Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MONÇÃO REGISTA O NÚMERO DE DESEMPREGADOS MAIS BAIXO DE SEMPRE

Divulgados pelo IEFP, os dados de desemprego por concelho, referentes ao mês de junho, foram recebidos com satisfação e a convicção que estamos no caminho certo.

Desde que são publicadas estatísticas mensais de desempregos nos concelhos portugueses, em janeiro de 2004, Monção conheceu, em junho de 2022, o número mais baixo de desempregados inscritos no centro de emprego, situando-se, de acordo com o IEFP, em 262 pessoas.

Relativamente ao mês anterior, assistiu-se a uma redução de 31 pessoas e, quanto ao mês homólogo de 2021, a diminuição é de 123 pessoas (menos 32%). Se recuarmos a junho de 2004, primeiro ano das estatísticas mensais por concelho, estavam registados 426 desempregados em Monção.

Das 262 pessoas inscritas no centro de emprego, 110 são homens e 152 são mulheres. Do total 248, procuram um novo emprego enquanto 14 procuram o primeiro emprego. Este valor reduzido é revelador da inserção no mercado de trabalho dos jovens que vão exercer pela primeira vez.

Ao longo de quase 20 anos de estatísticas mensais, o período com maior taxa de desemprego no pais, decorreu entre 2011 e 2016, coincidindo com a entrada do Fundo Monetário Internacional e, por acréscimo, a imposição de medidas restritivas. Em Monção, os valores oscilaram entre 600 e 750 desempregados.

Após algum abrandamento nos anos seguintes, mais recentemente, entre abril de 2020 e abril de 2021, assistimos a um novo acréscimo de desempregados, não tão forte como o anterior, devido ao surto da COVID 19. Neste período, os valores estiveram sempre acima das 400 pessoas, tendo-se aproximado da meia centena, em alguns meses do segundo e terceiro trimestre de 2020.

“Este número histórico para o nosso concelho é um indicador preciso que a nossa estratégia empresarial e turística está a dar frutos, contribuindo para alargar a oferta de empregabilidade e, consequentemente, diminuir o número de pessoas sem ocupação profissional. Vamos continuar neste caminho. Temos a consciência que os projetos futuros vão potenciar a atividade no concelho, aumentando o emprego qualificado”.

António Barbosa,

Presidente da Câmara Municipal de Monção

DESEMPREGO CONTINUA A DESCER EM ARCOS DE VALDEVEZ

Em Maio o desemprego voltou a descer em Arcos de Valdevez, registando-se 308 desempregados, sendo menos 129 do que em janeiro deste ano e menos 152 comparativamente ao ano de 2021.

IMG_8726.JPG

Esta é uma boa notícia para o concelho que vê refletido nos números os esforços contínuos na promoção do emprego e empreendedorismo, no apoio ao investimento e na fixação e atração investimento empresarial para Arcos de Valdevez.

A Câmara Municipal tem promovido diversas ações de dinamização económica no concelho, contribuindo para a fixação, regresso e atração de trabalhadores e investimento para Arcos de Valdevez.

Os incentivos ao investimento da Câmara Municipal são vários, nomeadamente na redução e isenção de impostos e taxas municipais, na expansão dos Parque Empresariais, no apoio à modernização e incentivos à compra no comércio local, nos apoios à agricultura, pecuária e floresta, bem como no apoio à promoção e investimento no Turismo.

Com estas medidas a Autarquia arcuense pretende apoiar a criação e atração de mais empresas, gerando mais emprego, promovendo o rendimento e o desenvolvimento, de forma a melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

Parques Empresariais 3.jpg

3coindu.jpg

comercio2.JPG

IMG_8714.JPG

CLDS 4G CELORICO+SOCIAL PROMOVEU SESSÕES DE COACHING JUNTO DE DESEMPREGADOS

Com o intuito de motivar os desempregados na procura de emprego, o CLDS 4G Celorico+Social em parceria com o Município de Celorico de Basto promoveram 2 programas de coaching para dois grupos específicos de desempregados, um grupo com experiência profissional e um grupo de jovens à procura do 1º emprego.

IMG_20220620_165515.jpg

A ação insere-se no Eixo I: Emprego, formação e qualificação, integrada na atividade Valoriza-te, direcionado ao grupo de desempregados com experiência profissional, e na atividade “Eu acredito em mim” destinada a desempregados jovens à procura do 1º emprego.

As sessões de coaching decorreram em diferentes espaços físicos do Município e, segundo a Coordenadora do CLDS 4G Celorico+Social, Elisabete Coelho, tiveram por objetivo “dar ferramentas aos desempregados através do treino e orientação específicas do Coaching, motivando-os na procura de emprego”. É fundamental “que o desempregado esteja recetivo a adquirir estas ferramentas que são facultadas pelo coach e que contribuirão pela positiva para alinhar mecanismos pessoais e profissionais na procura de emprego”. 

Na última sessão do programa de coaching, o coach Hugo Danin, disse-nos que estas ações são “uma clarividência de competências, algo que vai despertar o que já existe. As pessoas não estão habituadas a pensar sobre elas, a pensar sobre aquilo que conseguem fazer, facilmente são dominadas por forças exteriores que as diminuem que as colocam num segmento de funções, quando elas são detentores de uma capacidade imensa. E o coaching permite isso mesmo, permite através do relacionamento, da pergunta, do exercício, da técnica que consigamos colocar essas forças todas cá fora e ajudar a pessoa a encontrar o caminho que é só dela”. Hugo Danin reconhece a importância de realizar estas ações que se mostram como “pontapé de saída num processo natural, lento mas com sucesso garantido. Importa ressalvar que não existem estratégias para o sucesso, receitas ou mezinhas, existem técnicas trabalhadas que se adequam a cada pessoa e que, se forem devidamente orientadas e recebidas trarão resultados profícuos”.

Efetivamente, a satisfação destas ações foi manifestada pela Marta, desempregada, presente na ação e que observou muitos benefícios do coaching a vários níveis, quer “a nível pessoal quer profissional, o coaching faz-nos pensar de forma diferente, faz-nos ficar mais conscientes dos nossos problemas e perceber que temos que arranjar soluções para eles”. Para além de muitos outros ensinamentos adquiridos, Marta disse-nos que finalmente “reconheço que tenho capacidade e competência para o mercado de trabalho, e que é imperativo agir em vez de ficar na expetativa”.

Não é a primeira vez que são facultadas ações de coaching pelo Município e é por reconhecer a importância da ação que Maria José Marinho felicita aqueles que não perderam a oportunidade. “O Coaching mostra-se como uma ferramenta capaz de despertar o que há de melhor em cada, seja a nível pessoal, seja a nível profissional. Uma ferramenta de autoconhecimento e perceção clara, e como diz o coach, uma clarividência das capacidades de cada um, capacidades essas que muitas vezes estão camufladas e escondidas e que precisam de um impulso para ficarem à superfície. Articularemos sempre, todas as formas e estratégias para ajudar os nossos desempregados a encontrar emprego e a sentir-se bem na sua vida e neste concelho”.

IMG_20220620_165435.jpg

IMG_20220620_165454.jpg

IMG_20220620_165524.jpg

MUNICÍPIO BRACARENSE INAUGURA “QUALIFICA-TE BRAGA”

O Município de Braga promove a abertura da 1.ª edição do ‘Qualifica-te Braga’ – Mostra de Educação, Formação e Emprego em cerimónia que terá lugar amanhã, no Espaço Vita, em Braga.

A iniciativa contará com a presença de Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga.

Esta Mostra, especialmente dirigida aos alunos que estão a frequentar o 9º e o 12º anos de escolaridade, tem como objectivo agregar no mesmo espaço toda a oferta formativa existente no Concelho de Braga para que os alunos, juntamente com as suas famílias, possam tomar decisões mais informadas no que concerne ao seu futuro no sentido de que os conduzir a uma realização pessoal e profissional.

A iniciativa contará com a participação das Escolas Secundárias do Concelho, Escolas Profissionais, Instituições de Ensino Superior, do Exército português, bem como outras entidades da esfera da Educação, Formação e Emprego, num total de 20 entidades, que farão a divulgação das suas ofertas.

FAMALICÃO REALIZA FEIRA DA FORMAÇÃO NO CENTRO DA CIDADE

Abertura oficial, amanhã, 19 de maio, pelas 16h00, na Praça D. Maria II

O Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, convida os órgãos de comunicação social para a abertura oficial da Feira da Formação, amanhã, 19 de maio, pelas 16h00, na Praça D. Maria II.

Feira do Emprego de Famalicão20220512_0001.png

De quinta a sábado, dias 19, 20 e 21 de maio o centro da cidade acolhe a Feira da Formação, evento com mais de duas dezenas de expositores e que reúne estabelecimentos de ensino e entidades de formação, que vão darão a conhecer a sua oferta educativa e formativa dirigida aos jovens e adultos interessados em formação qualificante.

Os dias de quinta e sexta-feira são especialmente dedicados aos alunos das escolas do concelho, em fase de termino do ciclo de estudos. Já na manhã de sábado, a feira tem como público alvo pais e encarregados de educação, para que possam também eles melhor conhecer os cursos, planos de estudo e saídas profissionais da oferta formativa existente.

FAMALICÃO ABRE AMANHÃ FEIRA DO EMPREGO

Abertura oficial, amanhã, 12 de Maio, 14h30, Praça D. Maria II

O Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, convida os órgãos de comunicação social para a abertura oficial da Feira de Emprego, amanhã, 12 de maio, pelas 14h30, na Praça D. Maria II.

Feira do Empregofa.png

Três dezenas de empresas participam na Feira do Emprego de Vila Nova de Famalicão que se realiza entre  quinta e sexta-feira, 12 e 13 de maio, na Praça D. Maria II, no centro da cidade. No certame, organizado pela Câmara Municipal, estarão também presentes instituições como o Centro de Emprego  e Formação Profissional, a Associação Comercial e Industrial de Famalicão e o CLDS – Contrato Local de Desenvolvimento Social.

Entre os expositores presentes estão empresas como o Grupo RNM, Continental – Mabor, Porminho, Primor, Campicarn, Riopele, Olbo Mehler, Caixiave, Amob, entre outras.

FEIRA DO EMPREGO REÚNE NO CENTRO DE FAMALICÃO EMPRESAS DE REFERÊNCIA NACIONAL E INTERNACIONAL

Oportunidades de emprego e mostra de empregadores, quinta e sexta-feira, 12 e 13 de maio, na Praça D. Maria II

Três dezenas de empresas participam na Feira do Emprego de Vila Nova de Famalicão que se realiza entre  quinta e sexta-feira, 12 e 13 de maio, na Praça D. Maria II, no centro da cidade. No certame, organizado pela Câmara Municipal, estarão também presentes instituições como o Centro de Emprego  e Formação Profissional, a Associação Comercial e Industrial de Famalicão e o CLDS – Contrato Local de Desenvolvimento Social.

Feira do EmpregoFA.png

Entre os expositores presentes estão empresas como o Grupo RNM, Continental – Mabor, Porminho, Primor, Campicarn, Riopele, Olbo Mehler, Caixiave, Amob, entre outras.

Oportunidades de emprego, espaço de contato entre entidades empregadoras com estudantes, desempregados e pessoas à procura de novo emprego e pequenos workshops fazem parte do evento, que tem como objetivo permitir que os visitantes possam conhecer os perfis profissionais procurados pelas empresas, entregar curriculum e conhecer as ofertas de emprego atualmente ao dispor nas empresas do concelho e nas entidades de emprego e formação.

“Queremos  potenciar este contato direto entre as entidades empregadoras e as pessoas, e mostrar as múltiplas oportunidades do mercado de trabalho em empresas de referência instaladas em Vila Nova de Famalicão. O facto de organizarmos esta feira no centro da cidade ajuda a esse propósito”, refere o Presidente da Câmara Mário Passos

Pelo mesmo espaço vão ainda passar as Feiras da Formação, nos dias 19, 20 e 21 de maio e do Empreendedorismo, a ter lugar nos dias 27 e 28 de maio.

MAPADI PROMOVE INCLUSÃO SOCIAL, FORMAÇÃO E EMPREGO EM JARDINAGEM

O MAPADI (Movimento de Apoio de Pais e Amigos ao Diminuído Intelectual) desenvolveu uma ação de formação em Ajudante de Jardineiro, cujos destinatários foram jovens portadores de deficiência.

jardinagembened.jpg

Aquela formação enquadrou-se na tipologia de intervenção 3.01 (Qualificação de Pessoas com deficiência e ou incapacidade), uma iniciativa financiada pelo Programa Operacional Inclusão Social e Empreso (PO ISE), pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), pelo Portugal 2020 (PT2020)União Europeia/Fundo Social Europeu (EU/FSE).

No âmbito do Curso de Ajudante de Jardineiro, os formandos adquiriram conhecimentos ao nível dos “princípios básicos da botânica e dos solos; da forma como se realiza a reprodução das plantas, flores e árvores; como manusear utensílios de jardinagem; como tratar as plantas, protegendo-as de pragas e de doenças; como fertilizar os solos; como realizar e manter vedações operacionais e esteticamente atrativas; como fazer a limpeza de folhagens secas; como podar e como cultivar canteiros”, referiu António Ramalho, Presidente da Direção do MAPADI.

A Póvoa de Varzim é rica em espaços verdes, quer públicos, quer privados, sendo que a procura de jardineiros é uma realidade. Contudo, é necessária uma aposta em formação credível, capaz de transmitir técnicas atuais e eficazes, no domínio da Jardinagem. Ciente da procura de jardineiros, por parte do mercado, a Instituição decidiu proporcionar a alguns Utentes formação nesta área prática e para a qual aqueles mostravam especial apetência.

Considerando as especificidades do público-alvo, a equipa técnica teve a preocupação de facultar aos formandos um apoio individualizado, capaz de os orientar de uma forma mais profícua e, por outro lado, de minimizar eventuais dificuldades que pudessem constituir um obstáculo ao processo de ensino-aprendizagem. De facto, como adiantou António Ramalho “aqui radica a perspetivação de que o apoio individualizado, sem descurar os referenciais de formação, é o sustentáculo do sucesso destas intervenções. A equipa, de forma concertada e planeada, promoveu uma articulação consistente entre si, o que se refletiu positivamente nos resultados da aprendizagem”.

No momento posterior à formação, os formandos realizaram a prática em contexto de trabalho em entidades da região, o que possibilitou a solidificação dos resultados da aprendizagem. A prática em contexto de trabalho “funcionou como antecâmara da inserção profissional, um aspeto determinante para a dignificação da pessoa portadora de deficiência”, terminou António Ramalho.

MAPADI PROMOVE INCLUSÃO SOCIAL, FORMAÇÃO E EMPREGO

O MAPADI (Movimento de Apoio de Pais e Amigos ao Diminuído Intelectual) desenvolveu uma ação de formação em Serviço de Andares, cujos destinatários foram jovens portadores de deficiência.

Capturarempbened.JPG

Aquela formação enquadrou-se na tipologia de intervenção 3.01 (Qualificação de Pessoas com deficiência e ou incapacidade), uma iniciativa financiada pelo Programa Operacional Inclusão Social e Empreso (PO ISE), pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), pelo Portugal 2020 (PT2020)União Europeia/Fundo Social Europeu (EU/FSE).

De acordo com o Presidente da Direção do MAPADI, António Ramalho, “as pessoas com deficiência ou incapacidade têm o direito à igualdade de oportunidades e à plena inserção social. A plena inserção é uma questão de direitos fundamentais, que pressupõe a aposta na educação e na formação, para que desta forma sejam maximizadas todas as suas potencialidades e mitigados os seus défices. Só assim é possível inserir profissionalmente os nossos Utentes, conferindo-lhes Know-how, empowerment e dignificando a sua prestação em contexto laboral”.

No âmbito da prática em contexto de trabalho, os formandos do MAPADI realizaram aquela componente em Instituições da localidade, que por terem serviço de alojamento permitiram pôr em prática os conteúdos adquiridos ao longo da formação.

Neste enquadramento, os formandos apoiaram na realização de tarefas de aprovisionamento, manutenção e conservação, arrumação de quartos e espaços comuns, bem como no apoio a áreas diretamente relacionadas com o serviço de andares.

A inserção profissional dos formandos de Serviço de Andares augura-se promissora, na medida em que a Póvoa de Varzim tem tido uma forte aposta no setor turístico, amplamente reconhecida no plano nacional e internacional.

MUNICÍPIO ARCUENSE INCENTIVA EMPREENDEDORISMO E TURISMO EM ARCOS DE VALDEVEZ

InvestArcos – Apoio ao Turismo 2022: Programa de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego em Arcos de Valdevez. Abertas candidaturas de 1 de março a 31 de maio

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez criou o Programa de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego em Arcos de Valdevez, designado por "InvestArcos", o qual se destina apoiar a promoção ao emprego e empreendedorismo de micro e pequenas empresas do concelho.

Investarcos_apresentação.JPG

Sendo o Turismo um dos pilares do desenvolvimento económico de Arcos de Valdevez, pretende-se dar mais um salto para estimular este setor através do apoio direto ao investimento empresarial nas áreas do Alojamento, Restauração e Animação Turística.

Neste sentido, a Câmara Municipal aprovou a abertura das candidaturas ao InvestArcos – Apoio ao Turismo 2022 - com uma dotação orçamental total de 100 000,00 euros.

Através deste programa poderão beneficiar dos incentivos as micro e pequenas empresas e empresários em nome individual com o regime de contabilidade organizada e regime de contabilidade simples e com um investimento mínimo elegível de 5000,00 euros  por projeto.

Estas são medidas do Município de apoio à economia local para a dinamização e revitalização sustentada da atividade empresarial no concelho, através do reforço da sua competitividade, inovação e diferenciação. De igual modo está a contribuir para um ambiente favorável ao investimento e à criação e manutenção de postos de trabalho.

Investarcos_apresentação2.JPG

VIANA DO CASTELO LANÇA PORTAL PARA FACILITAR OFERTA E PROCURA DE EMPREGO

A Câmara Municipal de Viana do Castelo acaba de lançar a plataforma “Work in Viana”, que se apresenta como um portal de oportunidades para empresas, talentos, investimento e emprego. O novo site, disponível em https://www.workinviana.com , tem como principal objetivo facilitar a oferta e procura de emprego no concelho.

ABELO3652 2.jpg

O Presidente da Câmara Municipal, Luís Nobre, assegura que esta plataforma se constitui “como uma ferramenta de trabalho necessária e solicitada pelos empresários”. Para o edil, através do portal “vamos conseguir estar mais próximos das empresas e estabelecer relações entre quem é empregador e quem procura emprego”.

“A nossa estratégia é Estudar, Investir, Viver e Trabalhar em Viana do Castelo. O que pretendemos é que, quem nasce em Viana, fique cá, dentro de um percurso de excelência profissional. Queremos que, quem estuda cá, seja integrado nos produtos que cá estão, para que se fixe por cá e consigamos crescer como comunidade”, indicou Luís Nobre.

O projeto “Work in Viana” tem, pois, o objetivo de aproximar a comunidade empresarial, académica e o talento disponível. Pretende integrar num único portal  toda a informação útil para empresas, candidatos, empreendedores e investidores. Com base no registo das empresas e candidatos, na oferta e procura, será possível extrair indicadores para aferir necessidades efectivas do mercado de trabalho da cidade. 

A plataforma visa auxiliar quem está desempregado ou quem procura mudar de emprego, tendo ainda como propósito apoiar as empresas que, neste momento, têm falta de mão-de-obra. O portal serve ainda de montra do que existe em Viana do Castelo, reunindo notícias, informações sobre escolas, cursos e formações.

Bárbara Neto, do parceiro tecnológico, Sparkle IT, empresa de engenharia de software de Viana do Castelo, referiu que este site “é uma porta aberta entre empresas e pessoas que vivem cá ou que se querem mudar para cá”.

Assim, para os munícipes, será permanentemente atualizada a lista de ofertas de emprego disponível no portal. Para as empresas, ficará disponível a lista de candidatos inscritos no portal e cada empresa terá uma página onde se apresenta e cria as suas ofertas de emprego. Ficará também disponível uma lista de empresas que procuram talentos ‘made in Viana’.

ABELO3417 2.jpg

ABELO3439 2.jpg

ABELO3518 2.jpg

ABELO3537 2.jpg

ABELO3594 2.jpg

ABELO3380 2.jpg

PONTE DE LIMA LIDERA REDUÇÃO DO DESEMPREGO NA REGIÃO NORTE

Ponte de Lima apresentou a taxa de desemprego mais baixa do distrito de Viana do Castelo no mês de Novembro de 2021, com 3,46 pontos percentuais, representando uma descida de 14,94% em relação ao mês de Outubro. Já no relatório trimestral da CCDR-Norte, Ponte de Lima é o concelho que regista a maior descida do número de desempregados no último trimestre de 2021 em toda a região Norte.

Vila de Ponte de Lima_Fot. Engenho (Small).jpg

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), o concelho de Ponte de Lima tinha, no mês de Novembro, uma população ativa de 18780 pessoas, representando uma taxa de atividade de 51,09%.

Com um total de 649 inscritos no Centro de Emprego, menos 114 do que em Outubro de 2021, Ponte de Lima apresenta, assim, com 3,46%, a taxa de desemprego mais baixa do distrito de Viana do Castelo. Segundo o IEFP, a taxa de desemprego do Minho-Lima é de 4,68%, estando a taxa média em 5,18%.

Também a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) Norte, no relatório “Norte Conjuntura”, destacou Ponte de Lima no último trimestre de 2021, considerando o concelho como o que teve a maior descida de desemprego entre os 86 concelhos da região Norte. De acordo com os dados revelados no documento, Ponte de Lima reduziu o número de desempregados em 26,9 por cento, face ao período homólogo do ano de 2020, registando, assim, a maior redução percentual na região Norte.

CELORICO DE BASTO APOIA CRIAÇÃO DE EMPREGO DO IEFP

Empresários de Celorico de Basto esclarecidos para os programas de apoio à criação de emprego do IEFP

O Município de Celorico de Basto em parceria com o Contrato Local de Desenvolvimento Social 4ª Geração Celorico+Social promoveram, no dia 15 de novembro, no Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, uma ação de esclarecimento para empresários e entidades empregadoras, direcionada para os programas de apoio à criação de emprego do IEFP.

_DSC2421.JPG

O esclarecimento foi promovido pelo IEFP, que incidiu em três programas em particular, o Estágio ATIVAR, que consiste no apoio à inserção de jovens no mercado de trabalho ou a reconversão profissional de desempregados, através de uma experiência prática em contexto de trabalho, o Incentivo ATIVAR que é um apoio financeiro aos empregadores que celebrem contratos de trabalho sem termo ou a termo certo com desempregados inscritos no centro de emprego e o Investe Jovem, um programa destinado a promover a criação de empresas por jovens desempregados.

Os presentes foram elucidados para o tipo de apoio e formas de adesão.

Segundo Maria José Marinho, Vereadora do Município de Celorico de Basto, “estas ações de esclarecimento mostram-se fundamentais numa altura especialmente difícil para o emprego e a contratação. É importante que a informação sobre os diferentes recursos de apoio sejam devidamente difundidos para que os empregadores, potenciais empreendedores e desempregados possam gerir as dificuldades e os desafios relativos à empregabilidade com uma perspetiva mais otimista e inovadora”.

No mesmo sentido, Elisabete Coelho, Coordenadora do CLDS 4G, olha para estas ações como “incentivos e motivações para que o mercado de trabalho seja mais dinâmico, atrativo e fazedor de emprego. A nossa missão centra-se em dar, apresentar ferramentas que possam contribuir de forma positiva para o emprego, formação e qualificação na ótica de proporcionar conhecimento para levar à ação”.

_DSC2425.JPG

DIVULGAÇÃO DE OBSERVATÓRIO DE EMPREGABILIDADE DA EPATV

Escola Profissional Amar Terra Verde dispõe há 7 anos de um gabinete designado Observatório de Empregabilidade que tem como propósito orientar, aconselhar, desenvolver competências de empregabilidade e dar a conhecer oportunidades de emprego aos alunos, tanto na transição do mundo escolar para o mercado de trabalho, como nos processos de mudança que possam surgir no seu percurso profissional.

IMG_3850.jpg

Durante os 3 anos de curso a EPATV promove através de um trabalho conjunto entre os diversos professores, o Serviço de Psicologia e Orientação, o Observatório de Empregabilidade e parceiros externos o Projeto Carreira que é direcionado para o desenvolvimento de competências transversais valorizadas pelo mercado de trabalho atual, assim como o apoio à transição para o mercado de trabalho ou ao prosseguimento de estudos.

Após a conclusão do curso, os ex-formandos são acompanhados presencialmente ou à distância por um serviço de consultoria e divulgação de ofertas emprego e de estágios profissionais a nível nacional e/ou internacional.

Este gabinete Observatório de Empregabilidade procura através da sua intervenção ajudar a transformar mentalidades, no sentido de melhor preparar os jovens para um mercado de trabalho cada vez mais global e exigente. Ao longo destes anos de intervenção estabelecemos parceria com várias empresas a nível nacional, o que nos faz acreditar que estamos a cumprir a nossa missão!

São vários os formatos disponíveis para entrar em contacto connosco: presencialmente no 3.º piso da EPATV, via telemóvel-915655583, via email para empregabilidade@epatv.pt ou através do nosso site: www.epatv.pt no campo Observatório de Empregabilidade onde poderão consultar as ofertas disponíveis ou no caso dos empregadores  registar ofertas de emprego  das suas empresas. Ficamos a aguardar o Vosso contacto!

INVESTIMENTOS DE 4,5 MILHÕES DE EUROS CRIAM MAIS 125 EMPREGOS EM VIANA DO CASTELO

O executivo municipal aprovou ontem a atribuição do benefício de isenção de IMT a duas empresas de Viana do Castelo que vão promover investimentos no valor global de 4,5 milhões de euros e criar 125 novos empregos no concelho.

JTL02045.jpg

Assim, foi atribuída a isenção do Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis à KGS Diamond Portugal, com sede no Parque Empresarial de Lanheses, que no âmbito do seu processo de crescimento e consolidação pretende instalar no concelho uma unidade de produção que permita fixar a produção e negócio na zona de Viana do Castelo.

Para tal, pretende permutar um imóvel situado no Parque Empresarial de Lanheses, perfazendo a área total de aproximadamente 10 mil metros quadrados. Este novo investimento, que rondará os 2,5 milhões de euros, dotará a empresa dos meios necessários para a implementação do projeto, assim como a permuta do referido projeto, pelo valor de 200 mil euros, com a consequente criação de cerca de 75 postos de trabalho.

Já a empresa Lopes & Caldas Engenharia, Lda., situada na União das Freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela, tem como objeto social atividades de engenharia técnica, construções metálicas e afins e, no âmbito do processo de crescimento e consolidação, pretende instalar no concelho uma unidade de produção que permita executar novas obras de construção metálica.

Para isso, pretende adquirir um imóvel situado na freguesia de São Romão de Neiva, com uma área total de aproximadamente 8.178 metros quadrados, pelo valor de 800 mil euros. Esta aquisição acontece no âmbito de um investimento previsto de 2 milhões de euros, com a consequente criação de cerca de 50 postos de trabalho.

O Regime de Incentivos de Viana do Castelo prevê reduções e isenções de taxas para investidores de empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial, atividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura e floresta de base regional, regeneração urbana e modernização de espaços comerciais e espaços de restauração e bebidas.

As medidas visam assegurar aos investidores mecanismos e políticas impulsionadoras de desenvolvimento em atividades relacionadas com produtos endógenos, reabilitação e imobiliário.

Recorde-se que, desde 2010, a Câmara Municipal implementou um conjunto de medidas, incentivos e programas, como isenções e reduções nas taxas de licenciamento, de IMT, e disponibilização de crédito - em condições mais favoráveis que as disponibilizadas pelo mercado financeiro - através do Finicia e Microcrédito, as quais proporcionam a afirmação e consolidação dos atuais Clusters empresariais, promovem e incrementam condições para a criação de emprego, alargamento do tecido industrial a áreas e setores complementares aos atuais Clusters e reforço da atratividade, competitividade e inovação do território como espaço de localização empresarial qualificada.

DESEMPREGO DESCEU EM ARCOS DE VALDEVEZ

Em Junho o desemprego desceu em Arcos de Valdevez, registando-se 478 desempregados, menos 46 do que em maio deste ano e menos 119 relativamente a junho do ano passado.

3coindu.jpg

Esta é uma boa notícia para o concelho que vê refletido nos números os esforços na promoção do emprego e empreendedorismo, no apoio ao investimento e na fixação e atração investimento empresarial.

 O investimento por parte do Município nos parques empresariais, nas iniciativas de dinamização do turismo e do comércio e na agricultura, são reflexo disso. Estas medidas são implementadas para apoiar a criação e atração de mais empresas, gerando mais emprego, promovendo o rendimento e o desenvolvimento, de forma a melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

O desenvolvimento empresarial no meio rural também tem sido objeto de atuação por parte do Município, no sentido de estimular o empreendedorismo, a criação de emprego e autoemprego em meio rural

Por outro lado, a promoção do Turismo também tem contribuído muito para esta dinamização e diminuição do desemprego.

A Câmara Municipal procura apoiar as empresas existentes e os novos projetos de forma a gerar mais rendimento e emprego no concelho.

ação de capacitação cachena (4).jpg

Parques Empresariais 3.jpg

Posto de Turismo da Peneda5.jpg

Press Trip - Turismo Porto e Norte (165).JPG

IMG_20210725_143752.jpg

EPATV: METALOMECÂNICA EMPREGA 20 JOVENS INOVADORES

Empregabilidade total e inovação  — a merecer patentes — são a marca de água das Provas de Aptidão Profissional (PAP) dos vinte finalistas do Curso Técnico Profissional de Produção Metalomecânica da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) realizadas ontem.

IMG_5566.jpg

“Deixais saudades” — garantiu várias vezes, a prof. Sandra Monteiro, presidente do Júri, após as sete PAP's que foram apresentadas ao longo da manhã, perante um júri que integrava os Prof. Ermelinda Leão (Diretora de Curso), Marco Alves (Diretor de Turma) e João Vale, além de Tiago Araújo (representante da empresa Bysteel) e Paulo Amorim (do SITE — Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte —Norte).

A Diretora Pedagógica lembrou a importância deste Curso para a economia do interior minhoto: “na Comunidade Intermunicipal do Cávado (Amares, Braga, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde), apenas a EPATV e a Secundária Carlos Amarante possuem este curso, mas na Eletrotecnia só existe um Curso Técnico Profissional na EPATV). Os nossos empresários merecem estas apostas nossas que exigem os melhores e seguros equipamentos e máquinas e professores competentes”.

Esta é a prova, para os mais distraídos, “da importância da EPATV num território, com 1245,8 Km2 de área, onde vive uma população superior a 410 mil pessoas” — destacou a Prof. Sandra Monteiro.

IMG_5568.jpg

IMG_5597.jpg

IMG_5605.jpg

MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO APROVA ISENÇÕES A TRÊS EMPRESAS QUE VÃO INVESTIR MAIS DE 11 MILHÕES DE EUROS E CRIAR 50 EMPREGOS

O executivo da Câmara Municipal de Viana do Castelo deliberou, por unanimidade, aprovar a atribuição de benefícios fiscais a três empresas já instaladas no concelho, que vão ampliar-se e investir, no total, 11,171 milhões de euros, gerando 50 novos postos de trabalho.

reuniao cmvc 24jun2021 (2).jpeg

Este incentivo foi, assim, aprovado para a empresa Rendimo, responsável pela construção do novo hotel do grupo francês B&B Hotels, num investimento de 5,171 milhões de euros. “Para isso, pretende adquirir um prédio constituído por casa de um andar, lojas, terreno de horta, vinha, árvores de fruto, vários armazéns e mais dependências na Estrada da Papanata”, refere a proposta de isenção, indicando que serão criados 20 empregos no imediato.

O B&B Viana Hotel, que vai ocupar uma área de 3.902 metros quadrados, começou a ser construído na passada semana, com prazo de execução de 18 meses, vai ter 116 quartos e deverá estar concluído em setembro de 2022.

Já em fase de obra, a empreitada permitirá criar 120 postos de trabalho, sendo criados outros 46 (30 diretos e 16 indiretos) quando a unidade hoteleira entrar funcionamento.

Já a empresa Clyes, com sede em Darque e que se dedica ao fabrico, comércio, importação e exportação de vestuário de segurança e de proteção individual, no âmbito do seu processo de crescimento e consolidação, vai adquirir à autarquia, por 107.140 euros, uma parcela de terreno com 12.867 metros quadrados no Lugar da Conchada, na União de Freguesias de Mazarefes e Vila Fria.

A proposta refere que este investimento rondará os 4 milhões de euros e dotará a empresa dos meios necessários para a implementação do seu projeto, que prevê a criação de 20 postos de trabalho.

Foi ainda aprovada a isenção à empresa CLBBrands, também localizada em Darque, igualmente do setor da produção e comercialização de vestuário de segurança e proteção individual. A empresa pretende instalar, na Zona Industrial do Neiva – I fase, uma unidade de produção com criação e personalização de produtos e um espaço comercial e de atendimento ao público, num investimento de 2 milhões de euros, criando 10 novos empregos.

Para este investimento, a empresa vai adquirir à autarquia, por 181.671 euros, duas parcelas de terreno na zona industrial de São Romão de Neiva, com uma área total de 5.013 metros quadrados.

Os benefícios fiscais às três empresas passam pela atribuição de isenção de Imposto Municipal sobre Transações Onerosas de Imóveis - IMT, previsto no Regime de Incentivos em vigor no concelho.

O Regime de Incentivos, criado em 2010, prevê reduções e isenções de taxas para investidores de empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial, atividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura e floresta de base regional, regeneração urbana e modernização de espaços comerciais e espaços de restauração e bebidas.

As medidas visam assegurar aos investidores mecanismos e políticas impulsionadoras de desenvolvimento em atividades relacionadas com produtos endógenos, reabilitação e imobiliário.

FAMALICÃO: NOVO PROTOCOLO ASSINADO COM O IEFP MATERIALIZA CONFIANÇA MÚTUA

Câmara Municipal de Famalicão e o Instituto de Emprego e de Formação Profissional (IEFP) assinaram protocolo de colaboração

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e o Instituto de Emprego e de Formação Profissional (IEFP) assinaram, esta segunda-feira, dia 21 de junho, um novo protocolo de colaboração que prevê a cedência de instalações, com a quais vai resultar em mais formação de adultos em Famalicão.

image66248famaiefp.jpeg

Na cerimónia protocolar, Carla Vale, Delegada Regional do Norte do IEFP, salientou a estreita colaboração entre o instituto e a autarquia que redundou em mais um protocolo. A responsável sublinhou a “proximidade” e o “trabalho em rede” que tem vindo a acontecer entre o IEFP e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. “Os municípios são entidades que conhecem as necessidades das comunidades e são parceiros de excelência do IEFP”, frisou.

Por último, Carla Vale agradeceu “a confiança do Município de Vila Nova de Famalicão” nos serviços do IEFP.

O presidente da Câmara, Paulo Cunha, retorquiu e também agradeceu “ao IEFP a confiança” depositada na autarquia famalicense, sublinhando que o presente protocolo “é um vínculo” de uma colaboração que assume aplicar “energia e recursos” em prol das pessoas de Vila Nova de Famalicão.

O autarca apontou ser defensor de uma “governação multinível”, explicando que se materializa na atuação de várias entidades com afinidade e competências sobre problemas concretos e que atuam em sincronia.

MUNICÍPIO DE TERRAS DE BOURO ADMITE NOVOS FUNCIONÁRIOS

Contratos de Emprego Apoiado em Mercado Aberto: Município de Terras de Bouro integra sete novos trabalhadores

No dia 18 de Janeiro de 2021 decorreu ,nos Paços do Concelho, a cerimónia de oficialização da celebração de 7 contratos de trabalho em regime de emprego apoiado, momento que contou com a presença do Presidente de Câmara, Manuel Tibo e da Vereadora, Ana Genoveva Araújo.

20210118_103701 - CAPA.jpg

Pela primeira vez, o Município de Terras de Bouro, ciente da importância de todos terem as mesmas oportunidades, recorreu a esta medida de incentivo à inclusão – Emprego Apoiado em Mercado Aberto, integrada no Programa de Emprego e Apoio à Qualificação de Pessoas com Deficiências e Incapacidades.

Um município que se preocupa em contribuir para a criação de um mercado aberto e inclusivo, empenhado em corrigir as desigualdades que pessoas com deficiência e incapacidade ainda encontram no acesso ao mercado de trabalho, manutenção e progressão no emprego.

Este esforço por parte do município vai permitir a estas pessoas superar as dificuldades que geralmente encontram aquando da procura e integração no mercado laboral, conferindo-lhes uma oportunidade profissional que contempla os direitos e deveres laborais inerentes aos contratos de trabalho.

Esta medida representa um importante instrumento na promoção da qualidade de vida e da integração profissional destes cidadãos.

Todo este processo passou por várias etapas até ser ultimado com assinatura dos contratos, nomeadamente, com avaliações realizadas por uma equipa multidisciplinar  de técnicas do IEFP, de modo a avaliar qual a capacidade da pessoa em questão para o trabalho. Pretende-se, desta forma, promover a igualdade nas oportunidades que todos como cidadãos devemos ter.

20210118_105351.jpg

20210118_105356.jpg

20210118_105604.jpg

20210118_105705.jpg

20210118_105754.jpg

20210118_110240.jpg

20210118_103702.jpg

20210118_103806.jpg

20210118_104533.jpg