Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

COZINHA E BAR DA EPATV: QUALIDADE SURPREENDE VICE-CAMPEÃO DO HELL'S KITCHEN, LUCAS FERNANDES

Encerrou hoje a maratona das Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos finalistas de Restaurante/Bar e Cozinha/Pastelaria na Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), com uma qualidade que desafia os empresários a discriminar positivamente estes alunos. Esta é a conclusão dos membros do Júri, após mais um festival de cores, sabores, aromas e inovação em várias gastronomias.

IMG_6400.jpg

Durante dois dias, quatro dezenas de alunos finalistas, apresentaram as suas PAP's: uns já estão a trabalhar, outros começam a partir de 1 de agosto e um segue os estudos superiores na Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo. “Que mais podíamos querer?” — pergunta Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica da EPATV.

“Fiquei surpreendido. Nuca imaginei que houvesse tanta qualidade nesta formação, aqui em Vila Verde” — assegurou Lucas Fernandes, vice-campeão do Hell’s Kitchen Portugal. Nascido em Vila Verde, Lucas Fernandes cresceu na Alemanha, recebeu formação profissional e trabalhou em hotéis 5 estrelas e a bordo do melhor navio de cruzeiro do mundo, o Europa 2, entre outros.

A PAP — na primeira jornada —  envolveu provas de gastronomia minhota, japonesa e italiana, street food, cupcakes, sous-vide (a vácuo) e bacalhau. Paralelamente, metade dos alunos do Restaurante e Bar abriram o apetite aos jurados com cocktails, cervejas artesanais, vinhos verdes e o serviço de café.

IMG_6432.jpg

IMG_5932.jpg

IMG_6108.jpg

IMG_6253.jpg

"TRAGA PILHAS" DA EPATV PREMIADO PELAS ECO-ESCOLAS

PARABÉNS à Escola Profissional Amar Terra Verde pelo prémio no projeto GERAÇÃO DEPOSITRÃO no escalão escolas com ensino secundário, profissional e superior.

EPATV - Traga pilhas_4.jpg

A Escola Profissional Amar Terra Verde associou-se mais uma vez à Geração Depositrão, no projeto “Constrói o teu Traga Pilhas”. Esta atividade consistiu na construção de um equipamento de recolha de pilhas, usando a reutilização de materiais com criatividade e originalidade.

Num enquadramento de uma aprendizagem baseada em projetos, os alunos RECOLHERAM e REUTILIZARAM componentes eletrónicos de anos anteriores, e criaram um sistema eletrónico que permite a interação do TRAGA PILHAS com as pessoas que dele se aproximem e/ou coloquem pilhas para a reciclagem, por exemplo, a contabilização das pilhas permitirá efetuar uma estimativa da quantidade de produtos perigosos que se irão RECILAR.

Com a construção do TRAGA PILHAS os alunos adquiriram conhecimentos acerca da importância da reciclagem de pilhas e da reutilização de equipamentos – A ECONOMIA CIRCULAR.

A participação nos desafios lançados pela ECO-ESCOLAS promove nos alunos da EPATV a “consciência e responsabilidade ambiental e social, trabalhando colaborativamente para o bem comum, com vista à construção de um futuro sustentável” (Perfil do Aluno – domínio do Bem-Estar, Saúde e Ambiente). 

A RECICLAGEM é fundamental e as escolas representam um papel muito importante na informação, formação e educação dos adultos de AMANHÃ!

EPATV - Traga pilhas_2.jpg

ALUNOS DE TEAC DA EPATV: ARROJADOS, COMPETENTES E DIVERTIDOS

Com provas arrojadas e competentes, decorreu hoje, dia 22 de julho, as Provas de Aptidão Profissional dos alunos do curso Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores (TEAC).

IMG_5618.jpg

Três finalistas seguem para estudos superiores, no IPCA (Instituto Politécnico de Cávado e Ave) e os restantes já têm emprego garantido em empresas  que vão desde Celorico de Basto a Amares, Braga e Vila Verde.

O Prof. José Dantas era um homem feliz com os seus onze “meninos” porque as Provas “ultrapassaram as nossas expectativas, com um sucesso total que inclui alguns projetos arrojados e porque todos sabem bem o que querem pra a o dia de amanhã, em progressão. Uns vão continuar estudos superiores no IPCA e os restantes ingressaram todos no mercado de trabalho, havendo alguns que têm opção de escolha face à oferta que tiveram”.

As PAP's foram apresentadas perante um júri constituído por Sandra Monteiro (Diretora Pedagógica e Presidente), José Dantas (Diretor de Curso), Carla Veloso (Diretora de Turma), Aurélio Machado (Professor Acompanhante), Carlos Marinho (Professor Acompanhante), Marcelo Costa (Empresa SMARTBOARD) e Paulo Amorim (Representante do Sindicato – SITE Norte).

IMG_5645.jpg

IMG_5674.jpg

EPATV: METALOMECÂNICA EMPREGA 20 JOVENS INOVADORES

Empregabilidade total e inovação  — a merecer patentes — são a marca de água das Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos vinte finalistas do Curso Técnico Profissional de Produção Metalomecânica da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) realizadas ontem.

IMG_5566.jpg

“Deixais saudades” — garantiu várias vezes, a prof. Sandra Monteiro, presidente do Júri, após as sete PAP's que foram apresentadas ao longo da manhã, perante um júri que integrava os Prof. Ermelinda Leão (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e João Vale, além de Tiago Araújo (representante da empresa Bysteel) e Paulo Amorim (do SITE — Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte —Norte).

A Diretora Pedagógica lembrou a importância deste Curso para a economia do interior minhoto: “na Comunidade Intermunicipal do Cávado (Amares, Braga, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde), apenas a EPATV e a Secundária Carlos Amarante possuem este curso, mas na Eletrotecnia só existe um Curso Técnico Profissional na EPATV). Os nossos empresários merecem estas apostas nossas que exigem os melhores e seguros equipamentos e máquinas e professores competentes”.

Esta é a prova, para os mais distraídos, “da importância da EPATV num território, com 1245,8 Km2 de área, onde vive uma população superior a 410 mil pessoas” — destacou a Prof. Sandra Monteiro.

IMG_5568.jpg

IMG_5597.jpg

IMG_5605.jpg

PROJETO DE COMBATE AO INSUCESSO ESCOLAR DE ESPOSENDE ABRANGEU MAIS DE QUATRO MIL ALUNOS

Com a apresentação dos excelentes resultados obtidos, realizou-se hoje, 19 de julho, no Auditório Municipal de Esposende, a sessão de encerramento do Projeto Rumo ao Sucesso, inserido no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Cávado (PIICIE) da CIM Cávado. Estiveram envolvidos cerca de quatro mil alunos, desde a Educação Pré-Escolar ao Ensino Básico e Secundário, num projeto que teve como elemento central a melhoria da qualidade do processo ensino-aprendizagem, contribuindo para uma maior equidade da educação.

rs.jpg

“Sou defensor do mérito, mas, no processo educativo, não pode ficar ninguém para trás. Por isso, o projeto Rumo ao Sucesso dirigiu-se a essa franja de crianças mais frágeis. Os bons resultados alcançados resultaram do excelente trabalho em rede, envolvendo o Município de Esposende, os Agrupamentos de escolas Correia de Oliveira e Rodrigues Sampaio e a Escola Secundária Henrique Medina”, vincou o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, defendendo o enquadramento de projetos desta matriz no próximo Quadro Comunitário de Apoio.

“Não podem os municípios ficar sobrecarregados com competências da administração central. Tem de haver um esforço coletivo”, defendeu Benjamim

Pereira, aludindo ao facto de o Plano de Recuperação e Resiliência apenas contemplar grandes projetos nacionais.

Ricardo Rio, presidente do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Cávado, destacou o “esforço recompensado pelos resultados alcançados” e que muito contribuem para esbater as elevadas taxas de retenção que, no início da implementação deste Projeto, assumiam valores elevados no âmbito da CIM do Cávado.

Sobre a continuidade do projeto, indefinição que preocupa a comunidade escolar e os responsáveis políticos, Ricardo Rio garantiu que, “caso não seja alvo de financiamento, poderão sempre os municípios garantir a sua concretização”, apontando o Quadro Comunitário 2030 como referência para a criação de um novo programa desta natureza.

Angélica Cruz, Vereadora da Educação, destacou a “evidência dos resultados alcançados, após uma execução que superou as expectativas. Tínhamos a meta de envolver 2547 alunos e alcançamos 4174. Chegamos a 565 famílias, com as quais realizamos 896 sessões parentais”.

Assim, Angélica Cruz sintetiza o alcance do projeto na “convergência” dos diversos agentes para criar sinergias, na “ação” que decorreu da capacidade de adaptação às circunstâncias e aos contextos escolares e na “complementaridade” conseguida através de novos recursos humanos e materiais que permitiu “construir” melhores níveis de motivação e de autoconfiança dos alunos.

Na avaliação de impacto do projeto, António Baptista, consultor científico do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da (CIM Cávado), vincou a responsabilidade que há em não deixar cair a interação, definindo o projeto de combate ao insucesso escolar como “dimensionado para alunos que necessitam de ajuda” e sustentou o sucesso do projeto na melhoria significativa da prestação letiva dos alunos.

Em representação das direções das unidades orgânicas, Manuela Ferreira, da Direção da Escola Secundária Henrique Medina, lembrou que, decorrente deste projeto, “temos melhores alunos, não só do ponto de vista académico, mas sobretudo humano, comportamental, social e emocional”. Já Manuel Meira, diretor do Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira, apontou o projeto como meio “enriquecedor das comunidades escolares e das experiências dos alunos”. Paula Cepa, diretora do Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio, afirmou que o projeto foi “um sucesso pleno, devido ao envolvimento de toda a comunidade”.

Sofia Freitas, psicóloga que colaborou na implementação do projeto, apresentou o Manual de Boas Práticas que fez uma breve retrospetiva do processo de montagem técnico-institucional do Projeto, e da metodologia de intervenção diferenciadora e aglutinadora dos diversos recursos afetos ao mesmo.

Sandra Macedo, consultora pedagógica do Projeto, recordou a complexidade do contexto em que decorreram os dois últimos anos de aplicação do projeto “e apesar disso, chegou a todos, com muito sucesso e em perfeita sintonia com os normativos legais no âmbito da flexibilidade e da autonomia curricular.

Paula Santos, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, lembrou que ainda “há muito a fazer para continuar a melhoria da aprendizagem das crianças”, tal como José Maria Azevedo, em representação da mesma Autoridade de Gestão do Programa Operacional Norte 2020, que defendeu “condições para que não haja descontinuidade” do projeto.

Rafael Amorim, da Comunidade Intermunicipal do Cávado, lembrou que “melhor que os resultados é que as crianças sejam felizes e as famílias estejam bem. Para isso, é fundamental que este projeto prossiga”.

Esta postura enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas.

rs3.jpg

rs4.jpg

MUNICÍPIO DE AMARES OFERECE LIVROS AOS ALUNOS DO 1º CICLO

Município de Amares volta a oferecer livros de atividades e material escolar a alunos do 1º ciclo

Por mais um ano consecutivo, a Câmara Municipal de Amares vai voltar a distribuir, gratuitamente, os livros de atividades a todos os alunos que frequentam o 1º ciclo do ensino básico do concelho, bem como material escolar aos alunos posicionados no escalão A e B da segurança social.

Os encarregados de educação serão contactados antecipadamente para proceder ao levantamento do respetivo material educativo correspondente ao ano letivo 2021/2022.

Esta é uma medida que tem vindo a ser implementada, anualmente, com o intuito de promover a igualdade de oportunidades, o sucesso educativo e o ensino de qualidade das crianças, contribuindo, simultaneamente, para a redução dos encargos das famílias amarenses. Este apoio representa um investimento global de cerca de 21 mil euros por parte da Autarquia.

ISAVE EM BÊNÇÃO DE FARDAS: "O ENFERMEIRO PODE SER A FAÍSCA DO AMOR AO OUTRO"

“O enfermeiro pode ser a faísca deste amor nos lares, nos centros de saúde e nos hospitais” — afirmou esta manhã, dia 17 julho, na Cripta do Sameiro, o Coordenador Arquidiocesano da Pastoral Universitária de Braga.

IMG_5460 edit.JPG

O padre Eduardo Duque falava na celebração Eucarística que incluiu a bênção das fardas das duas dezenas de finalistas da licenciatura de Enfermagem do Instituto Superior de Saúde (ISAVE), com sede em Amares.

Este dia foi o culminar de um trajeto de vários anos de dedicação, estudo, sacrifício e empenho na frequência de uma Licenciatura de Enfermagem que credibiliza o ISAVE além fronteiras.

O Padre Eduardo Duque saudou a presidente do ISAVE e vários professores presentes, os pais, os avós e os novos enfermeiros, a quem propôs “ir para fora de si próprios para perceber que a vida é mais sublime quando é dada”.

O Coordenador da Pastoral Universitária sublinhou que “os enfermeiros, vós, tendes essa prerrogativa. O enfermeiro tem tudo para poder ser especial para as pessoas. Sois a presença de Deus para o utente. Deus fala através das vossas vidas, das vossas mãos, do vosso tempo e do vosso sorriso”.

Na presença de Jorge Freitas, representante da Região Norte da Ordem dos Enfermeiros, e Mafalda Duarte, presidente do ISAVE, a Diretora da Licenciatura, Lígia Monterroso, saudou os seus novos colegas de profissão, após o primeiro de muitos cânticos entoados pelo Grupo Coral da Ysatuna.

“Vós despertastes para a beleza do amor ao escolher esta profissão, que vos permite dar-se aos que sofrem em momentos dolorosos”.

IMG_5463 edit.JPG

IMG_5495 edit.JPG

IMG_5551 edit.JPG

FRIO E CLIMATIZAÇÃO: EMPRESAS DIGLADIAM-SE POR FINALISTAS DA EPATV

Hoje, dia 16 de julho, a Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV), viveu um dia grande com as Provas de Aptidão Profissional (PAP) prestadas pelos finalistas do Curso Técnico Profissional de Frio e Climatização: todos empregados nas empresas onde estagiaram.

IMG_5432 (Large).jpg

Se mais finalistas houvera, mais empregos seriam criados pelas empresas do Baixo Minho após três anos com mais de uma mão cheia de centenas horas práticas e teóricas.

Foi um dia de felicidade para o Diretor do Curso, Aurélio Machado, bem como para os restantes membros do júri presidido pela Diretora pedagógica da EPATV, Sandra Monteiro.

No acompanhamento dos estágios, O Diretor do Curso confirmou que as empresas têm falta de técnicos nesta área e começam também “a alertar a Escola a incentivar os alunos que querem ser Técnicos Superiores que este Curso é o melhor primeiro passo desta caminhada”.

As provas dos alunos foram avaliadas ainda pela Diretora de turma, Carla Veloso, pelo dirigente do SITE (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Centro-Norte), Paulo Amorim, Gerente da JPSR, João Paulo Ribeiro, e professora Ermelinda Leão.

Ao longo da manhã, os alunos apresentaram as suas máquinas com inovações e acrescentos ao trabalho que os finalistas do ano passado não conseguiram concluir por causa da pandemia.

Alexandre Sousa e António Ferreira concluíram uma instalação elétrica numa bancada didática de conservação e congelação e começam a trabalhar — sem pausa para férias — nas empresas onde estagiaram nos últimos dois anos.

Aurélio Machado deu conta de uma situação impensável há anos: “as empresas vêm à escola procurar alunos, antes de acabar o curso e oferecem transporte. Ao que nós chegamos!”

O momento mais alto da manhã foi protagonizado por Angel Rosário e Marco António Tinoco: o primeiro, como farol de resistência aos dramas da vida e o segundo como um jovem que tem competência e conhecimento para prosseguir os estudos na Universidade.

Angel Pereira Rosário veio com o pai — emigrante na Venezuela há 30 anos — para Vila Verde, para o acompanhar no tratamento de uma doença, deixando a mãe naquele país onde grassa uma enorme crise económica, social e política. Desenvolveu um esforço duplicado na aprendizagem da nossa Língua, adaptar-se a um novo país e nova vida.

“Espero que tenha sido compensador. És um caso de grande sucesso, devido às enormes dificuldades iniciais. És um dos grandes embaixadores da EPATV, uma escola que não deixa ninguém para trás” — desabafou, emocionado, o Diretor do curso.

IMG_5441 (Large).jpg

IMG_5419 (Large).jpg

TERRAS DE BOURO REUNIU CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Conselho Municipal de Educação realizou-se no dia 15 de julho

No dia 15 de julho decorreu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, uma sessão ordinária do Conselho Municipal de Educação.

tbouroconsmunici (5).jpg

Na sessão, presidida pela Vereadora da Educação, Dra. Ana Genoveva Araújo, para além da aprovação das atas das duas sessões anteriores, foi abordado o ponto de situação de projetos educativos aplicados no Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, especificamente o Projeto “Ter + Sucesso”. Mais concretamente, a Dra. Ana Genoveva enumerou diversas atividades desenvolvidas nesse âmbito, bastante diferenciadas, criativas e dinâmicas, sempre com objetivo de estimular as competências dos nossos alunos, bem como o seu gosto e fascínio pelo conhecimento, adaptando-as ao contexto de pandemia em que vivemos e nunca descorando as normas de segurança definidas pela DGS. Deu ainda conhecimento da aquisição de material tecnológico para entrega ao agrupamento de escolas, de forma a proporcionar as melhores condições de aprendizagem neste contexto escolar atípico.

Especial enfoque para os resultados atingidos pela implementação dos referidos projetos, uma vez que os municípios que integram a CIM Cávado, obtiveram, no ano letivo de 2018/2019, a taxa mais baixa de retenção e desistência escolar para os três ciclos do ensino básico. A Vereadora da Educação fez este registo com satisfação e enalteceu que estas são conclusões retiradas dos objetivos educacionais e sociais a que o Município de Terras de Bouro se propõe e nos quais trabalha afincadamente, realçando a importância da continuidade destes projetos.

Foi, também, destacada a celebração do Dia da Criança em Terras de Bouro, importante iniciativa que proporcionou momentos felizes aos mais pequenos, igualmente sacrificados nestes últimos meses. Mais ainda, e considerando benéfico o reconhecimento público do trabalho realizado pelos alunos, foram registadas as cerimónias de entrega de Prémios de Mérito Escolar e atribuição de Bolsas de Estudo para o ensino superior.

Além disso, foi dado a conhecer o contributo literário dado pela jovem escritora Filipa Martins, fruto da sua residência artística no nosso território, que muito enriquece a cultura de Terras de Bouro, bem como a atividade e progresso da Escola de Música, a nova biblioteca digital do Cávado “AquaLibri” e a disponibilização de transportes para os exames nacionais.

A Dra. Ana Genoveva aproveitou, ainda, para agradecer o contributo de todos os profissionais da educação, no período anómalo que a comunidade escolar atravessa, reunindo esforços para que este ano letivo decorresse da melhor forma possível.

tbouroconsmunici (1).jpg

tbouroconsmunici (2).jpg

tbouroconsmunici (3).jpg

tbouroconsmunici (4).jpg

EPATV: PAF DE EMPREGADOS DE RESTAURANTE/BAR OFERECE RECITAL DE CORES E PALADARES

Os finalistas do Curso de Educação e Formação (oitavo e nono anos de escolaridade) da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) ofereceram aos seus convidados um recital de sabores, repletos de cor através de um “brunch” que constituiu a sua Prova de Avaliação Final (PAF).

IMG_5364 (Large).jpg

Com apoio dos Professores Olga Martins (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e António Igreja, ao longo da manhã deste dia 15 de julho, os finalistas prepararam uma alternativa de refeição, misturando os pratos matutinos com as receitas para o meio dia. O nome é uma fusão entre as palavras "breakfast" (café da manhã, em inglês) e "lunch" (almoço, em inglês).

Perante um júri que incluiu a Diretora Pedagógica da Escola, Sandra Monteiro, um representante da APHORT (Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo) e José Antunes (docente e proprietário do Restaurante Churrasqueira de Caldelas), os jovens, apesar de viverem idades e um contexto difícil “estiveram bem” — assinalou Camilo Sousa.

O representante da APHORT elogiou o trabalho dedicado, empenhado e competente dos professores da EPATV, uma vez que os alunos “se desembaraçaram bem nas suas tarefas”.

O brunch era constituído por uma paleta diversificada de cores e sabores que incluiu iogurte grego com mirtilos, chocolate e granola, panquecas, papas de aveia, ovos mexidos sobre tosta e abacate, tosta de queijo fresco com salmão fumado, cogumelos salteados, bolo de laranja, seleção de frutas, pão de espinafres, águas aromatizadas, sumo natural de frutas, café, leite e chá.

Sandra Monteiro não escondeu a sua alegria: “Está espetacular! Isto nem no Sheraton. Está um luxo, cinco estrelas”.

Olga Martins, diretora de curso, lembra que o percurso de um CEF requer outro tipo de ensino para a aprendizagem, mas todos concluíram com muito sucesso”. A Diretora de Curso revelou que a avaliação final onde cada um teve tarefas específicas permite-nos saborear um balanço muito positivo, pelo empenho, dedicação com que demonstraram os seus conhecimentos nas FCT's (Formação em Contexto de Trabalho). Todos continuam na Escola (agora no Ensino Secundário Profissional) e a maioria quer seguir esta área de atividade”.

IMG_5399 (Large).jpg

IMG_5332 (Large).jpg

IMG_5345 (Large).jpg

EDUCAÇÃO DE ADULTOS EM DESTAQUE NA EPATV: ALMOÇO PEDAGÓGICO

Realizou-se ontem, dia 14 de julho, na Escola Profissional Amar Terra Verde, o “MasterChef”, uma atividade integradora dinamizada pelos formandos do Curso de Educação e Formação de Adultos – EFA – Técnico(a) de Cozinha/Pastelaria, apoiados pelos formadores do curso. Uma atividade integradora na operacionalização do plano curricular do curso de Educação e Formação de Adultos que tem por base uma metodologia de trabalho transversal entre as diversas componentes da formação. Foi com base nesta metodologia que o curso EFA da EPATV, ao longo dos meses de formação, trabalhou na criação de uma ementa saudável que culminou com a apresentação dos pratos desenvolvidos.

IMG_5251.jpg

A turma foi dividida em três grupos, sendo que cada grupo ficou responsável pela confeção de dois pratos, resultando uma ementa composta por: três entradas – salada tropical, húmus com nachos e caldo verde; dois pratos principais – bacalhau à lagareiro e bifinhos de perú recheados; e uma sobremesa – panna cotta de iogurte.

Foi com esta ementa criativa, saudável e saborosa que os formandos surpreenderam a equipa técnico-pedagógica do curso, a qual desfrutou da degustação dos pratos confecionados no restaurante pedagógico da EPATV.

A Direção da EPATV salienta a motivação, o empenho e o espírito de equipa demonstrados pelos formandos no decorrer da atividade e a importância da formação de adultos na comunidade escolar reforçando a partilha de saberes e intergeracionalidade na educação e no conhecimento.

IMG_5306.jpg

IMG_5156.jpg

IMG_5216.jpg

FAMALICÃO PROMOVE FORMAÇÃO PROFISSIONAL SUPERIOR E ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA

Famalicão com mais de 750 vagas disponíveis em formação profissional superior e de especialização tecnológica

Estão abertas as candidaturas para os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) e Cursos de Especialização Tecnológica (CET) para o ano letivo 2021/2022. As entidades formadoras de Vila Nova de Famalicão disponibilizam 750 vagas distribuídas por vinte e um cursos CTeSP e seis cursos CET, com início da formação no mês de setembro, quer em regime laboral, quer pós-laboral.

Ensino profissional.jpg

Todo este volume de formação disponibilizado em território famalicense será ministrado pelas entidades: Citeve – Centro Tecnológico Das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal (https://academia.citeve.pt/); Cenfim – Centro De Formação Profissional de Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (www.cenfim.pt); Cespu (www.cespu.pt); Instituto Politécnico do Cávado e Ave – Polo de Vila Nova de Famalicão (http://ctesp.ipca.pt/); e Instituto Politécnico de Bragança – Polo de Vila Nova de Famalicão (www.ipb.pt).

Para mais informações, os interessados devem  consultar os sites das entidades ou o Portal da Educação de Famalicão http://www.famalicaoeducativo.pt/_secundario_-_o_que_preciso_de_saber, para acesso à descrição das modalidades de educação e  formação, à oferta formativa do nosso concelho, aos planos de estudos, às saídas profissionais e aos vídeos das entidades promotoras.

Aumento de 58% no último ano letivo

Em Vila Nova de Famalicão, o número de inscritos no 1º ano, quer em Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP), quer em Cursos de Especialização Tecnológica (CET), no ano letivo de 2020-2021, aumentou 58% face ao ano letivo anterior, atingindo cerca de 571 novos inscritos, representando a consolidação de um modelo de oferta formativa, com um aumento de alunos inscritos pelo 4º ano consecutivo. Esta formação/qualificação de quadros superiores satisfazem as necessidades das empresas, onde a aposta no conhecimento, na investigação, no desenvolvimento tecnológico e na inovação é central e decisiva.

O prazo para a apresentação das candidaturas à primeira fase já iniciou e decorre até ao 10/08/2021 (no caso do IPCA), até ao dia 31 de agosto (no caso do IPB), até ao dia 03/09/2021 (no caso da CESPU) e até ao início de outubro (nas entidades CENFIM e CITEVE). As candidaturas devem ser efetuadas online através dos sites de cada uma das entidades formadoras.

Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) são formações de ensino superior. Gerontologia, Bem-Estar e Termalismo, Serviço Familiar e Comunitário, Saúde e Exercício, Bioanálise e Controlo, Secretariado Clínico, Estética, Cosmética e Bem-Estar, Tecnologia Alimentar, Gestão Ambiental, Design de Moda, Segurança e proteção de dados para sistemas de informação, Eletrónica, Automação e Comando, Apoio à Gestão, Exportação e Logística, Comércio Eletrónico, Desenvolvimento Web e Multimédia, Gestão financeira e contabilística, Manutenção industrial, Gestão Industrial da Produção, Marketing Digital e Social Media e Redes e segurança informática  são os CTeSP oferecidos pela Cespu, IPB e IPCA.

As condições de ingresso obrigam os candidatos a serem titulares de um curso secundário ou de habilitação legalmente equivalente; que tenha sido aprovado nas provas especialmente adequadas para maiores de 23 anos; titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de técnico superior profissional; titulares de um grau de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

A duração do CTeSP tem 120 créditos e a duração de quatro semestres (2 anos), sendo o último em contexto de trabalho. A frequência destes cursos tem associado o pagamento de uma propina, ainda que os formandos se possam candidatar a uma bolsa de ação social.

Cursos de Especialização Tecnológica

Os Cursos de Especialização Tecnológica (CET) são formações pós-secundárias não superiores que visam conferir uma qualificação profissional de nível 5 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ).

Gestão da Produção para a Indústria metalúrgica e metalomecânica, Tecnologia Mecânica, Tecnologia Mecatrónica, Industrialização de produto moda, Comércio Moda e Processos de Coloração e Acabamentos Têxteis são os Cursos de Especialização Tecnológica oferecidos pelo Cenfim e pelo Citeve.

Para terem acesso aos CET, os candidatos têm de cumprir com as seguintes condições: serem titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente; serem estudantes que tenham obtido aprovação em todas as disciplinas dos 10º e 11.º e tendo estado inscritos no 12º ano, de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente, não o tenham concluído; serem titulares de uma qualificação profissional de nível 4; serem titulares de um diploma de especialização tecnológica ou de um grau ou diploma de ensino superior que pretendam a sua requalificação profissional.

Os estudantes que não sejam titulares de um curso de ensino secundário ou de habilitação legalmente equivalente têm de realizar, caso sejam selecionados, um plano de formação adicional.

Os CET têm a duração aproximada de um ano e meio (18 meses) a que corresponde entre 60 e 90 unidades de crédito. A frequência destes cursos é gratuita e tem direito a bolsa de formação e transporte.

FAMALICÃO PROMOVE CURSO DE PORTUGUÊS PARA MIGRANTES

Estão abertas as candidaturas para os cursos de Português Língua de Acolhimento (PLA), a iniciar em setembro, na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, entidade de referência no concelho de Famalicão, em horário pós-laboral.

Sala de aulaf.jpg

Estes cursos pretendem que os adultos migrantes em Portugal aprendam a língua para elevar a capacidade de expressão e compreensão em português, e facilitar o seu processo de integração social, profissional e cívico. Assim, também se contribui para a prevenção da discriminação em função da origem e promover a igualdade. Esta medida consiste num conjunto de ações de formação em língua portuguesa destinadas a migrantes que se fixem em Portugal.

Esta formação destina-se a cidadãos migrantes, adultos, com idade igual ou superior a 18 anos, desempregados ou ativos empregados, cuja língua materna não é a portuguesa e/ou que não detenham competências básicas, intermédias ou avançadas, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECRL).

Os destinatários devem ser portadores de título de residência, nos termos da legislação nacional aplicável a cidadãos estrangeiros, ou devem apresentar um dos seguintes documentos: a) Comprovativo de que foi iniciado o procedimento para a obtenção, renovação ou prorrogação de título de residência, no âmbito de processo de regularização; b) Comprovativo de admissão do pedido de asilo e cujo processo se encontre pendente; c) Comprovativo da atribuição do Número de Identificação de Segurança Social (NISS).

O Plano Nacional de Implementação do Pacto Global das Migrações, aprovado através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 141/2019, de 20 de agosto, definiu um conjunto de medidas que permitem desenhar uma resposta nacional em matéria de migrações, entre as quais se inscreve a publicação da Portaria n.º 183/2020, de 5 de agosto, que cria os cursos de Português Língua de Acolhimento – Cursos PLA, assim como as regras a que obedecem a sua organização, funcionamento e certificação.

Para além destes cursos, os adultos migrantes têm acesso à aprendizagem ao longo da vida, que no caso, dos adultos com baixas qualificações ou que não detenham nem consigam obter documento comprovativo das suas habilitações, abrangidos pela presente portaria, são acompanhados pelo Centro Qualifica com o objetivo de os orientar para outras ofertas formativas ou outros percursos de qualificação que permitam melhorar as suas qualificações escolares e profissionais, nomeadamente através de processos de reconhecimento, validação e certificação de competências e do reconhecimento de títulos de nível não superior obtidos no estrangeiro.

Para mais informações e inscrições contacte:

Centro Qualifica - Polo Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco

Telefone: 913959366/ 252 501 394

Email - centroqualifica@aeccb.pt

Site: http://www.famalicaoeducativo.pt/_formacao_de_portugues_para_estrangeiros

CENTRO QUALIFICA DE FAMALICÃO ENTREGOU DIPLOMAS EM BRUFE

O Centro Qualifica de Vila Nova de Famalicão realizou, no passado dia 29 de junho, em parceria com a Junta de Freguesia de Brufe, a cerimónia de entrega dos diplomas dos a 17 adultos certificados.

Entrega de diplomas em Brufe.JPG

A sessão contou com a presença dos adultos certificados, do Vereador de Educação, Leonel Rocha, e do presidente da Junta de Freguesia de Brufe, Carlos Gomes.

Esta parceria materializa uma boa prática de trabalho de proximidade com a comunidade, que permitiu aos adultos a melhoria dos seus níveis de qualificação, empregabilidade e reconhecimento social. Foi desenvolvido o Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências Escolar para obtenção do 9º e 12º anos de escolaridade, realizado nas instalações da Junta de Freguesia, através do Centro Qualifica de Famalicão.

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBERÁ CURSO TÉCNICO SUPERIOR EM MECÂNICA AUTOMÓVEL

O ensino técnico superior chegará, no próximo ano letivo, a Arcos de Valdevez com a oferta, pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo, do novo Curso Técnico Superior Profissional (CTESP) em Mecânica Automóvel.

IPVC - INCUBO.jpeg

A capacitação profissional é fundamental para o desenvolvimento do concelho e a formação de técnicos superiores é um salto qualitativo no nosso concelho.

O mundo empresarial precisa de pessoas qualificadas em todas as áreas e os cursos técnicos são muito procurados e necessários para o desenvolvimento das empresas. Como tal, o Município Arcuense tem apoiado a qualificação profissional, capacitando as pessoas para melhor enfrentarem os desafios do mercado de trabalho.

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez tem reforçado a sua parceria com o Instituto Politécnico de Viana do Castelo com o objetivo de contribuir para uma maior formação das pessoas e para uma maior proximidade deste nível de ensino técnico superior no concelho. A obtenção de competências técnicas e profissionais é fundamental para aceder a empregos mais qualificados, com maior rendimento, o que contribui para a fixação e atração de pessoas para Arcos de Valdevez.

O curso técnico superior profissional em Mecânica Automóvel, disponibilizado pelo IPVC através da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, vai formar técnicos aptos a conceptualizar, executar, supervisionar e gerir operações de processos industriais que prestem serviços na área da tecnologia mecânica, eletrónica e automóvel.

Neste momento, o IPVC encontra-se a lecionar, no laboratório que tem instalado em Arcos de Valdevez, aulas do curso de Engenharia Mecânica.

IPVC alunos.png

IPVC-INCUBO2.jpeg

EPATV: ELETROTÉSNICOS COM FUTURO GARANTIDO

Com “destinos programados” — uns com contratos de trabalho resultantes do estágio, outros com prosseguimento de estudos para o IPCA e IPVC — , os 18 finalistas do Curso Técnico Profissional de Eletrotecnia defenderam, no dia 9 de julho, as suas Provas de Aptidão Profissional (PAP) na Escola Profissional Amar Terra Verde.

IMG_5130.jpg

Em 2020, “onze dos nossos alunos seguiram estudos superiores no IPCA” — revelou Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica. Para já, “temos um para CTeSP em Melgaço (IPVC) e mais quatro para o IPCA. Estamos na terceira PAP — entre dez — deste ano. O balanço não pode ser melhor.”.

A manhã do dia 9 de julho arrancou com a apresentação de um sistema de rega para um estádio relvado pela tripla Rui Oliveira, Tiago Costa e Hugo Azevedo. Os dois começam a trabalhar na próxima segunda-feira e o terceiro vai ingressar num CTeSP da área.

Perante o júri presidido por Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica, e constituído pelos professores Carlos Silva (Diretor de Curso), Pedro Arantes (Diretor de Turma), Aurélio Machado (Orientador de Projeto), Sandra Guedes (Corretora), Marco Monteiro (da empresa Smov Energy), Cláudio Pimenta (empresa ODARP) e Paulo Amorim (Sindicato SITE-Norte), foram apresentados seis projetos inovadores.

Um deles foi construído pelo Sérgio Costa, Leonel Salgado e Hugo Ribeiro e consiste num fumigador elétrico auto-sustentável, uma ferramenta para apicultores que é alimentada a energia solar. Os jurados consideraram-no uma “ideia engraçada e bem conseguida”. Mais um trio com emprego já garantido.

Uma instalação de ITED (Infra-estruturas de telecomunicações em edifícios) foi a prova de Francisco Azevedo, Luís Araújo e Toni Fernandes que nos remeteu às origens do Telegrama (1684) e do Telemóvel (1973). Um vai seguir para o IPCA e os outros começam a trabalhar já.

Rafael Silva, Edgar Cunha e Hugo Vieira presentearam os jurados com uma prova de manutenção de instalações elétricas e telecomunicações. Um segue para o IPCA, outro vai trabalhar e o terceiro está indeciso entre trabalhar ou ingressar no ensino superior.
“Ficamos tão felizes por terem os vossos destinos planeados e podem continuar a dispor de nós” — afirmou a Diretora Pedagógica da EPATV.

Rodrigo Novais, José Oliveira e Francisco Valente mostraram uma coletânea de vídeos-tutoriais, do género “Faça você mesmo”. Ao longo de vários meses, os programas que eles produziram debruçaram-se sobre a melhor maneira de iluminar com LED, fazer uma extensão elétrica, fazer uma iluminação de Natal, entre outras ações a realizar em casa. Foi mais um trio que vai reforçar o IPCA e as empresas da região.

Chegou a vez de apresentar uma máquina que separa automaticamente objetos com cores diferentes, numa iniciativa concretizada por José Mota, Pedro Ferreira e Tiago Pires, através de um sistema triplo: mecânico, pneumático e automação elétrica. Deste trio sai mais um jovem que prossegue os estudos superiores e os outros têm emprego garantido.
“Desejamos-vos o melhor e saibam que podem sempre contar connosco e com a EPATV para o que precisarem”, rematou o Diretor de Curso.

IMG_5136.jpg

IMG_5115.jpg

IMG_5123.jpg

EDUCAÇÃO DE ADULTOS EM DEBATE, HOJE NA EPATV

Decorreu hoje, dia 8 de julho, num ambiente de partilha e de reflexão, o evento «A Educação de Adultos orientada para a mudança: de uma perspetiva local para uma dimensão europeia», organizado pela Escola Profissional Amar Terra Verde (e representada nesta conferência por Rosa Vieira e Francisca Borges) e enquadrado no projeto Erasmus+ FutureLab AE no qual a EPATV é parceira.
Após uma apresentação do projeto FutureLab AE e dos resultados intelectuais já desenvolvidos pelo consórcio no âmbito do mesmo, vários projetos locais e comunitários (a Associação PELE, o projeto «Som da Rua», o projeto «GIRO», a Associação iCreate e o projeto «A Avó veio trabalhar») serviram de mote para a reflexão sobre a importância da Educação de Adultos e da sua dimensão comunitária na transformação das comunidades e dos territórios aprendentes.
Numa análise prospetiva sobre o trabalho e as políticas públicas de Educação Permanente, a Professora Fátima Antunes, do Instituto de Educação da Universidade do Minho, deixou uma chamada de atenção para os desafios que ainda é preciso superar para implementar políticas públicas de Educação de Adultos consistentes e que valorizem a dimensão do desenvolvimento humano e social.
A EPATV congratula-se com o sucesso da iniciativa, agradecendo de forma calorosa a todos os intervenientes quer na apresentação dos projetos, quer aos cerca de 100 participantes que contribuiram para a reflexão conjunta e partilhada.

epatv (1).png

epatv (2).png

epatv (3).png

DOCENTE DO ISAVE INTEGRA COMISSÃO COORDENADORA DOS NÚCLEOS ACADÉMICOS DA RACS

Daniela Gonçalves, docente da área das ciências biológicas e coordenadora dos Estágios/Ensinos Clínicos do ISAVE - Instituto Superior de Saúde, integra a Comissão Coordenadora dos Núcleos Académicos da RACS – Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia.

daniela gonçalves.jpg

A RACS - Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia apresenta como missão a promoção da formação e cooperação científica na área das ciências da saúde entre instituições do ensino superior e centros de investigação de países e comunidades de língua portuguesa.

A Comissão Coordenadora dos Núcleos Académicos tem como finalidade definir e gerir as políticas de ação geral dos Núcleos Académicos em estreita relação com a Direção da RACS. Atualmente, estão identificados 17 (dezassete) Núcleos Académicos das seguintes áreas da saúde: Audiologia, Ciências Biomédicas Laboratoriais, Ciências Médicas, Ciências da Nutrição, Ciências da Visão, Enfermagem, Farmácia / Ciências Farmacêuticas, Fisiologia Clínica, Fisioterapia, Imagem Médica e Radioterapia, Ortoprotesia / Podologia, Psicologia, Saúde e Ambiente, Saúde Oral, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Terapêuticas Não Convencionais.

FAMALICÃO DE NOVO EM DESTAQUE NO CONCURSO DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

Escola Básica Júlio Brandão entre os vencedores

A turma 5º 6 da Escola Básica Júlio Brandão, em Vila Nova de Famalicão, alcançou o 2º lugar do 2º ciclo no Concurso Final do projeto “No Poupar Está o Ganho” (https://nopouparestaoganho.pt).

brandao.png

Um jogo para telemóvel que desenvolve conhecimentos de educação financeira, enquanto gera momentos de diversão, valeu à turma 5º 6 da Escola Básica Júlio Brandão, do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, o 2º lugar na categoria do 2º ciclo do Ensino Básico no Concurso Final da iniciativa “No Poupar Está o Ganho”. “Financial Pig” é o nome do jogo que tem como personagem principal um “porquinho mealheiro” que tenta amealhar moedas, notas e prendas, enquanto foge do “Sr. Impulso” e do “Sr. Supérfluo” – duas personagens inimigas da poupança.

Há 11 anos que o “No Poupar Está o Ganho” tem como objetivo promover a literacia financeira nas crianças e jovens, abordando temas como a poupança, a gestão e importância do dinheiro e o consumo responsável. O projeto chegou já a 40 mil crianças de 40 municípios e só neste ano letivo participaram mais de 9.000 alunos de 500 turmas. “No Poupar Está o Ganho” decorre ao longo de cada ano letivo e culmina num Concurso Final anual, que este ano contou com a participação de turmas de vários municípios da região norte.

Todos os projetos foram avaliados por um júri, que selecionou 14 turmas vencedoras, apuradas por nível de ensino, desde o pré-escolar ao ensino secundário, premiando assim o trabalho de cerca de 300 alunos dos distritos de Braga (6 escolas), Porto (6), Viana do Castelo (1) e Vila Real (1).

Tivemos a concurso trabalhos muito diversificados e criativos que nos mostraram que, a par da educação financeira, que é obrigatória nos currículos escolares, este projeto desenvolve um grande sentido de comunidade entre alunos, professores e ainda autarquias e outros parceiros que se envolvem nesta missão de formar cidadãos ativos, informados e conscientes dos seus comportamentos financeiros. Estamos certos de que o impacto do projeto na formação destas crianças e jovens leva também a mudanças positivas junto das suas famílias”, adianta Maria Amélia Cupertino de Miranda, presidente da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda.

A partir de julho, o “No Poupar Está o Ganho” abre novamente inscrições. O projeto disponibiliza a todos os participantes os recursos necessários para a implementação da educação financeira nas escolas, desde a formação dos docentes e planos de aula, aos exercícios, jogos e desafios para os alunos, que podem ainda fazer uma visita online ao Museu do Papel Moeda.

Os professores que pretendam manifestar interesse em inscrever as suas turmas no projeto “No Poupar Está o Ganho”, podem desde já preencher o formulário https://forms.gle/7xCwSiX5cFKSrFwg6.

Para ver ou rever a cerimónia de entrega de prémios 2020/2021, aceder a: https://youtu.be/n_JBi7odAv4.