Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOCO DE ESQUERDA QUESTIONA GOVERNO DEVIDO AO DESPEDIMENTO COLETIVO DE 400 TRABALHADORES EM FAMALICÃO E ARCOS DE VALDEVEZ

O Bloco de Esquerda questionou o Governo, através do deputado José Soeiro sobre o despedimento coletivo que a empresa COINDU se prepara para efetuar. 

A empresa Coindu S.A. foi fundada em 1988 que se dedica à produção de capas para assentos de automóveis de marcas de automóveis como Lamborghini, Audi, BMW, Porsche, Ford, Mini, Suzuki, entre outras. 

Segundo António Cândido Pinto, presidente do conselho de administração, o grupo obteve mais de 700 milhões de euros, só a fábrica de Joane representou metade desta faturação. O administrador, em declarações à imprensa, no ano passado, apelava que precisava de aumentar a capacidade de produção e que não consiga atrair trabalhadores. Mencionava a intenção de expandir as unidades industriais.

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda teve conhecimento que a empresa se prepara um despedimento coletivo de 400 trabalhadores, nas unidades industriais de Joane e Arcos de Valdevez. Sabemos que o sindicato que representa estes trabalhadores já entregou, na Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), um pedido de anulação do despedimento coletivo de cerca dos 400 trabalhadores.

O Bloco de Esquerda está solidário com estes trabalhadores e trabalhadoras e considera inaceitável a forma como uma empresa que não só anuncia falta de mão de obra em 2022, como lhe é aprovada uma recapitalização no contexto do Plano de Recuperação e Resiliência Nacional, sendo considerada uma empresa viável, pode vir agora efetuar um despedimento coletivo.

O deputado José Soeiro quer saber se o Governo tem conhecimento da situação, se a Autoridade para as Condições do Trabalho está a acompanhar a situação na empresa? Quais as ações desencadeadas e se foi comunicada à Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho algum despedimento coletivo por parte da empresa. 

PAREDES DE COURA VOLTA A LIDERAR DESCIDA NO DESEMPREGO

Pelo segundo trimestre consecutivo, Paredes de Coura foi o concelho que registou maior descida do desemprego entre os 24 municípios do Minho e Alto Minho, reforçando o desempenho já registado no primeiro semestre deste ano em que também havia sido o concelho com maior quebra no desemprego entre todos os 86 municípios da Região Norte.

De acordo com o relatório ‘Norte Conjuntura’, da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte, neste último trimestre Paredes de Coura voltou a registar quase menos 20 por cento (-19,7%), no número de inscritos nos Centros de Emprego do Instituto de Emprego e Formação Profissional, o que vai de encontro às medidas implementadas pelo executivo municipal no que concerne a uma maior atratividade ao nível da captação de investimento e dotação das necessárias infraestruturas nos parques empresariais, e que se refletem pelo aumento da empregabilidade.

“É a prova concreta de que uma governação à esquerda pode criar riqueza e emprego. Este resultado é também consequência da nossa estratégia de captação de investimento, da coragem dos nossos empresários e da competência e esforço dos nossos trabalhadores”, sublinhou Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, que ainda recentemente viu inaugurada a primeira fábrica de vacinas do país no Parque Empresarial de Formariz, bem como a inauguração da estrada de ligação à A3 que substitui o percurso sinuoso de uma dezena de quilómetros com que durante dezenas de anos os courenses estiveram afastados das grandes vias de comunicação.

MUNICÍPIO DE CELORICO DE BASTO ABRE PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA RECRUTAMENTO DE 15 ASSISTENTES OPERACIONAIS

A diminuição do número de recursos humanos em determinadas áreas tem vindo a aumentar consideravelmente com a chegada dos trabalhadores à idade da reforma.

Câmara Municipal (1).jpg

Ao mesmo tempo “com a delegação de competências na área da saúde, ação social e educação temos verificado um acréscimo considerável de trabalho para o efetivo existente, havendo necessidade de aumentar os recursos humanos para fazer face a todas as necessidades de manutenção”, assegurou o vereador dos Recursos Humanos do Município de Celorico de Basto, Domingos Teixeira.

O aviso de abertura do procedimento concursal comum de recrutamento por tempo indeterminado para assistente operacional está disponível na página do Município de Celorico de Basto. São 5 procedimentos para assistente operacional em áreas distintas, 1 posto de trabalho para eletricista, 1 posto de trabalho para auxiliar de serviços gerais, 4 postos de trabalho para cantoneiro de vias municipais, 6 postos de trabalho na área de operador de máquinas, e 3 postos de trabalho para trolha.

BRAGA DEBATE “DISCRIMINAÇÃO NO ACESSO AO EMPREGO PELA IDADE OU NACIONALIDADE”

“Discriminação no acesso ao Emprego pela Idade ou Nacionalidade será debatido no Fórum McV”

Os candidatos ao emprego em Portugal, no sector público ou privado, têm direito à igualdade de oportunidades no acesso às vagas existentes no mercado de trabalho, não poderão ser discriminados em razão da sua idade, nacionalidade ou condição social. É sobre este assunto que versará o debate no 1o FÓRUM MOBILIZAR COM VALORES, a realizar-se em parceria com Câmara Municipal de Braga, no dia 14 de outubro de 2023 (sábado), no período de 10h às 13h30, no Museu Dom Diogo de Sousa, em Braga.

O objetivo é, por meio de três painéis de debates, abordar com seus associados, empresas, entidades e cidadão interessados, a questão da empregabilidade de grupos sociais vulneráveis como os imigrantes e refugiados, as pessoas com mais idade e os jovens em situação de exclusão, em especial àqueles que procuram o primeiro emprego.

Para o primeiro painel intitulado “O Idadismo no Mercado de Trabalho – como lidar com o preconceito” estão confirmadas as presenças de Isabel Lima – Diretora de Recursos Humanos do Grupo Smile UP e com larga experiência em Recrutamento e Selecção, e de Vera Norte – Assessora para a Comunicação e Empresas da Associação dNovo, entidade que tem como propósito contribuir para que profissionais com habilitações superiores com mais de 50 anos possam voltar a ter um trabalho remunerado. Para ela “O mercado, as empresas discriminam pela idade, quando afinal, somos todos contemporâneos; uns com mais idade outros com menos”. Haverá anda neste painel, um depoimento pessoal da psicóloga Ana Paula Samico, brasileira com mais idade que enfrentou a dificuldade de reinserção no mercado de trabalho português.

Para o segundo painel “Mais Emprego no Interior: Como atrair e manter os jovens?” contaremos com a presença da Dra. Cláudia Serapicos Alves – Diretora do Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga, que abordará sobre o Programa do IEFP – Emprego Interior Mais. No último, mas não menos importante painel, serão debatidas “As oportunidades e os programas de incentivo ao trabalho para os imigrantes e refugiados em Portugal”, com a participação de António Soares Direito – Gestor na Divisão Coesão Social e Solidariedade da Câmara Municipal de Braga e do Dr. Mário Ribeiro do Conselho Diretivo do Alto Comissariado para as Migrações.

Por meio desse 1º Fórum, a Associação McV, segundo o Diretor Executivo, Ricardo Figueiredo, pretende fomentar o debate sobre as dificuldades encontradas por esses grupos sociais vulneráveis, assim como as potenciais soluções para que, independente da idade ou da nacionalidade, todos possam ter a oportunidade de trabalho e uma vida digna.

O evento é gratuito, mediante inscrição no link: https://bit.ly/ForumMcV.

Fórum Mobilizar com Valores (1).jpeg

CÂMARA REATIVA BOLSA DE EMPREGO DO MUNICÍPIO DE CAMINHA

A Câmara Municipal de Caminha reativou a Bolsa de Emprego do Município, com novo formato e novas valências, direcionada para munícipes desempregados e empresas. Agora, este serviço é mais abrangente e pretende ser o elo de ligação entre os munícipes e as empresas, oferecendo orientação para a inserção no mercado de trabalho e divulgação das várias ofertas de emprego.

A Bolsa de Emprego é de extrema importância já que visa facilitar o recrutamento e o aumento da empregabilidade no concelho, com o objetivo de fixar a população nas freguesias do concelho de Caminha. Dirige-se aos munícipes do concelho, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, em situação de desemprego.

Para além de ser o elo de ligação entre munícipe e empresa, a Bolsa de Emprego apresenta outras funcionalidades: presta apoio na elaboração de Curriculum Vitae; na preparação para entrevistas de emprego; na procura ativa de emprego e/ou formação profissional; na divulgação de medidas de apoio à criação do próprio emprego e, ainda, no encaminhamento para as ofertas integrantes da Bolsa de Emprego.

Para usufruir deste serviço é necessário, como já referimos estar desempregado, agendar atendimento com os técnicos responsáveis através dos telefones 258 710 300 (Câmara Municipal de Caminha) ou 258 912 372 (Gabinete de Apoio ao Munícipe em Vila Praia de Âncora) ou ainda através do email bolsaemprego@cm-caminha.pt. Em Caminha, os atendimentos realizam-se à quinta-feira e, em Vila Praia de Âncora, à terça-feira.

No que respeita às empresas, é de referir que caso pretendam recorrer à Bolsa de Emprego do Município de Caminha devem contactar a Câmara Municipal através do número 258 710 300 ou do email bolsaemprego@cm-caminha.pt.

É importante referir que, os técnicos da Bolsa de Emprego apenas analisam os perfis dos candidatos inscritos e enviam a candidatura para as entidades contratantes, de acordo com o perfil requerido para o posto de trabalho. O processo de recrutamento e seleção do candidato é da inteira responsabilidade da empresa e não da Câmara Municipal de Caminha.

32 JOVENS VALENCIANOS COM PRIMEIRA EXPERIÊNCIA DE TRABALHO

Desde 3 de julho e até 18 de agosto, 32 jovens valencianos estão a desenvolver a primeira experiência de trabalho na Câmara Municipal de Valença, no âmbito do programa O.T.L. – Ocupação de Tempos Livres.

Capturarem1 (6).JPG

O programa O.T.L. está a proporcionar esta oportunidade aos jovens valencianos com idades entre os 16 e os 25 anos e com habilitações literárias do 9º ou mais.

O Vereador Arlindo Sousa esteve na sessão de acolhimento aos jovens, nos Paços do Concelho, deu as boas vindas e deixou a mensagem de que “esta é uma oportunidade para um primeiro contato com o mundo do trabalho e uma experiência enriquecedora e marcante para a vida destes jovens”.

As áreas de atividade, onde estão a desenvolver as atividades são turismo, património museológico, ação social, cultura e oficina criativa do Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Económico.

O OTL acolhe e integra jovens, durante o período de férias de verão, colocando à disposição dos destinatários um conjunto de experiências nas diversas áreas disponíveis.

Esta é uma oportunidade para os jovens desenvolverem novas competências, aptidões e valores, bem como experiências sociais e profissionais fundamentais para o seu crescimento como cidadãos habilitados e responsáveis.

Capturarem2 (5).JPG

CASA DA JUVENTUDE DE ESPOSENDE DIVULGA OPORTUNIDADES DE CARREIRA PROFISSIONAL NO EXÉRCITO PORTUGUÊS

A Casa da Juventude de Esposende acolheu, ontem, ações de sensibilização e divulgação da oferta de cursos profissionais que proporcionam perspetivas de carreira profissional no Exército Português, dirigidas à comunidade escolar do concelho.

1685450331918 (5).jpg

Uma equipa de três militares do Centro de Recrutamento de Vila Nova de Gaia deu a conhecer, a mais de 180 estudantes, as oportunidades de futuro que o Exército reserva aos jovens que apostam numa carreira nas forças armadas.

Estas ações pretenderam incentivar os jovens a aderir à profissionalização do Serviço Militar e promover a abertura de inscrições para o Concurso de Admissão ao Curso de Formação de Oficiais e Sargentos em Regime de Contrato. Atualmente, uma das prioridades do Exército é o recrutamento militar considerando a profissionalização do Serviço Militar.

Neste contexto, o Exército tornou-se um empregador ativo, credível e atual, com uma proposta de valor para jovens, assente numa experiência profissional única e enriquecedora, numa cultura organizacional baseada em valores e numa qualificação profissional certificada e reconhecida, possibilitando ainda o acesso a um quadro de incentivos para todos aqueles que decidam enveredar por uma carreira militar no Exército.

A Vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende, que detém a área funcional da Educação, Alexandra Roeger, e o Vereador da Juventude, Rui Losa, acompanharam a apresentação do Exército Português. Ao proporcionar a realização de ações desta índole o Município está a contribuir para promover a tomada de decisão consciente dos jovens a nível profissional, visando o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

_DSC4944 (1).JPG

_DSC4983 (1).JPG

TAXA DE DESEMPREGO EM FAMALICÃO ESTÁ NOS 3,7 % - QUASE METADE DA MÉDIA NACIONAL

Mercado de Emprego, promovido pelo Município de Famalicão, tem mais de 200 ofertas de trabalho

O número de desempregados inscritos no Centro de Emprego em Famalicão, no mês de abril de 2023, foi o mais baixo registado após o período de pandemia. A taxa ronda os 3,7%, muito abaixo da média nacional que se situa nos 7,2%. Ainda segundo os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) há em Famalicão um total de 3362 desempregados inscritos, um valor muito próximo do que é considerado ‘desemprego residual’ e que contrasta com os mais de cinco mil desempregados que estavam registados em maio de 2020, o mais alto registado em tempo de pandemia.

AFS_3402.jpg

“São dados que nos agradam, mas que não nos deixam satisfeitos (…) perfeito seria termos pleno emprego, e é por isso que continuamos a desenvolver ações pelo território, como é exemplo o Mercado de Emprego, que está a decorrer na Praça D. Maria II, e que visa divulgar oportunidades de trabalho no concelho” disse Mário Passos, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, destacando a iniciativa que decorre até amanhã, 19 de maio, entre as 10h00 e as 20h00, no centro de Famalicão.

“Somos um concelho com empresas robustas e tecnologicamente desenvolvidas, e isso permite criar mais e melhor emprego, e atrair talento” apontou ainda o autarca.

No Mercado de Emprego há cerca de 200 ofertas de trabalho disponibilizadas por empresas como a Continental, Riopele, TMG ou Campicarn, que buscam perfis muito distintos, desde administrativos, quadros qualificados ou simples operadores.

“São ações importantes, para nós, porque temos necessidades muito distintas e aqui chegamos a um público muito heterogéneo, com reflexos muito positivos porque, felizmente, continuamos a contratar e alargamos aqui a base de recrutamento” apontou Carlos Monteiro, Diretor de Recursos Humanos e Formação do Grupo Campicarn.

O certame é uma oportunidade para estudantes, desempregados e cidadãos à procura de novas oportunidades profissionais contactarem diretamente com algumas das principais entidades empregadoras de Famalicão.

FAMALICÃO: VAI À VILA COM MERCADO DE EMPREGO NOS DIAS 18 E 19 DE MAIO

Mercado de Emprego vai funcionar entre as 10h e as 20h, na Praça D. Maria II

O ‘Vai à Vila’ desta semana vai ser dedicado ao emprego. Nos dias 18 e 19 de maio, cerca de duas dezenas de empresas de referência do concelho de Vila Nova de Famalicão vão estar instaladas na Praça D. Maria II para dar a conhecer as múltiplas oportunidades de trabalho de que dispõem. O Mercado de Emprego vai funcionar na quinta e sexta-feira, das 10h às 20h.

mercado-de-emprego.jpg

Continental, Riopele, TMG e Campicarn são algumas das empresas do concelho que vão marcar presença neste certame, e dar a conhecer os perfis profissionais que procuram, partilhando oportunidades de emprego. Este certame é uma oportunidade de estudantes, desempregados ou então cidadãos à procura de novas oportunidades profissionais contactarem com algumas das principais entidades empregadoras de Famalicão.

Paralelamente, durante a sexta-feira, dia 19 de maio, vão ter lugar sessões formativas onde vão ser explorados temas como a construção de um currículo e quais os comportamentos a adotar durante uma entrevista, especialmente dirigido a cidadãos imigrantes. As sessões realizam-se na Junta de Freguesia de Famalicão, na rua Adriano Pinto Basto, com entrada livre.

Nos dias seguintes ao Mercado do Emprego haverá animação cultural no centro da cidade.

No sábado, 20 de maio, da parte da manhã, haverá danças de salão com a AJU - Associação Joanense Unidança, e no domingo, também durante este período, Os Delaenses, Associação Musical e Recreativa da freguesia de Delães, vão dar música a quem passeia pela cidade.

Recorde-se que os Mercados Urbanos inserem-se na iniciativa ‘Vai à Vila!’, um programa de animação regular do centro da cidade, que vai preencher praticamente todos os fins-de-semana até ao final do ano, conciliando o novo centro urbano com uma dinâmica cultural e lúdica intensa. Pode acompanhar toda a programação em www.famalicao.pt.

DSC_2304.jpg

PCP RELAMA INTERVENÇÃO DO GOVERNO PARA DEFENDER POSTOS DE TRABALHO

PCP reclama intervenção do Governo para defender postos de trabalho e garantir rápido pagamento dos salários em atraso dos 50 trabalhadores da Confecções R. Piairo, em Guimarães

O PCP tomou conhecimento que os trabalhadores da empresa Confeções R. Piairo Unipessoal Lda, em Guimarães, estão a atravessar uma situação muito difícil com vários meses de salário em atraso e concretização de despedimento coletivo.

O proprietário da empresa chegou a assumir perante os trabalhadores o compromisso de pagar os salários em atraso mas, sem justificação, não cumpriu esse compromisso. Para agravar a situação, o proprietário avançou com o despedimento de todos dos trabalhadores.

A situação descrita atinge todos os trabalhadores da empresa, num total de cerca de 50, na sua maioria mulheres, que estão numa situação de grande incerteza quanto ao seu futuro.

Na sequência desta situação, os deputados do PCP na Assembleia da República questionaram o Ministro da Economia e do Mar e a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social nos seguintes termos:

  1. Que informação tem o Governo da situação da empresa Confeções R.Piairo?
  2. Que acompanhamento está o Governo a fazer da situação? 
  3. Que medidas estão a ser tomadas pelo Governo para o rápido pagamento dos salários em atraso dos trabalhadores?
  4. Que medidas tomará o Governo para defender os postos de trabalho, bem como os interesses e os direitos dos trabalhadores?
  5. Que apoios públicos, nacionais e comunitários, foram atribuídos à empresa R.Piairo nos últimos anos?

Está marcada para a próxima 6ªf, dia 12, uma acção de luta destes trabalhadores promovida pelo Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes, com a qual o PCP expressa a sua solidariedade.

VIANA DO CASTELO QUER FIXAR JOVENS NO CONCELHO

Candidaturas abertas para concurso “Viana Jovens Empreendedores” para criar empregos e fixar jovens no concelho

Abriram esta segunda-feira as candidaturas para o concurso “Viana Jovens Empreendedores”, projeto municipal que pretende incentivar a criação de novos projetos empreendedores, sendo que podem ser projetos dirigidos à cidade e ao público em geral ou projetos que tenham como objetivo criar uma marca, uma empresa ou implementar uma ideia inovadora que esteja há muito fechada na gaveta por falta de disponibilidade financeira.

De acordo com o regulamento, o "Viana Jovens Empreendedores" é uma iniciativa que visa promover a seleção de ideias/projetos, em torno dos quais se perspetive a criação do próprio emprego; capacitar os empreendedores no desenvolvimento e melhoria das suas ideias/projetos, dotando-os de ferramentas que lhes permitam validar/consolidar as mesmas; apoiar a criação de emprego e a fixação de pessoas, bens e serviços em Viana do Castelo.

Tem como destinatários os jovens dos 18 aos 35 anos, individualmente (até ao máximo de 3 subscritores), sendo que o proponente tem de ser residente no Município de Viana do Castelo. Os participantes devem, assim, ter uma ideia de negócio que pretendam validar, consolidar e implementar no Município de Viana do Castelo, podendo candidatar-se de 17 de abril a 17 de maio. O mínimo de projetos vencedores é de dois e o máximo de cinco.

A adoção do projeto "Viana Jovens Empreendedores" pelo Município de Viana do Castelo visa potenciar os valores da democracia, incutindo nos jovens o sentido de comunidade, participação cívica e bem coletivo e incentivando à participação na gestão pública local.

Assim, a Câmara Municipal de Viana do Castelo pretende reforçar a participação dos jovens naquilo que são atividades que diretamente lhes dizem respeito, fomentando uma sociedade civil forte e ativa. Nesse âmbito, o projeto visa contribuir para uma intervenção informada e responsável da população nos processos locais, assim como garantir uma efetiva correspondência entre as necessidades sentidas pelos jovens e as políticas de juventude implementadas no território.

O Concurso "Viana Jovens Empreendedores" será divulgado pelo Município de Viana do Castelo através de iniciativas públicas e outras formas de comunicação. As candidaturas, juntamente com o documento do plano orçamental, devem ser submetidas através de formulário próprio, disponibilizados na página da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

O júri que irá analisar as candidaturas é composto por cinco elementos, constituído pelo: Vereador(a) com o pelouro da Juventude, um Representante da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, um Representante da Associação Empresarial de Viana do Castelo e dois membros do Conselho Municipal da Juventude eleitos para o efeito neste órgão.

Mais informações em: https://www.cm-viana-castelo.pt/viver/juventude/viana-jovens-empreendedores/

viana jovens empreendedores 2023 (1).jpeg

VIZELA: PCP QUESTIONA GOVERNO SOBRE DESPEDIMENTOS ILEGAIS NA FELPOS BOMDIA

Um total de 36 trabalhadores foram notificados de despedimento pela Felpos Bomdia, em Vizela. Estes funcionários, alguns com dezenas de anos de casa, foram surpreendidos, na sexta-feira, com cartas de despedimento com efeito a partir de sábado.

Os trabalhadores questionam a injustiça e a legalidade dos despedimento feitos sem pré-aviso e sem autorização do administrador de insolvência.

Os trabalhadores da Felpos Bomdia não receberam o subsídio de Natal de 2022. Este ano, só receberam parte do salário de janeiro e têm os ordenados de fevereiro e março em atraso.

Na empresa trabalham cerca de 100 trabalhadores, com diversas situações de casais cuja única fonte de rendimentos são os seus salários desta empresa.

A Felpos Bomdia atravessou um processo de insolvência e, de acordo com a comunicação social, há desentendimentos entre accionistas e administradores, com consequências negativas na gestão da empresa.

A lista provisória de credores da Felpos Bomdia aponta para uma dívida a rondar os 2,5 milhões de euros, alguns a pequenas e microempresas da região. No próximo dia 11 realiza-se assembleia de credores.

Fundada em 1933, a Fábrica de Tecidos de Viúva de Carlos da Silva Areias & Cª, mais conhecida como Felpos Bomdia. Desde 1973, mudou a produção para uma unidade de grandes dimensões, à entrada de Vizela.

Perante esta situação, o Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República questionou o Governo através de perguntas escritas. Os deputados do PCP reclamam esclarecimentos sobre se tem o Governo acompanhado o processo de insolvência da empresa e que medidas tomou ou pensa tomar para a defesa dos postos de trabalho referidos e para o apoio a estes trabalhadores?

A Comissão Concelhia de Vizela do PCP expressa a sua solidariedade com os trabalhadores da empresa e apela à sua unidade na luta pelos seus direitos.

CapturarPCPVIZE1.JPG

CapturarPCPVIZE2.JPG

CapturarPCPVIZE3.JPG

CapturarPCPVIZE4.JPG

VIANA DO CASTELO: EMPRESA INVESTE 2 MILHÕES DE EUROS E DUPLICA POSTOS DE TRABALHO

Empresa investe 2 milhões de euros em Viana do Castelo duplicando postos de trabalho e criando Centro de Desenvolvimento de Projeto

A Gamil - Galvanização Do Minho, Lda., situada na segunda fase da Zona Industrial de Neiva, adquiriu dois terrenos situados junto às atuais instalações para promover um investimento de 2 milhões de euros que vai permitir à empresa ampliar a sua capacidade de produção e criar um centro de desenvolvimento de projeto.

IMG_1300.JPG

A assinatura da escritura vai permitir a ampliação da empresa que trabalha no sector do tratamento e revestimento de metais e que completa, este ano, 25 anos de existência, contando atualmente com 25 trabalhadores, prevendo, com este novo investimento, duplicar o número de colaboradores.

A Gamil faz parte de um grupo de quatro empresas situadas na Galiza, Toledo, Valença e Viana do Castelo que emprega um total de 450 colaboradores e tem atualmente 100 milhões de euros de faturação, exportando para 50 países. O reforço será sobretudo feito na área técnica, de engenharia e planeamento, criando um Centro de Desenvolvimento de Projeto destas áreas a partir de Viana do Castelo para servir o grupo, em parte graças à proximidade do Porto de Mar vianense.

A galvanizadora dedica-se à reparação, revestimento e demais tratamentos superficiais de estruturas metálicas, designadamente pelo processo da galvanização por imersão a quente. Opera ainda na fabricação, montagem e comercialização de todo o tipo de produtos e construções metálicas, nomeadamente tubos e perfis em aço e outros materiais, estruturas de sinalização não elétrica e dispositivos de proteção e segurança.

Este investimento é apoiado pelo Município no âmbito do Regime de Incentivos para 2023, que prevê a continuidade das reduções e isenções de taxas diversas para investidores de empreendimentos turísticos e acolhimento empresarial, atividades económicas relacionadas com as fileiras da agricultura, floresta e produtos de base regional e do mar, setor tecnológico, serviços partilhados e indústrias/atividades criativas, equipamentos de utilização coletiva, abrangendo ainda a regeneração urbana e operações urbanísticas. O regime inclui ainda dispensa de caução ou seguro caução na liquidação de taxas, possibilitando ainda o pagamento em prestações das taxas de ocupação dos lotes do Parque Empresarial da Praia Norte, entre outras medidas.

Este Regime de Incentivos visa apoiar as famílias, a economia e aumentar o emprego, aprofundando um conjunto de instrumentos de apoio e atração tendentes à requalificação, dinamização e robustecimento de todo o tecido económico e social do concelho.

No que toca a acolhimento empresarial (novas empresas e empresas existentes no concelho), implica a isenção total de taxas de licenciamento em todas as operações urbanísticas, bonificação do preço de cedência de terrenos, realização de obras de infraestruturas e ainda apoio e acompanhamento dos projetos de investimento, nomeadamente na agilização dos processos de licenciamento.

IMG_1310.JPG

IMG_1317.JPG

IMG_1320.JPG

IMG_1324.JPG

FAMALICÃO APOSTA NA REQUALIFICAÇÃO DE DESEMPREGADOS

Através do DigitalReskilling, programa de formação para ativos com 12.º ano ou formação superior

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em colaboração com o Instituto de Emprego e Formação Profissional e o Cesae Digital - Centro para o Desenvolvimento de Competências Digitais, vai promover um curso especializado em novas tecnologias destinado a adultos desempregados, com mínimo de 12.º ano, através do programa DigitalReskilling.

AFS_0636.JPG

Trata-se de uma formação que tem como objetivo dotar os formandos de competências e conhecimentos necessários para ingressar no mercado de trabalho, numa atividade profissional ligada à análise de dados e Business Intelligence.  O curso tem a duração de 950 horas, com metade da formação feita em contexto de trabalho nas grandes empresas da região, com perspetivas de elevada empregabilidade no final do curso.

O DigitalReskilling é um programa de requalificação profissional de jovens e adultos, através de ações de formação nas áreas emergentes das Tecnologias Digitais, capacitando para o domínio técnico especializado e competências para projetos tecnológicos.

Esta é uma ação que se enquadra nas propostas apresentadas pelo presidente de Câmara Mário Passos no programa eleitoral. “São cursos na área das novas tecnologias e da digitalização, que vão de encontro às políticas educativas municipais para promover a aprendizagem ao longo da vida e igualdade de oportunidades, concretizadas em ações como esta, de formação com vista ao aumento de qualificações e reintegração no mercado de trabalho de ativos desempregados, com percurso académico, mas que necessitam de novas qualificações para se readaptarem ao mercado”, apontou o edil.

A digitalização e o tratamento de dados são áreas em que as empresas têm necessidades de recrutamento, e marcas como a Salsa, TMG, Vieira de Castro, VLB Group, Primor, CMW Foundries, entre outras, já manifestaram interesse em receber alguns destes formandos.

O Data Science & Analytics tem inicio a 23 de janeiro, com formação inicial na Casa da Juventude, e as inscrições estão abertas no site: https://www.cesaedigital.pt/cursos/data-science-analytics-famalicao/

PAREDES DE COURA APOSTA NO INVESTIMENTO E EMPREGO NA ÁREA DA BIOTECNOLOGIA

Paredes de Coura mantém aposta na captação de investimento e criação de emprego no campo da biotecnologia e no domínio das tecnologias

“As adversidades foram sempre para nós grandes oportunidades”

A captação de investimento e criação de emprego, a aposta em meios de produção na área da biotecnologia e no domínio das tecnologias, bem como o enriquecimento do parque habitacional para fixar pessoas são alguns dos eixos em que assenta o Plano de Atividades e Orçamento para 2023, que ronda os 18M£, e foi aprovado pela Assembleia Municipal de Paredes de Coura, com apenas duas abstenções dos deputados municipais do PCP/PEV.

Capturarcmcoura (2).JPG

“Apesar de ser muita a incerteza dos últimos tempos, isso não impediu que assumíssemos, sem hesitações e com pioneirismo ações de captação de investimento que poderão mudar a estrutura industrial produtiva de Paredes de Coura. A criação da fileira biotecnológica industrial permite-nos a diversificação dos sectores produtivos, enquanto tornamos possível a criação de emprego mais qualificado e a fabricação de produtos de elevado valor”, justificou Vitor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, reforçando a ideia que está apostado em transformar este concelho “num território moderno, criativo e com mais emprego”.

Este novo modelo de desenvolvimento projetado para Paredes de Coura terá já reflexos no início do próximo ano com a aguardada conclusão da ligação à A3, bem como a conclusão do alargamento e requalificação da zona industrial de Formariz. “Num contexto de execução mais alargado, destaca-se ainda a construção de um novo parque empresarial em Linhares, em fase de projeto, bem como a requalificação do parque empresarial de Castanheira, com a construção de uma variante entre esta área e a de Formariz”, acrescentou o autarca de Paredes de Coura, para quem os próximos anos representarão um período de consolidação da estratégia que tem orientado a ação municipal deste executivo por si liderado.

Lista de espera para futura Zona Industrial de Linhares

“Apesar de ser muita a incerteza, provocada pela pandemia e pela guerra, prosseguiremos, com afinco, empenho e sem hesitações, o nosso trabalho na captação de investimento e na criação de emprego”, insiste Vitor Paulo Pereira, sem descurar outros vetores que continuam na primeira linha de prioridades, como “as áreas da Educação, com destaque para a requalificação da Escola Básica do 1º Ciclo, da Cultura e da Ação Social, com uma significativa aposta no setor da habitação, no âmbito do 1º Direito, acompanhando, deste modo, o crescimento económico e do emprego”.

O presidente da Câmara deixou uma certeza: “nunca deixamos que as adversidades conjunturais perturbassem o nosso ânimo ou atrasassem a nossa vontade de avançar. As adversidades foram sempre para nós grandes oportunidades”, explicando que, neste momento, Paredes de Coura já tem lista de espera para grandes investimentos que pretendem implantarem-se na futura Zona Industrial de Linhares, onde se fixarão as empresas satélites dos investimentos na área farmacêutica que estão a acontecer em Formariz.

Projetos, como explica, que poderão representar milhões de euros de investimento e a criação de muitos postos de trabalho, que serão essenciais para fortalecer o tecido empresarial de Coura e a imprescindível retoma da economia. A isto, associa-se a sustentabilidade e a solidez das contas municipais, com capacidade para suportar os investimentos estruturantes, de milhões de euros, “sem perder a eficiência de acudir às famílias que mais precisam de ajuda nestes tempos difíceis”, assumiu.

Apostas estruturantes espelham capacidade de investimento do município

Particularizando, Vitor Paulo Pereira elencou o Plano Plurianual de Investimentos próximo dos 6,3M€, que representa 35% do total orçamental e espelha a capacidade de investimento do município. O investimento nas zonas industriais com uma fatia de 1,4M€ reforça a aposta na criação de riqueza e de emprego com uma fatia percentual de 22%. A Ligação à A3, a expansão da rede de saneamento, as obras na escola básica, a aposta inovadora e tecnológica nos bairros digitais e na Elevadora, os projetos turísticos, a recolha e tratamento de resíduos e bio resíduos e o projeto Coura Renatural representam um investimento de 3.394.900 €, que será estruturante para o território, uma vez que “contribuirá para aumentar a competitividade, a conectividade, a sustentabilidade, a qualidade de vida e a melhoria das condições de educação dos nossos filhos, que são a preocupação maior das nossas políticas”.

A Educação e Cultura, com um investimento de 3.278.050 €, são duas áreas estratégicas que muito têm contribuído para a formação das crianças e jovens courenses e, simultaneamente, para a afirmação territorial de Paredes de Coura, no contexto nacional. Já a criação de melhores condições de conforto e mobilidade daqueles que têm o privilégio de viverem no mundo rural, a que não é alheio o grande investimento na rede de fibra ótica e na rede viária, leva Vitor Paulo Pereira a concluir que este executivo não foi eleito para ser gestor de crises. “Fomos escolhidos pelo povo de Coura para vencer as crises e para cumprirmos os compromissos assumidos, mesmos nas situações mais difíceis”, apontando o caminho que têm por horizonte: “queremos continuar a prosperar. Não por nossa causa, mas por causa de todos nós. Queremos ser futuro. Não queremos ser esperança. Queremos ser futuro”, concluiu.

O Plano de Atividades e Orçamento para 2023 foi aprovado com 27 votos a favor e duas abstenções, dos deputados municipais do PCP/PEV.

A Assembleia Municipal é constituída por 22 deputados do Partido Socialista, 3 do PSD, 1 do CDS/PP, 2 do PCP/PEV e 1 independente.

BARCELOS PROMOVE EMPREGO E FORMAÇÃO

Câmara, IPCA e ACIB promovem Feira de Emprego e Formação

A parceria entre a Câmara Municipal de Barcelos, a ACIB e o IPCA é fundamental e decisiva nesta ação, porque junta a competência e a qualidade do ensino do IPCA com a experiência do movimento associativo empresarial que a ACIB representa, pelo que estamos com grande expectativa de que esta iniciativa possa resultar num grande sucesso”. Foi desta forma que o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos  sintetizou os objetivos da Grow Your Skills Up - Feira de Emprego e Formação em Barcelos, dedicada à Capacitação, Emprego e Empreendedorismo, que se vai realizar, no Campus do IPCA, em Barcelos, nos próximos dias 7, 10 e 11 de outubro de 2022.

fempregforma (1) (3).jpg

Esta iniciativa sucede à Skill Up – Capacitação, Emprego e Empreendedorismo, que decorreu no início de junho, na altura com um programa dedicado inteiramente à capacitação. Agora, ao realizar  esta segunda fase  - a Grow Your Skills Up, tanto o Município como as entidades parceiras - IPCA, ACIB e IEFP - pretendem potenciar as capacidades dos jovens que procuram emprego e formação. Trata-se, pois, de uma iniciativa que visa promover, de forma experiencial, a aquisição de competências transversais  para a empregabilidade e o empreendedorismo.

 A organização desta 1º feira de Emprego e Capacitação pretende ser um espaço privilegiado de encontro entre as empresas e os jovens, tendo como propósito principal garantir a partilha de informações sobre as oportunidades atuais no mundo do trabalho.

Esta ação conta com a participação de cerca de uma centena de empresas, as quais terão a oportunidade de apresentar a sua filosofia, a sua missão e as suas ofertas de trabalho, numa relação comunicacional direta com os jovens que procuram uma oportunidade de trabalho.        Esta é, de resto, a opinião de Pedro Melo – IPCA – pró-Presidente para o Emprego, Empreendedorismo e Alumni que na apresentação deste evento sublinhou que “esta feira de emprego vem contribuir para uma melhor integração dos estudantes no mercado de trabalho”. Realçando as virtualidades desta parceria, Pedro Melo  adiantou que estas “sinergias são fundamentais para o concelho e para a região”, aproveitando a oportunidade de convidar os estudantes do secundário e os estudantes da comunidade em geral para participar neste certame.

Do lado da ACIB, o presidente João Albuquerque entende que  esta parceria inédita, “que junta de uma forma muito concreta a CMB, a ACIB e o IPCA, visa atingir vários objetivos em simultâneo, entre os quais as questões de emprego, falta de mão de obra nas empresas, e dar a conhecer aos alunos do ensino superior e do ensino secundário a realidade do mundo empresarial”.

fempregforma (2) (4).jpg

ERASMUS+ com Roadshow  2022

A Grow Your Skills Up  - 1.ª Feira de Emprego e Formação em Barcelos, dedicada à Capacitação, Emprego e Empreendedorismo, vai ter cerca de 70 empresas, apresentando as suas ofertas de emprego e propostas de estágio.

Entre outros participantes, o certame integrará a participação da Agência Nacional de ERASMUS+ com o ROADSHOW 2022 - programa que responde à necessidade de divulgar as oportunidades dos programas Erasmus +, assim como com a presença do Corpo Europeu de Solidariedade. Paralelamente às ações promocionais de ofertas de emprego das entidades presentes, decorrerá um conjunto de palestras dedicadas à Capacitação, ao Emprego e à Formação.

Com esta realização, o Município de Barcelos, enquanto entidade agregadora e potenciadora de redes e das várias respostas existentes na comunidade, dá um sinal da importância que este tipo de iniciativas tem no desenvolvimento da capacitação e formação para a empregabilidade juvenil, operacionalizando a articulação entre entidades públicas e privadas, no sentido do sucesso no processo de transição escola-vida ativa.

fempregforma (3) (4).jpg

MONÇÃO REGISTA O NÚMERO DE DESEMPREGADOS MAIS BAIXO DE SEMPRE

Divulgados pelo IEFP, os dados de desemprego por concelho, referentes ao mês de junho, foram recebidos com satisfação e a convicção que estamos no caminho certo.

Desde que são publicadas estatísticas mensais de desempregos nos concelhos portugueses, em janeiro de 2004, Monção conheceu, em junho de 2022, o número mais baixo de desempregados inscritos no centro de emprego, situando-se, de acordo com o IEFP, em 262 pessoas.

Relativamente ao mês anterior, assistiu-se a uma redução de 31 pessoas e, quanto ao mês homólogo de 2021, a diminuição é de 123 pessoas (menos 32%). Se recuarmos a junho de 2004, primeiro ano das estatísticas mensais por concelho, estavam registados 426 desempregados em Monção.

Das 262 pessoas inscritas no centro de emprego, 110 são homens e 152 são mulheres. Do total 248, procuram um novo emprego enquanto 14 procuram o primeiro emprego. Este valor reduzido é revelador da inserção no mercado de trabalho dos jovens que vão exercer pela primeira vez.

Ao longo de quase 20 anos de estatísticas mensais, o período com maior taxa de desemprego no pais, decorreu entre 2011 e 2016, coincidindo com a entrada do Fundo Monetário Internacional e, por acréscimo, a imposição de medidas restritivas. Em Monção, os valores oscilaram entre 600 e 750 desempregados.

Após algum abrandamento nos anos seguintes, mais recentemente, entre abril de 2020 e abril de 2021, assistimos a um novo acréscimo de desempregados, não tão forte como o anterior, devido ao surto da COVID 19. Neste período, os valores estiveram sempre acima das 400 pessoas, tendo-se aproximado da meia centena, em alguns meses do segundo e terceiro trimestre de 2020.

“Este número histórico para o nosso concelho é um indicador preciso que a nossa estratégia empresarial e turística está a dar frutos, contribuindo para alargar a oferta de empregabilidade e, consequentemente, diminuir o número de pessoas sem ocupação profissional. Vamos continuar neste caminho. Temos a consciência que os projetos futuros vão potenciar a atividade no concelho, aumentando o emprego qualificado”.

António Barbosa,

Presidente da Câmara Municipal de Monção

DESEMPREGO CONTINUA A DESCER EM ARCOS DE VALDEVEZ

Em Maio o desemprego voltou a descer em Arcos de Valdevez, registando-se 308 desempregados, sendo menos 129 do que em janeiro deste ano e menos 152 comparativamente ao ano de 2021.

IMG_8726.JPG

Esta é uma boa notícia para o concelho que vê refletido nos números os esforços contínuos na promoção do emprego e empreendedorismo, no apoio ao investimento e na fixação e atração investimento empresarial para Arcos de Valdevez.

A Câmara Municipal tem promovido diversas ações de dinamização económica no concelho, contribuindo para a fixação, regresso e atração de trabalhadores e investimento para Arcos de Valdevez.

Os incentivos ao investimento da Câmara Municipal são vários, nomeadamente na redução e isenção de impostos e taxas municipais, na expansão dos Parque Empresariais, no apoio à modernização e incentivos à compra no comércio local, nos apoios à agricultura, pecuária e floresta, bem como no apoio à promoção e investimento no Turismo.

Com estas medidas a Autarquia arcuense pretende apoiar a criação e atração de mais empresas, gerando mais emprego, promovendo o rendimento e o desenvolvimento, de forma a melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

Parques Empresariais 3.jpg

3coindu.jpg

comercio2.JPG

IMG_8714.JPG

CLDS 4G CELORICO+SOCIAL PROMOVEU SESSÕES DE COACHING JUNTO DE DESEMPREGADOS

Com o intuito de motivar os desempregados na procura de emprego, o CLDS 4G Celorico+Social em parceria com o Município de Celorico de Basto promoveram 2 programas de coaching para dois grupos específicos de desempregados, um grupo com experiência profissional e um grupo de jovens à procura do 1º emprego.

IMG_20220620_165515.jpg

A ação insere-se no Eixo I: Emprego, formação e qualificação, integrada na atividade Valoriza-te, direcionado ao grupo de desempregados com experiência profissional, e na atividade “Eu acredito em mim” destinada a desempregados jovens à procura do 1º emprego.

As sessões de coaching decorreram em diferentes espaços físicos do Município e, segundo a Coordenadora do CLDS 4G Celorico+Social, Elisabete Coelho, tiveram por objetivo “dar ferramentas aos desempregados através do treino e orientação específicas do Coaching, motivando-os na procura de emprego”. É fundamental “que o desempregado esteja recetivo a adquirir estas ferramentas que são facultadas pelo coach e que contribuirão pela positiva para alinhar mecanismos pessoais e profissionais na procura de emprego”. 

Na última sessão do programa de coaching, o coach Hugo Danin, disse-nos que estas ações são “uma clarividência de competências, algo que vai despertar o que já existe. As pessoas não estão habituadas a pensar sobre elas, a pensar sobre aquilo que conseguem fazer, facilmente são dominadas por forças exteriores que as diminuem que as colocam num segmento de funções, quando elas são detentores de uma capacidade imensa. E o coaching permite isso mesmo, permite através do relacionamento, da pergunta, do exercício, da técnica que consigamos colocar essas forças todas cá fora e ajudar a pessoa a encontrar o caminho que é só dela”. Hugo Danin reconhece a importância de realizar estas ações que se mostram como “pontapé de saída num processo natural, lento mas com sucesso garantido. Importa ressalvar que não existem estratégias para o sucesso, receitas ou mezinhas, existem técnicas trabalhadas que se adequam a cada pessoa e que, se forem devidamente orientadas e recebidas trarão resultados profícuos”.

Efetivamente, a satisfação destas ações foi manifestada pela Marta, desempregada, presente na ação e que observou muitos benefícios do coaching a vários níveis, quer “a nível pessoal quer profissional, o coaching faz-nos pensar de forma diferente, faz-nos ficar mais conscientes dos nossos problemas e perceber que temos que arranjar soluções para eles”. Para além de muitos outros ensinamentos adquiridos, Marta disse-nos que finalmente “reconheço que tenho capacidade e competência para o mercado de trabalho, e que é imperativo agir em vez de ficar na expetativa”.

Não é a primeira vez que são facultadas ações de coaching pelo Município e é por reconhecer a importância da ação que Maria José Marinho felicita aqueles que não perderam a oportunidade. “O Coaching mostra-se como uma ferramenta capaz de despertar o que há de melhor em cada, seja a nível pessoal, seja a nível profissional. Uma ferramenta de autoconhecimento e perceção clara, e como diz o coach, uma clarividência das capacidades de cada um, capacidades essas que muitas vezes estão camufladas e escondidas e que precisam de um impulso para ficarem à superfície. Articularemos sempre, todas as formas e estratégias para ajudar os nossos desempregados a encontrar emprego e a sentir-se bem na sua vida e neste concelho”.

IMG_20220620_165435.jpg

IMG_20220620_165454.jpg

IMG_20220620_165524.jpg

MUNICÍPIO BRACARENSE INAUGURA “QUALIFICA-TE BRAGA”

O Município de Braga promove a abertura da 1.ª edição do ‘Qualifica-te Braga’ – Mostra de Educação, Formação e Emprego em cerimónia que terá lugar amanhã, no Espaço Vita, em Braga.

A iniciativa contará com a presença de Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga.

Esta Mostra, especialmente dirigida aos alunos que estão a frequentar o 9º e o 12º anos de escolaridade, tem como objectivo agregar no mesmo espaço toda a oferta formativa existente no Concelho de Braga para que os alunos, juntamente com as suas famílias, possam tomar decisões mais informadas no que concerne ao seu futuro no sentido de que os conduzir a uma realização pessoal e profissional.

A iniciativa contará com a participação das Escolas Secundárias do Concelho, Escolas Profissionais, Instituições de Ensino Superior, do Exército português, bem como outras entidades da esfera da Educação, Formação e Emprego, num total de 20 entidades, que farão a divulgação das suas ofertas.