Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA APRESENTA PROJETO DE ENOTURISMO

Apresentação do projeto “Enoturismo Portugal” em Ponte de Lima

A Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) e a Associação das Rotas dos Vinhos de Portugal (ARVP), em cooperação com o Município de Ponte de Lima, irão apresentar em Ponte de Lima, já no próximo dia 27 de fevereiro, o projeto “Enoturismo Portugal”.

convite Enoturismo Pt3 alt.jpg

O projeto “Enoturismo Portugal” pretende envolver agentes de enoturismo e entidades ligadas ao setor do vinho das 14 regiões vitivinícolas, pelas quais a AMPV e ARVP vão promover ações de Benchmarking e Endomarking ao longo do ano.

Estas ações de Benchmarking e Endomarking traduzem-se numa estratégia de marketing institucional voltada para ações internas nas Rotas de Vinho de Portugal, com a realização em dois dias de visitas e de reuniões de trabalho, com o objetivo de trabalhar as Rotas de Vinho de uma forma integrada e em rede. 

A primeira ação nacional de Benchmarking Enoturístico decorreu dias 30 e 31 de janeiro, na região da Península de Setúbal, estando prevista para setembro de 2019 a mesma ação na Região dos Vinhos Verdes.

A apresentação terá lugar no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, no dia 27 de fevereiro, às 15h00.

ASSOCIAÇÃO DE MUNICIPIOS PORTUGUESES DE VINHO DISTINGUE MUSEU ALVARINHO COM O PRÉMIO PRESTIGIO

Cerimónia realizou-se no passado dia 30 de abril, segunda-feira, no Centro Cultural do Cartaxo, tendo sido distinguidas várias personalidades ligadas ao setor vinícola. O Município de Monção esteve representado pelo Vereador da Ação Social, Cultura e Turismo, João Oliveira.

05 (Large)

A Associação de Municípios Portugueses do Vinho celebrou a passagem do 11º aniversário com a entrega dos Prémios Prestígio, galardão onde são distinguidas várias personalidades e entidades ligadas ao setor vinícola. A cerimónia decorreu no passado dia 30 de abril, segunda-feira, no Centro Cultural do Cartaxo.

Entre outros, marcaram presença o Secretário de Estado da Agricultura, Luís Medeiros Menezes, a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Presidente do IVV, Frederico Falcão, o Presidente da Recevin, José Calixto, o Presidente da Federação das Confrarias Báquicas, Pedro Castro Rego, e a Presidente da Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, Olga Cavaleiro.

Pela primeira vez, foi distinguido um Museu do Vinho e, para satisfação nossa, a escolha recaiu no Museu Alvarinho. Presente na cerimónia, o Vereador da Ação Social, Cultura e Turismo, João Oliveira, mostrou-se agradecido e orgulhoso com o prémio.

Sublinhou o papel dinamizador daquele equipamento cultural na promoção dos vários rótulos de Alvarinho da região, realçando a forte procura, tanto por nacionais como por estrangeiros, daquele espaço localizado na sala de visitas do Município, Praça Deu-la-Deu.  

Além do Museu Alvarinho, a Associação de Municípios Portugueses do Vinho premiou Ana Sofia Fonseca (revelação do ano), Iter Vitis (enoturismo), ViniPortugal (entidade do ano), e Ana Mendes Godinho, Secretária de Estado do Turismo (personalidade do ano).

A título póstumo, os presentes prestaram homenagem a Carlos Silva e Sousa, antigo presidente da Câmara Municipal de Albufeira, que faleceu em fevereiro deste ano, com 60 anos. Um dos momentos mais altos da cerimónia aconteceu na homenagem nacional a Vasco d`Avillez, o qual dedicou toda a carreira ao setor dos vinhos.

01 (Large)

 Museu Alvarinho: 30 mil visitantes em três anos

O Museu Alvarinho, localizado na Casa do Curro, Praça Deu-la-Deu, foi inaugurado no dia 28 de fevereiro de 2015 numa cerimónia presidida pelo Secretário de Estado da Agricultura, José Diogo Albuquerque. A partir desse dia, Monção passou a contar com um equipamento defensor e promotor do vinho Alvarinho, aberto a munícipes, turistas e apaixonados pelo mundo dos vinhos.

Em três anos, aquela estrutura situada em pleno centro histórico da vila de Monção recebeu mais de 30 mil visitantes de várias nacionalidades, com portugueses e espanhóis no topo da lista, constituindo-se como um espaço relevante de promoção desta casta excecional.

Distribuído por diferentes áreas, o Museu Alvarinho proporciona aos visitantes uma autêntica viagem pelo mundo deste famoso néctar, disponibilizando informação interativa sobre a origem, evolução e empresas dedicadas à produção deste verdadeiro ex. libris do concelho de Monção.

As empresas de Vinho Alvarinho com produto rotulado, tantas e tantas vezes premiadas em concursos nacionais e internacionais, encontram neste espaço “uma porta de acesso” para a valorização dos seus produtos, bem como um “ponto de encontro” para provas comentadas, sessões promocionais e estabelecimento de parcerias negociais.

02 (Large)

03 (Large)

04 (Large)

PONTE DE LIMA SEGUE NOS "CAMINHOS DA VINHA"

Ponte de Lima recebe sede da ITER VITIS – Os Caminhos da Vinha

No dia 4 de março, pelas 12h15 será inaugurada a Sede Portuguesa da Rede Iter Vitis, no CIPVV - Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde.

cartaz_iter_vitis

No dia 5 de março realiza-se o I Seminário do Iter Vitis Portugal que decorrerá no auditório da Câmara Municipal.

O Iter Vitis consiste numa Rota Cultural dos Caminhos da Vinha na Europa, classificada como Itinerário Cultural do Conselho Europeu, cujo objetivo principal é a promoção do património cultural, histórico e paisagístico associado ao vinho de qualidade.

Em Ponte de Lima, os Caminhos de Santiago servirão de percurso da Rota Iter Vitis, bem como o Albergue dos Peregrinos que serviria de “Domus da Rede Iter Vitis – Os Caminhos da Vinha”. O objetivo passa pelo desenvolvimento do enoturismo através da valorização do património cultural, material e imaterial, da gastronomia e do nosso território associado à vinha e ao vinho.

O programa conta com a presença de Emanuella Panke, Secretária Geral da Iter Vitis, de José Maria Juan Alonso, da Iter Vitis Espanha, de José Arruda, Secretário-geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho e de outras individualidades que abordarão o Caminho de Português de Santiago e o Caminho Religioso de Fátima.

NOVO SOALHEIRO CLÁSSICO 2017 É REFERÊNCIA NO ORIENTE

Elegância aromática e persistência de sabor deste Vinho Verde Alvarinho de Monção e Melgaço, um produtor já bem conhecido dos Portugueses, conquista dupla medalha de ouro no maior concurso de vinhos do mercado nipónico.

soalheiro classico duplo ouro sakura

É com satisfação que a Quinta de Soalheiro vê a recém-lançada versão 2017 do Soalheiro Clássico galardoada com Duplo Ouro na edição 2018 do maior concurso de vinhos do Japão: SAKURA - Japan Women's Wine AwardsElegância aromática e persistência de sabor continuam a ser as palavras chave no seu caráter. Um Soalheiro 100% Alvarinho e efetivamente um clássico que leva o Vinho Verde Alvarinho de Monção e Melgaço aos quatro cantos do mundo. Trata-se de uma competição internacional de vinhos cujo painel de jurados é composto exclusivamente por especialistas de vinho do sexo feminino (Sommeliers, Chefs, jornalistas de vinho e compradores). Em prova estiveram 4.342 vinhos de 31 países.

INSEPARÁVEL DA GASTRONOMIA ORIENTAL

O Soalheiro clássico é a mais consensual das dimensões do Soalheiro e aquela que melhor acompanha a gastronomia leve e descontraída. Ideal para acompanhar mariscos, pratos de peixe, pratos de carne de aves e massas, encaixa na perfeição os sabores da gastronomia portuguesa e é, efetivamente, inseparável da gastronomia oriental (sashimi, sushi, dim sum, guiozas, …).

SOALHEIRO NATURE “Pur Terroir

NOVIDADES A CAMINHO PARA SEREM DESCOBERTAS COM ENTUSIASMO

A elasticidade da casta Alvarinho é extraordinária e é com a paixão por esta casta que teremos em breve mais surpresas. A edição 2017 do Soalheiro Nature “Pur Terroir” será lançada brevemente e convida a ser descoberto com entusiasmo. Afinal é o primeiro Alvarinho 100% elaborado sem adição de sulfitos que se reflete na motivação diária para a inovação e a irrequieta tentação de fazer diferente. Primeiro estranha-se e depois entranha-se.

VINHOS DE PONTE DE LIMA PREMIADOS EM MOSCOVO

Adega de Ponte Lima ganha Medalhas de Ouro, Prata e Distinções na Prodexpo 2018, Moscovo

DSC_5994_

A Adega Cooperativa de Ponte de Lima, presidida pela Dr.ª Celeste Patrocínio, recebeu, na maior feira de alimentos e bebidas da Rússia e o principal evento desse setor de toda a Eurásia, a Prodexpo, que  comemora, em 2018, 25 anos, as seguintes Medalhas:

Ouro – Loureiro Colheita Seleccionada

Prata – Loureiro

Prata – Rosé

Distinções para Ouro do Lima e Adamado

A Adega

A Adega de Ponte de Lima foi fundada em 1959. Com sede na rua Conde de Bertiandos, na vila de Ponte de Lima – a vila mais antiga de Portugal – a Adega dispõe atualmente de uma capacidade de onze milhões e meio de litros. A Adega de Ponte de Lima, sendo a expressão institucional de cerca de 2000 produtores, seus familiares e trabalhadores, constitui sem dúvida a mais relevante estrutura – se se quiser – a maior empresa do concelho de Ponte de Lima.

Em 1998, a Adega obteve certificação de Qualidade pela Norma NP EN ISO 9001, atribuída pela APCER – Associação Portuguesa de Certificação, tornando-se, assim, a primeira adega do País a dispor desta certificação.

A Adega de Ponte de Lima insere-se na sub-região do Lima, uma das nove sub-regiões que integram a Região Demarcada dos Vinhos Verdes, a noroeste de Portugal, que pelas suas características naturais de solo e clima e pelas castas que possui, produz vinhos muito diferentes, mas com características comuns, medianamente alcoólicos, frutados e frescos.

Produção

Os vinhos da Adega de Ponte de Lima resultam da vinificação de uvas perfeitamente maduras de castas regionais, provenientes das vinhas dos seus associados, assegurando a autenticidade e o carácter do genuíno Vinho Verde.

Nos vinhos Brancos, o Loureiro tem expressão especial pela sua magnífica adaptação ao “terroir” da Ribeira Lima – berço do Loureiro – dando origem a um vinho muito apreciado pelo aroma e pelas suas excelentes características olfato-gustativas. Nos vinhos tintos destaca-se o Vinhão produzido exclusivamente da casta com o mesmo nome.

O Vinhão identifica-se pelo seu aroma inconfundível a frutos vermelhos e frutos silvestres e pelo seu requintado paladar.

Prémios 2017

VINHO VERDE ESPUMANTE LOUREIRO BRUTO

Ouro – Japão, Sakura

VINHO VERDE LOUREIRO PREMIUM 2016

Prata – Portugal , Concurso Vinhos de Portugal

Bronze – Hong Kong, Decanter Asia Wine Awards

VINHO VERDE LOUREIRO COLHEITA SELECCIONADA 2016

Ouro – Rússia, Prodexpo

Prata – Alemanha, Berliner Wine Trophy

Prata – Alemanha, Mundus Vini

Prata – Portugal, Wine Master Challenge

Bronze – Reino Unido, International Wine & Spirit Competiton

VINHO VERDE ROSÉ 2016

Prata – França, Mundial du Rosé

VINHO VERDE BRANCO ADAMADO 2016

Prata – Japão, Sakura

Fonte: https://www.confagri.pt/

Foto: http://www.prod-expo.ru/

ALVARINHO ENTRE OS MELHORES ESPUMANTES DO MUNDO

São quatro no total e dois são de Melgaço

O ex-libris da sub-região Monção Melgaço, o Alvarinho, volta a ser reconhecido a nível internacional: desta foi na lista dos 50 Great Sparkling Wines of the World, na 6ª edição anual da Competição de Vinhos Espumantes, da Wine Pleasures. Quatro espumantes da casta Alvarinho ficaram entre os melhores: dois de Melgaço e dois de Monção.

Festa do Espumante 2017 (22)

Os alvarinhos premiados:

Valados de Melgaço Alvarinho Reserva: 95 pontos, medalha de ouro, na categoria Brut Nature Reserva – Valados de Melgaço | MELGAÇO

Espumante QM Velha Reserva 2012: 93 pontos, medalha de prata, na categoria Brut Gran Reserva - Quintas de Melgaço | MELGAÇO

Castas de Monção: 92 pontos, medalha de prata, na categoria Brut Nature Reserva - Provam | MONÇÃO

Côto de Mamoelas: 91 pontos, medalha de prata, na categoria Brut Nature Reserva - Provam | MONÇÃO

«Mais do que um prémio, a distinção neste concurso é uma homenagem à casta Alvarinho, património da sub-região Monção Melgaço. O Alvarinho faz parte integrante da nossa cultura e é um cartão-de-visita que atrai todos os anos, e cada vez mais, apreciadores à região. Prova disso são os eventos que promovemos para celebrar esta casta: a Festa do Alvarinho e do Fumeiro e a Festa do Espumante que empolgam cada vez mais turistas. Sabemos do seu potencial e é sempre um privilégio quando são os outros a reconhecê-lo», atenta Manoel Batista, autarca de Melgaço.

O 50 Great Sparkling Wines of the World by Wine Pleasures é uma competição internacional, onde os maiores especialistas da área elegem os melhores vinhos espumantes. Em competição estava uma enorme variedade de vinhos espumantes de todo o mundo: a escolha seguiu o método de produção (método tradicional, método Charmat e Frizzante), a dosagem e envelhecimento, todos dentro da faixa de preço de 5 a 25 euros. A listagem final é premiada com ouro e prata, nas três categorias de produção. Em provas cegas de comparação direta entre as várias referências e num painel constituído por cinco juízes, foram selecionados os 50 melhores, com uma pontuação máxima de 100 pontos. Itália, Portugal e Espanha lideram a listagem. Todos os vinhos conseguiram pelo menos 90 pontos. O principal objetivo da competição é identificar, recompensar e promover a qualidade do espumante tanto para os comerciantes como para os apreciadores de vinho.

Lista disponível aqui!

REAL CONFRARIA DO VINHO ALVARINHO ENTRONIZA NOVOS CONFRADES

11ª entronização realiza-se amanhã, sábado, no Núcleo Museológico Torre de Lapela. Presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, presente na cerimónia.

rcva

A Real Confraria do Vinho Alvarinho celebra este sábado, 11 de novembro, a 11ª entronização com a entrada de onze novos confrades, sete enófilos, três mestres e um honorário que, este ano, será o Alcalde do Concello de Salvaterra de Miño, Arturo Grandal Vaqueiro.

O programa tem início às 10h45 com concentração junto à antiga estação da CP, em Lapela, continuando em direção ao Núcleo Museológico Torre de Lapela, onde decorrerá a cerimónia de entronização. Previsto um momento musical, saudação aos presentes e comunicação alusiva à história da Torre de Lapela. O autarca monçanense, António Barbosa, está presente na cerimónia.

A Real Confraria do Vinho Alvarinho, fundada em 2007, é uma entidade de direito privado que tem como objetivo a valorização e defesa do vinho Alvarinho produzido na Sub-Região de Monção e Melgaço, preservando a autenticidade deste território através da divulgação do seu património vinícola.

Dos objetivos propostos, referência também para a concretização de ações associadas ao cultivo da vinha e ao turismo rural e promoção paisagística e arquitetónica dos dois concelhos, bem como para a riqueza e variedade da gastronomia local.

Os confrades podem ser efetivos (mestres ou oficiais), honorários, protetores e enófilos. Os confrades mestres são pessoas que exercem a sua atividade como viticultores do vinho Alvarinho. Os confrades oficiais são técnicos de viticultura e enologia ou outros ligados ao setor.

Podem ser confrades honorários as pessoas, singulares ou coletivas, que se interessam pelo propósito da Real Confraria do Vinho Alvarinho ou que, pela sua ação ou serviços prestados, tenham contribuído para a sua valorização. Os confrades protetores são pessoas, singulares ou coletivas, que queiram apoiar as atividades promovidas.

Por sua vez, os confrades enófilos são pessoas, singulares ou coletivas, que expressamente se declaram amigos do Vinho Alvarinho e adiram aos objetivos da entidade.

Fernando Silva

ROTA DO ALVARINHO ASSINALA O DIA EUROPEU DO ENOTURISMO

No próximo domingo, 12 de novembro

Marcações até quinta-feira, 9 de novembro

A Rota do Alvarinho assinala no próximo domingo, 12 de novembro, o Dia Europeu do Enoturismo com um programa variado: provas de vinho gratuitas, descontos até 20% em alojamentos aderentes da Rota, visitas guiadas às adegas aderentes e atividades de animação turística com preços mais acessíveis. Para assinalar a data, a rota de Monção e Melgaço promete ainda a entrada gratuita em alguns museus e centros de interpretação.

rota do alvarinho

A data é comemorada pela RECEVIN - Rede Europeia de Cidades do Vinho com iniciativas e eventos nas cidades que integram a rede. O propósito é promover a cultura, o património e as tradições das cidades parceiras da RECEVIN, os produtores de vinho e os seus enoturismos, mas também valorizar os territórios produtores de vinho e as rotas do vinho. Este ano, através da parceria estabelecida com a AENOTUR – Associação Internacional de Enoturismo, a data será também assinalada com eventos em cidades do Brasil e do Uruguai. A expansão do Dia Europeu do Enoturismo aos países da América Latina tem como objetivo que no próximo ano já se celebre o Dia Mundial do Enoturismo.

O Dia Europeu do Enoturismo foi instituído em 2009 pela RECEVIN e celebra-se anualmente no segundo domingo de novembro com programas organizados por cada cidade. Com esta iniciativa, a entidade gestora da rota visa promover e divulgar a região, sobretudo, os vinhos, produtos típicos e atividades de lazer, enquanto embaixadores do território e exemplos de qualidade de vida. Uma importante promoção que se vai realizar em vários países europeus, onde haverá, por exemplo, visitas a adegas e a enoturismos, passeios pelas vinhas, conferências, seminários e exposições sobre o vinho, concertos, provas de vinho e enogastronómicas, visitas a monumentos, castelos e museus, provas desportivas nas vinhas, mas também programas temáticos organizados por restaurantes e hotéis.

A iniciativa reflete o espírito da RECEVIN, procurando um trabalho em rede de forma articulada, em que todos beneficiarão desta ação de promoção conjunta e em simultâneo. A RECEVIN tem o apoio das Associações Nacionais de Cidades do Vinho e de cerca de 700 cidades da Alemanha, Áustria, Bulgária, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Hungria, Itália, Portugal e Sérvia. As regiões aderentes poderão ser consultadas aqui!

PROGRAMA para Melgaço e Monção

Entradas  gratuitas nos Museus aderentes

Rede Melgaço Museus: Torre de Menagem I Museu do Cinema I Museu Memória e Fronteira I Núcleo Museológico de Castro Laboreiro

Prova de vinhos

Melgaço e Monção: Solar do Alvarinho (Melgaço) e Museu do Alvarinho (Monção)

Visitas às adegas aderentes da Rota do Vinho Verde Alvarinho

Quintas de Melgaço: visitas à adega e explicação do sistema de produção e provas gratuitas de vinho

Soalheiro: provas gratuitas de vinho visitas às vinhas e adega

Reguengo de Melgaço: visita guiada às  vinhas e adega e descontos na prova “clássica” para grupos superiores a 4 pessoas (4,25 €/pessoa).

Castaboa: Visita às vinhas e adega e  provas de vinhos

Palácio Brejoeira: Oferta de uma prova do Alvarinho “Palácio da Brejoeira” na realização da visita ao interior do Palácio, Capela e Jardins (5,00€/Pax) e visita ao interior do Palácio, Capela, Jardins, Bosque, Vinhas e Adega Antiga (7,50€/Pax)

Solar de Serrade: visitas à adega com provas de vinhos (grupos de 6 a 12 pessoas: 6 €/pax)

Atividades

Porta do PNPG de Lamas de Mouro: Rede de Percursos Pedestres, exposição Ordenamento do Território, exposição Arquitectura Tradicional. Parque Nacional da Peneda Gerês é uma das 7 maravilhas naturais de Portugal e reserva mundial da biosfera (UNESCO)

Melgaço Radical: Rafting no Rio Minho | Trilho das Pesqueiras do Rio Minho | Salto Pendular | Rappel Suspenso. (30% de desconto em todas as atividades) Marcações: Tel. +351 96 700 63 47 Igeral@melgacoradical.com

Montes de Laboreiro: Arborismo | Percursos Pedestres | Rappel I Slide no Parque Nacional da Peneda Gerês (30% de desconto em todas as atividades) Marcações: Tel. +351 251 466 041 Igeral@montesdelaboreiro.pt

Clube de Saúde do Complexo Desportivo e de Lazer: massagens do serviço SPA clube de saúde (15% de desconto). Marcações: Tel. + 351 251 400 450 I info@melgacosportscenter.com

Monte Prado River SPA: tratamentos de vinoterapia (15% de desconto). Marcações: Tel. +351 251 400 130 I hotelmonteprado@casais.pt

Alojamentos

Hotel Boavista: 20% de desconto

Hotel Rural Reguengo de Melgaço: 15% de desconto em alojamento e visitas guiadas ao empreendimento

Hotel Castrum Villae: 20% de desconto

Monte de Prado Hotel & SPA: 15% de desconto

Hotel Rural Convento dos Capuchos: 20% de desconto ala Convento e de 6% ala Jardim. Possibilidade de participar na Oficina de impressão: “De parras a vinho e de desenho a carvão” com Patrícia Oliveira. (aprender a desenhar, com carvão e com o vinho, o verdadeiro Terroir do Alvarinho)

Solar de Serrade: 15% de desconto

ENO2017

MONÇÃO COMEMORA DIA EUROPEU DO ENOTURISMO

Dia 12 de novembro, domingo

A Rota de Vinho Verde Alvarinho, com o apoio das autarquias de Monção e Melgaço, celebra no próximo domingo, 12 de novembro, o Dia Europeu do Enoturismo com diversas iniciativas defensoras e promotoras desta casta singular e única.

Museu Alvarinho (Large)

Entre estas, contam-se visitas guiadas a adegas aderentes à rota, descontos e ofertas especiais em alojamentos, atividades de turismo da natureza/aventura, programas de saúde e bem-estar, provas de vinho e entradas gratuitas em espaços culturais das duas localidades.

Em Monção, estão previstas visitas/provas de vinho no Museu do Alvarinho, Palácio da Brejoeira e Solar de Serrade. No Hotel Rural Convento dos Capuchos, realiza-se uma oficina de impressão promovida pelo “Monção nas Mãos – Turismo Criativo” com coordenação de Patricia Oliveira. Os participantes têm a oportunidade de aprender a desenhar, com carvão e com vinho, o verdadeiro Terroir do Alvarinho.

Quem estiver interessado em participar nas atividades e usufruir das vantagens deste dia, deve informar-se e fazer a respetiva inscrição, até ao dia anterior ao evento, nos seguintes endereços: Museu do Alvarinho (+ 351) T. 251 649 009, e Solar do Alvarinho, T. (+ 351) 251 410 195.

O Dia Europeu do Enoturismo foi instituído em 2009 pela Rede Europeia das Cidades do Vinho com o objetivo de promover o turismo vinícola e divulgar as diferentes rotas existentes na Europa. Deste organismo faz parte a Associação de Municípios Portugueses do Vinho, o qual integra a Rota de Vinho Verde Alvarinho.

Fernando Silva

VIANENSES COMEMORAM DIA EUROPEU DO ENOTURISMO

No âmbito das Comemorações do Dia Europeu do Enoturismo (programa a divulgar brevemente), realizar-se-á no dia 11 de novembro, mais um percurso “Passos de Memória”, com a designação de Trilho da Ribeira Lima (Percursos do Homem e do Garrano) (PR25), integrado na Rede Municipal de Percursos Pedestres do Município. A Rede Municipal de Percursos Pedestres de Viana do Castelo é mais do que uma ementa de trilhos de mar, rio e de montanha. Pé ante pé, leva o caminhante ao encontro de si mesmo, através da relação com a natureza e com as idiossincrasias das comunidades locais.

Este percurso passa por várias freguesias do concelho de Viana do Castelo (Meadela, Santa Marta de Portuzelo, Serreleis, Cardielos, Torre, Vila Mou e Lanheses , e revela a riqueza paisagística, ecológica e cultural destas freguesias. Igualmente integrado no programa das comemorações do Dia Europeu do Enoturismo, no final do Percurso, haverá um almoço vínico no Paço de Lanheses (almoço volante, custo apróx. 15€) e durante o qual serão degustados os vinhos do nosso concelho (mais informações serão dadas posteriormente aos inscritos).

Pontos de interesse do Trilho PR25: Parque Ecológico Urbano, Embarcadouro da Argaçosa, Argaçosa: o sargaço e o sal,  Ínsuas do Lima, Marco do Morgadio de Paredes da Família dos Bezerras, Castelo de Portuzelo, Salinas de Portuzelo, Embarcadouro do Pinheiro, Embarcadouro de Tira Vau, Zona de Lazer da Preguiça, Embarcadouro de Barco do Porto, Quinta da Torre (Dom Sapo), Galeria Ripícola, Quinta de Santo Isidoro, Embarcadouro da Torre, Observatório de Aves, Embarcadouro de Lanheses, Parque Verde de Lanheses, Ponte de Linhares e Largo da Seara.

Informações adicionais sobre o Trilho:

Caminhada “Passos de Memória” - Trilho da Ribeira Lima (Percursos do Homem e do Garrano) (PR25)

Tipo de Percurso: Pequena Rota

Localização: várias freguesias (Meadela, Santa Marta de Portuzelo, Serreleis, Cardielos, Torre, Vila Mou e Lanheses)

Distância: 18 Km

Duração: 6h30

Grau de Dificuldade: Fácil

Âmbito do Percurso: Paisagístico/ Ecológico/ Cultural

Ponto de Partida: CMIA (41°41'48.61"N - 8°49'5.33"W)

Ponto de chegada. Largo da Seara – Lanheses (41°44'2.73"N -   8°40'28.69"W)

Hora: 8h00

Entidade Promotora: Câmara Municipal de Viana do Castelo

Colaboração: Live Out Life, Lda.

Inscrições limitadas.

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição através do preenchimento de um formulário disponível online através do link: http://www.cm-viana-castelo.pt/pt/passos-de-memoria-inscricao

O formulário de inscrição encontra-se disponível no referido link a partir do dia 2 de novembro (quinta-feira)às 13h00.

Dados a indicar no formulário de inscrição:

Nome completo

Data de nascimento

Número de Identificação Fiscal (NIF)

Concelho de residência

Telemóvel

E-mail

Confirmar se inscreve para o Almoço Vínico

Mais informações através do telefone: 258 809 350 ou do e-mail: sturismo@cm-viana-castelo.pt

Consultar aqui Plano de Percursos 2017

Os percursos, que são um excelente modo de conhecer o património cultural e natural do município, além de promover o exercício físico, permitirão conhecer locais com paisagens deslumbrantes. Use sempre equipamento de acordo com a estação do ano, como impermeável, chapéu, calçado e vestuário adequado. Privilegie a água e a fruta nos seus mantimentos.

Caminhe connosco por estes passos de memória …

PONTE DE LIMA CELEBRA ENOTURISMO

Município de Ponte de Lima celebra Dia Europeu do Enoturismo no dia 12 de novembro

O Município de Ponte de Lima celebra o Dia Europeu do Enoturismo, no próximo dia 12 de novembro, a partir do Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde (CIPVV), através de um programa que visa promover o Vinho Verde, aliado à gastronomia e ao património cultural, histórico e paisagístico da Ribeira Lima.

A cultura e a tradição da nossa região estão intimamente ligadas à identidade vitivinícola que preserva com qualidade a excelência dos afamados vinhos verdes. Neste contexto, e pelo quarto ano consecutivo celebra-se o Dia Europeu do Enoturismo, iniciativa que visa mostrar a riqueza patrimonial, paisagística, enogastronómica e artesanal desta região. A dinâmica imposta pelas ações de promoção desta cultura, liderada pelos Municípios em parceria com as entidades responsáveis do setor, têm elevado o interesse pela cultura do vinho e pelo Enoturismo.

Programa do dia 12 de novembro:

09h30 – Saída de Ponte de Lima (junto à estátua da rainha D. Teresa) em autocarro do Município de Ponte de Lima;

09h45 – Visita guiada à Quinta das Fontes (Rebordões Souto) com prova de vinhos e degustação de Folar Limiano;

11h30 – Visita ao Centro de Interpretação do Vinho verde (visita livre à exposições permanente e plantação de videiras no terraço).

A participação nesta ação é gratuita, sendo necessário efetuar inscrição, a qual deve ser enviada para o seguinte e-mail: geral@cipvv.pt, ou do telefone 258 900 426, até ao dia 9 de novembro.

Print

TAPADA DO MARQUÊS, ADEGA DOS LEÕES E INFUSA ROSÉ VENCEM EM BRAGA DIPLOMA DE OURO

4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga

Tapada do Marquês – Loureiro, produzido pelas Caves Campelo, Adega dos Leões - Vinhão, da produtora Margarida Laura Martins Vasconcelos, e Infusa Rosé, da Quinta de Miramontes, foram os vinhos premiados com o diploma de ouro, este fim-de-semana, no 4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga, nas categorias Vinho Verde Branco, Vinho Verde Tinto e Vinho Verde Rosado, respetivamente. Além do diploma, nesta edição, os melhores vinhos foram ainda premiados com o “selo de excelência” InvestBraga.

Molares - Azal, que arrecadou a prata, e o Molares - Arinto/azal, distinguido com o diploma de honra, ambos da Adega de Molares, foram os outros premiados na categoria Vinho Verde Branco. Na categoria Vinho Verde Tinto, Vinhão, da Adega Cooperativa de Ponte de Lima, recebeu o diploma de prata, enquanto o de honra foi atribuído a Dom Diogo - Vinhão, da Quinta da Raza. Por último, na categoria Vinho Verde Rosado, Arkos Vinhos, da Florália, Lda, e Dom Diogo, da Quinta da Raza, foram contemplados com prata e honra, respetivamente.

O 4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga realizou-se durante o Vinho Verde Fest, que levou, nos dias 2, 3 e 4 de junho, dezenas de milhares de pessoas à avenida Central de Braga.

Com cerca de 200 vinhos das diferentes sub-regiões, provas comentadas, tasquinhas e concertos, a edição de 2017 do Vinho Verde Fest foi, provavelmente, a maior feira de vinhos verdes do ano, em Portugal.

ADEGA DE MONÇÃO CONQUISTA OURO E PRATA NO INTERNATIONAL WINE CHALLENGE 2017

Muralhas de Monção 2016 e Deu-la-Deu Reserva 2014 brilham em Londres

*Competição é a mais prestigiada a nível internacional

Os vinhos Muralhas de Monção 2016 e Deu-La-Deu Reserva 2014, da Adega Cooperativa de Monção, acabam de conquistar duas medalhas de ouro no International Wine Challenge 2017 (IWC), um dos mais prestigiados concursos de vinho a nível internacional. Nesta segunda fase do concurso, que decorreu em Londres durante duas semanas de provas cegas, foi ainda distinguido o alvarinho Deu-la-Deu Reserva 2015 com medalha de prata, tendo o branco Adega de Monção 2016 recebido o Prémio Recomendado.

Cada vinho em competição foi degustado pelo menos duas vezes pelo júri internacional deste concurso, considerado como a mais exigente  competição de vinhos do mundo, que recebe milhares de amostras provenientes dos mais variadas regiões. Os vinhos são avaliados em prova cega, através de rigorosos critérios de avaliação que respeitam o estilo e a região de cada referência vínica.

Para Armando Fontainhas, presidente da Adega Cooperativa de Monção, “estes prémios atribuídos pelo mais exigente, conceituado e influente concurso internacional, demonstram a consistência e o reconhecimento dos vinhos da sub-região de Monção e Melgaço a nível internacional, o que é naturalmente um enorme orgulho para a Adega de Monção”. Os vinhos da cooperativa minhota tem vindo a conquistar cada vez mais medalhas e distinções, quer em certames nacionais quer internacionais, o que prova o reconhecimento da qualidade e do trabalho desenvolvido em prol dos vinhos da região.

Adega Branco Escolha

Wine1

VVB Alvarinho Deu La Deu Reserva 2015

wine2

VVB Muralhas de Monção 2016

wine3

 

 

PROJETO MADE IN QUER MOSTRAR AO MUNDO POTENCIAL DAS REGIÕES VINÍCOLAS PORTUGUESAS

MARCA ARRANCA COM VINHO TINTO DA REGIÃO DO DOURO, AO QUAL VÃO JUNTAR-SE UM VINHO BRANCO DA REGIÃO DOS VINHOS VERDES E UM VINHO ROSÉ DO TEJO

MADE IN Douro é o nome do primeiro vinho da gama MADE IN, projeto que a FAPWINES acaba de lançar no mercado com o objetivo de dar a conhecer a genuinidade e autenticidade das regiões vinícolas portuguesas nos mercados internacionais, mostrando o seu terroir e potencial de uma forma moderna e acessível.

primage_18935.png

Em Portugal, o projeto iniciou com uma parceria com a cadeia de supermercados Lidl, onde o MADE IN Douro está já disponível, sendo que a estratégia da FAPWINES passa por estender esta parceria à cadeia internacional do Lidl, bem como a outras grandes superfícies de países como os Estados Unidos, Inglaterra e Bélgica, estimando atingir, nos próximos 3 anos, a comercialização de 250 mil garrafas.

"Os próprios rótulos das garrafas do MADE IN foram feitos a pensar na prateleira internacional e representam geograficamente Portugal, assinalando no mapa a região vitivinícola de proveniência do vinho. Em breve, vamos alargar a gama de vinhos, que passará também a contar com um branco da região dos Vinhos Verdes e com um rosé, em representação da região Tejo", revela João Matos, fundador da FAPWINES

Produzido a partir de castas exclusivamente portuguesas - Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca -, o MADE IN Douro é um tinto que provém de vinhas com idade média de 20 anos, plantadas a cerca de 350 metros de altitude, em solos xistosos.

Apresenta um aroma a frutos vermelhos, com ligeiro toque a baunilha, proveniente do estágio em barricas de carvalho americano. Na boca, revela-se fresco e persistente

Fundada em 2013, a FAPWINES é o projeto a partir do qual o enólogo João Matos redesenhou o seu percurso no mundo dos vinhos, após 12 anos de experiência na criação e comercialização de vinhos. A amizade que o une a vários enólogos e o gosto pela partilha permite-lhe construir vinhos em diversas regiões, tirando partido da identidade de cada uma delas

Recorde-se que, ainda em 2013, a FAPWINES lançou no mercado nacional a marca de vinhos Giroflé, que exporta também para os Estados Unidos, Alemanha, Brasil, Suíça, Bélgica e Holanda, mercados que representaram, em 2016, 35% do volume de negócios da empresa.

QUINTA DE SANTA CRISTINA EM CELORICO DE BASTO CONVIDA A CAMINHAR DA VINHA AO COPO

3ª Caminhada da vinha ao Copo na Quinta de Santa Cristina

No próximo dia 9 de abril, domingo, realiza-se mais uma edição da Caminhada da Vinha ao Copo. Já na sua terceira edição, a caminhada deste ano conta com um percurso mais longo. Trata-se de uma organização da Quinta de Santa Cristina, com o apoio técnico da Basto Move.te e de Basto ON Trekking.

CAMINHADA 2017_cartaz.png

Na caminhada será efetuado um percurso circular, de 10 km, com início e final na Quinta de Santa Cristina, de dificuldade fácil a moderado e com um desnível positivo de 300 metros.

A inscrição tem um valor de 5 euros/pessoa e inclui acompanhamento por guia, reforço líquido, visita guiada à adega, prova de vinhos Quinta de Santa Cristina e degustação de produtos regionais (broa, enchidos, compotas).

O ponto de encontro é na Quinta de Santa Cristina, localizada na Rua de Santa Cristina, 80 – Veade, 4890-573 Celorico de Basto, com as coordenadas GPS: N 41°24’22.8’’; W 8°00’09.7’’. A abertura do secretariado será pelas 9h00, tendo a caminhada início pelas 9h30. O final está previsto para as 12h30.

As inscrições são obrigatórias até ao dia 7 de abril através dos contactos: enoturismo@garantiadasquintas.comou +351 912 527 396.

Contacto para informações e reservas (obrigatórias):

E-mail: enoturismo@garantiadasquintas.com

Tlf: +351 912 527 396

Sobre a Quinta de Santa Cristina:

A Quinta de Santa Cristina, com cerca de 40 hectares, tem uma história secular, pertencendo à família há várias gerações. Situada em Veade, Celorico de Basto, faz parte da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, sub-região de Basto, uma das maiores e mais antigas regiões demarcadas do mundo. O enoturismo na Quinta de Santa Cristina foi recentemente galardoada com o prémio “Best OF Wine Tourism 2017” na categoria “Experiências Inovadoras de Enoturismo”, pela associação Great Wine Capitals.

Na adega, construída de raiz em 2014 e com uma capacidade instalada de 1 milhão de litros, são atualmente produzidos cerca de 500 mil litros entre vinhos e espumantes brancos, tintos e rosés, que contam já com vários prémios e distinções em concursos nacionais e internacionais. São produzidas 17 referências que são comercializadas em Portugal e países como Brasil, Alemanha ou Luxemburgo, entre outros.

Saiba mais sobre a Quinta de Santa Cristina em:

www.garantiadasquintas.com

https://www.facebook.com/quintadesantacristina 

https://www.facebook.com/events/695147030667556/  à Página do evento

https://instagram.com/quintadesantacristina/

https://twitter.com/Qt_Sta_Cristina

https://www.pinterest.com/qtastacristina/

https://www.youtube.com/channel/UCwcoZxK87dVo52TGOyKTJhA

IMG_5289.JPG

PONTE DE LIMA ENSINA A APRECIAR VINHOS

Formação Certificada de Serviço de Vinhos – Ponte de Lima. Clara Penha – Casa dos Sabores

O Município de Ponte de Lima em parceria com Associação Empresarial de Ponte de Lima vai ministrar uma formação certificada de Serviço de Vinhos, com início previsto para o dia 17 de janeiro de 2017, na Clara Penha - Casa dos Sabores.

servico_vinhos_cartaz-01 (Medium).jpg

Esta formação tem como destinatários pessoas ativas do setor da hotelaria, restauração e comércio local, que no seu serviço profissional executem tarefas ligadas ao Serviço de Vinhos.

O objetivo desta ação será formar os ativos, da área que se aborda, na preparação e execução do Serviço de Vinhos mais aperfeiçoado e requintado. Os formandos terão oportunidade de conhecer todos os tipos de vinhos existentes em Portugal, as regiões que os produzem, os modos de conservação, os utensílios utilizados para cada género de vinho, a compatibilidade com cada tipo de prato e ainda todas as regras e boas práticas neste setor.

Todos os formandos terão direito a certificado emitido pela plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa).

A carga horária será de 25 horas e o número de vagas é de 25 formandos. A inscrição é gratuita mas sujeita a confirmação, para um dos seguintes endereços eletrónicos: terra-formar@cm-pontedelima.pt ou aepl@aepontedelima.pt.