Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO APRESENTA OBRA SOBRE ILUSTRADORES PORTUGUESES

“Ilustradores Portugueses na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo: 2014-2021” apresentado na 41ª Feira do Livro

No âmbito da 41ª Feira do Livro de Viana do Castelo, foi apresentado o livro o “Ilustradores Portugueses na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo: 2014-2021”, compilação que reúne 15 ilustradores que, entre 2014 e 2021, participaram com exposições na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, no âmbito de um ciclo de ilustração que contou com direção artística de Tiago Manuel.

ABELO3174_ilustres_portugueses.jpg

O ciclo de exposições temáticas sobre a obra gráfica de artistas ligados à edição do livro e à imprensa nacional e estrangeira ou ainda à publicidade cultural de entidades institucionais foi promovido, ao longo dos últimos sete anos, no equipamento cultural vianense. Este livro reúne, assim, a obra gráfica editada em livros, revistas, jornais e objetos, naquela que se assume como uma publicação enriquecedora para a cultura vianense e nacional, num projeto editorial de Rui A. Faria Viana.

O livro agora editado pela Câmara Municipal é, por isso, uma homenagem aos artistas portugueses que participaram neste ciclo e apresenta-se igualmente como um instrumento de estudo e de trabalho.

A publicação está disponível para compra na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.

ABELO3187_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3196_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3237_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3018_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3038_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3070_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3097_ilustres_portugueses.jpg

ABELO3152_ilustres_portugueses.jpg

ALUNOS DE ESPOSENDE PREMIADOS NO CONCURSO DE DESENHO INFANTIL DA FUNDAÇÃO MOA

O Centro de Educação Ambiental de Esposende foi palco da entrega dos prémios aos alunos vencedores do I Concurso de Desenho Infantil da Fundação MOA, em Esposende.

IMG_20210427_185919_BURST016.jpg

Promovido pela Fundação MOA de Portugal, com a colaboração da Saúde Escolar da UCC ConVidaSaúde/ACES Cávado III Barcelos/Esposende e o apoio do Município de Esposende e da Esposende Ambiente, o certame teve como principal propósito contribuir para a promoção da Educação Artística, um dos pilares de trabalho do Departamento de Arte e Cultura da Fundação MOA.

Este concurso integrou o Plano de Atividades do Programa de Educação para a Sustentabilidade 2019/2020 da Esposende Ambiente, contudo, devido a sucessivos adiamentos decorrentes da pandemia, apenas agora foi possível concluir o projeto, com a entrega dos prémios e a exposição dos trabalhos vencedores.

Estiveram a concurso 83 obras de alunos que, no último ano letivo, frequentaram o 4.º ano de escolaridade, nomeadamente do Centro Escolar de Fão e das Escolas Básicas de Góios, do Facho, de Apúlia e de Curvos.

Além dos três primeiros prémios, o júri atribuiu também sete menções honrosas, sendo que os vencedores receberam, respetivamente, um cheque-oferta no valor de 75, 50 e 30 euros, e todos os alunos distinguidos foram agraciados com prémios de participação.

Assim, com o tema “O meu mundo”, Clara Carvalho, da EB de Góios, foi a grande vencedora. Em segundo lugar ficou Leonor Leite, do Centro Escolar de Fão, com o trabalho “As minhas amigas”, e a terceira classificada foi Inês de Jesus Regada, da EB do Facho, com o tema “O que existe no coração de todos nós”. Quanto às menções honrosas, os alunos distinguidos foram Maria Carvalho, da EB de Apúlia, Hugo Santos, da EB do Facho, Martim Costa, da EB de Góios, Íris Leonor Oliveira, da EB de Apúlia, João Ferreira, da EB de Góios, Sofia Alexandra Nunes, da EB de Curvos, e Lara Pacheco, da EB do Facho.

A entrega dos prémios esteve a cargo de Tatsuya Kanda, da Fundação MOA Portugal, Alexandra Roeger, Vice-presidente do Município de Esposende, Paulo Marques, Presidente do Conselho de Administração da Esposende Ambiente, e Manuela Sá, enfermeira da UCC ConVida Saúde. Para além dos alunos e respetivos pais, a sessão contou também com a participação dos professores que dinamizaram este concurso junto das suas turmas.

Ao associarem-se a esta iniciativa, o Município e a Esposende Ambiente estão a contribuir para o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

IMG_20210427_184939.jpg

IMG_20210427_191337.jpg

1º Prémio (1).jpg

2º Prémio (2).jpg

3º Prémio (3).jpg

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE VILA VERDE ACOLHE EXPOSIÇÃO COM MAIS DE TRINTA ILUSTRAÇÕES INSPIRADAS EM TEXTOS DE POETAS PORTUGUESES

«Esta mostra visa "dar voz" e conceder o devido relevo à arte e à poesia e promover o acesso das pessoas a uma grande diversidade de manifestações artísticas»

171701216_3745144005611750_2415671689316324887_n.j

Decorreu esta tarde, na Biblioteca Municipal de Vila Verde, a inauguração da Exposição de Sílvia Mota Lopes, "Pintar com Poesia- devaneios, palavras, traços e cor".

A partir de textos de poetas lusófonos, a artista Sílvia Mota Lopes criou um mundo de cor e sensações que mostram como a poesia é uma porta para a livre criação e permite expandir os horizontes das palavras.

A mostra catalogada, patente até 30 de abril, ilustra e recria trabalhos de 32 poetas, a que se juntam cinco autores vilaverdenses vivos e uma das maiores figuras da história do concelho, o patrono da Biblioteca Municipal de Vila Verde, Álvaro da Costa Machado Vilela.

Com este quadro, o Município de Vila Verde inaugura, na abertura desta exposição, a primeira das 25 iniciativas de celebração dos 25 anos dedicada à evocação de Machado Vilela.

171550767_3745144132278404_3018845000111883686_n.j

172226358_3745144718945012_7766285185026116122_n.j

171717513_3745144728945011_559541319810899012_n.jp

171520815_3745144395611711_6521775676572211158_n.j

171753351_3745144018945082_2290541017060018628_n.j

171849353_3745144845611666_2544926388597004399_n.j

171963812_3745144145611736_8812983104787307069_n.j

171430287_3745144382278379_7830252525150686817_n.j

ARTISTA VIANENSE JOSÉ PASSOS RETRATA A PAIXÃO DE CRISTO

José Artur Rodrigues Passos de seu nome completo, nasceu em 1969, na freguesia de Monserrate, em Viana do Castelo, e é funcionário desde há 20 anos naquele estabelecimento hospitalar, outrora designado por Hospital de Santa Luzia.

Licenciado em Design do Produto, o autor destas e outras obras, desde cedo demonstrou o gosto pelo desenho e pela pintura. Qualquer folha de papel em branco era preenchida pelo o que se lhe passava na alma.

167072688_10208902513717715_3840937440754501300_n.

166631914_10208902514277729_2586409940507134834_n.

166628150_10208902513837718_623047876520472267_n.j

166347229_10208902514197727_886823414709693077_n.j

166261596_10208902514677739_7043201729287072721_n.

BRAGA APRESENTA EXPOSIÇÃO COLECTIVA NO ÂMBITO DO PROGRAMA ACTUM

Encontra-se patente na Casa dos Crivos uma exposição colectiva no âmbito do programa ACTUM.

A exposição, patente na Casa dos Crivos desde dia 5 de Dezembro, traduz o processo de criação artística individual das vinte e três propostas multidisciplinares seleccionadas da ´Medida 2 – Artes Plásticas e Visuais’ do ACTUM, que tiveram como intuito principal a reflexão e a concepção sobre o estado do mundo e o momento que experienciamos individualmente e como sociedade.

As obras produzidas abarcam diferentes domínios (pintura, escultura, instalação, desenho, vídeo e fotografia) e serão integradas nesta exposição e numa plataforma de arte online. Durante a sua exibição, as obras poderão ser vendidas sem qualquer contrapartida monetária para o Município de Braga ou para a zet gallery.

MUNICÍPIO DE BRAGA LANÇA CONCURSO DE BANDA DESENHADA

‘Fora da Caixa’ desafia criatividade dos jovens Bracarenses

O Município de Braga acaba de lançar o Concurso de Banda Desenhada. “Fora da Caixa” é o título desta iniciativa dirigida a jovens Bracarenses com idades compreendidas entre os 16 e os 20 anos.

cartazbragcandidat.jpg

Com este projecto o Município pretende desafiar a criatividade dos jovens e, ao mesmo tempo, despertar o seu interesse nos processos criativos, estimulando hábitos de escrita, leitura e desenho.

‘Paz’ é o tema escolhido para esta primeira edição do concurso que, desta forma, pretende sensibilizar a comunidade para a necessidade da construção de u m mundo tolerante e solidário.

A entrega dos trabalhos irá decorrer entre os dias 5 e 30 de Dezembro, na Casa dos Crivos.

Todas as propostas serão submetidas a um júri que é constituído por Lídia Dias, vereadora da Cultura, pelo escritor e ilustrador Pedro Seromenho e pela ilustradora Bracarense Raquel Costa. Os três primeiros classificados receberão vouchers a descontar em livrarias e papelarias locais contempladas no protocolo entre a Associação Comercial de Braga e o Município de Braga.

Deste concurso resultará uma exposição a inaugurar a 22 de Janeiro de 2021, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

O regulamento e a ficha de inscrição para candidatura estão disponíveis através do link https://bit.ly/3o7bWiX

Mais informações podem ser obtidas através do e-mail: inscricoes.cultura@cm-braga.pt

ESBOÇO DE DESENHO RETRATA A SEMANA SANTA DE BRAGA EM MEADOS DO SÉCULO XX

Esboço a lápis representando a festa mais característica do Minho, a Semana Santa em Braga, na década de cinquenta do século passado, pertencente a um conjunto de desenhos alusivos às ex-províncias de Portugal e suas capitais de Distrito, para ilustrar o calendário anual da Empresa do Bolhão. Idealizado por António Cruz Caldas, enquanto empregado, litógrafo maquetista, na empresa.

Fonte: Arquivo Municipal do Porto

Capturaresboçobragasemansanta.PNG

ARTE DE MUTES NO ÁLBUM “SURGE” DE SÉRGIO CASTRO DOS TRABALHADORES DO COMÉRCIO

Sérgio Castro é o vocalista da conhecida banda Portuense, Trabalhadores do Comercio. Sérgio e Mutes são amigos, conheceram-se nos meandros das galerias no Porto, aquando de uma exposição coletiva na rua Miguel Bombarda.

Mutes e Sergio.jpg

Mutes e Sérgio discutindo ideias para o Livro

 

“Surge” assim, o convite da parte de Sérgio, para Mutes, ser um dos 5 pintores que contribuíram com 16 pinturas, cada uma especialmente dedicada a cada um dos temas, além das da capa e da contracapa, deste seu primeiro álbum a solo.

È um álbum/ livro com uma enorme qualidade gráfica e o CD com uma excelente qualidade de gravação, acompanhado por um livro de 32 páginas, em formato de álbum LP, com 14 canções de estilos variados, compostas ao longo de 50 anos de estrada e estúdio. Mutes (Arcos de Valdevez), Martinho Lima (Guimarães), Damião Vieira (Porto), Manuel Cunha (Melgaço) e Elisa Queiroz (Porto) são os 5 artistas que dão vida ao trabalho plástico deste fantástico álbum.

Participacão de Mutes.jpgPinturas de mutes no Livro/Álbum Surge

MUTES CRIA DESENHOS PARA LINHA DE COPOS DE CERVEJA EM MIAMI

Convidado por um fabricante de cerveja (Other Worlds Brewing), o Arcuense Mutes, criou uma linha de vários desenhos para serem impressos em copos, na cidade de Miami.

IMG_20200505_002012_048.jpg

- Fui convidado através do Instagram, por este fabricante de cervejas, que após ter encontrado a minha página de imediato me contactou, desafiando-me para a criação de várias tiras de desenhos para estes serem impressos em 2 modelos diferentes de copos. Após a criação de vários desenhos em formato BD, apenas a duas cores, e lhe ter enviado, foi novamente contactado mais tarde por ele, já com alguns exemplares dos desenhos nos copos. A marca de copos que ira receber as minhas obras chama-se Rastal Teku Lawrence Glassware. Esta é mais uma forma de levar a minha arte a outros locais que não sejam apenas galerias, fazendo-a viajar através de vários Países do Mundo, como felizmente com algum custo, a tenho conseguido levar.

IMG_20200509_191532.jpg

ARTISTA VIANENSE JOSÉ PASSOS RETRATA COM ALMA MOTIVOS RELIGIOSOS E ETNOGRÁFICOS

José Artur Rodrigues Passos de seu nome completo, nasceu em 1969, na freguesia de Monserrate, em Viana do Castelo.

97328558_680805392698002_1078597464916754432_n.jpg

Licenciado em Design do Produto, o autor destas e outras obras, desde cedo demonstrou o gosto pelo desenho e pela pintura. Qualquer folha de papel em branco era preenchida pelo o que se lhe passava na alma.

Aqui retrata sobretudo um olhar do designer sobre o religioso, temática que sempre o fascinou. Aliás, à semelhança da etnografia e tradições populares em geral, da qual a região de Viana do Castelo é bem rica e portadora de todo um espólio único e exclusivo.

Nas duas exposições que realizou pode sempre ler-se o mesmo lema: “ Entrem... porque as pinturas também falam! Escutem... porque as pinturas também se expressam! Vejam...porque um quadro é um espelho da nossa imagem interior”.

E nós aqui estamos para contemplar a obra magnífica de José Passos!

96939184_941041243012288_9099431426859728896_n.jpg

97107181_236652110766766_5436784325871796224_n.jpg

96814659_607985963130902_3813850359491723264_n.jpg

98089325_1580784038744024_6297083592568733696_n.jp

98176093_2591722477763823_160076085411708928_n.jpg

97920927_264681824729724_1077721686725361664_n.jpg

97953976_265568921479382_3356675546376306688_n.jpg

97006430_560237144907682_6073651229097984000_n.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE ILUSTRAÇÃO DA NATUREZA

Ilustração da Natureza no Museu da Água

|8 de fevereiro a 7 de março|

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, através do seu Museu da Água ao Ar livre do Rio Vez, no âmbito do mês dedicado à Ilustração da Natureza, irá organizar diversas atividades, de 8 de fevereiro até 7 de março, tendo como programa:

  1.        i) 8 de fevereiro a 7 de março: Exposição de ilustração científica – Fauna no seu Esplendor e Rigor, por Davina Falcão.
  2.        ii) 8 de fevereiro (10h-12h): Workshop de ilustração para Crianças – Conhecer a Fauna pintando-a.

         Iii) 7 de março (9h-13h): Workshop de ilustração para adultos – Técnicas a preto e branco.

  1.        iv) Até 29 de fevereiro: participação no I Concurso de ilustração – Ilustrar o Vez.

As atividades decorrerão no Centro de Informação e Acolhimento do Museu da Água ao Ar livre do Rio Vez com entrada gratuita.

A inscrição nos workshops é gratuita mas obrigatória.

Inscreva-se para o Workshop de ilustração para Crianças aqui: https://forms.gle/kGfHD4ndRKf27nHx6 e para o workshop de ilustração para adultos aqui: https://forms.gle/NaUQgFbxy4Vx1JAb6

A participação no concurso de ilustração é gratuita devendo consultar, para o efeito, o regulamento.

Para mais informações contacte através do e-mail  museudaagua@cmav.pt ou do telefone (+351) 258 247 317.

Participe!

Programa das atividades.jpg

"DESTERRADO" DE ANTÓNIO OLAIO NA ALA DE FRENTE EM FAMALICÃO

Exposição vai estar patente de 8 de fevereiro a 22 de maio, com entrada livre

António Olaio, fundador da banda portuguesa dos anos 80 Repórter Estrábico, é o protagonista da primeira exposição do ano da galeria municipal Ala da Frente, em Vila Nova de Famalicão. Depois de ter apresentado “Desterrado” na Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra, em 2019, o artista plástico prepara-se agora para mostrar ao público famalicense esta instalação artística que junta, no mesmo espaço, pintura, vídeo e desenho.

Desterrado de António Olaio.jpg

A exposição será inaugurada no dia 8 de fevereiro, com a presença do artista, e vai estar patente na galeria de arte contemporânea famalicense até ao dia 22 de maio, com entrada livre.

Esta instalação dá continuidade ao trabalho desenvolvido por António Olaio numa reflexão que iniciou em 2017 e que o levou a estabelecer uma relação com a escultura “Desterrado” do Museu Soares dos Reis, no Porto.

Para o curador da Ala da Frente, António Gonçalves, a exploração de várias “linguagens e territórios criativos” nesta exposição reflete a abrangência do trabalho de António Olaio. “Nesta exposição temos a presença da pintura, do vídeo e do desenho, num possível equilíbrio que nos levará a questionar o espaço e a nossa presença nele, assim como a nossa relação com o entendimento da arte”, explica a propósito.

“Expor num mesmo espaço diferentes suportes e linguagens é levar o observador a ajustar-se e a encontrar soluções de potencial equilíbrio, em resposta à instigação de desassossego que António Olaio lança. Uma provocação que oscila entre linhas ténues e linhas de força bem expressa, que nos transferem uma unicidade ao trabalho desenvolvido por Olaio”, acrescenta.

Recorde-se que António Olaio nasceu em 1963, em Sá da Bandeira, Angola, e vive em Coimbra. Com formação em Pintura, é professor no Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (UC), tendo apresentado, em 2000, dissertação de Doutoramento, construída a partir da obra de Marcel Duchamp. É diretor do Colégio das Artes e investigador do Centro de Estudos Sociais da UC. As suas performances levaram-no à música, tendo sido fundador do grupo Repórter Estrábico em 1986.

Refira-se ainda que a exposição tem entrada livre e poderá ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h00 às 17h30 e aos fins-de-semana das 14h30 às 17h30. A galeria de arte contemporânea Ala da Frente fica localizada no Palacete Barão da Trovisqueira, na Rua Adriano Pinto Basto.

JOVENS ARTISTAS DE ESPOSENDE VÃO EXPOR NA CASA DA JUVENTUDE

Casa da Juventude de Esposende evidencia trabalho de jovens artistas do concelho

A Casa da Juventude de Esposende vai acolher, na quadra natalícia, uma exposição coletiva de Desenho e Pintura de jovens artistas do concelho.

exposiçãoCJ.jpg

Organizada pelo Município, em parceria com o Centro de Estudos Compêndio, de Esposende, a mostra será inaugurada no próximo dia 16 de dezembro, pelas 19h00, e estará patente até 4 de janeiro.

A exposição poderá ser visitada no espaço Bibliocafé, no horário normal de funcionamento da Casa da Juventude, ou seja, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h00, e, ao sábado, das 9h00 às 13h00.

Através desta iniciativa, o Município de Esposende evidencia o trabalho de jovens artistas do concelho, reconhecendo e valorizando a sua atividade. Enquanto equipamento ao serviço de toda a comunidade, a Casa da Juventude continua a constituir-se como palco privilegiado para os mais novos se darem a conhecer e apresentarem o seu trabalho.

Esta mostra insere-se no plano de atividades da Casa da Juventude, onde se insere um leque alargado e diversificado de propostas, para todos os públicos, tendo em vista o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, que o Município de Esposende verteu para o seu plano de gestão e de ação.

PONTE DE LIMA EXPÕE DESENHOS DE FERNANDO HILÁRIO

Desenhos de Fernando Hilário em exposição na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

O Município de Ponte de Lima, em colaboração com o Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta, apresenta na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima uma exposição de desenhos da autoria do pintor contemporâneo Fernando Hilário, com o título “O Desenho das palavras: da realidade à evasão”.

EXP_FERNANDO_HILARIO.jpg

A mostra vai estar patente na varanda interior da Biblioteca Municipal, de 15 de novembro de 2019 a 31 de janeiro de 2020.

A criação dos desenhos de Fernando Hilário reflete uma circunstância social, em que o artista se insere, seja uma reunião de trabalho, uma conversa de café ou outra atividade laboral ou de lazer. É nesse contexto que concretiza a grande maioria dos desenhos, fruto das palavras, das pessoas e dos ambientes, manifestando uma posição de agrado ou desagrado, que se reflete na expressão/configuração do desenho produzido.

A comunicação da palavra dita ou não dita encontra expressão no desenho, quer pela inserção gráfica da própria palavra verbal ou por outras grafias que a substituem ou complementam em representações sugestivas. 

Os desenhos são então discursos visuais, motivados pela aquiescência ou intolerância das circunstâncias e das pessoas. Simultaneamente, traduzem momentos de evasão, numa dimensão de introspeção psicanalítica.

Produzidos com materiais aleatórios, porque disponíveis no momento em que ocorre a sua produção, estes desenhos devem ser entendidos como enunciados gráficos, livres de academismos e estereótipos, ou seja, manifestações criativas, conducentes à transfiguração das realidades quotidianas, desde logo as de natureza sociocultural.

Esta mostra acolhe desenhos do artista concebidos a partir dos anos 80 até à atualidade.

Sobre o autor:

Fernando Hilário Mendes Ferreira, professor, pedagogo, pintor, escultor, investigador e escritor, é natural do Porto, onde nasceu em 1953, e reside há vários anos em Vilar do Monte, Ponte de Lima.

É licenciado em Línguas e Literaturas Modernas e doutorado em Teoria da Literatura e Literatura Comparada.

Foi professor do ensino secundário e do ensino superior público e privado. Trabalhou na Escola Superior de Educação do Porto e com a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, na área da formação pedagógica de professores.

Colaborou com a Editora ASA no desenvolvimento de projetos relacionados com a produção de livros didáticos nas áreas da língua e da literatura portuguesas.

Tem publicação dispersa na imprensa escrita, de que se destaca a colaboração que manteve com o Jornal de Notícias do Porto, na última década de 1900, com a rubrica “Escrita de Mel e Água”.

É membro investigador do CLEPUL (Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa). Foi cofundador do Centro de Línguas e Culturas da Universidade Fernando Pessoa.

Recebeu vários prémios de poesia. É membro da Academia de Pintura Cittá de Roma. Foi membro fundador da Associação de Escritores de Gaia. Fundou a Associação de Escritores, Jornalistas e Produtores Culturais de Ponte de Lima, sendo o atual Presidente de Direção.

Tem desenvolvido estudos nas áreas do Modernismo, da Literatura Africana de Expressão Portuguesa e da Poesia Concreta e tem participado com comunicações em diversos encontros científicos.

É autor de uma vasta bibliografia e de uma imensa produção artística. Expõe pintura com regularidade desde 1980.

 

Tem desenvolvido estudos nas áreas do Modernismo, da Literatura Africana de Expressão Portuguesa e da Poesia Concreta e tem participado com comunicações em diversos encontros científicos.

É autor de uma vasta bibliografia e de uma imensa produção artística. Expõe pintura com regularidade desde 1980.