Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAFE, CABECEIRAS DE BASTO E MONDIM DE BASTO COMBATEM DESEMPREGO JOVEM

1º Meeting ASA em Fafe: Estratégia definida para a Comunidade Empreendedora de Fafe, Cabeceiras de Basto e Mondim de Basto

Decorreu, ontem, na Casa de Docim, o primeiro Meeting ASA da Comunidade Empreendedora de Fafe, Cabeceiras de Basto e Mondim de Basto que contou com a participação de instituições de ensino, IPSS’s e empresários do concelho de Fafe e Mondim de Basto.

DSA_2914A

Nesta primeira reunião, que contou com o apoio do Município de Fafe, partilharam-se ideias para o futuro e programou-se a actividade e estratégia de atuação desta Comunidade Empreendedora.

Recorde-se que o Projecto ASA – Ave Social Angels, promovido pela Sol do Ave, e que conta com o Município de Fafe como parceiro, tem como principal objectivo o combate ao desemprego jovem.

Até Julho de 2019, o desafio passa pela mobilização e participação activa de múltiplos agentes do território na (co)construção de projectos facilitadores da empregabilidade jovem, confluindo as repetitivas missões, vocações, competências, interesses e vontades para a concretização deste desígnio.

DSA_2925A

DSA_2929A

WEBHELP INVESTE 1,5 MILHÕES DE EUROS E CRIA 300 POSTOS DE TRABALHO EM BRAGA

Líder mundial na externalização de serviços de apoio ao cliente abre operação em Braga

A Webhelp, empresa líder mundial na externalização de serviços de apoio ao cliente, vai abrir operação na cidade de Braga este mês, com um investimento de cerca de 1,5 milhões de euros.

A multinacional francesa ambiciona terminar o ano de 2018 com 150 postos de trabalho criados, iniciando com uma equipa de 80 pessoas. A empresa prevê ainda aumentar para 300, o número de efetivos até ao final de 2019.

Para a abertura deste novo escritório, a Webhelp Portugal contou com o apoio da InvestBraga e da Câmara Municipal de Braga. “A Webhelp Portugal fica contente de abrir este seu novo centro de produção em Braga. O acolhimento que recebemos do Presidente da Câmara e da sua equipa tem sido fantástico. Este apoio permitiu-nos estabelecermo-nos com grande facilidade. A InvestBraga foi também uma grande ajuda e continua a sê-lo. Ficamos orgulhosos de poder participar no desenvolvimento económico de uma cidade tão dinâmica, propondo-nos a criação de 300 postos de trabalho em apenas dois anos. Tudo em linha com o nosso plano de desenvolvimento para Portugal, onde temos grandes ambições”, explica Benoist Voidie, diretor da Webhelp Braga.

Também a InvestBraga congratula o facto da Webhelp ter escolhido a cidade de Braga para abrir a sua nova operação. “Este investimento da Webhelp é mais uma prova de como Braga é uma cidade de excelência, com múltiplas valências e fatores de atratividade para captar o interesse de empresas multinacionais”, referiu Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga. O mesmo responsável adianta ainda: “Braga é um dos concelhos com melhor qualidade de vida, com uma população jovem e uma cultura de inovação. Temos talento e mão-de-obra qualificada e uma série de infraestruturas de conhecimento que são essenciais para as empresas conseguirem desenvolver os seus projetos”.

A Webhelp conta já com cerca de 1.000 colaboradores em Portugal e 35.000 a nível mundial. Para o lançamento, a Webhelp iniciou já diversos processos de recrutamento para as vagas existentes.

Segundo a Webhelp, a empresa e a cidade oferecem numerosas vantagens aos potenciais candidatos:

  • Pacote salarial competitivo
  • Horários adaptados à vida familiar
  • Uma formação contínua
  • Integração e colaboração forte com a comunidade de Braga
  • Parcerias ao nível da Responsabilidade Social
  • Infraestruturas modernas
  • Uma cafetaria/sala de refeições
  • Uma sala de jogos/descanso
  • A oportunidade de trabalhar numa cidade vibrante, em acelerado crescimento e capital europeia do desporto de 2018

Os novos colaboradores receberão uma formação completa, de forma a poderem responder da melhor forma às expectativas da empresa e dos seus clientes.

As candidaturas deverão ser enviadas por e-mail para o serviço de recrutamento em job.braga@pt.webhelp.com.

Sobre a Webhelp

A Webhelp é líder mundial de externalização de serviço cliente (BPO) especializada nas interacções entre as empresas e os seus clientes – para uma experiência convincente em todos os canais. Uma parte do portfólio de externalização da Webhelp é, por outro lado, os serviços no domínio do tratamento de pagamentos, a distribuição e o marketing.

Mais de 35.000 colaboradores em 28 países trabalham na melhoria permanente das relações do cliente, aplicando os conceitos omnidireccionais baseados na tecnologia e ajudando os mesmos a fazer crescer os seus resultados de forma sustentada. Marcas como a Shop Direct, Bouygues, Direct Energie, KPN, Vodafone, La Redoute, Michael Kors, Valentino depositam a sua confiança na Webhelp desde há vários anos e através de diferentes fronteiras geográficas.

Com a sua sede em Paris, a empresa aumentou as suas receitas em mais de 250% ao longo dos quatro últimos anos, ao investir nos seus colaboradores, no ambiente de trabalho e no desenvolvimento das suas capacidades analíticas e operacionais para propor uma solução de outsourcing transformativa que responde aos desafios de um mundo omnicanal. Desde Fevereiro de 2016, o fundo de investimento KKR detém uma participação na Webhelp. Para mais informações, visite o site www.webhelp.com.

Sobre a InvestBraga

A InvestBraga, a Agência para a Dinamização Económica de Braga, atua como o braço económico do município e tem como missão promover o desenvolvimento económico da região.

Através da atração de investimento e de empreendedores, e com a inovação como um dos seus fios condutores, a agência aposta na credibilização do município enquanto parceiro de negócio junto de investidores nacionais e internacionais. A InvestBraga assume como missão a de colocar Braga no mapa do investimento, do empreendedorismo e da inovação

VIEIRA DO MINHO COMBATE DESEMPREGO JOVEM

EMPREGO - Apresentação do Projeto ASA – Ave Social Angels

Foi apresentado ontem, dia 28 de março, o Projeto ASA – Ave Social Angels aos empreendedores e empresários do concelho. Este projeto tem como objetivo principal o combate ao desemprego jovem, criando, para esse efeito, comunidades, nas quais os empreendedores e empresários participam ativamente na construção de iniciativas facilitadores da empregabilidade jovem.

O Projeto ASA, será desenvolvido conjuntamente nos concelhos de Vieira do Minho e da Póvoa de Lanhoso. Em Vieira do Minho tem o apoio da Câmara Municipal e do projeto CLDS 3G – Vieira a Crescer.

O presidente do Município, António Cardoso Barbosa, esteve presente na sessão e sublinhou, a importância da participação ativa dos empresários e empreendedores Vieirenses neste projeto.

Se é um empreendedor ou empresário e quer fazer parte desta comunidade ou pretende mais informações sobre o seu funcionamento, envie um e-mail para vieiraacrescer.clds3g@gmail.com ou manifeste o seu interesse junto da Câmara Municipal de Vieira do Minho.

ARCOS DE VALDEVEZ CRIA EMPREGO

Novas Empresas e mais emprego nos Parques Empresariais de Arcos de Valdevez

A pensar na atratividade e desenvolvimento económico do concelho, a Câmara Municipal está a criar um Parque Empresarial na zona norte do concelho, em Álvora, o qual se junta aos já existentes em Paçô, Mogueiras e Padreiro.

pe_alvora

O Parque Empresarial está localizado a Norte do concelho, possuindo ligação à E.N 101, através da E.M. 505. O Parque Empresarial abrange uma área com cerca de 2,5 hectares, composto por 9 lotes, que têm, em média, 500 m2 de área, tendo o terreno sido cedido pela Junta de Freguesia de Álvora, em articulação com a Assembleia de Compartes de Álvora.

Este espaço permite a instalação e relocalização de empresas locais, de pequena e média dimensão, permitindo melhorar as condições de laboração e seu crescimento.

Este novo parque já atrai novos investidores, sendo prova disso as recentes afetações de 4 lotes a empresas do concelho. Desta feita, na última reunião do executivo a Câmara Municipal afetou um lote para transformação de granito, outro para reparação de automóveis, outro para torno mecânico, bem como afetou um outro com o objetivo de criar instalações de apoio para a Junta de Freguesia e criar espaços para sediar empresas na zona norte do concelho.

Com mais este projeto, a Câmara Municipal está a criar mais e melhores condições para instalar novas empresas, criar mais emprego e gerar mais rendimento em Arcos de Valdevez.

FAFE COMBATE DESEMPREGO JOVEM

Projecto ASA - Ave Social Angels vai combater o desemprego jovem em Fafe

Foi apresentado, na tarde de ontem, em Fafe, o Projecto ASA – Ave Social Angels, promovido pela Sol do Ave e o Município de Fafe, que procura o combate ao desemprego jovem. Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, considera “ser uma ferramenta importante para combater o desemprego jovem no concelho. Depois do sucesso da experiência piloto na Póvoa de Lanhoso, a Comunidade Intermunicipal do Ave entendeu que seria útil e interessante divulgar e alargar este projecto aos restantes municípios.

DSA_0566A

Este projecto está muito vocacionado para ajudar a resolver o problema do desemprego nos jovens, procurando estimular e apoiar a criação de pequenas empresas e do próprio negócio.

Esperamos que, aqui em Fafe, as empresas, os parceiros e a comunidade jovem se envolvam para criar oportunidades de negócio e o seu auto-emprego, o principal objectivo.”

DSA_0578A

O ASA - Ave Social Angels é uma iniciativa de Inovação e Empreendedorismo Social que visa o combate ao desemprego jovem, através da promoção da empregabilidade, do fomento de competências empreendedoras, do apoio à criação de micronegócios e de iniciativas de empreendedorismo social, com base num modeloactivo e inovador de comunidades empreendedoras locais, com intervenção nos oito concelhos do Ave (Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela).

Até Julho de 2019, o desafio passa pela mobilização e participação activa de múltiplos agentes do território na (co)construção de projectos facilitadores da empregabilidade jovem, confluindo as repetitivas missões, vocações, competências, interesses e vontades para a concretização deste desígnio.

Todos os interessados devem deslocar-se à Câmara Municipal de Fafe ou à Sol do Ave.

ND5_2736A

FAMALICÃO ESTÁ SOLIDÁRIO COM OS TRABALHADORES DA RICON

Câmara de Famalicão aprova voto de solidariedade com trabalhadores da Ricon e revela desenvolvimentos. Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, anunciou que bolsa de emprego está a crescer e que já há eventuais interessados nas instalações da empresa

O executivo municipal de Vila Nova de Famalicão aprovou, por unanimidade, um voto de solidariedade para com os trabalhadores da Ricon que viram os seus contratos de trabalho interrompidos na sequência do encerramento da empresa. Simultaneamente a autarquia famalicense expressou publicamente a gratidão e apreço às empresas famalicenses que“manifestaram de imediato e na sequência do anunciado despedimento coletivo”, disponibilidade para acolher parte desses trabalhadores. A proposta apresentada pelo Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, foi debatida e aprovada durante a reunião do executivo municipal desta quinta-feira.

Há muitas empresas de Famalicão a precisarem de costureiras

O documento surge na sequência dos desenvolvimentos da última semana com várias empresas a contactarem o programa de promoção económica da autarquia e de apoio à atividade empresarial, o Famalicão Made IN, manifestando a sua disponibilidade e necessidade no preenchimento de novos postos de trabalho.

Neste momento são já 400 os postos de trabalho disponibilizados por cerca de três dezenas de empresas famalicenses, mais de 70 por cento deles ligados ao sector têxtil. “É um sinal do reconhecimento por parte dos empresários de Vila Nova de Famalicão da qualidade e do valor dos recursos humanos que trabalhavam na Ricon e por outro lado sinal da pujança económica e indústria de Vila Nova de Famalicão no caso particular do sector têxtil que tem vindo a bater recordes atrás de recordes ao nível das exportações”.

Esta bolsa de empregos está já na posse o Centro de Emprego de Vila Nova de Famalicão que está a a gerir o processo do desemprego criado na sequência da declaração de insolência do grupo Ricon. Entretanto, o presidente da Câmara Municipal em declarações aos jornalistas no final da reunião de câmara adiantou que o município está a trabalhar também no sentido de valorizar a unidade industrial que fechou e a sua capacidade instalada, tendo adiantado que “já existem interessados numa eventual aquisição ou aluguer das instalações”.

Da proposta aprovada pela autarquia surge ainda uma recomendação ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para a “urgência na cobertura deste processo com o objetivo de assegurar todos os direitos aos trabalhadores despedidos.”

EMPRESA TÊXTIL GARANTE 100 POSTOS DE TRABALHO EM PÓVOA DE LANHOSO

Póvoa de Lanhoso recebe investimento que vai criar 100 postos de trabalho

A Póvoa de Lanhoso vai acolher mais um investimento com a instalação de uma empresa têxtil do grupo Valérius, que criará 100 postos de trabalho. Prevê-se que a mesma entre em laboração no final do próximo mês de março.

Presidente da CMPL visita instalacoes nova empresa (1)

“Esta é uma boa notícia para o concelho. A Póvoa de Lanhoso atravessa um momento muito positivo com a instalação de novas empresas e com a criação de emprego que vem minimizar problemas sociais”, refere o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso Avelino Silva.

O Presidente da Câmara Municipal está a acompanhar de perto o processo, no âmbito do apoio que a Autarquia concede habitualmente às empresas que se pretendem instalar na Póvoa de Lanhoso. Avelino Silva visitou as instalações, que estão em obras, na freguesia da Póvoa de Lanhoso. 

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso está ainda a colaborar no âmbito do processo de seleção e recrutamento bem como na resolução de problemas ao nível do estacionamento. “A Autarquia só pode ter uma postura de colaboração, sendo parceira destes investidores na resolução de situações que seja necessário ultrapassar. Estamos convencidos de que a política de incentivos fiscais do município, o trabalho que fizemos na classificação do concelho como de baixa densidade bem como todo o trabalho realizado pelo Gabinete de Promoção do Desenvolvimento Económico do município têm sido fatores importantes para crescermos do ponto de vista económico”, acrescenta o Presidente da Câmara Municipal.

As candidaturas, nas áreas da costura e embalagem, devem ser entregues no Gabinete de Inserção Profissional da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, localizado nas instalações de Banco de Voluntariado (junto ao Pavilhão 25 de Abril), na Vila da Póvoa de Lanhoso.

Com sede em Barcelos, o grupo têxtil Valérius investe agora na Póvoa de Lanhoso.

Presidente da CMPL visita instalacoes nova empresa (2)

FAMALICÃO: JÁ EXISTEM 350 EMPREGOS PARA OS TRABALHADORES DA RICON

Disponibilidades de emprego manifestadas à Câmara Municipal de Famalicão por mais de duas dezenas de empresas

A Câmara de Vila Nova de Famalicão tem uma bolsa de disponibilidade imediata de 350 empregos para os trabalhadores da Ricon, manifestada à autarquia por cerca de duas dezenas de empresas famalicenses, grande parte delas do sector têxtil.

A Riopele está a contratar

Só a Coindu, empresa de capital alemão instalada na Vila de Joane direcionada para a produção de componentes têxteis para a indústria automóvel, tem abertas as portas para  a contratação de 100 costureiras. A Riopele é outro exemplo de uma empresa a necessitar de mão de obra do sector com 58 empregos disponíveis. Já a Malhinter e a Scoop precisam no conjunto de preencher 35 novos postos de trabalho para a sua confeção. Mas há também exemplos de empresas de outros setores com necessidades ao nível dos recursos humanos que podem vir a absorver algumas das pessoas que se viram confrontadas com o desemprego na sequência do encerramento da Ricon. É o exemplo da Primor, empresa do ramo agroalimentar, que deu conhecimento à Câmara Municipal da necessidade de preenchimento de 46 novos postos de trabalho, 40 dos quais indiferenciados.

Esta verdadeira “chuva de empregos” começou a chegar à Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão logo a seguir às notícias que davam conta do encerramento da Ricon e na sequência do anúncio da abertura de uma linha de apoio destinada aos trabalhadores desta empresa por parte da Câmara Municipal. “Fomos contactados por um conjunto de empresários famalicenses que nos manifestaram as disponibilidades que têm ao nível de recursos humanos e fomos também ao encontro de outros onde suspeitávamos da existência de necessidades a este nível”, assinala o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, explicando que o processo não está encerrado e que “é muito provável que nos próximos dias esta bolsa de disponibilidades de emprego cresça ainda mais”.

A Câmara Municipal vai agora fazer chegar ao Centro de Emprego de Vila Nova de Famalicão a informação que dispõe de forma a que seja acionada a ligação entre estas empresas e os funcionários da Ricon para a sua eventual contratação.

Para além da bolsa de empregos que naturalmente surgiu na sequência das diligências efetuadas pela Câmara Municipal, a autarquia está a prestar apoio aos funcionários da Ricon ao nível do atendimento social, com encaminhamento das situações de eventual carência económica para os apoios e programas disponíveis a esse nível no território, ao nível do apoio psicológico e ao nível do apoio à reconversão profissional dos trabalhadores, através do encaminhamento para o programa Qualifica onde os trabalhadores podem adquirir novas competências para a sua inserção noutros setores profissionais ou para o relançamento das suas carreiras profissionais.

Recorde-se que nos últimos anos o município de Vila Nova de Famalicão, através do desenvolvimento do programa Famalicão Made IN, estreitou de forma reconhecidamente muito significativa os laços de cumplicidade e de cooperação entre a autarquia, as empresas e as instituições do concelho, a que não é seguramente alheia esta fluidez de informação e de cooperação que se está a assistir no concelho na sequência do encerramento da Ricon.

A Coindu tem uma centena de novos postos de trabalho para preencher

NÚMERO DE DESEMPREGADOS NO CONCELHO DE CAMINHA DIMINUIU 18,2% NO ÚLTIMO ANO

2017 fecha com o número desempregados mais baixo dos últimos 9 anos

De acordo com os números avançados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que podem ser consultados no seu site, o concelho de Caminha contabilizou 493 desempregados em dezembro de 2017, o número mais baixo registado desde o ano de 2008. Estes valores significam que o número de desempregados diminuiu 18,2% no último ano, com menos 110 inscritos, e que nos últimos 4 anos o número sofreu um decréscimo de 51%. Os desempregados do concelho de Caminha são, agora, menos de metade do que aqueles que foram registados no final de 2013 (menos 514 inscritos).

Para opresidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves: “a diminuição gradual do número de desempregados no concelho de Caminha é uma notícia boa que se deve ao trabalho conjunto dos cidadãos, das empresas, do Governo e da autarquia. Um dos motores da economia nacional é o turismo e, sendo esta a indústria mais importante do concelho, e tendo em conta as constantes subidas do número de turistas na nossa terra, é natural que haja criação de emprego e que os indicadores confirmem a realidade”. Miguel Alves não esquece que “a política económica do Governo e o excelente trabalho que o Alto Minho vem fazendo na captação de empresas e investimento público e privado, são fatores a ter em conta nestes números extraordinários. De todo o modo, é preciso lembrar que ainda há muitos concidadãos que procuram trabalhar e que esperam por uma oportunidade. O nosso trabalho é fomentar essas oportunidades e continuar a fazer o que é preciso para incrementar a dinâmica do concelho, o aparecimento de novas empresas e o reforço de uma marca como a do concelho de Caminha, como um espaço de qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e atividade cívica e cultural”.

PÓVOA DE LANHOSO COMBATE O DESEMPREGO

Projeto ASA - Ave Social Angels vai combater o desemprego jovem

Já foi apresentado publicamente projeto ASA - Ave Social Angels, que consiste numa iniciativa de Inovação e Empreendedorismo Social e que visa o combate ao desemprego jovem, através da promoção da empregabilidade, do fomento de competências empreendedoras e do apoio à criação de micronegócios.

Apresentacao ASA 1

A apresentação contou com a Administradora da Sol do Ave, Mafalda Cabral. A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso esteve representada nesta sessão pela Vereadora do Desenvolvimento Económico, Gabriela Fonseca.

Até julho de 2019, o desafio passa pela mobilização e participação ativa de múltiplos agentes do território na (co)construção de projetos facilitadores da empregabilidade jovem, confluindo as respetivas missões, vocações, competências, interesses e vontades para a concretização deste desígnio.

Este projeto será promovido pela Sol do Ave, com o apoio da Comunidade Intermunicipal do Ave, enquanto investidor social, através do instrumento de financiamento Parcerias para o Impacto geridos pela Portugal Inovação Social.

O desenvolvimento e a operacionalização deste projeto tem por base um modelo ativo e inovador de comunidades empreendedoras, uma vez que a sua origem está no município da Póvoa de Lanhoso através do Projeto Social Angels – Comunidade Empreendedora, que decorreu entre outubro de 2014 e março de 2016, através do Programa Cidadania Ativa da Fundação Gulbenkian e de uma parceria entre a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e a Sol do Ave, tendo sido identificado como uma boa prática a replicar pelos restantes municípios do Ave.

Esta apresentação decorreu no Centro Interpretativo Maria da Fonte, na Póvoa de Lanhoso, na tarde de 8 de janeiro. 

Apresentacao ASA 2

ARCOS DE VALDEVEZ COMBATE O DESEMPREGO

Arcos de Valdevez é o concelho com maior redução do desemprego no Alto Minho

A redução do desemprego registado em Outubro no concelho de Arcos de Valdevez foi de 40,46 %, comparando com outubro de 2016.

Arcos_Valdevez2

O município tem 540 inscritos no Centro de Emprego, menos 367 que os 907 que existiam em outubro de 2016.

Essa descida duplica a média da região Minho e representa a maior redução do desemprego.

Segundo o Instituto do Emprego e Formação Profissional, no Alto Minho, a redução de 2560 desempregados entre outubro de 2016 e outubro de 2017 traduz uma descida de 28,27 %.

Esta é uma boa notícia para o concelho que vê refletido nos números os esforços que o Municipio tem feito para promover o empreendedorismo, desenvolvimento e atração empresarial.

 O investimento por parte do Município nos parques empresariais, nas iniciativas de dinamização do turismo e do comércio e na agricultura são o reflexo disso. Estas medidas são implementadas para tentar criar e atrair mais empresas, gerando mais emprego, promovendo o rendimento e o desenvolvimento, de forma a melhorar a qualidade de vida dos seus munícipes.

O desenvolvimento empresarial no meio rural também tem sido objeto de atuação por parte do Município, no sentido de estimular o empreendedorismo e criação do autoemprego em meio rural

Por outro lado, o Turismo também tem contribuído muito para esta dinamização e diminuição do desemprego.

Com o fundo de financiamento local "ARCOSFINICIA", o Município visa dinamizar a atividade económica local, promovendo o aparecimento de novas iniciativas empresariais e apoiando a expansão de atividades já em desenvolvimento.

Estas são boas notícias para território já que com estes investimentos as empresas apoiadas irão ampliar a sua área de produção, produzir novos produtos inovadores e, consequentemente, fica a garantia de que existirá mais emprego.

A Câmara Municipal tenta sempre apoiar as empresas existentes e os novos projetos de forma a gerar mais riqueza e emprego no concelho.

FAMALICÃO QUER ATRAIR JOVENS EMIGRANTES QUALIFICADOS

Município assina protocolo com Associação Empresarial de Portugal para Regresso de uma Geração Preparada

O Município de Vila Nova de Famalicão vai colaborar com a Associação Empresarial de Portugal (AEP) para fazer regressar ao país, muito particularmente ao concelho famalicense, jovens qualificados que se viram obrigados a emigrar por questões profissionais. Os termos do protocolo “Empreender 2020 – Regresso de uma Geração Preparada” foram aprovados, por unanimidade, na última reunião do Executivo Municipal, fazendo de Vila Nova de Famalicão parte integrante e ativa no desenvolvimento deste projeto estruturante para o país, que conta com cofinanciamento FEDER -  Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do COMPETE 2020.

DSC_3313

Através deste acordo “a AEP vai identificar jovens que possam regressar ao país e o município de Vila Nova de Famalicão vai contribuir com informação sobre as suas dinâmicas e iniciativas de fomento empresarial e de empreendedorismo, e promover iniciativas geradoras de valor, criando  condições para que alguns desses jovens, famalicenses e não só, encontrem em Vila Nova de Famalicão espaço para o desenvolvimento dos seus projetos, tanto na perspetiva de investidores como através da sua eventual incursão no universo empresarial famalicense”, como explica Augusto Lima, vereador  da Economia, Empreendedorismo e Inovação do município.

A adesão de Vila Nova de Famalicão ao projeto Regresso de uma Geração Preparada enquadra-se na aposta estratégica do município para elevar os índices de incorporação de inovação e tecnologia no concelho, através da presença no território de recursos humanos mais qualificados e de projetos enquadrados na indústria 4.0.

“Considerando que Vila Nova de Famalicão é sede de empresas de referência nacional e internacional e que aqui existe um ADN empresarial afinado ao longo de muitas  gerações de empresários, temos condições únicas para continuarmos a ser espaço privilegiado para o desenvolvimento de novos e diferenciadores projetos empresariais, como aqueles que nos podem trazer os nossos jovens emigrantes”,refere o mesmo responsável autárquico.

O projeto Empreender 2020 e em especial a iniciativa Eleger o Seu Negócio 4.0 constituem um canal de aproximação entre os empresários emigrantes e outros investidores e os município. Pretendendo o município desenvolver a sua economia local através da captação de novos investimentos para o território e pretendendo apoiar os emigrantes da região procurando fixá-los, tudo se conjuga para a assinatura de um protocolo “virtuoso e proveitoso para o concelho e para o país”, acrescenta Augusto Lima.

Através do projeto Famalicão Made IN o Município de Vila Nova de Famalic...

CELORICO DE BASTO REALIZA MOSTRA EDUCATIVA E PROFISSIONAL

II Mostra Educativa e Profissional decorreu em Celorico de Basto

Decorreu em II Mostra Educativa e Profissional em Celorico de Basto, uma mostra que pretende “ajudar os jovens estudantes e desempregados a encontrar ofertas formativas e profissionais”.

_DSC9734

A cerimónia de abertura contou com todas as entidades que integram a Mostra Educativa e Profissional e com uma sessão explicativa direcionada a jovens desempregados facultada pela Alento e pela Randstad, empresas de recrutamento.

Uma Mostra promovida pela Câmara Municipal de Celorico de Basto em parceria com o CLDS 3G Geração Eco e o Agrupamento de Escolas.

“Durante o dia os jovens estudantes e os desempregados puderam visitar este certame e perceber, num contexto real quais as ofertas formativas e profissionais que podem estar no seu horizonte. É um espaço criado para dar resposta a muitas dúvidas que muitos jovens sentem em altura de transição” disse Carlos Peixoto, Vereador da Edução na abertura da Mostra.

_DSC9765

Também o diretor do Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto, Ernesto Mesquita, salientou a importância desta atividade na escola. “Apesar de sabermos que a informação está disseminada pelas várias plataformas digitais temos a perceção clara que há muita informação, muitas vezes tida como irrelevante, que pode fazer a diferença e despertar o interesse para a percurso formativo e/ou profissional a seguir. Quanto mais dermos aos nossos alunos mais hipóteses terão de facto, de seguir o percurso que ambicionam”.

Durante cerca de 1 hora a Alento e a Randstad apresentaram a metodologia de trabalho e o que os move quando se fala em recrutamento e gestão de carreiras. A Alento procura ser uma empresa abrangente que procura ir para além do recrutamento, apoiando-se na formação na área do desenvolvimento pessoal, na seleção e na gestão de carreira, “4 vértices que se interligam e estão na génese deste projeto” como referiu Nuno Ferreira, formador da Alento.

_DSC9767

Também Manuel Maria Afonso, Coordenador do Programa CLDS 3G Geração Eco, salientou a importância destas empresas numa mostra que procura ser cada vez mais atrativa e multidisciplinar. “Apostamos sempre e de forma continua em dar aos jovens hipóteses cada vez mais consistentes de serem profissionais e estudantes de sucesso. Nesse sentido, procuramos trazer à Mostra ofertas formativas e profissionais diferentes e também a oportunidade de conhecerem empresas de recrutamento que existem no mercado e que são muitas vezes uma opção de emprego. O mais importante é conhecer as opções para assim,. Poder escolher e orientar-se” referiu.

Na mostra educativa esteve a Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto, o Agrupamento de Escolas com o Centro Qualifica e a divulgação dos cursos Profissionais de Técnico de Restaurante/bar, a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, a Universidade do Minho, Universidade de Aveiro, a Força Aérea, o Exército, a Marinha, a GNR, a Academia de Design do Calçado-CFPIC, a Cenfim – Centro Profissional de Indústria Metalúrgica e Metalomecânica, a Escola Superior do Turismo, o IPDJ, a Alento e a Randstad.

_DSC9784

_DSC9793

_DSC9797

BRAGA APOSTA EM EMPREGO DE QUALIDADE

Emprego de qualidade representa ´enorme mais-valia´ económica e social para o território. Apresentação do projecto GEMCAT - Criação de Emprego de Qualidade Transfronteiriço

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou hoje, dia 27 de Outubro, na sessão pública de apresentação do projecto "GEMCAT - Criação de Emprego de Qualidade Transfronteiriço", que decorreu na Escola Superior Ciências Empresariais, em Valença do Minho.

CMB27102017SERGIOFREITAS0000009420

O Projecto GEMCAT apresenta como principais desafios a melhoria da capacidade institucional das autoridades públicas e partes interessadas, tais como agentes sociais, a melhoria da eficiência das políticas públicas de estímulo à criação e manutenção de emprego de qualidade, bem como a construção de um marco de cooperação institucional entre Portugal e Espanha que resulte em melhorias tangíveis no mercado laboral transfronteiriço.

Segundo Ricardo Rio, o emprego de qualidade é ´elemento fundamental´ para conseguir atrair os melhores profissionais para o território e fixá-los. “Esse factor representa uma enormíssima mais-valia económica pela massa crítica que se cria e para conferir competitividade às empresas, que assim dispõem de recursos qualificados e capazes para o desenvolvimento da sua actividade”, afirmou, apontando, no plano social, a melhoria da qualidade de vida que representa para a população.

O Edil deixou ainda um apelo à existência de um compromisso social que faça com que esta questão não seja entendida numa lógica normativa e que conte com o envolvimento de todas a partes. “É essencial que se perceba a relevância da existência desse empego de qualidade e da adopção de práticas objectivas de responsabilidade social. Em Braga e nesta região temos muitos bons exemplos de empresas que adoptam práticas exemplares à escala global e é positivo que se estimule a partilha, sensibilização e mentoria para que cada vez mais empresas sigam esse exemplo”, garantiu, referindo que, no final do projecto, são as instituições e a população que vão sair a ganhar.

Por fim, o Autarca elencou como um dos grandes méritos deste projecto o facto de fomentar a colaboração entre diversas entidades. “Essa capacidade de estabelecer pontes é muito importante para o sucesso das iniciativas que desenvolvemos. Este quadro de cooperação permite a partilha de experiências e convergência de esforços no sentido de alcançar melhorias no mercado de trabalho transfronteiriço”, adiantou.

CMB27102017SERGIOFREITAS0000009423

ATELIERS DE PONTE DE LIMA RECRUTAM OPERADORES DE PRODUÇÃO

Último Dia do Emprego 2017 - dia de Portas Abertas para recrutar 50 Operadores de Produção nos Ateliers de Ponte de Lima. 26 de Outubro de 2017

Os Ateliers de Ponte de Lima estão a organizar um novo Dia do Emprego para acolher candidatos com interesse em trabalhar na nossa empresa como Operadores(as) de Produção. O evento irá decorrer no dia 26 de outubro, às 8h30, nas nossas instalações, que se situam na Rua das Valinhas, nº 438, em Calvelo, Ponte de Lima e é destinado a todos os candidatos interessados na área da produção.

Capturarpl

Os Ateliers de Ponte de Lima estão integrados num dos maiores Grupos Multinacionais de Produtos de Luxo, presente em mais de 60 países. O processo produtivo caracteriza-se por ser um processo manual e com poucos processos automatizados, exigente, orientado para o pormenor e com uma qualidade elevada.

Os Ateliers de Ponte de Lima apostam no desenvolvimento de competências dos seus colaboradores, proporcionando formação inicial e contínua, com possibilidade de desenvolvimento de carreira e participação em projetos transversais.

Iniciámos a atividade no dia 2 de fevereiro de 2011, contamos atualmente com mais de 450 colaboradores e temos como objetivo ultrapassar os 500 colaboradores.

Neste dia os participantes passarão pelo processo de recrutamento para Operadores(as) de Produção, que inclui entrevistas e testes, tudo concentrado num só dia. No final, saberão se serão contratados ou não.

Se estás interessado em trabalhar connosco, inscreve-te através do link:

https://pt.surveymonkey.com/r/TFVFRHZ

A inscrição é obrigatória e o número de vagas é limitado.

 “Se procuras emprego esta é uma excelente oportunidade para trabalhar numa empresa dinâmica, com futuro e que aposta nas pessoas”, disse o Diretor Geral Damien Verbrigghe

Para mais informação procure a página da ATEPELI - Ateliers de Ponte de Lima no Linkedin ou no Facebook.

BRAGA APOSTA NA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Qualifica IT arranca hoje e vai reconverter mais 75 licenciados desempregados

Começa hoje a 2.ª edição do programa Qualifica IT, que tem como objetivo formar e reconverter licenciados desempregados para o setor das TICE (Tecnologias da Informação, Comunicação e Eletrónica), facilitando a sua entrada no mercado de trabalho. Resultante de uma parceria entre a InvestBraga, a Universidade do Minho e o IEFP, a 1.ª edição do Qualifica IT garantiu uma elevada taxa de empregabilidade, entre os participantes que terminaram a formação. A 2.ª edição do programa arranca com 75 licenciados desempregados, que terão formação durante cerca de 30 semanas.

Lançado em julho de 2015, o Qualifica IT insere-se na estratégia integrada da InvestBraga para a captação de investimento na região de Braga e para a promoção do emprego qualificado. O programa tem como objetivo dotar licenciados desempregados das competências adequadas às necessidades das empresas da área de desenvolvimento de software, favorecendo a colocação nas empresas tecnológicas, existentes na região.

“Os excelentes resultados da 1.ª edição do programa, que contou com 100 participantes, justificam a continuidade deste projeto, que, por um lado, combate o desemprego, e, por outro, garante que existe mão-de-obra altamente qualificada, por forma a responder às necessidades de contratação das empresas locais do setor e atrair ainda mais empresas da área das tecnologias para Braga”, explicou Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, acrescentando que “é preciso talento para atrair investimento”

Carlos Oliveira destacou ainda que a reconversão de competências nesta área é de grande importância, por se tratar de “um setor com elevada taxa de empregabilidade e em que, muitas vezes, as empresas têm dificuldades em encontrar recursos humanos suficientemente especializados”.

À InvestBraga, à Universidade do Minho e ao IEFP juntam-se mais de 20 empresas presentes na região, como a Accenture, a Bosch Car Multimédia, o grupo dst, a WEDO Technologies e a Primavera BSS, entre outras, onde os formandos farão o estágio final de formação.

“Muitos dos formandos da edição anterior acabaram por ficar a trabalhar nas empresas onde realizaram o estágio. Contamos já com a participação de 20 empresas, mas estamos ainda a estabelecer protocolos com outras empresas que estejam igualmente interessadas em colaborar”, conclui o presidente da InvestBraga.

A sessão de abertura e de acolhimento aos novos alunos decorreu esta tarde, na Universidade do Minho, no Campus de Gualtar em Braga. Os 75 formandos terão agora pela frente 600 horas de formação (cerca de 30 semanas) na Universidade do Minho e 384 horas (cerca de 10 semanas) de formação prática em contexto de trabalho, nas instalações das empresas. Ao longo deste período, ficarão a conhecer as principais tecnologias e linguagens de programação, atualmente utilizadas nos vários tipos de aplicações, e aptos a iniciar uma nova carreira profissional.

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES RECRUTA TÉCNICOS PARA ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (AEC)

CANDIDATURAS ATÉ AO DIA 29 DE AGOSTO

Concurso de recrutamento de técnicos para AEC em Guimarães já abriu para o ano letivo 2017/18

Atividades de Enriquecimento Curricular destinam-se a diferentes áreas educativas. Prazo para apresentação de candidaturas termina na noite de terça-feira, 29 de agosto. 

A Câmara Municipal de Guimarães já procedeu à abertura do procedimento para o recrutamento de técnicos para a dinamização das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1º ciclo do ensino básico, nos agrupamentos de escolas da rede pública do concelho de Guimarães para o ano letivo 2017/2018, podendo ser apresentadas candidaturas até às 23h59 do dia 29 de agosto.

A abertura do procedimento para recrutamento de técnicos, em regime de contrato a termo resolutivo e tempo parcial, visa assegurar atividades nas áreas de Atividade Física e Desportiva, Artes Performativas (teatro e dança), Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Psicomotricidade, até 150 postos de trabalho.

As candidaturas são realizadas, obrigatoriamente, em formulário eletrónico, disponível através de uma ligação no endereço <www.cm-guimaraes.pt> (Início -> Recursos Humanos -> Procedimento concursal AEC 2017/2018), não sendo aceites as candidaturas apresentadas através de qualquer outro meio.

Os candidatos selecionados serão convocados, por correio eletrónico, para participarem numa reunião de distribuição de horários, que será agendada para uma data a partir do primeiro dia útil após a publicitação das listas unitárias de ordenação final na página eletrónica do Município.

O aviso de abertura do concurso, bem como os critérios e procedimentos de seleção, constam e podem ser encontrados no seguinte endereço da página web da Autarquia: http://www.cm-guimaraes.pt/pages/1261

PONTE DE LIMA POSSUI UMA TAXA DE DESEMPREGO DAS MAIS BAIXAS DE SEMPRE

De acordo com os dados da Segurança Social, em 2016 existem em Ponte de Lima, em termos efetivos e relativamente a 2013, mais 2.130 postos de trabalho.

De notar que a taxa de desemprego em julho de 2013 no concelho era de 13,15% sendo atualmente, de acordo com os últimos dados disponíveis, de apenas 5,81%, uma das mais baixas de sempre, isto de acordo com os dados oficiais do Instituto de Emprego.

A estratégia de desenvolvimento do concelho aposta no incremento dos vários sectores da atividade económica sendo concretizada através da promoção dos recursos endógenos, na valorização dos clusters existentes e na criação de um conjunto de benefícios e incentivos que promovam o investimento e empreendedorismo. Estas medidas associadas às excelentes condições físicas para o acolhimento empresarial e às ótimas acessibilidades do concelho, fizeram aumentar significativamente o número de empresas que apostam em Ponte de Lima para concretizar ou expandir os seus investimentos.

 Para além dos postos de trabalho já criados, prevê-se para 2017 e num conjunto de empresas já instaladas e outras em fase de instalação, maioritariamente localizadas no Pólo Industriais, um aumento de mais 820 novos postos de trabalho, dos quais 142 para técnicos altamente qualificados.

Os lotes dos Pólos Industriais da Gemieira e Queijada estão já todos comprometidos, 43 % dos lotes do Polo da Gemieira foram vendidos entre o ano de 2015 e 2017, sendo esta percentagem de 50% para os lotes vendidos no Pólo da Queijada para o mesmo período. Algumas das empresas já iniciaram a construção das respetivas unidades estando outras em fase de licenciamento dos respetivos processos, o próximo ano marcará o arranque das suas atividades.

SECTOR TÊXTIL CRIA POSTOS DE TRABALHO EM CELORICO DE BASTO

Mais 30 postos de trabalho no setor têxtil em Celorico de Basto

Dedal Alegre Indústria Têxtil é o nome da empresa do ramo têxtil que pretende fixar-se no Parque Empresarial de Basto, Polo 1, Zona Industrial de Crespos, com um investimento de 150 mil euros.

_DSC9495.jpg

Para a instalação desta empresa foi assinado, no dia 13 de julho, um protocolo entre a Câmara Municipal, a Qualidade de Basto e Dedal Alegre no âmbito do plano de Investimento privado onde fica estabelecido os apoios cedidos pelo Município e pela QB e as obrigações da empresa Dedal Alegre.

 “Estamos com um vigor incrível no setor industrial, mais uma empresa irá fixar-se em Celorico de Basto criando mais 30 postos de trabalho. De facto, os apoios existentes são uma mais-valia e são muito atrativos para os investidores que felizmente estão a perceber a importância de investir, de criar emprego, de criar riqueza, de fomentar o empreendedorismo apostando num concelho que está completamente recetivo a ajudá-los a fixar-se e a crescer” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

A empresa em questão pretende investir 150 mil euros e solicita vários apoios nomeadamente instalações com uma área de produção na ordem dos 450m2, potência elétrica na ordem dos 45 kva e formação específica dos colaboradores na área têxtil, apoios concedidos no âmbito do CCAME, Centro Concelhio de Apoio a Micro Empresas.

Concedidos estes apoios a Dedal Alegre deverá estar a laborar no prazo de 3 meses.

BRAGA REQUALIFICA LICENCIADOS DESEMPREGADOS

Qualifica IT vai reconverter mais 75 licenciados desempregados

Arrancam na próxima semana as inscrições para a 2.ª edição do programa Qualifica IT, que tem como objetivo formar e facilitar a entrada de licenciados desempregados no mercado de trabalho. Resultante de uma parceria entre a InvestBraga, a Universidade do Minho e o IEFP, a 1.ª edição do Qualifica IT garantiu uma taxa de 65% de empregabilidade, entre os participantes que terminaram a formação.

“O Qualifica IT tem como objetivo dotar licenciados desempregados das competências adequadas às necessidades das empresas da área de desenvolvimento de software, favorecendo a entrada no mercado de trabalho qualificado nas empresas tecnológicas, existentes na região”, explica Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga.

“Os excelentes resultados da 1.ª edição do programa, que contou com 100 participantes, justificam a continuidade deste projeto, que, por um lado, combate o desemprego, e, por outro, garante que existe mão-de-obra altamente qualificada, por forma a responder às necessidades de contratação das empresas do setor locais e atrair ainda mais empresas da área das tecnologias para a Braga”, acrescenta Carlos Oliveira.

O programa envolve ainda o tecido empresarial de Braga. À InvestBraga, à Universidade do Minho e ao IEFP juntam-se mais de 20 empresas presentes na região, entre as quais se destacam a Accenture, a Bosch Car Multimédia, o grupo dst e a Primavera BSS, onde os formandos farão o estágio final de formação.

“Muitos dos formandos da edição anterior acabaram por ficar a trabalhar nas empresas onde realizaram o estágio. Para já, contamos com a participação de 20 empresas, mas estamos ainda a estabelecer protocolos com outras empresas que estejam igualmente interessadas em colaborar”, conclui o presidente da InvestBraga.

Durante a próxima semana a InvestBraga, a UMinho e o IEFP irão realizar sessões de apresentação do programa Qualifica IT e sobre as condições para as candidaturas, aos desempregados licenciados inscritos nos centros de emprego que cumprem os requisitos de acesso. Estas sessões vão decorrer em Guimarães (no dia 3, às 11 horas, no auditório B1.10, no campus de Azurem da Universidade do Minho), em Barcelos (no dia 4, às 14 horas, na Junta de Freguesia de Arcozelo), em Famalicão (no dia 5, às 14 horas, na Escola D. Sancho I) e em Braga (no dia 7, às 9 horas e às 11 horas, no auditório A1, no campus de Gualtar da Universidade do Minho).