Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIZELA MOSTRA TROFÉUS DO BOLINHOL

Troféus do Bolinhol de Vizela em exposição na montra da Loja Interativa de Turismo

No seguimento da eleição do Bolinhol de Vizela como uma das 7 Maravilhas dos Doces de Portugal, a Câmara Municipal tem os trofeus do Bolinhol em exposição na montra da Loja Interativa de Turismo, disponíveis para serem observados por todos os vizelenses.

trofeu1.jpg

Recorde-se que dos 907 doces apresentados a concurso a nível nacional, o Bolinhol de Vizela venceu a final distrital, tendo sido eleito como representante do distrito de braga. Passou depois a meia-final em Arcos de Valdevez, onde foram escolhidos os 14 finalistas. Foi depois eleito, no passado dia 7 de setembro, em Montemor-o-Velho como uma das 7 Maravilhas dos Doces de Portugal.

Estas vitórias têm uma enorme importância, que vai para além dos momentos de alegria que todos os vizelenses vivenciaram e que muito se orgulham.

Cumpre reiterar, que esta vitória, para além de reafirmar a identidade de um povo que, cada vez mais, sente que valeu a pena lutar pelo Concelho de Vizela, também homenageia todos aqueles que lutaram pela nossa autonomia, permite a promoção de Vizela, consolidando, desta forma, uma estratégia de dinamização do Concelho, assim como do comércio tradicional, em particular, dos que orgulhosamente vendem o nosso bolinhol, mas, também, de todos os comerciantes do ramo da restauração, que passam a ter mais um “trunfo” nas suas mesas.

Assim e como forma de agradecimento público a todos os Vizelenses que contribuíram para o sucesso desta vitória, a Câmara Municipal expõe os troféus do Bolinhol, na montra da Loja Interativa de Turismo, reiterando ter ficado, uma vez mais, demonstrada a força de Vizela e dos Vizelenses quando se unem por uma causa comum.

CHARUTOS DOS ARCOS ELEITOS UMA DAS "7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL®"

Os “CHARUTOS DOS ARCOS” foram eleitos uma das "7 Maravilhas Doces de Portugal”. Para o Município de Arcos de Valdevez e para os arcuenses é um orgulho ter o reconhecimento nacional dos Charutos dos Arcos, um dos nossos doces tradicionais emblemáticos.

charutos cartaz final (1).jpg

Depois da aldeia de Sistelo, foi a vez de a doçaria estar em destaque com a eleição dos deliciosos Charutos dos Arcos.

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, agradece à fantástica CLAQUE, a todos os arcuenses, comerciantes, associações e entidades parceiras pelo apoio e mobilização em torno da eleição do "CHARUTO DOS ARCOS", uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal, bem como a todos os Portugueses, que contribuíram para a obtenção desta DISTINÇÃO.

Esta eleição traz mais-valias para o concelho, atestando a qualidade da doçaria local e destaca-o a nível nacional naquilo que toca à gastronomia e turismo.

João Manuel Esteves reforça que “Esta iniciativa promove o nosso património, reforça a identidade e revitaliza a doçaria como “símbolo” nacional, sendo um estimulo à inovação e valorização dos produtos tradicionais e à dinamização económica e sociocultural dos territórios. Os doces representam a história e a tradição de cada território e são uma mostra do bom que temos e do bem que fazemos.”

A gala final realizou-se em Montemor-o-Velho com o apoio do Turismo do Centro e do Turismo de Portugal, e terminou com a revelação oficial dos 7 doces vencedores através de votação popular e em direto num programa transmitido pela RTP1 e RTP Internacional.

Nesta gala, foi homenageada, através da dança, a doçaria conventual, o papel da mulher na doçaria portuguesa e aquele que foi, numa altura em que os recursos eram poucos, o contributo popular para a nossa doçaria.

O Município de Arcos de Valdevez continuará a investir na promoção do seu território, da sua paisagem cultural e dos seus produtos locais, alavancando-se em mais esta importante distinção, e conta com todos para continuar a atrair mais-valias para o nosso turismo e economia locais.

7 Maravilhas Doces de Portugal_Gala Final.jpg

7 Maravilhas Doces de Portugal_vencedores.jpg

“ACEITAS-ME COMO TUA MARAVILHA?” SIM, ACEITO!

As Roscas de Monção é um dos doces premiados no concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”. Com esta distinção, Monção passa a ser o único concelho do país com a mesa toda premiada (sopa, vinho, prato principal e sobremesa) naquele concurso de âmbito nacional.

DSC_0884.JPG

As Roscas de Monção é um dos doces vencedores do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”. A finalíssima realizou-se em Montemor-o-Velho, sábado passado, 7 de setembro, com transmissão em direto na RTP 1 e RTP Internacional, ao longo do dia e noite.

Além das Roscas de Monção, a lista dos vencedores incluiu a Amêndoa Coberta de Moncorvo, Bolinhol de Vizela, Charutos dos Arcos, Crista de Galo, Folar de Olhão e Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho. A gala contou, mais uma vez, com apresentação de José Carlos Malato e Catarina Furtado.

Com esta distinção, Monção passa a ser o único concelho do país com a mesa toda premiada (sopa, vinho, prato principal e sobremesa). Desde o passado sábado, na nossa mesa, já não falta a sobremesa. Uma sensação única e orgulho desmedido para todos os monçanenses.

Em 2011, no concurso “7 Maravilhas da Gastronomia”, numa candidatura que englobou vários municípios da região, a votação popular elegeu o caldo verde como um dos vencedores. No ano passado, na final realizada em Albufeira, a Mesa de Monção, envolvendo o Cordeiro à Moda de Monção e o vinho Alvarinho, foi um dos sete distinguidos no Concurso “7 Maravilhas à Mesa”.

No passado sábado, em Montemor-o-Velho, recebemos o trofeu no concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”. Além de completarmos a mesa, este prémio deixa um sabor adocicado em todos os monçanenses e presta uma homenagem merecida a gerações de “rosqueiras” que, durante décadas, confecionavam e vendiam o doce mais típico de Monção na feira semanal, festas e romarias.

DSC_0906.JPG

“Motivo de grande alegria e orgulho para todos os monçanenses”

O anúncio de Roscas de Monção como um dos doces vencedores foi feito por Catarina Furtado. De imediato, soltou-se um “grito” de júbilo e entusiasmo com a nossa claque a traduzir, no palco do acontecimento, o grande contentamento de milhares de monçanenses pregados aos ecrãs da televisão e do computador.

Na última votação do público, estávamos em sétimo lugar. A apreensão e incerteza eram grandes porque, a qualquer momento, podíamos sair dos lugares elegíveis. Tínhamos à perna, as “Barrigas de Freira”, de Arouca, e, principalmente, o “Pastel de Tentúgal”, que jogava em casa.

Como Deu-la-Deu Martins, resistimos e vencemos. Os monçanenses sentiram essa perigosa aproximação e mostraram a força e bairrismo que nos distingue. A vitória é coletiva. Não é de um, dois ou três. Pertence a todos. Os monçanenses estão de parabéns pela conquista desta distinção maravilhosa da nossa doçaria. 

Visivelmente emocionado, António Barbosa, disse que este prémio é motivo de grande alegria e orgulho para todos os monçanenses, demonstrando a qualidade dos nossos produtos endógenos, o bairrismo da nossa gente e a vontade de afirmação de Monção no território nacional.

“Conseguimos. A mesa está completa. Temos de aproveitar esta vantagem, só nossa, para projetarmos, ainda mais, o nome de Monção. Abriu-se mais uma janela de oportunidade que, com toda a certeza, vamos agarrar para promover o nosso concelho” adiantou.

DSC_0918.JPG

No inicio, eram 907 candidaturas. No final, venceram 7. E as Roscas de Monção estão lá.

O concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” recebeu 907 candidaturas, tendo um painel de especialistas votado, por duas vezes, nos melhores doces do nosso país, reduzindo a listagem para 140. Um total de 7 doces por distrito e regiões autónomas que avançaram para votação do público.

Durante os meses de julho e agosto, realizaram-se 20 programas de daytime, um em cada distrito com emissão em direto pela RTP, tendo sido selecionado um pré-finalista por distrito. As Roscas de Monção participaram na eliminatória de Viana do Castelo, no dia 2 de julho, ficando em segundo lugar.

Esta posição permitiu ao nosso doce a presença numa gala de apuramento dos segundos classificados, em Miranda do Corvo. Entre 14 concorrentes, ficamos nos 7 primeiros, ganhando lugar na semifinal realizada em Arcos de Valdevez. Na localidade vizinha, conseguimos a passagem à final, em Montemor-o-Velho, onde fomos um dos 7 doces vencedores.

Roscas Monção.JPG

“ROSCAS DE MONÇÃO” NA FINAL DO CONCURSO “7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL”

A final do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” decorre este sábado, 7 de setembro, em Montemor-o-Velho, com transmissão televisiva na RTP 1, a partir das 9h30. Na gala, apresentada por José Carlos Malato e Catarina Furtado, estão presentes 14 doces finalistas, sendo 7 considerados vencedores através de votação telefónica.

68738593_3014369408636338_8855535571448102912_o.jpg

As “Roscas de Monção” são um dos doces finalistas, realizando-se, desde o passado domingo, dia em que abriram as votações telefónicas, algumas ações de promoção junto do público. O objetivo é conseguir votos suficientes para que as “Roscas de Monção” sejam um Doce Maravilha de Portugal.

No domingo, na prova “Socalcos Trail Adventure”, que decorreu nas freguesias de Merufe e Sistelo, no âmbito da Feira Tradicional da Portela de Alvite, os participantes foram presenteados com este doce caraterístico do concelho de Monção no final da prova.

O melhor suplemento depois de uma prova muito desgastante, em termos físicos, e bastante agradável, devido à beleza dos percursos. Perto de 800 participantes, oriundos de diferentes locais de Portugal e Espanha, tiveram o privilégio de correr num local extraordinário e saborear um doce maravilhoso.

Durante a semana, a Adega Cooperativa de Monção está a preparar a próxima vindima, recebendo as marcações dos associados para a entrega das uvas. No local, duas funcionárias da autarquia, entregam um flyer das Roscas de Monção e solicitam o respetivo apoio ao doce mais característico do concelho.

Na quinta-feira, dia de feira semanal, está pensada uma ação semelhante junto dos feirantes e frequentados daquele espaço. Situação que já decorreu no passado dia 22 de agosto, com sucesso, quando as “Roscas de Monção” tinham pela frente a semifinal, nos Arcos de Valdevez.

Além de outdoors e presença forte na rede social, estão ainda pensadas três chamadas telefónicas coletivas. Hoje, no Centro Cultural do Vale do Mouro, em Tangil. Na quarta-feira, no Pavilhão Desportivo da EB 1, em Pias. Na quinta-feira, no Cine Teatro João Verde, na sede do concelho. Todas as ações de apoio têm inicio às 19h07.

MONÇÃO PREPARA "CHAMADA COLETIVA" DE APOIO À CANDIDATURA DAS ROSCAS A MARAVILHA DOCE DE PORTUGAL

Chamada Coletiva de Apoio às “Roscas de Monção”: 5 de setembro, quinta-feira, pelas 19h07, no Cine Teatro João Verde.

O doce “Roscas de Monção” é um dos finalistas do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, participando na gala final que decorrerá no dia 7 de setembro, sábado, em Montemor-o-Velho. Nesta gala, serão escolhidos 7 doces vencedores num total de 14 participantes.

68738593_3014369408636338_8855535571448102912_o.jpg

No decorrer desta semana, vamos realizar três ações promocionais das “Roscas de Monção”, consistindo em chamadas telefónicas coletivas de apoio ao doce mais característico do concelho de Monção. No dia 3 de setembro, terça-feira, pelas 19h07, no Centro Cultural do Vale do Mouro. No dia 4 de setembro, quarta-feira, pelas 19h07, no Pavilhão Desportivo da EB1 de Pias. No dia 5 de setembro, quinta-feira, pelas 19h07, no Cine Teatro João Verde.

MONÇÃO PREPARA "CHAMADA COLETIVA" DE APOIO À CANDIDATURA DAS ROSCAS A MARAVILHA DOCE DE PORTUGAL

Chamada Coletiva de Apoio às “Roscas de Monção”: 5 de setembro, quinta-feira, pelas 19h07, no Cine Teatro João Verde.

O doce “Roscas de Monção” é um dos finalistas do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, participando na gala final que decorrerá no dia 7 de setembro, sábado, em Montemor-o-Velho. Nesta gala, serão escolhidos 7 doces vencedores num total de 14 participantes.

68738593_3014369408636338_8855535571448102912_o.jpg

No decorrer desta semana, vamos realizar três ações promocionais das “Roscas de Monção”, consistindo em chamadas telefónicas coletivas de apoio ao doce mais característico do concelho de Monção. No dia 3 de setembro, terça-feira, pelas 19h07, no Centro Cultural do Vale do Mouro. No dia 4 de setembro, quarta-feira, pelas 19h07, no Pavilhão Desportivo da EB1 de Pias. No dia 5 de setembro, quinta-feira, pelas 19h07, no Cine Teatro João Verde.

“CHARUTOS DOS ARCOS” NA FINAL DAS 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL

Arcos de Valdevez é Finalista do Concurso 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL”.

Os “CHARUTOS DOS ARCOS”, eleitos anteriormente o melhor doce do Alto Minho, passaram à Final do concurso "7 Maravilhas Doces de Portugal”. Para o Município de Arcos de Valdevez e para os arcuenses é um orgulho ter o reconhecimento nacional de Arcos de Valdevez e da sua doçaria.

charutsarcos (1).png

A FINAL está marcada para 7 de setembro de 2019, em Montemor-o-Velho, às 21h45, onde serão eleitas as 7 Maravilhas Doces de Portugal, numa transmissão em direto da RTP 1 e da RTP Internacional.

A votação nesta fantástica iguaria arcuense é possível entre o dia 01 de setembro (a partir das 17h) e o dia 07 de setembro, ligando para o efeito o número de telefone 760 107 003.

Os “CHARUTOS DOS ARCOS” são apadrinhados pelo escritor Jacinto Lucas Pires, familiarmente ligado a Arcos de Valdevez, também ele um apreciador da gastronomia e sobretudo da doçaria tradicional do concelho.

Para o Presidente da Câmara Municipal “Esta iniciativa promove o nosso património, reforça a identidade e revitaliza a doçaria como “símbolo” nacional, sendo um estimulo à inovação e valorização dos produtos tradicionais e à dinamização económica e sociocultural dos territórios. Os doces representam a história e a tradição de cada território e são uma mostra do bom quem temos e do bem que fazemos.”

João Esteves solicita “o apoio de todos para eleger os “CHARUTOS DOS ARCOS” como uma das 7 Maravilhas de Portugal”.

Vamos todos VOTAR em “ARCOS DE VALDEVEZ”

Vamos todos VOTAR nos “CHARUTOS DOS ARCOS”

LIGUE 760 107 003

charutsarcos (2).png

“CHARUTOS DOS ARCOS” NA FINAL DAS 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL

Arcos de Valdevez foi palco de um grande espetáculo, a Gala das 7 Maravilhas Doces de Portugal, onde os “Charutos dos Arcos”, eleitos anteriormente o melhor doce do Alto Minho, passaram à Final do concurso "7 Maravilhas Doces de Portugal”.

Charuto_Final_1.jpg

O Presidente da Câmara Municipal agradeceu a todos os arcuenses, associações e entidades parceiras pelo apoio e mobilização em torno desta iniciativa, bem como a todos os Portugueses, que contribuíram para que esta eleição se tivesse concretizado, tendo deixado uma mensagem "Estamos na Final das 7 Maravilhas Doces de Portugal. Muito Obrigado a Todos. Continuamos a contar convosco. Arcos de Valdevez onde Portugal se Fez, Faz e Fará."

Para o Município de Arcos de Valdevez e para os arcuenses é um orgulho ver o reconhecimento de Arcos de Valdevez e da sua doçaria, o Charuto dos Arcos, a que se juntam muitas outras iguarias, de qualidade e sabores únicos.

O Autarca felicitou a RTP 1, a empresa 7 Maravilhas e as demais entidades associadas, pela iniciativa “7 Maravilhas Doces de Portugal” e pelo seu contributo na promoção e valorização dos territórios, da sua cultura, gastronomia e doçaria tradicional. Salientou ainda, a parceria com o Turismo Porto e Norte de Portugal, pelo apoio na promoção dos territórios e dos seus produtos endógenos em toda a região Norte.

João Esteves referiu “os doces representam a história e a tradição de cada território e são uma mostra do bom quem temos e do bem que fazemos. Ajudam e ajudarão ainda mais a economia e o turismo, contribuindo para o aumento do emprego e rendimento e a fixação e atração de pessoas para as nossas terras”.

A final das “7 Maravilhas Doces de Portugal” está marcada para 7 de setembro de 2019 em Montemor-o-Velho, onde serão eleitas as 7 Maravilhas Doces de Portugal.

O Autarca solicita “o apoio de todos para eleger os “Charutos dos arcos” como uma das 7 Maravilhas”.

Charuto_Final_2.jpg

ROSCAS DE MONÇÃO NA FINAL DO CONCURSO “7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL”

O doce Roscas de Monção está na final do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, sendo um dos sete doces apurados na gala da semifinal realizada, no sábado passado, em Arcos de Valdevez, com apresentação de Catarina Furtado e José Carlos Malato. 

roscasmonçao (4).JPG

Além do doce mais típico do nosso concelho, passaram à final do concurso a Amêndoa Coberta de Moncorvo IGP, Barrigas de Freira, Bolinhol de Vizela, Charutos dos Arcos, Crista de Galo, e Mel Biológico do Parque Natural de Montesinho. As Roscas de Monção são o único representante da região do Vale do Minho.

A estes 7 finalistas, vão juntar-se mais 7 que serão apurados na semifinal de Ferreira do Zêzere, a realizar no dia 31 de agosto, sábado. Os 14 finalistas disputam o concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, no dia 7 de setembro, sábado, em Montemor-o-Velho.  

Assim que Catarina Furtado anunciou a passagem das Roscas de Monção, a comitiva de monçanenses presente no local largou um estrondoso sentimento de alegria, cantando, com entusiasmo, o hino de Monção com acompanhamento dos Monção Brass e do Grupo de Bombos de Pias.

Depois de horas de incerteza, tinha chegado o momento da confirmação. Um misto de alívio e satisfação. Bem evidente nos semblantes felizes e sorrisos rasgados dos monçanenses. Repetição do que havia acontecido, há quase um ano, na semifinal de Lagoa, Algarve, com o Cordeiro à Moda de Monção, a nossa “Foda”.

“Tenho a sorte de ser líder de uma grande equipa que se chama Monção”

No final do programa, António Barbosa, em declarações à Rádio Vale do Minho, disse que estar na final é uma grande alegria e um orgulho para todos os monçanenses, demonstrando a qualidade dos nossos produtos endógenos e o bairrismo da nossa gente.

Muito emocionado, António Barbosa, lembrou que “as vitórias não se conseguem isoladamente” sublinhando: “Tenho a sorte de ser líder de uma grande equipa que se chama Monção”. Agora, adiantou, “vamos trabalhar ainda com mais força para que tenhamos uma grande mobilização até à final”.

O concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” recebeu 907 candidaturas, tendo um painel de especialistas votado, por duas vezes, nos melhores doces do nosso país, reduzindo a listagem para 140. Um total de 7 doces por distrito e regiões autónomas que avançaram para votação do público.

Durante os meses de julho e agosto, realizaram-se 20 programas de daytime, um em cada distrito com emissão em direto pela RTP, tendo sido selecionado um pré-finalista por distrito. As Roscas de Monção participaram na eliminatória de Viana do Castelo, no dia 2 de julho, ficando em segundo lugar.

Esta posição permitiu ao nosso doce a presença numa gala de apuramento dos segundos classificados, em Miranda do Corvo. Entre 14 concorrentes, ficamos nos 7 primeiros, ganhando lugar na semifinal realizada em Arcos de Valdevez, onde conseguimos a passagem à final, em Montemor-o-Velho, no dia 7 de setembro.

Vamos fazer das Roscas de Monção uma das “7 Maravilhas Doces de Portugal”. Contamos com todos. O vosso apoio é importante.

roscasmonçao (1).jpg

roscasmonçao (2).JPG

roscasmonçao (3).JPG

VIZELA LEVA BOLINHOL À FINAL DAS 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL

Vizela e os Vizelenses estão de parabéns: O Bolinhol de Vizela está na final das 7 Maravilhas dos Doces.

A já longa caminhada e as sucessivas vitórias, tal como a presença na final, têm uma enorme importância, que vai para além dos momentos de alegria que todos os vizelenses vivenciaram e que muito se orgulham.

IMG_9863.jpg

Em primeiro lugar, porque reafirma a identidade de um povo que, cada vez mais, sente (contrariamente a um passado recente) que valeu a pena lutar pelo Concelho de Vizela, homenageando, desta forma, todos aqueles que lutaram pela nossa autonomia e, em primeira instância permitiram tudo isto.

Em segundo lugar, porque este é um meio de promover Vizela, consolidando, desta forma, uma estratégia de dinamização do Concelho, essencialmente para criar Vizela como destino turístico.

Em terceiro lugar, porque promove o comércio tradicional, em particular os que orgulhosamente vendem o nosso bolinhol, mas também todos os comerciantes do ramo da restauração, que passam a ter mais um “trunfo” nas suas mesas.

Assim sendo, a Câmara Municipal de Vizela agradece a todos aqueles que se envolveram neste projeto e acreditaram desde a primeira hora no seu sucesso, assim como a todos os vizelenses que apoiam de forma incansável o Bolinhol de Vizela.

Obrigado Vizela!

CHEF MICHELIN ELOGIOU FOLAR LIMIANO

O mais recente Chef galardoado com Estrela Michelin, (esse cobiçado prémio mundial atribuído aos melhores cozinheiros), António Loureiro, deslocou-se mais uma vez a Ponte de Lima para apreciar produtos locais.

22082019-1 (1).jpg

Agora, foi a análise do Folar Limiano, essa preciosa “ jóia” de pastelaria salgada, que começou a ser produzida na Páscoa de 2016, pelo Chef pasteleiro Vítor Lima, na Casa do Folar Limiano, situada na urbanização da Baldrufa, próximo do cruzamento da Ponte Senhora da Guia.

Trata-se de uma Bola de carnes, de formato redondo, confecionada á base de produtos locais como os enchidos, destacando-se o lombo do cachaço e vinha de alhos, cuja massa de textura macia é húmida, molhada com vinho Loureiro, ficando a levedar durante 24 horas, de forma a atingir o “ padrão de excelência” sublinhou o produtor.

António Loureiro, salientou o tamanho médio escolhido pelo fabricante para o Folar Limiano, para além do recheio que lhe concebeu um sabor elevado entre os similares, pelo recurso aos produtos endógenos selecionados e o ponto de cozedura!

Quanto á sua penetração no mercado, o comerciante referiu a sua elevada procura fóra de Ponte de Lima, a nível nacional e internacional. Neste capítulo, a sua qualidade foi testada por ocasião de Feiras do sector agroalimentar de referência, como as de Nanterre (Paris) e Cennon em França, e na de Bruxelas “ O Melhor de Portugal”.

Mais longe, levado como recordação, e já com algumas encomendas via correio expresso, o Folar Limiano chega já a consumidores dos Estados Unidos da América, Canadá, Austrália e Angola. Na comunidade luso – portuguesa espalhada pela Europa, elencamos a Espanha, França, Alemanha e Andorra, como principais origens de encomendas.

Uma embalagem especial para a exportação, onde a garantia de durabilidade do produto esteve na base da sua concepção, assim como uma película para o envolver, mereceram há meses atrás o apoio de Bruxelas, através de representante da Agência Executiva para as Pequenas e Médias Empresas / Área do Ambiente e Recursos Eco – Inovação, num evento realizado no Parlamento Europeu.

Tito Morais / https://www.luso.eu/

MINHOTOS APOIAM CANDIDATURA DAS ROSCAS DE MONÇÃO A MARAVILHA DOCE DE PORTUGAL

Chamada coletiva de apoio às Roscas de Monção, no Cine Teatro João Verde. Hoje, sexta-feira, pelas 19h07, no Cine Teatro João Verde

As Roscas de Monção são pré-finalistas do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, participando na gala da meia-final que decorrerá no dia 24 de agosto, sábado, a partir das 21h00, no Parque da Ponte Nova, em Arcos de Valdevez. Nesta gala, participam 14 doces, passando 7 à final.

chamada coletiva CTJV.jpg

Hoje, sexta-feira, pelas 19h07, no Cine Teatro João Verde, vamos promover uma iniciativa de apoio do nosso doce que consiste na realização de uma chamada telefónica coletiva e na criação do número de apoio pelo público presente naquele equipamento cultural.

Desta forma, vimos convidar todos os minhotos a participar nesta ação de apoio às Roscas de Monção, um doce feito com amor e carinho pelas “Rosqueiras” do nosso concelho que revela muito daquilo que distingue os monçanenses enquanto povo: acolhedores, empreendedores, saudosistas e apaixonados pela sua terra.

Todos juntos, vamos levar as Roscas de Monção à final do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”.

ROSCAS DE MONÇÃO ESTÃO NA SEMIFINAL DO CONCURSO “7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL”

Gala realiza-se este sábado, 24 de agosto, a partir das 21h00, no Parque da Ponte Nova, em Arcos de Valdevez.

Após apuramento na gala realizada ontem, em Miranda do Corvo, as Roscas de Monção passaram a pré-finalistas do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, participando na gala da meia-final que decorrerá no dia 24 de agosto, sábado, a partir das 21h00, no Parque da Ponte Nova, em Arcos de Valdevez.

Foto-Roscas2.jpg

As votações telefónicas abriram hoje às 10h00, terminando durante a gala da meia-final. Dos 14 participantes, passam 7 à final. As Roscas de Monção, um doce feito com amor e carinho pelas “Rosqueiras” da nossa terra, revela muito daquilo que distingue os monçanenses enquanto povo: acolhedores, saudosistas, empreendedores e apaixonados pela sua terra.

Durante o dia de hoje, duas funcionárias do Município de Monção estiveram na feira semanal, distribuindo um flyer promocional das Roscas de Monção e apelando ao voto no nosso doce. A receção foi calorosa e participativa. Expressamos um agradecimento sentido a todos que contribuíram para que as “Roscas de Monção” sejam consideradas um Doce Maravilha de Portugal.

Para a gala da semifinal, o Município de Monção vai disponibilizar um autocarro para quem pretende deslocar-se a Arcos de Valdevez apoiar o nosso doce. As inscrições, gratuitas e com número limitado a 30 lugares, devem ser efetuadas, presencialmente, na Câmara Municipal de Monção, até às 13h00 de sexta-feira.

Esta sexta-feira, pelas 19h05, no Cine Teatro João Verde, vai realizar-se uma ação promocional da candidatura, a qual consiste na realização de uma chamada telefónica coletiva e na criação do número de apoio (760 107 005) pelo público presente naquele equipamento cultural.

Vamos fazer das Roscas de Monção uma das “7 Maravilhas Doces de Portugal”. Contamos com todos. O vosso apoio é importante.

ROSCAS DE MONÇÃO

Preparada a massa com farinha triga e água, ao qual se junta manteiga, açafrão, fermento, sal e açúcar, fica a levedar durante duas horas. Depois, as mãos das doceiras moldam as roscas que são colocadas em tabuleiros e polvilhadas de farinha triga para não "apegar".

Posteriormente, vai ao forno de lenha, com porta sempre aberta, até apresentar um aspeto alourado, sendo “adornadas” com açúcar refinado. Com sabor inconfundível e textura única, é o doce perfeito para acompanhar um Alvarinho elegante e aromático. 

A confeção das Roscas de Monção, parte integrante do rico património gastronómico local, tem passado de geração em geração, estando, desde sempre, associada à celebração de romarias e a ambientes festivos, realizados no concelho de Monção.

Nos últimos tempos, fruto da grande procura deste doce caraterístico da nossa terra, as Roscas de Monção, como os papudos, têm sido preparadas para serem comercializadas na feira semanal da localidade, todas as quintas-feiras. As “Rosqueiras” apresentam esta doçaria sobre belos panos de linho, em grandes cestos de vime, vendendo-a à unidade ou em grupos de meia ou uma dúzia.

7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL: GALA DA MEIA FINAL EM ARCOS DE VALDEVEZ A 24 DE AGOSTO DE 2019

Arcos de Valdevez recebe no próximo dia 24 de agosto a Gala da Meia-Final das 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL, numa transmissão da RTP a partir das 21h00.

CHARUTOS 880X280.jpg

Os “Charutos dos Arcos” vencerem a final do distrito, sendo eleitos o melhor doce do Alto Minho, estando agora na corrida para a final do Concurso, a realizar a 7 de setembro.

A votação nesta fantástica iguaria arcuense é possível entre os dias 22 e 24 de agosto, usando para o efeito o numero telefónico 760 107 003.

Os “Charutos de Ovos dos ARCOS” são apadrinhados pelo escritor Jacinto Lucas Pires, familiarmente ligado a Arcos de Valdevez, também ele um apreciador da gastronomia e sobretudo da doçaria tradicional do concelho.

Esta iniciativa promove o património, reforça a identidade e revitaliza a doçaria como “símbolo” nacional, sendo um estimulo à inovação e valorização dos produtos tradicionais e à dinamização económica e sociocultural dos territórios.

gala.png

CONCURSO 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL FAZ GALA EM ARCOS DE VALDEVEZ

Arcos de Valdevez acolhe primeira gala meia final do concurso 7 Maravilhas Doces de Portugal®. Iniciativa conta com o apoio institucional do Turismo do Porto e Norte

O Município de Arcos de Valdevez acolhe no próximo sábado, dia 24 de agosto, a Gala Meia-Final das 7 Maravilhas Doces de Portugal®. Uma iniciativa que conta com o apoio institucional do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) e que procura valorizar o que de melhor se faz na gastronomia doceira da região. “Esta é mais uma prova do muito que a região do Porto e Norte de Portugal tem para oferecer não só ao nível dos destinos turísticos, como também no que à gastronomia diz respeito, nomeadamente a doceira”, salienta Luís Pedro Martins, presidente da TPNP.

20190314_GONCALO VILLAVERDE_096.JPG

Ao logo dos últimos meses um Painel de Especialistas avaliou e provou centenas de propostas candidatas a representar o distrito nas galas finais. De todos os candidatos foram escolhidos sete representantes por cada distrito ou região autónoma que foram posteriormente colocados a votação do público português.

Das propostas colocadas à escolha do público foram eleitos 28 pré-finalistas que serão agora divididos por duas meias finais. A primeira destas eliminatórias realiza-se já no próximo sábado a partir das 21 horas.

“É um orgulho atestar a qualidade da gastronomia da nossa região e perceber que ainda há muito para explorar na oferta que temos para quem nos visita”, refere Luís Pedro Martins. Para o presidente da TPNP, a eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal® ”tem o condão de nos despertar para uma realidade que pode e deve ser promovida juntamente com o que de melhor temos para oferecer ao nível do turismo na região do Porto e Norte”. “É um menu completo: destinos turísticos deslumbrantes, pratos regionais inesquecíveis e uma doçaria de comer e chorar por mais”, assegura.

home_melhores-doces.jpg

RTP VAI A BRAGA ESCOLHER AS "7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL"... E ENTRE AS DELÍCIAS ESTÃO OS BARQUILHERES DE VIEIRA DO MINHO!

Barquilheres estão entre os semi-finalistas “ 7 Maravilhas Doces de Portugal”

A RTP vai estar na cidade de Braga na próxima quinta-feira, 15 de agosto, para emitir e apresentar os doces semi-finalistas do distrito de Braga, entre eles os Barquilheres de Vieira do Minho.

IMG_20190708_154812.jpg

A emissão vai contar com os apresentadores Jorge Gabriel, Joana Teles e Inês Carranca, sendo transmitida entre as 10h00 e as 13h00, e retomada das 14h20 às 17h30.

Recorde-se que há sete doces do distrito de Braga entre os nomeados para as “7 Maravilhas Doces de Portugal”, nomeadamente,  os Barquilheres de Vieira do Minho.

O Município de Vieira do Minho lembra que para ajudar os Barquilheres a passar à final das 7 Maravilhas Doces de Portugal, pode votar através do 760 107 127.

Refira-se que este doce é apadrinhado por Júlio Machado Vaz, um apreciador desta iguaria e um visitante assíduo desta terra.

QUEIJADINHAS DE BARCELOS ESTÃO NA PRÉ-FINAL DAS "7 MARAVILHAS DE PORTUGAL"

Queijadinhas de Barcelos pré-finalista das "7 Maravilhas Doces de Portugal"

A RTP vai estar na cidade de Braga na próxima quinta-feira, 15 de agosto, para emitir e apresentar os doces semi-finalistas do distrito de Braga, entre eles as Queijadinhas de Barcelos.

CapturarQUEIBARC.PNG

A emissão vai contar com os apresentadores Jorge Gabriel, Joana Teles e Inês Carranca, sendo transmitida entre as 10h00 e as 13h00, e retomada das 14h20 às 17h30.

Recorde-se que há sete doces do distrito de Braga entre os nomeados para as “7 Maravilhas Doces de Portugal”, nomeadamente as Queijadinhas de Barcelos, o Pudim Abade de Priscos, as Tortas de Guimarães, o Bolinhol de Vizela, os Beneditinos de S. Bento de Terras de Bouro, as Barquilheres de Vieira do Minho e as Clarinhas de Esposende.

Para ajudar as Queijadinhas de Barcelos passar à final das 7 Maravilhas Doces de Portugal, pode votar através do 760 107 132.

MONÇÃO REALIZA IV FESTA DA ROSCA E DO PAPUDO

Além das roscas tradicionais, certame, marcado para domingo, 21 de julho, apresenta roscas feitas à fase de Alvarinho e canela.

Rosca 01.jpg

A IV Festa da Rosca e do Papudo realiza-se no dia 21 de julho, domingo, na Praça Nossa Senhora dos Milagres, em Cambeses,visando a divulgação, promoção e comercialização daquele produto típico da doçaria local que, recentemente, participou no concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, tendo ficado em segundo lugar na eliminatória distrital.

Além de provas de vinhos dos rótulos produzidos na freguesia (Cortinha Velha, Milacrus e Trinta Raios), a IV Festa da Rosca e do Papudo, com sessão de abertura marcada para as 10h30, engloba atuação de bombos, workshop sobre a rosca e o papudo, e criação de logotipo humano da rosca.

O programa prevê ainda a apresentação da mascote, do projeto de Requalificação Urbanística da Praça dos Milagres, da peça de teatro “Mãos de Açúcar”, da autoria da Associação Filarmónica Milagrense, bem como atuações dos grupos “Os Teimosos” e “Alma de Fado”.

Nos cestos e tabuleiros, junto às roscas tradicionais, os munícipes e visitantes poderão deliciar-se com roscas feitas à base de Alvarinho e canela. Duas confeções com grande expressividade nos últimos anos, proporcionando uma maior oferta deste doce típico do concelho de Monção.

Rosca 02.jpg

De geração em geração com muito amor.

A preparação das roscas e papudos acompanha o andar do tempo, passando de geração em geração. A massa é feita com farinha triga e água, à qual se junta manteiga, açafrão, fermento, sal e açúcar, ficando a levedar durante duas a três horas.

Passo seguinte, as mãos experientes das doceiras moldam as roscas e os papudos, sendo colocados em tabuleiros polvilhados de farinha triga para não "apegar". Vai ao forno de lenha, com porta sempre aberta, até alourar. No final, levam cobertura de açúcar refinado.

Nos últimos tempos, tem havido algumas inovações no processo de confeção, apresentando-se roscas feitas à fase de Alvarinho e canela. Nos dias festivos e à quinta-feira, dia da feira semanal, verifica-se a presença de várias “rosqueiras” nas ruas de Monção, comercializando esta doçaria caraterística do nosso concelho. 

cartaz (3).jpg

TERRAS DE BOURO INAUGURA TELA PROMOCIONAL DA PENEDA-GERÊS NO AEROPORTO SÁ CARNEIRO

Inauguração da tela promocional do Parque Nacional da Peneda-Gerês no  Aeroporto Sá Carneiro

No dia 12 de julho, autarcas, empresários turísticos de Terras de Bouro e a Associação Gerês Viver Turismo, deslocaram-se ao aeroporto Sá Carneiro, no Porto, para assistir e participar no evento de inauguração da tela promocional do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

20190712_102548-01.jpeg

Sublinhe-se a importância desta promoção do único parque nacional do nosso país, naquela que é o “maior porta de entrada” de fluxo de turistas na zona norte de Portugal e que estará em destaque neste local  até meados de setembro.

O ato ficou marcado pela intervenções do Presidente do Porto e Norte e dos Presidentes dos Municípios do PNPG, além do Diretor do Aeroporto.

O Município de Terras de Bouro, para além de material turístico promocional do concelho, apresentou também  o doce  “Beneditinos de S. Bento,” que  está na final distrital de Braga das 7 Maravilhas dos Doces de Portugal e os Pastéis de Sta. Eufémia.

20190712_103404-01.jpeg

20190712_103408-01.jpeg

20190712_103511-01.jpeg

20190712_104607.jpg

20190712_105236.jpg

20190712_105408.jpg

20190712_105546.jpg

20190712_113614.jpg

20190712_113638(0).jpg