Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CONFEITARIA EM PALMELA ADOÇA A TRADIÇÃO VIANENSE

A Confeitaria S.Julião está localizada em Palmela e a sua filosofia baseia-se numa forte aposta na qualidade, inovação e promoção da doçaria regional. Uma das suas especialidades é a fogaça de Palmela em forma de coração de Viana. Mas, o coração de Viana – obra-prima da nossa ourivesaria tradicional – adquire outras formas graças à arte dos mestres confeiteiros palmelenses que lhes conferem um paladar doce e único.

286927588_10218298289843403_7952283790265741983_n.jpg

286392650_10218295722979233_5507625661384598728_n.jpg

Fogaça de Palmela em forma de coração de Viana

DONA PATERNA LANÇA BOMBONS COM ALVARINHO PARA CELEBRAR O REGRESSO DA FESTA DO ALVARINHO E DO FUMEIRO DE MELGAÇO

O certame acontece este fim de semana: dias 22, 23 e 24 de abril

Depois do sucesso dos ovos de chocolate da Páscoa o produtor de alvarinho Dona Paterna volta a inovar e a combinar sabor e tradição, desta vez para celebrar a Festa do Alvarinho e do Fumeiro, que arranca amanhã, 22 de abril, e acontece até domingo, 24 de abril, em Melgaço. A Dona Paterna marca presença no evento e convida os visitantes a passarem no seu stand para provarem os vinhos e os espumantes Dona Paterna, mas também os bombons de alvarinho, produzidos especialmente para a Festa, evento que será mais especial, já que esteve dois anos impedido de ser celebrado no formato in loco, devido à pandemia COVID-19.

novo-logo.png

«Queremos receber os visitantes, ansiosos, como todos nós, pelo regresso à normalidade da Festa do Alvarinho e do Fumeiro, com um miminho especial e que, de certa forma, divulga o nosso território e os produtos que temos. A junção do chocolate com vinho funciona perfeitamente e a nossa marca, em parceria com uma produtora de doces de Melgaço, Elisangela Castro, tem vindo a apostar em novas opções de sabores para que estes sejam mais um motivo para que visitem a nossa terra e mesmo para divulgação do território.», refere o produtor de alvarinho, Carlos Alberto Codesso.

A novidade gastronómica nasce das mãos de Elisangela Castro, da pastelaria melgacense Sabor do Céu. «Criei bombons com creme de limão aromatizados com o Alvarinho Dona Paterna. O resultado é fantástico: um equilíbrio perfeito entre o doce e o azedo e com um sabor a alvarinho.», sustenta Elisangela Castro. 

O produto estará também à venda na pastelaria da produtora, a Sabor do Céu, em Melgaço (contactos: Rua Dr. Augusto César Esteves - Melgaço, tlf +351 934 352 915) e integrará ainda a ementa do restaurante Tasquinha da Portela (Portela, Paderne, 4960-263 Melgaço), uma das referências do concelho de Melgaço e que tem também apostado em opções gastronómicas com ligação ao território e às suas tradições. «Queremos criar sinergias com os produtores locais. É certo que o vinho alvarinho é um dos maiores ex-libris de Melgaço, da região, mas as pessoas gostam e devem ter outras sugestões e aqui temos excelentes produtos, não só gastronómicos, como de turismo, desporto, natureza... No final, todos saímos a ganhar, porque se o nosso território ganha, nós também.», realça Carlos Codesso.

ALVARINHO DONA PATERNA 2021

O vinho Alvarinho Dona Paterna é um clássico. Um néctar cheio de delicadeza, frescura e mineralidade, com fruta branca delicada, citrinos, tons salinos e flores.

Ideal como aperitivo ou para acompanhar mariscos, pratos de peixe ou pratos de carnes de aves. Deve ser bebido entre 10-11ºC.

DONA PATERNA APRESENTA-SE NA FESTA COM A NOVA IMAGEM E TEM BRINDES PARA QUEM VISITAR O STAND

Este será também o primeiro evento em que a marca Dona Paterna se apresentará com a nova imagem: em fevereiro de 2022 a Dona Paterna passou por um processo de rebranding, apresentando agora um novo logótipo e uma nova identidade visual. Assim, para que o consumidor interiorize a nova identidade, serão oferecidos brindes durante a Festa do Alvarinho e do Fumeiro.

A NOVA IDENTIDADE

A aposta recaiu numa imagem renovada, moderna, leve, e forte, como forma de acompanhar e dar resposta às necessidades do público, mas também do setor, cada vez mais exigente e competitivo. O “brasão” que acompanhava a marca desde o nascimento, em 1990, «nunca será esquecido, porque é preciso honrar a história e a relação que foi criada com o nosso público ao longo destes cerca de 30 anos.», refere o produtor, Carlos Alberto Codesso.

O conceito surgiu pelo prazer de abrir uma garrafa de vinho alvarinho e o poder saborear com familiares e amigos em momentos de confraternização, de alegria e de amizade, privilegiando o foco na elegância, representada pela qualidade dos seus vinhos; na tradição histórica, recordando o mosteiro que deu origem ao nome; e o cuidado e requinte, que a marca tem no tratamento das uvas e em todo o processo que leva o vinho até a mesa do consumidor.

A nova imagem foi pensada com base na junção das letras “D” e “P”, as iniciais do nome Dona Paterna, resultando num monograma. A espiral em torno desse monograma simboliza o ato de abrir uma garrafa de vinho alvarinho, revelando e valorizando o movimento e a harmonia. «Transmite modernidade, mas mantém a nossa história e valores.», refere Carlos Alberto Codesso, contando que esta imagem teve ainda por base «a aposta em novos produtos, a médio-longo prazo».

bombons-alvarinho-dona-paterna-melgaco.jpg

VIANA DO CASTELO: TORTA DE VIANA, MONTE DE SANTA LUZIA E FILIGRANA CONQUISTAM PRÉMIOS CINCO ESTRELAS

No concelho de Viana do Castelo, a Torta de Viana, o Monte de Santa Luzia e a Filigrana acabam de conquistar os Prémios Cinco Estrelas – Regiões de 2022.

premios 5 estrelas.jpeg

A Torta de Viana, recentemente certificada, foi vencedora na categoria Doçaria Regional. Este doce tradicional à base de creme de ovo, farinha e açúcar, é certificada a nível nacional como sendo original de Viana do Castelo. A receita terá nascido no Convento de Santa Ana de Viana do Castelo, em 1505, sendo que as primeiras freiras eram Clarissas e teriam vindo do Mosteiro de Vila do Conde. Era um doce importante, apenas preparado para ocasiões especiais, também conhecido com Torta Real.

Em 2021, o Município garantiu a certificação da “Torta de Viana”, num processo que teve como objetivos preservar e promover este doce e a receita deste produto tradicional vianense.

O Monte de Santa Luzia foi vencedor na Reservas / Paisagens / Barragens. É no alto deste Monte que emoldura Viana do Castelo que se ergue o Templo-Monumento de Santa Luzia, dedicado ao Sagrado Coração de Jesus.  O Templo é um verdadeiro postal da cidade e do país, assumindo-se como um dos monumentos mais emblemáticos de Viana do Castelo. É uma obra de 1898, de um dos arquitetos de maior projeção nacional e internacional à época, Miguel Ventura Terra, e um excelente exemplar da arquitetura revivalista.

Vencedora na categoria Artesanato, a Filigrana é um dos maiores símbolos vianenses. Não sendo produzida em Viana do Castelo, é nesta cidade e em todo o concelho que esta arte encontra a sua maior montra. Durante a Romaria d’Agonia, o ouro sai à rua, a ornamentar o colorido do traje e a chieira vianense.

Atualmente, a filigrana pode ser encontrada em todo o país, mas é na região Norte, mais concretamente em Viana, que encontra o seu apogeu, sendo utilizada pelas mulheres trajadas à vianesa e pelos grupos folclóricos.

Os Prémios Cinco Estrelas 2022 refletem o reconhecimento dos portugueses às marcas, produtos, serviços, personalidades ou órgãos de comunicação social que consideraram destacar-se pela excelência nos nove meses anteriores. O elevado nível de exigência e rigor da metodologia Cinco Estrelas destacou 132 marcas, mais sete do que no ano passado, a que acrescem as 15 personalidades e 14 órgãos de comunicação social, entre as 1035 candidaturas de produtos e serviços analisados.

Nesta 8ª edição, foram cerca de 320 mil consumidores que durante nove meses, avaliaram e testaram 1035 marcas.

EM MELGAÇO HÁ UM OVO DA PÁSCOA COM AGUARDENTE DE ALVARINHO

Uma harmonização da marca de vinhos Dona Paterna e a pastelaria Sabor do Céu

Se pensa que os ovos de chocolate da Páscoa são apenas para os mais pequenos, desengane-se: em Melgaço, existe agora um ovo de chocolate com leite, brigadeiro e aguardente Alvarinho Dona Paterna. É a mais recente novidade da marca de vinhos melgacense, numa parceria com a pastelaria Sabor do Céu. A aposta foi arriscada, mas o resultado compensa: um produto que combina sabor e tradição.

ovomelg.jpg

É certo que a aguardente é uma bebida espirituosa que não agrada a todos, mas harmonizada com chocolate é uma proposta irresistível, pelo menos o aspeto incita à prova. «Achamos que era altura de fazer novas experiências e de desafiar o caráter dos nossos produtos e, juntamente com a Sabor do Céu, decidimos experimentar criar um ovo de chocolate, um doce muito solicitado nesta altura da Páscoa, mas quase sempre associado aos mais novos. Este é para os adultos.», conta o produtor de alvarinho, Carlos Alberto Codesso.

A iguaria foi confecionada por Elisangela Castro que, sendo natural do Brasil, quis trazer para Melgaço uma tradição da sua terra natal, o ovo de Páscoa com chocolate, bem requintado e recheado. «No Brasil o ovo de chocolate é um dos grandes símbolos da celebração da Páscoa. Toda a gente oferece ovos de chocolate. A Dona Paterna desafiou-me a criar um doce com alvarinho e eu achei que seria excelente trazer esta tradição para cá.», refere Elisangela.

Dona Paterna Bagaceira, chocolate de leite, brigadeiro e muito amor e dedicação, são os ingredientes desta deliciosa iguaria. O produto está à venda na pastelaria de Elisangela Castro, Sabor do Céu, em Melgaço, e os interessados devem fazer encomenda (contactos: Rua Dr. Augusto César Esteves - Melgaço, tlf +351 934 352 915).

DONA PATERNA BAGACEIRA

A Dona Paterna Bagaceira é obtida, exclusivamente, dos bagaços de uvas da casta Alvarinho, que estão na origem dos vinhos alvarinho Dona Paterna.

Após um cuidadoso processo de destilação tradicional, seguida de uma retificação adequada à qualidade do produto final, é apresentado uma aguardente bagaceira com carácter, riqueza e complexidade da casta Alvarinho que lhe deu origem.

NOVA IDENTIDADE DA MARCA DONA PATERNA

A marca Dona Paterna apresenta agora um novo logótipo e uma nova identidade visual. O conceito surge pelo prazer de abrir uma garrafa de vinho alvarinho e o poder saborear com familiares e amigos em momentos de confraternização, de alegria e de amizade.

A aposta recai numa imagem renovada, moderna, leve, e forte, como forma de acompanhar e dar resposta às necessidades do público, mas também do setor, cada vez mais exigente e competitivo. O “brasão” que acompanhava a marca desde o nascimento, em 1990, «nunca será esquecido, porque é preciso honrar a história e a relação que foi criada com o nosso público ao longo destes cerca de 30 anos. Com a nova realidade comunicacional, os logótipos devem responder também aos novos formatos digitais.», refere o produtor, Carlos Alberto Codesso.

O novo conceito privilegia o foco na elegância, representada pela qualidade dos seus vinhos; na tradição histórica, recordando o mosteiro que deu origem ao nome; e o cuidado e requinte, que a marca tem no tratamento das uvas e em todo o processo que leva o vinho até a mesa do consumidor.

A nova imagem foi pensada com base na junção das letras “D” e “P”, as iniciais do nome Dona Paterna, resultando num monograma. A espiral em torno desse monograma simboliza o ato de abrir uma garrafa de vinho alvarinho, revelando e valorizando o movimento e a harmonia. «Transmite modernidade, mas mantém a nossa história e valores.», refere Carlos Alberto Codesso, contando que esta imagem teve ainda por base «a aposta em novos produtos, a médio-longo prazo». 

Com este rebranding a marca iniciou a presença nos meios digitais: com website e redes sociais (facebooklinkedin e instagram).

VIANA DO CASTELO OFERECE “PÁSCOA DOCE” DE 9 A 18 DE ABRIL

Entre os dias 9 e 18 de abril, Viana do Castelo apresenta a programação “Páscoa Doce” como proposta para assinalar esta época de fé e de convívio. Durante este período, a Praça da República estará decorada com a temática da Páscoa e a cidade apresenta um Roteiro Doce que desafia vianenses e visitantes a provarem as iguarias das pastelarias locais.

pascoa 1.jpeg

O programa, organizado pela Câmara Municipal, Associação Empresarial de Viana do Castelo e Diocese de Viana do Castelo, visa dinamizar a cidade e o concelho neste período. O Vereador da Cultura na Câmara Municipal, Manuel Vitorino, afirma que o objetivo “não é replicar aquilo que se faz noutros lados, mas sim afirmar a nossa identidade numa quadra que é, apesar de tudo, festiva”.

“Tradicionalmente, no âmbito da vivência da fé das nossas populações, a Páscoa tem um tempo que a antecede mais pesaroso, de reflexão, mas é também um momento de alegria, de partilha e de convívio, o que é visível nas visitas do compasso pascal nas freguesias do nosso concelho, naquela que é a expressão do ressuscitar”, assegurou o responsável.

pascoa 2.jpeg

O Presidente da AEVC, Manuel Cunha Júnior, garante que o objetivo é também captar visitantes para o comércio tradicional, pelo que “foi pensado um Roteiro Doce pelas pastelarias e doçaria tradicional junto ao circuito de visitação do Roteiro Religioso pelas igrejas e capelas, que é já uma tradição de longa data em Viana do Castelo”.

“A Páscoa Doce tem a ver com esta divulgação do nosso comércio tradicional e da nossa doçaria. Temos um roteiro com 24 pastelarias e, no âmbito da certificação da Torta de Viana, teremos também uma ação promocional que acontece este sábado e irá contar com a presença dos 6 fabricantes certificados”, indicou Cunha Júnior.

O responsável da Paróquia de Santa Maria Maior, padre Armando Dias, assegurou que após dois anos de Páscoa muito condicionada pela pandemia, o regresso das celebrações tem uma importância acrescida. As paróquias vão seguir as recomendações da Conferência Episcopal e da Direção Geral da Saúde (DGS), pelo que quem irá acompanhar a cruz nos diferentes Compassos Pascais irá de máscara e não haverá beijo à cruz, “apenas haverá uma inclinação à cruz e a oração, pelo que não se demorará muito tempo em cada casa para se evitar os contactos”.

A iniciativa arranca este sábado, 9 de abril, às 10h00, com a Praça da República a receber a Feira e Workshop de Palmitos. Nessa tarde, às 16h00, no Jardim Público, junto à Estátua de Viana, é promovida a iniciativa “Venha à Torta de Viana”, para degustação do doce típico vianense que foi recentemente certificado. Logo depois, às 18h00, a Porta Mexia Galvão, a poucos metros da praça rainha, recebe um concerto da Orquestra com Spirito.

A 10 de abril, domingo, às 10h30, a Sé de Viana do Castelo acolhe a Missa da Paixão, com Bênção de Procissão de Ramos. Às 15h30, terá lugar o Sermão do Encontro, com a Oração de Vésperas e Procissão do Senhor dos Passos a acontecer pelo centro histórico.

Na quarta-feira, 13 de abril, às 21h00, a Igreja da Sagrada Família recebe um Concerto da Semana Santa, com o Coro Viana Vocale, Diogo Zão no órgão e Vítor Lima na direção.

Na Quinta-feira Santa, 14 de abril, às 19h00, a Sé de Viana do Castelo recebe a Missa Vespertina da Ceia do Senhor, com lava-pés, apresentação das ofertas para os pobres e Procissão do Santíssimo Sacramento.

Um dos pontos altos da Páscoa Doce é, na Quinta-feira Santa, entre as 20h00 e as 24h00, a Visita às Capelas, num roteiro religioso pelas igrejas e capelas da cidade. Serão 21 igrejas e capelas abertas ao culto, para esse momento: Sé de Viana do Castelo, Igreja da Misericórdia, Capela de N.ª Sr.ª do Resgate (Rua da Bandeira), Igreja de N.ª Sr.ª da Caridade, Igreja de São Francisco (Ordem Terceira), Capela da Casa da Carreira (Câmara Municipal), Capela das Almas, Igreja do Seminário do Carmo, Igreja Paroquial de N.ª Sr.ª de Fátima, Igreja da Sagrada Família, Capela de St.ª Rita (junto ao Colégio do Minho), Capela de N.ª Sr.ª d’Agonia, Capela de S. Roque (junto à da Sr.ª d’Agonia), Capela do Carmelo de St.ª Teresinha, Capela do Seminário Diocesano, Capela de N.ª Sr.ª das Candeias (Largo Vasco da Gama), Capela de Santa Catarina e Igreja Paroquial de Monserrate, Capela de N.ª Sr.ª da Conceição da Rocha (junto à Sr.ª d’Agonia), Santuário do Sagrado Coração de Jesus-Santa Luzia e Capela do Hospital de Santa Luzia.

Nessa noite de 14 de abril, às 21h30, a Igreja da Misericórdia recebe um Concerto de Páscoa pelo Coral Polifónico de Viana do Castelo.

Dias 15 e 16 de abril, acontecem Feirões da Páscoa na Praça da República, a partir das 10h00, com feira de doces típicos desta festividade religiosa e a participação de grupos folclóricos.

Na sexta-feira santa, às 21h00, acontece ainda a Via-Sacra, pelas principais ruas do centro histórico.

No Sábado de Aleluia, 16 de abril, às 11h00, a Porta Mexia Galvão é palco de uma atuação da Big Band da Associação Musical – Zepam.

A programação inclui ainda a Queima do Judas, a 16 de abril, às 12h00, em Monserrate e, às 23h00, no Largo das Neves. No dia de Páscoa, 17 de abril, às 9h00, a Câmara Municipal de Viana do Castelo recebe o compasso pascal.

A programação encerra segunda-feira, dia 18, a partir das 12h30, com o Largo das Neves a receber a grandiosa Páscoa a Três, com cerimónias e momentos de convívio. A “Páscoa a Três” é um conjunto de iniciativas que se desenvolve no período pascal nas comunidades que brindam na Mesa dos Três Abades – Barroselas, Mujães e Vila de Punhe. A programação conjuga a fé com a tradição e o profano, integrando o “Encontro das Cruzes, o “Brinde na Mesa dos Três Abades” e o “Hastear da Bandeira”.

Mapa_Roteiro Religioso.jpg

Mapa_Roteiro Doce_V2.jpg

CMVC_PASCOA_DOCE_2022.jpg

PONTE DA BARCA VOLTA A CONFECIONAR O “MAIOR BOLO DE MEL DE PORTUGAL”

Venda do bolo reverte a favor das vitimas da Ucrânia

É no próximo domingo, 3 de abril, pelas 14h30, na rua principal da vila barquense, que três pastelarias de Ponte da Barca (Caracas, Doce Lima e Liz.) voltam a apresentar o Maior Bolo de Mel de Portugal, doce este que integrou o concurso “Sete Maravilhas doces de Portugal” promovido pela RTP1.

bolopbarcamel.png

Esta já é a sexta vez que o Município de Ponte da Barca promove este evento, que como salienta o Presidente da Câmara, Augusto Marinho, “pretende valorizar os ingredientes mais tradicionais do concelho como o mel e as nozes, assim como dinamizar o comércio tradicional, dando visibilidade às pastelarias do concelho.”

Com uma vertente solidária associada já que a receita angariada com a venda do bolo vai reverter a favor das vitimas da Ucrânia, a iniciativa vai contar ainda com muita animação musical onde os cantares ao desafio e as rusgas serão uma constante.

A confeção deverá demorar cerca de seis horas e vai envolver mais de 100 quilos de farinha, 30 litros de mel, 50 quilos de açúcar, mais de 200 ovos e 20 quilos de nozes.

bolopbarcamel.jpg

FEIRA DO BOLINHOL E MARIZA NO 24.º ANIVERSÁRIO DO MUNICÍPIO DE VIZELA

No próximo dia 19 de março, o Município de Vizela comemora o seu 24.º aniversário, assinalando a luta pela autonomia administrativa do Concelho, que viu finalmente o seu objetivo alcançado a 19 de março de 1998.

cartaz19março_fb2.jpg

Depois de dois anos de interrupção devido à pandemia do COVID-19, o Presidente da Câmara Municipal apresentou o programa comemorativo desta efeméride, destacando a que este evento marcará a retoma da dinâmica de impulso implementada por este executivo municipal na área cultural e turística.

Assim, as comemorações irão alargar-se durante três dias - 18, 19 e 20 de março, na renovada Praça da República e Jardim Manuel Faria com um vasto programa.

Assim, este ano o programa comemorativo volta a integrar a Feira do Bolinhol, que decorre de 18 a 20 de março, no Jardim Manuel Faria e cuja abertura oficial terá lugar na sexta-feira, dia 18 de março, às 18.00h. À noite sobe ao palco da Praça da República, a cantora Mariza.

O dia 19 de março será marcado pelas cerimónias solenes. Às 9.00h terá lugar a celebração da missa solene do aniversário do Concelho, na igreja de S. Miguel, seguindo-se às 10.30h a receção dos convidados no Edifício-sede do Município (Praça do Município), e a inauguração dos Monumentos de Homenagem aos Jornalistas, às 10.30h.

Às 11.00h terá lugar a sessão solene na Praça da República, onde a Câmara Municipal, ao abrigo do Regulamento do Conselho das Condecorações Municipais, vai distinguir personalidades e instituições com medalhas honoríficas e ainda reconhecer, através da atribuição de um galardão de mérito, os ‘jovens quadros vizelenses’ que atualmente, pelo percurso de vida, académico e profissional, se destacam a nível nacional, nas suas mais variadas vertentes, sejam elas na cultura, na ciência, na comunicação, na música, na moda ou no desporto.

O dia 19 de março está também reservado ao programa da RTP, Aqui Portugalque todas as semanas parte à descoberta de uma localidade diferente, mas também dos vários usos, costumes e tradições de Portugal, e vai estar em direto a partir do renovado Jardim Manuel Faria, das 11h00 às 19.00h.

À noite termina com Djs, na Praça da República, a partir das 22.30h com os vizelenses P21 e Overule, seguido a atuação do DJ KURA, que encerrará a noite.

No dia 20 de março, domingo, a tarde está reservada aos vizelenses ALEZIV e SEDARF, na Praça da República, a partir das 16.00h.

De destacar que este ano, a Câmara Municipal vai promover, durante o evento, um espaço de diversão no parque de estacionamento da Portela, com vários carrosséis, cuja principal atração será a Roda Gigante de 18 metros com capacidade para 56 pessoas e cadeiras rotativas, uma diversão para toda a família.

AMARES PROMOVE NOVAS OPÇÕES DA LARANJA

Laranja de Amares e outros produtos locais transformados em opções diferenciadoras e de excelência para consumo. Nova empresa aposta na sustentabilidade, redução de desperdício e valorização de produtos endógenos

Novas formas sustentáveis de produzir e conservar a fruta fresca, reduzindo o desperdício e valorizando a produção local, é a aposta de um empresário, oriundo de Braga, que escolheu o concelho de Amares para instalar o seu projeto. Na Quinta D’Aguião, situada em Portela, António Peixoto produz fruta da época, conjugando as excelentes condições climatéricas com o melhor da natureza, para fazer chegar ao consumidor um produto diferenciador e de excelência.

IMG_3266.jpg

Fruta em Pó, para adicionar a bolos, sobremesas, batidos ou iogurtes e snacks de fruta, como rodelas de laranja desidratada, são alguns dos produtos que resultam da transformação da matéria-prima, através de um processo natural de desidratação da fruta e que prometem um novo impulso à economia local. Das folhas das árvores surgem, ainda, as tisanas para proporcionar uma experiência gustativa única.

Em visita ao local, Manuel Moreira, Presidente da Câmara Municipal de Amares, destacou a mais-valia dos produtos locais, a importância da laranja de Amares e da inovação. “Amares é uma terra muito rica, com caraterísticas excelentes para diversas produções agrícolas, nomeadamente a nossa laranja, de caraterísticas tão peculiares. Num mercado competitivo é muito importante a existência de produtos diferenciadores. A inovação permite chegar a novos eixos de mercado e, seguramente, dessa forma a economia mexe. Esta empresa conseguiu criar um produto diferente e de qualidade, numa produção sustentável.  É um excelente caminho a seguir”.

Neste processo de transformação, António Peixoto adianta que é apenas utilizada a exposição solar para produzir produtos naturais, mais saudáveis, sem utilizar aditivos, nem corantes ou conservantes.

“São produtos 100 % naturais, cujo único açúcar que contém é o presente naturalmente na fruta. O processo de desidratação é um processo natural que não tem nenhum processo químico e o produto tem uma durabilidade bastante longa que pode ir até dois anos. Aqui tudo é aproveitado, desde as cascas até à polpa e daí resulta um produto saudável e sustentável”, refere o empresário.

“É uma gama de produtos que tem uma aplicabilidade muito alargada, seja para o pequeno-almoço, sobremesa, ou como aromatizante de uma bebida. A Laranja de Amares é, neste momento, o produto que estamos mais empenhados em trabalhar, mas também trabalhamos com frutos vermelhos, limão, baby kiwi e outras frutas”.

A empresa está a iniciar o processo de criação de uma linha orientada para a restauração e cozinha, com pó de tomate, chuchu e malagueta, por exemplo, que podem ser usados como condimento. António Peixoto acrescenta que estão a trabalhar na criação de uma marca para desencadear todo o processo de marketing e comercialização, mas até lá quem estiver interessado em comprar pode descolar-se até à Quinta d´Aguião, na Rua do Cruzeiro nº 288 | 4720 – 585 Portela Amares.

IMG_3314.jpg

VIANA DO CASTELO: NESTE SÃO VALENTIM, A “AVIANENSE CHOCOLATES” CONVIDA À PARTILHA?

Avianense, a marca portuguesa de chocolates, preparou uma gama especial para celebrar o Dia de São Valentim. Destacando o produto-chave da marca, o Bombom Imperador, é possível escolher entre uma mini box, uma caixa grande com os dois sabores (chocolate de leite e chocolate negro) e ainda a tradicional tablete de chocolate de leite da Avianense.

chocovianense (1).png

campanha Partilhas Comigo? expressa uma mensagem de amor próprio ou coletivo que pode assumir todas as formas possíveis.

Os produtos de São Valentim, bem como a restante gama da Avianense, estão disponíveis em vários pontos de venda, essencialmente em hipermercados, e podem ser conhecidos nas redes sociais. 

Avianense, a marca portuguesa de chocolates, preparou uma gama especial para celebrar o Dia de São Valentim. Destacando o produto-chave da marca, o Bombom Imperador, é possível escolher entre uma mini box, uma caixa grande com os dois sabores (chocolate de leite e chocolate negro) e ainda a tradicional tablete de chocolate de leite da Avianense.

campanha Partilhas Comigo? expressa uma mensagem de amor próprio ou coletivo que pode assumir todas as formas possíveis.

Os produtos de São Valentim, bem como a restante gama da Avianense, estão disponíveis em vários pontos de venda, essencialmente em hipermercados, e podem ser conhecidos nas redes sociais.

chocovianense (2).png

VIANA DO CASTELO CELEBRA “MÊS DO AMOR”

Viana do Castelo celebra “Mês do Amor” com vouchers para entradas gratuitas nos museus e funicular

A Câmara Municipal de Viana do Castelo acaba de lançar o “Mês do Amor”, iniciativa que visa dinamizar a economia local e promover a estadia na cidade durante o fim-de-semana do Dia dos Namorados. Assim, com a estadia nos hotéis aderentes durante os dias 12, 13 e 14 de fevereiro, será oferecido um voucher com entradas gratuitas para o Museu do Traje, Museu de Artes Decorativas, navio-hospital Gil Eannes e ainda dois bilhetes para o Funicular de Santa Luzia.

FINALPrancheta 1 copiar 2.jpg

Os casais terão ainda direito a uma oferta romântica por parte do Município, como recordação da visita a Viana do Castelo.

Esta campanha, que conta com uma imagem gráfica apelativa, integra a política municipal de dinamização do comércio tradicional e da hotelaria. O “Mês do Amor” está já a ser divulgado na região Norte e através de campanhas publicitárias nacionais. Nas redes sociais do município, o programa será ainda marcado pela publicação de fotografias e vídeos temáticos.

Neste fim-de-semana, Viana do Castelo conta ainda com uma oferta cultural que inclui um concerto de SYRO, a 12 de fevereiro, às 21h30, no Teatro Municipal Sá de Miranda. Está ainda disponível a exposição CUM LAUDE, de Rita GT, com curadoria de Ana Cristina Cachola, nos Antigos Paços do Concelho, piso 0. Igualmente disponível para visita está a exposição temporária Projeto Mnemonic Pavillion, na Praça da Literacia Científica do Parque Ecológico Urbano.

A lista de hotéis aderentes, sujeita a atualização, integra Hotel Flôr de Sal, Hotel Axis, Hotel Melo Alvim, Hotel Laranjeira, Casa Manuel Espregueira e Oliveira, Hotel Rali Viana, Flag Design Hotel, Pousada Viana do Castelo e Fábrica do Chocolate.

BARCELOS PROMOVE INCLUSÃO ATRAVÉS DA DOÇARIA

Vai um docinho? Jovens com necessidades especiais convidam à degustação dos seus doces na Aldeia Natal

No âmbito do Programa Cultura para Todos numa Cidade Educadora Inclusiva, projeto promovido pelo Município de Barcelos, a AMAR 21 vai realizar a ação Empower 21, no próximo dia 23 de dezembro, entre as 13h30 às 16h, na Casinha da AMAR 21, na Aldeia Natal, a Avenida da Liberdade, em Barcelos.

Trata-se de uma iniciativa de degustação de doces, dirigida à comunidade, como forma de demonstração das competências profissionais de jovens com necessidades especiais.

Os doces a degustar serão confecionados pelos jovens, que têm vindo a exercitar as suas capacidades no ateliê de pastelaria no âmbito deste projeto. Esta ação pretende potenciar o contacto com o público e demonstrar o processo de confeção da bolacha húngara. No decorrer da iniciativa, o público terá oportunidade de decorar e degustar a sua bolacha.

O Programa Cultura para Todos numa Cidade Educadora Inclusiva, é cofinanciado pelo Fundo Social Europeu, através do Programa Norte 2020.

CÂMARA DE VIZELA PERPETUA HISTÓRIA DO BOLINHOL EM LIVRO

A Câmara Municipal de Vizela apresentou o livro ‘Pão de Ló Coberto de Vizela, Apontamentos para a História’, no passado sábado, da autoria do vizelense António Cunha, apostando na preservação deste ícone da gastronomia e da cultura vizelense.

apres. livro bolinhol.jpg

Assim, a Câmara Municipal de Vizela apresenta este livro sobre a história do Bolinhol, da autoria do vizelense António Cunha, que se traduz numa investigação histórica à origem do nosso doce tradicional e vem recordar a nossa história e o nosso legado na área da gastronomia.

O autor, António Cunha, agradeceu à Câmara Municipal por todo o apoio na edição deste livro, afirmando ter sido muito gratificante a realização do mesmo e dedicou-o a todos os produtores de Bolinhol de Vizela, que contribuíram para o seu conteúdo. Disse ter sido uma investigação que lhe deu imenso orgulho fazer, manifestando o desejo que todos gostem do livro.

O Presidente da Câmara Municipal de Vizela destacou que a edição deste livro assenta em quatro grandes pressupostos: a identidade, pois o bolinhol é um traço distinto da nossa identidade; o recapitular da nossa história, pois dá a conhecer a historia e património gastronómico do Concelho; uma homenagem a todos que contribuíram, não só para ao criação do Bolinhol, mas também para a sua dinamização e promoção, nomeadamente a sua criadora e todos os produtores deste doce; e a estratégia económica, pois toda a aposta no Bolinhol está intrínseca ao desenvolvimento económico.

O Edil disse ainda ser muito importante continuar a criar condições para consolidar o trabalho na área da promoção do Bolinhol, destacando a Feira do Bolinhol, a certificação do Bolinhol e agora a edição deste livro que vem reforçar a aposta da Autarquia.

Com a edição deste livro, a Câmara Municipal de Vizela pretende, assim, continuar a aposta na valorização do Bolinhol, que faz parte do património gastronómico de Vizela há mais de um século, concentrando em si caraterísticas históricas, culturais e económicas relevantes que merecem ser protegidas, preservadas, valorizadas e promovidas. Um doce único que é uma mais-valia gastronómica do Concelho de Vizela, da região Norte e de Portugal.

CÂMARA DE VIZELA APRESENTA LIVRO SOBRE BOLINHOL

A Câmara Municipal de Vizela apresenta o livro ‘Pão de Ló Coberto de Vizela, Apontamentos para a História’, no próximo dia 18 de dezembro, pelas 17.00h, na tenda de espetáculos.

Bolinhol_9viz.JPG

Assim, e apostando na preservação deste ícone da gastronomia e da cultura vizelense, a Câmara Municipal de Vizela apresenta este livro sobre a história do Bolinhol, da autoria do vizelense António Cunha, que se traduz numa investigação histórica à origem do nosso doce tradicional e vem recordar a nossa história e o nosso legado na área da gastronomia.

De realçar que, depois da eleição do Bolinhol de Vizela como uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal, a Câmara Municipal tem desenvolvido uma estratégia de dinamização do Bolinhol, que passou por um conjunto de ações no sentido da promoção e divulgação do Bolinhol.

No seguimento desta estratégia, a Câmara Municipal avançou com o processo de certificação do Bolinhol, de forma a valorizar e preservar a sua autenticidade, em parceria com todos os produtores de Bolinhol do Concelho, e que irá permitir aferir as características que fazem com que Bolinhol seja uma marca de Vizela, identificando as suas características, preservando sempre a sua confidencialidade, mas também protegendo o produto como sendo nosso.

De realçar que, decorrente da estratégia de dinamização do Bolinhol como uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal, o Presidente da Câmara Municipal entregou a cada um dos produtores de Bolinhol, o diploma oficial das 7 Maravilhas Doces de Portugal, o selo para colocar nas caixas do Bolinhol e ainda uma placa para colocar na fachada exterior das lojas de cada um dos produtores.

A Câmara Municipal tem também implementado uma nova dinâmica na divulgação do Bolinhol, que tem passado pela associação deste produto endógeno aos eventos promovidos pela Câmara, com a presença dos produtores do Bolinhol, com stands próprios para a promoção do nosso doce típico, com destaque para a Feira do Bolinhol, uma das estratégias para manter o Bolinhol vivo como uma referência de Vizela.

De destacar também que a Autarquia tem criado condições para associar a imagem das 7 Maravilhas Doces de Portugal ao Concelho, sendo disso exemplo a alteração dos totems das entradas da cidade e das novas paragens de autocarros, onde foi colocada uma alusão ao Bolinhol como uma das 7 Maravilhas dos Doces de Portugal. É também intenção da Autarquia criar um monumento ao Bolinhol como forma de dar a conhecer a todos os que nos visitam que somos detentores de uma das 7 Maravilhas dos Doces de Portugal.

Com a edição deste livro, a Câmara Municipal de Vizela pretende continuar a aposta na valorização do Bolinhol, que faz parte do património gastronómico de Vizela há mais de um século, concentrando em si caraterísticas históricas, culturais e económicas relevantes que merecem ser protegidas, preservadas, valorizadas e promovidas. Um doce único que é uma mais-valia gastronómica do Concelho de Vizela, da região Norte e de Portugal.

ROTA DA RABANADA MARCA QUADRA NATALÍCIA NO CONCELHO DE CAMINHA

Até 31 de dezembro, há mais de duas dezenas de especialidades de rabanada para experimentar em cafés, pastelarias, hotéis e restaurantes aderentes

A ‘Rota da Rabanada’ está de regresso ao concelho de Caminha com novos aderentes e novas especialidades. Até 31 de dezembro, no concelho há mais de duas dezenas de especialidades de rabanada para experimentar em cafés, pastelarias, hotéis e restaurantes aderentes. Esta edição conta com um passaporte e a cada 5 carimbos, há ofertas que são oferecidas pelo Município de Caminha e pelos participantes na Rota.

Rota da rabanada (1).jpg

No concelho de Caminha a rabanada é um doce com tradição e está presente à mesa na consoada de todos os caminhenses. Desde a sua criação, a ‘Rota da Rabanada’ tornou-se uma das atrações gastronómicas do concelho nesta altura do ano. São muitos os que nos visitam para degustar esta iguaria. Esta iniciativa tem como objetivos promover a gastronomia, dinamizar o comércio e a economia local.

Assim, à semelhança das edições anteriores, o Município lançou o repto aos cafés, pastelarias, hotéis e restaurantes do concelho para que aderissem com novas criações. Na verdade, esta edição conta com a adesão de novos estabelecimentos e com algumas novidades. Até 31 de dezembro, há muito para experimentar: rabanada de pão saloio, leite, gelado à escolha e caramelo salgado; de frutos secos, xarope especial e um suspiro; de vinho do Porto; de ovos moles; de frutos secos; de chila; recheada com maçã, abóbora, com doces de ovos ou fios de ovos, entre muitas outras especialidades. A rabanada infantil volta também a marcar esta “Rota da Rabanada”.

Para promover a iniciativa, o Município de Caminha elaborou o chamado “Passaporte Rota da Rabanada” com os diversos estabelecimentos aderentes, e a cada 5 carimbos diferentes, dará direito a uma oferta a levantar nos Postos de Turismo do concelho, bem como a votar na sua rabanada favorita. Nesta VII edição, as ofertas são oferecidas não só pela Câmara Municipal, mas também por alguns dos cafés, pastelarias, hotéis e restaurantes.

Rota da rabanada (2).jpg

CONCURSO BARCELOS DOCE 2021

Rosa Cintilante, A Colonial e Casa das Natas são os grandes vencedores do Concurso Barcelos Doce 2021, organizado pelos serviços de Turismo do Município de Barcelos. Este concurso enquadra-se no âmbito da programação natalícia e decorreu no passado fim de semana (dias 4 e 5), culminando a série do programa “7 Prazeres da Gastronomia”.

20211204_114711.jpg

Após apreciação de um júri composto por três especialistas, o primeiro lugar na categoria de Pão de Ló foi atribuído à pastelaria Rosa Cintilante; enquanto na categoria de Bolo-rei, o vencedor foi a pastelaria a Colonial. Já na categoria Troncos de Natal saiu vencedor a Casa das Natas.

Perante um júri constituído pelo Chefe José Freitas, a Chefe Luciana Campos e Helena Martins, em representação da restauração de Barcelos, apresentaram-se a concurso dez pastelarias, padarias e confeitarias do concelho, apresentando doçaria própria da época de Natal, conforme as tradições gastronómicas da região.

Esta ação do Município pretende continuar a promover a qualidade e diversidade da doçaria de Natal produzida no concelho de Barcelos. É também o culminar do extenso programa anual - “7 Prazeres da Gastronomia” - que arrancou com o Fim de Semana da Lampreia, e prosseguiu com a Semana Gastronómica do Galo, dos Rojões e das Papas de Sarrabulho, do Bacalhau, dos Petiscos, do Galo Assado, e do Pica no Chão.

Workshop “Como Confecionar Doces de Natal”

Além do Concurso Barcelos Doce, realizou-se também na tarde de sábado, (dia 4), no Posto de Turismo, o Workshop “Como confecionar doces de Natal”, no decorrer do qual vários participantes tiveram oportunidade de aprofundar a confeção de doces ligados a esta época festiva.

Lista dos premiados no Concurso Barcelos Doce

Pão de ló

1º lugar: Rosa Cintilante

2º lugar: Doce da Consolação

3º lugar: Mercado do Pão

Bolo-rei

1º lugar: A Colonial

2º lugar: Flor de Durrães

3º lugar: Doce da Consolação

Tronco de Natal

1º lugar: Casa das Natas

2º lugar: Doce da Consolação

3º Lugar: A Colonial

IMG_20211204_102018.jpg

IMG_20211204_101924.jpg

VALENÇA É UMA FORTALEZA DE CHOCOLATE

De 3 a 8 de Dezembro a Fortaleza de Valença é de Chocolate

Durante seis dias Valença será a Fortaleza de Chocolate, o destino para saborear e sentir o chocolate de tantas formas.

Valença Fortaleza de Chocolate.jpg

Valença Fortaleza de Chocolate é uma feira / mostra dedicada, em exclusivo, à degustação e compra de produtos à base de chocolate.

O evento desenvolve-se pelas ruas e praças da Fortaleza de Valença e conta com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

Programa de Animação:

3 de Dezembro

15h00 Inauguração da IX Edição “Fortaleza de Chocolate”

4 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Duendes com cogumelos doces)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Duendes com cogumelos doces)

16h30 – 18h00 Fanfarra “A Tu Ritmo”

5 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Andas Candy & Majorettes)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Andas Candy & Majorettes)

15h30 – 17h00 Oficina Chocokids com Alexandra Aparecida Silva (Cestas e Chocolate Minho) “Brigadeiro Gourmet & Brigadeiro de Coco”

16h30 – 18h00 Fanfarra “A Tu Ritmo”

6 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Boneco de Gengibre & Chefs de Cozinha)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Boneco de Gengibre & Chefs de Cozinha)

15h30 – 17h00 Show Cooking com o Marco Fernando Silva (Casa do Cacau)

“Bombons de Chocolate”

16h30 – 18h00 Fanfarra “Cantos Somos”

7 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Às Compras com Mascote de Gengibre)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Às Compras com Mascote de Gengibre)

15h30 – 17h00 Oficina Chocokids com Alexandra Aparecida Silva (Cestas e Chocolate Minho)

“Mais e mais Cupcakes!!! Yummmm!!”

8 de Dezembro

10h30 – 12h30 Animação Itinerante (Chefs e Chocolatiers à solta)

14h00 – 16h00 Animação Itinerante (Chefs e Chocolatiers à solta)

15h30 – 17h00 Show Cooking com o Marco Fernando Silva (Casa do Cacau) - “Presépios de Natal em Chocolate”

16h30 – 18h00 Fanfarra “Cantos Somos”

FORTALEZA DE CHOCOLATE VOLTA A ADOÇAR VALENÇA

Em Valença o Chocolate tem tradição e de 3 a 8 de dezembro volta a receber a Fortaleza de Chocolate.

260307052_4545431122204894_2163743851756281064_n.j

A IX Fortaleza de Chocolate promete adoçar valencianos, turistas e todos quantos venham a Valença, numa festa onde o Chocolate é protagonista e a Fortaleza se torna pequena para receber todos os amantes desta doçura. Marque na sua agenda. De 3 a 8 de dezembro a festa será de chocolate em Valença.

A IX edição da Fortaleza de Chocolate, uma feira/mostra dedicada, em exclusivo, à degustação e venda de produtos à base de chocolate, está aberta a todos os públicos e é de acesso gratuito.

O evento desenvolve-se pelas ruas e praças da Fortaleza de Valença e conta com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

Bombons, cupcakes, Cake Pops, waffles, crepes, torrões, brigadeiros, trufas, bombocas, chupas de chocolate, espetadas de fruta, ginjas e licores e um sem fim de produtos onde o chocolate é rei. A feira contará, ainda, com produtos à base de chocolate, sem glúten.

Para os amantes da arte de transformar chocolate, os showcooking's, vão proporcionar experiências únicas de fazer bombons, esculturas e outras delícias a partir de chocolate.

Haverá, ainda, animação de rua e animação musical para apurar os sentidos e a degustação de todas as delícias de chocolate.

Com a iniciativa “Valença Fortaleza de Chocolate”, o Município arranca com uma programação de Natal que se prolongará até ao Dia de Reis.