Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PARTIDO REPUBLICANO EVOLUCIONISTA PRETENDEU CANDIDATAR A DEPUTADO O DR. ALVES DOS SANTOS PELO CÍRCULO DE CABO VERDE EM 1915

mpr_apaja_cx_136_doc057_001_derivada (1).jpg

mpr_apaja_cx_136_doc057_002_derivada (1).jpg

Carta de Joaquim de Saint Maurice para o Presidente da Junta Central do Partido Republicano Evolucionista, António José de Almeida, comunicando recepção de telegrama informando da indigitação do candidato às eleições seguintes pelo círculo de Cabo Verde, Augusto Joaquim Alves dos Santos, professor da Universidade de Coimbra. Datada de 26 de Junho de 1915.

Recorde-se que o Dr. Alves dos Santos foi um ilustre limiano, nascido na Freguesia de Santa Maria da Cabração.

Fonte: Museu da Presidência da República

VIEIRA DO MINHO: VÂNIA CRUZ REUNIU COM JUNTA DE FREGUESIA DE CANTELÃES

cantelaes.png

Vânia Cruz, candidata a deputa pelo Partido Socialista, reuniu na passada terça-feira com o Presidente da Junta de Freguesia de Cantelães. A reunião serviu para conhecer melhor o trabalho que a Junta de Freguesia tem vindo a desenvolver e conhecer os seus anseios e preocupações.

A candidata comprometeu-se com o Sr. Presidente da Junta, caso seja eleita, a ser uma voz em defesa das causas de Vieira do Minho na Assembleia da República, honrando o concelho, o distrito e o país. Um Portugal Inteiro é fundamental para continuar a desenvolver o país e lutar por muito mais e muito melhor para o nosso concelho.

A candidata foi acompanhada pelo Presidente do PS de Vieira do Minho, Pedro Pires, e pelo vereador Filipe de Oliveira. O PS entende que estamos perante uma oportunidade única de termos um deputado de Vieira do Minho que pode vir a ajudar a desenvolver o concelho.

CDU APRESENTOU 25 MEDIDAS URGENTES QUE OS SEUS DEPUTADOS POR BRAGA LEVARÃO À ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

medidas_urgentes_3.jpg

A CDU realizou uma sessão de apresentação pública de 25 medidas urgentes que os seus deputados eleitos pelo Círculo de Braga levarão à Assembleia da República.

A mesa da acção foi composta por Sandra Cardoso, 1ª candidata, Torcato Ribeiro, Mandatário Regional, e João Baptista, candidato à AR.

Na apresentação da iniciativa, Torcato Ribeiro afirmou “O futuro do País não será alterado se não se alterar a relação de forças políticas e eleitorais, com uma significativa e reforçada votação no PCP e na CDU, em que estes assumam um novo protagonismo por via do reforço da sua votação e presença parlamentar. Que não haja qualquer dúvida ou hesitação! Essa é a alternativa que o povo tem nas suas mãos para romper com a continuidade das políticas de PS, ou de PSD e CDS, em que contaram com aqueles que são hoje dirigentes da IL e do Chega”.

Acrescentou “A eleição de deputados da CDU no distrito de Braga é determinante para envolver e responder à luta dos seus trabalhadores e das suas populações. Como mais uma vez ficou provado, a ausência do deputado CDU do distrito é profundamente negativa. Pelos problemas que não são levantados. Pelas medidas que não são propostas. Pela intervenção política que não se faz no momento certo”.

Sandra Cardoso afirmou que sendo eleita para a Assembleia da República será a voz da região no Parlamento. Referiu “Nos contactos realizados nas últimas semanas, nos encontros tidos com instituições, organizações, trabalhadores e população do distrito, apuramos um conjunto de questões que reclamam solução célere, cuja concretização dependerá da composição da próxima Assembleia da República e da eleição de deputados da CDU pelo Círculo de Braga”.

As 25 medidas urgentes para a região de Braga apresentadas pela CDU são:

  1. Nova Ala de cirurgia no Hospital de Braga
  2. Melhoria do Hospital de Vila Nova de Famalicão
  3. Novo hospital em Barcelos
  4. Desenvolvimento da rede de Centros de Saúde para resposta em termos de médicos e enfermeiros de família, reabrindo as unidades encerradas durante o COVID e que se mantiveram fechadas, como por exemplo em Esposende e V.N. Famalicão
  5. Ligação ferroviária directa entre Braga e Guimarães
  6. Concretizar um sistema de mobilidade público integrando o quadrilátero Braga - Guimarães - V.N. de Famalicão -Barcelos
  7. Concretizar a Intermodalidade tarifária
  8. Redução do preço dos passes sociais nos transportes públicos
  9. Conclusão do projecto Variante do Cávado
  10. Abolição das portagens na A28
  11. Construção do Nó da A11 em Vizela
  12. Requalificação e integração do Plano Rodoviário Nacional da VIM – Vizela/Joane
  13. Criação de uma rede pública de creches
  14. Construção de novas residências estudantis na Universidade do Minho e requalificação das actuais
  15. Realização de obras nas escolas que ainda não foram alvo de requalificação
  16. Promoção da inclusão e da igualdade de oportunidade para todas as crianças
  17. Criação de uma rede pública de apoio à 3ª idade
  18. Construção de nova habitação pública em articulação com os municípios
  19. Requalificar os bairros do IHRU e das autarquias
  20. A defesa do Parque Nacional Peneda-Gerês e do Parque Natural Litoral Norte, nomeadamente com a recuperação de uma Direcção própria, autónoma, para cada área protegida
  21. Despoluição e requalificação das margens do Rio Cávado, do Rio Ave e do Rio Vizela
  22. Defender os baldios e a agricultura familiar
  23. Construção da Barra de Esposende
  24. Revogação da caducidade da contratação colectiva e medidas que promovam o aumento dos salários em sectores expressivos na região, como o Têxtil, Calçado, Cutelarias, Comércio e Hotelaria
  25. Repor as freguesias extintas sempre que for essa a vontade da população

São questões de importância estratégica para a região que, pese embora sejam reconhecidas como necessárias, persistem por resolver.

Os eleitores do distrito de Braga sabem que podem contar com o compromisso e o empenho da CDU e dos seus deputados para defender os interesses da região. Para fazer avançar o distrito e o País no caminho do desenvolvimento económico e do progresso social. Na defesa e afirmação do regime democrático e dos valores de Abril.

medidas_urgentes_0.jpg

medidas_urgentes_1.jpg

medidas_urgentes_2.jpg

BRAGA: REPOSIÇÃO DE FREGUESIAS EXTINTAS É COMPROMISSO DA CDU

merelim_0.jpg

A CDU esteve em contacto com a população em Braga, na União de Freguesias de Merelim S. Paio, Panoias e Parada de Tibães. Na acção participaram Sandra Cardoso, 1ª candidata pelo Círculo de Braga, Vítor Rodrigues, Vereador da Câmara de Braga e candidato à AR, e Filipe Gomes, candidato à AR. Marcou também presença Carmindo Soares, presidente da Junta de Freguesia.

Durante a acção, Sandra Cardoso referiu que a CDU vai ao encontro da reivindicação das populações que aspiram à reposição da sua freguesia. Lembrando que o distrito de Braga é o distrito com mais pedidos de reposição de freguesias entregues na Assembleia da República, a candidata da CDU referiu que “o tempo que passou não apagou o forte sentimento de perda". 

"Há muitos problemas que persistem, problemas que foram criados quando o Governo PSD/CDS decidiu liquidar freguesias, ignorando as posições assumidas pelos órgãos autárquicos, agravando as desigualdades territoriais, que se mantiveram por responsabilidade do Governo PS" acrescentou.

A extinção de freguesias em geral não trouxe vantagens e os prejuízos foram imensos, criou problemas novos que não existiam, que se somam à imensidão de outros problemas que já afetavam as populações, e que contribuem para agravar as desigualdades territoriais. Traduziu-se num maior afastamento das populações do Poder Local Democrático, na diminuição da capacidade de resolução dos problemas e da representatividade dos interesses e aspirações das populações, no aprofundamento das assimetrias, na redução da participação popular e na redução de trabalhadores. As populações perderam identidade própria, a sua identidade histórica e cultural.

A próxima Assembleia da República vai apreciar os pedidos de reposição entregues até Dezembro passado, podendo o novo parlamento remover os obstáculos ao processo de reposição de freguesias existentes na lei actual.

A eleição de deputados da CDU pelo Círculo de Braga é a garantia que esta reivindicação das populações vai estar presente na próxima legislatura.

merelim_1.jpg

merelim_3.jpg

CDU REALIZOU ACÇÃO DE CAMPANHA NO CENTRO DE ESPOSENDE

esposende_1.jpg

Fazem falta deputados da CDU pelo Círculo de Braga – afirmou Manuel Carvoeiro

A CDU esteve em contacto com a população e os comerciantes no centro de Esposende.  Os candidatos Manuel Carvoeiro e Marco Silva acompanhados de activistas da CDU, mobilizaram para o voto na CDU nas próximas eleições.

Manuel Carvoeiro referiu que "O concelho de Esposende, assim como todo e distrito de Braga tem sentido bem as políticas de empobrecimento do governo do PS, demasiadas vezes acompanhado pelo PSD, IL e CH”.

Destacou que “Dia 10 de março, está nas nossas mãos mudar de política! Vamos eleger 230 deputados. 19 pelo Círculo eleitoral de Braga. Fazem falta na AR deputados com propostas concretas para a nossa região, que lutem por melhores condições de vida para todos! Que façam em Lisboa o que prometem por cá”.

Marco Pereira destacou que aqueles que se sentem justamente desiludidos com o estado a que chegámos, aos revoltados e aos que desejam mudanças, é na CDU e só na CDU que podem confiar.

Salientou o trabalho distintivo feito em legislaturas anteriores pelos deputados da CDU eleitos pela região e reiterou a importância de voltar a eleger.

esposende_2.jpg

CDU EM BARCELOS DENUNCIA INJUSTIÇAS E RECLAMA MEDIDAS PARA COMBATER CUSTO DE VIDA

barcelos_1 (2).jpg

A CDU esteve em contacto com a população e os comerciantes no Mercado de Barcelos. A delegação da CDU integrou Sandra Cardoso, 1ª candidata pelo Círculo de Braga, e Mário Cardoso, candidato à AR.

Sandra Cardoso afirmou que "está na hora de expressar o protesto contra os responsáveis pelo galopante aumento do custo de vida, contra o aumento dos preços de bens essenciais, contra os valores das taxas de juro do crédito à habitação".

A candidata referiu que "os responsáveis pelo empobrecimento dos trabalhadores e reformados, que tendo o seu salário no final do mês não conseguem fazer face a estes dramáticos aumentos, são todos aqueles que cujas políticas favorecem os grandes grupos económicos, que estão a fazer fortuna com as dificuldades que os portugueses hoje enfrentam diariamente", acrescentando que é "mais do que urgente e necessário o aumento dos salários, das pensões e das reformas".

Mário Figueiredo, candidato da CDU, destacou que a CDU pretende "dar voz ao protesto contra o aumento do custo de vida, e também contra os governantes que são incapazes de olhar para as dificuldades vividas pelo povo. A inércia e falta de vontade política de quem tem o poder de decisão estão a provocar tantas desigualdades sociais, que geram tanto sofrimento e agravadas injustiças sociais".

A CDU reiterou a defesa do aumentos salários, reformas e pensões, e o controlo de preços de bens e serviços essenciais, confrontando os interesses dos grandes grupos económicos e financeiros que continuam a acumular lucros obscenos.

A CDU é a força com quem a população da região de Braga pode contar em todas as circunstancias. Os últimos anos têm mostrado que fazem falta deputados da CDU eleitos pelo distrito. As próximas eleições são uma oportunidade para dar mais força à CDU.

barcelos_2 (2).jpg

barcelos_3 (2).jpg

barcelos_4 (1).jpg

SOCIALISTAS DO ALTO MINHO CONGRATULAM-SE COM PROMESSA DE A28 SEM PORTAGENS

O fim das portagens na A28, no Alto Minho, vai ser uma realidade caso o Partido Socialista venha a ser governo. A promessa foi avançada por Pedro Nuno Santos, acrescentando as portagens na A28 e na A13 ao anúncio anteriormente feito de eliminar as portagens em todas as ex-SCUT e Algarve.

No Encontro Nacional de Autarcas, em Coimbra, o líder do PS prometeu, caso venha a ser Primeiro-Ministro, discutir num dos primeiros conselhos de ministros a eliminação da portagem na A28, no trajeto que fica fora da Área Metropolitana do Porto. Aspeto que vem de encontro a um velho e legítimo anseio dos autarcas do Alto Minho, que há muito vinham reclamando por esta medida e em igualdade de circunstâncias com trajetos semelhantes em antigas autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT), como no interior do país, e Algarve.

“Foi necessário mais de uma década para recebermos o compromisso, claro e respetiva calendarização (decisão a tomar no primeiro futuro conselho de ministros), de um político para corrigir a maior injustiça para com o Alto Minho, mas, muito em particular, para o concelho de Viana do Castelo e da laboriosa gente do Neiva: a eliminação do Pórtico do Neiva na A28”, reconheceu Luís Nobre, autarca vianense, para quem “Pedro Nuno Santos, ao assumir este compromisso, demonstra aos vianenses que quando estamos na política, para além da verbalização retórica, podemos assumir de forma responsável a defesa dos interesses locais. A humildade de escutar os seus concidadãos e os representantes locais e, posteriormente, decidir, devem ser condição de quem tem a ambição de governar o nosso país”.

“Com a concretização desta medida, o território de Viana do Castelo será parte da construção de um Portugal Inteiro, onde a coesão territorial e social do nosso concelho, o desenvolvimento económico sustentável e humanizado cumprirão o maior desafio coletivo e do futuro, qualidade de vida para os Vianenses e um território de oportunidades para todos agentes económicos e empresas”, acrescentou o autarca de Viana do Castelo, perspetivando um futuro melhor para os seus concidadãos, tanto no plano económico como ao nível do ambiente: “nada menos relevante, melhoraremos a qualidade ambiental e as condições de mobilidade dentro do nosso concelho, bem como a poupança diária de dezenas de euros às famílias e empresas Vianenses.”

O fim das portagens na A28, no pórtico entre Esposende e Viana do Castelo, é uma reivindicação que vai de encontro aos muitos anseios das populações e empresários, num eixo viário fundamental para a economia da região, bem como uma ligação estruturante para a Euroregião Norte de Portugal-Galiza e pelo que tudo que representa no plano económico para o tecido empresarial de um e do outro lado da fronteira.

Vitor Paulo Pereira, Presidente da Federação do Partido Socialista, apenas disse que se trata de uma questão de justiça que “premeia o esforço daqueles que muito dão ao país, que muito exportam, mas ainda com muitas dificuldades sociais pelo que exige solidariedade e espírito de coesão”, concluiu. “

CDU-BRAGA AFIRMA QUE AUMENTO DOS SALÁRIOS É EMERGÊNCIA NACIONAL

Uma delegação da CDU com Sandra Cardoso, 1ª candidata à Assembleia da República, Carmo Cunha, candidata à Assembleia da República, e Belmiro Magalhães, da Comissão Política do Comité Central do PCP, foi recebida pela União dos Sindicatos de Braga / CGTP-IN.

cdu_usbraga.jpg

O encontro aconteceu poucos dias depois se ser conhecido que o distrito de Braga fechou o ano de 2023 com 27.206 desempregados inscritos no centro de emprego, mais 3.090 do que em 2022, de acordo com o mais recente relatório do IEFP. Trata-se de um aumento de cerca de 13% comparativamente com período homologo do ano anterior. Braga e Guimarães foram os concelhos que, em números absolutos, se registou o maior aumento de desempregados. Dados preocupantes, que ilustram o agravamento da situação social e económica resultante das políticas levadas a cabo pelo governo de maioria absoluta do PS.

Mesmo assim, estes dados não representam todo o universo de trabalhadores desempregados que, na estimativa da CGTP-IN, totalizam mais de 34000 no distrito.

Sandra Cardoso referiu que “Só nos primeiros seis meses de 2023, os 20 maiores grupos económicos acumularam 25 milhões de euros de lucro por dia, a que acresce os 1600 milhões de euros que o Orçamento do Estado inscreveu para benefícios fiscais”.

A candidata afirmou que “é obsceno que o governo do PS tenha optado por uma política de favorecimento ao grande capital em detrimento com as crescentes dificuldades sentidas pelos trabalhadores e suas famílias. Os dados da Segurança Social mostram que há 42,7% dos trabalhadores a ganhar até 800 euros”.

A delegação da CDU destacou que esta força política considera que o aumento dos salários é uma verdadeira emergência nacional, não para 2028 como outros dizem, mas imediatamente, considerando justa e necessária a reivindicação da CGTP-IN de aumento geral dos salários num mínimo de 15% e não inferior a 150 euros.

Outras dimensões das condições de trabalho foram abordadas como a urgência de um Plano Nacional de Combate à Precariedade, a redução do horário de trabalho para as 35h para todos os trabalhadores e medidas efectivas para combater a desregulação dos horários.

A delegação da CDU destacou que “deputados ao serviço do grande capital não faltam. Nas eleições temos a oportunidade de eleger representantes dos trabalhadores e do povo, elegendo deputados da CDU”.

BLOCO DE ESQUERDA ENTREGA LISTA DE CANDIDATOS PELO CÍRUCLO ELEITORAL DE VIANA DO CASTELO

Ontem, dia 25 de janeiro, o Bloco de Esquerda entregou a lista pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo. Uma lista paritária com 5 mulheres e 5 homens, com idades entre os 25 e os 71 anos, de diferentes áreas profissionais e provenientes de vários concelhos do distrito de Viana do Castelo.

O mandatário da lista é o Luís Louro, advogado, deputado municipal em Viana do Castelo, sempre dedicado ao associativismo, foi presidente da direção do Viana Natação Clube, é presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Clube Vianense, entre outras associações.

Imagem 25012023.jpeg

QUAL A RAZÃO DA EXISTÊNCIA DE CÍRCULOS ELEITORAIS DISTRITAIS QUANDO A CONSTITUIÇÃO ESTABELECE QUE “OS DEPUTADOS REPRESENTAM TODO O PAÍS E NÃO OS CÍRCULOS PELOS QUAIS SÃO ELEITOS”?

Os distritos deixaram de fazer parte da divisão administrativa do país e foram “apagados” da própria Constituição da República Portuguesa. Porém, continuam inexplicavelmente a definir geograficamente os círculos eleitorais.

O sistema de representação proporcional e o método da média mais alta de Hondt na conversão dos votos em número de mandatos favorece as coligações pré-eleitorais e distorce a representatividade popular, levando a que por vezes o número de deputados eleitos não corresponda ao número de votos obtidos nas urnas. E ainda a eleição de deputados por partidos que jamais se submeteram à vontade popular.

De acordo com o Artigo 152, alínea 2 (Representação política) da Constituição da República Portuguesa, “Os Deputados representam todo o país e não os círculos por que são eleitos”.

De acordo com a lei em vigor, os candidatos podem concorrer por qualquer círculo eleitoral independentemente do local onde se encontram recenseados, realidade pouco apreciada e que está na origem do termo depreciativo de “paraquedistas”, levando os eleitores a não se reverem no sistema democrático.

A fim de corrigir as distorções do método de Hondt, não seria mais adequado substituir os atuais circulos distritais por um círculo nacional único?

VIANA DO CASTELO: BLOCO DE ESQUERDA ENTREGA LISTA DE CANDIDATOS ÀS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

O Bloco de Esquerda vem por este meio informar que amanhã, dia 25 de janeiro, pelas 14 horas, no Tribunal de Viana, o Bloco de Esquerda entregará a sua lista, às legislativas de 10 de março, pelo circulo eleitoral de Viana do Castelo. 

A entrega da lista será entregue pela cabeça de lista Adriana Temporão e o mandatário da candidatura Luís Louro.

Adriana Temporão.jpg

SOCIALISTA VIEIRENSE VÂNIA CRUZ INTEGRA LISTA DE CANDIDATOS A DEPUTADOS PELO CÍRCULO ELEITORAL DE BRAGA

VaniaCruz_PS.jpeg

O Partido Socialista aprovou, ontem à noite, as suas listas de candidatos a deputados para as próximas eleições legislativas que contam com a presença da Vieirense Vânia Cruz, no 8º lugar, pelo círculo eleitoral de Braga.

O PS de Vieira do Minho felicita a camarada Vânia Cruz por ver reconhecido o seu trabalho e percurso político ao serviço dos ideais do PS. Indicada pela concelhia de Vieira do Minho e pela Estrutura Federativa das Mulheres Socialistas - Igualdade e Direitos, a que preside, Vânia Cruz surge num lugar com possibilidades reais de vir a ser eleita para a Assembleia da República. 

O PS de Vieira do Minho reconhece na camarada Vânia Cruz todas as competências pessoais, políticas e académicas para honrar o Partido,o concelho, o distrito e o país.

Recorde-se que Vânia Cruz é mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho, sendo diretora sénior da Mary Kay Portugal, fazendo a gestão de uma vasta equipa que conta com mais de cem elementos. Profissionalmente, é ainda formadora na empresa Escola de Formação Profissional e Consultoria Die Apfel e na Escola Profissional Profitecla.

Em termos políticos, é, desde 2021, líder do Grupo Municipal do PS na Assembleia Municipal de Vieira do Minho, sendo membro daquele órgão desde 2017. Esteve neste órgão também entre 2007 e 2009. Foi ainda Presidente da Assembleia de Freguesia de Anissó entre 2009 e 2013 e Presidente da Assembleia de Freguesia da União das Freguesias de Anissó e Soutelo entre 2013 e 2017.

Entre 2009 e 2013 desempenhou funções no gabinete de apoio à Presidência na Câmara Municipal de Vieira do Minho.

Em termos partidários, a camarada Vânia Cruz foi membro do secretariado concelhio da Juventude Socialista de Vieira do Minho entre 2001 e 2009, tendo presidido àquela estrutura entre 2009 e 2013. No Partido Socialista foi membro do secretariado concelhio do PS entre 2009 e 2017 e presidiu à concelhia de Vieira do Minho durante dois mandatos (entre 2018 e 2022). Entre 2018 e 2022 fez parte da Comissão Política Distrital de Braga e membro da Comissão Política Distrital das Mulheres Socialistas – Igualdade e Direitos entre 2018 e 2020.

CAMINHENSE MARINA GONÇALVES ENCABEÇA A LISTA DO PARTIDO SOCIALISTA PELO DISTRITO DE VIANA DO CASTELO NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS

i058259 (1).jpg

Marina Gonçalves nasceu em Caminha, em 1988.

Licenciada em Direito, em 2010, pela Faculdade de Direito da Universidade do Porto; Mestre em Direito Administrativo pela mesma Faculdade, em 2013. 

Exerceu a atividade de advocacia, primeiro como advogada-estagiária e depois como advogada, até novembro de 2015, momento em que iniciou funções como assessora do gabinete do Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. No período que antecedeu o início de funções na Secretaria de Estado, exerceu também funções como assessora do Grupo Parlamentar do Partido Socialista. 

Entre março de 2018 e outubro de 2019, desempenhou funções de Chefe do Gabinete, primeiro no Gabinete do Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares e depois no Gabinete do Ministro das Infraestruturas e da Habitação.

Desde 26 de outubro de 2019, desempenhou funções como deputada pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo, integrando, como efetiva, a Comissão de Trabalho e Segurança Social e a Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar à Atuação do Estado na Atribuição de Apoios na sequência dos incêndios de 2017 na zona do Pinhal Interior, e, como suplente, a Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação e a Comissão de Orçamento e Finanças. 

Foi também vice-presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista, onde acompanhou as áreas da habitação, do trabalho e da segurança social.

Foi Secretária de Estado da Habitação do XXII Governo Constitucional.

Fonte: Portal do Governo