçãodo Saber.

rumo sucesso 2.jpg

BARCELOS APOSTA NA PROMOÇÃO DO SUCESSO ESCOLAR ATRAVÉS DO DESPORTO

Presidente da Câmara e parceiros assinam acordo de colaboração no âmbito do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, assinou, dia 7 de fevereiro, um acordo de colaboração para a implementação do projeto “A Diferença está no Desporto”, inserido no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado, com os parceiros Try-all Sports,  Lda., CHN- Clube Hípico do Norte- Atividades Terapêutico-desportivas e Basquete Clube de Barcelos.

CMB_Educação_Desporto.jpg

Este projeto tem como objetivo desenvolver competências pessoais (aprender a ser) e sociais (aprender a conviver) junto dos alunos com dificuldades de aprendizagem, problemas de comportamento e de natureza psicoeducativa, através do desporto; e implementar uma abordagem experimental de promoção do sucesso escolar orientada para a aquisição de competências cognitivas e emocionais, por via do desporto.

As atividades consistem em hipoterapia, minibasquete e trial bike, e  destinam-se a alunos do ensino básico em situação ou em risco de abandono e insucesso escolar e a alunos com necessidades educativas especiais.

O Município de Barcelos candidatou-se à medida 10.1 do quadro comunitário Portugal 2020, relacionada com o combate ao insucesso e abandono escolar. No âmbito da referida candidatura, foi elaborado o referido Plano, que contempla um conjunto de projetos a serem dinamizados, em pleno, pelo Município durante o presente ano letivo.

O projeto “A Diferença está no desporto” é financiado em 85% pelo Portugal 2020 e tem um valor total de 257 mil euros.

CÂMARA DE CAMINHA VAI APOIAR 10 ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR

Investimento ultrapassa os 17 mil euros

A Câmara Municipal de Caminha, numa política de continuidade, vai apoiar jovens e famílias caminhenses através dos incentivos ao Ensino Superior. No presente ano letivo, irão ser beneficiados 10 estudantes, o que corresponderá a um montante que ultrapassa os 17 mil euros.

Para o Município de Caminha, a atribuição de incentivos visa proporcionar um apoio financeiro àqueles que, tendo em conta os seus parcos recursos, se encontram impedidos de prosseguir os estudos. Dos 10 alunos, 5 são de continuidade, isto é, são aqueles que terminaram o ano letivo com aproveitamento escolar e em relação aos quais subsiste a situação de carência económica; e os restantes são aqueles que ingressaram pela primeira vez no ensino superior, cuja lista definitiva já foi aprovada em reunião camarária.

Recorda-se que os incentivos são atribuídos aos candidatos que preencham, cumulativamente, as seguintes condições: residam no concelho de Caminha, há pelo menos 2 anos; ingressem ou frequentem um curso superior; façam prova do pedido de bolsa de estudo aos serviços sociais da respetiva universidade/instituto ou comprovativo do benefício da mesma; não sejam titulares de curso superior e o respetivo agregado familiar não ultrapasse um rendimento "per capita" superior a 40% do Salário Mínimo Nacional. Esta condição também se aplica aos beneficiários de anos anteriores.

FAFéDUCAÇÃO: FAFE DEBATE A EDUCAÇÃO EM CICLO DE ENCONTROS

O Município de Fafe promove, ao longo deste ano, um Ciclo de Encontros ‘FAFéDUCAÇÃO’, uma iniciativa que pretende ser um espaço de discussão e partilha sobre os desafios e as possibilidades em torno do tema Educação.

500_1666A.jpg

A apresentação pública do projeto aconteceu este Sábado, com o primeiro Encontro ‘Educar com Inovação’, dinamizado por Nuno da Silva, conhecido ativista educacional.

Este Encontro debruçou-se sob “A escola e os 5 pilares da educação”: Aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a ser, aprender para a transformação pessoal e social.

Para além de professores, auxiliares, encarregados de educação, pais e familiares, várias crianças participaram em sessões paralelas destinadas ao público mais jovem. Neste sábado, José Mãozinhas e Daniela Phalempim dinamizaram, junto destas crianças, oficinas de construção e sessões de yoga.

Na ocasião, Pompeu Martins, Vereador da Educação do Município de Fafe, revelou que “esta iniciativa conta com vários parceiros e procura refletir e conversar sobre a temática da educação. Não estamos com estas sessões a querer dizer que há um lado bom ou lado mau da educação. Estamos, sim, a querer por em cima da mesa temáticas, metedologias e formas de estar diferentes.

É urgente que a escola mude. E para isso acontecer, cada um de nós tem também que mudar. É preciso que algo seja diferente. Sobretudo para que todos que nela estão envolvidos seja mais felizes e possam encontrar sentido na escola.”

Pompeu Martins aproveitou a ocasião para adiantar que Fafe está arrancar com um projecto de Salas de aula do futuro, “espaços diferentes e com tecnologia. Mas – e é essa mensagem que pretendemos passar – é que estes espaços sem a vontade dos professores e sem a vontade de mudança não servem para absolutamente nada. É uma forma nova de trabalhar.”

Os Encontros FAFéDUCAÇÃO resultam de uma parceria entre a Câmara Municipal de Fafe e o Projeto da Comunidade de Aprendizagem 7 Pétalas e têm como objetivo sensibilizar a comunidade para outras formas de educar. A organização pretende trazer a Fafe pessoas com experiência em diferentes formas de educar e ensinar, dando espaço para uma partilha de projetos, instituições e comunidades de aprendizagem nacionais e internacionais.

O próximo encontro acontece a 23 de Fevereiro e terá como temática “Educar com Sentido", com António Pedro Martins.

500_1681A.jpg

500_1689A.jpg

810_7215A.jpg

810_7228A.jpg

810_7254A.jpg

810_7266A.jpg

810_7269A.jpg

810_7270A.jpg

810_7273A.jpg

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE CICLO DE ENCONTROS

FAFéDUCAÇÃO

Tem início este sábado, dia 26 de janeiro, a partir das 14h30, o Ciclo de Encontros FAFéDUCAÇÃO, uma iniciativa que pretende ser um espaço de discussão e partilha sobre os desafios e as possibilidades em torno do tema da Educação

CARTAZ_GERAL (2).jpg

Os Encontros FAFéDUCAÇÃO resultam de uma parceria entre a Câmara Municipal de Fafe e o Projeto da Comunidade de Aprendizagem 7 Pétalas e têm como objetivo sensibilizar a comunidade para outras formas de educar. Assim, estes encontros são dirigidos ao público em geral, sob o prisma de que todos somos agentes ativos na nossa própria educação e na educação das crianças.

A organização pretende trazer a Fafe pessoas com experiência em diferentes formas de educar e ensinar, dando espaço para uma partilha de projetos, instituições e comunidades de aprendizagem nacionais e internacionais. Desta forma, os encontros procurarão promover a reflexão e a ação, potenciando um envolvimento de todos na mudança necessária ao atual paradigma da educação.

O primeiro encontro, subordinado ao tema “Educar com Inov açãoserá dinamizado por Nuno da Silva, conhecido ativista educacional, e tem como título “A escola e os 5 pilares da educação”: Aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver, aprender a ser, aprender para a transformação pessoal e social. As crianças são bem-vindas dado que terão lugar sessões paralelas destinadas ao público mais jovem. Neste sábado José Mãozinhas e Daniela Phalempim dinamizarão oficinas de construção e sessões de yoga para crianças.

Pompeu Martins, Vereador da Educação do Município de Fafe, revela que “esta iniciativa procura explorar e partilhar encontros, conversas e oficinas vivenciais sobre Educação, com a presença de convidados locais, nacionais e internacionais com uma visão democrática e comunitária sobre a Educação, procurando desafiar os presentes a questionar a educação, valores e modelos educativos consentâneos com as necessidades e objetivos da escola atual.

O Ciclo de Encontros FAFéDUCAÇÃO conta com o apoio de várias instituições de referência na área da educação.

Recorde-se que os encontros têm periodicidade mensal e a participação nos mesmos é gratuita.

No próximo Sábado, a partir das 14h00 (30 minutos antes do inicio do evento), na Biblioteca Municipal, terá lugar uma apresentação do projeto à imprensa.

CARTAZ_JANEIRO.jpg

MONÇÃO APRESENTA PROJETO “SCHOOL4ALL” A PROFESSORES E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO

O Município de Monção, em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Monção, iniciou o Projeto “School4All”, programa inovador de promoção de sucesso escolar. A apresentação do projeto a professores e encarregados de educação decorreu, no final da tarde de ontem, na Escola Básica José Pinheiro Gonçalves.

01 m.JPG

Com a presença da Vereadora da Educação, Juventude e Recursos Humanos, Natália Rocha, o encontro, realizado na sala do futuro, serviu também para a apresentação da equipa de trabalho: Sofia Fernandes, psicóloga, e Daniela Fernandes, terapeuta da fala.

Feita a apresentação, os encarregados de educação apresentaram algumas dúvidas relativamente à funcionalidade do projeto. Todos foram esclarecidos. No final, ficou a ideia do papel agregador e inovador deste projeto educativo que, tendo uma duração de três anos, veio para complementar e não substituir os programas existentes.

O projeto baseia-se em três ações concretas. A primeira assenta no funcionamento de uma equipa multidisciplinar capaz de assegurar uma articulação frutuosa entre a escola, família e comunidade, apostando na prevenção, deteção e intervenção das dificuldades existentes, bem como na capacitação dos agentes envolvidos.

A segunda, baseia-se no desenvolvimento de metodologias e práticas inovadoras, num ambiente educativo rico em tecnologia, pensado para promover a igualdade de acesso a uma educação de qualidade. De realçar, a criação de quatro salas de futuro, uma em cada escola do 1º ciclo, bem como a Plataforma Monção Educa + e o Observatório Municipal da Educação.

A terceira tem “A Arte como Farol”, isto é, dinamização de atividades em contexto escolar com o objetivo de desenvolver, através da linguagem teatral, competências várias juntos dos alunos, passando não só como expressão artística, mas também como instrumento potenciador de aprendizagem.

“O Projeto School4All – Monção visa desenvolver uma ação concelhia inovadora no combate ao insucesso e abandono escolar precoce, promovendo a igualdade de acesso a um ensino de qualidade. Pretende ainda fortalecer a participação das famílias e da comunidade no desenvolvimento integral dos alunos”

Natália Rocha,

Vereadora da Educação, Juventude e Recursos Humanos

03 m (1).JPG

CRIANÇAS DE BRAGA APRENDEM LATIM

Oficinas de Latim nas escolas do 1.º ciclo

O Município de Braga, através do Serviço Educativo Integrado (SEI), iniciou um projecto intitulado “Oficinas de Latim”, que se realiza em ambiente de sala de aula. Este projecto irá decorrer até ao final Março e integra o programa de preparação para a Braga Romana – Reviver Bracara Augusta.

1LatimBrag (1).JPG

Dirigido a alunos do 1.º Ciclo, estas oficinas permitem um primeiro contacto com um vocabulário muito básico e rudimentar da língua Latina, aprendendo a pronunciar algumas palavras.

As sessões são dinamizadas pelo professor de latim André Antunes a partir de uma estória (uma pequena fábula) em Latim rudimentar com uma narração lenta e gradual, com recurso a imagens, ilustrações e mímica, para que todo o vocabulário seja perceptível às crianças de forma lúdica.

No final das sessões, o aluno poderá levar para casa a mesma estória (um pequeno livro) que poderá ler, para recordar o que aprendeu.

1LatimBrag (2).JPG

1LatimBrag (3).JPG

ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO ALTO TÂMEGA DÁ FORMAÇÃO EM "CAPACITAÇÃO PARA A INCLUSÃO"

ADIAT concluiu formação em “Capacitação para a Inclusão” para beneficiários do RSI e desempregados de longa duração

“Na rota da Inclusão” é uma iniciativa da Associação para o Desenvolvimento Integrado do Alto Tâmega (ADIAT), uma entidade promotora de inúmeras atividades em prol do desenvolvimento local. A iniciativa, destinada a pessoas em situação de exclusão social, contemplou duas dimensões do desenvolvimento humano (pessoal e social), numa lógica de aquisição de capacidades que permitiram criar condições efetivas para a inclusão social.

IMG_20180504_102819.jpg

A população alvo do Curso foi constituída por pessoas altamente vulneráveis, desprovidas de competências pessoais e sociais e, por conseguinte, com severas dificuldades de inserção social e profissional. Dentro daquela população destacaram-se DLD`s e beneficiários do RSI. A referida ação, com duração de 900 horas, foi ministrada em período laboral (9h00-13h00 e das 14h00 às 17h00), contando com o apoio do POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), pelo Programa Portugal 2020, União Europeia e Fundo Social Europeu.

A ação teve, entre outros, como objetivo “reconhecer a importância da imagem, autoestima e autoconceito na inversão de trajetórias de vida negativas e capacitar os formandos para a interiorização de competências necessárias ao exercício de uma cidadania ativa e responsável, que valorize as diferenças, nomeadamente a nível do género”, referiu Luís Correia, técnico de serviço social e formador do Curso.

Benedita Aguiar, diretora da Die Apfel, sublinhou que ao longo do Curso houve uma preocupação em “assegurar o acompanhamento do desenvolvimento das aprendizagens e controlar o progresso ao nível dos saberes e comportamentos, atendendo aos objetivos pedagógicos propostos e às singularidades de cada formando; prestar apoio psicológico a cada formando, para que sejam debeladas eventuais variáveis intrapsicológicas que impeçam a concretização dos objetivos, bem como acompanhar os formandos no momento pós-formação”.