Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA OFERECE BOLO-REI

𝐁𝐨𝐥𝐨-𝐑𝐞𝐢 𝐆𝐢𝐠𝐚𝐧𝐭𝐞 | 𝐒𝐚́𝐛𝐚𝐝𝐨 | 𝟏𝟕𝐡𝟎𝟎 | 𝐌𝐞𝐫𝐜𝐚𝐝𝐨 𝐝𝐞 𝐍𝐚𝐭𝐚𝐥

Este Sábado, pelas 17h00, o Mercado de Natal será palco de mais uma edição do Bolo-Rei Gigante, uma iniciativa da Associação Empresarial de Braga em parceria com o Município de Braga. .

O público é convidado a degustar o bolo-rei preparado pelas melhores pastelarias da Cidade. Para acompanhar a fatia de bolo-rei haverá moscatel, oferecido pela Adega de Favaios.

CapturarBRAGABOLOREI (4).JPG

VIANA DO CASTELO: “A VIANENSE” É A MAIS ANTIGA FÁBRICA DE CHOCOLATE DE PORTUGAL

A Fábrica “A Vianense” é considerada a mais antiga fábrica de chocolate em Portugal, “A Vianense” iniciou a sua atividade em 1914 com o fabrico de tabletes de chocolate, ovos e fantasias de Natal, chocolate e cacau em pó, torrefação de cevada, napolitanas e bombons de vários tipos, entre os quais se salienta o muito apreciado “Imperador”.

Reza uma velha lenda que o cacau terá sido uma dádiva que o deus Quetzalcoatl concedeu ao povo azteca para lhes conferir vigor e outros poderes benéficos. Ao cacau passaram os aztecas a chamar-lhe de cacahuatl e à bebida que dele obtinham tchocolatl que quer dizer água amarga.

Com efeito, o chocolate tem a sua origem nas civilizações da América Central, tendo sido trazido para a Europa na sequência dos Descobrimentos levados a cabo por Cristóvão Colombo. Porém, as condições climáticas exigidas pela cultura do cacau não permitiram o seu cultivo na Europa, tendo a mesma sido implementada na África Ocidental, mormente em São Tomé e Príncipe.

90152

De acordo com a própria apresentação oficial da Fábrica “A Vianense”, “Ao longo de quase um século de existência, passou por várias vicissitudes, mas sempre manteve a sua actividade e os compromissos comerciais, respondendo aos critérios de exigência de legalidade e qualidade dos seus produtos.

Em 2004 encerrou a sua actividade por decreto de falência da sociedade Lima e Limas, Lda, que a administrava.

Dado o seu impacto nacional e o seu pretígio, ressurge agora através da Sociedade Luciano Costa, Lda, com intenção de continuar a produzir e promover os seus produtos singulares e inconfundíveis, mantendo a tradição, aleada à tecnologia e qualidade exigida pelo gosto, cada vez mais sofisticado, dos consumidores, nas suas novas instalações no lugar do Souto Vilar Durrães - Barcelos.

90151

A empresa encontra-se em fese de reinício de actividade, em novas instalações. Todos os requisitos relativos a Hgiene e Segurança Alimentar, rotulagem, condições de transporte, condições de conservação, seguindo o Codex Alimentarius e as normas aplicadas ao sector.

Encontra-se também, em curso a implementação do sistema HACCP, tendo em vista a certificação dos produtos e da empresa.”

Assinalando-se hoje o Dia Mundial do Chocolate, não podíamos deixar de prestar aqui homenagem àquela que tem sido uma das mais conceituadas empresas da nossa região, há cem anos a adoçar o nosso paladar e alegrar as nossas vidas.

VALENÇA VIRA FORTALEZA DE CHOCOLATE

1 a 6 de Dezembro Fortaleza de Valença é de Chocolate

Durante seis dias, a Fortaleza de Valença será o destino mais doce, deste Natal, um convite a saborear e sentir o chocolate de tantas formas, entre 1 e 6 de dezembro .

314776558_528258719329614_3451765798613779066_n (2).jpg

Nesta feira mostra dedicada, em exclusivo, à degustação e compra de produtos à base de chocolate pode encontrar cascatas, fondues, crepes, waffles, brigadeiros, trufas, bombons, torrões, espetadas de fruta, bombocas, ginjinhas e tantos outros produtos em que o chocolate será a marca dominante.

A feira contará com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

O evento, este ano, vai desenvolver-se por seis pontos da Fortaleza, entre o Jardim das Amoreiras e Largo do Bom Jesus, na Coroada e a Praça da República, Rua da Oliveira, Largo do Governo Militar e Travessa do Hospital Militar, no Recinto Magistral, entre as 10h00 e as 20h00.

Para o Presidente da Câmara, José Manuel Carpinteira, a Fortaleza de Chocolate é um convite a visitar Valença nos próximos dias ”com um evento dinamizador da atividade cultural e económica de Valença, numa época tão especial do ano, pegando num produto gastronómico emblemático e que tantas memórias traz a Valença e a toda a região”.

Fortaleza de Chocolate insere-se na programação de Natal promovida pela Câmara Municipal que arranca, em Valença, a 1 de dezembro e prolonga-se até às festividades dos Reis.

Programa da Fortaleza de Chocolate

1 de Dezembro

10h30 Animação Itinerante (Os Chef’s Chocolatiers)

14h30 Animação Itinerante (Os Chef’s Chocolatiers)

15h30 Show Cooking com o Marco Fernando Silva (Casa do Cacau)

“Bombons de Chocolate & Presépios de Natal em Chocolate”

3 de Dezembro

10h30 Animação Itinerante (Os cozinheiros Gulosos e as Bonecas Candy)

14h30 Animação Itinerante (Os cozinheiros Gulosos e as Bonecas Candy)

15h30 Oficina Chocokids com Alexandra Aparecida Silva (Cestas e Chocolate Minho)

“Brigadeiro Gourmet & Brigadeiro de Coco”

4 de Dezembro

10h30 Animação Itinerante (O Mundo Fantástico do Chocolate)

14h30 Animação Itinerante (O Mundo Fantástico do Chocolate)

15h30 Show Cooking com o Marco Fernando Silva (Casa do Cacau)

6 de Dezembro

10h30 Animação Itinerante (Os cozinheiros Gulosos e as Bonecas Candy)

14h30 Animação Itinerante (Os cozinheiros Gulosos e as Bonecas Candy)

15h30 Oficina Chocokids com Alexandra Aparecida Silva (Cestas e Chocolate Minho)

“Delicias Para Todos - Crepes sem Gluten”

CONCELHO DE CAMINHA EM CONTAGEM DECRESCENTE PARA UMA PROGRAMAÇÃO DE NATAL QUE REVISITA CLÁSSICOS DE SUCESSO E TRAZ NOVIDADES

Com o mês de dezembro arranca um programa imperdível, com artes, sabores, desporto e magia 

O mês de dezembro aproxima-se e com ele toda a magia de Natal, a grande inspiradora da programação cultural e de lazer que o Município de Caminha preparou para esta quadra. Estão de regresso eventos que já se tornaram “clássicos”, como a Rota da Rabanada, o Passeio do Pai Natal em Bicicleta, as marionetas em festa, que por esta altura se instalam nos nossos palcos e nos convidam a interagir, mas também há novidades, desde logo no campo das artes, como o Natal na Leira, entre outras iniciativas. E, desta vez, pandemia à parte, acreditamos que vamos mesmo conseguir das as boas-vindas a 2023 na companhia do cantor, compositor e músico Vírgul, porque é em Caminha, onde o Norte passa o Ano!

Capturardocecami (3).JPG

Este ano, as luzes de Natal só vão ser ligadas a 06 de dezembro, com inauguração, como habitualmente, na Praça Conselheiro Silva Torres, em Caminha, e na Praça da República, em Vila Praia de Âncora. Mas antes disso já se vive a quadra natalícia, porque a programação arranca logo no dia 1. E a expetativa é grande, por exemplo, para voltar a provar as “mil e uma formas” de tornar ainda mais irresistível a nossa tradicional rabanada. Nos estabelecimentos já há procura, mas a oferta só aqui ou ali está disponível, porque se estão ainda a aperfeiçoar novas propostas e a começar os preparativos para apresentar as variadíssimas iguarias a que já nos habituamos, quando se fala da “Rota da Rabanada” de Caminha, talvez a “melhor” rabanada do mundo. Enfim, está mesmo quase a ser servida nos nossos estabelecimentos e vale a pena esperar mais uns dias.

E com o mês de dezembro, logo a partir do dia 1, chegam também as simpáticas marionetas, que ao todo vão protagonizar mais de duas dezenas de espetáculos em sala e na rua e ainda vão trazer consigo oficinas de construção de marionetas para crianças a partir dos quatro anos.

Falamos, claro, de Maluga – Festa da Marioneta Luso-Galaica, que também está de regresso ao concelho de Caminha, de 1 a 8 de dezembro. Esta é a oitava edição do festival, que resulta de uma parceria da Krisálida com a Câmara de Caminha e tem o apoio da Direção-Geral das Artes (DGARTES). Estamos a falar também, como destacou já a sua diretora artística, Carla Magalhães, do único festival do Alto Minho que promove a arte da marioneta entre duas regiões transfronteiriças.

Novidade, este ano, é o Natal na Leira, de que falaremos mais em pormenor em breve. Saiba já que haverá uma exposição de artes plásticas, cerâmica, pintura e escultura, com um toque especial.

Espetáculos diversos de teatro e cinema vão acontecer durante todo o mês, temporada em que é também preciso garantir a presença nos concertos, porque vale mesmo a pena. Destaque para a continuação, em dezembro do festival “Tempos Cruzados”, de acesso livre.  A 10 de dezembro, Tatanka apresenta-se no Valadares, Teatro Municipal de Caminha. A 16 dezembro é a vez do Baile dos Candeeiros, um espetáculo de dança/performance, no mesmo palco, ou seja, no Valadares, Teatro Municipal de Caminha.

Gisela João fecha o Tempos Cruzados, no dia seguinte, 17, com um concerto no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora, encerrando dois meses de espetáculos, numa iniciativa organizada em parceria por várias entidades: a Direcção-Geral do Património Cultural, o Museu Nacional Soares dos Reis e os Municípios de Caminha, Chaves e Vila Nova de Gaia.

O Natal será ainda pretexto para os magníficos concertos a que as instituições do concelho já nos acostumaram.  Começam com o Orfeão de Vila Praia de Âncora, seguem com a Academia de Música Fernandes Fão e fecham ainda com o Orfeão de Vila Praia de Âncora.

A não perder o Natal na Rua, com muitas iniciativas e que vai incluir uma Feirinha de Natal, nas Praças das duas vilas, em Caminha e Vila Praia de Âncora. O Natal na Rua vai acontecer entre os dias 17 e 18 de dezembro, enquadrado nas atividades de animação para esta quadra tão especial. Para expor e vender produtos diversos, as inscrições ainda estão abertas, até ao dia 25 de novembro.

Havemos ainda de pegar na bicicleta e passear pelo concelho com o Pai Natal, esperando ansiosamente pelo dia 31 e pela despedida do ano de 2022, na companhia, como já dissemos, do cantor, compositor e músico, Vírgul. É sem dúvida um dos pontos altos da programação de Natal e Ano Novo no concelho de Caminha. Desta vez, acreditamos que vai mesmo acontecer e que a Covid não voltará a estragar os planos. O antigo membro dos Da Weasel continua a somar sucessos e vai estar connosco no coração do Centro Histórico de Caminha, o Terreiro, que tem sido palco de passagens de ano memoráveis.

E se nos despedimos do ano velho com música, será da mesma forma que iremos iniciar 2023. Dia 01 de janeiro, às 17H00, chega o Concerto de Ano Novo, pela Banda Musical Lanhelense. Vai ser no Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora.

PROGRAMAÇÃO

ARTE – NATAL NA LEIRA

Exposição de Artes Plásticas, cerâmica, pintura e escultura

Local: Casa do Marco, Arga de Baixo

01 a 31 dezembro

ROTA DA RABANADA

Local: Restaurantes, Pastelarias e Cafés aderentes do concelho de Caminha

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Mais informações em www.cm-caminha.pt

01 a 08 dezembro

VIII EDIÇÃO DA MALUGA – FESTA DA MARIONETA LUSO-GALAICA

Espetáculos de sala e na rua, exposição e oficinas de construção de marionetas a acontecerem em Caminha e Vila Praia de Âncora

Produção: Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho e Município de Caminha

Apoio: DGArtes

Qui, 01 de dezembro

10H00 – 12H00

Oficina de construção de marionetas de manipulação direta

pela Companhia Marionetas Rui Sousa

Local: Biblioteca Municipal de Caminha

Classificação Etária: M/4 com adulto ou M/6

15H00

Teatro de robertos

pela Companhia Marionetas Rui Sousa

Local: Praça Conselheiro Silva Torres (Caminha)

Classificação Etária: Todos os públicos

16H30

Abertura da Exposição

Jovens kriativos - do lixo à marioneta

Exposição resultante da atividade Todos à Cena desenvolvido pela Krisálida no âmbito do Projeto Cultura para Todos – NORTE 2020

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

17H00

Os golfiños e o xigante

pela Companhia de Teatro Galega Fantoches Baj

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Classificação Etária: M/3

Sex, 02 de dezembro

21H30

Espetáculo DISCURSOS

pela Companhia La Fontana

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Classificação Etária: M/12

Sáb, 03 de dezembro

10H00 – 12H00

Oficina de construção de marionetas histórias com sombras

pela Companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora

Local: Biblioteca Municipal de Caminha

Classificação Etária: M/4

15H00

Novos lobos

pela Companhia Galega Fantoches Baj

Local: Praça Conselheiro Silva Torres (Caminha)

Classificação Etária: M/5

17H00

Para que servem as mãos

pela Companhia Teatro e Marionetas de Mandrágora

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Classificação Etária: M/3

Dom, 04 de dezembro

15H00

Os soños na gaiola

pela Companhia de Teatro Galega Títeres Alakrán

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

17H00

Duas casas

pela Companhia de Teatro Imaginar do Gigante

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Classificação Etária: M/3

5, 6 e 7 de dezembro

O Espantalho Palhinhas - pela Companhia de Teatro Krisálida

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Público-alvo: Escolas do Concelho de Caminha. M/3

Qui, 08 de dezembro

11H00

Animação de Rua Itinerante

As férias da família amor-feliz

pela Companhia de Teatro Krisálida

Local: Praça da República, Vila Praia de Âncora

15H00

Espetáculo Itinerante

Bicimariofone

pela Companhia Boca de Cão

Local: Praça da República (Vila Praia de Âncora)

17H00

Desconexión

pela Companhia de Teatro Galega Títeres Alakrán

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Classificação Etária: M/5

Ter, 06 dezembro

INAUGURAÇÃO DA ILUMINAÇÃO DE NATAL

18H30

Local: Praça Conselheiro Silva Torres, Caminha

19H00

Local: Praça da República, Vila Praia de Âncora

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Sex, 09 dezembro | 21H30

AS VIÚVAS

Teatro pelo Grupo Porta de Cena

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

09 e 10 dezembro | 21H30

SESSÃO DE CINEMA

DEVOTION: UMA HISTÓRIA DE HERÓIS

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Preço: Plateia e Tribuna - 3,50€ | Balcão: 4,00€

A reverter para os Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Reservas: T 913 928 313

Venda no dia da exibição

Sáb, 10 dezembro | 19H00

IV SÃO SILVESTRE CAMINHENSE

Caminhada 5 km

Corrida 10 km

Local: Partida junto à Torre do Relógio, Caminha

Organização: Associação de Triatlo Caminha e Câmara Municipal de caminha

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

Informações: www.saosilvestrecaminhense.pt  / geral@atriatlocaminha.pt

Sáb, 10 dezembro | 21H30

TATANKA

Concerto

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Entrada gratuita

Dom, 11 dezembro | 16H00

O ANIVERSÁRIO DO CASAMENTO

Pela Nova Comédia Bracarense

De Fernando Pinheiro

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Dom, 11 dezembro | 18H00

PROCURA-SE FUTURO

Espetáculo de teatro

resultante do Laboratório Kriativo desenvolvido pela Krisálida com a comunidade, das diversas freguesias do concelho de Caminha, no âmbito do Projeto Cultura para Todos – NORTE 2020

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Sáb, 16 dezembro | 21H30

BAILE DOS CANDEEIROS

Dança/Performance

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Entrada gratuita

17 e 18 dezembro

NATAL NA RUA

Animação do Comércio Tradicional

Ruas de Caminha e Vila Praia de Âncora

Sáb, 17 dezembro | 10H00

PASSEIO DE PAI NATAL EM BICICLETA

Local: Vila Praia de Âncora > Caminha

Local de concentração: Praça da República, Vila Praia de Âncora

Organização: Associação Triatlo de Caminha

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

Sáb, 17 dezembro | 21H30

GISELA JOÃO 

Concerto

Festival Tempos Cruzados (NORTE 2020)

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Entrada gratuita

Sáb, 17 dezembro | 22H00

BAILE DE NATAL

CARLOS RODRIGUES - MÚSICA NA ALMA

Regresso dos Bailes

Local: SIRA – Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense

Organização: SIRA – Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense

Dom, 18 dezembro | 09H00 – 19H00

FEIRA DE ANTIGUIDADES E COLECIONISMO DE CAMINHA

Local: Parque 25 de Abril, Caminha

Organização: Luís Dominguez

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

T +34 685 300 685 | goncalvesd.luis@hotmail.com

Dom, 18 dezembro | 18H00

CONCERTO DE NATAL

PELO ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja de São Bento, Seixas

Organização: Câmara Municipal de Caminha

Qui, 22 dezembro | 21H30

CONCERTO DE NATAL AMFF 2022

Local: Igreja Matriz de Caminha

Organização: Academia de Música Fernandes Fão

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

Sex, 23 dezembro | 21H30

CONCERTO DE NATAL

PELO ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja Matriz de Vila Praia de Âncora

Organização: Orfeão de Vila Praia de Âncora

Apoio: Câmara Municipal de Caminha

Sex, 23 dezembro | 21H30

SESSÃO DE CINEMA ESPECIAL DE NATAL

O GATO DAS BOTAS 2: O ÚLTIMO DESEJO

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Preço: Plateia e Tribuna - 3,50€ | Balcão: 4,00€

A reverter para os Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Reservas: T 913 928 313

Venda no dia da exibição

Qui. 29 e Sex, 30 dezembro | 21H30

SESSÃO DE CINEMA ESPECIAL FIM DE ANO

AVATAR: O CAMINHO DA ÁGUA

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Preço: Plateia e Tribuna - 3,50€ | Balcão: 4,00€

A reverter para os Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

Reservas: T 913 928 313

Venda no dia da exibição

Sáb, 31 dezembro | 23H30

CAMINHA, ONDE O NORTE PASSA O ANO

VIRGUL

Local: Praça Conselheiro Silva Torres, Caminha

Dom, 01 janeiro | 17H00

CONCERTO DE ANO NOVO

Pela Banda Musical Lanhelense

Local: Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora

MELGAÇO: GELADO DE AGUARDENTE DE ALVARINHO DONA PATERNA NUMA PARCERIA COM A MARCA NEVEIROS

Marca de vinhos de Melgaço aposta em novos sabores

A novidade vai ser apresentada na Festa do Espumante de Melgaço, que acontece de 25 a 27 de novembro

Numa parceria com a conceituada gelataria portuense Neveiros, a marca de vinhos de Melgaço Dona Paterna vai apresentar e dar à prova o gelado de aguardente de alvarinho no próximo fim de semana. Foi em agosto passado que a Dona Paterna anunciou que em 2023 lançaria um gelado de alvarinho, mas chegou mais cedo e para a Festa do Espumante de Melgaço, que acontece nos dias 25, 26 e 27 de novembro.

Capturaraguardentepater (4).JPG

O resultado é uma harmonia perfeita entre o doce do gelado e o sabor da aguardente vínica de alvarinho, a Dona Paterna XO. Tem apenas três ingredientes - leite, açúcar e aguardente, na sua forma artesanal e natural. «É um gelado requintado, como a aguardente que lhe dá forma. Uma simplicidade com explosão de sabores.», garante a Neveiros.

O gelado de alvarinho Dona Paterna nasce da vontade da marca em inovar e apostar em novos segmentos. Recorde-se que, no início deste ano, a marca de Melgaço arriscou, em parceria com uma produtora local – Elisangela Castro, da Sabor do Céu - na criação de um ovo da Páscoa com aguardente Dona Paterna e em bombons de alvarinho Dona Paterna. «O alvarinho é muito versátil. Conseguimos com ele criar experiências sem que a autenticidade do seu sabor se perca. A aposta da nossa marca em novos produtos, como o foi o caso dos bombons e do ovo de Páscoa, e agora do gelado, é uma forma de potenciarmos ainda mais o valor desta nossa casta, o alvarinho. Acreditamos que assim conseguiremos chegar a um público maior e díspar.», atenta o produtor da Dona Paterna, Carlos Codesso, considerando que «Tenho a certeza de que mesmo os mais céticos e quem não aprecia aguardente não irão ficar indiferentes a este gelado. O resultado é excecional. Um gelado com caráter.»

«A tradição anda de mãos dadas com a criatividade nesta parceria entre a Neveiros e a Dona Paterna. Duas marcas históricas e pioneiras que prometem agora conquistar muitos fãs com esta combinação entre o sabor da aguardente, com o prazer de um gelado artesanal.», refere a marca de gelados portuense.

AGUARDENTE DONA PATERNA XO GALARDOADA COM MEDALHA DE OURO

Em abril passado, no âmbito do concurso «Os Melhores Verdes 2022», uma iniciativa promovida pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV), a Aguardente Vínica XO de Alvarinho Dona Paterna foi galardoada com medalha de ouro, na categoria Aguardente de Vinho Verde.

A aguardente Dona Paterna XO é uma aguardente vínica, que resulta da destilação de vinhos da casta Alvarinho e com os cuidados que tal operação exige.

Assim como a aguardente Dona Paterna Velhíssima, também a Dona Paterna XO envelhece em cascos de carvalho, de diferentes origens e durante vários anos.

Apresenta-se de cor topázio, com aroma característico da madeira, dado o seu envelhecimento de anos em barricas de madeira, complexo e de sabor macio, estruturado e untuoso. O ex-libris da Dona Paterna neste segmento.

A PAIXÃO PELA VINHA LEVOU À CRIAÇÃO DA MARCA DONA PATERNA EM 1990

Localizada numa das mais importantes sub-regiões da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, a sub-região de Monção e Melgaço, a adega Dona Paterna situa-se, concretamente, no município mais a norte de Portugal, Melgaço, na Quinta da Carvalheira, no centro da freguesia de Paderne, uma região fortemente marcada pela cultura da vinha, nomeadamente da casta alvarinho, uma das castas brancas mais ilustres e considerada, por muitos, a melhor casta branca enxertada nas vinhas portuguesas.

O alvarinho Dona Paterna nasceu da paixão de Carlos Codesso que, inspirado pelo seu pai, Manuel Francisco Codesso, desde muito novo se interessou pela viticultura. Obstinado e incentivado pelo progenitor, em 1974, iniciou as primeiras plantações de alvarinho. O acumular de experiência, o contacto com a vinha, o cultivo de videiras, o explorar e conhecer o terroir e, por fim, a experiência na vinificação, foi a pedra-base para a criação, em 1990, da marca de vinho alvarinho Dona Paterna. «Foram das primeiras vinhas contínuas em Melgaço. Comecei a produzir vinho, como lavrador, na altura nas designadas adegas de garagem, e a participar em concursos de vinho, recebendo algumas distinções. Em 1990 decidi criar a marca Dona Paterna.», conta Carlos Codesso.

Esta relação entre o vinho e o terroir onde se insere, a sub-região Monção e Melgaço, o respeito pelo meio ambiente, bem como a aposta na tecnologia, permite hoje apresentar diferentes perfis de alvarinho Dona Paterna de elevada qualidade, entre vinhos, espumantes e aguardentes.

Capturargeladopater (1).JPG

VALENÇA É FORTALEZA DE CHOCOLATE

A Fortaleza de Chocolate está de regresso a Valença entre 1 e 6 de Dezembro

Durante seis dias a Fortaleza será o destino de eleição para saborear e sentir o chocolate de tantas formas.

314776558_528258719329614_3451765798613779066_n (2).jpg

Valença Fortaleza de Chocolate regressa num formato cheio de novidades, como feira / mostra dedicada à degustação e compra de produtos à base de chocolate e doçaria.

A feira contará com a presença de doceiros, pasteleiros, produtores de chocolate e chocolatiers portugueses e espanhóis.

O evento, este ano, vai desenvolver-se por seis pontos da Fortaleza, entre o Jardim das Amoreiras e Largo do Bom Jesus, na Coroada e a Praça da República, Rua da Oliveira, Largo do Governo Militar e Travessa do Hospital Militar, no Recinto Magistral, entre as 10h00 e as 20h00.

Para o Presidente da Câmara, José Manuel Carpinteira, a Fortaleza de Chocolate pretende-se posicionar como ”um evento dinamizador da atividade cultural e económica de Valença, numa época tão especial do ano, pegando num produto gastronómico emblemático e que tantas memórias traz a Valença e a toda a região”.

Fortaleza de Chocolate insere-se na programação de Natal promovida pela Câmara Municipal que arranca, em Valença, a 1 de dezembro e prolonga-se até às festividades dos Reis.

TERRAS DO GERÊS REALIZA CONCURSO DE MEL

Inscrições para o Concurso de Mel de 3 a 10 de novembro - XXIª edição da Feira Mostra de S. Martinho nas Terras do Gerês

No âmbito da XXIª edição da Feira Mostra de S. Martinho nas Terras do Gerês irá decorrer na Vila de Terras de Bouro, a 12 de novembro, mais uma edição do Concurso de Mel da Serra do Gerês, cujas inscrições decorrem de 3 a 10 de novembro.

A ficha de inscrição e o respectivo regulamento  estão disponíveis na página electrónica do município e nos serviços municipais da Divisão da Cultura.

Capturarmeltbour (31).JPG

MELGAÇO: VINHOS DONA PATERNA SUGEREM BOMBONS “MEDONHOS” E DE ALVARINHO PARA ESTE HALOWEEN

… acompanhados pelo vinho e aguardente que lhes dão a essência.

Com o Halloween mesmo à porta, os bombons de alvarinho Dona Paterna “vestiram-se” a preceito para celebrar a noite mais assustadora do ano. Com dois sabores, uns confecionados com Alvarinho Reserva Dona Paterna e outros com a Aguardente Bagaceira de alvarinho Dona Paterna, estas iguarias prometem deliciar os mais gulosos, mas também os apreciadores de alvarinho.

alvarinho-dona-paterna-vinhos (1).jpg

Os bombons estão decorados com imagens e elementos alusivos ao terror, como fantasmas e olhos, e o recheio tem sabor a fruta e alvarinho: os bombons de Alvarinho Reserva Dona Paterna têm recheio de essência de abacaxi e os de Aguardente Bagaceira sabor a morango. A cobertura de chocolate tem 64% de cacau, “para agradar a todos”, diz a produtora Elisangela Castro.

Apresentam-se agora com uma imagem temática, mas os bombons de alvarinho Dona Paterna nasceram em abril de 2022, de uma sinergia e colaboração com a pastelaria melgacense Sabor do Céu, pelas mãos de Elisangela Castro que afirma que “o resultado é um equilíbrio perfeito entre o doce e o azedo e com um sabor a alvarinho”, salientando que “tentamos sempre surpreender os nossos clientes. Os bombons de alvarinho Dona Paterna são um sucesso e quisemos, desta forma, mimar os nossos clientes com uns bombons temáticos para o Halloween”.

“Temos a certeza de que estes bombons vão marcar a diferença pela qualidade e pelo sabor autêntico.”, refere o produtor da Dona Paterna, Carlos Codesso, realçando a importância de criar sinergias com os produtores locais de forma a promover Melgaço: “É certo que o vinho alvarinho é um dos maiores ex-libris de Melgaço, da região, mas as pessoas gostam e devem ter outras sugestões. Aqui temos excelentes produtos, não só gastronómicos, como de turismo, desporto, natureza..., mas temos potencial para inovar e proporcionar novas experiências, e com o alvarinho conseguimos isso. No final, todos saímos a ganhar, porque se o território ganha, nós também.”

O produto encontra-se à venda, até dia 31 de outubro, na pastelaria da produtora, a Sabor do Céu, que se situa em Melgaço (Rua Dr. Augusto César Esteves – Melgaço, tlf +351 934 352 915) e, no fim de semana, no restaurante Tasquinha da Portela (Portela, Paderne, 4960-263 Melgaço, tlf +351 968 825 682).  A saber que os bombons de alvarinho Dona Paterna (confecionados com o Alvarinho Reserva) estão à venda diariamente nesta pastelaria e ainda no Solar do Alvarinho (Antigo Quartel dos Bombeiros Voluntários de Melgaço, Alameda Inês Negra 4960-561 Melgaço) e, ao fim de semana, na Tasquinha da Portela Restaurante.

A PAIXÃO PELA VINHA

Os alvarinhos Dona Paterna nasceram da paixão de Carlos Codesso que, inspirado pelo seu pai, Manuel Francisco Codesso, desde muito novo se interessou pela viticultura. Obstinado e incentivado pelo progenitor, em 1974, iniciou as primeiras plantações de alvarinho. O acumular de experiência, o contacto com a vinha, o cultivo de videiras, o explorar e conhecer o terroir e, por fim, a experiência na vinificação, foi a pedra-base para a criação, em 1990, da marca de vinho alvarinho Dona Paterna. «Foram das primeiras vinhas contínuas em Melgaço. Comecei a produzir vinho, como lavrador, na altura nas designadas adegas de garagem, e a participar em concursos de vinho, recebendo algumas distinções. Em 1990 decidi criar a marca Dona Paterna.», afirma Carlos Codesso.

Esta relação entre o vinho e o terroir onde se insere, a sub-região Monção e Melgaço, o respeito pelo meio ambiente, bem como a aposta na tecnologia, permite hoje apresentar diferentes perfis de alvarinho Dona Paterna de elevada qualidade, entre vinhos, espumantes e aguardentes.

bombons-de-alvarinho-dona-paterna-melgaco-halloween (4).jpg

bombons-de-alvarinho-dona-paterna-melgaco-halloween (3) (1).jpg

bombons-de-alvarinho-dona-paterna-melgaco-halloween (5) (5).jpg

bombons-de-alvarinho-dona-paterna-melgaco-halloween (2) (3).jpg

VIZELA NO “MINHO GASTRONÓMICO”

No seguimento da estratégia de consolidação da imagem e identidade do Concelho de Vizela como destino turístico privilegiado, a Câmara Municipal estará presente no conjunto de eventos designado como “Minho Gastronómico”, promovido pelo Consórcio Minho In, que por sua vez integra as Comunidades Intermunicipais do Ave, Cávado e Alto Minho. Este conjunto de eventos, de acesso livre, tem como objetivo principal reafirmar a riqueza gastronómica dos 24 municípios da região Minho.

Nos dias 7, 8 e 9 de outubro, em Viana do Castelo, estará em destaque a doçaria, nos dias 21, 22 e 23 de outubro, em Braga, será destacada a oferta gastronómica relacionada com o peixe, e nos dias 4, 5 e 6 de novembro, em Guimarães, o destaque vai para os pratos de carne e os caldos, havendo espaço para ações relacionadas com sustentabilidade e boas práticas rurais no que respeita à produção de bens alimentares.

O Bolinhol de Vizela será o principal produto a promover em Viana do Castelo e Braga, sendo que em Guimarães, o Concelho de Vizela estará representado por uma empresa vizelense dedicada à produção hortofrutícola certificada em agricultura biológica, com o devido apoio e acompanhamento por parte do Município.

Bolinholvizel (1).jpg

VILA VERDE: CABANELAS REALIZA FEIRA DA AGRICULTURA E DOÇARIA

AGRIDOCE: A Feira de Agricultura e Doçaria está de volta a Cabanelas

Este ano, a Feira de Agricultura e Doçaria em Cabanelas regressa em força com um programa repleto de múltiplas e variadas atividades, que antecipam um fim de semana de grande convívio e boa disposição.

A Agridoce decorre nos próximos dias 10 e 11 de setembro, no parque da igreja da freguesia, e prepara-se para estar no centro das atenções pela excelência dos produtos do campo e das atividades tradicionais.

A iniciativa é organizada pela Paróquia da S.ta Eulália de Cabanelas com o apoio da Junta de Freguesia de Cabanelas e integra a programação Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde.

305285793_5535904293191145_1812176144734731465_n.jpg

O PASTEL DE NATA NA GEOGRAFIA MÚLTIPLA DOS DESTINOS DOS EMIGRANTES PORTUGUESES

  • Crónica de Daniel Bastos

Uma das mais populares especialidades da doçaria portuguesa, os pastéis de nata, também muito conhecido por pastéis de Belém, um verdadeiro símbolo nacional aquém e além fonteiras, encontram-se fortemente implantados no seio das comunidades portuguesas espalhadas pelos quatro cantos do mundo.

Muitas são as pastelarias lusas disseminadas pela geografia da diáspora que ao longo das últimas décadas têm ampliado o sabor inconfundível do mais internacional bolo português, e que através do mesmo têm gerado uma das suas mais importantes fontes de receitas.

Em vários países europeus, que acolhem emigrantes portugueses, facilmente se encontram pastelarias onde se pode saborear a especialidade mais prestigiada da doçaria nacional. Em França, o país do mundo com o maior número de portugueses emigrados, a “Pastelaria Belém”, a “Comme à Lisbonne” ou a “Canelas”, são conhecidos espaços onde se pode comer pastéis de nata em Paris.

Pastelaria Belém.jpg

A Pastelaria Belém, no centro de Paris, é um dos espaços de referência na capital francesa onde se pode degustar um pastel de nata

Na rota do pastel de nata, entre os portugueses emigrados na Europa, encontram-se também, por exemplo, a “Pasteleria Lisboa”, na capital espanhola; a “Lisboa Patisserie”, na capital inglesa; a “Pâtisserie Garcia”, na capital belga; a “Pastel de Nata”, na capital norueguesa; a “Pastelaria A Galão”, na capital alemã; ou a “Nata Lisboa”, na capital austríaca.

O cenário de diversidade e qualidade deste genuíno cartão-de-visita da doçaria nacional nas comunidades lusas fora da Europa é idêntico. Desde a América do Norte, onde no Canadá, em Toronto, por exemplo, encontramos a “Nova Era Bakery” a “Caldense Bakery & Pastries” ou “Doce Minho Pastry And Bakery”; e nos Estados Unidos, a “Taunton Ave Bakery”, em East Providence, o “Portuguese Tasty Desserts” na Califórnia, a “Tia Maria's European Cafe", em New Bedford, ou a “Jordan's Bakery”, no Ironbound. Até ao maior país sul-americano, mormente no Brasil, onde a “Casa Mathilde”em São Paulo, ou aCasa das Natas Copacabana”, no Rio de Janeiro, são pontos afamados para degustar uma das maravilhas da doçaria portuguesa.

Nesta esteira, encontramos também, por exemplo, a “Lord Stow's Bakery”, em Macau, na China; o “Nata de Cristiano’s” em Tóquio, no Japão; o “Café Contienental”, em Moçambique; a “Sweet Belem Cake Boutique”, em Sydney, na Austrália; ou o “Nattas”, no Dubai.

Como destaca, o mestrando Chak Hoi Tong, na tese Pastel de Nata – Marco da Gastronomia de Macau, o “pastel é sem dúvida em Portugal um símbolo nacional, motivo de orgulho e representação da cultura portuguesa”, e encontra-se profusamente presente na geografia múltipla dos destinos dos emigrantes portugueses.

CONFEITARIA EM PALMELA ADOÇA A TRADIÇÃO VIANENSE

A Confeitaria S.Julião está localizada em Palmela e a sua filosofia baseia-se numa forte aposta na qualidade, inovação e promoção da doçaria regional. Uma das suas especialidades é a fogaça de Palmela em forma de coração de Viana. Mas, o coração de Viana – obra-prima da nossa ourivesaria tradicional – adquire outras formas graças à arte dos mestres confeiteiros palmelenses que lhes conferem um paladar doce e único.

286927588_10218298289843403_7952283790265741983_n.jpg

286392650_10218295722979233_5507625661384598728_n.jpg

Fogaça de Palmela em forma de coração de Viana

DONA PATERNA LANÇA BOMBONS COM ALVARINHO PARA CELEBRAR O REGRESSO DA FESTA DO ALVARINHO E DO FUMEIRO DE MELGAÇO

O certame acontece este fim de semana: dias 22, 23 e 24 de abril

Depois do sucesso dos ovos de chocolate da Páscoa o produtor de alvarinho Dona Paterna volta a inovar e a combinar sabor e tradição, desta vez para celebrar a Festa do Alvarinho e do Fumeiro, que arranca amanhã, 22 de abril, e acontece até domingo, 24 de abril, em Melgaço. A Dona Paterna marca presença no evento e convida os visitantes a passarem no seu stand para provarem os vinhos e os espumantes Dona Paterna, mas também os bombons de alvarinho, produzidos especialmente para a Festa, evento que será mais especial, já que esteve dois anos impedido de ser celebrado no formato in loco, devido à pandemia COVID-19.

novo-logo.png

«Queremos receber os visitantes, ansiosos, como todos nós, pelo regresso à normalidade da Festa do Alvarinho e do Fumeiro, com um miminho especial e que, de certa forma, divulga o nosso território e os produtos que temos. A junção do chocolate com vinho funciona perfeitamente e a nossa marca, em parceria com uma produtora de doces de Melgaço, Elisangela Castro, tem vindo a apostar em novas opções de sabores para que estes sejam mais um motivo para que visitem a nossa terra e mesmo para divulgação do território.», refere o produtor de alvarinho, Carlos Alberto Codesso.

A novidade gastronómica nasce das mãos de Elisangela Castro, da pastelaria melgacense Sabor do Céu. «Criei bombons com creme de limão aromatizados com o Alvarinho Dona Paterna. O resultado é fantástico: um equilíbrio perfeito entre o doce e o azedo e com um sabor a alvarinho.», sustenta Elisangela Castro. 

O produto estará também à venda na pastelaria da produtora, a Sabor do Céu, em Melgaço (contactos: Rua Dr. Augusto César Esteves - Melgaço, tlf +351 934 352 915) e integrará ainda a ementa do restaurante Tasquinha da Portela (Portela, Paderne, 4960-263 Melgaço), uma das referências do concelho de Melgaço e que tem também apostado em opções gastronómicas com ligação ao território e às suas tradições. «Queremos criar sinergias com os produtores locais. É certo que o vinho alvarinho é um dos maiores ex-libris de Melgaço, da região, mas as pessoas gostam e devem ter outras sugestões e aqui temos excelentes produtos, não só gastronómicos, como de turismo, desporto, natureza... No final, todos saímos a ganhar, porque se o nosso território ganha, nós também.», realça Carlos Codesso.

ALVARINHO DONA PATERNA 2021

O vinho Alvarinho Dona Paterna é um clássico. Um néctar cheio de delicadeza, frescura e mineralidade, com fruta branca delicada, citrinos, tons salinos e flores.

Ideal como aperitivo ou para acompanhar mariscos, pratos de peixe ou pratos de carnes de aves. Deve ser bebido entre 10-11ºC.

DONA PATERNA APRESENTA-SE NA FESTA COM A NOVA IMAGEM E TEM BRINDES PARA QUEM VISITAR O STAND

Este será também o primeiro evento em que a marca Dona Paterna se apresentará com a nova imagem: em fevereiro de 2022 a Dona Paterna passou por um processo de rebranding, apresentando agora um novo logótipo e uma nova identidade visual. Assim, para que o consumidor interiorize a nova identidade, serão oferecidos brindes durante a Festa do Alvarinho e do Fumeiro.

A NOVA IDENTIDADE

A aposta recaiu numa imagem renovada, moderna, leve, e forte, como forma de acompanhar e dar resposta às necessidades do público, mas também do setor, cada vez mais exigente e competitivo. O “brasão” que acompanhava a marca desde o nascimento, em 1990, «nunca será esquecido, porque é preciso honrar a história e a relação que foi criada com o nosso público ao longo destes cerca de 30 anos.», refere o produtor, Carlos Alberto Codesso.

O conceito surgiu pelo prazer de abrir uma garrafa de vinho alvarinho e o poder saborear com familiares e amigos em momentos de confraternização, de alegria e de amizade, privilegiando o foco na elegância, representada pela qualidade dos seus vinhos; na tradição histórica, recordando o mosteiro que deu origem ao nome; e o cuidado e requinte, que a marca tem no tratamento das uvas e em todo o processo que leva o vinho até a mesa do consumidor.

A nova imagem foi pensada com base na junção das letras “D” e “P”, as iniciais do nome Dona Paterna, resultando num monograma. A espiral em torno desse monograma simboliza o ato de abrir uma garrafa de vinho alvarinho, revelando e valorizando o movimento e a harmonia. «Transmite modernidade, mas mantém a nossa história e valores.», refere Carlos Alberto Codesso, contando que esta imagem teve ainda por base «a aposta em novos produtos, a médio-longo prazo».

bombons-alvarinho-dona-paterna-melgaco.jpg