Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO APONTA O CAMINHO PARA A EDUCAÇÃO EM PORTUGAL

Vice-presidente do PSD, David Justino, esteve ontem em Famalicão na conferência “A Educação em Portugal – que perspetivas?”

O vice-presidente do Partido Social Democrata (PSD), David Justino, defendeu ontem em Vila Nova de Famalicão que a centralidade do processo educativo não pode estar só na promoção de competências e criticou as atuais politicas educativas que “estão a empurrar a Escola para que esta seja uma mera promotora de mão de obra e não um lugar formador de pessoas e cidadãos”.

DSC_5783

O ex-ministro da Educação e atual presidente do Conselho Estratégico Nacional do PSD participou esta quinta-feira, 7 de junho, na conferência "A Educação em Portugal – que perspetivas?”, promovida pelos Trabalhadores Social Democratas de Famalicão e que reuniu no auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco vários membros da comunidade educativa do concelho. 

Numa noite em que se analisou a atual situação e os futuros caminhos da Educação em Portugal, ficou ainda clara a ideia de que, também nesta área, Vila Nova de Famalicão é um exemplo a seguir. 

Tanto o Presidente da Câmara Municipal e presidente da Comissão Política Concelhia do PSD, Paulo Cunha, como o vereador da Educação da autarquia, Leonel Rocha, realçaram o importante papel da Rede de Educação e Formação de Famalicão, considerada por ambos como “o grande motor do sucesso educativo do concelho” e a “estratégia mais acertada a seguir”. 

A descentralização de competências na área da Educação foi também um dos temas abordados. Leonel Rocha traçou um balanço “extremamente positivo” dos dois anos do programa “Aproximar Educação”, mas à semelhança do que fez já esta semana o deputado à Assembleia da República, Jorge Paulo Oliveira, não deixou de sugerir ao Governo uma maior monitorização e interligação com as autarquias neste processo.

Participaram ainda nesta sessão o coordenador do núcleo dos TSD de Famalicão, Daniel Antunes, o presidente do Secretariado Distrital de Braga dos TSD, Afonso Henrique Cardoso, e o secretário-geral dos TSD, Pedro Roque.

DSC_5820

ESCOLA DE FORJÃES É "AMIGA DA CRIANÇA"

EB de Forjães distinguida com o selo “Escola Amiga da Criança”

A Confederação Nacional das Associações de Pais, estrutura confederada das Associações de Pais e Encarregados de Educação e das suas estruturas federadas (CONFAP) e o Grupo Leya distinguiram a Escola Básica de Forjães com o selo “Escola Amiga da Criança”. Este galardão distingue estabelecimentos de ensino com ideias extraordinárias que concebem e concretizam, para melhorarem as suas condições de funcionamento, contribuindo para um desenvolvimento mais feliz da criança no espaço escolar.

Capturara

O selo Escola Amiga da Criança procura reconhecer e premiar ideias extraordinárias em seis categorias da Segurança, Espaços de recreio e convívio, Alimentação, higiene e ambiente, Formação cívica, Envolvimento da família e comunidade educativa, Projetos extracurriculares.

A EB de Forjães foi reconhecida com três projetos na categoria de Cidadania, “Uma cidadania ativa e reforço das aprendizagens “, “Meninos do Planeta da Luz” e “Sala de Snoezelen”.

Esta foi a primeira edição de um projeto que se propõe distinguir e premiar, anualmente, as escolas que conceberam e concretizaram ideias originais.

P_B (108 de 131)

ESPOSENDE REALIZA FÓRUM EDUCAÇÃO

Fórum deu contributo valioso à Educação e ao Património de Esposende

O Fórum da Educação, promovido pelo Município de Esposende, que encerrou no passado domingo, dia 3 de junho, revelou-se uma excelente plataforma de debate e projeção da Educação no município, tendo o Património como ponto de referência, no qual se alicerça toda a nossa cultura.

BH6A6867

“Procuramos reunir todos os agentes envolvidos no processo educativo municipal, chamando ao debate os principais responsáveis pela aplicação do programa educativo e colhendo contributos de especialistas em diversas áreas do saber, incorporando o tema do Património e da sua influência na Educação”, realça a vereadora com o pelouro da Educação, Angélica Cruz.

Neste Fórum foram alcançados excelentes resultados, no que diz respeito aos objetivos gerais definidos na base deste encontro. Desde logo, os princípios elencados pela Comissão Europeia, ao instituir 2018 como o Ano Europeu do Património Cultural e que define as áreas da diversidade cultural, do diálogo intercultural e da coesão social como prioritárias.

BH6A6848

Ao longo dos diversos debates e conferências foi possível recolher contributos para aprofundar o âmbito do projeto estratégico que se preconiza para Esposende, como verdadeiro município educador, tendo sempre como referência a importância do Património na narrativa da História local e da sua importância na projeção do futuro, tal como enfatizado na conferência de abertura.

Os participantes foram convidados a refletir sobre o contributo do Património e da História para a construção e enriquecimento do currículo local, tendo sido abordadas as experiências e as oportunidades educadoras dirigidas a todos os cidadãos. Neste contexto, os Agrupamentos de Escolas António Correia de Oliveira e António Rodrigues Sampaio, bem como a Escola Secundária Henrique Medina e a Escola Profissional de Esposende apresentaram, em Painel, alguns dos projetos e vivências alicerçadas na importância da exploração e divulgação do património como fator diferenciador no processo de ensino de aprendizagem. Foi um evento de partilha frutuosa e inspiradora para todos, tendo sido realçado que, ao trabalhar o Património, estamos a cumprir “o dever de não esquecer” e a encontrar espaços de esperança. No mesmo Painel, o Município de Esposende apresentou alguns dos projetos mais relevantes, levados a cabo ao longo dos últimos anos por diversos Serviços e empresas municipais, assumindo o seu compromisso de aprofundar internamente o trabalho nesta área, bem como as parcerias com os diversos agentes educativos, culturais e sociais, ao abrigo do Plano Estratégico Educativo Municipal.

Muitos foram os estudantes de Esposende que procuraram informação sobre o Ensino Superior, Secundário e a Educação de Adultos, numa Mostra Educativa que esteve patente no Largo Rodrigues Sampaio. Estiveram representadas a Universidade do Minho, os Politécnicos do Porto, de Viana do Castelo e do Cávado e Ave, o ISAVE, o I. Universitário da Maia, a U. Católica (Porto e Braga), a CESPU – Ensino Superior, a Escola Secundária Henrique Medina, a Escola Profissional de Esposende e o Centro Qualifica Litoral Cávado. Ainda dedicado aos alunos, sobretudo do ensino secundário, o Fórum da Educação proporcionou uma tarde de contacto com profissionais de diversas áreas, com percursos inspiradores, que teve por objetivo motivar os alunos na prossecução de estudos e na procura incessante de oportunidades formativas e profissionais, com vista à sua realização e felicidade. A iniciativa contou com a co-organização da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária Henrique Medina.

Outro dos importantes patrimónios – o dos afetos – foi também discutido neste Fórum, com uma tertúlia que mobilizou muitos pais e professores e na qual se deu ênfase especial à importância das relações interpessoais na “musculação” dos afetos, constituindo estes um valioso “capital social” para o bem-estar de cada um. Também a Educação e Formação de Adultos teve o seu espaço nesta edição do Fórum da Educação, como um dos vetores importantes na senda de um posicionamento estratégico que enfatiza a educação ao longo da vida, visando, entre outros aspetos, atenuar a polarização e assimetria geracional e contribuindo, desta forma, para a melhoria das condições de vida e, por conseguinte, para uma maior satisfação pessoal. Neste contexto, em co-organização com o Centro Qualifica Litoral Cávado, realizou-se um Seminário que contou com alguns dos mais credenciados especialistas nesta área. A vereadora da Educação, Angélica Cruz, lançou um repto final, da criação de redes colaborativas com os parceiros locais, no sentido de uma efetiva territorialização das políticas educativas, de modo motivar e impulsionar os esposendenses a uma aposta na melhoria das suas qualificações.

Dedicado às crianças, no fim de semana de 2 e 3 de junho, a encerrar o Fórum da Educação, realizou-se a atividade “Patrimoniando”, no Parque Radical, onde, aliado a animação diversa, garantida por insufláveis, pinturas faciais e de balões, se proporcionaram atividade lúdicas e pedagógicas de exploração do património local. Desde construção de réplicas de casas castrejos, à Casa das Marinhas, passando pela exploração de diversos ofícios galaicos e pela dramatização da narrativa “Sebastião e Clarinha à Descoberta de Esposende”, foram várias as ofertas que garantiram um fim de semana rico de oportunidades para os mais novos. A atividade, que igualmente se inseriu nas Comemorações do Dia Mundial da Criança, foi complementada com a entrada gratuita nas piscinas municipais para crianças e jovens até aos 16 anos, com apoio da Esposende 2000.

Conforme vem sendo tradição, as atividades culturais também marcaram uma forte presença na edição de 2018 do Fórum da Educação. Neste sentido, foram realizados dois concertos: um dedicado às raízes culturais que unem Portugal a África, protagonizado pelo Coro de Pequenos Cantores de Esposende, e outro, dedicado às memórias marítimas das comunidades piscatórias de Esposende, num espetáculo de música e poesia, onde o palco foi partilhado pelo Coro Ars Vocalis e Agostinho Pinto Teixeira.

Com início durante o Fórum da Educação, e prolongando-se até ao final do presente ano letivo, o Município de Esposende está a promover ainda a itinerância de dois espetáculos pelas escolas do 1.º CEB e jardins de infância do concelho. “A Menina Serpente”, baseada na obra de Almada Negreiros, com encenação e dramatização da Companhia Teatro da Lua, é a proposta ao nível do teatro. Por seu turno, com produção da Escola de Música de Esposende, a “Viagem pelo Universo dos Instrumentos” é outro dos espetáculos itinerantes, desta feita com recurso à paleta dos sons.

Com um total de cerca de 25 oradores convidados e um universo de aproximadamente 3500 participantes envolvidos, o balanço do Fórum da Educação é francamente positivo, quer pela partilha de experiências, saberes, projetos e vivências, quer pela frutuosa parceria com as diversas escolas e instituições locais, desde a conceção, até à ampla participação dos diferentes agentes.

BH6A6858

CELORICO DE BASTO LEVA A CIÊNCIA ÀS ESCOLAS

Município de Celorico de Basto associa-se ao projeto “Clique – aqui tão perto, os nossos recursos, a nossa cultura, a nossa herança!”

O projeto Clique é um projeto da Escola Básica da Mota do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto tendo sido selecionado pelo júri regional da 15.ª Edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho "Ciência na Escola" (neste ano letivo 2017-2018), sendo apoiado no âmbito do protocolo entre a Fundação Ilídio Pinho e os Ministérios da Economia e da Educação.

Agrup Esc. Mota

“É nossa missão colaborar ativamente para o sucesso dos alunos das nossas escolas. Por isso, divulgamos o projeto “Clique – aqui tão perto, os nossos recursos, a nossa cultura, a nossa herança!”, um protejo que dará a conhecer as tradições, o património cultural e os recursos naturais das freguesias do concelho de Celorico de Basto afetas à área geográfica da Escola Básica da Mota. Será certamente mais uma ferramenta, muito útil e benéfica para dar a conhecer os nossos recursos sobretudo a quem nos visita e de perpetuar as nossas tradições, que são e serão sempre, uma marca fundamental da nossa identidade” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. “Importa também destacar que estes projetos que envolvem alunos e toda a comunidade são fundamentais para incrementar este espirito de cooperação e aprofundar os conhecimentos quer ao nível dos conhecimentos formativos quer da própria área geográfica onde se encontram inseridos” reforçou.

Este projeto foi inspirado no tema "A Ciência na Escola ao Serviço do Desenvolvimento e da Humanização" e como forma de celebração deste Ano Europeu do Património Cultural, alunos das Turmas do 3.º CEB e respetivos professores, criaram este projeto que visa o estudo, levantamento e disponibilização online de tradições e património cultural das freguesias do concelho afetas à área geográfica da Escola Básica da Mota.

Foi também, criado um Portal com georreferenciação e informação essencial sobre locais de interesse, dando também particular destaque ao Património e recursos naturais essenciais à economia local. Toda a informação relativa ao projeto clique está disponível nesta hiperligação cliqueebmotaagrcbt.wixsite.com/2018.

Os intervenientes desta iniciativa são os alunos e toda a população escolar da Escola Básica da Mota, bem como a comunidade, nomeadamente Pais e Encarregados de Educação, famílias e sociedade civil.

A coordenadora do Projeto CLIQUE, Ângela Lopes, reforçou que este projeto pretende ir de encontro a diversas metas do Projeto Educativo do Agrupamento que visam, entre outros itens, “capacitar os alunos para o exercício de uma cidadania crítica e responsável; fomentar a relação Escola-Instituições; melhorar a articulação curricular horizontal; intensificar o trabalho colaborativo; melhorar os processos de aprendizagem, estimulando a diversificação das práticas pedagógicas e a inovação; elevar o nível cultural dos alunos; incentivar os alunos a participar em projetos e a frequentar atividades e eventos; promover o sentimento de pertença ao Agrupamento e a vontade de cooperar; promover o bem-estar dos alunos e da comunidade educativa”.

DIRECTORA DA DIE APFEL, BENEDITA AGUIAR APOSTA NA FORMAÇÃO COM VISTA À INCLUSÃO SOCIAL

Projeto Formar para Valorizar aposta em formação sobre “Imagem, autoestima e autoconceito”  

O projeto Formar para Valorizar é um projeto promovido pela APIDI, com o apoio do POISE (Programa Operacional Inclusão Social e Emprego), do Programa Portugal 2020, União Europeia e Fundo Social Europeu.

Workshop

A iniciativa visa promover a dimensão pessoal e social dos destinatários, criando condições para a sua inclusão social, sendo que uma das ações centra-se sobre o tema “Imagem, Autoestima e Autoconceito (300 h)”.

A população alvo do Curso é constituída por pessoas altamente vulneráveis, desprovidas de competências pessoais e sociais e, por conseguinte, com severas dificuldades de inserção social e profissional. Dentro daquela população destacam-se DLD`s, beneficiários do RSI, pessoas com comportamentos aditivos. 

Os contextos desfavorecidos e excluídos apresentam uma tendência para a desvinculação às questões estruturantes da autoestima, autoconceito e imagem, tendendo a negligenciar a importância de alguns constructos no modo como todo o desenvolvimento biopsicossocial do ser humano ocorre. “As condições de vida pouco satisfatórias, a privação económica e a exclusão social propiciam a interiorização de modelos negativos sobre si e sobre os outros e, subsequentemente à adoção de condutas irresponsáveis e negligentes”, referiu Benedita Aguiar, diretora da entidade formadora Die Apfel.

Ao nível destes contextos são evidenciadas algumas lacunas ao nível da interiorização de modelos de limpeza, higienização e saúde que parecem resultar de uma ausência de conhecimento e de educação formal a este nível, sendo fundamental sensibilizar para a aquisição destes hábitos e desmistificar algumas crenças que condicionam a incorporação dos mesmos.

Ao longo da ação de formação serão desenvolvidas algumas dinâmicas, nomeadamente uma sessão de maquilhagem para apresentação em entrevista de emprego, uma sessão de consultoria de imagem, entre outras ações.

BRAGA: AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALBERTO SAMPAIO SÃO ESCOLAS DE REFERÊNCIA DA UNIDADE DE APOIO AO ALTO RENDIMENTO

Escola Alberto Sampaio ganha Unidade de Apoio ao Alto Rendimento

O Município de Braga e o Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio viram aprovada uma candidatura para integração deste agrupamento no lote de escolas de referência da Unidade de Apoio ao Alto Rendimento na Escola (UAARE).

CMB30052018SERGIOFREITAS00000012850

Desta forma, a partir do próximo ano lectivo de 2018/2019, Braga terá um Agrupamento com uma Unidade de Apoio ao Alto Rendimento na Escola (UAARE). Esta é uma estrutura técnico-pedagógica criada com o objectivo de permitir conciliar o sucesso escolar e o sucesso desportivo de alunos do Ensino Básico e Secundário que sejam atletas com estatuto de alto rendimento, que se enquadrem em selecções nacionais ou que evidenciem potencial talento desportivo.

O Agrupamento de Escolas designará um professor acompanhante que será responsável por facilitar a necessária articulação entre todos os parceiros desportivos e educativos. Na UAARE será implementada uma sala de estudo “Aprender +”que contribuirá para o processo de diversificação e diferenciação pedagógica, mobilizando apoios presenciais e à distância, com recurso a ambientes virtuais de aprendizagem.

Assim, no próximo dia 07 de Junho, pelas 18h30, na Escola Secundária Alberto Sampaio, será realizada uma reunião aberta aos alunos/atletas, encarregados de educação, treinadores, clubes e academias com o objectivo de apresentar o Projecto UAARE à Comunidade Educativa/Desportiva.

VIZELA DISTRIBUI TABLETS NAS ESCOLAS BÁSICAS DO CONCELHO

O Executivo Municipal de Vizela entregou esta manhã, na Escola Básica dos Enxertos, os primeiros tablets para apoio à implementação dos projectos Hypatiamat, Mais Cidadania e Literattus, inseridos no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICIE) da CIM do Ave.

entrega tablets

O PIICIE é promovido no âmbito do programa operacional NORTE 2020, está integrado no Plano de Desenvolvimento e Coesão Territorial do Ave e tem como objectivo definir novas abordagens educacionais a implementar nos estabelecimentos do 1º CEB dos concelhos de Vizela, Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho e Vila Nova de Famalicão.

Vizela foi o segundo município do Ave a entregar os tablets nas escolas, sendo que a Escola Básica dos Enxertos foi a primeira a ser contemplada, seguindo-se na próxima semana a entrega nas restantes escolas do Concelho.

O PIICIE será desenvolvido durante três anos letivos e pretende ser agregador das medidas educativas de promoção do sucesso escolar e de combate ao abandono escolar, alinhadas com as políticas educativas nacionais e europeias, e reflectindo a estratégia educativa para a NUT III Ave, desenhada pelo Conselho Intermunicipal de Educação e restante comunidade educativa desta sub-região.

FAMALICÃO GANHA ENSINO SUPERIOR PÚBLICO POLITÉCNICO

No próximo ano letivo serão ministrados cinco cursos  que conferem qualificação de nível cinco

O Instituto Politécnico de Bragança está a trazer o ensino superior público para Famalicão e disponibiliza, já a partir do próximo ano letivo 2018/2019, cinco Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTESP) nas áreas de Comunicação Digital, Administração e Negócios, Tecnologia Alimentar, Análise Químicas e Biológicas, Automação, Robótica e Eletrónica Industrial.

Cursos vão ser ministrados nas instalações da Didáxis de S. Cosme (1)

A chegada do ensino superior público representa para o presidente da Câmara Municipal “um marco histórico para o concelho” mas, refere, “mais importante do que isso é a resposta que vai ser criada para os nossos jovens e para as nossas empresas, dado o elevado nível de empregabilidade destes cursos, o alinhamento com as carências das empresas em matéria de quadros superiores e com as vias profissionais com forte presença em Vila Nova de Famalicão.”

A presença do IPB em Famalicão tornou-se possível mediante protocolo aprovado na última reunião do executivo municipal entre a autarquia e esta instituição, em articulação com o Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA), dada a convergência de interesses em contribuir para o desenvolvimento científico, tecnológico e socioeconómico da região do Ave.

Através do acordo estabelecido, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão disponibiliza as instalações para o funcionamento dos cursos, que serão ministrados nas instalações da Cooperativa de Ensino Didáxis de Vale S. Cosme mediante protocolo assinado com a Câmara Municipal para o efeito.

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTESP) são cursos superiores de curta duração que visa conferir qualificação do nível cinco de acordo com o Quadro Nacional de Qualificações (QNQ). Um CTESP tem 120 créditos e a duração de quatro semestres, sendo o último em contexto de trabalho. Os titulares de um diploma podem prosseguir os estudos de Licenciatura, através de concurso especial de acesso. Parte da formação efetuada no CTESP será creditada na futura Licenciatura.

Podem concorrer aos CTESP os titulares de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente, quem tenha sido aprovado nas provas especialmente adequadas para maiores de 23 anos, titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de técnico superior profissional ou titulares de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

A frequência nos cursos tem uma propina anual de 420 euros, podendo ser pagas em 10 prestações de 42 euros. Os estudantes carenciados podem candidatar-se a bolsas de estudo de apoio social.

Cursos vão ser ministrados nas instalações da Didáxis de S. Cosme (2)

TERRAS DE BOURO REALIZA CONCURSO ESCOLAR DE IDEIAS EMPREENDEDORAS

UP Cávado Escolas promoveu final municipal em Terras de Bouro

A Final Municipal de Terras de Bouro do concurso escolar de ideias empreendedoras, promovido pela Comunicada Intermunicipal (CIM) do Cávado, decorreu a 9 de maio no auditório da Escola Básica e Secundária de Terras de Bouro.

32186365_971346649696466_1492022409715253248_n

Contando com a presença do Executivo Municipal de Terras de Bouro e da Direção do Agrupamento de Escolas, além dos responsáveis da CIM do Cávado, nesta final, que foi abrilhantada pela atuação da Escola de Musica do Centro Municipal de Valências, estiveram em competição 12 ideias de negócio de alunos do ensino secundário e profissional do nosso concelho, envolvendo cerca de 40 alunos. O júri escolheu as duas melhores ideias de negócio, no caso o “Kit de Emergência Inteligente e Automático” e “Terras de Bouro Peça a Peça, que irão agora representar Terras de Bouro na Final Intermunicipal UP Cávado Escolas.

O Up Cávado é um programa que visa dinamizar o ecossistema empreendedor do território, qualificar e reforçar a sua capacidade produtiva e aumentar a visibilidade e notoriedade internacional dos seus bens e serviços. Procura também promover ações estruturantes e sustentadas no território, a partir de um trabalho em rede entre entidades de relevo na região.

32130755_971346943029770_6184993312739426304_n

32148215_971346326363165_1871346147407167488_n

32151978_971346576363140_5020295793785962496_n

32162808_971347319696399_7610188552474722304_n

32169634_971345879696543_6219161963717459968_n

32186698_971345716363226_5656563394455535616_n

32191043_971346633029801_538683323774402560_n

32191489_971347139696417_489479358092673024_n

32191823_971347169696414_1496292440431132672_n

32202747_971347069696424_7864271589276123136_n

32202922_971346959696435_1047556636756934656_n

32205908_971346163029848_4417983221011054592_n

32215265_971347456363052_4215228329046835200_n

32226873_971347006363097_683947089184423936_n

32247393_971346219696509_304356900311400448_n

32253538_971346786363119_5551366885028659200_n

CAPA

DSC07120

DSC07122

DSC07128

DSC07132

DSC07143

DSC07158

DSC07161

DSC07164

DSC07166

DSC07168

DSC07180

DSC07181

DSC07188

DSC07189

DSC07193

DSC07199

DSC07206

DSC07210

DSC07217

DSC07220

DSC07228

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE SUCESSO ESCOLAR

Mais de 400 mil euros na promoção do sucesso escolar -  Schooll 4All Arcos de Valdevez. Autorizados procedimentos no valor de mais de 180 mil euros

A pensar nos níveis do insucesso escolar das escolas, as quais exigem que se desenhem estratégias eficazes de combate ao insucesso escolar, centradas e contextualizadas nos problemas locais e nas situações especificas de exclusão, foi criado o projeto “Schooll 4All Arcos de Valdevez”. Promovido pelo Município de Arcos de Valdevez em parceria com os grupamento de Escolas Valdevez, e que integra o Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Com uma duração previsível de três anos (2018/2020), este projeto pretende desenvolver competências, atitudes e valores que ajudem os alunos a melhorar as suas aprendizagens, através da realização de um conjunto de atividades integradas em 5 grandes ações, nomeadamente a Terra Educa: O caminho para a sustentabilidade; Criarte - Promoção do Espirito criativo no Alto Minho; Oficinas Criatividade Himalaya; Sala de Aula do futuro e Equipa multidisciplinar.

A ação Terra Educa: O caminho para a sustentabilidade: visa desenvolver um conjunto de atividades de divulgação, partilha e boas práticas para a sustentabilidade, associadas às manifestações do património imaterial, cultural e natural. Recentemente foi autorizada a abertura de concurso, tendo em vista a aquisição de serviços pelo preço base de 63.180,00 Euros.

Existe a necessidade de assegurar o desenvolvimento, em parceria com as escolas do concelho de Arcos de Valdevez, de um conjunto de atividades de divulgação e partilha de boas práticas para a sustentabilidade, associadas às manifestações do património imaterial, cultural e natural, enquadradas na ação "TERRA EDUCA: O caminho para a sustentabilidade".

A ação Criarte - Promoção do Espírito criativo no Alto Minho propõe fomentar atividades que valorizem o espírito criativo e inovador, orientado para a valorização económica dos recursos culturais e criativos da região. Neste âmbito também já foi autorizada a abertura de concurso, tendo em vista a aquisição de serviços, pelo valor base de 33.540,00 Euros.

Esta aquisição de serviços visa o desenvolvimento de atividades no âmbito do projeto CRIARTE, com incidência nas Atividades de Expressão Musical e Expressão Plástica nos JI municipais, a criação de um Ex-Libris e Oficinas de Escrita Criativa com o total de alunos do Ensino Secundário, ambas incluídas no centenário do escritor Teixeira de Queirós.

Por outro lado, através das Oficinas Criatividade Himalaya, cujo investimento é de 176 mil euros, propõe-se criar um espaço dedicado à educação e à experimentação, ao conhecimento e à divulgação da ciência e da cultura científica.

A Sala de Aula do futuro visa equipar a escola com uma sala de aula moderna, apetrechada de equipamento e tecnologias avançadas, que permitam criar um ambiente onde se potenciará e acelerará as aprendizagens. O Município também já autorizou a abertura de concurso, tendo em vista a aquisição de serviços, pelo preço base de 47.717,00 Euros. 

O objetivo é o fornecimento e montagem de equipamentos integrados no projeto Sala de Futuro- SCHOOL 4 ALL. Esta sala é um espaço de aprendizagem e ensino enfocado nas perspetivas de novo espaço físico, recursos, mudança de papéis de alunos e professor e apoio a diferentes estilos de aprendizagem. Visa criar áreas de trabalho, aprendizagem, iteratividade e participação dos alunos, criação multimédia, áreas de trabalho em equipa e de aprendizagem informal.

Por último, a Equipa multidisciplinar visa criar uma equipa de profissionais habilitados que assegurem o acompanhamento dos alunos, que revelam maiores dificuldades de aprendizagem, risco de abandono escolar, comportamentos de risco e absentismo escolar.

Em reunião de Câmara também foi autorizada a abertura de concurso para a aquisição de serviços para o fornecimento de Recursos Humanos, pelo valor base de 37.172,00 Euros.

O Objetivo é a contratação de um Técnico Superior de Serviço Social, para assegurar 24 meses de colaboração articulada com o Agrupamento de Valdevez no âmbito do referido projeto.

A Autarquia vê a Educação como o pilar de uma sociedade de forma que desenvolve esforços no sentido de dar um futuro melhor a todos e a todas arcuenses, e, pretende com estas ações criar uma escola mais inclusiva, com igualdade de oportunidades para todos e com menos abandono escolar.

Este projeto insere-se na Operação “SCHOOL4ALL – ARCOS DE VALDEVEZ” a qual é cofinanciada pelo FEDER, Programa Operacional NORTE2020, Portugal2020, e conta com um Investimento Elegível de 438.687,00€ e Comparticipação Comunitária de 372.883,95.

O projeto SCHOOL4ALL – ARCOS DE VALDEVEZ, visa essencialmente a promoção do sucesso educativo e o combate ao insucesso escolar, com base num a ação concertada entre os diversos atores locais, desde logo, a escola, a família, a comunidade, a autarquia, os responsáveis políticos e os diversos parceiros sociais

GRUPO PARLAMENTAR DO PCP APRESENTA PROJETOS DE RESOLUÇÃO PARA REQUALIFICAÇÃO DE ESCOLAS NO MINHO

PCP apresenta Projetos de Resolução recomendando a Requalificação das Escolas Frei Caetano Brandão, Braga; Padre Benjamim Salgado, Joane; Secundária de Barcelinhos; Secundária da Póvoa de Lanhos; Secundária de Amares e do Agrupamento de Escolas Santos Simões, Guimarães.

Capturarpcp

O Grupo Parlamentar do PCP apresentou ontem na Assembleia da República seis Projetos de Resolução, que recomendam ao Governo se iniciem as obras de requalificação nas Escolas, se garantam as condições materiais adequadas, bem como se assegure a participação de todos os membros da comunidade escolar na definição e monitorização da execução do projeto.

A forma como sucessivos governos têm gerido o parque escolar e a rede de escolas é marcadamente economicista e obedece a critérios de desresponsabilização, que têm tido resultados desastrosos quanto à (in)existência de condições aceitáveis para quem estuda e para quem trabalha nas escolas do nosso país. O distrito de Braga conhece inúmeros casos de escolas com problemas gravíssimos e que aguardam intervenção urgente, quer ao nível de obras de manutenção, mas também ao nível de obras de requalificação de fundo.

O PCP defende que a manutenção e requalificação do parque escolar é uma tarefa incumbida fundamentalmente ao Estado, por via da ação do Governo, sendo para tal urgente e necessária uma estratégia política, fixada em objetivos claros, que parta das necessidades identificadas no terreno e se harmonize partindo de todos os pontos de vista, garantindo a participação da própria comunidade escolar em sentido amplo.

A resposta às necessidades desde há muito identificadas pelas comunidades educativas tarda por chegar, e a importância do investimento público neste domínio é incontornável, quer ao nível das condições materiais, quer ao nível da contratação de profissionais, enquanto condições indispensáveis para uma escola pública democrática, de qualidade e inclusiva.

Entende o PCP que o Governo deve acelerar o processo de requalificação das escolas para que a Escola Pública consagrada na Constituição da República Portuguesa e na Lei de Bases do Sistema Educativo seja uma realidade.

FAMALICÃO MOSTRA QUE NUNCA É TARDE PARA APRENDER

Paulo Cunha entregou ontem diplomas a 112 famalicenses que aumentaram as suas qualificações escolares

Desde 2015, ano em que entrou em funcionamento, o Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão já deu a oportunidade a 317 famalicenses de melhorarem as suas competências e qualificações.

AFS_0569

O presidente da Câmara Municipal entregou esta quinta-feira, dia 4 de maio, mais 112 diplomas e certificados do processo de reconhecimento, validação e certificação de competências (RVCC) escolar e profissional e afirmou que “o município famalicense está empenhado em fazer crescer este número”.

“Este é um trabalho para continuar, para estimular. Há outros patamares e queremos que as pessoas lá cheguem. Cada famalicense que se valoriza é um sinal de que o concelho está melhor preparado, de que as pessoas estão melhor formadas e que reúnem mais e melhores condições para assumirem os protagonismos que queremos que assumam todos os dias enquanto cidadãos”, disse Paulo Cunha.  

Em função desse objetivo, o município reforçou nos últimos meses a aposta no programa Qualifica, através de uma campanha de comunicação que vai ser reforçada com novos materiais de promoção, que nos próximos dias estarão disponíveis para consulta no Portal da Educação de Famalicão, em www.famalicaoeducativo.pt, nos edifícios municipais, juntas de freguesia, escolas, entre outros espaços públicos do concelho.   

Recorde-se que o Centro Qualifica é uma estrutura da Câmara Municipal de Famalicão que funciona em estreita colaboração com as escolas da Rede Local de Educação e Formação. Conta atualmente com sete polos no concelho: Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, Agrupamento de Escolas D. Sancho I, Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado, Escola Profissional CIOR, Didáxis Cooperativa de Ensino de Vale São Cosme e Riba de Ave e Escola Profissional FORAVE.

Os interessados em apostar num futuro melhor e mais qualificado podem inscrever-se através da internet em www.famalicaoeducativo.pt/_centro_qualifica_inscricao e obter informações através do telefone 252 320 931 ou pelo Email: centroqualifica@vilanovadefamalicao.org.

Neste Centro podem encontrar uma oferta diversificada, sendo possível, em função do perfil e experiência, realizar um processo de RVCC Escolar, Profissional ou de Dupla Certificação (Escolar e Profissional) em horário laboral ou pós-laboral. A Certificação Escolar proporciona uma nova oportunidade de qualificação aos adultos que não completaram ou abandonaram precocemente a formação no sistema educativo formal. Permite obter o 4º, 6º, 9º e 12º anos de escolaridade. As inscrições podem ser efetuadas a qualquer altura.

AFS_0621

AMARES ACOLHE CONCURSO SOBRE EMPREENDEDORISMO NAS ESCOLAS

Amares acolheu primeira final do concurso intermunicipal “UP Cávado: Empreendedorismo nas Escolas”

Realizou-se, durante a tarde da passada terça-feira, em Amares, a primeira final Concurso Municipal de ideias de negócio no âmbito do projeto “UP Cávado: Empreendedorismo nas Escolas”. A iniciativa decorreu no Auditório Conde de Ferreira e selecionou dois projetos amarenses que vão participar na final intermunicipal agendada para 2 de junho no Município de Barcelos.

DSC04800

“BeachRiverPark”, um projeto de um parque turístico com diversas atividades implementado no concelho de Amares, e “MoSchool”, uma mochila com um guarda-chuva incorporado, foram os dois projetos selecionados de entre os participantes. Na final participaram 12 equipas, compostas por 44 alunos e 3 professores, apuradas na Escola Secundária de Amares. 

Na sessão de abertura do concurso, que contou com a presença de Pedro Veloso em representação da Direção do Agrupamento de Escolas de Amares e Carlos Lima em representação da CIM Cávado, a vereadora da Educação do Município de Amares, Cidália Abreu, destacou a pertinência deste género de iniciativas.

DSC04809

“Nos dias que correm temos que ser empreendedores, dinâmicos, criativos e diferentes e, por isso, é de enaltecer este projeto pela forma como procura implementar uma cultura empreendedora junto dos nossos jovens”, sublinhou a veredora, felicitando todos os participantes, professores, parceiros e técnicos envolvidos neste projeto.

O júri composto foi composto por Carlos Lima, em representação da Cim Cávado, Jorge Pereira, da AEVH Associação Empresarial do Vale do Homem, e António Paredes, empresário do concelho de Amares.

O projeto “UP Cávado: Empreendedorismo nas Escolas” é promovido pela Comunidade Intermunicipal do Cávado em parceria com os Municípios associados e co-financiado pelo POCTEP – Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal, com o apoio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e no âmbito da Comunidade Territorial de Cooperação entre as regiões do Cávado, Alto-Minho e Ourense.

Este projeto implementado ao longo do ano letivo 2017/2018 tem como objetivo promover “uma cultura empreendedora, o espírito de iniciativa, de cooperação e criatividade junto das comunidades educativas”, permitindo aos jovens o desenvolvimento de novos projectos empreendedores. O projeto inclui 28 escolas dos seis municípios do Cávado, envolvendo 1364 alunos e 63 professores, de um universo de 64 turmas, 27 do 3º ciclo do ensino básico e 37 do ensino secundário e profissional.

DSC04856

DSC04857

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO DISTINGUE MELHORES ALUNOS DA UNIVERSIDADE LUSÍADA

Autarquia atribuiu anualmente mil euros aos melhores alunos do ensino superior famalicense

O município de Vila Nova de Famalicão vai distinguir os três melhores alunos da Universidade Lusíada de Famalicão com um prémio de mil euros cada. A medida foi aprovada esta quinta-feira, na reunião do executivo municipal e insere-se na atribuição dos prémios intitulados “Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão” que reconhecem anualmente os melhores alunos do ensino superior famalicense, das universidades Lusíada e da Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário, CESPU.

AFS_1446

Miguel Ângelo Ferreira, do curso de Arquitetura, Filipa Mendes de Ciências Empresariais e Luís Miguel Marinho de Engenharia serão reconhecidos pelo seu mérito, na sessão solene do Dia da Universidade Lusíada, que decorre durante o mês de maio. Por sua vez, os prémios aos melhores alunos da CESPU são entregues habitualmente no mês de novembro, no dia da universidade.

A medida municipal de apoio ao ensino superior arrancou há quase dez anos, em 2009, distinguindo inicialmente o melhor aluno do curso de arquitetura, com um prémio de 500 euros. Entretanto, o apoio foi alargado aos vários cursos das duas universidades presentes na cidade, passando para o dobro.

Refira-se que para além deste apoio, a autarquia atribui também anualmente as bolsas de estudo aos jovens famalicenses que frequentam o ensino superior. Este ano, o município investiu cerca de 180 mil euros, em 273 jovens com os apoios a oscilarem entre os 500 euros e os 1100 euros.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, trata-se de “apoio fundamentais para os jovens e para as centenas de famílias beneficiadas. O sucesso educativo dos jovens é muito importante para o futuro do nosso concelho”.

DSCF0688

FAMALICÃO CUMPRE UM JUSTO HÁBITO E HOMENAGEIA PROFESSORES APOSENTADOS

Paulo Cunha entregou medalha de reconhecimento municipal aos docentes aposentados

Se Vila Nova de Famalicão é considerado um dos melhores municípios do país para estudar, verdade seja dita que o deve, em parte, ao esforço e dedicação dos seus professores. É, pois, “para agradecer o trabalho, o percurso, mas também o resultado alcançado” pelos docentes que lecionam nas escolas do concelho, que todos os anos, por esta altura, a Câmara Municipal homenageia os professores recentemente aposentados.

Paulo Cunha com um dos docentes homenageados, António Pinto

António Pinto, de 67 anos, foi um dos dez professores do concelho que se aposentaram no ano letivo 2016/2017 e que ontem receberam das mãos do presidente da Câmara Municipal a medalha de reconhecimento municipal.

Ao recordar as quase quatro décadas que esteve ao serviço do ensino, o ex-diretor do Agrupamento de Escolas D. Sancho I lembrou a enorme alteração que o papel do professor sofreu ao longo dos últimos anos.

“Hoje é muito mais difícil ser professor. As circunstâncias mudaram, tivemos que nos adaptar muito às exigências do novo mundo e às consequentes alterações no processo de ensino e aprendizagem. A sociedade não dá o devido valor e o reconhecimento que os professores merecem e por isso é muito gratificante ver que o município reconhece o nosso trabalho”, disse.

Paulo Cunha reconhece também que a tarefa dos professores é hoje mais difícil, com mais barreiras e mais dificuldades, o que, diz, “só torna o mérito maior”.

O edil mostrou-se ainda preocupado com as recentes notícias que dão conta que os professores portugueses estão cada vez mais envelhecidos. “É preocupante para a escola do ponto de vista geracional, mas é sobretudo preocupante porque denota um desinteresse pela docência por parte dos mais jovens. A docência é uma tarefa basilar e essencial e temos que continuar a fazer de tudo para que seja encarada como uma função nobre e para que continue a ser uma atividade querida e desejada”.  

No final, ficou o habitual desafio lançado por Paulo Cunha aos docentes: “nunca deixem de ser os professores que sempre foram”.

Paulo Cunha entregou medalha de reconhecimento municipal aos docentes ap...

PÓVOA DE LANHOSO ENSINA COSTURA INDUSTRIAL

Gabinete de Inserção Profissional apoia formação de Costura Industrial

O Município da Póvoa de Lanhoso, através do Gabinete de Inserção Profissional e da parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), promoveu a realização de sessões com público desempregado, para abertura de uma turma de Formação Modular Certificada na área da Costura Industrial.

Formacao em Costura Industrial

O início da formação realizou-se no passado dia 16 de abril, nas instalações da empresa VGFASTER Unipessoal Lda.. Participam 24 formandas.

Esta formação, com uma duração de 200 horas, conta com uma componente teórica e com uma componente prática, sendo que, no final, as formandas terão aqui uma boa possibilidade de integração no mercado de trabalho.

De lembrar que o Gabinete de Inserção Profissional (GIP) do Município da Póvoa de Lanhoso apresenta-se como um serviço intermediário, que visa a integração ou reintegração profissional, em articulação com o Centro de Emprego e com diferentes sinergias locais.

BRAGA PROMOVE ENSINO PROFISSIONAL

Encerramento do ‘Profissionaliza-te – Promoção do Ensino Profissional’

Amanhã, Terça-feira, dia 17 de Abril, às 16h45, no edifício gnration, em Braga

O Município de Braga convida o vosso órgão de Comunicação Social a marcar presença no encerramento do evento ‘Profissionaliza-te – Promoção do Ensino Profissional’, que terá lugar Amanhã, Terça-feira, dia 17 de Abril, às 16h45, no edifício gnration, em Braga.

A iniciativa contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.

Este é um evento promovido pelo Município de Braga com o objectivo de apresentar o Ensino Profissional como uma opção formativa de qualidade, orientada para a qualificação dos respectivos alunos e a sua inserção em contextos profissionais.

:: PROGRAMA ::

14:00 – Recepção

14:30 – Abertura

14:35 – Painel 1 | À conversa com Directores (Moderação Carlos Lima – CIM Cávado)

15:30 – Intervalo

15:50 – Painel 2 | Testemunhos de ex-Alunos do Ensino Profissional

16:45 – Encerramento | Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio

PÓVOA DE LANHOSO APROVA OFERTA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Aprovada Oferta Formativa do Ensino Profissional 2018/2019

Já está validada a oferta formativa ao nível do ensino profissional, para o ano letivo 2018/2019, para a Póvoa de Lanhoso.

Atendimento Descentralizado em Taide 1

Após o processo de concertação, ao nível concelhio e supraconcelhio, foi formalmente aprovada a abertura de cursos de diversas áreas de formação que serão ministrados no próximo ano letivo na Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso e Escola Profissional do Alto Ave - EPAVE.

A auscultação do tecido empresarial é um dos procedimentos inerentes ao processo de planeamento e concertação da oferta profissionalizante, definidos pela ANQEP e a abertura do Curso de Técnico de logística é um exemplo máximo disso, uma vez que a sua saída profissional está diretamente ligada à expansão da empresa PROZIS no nosso concelho e às necessidades que daí advém.

A Vereadora da Educação da Câmara Municipal Povoense, Gabriela Fonseca, reforça a importância do ensino profissional no nosso concelho e a necessidade de contribuirmos para o cumprimento das metas nacionais, as quais pressupõem que, até 2020, mais de 50% dos alunos do ensino secundário devem estar integrados no ensino profissional.

A Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso terá disponíveis os cursos de Operador/a de Informática, Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos, Técnico multimédia, Técnico/a Auxiliar de Saúde e Técnico de Turismo. A EPAVE irá possibilitar o curso de Técnico/a de Mecatrónica Automóvel, Técnico/a de Logística, Técnico Auxiliar Protésico - Prótese Dentária e Técnico/a de Turismo Ambiental e Rural.

 

Entidade Formadora

Qualificação

Escola Secundária Póvoa de Lanhoso

Operador/a de Informática

Agrupamento de Escolas Póvoa de Lanhoso

Técnico/a Auxiliar de Saúde

Agrupamento de Escolas Póvoa de Lanhoso

Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos

Agrupamento de Escolas Póvoa de Lanhoso

Técnico de Turismo

Agrupamento de Escolas Póvoa de Lanhoso

Técnico/a de Multimédia

EPAVE

Técnico/a de Logística

EPAVE

Técnico/a de Mecatrónica Automóvel

EPAVE

Técnico/a de Turismo Ambiental e Rural

EPAVE

Técnico Auxiliar Protésico - Prótese Dentária

 

BRAGA REALIZA MOSTRA DE TEATRO ESCOLAR

Mostra de Teatro Escolar apresenta 12 espectáculos. Iniciativa do Município decorre de 10 a 20 de Abril

O Município de Braga promove de 10 a 20 de Abril a 10ª. Edição da Mostra de Teatro Escolar. São 12 os espectáculos que subirão ao palco do Theatro Circo e do Auditório Vita.

Capturarcc

A mostra tem como objectivo a dinamização, apoio e valorização das actividades culturais, nomeadamente do teatro escolar, pretendendo o desenvolvimento através da participação e envolvimento escolar, traduzindo-se no enriquecimento, formação e o incentivo pela arte do teatro.

PROGRAMA

10 Abril | Theatro Circo

15h00 - '10/06', pelo Agrupamento de Escolas Carlos Amarante

11 Abril | Theatro Circo

11h00 - 'Afinal a Coisa é Séria', pelo Agrupamento de Escolas Sá de Miranda

21h30 - 'Auto da Barca do Inferno', pelo Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio

12 Abril | Theatro Circo

15h00 - 'Anos de Sofrimento', pela Escola Profissional do Minho – Esprominho

13 Abril | Theatro Circo

11h00 - 'Afinal as mulheres sempre têm poder', pelo Agrupamento de Escolas D. Maria II

21h30 - 'The Greatest Showman', pelo Colégio Luso-Internacional de Braga

18 Abril | Auditório Vita

10h30 - 'Se fôssemos poderíamos ser', pelo Agrupamento de Escolas de Real

15h30 - 'Antes de Começar', pelo Externato Paulo VI

19 Abril | Auditório Vita

11h00 - 'Uma Viagem dos Diabos', pelo Agrupamento de Escolas de Celeirós

16h00 - 'O príncipe Galo', pelo Agrupamento de Escolas de Trigal Santa Maria

20 Abril | Auditório Vita

10h30 - 'Para ser grande, sê inteiro', pelo Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Sanches

21h30 - 'Viagem à Ópera', pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian

FAMALICÃO REVELA DINÂMICA ESCOLAR

Dinâmica escolar de Famalicão mostra-se na Quinzena da Educação. Iniciativa decorre de 16 de abril a 8 de maio

Entre 16 de abril e 8 de maio, a comunidade escolar de Vila Nova de Famalicão “salta” os muros das escolas e vem mostrar à comunidade os seus projetos educativos e dinâmicas escolares em mais uma edição da Quinzena da Educação. A iniciativa promovida pelo município em parceria com os vários agentes educativos tem como objetivo reunir a comunidade educativa, cruzar vivências e mostrar à sociedade a dinâmica escolar, em ações que vão desde o teatro, à oferta de saídas profissionais, formação e qualificação, debate de ideias e convívio.

Mostra de Teatro Escolar é ponto alto da Quinzena

A Mostra de Teatro Escolar (MOTE) marca o arranque da programação da Quinzena, com mais de uma dezena de espetáculos, que vão envolver perto de meio milhar de alunos das escolas do concelho. Os espetáculos arrancam no próximo dia 16 e prolongam-se até 8 de maio, repartidos pelos palcos da Casa das Artes, do Centro de Estudos Camilianos (Seide), do auditório da ATC (Joane) e auditório do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco (AECCB). Trata-se de uma oportunidade dada às escolas para divulgarem o trabalho artístico promovido pelos grupos de teatro escolar.

A Feira de Formação, Qualificação e Emprego é outra das grandes iniciativas que terá lugar nos dias 26 e 27 de abril. Vai realizar-se no Lago Discount, em Ribeirão, onde toda a rede de ensino e qualificação de Vila Nova de Famalicão, bem como dezenas de empresas, apresentarão aos estudantes e à comunidade as ofertas formativa e de emprego existentes, facilitando-lhes a escolha de um futuro profissional.

O auditório da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, da CESPU, acolhe no dia 26 de abril, as Jornadas Municipais de Educação. “Parentalidade Consciente” é o tema eleito para este debate de ideias, aberto a toda a comunidade educativa e que decorrerá a partir das 21h00, com Mikaela Övén.

A Quinzena da Educação inclui ainda, no dia 21 de abril, o Encontro Concelhio das Associações de Pais e Encarregados de Educação, que terá lugar no Auditório da EB 2,3 de Ribeirão, incluindo uma partilha de boas práticas entre as associações.

Este ano, será realizada, no dia 23 de abril, às 17h00, no auditório da Assembleia Municipal, uma homenagem aos professores aposentados. Ao todo, serão homenageados uma dezena de professores.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, a Quinzena da Educação reveste-se de grande importância, pois ao “abrir as escolas à sociedade, colocando-as em diálogo com a realidade envolvente é, desde logo, um sinal positivo rumo a uma educação de qualidade.” Além disso, segundo o autarca “com esta iniciativa, pretende-se reconhecer publicamente o trabalho desenvolvido pelos vários estabelecimentos de ensino do concelho, divulgando e valorizando os vários projetos educativos”.